Você está na página 1de 12

1- bom… o… eu tenho impressão que o rádio provocou

uma revolução… no país na medida que:… ahn principalmente o rádio de pilha né? quer
dizer o rádio de pilha representou a quebra de um isolamento do homem
do campo principalmente quer dizer então o homem do campo que nunca teria condição
de ouvir… falar… de outras coisas… de outros lugares… de outras pessoas, entende?
através do rádio de pilha… ele pôde se ligar ao resto do mundo saber que existem outros
lugares outras pessoas, que existe um governo, que existem atos do governo… de modo
que… o rádio, eu acho que tem um papel até… numa certa medida… ele provocou pelo
alcance que tem uma revolução até maior do que a televisão… o que significou a quebra
do isolamento… entende? de certas pessoas… a gente vê hoje o operário de obra com o
rádio de pilha debaixo do braço durante todo o tempo que ele está trabalhando… quer
dizer… se esse canal que é o rádio fosse usado da mesma forma como eu mencionei a
televisão… num sentido cultural educativo de boas músicas e de… numa linha realmente
de crescimento do homem […] Esses veículos… de telecomunicações se colocassem a
serviço da cultura e da educação seria uma beleza, né?
CASTILHO, A. T.; PRETTI, D. (Org.). A linguagem falada na cidade de São Paulo:
materiais para seu estudo. São Paulo: T. A. Queiroz; Fapesp, 1987.
A palavra comunicação origina-se do latim communicare e significa “tornar comum”, “repartir”.
Nessa transcrição de entrevista, reafirma-se esse papel dos meios de comunicação de massa
porque o rádio poderia
A) oferecer diversão para as massas, possibilitando um melhor ambiente de trabalho.
B) atender as demandas de mercado, servindo de instrumento à indústria do consumo.
C) difundir uma cultura homogênea, abolindo as marcas identitárias de toda uma coletividade.
D) trazer oportunidades de aprimoramento intelectual, permitindo ao homem o acesso a
informações e a bens culturais.
E) inserir o indivíduo em sua classe social, fornecendo entretenimento de pouco aprofundamento
crítico.
RESOLUÇÃO:
Nas últimas linhas do texto, o entrevistado manifesta um desejo de que o rádio poderia ser
empregado para promoção da cultura, contribuindo para o crescimento do homem.
Resp.: D

Ob
ser
ve
a
fig
ura
ab
aix
o.

(Fonte:
https://
oenem
.com.b
r/blog/
consu
mo-e-
consu
mismo
)
Por
consu
mo
pode
entend
er-se o
ato de
aprop
riação
e/ou
utiliza
ção
(geral
mente
de
caráct
er
aquisit
ivo,
implic
ando
uma
troca)
de um
deter
minad
o bem
ou
serviç
o, por
parte
de um
ou
mais
indiví
duos,
com
vista à
satisfa
ção de
necess
idades
materi
ais ou
não-
materi
ais,
ou, em
termo
s mais
latos,
“qual
quer
ativid
ade
envolv
endo a
seleçã
o,
compr
a, uso,
manut
enção,
repara
ção e
destru
ição
de
qualq
uer
produ
to ou
serviç
o”
(CAM
PBEL
L,
1995).
O
autor
estuda
o
consu
mo
nas
ciênci
as
sociais
conte
mporâ
nea. A
respeit
o do
assunt
o,
analis
e as
afirma
tivas
abaixo
e dê
valore
s de
Verda
deiro
(V) ou
Falso
(F).
()O
conceit
o de
consu
mo
assum
e uma
grande
varied
ade de
signifi
cados,
consoa
nte o
enquad
rament
o
teórico
à luz
do
qual é
formul
ado e
envolv
e
muito
mais
do que
o
simple
s ato
de
compr
a de
um
produt
o
porque
,
embor
ao
acesso
a
recurs
os
financ
eiros
determ
ine a
possibi
lidade
de
chegar
à
compr
a, o
ato de
compr

apenas
um
mome
nto
específ
ico de
um
proces
so
cultura
l mais
lato.
()O
consu
mo é
um
proces
so
social
profun
damen
te
elusivo
e
ambíg
uo.
Elusiv
o
porque
,
embor
a seja
um
pré-
requisi
to para
a
reprod
ução
física e
social
de
qualqu
er
socied
ade
human
a, só
se
toma
conhec
imento
de sua
existên
cia
quand

classifi
cado,
pelos
padrõe
s
ociden
tais,
como
supérfl
uo,
ostenta
tório
ou
conspí
cuo. ( )
Assim,
se na
visão
de uns,
o
consu
mo é
um
instru
mento
de
liberda
de, no
entend
er de
outros
é uma
grilhet
a de
domin
ação.
Assina
le a
altern
ativa
que
aprese
nta a
sequê
ncia
corret
a de
cima
para
baixo.

A) V, V, F

B) V, V, V
C) F, F, V

D) V, F, V

Ob
ser
ve
a
cha
rge
.

(Dispo
nível
em:
http://
artee
manh
asdali
ngua.
blogsp
ot.com
.br/20
14/11/
calvin
-e-o-
poder-
da-
midia.
html.)

A
anális
e da
charge
, tendo
em
vista
os
concei
tos de
“cultu
ra de
massa
” e
“indús
tria
cultur
al”,
nos
permit
e
inferir
corret
ament
e que

o fazer cultural é influenciado pela lógica da produção industrial, mas atinge


A)
prioritariamente as crianças.

a tecnologia se desenvolvendo, as técnicas se aprimorando e a produção aumentando, a


B)
cultura também se democratiza.

existe, sob o corolário do “lucro acima de tudo”, a idealização de produtos adaptados para
C)
consumo das massas e sua alienação.

na “indústria cultural” se fabricam ilusões que se mercantilizam, mas que mantêm o


D)
intuito de reproduzir os interesses de cada cultura específica

2- O consumismo é uma compulsão que leva o indivíduo a comprar, cada vez mais, sem
necessidade, mas este não é um hábito infundado, sua raiz está nos processos de produção
desenvolvidos após a Revolução Industrial e fixados no imaginário coletivo da sociedade pelo
trabalho realizado pela mídia
CERTO ERRADO

3-
A partir da charge que ilustra o fenômeno da cultura de massa, assinale V para a afirmativa verdadeira e
F para a falsa.

( ) Cultura de massa é o conjunto das práticas e dos valores compartilhados por vastos segmentos das
sociedades ocidentais modernas e cujos conteúdos são transmitidos principalmente pelos meios de
comunicação de massa.

( ) A cultura de massa é própria da era industrial e foi possibilitada pelas técnicas de reprodutibilidade de
imagens e sons aplicadas ao tempo livre e à informação.

( ) A cultura de massa está relacionada à sociedade de consumo e à existência de uma indústria que
produz cultura enquanto mercadoria, em grande escala, fabricando-a segundo exigências econômicas.

As afirmativas são, respectivamente,

 A

V, F e F.

 B

V, V e F.

 C

V, F e V.

 D

F, V e V.

 E

V, V e V.

4- O conceito refuta a ideia de uma pretensa neutralidade dos meios de comunicação de massa e vem
reforçar a ideia de que a cultura é algo fabricado. Onde a sociologia americana via o consumidor como
sujeito do processo, a Escola de Frankfurt o vê como o objeto das grandes empresas. Os indivíduos
seriam manipulados para se conformar ao papel de consumidores no mercado de bens culturais.

(Adaptado de: ORTIZ, R. A Escola de Frankfurt e a Questão da Cultura, RBCS, n. 1, vol. 1, jun. 1986)
O conceito a que se refere o excerto acima é:

 A

Cultura de massa.

 B

Alienação

 C

Anomia.

 D

Ideologia.

 E

Indústria Cultural.

5- “[…] a sociedade de consumo não é nada além de uma sociedade do excesso e da fartura – e
portanto da redundância e do lixo”. (BAUMAN, 2007, 111).

Assinale a alternativa correta acerca da afirmação acima:

 A

As novas tecnologias permitem que se produza mais com menos recursos, o que tem evitado a
degradação ambiental

 B

Os centros urbanos, mas não só estes, tem encontrado soluções para a questão do descarte de
lixo de seus habitantes, impondo cotas de despacho de resíduos sólidos, por exemplo

 C

Com o aperfeiçoamento tecnológico todas as mercadorias tendem a se transformarem em bens


de consumo duráveis

 D

A obsolescência acelerada dos produtos é marca deste momento

 E

A facilidade com que se descartam as mercadorias em nada refletem na sociabilidade dos sujeitos
na modernidade líquida a que se referem Bauman (2007)
6- “A satisfação do consumidor não pode nem deve ser nunca alcançada. A lógica do consumo
exige que se criem novas necessidades [...]”. (VANEIGEM, 2002, p.172). Com base na
passagem acima assinale alternativa correta:
 A

A satisfação realiza-se na atual sociedade de consumo por via de bens de necessidades básicas

 B

Desde o início do processo de industrialização mudam-se apenas as roupagens das mesmas


mercadorias

 C

O elevado grau de reflexão a que chegou a sociedade não tem correspondido à crescente ação de
consumir

 D

O consumo ajuda os consumidores a superarem a condição alienada da vida moderna

 E

A busca por realizar-se através do consumo de coisas acaba por ocasionar a “coisificação” dos
próprios sujeitos do consumo

7- A figura a seguir apresenta um fenômeno estudado pela Sociologia.

A imagem critica

 A

a sociedade do espetáculo.

 B

a geração de status e valor.

 C

a sociedade de consumo.

 D
a produção de cópias e simulacros.

 E

o processo de massificação.