Você está na página 1de 6

1

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE


2019 Fundamentos de Química
Como seria o sinal de telefonia móvel se pudesse ser visto?
As antenas de telefonia celular
emitem ondas eletromagnéticas de
uma para outra através de um
"reflexo" de cobertura hexagonal até
chegar ao receptor. Os
comprimentos de onda () variam
de acordo com o tipo de mensagem
de voz ou de dados.

1. ATOMÍSTICA

1.1 O sinal da rá dio Oceano FM desta cidade tem uma frequência de 97,1 MHz. Qual o
comprimento e a energia dessa onda eletromagnética? Resposta: 3 m, 6.43x10-26 J.
1.2 A figura mostra as possibilidades de transiçã o eletrô nica de um á tomo com 3 níveis.
a.- Se o á tomo tivesse 7 níveis, quantos modos de transiçã o eletrô nica seriam possíveis?
b.- Para um á tomo de 5 níveis, determinar o tipo de emissã o produzida no retorno do
elétron à sua posiçã o original. Se alguma emissã o for visível, indicar a cor correspondente.
Lembrar que a faixa visível das emissõ es eletromagnéticas encontram-se entre 4x10 -7 e 7x10-7m.

(consultar os valores do Espectro eletromagnético tabelados abaixo no fim do texto)


1.3 a.- Ao retornar do nível M, um elétron emite uma onda eletromagnética visível (vermelha). Em qual
nível ele se encontrava inicialmente?
b.- Se um elétron se desloca desde o nível K até o Q qual o comprimento da onda, frequência e energia da
onda eletromagnética emitida?
1.4 Em um á tomo que recebe uma energia de 2.10210-18 J, um elétron no nível K se desloca até outro nível
superior. Ao ser suspensa a energia o elétron retorna emitindo uma onda eletromagnética. Determinar:
a.- a velocidade e frequência da onda; b.- comprimento da onda (se visível indicar a cor);
c.- com essa energia até qual nível o elétron foi deslocado?

2. CLASSIFICAÇÃO ATÔMICA

2.1 Determinar a massa atô mica (u.m.a.) aproximada dos elementos seguintes conhecendo a abundâ ncia relativa
de cada um dos seus isó topos
a.- Mg (24Mg=78.99%,25Mg=10.00%,26Mg=11.01%,28Mg=0.00
b.- I (123I=0.00%,125I=0.00%,127I=100.0%,129I=0.00%,131I=0.00)
c.- C (12C=98.89%,13C=1.11%)
d.- Ar (36Ar=0.34%, 38Ar=0.07%, 40Ar=99.59%)
2.2 O boro apresenta dois isó topos naturais. Se 80% do boro é constituído pelo isó topo 11B que tem uma massa
de 11.01 u.m.a. Qual é o outro isó topo deste elemento?
2.3 Os elementos abaixo tabelados possuem apenas dois isó topos naturais. As abundâ ncias relativas (%) e as
massas de alguns isó topos sã o também mostradas. Determinar a massa atô mica dos isó topos faltantes.
Element
isótopos Massa atômica (u.m.a.) Abundância (%)
o
79
Br Br 50.67
81
79.9041 Br 80.82 49.33
107
Ag Ag 106.8772 51.82
109
107.8682 Ag 48.18
191
Ir Ir 37.30
193
192.2173 Ir 192.9138 62.70
Respostas: 78.83, 108.87, 190.86
2.4 Qual a abundâ ncia relativa na natureza (em %) dos dois ú nicos isó topos naturais do
a.-Cl(35Cl=34.968852u.m.a.; 37Cl=36.965903u.m.a.)? b.- N(14N=14.003074u.m.a.; 15N=15.000108u.m.a.)?
Os valores nos parênteses indicam as massas exatas dos isó topos.
2.5 O elemento magnésio (Z=12) tem massa atô mica 24.30506 u.m.a. e apresenta cinco isó topos conhecidos, mas
ocorre na natureza como uma mistura de três isó topos cujas massas atô micas se mostram abaixo. Se o 24Mg é o
mais abundante, qual a abundâ ncia dos outros dois?
Isótopo Massa atômica (u.m.a.) Abundância (%) Tipo t 1/2
24
Mg12 23,985 78,99 Natural Estável
25
Mg12 24,986 Natural Estável
26
Mg12 25,983 Natural Estável
27 Artificia
Mg12 26.984 9,46 min
l
28 Artificia
Mg12 27,983 20,92 hrs
l

3. RADIOQUÍMICA
3.1 Utilizando as Leis da radiatividade de Soddy-Fajans-Russel, balancear as seguintes equaçõ es nucleares e
identificar o produto X. (Além de radiaçõ es ,  ou  o produto X pode ser um elemento. (consultar a tabela
perió dica abaixo no fim do texto).
a.- 235U92+ 1n0  94Kr36+ 139Ba56 + 3X f.- 20O8  20F9+ X
b.- 212Po84  208Pb82 + X g.- 135I53  135Xe54+ X
c.- 137Cs55  137Ba56 + X h.- 40K19   + X
d.- 59Co27 + 1p1   + X i.- 59Co27 +   56Mn25 + X
e.- 53Cr24 +   1n0+ X j.- 235U92+ 1n0 99Sr40 + 135Te52 + 2X
3.2 A figura mostra a série de decaimento radiativo do isó topo 238 do urâ nio. Observe que de acordo com o tipo
de radiaçã o emitida vai se transformando em outros elementos até finalmente chegar a um nú cleo está vel nã o
radiativo:

Aplicando as leis de Soddy-Fajans-Russel identifique as emissõ es em cada etapa do decaimento do tó rio:


19
3.3 A meia-vida de um dado isótopo radioativo é de 6,5 horas. Se existirem inicialmente 48×10 átomos deste
isótopo, qual o percentual e quantos átomos deste isótopo restarão após 26 horas?
Respostas. a.- 6.25 % b.- 3×1019 átomos.
3.4 Se uma amostra orgânica (tecido vegetal, possivelmente madeira) apresenta 12.5% de 14C6 (t1/2=5730 anos),
qual a idade da amostra?
206
3.5 Numa rocha foi detectada uma proporção entre os isótopos Pb82 e 238U92 (t1/2=4.5109 anos) de 0.6, qual a
idade da rocha?
3.6 O 131I53 (t1/2=8 dias) é radiativo e se utiliza na medicina nuclear para tratar tumores na glâ ndula tireoide que o
absorve em pequenas quantidades. O excesso é expelido por via uriná ria, fecal, salivar ou suor. A radiaçã o  do
isó topo destró i as células afetadas. Pacientes sob iodoterapia sã o mantidos afastados de outros, pois a radiaçã o
ultrapassa mú sculos e ossos. Se em um tratamento foram aplicados 2.4 mg de 131I53 quantas semanas deve-se
esperar para se atingir 0.01 mg ?
3.7 O acidente do reator nuclear de Chernobyl (1986) lançou na atmosfera o isó topo radioativo 90Sr38 (t1/2=28
anos). Supondo que esse isó topo é a ú nica contaminaçã o radioativa e que o local pode ser considerado seguro
quando a quantidade de 90Sr38 seja 1/16 da quantidade inicial. A partir de que ano o local poderá ser habitado
novamente?
3.8 Num reator nuclear fechado, 100 g de 137Cs55 (t1/2=30 anos) se desintegram por emissã o de partículas 
transformando-se em 137Ba56. Quanto tempo deve se esperar para que a quantidade de bá rio e de césio atinja a
proporçã o Ba/Cs=15 ?
3.9 Na reaçã o nuclear AB, o reagente A tem um tempo de meia vida de 10 h e o produto B é está vel.
a. Em quanto tempo a massa do isó topo A fica 11% da sua massa original?
b. Esta reaçã o ocorreu em um sistema fechado (onde A e B permanecem sempre dentro do recipiente)
encontrou-se que as quantidades do produto e do reagente estavam numa relaçã o B/A=8.1, quanto tempo
decorreu para se atingir esta proporçã o?
Respostas. a.- 31.84 horas b.- 1dia 7h 48m
3.10 A atividade radiativa A é medida em Becquerel e se define como A=ln2n/t1/2, onde n é o nú mero de á tomos
radiativos e t1/2 o tempo de meia vida deles. Qual a atividade radiativa de 1 mg de carbono que contem uma
proporçã o atô mica de 14C/C de 1.210-14 ?
Dados: 14C6 (t1/2=1.8071011 s) Resposta: 2.3110-6Bq (2.31 Bq ou 0.2 desintegraçõ es por dia)
1
3.11 Certos isótopos radiativos se desintegram pela emissão simultânea de t 1/ 2=
mais de um tipo de partícula nuclear. O tempo de meia vida desse átomo é 1 1 1
+ + +⋯
calculada com uma média similar à média harmônica que utiliza o tempo de t 1/ 21 t 1 /22 t 1 /23
vida média de cada emissão (ver equação ao lado). O 64Cu29 se desintegra pela emissã o paralela de partículas beta
e pó sitrons (+). Se 39% das emissõ es nucleares sã o beta e 61% pó sitrons.
a.- Quais isó topos se formam durante cada tipo de emissã o?
b.- Se a desintegraçã o beta do isó topo ocorre com um tempo de meia vida de 32.6 h e a de pó sitrons com
20.8 h. Qual o tempo de meia vida do64Cu29 ?
Resposta: b) 12.7 h
3.12 O potá ssio é um metal alcalino prateado com propriedades semelhantes às do só dio. É essencial para o
homem e para o desenvolvimento vegetal. Ocorre na natureza nos minerais, á guas salgadas, vegetais (hortaliças,
banana, á gua de coco, etc.) e seres vivos em geral. Muito reativo com a á gua, oxida rapidamente com o oxigênio
do ar. Tem 24 isó topos conhecidos, do 32K19 ao 56K19. Os radiativos têm tempos de meia vida em torno de um dia,
outros de apenas minutos. Os menos está veis (33K19 e 34K19) menos de 25 nano segundos e o 32K19 tem seu tempo
de meia vida desconhecido. Apenas três isó topos sã o naturais:
Isótopo Massa (g/mol) Abundância (%) t½ (anos)
39
K19 38.96370668 93.3 Estável
40
K19 39.96399848 0.012 1.248×109
41
K19 40.96182576 6.7 Estável

O radioisó topo 40K19 (t½=3.936×1016 s) está no potá ssio natural em quantidades detectá veis em laborató rios
escolares. 89.28 % das desintegraçõ es o transformam em 40Ca20 e 10.72 % em 40Ar18. Em animais saudáveis e em
seres humanos o 40K19 representa a maior fonte de radiatividade nos seres vivos (maior ainda que o próprio 14C6).

Elemento %
O 65.0
C 18.5
H 9.5
N 3.2
Ca 1.5
P 1.0
K 0.4
S 0.3
Na 0.2
Cl 0.2
Mg 0.1
B, Cr, Co,
Cu, F, I, Fe,
< 1.0
Mn, Mo, Se,
Si, Sn, V, Zn

a.- Calcular a massa atô mica do potá ssio (comparar com o valor fornecido pela tabela perió dica),
b.- Que partículas emite o 40K19 durante a sua desintegraçã o ?
c.- Calcular a atividade radiativa de um grama de potá ssio (em Bq ou desintegraçõ es por segundo),
d.- Qual a atividade radiativa de um corpo humano de 70 kg considerando apenas as emissõ es do 40K19 ?
e.- O decaimento radiativo do 40K19 a 40Ar18 é usado na dataçã o de rochas medindo a proporçã o K/Ar
supondo a inexistência de argô nio no instante da formaçã o da rocha e também que todo o argô nio
permaneceu na rocha. Se uma amostra A contém 50% de 40K19 e 50% de 40Ar18 e outra B contém 1 mg de
40
K19 e 0.01 mg de 40Ar18 qual a idade de cada amostra?
Respostas.
a.- 39.0983 u.m.a. b.- partículas beta e pó sitrons. c.- 30 Bq.
d.- 4400 Bq. e.- A: 4.2 bilhõ es de anos, B: 157 milhõ es de anos

4. LIGAÇÕES QUÍMICAS
4.1 As substâ ncias iô nicas só lidas A, B, C, D, E e F cristalizam segundo os modelos mostrados a seguir:

(A) (B) (C) (D) (E) (F)


Estes modelos permitem entender cristais reais como os
mostrados
a.- Indicar o mais está vel no vá cuo.
b.- Indique o mais está vel. Se o cristal A é colocado em
metanol, B em benzeno, C em formamida, D em á gua, E e F
no vá cuo.
Use as constantes dielétricas (o) abaixo tabeladas mostrando cada passo do cá lculo.
Respostas. Constantes de Madelung dos cristais:
1 q2
E=M ∙
4 π ε o (r 1+ r 2)

1 −4 2
A)
(
M =2 −1+
2
=−1.00) B) M = +
1 √2
=−2.59 ( ) C)

2 3

(
M = −4−
1+ √ 5
2
+ 1+
1+ √ 5
2
=−2.38
)
6 3 12 4
D) M = −6+
( −
√3 √4
=−4.04 )E) M = −12+ −
√2 √ 3
=−5.82 ( ) F)

−18 12 12 6 12 6
M= ( + + − − +
√1 √ 2 √ 3 √ 4 √ 4 √5
=−8.90 )

Dados

Espectro eletromagnético
Região Radiação  (m)
Raios  Raios  <0.110-10
Raios  Raios  0.1–40010-10
Extremo 0.4–1.010-7
Afastado 1.0–2.010-7
Ultravioleta
Médio 2.0–3.010-7
Próximo 3.0–4.010-7
Violeta 4.0–4.210-7
Violeta/Azul 4.2–4.510-7
Azul 4.5–5.010-7
Verde 5.0–5.410-7
Visível Verde/Amar
5.4–5.710-7
.
Amarelo 5.7–6.010-7
Laranja 6.0–6.310-7
Vermelho 6.3–7.610-7
Próximo 0.76-2.510-6
Infravermelho Fundament. 2.5–2510-6
Afastado 25–50010-6
Micro-ondas Micro-ondas 0.05–10010-2
Rádio Rádio 1–1000

1 Tabela Periódica 2
H (nú meros atô micos) He
3 4 5 6 7 8 9 10
Li Be B C N O F Ne
11 12 13 14 15 16 17 18
Na Mg Al Si P S Cl Ar
19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36
K Ca Sc Ti V Cr Mn Fe Co Ni Cu Zn Ga Ge As Se Br Kr
37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54
Rb Sr Y Zr Nb Mo Tc Ru Rh Pd Ag Cd In Sn Sb Te I Xe
55 56 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86
57-71
Cs Ba Hf Ta W Re Os Ir Pt Au Hg Tl Pb Bi Po At Rn
87 88 104 105 106 107 108 109 110 111 112 114 116
89-103
Fr Ra Rf Db Sg Bh Hs Mt Ds Rg Cn Fl Lv

57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71
La Ce Pr Nd Pm Sm Eu Gd Tb Dy Ho Er Tm Yb Lu
89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103
Ac Th Pa U Np Pu Am Cm Bk Cf Es Fm Md No Lr

Constantes dielétricas

Meio 
Acetona 20,7
Ácido acético 6,15
Água 80,0
Ar 1,0005
Benzeno 2,27
Cera 2,3
Ciclohexano 2,02
Clorofórmio 4,81
Dimetilsulfóxid
46,7
o
Etanol 25,0
Formamida 111,0
Metanol 32,7
Nitrobenzeno 34,82
Nitrometano 35,87
Parafina 2,1
Silicone 4,7
Vácuo 1,0
Vaselina 2,16
o-Xileno 2,57

Você também pode gostar