Você está na página 1de 31

As pedras nos rins, ou cálculos renais, são realmente pedrinhas que se

formam nos rins ou nas vias urinárias por causa do acúmulo de cristais
que existem na urina. Há quem tenha e não sinta, porém nas pessoas
que sentem as cólicas são agudas e pode haver náuseas e vômitos.

Melhores chás para pedra nos rins


Existem muitas causas para as pedras nos rins, como excesso de sais e
minerais na urina, distúrbios do metabolismo e obstrução das vias
urinárias, entre outros. Além da intensa cólica, náuseas e vômitos, há
quem perceba sangue na urina, vontade frequente de urinar, redução da
quantidade de urina, febre e infecção urinária.

Para tratar, vai depender da recomendação médica após avaliar o caso


de cada paciente. Existem medicamentos e cirurgias para remoção das
pedras, mas quando elas são bem pequenas, tomar chás para pedra
nos rins pode aliviar os sintomas e contribuir para que elas se dissolvam
e sejam eliminadas aos poucos, sem precisar operar. Veja quais são:

 
1. Chá de folha de amora
As propriedades diuréticas da amoreira são ótimas nesse chá para
pedra nos rins, ajudando a eliminá-las através da urina. Mas é
importante beber aos poucos, pois exagerar nos líquidos pode fazer
muita pressão nas vias urinárias e causar ainda mais dor.

 
Ingredientes
o Água: 1 litro;
o Folhas secas de amoreira: 15 gramas.
 
Modo de preparo
1. Coloque a água para ferver. Assim que levantar fervura, adicione as
folhas secas, abafe com uma tampa e deixe amornar.

2. Depois é só coar e beber 4 copos de 250 mililitros ao longo de todo o


dia.
 
2. Chá de boldo, alecrim e camomila
Essa combinação de ervas vai oferecer efeito calmante, anti-inflamatório
e diurético para aliviar a dor e tratar das pedras nos rins.

 
Ingredientes
o Água: 1 litro;
o Folhas de boldo: 1 colher de sopa;
o Folhas de camomila: 1 colher de sopa;
o Folhas de alecrim: 1 colher de sopa.
 
Modo de preparo
1. Coloque a água para ferver. Quando desligar o fogo, misture as
folhas, mexa um pouco e tampe para que seja feita a infusão.

2. Depois que estiver morno é só coar e ir bebendo ao longo do dia.

 
3. Chá de salsinha
A salsinha faz um chá para pedra nos rins que ajuda os órgãos a
filtrarem as toxinas da corrente sanguínea de uma forma mais eficiente,
prevenindo que se formem mais pedras. Assim também fica mais fácil
de eliminar as já existentes.

 
Ingredientes
o Água: 1 litro;
o Salsinha fresca: 50 gramas.
 
Modo de preparo
1. Depois de ferver a água, coloque a salsinha dentro e tampe para
abafar e as propriedades da planta serem liberadas na água.

2. Depois que estiver morno, coe e beba ao longo do dia.

 
4. Chá de sementes de melancia
Quando comprar uma melancia, além de comer a fruta pura, que é
muito diurética, lembre-se de guardar as sementes para fazer um chá e
ajudar na eliminação dos cálculos renais.

 
Ingredientes
o Água: 1 litro;
o Sementes de melancia: 2 colheres de sopa.
 
Modo de preparo
1. Triture as sementes no liquidificador.

2. Coloque-as para cozinhar na água durante 10 minutos após a fervura.

3. Beba por dois dias seguidos, em horários espaçados, e depois faça


um intervalo de cinco dias para beber de novo.

 
5. Chá de manjericão
Por causa do ácido acético que existe no manjericão ele é mais uma
opção na lista dos chás para pedra nos rins, pois ajuda a dissolvê-las.
Ele também acaba atuando no controle do ácido úrico, que é um dos
causadores dos cálculos, além de aliviar a dor.

 
Ingredientes
o Água: 1 litro;
o Folhas de manjericão: 10 unidades.
 
Modo de preparo
1. Depois de ferver a água, adicione as folhas de manjericão, tampe e
deixe amornar.

2. Depois coe e beba ao longo do dia. Mas é importante que não use
esse chá por mais de seis dias seguidos, já que ele pode reduzir demais
os níveis de açúcar do sangue e da pressão.
Remédios caseiros para pedras nos rins

Alguns remédios caseiros podem ser usados para tratar as pedras nos rins
como, por exemplo, tomar o chá de quebra-pedra ou chá de hibisco, pois
possuem propriedades diurética e anti-inflamatória e combatem a inflamação
causada pela passagem destas pedras pelo trato urinário. 
Outra opção de tratamento caseiro é o chá de folhas da amoreira negra que
também tem propriedade diurética e pode ser usado como tratamento
complementar para as pedras nos rins, assim como o suco de limão. A seguir
veja como preparar os remédios caseiros para pedra nos rins:

1. Chá de quebra-pedra

A planta quebra-pedra, cientificamente conhecida como Phyllanthus niruri, é


utilizada para tratar pedras nos rins, pois reduz o crescimento dos cristais que
formam as pedras renais e reduz o crescimento das pedras já existentes nos
rins. 
Ingredientes
 1 litro de água;
 20 g de extrato de quebra-pedra.
Modo de uso
Para preparar o chá é necessário ferver a água e, em seguida, adicionar a
planta medicinal. Deixar repousar por 15 minutos, coar e beber em seguida.
Pode-se tomar este chá até 3 vezes ao dia. Conheça mais os benefícios do chá
de quebra-p hjedra.
2. Chá de amoreira negra

A amoreira negra contém substâncias conhecidas como flavonoides, que


possuem atividade antioxidante e anti-inflamatória, e esta planta medicinal
também tem propriedades diuréticas que ajudam na eliminação das pedras nos
rins.
Ingredientes
 15 g de folhas secas de amoreira negra;
 1 litro de água.
Modo de preparo
Colocar as folhas na água fervente e deixar repousar por 15 minutos. Em
seguida coar e tomar o chá 4 vezes ao dia.
3. Chá de java

A planta medicinal conhecida popularmente como java e cientificamente


como Orthosiphon aristatus é bastante utilizada para tratar pedra nos rins e
infecções urinárias, devido principalmente pela propriedade anti-inflamatória
que possui.
Ingredientes
 6 g de folhas secas de java;
 1 litro de água.
Modo de preparo
Para preparar o chá deve-se colocar as folhas secas de java na água fervente
e deixar repousar por 10 a 15 minutos, filtrando a seguir. Depois, é
recomendado beber o chá 2 a 3 vezes por dia.
4. Suco de limão

O limão contém um composto chamado citrato, que ajuda a quebrar os


depósitos de cálcio que formam as pedras nos rins, por isso pode ser usado
para eliminar e retardar o crescimento dessas pedras.
Ingredientes
 1 limão inteiro;
 500 mL de água.
Modo de preparo
Espremer o limão diretamente na água, que pode ser gelada para ter um sabor
mais agradável. O ideal é não colocar açúcar, porém se for necessário adoçar
o recomendado é adicionar um pouco de mel.
5. Chá de hibisco

O hibisco é uma planta que pode ser utilizada para tratamento de pedra nos
rins, pois tem propriedade diurética, ou seja, aumenta a frequência urinária.
Esta planta também ajuda a reduzir a deposição de cristais nos rins.
Ingredientes
 2 colheres (de sopa) de hibisco seco;
 1 litro de água.
Modo de preparo
Para fazer o chá de hibisco deve-se ferver a água e depois adicionar o hibisco
seco, deixar repousar por 15 minutos, coar e beber em seguida. Este chá pode
ser consumido até 4 vezes por dia. Veja outros benefícios do hibisco e como
usar.
Confira algumas dicas de dieta para evitar crises de pedras nos rins:

Criado por: Equipe Editorial do Tua SaúdeOS


As opções naturais para eliminar pedra nos rins são:
1. Chá de quebra-pedra
O chá de quebra-pedra possui propriedades que ajudam a desobstruir os
canais renais facilitando a eliminação das pedras nos rins. Além disso, esta
planta medicinal ajuda também a eliminar o excesso de ácido úrico e a diminuir
o inchaço, pois tem propriedades diuréticas.
Ingredientes
 1 colher (de sopa) de folhas de quebra-pedra
 1 litro de água
Modo de preparo
Colocar os ingredientes numa panela e levar ao fogo, para ferver por cerca de
5 a 10 minutos. Apagar o fogo, esperar amornar, coar e beber ao longo do dia. 
2. Chá de Salsa
A salsa tem propriedades diuréticas e depurativas por ser rica em ferro e
flavonoides, que ajudam a aumentar o volume de urina e a eliminar pedras nos
rins.
Ingredientes
 1 xícara de água
 1 colher (de chá) de salsa fresca picada incluindo o caule
Modo de preparo
Ferver a água, retire a água do fogo em seguida juntar a salsa na água fervida
e mexer. Deixar em repouso por 20 minutos e tomar ao longo do dia.
3. Chá de Chapéu-de-Couro
O chapéu-de-couro é geralmente utilizado pelas suas propriedades diuréticas e
depurativas que, combinadas, ajudam a eliminar pedras nos rins.
Ingredientes
 1 grama de folhas de chapéu-de-couro secas
 150 mL de água
Modo de preparo
Colocar as folhas de chapéu-de-couro num panela com a água e deixar ferver
durante 10 minutos. Pode ser bebido logo após o preparado e até 3 vezes por
dia.
4. Suco de melão
O suco de melão também é um ótimo remédio caseiro para pedra nos rins, pois
ele possui propriedades diuréticas que facilitam o funcionamento dos rins,
ajudando a eliminar os cálculos renais mais rapidamente.
Ingredientes
 1/2 melão
 200 ml de água gelada
 6 folhas de hortelã
Modo de preparo
Retirar todas as sementes do melão e cortá-lo em pequenos cubos e, a seguir,
adicionar os ingredientes no mixer ou liquidificador e bater bem. 
No tratamento para pedra nos rins também é importante consumir leite e seus
derivados sempre na versão desnatada, e evitar comer proteínas em excesso.
Numa crise renal o médico pode ainda indicar a toma de analgésicos para
alívio da dor a fim de tornar a saída das pedras menos angustiante. Para saber
mais sobre a alimentação para pedra nos rins veja: Alimentação para pedra
nos rins
6 remédios caseiros para azia
Tatiana Zanin Nutricionista

Baseado em evidência científica

Um excelente remédio caseiro para azia é comer 1 torrada ou 2


biscoitos cream cracker, pois estes alimentos absorvem o ácido que está
provocando a queimação na laringe e na garganta, diminuindo a sensação de
azia. Outras opções para aliviar a azia são chupar um limão puro no momento
da azia porque o limão, apesar de ser ácido, diminui a acidez do estômago, e
comer uma fatia de batata crua para neutralizar a acidez do estômago,
combatendo o desconforto em poucos instantes.
Além disso, outra dica para aliviar a azia é fazer uma sessão de massagem
terapêutica, conhecida como reflexologia, para estimular pontos específicos do
pé com objetivo de trabalhar e estimular o esôfago e o estômago para reduzir a
sensação de queimação. Saiba mais como usar a reflexologia para aliviar a
azia.
No entanto, existem outras receitas que podem ser facilmente preparadas em
casa e utilizadas ao longo do dia, especialmente em quem sofre com refluxo e
vive tendo crises de azia, como:
1. Bicarbonato de sódio

O bicarbonato de sódio quando está diluído em água tem efeito alcalinizante no


tubo digestivo e, consequentemente, diminui a acidez do estômago,
reduzindo a inflamação do esôfago e aliviando o desconforto da azia.
Ingredientes
 1 colher (de café) de bicarbonato de sódio;
 100 ml de água.
Modo de preparo
Misturar os ingredientes e tomar esta mistura em pequenos goles.
2. Chá de gengibre

O chá de gengibre contém antioxidantes e outras substâncias que ajudam a


aliviar a inflamação do esôfago, além de auxiliar na diminuição das contrações
do estômago, o que acaba reduzindo a sensação de azia.
Ingredientes
 2 cm de raiz de gengibre cortada em fatias;
 2 xícaras de água.
Modo de preparo
Colocar o gengibre e a água numa panela e deixar ferver. Depois, desligar o
fogo e tampar a panela por, pelo menos 30 minutos. Por fim, remover os
pedaços de gengibre e beber um copo do chá 20 minutos antes de cada
refeição.
3. Chá de espinheira-santa

O chá de espinheira-santa também pode ser indicado porque possui


propriedades digestivas, que além de melhorarem a má digestão, também
aliviam a azia.
Ingredientes
 1 xícara de água;
 1 colher de sopa de espinheira-santa.
Modo de preparo
Ferver a água e adicionar a espinheira-santa, deixando repousar por 5 a 10
minutos. Coar e tomar sem adoçar, 2 a 3 vezes por dia. Conheça outros
benefícios da espinheira-santa.
4. Chá de funcho

O chá de funcho também contém ótimas propriedades anti-inflamatórias que


ajudam a aliviar a inflamação do estômago, diminuindo a sensação de
queimação na garganta. Além disso, como auxilia no esvaziamento do
estômago, pode ser usado em casos de refluxo para diminuir o surgimento de
crises de azia.
Ingredientes
 1 xícara de água;
 1 colher de sopa de funcho.
Modo de preparo
Ferver a água e adicionar o funcho, em seguida, deixar repousar por 10
minutos. Depois disso, deve-se coar a mistura e beber entre 2 a 3 vezes por
dia ou 20 minutos antes de se fazer uma refeição mais pesada. Saiba outras
formas de usar o funcho.
5. Chá de alcaçuz

O alcaçuz, também chamado de pau-doce, é uma planta medicinal usada para


fazer chá e conhecida por melhorar os sintomas de problemas respiratórios, no
entanto, é bastante usada para úlceras gástricas e para aliviar a sensação de
azia e queimação.
Ingredientes
 10 g de raiz de alcaçuz;
 1 litro de água.
Modo de preparo
Deve-se ferver a água junto com a raiz de alcaçuz, coar e deixar esfriar. Por
fim, pode-se beber o chá até 3 vezes por dia.
6. Suco de pera

Quem não gosta de chá pode optar por tomar um suco de pera acabado de
fazer, pois isto também ajuda a combater a azia e queimação, auxiliando na
digestão. A pera é semi-ácida, rica em vitaminas A, B e C, assim como sais
minerais, como sódio, potássio, cálcio e ferro que ajudam a diluir o ácido
estomacal e a aliviar o desconforto e a queimação causados pela azia.
Ingredientes
 2 peras maduras;
 3 gotas de limão;
 250 ml de água.
Modo de preparo
Para preparar basta bater no liquidificador as peras maduras com a água e, em
seguida, adicionar as gotinhas de limão para que o suco não escureça. Outras
frutas, como banana d'água madura, a maçã (vermelha) e o melão, possuem
as mesmas propriedades da pera e também podem ser utilizadas para fazer o
suco.
Para melhorar a azia e queimação durante a gravidez, veja um vídeo com dicas
importantes
Remédios caseiros para refluxo gastroesofágico
Tatiana Zanin Nutricionista

Baseado em evidência científica

Os remédios caseiros para o refluxo gastroesofágico são uma maneira muito


prática e simples de aliviar o desconforto durante as crises. No entanto, estes
remédios não devem substituir as indicações do médico, sendo que o ideal é
utilizá-los para complementar o tratamento indicado.
O refluxo ocorre quando o líquido ácido do estômago sobe para o esôfago e
em direção à boca, causando sensação de dor e queimação principalmente
após as refeições. Veja como combater o refluxo de forma natural:
1. Água com limão

A água com limão é um remédio natural antigo muito utilizado para aliviar a


azia e o desconforto do refluxo, já que, em algumas pessoas, tem o poder de
alcalinizar o ácido gástrico e funcionar como um antiácido natural.
No entanto, vários estudos também identificaram que a água com limão pode
piorar os sintomas em algumas pessoas. Assim, o ideal é que se experimente a
água com limão e, caso os sintomas piorem, se opte por outras opções.
Para fazer este remédio natural, normalmente adiciona-se uma colher de sopa
de suco de limão a um copo de água morna. Esta mistura pode ser bebida até
30 minutos antes das refeições.
2. Chá de gengibre

Além de todas as suas propriedades, o gengibre também é muito eficaz para


melhorar a digestão porque estimula o sistema digestivo a produzir mais
enzimas e diminui o tempo que o alimento fica no estômago, evitando o refluxo.
Veja mais benefícios do gengibre.
Devido ao seu conteúdo em compostos fenólicos, o gengibre também pode ser
excelente para aliviar a irritação gástrica, diminuindo as chances de o ácido
gástrico subir para o esôfago. Porém, ainda são necessários mais estudos para
comprovar este efeito.
Para usar o gengibre e aliviar o refluxo pode-se adicionar 4 a 5 rodelas ou 2
colheres de sopa de raspas de gengibre em um litro de água gelada e beber ao
longo do dia, por exemplo.
3. Bicarbonato de sódio

O bicarbonato de sódio é um sal alcalinizante natural que pode ser usado para
diminuir a acidez do estômago em momentos de crise. De fato, o bicarbonato é
até utilizado em alguns remédios antiácidos vendidos na farmácia, sendo uma
ótima opção caseira.
Para usar o bicarbonato, deve-se misturar 1 colher de chá do pó em 250 ml de
água e beber, pelo menos, metade da mistura para obter o efeito desejado.
4. Chá de camomila

A camomila é um calmante natural que ajuda no tratamento de problemas no


estômago, a controlar a má digestão e a tratar as úlceras no estômago. Para
ajudar a tratar o refluxo, é recomendado tomar 2 a 3 xícaras de chá por dia.
Além disso, a camomila também ajuda a aliviar a ansiedade e o estresse, que
são uma importante causa do surgimento de refluxo. Veja mais benefícios
desta planta.
5. Suco de babosa

A babosa tem propriedades calmantes que ajudam a acalmar a inflamação do


esôfago e do estômago, diminuindo a dor e a queimação provocadas pelo
refluxo, sendo útil também no tratamento da gastrite.
Para preparar este suco basta deve-se abrir duas folhas de babosa e retirar
toda a sua polpa, descascar meia maçã e adicionar, junto com um pouco
de água, num liquidificador e bater bem.
Além disso, existem ainda alimentos que podem ajudar a melhorar o refluxo.
Saiba quais as orientações alimentares para melhorar o refluxo.
Veja também no vídeo a seguir algumas dicas para tratar o refluxo
naturalmente:

Dicas simples para tratar o refluxo


Outras dicas importantes para tratar o refluxo são:
 Evitar tomar líquidos durante as refeições;
 Evitar deitar nos 30 minutos após as refeições;
 Mastigar e comer devagar;
 Usar roupas largas que não apertem na cintura;
 Fazer refeições em pequenas quantidades, especialmente ao jantar;
 Comer pelo menos 2 horas antes de dormir;
 Evitar refeições líquidas ao jantar, como sopas ou caldos;
 Deitar na cama para o lado esquerdo para evitar que o conteúdo do
estômago chegue ao esôfago e, consequentemente, à boca.
Outra dica que funciona muito bem é colocar um pedaço de madeira de pelo
menos 10 centímetros debaixo dos pés da cama, do lado da cabeceira. Esse
calço irá fazer com que o corpo fique levemente inclinado, evitando que o ácido
do estômago suba para o esôfago, causando o refluxo. Caso o tratamento com
medicamentos ou remédios naturais não melhore os sintomas, pode ser
necessário fazer uma cirurgia para curar o refluxo.
7 Remédios caseiros para Pressão alta
Manuel Reis Enfermeiro

Um bom remédio caseiro para a pressão alta é tomar o suco de mirtilo


diariamente ou consumir a água de alho, por exemplo. Além disso, vários tipos
de chás, como o chá de hibisco ou folhas de oliveira, também parecem ter
excelentes propriedades anti-hipertensoras que ajudam a controlar a pressão
arterial.
Embora estes remédios caseiros sejam úteis para complementar o tratamento
da pressão alta, só devem ser tomados com o conhecimento do cardiologista,
pois eles não dispensam os medicamentos receitados pelo médico. Antes de
ver as receitas dos remédios caseiros, assista este vídeo para conhecer outras
formas naturais de baixar a pressão alta:

Os chás e suco apresentados a seguir devem ser utilizados com a orientação


do médico e podem ser utilizados em conjunto. A maior parte das plantas
indicadas pode ainda ser usada na forma de suplemento alimentar, sendo que
alguns suplementos já misturam várias destas plantas, como é o exemplo do
alho com extrato de folhas de oliveira e de valeriana, por exemplo.
1. Água de alho

A água de alho é uma excelente forma de regular a pressão arterial pois


estimula a produção de óxido nítrico, que é um gás com forte ação
vasodilatadora, que facilita a circulação do sangue e diminui a pressão sobre o
coração.
Além disso, o alho é ainda um ótimo aliado para manter a saúde cardiovascular
de qualquer pessoa, pois tem incríveis propriedades antioxidantes e protetoras
dos vasos sanguíneos que evitam o surgimento de problemas como a
aterosclerose.
Uma boa forma de consumir o alho é usando a água aromatizada ao longo do
dia.
Ingredientes
 1 dente de alho cru, descascado e amassado;
 100 ml de água.
Modo de preparo
Coloque o dente de alho no copo de água e deixe repousar por 6 a 8 horas
(enquanto dorme, por exemplo) e tome esta água em jejum, na manhã
seguinte, ou prepare um litro de água com alho e vá bebendo ao longo do dia.
Além desta água, o alho pode também ser ingerido ao longo do dia com
a comida, por exemplo, sendo de mais fácil ingestão do que na água. Uma boa
dica é adicionar alguns dentes de alho no vidro do azeite. Assim, sempre que
utilizar o azeite, além de uma gordura boa também se estará utilizando as
propriedades do alho.
2. Chá de folhas de oliveira

As folhas de oliveira são um dos melhores remédios naturais para a pressão


alta pois através da ação dos seus polifenóis conseguem regular a pressão
arterial e baixá-la, sem o risco de causar hipotensão, mesmo que consumidas
em excesso.
Além disso, também causam um ligeiro efeito calmante e relaxante que ajudam
a controlar os sintomas em pessoas que sofrem de ansiedade constante, por
exemplo.
Ingredientes
 2 colheres (de sopa) de folhas de oliveira picadas;
 500 ml de água fervente
Modo de preparo
Coloque as folhas de oliveira em uma xícara com a água fervente e deixe
repousar entre 5 a 10 minutos. Depois coe a mistura e deixe amornar. Por fim,
beba 3 a 4 xícaras deste chá ao longo do dia.
Além do chá, também existe o extrato de folhas de oliveira à venda em lojas de
produtos naturais sob a forma de cápsulas, que podem ser consumidas na
dose de 500 mg, 2 vezes ao dia após as refeições.
3. Suco de mirtilo

Além de ser uma excelente fonte de antioxidantes, que combate doenças como


o câncer e evita o envelhecimento precoce, o mirtilo também ajuda a diminuir a
pressão arterial, especialmente quando consumido diariamente.
Além disso, sua ação parece ser mais notória em pessoas com alto risco
cardiovascular, como obesos ou pessoas com síndrome metabólica. Assim,
pode ser usado como complemento do tratamento indicado pelo médico.
Ingredientes
 1 xícara de mirtilos frescos;
 ½ copo de água;
 Suco de ½ limão.
Modo de preparo
Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata até obter uma mistura
homogênea. Este suco deve ser consumido 1 a 2 vezes por dia. 
4. Chá de hibisco

O hibisco é uma planta que tem sido popularmente utilizada para ajudar no
processo de emagrecimento. No entanto, esta planta tem outros efeitos
importantes, como a redução da pressão arterial. Isso acontece devido à sua
composição rica em antocianinas, que são flavonoides que ajudam na
regulação da pressão arterial.
No entanto, para se obter o melhor resultado devem-se utilizar os cálices das
flores com cores mais escuras. Os cálices são as estruturas que ligam o caule
da flor à pétalas. Quanto mais escuras forem as flores de hibisco, maior a
quantidade de antocianinas e maior seu efeito contra o aumento da pressão
arterial.
Ingredientes
 1 a 2 gramas de cálices de hibisco;
 1 xícara de água fervente.
Modo de preparo
Coloque os cálices de hibisco no interior da xícara e deixe repousar entre 5 a
10 minutos. Depois, coe e beba a mistura 1 a 2 vezes por dia, mantendo pelo
menos 8 horas de intervalo entre cada xícara.
Embora ainda não existem estudos que comprovem, é possível que o hibisco
seja tóxico acima de doses diária de 6 gramas. Assim, é aconselhado que não
se aumente a dose indicada.
O chá de hibisco pode ter um sabor bastante amargo, por isso, caso seja
necessário pode-se adicionar uma pequena colher de stevia ou mel, para
adoçar.
5. Chá de mangaba

Um outro bom remédio caseiro para pressão alta é comer uma fruta chamada
mangaba ou tomar o chá da casca da mangaba porque possui propriedades
vasodilatadoras que ajudam a baixar a pressão.
Ingredientes
 2 colheres (de sopa) de casca de mangaba
 500 ml de água fervente
Modo de preparo
Juntar os ingredientes e deixar ferver alguns minutos. Tapar a panela e deixar
esfriar e coar a seguir. Tomar de 2 a 3 xícaras deste chá por dia.
6. Chá de cavalinha

O chá de cavalinha é um excelente diurético natural que aumenta a produção


de urina e eliminação do excesso de líquidos no corpo. Assim, pode ser um
ótimo aliado para baixar a pressão arterial em pessoas que fazem muita
retenção de líquidos, já que o excesso de água no corpo causa mais estresse
sobre o coração, piorando os casos de hipertensão.
No entanto, este chá só deve ser usado pontualmente quando está difícil
controlar a pressão com outros método e existe muita retenção de líquidos.
Assim, este chá não deve ser consumido por mais de 1 semana seguida, já
que também provoca a eliminação de minerais importantes através da urina.
Ingredientes
 2 a 3 colheres (de sopa) de folhas de cavalinha secas;
 500 ml de água fervente.
Modo de preparo
Coloque as folhas de cavalinha na água fervente e deixe repousar por 5 a 10
minutos. Depois coe a mistura e beba morno. Este chá pode ser consumido 2 a
3 vezes por dia.
7. Chá de valeriana

As raízes de valeriana têm excelentes propriedades calmantes e relaxantes


musculares que ajudam a melhorar a circulação sanguínea. Além disso, por ser
muito calmante e atuar diretamente no neurotransmissor GABA, a valeriana
pode ser usada especialmente por quem tem crises de ansiedade frequentes,
que levam ao aumento da pressão arterial.
Ingredientes
 5 gramas de raiz de valeriana;
 1 xícara com água fervente.
Modo de preparo
Coloque a raiz de valeriana na xícara com água fervente e deixe repousar por 5
a 10 minutos. Depois coe e bebe 2 a 3 vezes por dia. Em algumas pessoas
este chá pode causar sonolência durante o dia, devendo, nesses casos, ser
usado apenas antes de dormir, por exemplo.