Você está na página 1de 15

www.sigmatransformadores.com.

br
SIGMA EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS LTDA
AV. DAS INDÚSTRIAS, 45 ÁREA INDUSTRIAL II
LAGOA VERMELHA – RS
CNPJ: 93734911/0001-23
INSCR. EST.: 071/0036353 CEP 95.300-000
FONE / FAX: (54) 3358-2085 / 3358-2454 / 3358-2583

MANUAL DE INSTRUÇÕES
TRANSFORMADOR MONOFÁSICO DE ATÉ 50 kVA
VERSÃO 1.0 - 15/10/2016
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO............................................................................................................ 05
2 INSTRUÇÕES BÁSICAS ............................................................................................. 06
2.1 SOBRE O TRANSFORMADOR .......................................................................................................... 06
2.2 INSTRUÇÕES GERAIS .......................................................................................................................... 06
2.3 RECEBIMENTO ........................................................................................................................................ 06
2.4 INSPEÇÃO DE CHEGADA.................................................................................................................... 07
2.5 DESCARREGAMENTO E MANUSEIO ............................................................................................. 07
2.6 ARMAZENAGEM ................................................................................................................................... 07
3 INSTALAÇÃO ............................................................................................................. 07
3.1 CONSIDERAÇÕES GERAIS ................................................................................................................. 07
3.2 LIGAÇÕES ................................................................................................................................................ 08
3.3 ATERRAMENTO DO TANQUE .......................................................................................................... 11
3.4 PROTEÇÃO E EQUIPAMENTOS DE MANOBRA ......................................................................... 11
4 ACESSÓRIOS E INDICADORES ................................................................................. 11
4.1 SUPORTE DE PARA-RAIOS (OPCIONAL) ..................................................................................... 11
4.2 INDICADOR INTERNO DO NÍVEL DE ÓLEO................................................................................ 12
4.3 BUCHAS .................................................................................................................................................. 12
4.4 TERMINAIS DE CONEXÃO ................................................................................................................. 12
4.5 ALÇAS DE IÇAMENTO ........................................................................................................................ 12
4.6 ABERTURA PARA INSPEÇÃO (OPCIONAL) .................................................................................. 12
4.7 PLACA DE IDENTIFICAÇÃO .............................................................................................................. 13
4.8 COMUTADORES ................................................................................................................................... 13
4.9 VÁLVULA DE ALÍVIO DE PRESSÃO (OPCIONAL) ....................................................................... 14
4.10 RODAS (OPCIONAL) ........................................................................................................................... 14
5 ENERGIZAÇÃO .......................................................................................................... 14
6 MANUTENÇÃO ......................................................................................................... 14
7 DESENHO TÉCNICO .................................................................................................. 15

3
www.sigmatransformadores.com.br
1) INTRODUÇÃO

Este manual visa fornecer informações necessárias para o recebimento, instalação e


manutenção dos transformadores monofásicos de 5 a 50 kVA.
Os transformadores SIGMA são projetados e construídos rigorosamente segundo as normas
ABNT em suas últimas edições.

Recomendamos a leitura das seguintes normas:

NBR 7036 NBR 5416 NBR 5440

Recebimento, instalação Aplicação de cargas Transformadores


e manutenção de em transformadores de para redes aéreas de
transformadores de potência. Procedimento. distribuição . Requisitos.
distribuição imersos
em líquido isolante.
Procedimento.

É essencial ter em mãos as publicações


sobre instalação de transformadores
emitidas pelas concessionárias de
energia da região, visto que muitas
delas têm caráter normativo.

FIGURA 1: Transformador monofásico

5
www.sigmatransformadores.com.br
2) INSTRUÇÕES BÁSICAS

2.1) SOBRE O TRANSFORMADOR 2.2) INSTRUÇÕES GERAIS


Nossos transformadores são construídos Todos que trabalham em instalações
com núcleos de aço silício Grão Orientado elétricas, seja na montagem, operação
(GO) de alta permeabilidade magnética, o que ou manutenção, deverão ser constantemente
confere baixas perdas de energia para ativação informados e atualizados sobre as normas e
do transformador. prescrições de segurança que regem o serviço, e
Neste núcleo, é montado o enrolamento deverão sempre ser aconselhados a segui-las.
de cobre eletrolítico por onde circulam as  2 UHVSRQViYHO GHYHUi FHUWLÀFDUVH
correntes de carga do transformador. que, antes do início do trabalho, todos os
Normalmente o enrolamento de baixa procedimentos foram devidamente observados
tensão é montado mais próximo ao núcleo, e preparados, alertando sempre todo o seu
o que facilita a isolação entre o cobre e o pessoal para os perigos inerentes a realização da
núcleo de aço silício, que é aterrado. Após a tarefa. Recomenda-se que estes serviços sejam
instalação do enrolamento de Baixa Tensão HIHWXDGRVSRUSHVVRDOGHYLGDPHQWHTXDOLÀFDGR
(BT), é colocado o enrolamento de Alta Tensão Equipamentos para combate a incêndios e
$7  VHQGR TXH HVWH ÀFD HP FRQWDWR GLUHWR avisos sobre primeiros socorros não devem faltar
com a rede de alta tensão da concessionária no local de trabalho, estando sempre em lugares
e alimenta o transformador. Este fato requer bem visíveis e acessíveis, garantindo dessa forma
maiores cuidados com a isolação, em virtude a segurança na realização do trabalho.
da existência do maior risco de falhas, as quais
podem implicar na queima do equipamento.
Depois de concluída a montagem 2.3) RECEBIMENTO
dos enrolamentos, deve ser feita a ligação Os transformadores SIGMA sofrem uma
dos enrolamentos do comutador, o qual série de ensaios antes de serem enviados para
é usado para ajustar a tensão de entrada o cliente, são os chamados testes de rotina, os
no transformador com a tensão da rede quais visam garantir o perfeito funcionamento do
da concessionária no ponto de ligação, WUDQVIRUPDGRUSDUDRÀPTXHIRLSURMHWDGR3DUD
RX VHMD R FRPXWDGRU WHP SRU ÀQDOLGDGH um bom funcionamento do seu transformador,
ajustar e compatibilizar as duas tensões. você também pode seguir algumas dicas:
Os comutadores, possuem normalmente 3
TAPs (escolhas), sendo que o mesmo podem Procure manter o transformador em local
apresentar outras escolhas conforme pedido limpo, seco e abrigado antes da instalação
do cliente. Para transformadores de classe 24,2 do mesmo.
kV (transformadores que estão instalados em Não armazene o equipamento em contato
redes que possuem 23.100 V na Alta Tensão), direto com o solo.
os TAPs são divididos em 23.100 V, 22.000 V e
20.900 V. Para transformadores instalados na CUIDADO
classe 15 kV (redes de alta tensão que possuem Não deixe nenhum objeto sobre o
13.800 V) os TAPs são divididos em 13.800 V, transformador ou em situações que possam
13.200 V e 12.600 V. GDQLÀFDURHTXLSDPHQWR
2.4) INSPEÇÃO DE CHEGADA 2.6) ARMAZENAGEM

A inspeção preliminar de chegada Caso o transformador não seja instalado


deverá ser feita no transformador, por pessoal imediatamente, ele deverá ser armazenado,
especializado, antes do descarregamento, preferencialmente em lugar abrigado, seco,
YLVDQGRLGHQWLÀFDUHYHQWXDLVGDQRVSURYRFDGRV isento de poeiras e gases corrosivos, colocando-o
durante o processo de transporte, no qual sempre em posição normal e afastado de área
GHYHP VHU YHULÀFDGDV DV VXDV FRQGLo}HV com grande circulação de pessoas.
externas, acessórios e componentes quanto a Não deverá ser colocado nenhum tipo
deformações, estado de pintura, vazamentos de objeto sobre ou próximo ao equipamento,
de óleo e seu nível. Caso for constatado evitando gerar danos ao equipamento.
alguma ocorrência deve-se entrar em contato
com o fabricante para que sejam tomadas as
devidas providências.
3) INSTALAÇÃO
2.5) DESCARREGAMENTO E MANUSEIO
3.1) CONSIDERAÇÕES GERAIS
Todos os serviços de descarregamento Antes da instalação do transformador,
e locomoção do transformador devem ser GHYH VHU YHULÀFDGD D GLVSRQLELOLGDGH GDV
executados e supervisionados por pessoal ferramentas e equipamentos adequados,
especializado, obedecendo-se as normas de DVVLP FRPR GH SHVVRDO TXDOLÀFDGR SDUD R
segurança e utilizando-se os pontos de apoios procedimento.
apropriados.
A descarga e manuseio do transformador Deve-se observar as seguintes instruções:
devem ser feitos com equipamento adequado,
como por exemplo: guindaste ou empilhadeira, •Evitar a instalação em dias chuvosos;
que tenham capacidade compatível com a
massa do transformador. •Realizar a inspeção visual do conjunto,
A movimentação deve ser feita exclusivamente principalmente das buchas, conectores e
pelas alças de içamento. acessórios, para constatação de eventuais danos
ou vazamentos decorrentes do manuseio e
transporte do transformador;

‡9HULÀFDU VH RV GDGRV FRQVWDQWHV QD SODFD GH


LGHQWLÀFDomR HVWHMDP FRHUHQWHV FRP R VLVWHPD
em que o transformador será instalado e a
correta posição (escolha) do comutador;

‡9HULÀFDU DV FRQH[}HV GH DWHUUDPHQWR GR


transformador;

•Atentar para as ligações do primário e do


secundário;

FIGURA 2: Indicação das alças de içamento

7
www.sigmatransformadores.com.br
Os transformadores são dotados de
•Para içamento do transformador, os cabos comutadores de tensões. Os comutadores
XWLOL]DGRV GHYHP VHU À[DGRV QDV DOoDV GH são dispositivos que alteram a relação de
içamento. transformação do equipamento. É de extrema
importância atentar as posições do comutador
•Caso o transformador seja para instalação em e realizar a adequação ao sistema antes
plataforma, atendar ao nivelamento da base e ligação do equipamento. Normalmente, os
a resistência das fundações sobre as quais será transformadores são fabricados conforme as
instalado o equipamento. derivações da Tabela 1 e Tabela 2, lembrando
que caso sejam necessárias outras derivações
•Caso o transformador seja para instalação em ou uma quantidade maior das mesmas.
SRVWHVpLPSRUWDQWHVHFHUWLÀFDUTXHRSRVWH
suporte o esforço gerado pelo equipamento
Tensão V
correspondente a sua massa.
Classe Derivação Secundário
kV nº Primário
(FN) Dois Três
3.2) LIGAÇÕES terminais terminais
O transformador é composto por uma
ou duas buchas de Alta Tensão (AT) e duas ou 1-A 7 967
três buchas de Baixa Tensão (BT). O terminal 440/220,
GH $7 p LGHQWLÀFDGR FRPR + H + QR FDVR 15 220 ou 254/127,
2-B 7 621
de apenas uma bucha de AT, o ponto H2T 127 240/120
é ligado internamente com o aterramento ou
do transformador). Os terminais de BT são 3-C 7 275 230/115
LGHQWLÀFDGRVFRPR;;H;'HYHPRVDWHQWDU
DV LGHQWLÀFDo}HV GRV WHUPLQDLV SDUD TXH VHMD 1-A 13 337
possível a correta ligação do transformador. A 440/220,
OLJDomRIHLWDGHIRUPDHUUDGDSRGHGDQLÀFDUR 24,2 220 ou 254/127,
2-B 12 702
equipamento. 127 240/120
ou
3-C 12 067 230/115
Para realizar as ligações do
transformador é de extrema NOTA: FN = tensão entre fase e neutro.
LPSRUWkQFLDDYHULÀFDomRGDV
mesmas conforme a placa de TABELA 1: Derivações transformador com uma bucha de AT

LGHQWLÀFDomR SUHVHQWH QR HTXLSDPHQWR 2V


comutadores só podem ser operados com o
equipamento desenergizado.
Tensão V

Classe kV Derivação nº Primário Secundário


(FF) Dois terminais Três terminais

1-A 13 800 440/220,


254/127,
15 2-B 13 200 220 ou 127 240/120 ou
230/115
3-C 12 600

1-A 23 100 440/220,


254/127,
24,2 2-B 22 000 220 ou 127 240/120 ou
230/115
3-C 20 900

NOTA: FF = tensão entre fase e fase.

TABELA 2: Derivações transformador com duas buchas de AT

As ligações do secundário do
Os transformadores, por transformador seguem por padrão a Tabela
padrão, são despachados de  TXH LGHQWLÀFD DV WHQV}HV REWLGDV HQWUH RV
fábrica com o comutador de pontos do secundário. Por exemplo: tendo
derivações na posição 1-A. como base um transformador com o secundário
Os comutadores só podem ser operados de 440/220 V, se for conectada uma carga entre
com o equipamento desenergizado.de os pontos X1 e X2, estará sendo aplicada nessa
LGHQWLÀFDomR SUHVHQWH QR HTXLSDPHQWR 2V carga uma tensão de 220 V e se os pontos
comutadores só podem ser operados com o forem o X1 e X3, será aplicada uma carga de
equipamento desenergizado. 440 V.

9
www.sigmatransformadores.com.br
TENSÃO SECUNDÁRIO (V) LIGAÇÃO TENSÃO (V)
440 / 220 X1-X2 220
X2-X3 220
X1-X3 440
254 / 127 X1-X2 127
X2-X3 127
X1-X3 254

240 / 120 X1-X2 120


X2-X3 120
X1-X3 240
230 / 115 X1-X2 115
X2-X3 115
X1-X3 230

Para ser possível a realização das Importante ressaltar que o


mudanças de posições, é necessário retirar a transformador possui uma corrente transitória
WDPSDPHWiOLFDHDIURX[DURSDUDIXVRGHÀ[DomR de magnetização (corrente de inrush). A mesma
de posição, para isso é necessário ter em mãos pFDXVDGDSHORÁX[RPDJQpWLFRWUDQVLWyULRTXH
uma chave do tipo fenda de espessura na ponta ocorre no núcleo do transformador, sendo
de 1,2 mm. Após afrouxar o parafuso até um que essa corrente tem como característica
ponto que permita o deslocamento do cursor, um alto valor de pico inicial que pode chegar
deve-se deslocar o mesmo até a indicação a vinte vezes o valor da corrente nominal do
desejada e realizar o aperto do parafuso de transformador.
À[DomRGDSRVLomR A corrente de inrush normalmente
2 SDUDIXVR GH À[DomR GD SRVLomR HVWi é percebida no momento da ligação do
LGHQWLÀFDGR QD )LJXUD  2 SURFHGLPHQWR transformador. Será necessário prever o sistema
descrito no parágrafo anterior é o mesmo para de proteção para que não haja problemas na
o comutador de derivações e para o comutador ligação e na operação.
de classe. As buchas do transformador são dotadas
de terminais fabricados com uma liga metálica
apropriada a oferecer boa condutividade
elétrica, porém, não deve-se apertar demais
os parafusos conectores e nem permitir que
RV PHVPRV ÀTXHP VXEPHWLGRV D HVIRUoRV
PHFkQLFRVSRLVLVWRSRGHUiGDQLÀFDUDVEXFKDV
ou mesmo provocar vazamentos de óleo.
Os cabos da rede secundária podem
ser bastante pesados e neste caso deve-se
providenciar um apoio para os mesmos no
ponto de conexão de modo a evitar que seu
FIGURA 3: Comutador de derivação
peso seja suportado pelas buchas. 3.4) PROTEÇÃO E EQUIPAMENTOS DE
As buchas de porcelana têm por MANOBRA
ÀQDOLGDGH DSHQDV D LVRODomR 6mR PDWHULDLV
que não suportam esforço elevado e deve-se Os transformadores devem ser
WHU FXLGDGR QD KRUD GD À[DomR GRV WHUPLQDLV protegidos contra sobrecargas, curto-circuito
para que não haja dano nas buchas. Também e surtos de tensão, através de chaves fusíveis,
é necessário tomar cuidado com a chave de disjuntores, seccionadores, para-raios, etc., que
aperto do terminal para que não ocasione deverão ser adequadamente dimensionados
impactos. para serem coordenados com o transformador
Os transformadores são equipados com e testados antes de fazer as conexões.
terminais equivalentes a potência e a tensão
do primário e do secundário do transformador, 4) ACESSÓRIOS E INDICADORES
levando em consideração sua classe de tensão
para isolação. Os acessórios e indicadores tem por
ÀQDOLGDGH SHUPLWLU D RSHUDomR H PDQXWHQomR
3.3) ATERRAMENTO DO TANQUE do equipamento, sendo que alguns desses
itens são de caráter opcional.
2WDQTXHFRQWDFRPSRQWRVHVSHFtÀFRV
para aterramento do mesmo. É necessário que
se providencie um bom sistema de aterramento
de forma que possa garantir a descarga de 4.1) SUPORTE DE PARA-RAIOS
OPCIONAL
correntes de fuga e a segurança das instalações,
pois dessa maneira uma eventual falha de
isolação será imediatamente percebida. Os transformadores, caso solicitado,
A seção do condutor de aterramento podem vir acompanhados de um suporte
deverá ser compatível com as possíveis GH SDUDUDLRV À[DGR MXQWR D WDPSD GR
correntes de fuga. O sistema de aterramento transformador.
pode ser feito na forma de uma malha, formado
por cabos de cobre nu conectados a hastes de
ferro cobreadas ou galvanizadas.

FIGURA 5: Vista lateral do suporte de para-raios

FIGURA 6: Vista superior do suporte de para-raios

FIGURA 4: Indicação do ponto de aterramento

11
www.sigmatransformadores.com.br
4.2) INDICADOR INTERNO DO NÍVEL DE A capacidade de corrente irá variar
ÓLEO conforme a tensão aplicada aos terminais
do secundário. Os terminais de BT são
Os transformadores têm um traço LGHQWLÀFDGRVFRPR;;;H;VHQGRHOHV
demarcatório interno indelével indicando o as saídas do transformador. Já os terminais de
nível do líquido isolante a 25ºC, pintado em $7VmRLGHQWLÀFDGRVFRPR
cor contrastante com o acabamento interno H1, H2 e H3, os quais
do tanque, do mesmo lado do suporte para são conectados à rede
À[DomR QR SRVWH VHQGR YLVtYHO UHWLUDQGRVH D que chega ao ponto de
tampa do tanque. distribuição.
FIGURA 7: Indicador
interno do nível de
óleo
FIGURA 11: Bucha e terminal de
alta tensão (AT)

4.3) BUCHAS 4.5) ALÇAS DE IÇAMENTO

As alças de içamento devem ser


 $VEXFKDVWrPSRUÀQDOLGDGHDLVRODomR
utilizadas sempre que houver a necessidade
elétrica dos terminais com o corpo do
de erguer o equipamento. Seus pontos de
transformador. São utilizadas buchas do tipo
içamento são indicados conforme a Figura 12.
não-capacitivo e sua isolação é constituída de
porcelana. As buchas utilizadas são fabricadas Deve ser
para trabalhar nas classes de tensões de 1.3 kV, usado equipamento
15 kV e 24,2 kV. adequado para
realizar o içamento,
levando em
conta a massa do
transformador.

FIGURA 8: FIGURA 9: FIGURA 10:


Bucha para 1,3 Kv Bucha para 15 kV Bucha para 24,2 kV
FIGURA 12: Indicação das
alças de içamento

4.4) TERMINAIS DE CONEXAO


4.6) ABERTURA PARA INSPEÇÃO
Os terminais de conexão são OPCIONAL
colocados junto as buchas de isolamento, nos
transformadores até 50 kVA os terminais do A abertura de inspeção, caso solicitada,
secundário (BT) podem ter capacidades de ÀFD ORFDOL]DGD QD WDPSD GR WDQTXH 3DUD VXD
corrente em três níveis diferentes, podem ser DEHUWXUDpQHFHVViULRUHWLUDURSDUDIXVRGHÀ[DomR
de 160 A, 400 A ou 800 A. da tampa. É recomendável não abrir a tampa
de inspeção em 4.8) COMUTADORES
dias chuvosos
ou com muita É um dispositivo mecânico que permite
umidade. variar o número de espiras dos enrolamentos
de alta tensão. O comutador de derivações
WHP SRU ÀQDOLGDGH FRUULJLU R GHVQtYHO GH
tensão existente nas redes de distribuição,
devido à queda de tensão ocorrida ao longo
FIGURA 13: Tampa de inspeção das mesmas.
Para ser possível a realização das
4.7) PLACA DE IDENTIFICAÇÃO mudanças de posições, é necessário retirar
a tampa metálica e afrouxar o parafuso de
 $SODFDGHLGHQWLÀFDomRGRWUDQVIRUPDGRU À[DomR GH SRVLomR 3DUD HVVH SURFHGLPHQWR
informa as principais características de é necessário ter em mãos uma chave do tipo
construção e operação do equipamento, onde fenda de espessura na ponta de 1,2 mm. Após
p SRVVtYHO YHULÀFDU RV HVTXHPDV GH OLJDo}HV afrouxar o parafuso até um ponto que permita
e as tensões de operações. É de extrema o deslocamento do cursor, deve-se deslocar o
LPSRUWkQFLD D YHULÀFDomR GRV GDGRV GH SODFD mesmo até a indicação desejada e realizar o
do equipamento anteriormente a qualquer DSHUWRGRSDUDIXVRGHÀ[DomRGDSRVLomR
operação do equipamento.
A Figura 14 é um exemplo de modelo
Os transformadores, por padrão, são
GHSODFDGHLGHQWLÀFDomR
despachados de fábrica com o comutador
de derivações na posição 1-A (13800 V
ou 23100 V). Os comutadores só podem
ser operados com o equipamento
desenergizado.

),*85$&RPXWDGRUHLQGLFDomRGRSDUDIXVRGHÀ[DomRGH
posição

),*85$3ODFDGHLGHQWLÀFDomR

13
www.sigmatransformadores.com.br
4.9) VÁLVULA DE ALÍVIO DE PRESSÃO 6) MANUTENÇÃO
OPCIONAL

Deverá ser feita uma inspeção visual


A válvula é um dispositivo mecânico periódica das partes externas do transformador,
de proteção contra excesso de pressão DÀP GH YHULÀFDU LQFRQIRUPLGDGHV HP UHODomR
que proporciona o alívio de pressão no a vazamentos de óleo, danos nas buchas e
transformador durante condições de excesso terminais, condições dos cabos de conexão.
de pressão, com recomposição automática 7DPEpPLPSRUWDQWHYHULÀFDUVHKiYLEUDomRGR
da vedação quando a pressão cai. A mesma tanque e danos na pintura. Caso haja alguma
tem disponível um anel de extração de aço inconformidade, deverá ser previsto o reparo
inoxidável conectado para permitir a operação ou substituição do equipamento.
manual, vista que a mesma consiste em puxar Caso possível, é recomendado a
o anel em sentido contrário ao dispositivo. YHULÀFDomRGRQtYHOGHyOHRGRWUDQVIRUPDGRU
tendo como base a marcação interna do nível
GH yOHR D  ž& $ YHULÀFDomR SRGH VHU IHLWD
pela janela de inspeção, caso o equipamento
possua, ou pela retirada da tampa.
É importante observar que algumas
ocorrências exigem o desligamento imediato
do equipamento, pois colocam o equipamento
e as instalações em risco iminente, essas
ocorrências são:
• Ruído interno anormal;
‡ 9D]DPHQWRVLJQLÀFDWLYRGHyOHR
• Defeito nos conectores e/ou buchas;
FIGURA 16: Válvula de alívio de pressão

5) ENERGIZAÇÃO

 $ HQHUJL]DomR p R SDVVR ÀQDO


para a colocação do transformador em
funcionamento.
Antes de sua energização, são recomendados
os seguintes passos:

• Ajustar e travar a posição dos


comutadores conforme recomendado pela
operação do sistema.

‡ 9HULÀFDU VH DV FRQH[}HV GR SULPiULR H


do secundário estão de acordo com a placa de
LGHQWLÀFDomRGRHTXLSDPHQWR

• Todo período de instalação, ensaios


e energização, deve ser acompanhado por
pessoal especializado.
www.sigmatransformadores.com.br
SIGMA EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS LTDA
AV. DAS INDÚSTRIAS, 45 ÁREA INDUSTRIAL II
LAGOA VERMELHA – RS
CNPJ: 93734911/0001-23
INSCR. EST.: 071/0036353 CEP 95.300-000
FONE / FAX: (54) 3358-2085 / 3358-2454 / 3358-2583

Você também pode gostar