Você está na página 1de 3

IGREJA BATISTA SUPERE

Estudo de Células Kids


Semana de 10/11/2019 a 16/11/2019
Estação Crescimento

SÉRIE:

TEMA: PATERNIDADE BEM RESOLVIDA

BASE BÍBLICA

“E levantando-se foi para o seu Pai...”( Lc. 15:20a)

OBJETIVO DO ESTUDO: Encorajar cada criança a viver uma


paternidade bem resolvida com seus pais biológicos e com Deus Pai.

Introdução: No estudo anterior, aprendemos sobre a Cultura do Reino e


algumas atitudes que precisamos ter para viver a cultura do Céu na
terra. Hoje nós falaremos sobre a segurança e a certeza que precisamos
ter sobre a nossa identidade de filhos de Deus. Deus é nosso Pai! Isso
mesmo! Você tem um Pai que é Deus!

QUEBRA GELO: Desfrutando da Paternidade Divina

Objetivo: Levar cada criança a refletir e identificar sentimentos


negativos que possam estar atrapalhando o seu relacionamento com
Deus Pai.

Material: Um coração, uma cruz, papéis cortados e uma caneta


Desenvolvimento: Faça um mural e cole os dois desenhos (coração e
cruz). Pergunte cada criança o que vem em suas mentes quando você
menciona a palavra “PAI”. Teremos diversas respostas, por exemplo: se
uma criança responder que a palavra pai lembra alguém amoroso, você
vai escrevê-la no pedaço de papel e colar no desenho do coração, se
uma outra criança responder: violento, você também irá escrevê-la,
porém vai colar no desenho da cruz; e assim sucessivamente, a medida
que forem respondendo. Sentimentos positivos no coração e
sentimentos negativos na cruz.

Conclusão: Cada palavra que foi compartilhada, na maioria das vezes,


é o reflexo dos nossos sentimentos, sejam eles bons ou ruins.
Normalmente esses sentimentos são gerados de acordo com a relação
que possuímos com os nossos pais terrenos. Se não temos boas
referências dos nossos pais biológicos, teremos muita dificuldade em
ver Deus como um Pai bondoso que é. Precisamos guardar no coração
aquilo que é bom. Jesus sofreu na cruz para nos libertar de todo
sentimento ruim. Não devemos carregar esses sentimentos dentro de
nós, somente assim teremos nossa paternidade em Deus bem resolvida.

Hora da história: O FILHO PRÓDIGO (Texto de bíblico: Lc. 15:11-24)

Jesus contou a história de um homem rico que tinha dois filhos. Um dia,
o mais moço disse ao pai (Deus) que queria sua parte da herança para
viajar. O pai ficou muito triste porque não queria que o filho (eu e você)
fosse embora, mas mesmo assim, repartiu os bens. O filho mais novo
pegou seu dinheiro e foi para um lugar bem longe. Ele desperdiçou tudo
o que tinha ganhado do pai. Quando já havia gastado tudo, começou a
passar fome. E o único trabalho que conseguiu foi o de cuidar dos
porcos. Ele sentia tanta fome que tinha vontade de comer a comida que
os porcos comiam, mas ninguém lhe dava nada!
Então ele lembrou que os empregados de seu pai tinham bastante
comida e que poderia voltar para a casa e pedir ao seu pai que o
aceitasse como um de seus empregados, pois não merecia mais ser
filho dele. Então o filho levantou-se e saiu na direção do seu pai.
Quando ele ainda estava no caminho, perto de casa, o pai o viu de
longe. Foi correndo e...deu um grande abraço!
O filho pediu perdão ao seu pai e disse que havia pecado contra Deus e
contra ele.
O pai ficou tão feliz que mandou seus empregados prepararem uma
grande festa para comemorar a volta do seu filho.

Essa história nos revela, que Deus nos ama como um bondoso pai.
Nada que façamos poderá diminuir o seu amor por nós. Somente um pai
amoroso e generoso pode receber um filho que errou, mas está
arrependido de braços abertos, comemorando a sua volta com uma
grande festa.

Compartilhamento:

COMO É O SEU RELACIONAMENTO COM OS SEUS PAIS?

VOCÊ ACHA QUE OS CONFLITOS COM OS SEUS PAIS FAZEM VOCÊ TER
ATITUDES QUE NÃO DEVERIA?

VOCÊ TEM DIFICULDADES DE RECONHECER QUANDO ERRA? POR QUÊ?

VOCÊ CONSEGUE TER UMA RELAÇÃO DE PAI E FILHO COM DEUS? JUSTIFIQUE
Só conseguiremos ter um relacionamento com Deus Pai de filhos se
entendermos a grandeza do seu amor. Os pecados que sempre cometemos (dê
exemplos) é uma forma de substituir a tristeza dentro da gente por isso
precisamos vencê-los. Através da intimidade com Deus, (orando, lendo a
Bíblia) chamando-o de Pai, viveremos com confiança e segurança tendo a
certeza que nunca estaremos só.

Líder - Ore intencionalmente pelas crianças que demonstraram sentimentos


destrutivos em relação a paternidade.

Você também pode gostar