Você está na página 1de 1

SOCIEDADE DE MULHERES 05/07/19 Um coração gelado tem grandes dificuldades em ter prazer em Deus e nas

coisas que agradam a Deus, por isso que é tão difícil orar nesses períodos
QUANDO O CORAÇÃO ESTÁ GELADO de esfriamento. Até tentamos nos enganar dando desculpas a nossa
Por Sonaly Soares (Teologia e feminilidade) consciência de que não vamos orar em determinado momento porque
estamos muito cansadas ou por qualquer outro motivo, mas sabemos que
a razão não é essa. Não oramos porque não queremos, não temos
Há períodos na vida em que nossos corações se assemelham às árvores vontade de falar com Deus, de estar à sós com Ele.
no inverno, o rigoroso inverno do hemisfério norte. Coberta de neve, sem
folhas, sem flores, sem frutos, aparentemente, sem vida. Os olhos já não Isso deveria nos levar a chorar copiosamente, cheias de arrependimento e
choram pelos pecados cometidos, a oração é apática e irregular, não há clamando sinceramente por perdão, porque fomos criadas para amar e
frequência nem deleite na leitura das Escrituras e o momento de devoção nos deleitar em Deus, e se não estamos, algo está muito errado conosco.
particular se torna algo enfadonho e sem vigor, por isso, é substituído por
várias distrações. Às vezes estamos tão ocupadas, com tantas atividades que esquecemos
de inquirir nossos corações sobre seu estado, sobre sua relação com
A Confissão de Fé de Westminster no capítulo 12, que trata da Deus e quando somos alertadas a situação já está bem grave, porque
“Perseverança dos Santos”, declara acerca dos salvos no 3º parágrafo: baixamos a guarda, em algum momento deixamos de vigiar e fomos
vencidas pela carne, pelo pecado, pelo diabo.
“Eles, porém, pelas tentações de Satanás e do mundo, pela força da
corrupção neles restante e pela negligência dos meios de preservação, No entanto, nesses momentos de tantas fraquezas devemos nos lembrar
podem cair em graves pecados e por algum tempo continuar neles; de que estamos em uma relação pactual com um Senhor extremamente
incorrem assim no desagrado de Deus, entristecem o seu Santo Espírito e bondoso, por isso, nossas fraquezas devem nos levar até Ele, porque
de algum modo vêm a ser privados das suas graças e confortos; têm os Jesus Cristo ama os fracos e os que nada são.
seus corações endurecidos e as suas consciências feridas; prejudicam e
escandalizam os outros e atraem sobre si juízos temporais.” O Senhor quer aquecer nossos corações e nos encher de vigor espiritual
para vencermos a carne, o mundo e Satanás, e nos deleitar n’Ele. Mas
Essa condição de esfriamento espiritual se origina em nossa natureza precisamos correr para Ele, quebrantadas e arrependidas. Alguém, porém,
pecaminosa que insiste na prática de algum pecado específico ou mesmo pode dizer que não consegue, porque não sente vontade, no entanto, vá
o pecado da negligência na disciplina dos afazeres santos, que são os sem vontade mesmo, não seja escrava do que você sente, mas seja
meios de graça, ordenados para nossa edificação, mas quando guiada pelo que você sabe sobre Deus e a Sua vontade.
desprezados por longos períodos resulta, inevitavelmente, no esgotamento
do vigor espiritual, considerando que a alma interrompe o contato com a Exerça sua fé e se agarre às promessas bíblicas de uma vida frutífera e
sua Fonte de vida. abundante na presença de Deus, da ação poderosa do Espírito que nos
ajuda em nossas fraquezas, da mediação do Senhor Jesus advogando em
E, sendo assim, o coração fica endurecido pelo fortalecimento da carne nossa causa e do consolo do Pai.
causando tristeza ao Espírito que pode nos privar, temporariamente, de
alguns consolos, pois Deus retira parcialmente a luz do seu rosto e permite Seja disciplinada e não troque o momento da oração particular por nada.
que andemos em trevas, e embora não caiamos definitivamente do estado Insista, busque, vença a tentação das distrações e da preguiça. Nada é
de graça, o Senhor usa a vara da Sua correção para nos corrigir e mais urgente e importante do que estar com Deus.
restaurar.

Você também pode gostar