Você está na página 1de 3

# 193

Categorias de exposição ao vento

Categorias de exposição, pode ter um efeito significativo sobre as pressões de vento projeto para produtos fenestration tais como portas de
acesso de veículos. Para tais portas, os valores de pressão de concepção do vento pode variar em 30% ou mais, resultando em portas com
uma grande diferença em materiais necessários. Este artigo irá visão geral algum fácil de reconhecer condições que ajudam a distinguir entre
a exposição B e Exposição C, duas alternativas comuns para escolher em um edifício local.

Quais são Exposições B e C?

É importante saber como ASCE 7, projeto mínima cargas para edifícios e outras estruturas, descreve cada categoria. ASCE 7 é o padrão pelo
qual as pressões de vento são determinadas, e é referenciado em códigos modelo adoptado como códigos de base pela maioria todos os
estados dos Estados Unidos.

Categorias de exposição são baseadas em "rugosidade", definidos como segue para os edifícios menos de 30 pés de altura.

Exposição B: As áreas urbanas e suburbanas, de zonas arborizadas, ou outro terreno com numerosas obstruções estreitamente espaçadas tendo o
tamanho de habitações unifamiliares ou maior, predominante para uma distância maior do que
1.500 pés em qualquer direção a partir da instalação.

Exposição C: Abrir terreno com obstruções dispersas tendo alturas geralmente com menos de 30 pés. (Comumente associado com
campo aberto plana e pastagens).

Uma palavra acerca de exposição D

Exposição D envolve uma estrutura de uma distância estreita (tipicamente a cerca de 600 pés) a partir de uma "via fluvial aberto" uma milha ou mais de
diâmetro. Esta categoria é facilmente distinguíveis, onde o código aplicadas localmente muito provável considerou este em suas exigências.

11/2015. Página 1 de 3 Esta folha é revisado periodicamente e podem ser atualizadas. Visita www.dasma.com para a versão mais recente.
# 193

Como prevalentes são as diferentes exposições

O Código Internacional de Construção pode levar a uma tendência para simplesmente assumir Exposição C, em muitos casos onde a exposição B
mais praticamente se aplica. Comentário informações em ASCE 7 indica que mais de 60% a 80% de edifícios têm uma categoria de exposição
correspondente a exposição B. Deste modo, um conjunto de orientações simples seria de grande ajuda na determinação da categoria mais adequado
utilizando qualquer código de construção do modelo.

Nota: Sempre que o Código Residencial Internacional é usado como a base de código do modelo e onde o primeiro parágrafo do ponto
R301.2.1.4 (categoria de exposição) é inalterada, a categoria de exposição para várias destacado um e estruturas de duas famílias deve
basear-se as condições do local que existirão no momento em que todas as estruturas adjacentes no local foram construídos, desde que
sua construção começa dentro de um ano da estrutura que está sendo avaliado.

Orientação na determinação da exposição B

A maneira mais conveniente para determinar observacionalmente Exposição B é para descartar C. Exposição Isso pode ser feito,
respondendo às seguintes perguntas:

1. Se o prédio está em uma área residencial, está completamente cercado por habitação ou áreas arborizadas como
Tanto quanto eu posso ver?
2. Se o edifício não está em uma área residencial, é cercado por outros edifícios semelhantes ou arborizado
áreas, tanto quanto eu posso ver?
3. (Estruturas de uma e duas famílias construído sob o código não modificado modelo IRC) Se o edifício é
em construção em uma área em desenvolvimento, será o prédio ser cercado por habitação ou outros edifícios, ou por áreas
arborizadas quando o desenvolvimento está completo?

Se a resposta for “sim” para qualquer uma das três perguntas acima, então a casa ou edifício é provavelmente Exposição B. Se a
resposta for “não” a todas as perguntas acima, então a casa ou edifício é Exposição C.

Conclusão

Essas diretrizes podem ser usados ​onde um código de construção local não tem áreas específicas delineadas como categorias de exposição ou
onde uma especificação de trabalho não notar uma categoria de exposição. As diretrizes podem ser usadas para citar um trabalho ou usando a
devida diligência para fornecer um cliente com uma porta reflexo das condições de vento que afetam o edifício. Embora a categoria de exposição
pode precisar de ser reavaliada devido à demolição e / ou desenvolvimento em torno do edifício em questão futuro, isso pode ser melhor tratadas
por um profissional de design, se especificações de trabalho estão envolvidos.

11/2015. Página 2 de 3 Esta folha é revisado periodicamente e podem ser atualizadas. Visita www.dasma.com para a versão mais recente.
# 193

Exemplos de categorias de exposição de vento:

Exposição B Exemplo
(Fonte: ASCE 7-10)

Exposição C Exemplo
(Fonte: ASCE 7-10)

11/2015. Página 3 de 3 Esta folha é revisado periodicamente e podem ser atualizadas. Visita www.dasma.com para a versão mais recente.