Você está na página 1de 7

CIÊNCIAS HUMANAS

E SUAS TECNOLOGIAS
FRENTE: ATUALIDADES I
EAD – MEDICINA
PROFESSOR(A): HERMANO MELO

AULA 09

ASSUNTO: TERRORISMO EO FUNDAMENTALISMO RELIGIOSO

Atualmente, os fundamentalistas ainda exercem influência


na política norte-americana. Com suas posições conservadoras, se
Resumo Teórico colocam contrários a temas, como aborto, igualdade de gênero, novos
modelos de família e pluralidade cultural. Situação também vivenciada
em vários países da América Latina.
Fundamentalismo
Fundamentalismo judaico
Noções iniciais No judaísmo, o fundamentalismo se apresenta entre os
Numa perspectiva teológica e inicial, podemos definir o ultraortodoxos, que consideram a Lei de Deus como um valor absoluto
fundamentalismo como uma tendência religiosa em que seus que deve ser utilizada como referência tanto na esfera pública quanto
seguidores defendem uma interpretação literal de seus textos sagrados, na vida privada. No campo político, acreditam que o atual Estado de
sem levar em consideração o contexto histórico e a época em que Israel deve buscar inspiração nas características do Estado Hebraico
foram escritos. Embora na atualidade essa prática esteja associada do Antigo Testamento, princípio que tem por base a ideia da “Terra
pelo senso comum aos grupos extremistas islâmicos, encontramos Prometida” por Deus a Abraão. Diferentemente dos judeus moderados
doutrinas fundamentalistas nas outras duas religiões monoteístas: o e liberais, os ultraortodoxos evitam o contato e a integração com outras
judaísmo e o cristianismo. comunidades. Em novembro de 1995, o então primeiro-ministro de
Israel, Yitzhak Rabin, foi assassinado a tiros, em Tel Aviv, por um judeu
Origens ortodoxo que não admitia o fato de o líder israelense ter participado
As primeiras manifestações do fundamentalismo cristão de negociações de paz com o líder palestino Yasser Arafat. O autor
aparecem no século XIX. Entre os católicos, o movimento que mais do crime, um estudante de 25 anos, era um militante da extrema
tarde foi denominado Integrismo resistia em aceitar qualquer mudança direita, contrário a qualquer possibilidade de o governo israelense abrir
na estrutura do catolicismo diante das transformações que vinham mão de parte do seu território, uma promessa que está contida nos
ocorrendo na Europa em especial, desde a Revolução Francesa, ensinamentos da Torá.
apresentando-se como um movimento antiliberal e antimoderno.
Fundamentalismo islâmico
Fundamentalismo cristão
Entre os muçulmanos, o fundamentalismo tem suas origens
Wikimedia Foundation

no século XIX, no contexto do imperialismo europeu, em que


grupos islâmicos tentavam resistir à influência da cultura ocidental,
buscando um retorno aos princípios do islã. Em linhas gerais, os
grupos fundamentalistas islâmicos defendem a “sharia”, a lei islâmica,
baseada no Alcorão, como princípio norteador de seus costumes e
práticas, devendo ser incorporada ao sistema político. Com relação às
formas de atuação, existem grupos, na sua maioria, que defendem o
pacifismo, e outros, mais radicais, extremistas, que passaram a utilizar
No entanto, o termo fundamentalismo tem origem no
a violência como estratégia para atingir seus objetivos. A linha de
protestantismo norte-americano no início do século XIX, no estado
atuação desses grupos radicais tinha um caráter nacionalista, como
do Tennessee, quando o pastor batista Curtis Lows publicou os
“Fundamentos da fé”, que defendia, entre outros princípios, a Bíblia no caso do movimento Al-Jihad, no Egito, que em 1981 planejou
como verdade irrefutável, a virgindade de Maria ao conceber seu o assassinato do presidente egípcio Anwuar Sadat, depois dele ter
filho Jesus e a ressurreição física de Jesus. Na segunda metade do assinado acordos com o governo de Israel, ou no caso da resistência
mesmo século, os fundamentalistas passaram a combater a teoria palestina com apoio dos países árabes diante das investidas israelenses.
evolucionista. Uma polêmica que ganhou grandes proporções na No entanto, o fundamentalismo extremista islâmico passou a atuar
sociedade e inclusive na imprensa em outros países, atingindo o a nível internacional, como nos casos da Al-Qaeda, que, liderada por
seu auge quando o professor John Scopes foi levado a julgamento Osama bin Laden, tem células espalhadas em diversos países, e do
por lecionar o evolucionismo em suas aulas. Apesar de absolvido da Estado Islâmico, que vem atuando não só no Oriente Médio, mas já
acusação de pecador e herege, o debate sobre o tema continuou organizou atentados na Europa e nos Estados Unidos.
presente na sociedade norte-americana.

F B O NLINE.COM.BR OSG.: 118617/17

//////////////////
MÓDULO DE ESTUDO
Características em comum “Nós temos que entender o desespero, mas também a
exaltação letal que leva pessoas a sacrificarem a própria vida. Se os
Embora esses movimentos fundamentalistas até aqui políticos ocidentais continuarem ignorando as causas e prosseguirem
citados tenham suas particularidades, podemos encontrar algumas como antes, haverá repetições. O ultraje moral tem algum valor
características em comum, como o discurso conservador que resiste às terapêutico, mas como política estratégica é inútil. Guerras de
mudanças e transformações da sociedade contemporânea, ao mesmo vingança mal disfarçadas, lançadas no calor do momento, não
tempo que se utilizam dos avanços tecnológicos da modernidade para são muito melhores. Lutar contra a tirania e a opressão usando os
difundir suas doutrinas e, em certos casos, fortalecer seus regimes
meios tirânicos e opressores, combater um fanatismo direcionado e
políticos, como o programa nuclear desenvolvido no Irã dos aiatolás,
implacável tornando-se igualmente fanático e implacável não ajudará
assim como o aparelhamento de suas forças armadas.
a causa da justiça nem trará a democracia. Isso só pode prolongar o
O Estado Islâmico utiliza a rede mundial de computadores
ciclo de violência” [...].
para recrutar militantes e divulgar vídeos de suas ações, além de
se apropriar de armamentos e das estruturas das regiões e cidades ALI, Tariq. Confronto de fundamentalismos – Cruzadas, jihads
tomadas, como os poços de petróleo. Entre os cristãos, é cada vez e modernidade. Rio de janeiro: Record, 2005. p. 11-12.
maior o número de igrejas que possuem redes nacionais de televisão
ou espaços na grade de programação. Líderes religiosos se utilizam das
redes sociais para expressar suas mensagens nem sempre tolerantes. Terrorismo
Judeus ultraortodoxos estão antenados com o mercado financeiro e
exercem influências políticas que vão além de Israel, como é o caso
dos Estados Unidos, seja através do financiamento de campanha ou Noções iniciais
através de lobby. O termo terrorismo tem vários significados e vem gerando
Se por um lado o fundamentalismo dessas religiões monoteístas controvérsias entre os estudiosos. Para iniciar o nosso estudo, vamos
não dispensa os recursos de ponta da alta tecnologia, por outro lado tomar a seguinte definição:
se mostram cada vez menos tolerantes com valores democráticos, Atos criminosos pretendidos ou calculados para provocar
como a pluralidade política, a secularização do Estado, a diversidade um estado de terror no público em geral, em um grupo de pessoas
cultural e a liberdade de pensamento. Chocando-se em alguns casos ou em indivíduos para fins políticos. São injustificáveis em qualquer
com os direitos humanos. circunstância, independentemente das considerações de ordem
política, filosófica, ideológica, racial, étnica, religiosa ou de qualquer
Interpretando o fundamentalismo outra natureza que possam ser invocadas para justificá-los.
Mas, afinal, o que contribui para o surgimento, manutenção
Declaração sobre Medidas para Eliminar o Terrorismo Internacional.
e expansão de grupos fundamentalistas na atualidade? Para alguns (Resolução 49/60 da Assembleia Geral, para. 3)
estudiosos e analistas do tema, como Sérgio Paulo Rouanet, existem
alguns aspectos em comum na origem do fundamentalismo cristão
pentecostal no Brasil e o fundamentalismo islâmico. Nesse sentido, ele Terrorismo moderno
aponta alguns fatores que estão entre as causas do fundamentalismo, As discussões em torno do terrorismo têm se multiplicado
como o rápido processo de urbanização que dissolveu vínculos nos últimos anos em virtude dos atentados ocorridos e assumidos
tradicionais e comunitários de solidariedade, marginalização na por extremistas islâmicos. Porém, a história de ações que utilizam a
sociedade e discriminação étnica. Outros aspectos que também
violência vitimando pessoas inocentes em prol de uma causa é bem
devem ser considerados para esse fenômeno, segundo Rouanet, são:
mais antiga e não está restrita a grupos radicais muçulmanos. No
as dificuldades de inserção em uma economia de mercado cada vez
entanto, vamos direcionar nosso estudo para o terror moderno que
mais competitiva em um capitalismo excludente e a desorientação em
decorrência das transformações do processo de globalização que levam tem suas origens no século XIX e se estende até os dias atuais.
ao questionamento e superação de valores tradicionais. Na segunda metade do século XIX surgiram na Europa as
“[...] À medida que as forças da modernização enfraquecem ideias anarquistas que passaram a propor a supressão do Estado e
progressivamente os elementos tradicionais do mundo social – da propriedade privada como o caminho para o fim da exploração
como a família nuclear e dominação das mulheres pelos homens–, dos trabalhadores e da liberdade geral. Uma das estratégias utilizadas
o fundamentalismo ergue-se na defesa das crenças tradicionais. pelos anarquistas foi a luta armada a partir de ações violentas, era
Neste mundo globalizante, que exige explicações racionais, o o anarquismo terrorista, duramente reprimido pelos governos.
fundamentalismo insiste em oferecer respostas com base na fé e em Os principais alvos dos ataques eram autoridades públicas ligadas
fazer referências à verdade virtual: é a tradição defendida de forma ao Estado e não os cidadãos comuns. Na Rússia, em 1881, um
tradicional. O fundamentalismo está mais relacionado ao modo como atentado planejado pelos anarquistas niilistas assassinou o Imperador
as crenças são defendidas e justificadas do que ao conteúdo das Alexandre II.
crenças propriamente ditas [...].” Em Catecismo do revolucionário, Bakunin define o revolucionário
GIDDENS, Anthony. Sociologia. Porto Alegre: como o indivíduo que “rompeu com todas as leis e códigos morais do
Artmed, 2005. p. 447.
mundo instruído. Se ele vive nesse mundo, fingindo fazer parte dele,
é apenas para estar em melhores condições de destruí-lo; tudo que
A leitura e o estudo sobre o fundamentalismo têm gerado há nesse mundo é igualmente odioso para ele. Tem de ser frio: deve
debates e controvérsias que contribuem para uma melhor compreensão estar disposto a morrer, deve preparar-se para resistir à tortura e deve
do fenômeno. Longe de conclusões definitivas, as discussões sobre pontificar-se a esmagar qualquer sentimento nele surgido, inclusive
o tema geram polêmicas que vão desde os significados e conceitos
de honra, no momento em que este interferir com esse objetivo”.
de termos como fundamentalismo, radicais e extremistas, passando
sobre os cuidados das generalizações superficiais que acabam levando WILSON, Edmund. Rumo à estação Finlândia.
São Paulo, Cia das Letras, 1996, p. 263.
a visões simplistas e preconceituosas.

F B O NLINE.COM.BR 2 OSG.: 118617/17

//////////////////
MÓDULO DE ESTUDO
No final do século XIX e no início do século XX, foram

adrianhancu/123RF/Easypix
registradas centenas de ações terroristas em países europeus. Os de
maior repercussão foram os dois atentados contra o Imperador alemão,
bombas lançadas no parlamento francês, além dos assassinatos de
lideranças políticas e chefes de Estado, como a morte do presidente
da França, em 1894, e da imperatriz austríaca, em 1898. Em 1914,
um atentado em Sarajevo, planejado pelo grupo terrorista sérvio
“Mão Negra”, contrário à presença austríaca na região, assassinou o
herdeiro do trono da Áustria, Francisco Ferdinando, e sua esposa; o
episódio serviu de estopim, a causa imediata para o início da Primeira
Guerra Mundial. Nos Estados Unidos, em 1901, o presidente William
McKinley não resistiu aos ferimentos decorrentes de um atentado a Manifestação em Madrid após o ataque à
tiros. O responsável pelo crime, um imigrante polonês, era anarquista revista francesa Charlie Hebdo.
e teria afirmado, pouco antes da sua execução na cadeira elétrica, que
não se arrependia do feito, justificando a ação por que “o presidente O terror e a mídia
era inimigo do povo”. “No século XX, o terrorismo não se expandiu apenas quanto
ao número de grupos, mas também em termos de raio de atuação.
Categorias do terrorismo Conexões internacionais sofisticadas, uso de tecnologia bélica de alto
poder destrutivo, redes de comunicação como a Internet, tudo isso mostra
No século XX, aumentou consideravelmente a atuação de
o quanto o terror tomou uma face que dialoga cada vez mais com a
grupos que optaram pelo uso de armas e pelo terrorismo como
tecnologia de ponta. Seus fins podem ser “antigos”, a mídia pode até
estratégia de luta, destacando que essas organizações passaram a
taxar alguns grupos, como a Al-Qaeda, de fundamentalistas retrógrados,
acompanhar e a utilizar o desenvolvimento tecnológico dos meios de
mas é inegável que a modernidade técnica é instrumentalizada por eles
comunicação e os avanços da indústria bélica em suas ações. Diante
com eficiência cada vez mais letal. Antes, com poucas exceções, os grupos
da expansão e diversidade desses grupos, os estudiosos elaboraram
extremistas conduziam suas campanhas de violência em seus próprios
uma classificação das categorias ou formas de terrorismo:
territórios e contra inimigos declarados. Mas desde a segunda metade
do século XX já não há mais fronteiras para atingir as metas políticas, e
Terrorismo revolucionário os países mais vulneráveis são, em geral, aqueles onde tradicionalmente
todos que chegavam tinham liberdade de movimento. Os terroristas,
Abrange os grupos que, através da luta armada, táticas
agora, são os moradores típicos do que o teórico Marshall MacLuhan
de guerrilhas e ações radicais, pretendiam instalar um governo
designou “aldeia global”.
revolucionário. Esse método inspirou muitos movimentos de esquerda
Para a maior visualização do terrorismo mundial, a mídia
no contexto da Guerra Fria.
exerce um papel fundamental, mas é evidente que também cria um
sensacionalismo em torno dos terroristas. Há até quem acredite que a
Terrorismo nacionalista atenção exacerbada dada pela mídia aos atentados auxilia os grupos
radicais na propaganda do terror. Por sua vez, o sensacionalismo se torna
Organizado por grupos que têm como objetivo a fundação uma arma também na propaganda antiterror, veiculado por grupos e
de um Estado-nação, geralmente ligado a movimentos separatistas, Estados atingidos pelo terrorismo. Dessa forma, a mídia ajuda a justificar
lutando pela independência de um determinado território. a legalidade e a necessidade de ações antiterroristas que, muitas vezes,
Na Europa do século XX, se destacaram o Exército Revolucionário levam adiante banhos de sangue e violações aos direitos humanos que
Irlandês (IRA), que luta pelo fim do domínio inglês na Irlanda do atingem mais a população civil do que os próprios terroristas.”
Norte, e o ETA (Pátria Basca e Liberdade), que defende a criação do
país Basco independente do governo espanhol. No Oriente Médio, SILVA, Kalina Vanderlei; SILVA, Maciel Henrique.
Dicionário de conceitos históricos. 2ª Ed. São Paulo: Contexto, 2006. p. 397-399.
surgiam grupos que passaram a defender a luta dos palestinos diante
dos conflitos com Israel. São exemplos o Setembro Negro e o Hamas.
É importante levar em consideração as divergências em torno
da classificação desses grupos como terroristas, uma vez que alguns Exercícios
interpretam suas ações como uma forma de resistência.

Terrorismo de Estado 01. (UFRGS/2016) Desde 2011, a Síria tem sido palco de uma guerra
civil entre o governo de Bashar al-Assad e vários grupos armados
É a violência praticada pelo Estado contra sua própria de oposição, com motivações ideológicas e políticas diversas.
população. São exemplos desse tipo de terrorismo os Estados
totalitários, como o nazismo na Alemanha e o stalinismo soviético, Entre essas agrupações, uma das principais é o Estado Islâmico
ou as ditaduras militares na América Latina. do Iraque e do Levante (EIIL), cuja meta é:
A) a formação de repúblicas democráticas e seculares na Síria e
no Iraque.
Terrorismo criminoso
B) a instauração de um califado mundial com autoridade sobre
São ações violentas que fazem vítimas civis inocentes em prol todos os muçulmanos.
de interesses econômicos e religiosos, podemos citar como exemplos C) a unificação do Iraque e da Síria sob um regime socialista e laico.
a máfia italiana, os traficantes do cartel de Medellín, na Colômbia, e, D) o auxílio às forças ocidentais no combate ao fundamentalismo
no campo religioso, as ações de grupos extremistas como a Al-Qaeda islâmico, no Oriente Médio.
e o Estado Islâmico. E) o apoio militar e político à ocupação norte-americana do Iraque
e da Síria.

OSG.: 118617/17
3 F B O N L I NE .C O M . B R
//////////////////
MÓDULO DE ESTUDO
02. (UPE/2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta C) combater o terrorismo islâmico, pois ele representa a principal
por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, ameaça à estabilidade e à harmonia econômica e política entre
chamou a atenção do mundo com a Revolução iraniana de 1979. os Estados nacionais.
Valendo-se da significativa renda do petróleo iraniano, o aiatolá D) reavaliar o sentido da chamada globalização, pois a hegemonia
Khomeini criou um ‘Serviço para a exportação da Revolução política e financeira norte-americana tem enfrentado impasses
Islâmica’. No ano de 1982, milhares de militantes jovens de cerca e resistências.
de sessenta países estavam sendo treinados para divulgar sua E) identificar o crescimento vertiginoso da China e reconhecer o
mensagem contagiante por todo o mundo. atual predomínio econômico e financeiro dos países do Oriente
na nova ordem mundial.
A principal característica sociopolítica da Revolução Iraniana foi a:
A) defesa de reformas sociais, além da tentativa de recuperar 05. (UCS/2015) Terrorismo é uma ação armada contra civis, ou seja, é a
valores religiosos e tradicionais do islamismo. violência usada para fins políticos, não contra as forças repressivas
B) instauração de um governo democrático e a total separação de um Estado, mas contra seus cidadãos. Relacione os grupos
entre religião e política, anulando o antigo Estado teocrático. terroristas apresentados na COLUNA A às características que os
C) resolução das tensões políticas entre Estados Unidos e Irã identificam, listadas na COLUNA B.
mediante acordos diplomáticos.
D) aproximação com o Ocidente por meio de uma grande abertura COLUNA A COLUNA B
social e política.
E) radicalização no âmbito social e político, depois da morte de 1. Al-Qaeda ( ) Grupo fundamentalista islâmico que surgiu
Khomeini, em 1989. no Oriente Médio, porém os ataques ocorrem
nessa região e em outros pontos do Planeta.
03. (Ibmec-RJ/2013) Coube a George W. Bush iniciar, em 2003, a 2. HAMAS ( ) Grupo que se fortaleceu a partir de 1972,
Segunda Guerra do Golfo. Sobre esse tema, são feitas as seguintes praticando violentos atentados contra alvos
afirmativas: ingleses.
I. Com o fim da Guerra Fria, o “maior inimigo” não é mais um 3. IRA ( ) Grupo separatista basco, que luta pela
país comunista, mas sim um que estimula o terrorismo; independência territorial da França e da
II. A existência, no Iraque, de armas de destruição em massa Espanha.
(ADMs) foi um dos pretextos norte-americanos para justificar 4. ETA ( ) Grupo que atua em locais próximos à fronteira
a invasão; entre a Palestina e Israel, e busca a formação
III. Diferentemente do que ocorrera na Primeira Guerra do Golfo, do Estado Palestino através de atentados com
houve por parte da ONU apoio total ao intervencionismo dos homens-bomba e outras modalidades.
Estados Unidos.
Assinale a alternativa que preenche correta e respectivamente os
Assinale: parênteses, de cima para baixo.
A) se apenas a afirmativa I for correta. A) 1 – 3 – 4 – 2
B) se apenas a afirmativa II for correta. B) 3 – 2 – 4 – 1
C) se apenas a afirmativa III for correta. C) 1 – 3 – 2 – 4
D) se as afirmativas I e II forem corretas. D) 4 – 1 – 3 – 2
E) se as afirmativas II e III forem corretas. E) 2 – 3 – 4 – 1

04. (Fuvest/2016) “O processo de expansão das características 06. (Fuvest/2002) Se é, como se diz comumente, pelo estudo do
multilaterais do sistema ocidental nas diversas áreas do mundo passado que se pode compreender o presente, utilize seu
conheceu crescente impasse a partir do início do novo século. conhecimento de História para comentar criticamente:
A sustentabilidade de um sistema substancialmente unipolar A) a manchete de capa da revista Época/Globo, em outubro de
mostrou-se cada vez mais crítica, precisamente em face das 2001: “A Globalização do Medo. Viver ficou perigoso.”
transformações estruturais, ligadas, antes de mais nada, ao B) o ataque terrorista ao Pentágono e ao W.T.C., em 11 de
crescimento econômico da Ásia, que pareciam complementar setembro do mesmo ano.
e sustentar a ordem mundial do pós-Guerra Fria. A ameaça do
fundamentalismo islâmico e do terrorismo internacional dividiu
o Ocidente. O papel de pilar dos Estados Unidos oscilou entre 07. (Mackenzie/2012 – Adaptada) A respeito do atentado terrorista,
um unilateralismo imperial, tendendo a renegar as próprias ocorrido em 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos, e
características da hegemonia, e um novo multilateralismo, ainda a as consequências desse episódio para as relações geopolíticas
ser pensado e definido.” internacionais no século XXI, é correto afirmar:
A) Foi mais uma ação liderada pelos grupos extremistas Hamas
Silvio Pons. A revolução global: história do comunismo internacional
(1917-1991). Rio de Janeiro: Contraponto, 2014. e do Hezbollah, contra a política norte-americana no Oriente
Médio, utilizando, para tais ações suicidas, somente jovens de
O texto propõe uma interpretação do cenário internacional no baixa renda e de pouca instrução, que acreditavam que tais
princípio do século XXI e afirma a necessidade de se: atos lhes garantiriam o direito de ingressar no paraíso celestial.
A) valorizar a liderança norte-americana sobre o Ocidente, pois B) A resposta americana ao ataque de 11 de setembro foi a
apenas os Estados Unidos dispõem de recursos financeiros e perseguição sistemática ao milionário saudita Osama bin
militares para assegurar a nova ordem mundial. Laden que, em transmissões realizadas pela mídia na época,
B) reconhecer a falência do modelo comunista, hegemônico durante assumiu publicamente a autoria do atentado, provocando o
a Guerra Fria, e aceitar a vitória do capitalismo e da lógica aumento do sentimento xenofobista do povo norte-americano
multilateral que se constituiu a partir do final do século XX. aos imigrantes de origem árabe residentes no país.

F B O NLINE.COM.BR 4 OSG.: 118617/17

//////////////////
MÓDULO DE ESTUDO
C) Formou-se uma coalização internacional contando, Documento 2
principalmente, com o apoio da Inglaterra junto aos Estados
Unidos, a fim de combater os focos terroristas no Oriente FRAGMENTO TEXTUAL DE ERIC HOBSBAWM
Médio, dando início à Guerra do Golfo e a um esforço, perante A reação aos atentados de 11 de setembro de 2001 provou
as agências internacionais de notícia, de combater o islamismo que vivemos todos em um mundo no qual um único hiperpoder
fundamentalista. global finalmente resolveu que, a partir do fim da União Soviética,
D) O ataque sofrido pelos EUA em 2001 tem relação direta com a não há limites de curto prazo para seu poderio nem para sua
atuação política norte-americana no Oriente Médio, que sempre disposição em utilizá-lo, embora os objetivos de seu uso não
visou atender aos interesses econômicos americanos na região, e sejam nada claros – exceto a manifestação de sua supremacia.
resultou no aumento da insegurança junto à sociedade americana,
HOBSBAWM, Eric. Tempos interessantes.
jamais atacada anteriormente em seu próprio território. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.
E) A partir desse episódio, os EUA cortaram relações diplomáticas Adaptada
com o Paquistão, pois houve relutância, por parte da liderança
religiosa paquistanesa, em indicar o local exato do esconderijo Analisando a imagem e o fragmento textual, é possível inferir que:
de bin Laden, o que possibilitaria a sua prisão imediatamente A) a reação bélica dos EUA a esses ataques contou com o respaldo
após o atentado de 11 de setembro. do Conselho de Segurança da ONU, que se indignou com a
ação terrorista em Nova Iorque.
08. (UPE-SSA–1/2016) “A destruição, que alguns grupos radicais B) a geopolítica no mundo pós-Guerra Fria foi abalada e surgiram
islâmicos vêm fazendo nas últimas décadas, parece fazer parte outras formas de contestação ao poder que se pretende
de uma estratégia de anulação da memória coletiva, como se, ao hegemônico.
fazerem isso, estivessem a consolidar essa ideia peregrina de que C) a destruição de um símbolo do capitalismo internacional
foram escolhidos para uma missão verdadeiramente civilizadora, fragilizou a economia estadunidense, desencadeando o maior
pretendendo apagar o passado, primeiro instrumento que nos abalo financeiro das últimas décadas.
faculta aceder à capacidade crítica. E esse é o medo dessa gente: D) a política externa dos EUA tornou-se pacifista, em claro
que aqueles que são dominados olhem para as estátuas agora antagonismo àquela adotada no período da Guerra Fria.
quebradas dessas salas de memória e questionem a legitimidade
de quem os pretende dominar.” 10. (FGV/2015) A notícia a seguir foi publicada em 26/02/2015:
PINTO, Paulo Mendes. O Direito à Memória, ou quando do alto destas pirâmides,
40 séculos de História nos contemplam! Lisboa: O Público, 2015. O Estado Islâmico destruiu uma coleção de estátuas e
Adaptada. esculturas inestimáveis no norte do Iraque que remontam à
antiga era assíria, de acordo com um vídeo publicado na Internet.
Dessa forma, é correto afirmar que a destruição de ruínas antigas:
O vídeo dos militantes islâmicos radicais mostrou homens atacando
A) é uma obrigação religiosa islâmica, e os grupos radicais apenas
os artefatos, alguns deles identificados como antiguidades do
cumprem com seus deveres de fé.
século VII a.C., com marretas ou furadeiras, dizendo se tratar de
B) não representa nenhuma ameaça à nossa compreensão de
símbolos de idolatria.
História. São apenas pedras.
[...]
C) é uma obrigação civilizatória na qual os grupos radicais se
Os artigos destruídos parecem ser de um museu de
empenham.
antiguidades na cidade de Mosul, no norte iraquiano, tomada pelo
D) mostra como a Antiguidade permanece presente na construção
Estado Islâmico em junho passado, afirmou um ex-funcionário
de nossa memória coletiva.
do museu à Reuters.
E) é um objeto de preocupação apenas para os cidadãos dos
Os militantes derrubaram as estátuas de suas colunas,
países onde os atentados estão ocorrendo.
despedaçando-as no chão, e um homem usou uma furadeira
elétrica em um touro alado.
09. (UFRN/2012) Os dois documentos abaixo reproduzidos dizem
respeito a aspectos das relações internacionais no início do Isabel Coles e Saif Eldin Hamdan. Combatentes do Estado
Islâmico destroem antiguidades no norte do Iraque. Reuters Brasil. 26/02/2015.
século XXI. Disponível em: <http://br.reuters.com/article/entertainmentNews/
idBRKBN0LU1PO20150226>. Acesso em: 31/3/2015.
Documento 1

ATAQUE AO WORLD TRADE CENTER EM Sobre as antigas civilizações que se desenvolveram na região do
11 DE SETEMBRO DE 2001 atual Iraque, é correto afirmar:
A) As primeiras sociedades da Mesopotâmia desenvolveram-se
Reprodução/UFRN 2012

a partir da expansão islâmica, cujos integrantes combateram


intensamente as crenças politeístas.
B) Em torno do século VII a.C., o Império Assírio, conhecido pela
utilização de carros de guerra, incluiu em seus domínios a
Palestina e o norte do Egito.
C) As principais atividades econômicas desenvolvidas na
Mesopotâmia entre os séculos IX e VII a.C. eram a pecuária e
a comercialização de tecidos e pedras preciosas.
D) Do ponto de vista político, o Império Assírio estava organizado
em Cidades-Estado que implementaram a participação
democrática de seus cidadãos.
E) O surgimento do monoteísmo judaico na Mesopotâmia deixou
marcas culturais profundas que contribuíram para a difusão da
Disponível em: <www.jornaldigital.com/
noticiasphp/> Acesso em: 04 jul. 2011. religião muçulmana com o Império Assírio.

OSG.: 118617/17
5 F B O N L I NE .C O M . B R
//////////////////
MÓDULO DE ESTUDO
11. (Uece/2015) A Nigéria tem atualmente uma população com 14. (Unioeste/2012) Em 11 de Setembro de 2001, os EUA sofreram
cerca de 174 milhões de habitantes, sendo o país mais populoso um ataque que matou centenas de pessoas e destruiu um símbolo
do continente africano. Do ponto de vista econômico, o norte de sua arquitetura conhecido como World Trade Center.
nigeriano conta com aproximadamente 70% da sua população A respeito deste acontecimento, é correto afirmar:
vivendo com menos de 1 dólar por dia. O último censo no país, A) O ataque de 11 de Setembro abalou fortemente o governo
em 2010, indica que a região possui também maior índice de democrata de Bill Clinton que buscava encontrar uma saída
analfabetismo, como o estado de Yobe, que apresenta apenas pacífica em relação aos conflitos com o Afeganistão.
61,9 % de sua população alfabetizada. Recentemente, o norte do B) Após o atentado, o governo Bush fez aprovar o “Ato Patriota”
país tem sido palco de violentos e sangrentos ataques terroristas – um conjunto de leis que cerceavam os direitos individuais
por parte do grupo extremista: e permitiam obtenção de informações dos cidadãos sem
A) Boko Haram, que exerce maior influência em jovens analfabetos autorização judicial.
que não têm perspectivas de futuro digno nesse país. C) O ataque de 11 de Setembro foi um ato isolado de forças
B) Isis, braço iraquiano da Al-Qaeda, embora não esteja mais a extremistas islâmicas que foi rapidamente controlado pelas
ela associado. tropas norte-americanas no Iraque.
C) Kibutz, que opera ilegítima e brutalmente dentro de países D) Dez anos depois do atentado, o governo norte-americano
extremamente turbulentos. conseguiu prender e levar a julgamento Osama bin Laden,
D) Sharia, que justifica a barbárie com o islamismo, na tentativa líder do grupo islâmico Al-Qaeda, responsável pelo ataque de
de estabelecer sua legitimidade como um Estado religioso. 11 de Setembro.
E) O ataque de 11 de Setembro foi uma resposta do governo
12. (UFRGS/2016) Considere as afirmações abaixo, sobre a Revolução iraquiano de Saddam Hussein contra a apreensão das armas
Iraniana de 1979 e suas consequências. químicas e nucleares encontradas, em seu país, pelas tropas
I. A Revolução iniciou como um amplo movimento de contestação norte-americanas.
à monarquia do xá Reza Pahlevi e acabou cooptada por setores
islâmicos radicais, representados pelo aiatolá Khomeini, que se 15. (UEM/2011) Sobre os desdobramentos políticos e militares
tornaria Líder Supremo do país; ocorridos após o ataque terrorista de 11 de setembro de 2001,
II. A República Islâmica, fundada após a vitória da Revolução, nos Estados Unidos, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
logo entrou em uma longa guerra contra a União Soviética e ( ) O ataque às Torres Gêmeas, em Nova Iorque, levou o
foi finalmente derrotada em 1989; governo norte-americano a adotar uma posição isolacionista
III. Um grupo de jovens radicais islâmicos, em novembro de 1979, no contexto mundial e a se voltar exclusivamente para os
iniciou uma longa tomada de reféns na embaixada norte- problemas internos.
-americana do país, em retaliação ao apoio dos Estados Unidos ( ) Com o objetivo de combater o terrorismo, o governo norte-
ao xá deposto que duraria até 1981. americano restringiu as liberdades individuais e aumentou
os trâmites burocráticos para a entrada de estrangeiros no
Quais estão corretas? país.
A) Apenas I. ( ) O arsenal de armas de destruição em massa encontrado
B) Apenas II. pelos inspetores da ONU, no Iraque, confirmou que esse
C) Apenas I e III. país apoiava o terrorismo.
D) Apenas II e III. ( ) Após o ataque de 11 de setembro, houve um aumento da
E) I, II e III. tensão e da intolerância religiosa no mundo.
( ) A Al-Qaeda considera o ataque terrorista de 11 de setembro
13. (ESPM/2016) Leia o texto. um ato político e militar contra os Estados Unidos.

Autoridades afegãs anunciaram a morte do mulá Mohammed


Omar, líder do Talibã e aliado de Osama bin Laden. A morte de Omar Resoluções
teria ocorrido em um hospital de Karachi, no Paquistão, em 2013.
O Departamento de Estado Americano oferecia uma recompensa
01. O Estado Islâmico do Iraque tem como uma de suas metas globais
de US$ 10 milhões por informações que levassem à sua captura. a consolidação da autoridade sobre todos os muçulmanos do
Disponível em: <www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/07> mundo.

O Talibã, grupo que era liderado pelo mulá Omar, é: Resposta: (B)
A) um movimento fundamentalista islâmico xiita nascido no Irã.
B) um movimento islâmico xiita e atua no Iraque. 02. A Revolução Iraniana transformou o Irã de uma Monarquia
C) um movimento fundamentalista islâmico sunita que opera no Autocrática Pró-Ocidente em uma República Islâmica Teocrática,
Afeganistão e Paquistão. sob o comando do Aiatolá Khomeini. Logo, recuperação dos
D) um movimento nacionalista curdo que enfrenta as forças do valores religiosos islâmicos e defesa de reformas sociais eram
Estado Islâmico. algumas de suas características.
E) um movimento fundamentalista islâmico que nasceu após a
invasão norte-americana no Afeganistão, em 2001. Resposta: (A)

F B O NLINE.COM.BR 6 OSG.: 118617/17

//////////////////
MÓDULO DE ESTUDO
03. Nas ações bélicas empreendidas pelo ex-presidente norte-americano 09. Como o fim da URSS pôs termo à chamada Guerra Fria, as relações
George W. Bush, as justificativas da “Guerra ao Terror” e da busca de poder, que antes eram polarizadas entre as duas superpotências,
e apreensão de armas de destruição em massa sempre foram (EUA x URSS) são alteradas. Os EUA assumem um papel único
usadas. No que diz respeito à ONU, tal organização não ofereceu, de superpotência mundial, demonstram a vitória do capitalismo,
em nenhum momento, apoio às guerras norte-americanas. que faz com que os EUA assumam um papel de “guardiões”
da paz mundial. No entanto, novas formas de contestação ao
Resposta: (D) imperialismo norte-americano surgem. Como é o caso dos grupos
radicais islâmicos, de países como o Irã, Venezuela e China. Ao
04. No sentido amplo da palavra globalização, deveria haver uma declarar que os EUA iriam lutar contra o “eixo do Mal”, George
interligação política, econômica, social e cultural entre as nações Bush justificou a sua invasão ao Iraque e Afeganistão, e reforçou
no mundo, mas eventos recentes, como os ataques terroristas o papel dos EUA na manutenção da ordem mundial.
contra EUA, Espanha e França, mostraram que a hegemonia
norte-americana – bem como seus costumes – não é aceita pelos Resposta: B
extremistas do Oriente Médio, em especial pela Al-Qaeda e pelo
Estado Islâmico. 10. A questão remete à atualidade vinculada à Antiguidade Oriental.
O atual Iraque foi a antiga Mesopotâmia, região entre os rios Tigre
Resposta: (D) e Eufrates. Esta civilização antiga foi caracterizada pela existência
de vários povos com características distintas. O texto remete ao
05. A correlação correta é: Império Assírio, 1300-612 a.C, um povo guerreiro e cruel que
( 1 ) a AL-QAEDA é um grupo terrorista islâmico, surgido no Oriente usava carros de guerra. Os assírios ficaram famosos pela crueldade
Médio, que já protagonizou ataques terroristas em várias com que tratavam os vencidos.
partes do mundo, como o ataque às Torres Gêmeas em 2001;
( 3 ) o IRA é um grupo terrorista irlandês que tem como principal Resposta: B
alvo a Inglaterra e sua população;
( 4 ) o ETA é um grupo terrorista basco que busca a separação 11. A questão remete aos violentos ataques terroristas liderados pelo
de sua região na Espanha e na França; grupo extremista denominado de Boko Haram. Trata-se de um
( 2 ) o HAMAS é um grupo terrorista palestino que busca a formação grupo extremista islâmico responsável por sequestro de vulneráveis
de um Estado independente da Palestina frente a Israel. no norte da Nigéria. Atacam meninas devido à educação em
“estilo ocidental”, o que é rechaçado pelo grupo radical. Esses
Resposta: (A) extremistas islâmicos condenam as práticas sociais do ocidente.
Vale destacar que o islamismo prevalece no norte da Nigéria
06. enquanto no Sul predomina o cristianismo.
A) A manchete expressa o fenômeno da violência crescente no
mundo como reflexo da globalização econômica. O medo Resposta: A
gerado em relação à violência preocupou os povos do mundo
ao longo do tempo, porém em função de conflitos localizados. 12. A afirmativa [II] está incorreta, porque a República Islâmica,
Atualmente, o crescimento da criminalidade nas grandes instaurada em 1979, ainda é o regime vigente no Irã, sob o
cidades, as ações terroristas de fanáticos religiosos e a dimensão comando dos aiatolás.
internacional do tráfico de drogas e armas, associados aos Resposta: C
preocupantes índices sociais, alimentam o quadro de incertezas
quanto à redução da violência, disseminando o medo em
escala global. 13. O Talibã é um grupo de origem sunita (muçulmanos radicais) do
B) O ataque terrorista de 11 de setembro de 2001, visando tipo fundamentalista – faz uso do fundamentalismo religioso para
símbolos do poder dos Estados Unidos, é fruto das ações guiar suas ações – que atua, principalmente, no Afeganistão e
intervencionistas norte-americanas que desencadeiam o no Paquistão. Dentre seus líderes mais famosos, podemos citar
sentimento antiamericano e a disposição de luta dos povos que Osama bin Laden.
julgam corrompidas suas tradições por influência de hegemonia Resposta: C
cultural norte-americana. A disposição dos Estados Unidos
em retaliar com o emprego da força grupos ou nações que 14. Devido à falha na segurança e no serviço de inteligência, o que
considerarem inimigos faz aumentar as incertezas quanto a possibilitou o sequestro dos aviões lançados nas Torres Gêmeas
uma paz duradora e, consequentemente, o medo. e no Pentágono, o governo americano criou, após os atentados,
um conjunto de leis de segurança nacional que visavam vigiar e
07. Os ataques terroristas de 11/09/2001 se inseriram em um amplo monitorar os cidadãos em busca de evidências terroristas.
contexto histórico das relações externas dos EUA, especialmente Resposta: B
a partir da segunda metade do século XX em todo o planeta, mas
principalmente no continente asiático. Essas relações naquela 15.
região sempre ocorreram de forma unilateralista e intervencionista Falso – O governo dos Estados Unidos reforçou uma política belicista,
por meio do apoio financeiro ou militar a governos aliados e que ampliando intervenções principalmente em países do Oriente Médio.
defenderam os interesses políticos e econômicos dos EUA na região. Verdadeiro – O governo passou a exercer maior controle, com o
Resposta: D pretexto de evitar novas ações terroristas.
Falso – Nunca foram encontradas armas de destruição em massa
08. A questão aponta para a relação entre terrorismo e a memória do Iraque.
histórica coletiva. Grupos radicais extremistas islâmicos têm Verdadeiro – Após o ataque, o preconceito em relação aos
cometido um verdadeiro atentado contra a memória ao destruir muçulmanos aumentou.
estátuas e imagens que remetem às civilizações antigas como Verdadeiro – Foi a responsável pelo ataque, por considerar que os
estratégia para apagar o passado. Isso traz um prejuízo enorme EUA sejam os responsáveis pela situação de miséria dos povos árabes.
para a humanidade por se tratar de um patrimônio histórico Resposta: F –V – F – V – V
cultural da humanidade.
Resposta: D SUPERVISOR/DIRETOR: MARCELO PENA – AUTOR: HERMANO MELO
DIG.: REJANE – 06/09/17 – REV.: RITA

OSG.: 118617/17
7 F B O N L I NE .C O M . B R
//////////////////

Você também pode gostar