Você está na página 1de 4

CIÊNCIAS HUMANAS

E SUAS TECNOLOGIAS
Frente: Atualidades
EAD – ATUALIDADES
Professor(a): Adriano Bezerra

AULA 10

Assunto: A Guerra Civil na Síria

vários países vizinhos Síria, Iraque, Turquia, entre outros. Somado


a tudo isso ainda existe a participação do Irã, país de maioria
Resumo Teórico xiita, e grande aliado ao governo de Damasco, que envia armas
para o movimento Hezbollah no Líbano, que por sua vez, enviou
milhares de combatentes para apoiar as forças leais ao governo.
A Guerra Civil na Síria TURQUIA Diyarbakir
TURQUIA
SÍRIA
Radek Procyk/123RF/Easypix

Kobane Suruc

Azaz
Hassakeh
Tal Rifaat
Afrin
Aleppo

Raqqa
Idlib

Maarat al-Numan

População curda
Sob controle de milícias curdas
SÍRIA
Sob controle do Estado Islâmico
Sob controle do governo sírio
50km
Sob controle rebelde

A Guerra civil na Síria teve início em 2011, quando a onda


libertária que varreu o mundo islâmico, denominado de Primavera Os EUA, o Reino Unido e a França, atuam de forma indireta
Árabe, chegou no seu território através de grandes protestos nesse conflito, realizando bombardeios aéreos no país, atingindo
instalações e tropas do Estado islâmico. A Rússia, que possui uma
populares, seguido de violenta repressão por parte do governo
importante base aérea na Síria desde 2015, direciona suas ações tanto
do presidente Bashar al-Assad. A guerra civil adquiriu contornos para o EI, quanto aos opositores do governo Assad.
de guerra sectária entre a maioria sunita do país e xiitas alauítas, No meio desse terrível conflito está a população civil, segundo
o ramo do Islã a que pertence o presidente. dados do observatório sírio de direitos humanos, até o presente
Segundo analistas atualmente existem mais de 70 grupos momento 470 mil pessoas morreram e 6 milhões, principalmente
de oposição que tentam tomar o poder do governo Assad, dentre mulheres e crianças, buscaram refúgios em países vizinhos como
tantos, se destaca o exército da Síria livre. Líbano, Jordânia e Turquia, ou mesmo países europeus. Entre aqueles
Desde 2013, aproveitando-se do caos da guerra civil na Síria que ficam em território sírio, calcula-se 70% da população está sem
e no Iraque, o Estado Islâmico começou a reivindicar territórios água potável, 30% da população não consegue suprir as necessidades
na região, ocupando um terço do país. Lutando inicialmente ao alimentares básicas, mais de 2 milhões de crianças deixaram de
frequentar a escola.
lado da oposição síria, as forças desta organização passaram a
atacar qualquer uma das facções (sejam apoiadoras ou contrárias
a Assad) envolvidas no conflito, buscando hegemonia total, Exercícios
criando uma “guerra dentro da guerra”, enfrentando tanto os
rebeldes da oposição moderada síria quanto os jihadistas da
Frente Nusram afiliada à al-Qaeda. 01. Desde março de 2011, estima-se que o conflito na Síria tenha
É importante destacar a participação do Exército curdo, causado a morte de 100 mil pessoas, segundo o Alto Comissariado
nesse conflito, que impõe pesadas derrotas ao EI, e por esse das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH). Estima-se
motivo é apoiado pelos Estados Unidos. Entretanto, esse fato que 6,8 milhões de pessoas necessitem de assistência humanitária
não tem apoio da Turquia, uma vez que os curdos, considerados urgente. Há mais de 2 milhões de refugiados sírios nos países
a maior nação sem pátria do mundo, reivindica a criação do vizinhos e no Norte da África. Cerca de 1,2 milhão de famílias
Curdistão, que para nascer, necessita da seção de território de tiveram suas casas atingidas (ONU Brasil).

F B O NLINE.COM.BR OSG.: 123777/18

//////////////////
Módulo de Estudo

Sobre o conflito na Síria, assinale a alternativa correta. D) O controle sobre poços de petróleo e refinarias, a cobrança
A) Trata-se de um conflito entre Israel e o governo de Bashar de tributos, o contrabando e resgates estão na base do
Al-Assad que disputam o controle e a influência sobre o financiamento das ações do Estado Islâmico.
território vizinho do Líbano. E) As potências ocidentais Estados Unidos, Rússia e França têm
B) Trata-se de um conflito entre árabes e curdos. Bashar Al-Assad atuado em uníssono pela busca de uma solução pacífica,
é um governante curdo que vem sendo pressionado a deixar negociada para o conflito.
o poder pela maioria árabe.
C) Os curdos, entre os quais está Bashar Al-Assad, correspondem 04. A célula terrorista que atacou o aeroporto e o metrô de Bruxelas,
a 70% da população síria, portanto, garantem amplo apoio em 22 de março, pretendia realizar o atentado no domingo de
ao seu governo democrático. Páscoa, cinco dias depois do que acabou acontecendo. Segundo
D) Os principais aliados do governo de Bashar Al-Assad são os a imprensa belga, o ataque acabou sendo antecipado em virtude
governos dos Estados Unidos e da Rússia que juntos conseguem da prisão do terrorista Salah Abdeslam.
dar suporte ao ditador e evitar que grupos de adversários como
O Estado de S.Paulo.
o Hezbollah dominem o território sírio.
Disponível em: <http://goo.gl/Tze8VP, 07.04.2016>. Adaptado.
E) O conflito na Síria surgiu em seguida aos movimentos da
Primavera Árabe na Tunísia e no Egito. A reação violenta do
governo, aos protestos populares, resultou em aumento das Esse ataque foi
tensões. Os rebeldes, em sua maioria muçulmanos sunitas, A) assumido pelo Estado Islâmico, tendo ligação com os atentados
sofrem forte repressão de Bashar Al-Assad que pertence à de Paris no ano passado.
minoria alauíta. B) praticado por grupos conservadores, contrários à política
imigratória da União Europeia.
02. “Em 2016, o noticiário internacional tem sido repleto de ataques, C) planejado na Síria, em represália à intervenção militar de países
com centenas de mortos. O foco principal do terrorismo está europeus na guerra civil.
nos países que enfrentam diretamente o grupo Estado Islâmico. D) reivindicado por separatistas belgas, desencadeando várias
No Iraque, um caminhão-bomba matou 308 pessoas no fim do manifestações violentas.
Ramadã, o mês sagrado dos muçulmanos. Na Síria, carros-bomba E) concretizado pela Al Qaeda, insatisfeita com a repressão militar
mataram 184 em áreas controladas pelo governo no fim de maio. aos curdos na Turquia.
No Afeganistão, o governo enfrenta o grupo talibã. Um ataque
contra prédios públicos em abril, com 64 mortos, foi o pior dos 05. Considerada pela ONU como a pior crise humana do século 21,
últimos cinco anos. Na Ásia e no continente africano, grupos o conflito na Síria já conta 260 mil mortos desde que começou
ligados ao Estado Islâmico e à rede Al-Qaeda atacaram em muitos
em 2011. Quais são os protagonistas desse conflito?
países: Indonésia, Bangladesh, Egito, Líbia, Somália, Nigéria, Costa
A) Os protagonistas são o governo sírio comandado pelo
do Marfim. Nos Estados Unidos, um atirador matou 49 pessoas
numa boate gay em Orlando.” presidente Bashar al-Assad e a oposição representada pelo
principal grupo oposicionista, o Alto Comitê de Negociações.
Disponível em: <http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2016/07/ataques-
terroristas-deixam-centenas-de-mortos-em-2016.html>.
B) Os protagonistas são o governo sírio comandado pelo
presidente Bashar al-Assad e os governos de nações fronteiriças
Assinale a alternativa que apresenta unicamente características que reivindicam parte do território sírio.
principais ou fatores em comum dos atos denominados C) Os protagonistas são as forças armadas da Arábia Saudita, do
“terroristas”: Irã, da Rússia, da Turquia e dos EUA em enfrentamento com o
A) Autocracia, apartidarismo e apoio popular. exército sírio.
B) Premeditação, fim político e vítimas normalmente civis. D) Os protagonistas são o governo sírio comandado pelo
C) Utilização de capital privado, sincretismo religioso e flexibilidade presidente Bashar al-Assad e um grupo clandestino em terras
ideológica. sírias.
D) Necessidade de obter audiência, ausência de uma ideologia e E) Os protagonistas são o governo sírio comandado pelo
improvisação. presidente Bashar al-Assad e os agricultores sírios que
reivindicam redução de tributos por parte do governo.
03. Nos últimos dois anos o mundo árabe assistiu ao crescimento
vertiginoso, no Oriente Médio, da organização terrorista 06. A Primavera Árabe foi uma onda revolucionária de manifestações e
denominada de Estado Islâmico. O ISIS (na sigla em inglês)
protestos que ocorreram no Oriente Médio e no Norte da África a
estabeleceu em 2014, um califado no coração do crescente fértil,
partir de dezembro de 2010. Os protestos compartilharam técnicas
na prática um verdadeiro Estado fundamentalista a governar todos
de resistência civil em campanhas sustentadas envolvendo greves,
os muçulmanos a partir da lei islâmica, a sharia e, que promove
na região e parte do ocidente vários sequestros, execuções e manifestações, passeatas e comícios, bem como o uso das mídias
atentados terroristas. Com relação ao Estado Islâmico assinale a sociais, como Facebook e Youtube, para organizar, comunicar e
alternativa correta. sensibilizar a população e a comunidade internacional em face
A) O Estado Islâmico é composto basicamente por muçulmanos de tentativas de repressão e censura na Internet por partes dos
xiitas do Irã e do Afeganistão e por estrangeiros islamizados Estados, além de se oporem aos regimes ditatoriais em toda
oriundos da África Subsaariana. aquela região. Essa onda de protestos nos países de origem árabe
B) A organização controla uma área equivalente a do território da iniciou-se:
Jordânia ou do Reino Unido, situada entre o Líbano e Turquia. A) Na Tunísia, com a derrubada do ditador Ben Ali.
C) As ações do Estado Islâmico encontraram terreno fértil nos B) Na Líbia, com a morte de Muammar AL-Gaddafi.
territórios da Síria e do Iraque, principalmente após a aliança C) Em Israel, com a independência da Palestina.
com os Peshmergas ou forças curdas. D) Na Síria, na guerra civil contra Bashar AL-Assad.

F B O NLINE.COM.BR 2 OSG.: 123777/18

//////////////////
Módulo de Estudo

07. Leia o excerto abaixo. 09. A história da formação do Estado Islâmico (EI) está relacionada ao
braço da Al-Qaeda que atuava na região do Levante, mas logo
“O país enfrenta, desde março de 2011, uma guerra civil
se tornou independente da organização de Bin Laden e passou a
que já deixou pelo menos 130 mil mortos, destruiu a infraestrutura
atuar seguindo suas próprias regras. Os membros mais antigos da
do país e gerou uma crise humanitária regional. Quase três
Al-Qaeda já declararam que o EI possui uma postura amplamente
anos depois, as partes envolvidas e a comunidade internacional
mais radical que a rede responsável pelos ataques do 11 de
tentam fazer estabelecer em conjunto os termos para paz. Uma
setembro, mas também se guia por uma interpretação extremista
segunda conferência de paz, chamada Genebra II, foi realizada
da Jihad (guerra santa islâmica) e alimenta a possibilidade de
em janeiro/2014 na Suíça. Entretanto, após mais de uma semana
ataques terroristas a países ocidentais, já que encara o Ocidente
de negociações, houve poucos avanços. O contestado de Bashar
como um reduto de degenerescência moral e decadência religiosa.
al-Assad, da minoria étnico-religiosa alauíta, enfrenta uma rebelião
No dia 29 de junho de 2014, Abu Barkr al-Baghdadi, líder do EI,
armada que tenta derrubá-lo do poder”.
foi proclamado “califa” da região dominada pelo referido grupo,
que se situa entre os seguintes países:
Refere-se ao país:
A) Turquia e Irã.
A) França.
B) Iraque e Síria.
B) Síria.
C) Israel e Palestina.
C) Rússia.
D) Iêmen e Afeganistão.
D) Iraque.
E) Emirados Árabes.
10. Entre os atentados atribuídos ao Estado Islâmico, encontra-se o de
13 de novembro de 2015, em Paris. Sobre esse grupo terrorista,
08. Os telejornais têm sido preenchidos há anos todos os dias com é correto dizer que:
imagens de violência e histórias de tragédias humanas vindas A) tem como principal fonte de renda a escravidão sexual.
da Síria. Um dos fatores por trás dessa crise é a guerra civil B) apoia o governo do ditador sírio Bashar al Assad.
que começou ali em março de 2011. O conflito fratricida foi C) é fiel à Al-Qaeda, com quem coopera na Síria e no Iraque.
estimulado, entre outras causas, por uma luta étnica e política D) proclamou-se um califado em 2014, tendo à frente Abu Bakr
entre a oposição sunita e o regime do presidente Bashar al-Assad. al-Baghdadi.
Assinale a alternativa correta: E) não tem atuações fora do Oriente Médio e da Europa.
A) A crise na Síria é o único motivo da atual migração em
massa de pessoas do Oriente Médio para a Europa. E nem a
Europa é o único destino dos refugiados no mundo, embora Resoluções
seja, atualmente, um dos mais visados. É o caso de pessoas
de diversas nacionalidades que cruzam diariamente o Mar
Mediterrâneo com o objetivo de chegar à costa de algum país 01. O conflito na Síria surgiu em seguida aos movimentos da Primavera
europeu (em especial, a Grécia e a Itália). Elas fazem isso usando Árabe na Tunísia e no Egito. A reação violenta do governo, aos
botes sem nenhuma segurança, fornecidos por traficantes o protestos populares, resultou em aumento das tensões.
que costuma levar a naufrágios com dezenas de mortes.
Resposta.: E
B) A crise na Síria é o único motivo da atual migração em massa
de pessoas do Oriente Médio para a Europa. E a Europa é o
02. Terrorismo é o uso de violência, física ou psicológica, através de
único destino dos refugiados no mundo. É o caso de pessoas
ataques localizados a elementos ou instalações de um governo
de diversas nacionalidades que cruzam diariamente o Mar ou da população governada, de modo a incutir medo, pânico
Mediterrâneo com o objetivo de chegar à costa de algum país e, assim, obter efeitos psicológicos que ultrapassem largamente
europeu (em especial, a Grécia e a Itália). Elas fazem isso usando o círculo das vítimas, incluindo, antes, o resto da população do
botes sem nenhuma segurança, fornecidos por traficantes o território. É utilizado por uma grande gama de instituições como
que costuma levar a naufrágios com dezenas de mortes. forma de alcançar seus objetivos, como organizações políticas,
C) A crise na Síria não é motor da atual migração em massa grupos separatistas e até por governos no poder.
de pessoas do Oriente Médio para a Europa. E a Europa é o
único destino dos refugiados no mundo. É o caso de pessoas Resposta.: B
de diversas nacionalidades que cruzam diariamente o Mar
Mediterrâneo com o objetivo de chegar à costa de algum país 03. O controle sobre poços de petróleo e refinarias, a cobrança de
europeu (em especial, a Grécia e a Itália). Elas fazem isso usando tributos, o contrabando e resgates estão na base do financiamento
botes sem nenhuma segurança, fornecidos por traficantes o das ações do Estado Islâmico. O EI controla uma parte importante
que costuma levar a naufrágios com dezenas de mortes. da indústria do petróleo iraquiano no norte do país.
D) A crise na Síria é um dos principais motores da atual migração
em massa de pessoas do Oriente Médio para a Europa. Mas Resposta.: D
não é o único. E nem a Europa é o único destino dos refugiados
04. Os recentes atentados ocorridos no novo mundo, possuem relação
no mundo, embora seja, atualmente, um dos mais visados.
direta com células terroristas com ligações com o estado islâmico.
É o caso de pessoas de diversas nacionalidades que cruzam
diariamente o Mar Mediterrâneo com o objetivo de chegar
Resposta.: A
à costa de algum país europeu (em especial, a Grécia e a
Itália). Elas fazem isso usando botes sem nenhuma segurança,
fornecidos por traficantes o que costuma levar a naufrágios
com dezenas de mortes.

OSG.: 123777/18
3 F B O N L I NE .C O M . B R
//////////////////
Módulo de Estudo

05. O conflito na Síria surgiu em seguida aos movimentos da Primavera


Árabe na Tunísia e no Egito. A reação violenta do governo,
aos protestos populares, resultou em aumento das tensões. Anotações
Os protagonistas são o governo sírio comandado pelo presidente
Bashar al-Assad e um grupo clandestino em terras sírias.

Resposta.: D

06. Essa onda de protestos nos países de origem árabe se iniciou na


Tunísia, com a derrubada do ditador Ben Ali.

Resposta.: A

07. O país em questão é a Síria, onde o conflito se estende por mais


de seis anos e já matou mais de 400 pessoas.

Resposta.: B

08. Atualmente estamos vivenciando a segunda maior crise de


refugiados da história, onde os principais pontos de repulsão são a
Síria, o Afeganistão e a Somália. Mas é importante ressaltar que os
principais pontos de atração não são os países desenvolvidos, pois,
cerca de 85% dos refugiados se deslocam para países fronteiriços
aos seus.

Resposta.: D

09. Os países onde O EI possui território é o Iraque e Síria, onde chegou


a possuir 1/3 dos respectivos países.

Resposta.: B

10. Abu Bakr al-Baghdadi autoproclamou-se, em 2014, califa, isto é, o


chefe político e espiritual dos muçulmanos. O autoproclamamento
ocorreu em um momento em que o Estado Islâmico havia ganhado
destaque no mundo inteiro por conta do avanço territorial que
conseguiu em meio às guerras civis na Síria e no Iraque.

Resposta.: D

Anotações

SUPERVISOR/DIRETOR: MARCELO PENA – AUTOR: ADRIANO BEZERRA


DIG.: Zilmar – REV.: AMÉLIA

F B O NLINE.COM.BR 4 OSG.: 123777/18

//////////////////

Você também pode gostar