Você está na página 1de 18

SIMULADO TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

� Baseado no formato de prova


• Nas questões a seguir, marque, para cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Para as devidas
marcações, use a Folha de Respostas, único documento válido para a correção da sua prova.
• Em seu caderno de prova, caso haja opção(ões) constituída(s) pela estrutura Situação hipotética:... seguida de Assertiva:..., os

� aplicado pela banca Cebraspe


dados apresentados como situação hipotética deverão ser considerados premissa(s) para o julgamento da assertiva proposta.
• Eventuais espaços livres – identificados ou não pela expressão “Espaço livre” – que constarem deste caderno de prova pode-
rão ser utilizados para rascunhos.

TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO


LÍNGUA PORTUGUESA 5 A inserção de vírgula imediatamente antes de “transforma” (l.
(Márcio Wesley) 8-9) mantém a correção gramatical, mas prejudica as infor-
mações do texto e altera suas relações sintáticas.
Texto 1 para responder aos itens de 1 a 14.
6 Os dois-pontos da linha 19 podem ser correta e coerentemen-
1 Apesar dos seus nomes de pastores gregos (Polistirene, te substituídos por “pois”.
Fenoplasta, Polivinile, Polietilene), o plástico, cujos produtos
foram recentemente concentrados numa exposição, é essen- 7 Para a locução verbal “ver realizar” (l. 5-6), o sujeito está elíp-
cialmente uma substância alquímica. À entrada do stand, tico e pode ter seu sentido recuperado na oração precedente.
5 o público espera demoradamente, em fila, a fim de ver rea-
lizar-se a operação mágica por excelência: a conversão da 8 Infere-se que uma justificativa para considerar o plástico uma
matéria; uma máquina ideal, tubulada e oblonga (forma substância alquímica (l. 4) é a conversão da matéria (l. 6-7)
apropriada para manifestar o segredo de um itinerário) trans- que se observa no processo de sua fabricação. Outra justifi-
forma sem esforço um monte de cristais esverdeados em cativa está na oração “o plástico é a própria ideia de transfor-
10 potes brilhantes e canelados. De um lado, a matéria bruta, mação infinita” (l. 14-15).
telúrica, e, de outro, o objeto perfeito, humano; e, entre estes
9 O trecho que inicia em “De um lado” (l. 10) e termina em
dois extremos, nada; apenas um trajeto, vagamente vigiado
“autômato” (l. 13) exemplifica uma frase nominal, em razão
por um empregado de boné, meio deus, meio autômato.
da ausência de verbo em sua estrutura.
 Assim, mais do que uma substância, o plástico é a
15 própria ideia da transformação infinita, é a ubiquidade tor-
10 A vírgula imediatamente após “boné” (l. 13) isola os dois
nada visível, como o seu nome vulgar o indica; e, por isso
apostos explicativos escritos em seguida: meio deus,
mesmo, é considerado uma matéria milagrosa: o mila-
meio autômato.
gre é sempre uma conversão brusca da natureza. O plás-
tico fica inteiramente impregnado desse espanto: é menos
11 Sem prejuízo do sentido original e da correção gramatical do
20 um objeto do que o vestígio de um movimento.
texto, a redação Após demorada espera em fila à entrada do
Roland Barthes. O usuário da greve. In: R. Barthes. Mitologias. stand, o público assiste a operação... pode substituir o tre-
Tradução de Rita Buongermino e Pedro de Souza. 11ª ed. Rio de cho: “À entrada do stand, o público espera demoradamente,
Janeiro: Bertrand Brasil, 2001, p. 111-112 (com adaptações).
em fila, a fim de ver realizar-se a operação... (l. 4-6).

No que se refere à tipologia, aos sentidos do texto e seus elementos 12 A ocorrência de verbo de ligação em “foram” (l. 3) indica que
linguísticos, julgue os itens de 1 a 12. o predicado em questão é nominal.

1 A caracterização do plástico e do processo para obtê-lo oscila Texto 2 para responder aos itens de 13 a 20.
entre objetiva e subjetiva, o que faz do texto um misto de
descrição e argumentação. 1 O menino que era esquerdo viu no meio do quintal um
pente.
2 Depreende-se que o autor considera imperfeita a matéria-pri-  O pente estava próximo de não ser mais um pente. Estaria
ma ainda não transformada por mão humana. mais perto de ser uma folha dentada. Dentada um tanto que já
5 se havia incluído no chão que nem uma pedra um caramujo
3 O pronome possessivo no segmento “como o seu nome vulgar
um sapo. Era alguma coisa nova o pente. O chão teria comido
o indica” (l. 16) possui o mesmo referente que “seus” (l. 1); e o
logo um pouco de seus dentes. Camadas de areia e formigas
nome vulgar se contrapõe a “Polistirene, Fenoplasta...” (l. 1-2).
roeram seu organismo. Se é que um pente tem organismo.
 O fato é que o pente estava sem costela. Não se poderia
4 Os sentidos do texto permitem concluir que “ubiquidade” (l.
10 mais dizer se aquela coisa fora um pente ou um leque. As
15) equivale a tangibilidade, concretude.
cores a chifre de que fora feito o pente deram lugar a um
SIMULADO TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

esverdeado a musgo. Acho que os bichos do lugar mijavam AUDITORIA GOVERNAMENTAL


muito naquele desobjeto. O fato é que o pente perdera a sua (Cláudio Zorzo)
personalidade. Estava encostado às raízes de uma árvore
15 e não servia mais nem para pentear macaco. O menino O gerenciamento de riscos corporativos é um processo conduzido
que era esquerdo e tinha cacoete pra poeta, justamente ele em uma organização pelo conselho de administração, diretoria e
enxergara o pente naquele estado terminal. E o menino deu demais empregados. Sobre o Gerenciamento de riscos segundo o
para imaginar que o pente, naquele estado, já estaria incor- COSO II, julgue a seguinte questão:
porado à natureza como um rio, um osso, um lagarto. Eu
20 acho que as árvores colaboravam na solidão daquele pente. 21 O gerenciamento de riscos corporativos é um processo con-
tínuo e que flui através da organização, conduzido pelos pro-
BARROS, Manoel de. Desobjeto. In: M. de Barros. Memórias
inventadas: a infância. São Paulo: Planeta, 2003. fissionais em todos os níveis da organização, formulado para
identificar eventos que ocorreram, cujo impacto não pode
A partir das ideias dos textos 1 e 2 e dos aspectos linguísticos do ser evitado.
texto 2, julgue os itens seguintes.
No setor público, segundo o TCU, a governança é analisada sob
13 Inversamente ao texto 1, que mostra o processo de tornar vi- quatro perspectivas: sociedade e Estado, políticas públicas, ativi-
sível a forma resultante de conversão da matéria bruta pela dades intraorganizacionais e órgãos e entidades. Sobre a relação
mão humana, o texto 2 mostra o processo de tornar invisível auditoria e governança, julgue a seguinte assertiva:
o objeto manufaturado, gradualmente assimilado como ele-
mento novamente natural, matéria bruta. 22 A auditoria governamental tem por objetivo monitorar e ava-
liar as relações de accountability que se estabelecem entre
14 Enquanto o texto 1 é vibrante ao apontar a transformação
os administradores públicos e o poder legislativo e, em últi-
mágica da matéria que surge como objeto perfeito, em nova
ma instância, os cidadãos que delegam os recursos e poderes
vida, o texto 2 aponta o movimento de retorno a uma inani-
ção, ideia que é reforçada em “estado terminal” (l. 17). para que o Estado execute as ações que atendam à vontade
geral de realização do bem comum.
15 Apesar da oscilação entre primeira pessoa singular (eu) —
“acho” (l. 12), “eu acho” (l. 19-20) — e terceira pessoa sin- O controle na Administração Pública Federal começou a ser discutido
gular — “o menino que era esquerdo” (l. 15-16), “o menino” legalmente por meio da Lei n. 4.320, de 17 de março de 1964, que
(l. 17) —, nota-se que se trata do mesmo ser, ora referido em introduziu as expressões "controle interno" e "controle externo" e defi-
seu momento atual (eu) com rememoração de sua infância, niu as competências para o exercício daquelas atividades. Conside-
ora referido em seu momento vivido na infância (o menino). rando os controles sobre a gestão pública, julgue o item subsequente:

16 Pode-se inferir, pelas reflexões tecidas no texto, que, assim 23 O controle é uma das funções clássicas da administração de
como o pente teve sua origem a partir de transformação de qualquer entidade, sendo precedido pelas atividades admi-
matéria bruta em objeto, e agora reverte o processo e se rein- nistrativas de planejamento, organização e coordenação. Na
tegra à natureza como desobjeto, o narrador personagem tam- Administração Pública, controle externo sobre os recursos
bém teve sua origem a partir de transformação de matéria públicos é de responsabilidade dos tribunais de contas; e o
bruta de sua infância em algo novo, e agora pode enxergar-se
controle interno será realizado pelos próprios poderes.
no retorno à natureza, quando sobrevier seu estado terminal.
A auditoria governamental é um elemento primordial para asse-
17 O estágio de deterioração do pente encontrado pelo menino
gurar e promover o cumprimento do dever de prestação de contas
era tal que já estava menos perto de ser um pente do que de
que os administradores públicos têm para com a sociedade e o
ser uma folha dentada.
Parlamento. Considerando as modalidades de auditoria, julgue a
18 É correto e coerente inserir vírgula imediatamente após “pen- questão subsequente:
te” (l. 11), embora se altere o sentido.
24 A Auditoria que busca examinar em que medida as organi-
19 A conjunção “que” (l. 4) estabelece com a oração precedente zações governamentais estão operando de forma econômica,
uma relação e causa. eficiente e eficaz e trata de aspectos relacionados a práticas
antieconômicas e ineficientes, avaliando o cumprimento de
20 Em lugar de “As cores a chifre de que fora feito o pente” (l. metas previstas, é a auditoria operacional de desempenho.
10-11), é correto escrever, sem prejuízo das informações do
texto: As cores a chifre de que se fez o pente.
SIMULADO TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

Uma das formas de seleção dos itens que serão examinados pelo 30 Os papéis de trabalho devem ter abrangência e grau de de-
auditor é a amostragem. Sobre a amostragem na auditoria gover- talhe suficientes para propiciar o entendimento e o suporte
namental, julgue a assertiva: da atividade de controle executada, compreendendo a docu-
mentação do planejamento, a natureza, a oportunidade e a ex-
25 Para estabelecer o tamanho da amostra o auditor deverá ava- tensão dos procedimentos, bem como o julgamento exercido
liar o risco de amostragem, considerando o resultado dos e as conclusões alcançadas pela equipe de auditoria e serão
procedimentos aplicados na avaliação do controle interno. classificados em transitórios e permanentes.
Tecnicamente, quanto melhor for o controle interno, menor
será o risco de auditoria.
CONTABILIDADE GERAL
(Egbert Buarque)
Os procedimentos de auditoria têm por objetivo a obtenção de evi-
dência de auditoria apropriada e suficiente que permita a obtenção 31 A compra, a prazo, de mercadorias para revenda, representa
de conclusões razoáveis para fundamentar a opinião final. Com um fato contábil permutativo que deverá ser registrado por
base nos testes e técnicas de auditoria, julgue a questão seguinte: meio de um lançamento de primeira fórmula.

26 A inspeção consiste no exame, processo ou procedimento 32 A informação contábil relevante é completa, neutra e li-
executado por outros. Fornece evidência de auditoria a res- vre de erro.
peito da execução de processo ou procedimento, mas é limi-
tada ao ponto no tempo em que ocorre e pelo fato de que o 33 As participações permanentes no capital de outras sociedades
ato de sua execução pode afetar a maneira como o processo devem ser classificadas no ativo não circulante, subgrupo in-
ou procedimento é realizado. vestimentos, do balanço patrimonial.

Julgue o seguinte item, relativo aos tipos e formas de execução da 34 De acordo com os Pronunciamentos Técnicos do Comitê de
auditoria governamental: Pronunciamentos Contábeis (CPC), o ágio por expectativa de
rentabilidade futura gerado internamente não deve ser reco-
27 Na auditoria governamental de regularidade, o auditor não nhecido como ativo.
poderá realizar uma auditoria restrita a um projeto, uma área
ou uma parte das demonstrações, devendo incluir no esco- 35 Uma empresa que possui liquidez seca inferior à unidade
po de seu trabalho todos os elementos do processo de contas possui recursos de curto prazo suficientes para cumprir com
apresentado pela auditada. suas obrigações de curto prazo.

Sobre os testes de controle ou substantivos, julgue a assertiva: 36 Os custos indiretos são aqueles que podem ser alocados aos
produtos de forma objetiva, não sendo necessária a utilização
28 Os testes de controle destinam‐se a comprovar a aderência de critérios de rateio.
pelos auditados na aplicação das normas e a certificar a con-
fiabilidade e a adequação dos procedimentos do sistema de
controle interno estabelecidos pela auditoria interna. CONTABILIDADE DE CUSTOS
(Cláudio Zorzo)
Na auditoria governamental, o documento da opinião do auditor
A respeito dos sistemas de custos e de informações gerenciais,
comunica os resultados da auditoria e devem facilitar o monitora-
julgue o item subsequente.
mento de ações corretivas. Julgue o item seguinte quanto a opinião
da auditoria governamental:
37 Como ferramenta gerencial a contabilidade de custos auxilia a
administração da empresa a determinar os produtos mais rentá-
29 Os esclarecimentos dos responsáveis acerca dos achados de audi-
veis e os não rentáveis, pois ela apresenta a eficiência dos pro-
toria identificados na execução dos trabalhos devem ser apresen-
cessos de fabricação, por meio de vários sistemas de custeio.
tados por escrito em resposta a ofícios de requisição da equipe de
auditoria, entretanto, não deverão ser incorporados nos relatórios,
Com relação à terminologia de custos, julgue o seguinte item.
mas sim, constarão individualmente na matriz de achados.

38 A matéria-prima comprada é considerada um investimento


Acerca dos papéis de trabalho que surgem nas auditorias governa-
e torna-se uma despesa operacional quando requisitada for
mentais, julgue a seguinte assertiva:
para o processo industrial.
SIMULADO TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

O sistema de custeio consiste no critério por meio do qual os Sobre a escrituração dos atos e fatos, julgue a seguinte questão:
custos são apropriados na produção, ou seja, como será dividido o
total dos custos na produção dos bens. Sobre os tipos de custeio, 43 A Secretaria da Fazenda do município de Rio de Janeiro arre-
julgue a assertiva seguinte: cadou 110 milhões de IPTU no mês de junho. O lançamento
do tributo foi realizado pela contabilidade no dia 02 de janeiro
39 No sistema de custeio variável, os custos fixos, pelo fato de do mesmo exercício. Considerando o aspecto orçamentário da
existirem mesmo que não exista produção, não são conside- informação, a receita orçamentária deverá ser registrada quan-
rados como custo de produção e sim alocados como despesas, do da arrecadação em junho, quando da entrada do dinheiro.
afetando o resultado do exercício no momento da produção e
não na venda, como é o caso do custeio por absorção. Analise a situação hipotética:
A Secretaria de Saúde do município do RJ passou por uma situa-
A margem de contribuição representa uma importante ferramenta ção excepcional e teve autorizada a construção de um hospital de
da contabilidade de custos para o processo decisório. Sobre o campanha para atender pessoas com problemas respiratórios por
tema, julgue a questão: 40 dias. O valor orçado para os serviços de construção do hospital
foi de 250 mil reais. O cronograma executado foi o seguinte:
40 Define-se margem de contribuição como um indicador que - Empenho da despesa – 01/05/20;
sinaliza se a receita de venda de um produto é suficiente para - Contratação da empresa – 10/05/20;
obter lucro após retiradas as despesas e custos variáveis. As- - Entrega do hospital montado – 30/05/20;
sim, ela representa o quanto sobra das vendas para empresa - Liquidação da despesa – 03/06/20;
cobrir as despesas variáveis e gerar o lucro líquido. - Pagamento da despesa – 15/06/20.

CONTABILIDADE PÚBLICA 44 Considerando o cronograma apresentado, a VPD – variação


(Cláudio Zorzo) patrimonial diminutiva com a despesa deverá ser registrada
no dia 30/05/20.
A ciência contábil no Brasil vem passando por significativas
transformações rumo à convergência aos padrões internacionais. Sobre os usuários e o alcance das novas normas da CASP, julgue
O processo de evolução da contabilidade do setor público deve a assertiva:
ser analisado de forma histórica e contextualizada com o próprio
processo de evolução das finanças públicas. Sobre a evolução da 45 As empresas estatais independentes, como é o caso dos cor-
CASP, julgue a seguinte assertiva: reios, poderão aplicar as normas da CASP de maneira facul-
tativa; já a Administração direta, como é o caso do Ministério
41 O primeiro marco histórico da evolução da CASP no Brasil da Saúde, deverá aplicar de forma obrigatória.
foi a edição da Lei n. 4.320/1964, que estabeleceu impor-
tantes regras para propiciar o controle das finanças públi- O objetivo da elaboração e divulgação da informação contábil é
cas, tendo como principal instrumento o orçamento público. fornecer informação para fins de prestação de contas e responsabi-
Atualmente a CASP está sendo regida pelas normas emitidas lização (accountability) e tomada de decisão. Para isto, as informa-
pelo CFC, desconsiderando as determinações da referida lei. ções devem atender alguns atributos qualitativos. Sobre as caracte-
rísticas das informações da CASP, analise a questão subsequente:
O PCASP representa uma das maiores conquistas da contabilidade
aplicada ao setor público, sendo uma ferramenta para a consolida- 46 As características qualitativas são atributos que tornam a in-
ção das contas nacionais e instrumento para a adoção das normas formação útil para os usuários e dão suporte ao cumprimento
internacionais de contabilidade, o PCASP permitiu diversas ino- dos objetivos da informação contábil. São elas: a relevância,
vações. Sobre o PCASP, analise a questão: a representação fidedigna, a compreensibilidade, a tempesti-
vidade, a comparabilidade e a verificabilidade.
42 O PCASP permite a segregação das informações orçamentárias e
patrimoniais, classificando as contas contábeis segundo a nature- Exercício Financeiro é o período durante o qual se exercem todas
za das informações que evidenciam em orçamentária, patrimonial as atividades administrativas e financeiras relativas à execução do
e extraorçamentária, de modo que os registros orçamentários não orçamento. Considerando o assunto, julgue a assertiva seguinte:
influenciem ou alterem os registros patrimoniais, e vice-versa.
47 A Lei n. 4.320/1964 estabelece que o exercício financeiro,
para fins de registros contábeis e apuração dos resultados,
deverá coincidir com o ano civil.
SIMULADO TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

Entre outras finalidades, a divulgação das demonstrações contá- certa empresa. O empréstimo foi quitado pelo sistema de amor-
beis das entidades públicas cumpre o papel relativo à transparên- tização constante (SAC) em 20 prestações semestrais e consecu-
cia e à prestação de contas perante a sociedade. A esse respeito, tivas. Nessa situação, é correto afirmar que, se a taxa de juros do
julgue os itens que se seguem. empréstimo foi de 1,5% ao semestre, então o valor do saldo deve-
dor após o pagamento da quinta prestação, em reais, foi de supe-
48 Segundo a Lei n. 4.320/1964, o conjunto completo de de- rior R$155.000,00.
monstrações contábeis no setor público engloba o Balanço
Orçamentário, a Demonstração das Variações Patrimoniais, o 54.Considere a situação a seguir e julgue o item.
Balanço Financeiro, o Balanço Patrimonial, a Demonstração Um celular é negociado em 8 prestações mensais, consecutivas
dos Fluxos de Caixa e a Demonstração das Mutações do Pa- e iguais a R$ 350,00. Os juros cobrados no financiamento desse
trimônio Líquido. celular correspondem a juros compostos mensais de 7% sobre o
preço à vista. Nesse caso, considerando-se 0,582 como valor apro-
49 Segundo o MCASP 8ª edição, o Balanço Patrimonial deve ser ximado para 1,07 -8, se a primeira prestação for paga um mês após
apresentado por meio de 4 quadros informativos; sendo que a compra, o preço à vista do celular será superior a R$2.000,00.
o quadro principal deverá apresentar os ativos, divididos em
circulantes e não circulantes. Julgue o item referente a sistemas de amortização.

Os ingressos de recursos financeiros nos cofres do Estado denomi- 54 O pagamento do principal é feito de uma só vez, no final do
nam-se receitas públicas, registradas como receitas orçamentárias período do empréstimo. Periodicamente os juros são pagos, mas
ou ingressos extraorçamentários. Considerando as receitas públi- podem ser capitalizados eventualmente e pagos de uma só vez,
cas, julgue a próxima questão: junto com o principal. Acerca desse tema, é correto afirmar que
a definição apresentada indica o sistema de amortização alemão.
50 Devido à pandemia, a prefeitura do Município do Rio de Ja-
neiro teve que realizar uma operação de crédito por antecipa- Julgue o item a seguir.
ção de receita orçamentária (ARO) para ajustar seu caixa. Na
CASP, a ARO é classificada como ingresso extraorçamentá- 55 Josimar deseja realizar uma aplicação que produz uma renda
rio, por não representar nova receita no orçamento; sendo o líquida de 0,6% ao mês, no regime composto de capitaliza-
seu registro contábil um fato permutativo já que não altera a ção, para que tenha uma renda mensal perpétua de R$ 450,00.
situação líquida da entidade. Dessa forma, é correto inferir que o valor a ser investido de-
verá ser superior a R$ 72.000,00.
MATEMÁTICA FINANCEIRA
(Josimar Padilha) Considere a situação hipotética e julgue o item.

Referente ao Regime de Capitalização simples, julgue o 56 Para comprar um carro, Renato realizará três depósitos conse-
item a seguir. cutivos de valores iguais e efetuados no início de cada ano. O
resgate dos respectivos montantes será feito de uma só vez, três
51 Um valor foi aplicado no Regime de juros não capitalizado, à anos após a data do primeiro depósito. Considerando uma taxa
taxa de 36% a.a. Para que seja possível resgatar-se o quádru- de juros compostos de 10% ao ano, e sabendo-se que a soma dos
plo da quantia aplicada, esse valor deverá ficar aplicado por montantes no ato do resgate será igual a R$ 43.692,00, conclui-
um período de no mínimo 8 anos e 4 meses. -se que o valor de cada depósito será inferior a R$ 11.000,00.

Uma nota promissória é resgatada cinco anos antes do seu venci- Com relação a taxas, julgue o item que segue.
mento conforme o desconto comercial composto. Sabendo que a
taxa utilizada nesse desconto é de 10% ao ano, julgue o item. 57 A taxa efetiva bimestral que é equivalente a uma taxa nominal
anual de 36% capitalizados mensalmente será superior a 6%.
52 Considerando o desconto de R$ 1.148,00, então o valor
resgatado é superior a R$1.600,00. Considere 1,15 = 1,61 e Julgue o item subsecutivo referente a taxas.
0,95= 0,59.
58 Considere que um investimento de R$ 10.000,00 produza dois
53 Considere a situação a seguir. pagamentos mensais sucessivos: o primeiro, pago um mês após a
data da aplicação, de R$ 6.000,00, e o segundo, de R$ 5.500,00.
Uma Financeira denominada Refinanciamentos Brasil emprestou Nessa situação, a TIR para essa aplicação é superior a 9%.
R$ 200.000,00, entregues no ato, sem prazo de carência a uma
SIMULADO TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

Julgue o item a seguir. 65 Um Auditor do TCM/RJ realiza mensalmente a leitura de um


livro, e ele sempre adota a convenção de que a cada dia lerá
59 Um equipamento com vida útil de 3 anos é adquirido hoje uma página a mais que no dia anterior. Nesse mês, ele está
(data 0) produzindo os respectivos retornos: R$ 0,00 no final lendo o clássico “O Pequeno Príncipe” sendo que iniciou a
do primeiro ano, R$ 51.480,00 no final do segundo ano e R$ leitura no dia 01 desse mês e que nesse dia leu duas páginas
62.208,00 no final do terceiro ano. terminando a leitura do livro no dia 14 do mesmo mês, se-
O correspondente valor para a taxa interna de retorno encon- guindo o padrão estabelecido. Então, a quantidade de páginas
trado foi de 20% ao ano. Então, o preço de aquisição da má- desse livro é superior a 119.
quina na data 0 é superior a R$ 71.700,00.
66 Em certo departamento do TCM/RJ trabalham 10 auditores,
Julgue o item. todos com a mesma eficiência, e conseguem realizar um tra-
balho em 12 dias. Considerando que ao grupo seja adicionado
60 Uma promissória foi descontada em R$ 700,00, pelos 120
mais cinco auditores tão eficientes quanto os anteriores, en-
dias de antecipação. Se foi usada uma operação de desconto
tão o mesmo trabalho será executado em pelo menos 9 dias.
simples por fora, com a utilização de uma taxa anual de des-
conto de 20%, o valor atual do título é inferior a R$ 9.500,00. 67 Ana, auditora do TCM/RJ, nesse mês fez uma aplicação de
R$ 5.000,00 em uma instituição financeira, sendo que a taxa
RACIOCÍNIO LÓGICO simples paga pela instituição é 3% a.m. Considerando que
(Marcelo Leite) o valor ficou aplicado durante 2 anos, então o montante que
Ana terá ao término dessa aplicação será R$ 8.600,00.
61 A sentença “Se Paulo é Auditor do TCM/RJ, então Lúcio é
Técnico do TCM/RJ” é equivalente a expressão “Se Lúcio 68 Uma pessoa possui em seu armário quatro tipos de calças,
é Técnico do TCM/RJ, então Paulo é Auditor do TCM/RJ”. três tipos de camisas e dois calçados distintos e que para
certo dia ela deverá escolher um conjunto (calça, camisa e
62 A figura a seguir, formada por dois triângulos retângulos, re- calçado). Considerando as informações, então a quantidade
presenta uma sala do TCM/RJ. máxima de escolhas distintas para o conjunto que essa pessoa
tem é igual a 24.

69 Em uma caixa existem 25 bolas, sendo 7 brancas, 8 pretas e


10 vermelhas. Duas bolas serão retiradas ao acaso, então a
chance de que ambas as bolas sejam vermelhas é 15%.

70 Considere as afirmações verdadeiras:


- Todo Auditor do TCM/RJ é servidor público.
- Nenhum servidor público é Celetista.
- Paulo não é Auditor do TCM/RJ.
A partir dessas informações, é correto afirmar que “Paulo é
celetista”.
Considere que as medidas mencionadas estão expressas em
metro, e que cada servidor deverá ocupar uma área de 5m2,
assim a quantidade de servidores que podem ser acomodados
nessa sala será igual a 7.

63 A negação da sentença “O peixe tem pena ou a galinha tem


escama” é equivalente a expressão “Nem o peixe tem pena
nem a galinha tem escama”.

64 No TCM/RJ estão lotados 200 servidores públicos, entre ho-


mens e mulheres. Certo dia, estavam presentes 80% dos homens
e 90% das mulheres, perfazendo um total de 171 servidores.
Com base nessas informações é correto afirmar que a quantida-
de de mulheres que estão lotadas no TCM/RJ é inferior a 109.
SIMULADO TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 78 Caso os atrasos se repitam, a autoridade superior deve ins-


taurar sindicância para apurar a conduta de seu subordinado
o que também configura o exercício do poder hierárquico.
DIREITO ADMINISTRATIVO
(Leandro Pereira)
Sobre agentes públicos, julgue o próximo item.

71 Direito Administrativo é o ramo do direito público que trata de


79 Agente público é todo aquele que exerce, ainda que transito-
princípios e regras que disciplinam a função administrativa e
riamente ou sem remuneração, por eleição, nomeação, desig-
que abrange entes, órgãos, agentes e atividades desempenhadas
nação, contratação ou qualquer outra forma de investidura ou
pela Administração Pública na consecução do interesse público.
vínculo, mandato, cargo, emprego ou função.

Princípios são verdades ou juízos fundamentais, que servem de ali-


80 Serviço público é todo aquele prestado pela Administração
cerce ou de garantia de certeza a um conjunto de juízos, ordenados
sob normas e preceitos legais, para satisfazer necessidades
em um sistema de conceitos relativos à dada porção da realidade.
essenciais ou secundárias da coletividade, ou simples conve-
Julgue os próximos itens sobre princípios aplicáveis à Adminis-
niências do Estado, sendo proibido o seu fornecimento por
tração Pública.
pessoa jurídica de direito privado.

72 No inquérito administrativo, o princípio do contraditório é


Bens Públicos são bens de titularidade do Estado, necessários ao
mitigado, justamente para que se possam cumprir as exigên-
desempenho de funções públicas, submetidos a um regime jurídico
cias e análises pertinentes a esta fase processual.
de direito público. Sobre bens públicos, julgue o próximo item.

Sobre organização administrativa, julgue os próximos itens.


81 Os bens de uso comum são bens públicos em que o indivíduo
se sujeita a regras específicas e consentimento estatal, ou se
73 As autarquias e as empresas públicas são instituídas por lei
submete à incidência da obrigação de pagar pelo uso.
autorizativa e são dotadas de personalidade jurídica própria
integrando a estrutura da Administração Pública indireta.
Um determinado trecho de uma rodovia passa por recapeamento, e
o agente público responsável pela obra não sinalizou o trecho que
74 Sociedade de economia mista é uma pessoa jurídica de direito pri-
passa por reparo. Um particular vindo em velocidade acima do
vado, constituída sob a forma da legislação brasileira, com parte
permitido pela rodovia não viu a obra e capotou com seu veículo,
do capital pertencente a entes públicos, na condição de detentores
gerando vários danos de natureza física e material. Sobre respon-
do controle, prestadora de serviço ou atividade econômica.
sabilidade civil do Estado, julgue os próximos itens.

Atos administrativos são toda manifestação unilateral de vontade


82 Com base na situação narrada, o Estado é responsável por
da Administração Pública que, agindo nesta qualidade, tenha por
reparar o terceiro pelo dano sofrido objetivamente, indepen-
fim imediato resguardar, adquirir, modificar, extinguir e declarar
dente de dolo ou culpa do seu agente.
direitos ou impor obrigações aos administrados. Sobre ato admi-
nistrativo, julgue os próximos itens.
83 Existem situações em que a responsabilidade objetiva será
afastada se o Estado comprovar, como matéria de defesa, a
75 O poder que tem a Administração de anular qualquer ato admi-
ausência do nexo causal entre o dano e a ação do Estado,
nistrativo ilegal está subordinado a prazo decadencial de 5 anos.
como, por exemplo, a culpa exclusiva da vítima ou de tercei-
ros ou, ainda, força maior ou caso fortuito.
76 Enquanto não for declarada a invalidade do ato administrati-
vo pela Administração ou pelo Poder Judiciário, o ato inváli-
84 O controle interno dos atos da Administração Pública fica
do produzirá normalmente seus efeitos.
restrito aos aspectos financeiros, o que abrange não só a aná-
lise contábil, de receitas e despesas, mas também verificações
Uma autoridade administrativa convoca uma reunião e chama a
da oscilação patrimonial dos entes.
atenção de seus subordinados por atrasos constantes. Reiterou essa
autoridade que atrasos superiores a 10 minutos não seriam mais
Sobre Licitações e contratos nos termos da Lei n. 8666/1993,
tolerados. Julgue os próximos itens acerta da situação apresentada.
julgue os próximos itens.

77 A conduta da autoridade superior configura o exercício do


85 Os termos do edital de licitação são passíveis de impugnação
poder hierárquico.
em qualquer momento do procedimento licitatório.
SIMULADO TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

86 A habilitação preliminar, a inscrição em registro cadastral, 95 É viável a extinção de órgãos públicos por meio de decreto do
a sua alteração ou cancelamento e as propostas são proces- presidente da República na hipótese de redução de despesa
sadas e julgadas por uma comissão permanente ou especial, para a União.
que pode ser formada por seis membros, devendo dois deles
serem servidores qualificados do quadro da Administração 96 É constitucional a Lei n. 12.990/2014, que reserva a pesso-
responsável pela licitação. as negras 20% das vagas oferecidas nos concursos públicos
para provimento de cargos efetivos e empregos públicos no
87 O contrato de concessão de serviço público pode ser extinto âmbito da Administração Pública federal, estadual, distrital e
ainda durante o prazo inicial de sua duração e sem que o con- municipal direta e indireta.
cessionário tenha dado causa à extinção; é o que ocorre, por
exemplo, na encampação. 97 É da competência do TCU apreciar, para fins de registro, a
legalidade dos atos de admissão de pessoal, a qualquer títu-
Sobre pregão presencial nos termos da Lei n. 10.520/2002, julgue lo, na Administração direta e indireta, incluídas as fundações
o próximo item. instituídas e mantidas pelo Poder Público, inclusive as nome-
ações para cargo de provimento em comissão, bem como a
88 O pregão presencial é utilizado pelo poder público para aqui- das concessões de aposentadorias, reformas e pensões, res-
sição de quaisquer bens e serviços comuns. salvadas as melhorias posteriores que não alterem o funda-
mento legal do ato concessório.
Nos termos do Decreto n. 13150, de 14 de agosto de 1994, que
consolida as normas de procedimentos administrativos do municí- 98 O STF admite a legitimidade do parlamentar – e somente do
pio do Rio de Janeiro, julgue os próximos itens. parlamentar – para impetrar mandado de segurança com a
finalidade de coibir atos praticados no processo de aprovação
89 O requerimento será sempre dirigido à autoridade competen- de lei ou emenda constitucional incompatíveis com disposi-
te para apreciar o pedido, mas o erro na indicação não pre- ções constitucionais que disciplinam o processo legislativo. 
judicará a parte, devendo o processo ser encaminhado, por
quem o detiver, à autoridade competente. 99 Em caso de impedimento do Presidente e do Vice-Presidente,
ou vacância dos respectivos cargos, serão sucessivamente
90 Quando se tiver de pedir o pronunciamento de outro órgão, chamados ao exercício da Presidência o Presidente do Sena-
por necessário ao esclarecimento da matéria versada no pro- do, o Presidente da Câmara dos Deputados, e o do Supremo
cesso, far-se-á pedido, sempre que possível, mediante ofício. Tribunal Federal.

DIREITO CONSTITUCIONAL 100 A entidade de classe tem legitimação para o mandado de se-
(Ricardo Blanco) gurança ainda quando a pretensão veiculada interesse apenas
a uma parte da respectiva categoria.
91 Conforme a jurisprudência do STF, a decisão de órgão fra-
cionário de tribunal que, embora não declare expressamente 101 O direito à segurança é prerrogativa constitucional indisponí-
a inconstitucionalidade de lei, afaste sua incidência, no todo vel, garantido mediante a implementação de políticas públi-
ou em parte, viola, especificamente, a presunção da constitu- cas, impondo ao Estado a obrigação de criar condições objeti-
cionalidade das leis. vas que possibilitem o efetivo acesso a tal serviço. É possível
ao Poder Judiciário determinar a implementação pelo Estado,
92 Por força do princípio da isonomia, o Poder Judiciário poderá, quando inadimplente, de políticas públicas constitucional-
por meio de decisão judicial devidamente fundamentada, esten- mente previstas, sem que haja ingerência em questão que en-
der reajustes e aumentar vencimentos de servidores públicos. volve o poder discricionário do Poder Executivo.

93 A competência do Tribunal de Contas da União para julgar as 102 O militar alistável é elegível, atendidas as seguintes condi-
contas dos responsáveis por dinheiros, bens e valores públi- ções: se contar menos de dez anos de serviço, deverá afastar-
cos não abrange as contas do presidente da República. -se da atividade; e se contar mais de dez anos de serviço,
será agregado pela autoridade superior e, se eleito, passará
94 Os membros da Defensoria Pública não se vinculam aos pro- automaticamente, no ato da diplomação, para a inatividade.
cessos em que atuam, podendo ser substituídos uns pelos ou-
tros, de acordo com as regras legais, sem nenhum prejuízo para
o processo: refere-se ao princípio da independência funcional.
SIMULADO TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

103 O exercício do direito de greve, sob qualquer forma ou moda- Considerando os eventos apresentados na tabela subsequente,
lidade, é vedado aos policiais civis e a todos os servidores pú- referentes ao exercício de 2019 de determinado ente federativo,
blicos que atuem diretamente na área de segurança pública. julgue as alternativas que se seguem:

104 O local de trabalho do advogado, desde que este seja investi-


R$
gado, pode ser alvo de busca e apreensão, observando-se os Item Eventos
(em mil)
limites impostos pela autoridade judicial.
recebimento de contrato de permissão
1 260
de uso
105 A pena será cumprida em estabelecimentos distintos, de acor-
do com a natureza do delito, a idade e o sexo do apenado.  2 devolução de garantias 300
recebimento de impostos lançados no
3 140
DIREITO FINANCEIRO E AFO exercício anterior
(Anderson Ferreira)
4 aluguel recebido 100

Acerca dos conceitos de orçamento público, bem como das técni- recebimento referente à venda de imó-
5 950
cas orçamentárias e dos princípios orçamentários, julgue as asser- veis usados
tivas subsequentes: liquidação de convênio com município
6 400
para construção de rodovia
106 Determinado ente federativo elaborou lei orçamentária anual
doação recebida de instituições priva-
contendo dois artigos estranhos à previsão de receitas e à fi- 7 200
das para construção de escolas
xação de despesas: um que autoriza a abertura de créditos su-
plementares e outro que permite a contratação de operações 8 amortização de empréstimos 500
de crédito, ainda que por antecipação de receita. Pode-se afir- pagamento de operação de crédito por
9 190
mar que a referida lei está em conformidade com o princípio antecipação da receita orçamentária
orçamentário da exclusividade.
10 recebimento de royalties de petróleo 160

Em relação ao orçamento público no Brasil e seus instrumentos 11 empenho da folha de pessoal 900
legais, julgue: retenção de contribuição para o INSS
12 450
em folha
107 Recurso que, em decorrência de veto, emenda ou rejeição do
13 lançamento de impostos 330
Projeto de Lei Orçamentária Anual, tenha ficado sem despesa
correspondente poderá ser utilizado para abertura de créditos 14 amortização da dívida 520
especiais, desde que com a devida autorização legislativa.
15 empenho de juros e encargos da dívida 640

Acerca dos créditos ordinários e adicionais, considerando a situa- recebimento referente à alienação de
16 840
ção hipotética a seguir, julgue as alternativas subsequentes. títulos mobiliários
17 indenização e restituição recebidas 330
Determinado ente público municipal observou, em outubro de 2019,
pagamento referente à construção de
que a dotação orçamentária remanescente para fins de aquisição de
18 posto de saúde, empenhado no exercí- 290
material hospitalar seria insuficiente para empenhar despesa neces-
cio anterior
sária para a regular prestação de serviços em 2019 pelo referido ente.
19 arrecadação de dívida ativa não tributária 450
108 Considerando o disposto na Lei n. 4.320/1964, o ente pode- recebimento de empréstimos obtidos
ria utilizar, como fonte de recursos para abertura de crédito 20 790
em organização internacional de crédito
adicional, desde que não comprometido, superávit financeiro
apurado em balanço patrimonial em 31/12/2018. 110 As receitas orçamentárias correntes do exercício de 2019 su-
peram R$ 1.400.000.
109 Considerando o disposto na Lei n. 4.320/1964, caso o crédito
adicional tenha sido autorizado nos últimos quatro meses do 111 As receitas orçamentárias de capital do exercício de 2019 su-
exercício financeiro de 2019, a sua reabertura será permitida peram R$ 3.290.000.
no exercício financeiro subsequente, desde que respeitados
os limites de seus saldos.
SIMULADO TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

Considerando os eventos apresentados na tabela subsequente, Acerca das disposições da Constituição Federal de 1988 e da Lei
referentes ao exercício de 2019 de determinado ente federativo, n. 4.320/1964, considerando a situação hipotética apresentada,
que não realizou inscrição em restos a pagar em 31/12/2019, julgue a alternativa que se segue.
julgue as alternativas que se seguem:
Determinado Estado da federação instituiu, por meio de lei espe-
cífica, fundo especial com a finalidade de prover recursos para
R$
Eventos (2019) reequipamento material da Polícia Civil do Estado, constituído de
(em mil)
receitas auferidas de taxas em razão de efetivo exercício do poder
arrecadação de impostos lançados em 2018 4.500 de polícia, arrecadadas pelo órgão administrativo competente.

pagamento da dívida do exercício com o FMI 2.800 115 A situação hipotética é juridicamente viável, podendo, inclu-
empenho da variação cambial da dívida 3.500 sive, a lei que instituiu o fundo determinar normas peculiares
de controle, prestação e tomada de contas.
pagamento de computadores entregues em 2018 1.500
Acerca da Lei n. 4.320/1964 e suas regulamentações, consi-
recolhimento de aluguéis do exercício 800
derando a situação hipotética apresentada, julgue a alternativa
pagamento de operação de crédito por antecipação que se segue.
800
de receita orçamentária
Determinado Tribunal de Contas Estadual, a fim de estimular a
contratação de operações de crédito 600 formação acadêmica de seus servidores, realiza o reembolso de
parte de valores gastos pelos servidores com educação, conforme
recebimento de taxas de serviços prestados 4.100
previsão legal. Em razão do recesso de fim do ano, alguns servi-
recebimento de royalties 6.500 dores somente conseguiram apresentar, para fins de reembolso, os
recibos da despesa de dezembro de 2019 no início do exercício de
pagamento da folha de pagamento do exercício 5.500 2020. Em seguida, o órgão realizou o empenho da despesa e pro-
devolução de depósitos 700 cedeu com o reembolso.

empenho para aquisição de veículos a serem rece- 116 O referido Tribunal de Contas Estadual deve contabilizar o
2.500
bidos em 2019 reembolso realizado como Despesa de Exercícios Anteriores.

112 O total da despesa extraorçamentária no período foi de R$ Em relação ao disposto na Lei Complementar n. 101/2000 e suas
1.500.000. alterações, julgue as alternativas que se seguem.

113 As despesas orçamentárias correntes e de capital totalizaram, 117 A Lei de Responsabilidade Fiscal atribuiu expressamente
respectivamente, R$ 9.000.000 e R$. 6.800.000. novos papéis e responsabilidades para todos os instrumentos
orçamentários, a saber, Plano Plurianual, Lei de Diretrizes
Acerca dos conhecimentos relacionados a restos a pagar, despesas Orçamentárias e Lei Orçamentária Anual.
de exercícios anteriores e suprimento de fundos, julgue a alterna-
tiva subsequente considerando a situação hipotética apresentada. 118 Dispor sobre o equilíbrio entre receitas e despesas, conforme
previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal, é uma atribuição
O ordenador de despesa de determinada entidade pública emitiu da Lei de Diretrizes Orçamentárias.
empenho em 2/12/2019 no valor de R$ 100.000,00 referente à
aquisição de microcomputadores. Em 31/12/2019, houve a liqui- 119 A entrega de recursos correntes ou de capital a outro ente fe-
dação da despesa no valor de R$ 80.000, pois nem todos os objetos derativo, somente para fins de auxílio ou assistência financei-
foram entregues. Todavia, não houve tempo hábil para se proces- ra, que não decorra de determinação constitucional ou legal, é
sar o pagamento da despesa. uma transferência voluntária.

114 É correto afirmar que em 31/12/2019 ocorreu a inscrição em 120 A expansão de uma ação governamental do município do Rio
restos a pagar processados no valor de R$ 80.000 e de restos de Janeiro que acarrete aumento de despesa deverá, unica-
a pagar não processados no valor de R$ 20.000. mente, estar acompanhada de estimativa de impacto orça-
mentário-financeiro relativa ao exercício em que entrará em
vigor e aos dois subsequentes.
SIMULADO TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

NOÇÕES DE INFORMÁTICA 127 O Tribunal de Contas Municipal é órgão de controle externo


(Fabrício Melo) que pode, quando justificar o interesso público, vir a ser cria-
do por meio de emenda à constituição estadual.
Sobre conhecimentos relacionados a Hardware, julgue o próximo item.
Quanto às funções dos Tribunais de Contas, julgue o item.
121 A memória RAM é a responsável pelo armazenamento dos
processos e programas que são executados em nosso computa- 128 Em sua função judicante, os Tribunais de Contas executam a
dor. Uma das vantagens dessa memória é que, em caso de des- emissão de parecer prévio sobre as contas do chefe do poder
ligamento acidental do computador, ela armazena tudo aquilo executivo para subsidiar seu julgamento pelo poder legislativo.
que estava sendo executado sem ocasionar perda de dados.
Quanto à competência dos Tribunais de Contas, julgue o item.
Sobre sistemas operacionais Windows e Linux, julgue o próximo item.
129 Os Tribunais de Contas exercem sua competência de fiscali-
122 O Windows é um Sistema Operacional Case Insensitive ao zação com relação aos recursos pertencentes ao ente sob sua
contrário do Linux que é um Sistema Operacional Case Sen- jurisdição, inclusive quando esses recursos forem aplicados
sitive. O primeiro não é capaz de diferenciar letras maiúscu- fora do território.
las de minúsculas em seu prompt de comando e o segundo já
é capaz de fazer essa distinção no seu terminal. 130 O Poder Executivo pode anular ou revogar ato de aposenta-
doria já analisado por Tribunal de Contas. Porém, os efeitos
Com relação a redes de computadores, Internet, Intranet e suas desse ato só serão produzidos depois de análise pelo respec-
tecnologias, julgue o item. tivo Tribunal de Contas.

123 A Intranet utiliza no seu funcionamento a mesma tecnologia, 131 No Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro, com-
protocolos e navegadores utilizados na Internet. Porém, seu posto por sete conselheiros, quatro devem ser escolhidos pela
uso é restrito a um grupo específico de usuários, geralmente Câmara Municipal e três pelo Prefeito, cabendo a este indi-
colaboradores de uma instituição, mediante login e senha. car um dentre Procuradores Especiais, outro dentre Auditores
Substitutos de Conselheiros e o terceiro de sua livre escolha.
Sobre conceitos relacionados à Segurança da Informação, julgue o item.
132 Os Tribunais de Contas são órgãos independentes e possuem
124 Na Segurança da Informação, o princípio da Integridade visa autonomia administrativa e financeira e têm a prerrogativa de
proteger a informação contra alteração não autorizada. iniciar os processos legislativos de seu interesse por meio de
proposição de iniciativa reservada.
Sobre o Ms Office e Libre Office, configuração padrão, idioma
português, julgue o item. Quanto à competência dos Tribunais de Contas, julgue o item.

125 O Word é capaz de criar, abrir e editar arquivos do Libre Offi- 133 Como auxiliares do Poder Legislativo, os Tribunais de Con-
ce Writer, odt. Já o Libre Office Writer, não é capaz de criar, tas, no exercício do Controle Externo, possuem competências
abrir e editar arquivos do Word no formato docx. de apoio àquele e que podem por ele ser avocadas.

Quanto às disposições da Lei Orgânica do Município do Rio de


INSTRUMENTOS DE CONTROLE Janeiro, julgue o item.
EXTERNO
(Hugo Alencar) 134 Junto ao TCM/RJ não funciona Ministério Público de Con-
tas, ao contrário do que ocorre na maioria dos outros Tribu-
Com relação aos tipos de controle, julgue o item que se segue. nais de Contas. Funciona como fiscal da lei, nos processos
dessa Corte, a sua Procuradoria Especial.
126 A supervisão ministerial, conhecida como tutela administrativa,
significa a vinculação hierárquica da entidade da Administração Quanto às disposições da Lei Orgânica do Município do Rio de
indireta ao órgão da governamental a que ela deve se reportar. Janeiro, julgue o item.

Com relação ao controle exercido pelos Tribunais de Contas, 135 O TCM/RJ presta contas à Assembleia Legislativa do Estado
julgue o item que se segue. e seus conselheiros serão julgados pelo TJ/RJ.
SIMULADO TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

ÉTICA DO SERVIDOR NA
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
(Bruno Mello)

Com relação aos atos de Improbidade Administrativa que Impor-


tam Enriquecimento Ilícito, julgue o item que se segue.

136 João, funcionário público da Administração direta, recebeu


para si R$ 10.000,00 (dez mil reais) e um carro, no exercício
do cargo, para omitir um ato de ofício a que estava obrigado.
Pode-se afirmar que João responderá por ato de improbidade
administrativa, sem prejuízo de eventual sanção penal.

137 Pratica ato de improbidade administrativa qualquer agente,


servidor ou não, que pratique ato atentatório contra a Admi-
nistração direta ou indireta, ou fundacional de qualquer dos
Poderes da União, dos Estados, do DF ou dos Municípios que
resulte enriquecimento ilícito ou que cause prejuízo ao erário.

138 Maurício, servidor público do Tribunal de Contas do estado


do Rio de Janeiro, lotado na seção de licitação e contratos,
não seguiu as regras estabelecidas na Lei n. 8666/1993 e com
isso causou lesão ao patrimônio público. Pode-se afirmar
que além de responder por improbidade administrativa, po-
derá ter ainda seus bens declarados indisponíveis, a pedido
da autoridade administrativa responsável pelo inquérito, que
deverá representar ao Ministério Público.

139 Juvenal, servidor público federal, ordenou operação de crédi-


to sem prévia autorização legislativa. Pode-se afirmar que o
referido servidor público estará incurso nas penas do art. 359-
A do Código Penal. Todavia, por se tratar de delito de menor
potencial ofensivo, poderá ter o benefício despenalizador da
Lei n. 9.099/1995, que é a Suspensão Condicional do Proces-
so, se preencher os requisitos para tal obtenção.

140 Gustavo, funcionário público equiparado para efeitos penais,


autorizou despesa não empenhada em resto a pagar, despesa
esta que ainda excedia o limite estabelecido em lei. Pode-se
afirmar que referido servidor poderá responder pelo delito
insculpido no art. 359-B do CP. Todavia, por não se tratar
de um delito de menor potencial ofensivo, não poderá ter os
benefícios despenalizadores da Lei n. 9.099/1995, dentre eles
a transação penal e a suspensão condicional do processo.
SIMULADO PREPARATÓRIO PARA CONCURSO PÚBLICO
TRIBUNAL DE CONTAS DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO
AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

GABARITO

Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito E C C E C E E C E E E E C C C C C E E E

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito E C E C E E E E E C C E C C E E C E C E

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
Gabarito E E C C C C C E C C C C E C E C E C E C

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E C C E E E C C C E C E E C E C C E C E

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E E C E E C C E C C E E C E E E E C E C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito C C C C C C C C E C E E E C C C E C E E

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140
Gabarito E C C C E E E E C C C C E C E C C C C E
SIMULADO TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

LÍNGUA PORTUGUESA 3 O pronome possessivo no segmento “como o seu nome vul-


(Márcio Wesley) gar o indica” (l. 16) possui o mesmo referente que “seus” (l.
1); e o nome vulgar se contrapõe a “Polistirene, Fenoplas-
Texto 1 para responder aos itens de 1 a 14. ta...” (l. 1-2).

1 Apesar dos seus nomes de pastores gregos (Polistirene, Certo.


Fenoplasta, Polivinile, Polietilene), o plástico, cujos produtos O “seu nome” é o nome do material (plástico), assim como
em seus nomes (l. 1). O nome “plástico” é vulgar (popular),
foram recentemente concentrados numa exposição, é essen-
diferente dos nomes de pastores gregos mencionados nas li-
cialmente uma substância alquímica. À entrada do stand,
nhas 1 e 2.
5 o público espera demoradamente, em fila, a fim de ver rea-
lizar-se a operação mágica por excelência: a conversão da
4 Os sentidos do texto permitem concluir que “ubiquidade” (l.
matéria; uma máquina ideal, tubulada e oblonga (forma
15) equivale a tangibilidade, concretude.
apropriada para manifestar o segredo de um itinerário) trans-
forma sem esforço um monte de cristais esverdeados em Errado.
10 potes brilhantes e canelados. De um lado, a matéria bruta, O adjetivo “ubíquo” significa onipresente. Os sentidos do tex-
telúrica, e, de outro, o objeto perfeito, humano; e, entre estes to permitem concluir que a transformação sofrida pela matéria
dois extremos, nada; apenas um trajeto, vagamente vigiado bruta torna visível aquilo que está em todo lugar (onipresente),
por um empregado de boné, meio deus, meio autômato. mas que não é visto no estado bruto da matéria. Não se trata de
 Assim, mais do que uma substância, o plástico é a tornar tangível ou concreto.
15 própria ideia da transformação infinita, é a ubiquidade tor-
nada visível, como o seu nome vulgar o indica; e, por isso 5 A inserção de vírgula imediatamente antes de “transforma”
mesmo, é considerado uma matéria milagrosa: o mila- (l. 8-9) mantém a correção gramatical, mas prejudica as in-
gre é sempre uma conversão brusca da natureza. O plás- formações do texto e altera suas relações sintáticas.
tico fica inteiramente impregnado desse espanto: é menos
20 um objeto do que o vestígio de um movimento. Certo.
No período sintático original, o sujeito de “transforma” é sim-
Roland Barthes. O usuário da greve. In: R. Barthes. Mitologias. ples (núcleo: máquina) com três adjuntos adnominais em des-
Tradução de Rita Buongermino e Pedro de Souza. 11ª ed. Rio de taque na enumeração a seguir: “uma máquina ideal, tubulada
Janeiro: Bertrand Brasil, 2001, p. 111-112 (com adaptações). e oblonga”. Os dois últimos adjetivos (tubulada e oblonga) re-
ceberam um aposto entre parênteses — o substantivo “forma”
No que se refere à tipologia, aos sentidos do texto e seus elemen- abrange “tubulada e oblonga”. Em seguida, aparece o verbo,
tos linguísticos, julgue os itens de 1 a 12. sem vírgula antes (como deve ser, para não isolar sujeito e pre-
dicado). Quando for inserida aí a vírgula, os adjetivos “tubulada
1 A caracterização do plástico e do processo para obtê-lo oscila e oblonga” deixam de exercer função de adjuntos adnominais,
entre objetiva e subjetiva, o que faz do texto um misto de e passam a exercer função de predicativo do sujeito (predica-
descrição e argumentação. tivo deslocado fica entre vírgulas). Resumindo: (1) a vírgula
mantém a correção gramatical, mas (2) altera/prejudica as in-
Errado. formações (no original, adjunto adnominal informa sentido de
Alguns adjetivos são objetivos, não transmitem juízo de valor: características; na nova redação, predicativo informa sentido de
tubulada, oblonga, brilhantes, canelados, esverdeados, bruta, estado, situação) e (3) altera suas relações sintáticas (deixa de
visível — caracterizam descrição objetiva. Outros adjetivos são ser adjunto adnominal e passa a ser predicativo). Cuidado para
subjetivos, transmitem impressões pessoais e juízos de valor: não pensar em aposto: aposto é representado por substantivo ou
alquímica, mágica, ideal, perfeito, infinita, milagrosa — carac- palavras substantivadas ou oração substantiva.
terizam descrição subjetiva, mas não argumentação.
6 Os dois-pontos da linha 19 podem ser correta e coerentemen-
2 Depreende-se que o autor considera imperfeita a matéria- te substituídos por “pois”.
-prima ainda não transformada por mão humana.
Errado.
Certo. Apareceu após os dois-pontos uma explicação para a oração
Entre as linhas 10 e 12, percebe-se que a matéria bruta, origi- anterior. Portanto é correto e coerente empregar “pois”. Porém,
nária da terra (telúrica), é transformada em um objeto perfeito, o valor explicativo exige vírgula antes de “pois”. A questão não
humano. Então, fica subentendido por pressuposição (perfei- inseriu essa vírgula obrigatória.
to é o antônimo de imperfeito) que o autor vê a matéria bruta
(matéria-prima) como algo imperfeito.
SIMULADO TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

7 Para a locução verbal “ver realizar” (l. 5-6), o sujeito está elíp- 11 Sem prejuízo do sentido original e da correção gramatical do
tico e pode ter seu sentido recuperado na oração precedente. texto, a redação Após demorada espera em fila à entrada do
stand, o público assiste a operação... pode substituir o tre-
Errado. cho: “À entrada do stand, o público espera demoradamente,
Não se trata de locução verbal. Em uma verdadeira locução em fila, a fim de ver realizar-se a operação... (l. 4-6).
verbal, os verbos possuem o mesmo sujeito. O sujeito de “ver”
está mesmo elíptico (não está escrito na mesma oração do ver- Errado.
bo “ver”) e pode ter seu sentido recuperado em “o público” na Para a correção gramatical, só faltou o sinal de crase em “as-
oração anterior. Porém, o verbo “realizar” ocorreu em voz pas- siste a operação”. Correção: ...assiste à operação... O sentido
siva sintética com o pronome apassivador “se” — seu sujeito foi alterado: desapareceu a noção de finalidade (a fim de) que
paciente é “a operação mágica por excelência”. havia no original.

8 Infere-se que uma justificativa para considerar o plástico uma 12 A ocorrência de verbo de ligação em “foram” (l. 3) indica que
substância alquímica (l. 4) é a conversão da matéria (l. 6-7) o predicado em questão é nominal.
que se observa no processo de sua fabricação. Outra justifi-
cativa está na oração “o plástico é a própria ideia de transfor- Errado.
mação infinita” (l. 14-15). A oração está em voz passiva analítica (foram concentrados).
Na voz passiva, o verbo “ser” não é de ligação. É verbo auxiliar.
Certo. O predicado em questão é verbal.
A ideia de alquimia é mesmo essa constante transformação de
uma substância. O texto permite, em suas articulações semânti- Texto 2 para responder aos itens de 13 a 20.
cas, a inferência/depreensão dessa ideia subentendida.
1 O menino que era esquerdo viu no meio do quintal um
9 O trecho que inicia em “De um lado” (l. 10) e termina em pente.
“autômato” (l. 13) exemplifica uma frase nominal, em razão  O pente estava próximo de não ser mais um pente. Estaria
da ausência de verbo em sua estrutura. mais perto de ser uma folha dentada. Dentada um tanto que já
5 se havia incluído no chão que nem uma pedra um caramujo
Errado. um sapo. Era alguma coisa nova o pente. O chão teria comido
Ocorre apenas um verbo: “vigiado” (l. 12) no particípio. Perce-
logo um pouco de seus dentes. Camadas de areia e formigas
bemos que se trata de verbo, e não de adjetivo, porque está mar-
roeram seu organismo. Se é que um pente tem organismo.
cante o valor de ação. A prova desse valor de ação é a presença
 O fato é que o pente estava sem costela. Não se poderia
de um agente da passiva logo em seguida: por um empregado
de boné. Então, temos uma oração subordinada adjetiva restri- 10 mais dizer se aquela coisa fora um pente ou um leque. As
tiva reduzida de particípio: vagamente vigiado por um empre- cores a chifre de que fora feito o pente deram lugar a um
gado de boné, meio deus, meio autômato. esverdeado a musgo. Acho que os bichos do lugar mijavam
muito naquele desobjeto. O fato é que o pente perdera a sua
10 A vírgula imediatamente após “boné” (l. 13) isola os dois personalidade. Estava encostado às raízes de uma árvore
apostos explicativos escritos em seguida: meio deus, 15 e não servia mais nem para pentear macaco. O menino
meio autômato. que era esquerdo e tinha cacoete pra poeta, justamente ele
enxergara o pente naquele estado terminal. E o menino deu
Errado. para imaginar que o pente, naquele estado, já estaria incor-
Os dois termos (meio deus, meio autômato) estão em paralelo, porado à natureza como um rio, um osso, um lagarto. Eu
ou seja, mantêm a mesma estrutura. A palavra “meio” ocorreu 20 acho que as árvores colaboravam na solidão daquele pente.
como advérbio de intensidade para reforçar o adjetivo “autô-
mato”. Esse adjetivo qualifica claramente o substantivo “em- BARROS, Manoel de. Desobjeto. In: M. de Barros. Memórias
pregado” escrito logo antes da vírgula perguntada na questão. inventadas: a infância. São Paulo: Planeta, 2003.

O termo “meio deus” também se refere ao substantivo “em-


pregado”, então a estrutura se repete: advérbio de intensidade A partir das ideias dos textos 1 e 2 e dos aspectos linguísticos do
“meio” para reforçar o adjetivo “deus” (aqui ocorreu derivação texto 2, julgue os itens seguintes.
imprópria que converteu o substantivo “deus” em adjetivo, em
decorrência do paralelismo). Agora, devemos lembrar que adje- 13 Inversamente ao texto 1, que mostra o processo de tornar vi-
tivo só assume duas funções sintáticas: ou é adjunto adnominal, sível a forma resultante de conversão da matéria bruta pela
ou é predicativo; mas não é aposto. Como havia a vírgula, então mão humana, o texto 2 mostra o processo de tornar invisível
teremos dois predicativos para qualificar “empregado”.
SIMULADO TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

o objeto manufaturado, gradualmente assimilado como ele- 18 É correto e coerente inserir vírgula imediatamente após “pen-
mento novamente natural, matéria bruta. te” (l. 11), embora se altere o sentido.

Certo. Errado.
Basta realizar com atenção a leitura comparativa dos dois textos. É correto: a norma gramatical prevê uso facultativo de vírgula
ao final de oração subordinativa adjetiva restritiva, sobretudo
14 Enquanto o texto 1 é vibrante ao apontar a transformação quando a seguir aparece logo o verbo da oração principal. É
mágica da matéria que surge como objeto perfeito, em nova coerente: continua havendo restrição. Porém, a questão afirmou
vida, o texto 2 aponta o movimento de retorno a uma inani- que se altera o sentido — é mentira.
ção, ideia que é reforçada em “estado terminal” (l. 17).
19 A conjunção “que” (l. 4) estabelece com a oração precedente
Certo. uma relação e causa.
A expressão “estado terminal” evoca a morte, o estado em que
o pente se deteriora a ponto de perder sua essência de objeto e Errado.
integrar-se como parte da natureza. A sequência “tanto que” caracteriza passagem de causa para
Infere-se do texto 2 que é preciso muita e intensa ação da natu- consequência. A conjunção introduziu uma oração subordinada
reza para, de um produto humano, um objeto, obter de novo um adverbial consecutiva (que já se havia incluído no chão). Cui-
desobjeto integrado ao meio natural. dado: a questão perguntou a relação da segunda para a primeira
oração. Se você olhar diferente, da primeira oração para a se-
15 Apesar da oscilação entre primeira pessoa singular (eu) — gunda, vai enxergar uma relação de causa (primeira oração) e
“acho” (l. 12), “eu acho” (l. 19-20) — e terceira pessoa sin- consequência (segunda oração).
gular — “o menino que era esquerdo” (l. 15-16), “o menino”
(l. 17) —, nota-se que se trata do mesmo ser, ora referido em 20 Em lugar de “As cores a chifre de que fora feito o pente” (l.
10-11), é correto escrever, sem prejuízo das informações do
seu momento atual (eu) com rememoração de sua infância,
texto: As cores a chifre de que se fez o pente.
ora referido em seu momento vivido na infância (o menino).

Errado.
Certo.
A colocação pronominal está correta (se fez), pois ocorreu pa-
O “eu”, no texto, aparece como ponto de vista atual do nar-
lavra atrativa (pronome relativo “que”). O problema foi da con-
rador personagem adulto. A terceira pessoa aparece como
versão entre voz passiva analítica “fora feito” em voz passiva
ponto de vista do menino, percebido sob o olhar do adulto em
sintética: é preciso manter o tempo verbal. No original, apare-
suas memórias.
ceu pretérito mais-que-perfeito (fora feito). Correção: ...de que
se fizera o pente... , com o pronome apassivador “se”.
16 Pode-se inferir, pelas reflexões tecidas no texto, que, assim
como o pente teve sua origem a partir de transformação de
matéria bruta em objeto, e agora reverte o processo e se rein- AUDITORIA GOVERNAMENTAL
tegra à natureza como desobjeto, o narrador personagem tam- (Cláudio Zorzo)
bém teve sua origem a partir de transformação de matéria
bruta de sua infância em algo novo, e agora pode enxergar-se O gerenciamento de riscos corporativos é um processo conduzido
no retorno à natureza, quando sobrevier seu estado terminal. em uma organização pelo conselho de administração, diretoria e
demais empregados. Sobre o Gerenciamento de riscos segundo o
Certo. COSO II, julgue a seguinte questão:
Questão de atenção para o conteúdo simbólico presente na cons-
trução de texto literário. A questão pediu o que se pode inferir, 21 O gerenciamento de riscos corporativos é um processo con-
ou seja, a questão deixou abertas as possibilidades de leitura. tínuo e que flui através da organização, conduzido pelos pro-
fissionais em todos os níveis da organização, formulado para
17 O estágio de deterioração do pente encontrado pelo menino identificar eventos que ocorreram, cujo impacto não pode
era tal que já estava menos perto de ser um pente do que de ser evitado.
ser uma folha dentada.
Errado.
Certo. O gerenciamento de riscos corporativos é formulado para iden-
A linha 3 informa: “O pente estava próximo de não ser mais um tificar eventos em potencial, cuja ocorrência poderá afetar a or-
pente. Estaria mais perto de ser uma folha dentada”. ganização. A essência do PGR é evitar a ocorrência dos riscos.
SIMULADO TCM/RJ – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO

No setor público, segundo o TCU, a governança é analisada sob 23 O controle é uma das funções clássicas da administração de
quatro perspectivas: sociedade e Estado, políticas públicas, ativi- qualquer entidade, sendo precedido pelas atividades admi-
dades intraorganizacionais e órgãos e entidades. Sobre a relação nistrativas de planejamento, organização e coordenação. Na
auditoria e governança, julgue a seguinte assertiva: Administração Pública, controle externo sobre os recursos
públicos é de responsabilidade dos tribunais de contas; e o
22 A auditoria governamental tem por objetivo monitorar e ava- controle interno será realizado pelos próprios poderes.
liar as relações de accountability que se estabelecem entre
os administradores públicos e o poder legislativo e, em últi- Errado.
ma instância, os cidadãos que delegam os recursos e poderes O controle externo sobre os recursos públicos é de responsabi-
para que o Estado execute as ações que atendam à vontade lidade do Poder Legislativo.
geral de realização do bem comum.
A auditoria governamental é um elemento primordial para asse-
Certo. gurar e promover o cumprimento do dever de prestação de contas
Dentro da estrutura de governança pública cabe à auditoria as- que os administradores públicos têm para com a sociedade e o
segurar que o dinheiro e os demais recursos públicos colocados Parlamento. Considerando as modalidades de auditoria, julgue a
à disposição dos gestores sejam usados de maneira adequada e questão subsequente:
com bons resultados.
24 A Auditoria que busca examinar em que medida as organi-
O controle na Administração Pública Federal começou a ser discutido zações governamentais estão operando de forma econômica,
legalmente por meio da Lei n. 4.320, de 17 de março de 1964, que eficiente e eficaz e trata de aspectos relacionados a práticas
introduziu as expressões "controle interno" e "controle externo" e defi- antieconômicas e ineficientes, avaliando o cumprimento de
niu as competências para o exercício daquelas atividades. Conside- metas previstas, é a auditoria operacional de desempenho.
rando os controles sobre a gestão pública, julgue o item subsequente:

Você também pode gostar