Você está na página 1de 6

KATIA ALBERNAZ 3

UNIP EAD CONTEÚDOS ACADÊMICOS BIBLIOTECAS MURAL DO ALUNO TUTORIAIS LABORATÓRIOS

ESTUDOS DISCIPLINARES X 6718-20_SEI_PD_0118_R_20201 CONTEÚDO Revisar envio do teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE II

Usuário KATIA PEREIRA DIAS ALBERNAZ


Curso ESTUDOS DISCIPLINARES X
Teste QUESTIONÁRIO UNIDADE II
Iniciado 27/04/20 17:57
Enviado 27/04/20 17:59
Status Completada
Resultado da tentativa 5 em 5 pontos  
Tempo decorrido 2 minutos
Resultados exibidos Todas as respostas, Respostas enviadas, Respostas corretas, Comentários, Perguntas respondidas incorretamente

Pergunta 1 0,5 em 0,5 pontos

(FCC, DPE/SP, 2015) O educador preocupado em reconhecer e respeitar a cultura e as diferenças do outro
precisa:
 
I- Re etir sobre o papel social da escola na formação dos indivíduos.
II- Pensar seu educando como indivíduo portador de conhecimentos, códigos, valores, tradições, costumes e a
cultura de seu contexto.
III- Dominar o conteúdo e a forma de ensinar os conhecimentos propostos pelo currículo escolar.
IV- Questionar conteúdos apresentados nos livros didáticos que, muitas vezes, reforçam preconceitos ou situações
preconceituosas.
V- Reconhecer as aptidões de seus diversos educandos para democraticamente escolher os conhecimentos a
serem ensinados de acordo com a capacidade de cada um.
 
Está correto o que se a rma APENAS em

Resposta Selecionada: c. I, II e IV.

Respostas: a. I, II e V.

b. II, III e IV.

c. I, II e IV.

d. I, III e V.

e. III, IV e V.

Feedback Resposta: C
da Na atualidade esta questão da diversidade cultural é um tema que tem sido amplamente discutido. As
resposta: práticas curriculares cada vez mais têm buscado atender as chamadas vozes silenciadas do currículo.
Não cabe ao professor a transmissão do conteúdo.

Pergunta 2 0,5 em 0,5 pontos

(FCC, DPE/SP, 2015) A docência não é mais uma pro ssão com função de transmissão de conhecimentos
como fora antes. À vista disso, a formação de um professor crítico deve voltar-se ao

Resposta c.
Selecionada: Exercício da re exão coletiva que possibilite uma efetiva participação na análise, na compreensão e
na proposição do conteúdo e do processo de seu trabalho.

Respostas: a.
Preparo metodológico de sequências didáticas, visando a uma aula mais e ciente e produtiva.

b.
Estudo dos conhecimentos teóricos que embasam a disciplina que irá ministrar nas suas aulas para
assim obter maior competência em sua prática educativa.

c.
Exercício da re exão coletiva que possibilite uma efetiva participação na análise, na compreensão e
na proposição do conteúdo e do processo de seu trabalho.

d.
Desenvolvimento de temas geradores escolhidos a partir dos assuntos de maior relevância em sua
disciplina.

e.
Aprendizado de técnicas motivacionais que levem o aluno a ter prazer em estudar e apresentar
maior rendimento nas aulas.

Feedback Resposta: C
da resposta: A ideia de Educação Bancária é uma questão muito debatida na atualidade.  O Professor Re exivo é
aquele que concebe o espaço da sala de aula como um espaço de troca.

Pergunta 3 0,5 em 0,5 pontos

(Proged UFES, 2016). Sobre os aspectos da Educação Infantil, é INCORRETO a rmar que:

Resposta a.
Selecionada: Em geral, nas instituições públicas, o funcionamento da Educação Infantil acompanha o do Ensino
Fundamental e do Médio que, conforme a Lei de Diretrizes e Bases, deve ter 180 dias letivos e 800
horas de carga horária mínima anual.

Respostas: a.
Em geral, nas instituições públicas, o funcionamento da Educação Infantil acompanha o do Ensino
Fundamental e do Médio que, conforme a Lei de Diretrizes e Bases, deve ter 180 dias letivos e 800
horas de carga horária mínima anual.

b.
A proposta pedagógica das instituições de Educação Infantil deve ter como objetivo garantir à
criança o acesso a processos de apropriação, renovação e articulação de conhecimentos e
aprendizagens de diferentes linguagens, assim como o direito à proteção, à saúde, à liberdade, à
con ança, ao respeito, à dignidade, à brincadeira, à convivência e à interação com outras crianças.

c.
O currículo da Educação Infantil é concebido como um conjunto de práticas em que se articulam as
experiências e os saberes das crianças com os conhecimentos que fazem parte do patrimônio
cultural, artístico, ambiental, cientí co e tecnológico da humanidade, de modo a promover o
desenvolvimento integral de crianças de 0 a 5 anos de idade.

d.
Os ambientes das creches e pré-escolas devem ser desa adores, exíveis, interativos, reveladores
das produções das crianças, limpos, arejados, iluminados, adequados e seguros às especi cidades
das faixas etárias, e devem favorecer o desenvolvimento da autonomia e da construção da
identidade das crianças.

e.
A rotina é a estrutura do cotidiano em creches e pré-escolas e constitui-se como prática educativa
previamente de nida e planejada pelo(a) professor(a) para o trabalho com as crianças.

Feedback Resposta: A
da A Constituição de 1988, o ECA e a LAD 9.394/96 são considerados marcos porque colocam a Educação
resposta: como parte integrante da Educação Básica. A partir da LDB exige-se formação em pedagogia para os
que irão atuar na EI.

Pergunta 4 0,5 em 0,5 pontos

(IF/GO, 2014) Um dos pressupostos básicos das teorias críticas na área de currículo diz respeito à
impossibilidade da prática educativa ser neutra e desinteressada. Nesta perspectiva e no contexto de uma
sociedade de classes, a seleção de conhecimentos cientí cos é:
Resposta e. A síntese dos interesses particulares de classes e grupos sociais dominantes.
Selecionada:

Respostas: a.
Um resumo das habilidades necessárias à formação do educando em determinada área do
conhecimento.

b.
O resultado de uma análise aprofundada de conteúdos, conduzida a partir de critérios
estritamente técnicos.

c.
A relação das competências requeridas para o exercício de determinada pro ssão, de nidas a
partir de critérios cienti camente neutros.

d.
O espelho dos objetivos de formação propostos para cada área do conhecimento e para cada
curso especí co.

e. A síntese dos interesses particulares de classes e grupos sociais dominantes.

Feedback Resposta: E
da A Teoria Crítica do Currículo propõe uma mudança na forma como vemos o currículo. A pergunta que
resposta: norteia essa teoria é a serviço de quem está o currículo. Ela questiona o status quo e as práticas
educacionais.  Para os curriculistas desta teoria, o currículo não é uma prática neutra. Para Paulo
Freire, educar é um ato político.

Pergunta 5 0,5 em 0,5 pontos

(IF/GO, 2014). A Lei 10.639, de 2013, altera a Lei 9.394, de 1996, (LDB), que estabelece as diretrizes e bases da
educação nacional, para incluir no currículo o cial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática
História e Cultura Afro-Brasileira e dá outras providências. A respeito da Lei 10.639 é correto a rmar:

Resposta c.
Selecionada: Os conteúdos referentes à História e Cultura Afro-Brasileira serão ministrados no âmbito de todo o
currículo escolar, em especial nas áreas de Educação Artística, Literatura e História Brasileiras.

Respostas: a.
Os conteúdos que dizem respeito à História e Cultura Afro-Brasileira serão de responsabilidade
exclusiva dos docentes de Artes, Literatura e História Brasileiras.

b.
A quali cação do professor em nível de pós-graduação em História e Cultura Afro-Brasileira é,
agora, uma exigência.

c.
Os conteúdos referentes à História e Cultura Afro-Brasileira serão ministrados no âmbito de todo o
currículo escolar, em especial nas áreas de Educação Artística, Literatura e História Brasileiras.

d.
A obrigatoriedade de comemoração do Dia Nacional da Consciência Negra em todas as escolas
brasileiras é uma das determinações da Lei.

e.
A lei determina o recolhimento de materiais didáticos das bibliotecas escolares que não tratarem
do tema História e Cultura Afro-Brasileira.

Feedback Resposta: C
da A Lei 10.639 diz que 10% dos conteúdos do Ensino de História devem atender a Cultura Afro-brasileira
resposta: e indígena. Esta medida é uma forma de fazer com se legitime vozes silenciadas do currículo. Assim,
como as cotas é uma reparação a estas culturas.

Pergunta 6 0,5 em 0,5 pontos

(IF/GO, 2014). Herança de uma concepção burguesa de sociedade e disseminada inicialmente por
americanos e ingleses em meados do século XX, difundiu-se no Brasil, a partir dos anos de 1970, a ideia de
que o investimento em instrução assemelha-se ao investimento em outros bens de produção, de forma que
o processo educativo torna-se um dos elementos básicos para o aumento da produtividade, para a
superação do atraso econômico e para a mobilidade social. A perspectiva teórica que assim explica a
relação educação e trabalho é

Resposta Selecionada: a. Teoria do capital humano.

Respostas: a. Teoria do capital humano.

b. Teoria da reprodução social.

c. Teoria da educação permanente.

d. Teoria dos aparelhos ideológicos de estado.

e. Teoria liberal tecnicista.

Feedback Resposta: A
da Segundo Bourdieu, aparentemente a escola é um lugar democrático que passa o conhecimento de
resposta: forma igual para todos os alunos. O sociólogo francês percebeu que o ensino não é transmitido da
mesma forma para todos os alunos como a escola faz parecer. Segundo ele, alunos pertencentes às
classes sociais mais favorecidas trazem de casa uma herança que ele chamou de capital cultural. Ou
seja, capital de cultura. Com capital cultural, os alunos abastados seriam favorecidos em seus
processos de aprendizagem, já que trariam uma certa bagagem de casa. Frequentar museus, ter
acesso ao cinema de arte, ir às exposições são fatos corriqueiros para eles. Saberes, informações e
conhecimentos que são facilmente acessíveis para os estudantes mais ricos. Os alunos mais pobres,
que não tiveram acesso a esses bens, já chegam à escola em desvantagem. Eles são desfavorecidos
porque não tiveram contato através da família com o capital cultural. O aprendizado para esses é mais
difícil. Além disso, não é que eles não possuem cultura, mas não têm a cultura que a escola demanda.
Ademais, a classe dominante impõe à classe dominada sua própria cultura. Dessa forma, criando o
que se chama de “cultura boa”. Bourdieu percebeu isso e batizou esse fenômeno de arbitrário cultural
dominante, que é nada mais nada menos que uma cultura se impondo sobre outra.

Pergunta 7 0,5 em 0,5 pontos

(UNIFAL/MG, 2013) A Educação a Distância pode ser considerada nos dias atuais como uma forma de
atualização pro ssional, já que se trata de uma modalidade de ensino que permite maior abrangência de
público, território e, em especial, uma maior exibilidade relativa ao tempo de realização das atividades,
ampliando as possibilidades de interação entre os sujeitos envolvidos e o material estudado. Nessa
modalidade de educação, é essencial a capacidade comunicativa entre os sujeitos envolvidos, uma vez que
tal capacidade:

Resposta e.
Selecionada: Orienta os alunos na forma de pensar, organizar os conteúdos a serem estudados, promove
atitudes e valores a serem compartilhados com os membros do grupo, isentando o mediador do
domínio dos conteúdos.

Respostas: a.
Exige a reciprocidade entre mediador e aluno e a necessidade de que os alunos sejam preparados
a adquirir desde cedo o manejo das ferramentas linguístico-pedagógicas.

b.
Substitui estratégias constantes em uma sala de aula, como um sorriso, um olhar, um sinal de
aprovação, recursos que são primordiais para amenizar dúvidas de cunho teórico.

c.
Está relacionada à capacidade de interagir individualmente com cada aluno, incentivando sua
participação com o grupo de forma a evitar o sentimento de solidão e a consequente desistência
do curso.

d.
É facilitada na medida em que o exagero de palavras de interesse remetidas ao aluno preenche o
ambiente virtual de afetividade e sensibilidade, evitando confrontos de cunho teórico e
metodológico.

e.
Orienta os alunos na forma de pensar, organizar os conteúdos a serem estudados, promove
atitudes e valores a serem compartilhados com os membros do grupo, isentando o mediador do
domínio dos conteúdos.

Feedback Resposta: E
da A Educação a Distância coloca a questão do papel da Novas Tecnologia da Informação e Comunicação
resposta: na Sociedade do Conhecimento. Esta modalidade de ensino desloca a questão do espaço da
educação. Em qualquer lugar posso acessar a informação. Nesta perspectiva o papel do professor
também é colocado em questão, pois o mesmo deixa de ser o centro para ser o mediador do
conhecimento.

Pergunta 8 0,5 em 0,5 pontos

(Cesgranrio, IBGE, 2010). Vivemos em plena sociedade do conhecimento que superou a sociedade industrial.
Essa passagem vem correspondendo a mudanças nas relações entre a educação e o mundo do trabalho.
Para que o educador possa desenvolver intervenções consequentes, faz-se necessário conhecer aspectos
que caracterizam a sociedade do conhecimento, entre os quais se destacam a

Resposta b.
Selecionada: Organização exível do trabalho e o aperfeiçoamento acelerado dos meios de transporte e
comunicação.

Respostas: a.
Ampliação do trabalho assalariado em um sistema de produção em massa e a racionalização
das atividades produtivas.

b.
Organização exível do trabalho e o aperfeiçoamento acelerado dos meios de transporte e
comunicação.

c.
Intensi cação da divisão técnica do trabalho e a necessidade de instalação de escolas
politécnicas.

d.
Evolução da tecnologia aplicada à produção de mercadorias e a concentração dos
trabalhadores no processo de produção.

e.
Demanda por uma quali cação simples aliada ao aumento da concentração do capital e seu
domínio sobre o trabalho.

Feedback Resposta: B
da A Sociedade do conhecimento é transversalizada pela questão da Informação e Comunicação. A
resposta: questão do espaço e do tempo são conceitos que estão no cerne das discussões. A educação a
Distância e o Home O ce são duas questões que servem para pensarmos nesta sociedade. Algumas
pro ssões estão fadas ao desaparecimento e outras estão surgindo.
 

Pergunta 9 0,5 em 0,5 pontos

(Cesgranrio, IBGE, 2010). É possível identi car a presença dos diferentes modos de produção e de gestão nas
práticas pedagógicas. Em uma abordagem estrutural de gestão de base taylorista, por exemplo, uma ação
pedagógica correspondente é a(o)

Resposta a.
Selecionada: Ênfase no planejamento estruturado em estudos exaustivos, eliminando-se os critérios
subjetivos.

Respostas: a.
Ênfase no planejamento estruturado em estudos exaustivos, eliminando-se os critérios
subjetivos.

b.
Busca da crescente especialização justi cada na divisão do conhecimento em disciplinas
estanques.

c.
Adoção de disciplina rígida ordenando o comportamento dos estudantes, que serão os futuros
trabalhadores.

d.
Implantação de uma rotina no cotidiano do ambiente educacional, de modo que cada tarefa seja
executada de forma padronizada.

e.
Incentivo à cooperação grupal para um trabalho coletivo, corroborada pela melhoria dos níveis
de aprendizagem.

Feedback Resposta: A
da O Taylorismo é uma teoria criada pelo engenheiro Americano Frederick W. Taylor (1856-1915), que a
resposta: desenvolveu a partir da observação dos trabalhadores nas indústrias. O engenheiro constatou que os
trabalhadores deveriam ser organizados de forma hierarquizada e sistematizada; ou seja, cada
trabalhador desenvolveria uma atividade especí ca no sistema produtivo da indústria (especialização
do trabalho). No taylorismo, o trabalhador é monitorado segundo o tempo de produção. Cada
indivíduo deve cumprir sua tarefa no menor tempo possível, sendo premiados aqueles que se
sobressaem. Isso provoca a exploração do proletário que tem que se “desdobrar” para cumprir o
tempo cronometrado. O lme Tempos Modernos é um bom exemplo para pensarmos esta questão.
Na educação representou a base num currículo e ciente. Vide a LDB 5.692/71.

Pergunta 10 0,5 em 0,5 pontos

(Cesgranrio, IBGE, 2010). Nos debates pedagógicos sobre a interdisciplinaridade, incluiu-se o tema da
globalização do conhecimento, com a in uência do pensamento de autores como Roland Barthes e Edgar
Morin. Um projeto educativo calcado na perspectiva de interdisciplinaridade como globalização do
conhecimento envolve

Resposta e.
Selecionada: Desenvolvimento de um conhecimento relacional como atitude compreensiva das complexidades
do próprio conhecimento humano, colocando o saber em ciclo.

Respostas: a.
Compreensão da ciência como corpo de conhecimentos prontos a serem apreendidos pelos
educandos, evidenciando a complexidade das tarefas de aprendizagem.

b.
Estruturação de currículos, utilizando-se a metáfora da árvore como estrutura do conhecimento
complexo, em que os galhos representam as especializações, apontando para diversas direções.

c.
Adoção de forma canônica de produção do conhecimento, em que as disciplinas não se reduzam
ao saber de referência, ampliando o diálogo entre saberes complexi cados.

d.
Reconhecimento do paradigma de disjunção como o apropriado para a educação contemporânea,
em contraposição à conjunção disciplinar complexa.

e.
Desenvolvimento de um conhecimento relacional como atitude compreensiva das complexidades
do próprio conhecimento humano, colocando o saber em ciclo.

Feedback Resposta: E
da Na Teoria da Complexidade, as questões político, sociais, econômicas e culturais não estão separadas.
resposta: Estão interligadas, formando um tecido. Diferente do pensamento da Modernidade em que as coisas
estavam separadas. Por isso, a ideia de rizoma é muito difundida na proposta do Currículo em Rede.
 

Segunda-feira, 27 de Abril de 2020 17h59min56s BRT ← OK

Você também pode gostar