Você está na página 1de 21

WEBINAR:

Alterações das Circunstâncias


e as Cláusulas de Estabilidade
nos Contratos de Petróleo e Gás
Orador:
Miguel de Carvalho
Pós-Graduado em Direito do Petróleo e Gás;
Especialista em Concorrência e Regulação
Mestre em Contratos Públicos-Vertente Energia
Projecto de Doutoramento: Regulação da Indústria do LNG : Mercado de Gás Natural sobre Escrutínio do Direito da Concorrência.
Contactos: (+244) 943185965
e-mail:miguel.carvalho@ucan.edu

1
“A minha mensagem é simples:
1- Imagine que somos cidadãos de um
Estado com uma indústria do petróleo e
gás plenamente integrada.

2- Que esta indústria estivesse ao


serviço da nossa economia ampla e
profundamente diversificada;

3- Aceitarias conversar comigo sobre a


eventual limitação da Soberania do
Estado por via contratual por alegado
risco político?
“Angola é uma República
Soberana e Independente
baseada na dignidade da
pessoa humana”
2
In:Artigo 1.º da Constituição..
Sequência:
A-Dos Factos

1- Contratos de Longo Prazo versus O Risco Político

2- Blindagem Jurídica Contra o Risco de Expropriação.

➔ B- Do Direito
3-Santidade dos Contratos Versus Princípio da Soberania Permanente
dos Recursos Naturais

➔ 4-Validade e Eficácia Jurídica das Recentes Alterações Legislativas com Impacto no


Sector Petrolífero Angolano

➔ C- Da Decisão

➔ 5- Renegociação do equilíbrio económico e financeiro do contrato.

3
A- Dos Factos que Constituem
Fontes de Instabilidade.
Outros Riscos

1-Contratos de Longo Prazo 1- Geologicos.


2-Operacionais.

e Risco Político 3-Mercado(volatilidade


dos preços)
4-Financeiros(Sunk
cost).
5-Juridicos:Acções de
Indemnização

4
Como Qualificar o Risco
Político?. Expropriação
Indirecta ou
Progressiva

➔ Mudança unilateral
A restrição contínua dos
direitos de propriedade de

➔ Expropriação Directa ou Progressiva ( Creep).


forma gradual por alteração
da legislação, regulação e
regimes de tributação que,

➔ Nacionalizações e Confiscos juntas, ao longo do tempo,


tornam oneroso e
praticamente inviável a

Fundamento: Soberania sobre os execução do projecto e aos


poucos, até um nível que fica
cada vez mais difícil conduzir
Recursos Naturais negócios

5
Riscos Geologocios e OperacionaisA

6
7
Outros formas de
Gestão do Risco

2- Blindagem Jurídica Político


1- Dispersão do
➔ Gestão do o Risco Político: Expropriação riscos do projecto por
várias entidades:
➔ Gestão do Riscos Geológicos Grupo Empreiteiro.
➔ Gestao do Risco Operacional 2-diversificação de
➔ Gestão do Risco de mercado Portefolios de
➔ Gestão do Riscos Financeiros Projectos
3- Mecanismos de
Persuasão: local
content por
exemplo.

8
9
Cláusulas de Estabilidade
➔ Petrificação( Freezing Clause) Outros Clausulas

➔ Intangibilidade 1- Força Maior

2-Lei Aplicável
➔ Estabilidade Económica 3- Arbitragem
➔ Partilha de Encargos
➔ Clausulas Hibridas

10
B- Do Direito

11
3- Santidade dos Contratos
Ideia A:Estabilidade Jurídica é um Princípio Geral do Direito Exemplos de
-Romano Germánico- Matriz Legalista Afloramentos da
Estabilidade:
-Direito Islamico: Sharia Law

-Direito Anglo Saxónico: Matriz Jurisprudencial 1-Não


Retroactivadade
Ideia B: Estabilidade Contratual é uma expectativa jurídica legítima
da Lei
-Autonomia da vontade
2- Caso Julgado
-Liberdade Contratual

- - Tutela Jurídica da Confiança no Grau Máximo 3- Actos


Administrativos
Definitivos.
4- Usucapião
12
E em caso de alterações das Circunstâncias o
contrato pode ser modificado Execepções
unilateralmente? 1-Alteração
1. Os Tribunais devem respeitar a vontade das partes. Anormal
2. Sistemas jurídicos, muito timidamente,,, admitem excepção 2-Teoria da
3. Criterios Muito Especificos: Circunstância deve ser anormal para justificar a renegociação Imprevisão:
ou a resolução a luz de critérios de equidade e boa fé. Courte de
Casssasãi
4. As circunstância em causa deve ser alheia à vontade das partes. Francesa
4- Força Maior e
Harship- Unidroit

13
E se a mudança for provocada por um

acto de Soberania 1-Legislativo


de uma das partes no contrato? 2-Administrativo
4- Judicial
O debate jurídico promovido pela jurisprudência arbitral é
rico mas longe de uma solução que satisfaça as partes
implicadas reunir consenso.
Afinal nos países desenvolvidos isso nem é tema.
Os países em vias de desenvolvimento são Estados
Soberanos e Independentes.

14
RESOLUÇÃO 1803 (XVII) DA ASSEMBLEIA GERAL
, DE 14 DE DEZEMBRO DE 1962, SOBRE
A “SOBERANIA PERMANENTE SOBRE OS RECURSOS NATURAIS

Declara que:

1. O direito dos povos e das nações à soberania permanente sobre as suas riquezas e
recursos naturais deverá ser exercido no interesse do respetivo desenvolvimento nacional e
do bem-estar do povo do Estado em causa.

2. A exploração, desenvolvimento e disposição de tais recursos, bem como a importação


dos capitais estrangeiros necessários para tais fins, deverão estar de acordo com as regras e
condições que os povos e nações livremente considerem necessárias ou desejáveis
relativamente à autorização, restrição ou proibição de tais atividades.

15
4-Validade e Eficácia
Jurídica das Cláusulas
de Estabilidade 16
Face a natureza de direito privado dos contratos de
exploração petrolífera, as cláusulas de estabilidade são
válidas.
Contudo têm eficácia jurídica limitada.

Apenas serve de conforto para o investidor-


Constitui uma plataforma de consulta recíproca que
permitem ajustar o equilíbrio econômico e financeiro do
contrato.

17
C) Da Decisão

18
S MINHA SENTENÇA

1.º
Estado tem o dever de prosseguir o interesse público prevalente nestes
contratos, nomeadamente tributação, ambiente, desenvolvimento
económico e humano.
2.º
Reconhecemos que por decisão soberana o Estado tem poder de regular
matérias com algum impacto na dinâmica dos contratos de exploração
de petróleo e gás, como qualquer outro contrato e que
3.º
Ao investidor privado é assegurado o direito ao reequilíbrio económico e
financeiro contratual, seja por via da renegociação ou participação no
processo legislativo.
4.º
Estado deve auscultar o sector económico que especialmente se possa
ver r afectado negativamente com medidas legislativas ou
administrativas no contexto da regulação económica sectorial. 19
“Os homens do Petróleo são como gatos,
costumava dizer o meu Pai, uma pessoa
nunca sabe , quando os ouve, se estão a
lutar ou a fazer amor”
Nubar Gulbenkian,
In Pantaraxia: The Autobiography of Nubar Gulbenkian, January 1, 1965

Calouste Gulbenkian,
aka Mr. Five Per Cent(5%)

20
Obrigado por sua
Inestimável atenção
miguel.carvalho@ucan.edu
(+244) 943185965

21

Você também pode gostar