Você está na página 1de 61

PASSEI EQT – NBC TP 01

PROF. GABRIEL RABELO

Sumário

1 Perícia Contábil: Conceitos ......................................................................................................................... 2


1.1 Objetivo da NBC TP 01............................................................................................................................. 2
1.2 Limites ao Trabalho Pericial..................................................................................................................... 4
1.3 Tipos de Perícia........................................................................................................................................ 4
2 A Execução da Perícia Contábil ................................................................................................................... 6
2.1 Termo de Diligência ................................................................................................................................. 7
2.2 Responsabilidade pela perícia ................................................................................................................. 8
3 Procedimentos Periciais.............................................................................................................................. 9
3.1 NBC TP 01 – Literalidade ......................................................................................................................... 9
3.2 Exame .................................................................................................................................................... 10
3.3 Vistoria................................................................................................................................................... 10
3.4 Indagação .............................................................................................................................................. 10
3.5 Investigação ........................................................................................................................................... 10
3.6 Arbitramento ......................................................................................................................................... 11
3.7 Mensuração ........................................................................................................................................... 11
3.8 Avaliação................................................................................................................................................ 11
3.9 Certificação ............................................................................................................................................ 11
3.10 Término do trabalho .............................................................................................................................. 12
4 Planejamento da perícia ........................................................................................................................... 14
4.1 Desenvolvimento do Planejamento ...................................................................................................... 15
4.2 Riscos, custos. ........................................................................................................................................ 16
4.3 Equipe técnica ....................................................................................................................................... 16
4.4 Cronograma ........................................................................................................................................... 16
4.5 Modelo De Planejamento Para Perícia Judicial ..................................................................................... 18
5 Termo de Diligência .................................................................................................................................. 20
5.1 Estrutura ................................................................................................................................................ 21
5.2 Modelo De Termo De Diligência Na Perícia Judicial .............................................................................. 22
6 Laudo Pericial e Parecer Técnico .............................................................................................................. 23
6.1 Apresentação do laudo pericial contábil e oferta do parecer técnico-contábil .................................... 24
6.2 Estrutura ................................................................................................................................................ 25
6.3 Assinatura em conjunto......................................................................................................................... 26
6.4 Esclarecimentos ..................................................................................................................................... 26
7 Resumo dos Pontos Abordados Nesta Aula ............................................................................................. 27
8 Questões Comentadas .............................................................................................................................. 31
9 Questões Comentadas Nesta Aula ........................................................................................................... 51
10 Gabarito ................................................................................................................................................. 60
11 Bibliografia ............................................................................................................................................. 60

passeieqt.com
1
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

1 Perícia Contábil: Conceitos


1.1 Objetivo da NBC TP 01
1. Esta Norma estabelece regras e procedimentos técnico-científicos a serem
observados pelo perito, quando da realização de perícia contábil, no âmbito judicial,
extrajudicial, mediante o esclarecimento dos aspectos e dos fatos do litígio por meio de
exame, vistoria, indagação, investigação, arbitramento, mensuração, avaliação e
certificação.

Portanto, a NBC TP 01 estabelece quais regras e procedimentos os peritos devem utilizar na perícia
contábil, seja ela judicial, extrajudicial, por meio de técnicas periciais.

Regras e Perícia Judicial,


NBC TP 01
Procedimentos Contábil Extrajudicial

Definição que está prevista na NBC TP 01 - Perícia Contábil:


2. A perícia contábil constitui o conjunto de procedimentos técnico-científicos destinados a
levar à instância decisória elementos de prova necessários a subsidiar a justa solução do
litígio ou constatação de fato, mediante laudo pericial contábil e/ou parecer técnico
contábil, em conformidade com as normas jurídicas e profissionais e com a legislação
específica no que for pertinente.

Esmiuçemos...
1. Conjunto de procedimentos técnico-científicos:
O trabalho pericial não é uma ação única. Existem diversas ferramentas de trabalho e metodologias
que atuam em sinergia, isto é, em conjunto, para que a prova pericial contábil seja produzida.
Fazendo uma comparação com filmes e seriados, imagine um perito analisando a cena do crime,
conversando com testemunhas, analisando materiais em laboratórios e etc.
Temos várias ações sendo executadas. Estudaremos detalhadamente quais são esses
procedimentos, segundo as normas em vigor, e como são aplicados à perícia contábil.
2. Destinados a levar à instância decisória:
Aqui percebemos a função que o perito possui como auxiliar da justiça. A prova pericial é
demandada quando para a solução da disputa há necessidade de conhecimentos técnicos
especializados. A prova pericial irá ajudar a tomada de decisão.
3. Elementos de prova para justa solução do litígio ou constatação de fato:
Provas são os meios utilizados para formar o convencimento do juiz a respeito de fatos
controvertidos que tenham relevância para o processo. Alguns meios de prova apresentados no
Código de Processo Civil:
 Perícia;

passeieqt.com
2
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

 Inspeção Judicial;
 Depoimento Pessoal;
 Confissão;
 Exibição de documento ou coisa;
 Documento;
4. Mediante laudo pericial contábil e/ou parecer técnico-contábil:
O laudo pericial e o parecer técnico representam o “produto final” do trabalho pericial. Veremos as
características de cada um desses documentos e como são elaborados.
Apenas destacamos que o laudo pericial é elaborado pelo perito do juízo e o
parecer, pelo assistente técnico.
5. Em conformidade com as normas jurídicas e profissionais e com a legislação específica no que
for pertinente:
Todo o trabalho pericial é baseado em normas, sejam elas jurídicas ou contábeis. O perito não pode
agir como um “fora da lei”, pois temos o risco de que o trabalho não seja considerado válido.
Como auxiliar da Justiça, o perito contábil deve ser um profundo conhecedor das normas que irão
direcionar o seu trabalho. Não é demais relembrar quais são as principais normas para a realização
do trabalho pericial contábil:

Normas Normas
Jurídicas Contábeis

Código de
Processo NBC TP 01 - Perícia
Civil (CPC) Contábil

Código Civil NBC PP 01 - Perito


(CC) Contábil

Além disso, determinados trabalhos podem exigir conhecimento de outras normas específicas.
Quer um exemplo?
O perito Diogo foi contratado para atuar em uma perícia cujo objeto é o recolhimento de tributos
estaduais. Nesse caso, ele irá necessitar de conhecimentos da legislação tributária do estado em
questão, do Código Tributário Nacional e etc.
4. A perícia contábil é de competência exclusiva de contador em situação regular
perante o Conselho Regional de Contabilidade de sua jurisdição.

Vale ressaltar que a perícia contábil é de competência exclusiva de contador em situação regular
perante o Conselho Regional de Contabilidade de sua jurisdição.

passeieqt.com
3
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Se a prova pericial é aquela que exige conhecimento técnico especializado para a sua realização,
quem melhor do que o contador realizar.
Conjunto de procedimentos técnico-
científicos

Instância decisória

Elementos de prova
Perícia
Contábil
Solução do litígio/constatação de fato.

Laudo pericial/Parecer técnico contábil

Conformidade normas e com a legislação


específica

1.2 Limites ao Trabalho Pericial


3. O laudo pericial contábil e o parecer técnico-contábil têm por limite o próprio objeto
da perícia deferida ou contratada.

A produção de prova pericial é, como regra, trabalhosa e de custo elevado, mas sabemos que o
processo possui um objeto que está sendo discutido.
Por isso, a NBC TP 01 afirma que o trabalho pericial possui um limite que é o próprio objeto da
perícia deferida ou contratada. Quer um exemplo?
Se eu, perito contador, nomeado para atuar em um processo que trata de contabilização de vendas
de mercadorias de determinada empresa no ano de 2017, faz algum sentido efetuar levantamento
da compra de Ativo Imobilizado dos últimos 5 anos? Claro que não! Estamos fugindo do objeto da
perícia, isto é, o ponto que se discute no processo.
O professor João Carlos Dias da Costa apresenta a diferença entre perícia deferida e perícia
contratada:
Perícia Deferida: é aquela que o juiz julga como necessária para auxiliá-lo no julgamento
do processo.
Perícia Contratada: é aquela em que as partes demandam fora de um processo judicial.

1.3 Tipos de Perícia


5. A perícia judicial é exercida sob a tutela do Poder Judiciário. A perícia extrajudicial é
exercida no âmbito arbitral, estatal ou voluntária. A perícia arbitral é exercida sob o controle
da lei de arbitragem. Perícias oficial e estatal são executadas sob o controle de órgãos de

passeieqt.com
4
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Estado. Perícia voluntária é contratada, espontaneamente, pelo interessado ou de comum


acordo entre as partes.

A perícia judicial é exercida sob a tutela do poder judiciário.


Esse é o tipo de perícia mais importante para provas de concursos e exames. Já vimos que a perícia
será deferida pelo juiz quando aparecem no processo questões extremamente técnicas, que exijam
conhecimentos especializados para o seu esclarecimento.
Todavia, também é possível que a perícia seja realizada fora de um processo judicial, isto é, a
perícia extrajudicial é exercida no âmbito arbitral, estatal ou voluntária.
A perícia arbitral é exercida sob o controle da lei de arbitragem. Não iremos nos aprofundar no
tema, pois não é exigido na sua prova, mas, é possível que pessoas físicas ou jurídicas solucionem
algumas disputas sem recorrer ao Poder Judiciário, através da arbitragem.
Perícias oficial e estatal são executadas sob o controle de órgãos de Estado, como por exemplo, as
perícias realizadas pelos Peritos Criminais Federais da Polícia Federal, bem com as perícias
realizadas pelo Ministério Público. Também temos perícias realizadas pelas Comissões
Parlamentares de Inquérito (CPIs) no âmbito do Poder Legislativo.
Perícia voluntária é contratada, espontaneamente, pelo interessado ou de comum acordo entre as
partes, ou seja, não é o juiz que determina a realização da perícia, mas as partes, voluntariamente,
optam por sua realização e escolhem os profissionais que irão executá-la.
Segundo o professor Paulo Cordeiro de Lima, nesse tipo de perícia não há o agente intermediário,
como a Justiça, a Câmara de Arbitragem ou órgão do Estado.
Em suma, temos o seguinte:

Tipos de
Perícia

Perícia Perícia
Judicial Extrajudicial

Poder
Arbitral Estatal Voluntária
Judiciário

Controle
Lei da
do Estado: Espontânea
arbitragem
MP-PF-CPI

passeieqt.com
5
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

2 A Execução da Perícia Contábil


Agora é a hora de começarmos a entender a execução da perícia contábil. Antes, é necessário
apresentarmos algumas nomenclaturas apresentadas pelas normas contábeis:
Perito do juízo1 é nomeado pelo juiz, árbitro, autoridade pública ou privada para exercício da
perícia contábil.
Perito-assistente2 é o contratado e indicado pela parte em perícias contábeis. Sua indicação não é
obrigatória no processo.
6. Ao ser intimado para dar início aos trabalhos periciais, o perito do juízo deve comunicar
às partes e aos assistentes técnicos: a data e o local de início da produção da prova pericial
contábil, exceto se designados pelo juízo.

Portanto, foi intimado para determinado trabalho, a primeira coisa é comunicar às partes e aos
assistentes técnicos a data e o local em que você começará a produzir as provas, exceto se essa
data e/ou local for definida pelo próprio juiz.
E se você, perito do juízo, não conseguir localizar os peritos assistentes? Fica assim:

Assistente
• O que
técnico não
localizado fazer?

Comunica os • E se estes
advogados das não forem
parte localizados?

Comunica
diretamente às
parte e/ou ao
juízo

O perito-assistente ou assistente técnico pode, tão logo tenha conhecimento da perícia, manter
contato com o perito do juízo, colocando-se à disposição para a execução da perícia em conjunto.

1
Quando estudamos a Prova Pericial no Código de Processo Civil (CPC) o nome dado era Perito Oficial, porém a NBC PP
01 – Perito Contábil usa o termo Perito do Juízo.
2
Ou assistente técnico.

passeieqt.com
6
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Como o perito-assistente é representante das partes, deve estar ciente do andamento do trabalho
pericial e ter amplo acesso aos documentos, planilhas, mapas que irão embasar a produção do
laudo e do parecer técnico.

Na impossibilidade da execução da perícia em conjunto, o perito do juízo deve permitir aos


peritos-assistentes o acesso aos autos e aos elementos de prova arrecadados durante a perícia,
indicando local e hora para exame pelo perito-assistente.
7. O perito-assistente pode, logo após sua contratação, manter contato com o
advogado da parte que o contratou, requerendo dossiê completo do processo para
conhecimento dos fatos e melhor acompanhamento dos atos processuais no que for
pertinente à perícia.

Essa atitude é extremamente importante, porque entender o contexto no qual a perícia será
realizada é fundamental para a realização de um trabalho eficiente.
8. O perito, enquanto estiver de posse do processo ou de documentos, deve zelar por
sua guarda e segurança e ser diligente.

9. Para a execução da perícia contábil, o perito deve ater-se ao objeto e ao lapso


temporal da perícia a ser realizada.

A NBC TP 01 também afirma que o perito, enquanto estiver de posse do processo ou de


documentos, deve zelar por sua guarda e segurança e ser diligente, deve ater-se ao objeto e ao
lapso temporal da perícia a ser realizada.

Perito

• Guarda e segurança
• Diligência
• Ater-se ao objeto e lapso temporal da perícia

2.1 Termo de Diligência


10. Mediante termo de diligência, o perito deve solicitar por escrito todos os
documentos e informações relacionadas ao objeto da perícia, fixando o prazo para entrega.

E como o perito irá solicitar oficialmente os documentos, informações, a realização de vistorias,


exames para produzir o seu laudo?
Através de um documento chamado “Termo de Diligência”. Por sua grande importância, esse
assunto será tratado em momento próprio.

passeieqt.com
7
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Qualquer dificuldade no trabalho, nas diligências realizadas, deve ser comunicada,


comprovadamente ao juízo ou parte contratante.
13. O perito deve manter registro dos locais e datas das diligências, nome das pessoas
que o atender, livros e documentos ou coisas vistoriadas, examinadas ou arrecadadas,
dados e particularidades de interesse da perícia, rubricando a documentação examinada,
quando julgar necessário e possível, juntando o elemento de prova original, cópia ou
certidão.

Aqui é bem tranquilo de entender. No direito, diz-se que o que não está nos autos não está no
mundo. Por isso, na perícia, tudo deve ser registrado: locais, datas, nomes, livros utilizados,
documentos e coisas vistoriadas, examinadas, particularidades da perícia, sempre rubricando e
juntando o que for possível.

2.2 Responsabilidade pela perícia


14. A execução da perícia, quando incluir a utilização de equipe técnica, deve ser
realizada sob a orientação e supervisão do perito do juízo, que assume a responsabilidade
pelos trabalhos, devendo assegurar-se de que as pessoas contratadas sejam profissionais e
legalmente capacitadas à execução.

Algumas perícias são de execução muito complexas e podem exigir o trabalho de uma equipe
técnica. Em notícias divulgadas sobre a Operação Lava Jato, veicula-se que há centenas de perito
criminais em atuação e mais de 1.000 laudos já foram produzidos!
A NBC TP 01 afirma que a execução da perícia, quando incluir a utilização de equipe técnica, deve
ser realizada sob a orientação e supervisão do perito do juízo, que assume a responsabilidade
pelos trabalhos, devendo assegurar-se de que as pessoas contratadas sejam profissionais e
legalmente capacitadas à execução.

A responsabilidade pela execução do trabalho é do perito do juízo.


Se você precisar da ajuda de um engenheiro para elaborar o seu laudo, certifique-se que ele está
devidamente registrado no CREA (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura), por exemplo.

Mesmo Utilizando Equipe Perito do Juízo

Responsabilidade
Deve assegurar que são
profissionais capacitados

15. O perito deve documentar os elementos relevantes que serviram de suporte à


conclusão formalizada no laudo pericial contábil e no parecer técnico-contábil, quando não
juntados aos autos, visando fundamentar o laudo ou parecer e comprovar que a perícia foi

passeieqt.com
8
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

executada de acordo com os despachos e decisões judiciais e as Normas Brasileiras de


Contabilidade.

Nem todos os documentos comporão o laudo pericial ou parecer técnico. Portanto, o que não for
juntado ao processo, deve ser documentado, para que, caso haja necessidade, seja fundamentado
o trabalho, comprovando-se que a perícia foi executada de acordo com as normas vigentes.

3 Procedimentos Periciais
Esse é o tema mais cobrado em provas!
Os procedimentos periciais contábeis visam fundamentar o laudo pericial contábil e o parecer
técnico-contábil e abrangem, total ou parcialmente, segundo a natureza e a complexidade da
matéria:

 Exame;
 Vistoria;
 Indagação;
 Investigação;
 Arbitramento;
 Mensuração;
 Avaliação
 Certificação.
É por meio desses oito procedimentos que o perito irá responder às demandas solicitadas pelo
juízo. Vale destacar que determinadas ações podem se encaixar em mais de uma definição e, de
acordo com a natureza da perícia, poderemos usar diversos procedimentos. Além disso, eles não
são excludentes, pelo contrário, atuam em sinergia. Vamos conhecê-los?

3.1 NBC TP 01 – Literalidade


16. Os procedimentos periciais contábeis visam fundamentar o laudo pericial contábil e o
parecer técnico-contábil e abrangem, total ou parcialmente, segundo a natureza e a
complexidade da matéria, exame, vistoria, indagação, investigação, arbitramento,
mensuração, avaliação e certificação.

17. O exame é a análise de livros, registros das transações e documentos.

18. A vistoria é a diligência que objetiva a verificação e a constatação de situação, coisa ou


fato, de forma circunstancial.

19. A indagação é a busca de informações mediante entrevista com conhecedores do objeto


ou fato relacionado à perícia.

passeieqt.com
9
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

20. A investigação é a pesquisa que busca trazer ao laudo pericial contábil ou parecer
pericial contábil o que está oculto por quaisquer circunstâncias.

21. O arbitramento é a determinação de valores ou a solução de controvérsia por critério


técnico.

22. A mensuração é o ato de qualificação e quantificação física de coisas, bens, direitos e


obrigações.

23. A avaliação é o ato de estabelecer o valor de coisas, bens, direitos, obrigações, despesas
e receitas.

24. A certificação é o ato de atestar a informação trazida ao laudo ou parecer pelo perito.

3.2 Exame
O exame3 é a análise de livros, registros de transações e documentos. A palavra chave é “análise”,
pessoal.
Por exemplo: o perito está analisando o Livro de Entrada de Mercadorias para verificar o saldo das
compras de mercadorias no mês de Julho.

3.3 Vistoria
A vistoria é a diligência que objetiva a verificação e a constatação de situação, coisa ou fato, de
forma circunstancial.
Exemplo: O perito engenheiro irá vistoriar determinada edificação, após um desmoronamento.

3.4 Indagação
A indagação é a busca de informações mediante entrevista com conhecedores do objeto ou de fato
relacionado à perícia.

Ingadação Entrevista
Aqui, a palavra chave é “entrevista”. Imagine o perito contador entrevistando o responsável pelo
estoque de determinada empresa para saber quais são os principais fornecedores da empresa.

3.5 Investigação
A investigação é a pesquisa que busca trazer ao laudo pericial contábil ou parecer técnico-contábil
o que está oculto por quaisquer circunstâncias.

3
Pessoal, não podemos confundir a modalidade pericial “Exame”, prevista no CPC, com o procedimento pericial
“Exame” previsto na NBC TP 01. São conceitos parecidos, mas devemos estar atentos com a literalidade das normas.

passeieqt.com
10
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

A perícia contábil é por natureza um trabalho investigativo, não é mesmo?


Como dissemos, os procedimentos periciais atuam em conjunto. Ao examinar livros contábeis, o
perito também está realizando uma investigação para trazer informações que estão ocultas para o
seu laudo.

3.6 Arbitramento
O arbitramento é a determinação de valores, quantidades ou a solução de controvérsia por
critério técnico-científico.
Por exemplo: o perito irá arbitrar o valor de determinado veículo usando a tabela FIPE 4.

3.7 Mensuração
A mensuração é o ato de qualificação e quantificação física de coisas, bens, direitos e obrigações.
Por exemplo: ao analisar o estoque de veículos de uma concessionária, o perito verifica que existem
20 veículos Toyota e 15 veículos Renault.

Percebam que foi feita a qualificação e quantificação dos bens, não citamos valores!
3.8 Avaliação
A avaliação é o ato de estabelecer o valor de coisas, bens, direitos, obrigações, despesas e
receitas. Aqui a ideia central é estabelecer o valor de elementos patrimoniais.
Utilizando o exemplo da concessionária, o perito determinou que o valor contábil do estoque é
igual a R$ 3.500.000,00.

Uma das pegadinhas mais comuns em provas é confundir mensuração


com avaliação.
3.9 Certificação
Por fim, a certificação é o ato de atestar a informação trazida ao laudo ou ao parecer pelo perito.
Imagine que no laudo pericial seja apresentada uma cópia de um DANFE (Documento Auxiliar de
Nota Fiscal. Para certificar-se da autenticidade dessa nota, podemos acessar o site da Nota Fiscal
Eletrônica para verificar se ela realmente existe.
Veja o seguinte esquema que nos auxilia na visualização de todos os procedimentos.

Procedimento Palavra chave


Exame Análise

4
A Tabela FIPE é uma tabela de referência para os preços médios dos veículos no mercado nacional. Seus dados são
disponibilizados mensalmente após pesquisas de mercado da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE).

passeieqt.com
11
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Vistoria Diligência
Indagação Entrevista
Investigação Pesquisa do que está oculto
Arbitramento Determinação de Valores
Mensuração Quantificação Física
Avaliação Valor das coisas
Certificação Atestar informação
Para memorizar!
Para ajudar na memorização criamos o seguinte mnemônico:
Imagine que você irá tirar a sua carteira de habilitação, ou seja, você irá prestar um EXAME. Ao
chegar ao local de prova, você percebe que o seu avaliador é um cara extremamente malvado com
uma cara bem carrancuda e ele está VISTORIANDO o carro no qual o exame será feito. Quando
você chega para falar com o avaliador ele já começa a fazer INDAGAÇÕES, realizando uma
entrevista completa e começar a INVESTIGAR a sua vida. Inclusive, ele acaba descobrindo a sua
profissão: ÁRBITRO de futebol. Ele também realizar uma MENSURAÇÃO no carro e anota em uma
prancheta bem velha e suja: Ferrari Vermelha, ano 2020! Por fim, chega a hora da avaliação e como
você NÃO COMETEU ERRO ALGUM, você sai de lá com o seu CERTIFICADO.

Também há esse mnemônico para ajudar: VIAMCEIA


V istoria
I ndagação
A Arbitramento
M ensuração
C ertificação
E xame
I nvestigação
A valiação
3.10 Término do trabalho
25. Concluídos os trabalhos periciais, o perito do juízo apresentará laudo pericial
contábil e o perito-assistente oferecerá, querendo, seu parecer técnico-contábil,
obedecendo aos respectivos prazos.

Portanto, é essencial entender que:

passeieqt.com
12
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Perito do Juízo Laudo Pericial

Perito Assistente Parecer Técnico

26. O perito do juízo, depois de concluído seu trabalho, deve fornecer, quando
solicitado, cópia do laudo ao perito-assistente, informando-lhe com antecedência a data em
que o laudo pericial contábil será protocolado em cartório.

Assim, uma vez que o trabalho tenha se encerrado, o perito do juízo deve dar cópia ao perito
assistente, dizendo-lhe, com antecedência, quando apresentará o laudo em juízo.
27. O perito-assistente não pode firmar o laudo pericial quando o documento tiver sido
elaborado por leigo ou profissional de outra área, devendo, neste caso, oferecer um parecer
técnico-contábil sobre a matéria periciada.

Caso o laudo não tenha sido elaborado pelo contador responsável (perito do juízo), o perito
assistente não poderá assina-lo.
28. O perito-assistente, ao apor a assinatura, em conjunto com o perito do juízo, em
laudo pericial contábil, não pode emitir parecer técnico-contábil contrário a esse laudo.

Caso o perito contábil assine o laudo pericial juntamente do perito do juízo, não poderá dar parecer
técnico contrário.
29. O perito-assistente pode entregar cópia do seu parecer, planilhas e documentos ao
perito do juízo antes do término da perícia, expondo as suas convicções, fundamentações
legais, doutrinárias, técnicas e científicas sem que isto implique indução do perito do juízo a
erro, por tratar-se da livre e necessária manifestação científica sobre os pontos
controvertidos.

Portanto, o perito assistente pode se manifestar, dizendo qual seu ponto de vista, quais as suas
convicções, etc, sem que isso interfira no trabalho do perito do juízo.
Tratar-se-á apenas de livre manifestação do exercício profissional.

passeieqt.com
13
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

4 Planejamento da perícia
30. O planejamento da perícia é a etapa do trabalho pericial que antecede as diligências,
pesquisas, cálculos e respostas aos quesitos, na qual o perito do juízo estabelece a
metodologia dos procedimentos periciais a serem aplicados, elaborando-o a partir do
conhecimento do objeto da perícia.

O planejamento da perícia é a etapa do trabalho pericial que antecede as diligências, pesquisas,


cálculos e respostas aos quesitos5.
Portanto, antes de começar a perícia propriamente dita, é necessário planejamento.
Nesse momento o perito do juízo estabelece a metodologia dos procedimentos periciais a serem
aplicados, elaborando-o a partir do conhecimento do objeto da perícia.
Efetuar um bom planejamento é fundamental para que a perícia possa ser bem executada.
Os objetivos do planejamento da perícia são:
 Conhecer o objeto e a finalidade da perícia, a fim de permitir a adoção de procedimentos que
conduzam à revelação da verdade, a qual subsidiará o juízo, o árbitro ou o interessado a tomar
a decisão a respeito da lide.
 Definir a natureza, a oportunidade e a extensão dos procedimentos a serem aplicados, em
consonância com o objeto da perícia;
 Estabelecer condições para que o trabalho seja cumprido no prazo estabelecido;
 Identificar potenciais problemas e riscos que possam vir a ocorrer no andamento da perícia;
 Identificar fatos importantes para a solução da demanda, de forma que não passem
despercebidos ou não recebam a atenção necessária;
 Identificar a legislação aplicável ao objeto da perícia;
 Estabelecer como ocorrerá a divisão das tarefas entre os membros da equipe de trabalho,
sempre que o perito necessitar de auxiliares;
 Facilitar a execução e a revisão dos trabalhos.
Esses itens são bastante intuitivos, não é mesmo?
São ideias que podem ser aplicadas ao planejamento de qualquer ação um pouco mais complexa.
Foquem nas expressões chaves que destacamos e, quando aparecer em prova, você irá se lembrar
deles.

5
Quesitos são as perguntas ou determinações que devem ser respondidas ou executadas pelo perito em seu trabalho.

passeieqt.com
14
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

4.1 Desenvolvimento do Planejamento


32. Os documentos dos autos servem como suporte para obtenção das informações
necessárias à elaboração do planejamento da perícia.

Portanto, o planejamento da perícia levará em conta o que estiver no processo.


Porém, alguns aspectos devem ser considerados:
33. Em caso de ser identificada a necessidade de realização de diligências, na etapa de
elaboração do planejamento, devem ser considerados, se não declarada a preclusão de
prova documental, a legislação aplicável, documentos, registros, livros contábeis, fiscais e
societários, laudos e pareceres já realizados e outras informações que forem identificadas
como pertinentes para determinar a natureza do trabalho a ser executado.

Se, ainda na etapa de planejamento da perícia, houver a necessidade de diligência, deve-se


observar:
 Se não fora declarada a preclusão de prova documental.
Isto é, se o direito de utilizar daquela prova ainda é válido. Por exemplo, suponha que determinado
livro possa ser utilizado para fins de prova pelo prazo de 5 anos. Todavia, o perito vai analisar a
documentação e verifica que o livro foi escriturado há 15 anos. Neste caso, pode ter havido a
preclusão da prova documental.
 A legislação aplicável, documentos, registros, livros contábeis, fiscais e societários, laudos e
pareceres já realizados;
 Outras informações que forem identificadas como pertinentes para determinar a natureza do
trabalho a ser executado.
34. Quando necessário, o planejamento deve ser realizado pelo perito do juízo ainda
que o trabalho venha a ser realizado de forma conjunta.

35. Quando necessário, o planejamento da perícia deve ser mantido por qualquer meio
de registro que facilite o entendimento dos procedimentos a serem aplicados e sirva de
orientação adequada à execução do trabalho.

36. Quando necessário, o planejamento deve ser revisado e atualizado sempre que fatos
novos surjam no decorrer da perícia.

Portanto, mesmo que perito do juízo e peritos assistentes trabalhem de forma conjunta, se
necessário, o planejamento será feito pelo perito do juízo, que é quem conduzirá precipuamente o
trabalho pericial.
O planejamento pode ser feito de forma a facilitar a execução do trabalho e, sendo necessário,
pode ser atualizado e revisado se fatos novos surgirem no decorrer da perícia.

passeieqt.com
15
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

4.2 Riscos, custos.


37. O perito, na fase do planejamento, com vistas a elaborar a proposta de honorários,
deve:

(a) avaliar os riscos decorrentes das suas responsabilidades e todas as despesas e custos
inerentes;
(b) ressaltar que, na hipótese de apresentação de quesitos suplementares, poderá
estabelecer honorários complementares.
Portanto, a perícia implica riscos e responsabilidades. Tudo isso deve ser considerado quando da
elaboração da proposta de honorários. Ademais, a perícia implica riscos e custos, que também
devem ser considerados na elaboração dos valores a serem recebidos.
Algumas perícias podem demandar diversos deslocamentos, despesas com hospedagens,
alimentação, impressão de documentos e etc. Tudo isso deve ser levado em consideração na fase
de planejamento para que o perito possa preparar a nossa tão proposta de honorários.
Na hipótese de apresentação de quesitos suplementares, o perito poderá estabelecer honorários
complementares.

4.3 Equipe técnica


38. Quando a perícia exigir a necessidade de utilização de trabalho de terceiros (equipe
de apoio, trabalho de especialistas ou profissionais de outras áreas de conhecimento), o
planejamento deve prever a orientação e a supervisão do perito, que responderá pelos
trabalhos executados, exclusivamente, por sua equipe de apoio.

Portanto, enfatizamos novamente que, mesmo que se utilize de equipe, a responsabilidade pelo
trabalho é exclusivamente do perito.

Mesmo usando
Responsabilidade Sempre do Perito
equipe

4.4 Cronograma
39. O perito do juízo deve levar em consideração que o planejamento da perícia, quando
for o caso, inicia-se antes da elaboração da proposta de honorários, considerando-se que,
para apresentá-la ao juízo ou aos contratantes, há necessidade de se especificarem as
etapas do trabalho a serem realizadas. Isto implica que o perito deve ter conhecimento
prévio de todas as etapas, salvo aquelas que somente serão identificadas quando da
execução da perícia.

passeieqt.com
16
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Elaboração da
Planejamento da Apresentação ao
Proposta de
Perícia juízo ou contratantes
Honorários

Portanto, há
Salvo se surgirem
necessidade do Juntamente com as
somente com a
conhecimento etapas
execução da perícia
prévio das etapas

Quanto mais etapas a cumprir, maior será a proposta de honorários! Isto implica que o perito
deve ter conhecimento prévio de todas as etapas, salvo aquelas que somente serão identificadas
quando da execução da perícia.
Em seu cronograma de trabalho devem ficar evidenciados, quando aplicáveis, todos os itens
necessários à execução da perícia, como:

Diligências a serem realizadas;

Deslocamentos;

Necessidade de trabalho de terceiros;

Cronograma Pericial Pesquisas que serão feitas;

Elaboração de cálculos e planilhas;

Respostas aos quesitos;

Prazo para apresentação do laudo e/ou


oferecimento do parecer;

passeieqt.com
17
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

4.5 Modelo De Planejamento Para Perícia Judicial


A NPC TP 01 apresenta um modelo de planejamento da perícia judicial. Achamos interessante
reproduzi-lo aqui na aula para termos uma ideia geral do planejamento.
Não é para decorá-lo, mas nos ajuda a entender o processo pericial como um todo.
Fase Pré-Operacional
TEMPO PRAZO
ITEM ATIVIDADE AÇÕES
ESTIMADO REAL ESTIMADO REAL

Carga ou Após receber a intimação do juiz, quando for o caso,


1 recebimento do retirar o processo da Secretaria. h h XX/XX/XX XX/XX/XX
processo

Conhecer os detalhes acerca do objeto da perícia,


Leitura do XX/XX/XX XX/XX/XX
2 realizando a leitura e o estudo dos autos. h h
processo

Após estudo e análise dos autos, constatando-se que há


impedimento ou suspeição, não havendo interesse do XX/XX/XX XX/XX/XX
h h
perito ou não estando habilitado para fazer a perícia,
Aceitação, ou devolver o processo justificando o motivo da escusa.
3
não, da perícia
Aceitando o encargo da perícia, proceder ao
planejamento. h h XX/XX/XX XX/XX/XX

Com base na relevância, no vulto, no risco e na


complexidade dos serviços, entre outros, estimar as
horas para cada fase do trabalho, considerando ainda a
Proposta de XX/XX/XX XX/XX/XX
4 qualificação do pessoal que participará dos serviços, o h h
honorários prazo para a entrega dos trabalhos e a confecção de
laudos interdisciplinares.

Execução da perícia
5 Sumário Com base na documentação existente h h XX/XX/XX XX/XX/XX
nos autos, elaborar o sumário dos autos,
indicando o tipo do documento e a folha
dos autos onde pode ser encontrado.

6 Assistentes Uma vez aceita a participação do


técnicos perito-assistente, ajustar a forma de
acesso dele aos trabalhos.

passeieqt.com
18
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

7 Diligências Com fundamento no conteúdo do h h XX/XX/XX XX/XX/XX


processo e nos quesitos, preparar o(s)
termo(s) de diligência(s) necessário(s),
onde será relacionada a documentação
ausente nos autos.

8 Viagens Programar as viagens quando h h XX/XX/XX XX/XX/XX


necessárias.

9 Pesquisa Com fundamento no conteúdo do h h XX/XX/XX XX/XX/XX


documental processo, definir as pesquisas, os
estudos e o catálogo da legislação
pertinente.

10 Programa de Exame de documentos pertinentes à h h XX/XX/XX XX/XX/XX


trabalho perícia.

Exame de livros contábeis, fiscais, h h XX/XX/XX XX/XX/XX


societários e outros.

Análises contábeis a serem realizadas. h h XX/XX/XX XX/XX/XX

Entrevistas, vistorias, indagações, h h XX/XX/XX XX/XX/XX


investigações, informações necessárias.

Laudos interdisciplinares e pareceres h h XX/XX/XX XX/XX/XX


técnicos.

Cálculos, arbitramentos, mensurações e h h XX/XX/XX XX/XX/XX


avaliações a serem elaborados.

Preparação e redação do laudo pericial. h h XX/XX/XX XX/XX/XX

11 Revisões técnicas Proceder à revisão final do laudo para h h XX/XX/XX XX/XX/XX


verificar eventuais correções, bem
como verificar se todos os apêndices e
anexos citados no laudo estão na ordem
lógica e corretamente enumerados.

12 Prazo Diante da expectativa de não concluir o h h XX/XX/XX XX/XX/XX


suplementar laudo no prazo determinado pelo juiz,
requerer, antes do vencimento do prazo
determinado, por petição, prazo
suplementar, reprogramando o
planejamento.

13 Entrega do laudo Devolver os autos do processo e h h XX/XX/XX XX/XX/XX


pericial contábil. peticionar, requerendo a juntada do
laudo e levantamento ou arbitramento
dos honorários.

passeieqt.com
19
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

5 Termo de Diligência
O art. 473, § 3º do CPC, afirma que para o desempenho de sua função, o perito e os assistentes
técnicos podem valer-se de todos os meios necessários, ouvindo testemunhas, obtendo
informações, solicitando documentos que estejam em poder da parte, de terceiros ou em
repartições públicas, bem como instruir, isto é, embasar o laudo com planilhas, mapas, plantas,
desenhos, fotografias ou outros elementos necessários ao esclarecimento do objeto da perícia.
41. Termo de diligência é o instrumento por meio do qual o perito solicita documentos,
coisas, dados e informações necessárias à elaboração do laudo pericial contábil e do parecer
técnico-contábil.

Por exemplo: o perito Diogo necessita de informações que estão no Livro Diário da empresa ACME
S.A para responder aos quesitos contidos no processo, ele irá elaborar um Termo de Diligência para
solicitar o referido documento à empresa.
É comum no dia a dia dos peritos usar a expressão “diligenciar o documento X”, isto é, solicitar
formalmente através do termo.
42. Serve também para determinar o local, a data e a hora do início da perícia, e ainda para
a execução de outros trabalhos que tenham sido a ele determinados ou solicitados por
quem de direito, desde que tenham a finalidade de orientar ou colaborar nas decisões,
judiciais ou extrajudiciais.

Também é função do Termo de Diligência determinar o local, a data e a hora do início da perícia, e
ainda para a execução de outros trabalhos que tenham sido a ele determinados ou solicitados por
quem de direito, desde que tenham a finalidade de orientar ou colaborar nas decisões, judiciais ou
extrajudiciais.
43. O termo de diligência deve ser redigido pelo perito, ser apresentado diretamente ao
perito-assistente, à parte, a seu procurador ou terceiro, por escrito e juntado ao laudo.

Termo de
Diligência

Feito pelo Juntado ao


Apresentado Escrito
perito laudo

Assistente À parte

Procurador Terceiro

passeieqt.com
20
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

44. O perito deve observar os prazos a que está obrigado por força de determinação legal e,
dessa forma, definir o prazo para o cumprimento da solicitação pelo diligenciado.

Portanto, o prazo para realização do trabalho deve observar os prazos previstos em lei.
45. Caso ocorra a negativa da entrega dos elementos de prova formalmente requeridos,
o perito deve se reportar diretamente a quem o nomeou, contratou ou indicou, narrando os
fatos e solicitando as providências cabíveis.

Assim, o perito somente poderá trabalhar caso esteja munido da documentação necessária. Se
houver negativa ou recusa na entrega, o perito deve reportar ao juízo ou à parte contratante.

5.1 Estrutura
O termo de diligência deve conter os seguintes itens:
 Identificação do diligenciado;
 Identificação das partes ou dos interessados e, em se tratando de perícia judicial ou arbitral, o
número do processo ou procedimento, o tipo e o juízo em que tramita;
 Identificação do perito com indicação do número do registro profissional no Conselho Regional
de Contabilidade;
 Indicação de que está sendo elaborado nos termos desta Norma;
 Indicação detalhada dos documentos, coisas, dados e informações, consignando as datas e/ou
períodos abrangidos, podendo identificar o quesito a que se refere;
 Indicação do prazo e do local para a exibição dos documentos, coisas, dados e informações
necessários à elaboração do laudo pericial contábil ou parecer técnico-contábil, devendo o
prazo ser compatível com aquele concedido pelo juízo, contratante ou convencionado pelas
partes, considerada a quantidade de documentos, as informações necessárias, a estrutura
organizacional do diligenciado e o local de guarda dos documentos;
 Indicação da data e hora para sua efetivação, após atendidos os requisitos da alínea (e), quando
o exame dos livros, documentos, coisas e elementos tiver de ser realizado perante a parte ou ao
terceiro que detém em seu poder tais provas;
 Local, data e assinatura.
Que tal mais um esqueminha para ajudar a entender melhor esse tema?

passeieqt.com
21
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Local, Data e
Identificação Indicação
Assinatura

o que será
Diligenciado Termo de Diligência
elaborado

documentos,
Partes,
coisas,
Interessados
dados

local para a
exibição dos
Perito
documentos,
coisas

5.2 Modelo De Termo De Diligência Na Perícia Judicial


TERMO DE DILIGÊNCIA N.º.../PROCESSO N.º...
IDENTIFICAÇÃO DO DILIGENCIADO
SECRETARIA:
PARTES:
PERITO DO JUÍZO: (categoria e n.º do registro)
PERITO-ASSISTENTE: (categoria e n.º do registro)

Na condição de perito do juízo, nomeado pelo Juízo em referência e/ou perito-assistente indicado
pelas partes, nos termos do §3º do Art. 473 do Novo Código do Processo Civil e das Normas
Brasileiras de Contabilidade, solicita-se que sejam fornecidos ou postos à disposição, para análise, os
documentos a seguir indicados:
1.
2.
3.
4.
etc.
Para que se possa cumprir o prazo estabelecido para elaboração e entrega do laudo pericial
contábil ou parecer técnico-contábil, é necessário que os documentos solicitados sejam fornecidos ou
postos à disposição deste perito até o dia __-__-__, às __h, no endereço ........ (do perito do juízo e/ou
perito-assistente, e/ou parte). Solicita-se que seja comunicado quando os documentos tiverem sido
remetidos ou estiverem à disposição para análise.

passeieqt.com
22
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Em caso de dúvida, solicita-se esclarecê-la diretamente com o signatário no endereço e


telefones indicados.
Local e data
Assinatura
Nome do perito
Contador – N.º de registro no CRC

6 Laudo Pericial e Parecer Técnico


47. O Decreto-Lei n.º 9.295/46, na alínea “c” do Art. 25, determina que o laudo pericial
contábil e o parecer técnico-contábil somente sejam elaborados por contador ou pessoa
jurídica, se a lei assim permitir, que estejam devidamente registrados e habilitados em
Conselho Regional de Contabilidade. A habilitação é comprovada mediante Certidão de
Regularidade Profissional emitida pelos Conselhos Regionais de Contabilidade.

Portanto, o laudo pericial e o parecer técnico devem ser elaborados por contador ou pessoa jurídica
especializada, registrada no CRC. Tal habilitação se dá pela certidão de regularidade profissional
emitida pelo CRC.

Laudo Pericial ou Parecer Técnico


• Elaborados por contador ou pessoa jurídica
• Habilitado no CRC
• Certidão de regularidade emitida pelo CRC
48. O laudo pericial contábil e o parecer técnico-contábil são documentos escritos, nos
quais os peritos devem registrar, de forma abrangente, o conteúdo da perícia e
particularizar os aspectos e as minudências que envolvam o seu objeto e as buscas de
elementos de prova necessários para a conclusão do seu trabalho.

A NBC TP 01 afirma que o laudo pericial contábil e o parecer técnico-contábil são documentos
escritos, nos quais os peritos devem registrar, de forma abrangente, o conteúdo da perícia e
particularizar os aspectos e as minudências que envolvam o seu objeto e as buscas de elementos
de prova necessários para a conclusão do seu trabalho.
Esses documentos representam o “produto final” do trabalho pericial.

Laudo Pericial
Produto Final da
Perícia
Parecer Técnico

passeieqt.com
23
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Todos os procedimentos realizados, cálculos, planilhas, mapas têm como objetivo instruir nossos
laudos periciais, elaborados pelo perito do juízo ou parecer técnico, de responsabilidade do
assistente técnico.
Os peritos devem apresentar, no final do laudo pericial contábil ou do parecer técnico-contábil, de
forma clara e precisa, as suas conclusões.
49. Os peritos devem consignar, no final do laudo pericial contábil ou do parecer técnico-
contábil, de forma clara e precisa, as suas conclusões.

Laudo e Parecer Conclusões

6.1 Apresentação do laudo pericial contábil e oferta do parecer técnico-


contábil
50. O laudo e o parecer são, respectivamente, orientados e conduzidos pelo perito do juízo
e pelo perito-assistente, que adotarão padrão próprio, respeitada a estrutura prevista nesta
Norma, devendo ser redigidos de forma circunstanciada, clara, objetiva, sequencial e lógica.

Laudo e Parecer

Redigidos

Forma
Clara Objetiva Sequencial Lógica
circunstanciada

Portanto, é o que já dissemos inúmeras vezes. O perito do juízo elabora o laudo, o perito assistente
elabora o parecer técnico. Eles adotarão padrão próprio, mas a NBC TP 01 deve ser respeitada.
Obviamente, devem ser apresentados de forma escrita.
51. A linguagem adotada pelo perito deve ser clara, concisa, evitando o prolixo e a
tergiversação, possibilitando aos julgadores e às partes o devido conhecimento da prova
técnica e interpretação dos resultados obtidos. As respostas devem ser objetivas, completas
e não lacônicas. Os termos técnicos devem ser inseridos no laudo e no parecer, de modo a
se obter uma redação que qualifique o trabalho pericial, respeitadas as Normas Brasileiras
de Contabilidade.

passeieqt.com
24
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Linguagem, portanto, deve ser clara, concisa. Deve-se evitar o prolixo (falar demais) e a
tergiversação (falar sobre coisas que não se deve).
As respostas aos quesitos têm que ser objetivas, isto é, diretas ao ponto, mas ao mesmo tempo
completas. Não devem ser lacônicas. Algo lacônico é algo extremamente resumido.
Se houver termos técnicos, você deve utilizar. Todavia, conforme o item seguinte, deve tecer
esclarecimentos adicionais.
52. Tratando-se de termos técnicos atinentes à profissão contábil, devem, quando
necessário, ser acrescidos de esclarecimentos adicionais e recomendada a utilização
daqueles consagrados pela doutrina contábil.

Por exemplo: se determinado valor de estoques for avaliado pelo critério PEPS, o perito contador
deverá explicar que esse critério é conhecido com o Primeiro Que entra Primeiro que sai, como se
obtém a apuração por esse método e etc.
53. O perito deve elaborar o laudo e o parecer, utilizando-se do vernáculo, sendo admitidas
apenas palavras ou expressões idiomáticas de outras línguas de uso comum nos tribunais
judiciais ou extrajudiciais.

54. O laudo e o parecer devem contemplar o resultado final alcançado por meio de
elementos de prova inclusos nos autos ou arrecadados em diligências que o perito tenha
efetuado, por intermédio de peças contábeis e quaisquer outros documentos, tipos e
formas.

O que é vernáculo? É a língua de uma região. No caso do Brasil, é o português. Você pode utilizar
palavras em outras línguas, desde que comum nos meios judiciais ou extrajudiciais, como, muitas
vezes, se utiliza expressões em latim.

6.2 Estrutura
O laudo deve conter, no mínimo, os seguintes itens:
 Identificação do processo e das partes;
 Síntese do objeto da perícia;
 Resumo dos autos;
 Metodologia adotada para os trabalhos periciais e esclarecimentos;
 Relato das diligências realizadas;
 Transcrição dos quesitos e suas respectivas respostas para o laudo pericial contábil;
 Transcrição dos quesitos e suas respectivas respostas para o parecer técnico-contábil, onde
houver divergência das respostas formuladas pelo perito do juízo;
 Conclusão;
 Termo de encerramento, constando a relação de anexos e apêndices;

passeieqt.com
25
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

 Assinatura do perito;
Destaca-se que pode haver divergências entre o perito e assistente técnico ao longo do trabalho
pericial.
Elas devem ser registradas no laudo, conforme determinação do NBC TP 01. Para elaboração de
parecer, aplicam-se o disposto nas alíneas acima, no que couber.

6.3 Assinatura em conjunto


Quando se tratar de laudo pericial contábil, assinado em conjunto pelos peritos, há
responsabilidade solidária sobre o referido documento, isto é, ambos respondem da maneira igual.
Pessoal, alguns pontos do laudo podem não ficar muito claros, mesmo que o perito tenha tomados
todos os cuidados na elaboração do mesmo. Podem ser solicitados esclarecimentos sobre ele.

6.4 Esclarecimentos
Esclarecimentos são informações prestadas pelo perito aos pedidos de esclarecimento sobre laudo
e parecer, determinados pelas autoridades competentes, por motivos de obscuridade,
incompletudes, contradições ou omissões. Os esclarecimentos podem ser prestados de duas
maneiras:
 De forma escrita: os pedidos de esclarecimentos deferidos e apresentados ao perito, no prazo
legal, devem ser prestados por escrito;
 De forma oral: os pedidos de esclarecimentos deferidos e apresentados, no prazo legal, ao
perito para serem prestados em audiência podem ser de forma oral ou escrita.
Resumidamente, temos que:

Informações Adicionais

Autoridades competentes

Esclarecimentos Obscuridade, incompletudes, contradições ou


omissões.

Forma Escrita.

Forma Oral

passeieqt.com
26
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

7 Resumo dos Pontos Abordados Nesta Aula


Definição de Perícia
A perícia contábil constitui o conjunto de procedimentos técnico-científicos destinados a levar à
instância decisória elementos de prova necessários a subsidiar a justa solução do litígio ou
constatação de fato, mediante laudo pericial contábil e/ou parecer técnico contábil, em
conformidade com as normas jurídicas e profissionais e com a legislação específica no que for
pertinente.

Conjunto de procedimentos técnico-


científicos

Instância decisória

Elementos de prova
Perícia
Contábil
Solução do litígio/constatação de fato.

Laudo pericial/Parecer técnico contábil

Conformidade normas e com a legislação


específica

Tipos de Perícia

Tipos de
Perícia

Perícia Perícia
Judicial Extrajudicial

Poder
Arbitral Estatal Voluntária
Judiciário

Controle
Lei da
do Estado: Espontânea
arbitragem
MP-PF-CPI

Execução da Perícia

passeieqt.com
27
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Perito do juízo é nomeado pelo juiz, árbitro, autoridade pública ou privada para exercício da
perícia contábil.
Perito-assistente é o contratado e indicado pela parte em perícias contábeis. Sua indicação não é
obrigatória no processo.
A NBC TP 01 afirma que a execução da perícia, quando incluir a utilização de equipe técnica, deve
ser realizada sob a orientação e supervisão do perito do juízo, que assume a responsabilidade
pelos trabalhos, devendo assegurar-se de que as pessoas contratadas sejam profissionais e
legalmente capacitadas à execução.
Procedimentos Periciais:
 Exame;
 Vistoria;
 Indagação;
 Investigação;
 Arbitramento;
 Mensuração;
 Avaliação
 Certificação.

VIAMCEIA
Planejamento da Perícia
Etapa do trabalho pericial que antecede as diligências, pesquisas, cálculos e respostas aos quesitos.
Os objetivos do planejamento da perícia são:
 conhecer o objeto e a finalidade da perícia, a fim de permitir a adoção de procedimentos que
conduzam à revelação da verdade, a qual subsidiará o juízo, o árbitro ou o interessado a tomar
a decisão a respeito da lide.
 definir a natureza, a oportunidade e a extensão dos procedimentos a serem aplicados, em
consonância com o objeto da perícia;
 estabelecer condições para que o trabalho seja cumprido no prazo estabelecido;
 identificar potenciais problemas e riscos que possam vir a ocorrer no andamento da perícia;
 identificar fatos importantes para a solução da demanda, de forma que não passem
despercebidos ou não recebam a atenção necessária;
 identificar a legislação aplicável ao objeto da perícia;
 estabelecer como ocorrerá a divisão das tarefas entre os membros da equipe de trabalho,
sempre que o perito necessitar de auxiliares;
 facilitar a execução e a revisão dos trabalhos.
Cronograma Pericial

passeieqt.com
28
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

diligências a serem realizadas;

deslocamentos;

necessidade de trabalho de terceiros;

Cronograma
Pericial pesquisas que serão feitas;

elaboração de cálculos e planilhas;

respostas aos quesitos;

prazo para apresentação do laudo e/ou


oferecimento do parecer;

Termo de Diligência
Termo de diligência é o instrumento por meio do qual o perito solicita documentos, coisas, dados e
informações necessárias à elaboração do laudo pericial contábil e do parecer técnico-contábil.

Local, Data e
Identificação Indicação
Assinatura

o que será
Diligenciado
elaborado Termo de Diligência

documentos,
Partes,
coisas,
Interessados
dados

local para a
exibição dos
Perito
documentos,
coisas

Laudo Pericial e Parecer Técnico


A NBC TP 01 afirma que o laudo pericial contábil e o parecer técnico-contábil são documentos
escritos, nos quais os peritos devem registrar, de forma abrangente, o conteúdo da perícia e
particularizar os aspectos e as minudências que envolvam o seu objeto e as buscas de elementos
de prova necessários para a conclusão do seu trabalho. É o produto final da Perícia.
O laudo deve conter, no mínimo, os seguintes itens:

passeieqt.com
29
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

 identificação do processo e das partes;


 síntese do objeto da perícia;
 resumo dos autos;
 metodologia adotada para os trabalhos periciais e esclarecimentos;
 relato das diligências realizadas;
 transcrição dos quesitos e suas respectivas respostas para o laudo pericial contábil;
 transcrição dos quesitos e suas respectivas respostas para o parecer técnico-contábil, onde
houver divergência das respostas formuladas pelo perito do juízo;
 conclusão;
 termo de encerramento, constando a relação de anexos e apêndices;
 assinatura do perito;
Esclarecimentos:

Informações Adicionais

Autoridades competentes

Esclarecimentos obscuridade, incompletudes, contradições ou


omissões.

Forma Escrita.

Forma Oral

passeieqt.com
30
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

8 Questões Comentadas
1. (CFC/EQT Perito/2019)
O Contador Y foi nomeado como perito do juízo numa “Ação de Exigir Contas” na fase de liquidação
de sentença.
No decurso da realização dos trabalhos periciais, constatou que parte do julgado não seria
tecnicamente possível implementar, por exigir a adoção de um parâmetro impróprio em face de
conceito técnico-contábil.
Neste caso, em conformidade com a NBC TP 01 – Perícia Contábil, analise os itens abaixo e, em
seguida assinale a opção CORRETA:
I. O perito ignora os parâmetros contidos no comando judicial e não os considera nos seus cálculos
elaborando da forma que entende correta.
II. O perito deve consignar na conclusão formalizada no laudo pericial a sua irresignação quanto ao
teor da decisão judicial e não elaborar os cálculos definidos no julgado.
III. O perito deve comprovar que a perícia foi executada de acordo com os despachos e decisões
judiciais e as Normas Brasileiras de Contabilidade.
Estão CORRETOS os itens:
a) I, II e III.
b) II e III, apenas.
c) III, apenas.
d) I e II, apenas.
Comentários:
Questão poderia ter sido melhor elaborada.
Neste caso, imagine que uma decisão judicial exige que o perito avalie determinado estoque pelo
método UEPS, amplamente proibido pela legislação fiscal e contábil.
Determinada hipótese deveria ser comunicada ao juiz, para que, como membro que faz valer os
princípios legais, pudesse alterar tal fundamentação.
I. O perito ignora os parâmetros contidos no comando judicial e não os considera nos seus
cálculos elaborando da forma que entende correta.
O perito não pode simplesmente ignorar o comando judicial, pois isso é desobediência e desacato,
que pode configurar inclusive como crime. Item errado.
II. O perito deve consignar na conclusão formalizada no laudo pericial a sua irresignação quanto
ao teor da decisão judicial e não elaborar os cálculos definidos no julgado.
O perito também não poderá de certa forma “ofender” ao magistrado, irresignando-se perante tal.
Item incorreto.
III. O perito deve comprovar que a perícia foi executada de acordo com os despachos e decisões
judiciais e as Normas Brasileiras de Contabilidade.

passeieqt.com
31
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

A perícia deve ser executada de acordo com as normas brasileiras de contabilidade, como preceitua
a NBC TP 01.
Portanto, somente o item III está correto.
Gabarito  C.

2. (CFC/EQT Perito/2019)
O Contador Y foi nomeado para elaborar os cálculos de liquidação de sentença em uma demanda
judicial que tramita na 1012ª Vara do Trabalho, com base nos parâmetros determinados para
apuração do valor devido na reclamação trabalhista. A Douta Magistrada determina a utilização do
índice TR – Taxa Referencial até 25 de março de 2015 e IPCA-E – Índice de Preços ao Consumidor
Amplo Especial a partir de 26 de março de 2015 e que os cálculos sejam realizados no PJE-CALC
Cidadão. Durante a execução do trabalho pericial, o perito contábil constatou a ausência de
documentos necessários à feitura do laudo pericial. Contudo, decidiu elaborar o Laudo Pericial
somente com os documentos inseridos no PJE (Processo Judicial Eletrônico).
Com base na situação descrita e considerando o que dispõe a NBC TP 01 – Perícia Contábil, julgue
os itens abaixo e, em seguida, assinale a alternativa CORRETA.
I. O perito contábil deve elaborar o Laudo Pericial sem estar devidamente munidos de documentos.
II. Mediante termo de diligência, o perito contábil deve solicitar por escrito todos os documentos e
informações relacionadas ao objeto da perícia, fixando o prazo para entrega.
III. O perito contábil deveria informar nos autos acerca da insuficiência de documentos, indicar a
necessidade de apresentação dos mesmos e informar ao Juízo sobre os prejuízos decorrentes.
IV. O perito contábil deve elaborar o Laudo Pericial limitado às informações e documentos coligidos
aos autos.
Estão CORRETOS os itens:
a) I e III.
b) II, III e IV.
c) II e III.
d) I e II.
Comentários:
Muitas destas questões podem ser respondidas com base na lógica.
Veja que, nesta hipótese, faltam documentos para se elaborar o laudo pericial. O que o perito deve
fazer?
I. O perito contábil deve elaborar o Laudo Pericial sem estar devidamente munidos de
documentos.
Não, correto? O mais prudente, neste caso, é solicitar a apresentação dos documentos faltantes.
II. Mediante termo de diligência, o perito contábil deve solicitar por escrito todos os documentos
e informações relacionadas ao objeto da perícia, fixando o prazo para entrega.

passeieqt.com
32
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Correto. O termo de diligência é o instrumento para solicitar documentos, coisas, dados e


informações.
III. O perito contábil deveria informar nos autos acerca da insuficiência de documentos, indicar a
necessidade de apresentação dos mesmos e informar ao Juízo sobre os prejuízos decorrentes.
Correto. Caso não haja elementos suficientes para a elaboração do trabalho, o perito informa ao
juízo.
IV. O perito contábil deve elaborar o Laudo Pericial limitado às informações e documentos
coligidos aos autos.
Incorreto. O perito deve tentar obter as informações necessárias. Somente na negativa é que
reportará ao juiz ou contratante para solicitar as providências cabíveis.
Gabarito  C.

3. (CFC/EQT Perito/2019)
A Contadora A foi nomeada para mensurar os valores das quotas sociais de uma empresa do ramo
de exportação nos autos de uma ação de apuração de haveres, motivada pelo falecimento de um
dos seus sócios. Porém, a perita contábil foi informada que a empresa não dispunha de
escrituração contábil. Em uma das suas diligências, a perita contábil indagou o sócio remanescente
acerca da razão da ausência da contabilidade.
Em relação aos procedimentos contábeis atinentes ao caso em exame, estabelecidos na NBC TP 01
– Perícia Contábil, julgue os itens abaixo como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida, assinale
a opção CORRETA.
I. A avaliação é o ato de estabelecer o valor de coisas, bens, direitos e obrigações.
II. A mensuração é a determinação de valores, quantidade ou a solução de controvérsia por critério
técnico-científico.
III. A certificação é o ato de denegar a informação trazida ao laudo ou ao parecer pelo perito.
IV. Arbitramento é o ato de qualificação e quantificação física de coisas, bens, direitos e obrigações.
A sequência CORRETA é:
a) V, F, V, F.
b) F, V, F, F.
c) V, F, F, F.
d) F, V, F, V.
Comentários:
Vamos verificar nossa tabela:
Procedimento Palavra chave
Exame Análise
Vistoria Diligência

passeieqt.com
33
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Indagação Entrevista
Investigação Pesquisa do que está oculto
Arbitramento Determinação de Valores
Mensuração Quantificação Física
Avaliação Valor das coisas
Certificação Atestar informação
I. A avaliação é o ato de estabelecer o valor de coisas, bens, direitos e obrigações.
Item correto. Avaliação estabelece o valor.
II. A mensuração é a determinação de valores, quantidade ou a solução de controvérsia por
critério técnico-científico.
Item incorreto. A mensuração não cita valores, mas é, sim, a quantificação física.
III. A certificação é o ato de denegar a informação trazida ao laudo ou ao parecer pelo perito.
Item incorreto. Certificar é atestar uma informação.
IV. Arbitramento é o ato de qualificação e quantificação física de coisas, bens, direitos e
obrigações.
Item incorreto. Arbitrar é determinar valores.
Portanto, V, F, F, F.
O exame é a análise de livros, registros de transações e documentos.
A vistoria é a diligência que objetiva a verificação e a constatação de situação, coisa ou fato,
de forma circunstancial.
A indagação é a busca de informações mediante entrevista com conhecedores do objeto ou
de fato relacionado à perícia.
A investigação é a pesquisa que busca trazer ao laudo pericial contábil ou parecer técnico-
contábil o que está oculto por quaisquer circunstâncias.
O arbitramento é a determinação de valores, quantidades ou a solução de controvérsia por
critério técnico-científico.
A mensuração é o ato de qualificação e quantificação física de coisas, bens, direitos e
obrigações.
A avaliação é o ato de estabelecer o valor de coisas, bens, direitos, obrigações, despesas e
receitas.
A certificação é o ato de atestar a informação trazida ao laudo ou ao parecer pelo perito.
Gabarito  C.

4. (CFC/EQT Perito/2018)
O Novo Código de Processo Civil exige a ética processual ao determinar a todos que participam do
processo o dever de comportar-se de acordo com a lealdade e boa fé, cooperação mútua,
urbanidade, transparência, entre outros. É exigido do perito do juízo o dever de informar o local e a
data de início da produção da prova, quando não definido pelo juiz, bem como permitir o acesso

passeieqt.com
34
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

aos autos do processo e informar aos assistentes técnicos sobre a realização de diligências com
antecedência mínima de cinco dias. A NBC TP 01 – Perícia Contábil estabelece formalidades e
procedimentos, nos itens 29, 42, 48 e 50, que podem ser adotados durante a realização dos exames
periciais. Sobre este ponto, julgue os itens abaixo e, em seguida, assinale a opção CORRETA.
I. O laudo e o parecer são, respectivamente, orientados e conduzidos pelo perito do juízo e pelo
perito-assistente, que adotarão padrão próprio, respeitada a estrutura prevista nesta
Norma, devendo ser redigidos de forma circunstanciada, clara, objetiva, sequencial e lógica.
II. O perito-assistente pode entregar cópia do seu parecer, planilhas e documentos ao perito do
juízo antes do término da perícia, expondo as suas convicções, fundamentações legais,
doutrinárias, técnicas e científicas sem que isto implique indução do perito do juízo a erro, por
tratar-se da livre e necessária manifestação científica sobre os pontos controvertidos.
III. O laudo pericial contábil e o parecer técnico contábil são documentos escritos, nos quais os
peritos devem registrar todos os fatos, não sendo necessário particularizar os aspectos e as
minudências que envolvam o seu objeto e as buscas de elementos de prova imprescindíveis para a
conclusão do seu trabalho.
IV. O termo de diligência serve também para determinar o local, a data e a hora do início da perícia,
e ainda para a execução de outros trabalhos que tenham sido a ele determinados ou solicitados por
quem de direito, desde que tenham a finalidade de orientar ou colaborar nas decisões, judiciais ou
extrajudiciais.
Estão CORRETOS apenas os itens
a) II, III e IV.
b) I, II e IV.
c) I, II e III.
d) I e II.
Comentários:
I. O laudo e o parecer são, respectivamente, orientados e conduzidos pelo perito do juízo e pelo
perito-assistente, que adotarão padrão próprio, respeitada a estrutura prevista nesta Norma,
devendo ser redigidos de forma circunstanciada, clara, objetiva, sequencial e lógica.
Item correto, como visto exaustivamente à aula.
II. O perito-assistente pode entregar cópia do seu parecer, planilhas e documentos ao perito do
juízo antes do término da perícia, expondo as suas convicções, fundamentações legais,
doutrinárias, técnicas e científicas sem que isto implique indução do perito do juízo a erro, por
tratar-se da livre e necessária manifestação científica sobre os pontos controvertidos.
Item correto, como também já demonstrado à aula. O perito assistente pode expor seus
argumentos ao perito do juízo, sem que haja maiores problemas. Trata-se de manifestação
científica inerente ao cargo.
III. O laudo pericial contábil e o parecer técnico contábil são documentos escritos, nos quais os
peritos devem registrar todos os fatos, não sendo necessário particularizar os aspectos e as

passeieqt.com
35
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

minudências que envolvam o seu objeto e as buscas de elementos de prova imprescindíveis para
a conclusão do seu trabalho.
O laudo e o parece são de fato escritos. Todavia, os aspectos do caso devem ser particularizados,
isto é, eu não posso fazer um laudo padrão para 100 ou 200 casos distintos.
IV. O termo de diligência serve também para determinar o local, a data e a hora do início da
perícia, e ainda para a execução de outros trabalhos que tenham sido a ele determinados ou
solicitados por quem de direito, desde que tenham a finalidade de orientar ou colaborar nas
decisões, judiciais ou extrajudiciais.
Correto, como também visto na aula.
Gabarito  B.

5. (CFC/EQT Perito/2018)
O contador A foi nomeado como perito do juízo em um processo de avaliação de empresa. O
Balanço Patrimonial da Empresa Avalianda B revela a existência de ativo imobilizado
consubstanciado em instalações industriais e hidráulicas, sendo necessário que o contador A utilize-
se de especialista em outra área, que, no caso, se refere a um engenheiro civil. Acerca do que
corresponde ao item 38 da NBC TP 01 a respeito da responsabilidade técnica pelo laudo pericial,
assinale a opção CORRETA.
a) Quando a perícia exigir a necessidade de utilização de trabalho de terceiros (equipe de apoio,
trabalho de especialistas ou profissionais de outras áreas de conhecimento), o planejamento deve
prever a orientação e a supervisão do perito, que responderá pelos trabalhos executados,
exclusivamente, por sua equipe de apoio, somente no que diz respeito à parte contábil.
b) Quando a perícia exigir a necessidade de utilização de trabalho de terceiros (equipe de apoio,
trabalho de especialistas ou profissionais de outras áreas de conhecimento), o planejamento deve
prever a orientação e a supervisão de ambos os peritos, que responderão pelos trabalhos
executados, exclusivamente, por sua equipe de apoio.
c) Quando a perícia exigir a necessidade de utilização de trabalho de terceiros (equipe de apoio,
trabalho de especialistas ou profissionais de outras áreas de conhecimento), o planejamento deve
prever a orientação e a supervisão do perito, que responderá pelos trabalhos executados,
exclusivamente, por sua equipe de apoio.
d) Quando a perícia exigir a necessidade de utilização de trabalho de terceiros (equipe de apoio,
trabalho de especialistas ou profissionais de outras áreas de conhecimento), o planejamento deve
prever a orientação e a supervisão do perito, que responderá pelos trabalhos executados,
exclusivamente, por sua equipe de apoio, somente no que diz respeito à parte contábil, ficando a
responsabilidade dividida em 80% para o contador e 20% para o engenheiro.
Comentários:
Como visto no decorrer da aula:
38. Quando a perícia exigir a necessidade de utilização de trabalho de terceiros (equipe
de apoio, trabalho de especialistas ou profissionais de outras áreas de conhecimento), o

passeieqt.com
36
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

planejamento deve prever a orientação e a supervisão do perito, que responderá pelos


trabalhos executados, exclusivamente, por sua equipe de apoio.

Gabarito  C.

6. (CFC/EQT Perito/2018)
No decurso do trabalho pericial, em havendo negativa de quaisquer das partes em atender à
diligência requerida pelo perito do juízo, este deverá adotar providências visando à conclusão do
laudo pericial, em obediência ao item 45 da NBC TP 01 – Perícia Contábil. Com relação às
providências a serem adotadas pelo perito do juízo, assinale a opção CORRETA.
a) Caso ocorra a negativa da entrega dos elementos de prova formalmente requeridos, o perito do
juízo deve considerar inconclusivo o laudo pericial narrando os fatos ao magistrado.
b) Caso ocorra a negativa da entrega dos elementos de prova formalmente requeridos, o perito
deve se reportar diretamente a quem o nomeou, contratou ou indicou, narrando os fatos e
solicitando as providências cabíveis.
c) Caso ocorra a negativa da entrega dos elementos de prova informalmente requeridos em
diligência, o perito do juízo deve concluir e entregar o laudo pericial independente de receber, ou
não, o resultado da diligência.
d) Caso ocorra a negativa da entrega dos elementos de prova formalmente requeridos, o perito
deve elaborar um novo termo de diligência, concedendo um prazo de 45 dias, independente do
prazo judicial a que está submetido.
Comentários:
Como vimos à aula, caso necessite de qualquer documento, o perito pode fazer um termo de
diligência.
E se o diligenciado não apresentar as informações necessárias?
45. Caso ocorra a negativa da entrega dos elementos de prova formalmente requeridos,
o perito deve se reportar diretamente a quem o nomeou, contratou ou indicou, narrando os
fatos e solicitando as providências cabíveis.

Gabarito  B.

7. (CFC/EQT Perito/2018)
Com base na NBC TP 01 – Perícia Contábil, indique apenas os itens que compõem a estrutura do
Laudo Pericial e, em seguida, assinale a opção CORRETA.
I. Data de citação do réu e prazo para entrega do laudo.
II. Síntese do objeto da perícia.
III. Declaração sobre impedimento ou suspeição.
IV. Relato das diligências realizadas.

passeieqt.com
37
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

V. Transcrição dos quesitos e conclusão.


Estão CORRETOS apenas os itens
a) II, III e V.
b) III, IV e V.
c) I, II e V.
d) II, IV e V.
Comentários:
O laudo deve conter, no mínimo, os seguintes itens:
 Identificação do processo e das partes;
 Síntese do objeto da perícia;
 Resumo dos autos;
 Metodologia adotada para os trabalhos periciais e esclarecimentos;
 Relato das diligências realizadas;
 Transcrição dos quesitos e suas respectivas respostas para o laudo pericial contábil;
 Transcrição dos quesitos e suas respectivas respostas para o parecer técnico-contábil, onde
houver divergência das respostas formuladas pelo perito do juízo;
 Conclusão;
 Termo de encerramento, constando a relação de anexos e apêndices;
 Assinatura do perito;
Vejamos a questão...
I. Data de citação do réu e prazo para entrega do laudo.
Item incorreto. Não consta na NBC TP 01.
II. Síntese do objeto da perícia.
Correto.
III. Declaração sobre impedimento ou suspeição.
Item incorreto. Não consta na NBC TP 01.
IV. Relato das diligências realizadas.
Correto.
V. Transcrição dos quesitos e conclusão.
Correto.
Gabarito  D.

8. (CFC/EQT Perito/2018)

passeieqt.com
38
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

De acordo com a NBC TP 01 – Perícia Contábil, quando a perícia incluir a utilização de equipe
técnica, o perito do juízo:
a) não assumirá a responsabilidade do trabalho de sua equipe técnica, sendo ela assumida
individualmente por cada um de seus membros.
b) assumirá a responsabilidade da equipe de trabalho dos peritos-assistentes.
c) assumirá a responsabilidade por todo o trabalho de sua equipe técnica.
d) assumirá a responsabilidade pelo trabalho da equipe técnica dos peritos-assistentes, desde que
seja formada por profissionais capacitados.
Comentários:
Segundo a NBC TP 01:
14. A execução da perícia, quando incluir a utilização de equipe técnica, deve ser
realizada sob a orientação e supervisão do perito do juízo, que assume a responsabilidade
pelos trabalhos, devendo assegurar-se de que as pessoas contratadas sejam profissionais e
legalmente capacitadas à execução.

Gabarito  C.

9. (CFC/EQT Perito/2018)
Em 21 de março de 2016, o contador Z foi contratado pela indústria X para analisar sua escrituração
contábil-fiscal e emitir parecer técnico acerca da existência de créditos decorrentes da incidência
do PIS/COFINS sobre energia elétrica do seu parque fabril, a fim de subsidiar a tomada de decisão
dos acionistas e avaliação jurídica quanto às medidas administrativas ou judiciais cabíveis. A
comprovação de sua habilitação, neste caso, de acordo com a NBC TP 01 – Perícia Contábil, desde
27 de fevereiro de 2015, é por meio da apresentação de documento específico. Acerca desse
assunto assinale a opção CORRETA.
a) O contador Z anexou ao seu parecer técnico a Certidão de Regularidade Profissional emitida
pelos Conselhos Regionais de Contabilidade.
b) O contador Z apresentou minicurrículo inserto no seu parecer técnico, contendo o número de
seu registro profissional e de inscrição no Cadastro Nacional de Peritos Contábeis (CNPC), provando
sua habilitação legal, dispensando a apresentação de documento específico.
c) A indústria X deve exigir a apresentação da Declaração de Habilitação Profissional (DHP) emitida
pelo Conselho Regional de Contabilidade da jurisdição do contratado.
d) O contador Z anexou ao seu parecer técnico um atestado de capacidade técnica emitido pelo
Tribunal de Justiça do seu Estado.
Comentários:
Segundo a NBC TP 01:
47. O Decreto-Lei n.º 9.295/46, na alínea “c” do Art. 25, determina que o laudo pericial
contábil e o parecer técnico-contábil somente sejam elaborados por contador ou pessoa

passeieqt.com
39
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

jurídica, se a lei assim permitir, que estejam devidamente registrados e habilitados em


Conselho Regional de Contabilidade. A habilitação é comprovada mediante Certidão de
Regularidade Profissional emitida pelos Conselhos Regionais de Contabilidade.

Gabarito  A.

10. (Consulplan/Exame CFC/2019.1)


De acordo com a NBC TP 01 – Perícia Contábil “os procedimentos periciais contábeis visam
fundamentar o laudo pericial contábil e o parecer técnico-contábil e abrangem, total ou
parcialmente, segundo a natureza e a complexidade da matéria, exame, vistoria, indagação,
investigação, arbitramento, mensuração, avaliação e certificação”. De acordo com a referida
norma, marque a alternativa que apresenta um significado correto.
A) Arbitramento: é a especulação de valores, quantidades ou a solução de controvérsia por critério
técnico-científico.
B) Vistoria: é a diligência que objetiva a verificação e a constatação de situação, coisa ou fato, de
forma circunstancial.
C) Investigação: é a busca de informações mediante entrevista com conhecedores do objeto ou de
fato relacionado à perícia.
D) Indagação: é a pesquisa que busca trazer ao laudo pericial contábil ou parecer técnico-contábil o
que está oculto por quaisquer circunstâncias.
Comentários:
Vejamos.
Procedimento Palavra chave
Exame Análise
Vistoria Diligência
Indagação Entrevista
Investigação Pesquisa do que está oculto
Arbitramento Determinação de Valores
Mensuração Quantificação Física
Avaliação Valor das coisas
Certificação Atestar informação
A) Arbitramento: é a especulação de valores, quantidades ou a solução de controvérsia por
critério técnico-científico.
O erro é sutil, e está na palavra especulação. Segundo a NBC TP 01:
24. O arbitramento é a determinação de valores ou a solução de controvérsia por critério técnico.
Além disso, a quantificação é obtida na mensuração.

passeieqt.com
40
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

B) Vistoria: é a diligência que objetiva a verificação e a constatação de situação, coisa ou fato, de


forma circunstancial.
Esse é o nosso gabarito.
C) Investigação: é a busca de informações mediante entrevista com conhecedores do objeto ou
de fato relacionado à perícia.
Esse é o conceito de indagação. Indagação é entrevista! Item incorreto.
D) Indagação: é a pesquisa que busca trazer ao laudo pericial contábil ou parecer técnico-contábil
o que está oculto por quaisquer circunstâncias.
Quando você investiga, você está afim de descobrir algo que está oculto. Portanto, item incorreto.
Gabarito  B.

11. (Consulplan/Exame CFC/2018.2)


Sobre apresentação do laudo pericial contábil e oferta do parecer técnico-contábil à luz da NBC TP
01 – Perícia Contábil, analise as afirmativas, marque V para as verdadeiras e F para as falsas.
( ) O perito deve elaborar o laudo e o parecer, utilizando-se do vernáculo, sendo admitidas palavras
ou expressões idiomáticas de outras línguas e de uso não comum nos tribunais judiciais ou
extrajudiciais.
( ) Tratando-se de termos técnicos atinentes à profissão contábil devem, quando necessário, ser
acrescidos de esclarecimentos adicionais e recomendada a utilização daqueles consagrados pela
doutrina contábil.
( ) O laudo e o parecer são, respectivamente, orientados e conduzidos pelo perito do juízo, que
adotará padrão próprio, respeitada a estrutura prevista na norma (NBC TP 01), devendo ser
redigidos de forma circunstanciada, clara, objetiva, sequencial e lógica.
( ) A linguagem adotada pelo perito deve ser clara, concisa, evitando o prolixo e a tergiversação,
possibilitando aos julgadores e às partes o devido conhecimento da prova técnica e interpretação
dos resultados obtidos. As respostas não devem ser objetivas e nem lacônicas. Os termos técnicos
devem ser inseridos no laudo e no parecer, de modo a se obter uma redação que qualifique o
trabalho pericial, respeitadas as Normas Brasileiras de Contabilidade.
A sequência está correta em
A) V, F, V, F.
B) F, V, F, V.
C) V, F, V, V.
D) F, V, F, F.
Comentários:
Vamos analisar item a item...

passeieqt.com
41
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

(F) O perito deve elaborar o laudo e o parecer, utilizando-se do vernáculo, sendo admitidas
palavras ou expressões idiomáticas de outras línguas e de uso não comum nos tribunais judiciais
ou extrajudiciais.
Errado. Você somente poderá utilizar expressões estrangeiras se comum nos Tribunais. O ideal é
simplificar sem perder o caráter técnico.
Item 53 da NBC TP 01: O perito deve elaborar o laudo e o parecer, utilizando-se do vernáculo,
sendo admitidas apenas palavras ou expressões idiomáticas de outras línguas de uso comum nos
tribunais judiciais ou extrajudiciais.
(V) Tratando-se de termos técnicos atinentes à profissão contábil devem, quando necessário, ser
acrescidos de esclarecimentos adicionais e recomendada a utilização daqueles consagrados pela
doutrina contábil.
Correto. Literalidade do artigo 52 da NBC TP 01.
(F) O laudo e o parecer são, respectivamente, orientados e conduzidos pelo perito do juízo, que
adotará padrão próprio, respeitada a estrutura prevista na norma (NBC TP 01), devendo ser
redigidos de forma circunstanciada, clara, objetiva, sequencial e lógica.
Errado. O parecer é feito pelo perito-assistente.
(F) A linguagem adotada pelo perito deve ser clara, concisa, evitando o prolixo e a tergiversação,
possibilitando aos julgadores e às partes o devido conhecimento da prova técnica e interpretação
dos resultados obtidos. As respostas não devem ser objetivas e nem lacônicas. Os termos
técnicos devem ser inseridos no laudo e no parecer, de modo a se obter uma redação que
qualifique o trabalho pericial, respeitadas as Normas Brasileiras de Contabilidade.
Errado. As respostas devem ser objetivas. Segundo o item 50 da NBC TP 01:
A linguagem adotada pelo perito deve ser clara, concisa, evitando o prolixo e a tergiversação,
possibilitando aos julgadores e às partes o devido conhecimento da prova técnica e interpretação
dos resultados obtidos. As respostas devem ser objetivas, completas e não lacônicas. Os termos
técnicos devem ser inseridos no laudo e no parecer, de modo a se obter uma redação que
qualifique o trabalho pericial, respeitadas as Normas Brasileiras de Contabilidade.
Gabarito  D.

12. (FBC/Exame de Suficiência/2017.1)


De acordo com a NBC TP 01 – PERÍCIA CONTÁBIL, no que tange ao trabalho pericial, julgue os itens
a seguir como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida, assinale a opção CORRETA.
I. O planejamento da perícia é a etapa do trabalho pericial que antecede as diligências, pesquisas,
cálculos e respostas aos quesitos, na qual o perito do juízo estabelece a metodologia dos
procedimentos periciais a serem aplicados, elaborando-o a partir do conhecimento do objeto da
perícia.
II. O laudo pericial contábil e o parecer técnico-contábil são documentos escritos, nos quais os
peritos devem registrar, de forma abrangente, o conteúdo da perícia e particularizar os aspectos e

passeieqt.com
42
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

as minudências que envolvam o seu objeto e as buscas de elementos de prova necessários para a
conclusão do seu trabalho.
III. Indagação é o instrumento por meio do qual o perito solicita documentos, coisas, dados e
informações necessárias à elaboração do laudo pericial contábil e do parecer técnico-contábil.
A sequência CORRETA é:
a) V, V, F.
b) V, F, V.
c) F, V, F.
d) F, F, V.
Comentários:
Pessoal, os dois primeiros itens estão corretos e estão previstos nos itens 30 e 48, respectivamente,
da NBC TP 01. Por sua vez, o item III está incorreto, pois já vimos que indagação é a busca de
informações mediante entrevista com conhecedores do objeto ou de fato relacionado à perícia.
Termo de diligência é o instrumento por meio do qual o perito solicita documentos, coisas, dados e
informações necessárias à elaboração do laudo pericial contábil e do parecer técnico-contábil.
GabaritoA

13. (FBC/Exame de Suficiência/2011.1)


De acordo com as Normas Brasileiras de Contabilidade aplicáveis aos trabalhos de Perícia Contábil,
o Laudo Pericial Contábil é:
a) a indagação e a busca de informações, mediante conhecimento do objeto da perícia solicitada
nos autos.
b) a investigação e a pesquisa sobre o que está oculto por quaisquer circunstâncias nos autos.
c) a peça escrita elaborada pelo perito assistente, na qual ele deve registrar, de forma abrangente,
o conteúdo da perícia e particularizar os aspectos e as minudências que envolvam o seu objeto e as
buscas de elementos de prova necessários para a conclusão do seu trabalho.
d) o documento escrito no qual o perito deve registrar, de forma abrangente, o conteúdo da perícia
e particularizar os aspectos e as minudências que envolvam o seu objeto e as buscas de elementos
de prova necessários para a conclusão do seu trabalho.
Comentários:
Essa questão é interessante, pois ela tenta misturar os conceitos de Laudo Pericial Contábil com
Procedimentos Periciais Contábeis.
O laudo pericial contábil e o parecer técnico-contábil são documentos escritos, nos quais os peritos
devem registrar, de forma abrangente, o conteúdo da perícia e particularizar os aspectos e as
minudências que envolvam o seu objeto e as buscas de elementos de prova necessários para a
conclusão do seu trabalho.
Vamos analisar cada uma das opções:

passeieqt.com
43
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

a) a indagação e a busca de informações, mediante conhecimento do objeto da perícia solicitada


nos autos. Errado,a indagação é a busca de informações mediante entrevista com conhecedores do
objeto ou de fato relacionado à perícia.
b) a investigação e a pesquisa sobre o que está oculto por quaisquer circunstâncias nos autos.
Errado, apesar de apresentar a definição precisa do que é investigação, a questão solicita a
definição de laudo pericial. Não podemos fugir do que o examinador está solicitando.
c) a peça escrita elaborada pelo perito assistente, na qual ele deve registrar, de forma abrangente,
o conteúdo da perícia e particularizar os aspectos e as minudências que envolvam o seu objeto e as
buscas de elementos de prova necessários para a conclusão do seu trabalho. Errado, pessoal!
Quem preparar o Laudo Pericial é o perito do juízo. O perito assistente prepara o Parecer Técnico.
Essa pegadinha já é clássica. Anotem ai no caderninho!
d) o documento escrito no qual o perito deve registrar, de forma abrangente, o conteúdo da perícia
e particularizar os aspectos e as minudências que envolvam o seu objeto e as buscas de elementos
de prova necessários para a conclusão do seu trabalho. Correto, e é o nosso gabarito!
Gabarito D

14. (FBC/Exame de Suficiência/2011.2)


De acordo com a NBC TP 01 – Perícia Contábil, os procedimentos de perícia contábil visam
fundamentar as conclusões que serão levadas ao laudo pericial contábil ou parecer pericial contábil
e abrangem, total ou parcialmente, segundo a natureza e a complexidade da matéria, exame,
vistoria, indagação, investigação, arbitramento, mensuração, avaliação e certificação.
Relacione procedimentos de perícia contábil na primeira coluna com a respectiva descrição na
segunda coluna e, em seguida, assinale a opção CORRETA.
(1) Exame ( ) Ato de atestar a informação trazida ao laudo pericial contábil pelo perito-contador,
conferindo-lhe caráter de autenticidade pela fé pública atribuída a este profissional.
(2) Vistoria ( ) Determinação de valores ou a solução de controvérsia por critério técnico científico.
(3) Arbitramento ( ) Análise de livros, registros das transações e documentos.
(4) Certificação ( ) Diligência que objetiva a verificação e a constatação de situação, coisa ou fato, de
forma circunstancial.
A sequência CORRETA é:
a) 4, 3, 2, 1.
b) 4, 3, 1, 2.
c) 3, 4, 1, 2.
d) 3, 4, 2, 1.
Comentários:
Mais uma questão sobre Procedimentos Periciais! Não disse que isso chove em provas! Não
podemos perder esses pontos.

passeieqt.com
44
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Vamos analisar cada definição para fazermos a análise correta:


(Certificação) Ato de atestar a informação trazida ao laudo pericial contábil pelo perito-contador,
conferindo-lhe caráter de autenticidade pela fé pública atribuída a este profissional.
(Arbitramento) Determinação de valores ou a solução de controvérsia por critério técnico
científico.
(Exame) Análise de livros, registros das transações e documentos.
(Vistoria) Diligência que objetiva a verificação e a constatação de situação, coisa ou fato, de forma
circunstancial.
A sequência correta é: 4, 3, 1, 2.
Gabarito B

15. (FBC/Exame de Suficiência/2012.1)


De acordo com NBC TP 01 – Perícia Contábil, o planejamento deve ser elaborado com base nos
quesitos e/ou no objeto da perícia. Em relação aos objetivos do planejamento da perícia, julgue os
itens abaixo como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida, assinale a opção CORRETA.
( ) Conhecer o objeto da perícia, a fim de permitir a adoção de procedimentos que conduzam à
revelação da verdade, a qual subsidiará o juízo, o árbitro ou o interessado a tomar a decisão a
respeito da lide.
( ) Definir a natureza, a oportunidade e a extensão dos exames a serem realizados, em consonância
com o objeto da perícia, os termos constantes da nomeação, dos quesitos ou da proposta de
honorários oferecida pelo Perito.
( ) Estabelecer condições para que o trabalho seja cumprido no prazo estabelecido.
( ) Identificar a legislação aplicável ao objeto da perícia.
( ) Identificar fatos que possam vir a ser importantes para a solução da demanda de forma que não
passem despercebidos ou não recebam a atenção necessária.
A sequência CORRETA é:
a) V, V, V, V, V.
b) F, F, F, F, V.
c) F, V, V, F, F.
d) V, F, F, F, F.
Comentários:
Os objetivos do planejamento da perícia contábil, conforme previsão da NBC TP 01 são:
 conhecer o objeto e a finalidade da perícia, a fim de permitir a adoção de procedimentos que
conduzam à revelação da verdade, a qual subsidiará o juízo, o árbitro ou o interessado a tomar
a decisão a respeito da lide.

passeieqt.com
45
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

 definir a natureza, a oportunidade e a extensão dos procedimentos a serem aplicados, em


consonância com o objeto da perícia;
 estabelecer condições para que o trabalho seja cumprido no prazo estabelecido;
 identificar potenciais problemas e riscos que possam vir a ocorrer no andamento da perícia;
 identificar fatos importantes para a solução da demanda, de forma que não passem
despercebidos ou não recebam a atenção necessária;
 identificar a legislação aplicável ao objeto da perícia;
 estabelecer como ocorrerá a divisão das tarefas entre os membros da equipe de trabalho,
sempre que o perito necessitar de auxiliares;
 facilitar a execução e a revisão dos trabalhos
Portanto, todos os itens estão corretos!
Gabarito A

16. (FBC/Exame de Suficiência/2012.1)


O laudo pericial contábil e o parecer pericial contábil, de acordo com a NBC TP 01 – Perícia Contábil,
devem conter em sua estrutura os seguintes itens, EXCETO:
a) Conclusão, anexos, apêndices, assinatura do perito com sua categoria profissional e registro em
Conselho Regional de Contabilidade.
b) Conclusão, anexos, assinatura do advogado com seu parecer sobre a perícia e ajuste de parecer
favorável às partes na Justiça.
c) Identificação das diligências realizadas, transcrição e resposta aos quesitos para o laudo pericial
contábil.
d) Identificação do processo e das partes, síntese do objeto da perícia e metodologia adotada para
os trabalhos periciais.
Comentários:
O laudo deve conter, no mínimo, os seguintes itens:
 identificação do processo e das partes;
 síntese do objeto da perícia;
 resumo dos autos;
 metodologia adotada para os trabalhos periciais e esclarecimentos;
 relato das diligências realizadas;
 transcrição dos quesitos e suas respectivas respostas para o laudo pericial contábil;
 transcrição dos quesitos e suas respectivas respostas para o parecer técnico-contábil, onde
houver divergência das respostas formuladas pelo perito do juízo;
 conclusão;

passeieqt.com
46
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

 termo de encerramento, constando a relação de anexos e apêndices;


 assinatura do perito;
A única alternativa que apresenta uma incorreção é a “B”, pois não está previsto nas normas a
assinatura do advogado com seu parecer sobre a perícia e ajuste de parecer favorável às partes na
Justiça.
Gabarito B

17. (FBC/Exame de Suficiência/2013.1)


De acordo a NBC TP 01 – Perícia Contábil, o laudo pericial contábil é uma:
a) indagação e busca de informações, mediante conhecimento do objeto da perícia, solicitada nos
autos.
b) investigação e pesquisa sobre o que está oculto por quaisquer circunstância nos autos.
c) peça escrita, na qual o perito contador assistente deve registrar, de forma abrangente, o
conteúdo da perícia e generalizar os aspectos e as minudências que envolvam a demanda.
d) peça escrita, na qual o perito contador deve registrar, de forma abrangente, o conteúdo da
perícia e particularizar os aspectos e as minudências que envolvam a demanda.
Comentários:
Questão praticamente igual à do Exame de Suficiência de 2011, não é mesmo? Já vimos que o
laudo pericial contábil é uma peça escrita, na qual o perito contador deve registrar, de forma
abrangente, o conteúdo da perícia e particularizar os aspectos e as minudências que envolvam a
demanda.
Gabarito D

18. (FBC/Exame de Suficiência/2013.2)


De acordo com a NBC TP 01 – Perícia Contábil, o Termo Diligência é:
a) O instrumento por meio do qual o perito apresenta o seu trabalho pericial através do laudo
pericial, que poderá conter anexos, apêndices e documentos que o profissional julgar necessário.
b) O instrumento por meio do qual o perito apresenta sua proposta de honorários, devidamente
fundamentada, ao juízo, podendo conter o orçamento ou este constituir-se em um documento
anexo.
c) O instrumento por meio do qual o perito requerer a liberação parcial dos honorários quando
julgar necessário para o custeio de despesas durante a realização dos trabalhos.
d) O instrumento por meio do qual o perito solicita documentos, coisas, dados, bem como
quaisquer informações necessárias à elaboração do laudo pericial contábil.
Comentários:

passeieqt.com
47
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Termo de diligência é o instrumento por meio do qual o perito solicita documentos, coisas, dados e
informações necessárias à elaboração do laudo pericial contábil e do parecer técnico-contábil. Deve
conter os seguintes itens:
 identificação do diligenciado;
 identificação das partes ou dos interessados e, em se tratando de perícia judicial ou arbitral, o
número do processo ou procedimento, o tipo e o juízo em que tramita;
 identificação do perito com indicação do número do registro profissional no Conselho Regional
de Contabilidade;
 indicação de que está sendo elaborado nos termos desta Norma;
 indicação detalhada dos documentos, coisas, dados e informações, consignando as datas e/ou
períodos abrangidos, podendo identificar o quesito a que se refere;
 indicação do prazo e do local para a exibição dos documentos, coisas, dados e informações
necessários à elaboração do laudo pericial contábil ou parecer técnico-contábil, devendo o
prazo ser compatível com aquele concedido pelo juízo, contratante ou convencionado pelas
partes, considerada a quantidade de documentos, as informações necessárias, a estrutura
organizacional do diligenciado e o local de guarda dos documentos;
 a indicação da data e hora para sua efetivação, após atendidos os requisitos da alínea (e),
quando o exame dos livros, documentos, coisas e elementos tiver de ser realizado perante a
parte ou ao terceiro que detém em seu poder tais provas;
 local, data e assinatura.
Gabarito D

19. (FBC/Exame de Suficiência/2016.1)


Com base na NBC TP 01 – Perícia Contábil, julgue as afirmativas abaixo como Verdadeiras (V) ou
Falsas (F) e, em seguida, assinale a opção CORRETA.
I. O perito, enquanto estiver de posse do processo ou de documentos, deve zelar por sua guarda e
segurança e ser diligente.
II. Para a execução da perícia contábil, o perito deve ater-se ao objeto e ao lapso temporal da
perícia a ser realizada.
III. Mediante termo de diligência, o perito deve solicitar por escrito todos os documentos e
informações relacionados ao objeto da perícia, fixando o prazo para entrega.
IV. A eventual recusa no atendimento a diligências solicitadas ou qualquer dificuldade na execução
do trabalho pericial deve ser comunicada, com a devida comprovação ou justificativa, ao juízo,
quando se tratar de perícia judicial; ou à parte contratante, no caso de perícia extrajudicial.
Estão CORRETOS os itens:
a) III e IV, apenas.
b) II e III, apenas.

passeieqt.com
48
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

c) I, II, III e IV.


d) I, II e IV, apenas.
Comentários:
Pessoal, todos os itens estão corretos e previstos de maneira literal na NBC TP 01.
Gabarito C

20. (FBC/Exame de Suficiência/2016.1)


Com base na NBC TP 01 – Perícia Contábil, especificamente em relação aos procedimentos técnico-
científicos aplicados na atividade de Perícia Contábil, julgue os itens abaixo como Verdadeiros (V)
ou Falsos (F) e, em seguida, assinale a opção CORRETA.
I. O exame é a análise de livros, registros das transações e documentos.
II. A vistoria é a diligência que objetiva a verificação e a constatação de situação, coisa ou fato, de
forma circunstancial.
III. O arbitramento é a determinação de valores ou a solução de controvérsia por critério técnico-
científico.
IV. A avaliação é o ato de estabelecer o valor de coisas, bens, direitos, obrigações, despesas e
receitas.
Estão CORRETOS os itens:
a) III e IV, apenas.
b) II e III, apenas.
c) I, II e IV, apenas.
d) I, II, III e IV.
Comentários:
O exame é a análise de livros, registros de transações e documentos. A palavra chave é “análise”,
pessoal. Por exemplo: o perito está analisando o Livro de Entrada de Mercadorias para verificar o
saldo das compras de mercadorias no mês de Julho.
A vistoria é a diligência que objetiva a verificação e a constatação de situação, coisa ou fato, de
forma circunstancial. Exemplo: O perito engenheiro irá vistoriar determinada edificação, após um
desmoronamento.
A indagação é a busca de informações mediante entrevista com conhecedores do objeto ou de fato
relacionado à perícia. Aqui, a palavra chave é “entrevista”. Imagine o perito contador entrevistando
o responsável pelo estoque de determinada empresa para saber quais são os principais
fornecedores da empresa.
A investigação é a pesquisa que busca trazer ao laudo pericial contábil ou parecer técnico-contábil
o que está oculto por quaisquer circunstâncias. A perícia contábil é por natureza um trabalho
investigativo, não é mesmo? Como dissemos, os procedimentos periciais atuam em conjunto. Ao

passeieqt.com
49
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

examinar livros contábeis, o perito também está realizando uma investigação para trazer
informações que estão ocultas para o seu laudo.
O arbitramento é a determinação de valores, quantidades ou a solução de controvérsia por
critério técnico-científico. Por exemplo: o perito irá arbitrar o valor de determinado veículo usando
a tabela FIPE.
A mensuração é o ato de qualificação e quantificação física de coisas, bens, direitos e obrigações.
Por exemplo: ao analisar o estoque de veículos de uma concessionária, o perito verifica que existem
20 veículos Toyota e 15 veículos Renault. Percebam que foi feita a qualificação e quantificação dos
bens, NÃO CITAMOS VALORES!
A avaliação é o ato de estabelecer o valor de coisas, bens, direitos, obrigações, despesas e receitas.
Aqui a ideia central é estabelecer o valor de elementos patrimoniais. Utilizando o exemplo da
concessionária, o perito determinou que o valor contábil do estoque é igual a R$ 3.500.000,00.
Por fim, a certificação é o ato de atestar a informação trazida ao laudo ou ao parecer pelo perito.
Imagine que no laudo pericial seja apresentada uma cópia de um DANFE (Documento Auxiliar de
Nota Fiscal. Para certificar-se da autenticidade dessa nota, podemos acessar o site da Nota Fiscal
Eletrônica para verificar se ela realmente existe.
Portanto, mais uma questão que apresentou todos os itens corretos!
Gabarito D

passeieqt.com
50
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

9 Questões Comentadas Nesta Aula


1. (CFC/EQT Perito/2019)
O Contador Y foi nomeado como perito do juízo numa “Ação de Exigir Contas” na fase de liquidação
de sentença.
No decurso da realização dos trabalhos periciais, constatou que parte do julgado não seria
tecnicamente possível implementar, por exigir a adoção de um parâmetro impróprio em face de
conceito técnico-contábil.
Neste caso, em conformidade com a NBC TP 01 – Perícia Contábil, analise os itens abaixo e, em
seguida assinale a opção CORRETA:
I. O perito ignora os parâmetros contidos no comando judicial e não os considera nos seus cálculos
elaborando da forma que entende correta.
II. O perito deve consignar na conclusão formalizada no laudo pericial a sua irresignação quanto ao
teor da decisão judicial e não elaborar os cálculos definidos no julgado.
III. O perito deve comprovar que a perícia foi executada de acordo com os despachos e decisões
judiciais e as Normas Brasileiras de Contabilidade.
Estão CORRETOS os itens:
a) I, II e III.
b) II e III, apenas.
c) III, apenas.
d) I e II, apenas.
2. (CFC/EQT Perito/2019)
O Contador Y foi nomeado para elaborar os cálculos de liquidação de sentença em uma demanda
judicial que tramita na 1012ª Vara do Trabalho, com base nos parâmetros determinados para
apuração do valor devido na reclamação trabalhista. A Douta Magistrada determina a utilização do
índice TR – Taxa Referencial até 25 de março de 2015 e IPCA-E – Índice de Preços ao Consumidor
Amplo Especial a partir de 26 de março de 2015 e que os cálculos sejam realizados no PJE-CALC
Cidadão. Durante a execução do trabalho pericial, o perito contábil constatou a ausência de
documentos necessários à feitura do laudo pericial. Contudo, decidiu elaborar o Laudo Pericial
somente com os documentos inseridos no PJE (Processo Judicial Eletrônico).
Com base na situação descrita e considerando o que dispõe a NBC TP 01 – Perícia Contábil, julgue
os itens abaixo e, em seguida, assinale a alternativa CORRETA.
I. O perito contábil deve elaborar o Laudo Pericial sem estar devidamente munidos de documentos.
II. Mediante termo de diligência, o perito contábil deve solicitar por escrito todos os documentos e
informações relacionadas ao objeto da perícia, fixando o prazo para entrega.
III. O perito contábil deveria informar nos autos acerca da insuficiência de documentos, indicar a
necessidade de apresentação dos mesmos e informar ao Juízo sobre os prejuízos decorrentes.

passeieqt.com
51
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

IV. O perito contábil deve elaborar o Laudo Pericial limitado às informações e documentos coligidos
aos autos.
Estão CORRETOS os itens:
a) I e III.
b) II, III e IV.
c) II e III.
d) I e II.
3. (CFC/EQT Perito/2019)
A Contadora A foi nomeada para mensurar os valores das quotas sociais de uma empresa do ramo
de exportação nos autos de uma ação de apuração de haveres, motivada pelo falecimento de um
dos seus sócios. Porém, a perita contábil foi informada que a empresa não dispunha de
escrituração contábil. Em uma das suas diligências, a perita contábil indagou o sócio remanescente
acerca da razão da ausência da contabilidade.
Em relação aos procedimentos contábeis atinentes ao caso em exame, estabelecidos na NBC TP 01
– Perícia Contábil, julgue os itens abaixo como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida, assinale
a opção CORRETA.
I. A avaliação é o ato de estabelecer o valor de coisas, bens, direitos e obrigações.
II. A mensuração é a determinação de valores, quantidade ou a solução de controvérsia por critério
técnico-científico.
III. A certificação é o ato de denegar a informação trazida ao laudo ou ao parecer pelo perito.
IV. Arbitramento é o ato de qualificação e quantificação física de coisas, bens, direitos e obrigações.
A sequência CORRETA é:
a) V, F, V, F.
b) F, V, F, F.
c) V, F, F, F.
d) F, V, F, V.
4. (CFC/EQT Perito/2018)
O Novo Código de Processo Civil exige a ética processual ao determinar a todos que participam do
processo o dever de comportar-se de acordo com a lealdade e boa fé, cooperação mútua,
urbanidade, transparência, entre outros. É exigido do perito do juízo o dever de informar o local e a
data de início da produção da prova, quando não definido pelo juiz, bem como permitir o acesso
aos autos do processo e informar aos assistentes técnicos sobre a realização de diligências com
antecedência mínima de cinco dias. A NBC TP 01 – Perícia Contábil estabelece formalidades e
procedimentos, nos itens 29, 42, 48 e 50, que podem ser adotados durante a realização dos exames
periciais. Sobre este ponto, julgue os itens abaixo e, em seguida, assinale a opção CORRETA.
I. O laudo e o parecer são, respectivamente, orientados e conduzidos pelo perito do juízo e pelo
perito-assistente, que adotarão padrão próprio, respeitada a estrutura prevista nesta

passeieqt.com
52
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

Norma, devendo ser redigidos de forma circunstanciada, clara, objetiva, sequencial e lógica.
II. O perito-assistente pode entregar cópia do seu parecer, planilhas e documentos ao perito do
juízo antes do término da perícia, expondo as suas convicções, fundamentações legais,
doutrinárias, técnicas e científicas sem que isto implique indução do perito do juízo a erro, por
tratar-se da livre e necessária manifestação científica sobre os pontos controvertidos.
III. O laudo pericial contábil e o parecer técnico contábil são documentos escritos, nos quais os
peritos devem registrar todos os fatos, não sendo necessário particularizar os aspectos e as
minudências que envolvam o seu objeto e as buscas de elementos de prova imprescindíveis para a
conclusão do seu trabalho.
IV. O termo de diligência serve também para determinar o local, a data e a hora do início da perícia,
e ainda para a execução de outros trabalhos que tenham sido a ele determinados ou solicitados por
quem de direito, desde que tenham a finalidade de orientar ou colaborar nas decisões, judiciais ou
extrajudiciais.
Estão CORRETOS apenas os itens
a) II, III e IV.
b) I, II e IV.
c) I, II e III.
d) I e II.
5. (CFC/EQT Perito/2018)
O contador A foi nomeado como perito do juízo em um processo de avaliação de empresa. O
Balanço Patrimonial da Empresa Avalianda B revela a existência de ativo imobilizado
consubstanciado em instalações industriais e hidráulicas, sendo necessário que o contador A utilize-
se de especialista em outra área, que, no caso, se refere a um engenheiro civil. Acerca do que
corresponde ao item 38 da NBC TP 01 a respeito da responsabilidade técnica pelo laudo pericial,
assinale a opção CORRETA.
a) Quando a perícia exigir a necessidade de utilização de trabalho de terceiros (equipe de apoio,
trabalho de especialistas ou profissionais de outras áreas de conhecimento), o planejamento deve
prever a orientação e a supervisão do perito, que responderá pelos trabalhos executados,
exclusivamente, por sua equipe de apoio, somente no que diz respeito à parte contábil.
b) Quando a perícia exigir a necessidade de utilização de trabalho de terceiros (equipe de apoio,
trabalho de especialistas ou profissionais de outras áreas de conhecimento), o planejamento deve
prever a orientação e a supervisão de ambos os peritos, que responderão pelos trabalhos
executados, exclusivamente, por sua equipe de apoio.
c) Quando a perícia exigir a necessidade de utilização de trabalho de terceiros (equipe de apoio,
trabalho de especialistas ou profissionais de outras áreas de conhecimento), o planejamento deve
prever a orientação e a supervisão do perito, que responderá pelos trabalhos executados,
exclusivamente, por sua equipe de apoio.
d) Quando a perícia exigir a necessidade de utilização de trabalho de terceiros (equipe de apoio,
trabalho de especialistas ou profissionais de outras áreas de conhecimento), o planejamento deve
prever a orientação e a supervisão do perito, que responderá pelos trabalhos executados,

passeieqt.com
53
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

exclusivamente, por sua equipe de apoio, somente no que diz respeito à parte contábil, ficando a
responsabilidade dividida em 80% para o contador e 20% para o engenheiro.
6. (CFC/EQT Perito/2018)
No decurso do trabalho pericial, em havendo negativa de quaisquer das partes em atender à
diligência requerida pelo perito do juízo, este deverá adotar providências visando à conclusão do
laudo pericial, em obediência ao item 45 da NBC TP 01 – Perícia Contábil. Com relação às
providências a serem adotadas pelo perito do juízo, assinale a opção CORRETA.
a) Caso ocorra a negativa da entrega dos elementos de prova formalmente requeridos, o perito do
juízo deve considerar inconclusivo o laudo pericial narrando os fatos ao magistrado.
b) Caso ocorra a negativa da entrega dos elementos de prova formalmente requeridos, o perito
deve se reportar diretamente a quem o nomeou, contratou ou indicou, narrando os fatos e
solicitando as providências cabíveis.
c) Caso ocorra a negativa da entrega dos elementos de prova informalmente requeridos em
diligência, o perito do juízo deve concluir e entregar o laudo pericial independente de receber, ou
não, o resultado da diligência.
d) Caso ocorra a negativa da entrega dos elementos de prova formalmente requeridos, o perito
deve elaborar um novo termo de diligência, concedendo um prazo de 45 dias, independente do
prazo judicial a que está submetido.
7. (CFC/EQT Perito/2018)
Com base na NBC TP 01 – Perícia Contábil, indique apenas os itens que compõem a estrutura do
Laudo Pericial e, em seguida, assinale a opção CORRETA.
I. Data de citação do réu e prazo para entrega do laudo.
II. Síntese do objeto da perícia.
III. Declaração sobre impedimento ou suspeição.
IV. Relato das diligências realizadas.
V. Transcrição dos quesitos e conclusão.
Estão CORRETOS apenas os itens
a) II, III e V.
b) III, IV e V.
c) I, II e V.
d) II, IV e V.
8. (CFC/EQT Perito/2018)
De acordo com a NBC TP 01 – Perícia Contábil, quando a perícia incluir a utilização de equipe
técnica, o perito do juízo:
a) não assumirá a responsabilidade do trabalho de sua equipe técnica, sendo ela assumida
individualmente por cada um de seus membros.

passeieqt.com
54
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

b) assumirá a responsabilidade da equipe de trabalho dos peritos-assistentes.


c) assumirá a responsabilidade por todo o trabalho de sua equipe técnica.
d) assumirá a responsabilidade pelo trabalho da equipe técnica dos peritos-assistentes, desde que
seja formada por profissionais capacitados.
9. (CFC/EQT Perito/2018)
Em 21 de março de 2016, o contador Z foi contratado pela indústria X para analisar sua escrituração
contábil-fiscal e emitir parecer técnico acerca da existência de créditos decorrentes da incidência
do PIS/COFINS sobre energia elétrica do seu parque fabril, a fim de subsidiar a tomada de decisão
dos acionistas e avaliação jurídica quanto às medidas administrativas ou judiciais cabíveis. A
comprovação de sua habilitação, neste caso, de acordo com a NBC TP 01 – Perícia Contábil, desde
27 de fevereiro de 2015, é por meio da apresentação de documento específico. Acerca desse
assunto assinale a opção CORRETA.
a) O contador Z anexou ao seu parecer técnico a Certidão de Regularidade Profissional emitida
pelos Conselhos Regionais de Contabilidade.
b) O contador Z apresentou minicurrículo inserto no seu parecer técnico, contendo o número de
seu registro profissional e de inscrição no Cadastro Nacional de Peritos Contábeis (CNPC), provando
sua habilitação legal, dispensando a apresentação de documento específico.
c) A indústria X deve exigir a apresentação da Declaração de Habilitação Profissional (DHP) emitida
pelo Conselho Regional de Contabilidade da jurisdição do contratado.
d) O contador Z anexou ao seu parecer técnico um atestado de capacidade técnica emitido pelo
Tribunal de Justiça do seu Estado.
10. (Consulplan/Exame CFC/2019.1)
De acordo com a NBC TP 01 – Perícia Contábil “os procedimentos periciais contábeis visam
fundamentar o laudo pericial contábil e o parecer técnico-contábil e abrangem, total ou
parcialmente, segundo a natureza e a complexidade da matéria, exame, vistoria, indagação,
investigação, arbitramento, mensuração, avaliação e certificação”. De acordo com a referida
norma, marque a alternativa que apresenta um significado correto.
A) Arbitramento: é a especulação de valores, quantidades ou a solução de controvérsia por critério
técnico-científico.
B) Vistoria: é a diligência que objetiva a verificação e a constatação de situação, coisa ou fato, de
forma circunstancial.
C) Investigação: é a busca de informações mediante entrevista com conhecedores do objeto ou de
fato relacionado à perícia.
D) Indagação: é a pesquisa que busca trazer ao laudo pericial contábil ou parecer técnico-contábil o
que está oculto por quaisquer circunstâncias.

11. (Consulplan/Exame CFC/2018.2)


Sobre apresentação do laudo pericial contábil e oferta do parecer técnico-contábil à luz da NBC TP
01 – Perícia Contábil, analise as afirmativas, marque V para as verdadeiras e F para as falsas.

passeieqt.com
55
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

( ) O perito deve elaborar o laudo e o parecer, utilizando-se do vernáculo, sendo admitidas palavras
ou expressões idiomáticas de outras línguas e de uso não comum nos tribunais judiciais ou
extrajudiciais.
( ) Tratando-se de termos técnicos atinentes à profissão contábil devem, quando necessário, ser
acrescidos de esclarecimentos adicionais e recomendada a utilização daqueles consagrados pela
doutrina contábil.
( ) O laudo e o parecer são, respectivamente, orientados e conduzidos pelo perito do juízo, que
adotará padrão próprio, respeitada a estrutura prevista na norma (NBC TP 01), devendo ser
redigidos de forma circunstanciada, clara, objetiva, sequencial e lógica.
( ) A linguagem adotada pelo perito deve ser clara, concisa, evitando o prolixo e a tergiversação,
possibilitando aos julgadores e às partes o devido conhecimento da prova técnica e interpretação
dos resultados obtidos. As respostas não devem ser objetivas e nem lacônicas. Os termos técnicos
devem ser inseridos no laudo e no parecer, de modo a se obter uma redação que qualifique o
trabalho pericial, respeitadas as Normas Brasileiras de Contabilidade.
A sequência está correta em
A) V, F, V, F.
B) F, V, F, V.
C) V, F, V, V.
D) F, V, F, F.

12. (FBC/Exame de Suficiência/2017.1)


De acordo com a NBC TP 01 – PERÍCIA CONTÁBIL, no que tange ao trabalho pericial, julgue os itens
a seguir como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida, assinale a opção CORRETA.
I. O planejamento da perícia é a etapa do trabalho pericial que antecede as diligências, pesquisas,
cálculos e respostas aos quesitos, na qual o perito do juízo estabelece a metodologia dos
procedimentos periciais a serem aplicados, elaborando-o a partir do conhecimento do objeto da
perícia.
II. O laudo pericial contábil e o parecer técnico-contábil são documentos escritos, nos quais os
peritos devem registrar, de forma abrangente, o conteúdo da perícia e particularizar os aspectos e
as minudências que envolvam o seu objeto e as buscas de elementos de prova necessários para a
conclusão do seu trabalho.
III. Indagação é o instrumento por meio do qual o perito solicita documentos, coisas, dados e
informações necessárias à elaboração do laudo pericial contábil e do parecer técnico-contábil.
A sequência CORRETA é:
a) V, V, F.
b) V, F, V.
c) F, V, F.
d) F, F, V.

passeieqt.com
56
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

13. (FBC/Exame de Suficiência/2011.1)


De acordo com as Normas Brasileiras de Contabilidade aplicáveis aos trabalhos de Perícia Contábil,
o Laudo Pericial Contábil é:
a) a indagação e a busca de informações, mediante conhecimento do objeto da perícia solicitada
nos autos.
b) a investigação e a pesquisa sobre o que está oculto por quaisquer circunstâncias nos autos.
c) a peça escrita elaborada pelo perito assistente, na qual ele deve registrar, de forma abrangente,
o conteúdo da perícia e particularizar os aspectos e as minudências que envolvam o seu objeto e as
buscas de elementos de prova necessários para a conclusão do seu trabalho.
d) o documento escrito no qual o perito deve registrar, de forma abrangente, o conteúdo da perícia
e particularizar os aspectos e as minudências que envolvam o seu objeto e as buscas de elementos
de prova necessários para a conclusão do seu trabalho.

14. (FBC/Exame de Suficiência/2011.2)


De acordo com a NBC TP 01 – Perícia Contábil, os procedimentos de perícia contábil visam
fundamentar as conclusões que serão levadas ao laudo pericial contábil ou parecer pericial contábil
e abrangem, total ou parcialmente, segundo a natureza e a complexidade da matéria, exame,
vistoria, indagação, investigação, arbitramento, mensuração, avaliação e certificação.
Relacione procedimentos de perícia contábil na primeira coluna com a respectiva descrição na
segunda coluna e, em seguida, assinale a opção CORRETA.
(1) Exame ( ) Ato de atestar a informação trazida ao laudo pericial contábil pelo perito-contador,
conferindo-lhe caráter de autenticidade pela fé pública atribuída a este profissional.
(2) Vistoria ( ) Determinação de valores ou a solução de controvérsia por critério técnico científico.
(3) Arbitramento ( ) Análise de livros, registros das transações e documentos.
(4) Certificação ( ) Diligência que objetiva a verificação e a constatação
de situação, coisa ou fato, de forma circunstancial.
A sequência CORRETA é:
a) 4, 3, 2, 1.
b) 4, 3, 1, 2.
c) 3, 4, 1, 2.
d) 3, 4, 2, 1.

15. (FBC/Exame de Suficiência/2012.1)


De acordo com NBC TP 01 – Perícia Contábil, o planejamento deve ser elaborado com base nos
quesitos e/ou no objeto da perícia. Em relação aos objetivos do planejamento da perícia, julgue os
itens abaixo como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida, assinale a opção CORRETA.

passeieqt.com
57
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

( ) Conhecer o objeto da perícia, a fim de permitir a adoção de procedimentos que conduzam à


revelação da verdade, a qual subsidiará o juízo, o árbitro ou o interessado a tomar a decisão a
respeito da lide.
( ) Definir a natureza, a oportunidade e a extensão dos exames a serem realizados, em consonância
com o objeto da perícia, os termos constantes da nomeação, dos quesitos ou da proposta de
honorários oferecida pelo Perito.
( ) Estabelecer condições para que o trabalho seja cumprido no prazo estabelecido.
( ) Identificar a legislação aplicável ao objeto da perícia.
( ) Identificar fatos que possam vir a ser importantes para a solução da demanda de forma que não
passem despercebidos ou não recebam a atenção necessária.
A sequência CORRETA é:
a) V, V, V, V, V.
b) F, F, F, F, V.
c) F, V, V, F, F.
d) V, F, F, F, F.

16. (FBC/Exame de Suficiência/2012.1)


O laudo pericial contábil e o parecer pericial contábil, de acordo com a NBC TP 01 – Perícia Contábil,
devem conter em sua estrutura os seguintes itens, EXCETO:
a) Conclusão, anexos, apêndices, assinatura do perito com sua categoria profissional e registro em
Conselho Regional de Contabilidade.
b) Conclusão, anexos, assinatura do advogado com seu parecer sobre a perícia e ajuste de parecer
favorável às partes na Justiça.
c) Identificação das diligências realizadas, transcrição e resposta aos quesitos para o laudo pericial
contábil.
d) Identificação do processo e das partes, síntese do objeto da perícia e metodologia adotada para
os trabalhos periciais.

17. (FBC/Exame de Suficiência/2013.1)


De acordo a NBC TP 01 – Perícia Contábil, o laudo pericial contábil é uma:
a) indagação e busca de informações, mediante conhecimento do objeto da perícia, solicitada nos
autos.
b) investigação e pesquisa sobre o que está oculto por quaisquer circunstância nos autos.
c) peça escrita, na qual o perito contador assistente deve registrar, de forma abrangente, o
conteúdo da perícia e generalizar os aspectos e as minudências que envolvam a demanda.
d) peça escrita, na qual o perito contador deve registrar, de forma abrangente, o conteúdo da
perícia e particularizar os aspectos e as minudências que envolvam a demanda.

passeieqt.com
58
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

18. (FBC/Exame de Suficiência/2013.2)


De acordo com a NBC TP 01 – Perícia Contábil, o Termo Diligência é:
a) O instrumento por meio do qual o perito apresenta o seu trabalho pericial através do laudo
pericial, que poderá conter anexos, apêndices e documentos que o profissional julgar necessário.
b) O instrumento por meio do qual o perito apresenta sua proposta de honorários, devidamente
fundamentada, ao juízo, podendo conter o orçamento ou este constituir-se em um documento
anexo.
c) O instrumento por meio do qual o perito requerer a liberação parcial dos honorários quando
julgar necessário para o custeio de despesas durante a realização dos trabalhos.
d) O instrumento por meio do qual o perito solicita documentos, coisas, dados, bem como
quaisquer informações necessárias à elaboração do laudo pericial contábil.

19. (FBC/Exame de Suficiência/2016.1)


Com base na NBC TP 01 – Perícia Contábil, julgue as afirmativas abaixo como Verdadeiras (V) ou
Falsas (F) e, em seguida, assinale a opção CORRETA.
I. O perito, enquanto estiver de posse do processo ou de documentos, deve zelar por sua guarda e
segurança e ser diligente.
II. Para a execução da perícia contábil, o perito deve ater-se ao objeto e ao lapso temporal da
perícia a ser realizada.
III. Mediante termo de diligência, o perito deve solicitar por escrito todos os documentos e
informações relacionados ao objeto da perícia, fixando o prazo para entrega.
IV. A eventual recusa no atendimento a diligências solicitadas ou qualquer dificuldade na execução
do trabalho pericial deve ser comunicada, com a devida comprovação ou justificativa, ao juízo,
quando se tratar de perícia judicial; ou à parte contratante, no caso de perícia extrajudicial.
Estão CORRETOS os itens:
a) III e IV, apenas.
b) II e III, apenas.
c) I, II, III e IV.
d) I, II e IV, apenas.

20. (FBC/Exame de Suficiência/2016.1)


Com base na NBC TP 01 – Perícia Contábil, especificamente em relação aos procedimentos técnico-
científicos aplicados na atividade de Perícia Contábil, julgue os itens abaixo como Verdadeiros (V)
ou Falsos (F) e, em seguida, assinale a opção CORRETA.
I. O exame é a análise de livros, registros das transações e documentos.
II. A vistoria é a diligência que objetiva a verificação e a constatação de situação, coisa ou fato, de
forma circunstancial.

passeieqt.com
59
PASSEI EQT – NBC TP 01
PROF. GABRIEL RABELO

III. O arbitramento é a determinação de valores ou a solução de controvérsia por critério técnico-


científico.
IV. A avaliação é o ato de estabelecer o valor de coisas, bens, direitos, obrigações, despesas e
receitas.
Estão CORRETOS os itens:
a) III e IV, apenas.
b) II e III, apenas.
c) I, II e IV, apenas.
d) I, II, III e IV.

10 Gabarito

QUESTÃO GABARITO QUESTÃO GABARITO

1 C 11 D

2 C 12 A

3 C 13 D

4 B 14 B

5 C 15 A

6 B 16 B

7 D 17 D

8 C 18 C

9 A 19 C

10 B 20 D

11 Bibliografia
Costa, J. C. (2017). Perícia Contábil: aplicação prática. São Paulo: Atlas.
Gonçalves, M. V. (2016). Direito Processual Civil esquematizado. São Paulo: Saraiva.
Mello, P. C. (2016). Perícia Contábil/Paulo Cordeiro de Mello. - 2. ed.atual. . São Paulo: Senac.

passeieqt.com
60

Você também pode gostar