Você está na página 1de 34

DEVOCIONAL DE

PÁSCOA

TRÊS DIAS QUE VÃO MARCAR


PROFUNDAMENTE A SUA
FAMÍLIA

ANA LAURA ALMEIDA


@ANALAURABITT.ALMEIDA
INTRODUÇÃO
E ORIENTAÇÃO
Este é um devocional de três dias
para ser feito no feriado da páscoa, o
ideal é começar na sexta feira santa e
terminar no domingo. Porém, antes
de iniciar, é importante que você leia
todo o conteúdo para entender como
funciona, e assim, se preparar para
esse final de semana, que sem dúvida,
será inesquecível.

Este material não é um livro ilustrado


para crianças, é um guia prático para
os pais fazerem juntamente com seus
filhos, contudo, acredito que até
casais que ainda não têm filhos,
também podem fazer sem problemas.

Todos os textos bíblicos citados são


da Bíblia Nova Versão
Transformadora.
Passos do dia
O devocional é dividido em 6 partes,
sendo que as duas últimas são
opcionais, porém muito
importantes, o melhor é que vocês
realizem todos os passos em família,
são eles:

1 - Leitura da história
ESTE É O MOMENTO DA LEITURA DO TEXTO BÍBLICO. CADA DIA
CONTÉM SUGESTÕES DE VISUAIS PARA SEREM USADOS, CASO AS
CRIANÇAS SEJAM PEQUENAS. TODAS AS IMAGENS SUGERIDAS PARA
CONTAR A HISTÓRIA PODEM SER FACILMENTE ENCONTRADAS NA
INTERNET NA FERRAMENTA DE BUSCA DO GOOGLE, DIGITANDO O
NOME DA IMAGEM. DURANTE O PERÍODO DO DEVOCIONAL, NO
INSTAGRAM DA @BRUNABITTENCOURT_ ENCONTRAREMOS MUITAS
DICAS E SUGESTÕES DE VISUAIS, VAMOS FICAR CONECTADOS!

2 - Hora de conversar
   
ESTE É O MOMENTO EM QUE FAREMOS A APLICAÇÃO NA VIDA DAS
CRIANÇAS, TRAZENDO AS VERDADES ESPIRITUAIS DAQUELA HISTÓRIA
PARA A VIDA DELAS.

3 - Hora de orar
       
ESTE É O MOMENTO ONDE OS PAIS ORAM POR SEUS FILHOS,
PROFETIZAM E ENSINAM SEUS FILHOS A ORAR.

3 - Hora de memorizar
       
É UM MOMENTO MUITO DIVERTIDO, POIS É A HORA DE MEMORIZAR O
VERSÍCULO DO DIA. VOCÊS PODEM INVENTAR UMA CANÇÃO, OU FAZER
UM GRITO DE GUERRA, QUALQUER COISA QUE AJUDE NA
MEMORIZAÇÃO.
Passos do dia

5 - Atividade em família
ESTE PASSO É OPCIONAL, PORÉM MUITO IMPORTANTE PARA
REFORÇAR OS LAÇOS EM FAMÍLIA E FORTALECER OS VÍNCULOS.

6 - Desafio em família

ESTE PASSO TAMBÉM É OPCIONAL, NÃO PRECISA SER FEITO LOGO


APÓS O DEVOCIONAL, PODE SER FEITO EM OUTRO HORÁRIO, PORÉM
NO MESMO DIA.

Lembre-se:
memórias são
criadas, elas não
acontecem de repente,
somos nós que fazemos
acontecer, por isso
seja intencional.
DIA-1
A PÁSCOA
DOS
JUDEUS
ONDE TUDO
COMEÇOU
TEXTO BÍBLICO:
ÊXODO 12
A leitura deve ser feita em família, como um giro,
por exemplo, cada um pode ler cinco versículos e vai
girando até terminar. Se seus filhos forem muito
pequenos, a leitura pode ser feita de maneira
dinâmica pela mamãe ou pelo papai, usando alguns
visuais para ilustrar a história, como na sugestão
colocada a seguir.

Sugestão de visuais para ler o texto bíblico e


contar a história: (opcional)
0 a 6 anos - Imagens impressas ou desenhadas
coladas em um palito de sorvete ou churrasco (se for
palito de churrasco, atenção para os bebês não se
machucarem!). Caso não tenham palitos, à medida que
forem contando a história, entregar as imagens nas
mãos da criança para prender sua atenção e despertar
interesse. Se não for possível imprimir ou desenhar as
imagens, elas podem ser mostradas pelo computador
ou pela TV.
Imagem 1 – Judeus escravos
Imagem 2 – Festa de aniversário (sentimento de
emoção)
Imagem 3 – Saída dos Judeus do Egito
Imagem 4 – Um cordeiro
Imagem 5 – Jesus
Imagem 6 – Porta pintada de sangue 
Observação: Essas imagens devem ser em desenhos
para facilitar a visualização da criança.
Sugestão de visuais para ler o texto bíblico e
contar a história: (opcional)
7 a 12 anos – Imagens impressas ou desenhadas. Se
não for possível imprimir, essas imagens podem ser
mostradas no computador ou na TV.
Imagem 1 – Judeus escravos
Imagem 2 – Festa de aniversário (sentimento de
emoção)
Imagem 3 – Saída dos Judeus do Egito
Imagem 4 – Um cordeiro
Imagem 5 – Jesus
Imagem 6 – Porta pintada de sangue 
Observação: Se na família a idade dos filhos forem
variadas (entre zero e doze anos), os pais poderão
imprimir um desenho do cordeiro que representa
Jesus para os menores pintarem, e para os bebês um
objeto pequeno que ele consiga segurar com o
desenho do cordeiro colado, enquanto eles explicam
para os maiores com as imagens sugeridas acima.

Como esse capítulo é muito


longo, sugiro que você pule
alguns versículos para que a
leitura não fique muito
cansativa. Sendo assim, pule
os versículos 9,10,15,16,18 a
20, 33 a 39, 43 a 50.
Boa leitura!
Vamos conversar?
A páscoa foi um marco na história de Israel. Pois
ela simbolizava um novo tempo na vida dos
judeus, eles eram escravos no Egito por muito
anos e esse dia mudou completamente a vida
deles. Você consegue imaginar a emoção? Como
você fica um dia antes da festa do seu
aniversário? Tem gente que nem dorme não é
verdade? Agora imaginem a cena, Deus diz para
o povo hebreu um dia antes da saída deles do
Egito: “Estas são as instruções para quando fizerem
a refeição. Estejam vestidos para a viagem, de
sandálias nos pés e cajado na mão. Façam a
refeição apressadamente, pois é a Páscoa do
Senhor.”

Eles sonharam muito com esse dia, pois eles


eram escravos no Egito e finalmente eles
estariam livres! A ordem de Deus era para que
eles fizessem a refeição já vestidos para a
viagem, e seria uma grande e longa viagem, mas
seria a viagem dos sonhos!

Contudo, mais do que a viagem, a páscoa


também simbolizava outras coisas na vida do
povo Judeu. Vamos descobrir?
Vamos conversar?
O cordeiro
Deus disse que eles deveriam sacrificar um cordeiro
ou um cabrito de um ano e sem defeito algum. O
cordeiro aponta para Jesus, você sabia que quando
Jesus aparece para ser batizado, João diz a respeito
Dele: “Vejam, é o cordeiro de Deus, que tira o pecado do
mundo!” (João 1:24).

Jesus é o cordeiro sem defeito, porque Ele nunca


pecou, Ele é santo e foi o sacrifício perfeito para
redimir a humanidade.

Naquela noite no Egito, cada família deveria matar


um cordeiro e comê-lo todos juntos, isso é muito
poderoso, pois ao comer do cordeiro recebemos
vida, saúde, provisão, pois o cordeiro é Cristo. Tudo é
simbólico, você está entendendo?

Aquela refeição em família simbolizava o início de um


novo tempo, a bênção estava sendo liberada para
todos, do menor ao maior. Quando Jesus entra na
nossa vida tudo muda, temos saúde, provisão, vida e
um novo tempo começa. Toda a sua casa está
incluída nessa aliança.
Vamos conversar?
O sangue nos umbrais
Depois, Deus disse para pegarem o sangue do cordeiro sacrificado e
passarem nos batentes laterais e no alto das portas das casas onde
o cordeiro fosse comido, porque naquela noite, um espírito de
morte ia passar pelo Egito e todos os primogênitos iam morrer,
desde os primogênitos dos animais até o filho de Faraó.

Para que os primogênitos dos judeus se salvassem era preciso


passar o sangue nos umbrais das portas, porque na hora que o
espírito passasse e visse o sangue, ele não entraria na casa. O
sangue é proteção, é o selo de que estamos guardados em Cristo, e
por isso o diabo não pode tocar a nossa casa e nem a nossa família.

Às vezes, em tempos difíceis de crise, ou dificuldade financeira, ou


doença, ou peste, ficamos com medo de morrer ou de passar
necessidade, você já teve medo de alguma coisa? Mas eu tenho uma
boa notícia para vocês, não precisa ter medo, porque nós temos o
sangue nas portas!

Quando o diabo se aproxima da sua casa ele vê o sangue. Com


certeza, dentro daquelas casas naquela noite, tinham crianças que
brigavam, que desobedeciam aos seus pais, tinham casais que
discutiam, eles não eram perfeitos. Mas o que os livrou daquele
espírito de morte foi o sangue nas portas. Na nossa vida não é
diferente. Lembre-se: o cordeiro era perfeito, sem defeito, o povo
não. O que salvou o povo foi o sangue do cordeiro e não o
comportamento deles.

Somos salvos pelo sangue que foi derramado, não tem nada a ver
com o nosso comportamento. O sangue de Jesus nos salva e nos
protege de todo mal! Nenhuma praga de morte poderá nos tocar.
Vamos conversar?
Um memorial
Naquele mesmo dia, o Senhor tirou os israelitas da
terra do Egito como um exército. Isso foi uma grande
libertação, somente Deus podia fazer isso!

Deus disse que esse dia seria memorável, um dia


para ser recordado, todos os anos, de geração em
geração. “Quando entrarem na terra que o Senhor
prometeu lhes dar, continuarão a realizar essa
cerimônia. Então seus filhos perguntarão: ‘O que
significa esta cerimônia?’, e vocês responderão: ‘É o
sacrifício da Páscoa para o Senhor, pois ele passou por
sobre as casas dos israelitas no Egito. E, embora tenha
abatido os egípcios, poupou nossas famílias’”. Então
todos que ali estavam se prostraram e adoraram.”
(Êxodo 12:25-27)

A partir desse dia o povo judeu sempre comemorou


a festa da Páscoa do Senhor. Porém, para nós que
somos cristãos a Páscoa tem um significado ainda
maior, pois ela simboliza a nossa salvação, o dia que
o sangue de Jesus foi colocado sobre nós, agora
ninguém pode mudar essa verdade. Nunca
podemos nos esquecer disso! Vamos aprender mais
sobre isso amanhã.
Vamos orar?

Orientação aos pais:


Ore e peça para as crianças
repetirem. Se vocês tiverem óleo da
unção em casa, aproveite para ungir
seus filhos e declare que eles são
protegidos e guardados. Se preferir,
coloque uma música de fundo para
esse momento da oração.

“Querido Deus, nós cremos que Jesus


é o cordeiro que veio para tirar o
pecado do mundo, o Senhor Jesus é a
nossa Páscoa, pela fé comemos da
sua carne e pela fé passamos o teu
sangue nas nossas portas. Nenhum
mal chegará nas nossas tendas,
estamos seguros em Jesus e Nele
temos tudo o que precisamos!
Amém!”
Vamos memorizar?

“Este será um dia a ser


recordado. Todo ano,
de geração em geração,
vocês o celebrarão como
festa especial para o
Senhor.”

Êxodo 12:14
Atividade em família

Memorial em família
Nesta atividade, entregue para todos os membros
da família um pedaço de papel para registrar o
seu agradecimento porque Jesus os libertou e a
experiência de novo nascimento que tiveram,
todos deverão compartilhar uns com os outros.
Deixamos um modelo na página seguinte para
fazer o memorial, se você quiser, pode imprimir e
fazer nessa folha com a moldura.

Estes papeis deverão ser colados em um painel


(porta retrato, ou um papelão grande encapado,
ou quadro de lousa junto com uma foto da
família), e neste painel deverá estar escrito a
palavra Memorial. Esta atividade pode ser feita ao
redor da mesa no momento da refeição ou em
outro momento, o importante é fazerem juntos!

0 a 6 anos – Desenho (Para os bebês, a mamãe


pode molhar um dedinho com tinta vermelha
para marcar o papel, para simbolizar que ele
participou deste momento).

7 a 12 anos – Escrita dos agradecimentos.


Memorial
______
______
______
______
______
______
______
______
______
______
______
Desafio em família

Dia memorável, celebrando a Páscoa!

Neste dia cada membro deverá escolher a sua


melhor roupa para vestir e juntos definirão um
horário (almoço ou jantar) para fazer uma
refeição solene. O cardápio deverá ser definido
em família também.

É importante que neste dia a mesa esteja linda


e organizada, com a melhor louça e todos
devem estar bem arrumados, porque não será
um dia comum, mas um dia memorável porque
juntos irão celebrar a Páscoa. Aleluia! Jesus nos
libertou, por isso podemos celebrar!
DIA-2
A PÁSCOA DE
JESUS
UMA ALIANÇA
ETERNA
TEXTO BÍBLICO:
LUCAS 22: 1 A 20
A leitura deve ser feita em família, como um giro,
por exemplo, cada um pode ler cinco versículos e vai
girando até terminar. Se seus filhos forem muito
pequenos, a leitura pode ser feita de maneira
dinâmica pela mamãe ou pelo papai, usando alguns
visuais para ilustrar a história, como na sugestão
colocada a seguir.

Sugestão de visuais para ler o texto bíblico e


contar a história: (opcional)
0 a 6 anos - Desenho de Jesus e seus discípulos em
miniatura colados em rolo de papel higiênico, caixinha
de fósforo, ou papelão que possa ficar apoiado no
chão; pequena mesa feita com caixa de papelão
encapada com papel para colocar Jesus e os discípulos
em volta; um pedaço de pão em um saquinho
transparente e um pouco de suco em um copinho de
café.
7 a 12 anos – Uma caixa grande (para colocar os
visuais), figuras de Jesus com seus discípulos na mesa
e os elementos da ceia (um pedaço de pão e uma
garrafa de suco de uva).
Observação: Se na família a idade dos filhos forem
variadas (entre zero e doze anos), os pais poderão
imprimir um desenho com os elementos da ceia para
os menores pintarem, enquanto ela explica para os
maiores com os visuais sugeridos acima.
Vamos conversar?
Estava se aproximando o dia da festa da Páscoa,
Jesus estava ansioso por esse momento, pois seria
a última vez que ele comeria essa refeição com
seus discípulos, imaginem como Jesus estava
emocionado!

A festa da Páscoa era a festa da libertação de Israel


do cativeiro no Egito, como aprendemos ontem,
vocês lembram? Jesus foi a Jerusalém para nos
libertar de uma forma ainda mais profunda. Ele
celebrou a ceia pascal com os Seus discípulos,
porém, em vez de imolar o tradicional cordeiro
pascal, converteu-Se Ele próprio em cordeiro
sacrificial, para estabelecer, de uma vez por todas, a
definitiva reconciliação entre Deus e a
humanidade. 

Como essa seria a última refeição deles aqui na


terra, Jesus não via a hora de estar com seus
discípulos nesse momento, para lhes falar coisas
muito importantes, que Ele guardou para esse
momento.

Então, eles preparam a mesa, estavam todos


sentados e Jesus começou a falar. Ele partiu o pão e
lhes disse: “Este é o meu corpo, entregue por vocês.
Façam isto em memória de mim”.
Vamos conversar?
O pão
Jesus é o pão vivo que desceu do céu, todo aquele que se
alimenta Dele é suprido e não tem falta de nada. Nesse
momento Jesus ainda não tinha morrido, mas Ele já estava
anunciando a sua morte. Ao entregar a sua vida na cruz, Ele
estava nos dando saúde plena, alegria e vida eterna. Então,
quando fazemos a ceia, ao comer o pão, estamos lembrando
do sacrifício de Jesus e pela fé nos alimentamos do seu corpo
que é cura para o nosso corpo.

Hoje vamos fazer a ceia em família, ao comer o pão, você vai


fechar os seus olhos e vai agradecer a Jesus por ter dado a
sua vida para que hoje você pudesse viver. Vamos orar
também para que toda enfermidade vá embora da nossa
vida em nome de Jesus.

O vinho
Quando Jesus pegou o vinho, Ele disse que aquele cálice
representava o seu sangue, que seria derramado como
sacrifício por todos nós. A cruz não era para Jesus, mas Ele
nos representou ali, então Ele é nosso representante. O
sangue de Jesus não somente nos perdoou, mas nos
justificou, sabe o que isso significa? Que os seus pecados,
não só foram perdoados, mas hoje quando Deus olha para
você, Ele vê a Cristo, porque Ele vê o sangue, então se Cristo
é justo, você também é. Isso não é poderoso?

Às vezes, você pode pensar que não é bom o suficiente, ou


que não é obediente todos os dias, ou que muitas vezes
briga com seus irmãos. Não tem problema, o sangue é para
você e já cobriu todos os seus pecados, você é muito amado.
Vamos conversar?

A nova e eterna aliança


O sangue também é o sinal da nova aliança.
Naquela ceia com os discípulos, Jesus estava
estabelecendo uma nova aliança. A velha aliança
que Deus havia dado para Moisés, ficou
ultrapassada, Jesus estava firmando um pacto
eterno com seu povo, irrevogável, uma nova aliança
de Deus com os homens. Ele disse certa vez: Nunca
te deixarei, jamais te abandonarei, ninguém vai
arrebatar você das minhas mãos!

Hoje, ao comer o pão e beber esse suco ou vinho,


você trará a memória o poder que o corpo e o
sangue de Jesus representam na sua vida. O pão e
o vinho são apenas símbolos, mas cremos que ao
comer e beber, estamos comendo e bebendo vida
para nosso corpo e nos lembrando da morte de
Jesus e dessa aliança eterna que Ele fez conosco.
Vamos orar?
Orientação aos pais:
Hoje vamos fazer a ceia em família, então separe o pão
e o vinho, ou o suco de uva. Se for possível, coloque
uma música de fundo. Vocês vão consagrar os
elementos da ceia.

Vamos consagrar os elementos da ceia? Se o papai


estiver presente e ele for cristão, deixe que ele faça
esse momento. Entregue para cada membro da sua
família um pedaço de pão e ore para que eles repitam:

“Esse pão representa o corpo de Cristo que foi


moído por mim naquela cruz, eu declaro que ao
comer do pão eu recebo vida, recebo cura,
recebo saúde, recebo provisão, recebo
suprimento, em nome de Jesus, amém.”

Agora pegue o copo de vinho e declare: “Esse vinho


(ou esse suco) representa o seu sangue Jesus,
que foi derramado por mim naquela cruz, eu
declaro que ao beber do vinho eu recebo o
perdão dos meus pecados, e pela fé eu sou
justificado. O Sangue é o sinal da nova e eterna
aliança que agora o Senhor tem comigo e eu te
agradeço por isso, em nome de Jesus, amém.”
Comam e bebam juntos os elementos da ceia,
compartilhem e orem uns pelos outros. Que seja um
momento poderoso em família.
Vamos memorizar?

“Este é o cálice da nova


aliança, confirmada
com o meu sangue, que é
derramado como sacrifício
por vocês.”

Lucas 22:20
Atividade em família

Comunhão em família

Neste dia a família deverá tomar juntos um


delicioso café da tarde ao redor da mesa, para
simbolizar a comunhão de Jesus com seus
discípulos. Neste café os pais deverão aproveitar
para compartilhar o que foi falado neste
devocional.

Observação: É importante que neste dia os pais


sejam intencionais, tanto na ceia, quanto no café
da tarde, para que esses momentos tenham
sentido e significado, até mesmo com os bebês!
Desafio em família
Prepare um pão caseiro com seus filhos!
Como hoje foi dia de ceia e aprendemos quão poderoso é se
alimentar de Jesus, o pão da vida, vamos fazer juntos um pão
caseiro?

Sugestão de receita:
Ingredientes:
- 250 ml de leite morno
- 1 ovo
- 1 colher (café) de sal (3g)
- 5 g de fermento biológico seco (1/2 pacotinho) ou 15 g fermento fresco
- 100 ml de óleo
- 1/2 colher (sopa) de manteiga
- 2 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo sem fermento
- 1 ovo para pincelar

Modo de Preparo:
Em uma tigela grande, despeje o leite e adicione o fermento. Misture bem
até dissolver o fermento. Em seguida adicione o óleo, a margarina, o ovo, o
sal e o açúcar. Mexa bem e até que os ingredientes fiquem bem
agregados. Vá adicionando a farinha aos poucos e inicialmente mexendo
com uma colher e depois com as mãos. Quando a massa estiver bem
consistente, transfira ela para uma superfície lisa e continue adicionado a
farinha aos poucos e sovando a massa até que fique bem homogênea.
Você deve sovar a massa por cerca de 10 minutos. Coloque a massa
novamente na tigela e cubra com um pano ou plástico filme. Deixe-a
descansar por 30 minutos.
DICA: Se estiver muito frio na sua cidade, coloque dentro do forno
desligado. Passado esse tempo, modele os pãezinhos como desejar.

Vamos lá! Mãos na massa!

Observação: Deixe os bebês também participarem desse


momento, deixe-os por perto!
DIA-3
O PODER DA
PÁSCOA
E A
RESSURREIÇÃO
DE CRISTO
TEXTO BÍBLICO:
JOÃO 20: 1-23
A leitura deve ser feita em família, como um giro,
por exemplo, cada um pode ler cinco versículos e vai
girando até terminar. Se seus filhos forem muito
pequenos, a leitura pode ser feita de maneira
dinâmica pela mamãe ou pelo papai, usando alguns
visuais para ilustrar a história, como na sugestão
colocada a seguir.

Sugestão de visuais para ler o texto bíblico e


contar a história: (opcional)
0 a 6 anos - Jesus e uma mulher colados no palito de
sorvete ou de churrasco, (se for palito de churrasco,
atenção para os bebês não se machucarem!); uma cruz
de EVA ou papelão do tamanho de Jesus, uma caixa de
papelão; uma imagem de uma tumba aberta (colar na
caixa de papelão) e o desenho de uma pomba (para
simbolizar o Espírito Santo).
7 a 12 anos – Uma cabana feita com cadeiras e lençóis
para simbolizar a tumba e um envelope com um papel
dentro escrito Espírito Santo, que você vai usar quando
estiver explicando que Jesus soprou sobre os
discípulos o Espírito Santo. A devocional pode ser feita
dentro da cabana.
Observação: Esta cabana poderá ser feita para as
crianças de 0 a 6 anos, utilizando os visuais sugeridos
para sua idade (descrito acima).
Vamos conversar?
Jesus foi o cordeiro pascal que foi sacrificado, a sua morte
nos trouxe vida. Na cruz aconteceu a grande troca do
calvário, Ele tomou as nossas maldições e nos deu as suas
bênçãos, Ele levou os nossos pecados e nos perdoou
completamente, através da sua morte recebemos vida
abundante.

Porém, naquela manhã de domingo, tudo parecia estar


perdido, Jesus estava morto, já era o terceiro dia. Maria foi
ao túmulo, mas quando ela chegou lá, a pedra havia sido
removida, e para a sua surpresa o corpo de Jesus não
estava lá. Ela chorou, onde poderiam ter colocado o corpo
do seu Senhor?

Na verdade, ela não sabia, mas naquela manhã aconteceu o


maior e mais maravilhoso fato da história: Jesus ressuscitou!

A ressurreição
Nem a morte pôde detê-lo, Jesus venceu a morte! A sua
ressurreição é a nossa também, do mesmo jeito que
morremos com Cristo, com Ele também ressuscitamos.

Jesus ressuscitou no terceiro dia após a sua morte. Ele


escolheu a festa da Páscoa do Seu povo Israel
para indicar simbolicamente o que aconteceria na Sua morte
e na Sua ressurreição: assim como o povo de Israel foi
libertado da escravidão do Egito, também Cristo nos
libertaria da escravidão do pecado e do poder da morte.
Vamos conversar?
O Espírito Santo
Quando Ele ressuscitou, liberou a sua promessa sobre
nós, o Espírito Santo, nosso encorajador e ajudador.
Jesus soprou sobre os discípulos e disse: “Recebam o
Espírito Santo!” A partir desse dia, passamos a ser
residência de Deus, Ele passou a habitar dentro do
nosso coração.

Quando fomos criados no jardim do Éden, o plano de


Deus era ter comunhão com o homem, mas por causa
do pecado, nós ficamos longe de Deus. Mas Ele nos
amou tão profundamente que enviou Jesus para nos
redimir e nos trazer para perto novamente, e assim,
mudar a nossa história.

Nesse dia que Jesus soprou o Espírito Santo sobre os


discípulos, Ele estava concluindo a obra perfeita de Deus
e realizando o seu sonho de voltar a ter comunhão com
o homem.

Não é maravilhoso ser habitação de Deus e ter o Espírito


Santo habitando dentro de nós? E agora que somos
cheios do seu Espírito Ele nos envia para anunciar essa
verdade em todas as nações.

Vamos anunciar que a verdadeira páscoa é Jesus, que


Ele morreu e ressuscitou, e todo aquele que Nele crer
será salvo!
Vamos orar?
Orientação aos pais:
Hoje vamos orar para sermos cheios do
Espírito Santo. Coloque uma música e adore
com a sua família. Termine orando
declarando sobre a sua casa que seus filhos
são cheios do Espírito Santo.

Declare:

“Eu profetizo sobre a minha casa que


somos enviados por Deus a esta terra,
para anunciar a morte e a ressurreição
de Cristo. A minha família é cheia do
Espírito Santo, e anunciaremos a
verdade do evangelho até que Jesus
volte! Amém.”

Coloque um louvor abençoado e ungido e


cantem juntos, deixem a unção transbordar,
orem uns pelos outros e sejam cheios do
Espírito Santo.
Vamos memorizar?

“Paz seja com vocês!


Assim como o Pai me
enviou, eu os envio”.

João 20:21
Atividade em família
Dançando com o Espírito Santo
Este é um momento muito especial, quando somos
cheios do Espírito Santo ficamos alegres e dançamos.
Vocês já fizeram um baile em família? Não existe
maneira melhor de terminar nosso domingo de
páscoa! Vamos celebrar! Faça uma playlist de pelo
menos três músicas, arrastem as cadeiras e dancem
juntos! Sugerimos as músicas do DJ PV, mas cada
família pode escolher as suas. Vamos lá! Será muito
divertido!

Desafio em família

Uma história dentro da tumba


Neste desafio, os pais e as crianças deverão montar
uma cabana, ou usar a mesma que foi feita para
contar a história. (Este desafio pode ser feito a noite,
antes de dormir, não precisa ser após a devocional.)
Escolha um Herói da fé, alguém que marcou a história
e conte a sua biografia dentro da cabana, pode ser
Martinho Lutero, por exemplo, ou algum outro que
você conheça. No final pergunte para os seus filhos se
eles também querem fazer história, deixe essa chama
queimar no coração deles.
PALAVRA FINAL PARA OS PAIS

Querido papai e querida mamãe, eu tenho muito orgulho de


vocês! Reunir a família e fazer um devocional com nossos filhos
é um desafio, principalmente se eles são pequenos, mas não
desista de continuar esse hábito na sua casa. Eu tenho certeza
que os frutos virão no seu tempo, apenas persevere.

Este devocional de páscoa foi muito completo, com atividades e


desafios, mas no dia a dia vocês podem fazer algo mais simples,
usando apenas três verbos: ler, orar e memorizar, e essa parte
de memorizar vocês podem fazer cantando, então, na verdade,
 seriam quatro verbos muito simples.

Durante esse ano vou disponibilizar muita coisa legal sobre


criação de filhos, por isso fiquem conectados comigo no meu
perfil do instagram @analaurabitt.almeida e chequem sempre
o e-mail de vocês.

Nunca se esqueçam que a nossa família é um jardim, ela exige


cuidado, dedicação, paciência e amor. Este jardim precisa ser
um lugar de deleite, de prazer e de favor, eu tenho certeza que o
Senhor tem isso para vocês.

Um grande abraço,
da autora,

Ana Laura Almeida


AGRADECIMENTO

Um agradecimento especial à minha cunhada e companheira de


ministério, Bruna Bittencourt, que contribuiu com as
atividades e desafios em família, e também com as sugestões
dos visuais para o momento de contar a história.

Bruna é graduada em pedagogia e pós graduada em educação


infantil, tem experiência em Educação Cristã, através de cursos
realizados nessa área e prática em sala de aula. Também é mãe
de dois filhos e pioneira com seu marido na plantação da igreja
Videira na cidade de Roma – Itália.

Muito obrigada Bruna!

DIREITOS AUTORAIS

Esse E-book está protegido por lei de direitos autorais. Todos


os direitos são reservados.

Você não tem direito de vender esse livro digital, nem copiar
ou reproduzir o conteúdo em sites, blogs, jornais ou
quaisquer outro veículo de comunicação e mídia.

Qualquer tipo de violação dos direitos autorais estará sujeita


a ações legais.

Abril, 2020

Você também pode gostar