Você está na página 1de 3

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO – PPGD/UVA

Disciplina: História, Sociologia e Cidadania – 2018 (1)


Maria Stela de Amorim

Ementa. O programa explora duas dimensões principais: (a) tradições e mudanças e, (b)
ordens e (des)ordens, destacando visões sobre essas dimensões em tempos e lugares
distintos em que elas ocorreram e teriam influenciado a formação de sociedades dos
séculos XX e XXI, especialmente da sociedade brasileira. A sociologia de perspectiva
histórica no trato de temas atuais, como cidadania, direitos da liberdade individual,
segurança jurídica e modelos de República e de Estado Democrático de Direito

Objetivos. Compreender distintas relações entre o tempo e as sociedades, quanto os


temas privilegiados na disciplina, tais como cidadania, estado e direito, evocando
tradições e mudanças e, ordens e (des)ordens. Dominar os objetivos e as práticas de
algumas políticas de segurança em geral. Estabelecer relações entre cidadania,
entendida como direitos da liberdade individual e, políticas de segurança jurídica.
Distinguir a noção de segurança enquanto política protetora e enquanto prática estatal
ameaçadora. Analisar a abrangência ou restrição e efeitos de políticas públicas para os
cidadãos por elas visados. Dominar a relevância de políticas públicas para assegurar o
tratamento social e jurídico igualitário aos cidadãos brasileiros. Aguçar a observação
acerca de insuficiências e de insatisfações expressas por atores sociais, indicativas da
ausência de segurança em suas vidas.

Metodologia. Aulas expositivas, seminários e ilustrações. A avaliação do rendimento


discente levará em conta a regularidade de frequência, participação nas atividades da
disciplina e a apresentação de um paper escrito no final do semestre.

PROGRAMAÇÃO DAS ATIVIDADES.

Unidade I – Histórias, Sociologias e Sociedades. Um passeio com clássicos da


sociologia. Ordem e desordem na sociedade dos séculos XIX e XX. Estado, Democracia
e Liberdades versus Alienação, Anomia, Direito Morto e Desencanto.

1ª sessão: As várias conotações do conceito de alienação.


Texto: FROMM, Erich. O conceito marxista de homem. Rio de Janeiro: Zahar Editores,
tradução de Otávio Alves Velho, 1976, Caps IV e V p. 34-61.

2ª sessão: Durkheim e a amplitude do conceito de anomia


Texto: NISBET, Robert. La formación del pensamiento sociológico, 2 vols. Buenos
Aires: Amorrortu. La función de la autoridad, vol. 1, p 200-215 e Aislamiento e anomia,
vol.2, p. 164-170

3ª sessão: Direito vivo e Direito morto.


Texto: EHRLICH, Eugen. Fundamentos da Sociologia do Direito. Brasília: Editora
UnB, 1986, pp. 09-52, 69-95, 361-388.

4ª sessão: O desencanto no fim do século XIX.


Texto: WEBER, Max. A política como vocação. In GERTH. H. H. e MILLS, C. W.
Max Weber. Ensaios de Sociologia. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1979, p. 97-153.

1
Unidade II – Ordem e (des)ordem na formação social e política brasileira.

5ª sessão – Feudalismo no Brasil ou o início do Capitalismo Moderno ?


Texto: NOVAES, Fernando. Estrutura e dinâmica do sistema colonial. Lisboa: Livros
Horizonte, 1975, p. 9 – 80.

6ª sessão – A Inquisição na formação da sociedade brasileira.


Texto: NOVINSKY, Anita. Cristãos novos na Bahia. São Paulo: Editora Perspectiva,
1972. Cap. 2, p. 23-55 e Caps. 4 e 5, p. 103-162.

7ª sessão – O Coronelismo oficial e o mandonismo local.


Texto: QUEIRÓZ, Maria Isaura Pereira de. O mandonismo local na vida política
brasileira. São Paulo: Alfa-Omega, 1976, p. 33-93.

8ªsessão – Uma república que cultivou a desigualdade.


Texto: PRADO, Maria Emília. Memorial das desigualdades. Os impasses da cidadania
no Brasil. Rio de Janeiro: Revan, 2005.

Unidade III – Cidadania e igualdade jurídica em des-ordem na ordem nacional. O


estado e a sociedade no Brasil: uma separação incontornável?

9ª sessão – Concepções de cidadania. Uma perspectiva clássica da cidadania para o


século XX.
Texto: MARSHALL Thomas H. Cidadania, classe social e status. Rio de Janeiro:
Zahar, 1967. Capitulo III, p 57-114.

10ª sessão – Primeiras manifestações efetivas da cidadania brasileira na atualidade:


direitos do trabalhador. Uma justiça dita compensatória.
Texto: SANTOS, Wanderley Guilherme dos. Cidadania e justiça social: a política
social na ordem brasileira. Rio de Janeiro: Campus, 1987. Cap. 2, p 13-42; Cap. 4, p
64-75; Cap. 5, p 76-89; Conclusão: p 88-89.

11ª sessão – Igualdade jurídica e tratamento jurídico desigual. A relevância da pessoa.


Texto (a): AMORIM, KANT de LIMA e MENDES. Introdução. In Ensaios sobre a
igualdade Jurídica. Rio de Janeiro, Lumen Juris, 2005 p. xi- xxxviii.
Texto (b): DAMATTA, Roberto. Cidadania: a questão da cidadania num universo
relacional. In: A casa e a rua: espaço, cidadania, mulher e morte no Brasil. Rio de
Janeiro: Ed. Rocco, 1997. p. 65-95.

12ª sessão – Direitos tutelados, igualdade jurídica e incertezas em liberdades


individuais. Modelos de República e de Estado Democrático de Direito em questão.
Texto: CARVALHO, José Murilo de. Cidadania brasileira. O longo caminho. Rio de
Janeiro: Civilização Brasileira, 2012 (15ª edição).

UNIDADE IV – Por uma sociologia dos tribunais nas sociedades contemporâneas.

13ª sessão – Considerações sobre hierarquias e desigualdades no sistema de justiça e na


sociedade em uma perspectiva comparada.
Texto (a): KANT DE LIMA, Roberto. Carnavais, malandros e heróis: o dilema
brasileiro do espaço público. In: Laura Graziela Gomes; Lívia Barbosa; José Augusto

2
Drummond (Orgs). O Brasil não é para Principiantes. 1ª ed. Rio de Janeiro: FGV,
2000, v. 1, p. 105--124.
Texto (b): MENDES, Regina Lúcia Teixeira. Igualdade à brasileira: cidadania como
instituto jurídico no Brasil. In AMORIM, KANT de LIMA e MENDES (Orgs). Ensaios
sobre a igualdade jurídica. Rio de Janeiro, Lumen Juris, 2005, p. 1-33.

14ª sessão - A criação dos juizados especiais (Lei 9.099/1965) e dos Juizados da
violência doméstica e contra a mulher (Lei Maria da Penha, nº 11.340/2006)
Texto (a): AMORIM, Maria Stella de. Penalização e despenalização da violência contra
a mulher. In TISCORNIA, Sofia, LIMA, Roberto Kant de e EILBAUM, Lucía (Orgs).
Burocracias penales, administración institucional de conflictos y ciudadanía. Nova
versão revista e ampliada.
Texto (b): SIMIÃO, Daniel S. Reparação, justiça e violência doméstica. Perspectivas
para reflexão e ação. Revista Vivência, n. 46, UFRN, 2015, p.53-74.

15ª sessão – A sociologia dos tribunais nas sociedades contemporâneas: questões e


proposições.
Texto (a): SANTOS, Boaventura de Sousa e outros. Os tribunais nas sociedades
contemporâneas: o caso português. Porto, Edições Afrontamento, 1996a p. 09 – 83.
Texto (b): SANTOS, Boaventura de Sousa. A sociologia dos tribunais e a
democratização da justiça. In SANTOS, Boaventura de Sousa. Pela mão de Alice. O
social e a política na pós-modernidade. 3ª ed. São Paulo, Cortes Editora, 1996b, p. 161-
197.