Você está na página 1de 12

Setembro, Outubro e Novembro de 2010

Porte Pago
DR/PB
PTR/PB 270/93

INFORMATIVO DO CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DA PARAÍBA - CRM/PB


João Pessoa . Setembro/Outubro e Novembro de 2010 . Nº 84

Diretoria do CFM se rreúne


Diretoria eúne na sede
do Conselho Re gional da Paraíba
Regional
Págs 6 e 7

Membros da Comissão de MP recomenda que médicos


Assuntos Políticos da Paraíba utilizem letra legív
legível em
gível
tomam posse receituário
Pág 10 Pág 8

CRM-PB participa de
Mobilização Nacional em
defesa da saúde
Págs 4 e 5
1
Setembro, Outubro e Novembro de 2010

EXPEDIENTE
Editorial
Destacamos nesta edição a visita, no dia 3 de novembro
último, do presidente do CFM, Roberto d'Ávila, e de sua diretoria,
Presidente para participarem de reunião conjunta com o corpo de conselheiros
João Gonçalves de Medeiros Filho deste CRM, estratégia que vem sendo adotada na atual gestão do
Conselho Federal Medicina, no sentido de estreitar os laços e
Vice-presidente
Norberto José da Silva Neto
prestigiar os regionais, elevando a auto-estima e fortalecendo assim
1º Secretário a unidade conselhal. Na oportunidade, expressamos nossa
Roberto Magliano de Morais satisfação em recebê-los e, durante a sessão, foram tratados temas
2º Secretário diversos de nosso interesse e que decerto vão contribuir para
Walter Fernandes de Azevedo otimizar as ações deste Regional. Nesse contexto, esperamos
Tesoureiro
Fernando O. Serrano de Andrade em breve viabilizar o projeto de digitalização do nosso acervo e a
Corregedor instalação de unidade de multimídia na nossa sede, que deverá
Mário Toscano de Brito Filho propiciar uma integração mais efetiva com outros Conselhos e o
Diretor de Fiscalização Federal, além de promover uma maior aproximação com nossa
Eurípedes S. Mendonça de Souza
categoria.
Em agosto passado, realizamos na sede deste CRM
CONSELHEIROS DO CRM PB
dois eventos, em uma mesma sessão: a posse da Comissão
EFETIVOS SUPLENTES Estadual de Assuntos Políticos(CAP) e a instalação do
Alberto Luiz Duarte Marinho Ana de Lourdes Vieira Fernandes Departamento do Museu da Imagem e do Som da Medicina da
Carlos Roberto de Souza Aurélio José G. de Melo Ventura
Dalvélio de Paiva Madruga Cláudio Orestes Britto Filho Paraíba.
Eurípedes S. Mendonça de Souza Débora Braga Nóbrega Cavalcanti A solenidade contou com a participação de representantes
Fernando O. Serrano de Andrade Francisco Marcelo Braga Carvalho da CAP nacional - Carlos Vital Tavares Correa Lima (vice-presidente
Genário Alves Barbosa (licenciado) Flawber Antônio Cruz
Gilka Paiva Oliveira Costa Gesira Soares de Assis Florentino do CFM), Alceu Pimentel (Presidente da CAP Nacional), Luc Wechx
João Alberto Morais Pessoa Giovannini César A. L. Figueiredo (Representante da AMB) e Napoleão Salles (Assessor Parlamentar
João Gonçalves de Medeiros Filho Manoel Nogueira Neto
do CFM) -, dos membros da comissão estadual, dos médicos
João Modesto Filho Marco Aurélio Smith Filgueiras
José Mário Espínola Márcia Brandeburski de Farias homenageados e demais convidados. A Comissão de Assuntos
Marcelo A. Cartaxo Queiroga Lopes Maria Fátima Oliveira dos Santos Políticos, conforme salientamos durante o evento, tem o papel
Mário Toscano de Brito Filho Maria do Socorro Adriano de Oliveira
Norberto José da Silva Neto Maria Teresa Nascimento Silva
fundamental de acompanhar os projetos de interesse para a
Otávio Sérgio Lopes Ronivaldo de Oliveira Barros categoria que tramitam a nível municipal, estadual e federal, além
Paulo Roberto Dantas da Nóbrega Suely Carmem A. Cartaxo Alves de fazer toda a articulação política.
Pedro Félix Filho Tatiana Viana Fragoso Vieira
Remo Soares de Castro Thiago Pereira Alencar O Departamento do Museu da Imagem e do Som da
Roberto Magliano de Morais Uytamira Veloso Castelo Branco Medicina da Paraíba, criado através da Resolução CRM-PB nº144/
Walter Fernandes de Azevedo 2010 com o objetivo de resgatar nossa memória, foi instalado
Wilberto Silva Trigueiro
oficialmente, logo em seguida. Na oportunidade, procedeu-se à
Representantes da AMPB entrega de um kit - com os 12 primeiros dvds do acervo do museu
Geraldo de Almeida Cunha Filho contendo as entrevistas realizadas com figuras expressivas da
Joaquim Paiva Martins
medicina paraibana -, aos médicos entrevistados e a diversas
Delegacia de Campina Grande entidades. Esperamos com isso contribuir para a preservação de
Delegado nossa história e estabelecer uma parceria com o Memorial da
Basílio Serrano S. Filho Medicina Paraibana que deverá ser edificado no antigo prédio da
1º secretário
Faculdade de Medicina, sob os auspícios da UFPB, conforme nos
Teresa Cristina M. Ventura Nóbrega
2º secretário garantiu o reitor Rômulo Polari.
Vladimir Gomes de Oliveira O registro de inúmeros casos de KPC (Klebsiella
Suplentes
Alana Abrantes Nogueira
pneumoniae carbapenemase) em diversos estados brasileiros,
Márcio Rossani Farias de Brito inclusive na Paraíba, onde já foram notificados dezoito, tem sido
Conselho editorial do Jornal CRM-Paraíba
motivo de muita preocupação para todos nós. Participamos de
Eurípedes Mendonça (Editor) reunião no Ministério Público da Paraíba - Curadoria da Saúde,
João Gonçalves de Medeiros Filho sob a coordenação do Dr. Glauberto Bezerra, com representantes
Joaquim Paiva Martins
Marco Aurélio Smith Filgueiras
da AGEVISA, da CECISS, da CMCIH e GVS-JP com o intuito de
traçar diretrizes no sentido de coibir a proliferação dessa bactéria
CRM-PB multirresistente. Foi editada nota técnica com as recomendações
Av. Dom Pedro II 1335 - Centro - João Pessoa - PB
pertinentes e, no dia 27 de novembro, na sede do nosso Regional,
Cep: 58040-440 . Fone: (83) 2108-7200 . Fax. (83) 2108-7215
E-mail - crmpb@crmpb.org.br às 9 horas, estaremos realizando, em parceria com o Ministério
Site: www.crmpb.org.br Público do Estado da Paraíba e as demais entidades envolvidas,
Impressão um fórum de debates sobre o assunto dirigido a médicos e
Gráfica Santa Marta - Envio: XX/11/2010 profissionais da área de saúde.
Redação e Edição Dessa maneira, esperamos estar cumprindo nosso papel
Formato Assessoria de Comunicação na salvaguarda do interesse da nossa categoria e da comunidade
Rua Matteo Zácara, 124, Jaguaribe paraibana.
Fone: (83) 8831-1556/8815.7887
formatoassessoria@yahoo.com.br
Jornalistas Responsáveis: João Gonçalves de Medeiros Filho
Luciana Oliveira - DRT/DF 1.849/97
Kaylle Vieira - DRT/PB 0279/03-59 Presidente
2
Setembro, Outubro e Novembro de 2010

Conselho Federal de Medicina alerta para uso


alerta
indiscriminado de antibióticos
Anvisa estabelece novas regras e Presidente do CRM-PB participa da elaboração das
recomendações
Por recomendação da Anvisa, em breve, de proteger a sua saúde. O presidente do das bactérias, mas ficam as resistentes ao
farmácias e drogarias só poderão vender Conselho Regional de Medicina da Paraíba antibiótico. Da próxima vez que tiver a doença, o
antibióticos com receita médica. O uso (CRM-PB), João Medeiros Filho, que participou antibiótico não vai mais servir e terá que usar
indiscriminado desses remédios e a falta de da elaboração da recomendação do CFM, outro". O presidente do CRM-PB ainda afirmou
higiene estão contribuindo para a alerta a população. "Atualmente não é preciso que espera que o monitoramento das vendas de
disseminação das chamadas superbactérias, uma receita para comprar antibiótico. Por isso, remédio na comunidade auxilie a prática médica
como a KPC. A RDC 44 de 26 de outubro de o uso inadequado desse tipo de medicamento dentro dos hospitais.
2010 é que estabeleceu as novas regras e as favorece as superbactérias e prejudica a saúde O CFM está recomendando que é
farmácias têm 30 dias para se adaptar à do usuário", destacou o médico. "fundamental que o paciente só faça o uso de
mudança. Segundo João Medeiros, "quando se tem medicamentos sob prescrição estrita de
Diante da nova regulamentação, o uma amigdalite, por exemplo, é preciso tomar médicos, os únicos profissionais capacitados
Conselho Federal de Medicina (CFM) está dez dias de antibiótico. Mas as pessoas tomam e habilitados para diagnosticar e determinar a
orientando a população a tomar antibióticos só por três, quatro dias, começam a melhorar e adoção de procedimentos com o intuito de
apenas com orientação médica, como forma param. Com isso, consegue eliminar 80%, 90% alcançar a recuperação do bem estar e da cura".

Tratamento de infecções causadas por KPC é CRM-PB


um desafio para os médicos promove Fórum
Helena Francelina Britto Germoglio
de Debate sobre
Médica tinfectologista - CRM-PB 1712
o Controle da
A Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC) é uma enzima que foi identificada inicialmente KPC
em Klebsiella pneumoniae pela primeira vez na Carolina do Norte, Estados Unidos, em 1996, podendo
também ser produzida por outras enterobactérias. Nos últimos 5 anos, o aumento de isolados de No dia 27 de novembro, o
KPCs tem se tornado um problema significante pois são bactérias capazes de hidrolisar os CRM-PB irá promover, em sua
carbapenêmicos e conferir resistência a um largo espectro de antibióticos; o tratamento de infecções sede, das 9h às 12h, o Fórum de
causadas por esses patógenos ainda é considerado um desafio para os clínicos, visto que poucos Debates sobre o Controle da KPC
dados clínicos estão disponíveis para recomendações de antibioticoterapia. (Klebsiella Pneumoniae
As beta-lactamases podem ser classificadas em 4 grandes classes (A-D) baseado na sequência Carbapenemase). O evento é
de aminoácidos. As carbapenemases incluem enzimas das classes A, B e D. As enzimas KPC diferem dirigido a médicos e profissionais
das demais por serem encontradas em plasmídios e serem capazes de hidrolisar cefalosporinas como da área de saúde.
a cefotaxima. É predominantemente encontrada em K. pneumoniae, entretanto, também foi encontrada "Essa discussão é de suma
em outras Enterobacteriaceae, incluindo Escherichia coli, Enterobacter sp, Salmonella enterica, Proteus importância, considerando o
mirabilis e Citrobacter freundii. A identificação de enzima KPC fora da família Enterobacteriaceae foi crescente aumento das infecções
primeiramente descrita em 2007, em Pseudomonas aeruginosa e, mais recentemente, em cepas de causadas pela KPC e as
Acinetobacter baumannii em Porto Rico. Até o momento, nove diferentes variantes (KPC-2 a KPC-10) dificuldades encontradas no seu
da KPC foram descritas, sendo KPC-2 e KPC-3 as mais frequentemente encontradas. controle. Na oportunidade, será
Dados do CDC (Centro de Controle de Doenças - Atlanta-EUA) de 2007 indicam 8% de todos os apresentado um protocolo de
isolados de Klebsiella como sendo resistentes aos carbapenêmicos, em comparação com < 1% em medidas preventivas a serem
2000. O gene que confere resistência (bla KPC-1) foi encontrado em plasmídios, sendo responsável adotadas pelas instituições de
pela resistência aos carbapenêmicos, cefalosporinas e aztreonam. A identificação da KPC ainda é um saúde", ressaltou o presidente do
desafio aos laboratórios de microbiologia, isso porque a presença da KPC nem sempre resulta em CRM-PB, João Medeiros.
altos níveis de resistência aos carbapenêmicos, mas pode causar aumento no MIC, sendo a amostra O Fórum é uma parceria do
considerada ainda sensível ou com sensibilidade intermediária. CRM-PB com o Ministério Público
A infecção por enterobactérias produtoras de KPC não parece ser específica de sítio, órgãos ou Estadual, a Agência Estadual de
tecidos. A maioria das infecções são sistêmicas, ocorrendo em pacientes com múltiplos procedimentos Vigilância Sanitária e a Comissão
invasivos ou infecção do trato urinário. Nenhum fator de virulência especificamente associado a bactérias Estadual de Controle de Infecção
produtoras de KPC foi relatado. Fatores de risco associados à aquisição de bactérias produtoras de em Serviços de Saúde.
KPC incluem: hospitalização prolongada, permanência em UTI, uso de dispositivos invasivos, Anteriormente, foi realizada reunião
imunossupressão e uso de múltiplos esquemas antimicrobianos prévios. no Ministério Público da Paraíba,
Os dados clínicos a respeito do tratamento de infecções por KPC ainda são bastante limitados. sob coordenação do promotor
Os tratamentos mais utilizados são com aminoglicosídios, combinação com polimixina e tigeciclina, Glauberto Bezerra, que também
com aparentes melhores resultados quando comparados com monoterapia de carbapenêmicos ou contou com a participação das
polimixina. A despeito dos poucos dados disponíveis, não se recomenda monoterapia com entidades envolvidas e traçou
carbapenêmicos ou polimixina. diretrizes para coibir a proliferação
da bactéria. 3
Setembro, Outubro e Novembro de 2010

Paraíba comemora Dia do Médico

Representantes de entidades médicas participaram da sessão na Câmara de Vereadores. Diretores do CRM-PB participaram da solenidade

A valorização do exercício da Medicina Na sessão da Câmara de Vereadores, o dos candidatos a cargos eletivos. "Os projetos
foi o tema de destaque no Dia do Médico, presidente do CRM/PB, João Medeiros, destacou são muito bons. É preciso esperar para
comemorado em 18 de outubro. Em João a luta da categoria por melhores condições de avaliarmos na prática como eles serão
Pessoa, na Câmara dos Vereadores, foi trabalho e remuneração. "É de fundamental efetivados, tanto em nível estadual, quanto
realizada uma sessão solene, em homenagem importância a união de todas as entidades em nível nacional".
aos profissionais. À noite, na sede do Conselho médicas para a luta diária da classe. Para a Representantes do CRM/PB e de outras
Regional de Medicina da Paraíba, ocorreu a garantia de assistência médica de qualidade, é entidades médicas também utilizaram a
solenidade de posse da nova diretoria do preciso que o poder público atenda algumas de tribuna para destacar as necessidades da
Sindicato dos Médicos. Ainda seguindo a nossas reivindicações, como é o caso do Projeto categoria e também para prestar homenagens
programação, no dia 26, médicos de vários de Lei que pretende regulamentar a nossa aos médicos. A sessão em homenagem ao
estados brasileiros reuniram-se em Brasília, profissão", destacou João Medeiros. Dia do Médico foi propositura do vereador e
em uma mobilização conjunta pela O presidente do CRM-PB ainda médico Welando Guedes e foi presidida pelo
valorização da assistência médica. comentou as propostas na área de saúde também médico Luis Flávio.

4 Em seu discurso, o presidente do CRM-PB, João Gonçalves Medeiros, destacou a luta da categoria por melhores condições de trabalho e remuneração
Setembro, Outubro e Novembro de 2010

Nova diretoria do Simed toma posse


No Dia do Médico (18 de outubro),
a diretoria eleita para presidir o Sindicato
dos Médicos da Paraíba até 2013, tomou
posse, no auditório do CRM-PB.
Compuseram a mesa da solenidade o
presidente eleito, Tarcísio Campos; o
representante do Governo Estadual, José
Carlos Evangelista; o representante da
Prefeitura de João Pessoa, Édson Neves;
o presidente do CRM-PB, João Medeiros;
o vice-presidente da AMPB, Joaquim
Martins; o 1° Secretário do Simed, José
Demir; e o presidente da Unimed-JP,
Aucélio Gusmão.
Tarcício Campos tomou posse em solenidade realizada na sede do CRM-PB
Em seu discurso de posse, Tarcísio
Campos ressaltou que era uma satisfação
assumir mais uma vez o desafio de presidir médicas mães, que se dedicam à profissão sempre juntos, vamos lutemos pelos pleitos
o Simed, por mais três anos. e aos seus filhos. de nossa categoria", completou João Medeiros.
"Reafirmo meu compromisso de O presidente do CRM-PB saudou a todos A solenidade foi prestigiada por
lutar pela valorização do nosso trabalho e ressaltou a importância da união da categoria médicos, familiares e autoridades. Foram
médico. Precisamos de condições médica. "As entidades médicas paraibanas estão registradas as presenças de Dalvélio
dignas de trabalho", disse. Ele ainda muito bem afinadas e coesas. Parabenizo o colega Madruga (conselheiro federal pela Paraíba),
parabenizou a todos pelo Dia do Médico Tarcísio por mais um mandato e reitero que, do senador eleito Vital Filho, do vereador Luís
e fez uma homenagem especial às Flávio e do vice-governador Luciano Cartaxo.

Médicos fazem mobilização nacional em defesa da saúde


Lideranças médicas de todo o país,
representantes de mais de 350 mil médicos,
se dirigiram a Brasília para uma das
principais atividades cívicas e políticas deste
ano voltadas para a categoria: a Mobilização
Nacional pela Valorização do Médico e da
Assistência em Saúde no Brasil. O ato fez
parte das comemorações do Dia do Médico.
A Paraíba foi representada pelos médicos João
Medeiros Filho, Mário Toscano, Eurípedes
Mendonça, Carlos Alberto Fernandes Ramos
e Tarcísio Campos.
Em 26 de outubro, cerca de 300
profissionais dirigiram suas reivindicações
a parlamentares, ao Ministério da Saúde e
à sociedade. Para o presidente do Conselho
Federal de Medicina (CFM), Roberto Luiz
d'Avila, este momento "sinaliza mais um
alerta dos médicos sobre a situação crítica
em que se encontra a saúde brasileira, cujo
enfrentamento dos problemas precisa ser
colocado como prioridade".
Entre os temas se destacaram a A Paraíba foi representada pelos médicos João Medeiros Filho, Mário Toscano, Eurípedes Mendonça,
necessidade de mais recursos para a SUS; Carlos Alberto Fernandes Ramos e Tarcísio Campos.
a urgente regulação apropriada e efetiva na
saúde suplementar; e a implementação de - Associação Médica Brasileira (AMB), CFM Encontro Nacional das Entidades Médicas
condições de trabalho e remuneração que e Federação Nacional dos Médicos (Fenam). (Enem), em julho desse ano. O Manifesto
proporcionem o bom desempenho da Neste documento foi explicitado o dos Médicos à Nação, documento final do
medicina nos aspectos ético e técnico. diagnóstico do setor, apontadas as encontro que condensa as principais
Após concentração no Ministério da reivindicações da categoria e sugeridas posições do movimento, foi anexado ao
Saúde, o grupo fez caminhada até o soluções para o processo de valorização da material entregue.
Congresso Nacional, onde protocolou, junto Medicina. Após a mobilização, os participantes do
às presidências da Câmara dos Deputados A iniciativa foi ancorada na posição ato se reuniram com presidentes e diretores
e do Senado Federal, um documento em adotada pelos médicos - por meio de seus das entidades médicas nacionais na sede da
nome das três entidades médicas nacionais representantes -, aprovada durante o XII Associação Médica de Brasília (AMBr). 5
Setembro, Outubro e Novembro de 2010

Dalvélio de Paiva Madruga, João Gonçalves Medeiros Filho, Roberto D’Ávila e Norberto José da Silva Neto

Diretoria do CFM visita CRM-PB e


Diretoria
fortalece o Re
ortalece gional
Regional
Dez dos onze diretores do Conselho Federal vieram à Paraíba para ouvir reivindicações e
questionamentos dos conselheiros locais, além de apresentar metas e planos da gestão

Na noite de 3 de novembro de 2010, na enfrentando ou abordando. Precisamos de pelo Conselho Federal e que irá facilitar
sede do CRM-PB, praticamente toda a diretoria críticas construtivas e sugestões. Também as consultas e o trabalho desenvolvido pela
do Conselho Federal de Medicina (CFM) aproveitamos a ocasião para apresentar os Corregedoria.
esteve reunida com os diretores e conselheiros diretores do CFM e conhecer os diretores do O vice-corregedor do CFM, José
do Conselho Regional de Medicina da Paraíba CRM", afirmou o presidente do CFM, Roberto Albertino Sousa, esclareceu que o Conselho
(CRM-PB), em um momento histórico e D'Ávila. Federal já iniciou o processo de licitação
memorável. A visita faz parte de um processo As visitas aos conselhos regionais têm para aquisição de equipamentos
de integração do CFM com seus parceiros marcado os trabalhos da diretoria do CFM, necessários para o trabalho de digitalização
regionais e é uma forma de abrir espaço para gestão 2009-2014. Desde o início deste ano, dos processos nos regionais. "No Conselho
a discussão de problemas regionais e os diretores do Conselho Federal já visitaram Federal, começamos esse trabalho
encontrar soluções conjuntas que fortaleçam 24 regionais. A Paraíba foi o 25° Estado e o gradativamente e a ideia é implantar nos
as ações em prol dos médicos e da qualidade único a contar com praticamente toda a regionais que tiverem interesse", explicou
da assistência à saúde no país. diretoria do CFM. Faltam ser visitados este Albertino.
"Este é um momento muito ano, o Ceará e o Amapá. "Esse é um momento A segunda questão de João Medeiros
importante para todos nós. Precisamos de união, em que estamos buscando a unidade foi quanto à ativação da Sala de Multimídia,
dessa união com o Conselho Federal e com interna, com nossos regionais, e uma unidade para que haja uma integração maior dos
os outros regionais. Essa estratégia de se externa também, com as outras entidades conselhos e a redução de custos, com a
aproximar e fortalecer os regionais merece médicas", acrescentou Roberto D'Ávila. possibilidade de reuniões por
nosso aplauso", ressaltou o presidente do teleconferências. O 2° Secretário do CFM,
CRM-PB, João Medeiros. "Essa é a primeira Pleitos regionais Gérson Martins, corroborou a afirmação do
vez que praticamente toda a diretoria do Após as apresentações das presidente do CRM-PB, quanto à
CFM vem a um regional", completou. Dos diretorias, o presidente do CRM-PB tomou importância e economia de custos, informou
onze diretores do CFM, dez estiveram na novamente a palavra para fazer dois que os equipamentos necessários para
reunião. questionamentos principais. O primeiro essa ação não são de custo elevado e que
"Vimos aqui para ouvir. Queremos referiu-se à digitalização dos processos, já há um estudo para a implantação nos
saber quais questões não estamos medida importante, que está sendo tomada regionais.
6
-

Setembro, Outubro e Novembro de 2010

Paraíba em destaque Fiscalização, coordenado por Eurípedes está sempre trazendo os pleitos e ações da
Mendonça. "A Paraíba tem 223 municípios e Paraíba", ressaltou Roberto.
O conselheiro federal pela Paraíba, Eurípedes já visitou todos, conhecendo O presidente do CFM também destacou
Dalvélio Madruga, também fez uso da palavra profundamente a situação dos o trabalho realizado pelo Departamento de
para ressaltar as ações do CRM-PB. "Diversas estabelecimentos de saúde de cada um", Fiscalização do CRM-PB. "Conheço Eurípedes
ações do Conselho da Paraíba tem se afirmou o conselheiro federal. há muito tempo e o trabalho feito na
destacado em nível nacional, como a O presidente do CFM, Roberto D'Ávila, Fiscalização destaca-se em relação ao
publicação da cartilha com orientações para destacou que a Paraíba está à frente de realizado em outros estados. A experiência da
médicos candidatos e o manual para muitos outros Conselhos, inclusive de estados Paraíba, inclusive, tem ajudado outras
prescrição médica", ressaltou Dalvélio. Ele maiores. "Isso se deve, principalmente, pela regionais", completou. O 3° vice-presidente e
também citou a implantação da Comissão de atuação do conselheiro federal, Dalvélio responsável pela Fiscalização do CFM,
Assuntos Políticos, pelo regional paraibano, Madruga, que está sempre presente e Emmanuel Cavalcanti ratificou a afirmação: "A
o programa de Educação Médica Continuada, atuante. Aqui na Paraíba, não há distância Fiscalização do CRM-PB, junto com outros
com a publicação de diversos livros, e o entre os conselheiros do CFM e do CRM, pois regionais, tem sido muito eficaz em seu
trabalho de destaque do Departamento de nas reuniões mensais do Federal, Dalvélio trabalho".

Diretoria do CFM e conselheiros do CRM-PB participam da reunião

Diretores e conselheiros
presentes
Compuseram a mesa da reunião, o
presidente do CRM-PB, João Medeiros, o presidente
do CFM, Roberto D'Ávila, o conselheiro federal pela
Paraíba, Dalvélio Madruga e o vice-presidente,
Norberto José da Silva Neto. Pelo CRM-PB, além
de vários conselheiros, estiveram presentes todos
os membros da diretoria: Roberto Magliano de
Morais (1° Secretário), Walter Azevedo (2°
Secretário), Fernando Serrano (Tesoureiro), Mário
Toscano (Corregedor) e Eurípedes Mendonça
(Diretor de Fiscalização).
Os conselheiros do CRM-PB que estiveram
presentes foram: João de Medeiros Filho, Wilberto
Trigueiro, Fernando Serrano , Pedro Félix Filho, Durante a reunião, vários pontos de interesse da classe médica foram discutidos e propostas
Marcelo Queiroga, Mário Toscano, Maria do Socorro foram apresentadas
Adriano de Oliveira, João Alberto Morais, Marco
Aurélio Smith, Paulo Roberto Dantas da Nóbrega,
Flawber Antônio Cruz, Alberto Luiz Duarte Marinho, Os diretores do CFM presentes ao encontro - Henrique Batista e Silva - Secretário Geral
Norberto José da Silva Neto, Dalvélio de Paiva foram: - Gerson Zafalon Martins - 2° Secretário
Madruga, Walter Fernandes de Azevedo, Otávio - Roberto D'Ávila - Presidente - José Hiran da Silva Gallo - Tesoureiro
Sérgio Lopes, Débora Nóbrega Cavalcanti, Roberto - Carlos Vital - 1° Vice-presidente - Frederico Henrique de Melo - 2° Tesoureiro
Magliano, Geraldo de Almeida Cunha Filho, José - Aluísio Tibiriçá - 2° Vice-presidente - José Fernando Maia Vinagre - Corregedor
Mário Espínola e Francisco Marcelo Braga Carvalho. - Emmanuel Cavalcanti - 3° Vice-presidente - José Abertino Sousa - Vice-corregedor
7
Setembro, Outubro e Novembro de 2010

Diretoria do CRM-PB entr


Diretoria entreega carteiras
carteiras
pr ofissionais
profissionais

Médicos recém formados receberam, Conselho Federal e que está à disposição para Antonio Fausto Almeida Neto, Camila Martins
no dia 15 de outubro, na sede do Conselho o que for preciso. Camelo, Daniel de Araújo Paz, Daniel Sanches
Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), O tesoureiro Fernando Serrano lembrou Ribeiro, Danielle Raulino Bronzeado Sobreira,
suas carteiras profissionais e cédula de aos médicos que, a partir deste ano, a anuidade Dario Duarte Nunes, Débora Martins de Carvalho,
identidade. A solenidade foi presidida pelo pode ser parcelada em três vezes. "A anuidade Edgar Vasconcelos de Andrade, Edjane Silva
segundo secretário do CRM-PB, Walter do CRM é considerada um tributo, por isso é Alvino Panta, Eduardo Motta Braga, Eleandro De
Azevedo, e contou ainda com a presença do importante estar com o pagamento em dia", Angeli, Evelyne Fernandes Andrade, Evilane
conselheiro federal Dalvélio Madruga, do ressaltou. O corregedor Mário Toscano explicou Almeida Silva, Fernanda Castro Costa, Fernando
tesoureiro Fernando Serrano e do corregedor que é o conselheiro responsável pelo setor de Jorge Firmino Nóbrega, Isabellla Batista Diniz de
Mário Toscano. Os novos médicos receberam processos, o qual recebe as denúncias contra Melo, Januaria de Queiroz C Ferreira, João
também publicações do Código de Ética os médicos. "O Código de Ética é o nosso Andreola Diniz Junior, João Paulo Oliveira
Médica e alguns livros foram sorteados entre roteiro. É importante que o médico esteja Holanda, João Ricardo Soares Nóbrega, Kosme
os presentes. inteirado do Código, mas ele deve se sentir à de Sousa Silva, Marcella Ingrid Alves de Moura,
"Cumprimento todos vocês que estão vontade para solicitar aconselhamento sempre Marcelo Nunes Alves de Sousa, Mariana Barreiro
iniciando a profissão, além de seus familiares, que necessário", completou o corregedor. Lemos Felinto, Mayara de Medeiros Frazão,
e aproveito para lembrar que o CRM é a casa A médica Edjane Panta, representando Monine Couto Farias Bem, Osvaldo Rui Dias
de vocês e estamos aqui para defender os os demais colegas, falou em nome de todos. Martins Filho, Priscila Freitas Paiva Dantas,
médicos", ressaltou Walter Azevedo. Já o "Essa é a realização de um grande sonho para Rafael Pereira Soares Araujo, Raquel Bezerra
conselheiro federal, Dalvélio Madruga, todos nós. Estamos apenas na metade do Estrela Rodrigues, Rennan Gonçalves Cartaxo,
aproveitou a oportunidade para frisar que a caminho. É preciso continuarmos estudando e Rodrigo Leite Silva, Romeu Azevedo Menezes
"profissão médica necessita de renúncia, nos atualizando sempre", afirmou. Neto, Ruth Correia Queiroz Ferreira, Suzana
dedicação e do gostar do próximo, entendendo Os médicos que receberam as carteiras Pereira Correia Torres, Thaís Bezerra Ventura,
seus anseios". Dalvélio lembrou ainda que é o foram: Alírio Nóbrega Júnior, Ana Raquel Varandas Thiago Brunno Andrade Lima, Thiago Nóbrega
intermediário dos médicos paraibanos no Nominando Diniz, Anne Larissa Davi Lemos, Cardoso e Tierres Kehrwald.

Ministério Público Estadual rrecomenda


ecomenda letra legív
legível a médicos
gível
O Ministério Público Estadual, através não foi possível receberem medicação prescrita. O MP recomenda também, para que a
das Promotorias dos Direitos do Cidadão e da Em alguns casos, receberam medicação diversa medida seja posta em prática, que a Secretaria
Saúde, publicou uma recomendação, no dia 24 da prescrita, em virtude da caligrafia Municipal de Saúde e a Secretaria Estadual de
de agosto, acerca da caligrafia médica. Desta incompreensível de alguns médicos. Desta forma, Saúde disponibilizem aos profissionais médicos
forma, foi recomendado aos médicos da cidade segundo o MP, a caligrafia ilegível dos médicos que atuam nesses órgãos, no prazo máximo de
de João Pessoa que "quando da prescrição de pode gerar risco à saúde e até mesmo à vida 90 dias, instrumentos de informática que
medicamentos ou da realização de qualquer dos pacientes. viabilizem o cumprimento da recomendação. As
registro clínico façam a escrita ou anotações Além disso, foi considerado o que diz o mesmas providências são recomendadas à
de forma legível, preferencialmente datilografada Código de Ética Médica, em seu artigo 11, Associação dos Hospitais do Estado da Paraíba,
ou digitada". "O CRM-PB também tem Capítulo III, sobre a Responsabilidade à Associação Médica da Paraíba, ao Sindicato
incentivado a letra legível do médico. O conselho Profissional, que determina: "É vedado ao dos Médicos, à Unimed e demais instituições,
está em fase final de elaboração panfletos médico: Receitar, atestar ou emitir laudos de clínicas e convênios de saúde.
alertando sobre a importância da questão e que forma secreta ou ilegível, sem a devida Cópia da Recomendação foi enviada para
estão sendo distribuídos nos hospitais, clínicas identificação de seu número de registro no conhecimento e divulgação dos seguintes órgãos
e consultórios." Conselho Regional de Medicina da sua e entidades: Câmara Municipal de João Pessoa,
A recomendação do MP leva em conta jurisdição, bem como assinar em branco folhas Conselho Regional de Medicina da Paraíba,
o alto número de denúncias de pacientes que de receituários, atestados, laudos ou quaisquer Conselhos Estadual e Municipal de Saúde e
8 afirmam terem se dirigido a farmácias e que outros documentos médicos". Secretaria Geral do Ministério Público.
Setembro, Outubro e Novembro de 2010

Coluna do CFM
Diretoria do CFM se reúne em João Pessoa
No último dia 3 de novembro a diretoria do CFM, exceto um diretor, esteve reunida com Conselheiros do
CRM-PB. Fato este que tem ocorrido em todos os estados visando conhecer a peculiaridade de cada
Conselho, funcionalidade, bem como propiciar aproximação entre os Diretores e corpo conselhal.
Após as palavras dos presidentes, CRM-PB e CFM, foi franqueada a palavra aos presentes. O Conselheiro
Federal pela Paraíba expressou a sincronia existente entre a direção do Regional, representação federal
e Conselho Federal. Muitas ações em comum existem: projeto de fiscalização, educação médica, ensino
médico, mas estamos avançados com relação a convívio com a Academia de Medicina.
Há interesse que essa Academia funcione em dependências de cada Conselho. Antecipando esta idéia,
a Academia de Medicina da Paraíba já está funcionando na nossa sede.
Implantamos o Museu da Imagem e do Som, entre outros objetivos, está o resgate da história da Medicina,
depoimentos de mestres, médicos que contribuíram para a consolidação da profissão médica na Paraíba. por Dalvélio de Paiva Madruga
Nosso espaço "Arte Hipócrates", está sendo bastante procurado por colegas que se dedicam também
às artes. Medicina e arte jorram da mesma fonte.
Esperamos o mais breve possível a implantação do Memorial da Medicina, promessa do atual reitor da
UFPB, Rômulo Polari.

Marco Regulatório Órtese, Prótese e materiais específicos


Foi discutido, na Comissão de Ensino do CFM uma proposta do governo O CFM elaborou Resolução que visa disciplinar a utilização de Órtese,
- novo marco regulatório da Residência Médica. É um assunto polêmico, Prótese e materiais específicos. Tal atitude com embasamento científico
expectante, foi apreciado, elaborando-se sugestões sobre o proposto. e técnico objetiva respeitar o exercício da prática médica. É necessário
Esse documento foi entregue no COBEM, realizado recentemente em que cada profissional que utiliza esses recursos tenha conhecimento da
Goiânia (GO). citada resolução. Estamos atentos no cumprimento e respeito, esperando
entendimento das partes interessadas.

ARTIGO

Ética e Governança
Conselheiro Alberto Luiz Duarte Marinho - CRM-PB 1927

A ética é tida com fatos morais e o meio ambiente. Na ética, a postura participação, o que implica na existência
ligados ao comportamento humano. Ela individual se fortalece na medida em que se de liberdade de expressão.
tem sido estudada pela filosofia prática ou ouve se aceita e se pratica. Considerando os diferentes grupos
pela filosofia moral, sendo considerado um A governança é a capacidade das sociais, na governança as decisões deverão
dos campos mais vastos desta ciência, na sociedades humanas para se dotarem de ser tomadas levando-se em conta a
busca constante do ser humano pelo sistemas de representação, de instituições necessidade de ter seus diferentes
conhecimento das regras do convívio social e processos, de corpos sociais, para elas interesses mediados, evitando castas
harmonioso. Com base na filosofia podemos mesmas se gerirem, em um movimento privilegiadas, assegurando igualdade de
afirmar que ser ético é ser correto. voluntário. Fazendo isto de forma consciênte todos os grupos perante os objetivos da
Vinculada aos Dez Mandamentos, e organizada, procuram adaptar-se a novas sociedade. O caminho proposto pelo
a ética poderá ser considerada como o situações, sendo uma característica própria governante deve promover o
discurso crítico entre o bem e o mal, o das sociedades humanas. desenvolvimento econômico de todos os
pecado e a punição, ou está no campo É dificil dizer se existe uma estrutura grupos sociais. Infelizmente isto não
estritamente humano, encarregada de de governança ideal. Com esta intenção, acontese na prática.
traçar paralelos racionais entre o certo e o vários códigos foram criados, sendo o mais Na área médica, por exemplo, a
errado, o crime e o castigo no âmbito da consultado no Brasil o do Instituto Brasileiro pediatria e a clínica médica têm para
manifestação da justiça. É na busca de Governança Corporativa (IBGC). oferecer aos seus pacientes apenas
incessante da perfeição que a comunidade A boa governança deverá estar consultas. Quem tem só seus trabalhos
encontra, nas ações boas e corretas, seu sustentada por princípios que norteiam suas para ofertar, são pouco valorizados.
potencial de criar leis para que o ser ações, merecendo destaque a transparência, As instituições médicas devem
humano possa viver em harmonia, agindo a responsabilidade, a orientação por evitar copiar o lado antiético do poder
com ética. consenso, a prestação de conta e a constituído. De nossa parte, enquanto
A ética recomenda que as pessoas eficiência. Da instituição gerida com base médicos e cidadãos devemos participar
não precisem apenas ser corretas, tem que neste modelo, espera-se que venha oferecer dos movimentos políticos, fiscalizando as
parecer serem corretas. Ela é a interface garantia e proteção aos direitos humanos. ações dos nossos dirigentes. E no
de valores e princípios, onde o homem Em sua essência, a governança tem momento de escolhê-los, discernir entre o
busca a realização pessoal, em ser feliz como principal objetivo recuperar e garantir joio e o trigo, prestando atenção se são
com o que faz, com responsabilidade social, a confiabilidade entre os diretores e aqueles possuidores de bons princípios, valores
portanto, sem agredir os seus semelhantes que os escolheram, permitindo-lhes a morais e éticos.

9
Setembro, Outubro e Novembro de 2010

Comissão de Assuntos Políticos da Paraíba


toma posse

Em uma ação pioneira, a Paraíba teve início no dia da posse e se estende até Muitas vezes, os médicos não têm tempo
empossou sua Comissão de Assuntos 30 de abril de 2011. para acompanhar o que está acontecendo
Políticos (CAP), formada pelas três A mesa da solenidade de posse foi no âmbito político e há muitas leis de
entidades médicas do Estado (Conselho composta por João Medeiros (presidente do interesse da categoria", ressaltou João
Regional de Medicina da Paraíba, CRM-PB), Carlos Vital (1° vice-presidente do Medeiros, durante a abertura da solenidade.
Associação Médica da Paraíba e Sindicato CFM), Alceu Pimentel (coordenador da CAP O vice-presidente do CFM, Carlos Vital,
dos Médicos da Paraíba). A solenidade de nacional), Deputado Federal Vital do Rego também ressaltou a importância da CAP. "A
posse aconteceu no auditório do CRM-PB, Filho, Deputado Federal Manoel Júnior, formação dessa comissão é de extremamente
no dia 25 de agosto, e contou com uma Deputado Federal Armando Abílio, Dalvelio importância para o Estado e para o CFM, pois
grande participação da categoria médica e Madruga (conselheiro federal e membro da sempre contamos com a bancada paraibana
parlamentares. CAP nacional), Luc Weckx (representante da em nossos pleitos", afirmou Vital.
A CAP da Paraíba é formada pelos AMB na CAP nacional), Fábio Rocha A leitura do Termo de Posse e a posse
seguintes membros: João Medeiros (presidente da Associação Médica da oficial dos membros foi feita pelo coordenador
(presidente), Dalvelio Madruga, João Paraíba) e Tarcísio Campos (presidente do da CAP nacional, Alceu Pimentel. "A CAP é
Modesto, José Mario Espínola, Marcelo Sindicato dos Médicos da Paraíba). a ponte entre os dirigentes das entidades
Queiroga, Wilberto Trigueiro, Uitamira Veloso "A CAP nacional e as regionais têm médicas e o Legislativo. É uma grande
Castelo Branco, Norberto José da Silva Neto, papel fundamental na articulação política e satisfação estar hoje aqui na Paraíba dando
Fábio Rocha e Tarcísio Campos. O mandato acompanhamento da agenda parlamentar. posse a essa comissão", destacou Pimentel.

CRM-PB instala Museu da Imagem e do Som


Na mesma solenidade em que foi Os médicos homenageados na Antes de finalizar a solenidade, Antônio
empossada a CAP da Paraíba, foi instalado o instalação do Museu foram: Aníbal Moura Filho, Carneiro Arnaud falou em nome dos
Departamento do Museu da Imagem e do Som Antônio Carneiro Arnaud, Clóvis Beltrão homenageados. "Essas primeiras entrevistas
do Conselho Regional de Medicina da Paraíba. Albuquerque, Delosmar Domingos Mendonça, registraram a história passada e contemporânea
"Esta é uma noite muito significativa para este Eli Chaves (in memoriam, representado por seus da Medicina do nosso Estado. Através do som
Conselho, com esses dois eventos filhos), Genival Veloso de França, Gilson e da imagem teremos vários capítulos da história
históricos", afirmou João Medeiros. Espínola Guedes, Marco Aurélio Barros, Maria da Medicina da Paraíba", concluiu.
Para marcar a data, foram de Lourdes Brito Pessoa, Osvaldo Travassos
homenageados os médicos que contribuíram Medeiros, Orlando Álvares Coelho e José Alberto Departamento do Museu da Imagem e do
para o resgate da história da Medicina Gonçalves da Silva. Som promove primeira reunião
Paraibana e que concederam as primeiras Também receberam os kits de DVDs: No dia 4 de outubro, os membros do
entrevistas aos membros do Departamento, presidente do Instituto Histórico e Geográfico Departamento do Museu da Imagem e do
Manoel Jaime e Francisco Orniudo. Os da PB, Humberto Fonseca de Lucena; Som do CRM-PB reuniram-se pela primeira
homenageados, assim como representantes presidente da Academia Paraibana de Medicina, vez. Na ocasião foi apresentada a minuta do
de entidades, receberam um kit com 12 DVDs, Antonio Carneiro Arnaud; presidente da regimento e discutidas as metas a serem
além de um diploma como forma de Associação Médica da Paraíba, Fábio Rocha; atingidas no próximo exercício. Participaram
reconhecimento pela contribuição que presidente do Sindicato dos Médicos da Paraíba, da reunião o presidente João Medeiros e os
prestaram ao resgate da história. "Esse kit é Tarcísio Campos; vice-presidente da Unimed- membros Dalvélio Madruga, Francisco
o embrião da memória da Medicina da JP, João Modesto Filho; presidente da Unicred, Marcelo Braga, Francisco Orniudo Fernandes
10 Paraíba", comemorou João Medeiros. Romildo Montenegro. e Manoel Jaime.
Setembro, Outubro e Novembro de 2010

Fausto Nominando Meira de Vasconcelos:


Vasconcelos:
Um dos pioneir os do eex
pioneiros xer cício da
ercício
Medicina no alto sertão da Paraíba
Nasceu no município de Pilar em 15 de agosto de 1834
Formou-se em Medicina na Bahia em dezembro de 1857
Faleceu em Catolé do Rocha em 25 de outubro de 1899

Ricardo Antônio Rosado Maia


Ocupante da Cadeira nº 10 – Patrono Fausto Nominando Meira de Vasconcelos

Nasceu no município de Pilar, em 15 No exercício da profissão percebeu tornando dessa forma mais rápida e mais
de agosto de 1834, em engenho que se propriedades medicinais nas águas de uma activa; pois isso que diminui a massa do
localizava provavelmente em terras que hoje fonte existente em São João do Rio do sangue nas veias, onde o êxtase sanguíneo
pertencem ao município de Itabaiana.Filho Peixe, na localidade denominada Brejo das se estabelece, e facilita ao mesmo tempo a
do segundo matrimônio de José Bento Meira Freiras. Conseguiu a análise das águas força da ação vital do coração. Se não combate
de Vasconcelos com Izabel Cândida da através do Conselheiro João Alfredo Correia a causa primária da doença, ataca-se ao
Anunciação Meira de Vasconcelos. de Oliveira, então Ministro do Império. Águas menos a causa imediata da morte.[...]"
Duas publicações, HISTÓRIA DE que ainda hoje são utilizadas para tratamento À luz do conhecimento atual sobre
PILAR de Lucimário Augusto da Silva e de várias doenças, sobretudo da pele. cólera, podemos inferir que a menor incidência
ITABAIANA, SUA HISTÓRIA, SUAS Ruy Bueno de Arruda Camargo, em da doença em Sousa deveu-se a outras
MEMÓRIAS - 1500-1975 de Sabiniano Maia, publicação que trata de Águas Minerais abordagens e não às recomendações do Dr.
fazem referência ao Professor Toledo, Brasileiras, informa a composição química Antônio da Cruz Cordeiro, já que considerando
tabelião que instalou anexo ao seu cartório e indicações terapêuticas daquelas águas. a fisiografia da região é possível supor que
um colégio em 1822, que manteve até 1881, No exercício profissional notabilizou- existiam condições ideais para a proliferação
quando por motivos de saúde encerrou suas se como médico eficiente e documentos de do vibrião colérico. O agente casual da doença
atividades. Lá havia internato e externato, 1862 que tratam de informações sobre a só foi isolado por Koch em 1884.
onde ministrava aulas de latim, cultura geral epidemia de cólera que assolou o sertão da Sobre os desafios enfrentados por Dr.
e humanidades. Na escola do professor Paraíba, constam dados sobre uma Meira, talvez o maior tenha sido decorrente da
Toledo estudaram alunos de Pernambuco e incidência acentuadamente reduzida de seca de 1887, a maior calamidade climática
da Paraíba, e nessa escola certamente casos na região de Sousa e adjacências. já ocorrida no nordeste brasileiro.
Fausto Nominando Meira de Vasconcelos Por essa época atuavam na região os Registros da Fundação Vingt-Un
iniciou seus estudos, posteriormente médicos: Fausto Meira e Luiz Correa de Sá. Rosado (RN) e de João Brígido (CE) dão conta
continuados na sede da Província da Lendo as recomendações para o de que aliada à desnutrição, doenças como
Paraíba, estudos que o habilitaram ao curso tratamento da "CÓLERA MORBUS" de varíola, cólera e outras ceifaram a vida de
de Medicina na cidade de Salvador. autoria do Dr. Antônio da Cruz Cordeiro, grande parte da população sertaneja no cenário
Em 1851 , ingressou no curso de documento publicado em 1862, a noção de uma terra crestada pelo sol, onde não se
medicina que concluiu em 1857, defendendo sobre a doença era empírica, vejamos uma via o verde e não existia água, o transporte
a Tese - HÁ UMA BASE CERTA PARA O das prescrições: não era possível, pois os animais dos tropeiros
DIAGNÓSTICO DAS DOENÇAS foram os primeiros a sucumbir diante da
ORGÂNICAS DO CORAÇÃO, conforme "[...] Aguardente camphorada 3 onças escassez.
registro no livro nº1 na página 215, do registro Amoníaco líquido 2 oitavas O Dr. Meira foi ainda Intendente de
de diplomas da Faculdade de Medicina da Tintura de canttardidas 2 oitavas Sousa, Deputado Provincial na 23ª e 24ª
Bahia. Misture para fricçcões legislatura de 1880 a 1883, tendo sido
A Tese do Dr. Fausto Meira perdeu-se Presidente da Assembleia no último ano de
no tempo, nos privando de conhecer um Infusão de chá da indica ou tília 1 libra mandato.
importante trabalho sobre a semiologia Álcool 3 onças Nos dias hodiernos o exercício da arte
cardiovascular praticada na metade do Sumo de limão azedo ½ onça de curar ainda continua difícil nas terras
século XIX. Assucar 3 onças agrestes, imaginem na segunda metade do
A busca de informações sobre Fausto século XIX, época sem estradas, com parcas
Meira despertou a minha curiosidade sobre Misture pra administrar um cálix pequeno de noções de higiene, sem medicamentos, sem
as motivações que levaram o jovem médico meia em meia hora hospitais, sobretudo com conhecimento
a escolher o alto sertão da Paraíba para precário da fisiopatologia das doenças. Exercer
exercer a medicina, visto que era de família Agua de canela ou hortelan pimenta 4 onças a medicina era um ato de heroísmo que Fausto
influente e que a escassez de médicos da Acetato de amoníaco ½ onça Meira soube assimilar com bom senso no
época permitiria fixar-se na região litorânea, Laudano líquido de Sydenham 20 gôtas exercício da sua profissão, exemplo de
onde familiares exerciam influência política Xarope de flor de laranja ½ onça abnegação e pertinácia fazendo das
e ocupavam postos eletivos. dificuldades um estímulo para continuar na
Em 1858 fixou-se em Sousa, e em Misture para tomar 1 a 2 colheres por hora” terra do sol, terra que nos cativa, pela constante
1863 foi nomeado pelo Imperador D. Pedro II necessidade de ser forte para suportar e
Capitão e Cirurgião Mor do Comando Superior Ainda sobre sangrias: dizem muitos superar a aridez do seu clima.
da Guarda Nacional para Sousa, Pombal, práticos notáveis, que desembaraça a
Catolé do Rocha, Patos e Piancó. opressão da circulação então concentrada,
Em 25 de outubro de 1899, Fausto Meira
faleceu em Catolé do Rocha. 11
Setembro, Outubro e Novembro de 2010

Médicos paraibanos lançam li vr


livros sobr
vros sobree
Patologia, Pediatria e de Crônicas
Patologia,
No dia 3 dezembro, às 20h, será lançado PB e do CFM, através do Curso de Educação interesses individuais e comerciais", completa o
no auditório do Conselho Regional de Medicina, Continuada, que tem como objetivo estimular médico, que além de fazer parte da SBP, é
o livro "Cirurgia Pediátrica - Manual Prático", o enriquecimento dos conhecimentos médicos. professor adjunto de Anatomia Patológica do
de autoria do médico Wilberto Trigueiro, Centro de Ciências Médicas da UFPB.
professor adjunto de Cirurgia Pediátrica da "Patologia Brasileira:
UFPB com título de especialista pela AMB/ ética, normas, direitos, Histórias de 'Mulherzinha'
CIPE, possuidor de inúmeros trabalhos deveres do médico A professora Lilian Paschoalin,
publicados em periódicos nacionais e patologista" coordenadora da disciplina de
internacionais, autor de capítulos de livros de O vice-presidente para Medicina Legal da UFPB, lançou
pediatria sobre cirurgia da criança, tendo Assuntos Profissionais da recentemente o livro de crônicas
proferido mais de 100 palestras em congressos Sociedade Brasileira de intitulado "Histórias de 'Mulherzinha'.
médicos locais e em todo o país. Patologia, o médico paraibano O livro foi lançado durante a Semana
No livro, Wilberto relata a experiência Carlos Alberto Fernandes de Ciência, Tecnologia, Esportes,
adquirida durante os mais de 30 anos de Ramos, irá lançar no I Cultura e Arte da UFPB que ocorreu
dedicação exclusiva à cirurgia pediátrica, Congresso Brasileiro de Direito no último mês de outubro.
contando ainda com 27 colaboradores de Médico do CFM (2 e 3 de
reconhecida competência profissional. "O dezembro), o livro "Patologia Brasileira: ética,
compêndio não se destina a esgotar o assunto, normas, direitos, deveres do médico História da Gastroenterologia da Paraíba
e sim, ser fonte de consulta não somente para patologista". No dia 27 de novembro, em O médico e professor José Eymard Moraes de
os que exercem a especialidade, mas também reunião da Associação dos Patologistas do Medeiros lançou, no último dia 18 de novembro,
para o pediatra, neonatologista, cirurgião geral, Estado de São Paulo (Apesp), em Ribeirão o livro História da Gastroenterologia da Paraíba,
anestesistas, residentes de cirurgia, urologistas Preto, o autor fará um pré-lançamento do livro. na sede do CRM-PB. A publicação é pioneira e
pediátricos, estudantes e todos os "Neste livro, procuramos responder as resgata a história do ensino e da prática da
especialistas que lidam com crianças e que dúvidas e os questionamentos mais freqüentes gastroenterologia no Estado. José Eymard
frequentam ambulatórios e em nossa atividade profissional. Moraes de Medeiros é coordenador do curso
hospitais", ressaltou Wilberto Trata-se de um guia prático, de Medicina da UFPB e já foi presidente da
Trigueiro. respaldado em normas éticas e Sociedade da Paraibana da Gastroenterologia
O livro tem a jurídicas vigentes, escrito em e do Conselho Regional de Medicina, e
apresentação dos médicos linguagem simples e direta", diz o secretário de Saúde de João Pessoa.
João Medeiros Filho, professor autor na apresentação do livro.
associado de Pediatria da "Defendemos o que acreditamos Pois É
UFPB, e Fernando Cruz, justo e necessário para o O médicos e escritor Marcus Aranha lançou
professor de Cirurgia aprimoramento do exercício profissional no dia 12 de novembro o livro de crônicas Pois
É, que reúne 62 textos publicados no Jornal
Pediátrica da UFPE, o qual foi do médico, em benefício do ser
Correio da Paraíba. O prefácio é do seu irmão,
ainda revisor científico e humano, com a certeza de que a
Carlos Aranha, membro da Academia
colaborador. A publicação teve consciência ética é um valor que não
Paraibana de Letras. O lançamento ocorreu
o apoio das diretorias do CRM- pode ser relativizado, segundo
na Fundação Casa de José Américo.

CRM-PB dá posse às Comissões de Ética Médica

Membros da Comissão de Ética Médica do Hospital João XXIII

Hospital João XXIII Antônio Gonçalves Oliveira e Antenor


Comissão de Ética Médica do Hospital Santa
No dia 16 de setembro, o presidente Fernandes Queiroga Filho; Suplentes - Evaldo
Dantas Nóbrega, Irigracin Lima Diniz Basílio Izabel, em João Pessoa.
do CRM-PB, João Medeiros, acompanhado
e Andrey Leal Wanderley. Fazem parte da comissão: Efetivos -
do tesoureiro do Conselho, Fernando
Serrano, deu posse à Comissão de Ética Wandemberg Gomes de Albuquerque, Misael
Médica do Hospital João XXIII, em Campina Eustáquio Lucena e Felisberto Valério
Grande. Hospital Santa Izabel Rodrigues; Suplentes - Gildo Romero Pereira
A comissão é formada pelos médicos: A diretoria do CRM-PB também de Melo, Antônio Pereira da Nóbrega e Geraldo
12 Efetivos - Renato Benevides Gadelha, Milton empossou, no dia 30 de setembro, a Lins dos Santos.