Você está na página 1de 1

A Marcha

É bom frisar como se aprende a caminhar


Mesmo com medo, se enfrenta o duro chão
Pois desiste que enxerga a lhe esperar
Sorriso aberto esparramamos coração.

O aprendiz segura o dedo, apego e prumo


Que não impede o passo em falso e outro tombo
Apoio apenas, quando ainda é alto o ombro
Deixando claro serem seus o risco e rumo.

Se ainda hoje o meu destino é tão distante


Por outro lado, a cada passo está mais perto.
O importante é escolher o rumo certo.
E a companhia de incontáveis caminhantes
Daí pra frente é dar o passo e ir adiante
Cabeça erguida, pés no chão e peito aberto.

Dos educandos/as e da Coord. Político-Pedagóigica do Inst. Téc. de Ensino,


Pesquisa e Extensão em Agroecologia Laudenor de Souza
nosso carinho e estimas!
Para o educador: Helder