Você está na página 1de 120

05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Página 1

Página
Page 3 2

Visite Tyndale online em www.tyndale.com .

Visite o Tyndale Momentum em www.tyndalemomentum.com.

Visite o site sem igreja em www.barna.org/churchless.

TYNDALE, Tyndale Momentum e o logotipo Tyndale Momentum são


marcas registradas da Tyndale House Publishers, Inc. Tyndale
Momentum é uma marca da Tyndale House Publishers, Inc. Barna e do
Barna logo são marcas comerciais da George Barna. BarnaBooks é uma impressão de
Momento de Tyndale.

Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igualdade de Hoje e como se conectar com
Eles

Copyright © 2014 pelo Barna Group. Todos os direitos reservados.

Desenhado por Alberto C. Navata Jr. e Beth Sparkman

Publicado em associação com a agência literária de Fedd and Company,


Inc., fazendo negócios na PO Box 341973, Austin, TX, 78734.

Escrituras retiradas da Bíblia Sagrada, Nova Versão Internacional , ® NIV. ®


Copyright © 1973, 1978, 1984, 2011 por Biblica, Inc. ® Usado com permissão
de Zondervan. Todos os direitos reservados no mundo inteiro.www.zondervan.com .

As citações das escrituras marcadas como NLT são retiradas da Bíblia Sagrada , Nova
Tradução viva, copyright © 1996, 2004, 2007, 2013 por Tyndale House
Fundação. Usado com permissão da Tyndale House Publishers, Inc., Carol
Stream, Illinois 60188. Todos os direitos reservados.

Dados de Catalogação na Publicação da Biblioteca do Congresso

Sem igreja: compreendendo a igreja de hoje e como se conectar com


eles: com base em pesquisas do Barna Group / Barna Group; George Barna e
David Kinnaman, editores gerais.

páginas cm

Page 4

Inclui referências bibliográficas.

ISBN 978-1-4143-8709-3 (hc)

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 1/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

1. Pessoas não afiliadas à igreja. 2. Trabalho evangelístico. Barna, George,


editor. II Grupo Barna.

BV4921.3.C48 2014

277,3'083 —dc23 2014018281

Versão: 2014-09-19 11:02:14

Page 5

Conteúdo

1: A falta de igreja é uma crise?

2: Nosso Momento Cultural

3: Criando um perfil do Unchurched

4: Percepções de fé, cristianismo e igrejas

5: Fazendo fé

6: O Credo dos Credos

7: Nascido de novo e sem igreja

8: Desengajado e desistente

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 2/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

9: A interseção de família e fé
10: Os ideais que impulsionam o avanço sem igreja

11: É assim que eles rolam

12: Alcançando os céticos

13: Fé, tempo futuro

14: Por que as igrejas são importantes

Apêndice 1: Sobre a Pesquisa

Apêndice 2: Sobre o Barna Group

Apêndice 3: Glossário de Termos

Agradecimentos

Notas

Page 8
6
7

A IGREJA É UMA CRISE?

Por que as pessoas que deixam as igrejas são importantes para a igreja

Se você é como muitos frequentadores de igrejas, tem sentimentos contraditórios sobre o


sem igreja na América.

Muitas vezes você pode sentir pena dos sem igreja, sabendo que eles estão perdendo
nas experiências e relações especiais acessíveis apenas através do
comunidade de pessoas dedicadas a seguir Jesus Cristo. Outras vezes você
pode invejá-los, desejando fugir de seus laços da igreja e ser livre, como o
sem igreja, desde os ciúmes mesquinhos, ensino impraticável,
eventos e comportamentos hipócritas que você às vezes testemunha em congregações
vida.

Você pode se sentir frustrado e desamparado diante de muitas pessoas sem igreja.
auto-imposta distância do amor e perdão de Cristo, e agonizar
sobre sua incapacidade de viver uma vida consistentemente moral e significativa sem
uma compreensão mais profunda dos caminhos de Deus. No entanto, ocasionalmente, você pode se perguntar se
a única distinção entre os freqüentadores da igreja e os sem igreja é apenas um

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 3/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Registro de presença no domingo.


Você pode se concentrar no desafio de alcançar os sem igreja com o evangelho
e motivando-os a participar de eventos religiosos. Ou talvez, pelo menos alguns dos
Naquele momento, você continua sua vida sem dar a condição espiritual de

Page 9

os muito despreocupados, percebendo que são seres humanos com liberdade


vontade que não quer ser o projeto religioso de ninguém.

A maioria dos frequentadores de igrejas tem a sensação de que envolver pessoas de fora de uma maneira vibrante
comunidade de fé melhoraria e melhoraria suas vidas, enquanto no
Ao mesmo tempo, ajudar os discípulos de Cristo a satisfazer algum elemento do Grande
Comissão. No entanto, esse sentido - seja de dever ou amor por
outros - não facilitam a tarefa. Saber como se conectar com
aqueles que escolheram ignorar as igrejas, como convidá-las com sucesso
se envolver com uma comunidade de fé, é um desafio que escapa de maneira simples,
soluções passo a passo.

É nossa esperança que este livro ajude você e sua comunidade de fé a sentir
mais capacitados para se aproximar e se conectar com pessoas sem igreja. Nós temos
fez um monte de lição de casa na população sem igreja e acredita que o que
descobrimos que o ajudará a ser mais confiante e eficaz em
construindo pontes entre pessoas de fora e sua comunidade religiosa. Nossa esperança é
que as informações nestas páginas fornecerão informações que permitem que você
crie relacionamentos mais profundos e duradouros com as pessoas sem igreja que você
encontro, levando à introdução positiva e ao relacionamento duradouro
com jesus

Interpretando Cultura

Passamos uma parte significativa de nossas vidas - cerca de sessenta anos entre
nós dois - tentando entender a cultura. O trabalho contínuo de Barna
O Grupo nos oferece a oportunidade única de falar com nossos colegas
crentes sobre a cultura mais ampla e para as pessoas de fora da igreja que desejam
entender a comunidade de fé. Levamos a sério nosso papel de intérpretes,
e sempre procure dar uma contabilidade mais precisa possível da realidade.

Uma realidade substancial é o crescente sentido entre os norte-americanos


Cristãos que a cultura está mudando mais rápido do que podemos acompanhar ou
responder - e nem sempre temos certeza de como viver fielmente em um mundo
parece que saiu dos trilhos. Não há muitos anos atrás, igreja
participação e alfabetização básica da Bíblia eram a norma cultural, e ser um
Christian não tinha vontade de nadar contra a corrente cultural. Mas agora?

Page 10

Sem igreja confirma que o mundo, de fato, mudou de maneira significativa


durante as últimas décadas. Não é apenas sua imaginação. Dados reais
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 4/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

confirmar como drasticamente a vida moral, social e espiritual dos americanos


mudaram e estão mudando. Nós apresentaremos esses dados para você como
acessivelmente possível, com muitos gráficos e tabelas para que você possa ver
você mesmo a trajetória das mudanças ao longo do tempo.

Mas os números só vão tão longe - conhecimento e sabedoria estão relacionados, ainda
coisas diferentes - e, nessas páginas, você também encontrará análises culturais
que pode ajudá-lo em seus esforços para viver uma vida que honra a Cristo no meio
dessas mudanças maciças, especialmente em relação aos seus pares não-cristãos,
vizinhos, colegas de trabalho e família. Uma das coisas que iremos sugerir novamente
e novamente é abraçar os sem igreja - se eles estão seguindo a Jesus
e desconectado de uma igreja local, ou de não seguir Jesus - como
pessoas de quem podemos (e devemos) aprender.

Dietrich Bonhoeffer, o pastor e mártir alemão nas mãos dos


Nazistas, observou que “a igreja é a igreja somente quando existe para
outros ”- isto é, para pessoas de fora. Essa é uma identidade que será difícil de
viver se imaginarmos que os sem igreja são estrangeiros e estranhos aos nossos valores
e prioridades. Se percebermos a diferença entre "nós" e "eles" como ampla e
essencialmente intransponível, é menos provável que cheguemos perto o suficiente para oferecer
nós mesmos em relacionamentos reais. E isso é um problema significativo: ouvimos
repetidas vezes, tanto das igrejas sem igreja quanto das igrejas locais que são
profundamente engajado com os sem igreja em suas comunidades, esse amor,
relacionamentos genuínos são a única moeda restante prontamente trocada
entre os eclesiásticos e os sem igreja.

Para o bem da mensagem transformadora da vida de Jesus e do Grande


Comissão para compartilhar essa mensagem que nos foi confiada, a comunidade cristã
tem a obrigação de entender o que não é da igreja. É nossa oração que
Sem igreja lhe dará o conhecimento e a sabedoria que você e sua fé
comunidade precisa estender a mão com renovada alegria para os sem igreja em sua
esfera de influência. Acreditamos que agora, mais do que nunca, é urgente
líderes da igreja e todos os cristãos a entender a dinâmica cultural, a
entender os tempos (ver 1 Crônicas 12:32), a fim de responder como
pessoas.

Page 11

Quem são os sem igreja?

Desde a sua criação em 1984, o Barna Group coletou dados e forneceu


visão sobre a interseção entre fé e cultura, inclusive sobre a
adultos desconectados de congregações tradicionais ou outras comunidades religiosas.
Este livro baseia-se em nossa rica história, atualizando nossa pesquisa de rastreamento.
Através dos dados, você terá uma visão clara da nossa cultura, hoje
congregações e adultos que são “forasteiros”. Nos últimos três
décadas, realizamos dezenas de milhares de entrevistas com
pessoas sem igreja para descobrir suas mágoas, necessidades e esperanças, com o objetivo de
equipar a igreja para se tornar mais eficaz na conexão com eles.
Embora os recursos que fornecemos anteriormente tenham explicado muitas facetas
de vida entre os sem igreja,[1] os valores e estilos de vida que mudam rapidamente
da população do país exigem uma exploração mais atual de quem
pessoas sem igreja são hoje, e como os cristãos podem com mais precisão
entendê-los e construir relacionamentos espiritualmente significativos com eles.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 5/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Este livro é baseado em dados extraídos de uma série de dezoito


pesquisas que realizamos com adultos entre 2008 e 2014. [2] Esses estudos
entrevistas com 20.524 adultos americanos, incluindo 6.276
adultos sem igreja. Os insights e análises que oferecemos a seguir
páginas não se baseiam na experiência de uma única igreja em um determinado
local ou em uma série de histórias que apóiam uma hipótese preexistente.
As informações aqui são provenientes de percepções, crenças, comportamentos,
escolhas, experiências, expectativas e esperanças de um representante nacional
corpo de adultos cuidadosamente qualificados.

{Insira o gráfico de pizza “Adultos com e sem igreja dos EUA” nesta seção}

Adultos com e sem igreja dos EUA

Page 12

{Insira o gráfico de pizza “Adultos com e sem igreja dos EUA” nesta seção}

Então, quem são os sem igreja? Nós definimos uma pessoa sem igreja como alguém
que não participou de um culto na igreja cristã, exceto um evento especial
como um casamento ou funeral, a qualquer momento nos últimos seis meses. No
termos mais simples, pense no churched como conectado, mesmo que apenas
tangencialmente, a uma igreja e os sem igreja como desconectados de uma igreja.
A tentação é pensar neles como grupos discretos e dicotômicos -
você está dentro ou fora. Mas a verdade é que o envolvimento da igreja é
mais como um continuum, dos mais engajados de um lado ao outro
mais abertamente hostil, por outro, com dezenas de milhões caindo em algum lugar
o meio. Nossos dados mostram que os adultos americanos se dividem em quatro grandes
segmentos quando se trata de seu relacionamento com uma igreja:

Os ativamente eclesiásticos são aqueles que freqüentam a igreja regularmente, geralmente


uma vez por mês ou mais frequentemente. Com base em nossos dados de rastreamento de 2014, este
O grupo representa 49% da população adulta.
Os minimamente churched são aqueles que freqüentam várias vezes por ano, mas
cujas aparições em igrejas não são frequentes e freqüentemente
imprevisível. A exceção ao fator de previsibilidade é o grupo
rotulamos carinhosamente de "CEOs", uma referência à tendência deles de mostrar
-se em C hristmas e E áster O nly. Os minimamente churched constituem
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 6/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

cerca de 8% de todos os adultos.


Os de-churched são aqueles que foram churched no passado, mas são
atualmente em hiato. Muitas dessas pessoas têm uma história de cíclica
padrões de freqüência à igreja, passando por uma fase em que
envolvidos seguidos por uma fase em que não estão, e assim por diante. O de-

Page 13

churched são o segmento que mais cresce, atualmente um terço da


população.
Os puramente sem igreja são pessoas que nunca compareceram a um cristão
serviço de igreja. Porque os Estados Unidos são um dos mais animados
nações do mundo, os puramente sem igreja são relativamente raros no
Paisagem religiosa dos EUA - apenas 10% do público adulto. Contudo,
dentro da próxima década ou mais, como Mosaicos e a geração depois deles
tornar-se adultos em uma cultura cada vez mais hostil às igrejas cristãs,
É provável que este grupo se torne o crescimento mais rápido das quatro igrejas.
segmentos de atendimento.

Nossa pesquisa examina uma ampla gama de condições de vida: valores, crenças,
estilo de vida, comportamentos religiosos, esperanças futuras, experiências e
gostar. Com base em nossos dados, o Churchless compara os antecedentes, comportamentos,
e crenças dos que não têm igreja. Ao longo do livro, nós
combine os segmentos descurcados e puramente não-tocados no
categoria mais ampla de adultos "sem igreja". Quando diferenças significativas
dignos de nota entre esses subgrupos, tais distinções serão
em destaque.

Como os dados podem ajudar?

Para entender a urgência que as igrejas enfrentam na América, considere alguns fatos
sobre freqüência à igreja e população sem igreja:

A proporção de adultos sem igreja aumentou (e continua a aumentar)


desde o Renascimento Ateu na América tomou conta no início do
século XXI. O evangelismo energético anti-Deus de Sam Harris,
Richard Dawkins, Christopher Hitchens e outros encorajaram
milhões de americanos, especialmente aqueles com menos de quarenta anos, para questionar a
existência de Deus, o papel da fé, o valor das igrejas e os
gênese de padrões morais. No início dos anos 90, cerca de três em cada dez
os adultos eram sem igreja. Na década seguinte, o número chegou a um
terço da população. Durante a década atual, esse número aumentou
saltou para 43% de todos os adultos americanos.
Não existe um único grupo demográfico para o qual a frequência da igreja esteja
o aumento. Embora alguns segmentos tenham demonstrado relativa
estabilidade nos níveis de freqüência à igreja nas últimas duas décadas, a maioria

Page 14

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 7/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

grupos de pessoas nos Estados Unidos mostram declínios no atendimento. E


porque os jovens adultos têm os mais altos níveis de evasão da igreja,
é menos provável que seus filhos frequentem igrejas, aumentando a
probabilidade de que eles também evitem igrejas na idade adulta.
O número bruto de pessoas sem igreja nos Estados Unidos é
impressionante. A maior parte do que é contado como "crescimento da igreja" é realmente
transferir crescimento em vez de crescimento de conversão - ou seja, as pessoas
transferir sua lealdade de uma igreja para outra, não
transição de não-cristão para seguidor de Cristo. Se as igrejas esperam
aumentar seu número de presenças discipulando novos crentes, eles
devem melhorar sua capacidade de atrair aqueles que são intencionalmente
evitando uma conexão com uma igreja.

Como nossos dados podem ajudar a retardar ou reverter essas tendências? Afinal, não há
molho secreto, bala mágica, panacéia perfeita ou fórmula à prova de falhas que
ajudará todas as igrejas em todos os ambientes a alcançar com sucesso
sem igreja. Em outras palavras, você não encontrará nestas páginas as oito etapas
garantido converter pessoas de antagonistas da igreja em pró-igreja
advogados. A divulgação eficaz em um cenário geralmente falha em outro lugar;
o que funciona para uma igreja batista fundamentalista alcançando Boomers e
Os anciãos na zona rural do Arkansas provavelmente cairão achatados para um pós-moderno
congregação não-denominacional alcançando vinte e poucos anos em San
Francisco.

No entanto, ambos os ministérios - e o seu - podem se beneficiar de uma melhor


compreensão de adultos que intencionalmente evitam igrejas cristãs. Deus
chamou você e sua comunidade de fé para expandir seu Reino em um
local particular com características únicas e peculiaridades culturais. Traduzir o
insights de pesquisa que você encontra aqui em ações práticas e culturalmente apropriadas.
Comece pensando criticamente com a família da igreja sobre como o
sem igreja em seu bairro, cidade ou cidade, compare com o
amostra representativa a partir da qual esta pesquisa é extraída. (Se você não estiver
brainstorm maneiras de conhecer pessoas sem igreja!) Inicie um
conversação sobre como sua igreja se envolve com os sem igreja e
ocorreu na sua comunidade e sobre o que precisa mudar para ajudá-lo
seja mais eficaz. Então, com um renovado senso de missão e mais
visão focada em divulgação, comece a trabalhar.

Page 15

A visão do Barna Group é fornecer às pessoas conhecimento e credibilidade confiáveis


pensamento claro, permitindo-lhes navegar por uma cultura complexa e em mudança.
É nossa oração que as informações e análises que você encontrar neste livro
permitem que você não apenas navegue em uma cultura complexa. . . mas também para transformar
isto.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 8/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 17
16

NOSSO MOMENTO CULTURAL

O que é diferente no nosso tempo

Quando estamos focados em nossa própria experiência na igreja e ocupados com nossa própria
ministérios, é fácil presumir que adultos sem igreja são exatamente iguais
sempre foram. E se isso é verdade, então o que sempre funcionou para trazê-los para
a igreja funcionará tão bem quanto sempre.

Mas com a ajuda de uma sólida pesquisa de rastreamento - uma espécie de lapso de tempo cultural
fotografia - podemos discernir mudanças reais e significativas nas pessoas
atitudes, suposições, lealdades e comportamentos. Se queremos entender
como fazer a diferença em nosso tempo por causa do evangelho, precisamos de um
firme controle sobre o que está acontecendo. No Barna Group, às vezes descrevemos
nós mesmos como “artistas de reconhecimento da realidade”. Acreditamos que a realidade é nossa
amigo Infelizmente, é difícil para muitos de nós aceitar a realidade, especialmente
quando discorda de nossas noções preconcebidas e teorias sobre animais de estimação. Isso é
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 9/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

por que uma pesquisa sólida pode ajudar. Dados adequadamente coletados e bem analisados podem
leve-nos acima de nossas experiências limitadas e subjetivas e nos dê uma visão panorâmica
visão das vastas mudanças que ocorreram em nossa cultura coletiva.

A pesquisa de rastreamento da Barna confirma que mudanças substanciais, de fato,


ocorreu entre os adultos sem igreja do país nas últimas décadas.
Aqui está o quadro geral: os sem igreja de hoje têm muito menos probabilidade de vir
do fundo da igreja do que nunca. Além disso, o sem igreja

Page 18

Hoje, existem diferentes expectativas de envolvimento da igreja e aquelas de


décadas anteriores. Neste capítulo, esperamos fornecer uma visão geral de como
os sem igreja hoje são diferentes de seus colegas no passado quando
trata de suas atitudes em relação à igreja. Mas primeiro, vamos explorar algumas das
as maneiras pelas quais nossa paisagem cultural mudou para todos nós,
sem igreja.

Como nossa cultura está mudando

Secularização em ascensão

Imagine um continuum de responsividade cultural ao cristianismo (veja o


ilustração a seguir). No extremo esquerdo do continuum está o antagonismo
em direção ao cristianismo e igrejas; na extrema direita é advocacia. Os vários
pontos intermediários - rejeição, resistência e dúvida à esquerda; indiferença
no meio; curiosidade, interesse e engajamento à direita - transmitir
as posições que as pessoas em nossa cultura assumem em relação ao cristianismo e
comunidades de fé cristã.

Continuum de Adoção da Fé Cristã / Igreja

{Insira o gráfico contínuo “A Fé Cristã / Adoção da Igreja


Continuum here}

Esse continuum pode servir como base para uma curva na qual podemos traçar
o status dos adultos da América, tanto religiosos quanto sem igreja. O resultado
curva ilustraria todo o equilíbrio da população secular e bíblica
pensamento e comportamento. Para ter uma ideia de onde a curva cai em tal
hoje, criamos uma métrica agregada e multidimensional
projetado para avaliar o nível do que chamamos de cultura pós-cristã
América. A escala é independente de como as pessoas se categorizam.
Em vez disso, a medida se baseia em quinze variáveis diferentes relacionadas a
identidade, crenças e comportamentos das pessoas, incluindo crença em Deus, igreja
participação, crenças sobre a precisão da Bíblia e a probabilidade de

Page 19

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 10/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

voluntariado ou doação para uma igreja. Para ser classificado como pós-cristão,
um indivíduo satisfez 60% ou mais dos fatores (nove ou mais dos
quinze). Pessoas altamente pós-cristãs - que caem no antagonismo -
fim da rejeição do continuum - representa 80% ou mais dos fatores
(doze ou mais em quinze).[3]

Quando aplicamos essa métrica à população em geral em janeiro de 2013, nós


Aprendeu que quase dois quintos (38%) da população adulta do país
se qualifica como pós-cristão. Isso inclui 10% dos americanos que estão
altamente pós-cristão - isto é, falta de engajamento em doze ou mais
as medidas de crença, prática ou compromisso. Outro quarto (28
por cento) era moderadamente pós-cristão, aterrissando na resistência-dúvida-
área de indiferença do continuum. Examinada ao longo do tempo, a pesquisa mostra
que a proporção de indivíduos altamente secularizados está crescendo lentamente, mas
constantemente.

Em outras palavras, apesar de nossas auto-descrições "cristãs", mais de uma


um terço dos adultos americanos é essencialmente secular em crença e prática. E se
nada mais, isso ajuda a explicar por que os Estados Unidos sofreram um aumento
pessoas sem igreja - e pressupõe um aumento contínuo nessa população.

Entre os sem igreja, as proporções se inclinam ainda mais fortemente para a esquerda
do continuum. No geral, mais de três quartos dos adultos sem igreja
queda na faixa de pesada a moderada na escala de secularização. Naquela
se compara a cerca de um em cada oito entre os churched. Os céticos lideram
marcha de secularização: 74% são fortemente secularizados e 98% são
na categoria moderada ou superior. (O Grupo Barna classifica as religiões
compromissos em cinco categorias: evangélicos, cristãos nascidos de novo,
cristãos fictícios, adeptos de crenças não-cristãs e céticos. Para
descrições abrangentes desses segmentos populacionais, consulte o capítulo 6.)

Como você pode esperar, os dados mostram algumas diferenças geracionais marcantes
quando se trata de secularização, sugerindo que devemos esperar uma continuação
afastar-se de uma "nação cristã" nos próximos anos. O padrão é
indiscutível: quanto mais jovem a geração, mais pós-cristã é.
Quase metade (48%) dos mosaicos se qualificam como pós-cristãos em comparação com
dois quintos (40%) dos Busters, um terço (35%) dos Boomers e
um quarto (28%) dos idosos. (Mosaicos, às vezes chamados de geração do milênio,

Page 20

são aqueles nascidos entre 1984 e 2002. Busters nasceram entre 1965
e 1983, Boomers entre 1946 e 1964 e Elders em 1945 ou anterior.)
Esse padrão corresponde ao número crescente de céticos, principalmente
nas gerações mais jovens.

Estimativas de secularização

Nível de
Secularização

Grupo de Pessoas Alto Moderado Total


https://translate.googleusercontent.com/translate_f 11/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Todos os adultos dos EUA 10% 28% 38%

Tudo sem igreja 28 49 77

Todos se animaram (participaram uma ou mais vezes no passado


<1 12 12
mês)

Renascido * 8 8

Cristãos nocionais 4 45 49.

Seguidores de outras religiões 12 51 63.

Céticos (ateus / agnósticos) 74 24 98

Fonte: Barna Group

Page 21

* Indica menos de metade de um por cento

A transição para uma mentalidade e estilo de vida pós-cristãos não aconteceu


durante a noite, é claro. A secularização da América começou décadas atrás -
talvez desencadeada pela rebelião dos Baby Boomers na década de 1960 - e
continuou a ganhar impulso no século XXI. Podemos
certamente traçam o aumento de atitudes e comportamentos rebeldes ao longo do
últimos cinquenta anos - e, como mostram os jovens adultos de hoje, a secularização é a
norma, não a exceção.

Everything Digital

Nas últimas duas décadas, três estações de televisão em rede se transformaram em


centenas de canais digitais. Um punhado de formatos de leitura - jornais,
livros, revistas - deram origem a novas mídias (leitores eletrônicos, sites)
e mídias sociais (blogs, Facebook, Twitter). Com DVRs, estação digital
passes, jogos on-line multijogador massivos e computadores tablet,
consumidores - tanto sem igreja quanto com igreja - têm acesso a mais
conteúdo e informações do que qualquer um poderia esperar absorver e assimilar.
Tanto exige nossa atenção que, como cultura, estamos experimentando uma
epidemia de distração. Praticamente todas as facetas de nossas vidas recebem menos
atenção concentrada do que há duas décadas atrás.

As pessoas estão mais propensas do que nunca a sentir que estão ocupadas demais. Eles têm mais
compromissos, mais atividades (on-line e off-line) que consomem um tempo valioso.
Quando você combina crescente indiferença em relação à igreja e uma cultura de
com pouca atenção, você recebe muitas pessoas que pensam que não têm tempo
para igreja. Você também acaba com um tempo de rosto menos frequente para alcançar o
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 12/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

sem igreja e formam as visões de mundo dos churched.

Outro aspecto da mudança digital é a expectativa, principalmente entre


jovens, que eles podem e devem contribuir, não apenas consumir. Conectados
tecnologias como Instagram, YouTube e Vimeo, BuzzFeed e
O Reddit, mesmo fóruns de ficção de fãs, permite que qualquer pessoa conectada adicione seu
sua imagem, idéia ou opinião ao mix digital. Se você considerar como
igrejas entregam conteúdo - decepcionando uma pessoa como autoridade e
incentivar todos os demais a sentar (consumir) em silêncio enquanto ele ou ela

Page 22

fala - é fácil ver como esse sistema de entrega pode entrar em conflito
com a mudança das expectativas culturais.

Uma grande vantagem da conexão digital é o acesso a pessoas, idéias e


informações de todo o mundo. Vinte anos atrás, os freqüentadores de igreja tiveram que
aguarde a visita dos missionários que apoiaram para aprender sobre o
Impacto do Reino sendo produzido em todo o mundo. Hoje, cristãos de
lados opostos do globo podem se conectar no Facebook e
Twitter ou através de serviços de videochamada, como Skype e FaceTime. o
igreja se estende de um canto da terra para o outro, e pela primeira
tempo, os crentes podem adorar juntos e ter comunhão uns com os outros
apesar das muitas milhas que os separam.

Muitas igrejas estão alcançando digitalmente através de sites, podcasts e


mídia social. Os dados sugerem que essas ferramentas podem estar obtendo ganhos incrementais
com jovens frequentadores da igreja, mas raramente encontram atração com adultos sem igreja.
Isso ocorre, em grande parte, porque jovens adultos sem igreja não procuram
muito conteúdo espiritual: apenas 6% informam que estão online para procurar
informações relacionadas à fé em uma semana típica. As comunidades de fé podem fazer
é bom considerar como canalizar seus recursos digitais para envolver
com e equipar jovens cristãos para se conectarem com seus companheiros digitais
nativos.

Mudando as auto-percepções

Os dados de rastreamento da Barna desde o início dos anos 2000 mostram mudanças na maneira como os americanos ve
si mesmos. Enquanto uma maioria saudável (82%) diz que está feliz, isso
é um decréscimo de 10 pontos percentuais em relação a uma década atrás, quando 92% dos
Os americanos se definiram dessa maneira. Com a felicidade diminuída tem
crescente solidão - no início dos anos 2000, apenas 12% relataram estar
solitário; hoje, essa porcentagem cresceu para 20% - assim como o estresse. UMA
década atrás, 29% dos adultos relataram estar estressados. Depois do 11 de setembro,
Furacão Katrina, guerras no Afeganistão e Iraque e a Grande Recessão
de 2008, cujos efeitos ainda estão sendo sentidos em todo o país, 35% dos
Os americanos agora se definem como estressados. Além disso, o número
pessoas preocupadas com o futuro aumentaram substancialmente, de
64% na virada do século para 77% hoje.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 13/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas
Page 23

É interessante notar que, como cultura, ficamos mais solitários, mesmo quando
tornaram-se mais conectados. Em 2012, a professora do MIT Sherry Turkle deu uma
TED Talk sobre o lançamento de seu livro Sozinho Juntos: Por que Esperamos Mais
da tecnologia e menos uns dos outros . [4] Quinze anos antes, Turkle
havia dado uma das primeiras palestras do TED, comemorando a possibilidade das mídias sociais
que unisse as pessoas e as ajudasse a construir profundas e duradouras
relacionamentos através da tecnologia online. Mas depois de uma década e meia
estudando os efeitos das mídias sociais sobre indivíduos e relacionamentos,
As opiniões de Turkle mudaram radicalmente. Em vez de observar melhor
conexão e relacionamentos mais profundos, suas descobertas revelam que
insatisfação e alienação aumentaram em conjunto com a adoção de
mídia social.[5]

É provável que o grupo se veja solitário, estressado e


preocupados com o futuro são os solteiros, divorciados ou nunca
dirigido ao altar. Embora o casamento não seja a solução para todos os problemas
qualquer pessoa casada pode lhe dizer), é provável que vejamos essas
marcadores psicográficos aumentam se a popularidade cultural do casamento
continua a declinar.

Como as atitudes em relação à igreja estão mudando

Não vai mais à igreja

Ir à igreja está lenta mas incontroversamente perdendo seu papel de normativo


parte da vida americana. Nos anos 90, aproximadamente um em cada sete
adultos sem igreja nunca haviam participado regularmente da igreja. Hoje,
esse percentual aumentou para quase um quarto. Enterrado dentro desses
números são pelo menos duas conclusões importantes: (1) a igreja está se tornando
cada vez mais familiar a milhões de americanos, e ainda (2) os sem igreja
ainda são em grande parte compostos por adultos despreocupados .

Esta última conclusão pode ser difícil para muitos cristãos que frequentam a igreja.
acreditam. Mas é verdade: mesmo que a tendência cultural seja em direção a menos
cordialidade geral, a grande maioria dos adultos sem igreja ainda tem pelo menos
algum nível de experiência pessoal em uma igreja.

Ir à Igreja Está Perdendo Tração

Page 24

Porcentagem de todos os adultos nos EUA

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 14/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

{Insira o gráfico de barras “A igreja está perdendo tração”}

Fonte: OmniPoll anual do Barna Group

Ceticismo em relação à contribuição das igrejas para a sociedade

A maioria dos adultos sem igreja nos Estados Unidos percebe igrejas com benignidade
favorabilidade ou indiferença. Quando perguntados se eles acreditam se uma igreja é
presença favorável ou desfavorável em uma comunidade, a maioria sem igreja
os adultos são levemente positivos ou indiferentes. Um quarto (28%) dos
os sem igreja são muito favoráveis às igrejas e dois quintos (38
por cento) são um pouco favoráveis. Outro quarto (28%) expressa uma
opinião neutra das igrejas hoje. Apenas 7% dos adultos sem igreja
acredite que uma igreja é um fator negativo para uma comunidade.

Os dados de rastreamento mostram que as opiniões sobre as igrejas locais não mudaram
substancialmente nas últimas duas décadas. Os adultos sem igreja de hoje não são
notavelmente menos favorável para as igrejas em sua comunidade; se alguma coisa,
existe simplesmente um "bocejo" crescente, com 25% expressando que não
saber se eles têm impressões favoráveis ou desfavoráveis. Isso é
21% em 1993. No entanto, a pesquisa também fornece insights sobre
aqueles que são menos favoráveis às igrejas locais. Isso inclui homens,
Mosaicos (de dezoito a trinta anos), nunca casados, residentes da
Nordeste, ateus e agnósticos, eleitores não registrados e asiáticos. No

Page 25

Por outro lado, mulheres, idosos (sessenta e nove ou mais), adultos divorciados, residentes de
sul, cristãos nascidos de novo e conservadores políticos estão entre os
mais favorável para as igrejas.

Embora muitos sem igreja tenham opiniões positivas sobre as igrejas, um


número substancial também não tem idéia do que os cristãos realizaram em
a nação, para melhor ou para pior. Quando os sem igreja eram
pediu para descrever o que eles acreditam serem os positivos e negativos
contribuições do cristianismo na América, quase metade (49%) não conseguiu
identificar um único impacto favorável da comunidade cristã, enquanto quase
dois quintos (37%) não conseguiram identificar um impacto negativo. Daqueles
que pudessem identificar uma maneira pela qual os cristãos contribuem para o bem comum, o
sem igreja apreciam sua influência quando se trata de servir os pobres
desfavorecidos (22%), reforçando a moral e os valores (10%),
e ajudar as pessoas a acreditarem em Deus (8%). Entre aqueles que tiveram um
reclamação sobre os cristãos na sociedade, os sem igreja eram menos favoráveis
dispostos à violência em nome de Cristo (18%), a igreja de
contra o casamento gay (15%), escândalos de abuso sexual (13%),
e estar envolvido em política (10%).

Maior sucesso / contribuição positiva da população cristã à América

Pergunta: Qual tem sido o maior sucesso ou contribuição positiva do


População cristã para a América nos últimos anos?

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 15/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Churched Unchurched

Ajudar as pessoas a acreditar em Deus / evangelismo 21% 8%

Tendo moral / valores tradicionais 17 10

Prevenção do aborto 6 4

Page 26

Oposição ao casamento gay; importância do tradicional 7 5


casamento

Servindo os pobres / desfavorecidos 17 22

Nenhuma / nenhuma contribuição positiva 8 16

Não tenho certeza 18 33

N= 541 368

Fonte: OmniPoll anual do Barna Group 2-10, agosto de 2010, N = 1002. Pesquisa
também incluiu minimamente churched.

Maior fracasso / contribuição negativa da população cristã para a América

Pergunta: Qual tem sido o maior fracasso ou contribuição negativa do


População cristã para a América nos últimos anos?

Churched Unchurched

Pessoas que cometem atos de violência / ódio em nome


21% 18%
de cristo

Demasiado político, não deve estar envolvido na política 13 10

Contra o casamento gay, impedir que os gays


13 15
casado

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 16/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 27

Escândalo de abuso sexual na igreja católica 12 13

Precisa ser mais franco, defender importantes


3 1
questões, seja mais assertivo

Não reflita a Cristo / não defenda a Cristo / perca


3 1
padrões e se tornando mais parecido com o mundo

Crítico / intolerante / fanatismo 2 3

Nenhuma / nenhuma contribuição negativa 12 11

Não tenho certeza 14 26

N= 541 368

Fonte: OmniPoll 2-10, agosto de 2010, N = 1002. A pesquisa também incluiu


minimamente churched.

Enquanto muitos sem igreja não podem nomear um impacto positivo do qual são
já cientes, há várias contribuições que eles gostariam de ver
igrejas locais, inclusive ajudando a servir os pobres e desfavorecidos
a comunidade (25%); servir jovens, famílias e idosos em suas
área (14 por cento); cultivar valores bíblicos (10%); e ajudando
aqueles em recuperação (8%).

O bem comum: como as igrejas podem contribuir positivamente para seus


Comunidades

Pergunta: Muitas igrejas e líderes religiosos querem contribuir positivamente para


o bem comum de suas comunidades. Do que sua comunidade precisa,

Page 28

se alguma coisa, que você acha que as igrejas poderiam fornecer?

(Consulta aberta; as respostas somam mais de 100% porque


os respondentes poderiam oferecer mais de uma resposta.)

Churched Unchurched

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 17/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Abordando a pobreza 31% 25%

Atender jovens / famílias / idosos 11 14

Cultivando valores bíblicos 18 10

Ajudando aqueles em recuperação 11 8

Fazendo ministério, apresentando pessoas a Deus 18 6

Abordar questões de trabalho, educacionais e financeiras 9 5

Servindo a comunidade 6 3

Ser inclusivo 3 3

Envolver-se politicamente 1 1

Não tenho certeza, nada 9 33

Page 29

N= 541 368

Fonte: OmniPoll anual do Barna Group 2-10, agosto de 2010, N = 1002. Pesquisa
também incluiu minimamente churched.

Expectativas Diferentes do Envolvimento da Igreja

Outra mudança intrigante entre os sem igreja tem a ver com a sua
expectativas do envolvimento da igreja. No início dos anos 90, nossa pesquisa
mostrou que quase sete em cada dez adultos, se deveriam visitar uma igreja,
estaria mais interessado em assistir ao culto de domingo. Hoje fim de semana
cultos continuam sendo a experiência mais comum de entrada, mas apenas
levemente; agora, apenas 57% dos adultos sem igreja dizem que estariam
interessados no culto dominical como ponto de partida. Hoje sem igreja são
provavelmente dizer que simplesmente não têm certeza, refletindo seu desinteresse
igrejas em geral, ou são mais propensos a dizer que prefeririam frequentar
alguma atividade que não seja o culto de domingo.

Uma mudança semelhante está ocorrendo em termos do número de igrejas que eles
comparecer. Os sem igreja foram perguntados em 1993 e em 2011 se eles iriam
preferem estar envolvidos em uma igreja ou em várias igrejas em sua área. Dois
décadas atrás, mesmo os sem igreja expressavam algum senso de lealdade à igreja
(embora hipotético): 85% disseram que esperariam participar de apenas um
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 18/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

congregação. O presente estudo reflete um ligeiro afrouxamento dessa suposta


lealdade, mas a mudança mais notável é entre aqueles que não têm um
preferência ou quem não tem certeza. Juntas, essas porcentagens dobraram de 8
por cento a 16 por cento, refletindo a crescente indiferença cultural à igreja
envolvimento.

As pessoas são menos abertas à idéia de igreja

Finalmente, nossa pesquisa mostra que os sem igreja estão se tornando menos
responsivo aos esforços das igrejas para se conectar com elas. Por exemplo,
A sabedoria convencional diz que a melhor maneira de levar as pessoas a visitar uma igreja é
os amigos os convidam - e a sabedoria convencional está certa. o
pessoas sem igreja que entrevistamos eram mais abertas a “um amigo seu
convidando você a frequentar uma igreja local ", com um quinto expressando forte

Page 30

interesse e quase metade disposto a considerar uma igreja com base nesse fator. A
convite de um amigo é a melhor maneira pelas quais as igrejas podem estabelecer
conexões com os sem igreja.

No entanto, embora a sabedoria convencional permaneça verdadeira hoje, o caminho


adiante mostra sinais desafiadores. Os dados de tendências do Barna Group levantam questões
sobre a durabilidade a longo prazo dessa abordagem. Vinte anos atrás, dois
terços dos americanos sem igreja estavam abertos a serem convidados para a igreja por um
amigo Hoje, essa porcentagem caiu para menos da metade.

Não é apenas a eficácia dos convites pessoais que está mudando. Barna's
dados de rastreamento que remontam aos anos 90 revelam um crescimento lento
calcificação, ou endurecimento, dos sem igreja em direção às igrejas. Enquanto o
sem igreja continuam a mostrar certa abertura a relações
- visitas domiciliares locais (27%), um telefonema de uma igreja
(24%), uma pesquisa realizada com eles sobre seus interesses (21
por cento) - eles também são cada vez mais resistentes a outras formas de divulgação.
Descobrimos declínios para praticamente todos os tipos de publicidade, incluindo
TV, rádio ou jornal (de 20% a 18%), mala direta
(de 24% a 16%) e anúncios em outdoors (de 21% a 14%)
por cento).

A Igreja de Hoje: Mais Resistente à Igreja

Pergunta: Existem muitas maneiras diferentes de uma igreja em sua comunidade


talvez você saiba mais sobre a igreja e os serviços deles. Vamos conversar
sobre igrejas que você nunca visitou antes. Cada um dos seguintes
torná-lo mais ou menos interessado em visitar a igreja?

(Resposta múltipla)

1993 2011

Um amigo seu convidou você para frequentar uma igreja local 65% 47%

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 19/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 31

Um pastor ou membro de uma igreja veio à sua casa para lhe dizer 34 27
sobre a igreja e convidamos você a participar

Alguém de uma igreja da sua comunidade chamou você no


34 24
telefone para falar sobre a igreja e convidamos você a participar

Um representante da igreja veio à sua casa, conduziu uma


pesquisa sobre a presença e os interesses de sua igreja e depois convidados
25 21
você frequenta a igreja deles

Você sabia que uma igreja tinha uma presença significativa na web social on-line N / A 18

Você viu ou ouviu publicidade de uma igreja na TV, em um


20 18
jornal ou rádio

Você recebeu informações sobre uma igreja pelo correio 24 16

Você viu publicidade para a igreja em um outdoor em sua


21 14
comunidade

Essas porcentagens representam os entrevistados que disseram que os métodos tornariam


eles "muito mais interessados" ou "um pouco mais interessados" em visitar
a Igreja.

Refletindo sobre a mudança

Nossa pesquisa sugere uma crescente indiferença em relação às igrejas entre os


sem igreja. O fosso entre o churched e o sem igreja está crescendo,
e parece que as comunidades cristãs de fé lutarão mais do que
para envolver os forasteiros em sua vizinhança, cidade ou cidade.

Page 32

Por que algumas dessas mudanças estão ocorrendo? A pesquisa de Barna não pode provar
causalidade, dada a natureza das pesquisas e a dinâmica complexa da cultura
e mudança espiritual. No entanto, podemos apontar para possíveis tendências subjacentes.
Acreditamos que a pressão cultural para tolerar outras visões de fé, para viver e deixar
ao vivo, é provavelmente um fator. Isso afeta tanto os sem igreja (muitos, como
veja, relutam em se apegar a um grupo de pessoas percebidas como
rígida e exclusiva) e a igreja (que, por um bom motivo, não quer
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 20/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

magoar ou ofender seus amigos sem igreja).

Essa dinâmica não significa que devemos desistir de convidar nossos sem igreja
amigos para serviços e eventos com a nossa comunidade de fé. Mas faz média
devemos ter cuidado em "usar" nossos relacionamentos com amigos sem igreja
como um meio para levá-los à igreja. De fato, quando perguntamos
pastores e líderes da igreja para compartilhar o que está trabalhando para se conectar
pessoas sem igreja em sua comunidade vizinha, Michael Hildago,
pastor de uma igreja em crescimento na área urbana de Denver, ofereceu o seguinte: “ Ouça-os. Eu
alguém me disse: 'Eu nunca me sinto um projeto quando estou no seu
Igreja.' Em vez disso, as pessoas se sentem abraçadas e, mais importante, entendidas,
porque fazemos tudo o que podemos para ouvir. ”A chave, é claro, é amar o
sem igreja por quem eles são e não pelo que eles podem oferecer à nossa igreja,
e veremos maneiras mais específicas de fazer isso no capítulo final. Procurando
genuinamente ouvir e entender alguém não deixa espaço para segundas intenções
motivos, e às vezes abre a porta para conversas mais profundas sobre
fé e comunidade cristã.

John Chandler, que lidera uma comunidade cristã em Austin, Texas, compartilhou
esta:

De longe, tivemos o maior sucesso em convidar pessoas para nossa vida comunitária
convidando-os a servir ao nosso lado. Por uma questão de fato, é sobre o
única coisa que funcionou consistentemente no que diz respeito às atividades “oficiais” da igreja
ir. A outra coisa que funcionou são as festas - festas de aniversário, Super
Festas na tigela - onde convidamos amigos e amigos sem igreja
apenas para conectar.

Isso é bem diferente do antigo modo de espera: “Convide um amigo para a igreja
no domingo. ”Incentivar os congregantes a convidar seus amigos e familiares para
igreja continua sendo importante, mas também precisamos examinar nossa base

Page 33

motivos e nossa teologia do evangelismo. Dados de Barna mostram que os americanos


Os cristãos estão cada vez mais resistentes à participação no compartilhamento de fé
Atividades. Por causa de uma norma cultural que desencoraja desafiar os outros
crenças, muitos de nós relutam em testemunhar aqueles em nossa esfera de
influência. Como podemos recuperar uma urgência para cumprir o Grande
Comissão ao tratar nossos amigos sem igreja com respeito? Luta livre
com respostas a esta pergunta ajudará a preparar sua comunidade da igreja para
envolver-se de maneira mais significativa com pessoas sem igreja.

O efeito cumulativo das mudanças culturais monumentais que varreram


sobre nós nas últimas décadas há uma lacuna crescente, real e percebida,
entre os eclesiásticos e os sem igreja. Para muitos fiéis, o
sem igreja parecem cada vez mais estranhos e difíceis de entender, enquanto o
sem igreja se sentem cada vez mais à vontade fora de uma comunidade de fé. No entanto, enquanto
Se a cultura continuar mudando, nosso chamado como corpo de Cristo não mudou.
e não vai. Esperamos que os capítulos seguintes o equipem para
avançar no ministério e sair na missão.

Visão de futuro

• O que mais se destaca sobre as mudanças culturais que têm

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 21/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

ocorrido nosessas
cético sobre últimos vinte anos?
mudanças, Você se sente principalmente
ou principalmente cauteloso
ansioso e confiante? Por equê?

• O que sua igreja contribui para sua comunidade? Como você


vê a igreja nos Estados Unidos impactando a nação?

• Quais são as principais maneiras pelas quais sua comunidade religiosa tenta se conectar
pessoas sem igreja? À luz dos dados sobre como as pessoas sem igreja
responder a vários métodos de conexão (como convites de amigos,
telefonemas e publicidade), como você precisa mudar o foco do seu
esforços para ser mais eficaz?

Page 35
34

PERFIL DO INCORPORADO

Demografia e auto-descrição de pessoas sem igreja

Desde 2008, temos visto reduções significativas no serviço da igreja


participação de adultos na escola dominical, envolvimento de pequenos grupos,
Leitura da Bíblia, oração, evangelismo pessoal e doações. No mesmo
tempo, o número de céticos e adultos sem igreja aumentou
substancialmente.

A religiosidade americana em declínio

Porcentagem de todos os adultos nos EUA

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 22/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 36

Fonte: OmniPoll anual do Barna Group

* Indica atividade realizada nos sete dias anteriores

** Indica atividade realizada por cristãos nascidos de novo no ano passado

{Insira o gráfico de linha "Religiosidade americana em declínio"}

O número de adultos sem igreja nos Estados Unidos aumentou em


mais de 30% na década passada. A partir de 2014, o número estimado
de adultos sem igreja era de 114 milhões. Adicione a isso os aproximadamente 42
milhões de crianças e adolescentes sem igreja e você tem 156
milhões de residentes nos EUA que não estão envolvidos com uma igreja cristã. Colocar
que, no contexto, se todas essas pessoas sem igreja fossem uma nação separada,
seria o oitavo país mais populoso do mundo, atrás apenas de

Page 37

China, Índia, Indonésia, Brasil, Paquistão, Bangladesh e os demais


público animado dos Estados Unidos (159 milhões). Superaria cada
nação na Europa e superam a população do Japão. Um precipitado
uma queda no comportamento religioso deve nos dar uma pausa.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 23/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Altos e baixos da fé

Fonte: OmniPoll anual do Barna Group

{Insira o gráfico de linha “Altos e baixos da fé”}

Apesar dos benefícios de estar envolvido em uma comunidade de pessoas que pensam da mesma forma
peregrinos espirituais, milhões de adultos americanos tomam uma decisão consciente
para manter a igreja cristã à distância. De fato, na década passada, o
O crescimento do número de adultos sem igreja tem sido impressionante -

Page 38

aumento de cerca de 38 milhões de indivíduos. São mais pessoas do que moram


Canadá ou Austrália.

No entanto, os relativamente poucos adultos puramente sem igreja devem servir como
chamada de despertar. Apenas um em cada dez adultos nunca frequentou uma igreja cristã
igreja a qualquer momento de sua vida, exceto para um serviço especial como
uma cerimônia de casamento ou funeral. A maioria dos indivíduos sem igreja
ter experiência em primeira mão com uma ou mais igrejas cristãs e, com base
nessa amostragem, decidiram que podem usar melhor seu tempo de outras maneiras.
Esse fato deve nos motivar a examinar como nossa igreja local se parece no
os olhos dos despreocupados e considere fazer as mudanças apropriadas - não para
para melhorar os números de presença, mas para abordar a possibilidade de
nem sempre nos comportamos como a igreja pela qual Cristo morreu.

Para esse fim, sabendo que devemos entender as pessoas a quem esperamos liderar
de volta à comunidade de seguidores de Cristo, vamos nos aprofundar na pesquisa para
entender melhor quem são os sem igreja, como pensam, como vivem,
e o que eles estão procurando na vida. Assim como Jesus atende às nossas necessidades de
perdão, aceitação, compreensão, pertencimento, verdade, propósito e
muito mais, talvez possamos entender e atender melhor às necessidades daqueles

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 24/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

fora da comunidade cristã e envolvê-los de maneira mais eficaz em


experiência espiritual transformadora.

Os adultos da igreja e da igreja têm muito em comum: eles são


pessoas tentando dar sentido à vida, tomando as melhores decisões possíveis
para prosperar dentro da estrutura de sua visão de mundo e do
oportunidades apresentadas a eles. Muitos cristãos ficam surpresos ao descobrir
que o perfil dos sem igreja é semelhante ao deles. Concedido, alguns
as tendências diferem, mas raramente são substanciais. De fato, não há
diferenças demográficas gritantes entre os dois grupos. No interesse de
sendo abrangente, no entanto, vamos examinar algumas das
distinções demográficas.

Algumas lacunas menores

Continua sendo verdade que pessoas sem igreja têm um pouco mais probabilidade de serem homens
do que as mulheres (54% dos sem igreja são homens, em comparação com 46%
do churched), mas a diferença não é enorme e vem diminuindo constantemente. Para

Page 39

Por exemplo, em 1994, 58% dos sem igreja eram homens. Essa porcentagem
atingiu 60% em 2003 antes de começar a declinar consistentemente, até
estabilizando os últimos anos em torno do nível atual. Em outras palavras, o
diferença entre homens e mulheres caiu de 20 pontos em 2003 para apenas
8 pontos em 2013.

Os sem igreja tendem a concluir menos anos de educação formal,


mas, novamente, a diferença não é enorme: 50% dos sem igreja não foram
além da graduação no ensino médio, em comparação com 45% dos
churched. No geral, 22% dos sem igreja completaram um período de quatro anos
diploma universitário, apenas um pouco menos do que os 26% entre os churched.

Geograficamente, há uma separação de apenas alguns pontos percentuais. o


A maior lacuna é encontrada nos estados da costa do Pacífico, onde os residentes compreendem 20
por cento da nação não tem igreja e 14% da igreja. o
diferença média entre o churched e o nonchurched em todos os dez
divisões é de apenas 2,5 pontos percentuais.

Mais pronunciadas são as diferenças demográficas relacionadas ao casamento e à idade.


Embora o casamento esteja sitiado culturalmente, ele se correlaciona um pouco com
participação na igreja. Entre os sem igreja, menos da metade (44%) são
casado, enquanto o número está mais próximo de seis em cada dez entre os churched. UMA
maior proporção de sem igreja (29 por cento) do que com igreja (22
por cento) nunca foi casado. Adultos sem igreja também têm cerca de quatro
vezes mais propensos a coabitar do que os churched (11 por cento e 3
por cento, respectivamente). Ambos os grupos têm a mesma probabilidade de se divorciar,
separados ou viúvos.

Quanto mais jovem a pessoa é, menor a probabilidade de ela frequentar a igreja


serviços - embora a diferença não seja tão dramática quanto você poderia esperar.
No geral, 15% dos adultos sem igreja estão na faixa etária de 18 a 30 anos (o
Geração de mosaico), em comparação com 11% dos churched. Trinta e seis
por cento dos sem igreja são Busters (nascidos em 1965 a 1983), em comparação com 33
por cento dos churched. Um terço (33%) dos sem igreja são
Boomers, em comparação com 35% dos churched. Um em cada seis (16
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 25/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

por cento) dos adultos sem igreja é um Élder, enquanto pouco mais de um quinto
por cento) dos churched estão entre aqueles com 69 anos ou mais. Mais sem igreja
os adultos têm menos de 50 anos, enquanto a maioria dos adultos tem mais de 50 anos.

Page 40

No entanto, a diferença de idade real é de apenas alguns anos (uma mediana de 47 anos
entre os sem igreja em comparação com 51 entre os sem igreja).

Até as distinções étnicas e raciais que separaram os dois grupos


não são mais tão substanciais. No geral, 70% dos sem igreja são
branco, comparado a 65% dos churched; 12% dos
os sem igreja são hispânicos, em comparação com 14 por cento da igreja; 10
por cento dos sem igreja são negros, em comparação com 16 por cento dos
churched; e 6% dos sem igreja são asiáticos, em comparação com 4%
do churched.

Em 2012, o Barna Group fez parceria com a American Bible Society, a


Conferência Nacional Hispânica de Liderança Cristã e OneHope to
elaborar um estudo abrangente da fé e dos valores dos hispânicos e
Adultos latinos, que representam um em cada seis adultos nos EUA - uma proporção
que continuará a crescer nas próximas décadas. Comparado com todos
Americanos, hispânicos relatam uma maior taxa de abandono da igreja em algum momento
ponto em suas vidas (67% comparado a 59% entre todos os adultos).
Os hispânicos sem igreja têm menos probabilidade de relatar opiniões muito favoráveis sobre
Cristianismo (26% comparado a 37%) e a igreja (17%
comparado a 31%). É provável que pelo menos alguns desses menos
opiniões favoráveis estão relacionadas aos escândalos de abuso infantil na Igreja Católica
igreja, dado que a maioria dos adultos latinos (68%) é católica. (E se
você quer entender mais sobre um dos segmentos de crescimento mais rápido da
a população dos EUA - e da população sem igreja - verifique a
Monografia do Barna Group América Hispânica: Fé, Valores e Prioridades . [6])

Embora algumas das diferenças demográficas entre igreja e igreja


sem igreja são estatisticamente significativos, não descobrimos nenhum padrão que
fornece uma visão crítica da missão sobre o pensamento e as ações do
sem igreja ou uma estratégia imperdível para atraí-los. De fato, os dados
descobrir tantas semelhanças entre pessoas que não têm igreja e que não
temos que concluir que vários estereótipos sobre os dois grupos não são
válido.

Na sociedade americana contemporânea, transcendendo os estereótipos demográficos


é cada vez mais viável. Estatisticamente falando, por exemplo, é mais provável
do que nunca que um adulto negro terá uma média ou acima da média

Page 41

renda familiar, ou que uma mulher seja tão educada quanto um homem.
Nossos estereótipos demográficos comuns precisam de uma reforma radical. Status e
os níveis de conquista estão mudando constantemente. Como discriminação baseada em

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 26/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

sexo, idade, raça ou etnia, e a renda diminuiu, assim como os


obstáculos que antes impediam o movimento demográfico.

Ninguém me conhece como eu

Um bom lugar para buscar uma melhor compreensão das pessoas sem igreja é
pessoas sem igreja. Obviamente, pedir a outros que se descrevam não significa
gerar um retrato completamente preciso - os seres humanos geralmente têm um
visão distorcida de nós mesmos ou moldar intencionalmente nossa imagem pública
vantagem - mas fornece um fac-símile razoável de quem eles são.

Como é o caso da demografia, descobrimos entrevistando


pessoas sem igreja que muitos dos estereótipos que temos sobre eles não são
válido. Talvez o mais significativo seja que mais de um quarto da população
sem igreja estão seriamente interessados em questões de fé, e quase dois
terços geralmente têm perspectivas positivas sobre questões de fé. Considere o
auto-identificação de adultos sem igreja:

21% são cristãos nascidos de novo


21% são cristãos pentecostais ou carismáticos
23% dizem que estão "absolutamente comprometidos" com o cristianismo
26% dizem que estão atualmente em busca da verdade espiritual
34% se descrevem como "profundamente espirituais"
41% concordam plenamente que sua fé religiosa é muito importante
na vida deles hoje
51% dizem que estão buscando algo melhor espiritualmente
do que eles experimentaram até o momento
62% se consideram cristãos
65% se definem como pessoas "espirituais"

Esses números não representam um retrato dos fanáticos cristãos, mas também não
eles refletem o estereótipo comum de "cristofóbicos", pessoas que
desprezar o cristianismo e fazer o possível para menosprezá-lo ou destruí-lo.
Dependendo de como dividimos os dados, existem mais de 40 milhões
adultos sem igreja nos Estados Unidos que estão significativamente interessados em

Page 42

Cristianismo - não apenas como um sistema religioso, mas como um código de valores, uma moral
padrão, uma base relacional e um modo de vida.

O tipo de experiência espiritual e as pessoas sem igreja da comunidade são


a busca tem uma inclinação decididamente pós-moderna. Por exemplo, estes não são
indivíduos propensos a buscar o “caminho certo” ou verdade moral absoluta;
quatro em cada cinco admitem que estão muito abertos a considerar visões morais
diferente da sua. Além disso, questões sociais e ambientais são
a prioridade deles. Mais de quatro em cada cinco dizem que se preocupam profundamente com o social
justiça, com metade chegando ao ponto de dizer que tem uma “paixão” por
justiça. E mais de quatro em cada cinco dizem que estão muito preocupados com
o ambiente.

Parte do motivo pelo qual os sem igreja não se sentem perdendo


a vida da igreja é que eles são bastante otimistas sobre o futuro e acreditam que
pode descobrir as coisas e fazer a vida funcionar. Quase três em cada quatro são
otimistas quanto ao futuro, apesar de dois terços serem
desconfortável com a forma como o mundo está. Os sem igreja não estão mais

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 27/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

é provável que as pessoas despreocupadas se encontrem em sérias dívidas financeiras; só


um em cada seis está com problemas financeiros. A maioria (80%) sente-se “muito
muito em paz com a vida. ”Uma proporção semelhante acredita que eles vivem um“ simples
vida ", ao mesmo tempo em que dois terços afirmam estar totalmente comprometidos em
progredindo na vida. Quatro em cada cinco querem que sua vida faça a diferença
o mundo, e mais de três quartos afirmam que são claros sobre suas
significado e propósito da vida. Eles estão interessados em causar um impacto local,
com quatro em cada cinco dizendo que querem contribuir para o bem de seus
comunidade.

Claramente, a vida dos sem igreja não está se dissipando em caos e


desapontamento. No entanto, nem tudo é primitivo no mundo deles também. UMA
pequena maioria admite que faria mudanças significativas em seu passado ou
futuro, dada a chance. Menos da metade sente que tem uma profunda “alma
conexões ”com os amigos. Quase dois em cada cinco afirmam estar estressados.
E, apesar de reivindicar clareza sobre o motivo de viver na terra, quase a metade (47
por cento) admitem que estão buscando novas idéias sobre o significado e
propósito de sua vida.

Reflexões sobre o perfil sem igreja

Page 43

Como vimos, adultos sem igreja são muito parecidos com adultos com igreja. . .
exceto que eles não frequentam a igreja. Aqui estão algumas informações adicionais baseadas em
nossa pesquisa para você pensar sobre quem eles são e como você pode
melhor se conectar com eles.

Eles tendem a ser culturalmente experientes, capazes de reunir, interpretar e


responder às informações de maneiras que promovam suas causas, apoiem seus
sonhos e faz sentido para eles. Brian Wurzell, pastor de adoração em Hillside
Igreja da Comunidade em Rancho Cucamonga, Califórnia, acredita que
“Precisamos melhorar o envolvimento / investimento em tecnologia. A velocidade de
o avanço tecnológico exigiu que a igreja permanecesse com ela ou
perder seu terreno. As igrejas que estão optando por adotar a tecnologia como um
meio para a mensagem tendem a ser as igrejas prosperando. "

Como parte deste projeto de livro, entrevistamos várias dezenas de pastores de


diferentes tradições denominacionais, tamanhos de igrejas e contextos culturais para
obtenha suas perspectivas in loco sobre se relacionar com os sem igreja. Pieter
Breytenbach, pastor em Pretória, África do Sul, destacou o ceticismo e
conhecimento tecnológico como marca registrada de adultos sem igreja. Perguntamos: "Você
acha que o público sem igreja hoje é diferente de quinze anos atrás?
Como? ”Resposta de Pieter:“ As pessoas são muito mais alfabetizadas e têm muito mais
oportunidade de pesquisar outras opiniões. ”Essa observação está alinhada com nossa
pesquisa. Adultos sem igreja tendem a ser independentes e auto-suficientes, mais
cético do que o entusiasmado com as motivações de pessoas e instituições,
e pronto para obstruir essas entidades até que se mostrem confiáveis e
benéfico. Muitos não confiam nos outros com facilidade e não são propensos a tomar
declarações pelo valor nominal. Ao conversar com os sem igreja, esteja preparado para
faça backup de suas reivindicações com informações persuasivas.

Como seus colegas, a maioria das pessoas quer fazer uma


diferença no mundo, deixando sua marca nas pessoas ou causas que
capturar seu coração e imaginação. Muitos procuram outras pessoas e grupos
que se preocupam com as mesmas coisas, e são mais propensas do que as pessoas
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 28/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

investem em algum tipo de projeto que faz diferença. Vários dos


líderes da igreja que entrevistamos cujas comunidades são bem-sucedidas
o envolvimento com pessoas sem igreja enfatizou o serviço conjunto como um
meios indispensáveis de conexão (além de ser uma atividade indispensável

Page 44

de viver como povo de Deus!). Jason Garcia, pastor de Saddleback San


Clemente, nos disse que sua congregação investe em “eventos relacionados a causas que
conectar-se com as preocupações da comunidade. ”Brian Wurzell reiterou que
responsabilidade em nossa cidade ”é inegociável. Muitas vezes, grande parte dos
o voluntariado incentivado pelas igrejas se concentra em servir a própria igreja.
Se servir é um ponto de compromisso com os sem igreja, deve ser
direcionado para o exterior, para beneficiar e abençoar a comunidade circundante.

Visão de futuro

• Considere as características da igreja sem igreja, conforme analisado neste


capítulo. Como está a sua experiência direta com pessoas sem igreja
com nossas descobertas?

• Que informações sobre os sem igreja mais o surpreenderam? Por quê?

• Como suas suposições ou estereótipos têm relação com a falta de igreja


pessoas mudaram depois de ler este capítulo?

Page 46
45

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 29/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

PERCEPÇÕES DE FÉ, CRISTIANISMO E IGREJAS

O que as pessoas sem igreja pensam e sentem sobre a religião

Como uma cultura em fuga, fortemente investida em tecnologia e saturada com


mensagens de mídia, formamos percepções duradouras com base em vídeos de dez segundos
clipes, tweets de 140 caracteres, picadas de som de quinze segundos, instantâneos do Instagram
com legendas curtas e comerciais de trinta segundos. Estamos muito distraídos para
terminar de ler os livros que começamos. Selecionamos nossos líderes políticos com base em
aparência e comportamento, e em suas respostas inteligentes, se vazias, a
questões substantivas. Quando solicitado a discutir as questões mais significativas de
naquele dia, a maioria de nós demonstra apenas conhecimento superficial de - ou interesse
em assuntos que moldam o mundo. No entanto, armado com profundidade e preocupação mínimas,
formamos milhares de impressões duradouras que servem de base para as
tomada de decisão na maioria das áreas de nossas vidas.

Não é de surpreender, portanto, que as pessoas sem igreja tenham formado tanto
percepções da fé em geral, do cristianismo, das igrejas e dos
Cristãos Infelizmente, algumas dessas imagens impedem um
capacidade de ir à igreja cristã de se conectar com os sem igreja em um
maneira significativa e potencialmente capaz de mudar a vida.

Imagens de Fé

Page 47

Pessoas sem igreja brigam pouco com a noção de fé. Dois terços
dizem que são pessoas espirituais e mais da metade (57%) dizem que
a fé religiosa é muito importante em suas vidas hoje. [7] Cerca da metade também afirma
estar buscando ativamente algo melhor espiritualmente do que eles
experiente até o momento. Quarenta por cento dos jovens adultos sem igreja falam sobre
a fé importa com os amigos e a família durante uma semana típica.

Poucas pessoas sem igreja são anti-religiosas ou abrigam animosidade em relação a Deus; a
sem igreja são mais desinteressados ou não impressionados com a fé do que hostis
para isso. (No entanto, com cada novo escândalo da igreja espalhado pelas manchetes, eles
são menos inclinados a ver valor em uma comunidade de fé cristã.) Uma grande
a maioria dos sem igreja tem percepções positivas de Jesus, mas a maioria tem
não considerou profundamente o impacto de sua vida, ministério, morte e ressurreição
deve fazer em seu modo de vida.

Imagens do cristianismo

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 30/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Embora praticamente todas as pessoas sem igreja (99%) estejam cientes de


Cristianismo - lembre-se, quase dois terços ainda se consideram
Cristãos, e três quartos eram anteriormente igreja - apenas três
dez têm uma visão muito favorável da fé cristã, e um igual
proporção mantém uma visão desfavorável. Apenas 30% dos sem igreja
Acreditamos que é desejável ser conhecido como cristão na sociedade americana hoje.
Enquanto apenas uma porcentagem um pouco maior de pessoas mantidas tem essa visão
(38%), os frequentadores de igrejas estão mais dispostos a reverter o sentimento do público e
abraçar sua identidade cristã. Os sem igreja tendem a ver as coisas
diferentemente. Sem um sentido definitivo de que participar de uma igreja cristã
igreja é valiosa, os sem igreja podem encontrar vontade de se conectar
mais profundamente com a fé é inibida pela imagem negativa dos cristãos
na cultura contemporânea.

Adicionando combustível ao fogo, a maioria dos sem igreja concorda que


“O cristianismo não é mais a fé que os americanos aceitam automaticamente como
sua fé pessoal. ”A impressão de que o cristianismo está em declínio é
cada vez mais mantida por pessoas com e sem igreja. Numa sociedade
onde reputação e imagem contam tanto, convencendo pessoas de fora a
alinhar com um grupo de pessoas que estão perdendo popularidade e confiança do público é um
desafio genuíno.

Page 48

Imagens de Igrejas

Como vimos, a maioria dos adultos sem igreja costumava ser animada. Eles se separaram
empresa com suas igrejas por várias razões, mas por mais de quatro
dos cinco evitadores da igreja, a decisão foi consciente e intencional.
Motivá-los a retornar não é uma tarefa pequena.

{Insira o gráfico de barras, "Reconhecimento de grupos religiosos", possivelmente como barra lateral por
o seguinte parágrafo}

Impressões de adultos sem igreja sobre denominações e cristianismo

Impressão favorável

Grupo denominacional ciente muito um pouco

católico 94% 18% 27%

Batista 93 21 33

metodista 90 16 39.

Mórmon 88 8 22

presbiteriano 84 10 33
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 31/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Luterana 79 13 28.

cristandade 99 29 40.

Page 49

Denominational Desfavorável Ciente, mas não Não


grupo impressão opinião consciente

católico 33% 15% 6%

Batista 14 23 7

metodista 9 26 10

Mórmon 31 27 12

presbiteriano 9 32. 16

Luterana 11 27 21

cristandade 27 3 1

Fonte: Barna Group, OmniPolls 1-11 e 1-12, realizado em janeiro de 2011


e janeiro de 2012; A amostra incluiu 1.535 adultos sem igreja e 2.112
adultos churched

Os nomes e identidades denominacionais de várias igrejas não surgem


fácil de entender entre pessoas sem igreja. Quando solicitado a identificar todos os
denominações ou grupos religiosos que eles conseguiam se lembrar, eles eram realmente
maior probabilidade de listar grupos não-cristãos - judaísmo (23%), islã (21%)
por cento), budismo (10 por cento), mormonismo (10 por cento) e hinduísmo
(5%) - do que os principais grupos cristãos. Entre os corpos cristãos
nomeado, o catolicismo liderou o grupo (46%), seguido pelo rótulo genérico
"Cristianismo" (40%). Denominações específicas lembradas foram

Page 50

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 32/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Batista (18%), Luterana (6%), Metodista (6%),


Presbiteriana (4%) e Pentecostal ou Quadrangular (3%). Como
mostrado na tabela, a percepção das pessoas sem igreja sobre esses grupos cristãos
variada, com a igreja católica (33%) e a igreja de jesus
Cristo dos Santos dos Últimos Dias, ou Mórmons (31%), liderando o
categoria desfavorável e metodistas (55%), batistas (54%),
Presbiterianos (43 por cento) e luteranos (41 por cento) liderando o
favoráveis.

Nossas pesquisas revelam que cerca de um quarto (24%) da população sem igreja
acredite que a experiência típica da igreja é chata ou cansativa. Além disso, eles
não vejo a igreja como um local de comunidade significativa. Pessoas sem igreja
são 40% mais propensos a dizer que os cultos da igreja pareciam “um
grupo compartilhando o mesmo espaço em um evento público, mas não um grupo de pessoas
que estavam conectados um ao outro de qualquer maneira real "do que dizer que os serviços pareciam
como “um grupo unido na crença, que cuida e cuida de
de maneira prática. ”Os subgrupos com maior probabilidade de relatar esse tipo
de desconexão dentro da comunidade religiosa são adultos com menos de trinta anos,
liberais e hispânicos.

Os sem igreja não são completamente dependentes de igrejas, mas com certeza não são
cortando-os com muita folga. Considere estes resultados da pesquisa:

Solicitado a identificar o que as igrejas poderiam fazer para contribuir para o


bem comum da comunidade, poucos mencionam as atividades que a maioria das igrejas
especialização em: ensino, adoração e evangelização. Quase todo o
as atividades que descrevem concentram-se no serviço: alimentar os necessitados (30
por cento), fornecendo moradia para os sem-teto (18 por cento), mantendo
crianças fora das ruas (11%), fornecendo aconselhamento e apoio
grupos (11%) e vestir os pobres (11%). Mais
pessoas sem igreja recomendam aceitar crenças não-cristãs como
legítimos (11%) e aceitar os outros em vez de julgá-los (7
por cento) do que recomendar as atividades que a maioria das igrejas realiza regularmente
dentro.
Seis em cada dez afirmam ter maior probabilidade de desenvolver crenças religiosas em
próprias do que adotar uma série de crenças ou uma visão de mundo ensinada por um
Igreja.

Page 51

Relativamente poucos dos manifestos manifesto interesse em retornar a um


igreja ou mesmo investigando as igrejas disponíveis. Um terço diz que são
“Completamente aberto a realizar e buscar sua fé em um
ambiente ou estrutura que difere da igreja típica ”.

Todos esses dados nos levam a um exame direto das razões pelas quais a igreja sem igreja
evite igrejas cristãs. O maior problema é uma falta de valor percebida. Dentro
sociedade orientada para o consumidor, o valor é um grande problema - uma variação sobre “o que
você fez por mim ultimamente? ”Quase metade das pessoas sem igreja atribui
a falta de comparecimento da igreja à falta de valor. (Esta figura é a
soma daqueles que dizem que não têm interesse, não têm razão, estão muito ocupados,
podem praticar a fé em casa e não encontraram uma igreja que gostem. Esses são
maneiras diferentes de expressar que o envolvimento da igreja até agora provou ser
pouco valor para suas vidas.)

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 33/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Razões que a Igreja Sem Igreja Evita

Não interessado; é muito chato 15%

Nenhuma razão particular; apenas preguiçoso; não tenho


13 certeza

Muito ocupado; tem outras obrigações 11

Eu não sou cristão 10

Eu não acredito em Deus / Jesus 10

Cristãos são hipócritas; eles não são genuínos 9

Posso adorar / orar / praticar fé em casa 6

Page 52

Estou desiludido com a religião organizada 5

Tenho crenças diferentes (cristãs) do que elas 4

Tudo o que as igrejas querem é meu dinheiro 4

Eu não encontrei um que eu gosto / me sinto confortável com 3

Eles são muito controladores / julgadores 3

Estou limitado por problemas de saúde 3

Fonte: Barna Group, OmniPoll 1-13, realizado em janeiro de 2013; amostra


incluiu 898 adultos sem igreja

Quando pedimos às pessoas sem igreja que se lembrassem do culto mais recente da igreja
compareceram, menos de um em cada dez conseguiu identificar qualquer
experiência que consideraram perspicaz, valiosa, útil ou memorável.
(Entre pessoas animadas, cerca de um terço identificou algo útil de
experiência mais recente.) Tendo em vista essas decepções, é
É compreensível que retornar para mais experiências da igreja possa não parecer
particularmente interessante para os sem igreja.

Reflexões sobre as imagens de igreja e cristianismo das igrejas


https://translate.googleusercontent.com/translate_f 34/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Poucos de nós têm um controle firme da realidade "real". Ou seja, nosso senso de realidade é
amplamente moldada - mediada - pela mídia. Uma combinação de pessoal
experiências e representações da mídia formam a visão de mundo do americano médio
e percepção da realidade. Infelizmente, a representação da mídia nas igrejas é
muitas vezes negativos, com grupos marginalizados ou escândalos éticos sendo os mais divulgados.
Um grande desafio para as igrejas locais é o conflito entre seu desejo de
neutralizar retratos negativos da mídia e seu desejo de agir com

Page 53

humildade, em vez de perseguir elogios pelas boas obras de seu ministério. este
conflito criou um ambiente onde o bom trabalho e esforços amorosos
das pessoas da igreja muitas vezes passam despercebidas, enquanto toda e qualquer coisa negativa
torna-se a “notícia” na qual as pessoas baseiam suas imagens duradouras das igrejas
e cristianismo. Quando pessoas sem igreja tiveram resultado negativo ou sem valor
experiências pessoais da igreja, neutralizar essas impressões se torna
duplamente difícil.

Uma maneira de mudar a mente das pessoas sobre sua igreja é fazer as coisas e
para sua comunidade que são valiosos, visíveis e memoráveis. Churched
as pessoas têm visões mais favoráveis do valor da igreja porque têm
pessoalmente experimentou a satisfação espiritual e a realização relacional
que vêm com o envolvimento em uma comunidade saudável de fé. No capítulo 14
veremos mais detalhadamente as diferentes maneiras pelas quais as igrejas fornecem valor para
as pessoas envolvidas neles. Mas por que esperar que pessoas sem igreja participem
sua igreja para oferecer a eles uma experiência valiosa? A mídia é implacável
ataque contra comunidades de fé só é crível quando concorda com um
experiência em primeira mão da pessoa. O que a sua igreja oferece às pessoas
pessoas sem igreja que são valiosas demais, significativas demais para serem ignoradas?

Visão de futuro

• O que mais te surpreendeu sobre a percepção das pessoas sem igreja sobre
Cristianismo e igrejas cristãs? Por quê?

• O que você acha da lacuna entre as prioridades da maioria das igrejas


(ensino, adoração, evangelismo) e no que as pessoas sem igreja acreditam
as igrejas devem priorizar (atender às necessidades práticas da comunidade)?
Você acha importante fechar essa lacuna? Por que ou por que não?

• Qual é um serviço ou ministério em andamento que sua igreja pode oferecer a


sua comunidade que é valiosa, visível e memorável? Que obstáculos
deve ser superado para lançar e sustentar tal ministério? Como você vai
enfrentar esses desafios?

Page 55
54

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 35/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

FAZENDO FÉ

Os comportamentos religiosos de pessoas sem igreja

Por definição, os sem igreja não comparecem aos cultos da igreja - mas isso
não significa que eles tenham abandonado todas as atividades de fé. Grande parte de seus religiosos
atividade é realizada em particular ou realizada dentro de sua família ou círculo de
amigos.

A Bíblia

Embora muitas pessoas sem igreja tenham pouca fé na Bíblia, como iremos
veja no próximo capítulo, uma das atividades mais comuns relacionadas à fé que eles
participar é ler a Palavra de Deus. A maioria dos adultos sem igreja possui uma Bíblia, e
milhões deles leem regularmente. Eles não podem defender a inerrância do
Escrituras, mas quase metade delas acredita que pelo menos uma parte da
O conteúdo da Bíblia é defensável e valioso.

Mas possuir um livro, lê-lo ocasionalmente e captar o conteúdo é tudo


assuntos diferentes. Temos duas pistas de que os sem igreja não estão bem
educado em conteúdo bíblico. A primeira são as muitas crenças não-bíblicas que eles
porto, que veremos em mais detalhes no capítulo 6. Por exemplo, grandes
muitos deles acreditam que Jesus era um pecador. A maioria não acredita em Satanás
existe ou que um espírito maligno influencia a vida das pessoas. A maioria é cética
sobre a natureza de Deus e não compre a noção de que ele é um sobrenatural,

Page 56

ser perfeito e dominante. Eles leram as histórias e sabem muito sobre


o conteúdo, mas muitos não adotam esses ensinamentos como fato.

A segunda pista, revelada pelos dados do Barna Group, acompanha desde 2011, em
parceria com a Sociedade Bíblica Americana, é que apenas um em cada dez
afirma ter lido a Bíblia inteira. Embora isso não seja incomum - a maioria
as pessoas eclesiásticas ainda precisam fazê-lo - as eclesiásticas são um terço
Tão provável quanto os alegres tenham lido todos os sessenta e seis livros das Escrituras. isto
é provável que isso contribua para algumas de suas confusões teológicas.

Quando pedimos às pessoas para identificar a fonte de informação que é mais


útil quando eles estão se esforçando para responder a perguntas desafiadoras sobre
questões de fé, apenas um quarto dos sem igreja mencionou a Bíblia como
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 36/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

sua melhor fonte. Isso é metade da frequência com que a Bíblia foi mencionada por
adultos churched.

Podemos concluir que, embora os americanos sem igreja provavelmente possuam um


Bíblia e, tendo passado algum tempo lendo, geralmente não são
atraídos ou compelidos pelo que foram expostos na obra de Deus
Palavra. Para alguns, isso ocorre devido à falta de ferramentas para interpretar o conteúdo.
Talvez eles estejam confusos sobre as diferentes interpretações que ouviram em
várias igrejas. Talvez eles possuam uma tradução difícil de entender.
Alguns deles simplesmente ignoram a Bíblia porque não foram expostos
para aplicações práticas. Há muitas razões pelas quais as pessoas sem igreja não
aprecie a Bíblia. O ponto principal é que a Bíblia é geralmente aceita como
literatura religiosa legítima, mas não como um recurso da vida útil.

Relacionando-se com Deus

A maioria dos adultos sem igreja (58%) ora a Deus durante uma típica
semana. Para a maioria, é uma conversa de mão única: seis em cada dez dizem que
não acredite que Deus fale com eles. Cerca de um sexto estão certos de que Deus fala
para eles, com o quarto restante não tendo certeza, mas aberto à possibilidade.

Aqueles que acreditam que Deus fala diretamente a eles atribuem vários métodos de
comunicação com ele. Mais comuns são as crenças que ele influencia
mente ou emoções (35%) e que ele fornece sinais (30%).
Um pouco menos comuns são circunstâncias milagrosas ou inexplicáveis (25).

Page 57

por cento); orientação específica dada a eles por outras pessoas, como canal de
Direção de Deus (25%); uma Bíblia pontiaguda e pessoalmente significativa
passagem (24 por cento); ensino ou pregação pessoalmente relevante (20)
por cento). Menos frequentes são passagens pessoalmente significativas, lidas de um livro
além da Bíblia (17 por cento) e vozes ou sussurros audíveis (16
por cento).

O silêncio percebido de Deus pode estar relacionado ao fato de que apenas um terço
dos sem igreja têm o que consideram um relacionamento ativo com
Deus que influencia a vida deles hoje. As palavras que eles usam para descrever isso
relacionamento, no entanto, estão dizendo:

Importante para você: 95%


Satisfação: 90%
Crescendo mais fundo: 73%
Íntimo: 57%
Inconsistente: 35%
Impessoal: 32%
Raso: 16%

É preciso se perguntar por que, se o relacionamento deles com Deus já é tão


satisfatório, esse subconjunto dos não-religiosos consideraria participar de um
igreja local - a menos que uma comunidade de fé possa mostrar como a igreja
envolvimento pode aumentar a intimidade, constância e profundidade de um
relacionamento com Deus. (A propósito, a maior diferença entre os
descrições oferecidas por pessoas organizadas e não organizadas de sua conexão
para Deus é que os frequentadores da igreja têm dezessete pontos percentuais mais

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 37/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

reivindicar intimidade com Deus.)


Adultos sem igreja tendem a não investir muita energia no aprofundamento de suas
relacionamento com Deus. De longe, o esforço mais comum é ter um tempo de
prolongado silêncio e solidão com Deus, algo que um terço da
sem igreja dizem que sim. Um em cada quatro diz que se envolve em
adoração diária. Um em cada cinco planejou um período de foco prolongado
reflexão espiritual. Um em cada seis assumiu tempos planejados de foco,
oração prolongada. Um em cada oito ocasionalmente confessa pecados, verbalmente, para
outra pessoa. Menos de um em cada dez se envolve em intenso estudo da Bíblia ou em um
comida significativa rapidamente.

Page 58

Expressão religiosa

A oração e o culto particulares não são as únicas maneiras pelas quais os adultos sem igreja expressam
espiritualmente. Dois terços dos sem igreja admitem que durante o
no mês passado, eles tentaram várias coisas para expandir sua fé
compreensão e maturidade. Alguns desses esforços são comparativamente
comum; além de orar e ler a Bíblia, discutir assuntos de fé
com familiares e amigos e assistindo a programas religiosos de TV lideravam a lista.
Tentativas menos comuns de crescer espiritualmente estavam ouvindo Christian
música, meditando, buscando aconselhamento, lendo livros espirituais e
gastando tempo apreciando a natureza. Um terço dos sem igreja não fez nada
para promover sua espiritualidade.

Um dos resultados mais desanimadores da pesquisa é que seis em cada dez


adultos sem igreja admitem que a fé que possuem hoje não é diferente de
sua maturidade espiritual quando eram crianças. Em média, isso significa que eles
não cresceram muito, se é que houve, em mais de três décadas - um período que
pode ter incluído anos de envolvimento da igreja.

Reflexões sobre comportamentos religiosos

Assistir aos cultos da igreja é apenas um dos muitos empreendimentos espirituais que as pessoas
empreender. Assumir que pessoas sem igreja são irreligiosas ou não têm
A dinâmica espiritual é entender mal muitos deles. E isso falso
Essa suposição afeta nosso potencial de nos conectarmos com os sem igreja.
Assumir que eles estão espiritualmente falidos só nos tornará ofensivos para eles.

Outro fator a considerar é que um terço de todos os adultos sem igreja são
ex-católicos que dizem não considerar voltar ao católico
Igreja. Eles mantêm crenças em Deus, Jesus, a Bíblia e outros elementos de
Cristianismo, mas hesitam em mudar sua lealdade para uma igreja protestante,
o que não é familiar ou até assustador para muitos deles. Andando com estes
crentes em uma conexão com uma igreja local ou uma reconexão com um
A paróquia católica exige sensibilidade, confiança, paciência e compreensão -
e a oferta de uma razão irresistível para buscar essa conexão.

Certamente outra barreira que enfrentamos é a letargia espiritual de muitos


pessoas sem igreja. Eles estão ausentes da igreja há anos; a maioria

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 38/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 59

falharam em amadurecer. E libertar-se da inércia é difícil. Eles devem


encontrar uma razão convincente para fazê-lo, uma visão inspiradora do que são
ausência de. Sua comunidade de fé está lançando - e vivendo - uma visão
entre os sem igreja em seu bairro ou cidade?

Visão de futuro

• O que mais o surpreende sobre os muitos comportamentos religiosos praticados


por pessoas sem igreja? Por quê?

• Como sua igreja ajuda as pessoas a aumentar a intimidade, constância,


e profundidade de seu relacionamento com Deus? Como você pôde se comunicar
esses benefícios para pessoas sem igreja?

• Como sua igreja está lançando e vivendo uma visão cristã


comunidade que inspira as pessoas a se conectarem? O que você poderia fazer melhor?

Page 61
60

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 39/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

O Credo dos Crédulos

As crenças religiosas que definem a fé das pessoas sem igreja

Como vimos, uma grande maioria dos adultos sem igreja dos Estados Unidos tem
experiência considerável com o cristianismo e igrejas cristãs. Somente
cerca de um em cada dez dos sem igreja foi criado sem um período significativo
frequência de igreja, e a maioria teve um período de envolvimento na igreja durante
seus anos adultos também. A maioria de suas experiências ocorreu em muitas
consideram “igrejas cristãs tradicionais” - não necessariamente a
principais denominações históricas, mas as “principais marcas” da moderna
Cristandade. Dois terços vêm de Assembléias de Deus, Batista, Católica,
Antecedentes metodistas, luteranos ou presbiterianos.

Dada essa experiência, o que eles aprenderam e adotaram com a exposição a


Cristianismo baseado na igreja? Muitas de suas crenças religiosas fundamentais
foram nascidos, desenvolvidos ou reforçados pelas igrejas em que foram
envolvido com ao longo da sua vida. Que mistura de crenças eles tiraram
dessas experiências?

Crenças sobre Deus

Deus tem uma reputação medíocre com milhões de americanos. Quando solicitado a
escolher entre uma série de possíveis descrições de Deus, quatro em cada cinco
pessoas confusas selecionam o “criador perfeito onisciente, onipotente e perfeito do

Page 62

universo que ainda hoje governa o mundo. ”Contudo, menos da metade dos
sem igreja, escolha essa descrição. Outras visões da natureza de Deus - nenhuma
que é mais popular por si só do que a descrição ortodoxa - são
juntos mais amplamente aceitos pela visão sem igreja que pela visão bíblica.
Um quinto das pessoas sem igreja afirma que "deus" se refere a "um estado de
consciência superior que uma pessoa pode alcançar ”; um em cada sete diz que há
nenhum deus; uma em cada dez afirma que Deus “se refere à realização total de
potencial pessoal e humano ”; 4% argumentam que “existem muitos deuses, cada um
com poder e autoridade diferentes ”; outros 7% afirmam que “todos
é Deus"; e os 3% restantes dizem que não sabem se Deus existe ou
como caracterizar quem ou o que Deus é.

Como os sem igreja percebem a natureza de Deus

Porcentagem de adultos americanos sem igreja

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 40/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Fonte: Barna Group, OmniPoll 1-14, realizado de janeiro a fevereiro de 2014;


N = 945 adultos sem igreja

{Insira o gráfico de pizza “Como os sem igreja percebem a natureza de Deus”}

Page 63

Os segmentos sem igreja são menos propensos a ter um entendimento bíblico de


A natureza de Deus é a mais jovem, a mais instruída, a mais liberal e
Asiático.

A certeza sobre a existência de Deus também não é muito difundida. Menos


mais de quatro em cada dez adultos sem igreja têm 100% de certeza de que Deus existe.
Numa escala de cem a cem, representando seu nível de certeza sobre
a existência de Deus, conforme descrito nas Escrituras, a “certeza
pontuação ”foi de 68. Metade se colocou em 90 ou mais na escala. Para o
por uma questão de contexto, três quartos dos churched disseram que são 100%
certo sobre a existência do Deus de Israel. Em média, churched
as pessoas pontuaram 92 na escala e 84% colocaram
90% ou mais.[8]

Jesus Cristo é outra fonte de confusão entre os sem igreja. Apenas metade
deles têm uma opinião forte sobre ele de um jeito ou de outro. Três de
dez concordam firmemente que “quando ele viveu na terra, Jesus Cristo era humano e
pecados cometidos, como outras pessoas cometem. ”Um número um pouco menor (23
por cento) discorda totalmente dessa caracterização de Cristo. O resto,
aproximadamente metade do grupo, não estão decididos sobre o que fazer com o suposto
santidade do Filho de Deus. Os adultos sem igreja com maior probabilidade de argumentar
que ele viveu uma vida sem pecado são negros, nascidos de novo e aqueles que residem no
estados vermelhos. No entanto, apenas uma minoria em cada um desses grupos negou veementemente
que Jesus Cristo era um pecador.

Dadas as opiniões deles sobre Deus e Jesus, não é de surpreender que a terceira pessoa
da Trindade também se sai mal. Enquanto cerca da metade dos sem igreja
ou não tinham opinião ou uma opinião fraca sobre a natureza do Espírito Santo,
a visão predominante era a de que “o Espírito Santo é apenas um símbolo da obra de Deus
poder ou presença, mas não é uma entidade viva. ”Mais de um terço dos
sem igreja abraçaram fortemente essa descrição, enquanto apenas 14%
rejeitou fortemente.

Vistas sem igreja da Trindade

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 41/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 64

{Insira o gráfico de barras “Reações sem Igualdade à Trindade”}

Crenças sobre o Mal

Um tema central da teologia cristã descreve a guerra entre o bem e o


o mal liderado por Deus contra Satanás. É quase impossível lutar e ganhar um
batalha quando você não conhece seu inimigo, ou nem sequer acredita que há um
inimigo - mas esse é precisamente o desafio do cristianismo americano
hoje. Poucos adultos sem igreja aceitam a idéia de uma vida espiritual
sendo conhecido como Satanás. Nossa pesquisa mostra consistentemente que dois terços (65
por cento) das pessoas sem igreja acreditam que Satanás não é um ser vivo, mas apenas um
símbolo do mal.

De fato, todo o conceito de influência espiritual negativa não ressoa


muito profundamente com os sem igreja. Por exemplo, menos de um em cada quatro
acredita firmemente que um ser humano pode estar sob a influência de
forças, como demônios ou espíritos malignos. Essa ideia de influência intermediária
não se encaixa bem na visão de mundo de uma pessoa auto-suficiente e
mina o senso de poder e controle que a maioria dos americanos se esforça para
manter.

Representações em preto e branco de um Deus santo em guerra com um Satanás banido e maligno
pois as almas das pessoas caem principalmente em ouvidos surdos entre os sem igreja. Somente
um terço acredita que as pessoas devem escolher um lado ou outro - Deus ou

Page 65

Satanás - porque não há posição intermediária. Americanos são geralmente


confortável com tons de cinza na maioria das dimensões da vida, e os espirituais
dimensão não é exceção.

Intimamente relacionado à idéia de uma batalha entre o bem e o mal, está o conceito
de como Deus interage com o nosso sofrimento. Consistente com o seu
rejeição da maioria das coisas sobrenaturais, os sem igreja não compram
noção de que Deus está ciente, sente e compartilha sua dor. Apenas um terço
acredite que Deus tem tanta empatia. Um quinto acredita que Deus pode ser
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 42/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

ciente de sua dor, mas não aceita a idéia de que ele a sente ou a compartilha
eles. Outro quinto diz que Deus é totalmente alheio a qualquer dor que sentimos.
Cerca de 15% descartam toda a discussão dizendo que não acreditam
Deus existe, e 11% dizem que não têm ideia.

Crenças sobre a vida após a morte

Uma das ênfases dominantes das igrejas protestantes é abordar o que


acontece depois que uma pessoa morre. As igrejas evangélicas, em particular, enfatizam a
importância de aceitar Jesus Cristo como Salvador pessoal, que fornece
garantia sobre o destino eterno de alguém. A maioria dos americanos, no entanto, e
especialmente a maioria dos adultos sem igreja, não compartilham o evangelho
preocupação com a salvação eterna. Dadas suas visões teológicas sobre Deus
e Jesus Cristo, e a rejeição da noção de que uma guerra sobrenatural é
ocorrendo pela lealdade de suas almas, não surpreende que
adultos sem igreja são indiferentes à importância e aos meios de salvação.

Como mostra a tabela na página a seguir, um pouco mais de um terço da


sem igreja dizem que fizeram um compromisso pessoal com Jesus Cristo que
ainda é importante em suas vidas hoje. (Isso é metade do número de churched
adultos.) O compromisso é mais provável entre aqueles com mais de cinquenta
anos de idade, sem diploma universitário, são casados, são negros, descrevem
conservadores sociopolíticos e residem nos estados vermelhos.
Digno de nota pela falta de tal compromisso são os adultos sem igreja que
são asiáticos (17%).

Quinze por cento dos sem igreja acreditam que depois que morrerem, irão para
céu porque eles confessaram seus pecados a Jesus e o aceitaram como
seu Salvador. Nós rotulamos esse grupo de “cristãos nascidos de novo”. A maioria dos

Page 66

aqueles que assumiram um compromisso pessoal com Cristo, no entanto,


outros pontos de vista sobre o seu destino final. Sete por cento dos sem igreja
que estão comprometidos com Cristo admitem que não têm idéia de onde
acabará após o tempo na terra. Cinco por cento acreditam que,
independentemente do seu compromisso com Cristo, eles irão para o céu porque
eles são “uma boa pessoa”. Grupos menores afirmam que irão para
céu após a morte porque "Deus ama todas as pessoas e não deixa que elas
perecer ”(3%) ou que eles ganharam sua salvação fazendo suas
melhor obedecer aos Dez Mandamentos (1%).

Os sem igreja e a salvação: o que eles acreditam que acontecerá depois


Eles morrem

Não se comprometeram pessoalmente com Jesus Cristo 61%

Assumiram um compromisso com Cristo E acreditam que irão para o céu


15
porque eles confessaram seus pecados e aceitaram Jesus como seu Salvador

Assumiram um compromisso com Cristo E acreditam que irão para o céu


5
porque eles são basicamente uma boa pessoa

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 43/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Assumiram um compromisso com Cristo E acreditam que irão para o céu


1
porque eles fizeram o possível para obedecer aos Dez Mandamentos

Assumiram um compromisso com Cristo E acreditam que irão para o céu


3
porque Deus ama todas as pessoas e não as deixa perecer

Assumiram um compromisso com Cristo E não sabem o que


7
acontecer com eles depois que morrem

Assumiram um compromisso com Cristo E possuem alguma outra crença 2

Page 67

Fonte: Barna Group, OmniPoll 1-14, janeiro-fevereiro de 2014; N = 945


adultos sem igreja

De fato, apenas um em cada cinco adultos sem igreja concorda fortemente que uma pessoa
não pode ganhar seu caminho para o céu. A maioria afirma que o céu é
disponível para quem “geralmente é bom ou faz coisas boas o suficiente para
outras pessoas. ”Essa é uma mentalidade clássica de salvação e se encaixa
confortavelmente com o espírito americano autossuficiente; talvez também
reflete um desejo de inclusão. As mulheres são mais propensas que os homens a
abraçar esse pensamento, juntamente com aqueles que foram criados em
principais igrejas protestantes.

Apenas 15% dos sem igreja concordam que têm uma responsabilidade pessoal
introduzir outras pessoas em suas crenças religiosas - um processo que as igrejas chamam
evangelismo. Por duas vezes muitos concordam que é importante ter "ativos,
relacionamentos saudáveis com pessoas que pertencem a crenças religiosas que não
aceite as crenças centrais da sua fé. ”Dado que a fé deles é tão flexível
abertos a mudanças, seu objetivo para essas associações pode ser menos
evangelístico e mais relacional do que é o caso entre a maioria dos evangélicos.

Compromissos espirituais pessoais

Com base em suas crenças religiosas, as pessoas podem ser agrupadas em vários
maneiras. O Barna Group foi pioneiro em várias abordagens de classificação para
determinar onde as pessoas estão em um continuum religioso específico.

Uma dessas estratégias é dividir as pessoas em um dos cinco grupos: evangélicos,


cristãos não evangélicos nascidos de novo, cristãos fictícios, adeptos de
crenças não-cristãs e céticos.

Para serem incluídas na categoria de nascidos de novo, as pessoas devem dizer que fizeram
um compromisso pessoal com Jesus Cristo que ainda é importante em suas vidas
hoje, e acredito que quando morrerem, irão para o céu porque
confessaram seus pecados e aceitaram Jesus Cristo como seu Salvador.

Quem atende aos critérios de "nascer de novo"?

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 44/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 68

Porcentagem de todos os adultos nos EUA

Fonte: Barna Group, OmniPoll 1-14, janeiro-fevereiro de 2014; N = 945


adultos sem igreja

{Insira o gráfico de barras “Quem atende aos critérios de“ nascer de novo ””}

Evangélicos são aqueles que não apenas satisfazem os critérios do nascimento de novo, mas também
atendem a outros sete padrões que estão de acordo com a declaração de crença do
Associação Nacional de Evangélicos. [9] Sob a rubrica do Barna Group, todos
evangélicos nascem de novo, mas nem todas as pessoas nascidas de novo são evangélicas
(de fato, apenas um em cada cinco se qualifica). Claro, só Deus sabe
genuinamente nascido de novo, portanto, este não é um esforço para julgar, mas simplesmente para
classifique para que os líderes do ministério possam tomar decisões informadas de divulgação.
Da mesma forma, classificar alguém como evangélico é simplesmente um
construir; a Bíblia não usa o termo. Fazemos não as pessoas classificam como nascidos
novamente ou cristãos evangélicos porque eles atribuem esse rótulo a si mesmos.
Nosso teste de auto-classificação revelou apenas uma fraca correlação
entre a auto-identificação e os fundamentos teológicos que justificam
esse rótulo. No geral, apenas 2% dos sem igreja encontram o evangélico
critérios e mais 14% nascem de novo, mas não são evangélicos -
perfazendo um total de 16% sem igreja, mas nascidos de novo. Vamos olhar
mais de perto nessas pessoas no próximo capítulo.

Page 69

O maior segmento de orientação cristã é a categoria “nocional”. Esses são


indivíduos que se identificam como cristãos, mas não conhecem os nascidos
novamente critérios. Eles representam quase metade dos sem igreja: 47%.

Os demais segmentos incluem pessoas alinhadas com um grupo religioso


isso não é cristão. Estes compõem 12% dos sem igreja
comunidade, composta por judeus (4 por cento), pessoas afiliadas ao Leste
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 45/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

religiões (incluindo budismo, hinduísmo, taoísmo, etc .; 4%),


Muçulmanos (2 por cento) e outro por cento de outras religiões. Não é
surpreendente que a grande maioria das pessoas com religiosos não-cristãos
alianças não freqüentam uma igreja, mas é interessante notar que muitos
também não participam de cultos ou eventos associados ao seu grupo religioso. Para
Por exemplo, 61% dos judeus não participaram de um evento religioso em um
sinagoga em mais de seis meses. Os números são ainda maiores para outros
grupos não-cristãos: 66% dos muçulmanos e 68% dos adultos
associados a religiões orientais não compareceram a cultos ou eventos em
sua comunidade religiosa.

O segmento final são os céticos, um grupo formado por ateus e


agnósticos. Seu número aumentou rapidamente nos últimos anos,
especialmente entre adultos com menos de trinta anos. Os céticos representam 25% de todos
adultos sem igreja na América. Não é de surpreender que mais de quatro em cada cinco
os céticos se qualificam como sem igreja.

Segmentação Espiritual dos Sem Igrejas

Page 70

Fonte: Barna Group, OmniPoll 1-14, janeiro-fevereiro de 2014; N = 945


adultos sem igreja

{Insira o gráfico de pizza “Segmentação espiritual dos sem igreja”}

Crenças sobre a Bíblia

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 46/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Daniel Hahn, pastor da Igreja da Igreja, em Ventura, Califórnia,


recontou esta história:

Estou pregando através de Colossenses agora. Recentemente, um 20-


algo que estava visitando realmente me levou para a tarefa nas Escrituras
exclusividade de Cristo. Ele disse: “Bem, se Colossenses ensina isso, então isso
apenas prova que a Bíblia é falsa. ”Pensei: Uau. . . essa é uma linha interessante
da lógica. Prova que a Bíblia é falsa? Incrível a que distância estamos do penhasco
caído.

A Bíblia é o livro mais vendido de todos os tempos; vende tantas cópias ano
após o ano, as listas de mais vendidos não se preocupam em incluí-la. No entanto, é mais do que um
livro. São as palavras, histórias e princípios de Deus preservados para e
apresentado aos humanos por seus melhores interesses e pela glória pessoal de Deus.
A Bíblia afirma que Deus inspirou as palavras escritas pelo ser humano
autores. [10] Mais documentação suporta a veracidade da Bíblia do que

Page 71

existe em apoio a qualquer outro documento antigo. Seu conteúdo provou ser
verdade ao longo dos séculos. É a peça de literatura mais estudada em
história humana e um dos livros mais respeitados do planeta.

Os sem igreja, no entanto, não ficam muito impressionados com o pedigree,


história ou importância da Bíblia. Sim, como vimos anteriormente, três quartos
tenha pelo menos uma Bíblia em sua casa. Sim, dois terços consideram que é
“Literatura sagrada”. Mas eles geralmente não a consideram única ou
confiáveis e relativamente poucos procuram viver de acordo com seus princípios.
Menos de um em cada quatro adultos sem igreja acredita firmemente que a Bíblia
“É totalmente preciso em todos os princípios que ensina.” Subgrupos provavelmente
duvidar da precisão da Bíblia são os adultos mais jovens, aqueles com
graus, aqueles criados na igreja católica, asiáticos e indivíduos que
sustentam principalmente opiniões liberais sobre questões sociais e políticas.

O debate sobre inerrância não tem muito interesse para os que não têm igreja. Somente
1/8 acredita que a Bíblia contém as palavras reais de Deus e deve
ser tomado literalmente, palavra por palavra. Outro em cada sete vê isso como o
Palavra de Deus inspirada, sem erros, mas incluindo algumas passagens
que são simbólicos, não literais. Um em cada seis diz que a Bíblia é a inspiração
Palavra de Deus, mas contém erros factuais e históricos. Um em cada dez
acredita que não é a Palavra de Deus inspirada, mas representa como aqueles que
escreveu o texto entendeu os caminhos e princípios de Deus. A maioria
Uma perspectiva comum entre os sem igreja (27%) é que a Bíblia é
“Apenas mais um livro de ensinamentos escritos por homens que contém histórias e
conselho ”. Quase um em cada dez sem igreja (8%) não sabe ao certo o que
fazer da Bíblia.

Os churched, não surpreendentemente, têm opiniões diferentes sobre a Bíblia. Como você
Como podemos ver nas duas primeiras respostas da tabela a seguir, adultos adultos
são muito mais propensos a considerar a Bíblia inerrante (72%) e
portanto, confiável. Tanto quanto qualquer outra coisa, essa diferença entre os dois
grupos podem ser os maiores responsáveis pela incapacidade dos
sem igreja para entender as perspectivas um do outro.

O que é a Bíblia?

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 47/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 72

Vista da Bíblia Churched Unchurched

A verdadeira Palavra de Deus; deve ser tomado literalmente,


33% 12%
palavra por palavra

A inspirada Palavra de Deus; não tem erros,


embora alguns versículos sejam simbólicos 39. 17
ao invés de literal

A inspirada Palavra de Deus; tem algum fato ou


14 17
erros históricos

Não inspirado por Deus, mas conta como os escritores da


5 13
A Bíblia entendeu os caminhos e princípios de Deus

Apenas mais um livro de ensinamentos escritos por homens que


4 32.
contém histórias e conselhos

Alguma outra visão da Bíblia 1 2

Não tenho certeza 3 8

Fonte: Sociedade Bíblica Americana “Estado da Bíblia”, conduzida por Barna


Grupo, janeiro de 2013 e janeiro de 2014; amostras combinadas de 1.897
sem igreja e 2.151 com igreja

A confusão geral sobre como ver a Bíblia é evidente em sem igreja


compreensão das pessoas de como se compara à literatura sagrada de
outras crenças. Quando perguntados se eles acreditam que “a Bíblia, o Alcorão e o Livro de
Mórmon são todas expressões diferentes das mesmas verdades espirituais ”, 15

Page 73

por cento concordaram fortemente e 20 por cento discordaram fortemente. Isso deixa o
grande parte dos sem igreja - quase dois terços - pagando suas apostas no
meio termo ou admitir que eles não sabem.

Crenças sobre Prioridades de Fé

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 48/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Talvez não seja surpreendente que os sem igreja e os sem igreja tenham
idéias dramaticamente diferentes sobre o propósito da vida e qual deve ser o
foco central da fé cristã.

Os churched e sem igreja diferem radicalmente em suas respostas a um


declaração sobre prioridades. A declaração que propusemos sugeria “o single,
O propósito mais importante da vida é amar a Deus com todo seu coração, alma,
mente e força. ”Isso, é claro, é retirado das palavras de Jesus registradas em
Marcos 12:30. Três quartos das pessoas da igreja concordam fortemente com isso
declaração, enquanto apenas 39% dos sem igreja concordaram. Homens jovens
adultos, diplomados, asiáticos, liberais e residentes dos estados azuis
eram todos menos propensos do que a norma a concordar.

Adultos sem igreja tiveram um tempo mais fácil concordando fortemente com um
declaração que mediu sua visão do cristianismo, em vez de necessariamente sua
perspectiva pessoal: “A prioridade mais importante da vida cristã é
esforce-se para ser uma pessoa boa e moral. ”Desta vez, 62% dos
comprado sem igreja, apenas alguns pontos percentuais a menos do que com igreja
pessoas.

A distância entre as respostas da igreja e essas afirmações aponta


nos a duas conclusões possíveis. Primeiro, os sem igreja não sabem ao certo o que
pense em Deus ou em como agir em relação a ele. Afirmando que amá-lo é o
maior objetivo da vida os forçaria a admitir que ele existe e ele
reina - e a maioria dos sem igreja ainda não está pronta para adotar esse
posição. Segundo, os sem igreja são propensos a pensar em religião em
geral, e o cristianismo em particular, como um conjunto de regras a serem seguidas.
Embora o cristianismo autêntico seja exatamente o oposto - é sobre ser
ao invés de fazer , e liberdade mais que regras - as percepções,
observações e experiência dos sem igreja não se alinham com esta
entendimento da fé.

Page 74

Além disso, o fato de que mais de três em cada cinco frequentadores da igreja
Os cristãos equiparam o cristianismo a uma lista de regras morais a serem seguidas.
preocupante - especialmente o fato de que eles concordaram que este é "o mais importante"
prioridade de seguir Jesus. Isso contraria o ensino cristão de que
diz que nossa capacidade de seguir regras não é o que nos torna justos diante de Deus
(Ver Romanos 4: 5 ou Efésios 2: 8-9). É fascinante que haja tão pouco
distinção entre os sem igreja e sem igreja nessa questão. Como nós
veremos no capítulo 14, milhões de cristãos abraçar a justiça própria
atitudes e incorporam ações legalistas. Isso nos lembra que, mesmo quando
preocupação com a un justiça na sociedade, temos que nos preocupar
com justiça própria dentro da igreja.

Reflexões sobre crenças fundamentais

Para muitas pessoas sem igreja, frequentar uma igreja parece se tornar um
participante ativo de um clube ou organização cujo objetivo central é
celebrar e promover um líder que nunca visitou o grupo e não está
vivo; que é baseado em uma filosofia de vida que foi escrita milhares de anos
atrás em uma cultura muito diferente; e cujos valores centrais são frequentemente
incompreendido ou mesmo ignorado por outros membros. Quão difícil, com estes
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 49/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

suposições, para ver como é desejável pertencer a uma igreja local ou mesmo
razoável.

Os cristãos baseiam sua fé e comportamentos relacionados na Bíblia. Muitos


pessoas sem igreja vêem a Bíblia como qualquer outro livro de histórias ou auto-ajuda
eles podem encomendar na Amazon. Porque eles não confiam na confiabilidade e
autenticidade das Escrituras, não há muita chance de que eles adotem suas palavras
como verdade absoluta. Eles podem apreciar parte de seu conteúdo mais conhecido -
a Regra de Ouro ou alguns dos Dez Mandamentos, por exemplo - mas
muitos estão longe de estar convencidos de que, juntos, é um guia de vida e
palavra transformacional de Deus.

Os adultos sem igreja tendem a lutar com a realidade do sobrenatural. Eles


não estão preparados para adorar a Deus, não têm certeza de que existem, comprometem-se a
Salvador de que não estão convencidos de que precisam, ou buscam orientação de um Espírito
eles acreditam que é um símbolo literário. Os frequentadores da igreja podem argumentar que assistir a um
igreja apresentaria pessoalmente os sem igreja às pessoas do
Trinity, mas a maioria das pessoas sem igreja "esteve lá, fez isso" e

Page 75

se afastou não convencido. Eles geralmente não acreditam que Deus está no
trincheiras conosco, sentindo nossa dor e compartilhando nosso sofrimento. A maioria chama o
tiros para sua própria vida, e só eles lidam com as consequências. Eles
geralmente não são gratos pelo que Cristo realizou na cruz
porque a maioria não se vê como pecadora necessitando de um Salvador. Eles
pode aceitar Deus como o Criador do universo, mas muitos não o dão
crédito por muito desde então, e a maioria não reflete sobre o que sua presença
meios para suas vidas. Se eles acreditam que Deus existe, os sem igreja são
maior probabilidade de adotar uma visão deísta de um deus que não interage mais
com a sua criação.

A maioria dos adultos sem igreja não se preocupa com a batalha entre o bem e o mal.
mal, ignorando a possibilidade de serem atores em uma luta contínua
para o qual o principal prêmio é a sua alma. Eles não estão preocupados com o
caminhos destrutivos do diabo, porque eles não acreditam que ele existe. Essa
quem acredita que existe um diabo, não se preocupe com o que ele está fazendo,
confiantes em suas habilidades para resistir e, de alguma forma indefinida, mas benevolente
força que certamente está do lado deles.

As crenças fundamentais adotadas pela maioria dos cristãos nascidos de novo parecem
absurdo ou estranho para muitas pessoas sem igreja. Como resultado, domingo
manhã parece ser um bom momento para dormir em vez de participar
os rituais de um grupo que acredita em todas essas teorias espirituais. A ideia
que as forças espirituais estão buscando seu engajamento em uma batalha simplesmente não
parece crível. Eles tiveram muita exposição aos ensinamentos, tradições,
rituais e pessoas ligadas ao cristianismo baseado na igreja, mas o que eles
experimentaram não conectou realidades espirituais ao seu cotidiano
existência.

Visão de futuro

• Entre as pessoas sem igreja que você conhece, qual é a base


Crença cristã que parece mais difícil de aceitar? Por que você acha que é isso?

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 50/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

• Por
como umque vocêreligioso
sistema acha quebaseado
tantas pessoas semPor
em obras? igreja
queentendem
você achao que
cristianismo
tantos frequentadores da igreja
pensa no cristianismo dessa maneira?

Page 76

• Muitas pessoas sem igreja não se mexem quando as pessoas apelam


para a Bíblia como a palavra final em questões de fé. Como você pode encontrar
terreno comum para conversas com pessoas sem igreja?

Page 78
77

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 51/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

NASCIDO NOVAMENTE E SEM IGREJA

O paradoxo de confiar em Cristo, mas não na igreja local

A primeira vez que George mostrou a um colega o rascunho de um artigo que ele havia escrito
que incluía um parágrafo sobre o número substancial de nascimentos sem igreja
novamente adultos, o colega devolveu o documento com esse parágrafo
circulou em vermelho. "Estou feliz que você tenha me lido isso", disse ele sorrindo. "Garoto,
você ficaria envergonhado se isso fosse impresso. ”Quando George disse a ele
a informação era precisa, ele olhou em choque. "Oh", ele finalmente disse, e
foi embora.

Muitas pessoas têm uma reação semelhante ao saber que uma em cada seis
adultos sem igreja nascem de novo. Encontramos pastores que ouvem isso
estatística e argumentar que simplesmente não é possível confiar em Jesus para o eterno
graça e intencionalmente evitar o envolvimento em uma igreja local. No entanto, muitos
esses crentes ardentes optaram por se desassociar de uma igreja que
acreditam que é muito diferente da família de fé que vêem na Bíblia. (Dentro
capítulo 8, examinaremos mais de perto as razões pelas quais esses crentes nascidos de novo
e outras pessoas despreocupadas deixaram a igreja.) Sua salvação é
firmemente intactos e não tem relação com a frequência à igreja, apesar do fato de que
muitas igrejas e líderes agem como se essas duas questões fossem inextricavelmente
juntou.

Não é um novo padrão

Page 79

Por mais de vinte anos, o Barna Group acompanha o envolvimento da igreja de


adultos sem igreja que atendem aos critérios de novo nascimento que usamos em nossos estudos.
O crescimento de seus números ganhou força nos últimos anos. Dois
décadas atrás, apenas 8% dos cristãos nascidos de novo não frequentavam a igreja.
Desde então, o número dobrou para 16%.

Adultos nascidos de novo - novamente, uma classificação baseada não na auto-identificação


mas por terem assumido um compromisso pessoal com Jesus Cristo que é
importante em sua vida, e acreditando que eles irão para o céu porque
eles confessaram seus pecados e aceitaram a Cristo como seu Salvador -
constituem um grupo de cerca de 18 milhões de pessoas. Se todos eles retornassem ao
igreja local nos próximos cinco anos, o influxo representaria a maior
imigração para igrejas cristãs durante qualquer período de cinco anos nos EUA
história. Olhando de maneira diferente, se esses crentes retornassem e fossem espalhados
uniformemente nas 320.000 igrejas protestantes convencionais do país,
toda congregação cresceria em média mais de cinquenta adultos.
Como o tamanho médio das congregações é um pouco mais de cem
adultos, a maioria das igrejas cresceria quase pela metade do tamanho atual.
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 52/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Embora o retorno de todo o grupo seja improvável, o retorno de um considerável


número deles não é. Comparado a outros adultos sem igreja, os nascidos de novo
subgrupo é consideravelmente mais aberto para se reconectar com uma família da igreja.
Considere esta comparação entre as duas partes do conjunto sem igreja
universo.

Comparados aos não nascidos de novo, sem igreja, aqueles que são ambos
sem igreja e nascidos de novo são mais propensos a:

Concordo plenamente que a Bíblia é totalmente precisa em todos os princípios que


ensina (44% vs. 9%)
Afirmo firmemente que sua fé religiosa é muito importante em sua vida
hoje (66% vs. 20%)
Discordo totalmente de que Jesus cometeu pecados enquanto estava na terra (44).
por cento vs. 16 por cento)
Possuir uma visão bíblica ortodoxa da natureza de Deus (88% v.
33 por cento)
Oraram a Deus nos últimos sete dias (95% v. 43
por cento)

Page 80

Leia a Bíblia nos últimos sete dias (34% v. 6


por cento)
Considere a Bíblia sem erros (71% vs. 16%).
Leia a Bíblia pelo menos uma vez por mês (37% vs. 9%)
Possuir uma Bíblia (98% vs. 74%)
Tenha uma impressão muito favorável do cristianismo (60% v. 18
por cento)

Esse perfil não significa que os nascidos de novo despreocupados estão procurando um
igreja, mas sugere que, de todos os segmentos dentro do
população sem igreja, é mais provável que esse subgrupo considere retornar ao
envolvimento regular da igreja.

Reflexões sobre as pessoas nascidas sem igreja

De acordo com nossos dados, as pessoas que não nasceram de novo são mais propensas a
retornar à igreja através de uma discussão em sua casa com uma igreja confiável
líder; participando de um concerto ou seminário de alta qualidade patrocinado pela
Igreja; ou em resposta ao (s) sermão (s) do pastor em CD ou podcast ouvido anteriormente
para visitar uma igreja. É mais provável que considerem uma igreja que tenha um
reputação de ajudar os pobres da comunidade e de fornecer assistência
aconselhamento e assistência realistas aos jovens.

A maioria dos nascidos sem igreja inclina-se a se conectar com um pequeno ou


congregação de médio porte - mas eles geralmente retornam a uma igreja grande. A maioria
A razão comum para esse comportamento paradoxal é que grandes igrejas são
maior probabilidade de se envolver em esforços de divulgação como os descritos acima.
Além disso, a maioria das pessoas sem igreja nascidas de novo está buscando uma ampla gama de
alcance e opções de ministério acessíveis.

Esteja avisado: os nascidos sem igreja não estão interessados em ser pressionados
em envolvimento imediato. Eles deixaram a dobra antes e farão isso
novamente, se sentirem que estão sendo manipulados para participar de programas ou

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 53/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

atividades apenas para ajudar uma organização a atingir seus objetivos quantitativos. Se eles
retorno, será por razões espirituais e relacionais; eles não querem ser
números na linha de fundo ou engrenagens na máquina.

Page 81

Visão de futuro

• Antes de ler este capítulo, você estava ciente do grande número de


pessoas nascidas de novo na Igreja? Você conhece algum sem igreja
cristãos nascidos de novo? Em caso afirmativo, quais são as razões para permanecerem sem compromisso
da igreja?

• Imagine que você é um cristão nascido de novo e sem igreja. O que você
acha atraente a sua comunidade de fé? O que pode impedi-lo de
visitando ou se envolvendo?

• O que sua igreja precisa fazer de maneira diferente para se conectar


sem igreja nascidos de novo? Quais são os obstáculos? Como você vai superar
eles?

Page 83
82

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 54/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

DESENVOLVIDO E DEIXANDO SAIR

Compreendendo as razões pelas quais as pessoas escolhem deixar a vida da igreja

O fato de a maioria dos adultos sem igreja caírem no campo sem igreja
do que na categoria puramente sem igreja significa que precisamos tentar entender
razões das pessoas para deixar a igreja. A maioria das comunidades religiosas coloca um alto
prioridade no número de pessoas envolvidas em seu ministério, vendo-o como um
medida do sucesso, de modo que o “problema de abandono” é bastante significativo (alarmante!)
para muitas igrejas. Mas a questão é mais sutil do que muitas igrejas
Os cristãos assumem. O desafio é entender as razões únicas
as pessoas se desconectam das igrejas em sua jornada espiritual. Alguns partem
da vida da igreja devido a uma necessidade sentida de uma exploração espiritual mais extensa;
outros para redefinir o espaço onde a cultura e sua fé se cruzam; ainda
outros em total rejeição da fé cristã que eles perseguiram.
O alcance efetivo desses vários grupos não pode ser do tamanho único.

Nenhuma razão única explica por que a maioria das pessoas sem igreja atualmente saiu
a Igreja. A maioria de nossas decisões importantes sobre a vida é conduzida por uma confluência
de fatores que se combinam para nos empurrar para um novo comportamento.
Considerando os estilos de vida fragmentados comuns à cultura atual, principalmente
entre os jovens adultos, a descoberta de que existem muitas razões para deixar
igrejas atrás não devem ser um choque.

Page 84

Muitos dos recursos e energias do Grupo Barna foram dedicados a


compreender a saída dos jovens da vida da igreja quando eles
saia de casa para a faculdade ou entre na força de trabalho após o ensino médio ou superior.
Desde a publicação de You Lost Me em 2011,[11] ouvimos de
centenas de pessoas nas gerações mais velhas que se viram em um dos
três jornadas típicas de evasão que David identificou naquele livro: os nômades,
os exilados e os pródigos. Embora a maior parte de nossa pesquisa tenha se centrado em jovens
adultos, descobrimos que muito disso é preciso também para adultos mais velhos.
Como as razões de desistir de cada pessoa despreocupada são únicas,
a compreensão desses diferentes padrões pode nos ajudar a evitar escoriações
desistentes de qualquer idade.

Das três categorias, os nômades são os mais comuns. Quatro em cada dez
jovens adultos que eram frequentadores da igreja quando adolescentes se enquadram nessa categoria.
São jovens adultos que refletem o zeitgeist de sua geração, tentando
em todas as visões de mundo, estilos de vida e caminhos abertos a eles, formando

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 55/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

em experiências e relacionamentos, e não em verdade e restrição. Eles são


flexionando sua independência em múltiplas dimensões da vida e desafiando
o valor e o objetivo de praticamente todas as instituições que encontram: igreja,
família, governo, organizações civis e assim por diante. Eles ainda chamam
cristãos e têm opiniões geralmente positivas sobre o cristão
fé, mas seu nível de engajamento caiu drasticamente e seu senso
pertencer a uma comunidade religiosa específica organizada
evaporado.

Aproximadamente um em cada cinco jovens adultos é um exilado que se sente perdido


entre a cultura da igreja e a cultura mais ampla que ele ou ela se sente chamado
habitar e influenciar. Os exilados não são anticristãos ou mesmo necessariamente anti-
Igreja; são simplesmente indivíduos que não se encaixam nos moldes típicos que
as igrejas esperam ou apóiam. Eles são caracterizados por querer seguir
Jesus ao mesmo tempo em que se autenticamente se conecta ao mundo deles.
Eles não querem tornar a vida um cenário de ou / ou: marcham em
trancado com a igreja ou eles abraçam tudo o que o mundo tem para oferecer
às custas de sua fé. Os exilados querem ser obedientes a Deus e ser
aceito e influente no mercado cultural mais amplo. Aos olhos deles,
as igrejas geralmente tornam isso excepcionalmente difícil. Os exilados tendem a pedir muito
perguntas, enquanto tentam descobrir como aplicar sua fé em uma mudança,

Page 85

cultura complexa. Nesse sentido, ser exilado não é uma realidade negativa para
a maioria desses jovens adultos. Eles querem que sua fé seja importante no mundo, e
eles não se contentam com banalidades ou expressões superficiais de espiritualidade.

O cenário menos comum - afetar um em cada nove jovens


de origem cristã - é a jornada dos pródigos , daqueles que
abandonam a igreja porque não aceitam mais o cristianismo. Pesquisa
indica que uma pequena minoria de pródigos pode retornar à fé e
vida da igreja no futuro, mas provavelmente será uma questão de anos, em vez de
semanas ou meses, antes de pensarem em retornar a uma comunidade de
Fé cristã.

Igrejas e Jovens Adultos

{Insira o gráfico “Igrejas e Jovens Adultos”}

Para os jovens, abandonar a igreja agora é normal, embora não seja


inevitável. Dezenas de milhões de jovens cristãos começam a frequentar a igreja
durante os anos de pré-escola, ensino fundamental ou médio e nunca perdem seus
fé ou abandonar a igreja. (No gráfico acima, esses jovens são
rotulados como "fiéis", porque até agora permaneceram no fluxo de
vida congregacional.) Sair da igreja é sempre uma possibilidade, mas nunca uma

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 56/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

perdi conclusão.
Um dos padrões interessantes nos dados é uma progressão através de cada
jornada de fé. É verdade que a sabedoria da parábola de Jesus do semeador revela
(ver Mateus 13 e Marcos 4), a fé das pessoas progride de maneiras diferentes
e com resultados divergentes, dependendo de muitos fatores que suavizam ou

Page 86

endurecer seu espírito para com Deus. Mas uma progressão comum para se tornar um
pródigo acontece assim:

Jovens adultos fiéis tentando encontrar o caminho para uma fé habitável e holística
dê um primeiro passo típico em direção à conversão, tornando-se um exílio. E se
eles são incapazes de conciliar suas dúvidas e perguntas, eles provavelmente
progredir para a próxima etapa em sua caminhada para longe da igreja: a de
os nômades.
Nem todos os nômades começam como exilados; alguns simplesmente abandonam a igreja regular
engajamento através de apatia ou mudança de prioridades. Mas quando o
A comunidade cristã não fornece uma reflexão ou desafio
Em resposta à sua investigação mais profunda, os exilados geralmente perdem o interesse e
paixão pelas coisas de Deus e adotar uma apatia nômade.
O último passo do processo de conversão é se tornar um pródigo, um
ex-cristão. Não apenas esses indivíduos deixaram a igreja, mas também
também desistiram de sua fé em Cristo. Ser pródigo é o mais raro dos
os resultados - mas acontece com frequência suficiente para partir o coração de
pais e pastores.

O ponto é que os pródigos geralmente começam sua progressão longe de


O cristianismo como exilados - obtenham seguidores de Cristo que se sentem apanhados entre
igreja e cultura. Como podemos fazer um trabalho melhor ajudando jovens exilados,
quem está em uma junção crucial em sua jornada de fé? Um bom lugar para começar é
criando um local honesto e seguro para as pessoas lutarem com dúvidas e
perguntas, para que eles possam descobrir por si mesmos - enquanto ainda permanecem
conectado à comunidade cristã - que o cristianismo histórico oferece
respostas convincentes para as questões mais importantes da vida. Pode significar admitir
que demos frequentemente aos jovens uma versão simplista do Bem
Notícias, que às vezes reduzimos a seguir Jesus a fazer uma oração
e ingressando em uma igreja.

A experiência de exílio não é exclusiva de mosaicos, adolescentes e


vinte e poucos dias de hoje. Embora deixar a igreja nem sempre tenha sido o
norma para jovens adultos, parece ter começado em vigor com o Boomer
geração, que colocam seu selo único na jornada cristã ao
atingiu a maioridade. Pesquisas da primeira metade dos anos 1900 indicam que jovens
os adultos tinham então a mesma probabilidade de seus anciãos de frequentar a igreja. Nos anos 60,

Page 87

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 57/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

no entanto, as gerações começaram a divergir: boomers, que mudaram


tudo sobre o que era a vida normal na América, são a primeira geração
ter abandonado a vida da igreja ao atingir seus "anos de liberdade".
Influenciado por uma variedade de eventos mundiais e fatores culturais, os Boomers
abriu uma caixa de Pandora; gerações subsequentes não apenas seguiram
liderança, mas levaram adiante seus novos comportamentos. O problema da evasão
hoje é o fruto natural das sementes plantadas e nutridas pela
Boomers como eles amadureceram.

Combine o acesso à informação que desafia o desenvolvimento de um


cosmovisão comumente aceita; empoderamento individual para abraçar
vários estilos de vida e relacionamentos; alienação de instituições que têm
tradicionalmente formava a base da sociedade; e ceticismo em relação a
fontes de autoridade - e você obtém o mecanismo complexo que está dirigindo o
problema de abandono escolar entre jovens adultos. As razões pelas quais vinte e poucos anos oferecem
para se desconectar da igreja são informados por essas realidades culturais,
que são mais pronunciados entre os mosaicos. Mas eles também são razões que
ressoam com os crentes mais velhos também, como descobrimos desde que você perdeu
Eu foi publicado. Vamos dar uma olhada nas perspectivas da igreja
oferecidos por desistentes de vinte e poucos anos e use-os como uma lente através da qual
para ver de-churched adultos mais claramente.

Por que os jovens abandonam

A maioria dos jovens cristãos se desconecta da vida da igreja quando jovens adultos,
permanentemente ou por um período prolongado de tempo. Estes são os seis principais
razões que os jovens cristãos dão para deixar a igreja.

1. As igrejas parecem restritivas e superprotetoras.

A auto-expressão tornou-se um dos fundamentos do nosso pós-moderno


cultura. Há menos preocupação com a verdade do que com a liberdade de expressar
sentimentos, idéias e experiências. A demanda por liberdade expressiva aumentou
certamente encaminhou seu caminho para o reino da espiritualidade também - que
representa um problema para muitas igrejas, pois muitos jovens adultos dizem que
a experiência da igreja parece sufocante, baseada no medo e avessa a riscos.

Page 88

Entre os que foram criados anteriormente, um em cada quatro adultos com menos de trinta
por cento) indica que “os cristãos demonizam tudo fora da
igreja ”. Declarações semelhantes são de que as igrejas ignoram os problemas do
mundo real (22%) e que as prioridades dos cristãos estão fora da base, com
18% observando especificamente que sua congregação estava “muito preocupada
que filmes, músicas e videogames são prejudiciais. ”Para um grupo de pessoas
que substituíram julgamento por tolerância, a percepção de que a igreja
restringe a expressão ao fechar os olhos para problemas do mundo real
uma visão da igreja como, na melhor das hipóteses, uma organização ineficaz - e
pior, hipócrita.

2. O cristianismo praticado é muito superficial.

Os jovens de hoje são os mais estimulados e amplamente instruídos

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 58/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

geração na história
informações, americana.
imagens, Eles são econstantemente
sons e escolhas, bombardeados
a maioria não se contenta compor
uma
consistentemente ho-hum experiência da igreja ou em qualquer outro lugar. Para muitos,
nem a igreja local como instituição nem a igreja comunal como
entidade relacional é suficientemente única ou necessária para obrigar seus
envolvimento.

Milhões de jovens que abandonam a escola concordam que faltava algo em suas
experiência da igreja. Um terço (31%) diz que “a igreja é chata”.
quarto (24%) observa que “a fé não é relevante para minha carreira ou
interesses ", mostrando sua insatisfação com um cristianismo não integrado.
Um em cada quatro (23%) repreende a igreja local por
ensinando, afirmando que “a Bíblia não é ensinada com clareza ou frequência suficiente”.
O mais preocupante é o 1/5 (20%) dos jovens que abandonam o ensino médio.
“Deus parece estar ausente da minha experiência na igreja.” Falaremos mais sobre
essa percepção - e como isso afeta os sem igreja - no capítulo final.

A realidade desanimadora de sua decepção é que essas não são pessoas


clamando por teologia em nível de pós-graduação ou estudos bíblicos. Eles são
jovens adultos de espírito prático, tentando fazer o seu caminho através do
nevasca de opções de vida e miríades de visões de mundo que encontram. o
visões competitivas oferecidas no mercado de idéias são frequentemente
comunicados com mais clareza, paixão e aplicabilidade do que os

Page 89

ensino e formação de cosmovisões, os jovens receberam de seus


igrejas. Muitos sentem que não têm escolha a não ser procurar uma alternativa.

3. As igrejas parecem antagônicas à ciência.

O cristianismo e a ciência estão em desacordo há séculos. o


descobertas e teorias científicas específicas em questão atualmente podem ser novas,
mas a tensão entre os dois sistemas de explicar a vida não é. Contudo,
Para muitos jovens adultos, o aumento da intensidade do conflito é
contraproducente e uma fonte de dissonância cognitiva.

Muitos jovens que abandonam o ensino não são apologistas da ciência tanto quanto são
estudantes que procuram uma conversa honesta sobre a realidade. Consequentemente, mais
mais de um terço dos vinte e poucos desistentes (35%) acreditam que
"Os cristãos estão muito confiantes de que sabem todas as respostas."
(29%) afirmam que “as igrejas estão fora de sintonia com o mundo científico
vivemos ”. Um em cada quatro (25%) diz que“ o cristianismo é
anti-ciência "e uma proporção semelhante (23%) diz que estão" desligados
pelo debate criação versus evolução. ”Nossa pesquisa também descobriu que
muitos jovens cristãos de espírito científico lutam para encontrar maneiras de
permanecer fiel às suas crenças religiosas e ao seu senso profissional
chamando para um campo relacionado à ciência.

4. As igrejas são criteriosas e rígidas em relação à sexualidade.

Hoje em dia, vemos poucas restrições quando se trata de exibições públicas de


conteúdo sexualmente carregado. Pornografia digital, crianças sexualizadas e
adolescentes, a aceitação generalizada de múltiplos parceiros sexuais e
orientações - estas caracterizam nossa era atual como uma das

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 59/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

promiscuidade,
ambiente deixouexperimentação
jovens lutando ecom
compartilhamento. Crescendo
como viver de forma em tal
significativa
vive em termos de sexo e sexualidade.

Talvez até mais do que os jovens, as igrejas ficam confusas sobre como
responder. As ênfases tradicionais na pureza sexual e na espera de
casamento para se tornar sexualmente ativo parece cada vez mais desatualizado
cultura mais ampla, mas alguns na comunidade cristã estão começando a
Será que o problema tem mais a ver com a maneira como as igrejas expressam essas

Page 90

posições do que com os próprios padrões. Entrelaçados com essas questões


existem outras mudanças culturais, como casamento atrasado, dezenas de milhões de nascimentos
casamento externo e relaxamento dos regulamentos sexuais na mídia.
Muitas igrejas não sabem como responder com verdade e amor a
essas mudanças radicais.

A maioria dos jovens adultos cristãos é tão sexualmente ativa quanto seus não-cristãos
pares, mesmo sendo mais conservadores em suas atitudes sobre
sexualidade. Um em cada seis jovens cristãos diz que "cometeram erros
e se sentem julgados na igreja por causa deles. ”As questões sexuais são especialmente
importante entre os jovens católicos. Nesse segmento, dois quintos (40
por cento) concorda que os “ensinamentos da igreja católica sobre sexualidade e nascimento
controle estão desatualizados. ”

5. A exclusividade do cristianismo é um desvio.

Um valor marcante da sociedade moderna é a capacidade de escolher suas crenças em


de uma maneira que seja pessoalmente satisfatória e única. Os sociólogos saudaram
jovens adultos de hoje como a geração mais eclética da história americana em
termos de raça, etnia, sexualidade, religião, ferramentas tecnológicas e fontes
de autoridade. Os jovens adultos geralmente adotam tolerância, mente aberta,
flexibilidade e inclusão, e a maioria deseja encontrar áreas de
juntos, mesmo que isso exija a minimização real e crítica
diferenças.

Nesse contexto, as afirmações do cristianismo de que Jesus é o único caminho para a salvação,
que a Bíblia é a única palavra confiável e autorizada de Deus, e que
O cristianismo é a única fé que conecta as pessoas ao Criador e Governante
do universo perturbou muitos jovens adultos. Três em cada dez (29%)
jovens que abandonam a escola dizem que “as igrejas têm medo das crenças de outras religiões” e
uma proporção idêntica sente que são “forçados a escolher entre minha fé e
meus amigos. ”Um quinto (22%) diz que“ a igreja é como um clube de campo, apenas
para iniciados. "

6. As igrejas não são amigáveis para quem duvida.

Muitos jovens adultos que anteriormente frequentavam uma igreja cristã sentem que
igrejas não são lugares seguros para se debater com dúvidas sobre as crenças,

Page 91

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 60/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

ensinamentos ou práticas do cristianismo. Admitindo que alguns aspectos do


A fé cristã não faz sentido para eles, coloca-os em risco de alienação
de sua comunidade de fé. Mesmo quando isso não ocorre, muitos jovens
os desistentes sentem que as respostas da igreja a suas dúvidas são superficiais ou mesmo
insultando a sua inteligência.

Mais de um terço (36%) dos jovens que abandonam o ensino médio afirmam não poder “
faça minhas perguntas mais prementes da vida na igreja ”enquanto um quarto (23
por cento) indicam que eles têm "importantes dúvidas intelectuais sobre minha fé".
Mesmo quando suas dúvidas não se relacionam diretamente a questões de fé, uma significativa
número de jovens adultos sem igreja (18%) se sente mal compreendido e
ignorado em tempos de necessidade, porque as igrejas “não ajudam com depressão ou
outros problemas emocionais. ”

A necessidade de uma nova abordagem

A maioria das igrejas divide seus ministérios em uma série de grupos de estilo de vida
projetado para atender às necessidades de um grupo demográfico específico. Ministérios atendem
às necessidades dos jovens profissionais suburbanos, confortavelmente aposentados
executivos, mães solteiras em dificuldades, pais de renda dupla, ascendentes
trinta e poucos anos recém-casados - identifique qualquer grupo-alvo e você encontrará
uma igreja ou ministério focado em alcançar esse segmento.

O envolvimento da população sem igreja é tradicionalmente tratado da mesma maneira


maneira: definir um abandono “típico” da igreja e desenvolver uma solução ministerial para
aquela multidão. Contudo, a diversidade dentro da coorte de jovens igrejas
desistências representa um desafio para esse método testado e comprovado. Duas décadas atrás
você pode identificar alguns motivos comuns subjacentes à partida
de jovens adultos do envolvimento da igreja. Hoje, no entanto, o abandono
população é muito mais individualizada, criando soluções únicas e de tamanho único
todos os esforços do ministério são cada vez menos eficazes.

Os problemas que os jovens enfrentam são inúmeros e desafiadores. Seus estilos de vida
são incrivelmente diversas. Suas crenças e expectativas religiosas são difíceis de entender
resolver. Seus sistemas de suporte são híbridos e imprevisíveis. E a sua
planos de longo prazo não existem ou mudam com uma frequência surpreendente.
As jornadas da vida dos jovens que abandonam os adultos de hoje estão sendo adiadas,
reordenados, redefinidos e às vezes completamente alterados - e muitos

Page 92

igrejas que dependem dos padrões tradicionais de formação da vida estão encontrando menos
pessoas envolvidas e menos sucesso na transformação dessas vidas. O tradicional
O caminho da família foi substituído por um novo normal que não é normal por
padrões tradicionais, como exploraremos no próximo capítulo. Tentando descobrir
e implementar a melhor maneira de acompanhar jovens adultos com
apoio e discipulado eficaz é como tentar atingir um alvo em movimento.

Alguns na igreja protestam que os jovens retornarão à vida da igreja “apenas


como sempre fazem ”- quando têm filhos. Ter filhos, eles dizem, é
uma das maneiras mais seguras de os jovens americanos serem introduzidos no valor de
uma comunidade de fé local. No entanto, as tendências sociológicas recentes nos dão boas
razão para duvidar da confiabilidade dessa suposição. É menos provável que os mosaicos

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 61/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

casar do quedeasseis
uma média gerações anteriores,
anos depois do quee aqueles que see Busters
os Boomers casam vão
queaoprecederam
altar
eles. Eles são mais propensos a ter filhos fora de um casamento
relacionamento, e aqueles que têm filhos tendem a começar sua família mais tarde
vida. Esse grupo de jovens tem oito vezes mais chances do que os jovens
pessoas criadas na década de 1960 para vir de casas onde seus
pais nunca foram casados.

Mesmo que os jovens adultos sejam levados de volta à igreja por casamento e família -
e essa suposição é altamente questionável - eles retornarão em muito
espaço de vida diferente do que as gerações anteriores eram quando voltaram ao
dobra. É provável que sejam mais velhos, se e quando voltarem. Eles virão
de volta com diferentes necessidades emocionais, financeiras, espirituais e relacionais, devido
a uma riqueza de experiências que não têm paralelo nas gerações anteriores. Eles
vai praticar a família de novas maneiras. Como as igrejas apoiarão e discipularão
a família "nova normal"?

E é se eles voltarem. De acordo com nossos estudos, metade da maioria dos


pais jovens relatam que ter filhos não influenciou seu desejo ou
esforço para se conectar a uma igreja. (Essa perspectiva é mais comum entre
pais céticos ateus ou agnósticos; nove em cada dez dizem se tornar um
os pais não tiveram influência na probabilidade de se conectar com uma fé
comunidade.) Mesmo entre pais que são cristãos nascidos de novo, quase
metade (47 por cento) diz que ter filhos não teve impacto sobre a igreja
hábitos.

Page 93

Não podemos esperar ser eficazes apenas “modernizando” as abordagens


há muito tempo as igrejas confiam em atrair e reter famílias jovens.

Reflexões sobre desistentes

Embora existam diferenças geracionais reais entre o Mosaic e os adultos mais velhos
desistências, razões de vinte e poucos anos para se desconectar da vida da igreja
cruzar linhas geracionais. Igrejas que não são acolhidas pelos jovens
dúvidas e perguntas são igualmente indesejáveis para as dúvidas e
perguntas - e muitas têm as duas! Da mesma forma, muitos idosos, como
Mosaicos, consideram sua experiência na igreja superficial e desconectada
suas vidas cotidianas. Ouvimos várias vezes de Buster, Boomer,
e até idosos que se vêem refletidos no nômade, no exílio ou
jornadas de fé pródiga e que lutam para determinar que igreja
envolvimento significa para eles.

Esses novos tempos exigem novas estratégias para tornar a fé real nas pessoas
vidas. Nada leva a sério a necessidade de inovação, como tentar
conecte (ou reconecte) com o descodificado. A demissão de Christian
igrejas não é mesquinha; simplesmente reflete as experiências em primeira mão
que os levou a concluir que as igrejas estão mal equipadas para apoiar o
vida florescente que eles esperam.

Entre a maioria das desistências, honestidade e autenticidade são características deste


vida esperada. No entanto, se formos honestos conosco, a autenticidade não é
sempre uma característica da vida da igreja. Quão bem ensinamos, discípulos e
aconselhar com gentileza, revelação honesta e vontade de falar

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 62/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

verdade sem
em vez de condenação?
admitir Abordamos
honestamente os outros
que também por justiça
precisamos deprópria
um Salvador. Vamos
ouça com a mente aberta as críticas oferecidas pelos desistentes de todas as idades.
Podemos descobrir como erramos o alvo em nossas tentativas de servir
Deus e expandir seu Reino, e assim mudar e crescer na igreja
Deus pretende que sejamos.

Esperando pacientemente que os desistentes cheguem a algum evento mágico da vida que
trazê-los de volta à igreja é um jogo de tolos. Enquanto paternidade, meia-idade
crises, perda de emprego, dificuldade financeira e aposentadoria são todas as estações que podem
esclarecer e aprimorar as atividades espirituais, não há garantia de que nenhuma dessas

Page 94

inevitavelmente levam ao envolvimento da igreja. Cabe às comunidades religiosas


comunicar-se com desistentes e outras pessoas sem igreja sobre como a igreja
envolvimento pode suprir suas necessidades espirituais sentidas e imbuir suas vidas de
significado e significado. As transições de vida por si só não serão suficientes para
convencê-los.

Da mesma forma, incorporar efetivamente uma diversidade de pessoas nas congregações


a vida exigirá maior flexibilidade e criatividade por parte da fé
comunidades. Estratégias de ministério e programas de discipulado que foram
sucesso no passado pode precisar ser reimaginado ou até descartado para
algo novo. Em vez de gerar ministérios cada vez mais segmentados que
silo adicional várias demografias, como seria se as igrejas
começou com a premissa de que relacionamentos piedosos nutriam a longo prazo
pode transcender a ciência da demografia? E se as igrejas priorizassem
buscar e encontrar Deus juntos em atividades e eventos destinados a
apelar para fatias cada vez menores do seu círculo eleitoral?

Porque, mais do que qualquer outra coisa, as igrejas precisam entregar os bens. 1
coisa que ouvimos de pessoas sem igreja e igreja é que eles
desejamos intensamente que a igreja local forneça o que nenhum outro grupo pode oferecer:
uma experiência da presença de Deus. Por que eles deveriam ir a uma igreja se
não há evidência de que Deus existe? Quando ex-frequentadores da igreja dizem que são
é mais provável que retornem à igreja se tiverem motivos para acreditar que Deus está presente
e ativo em uma congregação, podemos assumir que eles não o encontraram quando
eles costumavam comparecer. Você pode culpar essas pessoas por não aparecerem quando o
Convidado de Honra não é levado ao salão?

Visão de futuro

• Você encontrou desistentes cujas jornadas espirituais acompanham o


padrões de nômades, exilados ou pródigos? Na sua experiência, o que esses
pessoas têm em comum? Que experiências ou atitudes fazem suas jornadas
único?

• Qual das seis perspectivas de igreja oferecidas por jovens que abandonam
parece ser mais provável que sua comunidade de fé seja verdadeira? Por que e em quê
maneiras?

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 63/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 95

• Qual de suas estratégias ministeriais ou programas de discipulado está mais em


necessidade de reavaliação à luz das novas realidades culturais que a igreja enfrenta?
Como você abordará os desafios?

Page 97
96

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 64/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

A INTERSECÇÃO DE FAMÍLIA E FÉ

Vida familiar entre pessoas sem igreja

Como potências da cultura pop, como Modern Family , Real Housewives e


New Girl revela, a família americana está sendo reinventada. Alguns diferenciais
normas certamente diferenciam a família que freqüenta a igreja
família sem igreja média, mas o não convencional está se tornando mais
normal em ambos os segmentos da vida familiar americana. Mais misturado
famílias. Mais pais solteiros compartilhando as crianças em fins de semana alternados. Mais
casais de gays e lésbicas criando filhos. Mais vinte e trinta e poucos anos
solteiros formando famílias de fato. Ideias mais diversas sobre o que a família
significa.

Os mosaicos estão acelerando a reinvenção da família que tem sido


em andamento por quarenta anos. Jovens adultos são a geração mais pragmática
ainda quando se trata de casamento; enquanto a maioria quer se casar (algum dia),
tem que "trabalhar" para eles. O mesmo acontece com a criação dos filhos - antes da maioria dos outros
considerações, os mosaicos analisam as questões práticas envolvidas no início de uma
família. E se essas reinvenções não forem suficientes, muitos jovens adultos são
redefinindo "família" para incluir sua tribo de amigos.

Mas a revisão da família americana não termina (ou começa) com jovens
adultos. Pense sobre mesmo o mais convencional, Leave It to Beaver -ish
unidade familiar. Esse pai, mãe, 2,5 filhos e um cachorro - sejam eles ou não

Page 98

freqüentar a igreja - estão sob enormes pressões de atividade, ocupação e


Distração. Entre ligas esportivas juvenis, programas escolares e
atividades extracurriculares, muitas crianças (e seus pais que dirigem uma minivan) são
em movimento, sete dias por semana. Adicione a aula on-line da mamãe para concluir um curso
e a viagem fora do estado de papai para o trabalho, e você tem uma concorrência intensa
pelo tempo e engajamento dessa família.

O envolvimento da igreja geralmente perde.

Muitas famílias que freqüentam a igreja estão ficando menos animadas simplesmente em virtude da
suas agendas lotadas e demandas conflitantes. O ritmo típico de ser
uma família - mesmo uma boa família cristã - está se tornando menos conectada
compromisso da igreja. Duas décadas atrás, um “frequentador regular da igreja” era uma pessoa
que frequentavam pelo menos três fins de semana por mês e muitas vezes várias vezes por
semana. Hoje, porém, um frequentador regular da igreja aparece para o culto uma vez a cada quatro
a seis semanas. A agenda familiar incrivelmente ocupada está criando um novo
espécies de fiéis bem-intencionados, mas menos comprometidos. Eles estão quase
sem igreja, não porque pretendem ser, mas porque o envolvimento da igreja
é uma entre dezenas de demandas.

A maioria dos líderes sinceros da igreja admite que a igreja é voltada para
famílias convencionais; isto é, o “mercado” da maioria das igrejas são pais casados
criando filhos juntos. Mas qual tem sido a norma - o convencional
família - está se tornando cada vez menos. A orientação da igreja
programação em direção a uma demografia familiar encolhida provará ser uma

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 65/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

desafio para
discipular muitascrescimento
o rápido comunidadesdoreligiosas
número de porque ainda não sabem
não convencionais como
- não casados,
supercomprometido, não tradicional - famílias.

Obviamente, essa falta de preparação tem implicações profundas para o


escolhas que fazemos sobre o ministério, que discutiremos no capítulo final.

A vida familiar dos sem igreja

Quase metade das pessoas sem igreja (46%) diz que a família é a mais alta
prioridade. Mas o que isso significa? Algo diferente, talvez, do que aquilo
você pode esperar. A maioria dos sem igreja (56%) é solteira,
enquanto que a maioria das pessoas sérias é casada (55%). De fato, o

Page 99

sem igreja têm quase o dobro da probabilidade de que a igreja nunca tenha sido
casado e duas vezes mais propenso a coabitar. A maioria da nação é sem igreja
os adultos não são apenas sem igreja, mas também sem esposa.

Então, por que e como a família é uma prioridade tão grande para muitos deles?

Como a maioria dos outros americanos, os sem igreja vêem a família como uma rede de
relacionamentos que fornecem suporte pessoal, segurança, pertença, propósito,
conforto e a oportunidade de receber e dar amor. Eles olham para
família como parte natural de uma vida normal, e esses relacionamentos representam um
parte vital de sua identidade. Eles sabem quem são por causa de sua família
conexões e experiências compartilhadas.

Mas isso não significa que as famílias dos sem igreja espelhem as de
adultos churched. Três em cada dez adultos sem filhos têm filhos
com menos de dezoito anos vivendo com eles. A maioria desses jovens é
em casas com dois pais casados, mas um quinto está em casas com um único
pai que nunca foi casado. 1/7 estão em casas com
coabitando adultos e um número semelhante estão em casas com pais que são
separados ou divorciados.

Menos de um em cada cinco domicílios sem igreja (18%) é um


“Família tradicional” - isto é, marido e mulher casada com um ou mais
crianças com menos de dezoito anos.[12] Treze por cento são "famílias não tradicionais"
que incluem crianças. Um quarto (26%) são adultos casados sem
crianças em casa, enquanto os 43% restantes são adultos solteiros que vivem
sem filhos menores de dezoito anos.

A compreensão desses dados demográficos pode ajudar a explicar por que muitos dos
abordagens comuns para atrair os sem igreja - muitos dos quais giram
crianças - falham em produzir os resultados esperados.

Famílias dos sem igreja

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 66/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 100

{Insira o gráfico de barras “Famílias dos sem igreja”}

Casado com (ou sem) Filhos

Pessoas sem igreja que são casadas levam seu compromisso a sério. o
a grande maioria também afirma ser feliz no casamento. Três quartos dizem que um dos
seu maior objetivo é permanecer casado com o mesmo parceiro por toda a vida. (Um grande

Page 101

A parcela daqueles que não têm esse objetivo é solteira e não tem planos de
Dois terços dizem que um de seus maiores objetivos é ter um sexo satisfatório
vida com o cônjuge, enquanto metade diz que ter filhos é um dos
objetivos mais altos.

O interesse em ter filhos é consideravelmente menor do que entre os


churched (71 por cento) e está relacionado ao fato de que os sem igreja são
mais jovens - e os jovens adultos de hoje, alegres ou não, são menos entusiasmados
sobre criar filhos. Como os custos e a complexidade da educação dos filhos
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 67/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

as pesquisas da década passada mostraram um interesse cada vez menor em


Criando crianças. Essa mudança de atitude também pode estar relacionada ao aumento da auto-estima.
centralidade que os estudos identificaram entre igreja e igreja
jovens adultos. É a geração "selfie" - uma coorte de jovens adultos que
perfeitamente confortáveis posando para fotos e sendo o centro de
atenção em seus feeds de mídia social. É tentador culpar Mosaics por
suas tendências narcísicas, mas temos que perguntar: quem criou esta geração?
De muitas maneiras, os mosaicos estão simplesmente seguindo os Boomers e tomando as
revolução egocêntrica à sua conclusão lógica. Quando a pergunta é
O quê tem pra mim? , o auto-sacrifício exigido pela paternidade não é um
resposta atraente.

Ainda assim, os sem igreja estão procurando conexões relacionais nessa maré crescente
de direito. Quase metade de todos os adultos sem igreja concorda que ter um
mentor para treiná-los durante os anos de criação dos filhos é muito importante.
No entanto, enquanto milhões deles vêem valor e esperam ter uma boa
mentor dos pais, relativamente poucos (15%) acreditam que precisam de mais
contribuição dos pais de seus pares. Conselho para pais oferecido por amigos,
vizinhos e associados tem pouco impacto e raramente é apreciado.

Um dos desafios enfrentados pelos pais sem igreja é estabelecer padrões e


diretrizes para ensinar aos filhos o certo do errado. Em contraste com o churched
adultos, eles não têm um recurso crítico: confiar na Bíblia. Considerando que quatro
dos dez pais churched (41 por cento) dizem que confiam na Bíblia para definir
parâmetros morais, apenas um em cada doze adultos sem igreja (8%)
faz isso. Os sem igreja compensam confiando em seus sentimentos e sentimentos pessoais.
experiência em um grau muito maior. Eles são quase duas vezes mais prováveis que os
para se orientar para tal orientação (77% comparado a 40%)

Page 102

por cento). É interessante notar, no entanto, que quando a crise atinge o


família, os sem igreja e com igreja relatam respostas semelhantes. Eles são
maior probabilidade de recorrer aos pais (um terço) ou ao cônjuge (um quinto) por
ajuda e suporte. No entanto, 20% das pessoas informadas dizem que
também procure alguém conectado à sua fé, como um ministro ou companheiro
crente ou se envolver em um ato espiritual, como oração ou busca de orientação
da Bíblia. Apenas 7% dos sem igreja confiariam na fé
recursos em uma crise familiar.

O que as igrejas trazem para a mesa da família

A vida dos pais e da família mudou dramaticamente nos últimos


século. Embora a noção de levar uma criança à igreja para fins religiosos
instrução fazia sentido para os pais duas e três décadas atrás, o apelo
fracassou um pouco com o tempo - embora ainda seja mais forte do que a maioria dos outros
motivações que o sem igreja expressa por vir à igreja. Hoje
pais sem igreja não assumem automaticamente que uma igreja pode oferecer
ajuda significativa à medida que criam seus filhos de maneira confusa e
mundo perigoso. De fato, adultos sem igreja têm metade da probabilidade de ter filhos.
pais que acreditam que as igrejas são um recurso muito útil para os pais
desenvolvimento (24% versus 47%, respectivamente). Fizemos parceria
com Reggie Joiner e sua organização, Orange,[13] para estudar como os pais,
tanto eclesiásticos quanto eclesiásticos, relacionam-se às igrejas e ao que eles

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 68/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

da
nãoigreja. Mais adaajuda
procuraria metade
dosdos
paispais sem igreja.
de uma igreja (54%) dizem que

No entanto, muitos adultos sem igreja (42%) veem as igrejas como um


recurso importante quando se trata de aspectos morais, espirituais e de caráter
desenvolvimento de seus filhos. Outros 8% mencionam pastores, jovens
grupos e a Bíblia como recursos de valor. No total, metade dos sem igreja
os adultos identificam os recursos relacionados à igreja como as ferramentas mais úteis disponíveis
para eles por moldarem a vida interior de seus filhos. Isso é apenas um pouco menos
do que é verdade entre adultos churched (58 por cento). Na pesquisa da Orange, um
quarto dos pais sem igreja (24%) disseram que gostariam que uma igreja
fornecer apoio à família, seja espiritual, emocional, moral ou alguma
outro tipo. De todas as atividades - esportes, acampamentos, eventos - oferecidas por

Page 103

igrejas para crianças e famílias, o que os pais mais querem é ajudar a instilar
valores e caráter em seus filhos.

Os programas esportivos baseados na fé proporcionam algum sucesso em atrair igrejas sem igreja
famílias para eventos patrocinados pela igreja. Embora esses programas não desenhem um
Na maioria das famílias sem igreja, cerca da metade considera que um programa de alta qualidade
seria atraente para eles e seus filhos. Em particular, porém, eles
estão buscando programas que ofereçam instalações, equipamentos e treinamento
para outras opções disponíveis em sua comunidade. Apenas 4% dizem que
seria atraído pela provisão de desenvolvimento espiritual e moral em
conjunção com esportes.

Além dessa cintilação de interesse, no entanto, dois terços dos sem igreja dizem
recursos e programas de treinamento para os pais e educação dos filhos fariam pouco
ou nada para encorajá-los a frequentar uma igreja.

Reflexões sobre a vida familiar sem igreja

Como revela uma revisão das manchetes dos últimos anos, o casamento está sendo
redefinido na América. A crescente aceitação do casamento entre pessoas do mesmo sexo, o
aceitação do divórcio e casamento em série, o abraço da coabitação e
crescente ceticismo sobre o casamento em geral, todos têm um impacto sobre
o que é considerado "normal" quando se trata de família. O fato de jovens
adultos, em particular, estão redefinindo a família para incluir amigos íntimos, até
Embora este seja um grupo que muda regularmente, aponta para a impermanência e
falta de confiabilidade associada à família na mente de milhões de pessoas.
Dadas essas mudanças contínuas, as igrejas podem ter dificuldades
conectar-se com os sem igreja, se seus ministérios forem adaptados para
famílias. Em particular, adultos solteiros e casados sem filhos têm
pouca razão para se conectar com uma igreja se seus recursos são canalizados para
ministério infantil e familiar.

E ainda . . . a igreja não deve abandonar completamente seus ministérios para


crianças. Como documentamos em outro lugar, crianças expostas a
ensino bíblico da cosmovisão antes dos 13 anos de idade é muito mais provável
buscar a fé cristã como adulto do que aqueles que não o são.[14] Pastor
Larry Reichardt, da South Coast Fellowship em Ventura, Califórnia,
enfatiza a importância de se conectar com as crianças onde elas estão;

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 69/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 104

de tentar atraí-los para a igreja primeiro: “Compartilhamos Cristo com crianças no


ruas e depois visitamos as famílias das crianças em casa e oramos por elas. Nós
iniciar pequenos grupos em sua área em inglês ou espanhol e ministrar aos seus
necessidades. Também fazemos coisas físicas no bairro para demonstrar que
cuidado, compartilhando o amor de Deus onde eles estão e como estão. Eventualmente,
nós os pedimos para ir à igreja. ”

John Burke, co-fundador da Gateway Church em Austin, Texas, e presidente


Iniciativa de Liderança Emergente, aponta as diferenças de visão de mundo
entre as crianças de hoje e as que eram crianças décadas atrás: “Eu não vejo
[evangelismo direto] como uma estratégia primária para o nosso contexto pós-cristão. isto
trabalhou nos anos 50 a 80, quando a tarefa era esclarecer o Evangelho
da Graça para as crianças Builder / Boomer que cresceram com conhecimento prévio
do Deus da Bíblia e de Sua história. Esse não é mais o caso.

Claramente, a necessidade de as igrejas apresentarem as crianças a Deus e às Escrituras é


tão bom como sempre. Mas como um número cada vez maior de jovens adultos atinge a maioridade
sem uma compreensão fundamental dos princípios cristãos e da Bíblia,
as igrejas também devem reconsiderar suas estratégias para ministrar à
sem igreja. A sua comunidade de fé oferece uma experiência familiar para
aqueles que são solteiros? Os jovens casados se sentem incompletos ou menos que outros
casais porque eles não têm filhos? Mães e pais solteiros recebem
o tipo de apoio que eles precisam para ser os pais dos filhos? Se divorciar
as pessoas têm um lugar seguro de relacionamentos de apoio, onde podem curar e
crescer?

Como há milênios, a igreja pode ajudar as famílias a crescer em fé e amor.


Para fazer isso, devemos ajustar nossas expectativas e métodos para refletir a
mudança da paisagem da família em nossa cultura.

Visão de futuro

• Você conhece os dados demográficos da família dos arredores de sua igreja


comunidade? Quão bem as prioridades do ministério de sua igreja refletem aquelas
demografia?

Page 105

• O que sua igreja está fazendo para apresentar às crianças um


visão de mundo? Como o ministério de seus filhos poderia ser mais focado nesse objetivo?

• A família moderna tem várias formas e tamanhos. Até que ponto é


sua comunidade de fé "tamanho único" quando se trata de ministério familiar?
O que você poderia fazer para apoiar e nutrir famílias que estão fora do
norma tradicional?
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 70/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 107
106

10

OS IDEIAS QUE IMPLEMENTAM O IMPULSO PARA A FRENTE

Metas, moral e valores no coração dos adultos sem igreja

Se pedimos que você identifique o objetivo mais importante para sua vida,
o que você diria? Quando pedimos uma amostra nacional de sem igreja
pessoas, as respostas mais populares foram experimentar boa saúde (20
por cento) e ter sucesso em seu trabalho ou carreira (18 por cento). Outro freqüentemente
Os objetivos mencionados eram fazer um bom trabalho cuidando dos filhos (10%),
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 71/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

ser bem-sucedido financeiramente ou confortável (10%), viver uma vida longa


(8%) e experimentar felicidade e realização (5%). Somente 2
por cento listados objetivos relacionados à fé ou espiritualidade.

Essas respostas são bastante semelhantes às oferecidas por adultos churched. o


A única diferença significativa são os 12% dos adultos que listaram um
objetivo relacionado à fé ou espiritualidade. Entre os frequentadores da igreja,
As respostas foram a terceira categoria, marginalmente mais alta que a dos pais.
e finanças. Ainda assim, menos de uma em cada oito pessoas identificadas
algo relacionado à fé como seu principal objetivo na vida.

Os americanos não compartilham mais um sonho comum. Apenas um em cada cinco americanos
espera alcançar uma boa saúde, o objetivo mais comum para o futuro. o
A grande maioria dos objetivos mantidos pelos americanos é pessoal, não
comunal, um padrão que é verdadeiro nas respostas de crianças
adultos sem igreja.

Page 108

Os dados apresentados na tabela a seguir fornecem uma visão geral do


diferenças e semelhanças entre adultos com e sem igreja quando
trata-se de classificar suas esperanças para o futuro. Os resultados indicam que o
desejo sem igreja praticamente os mesmos resultados que os churched -
sem envolvimento em uma igreja ou na fé cristã. Eles são menos
interessados do que pessoas alegres em casamento e filhos e em fazer uma
diferença no mundo, e menos preocupados em entender seu propósito
vida - no entanto, propósito, impacto e família ainda são de interesse significativo para dezenas
de milhões de pessoas sem igreja.

Considere os resultados mais bem classificados como o desejo sem igreja: boa saúde.
Bons amigos. Um bom casamento que proporciona realização sexual. Integridade.
Conforto. Finalidade e significado.

Em seguida, observe os resultados que são relativamente desagradáveis para eles: Prazer
viagem. Uma casa grande. Um trabalho bem remunerado. A mais recente tecnologia. Fama. UMA
profundo compromisso com a fé cristã. Envolvimento da igreja.

A vida que os adultos americanos esperam

Resultados desejados para o seu futuro Unchurched Churched

Ter boa saúde física 86% 84%

Viver com um alto grau de integridade 81 87

Ter amizades pessoais íntimas 73 75

Ter um estilo de vida confortável 73 68

Ter um parceiro para a vida toda 72 84


https://translate.googleusercontent.com/translate_f 72/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 109

Ter um propósito claro de viver 68 82

Ter uma vida sexual satisfatória com seu casamento


65 66.
parceiro

Morando perto de sua família e parentes 56. 66.

Tendo filhos 54 71

Ter um relacionamento próximo com Deus 52 86

Fazendo a diferença no mundo 46. 60

Ter um diploma universitário 42. 48.

Trabalhando em um emprego bem remunerado 30 28.

Viajando por todo o mundo por prazer 27 29

Estar profundamente comprometido com a fé cristã 24 77

Possuir uma casa grande 14 21

Ser pessoalmente ativo em uma igreja 13 61

Possuir a mais recente tecnologia doméstica e 12 11

Page 110

eletrônicos

Alcançar fama ou reconhecimento público 7 7

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 73/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Alguns resultados estão dentro de um meio termo - a “zona de waffling” -


composto de possibilidades que não os animam, mas que podem se encaixar
dentro de sua estrutura, dadas as condições corretas: Uma dinâmica pessoal
relacionamento com Deus. Fazendo a diferença. Proximidade de família extensa.
Tendo filhos. Uma educação universitária.

{Insira a tabela “A vida que os adultos americanos esperam”}

Quando se trata de objetivos espirituais, os mais interessados são mais frequentemente


mulheres, pessoas na casa dos cinquenta e sessenta anos, negros, cristãos nascidos de novo e
aqueles que vivem em estados vermelhos. Uma exceção digna de nota é o aumento
interesse em fazer a diferença no mundo entre adultos sem igreja que
são hispânicos ou têm menos de trinta anos.

Morais e Valores

Ideologicamente, os sem igreja são diferentes de muitos que freqüentam regularmente


serviços da Igreja. Essa distinção surge mais claramente quando estudamos
moral e valores.

Qualquer discussão sobre moral deve tocar na base dessas escolhas morais.
Para um discípulo de Jesus, a Bíblia é, é claro, o padrão sobre o qual a moral
são baseados. Mas e aqueles que não têm um fundamento bíblico
mantendo sua moralidade? Em que base eles fazem suas escolhas morais?

Metade dos adultos sem igreja do país toma decisões morais com base em suas
sentimentos sobre certo e errado. Outro terço (35%) afirma que sim
não sabem o que significa algo estar "moralmente certo", então eles simplesmente
o melhor que podem em qualquer situação em que se encontrem. Quase um em
dez pessoas sem igreja (9%) recorrem às Escrituras para orientação moral,
enquanto 3% confiam nos padrões sociais atuais. As pessoas animadas são

Page 111

mais provável confiar na Bíblia; 39% dizem que o usam como moral
bússola.

Dois em cada dez sem igreja (21%) acreditam que a verdade moral absoluta existe, mas
apenas 17% deles (o que equivale a cerca de 4% do total)
segmento sem igreja) acredita que a Bíblia é a fonte da verdade moral absoluta.
Uma proporção maior confiaria no ensino dos pais (36%) ou pessoal
experiências (27%) do que dependeriam da Palavra de Deus.

Dadas as suas opiniões sobre a relação entre autoridade moral e os


Bíblia, é mais fácil entender algumas das posições morais que a igreja
abraço. Por exemplo, quando perguntados sobre seus pontos de vista sobre o aborto, sete
dos dez afirmam que o aborto deve ser legal em todos (25%) ou na maioria (45%)
casos. Por outro lado, apenas quatro em cada dez pessoas acham que o aborto deve
ser legal: 11% em todos os casos, 29% na maioria.

Os adultos sem igreja são menos inclinados do que os que acreditam que é
importante expressar suas visões morais para influenciar sua comunidade. 1-
terço dos sem igreja sente tal desejo, comparado com a metade
adultos. Pessoas sem igreja também são menos prováveis do que as com
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 74/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

permitir que seus valores influenciem seu consumo de mídia; um terço diz que
moral e valores afetam muito sua exposição na mídia, enquanto metade da
churched dizê-lo.

Reflexões sobre ideais sem igreja

Muitos adultos sem igreja acreditam que as igrejas têm maior probabilidade de ter um
agenda pré-determinada do que responder às necessidades dos congregantes. Se
ou não, que a percepção é precisa, serve para impedir que alguns participem
igrejas. Saber o que deixa os sem entusiasmo entusiasmados com o futuro deles pode
ajude as igrejas a moldar as experiências que oferecem.

Nas interações com os sem igreja, os líderes da igreja devem considerar como
subestimar a conexão com uma igreja e enfatizar a oportunidade
para se relacionar com Deus. Os objetivos da vida e as perspectivas morais dos sem igreja
demonstram claramente seu desinteresse pela vida da igreja - mas vêem valor
em profundidade e direção espiritual. A maioria continua acreditando que um
um relacionamento significativo com Deus vale a pena. Concentrando-se em construir isso

Page 112

ponte é muito mais importante, inicial e eternamente, do que se inscrever


outro órgão para a contagem de membros.

Não há dúvida de que um dos grandes distintivos entre os cristãos


vida e uma abordagem mais secular se relaciona com escolhas morais. Contudo,
pessoas sem igreja desconfiam de igrejas que falam sobre moralidade
e julgamento. Certamente não podemos e não devemos mudar o essencial
componente moral da vida cristã, mas devemos estar cientes de que liderar
com o cartão de moralidade encerra a conversa imediatamente. A maioria
pessoas sem igreja simplesmente não estão interessadas em refletir sobre sua moral,
reconsiderar o que é certo ou errado, ou ouvir que existe um
fonte para saber a diferença. Se eles se tornam seguidores de Cristo, a maioria
adultos sem igreja terão que passar por uma revisão maciça sobre estes
questões, mas a transformação nesse nível geralmente vem em resposta a uma
relacionamento com Cristo - não como pré-requisito.

Visão de futuro

• O que mais o surpreende sobre os objetivos e as pessoas sem igreja


prioridades? O que mais o surpreende sobre os objetivos das pessoas e
prioridades? O que você acha que poderia explicar melhor as diferenças?

• Olhe novamente para as cinco ou seis principais esperanças compartilhadas por


pessoas sem igreja, como apresentado na tabela “The Life American Adults
Espero. ”O que a comunidade da igreja está fazendo para ajudar as pessoas a
conexão entre esses objetivos e uma vida de fé?

• É possível que sua igreja mantenha valores e morais bíblicos sem


comprometer, ao mesmo tempo em que é aberto e convidativo para pessoas sem igreja? Quão?

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 75/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 114
113

11

É ASSIM QUE ELES ROLAM

As escolhas e atividades de estilo de vida dos sem igreja

Neste capítulo, examinaremos as atividades e escolhas de estilo de vida de


pessoas sem igreja - mas para evitar enterrar a percepção mais significativa,
aqui está a grande manchete: Muitas vezes não há muita diferença entre os
igreja e sem igreja quando se trata de escolhas de estilo de vida. Mantenha isso em
lembre-se de como observamos como as pessoas sem igreja passam seu tempo.

Nossa pesquisa revela que as atividades mais comuns realizadas por


pessoas sem igreja - além de comer, dormir e trabalhar - têm relação com
uso da mídia. Como adultos, os sem igreja estão apaixonados pela mídia
conteúdo, gastando mais de dez horas por dia consumindo informações
de várias formas de mídia. Quanto mais jovem um indivíduo, maior a probabilidade
ela deve consumir informações de duas ou mais fontes de mídia simultaneamente -
comumente chamado de "multitarefa". Como essa é uma área essencial,
veremos os hábitos da mídia em mais detalhes posteriormente neste capítulo.

Que outras atividades ocupam o tempo dos sem igreja? Uma maioria de
pessoas sem igreja têm conversas com outras pessoas sobre coisas que
são significativos para eles. Por exemplo, eles são quase tão prováveis quanto churched
pessoas para discutir questões ou situações morais com outras pessoas; metade (51%)
o fizeram durante a semana anterior à entrevista da pesquisa. E até mesmo
Embora não sejam frequentadores da igreja, um quarto (24%) também falou

Page 115

com alguém sobre questões de fé e crenças religiosas. Isso é só um pouco


menor que a proporção de adultos que fizeram isso - embora possa ser
que as conversas diferiam consideravelmente entre os dois grupos.
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 76/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Atividades menos comuns, mas ainda assim generalizadas, durante uma semana típica
incluem usar palavrões em público (39%), comprar bilhetes de loteria ou
fazendo apostas (23%) e bebendo álcool suficiente para ser considerado
legalmente intoxicado (22%). Os números de palavrões públicos e
a embriaguez é notavelmente maior do que a encontrada entre os churched (23
por cento e 7 por cento, respectivamente), mas os quase um quarto que
A participação no jogo é quase a mesma nos dois campos.

Ainda menos membros da população sem igreja admitem fofocar (13


por cento), boicotar produtos ou marcas (12 por cento), ter relações sexuais
relações sexuais ou um relacionamento físico com alguém a quem eles não são
casado (11%), se vingar de alguém que machucou ou
ofendeu-os (10 por cento), mentir (8 por cento) ou roubar (um por cento)
a semana passada.

Atividades comuns durante a semana

Atividade Unchurched Churched

Produtos / materiais usados reciclados 65% 68%

Mudou seu estilo de vida para ter um resultado mais positivo


53 58.
impacto no meio ambiente

Conversas sobre uma questão moral específica ou


51 57
situação

Profanação usada em público 39. 23

Page 116

Intencionalmente exposto à mídia que mostrou explícita 29 16


ou conteúdo sexual sem censura

Conversa sobre fé com alguém que


24 34
acreditava diferente do que você

Comprou um bilhete de loteria ou fez uma aposta 23 19

Bebia álcool suficiente para ser considerado legalmente


22 7
bêbado ou embriagado

Fofocou / disse coisas más ou falsas para outras pessoas


13 12
sobre alguém que não estava presente

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 77/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Boicotado intencionalmente / não comprou um produto específico


12 12
produto ou marca como protesto

Teve um encontro sexual íntimo ou físico


relacionamento com alguém a quem você não é 11 9
casado

Agiu para se vingar / se vingar de alguém


10 8
que te machucou ou ofendeu

Disse algo a alguém que você sabia que não era


8 13
a verdade

Roubou algo que não lhe pertencia 1 2

Page 117

Além de atividades relacionadas à igreja e vários outros comportamentos, o


estilo de vida sem igreja não é substancialmente diferente do estilo de vida com igreja
pessoas. As pessoas sem igreja tendem a viver uma vida um pouco “mais ousada” - elas são
maior probabilidade de usar palavrões, embebedar-se ou ver imagens indecentes através do
meios de comunicação. Mas suas interações sociais - suas conversas sobre fé e
moral e a probabilidade de eles se envolverem em comportamentos como fofocas,
mentir ou atividade sexual fora do casamento - são praticamente indistinguíveis
dos frequentadores da igreja.

Um olhar mais atento ao consumo de mídia

Pessoas sem igreja e sem igreja consomem uma quantidade semelhante de mídia
conteúdo em um determinado dia. Mas eles consomem conteúdo da mesma mídia?
Um estudo de 2014 realizado avaliou a frequência com que as pessoas usam um determinado
meio para coletar novas informações. Nesse estudo, descobrimos que os dois
grupos têm um perfil de mídia semelhante ao refletido na tabela a seguir.

Mídia usada em um dia típico

Meio usado Unchurched Churched

Sites da Internet 56% 57%

Televisão em rede 50 58.

Televisão à cabo 48. 53

Mídia social 42. 36.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 78/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Telefone móvel / inteligente 41 47

Page 118

Rádio 38. 41.

Jornais 24 28.

Livros físicos 14 21

Livros eletrônicos 6 6

Revistas 6 10

Fonte: Barna Group OmniPoll de janeiro a fevereiro de 2014; 297 churched


(semanalmente), 556 sem igreja

Os dois grupos têm a mesma probabilidade de assinar televisão a cabo ou satélite


canais de serviço e filmes premium. No ano passado, eles assistiram
praticamente o mesmo número de filmes em um teatro; viu um idêntico
número de filmes televisionados no conforto de sua casa; e assisti
o mesmo número de filmes via DVDs, discos Blu-ray, vídeos ou streaming.
Até o número de filmes assistidos em cada categoria de classificações da MPAA era
quase idêntico.

Os sem igreja surgiram como mais propensos a visualizar a mídia que eles conhecem
conteúdo sexual explícito ou sem censura. Três em cada dez sem igreja
pessoas (29%) disseram que na semana passada haviam visto intencionalmente
conteúdo sexual explícito ou sem censura, em comparação com cerca de um em cada seis
churched (16 por cento).

Além disso, aprendemos que adultos churched têm um pouco mais probabilidade de filtrar
conteúdo de mídia para reduzir a quantidade de material questionável que eles veem.
Cerca de metade dos eclesiásticos, em comparação com um terço dos eclesiásticos, disse
que na semana anterior eles haviam desligado um programa de televisão porque
continha valores, moral ou pontos de vista que eles não apreciavam.
Da mesma forma, descobrimos que as pessoas da igreja tinham quase o dobro da probabilidade

Page 119

os sem igreja (26% versus 14%, respectivamente) para optar por não

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 79/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

assistir a um filme em particular apenas porque a classificação do filme indicava que


continha material censurável.

No geral, então, a escolha da mídia, a frequência de uso e quanto


o tempo dedicado ao consumo de mídia varia pouco entre os dois grupos.
Existem, no entanto, pequenas diferenças no conteúdo que cada grupo está disposto a
aceitar.

Auto-aperfeiçoamento e sacrifício

No que diz respeito às escolhas de estilo de vida, o que mais distingue os sem igreja
do churched refere-se a auto-aperfeiçoamento e sacrifício pessoal. Estes
grupos abordam o aprimoramento pessoal de maneira diferente, e os sem igreja são
notavelmente menos dispostos a sacrificar seus recursos para o bem dos outros.

Esforços de auto-aperfeiçoamento

Atividade realizada para auto-aperfeiçoamento Unchurched Churched

Obedeça aos dez mandamentos 31% 20%

Admita que não posso fazer isso sozinho, preciso da ajuda de


23Deus 26

Obtenha conselhos ou ajuda de outras pessoas em que confio


15/ respeito 16

Implementar resoluções de ano novo 11 7

Forçar / treinar a si mesmo para pensar / agir de maneira diferente


8 9

Siga as regras / diretrizes / conselhos da Bíblia 5 15

Page 120

Consulte fontes de mídia (livro, site, etc.) para obter


2 4
ajuda, insight ou etapas em direção à mudança

A maioria dos americanos afirma que faz um esforço para melhorar a si próprios. Quão?
É aí que fica interessante. Enquanto os dois segmentos refletem surpreendentemente
estratégias similares de crescimento pessoal, a estratégia mais comum empregada
pelos sem igreja, estão se esforçando mais para obedecer aos Dez Mandamentos. este
A abordagem foi nomeada por um terço dos sem igreja (31%). . . e por
apenas um quinto da igreja (20%)! Os churched (15 por cento) foram
mais provável que os sem igreja (5 por cento) se aperfeiçoem
tentando seguir as regras da Bíblia, mas um quarto de cada grupo disse
eles buscam o auto-aperfeiçoamento pedindo a Deus que os ajude a crescer.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 80/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Seis em cada dez pessoas sem igreja deram algum tipo de resposta espiritual quando
perguntamos a eles sobre a base para seus esforços de auto-aperfeiçoamento. UMA
Uma proporção semelhante de adultos churched ofereceu uma resposta espiritualmente, mas
suas respostas foram distribuídas um pouco diferente.

Uma definição de auto-aperfeiçoamento inclui a disposição de abordar as


necessidades dos outros e seja generoso com recursos pessoais. Quando se trata de
serviço e sacrifício, há uma diferença acentuada nas escolhas dos
churched e unchurched. Uma em cada cinco pessoas sem igreja não
doe a qualquer momento durante um mês típico para ajudar pessoas ou organizações.
Entre os que o fazem, o tempo médio doado é de cinco horas por
mês. Isso é metade do tempo que a maioria das pessoas animadas, e a base de
voluntários churched é consideravelmente maior (apenas 3% falham em ser voluntário
em um mês típico).

Da mesma forma, doar dinheiro é uma luta para os sem igreja. Ao longo
de um ano, as pessoas ricas dão uma mediana de US $ 500 em comparação com US $ 100
dada por pessoas sem igreja. A doação agregada média também mostra uma grande
disparidade: US $ 1.548 por ano entre os churched, em comparação com US $ 468 entre os
os sem igreja.

Reflexões sobre estilos de vida sem igreja

Page 121

Quando os sem igreja observam a maneira como a maioria das pessoas vive, eles
não vêem muita diferença entre si. As distinções reveladas
os dados na maioria das áreas não são grandes o suficiente para causar muita notificação. (Pode
Vale ressaltar que as áreas em que a igreja e a igreja diferem da
incluindo o consumo de mídia sexualmente explícita, voluntariado,
e doação - são freqüentemente escolhas feitas em particular, e não públicas
comportamentos que possam afetar as percepções dos outros.) As semelhanças entre
a igreja e a igreja não oferecem a nós uma repreensão e uma oportunidade.

A repreensão é óbvia e pode ser a primeira coisa que vem à sua mente: se
os freqüentadores de igrejas não são diferentes em muitas categorias, desde os sem igreja,
nossas vidas não oferecem muito incentivo para se tornar um de nós. Jesus disse ao seu
discípulos: “Se você pertencesse ao mundo, ele o amaria como seu”
(João 15:19), e Paulo desafiou a igreja em Roma: “Não se conforme
o padrão deste mundo, mas seja transformado pela renovação de sua mente ”
(Romanos 12: 2). Os seguidores de Cristo são chamados a ser e viver de maneira diferente da
a cultura circundante. Com a ajuda do Espírito Santo, a fé local
as comunidades devem se envolver em uma auto-reflexão honesta para identificar o
maneiras pelas quais estamos nos conformando ao invés de ser transformados

No entanto, as semelhanças entre os eclesiásticos e os sem igreja também nos oferecem uma
oportunidade. Quando pensamos em como se conectar com pessoas sem igreja,
podemos nos sair melhor quando oferecemos a eles os mesmos tipos de oportunidades e
experiências que nos atraem. Nesse sentido, alcançar o sem igreja
torna-se uma aplicação da Regra de Ouro: Faça aos sem igreja o que você
gostaria que eles fizessem com você, se seus papéis fossem revertidos.

Não perca o fato de que quando os sem igreja refletem sobre como se tornar melhor
seres humanos, a maioria admite que suas melhores estratégias giram em torno de Deus:
obedecendo suas regras, confiando em seu poder e orientação, apoiando-se em sua graça,
imitando os comportamentos dos heróis da Bíblia, e assim por diante. É aqui que as igrejas
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 81/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

pode ajudar. As igrejas estão em uma posição única para mostrar às pessoas o caminho para
Cristo e tudo o que ele oferece: nova vida, uma nova identidade, um novo conjunto de valores,
relacionamentos restaurados, novos tipos de objetivos. Como veremos em mais detalhes em
capítulo 14, não há dúvida de que fazer parte de uma igreja normalmente
enriquece as pessoas tanto espiritualmente como relacionalmente. Quando o sem igreja
Ao procurar um modo de vida melhor, as igrejas podem mostrar o caminho.

Page 122

Visão de futuro

• De que maneira sua comunidade de fé se destaca da


cultura circundante? De que maneira você se mistura?

• Como sua igreja pode seguir a Regra de Ouro quando se trata


se conectar com pessoas sem igreja?

• Como sua igreja está equipando as pessoas para consumir mídia com sabedoria? Quão
você pode ser um recurso para as pessoas que querem e não querem que querem
pensar criticamente sobre o consumo de mídia?

Page 124
123

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 82/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

12

ALCANÇANDO OS CÉPTICOS

Ateus e agnósticos são uma marca diferente de pessoas sem igreja

Como observamos no capítulo 1, existem dezenas de maneiras pelas quais podemos categorizar
aqueles que não freqüentam a igreja, dependendo de quais variáveis demográficas
priorizamos ou subestimamos (assim como existem dezenas de maneiras
categorizar os frequentadores da igreja). Quando categorizamos pessoas com base puramente em
seu conjunto de crenças, os céticos emergem como um grupo único entre os
sem igreja.

Os céticos são ateus (eles não acreditam que Deus exista) ou agnósticos
(eles não têm certeza de que Deus existe, mas estão abertos à possibilidade). Eles têm
muitos nomes diferentes nos círculos sociológicos e teológicos, mas para aqueles em
as trincheiras do ministério os céticos são, de maneira grosseira, o principal prêmio de divulgação.
Um ministério eficaz para os céticos resulta não apenas no comparecimento à igreja, mas,
mais importante, na aceitação e acolhimento de Cristo como Salvador e
Senhor.

Os céticos representam um quarto de todos os adultos sem igreja (25%). Por pouco
um terço (31%) nunca compareceu a um culto da igreja cristã em
a vida deles. Isso é quase o dobro da proporção de "virgens sem igreja"
entre os sem igreja que não são céticos (17%). Vamos explorar o
maneiras pelas quais os céticos diferem de outros adultos sem igreja.

Page 125

Mudanças demográficas entre os céticos

O perfil de um cético típico é diferente hoje de uma década ou duas atrás.


O cético de hoje, como seu colega de duas décadas atrás, é definido por
sua negação ou dúvida sobre a existência de Deus. Mas isso é o único
coisa que ela tem em comum com o ateu sem igreja ou agnóstico de
passado.

Hoje, os céticos são, em média, mais jovens do que no passado. Vinte anos atrás
18% dos céticos tinham menos de trinta anos. Hoje essa proporção tem quase
dobrou para 34%. Da mesma forma, a proporção de céticos que
sessenta e cinco anos ou mais foi reduzido pela metade, para apenas 7% do
segmento.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 83/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

É cada vez
igrejas, mais comum
autoridade entre Muitos
e tradição. os jovens descartar
deles adotamreligião, Deus,
a idéia de ser
“Espiritual, mas não religioso”. Para alguns, isso significa estar em sintonia com suas
eu interior sem qualquer tipo de orientação ou força sobrenatural. Deles
a espiritualidade é independente e sua perspectiva de vida é, em geral, auto-suficiente
centrado. Eles estão menos interessados em regras e regulamentos do que outros
pessoas sem igreja. Eles determinam seu próprio senso de certo e errado,
valores, significado e propósito. Sua esperança está em si mesma, e a maioria tem
pouca dúvida de que essa esperança está bem colocada. Para os cristãos que reconhecem
a queda essencial de todos os seres humanos (incluindo eles mesmos), esse
garantia pode parecer inadequada ou até absurda.

Os céticos de hoje tendem a ser mais instruídos do que no passado. Duas décadas
atrás, um terço dos céticos eram graduados, mas hoje metade dos
grupo tem um diploma universitário. Durante anos, alguns observadores afirmaram que
faculdades e universidades são um terreno fértil para sentimentos anti-Deus.
Enquanto alguns na esquerda secular rejeitaram essas alegações como paranóia
conservadores, os dados dão algum apoio à noção de que a faculdade
campi são lugares confortáveis para os jovens abandonarem a Deus e
assumir o controle total de suas próprias vidas.

Talvez a maior transição de todas seja a entrada de milhões de mulheres em


os céticos classificam. Em 1993, apenas 16% dos ateus e agnósticos eram
mulheres. Em 2013, esse número quase triplicou para 43%. Esse enorme

Page 126

aumento não é porque o número de homens céticos diminuiu; deles


os números aumentaram constantemente nas últimas duas décadas - mas nem
tão rapidamente quanto entre as mulheres. É interessante notar que, dada a
escolaridade dos céticos, a proporção de mulheres que ganharam
os graus universitários também aumentaram substancialmente durante aproximadamente o mesmo período de tempo.
[15]

O ceticismo religioso tornou-se mais inclusivo racial e etnicamente.


Enquanto os brancos representavam 80% de todos os céticos há vinte anos,
caiu para 74 por cento até 2013. Isso é em grande parte um reflexo do
aumento das populações hispânicas e asiáticas entre os céticos. Ásia
Americanos, a demografia étnica menos cristã dos Estados Unidos,
tendem a adotar o ceticismo. No entanto, os recentes escândalos sexuais em
a igreja católica levou um número crescente de hispânicos a
renunciar a sua fé em Deus, juntamente com sua confiança em líderes religiosos e
instituições - embora os hispânicos, juntamente com os negros, ainda permaneçam menos prováveis
do que outros grupos para aceitar a idéia de um mundo sem Deus. Brancos que
constituem dois terços da população total, estão bem acima da média em
abraço de ateísmo e agnosticismo; eles compreendem três quartos da
céticos.

Nas décadas passadas, o Nordeste e o Oeste eram vistos como viveiros isolados de
ateísmo e agnosticismo. Mas isso também mudou. Enquanto muitos líderes de
o movimento ateu está localizado nessas áreas, a população cética é
agora amplamente disperso em todas as regiões. De fato, o Nordeste se foi
de ser a segunda região mais prolífica para os céticos até a menos provável
lar dos céticos - menos ainda do centro-oeste e do sul. O Ocidente, que
abrigava 43% dos céticos no início dos anos 90, agora abriga apenas
30 por cento deles. Em nossa opinião, as razões para essa mudança incluem a população
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 84/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

mobilidade, o impacto padronizador da mídia, a influência decrescente da


igrejas e famílias fortes no Centro-Oeste e Sul, ea disseminação de
ceticismo entre jovens adultos educados.

De muitas maneiras, os céticos agora se assemelham ao resto da América mais do que


uma vez fez. E seus números estão crescendo mais rapidamente do que qualquer um poderia
esperavam vinte anos atrás.

A vida de um cético

Page 127

Quando perguntados sobre seus objetivos principais, os céticos têm muito mais probabilidade de
identificar questões relacionadas ao dinheiro (ganhar mais, economizar mais, reduzir
despesas, orçamento melhor) e sua condição física (perda de peso,
comer melhor, ficar mais saudável) em comparação com pessoas sem igreja que acreditam
em Deus. Eles mencionam metas de dinheiro cinco vezes mais frequentemente e
objetivos duas vezes mais do que outras pessoas sem igreja.

Os céticos têm maior probabilidade de se inclinarem liberais: quatro em cada dez (39%) descrevem
liberais em questões sociais e políticas, dobram a proporção
entre os que crêem em Deus (21%) e mais que o triplo do
proporção entre os que freqüentam regularmente uma igreja cristã (11).
por cento). Relativamente poucos céticos se descrevem como conservadores (9).
por cento) em comparação com outros sem igreja (26 por cento) e regularmente com igreja
(52 por cento) adultos.

Os céticos têm uma classificação muito mais baixa do que qualquer outro grupo que estudamos, não apenas sobre amor
de Deus, mas também pela preocupação com o bem-estar dos outros. No entanto, eles classificaram
mais alto nas várias medidas relacionadas ao progresso pessoal e
realização. É plausível que muitos considerem um código moral que é outro -
potencialmente bloqueando sua busca pelo sucesso pessoal.

Fé e Loucura

Assim como os crentes chegam à sua crença em Deus, acumulando uma variedade de
informações e experiências, os céticos reúnem diferentes insumos para
tire sua conclusão. Parece, no entanto, que os três principais
componentes que levam à descrença na existência de Deus são (1) rejeição do
Bíblia, (2) falta de confiança na igreja local e (3) a falta cultural
reforço de uma visão secular do mundo.

Os céticos descartam a idéia de que a Bíblia é santa ou sobrenatural de qualquer maneira.


Dois terços afirmam que é simplesmente um livro de histórias bem conhecidas e
conselhos, escritos por humanos e contendo o mesmo grau de autoridade e
sabedoria como qualquer outro livro de auto-ajuda. O terço restante é dividido
entre aqueles que acreditam que a Bíblia é um documento histórico que contém
os relatos únicos, mas não inspirados por Deus, dos eventos que aconteceram no
passado, e aqueles que não sabem o que fazer da Bíblia, mas têm
decidiu que não merece tratamento ou consideração especial.

Page 128

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 85/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Mesmo com essas crenças sobre a Bíblia, seis em cada dez céticos ainda possuem
pelo menos uma cópia. A maioria já leu isso no passado, e um punhado (quase
exclusivamente agnósticos) ainda o lê pelo menos uma vez por mês. Isso é tudo a dizer
que a maioria dos céticos tem alguma experiência em primeira mão com a Bíblia, e a maioria
tiveram alguma exposição regular a ele durante a juventude. Para os cristãos que confiam
a noção de que a Palavra de Deus não deixará de produzir frutos (ver Isaías 55:11),
que a exposição precoce incentiva a esperança de que os céticos algum dia
reconsidere sua rejeição a Deus. Até então, porém, os céticos veem o
Bíblia como um livro que pode conter alguns bons conselhos e até histórico
idéias, mas não uma mensagem sagrada, poderosa e capaz de mudar a vida de um
Ser universal onipotente.

As igrejas dos EUA pouco fizeram para convencer os céticos de que estão erradas. De fato,
porque mais de dois terços dos céticos participaram de igrejas cristãs
no passado - quase por um longo período de tempo - sua demissão de Deus,
a Bíblia e igrejas não é de natureza teórica. A maioria dos céticos pensa em
Igrejas cristãs como:

grupos de pessoas que compartilham um espaço físico comum e têm algum


visões religiosas comuns, mas não estão pessoalmente ligadas a cada
outro de maneira significativa ou transformadora
organizações que agregam pouco ou nenhum valor a suas comunidades; deles
maior valor decorre dos tempos limitados em que servem os necessitados no
comunidade
organizações que defendem as coisas erradas - guerras, prevenindo
casamento e a liberdade da mulher de controlar seu corpo, sexual e
violência física perpetrada nas pessoas por figuras de autoridade religiosa,
misturando crenças religiosas com políticas e ações políticas
liderados por pessoas que não conquistaram suas posições de influência por
provar seu amor à humanidade e, portanto, não merecem confiança

Muitas dessas idéias são iniciadas, promovidas e reforçadas por celebridades


personalidades e exposição na mídia. Sean Penn, o ator premiado e
diretor de cinema, é um cidadão politicamente ativo cujas opiniões sobre as igrejas são
freqüentemente misturado em seus comentários sobre problemas sociais. Numa entrevista com
Revista Rolling Stone , que descreveu seu trabalho ajudando vítimas do
devastador terremoto no Haiti, ele observou: “O que se resume é

Page 129

as igrejas não estão operando como instrumentos de amor. Eles são ódio
máquinas. São fábricas da ignorância. ” [16]

O ilusionista Penn Jillette também é um crítico franco da religião em geral e


Cristianismo especificamente. Ele expressa seus sentimentos sobre questões de fé na
seus livros, encenação, vídeos do YouTube e entrevistas. Por exemplo:

Eu acredito que não há Deus. Estou além do ateísmo. O ateísmo não está acreditando
em Deus. Não é fácil crer em Deus - você não pode ser negativo, então
não há trabalho a fazer. [17] . . . A religião não pode e não deve ser substituída
pelo ateísmo. A religião precisa ir embora e não ser substituída por nada.
Ateísmo não é uma religião. É a ausência de religião, e isso é maravilhoso

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 86/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

coisa. [18]
Outro porta-voz de alto nível do ateísmo é Bill Maher, anfitrião de vários
programas e promoções realizados pela HBO, o principal canal de pagamento do país.
Em seu programa Real Time with Bill Maher , ele explicou como considera
religião:

Somos uma nação que não é iluminada por causa da religião. Eu acredito nisso. Eu
pense que a religião impede as pessoas de pensar. Eu acho que justifica loucos. Eu
acho que pilotar aviões em um edifício foi uma iniciativa baseada na fé. eu acho que
a religião é um distúrbio neurológico. Se você olhar logicamente, é algo
isso foi perfurado em sua cabeça quando você era criança. Certamente
foi perfurado no meu nessa idade. E você realmente não pode ser responsável quando
você é uma criança do que os adultos colocam na sua cabeça. [19]

Estes são apenas três exemplos de um novo estrato de celebridade anti-religião


apologista que também inclui Sam Harris, Richard Dawkins, Stephen
Hawking, Peter Singer, Woody Allen, Philip Roth, Julia Sweeney e os
falecido Christopher Hitchens. É um enigma de galinha ou ovo para identificar
que veio primeiro: a celebridade ateu ou o aumento maciço no número
ateus. Seja qual for o caso, o ateísmo mudou nos últimos cinquenta anos
do anátema cultural ao que todas as crianças legais estão fazendo.

Um caminho para o coração do cético?

Page 130

É tolice acreditar que os cristãos podem ajudar a motivar os céticos a reconsiderarem


a verdade sobre Jesus Cristo? Absolutamente não. A lista de céticos que têm
abandonou a cosmovisão ímpia em favor de uma vida com Cristo é longa e
inspirador - dos acadêmicos CS Lewis e Alister McGrath aos cientistas
Francis Collins e Rosalind Picard, para citar alguns. Mas é imperativo para
Os cristãos devem lembrar que facilitar a transição de alguém do ateísmo
a uma vida cheia de graça, centrada em Deus, não depende de nossa inteligência ou
persuasão. As pessoas vêm a Cristo de várias maneiras - e participam de
eventos da igreja é certamente um desses - mas é o Espírito de Deus que
transforma o coração, a mente e a alma de uma pessoa. Podemos ser usados nesse
parceria com Deus em sua santa obra, mas a restauração espiritual é
nunca realizado através de nossas habilidades ou talentos.

Com essa limitação em mente, podemos prosseguir com proposital, inteligente,


e esforços realistas para se conectar com os céticos. Nossa pesquisa oferece algumas pistas
sobre os prós e contras dos céticos com impacto efetivo. Por exemplo,
estudando mais de uma dúzia de abordagens comuns, identificamos
quais métodos têm a melhor chance de captar sua atenção por tempo suficiente
para eles considerarem visitar uma igreja local.

É quase garantido que os esforços impessoais da mídia sejam ignorados. Não


os céticos que entrevistamos disseram que eram "muito mais propensos" a considerar
freqüentar uma igreja se eles receberam uma solicitação de mala direta ou tiveram
exposição a publicidade sobre uma igreja próxima via televisão, rádio,
jornais ou outdoors.
Menos de um em cada dez céticos disseram que podem considerar participar
se um amigo os convidasse para um culto na igreja; se eles receberam um
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 87/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

chamada de telemarketing de alguém que não conhecia; se eles


encontrou a igreja através de algum tipo de marketing social ou outro
experiência online; ou se eles ouviram um sermão por meio de um podcast, CD ou
alguns outros meios. Descobrir que uma igreja tinha vários locais em
a área também fez pouco para motivá-los.
Entre os meios mais esperançosos de se conectar com os céticos estavam
eventos abertos ao público, como concertos ou seminários, patrocinados por um
igreja (10% disseram que isso pode torná-los muito mais interessados em
uma igreja). Também mostrando promessa foram os projetos realizados por uma igreja

Page 131

projetado para ajudar os necessitados da comunidade, resultando em uma reputação


por amar os pobres (mencionado por 12%).
A abordagem classificada como mais alta pelos céticos (14%) girou em torno de
ter uma congregação na qual os idosos se conectassem regularmente
experiências de vida compartilhadas com adultos mais jovens. Considerando que
grande parte dos céticos são adultos mais jovens, muitos dos quais
crescido sem pais ou mentores eficazes, o desejo por isso
tipo de assistência prática e prática à vida faz sentido.

Um dos resultados inesperados que descobrimos é a influência limitada de


relacionamentos pessoais com os céticos. Nossa pesquisa de longo prazo mostra que esses
indivíduos são consideravelmente menos relacionais e menos engajados em
atividades além da norma. Mesmo os eventos que eles participam são menos sobre reuniões
pessoas afins do que ter uma experiência desejada ou obter
informação util. Isso levanta algumas bandeiras vermelhas para as muitas igrejas
cujo grito de guerra é “ministério é sobre relacionamentos”. Os céticos não são tão
apaixonados por laços relacionais, assim como aqueles que se investem na igreja
vida.

Esforços de divulgação provavelmente levarão os céticos a serem "muito mais propensos" a


Participar de uma igreja

Não-
Atividade de divulgação Céticos cético
sem igreja

Aprendeu que a igreja tem adultos mais velhos que fornecem


14% 21%
lições de vida e conselhos para adultos mais jovens

A igreja empreende muita atividade para ajudar a


12 25
pobres e necessitados na comunidade

Eventos interessantes, como concertos ou seminários, que 10 23


estão abertos ao público patrocinado / hospedado pela igreja

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 88/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 132

Convidados por um amigo para frequentar sua igreja, eles


7 25
acompanhá-lo ao serviço

Ouviu um sermão do pastor online, via CD ou


6 13
através de um podcast e gostou do que ouviu

A igreja ensinou as pessoas a evitar os efeitos negativos


6 15
efeitos da mídia e da tecnologia

As pessoas se encontraram na casa um do outro, em vez de


igreja, para oração, adoração, ensino e 5 16
conversação

A igreja teve uma presença significativa e atraente


5 8
online / através de redes sociais

A igreja tinha vários locais próximos 3 11

Alguém que você não conhecia ligou para você


telefone para descrever a igreja e convidá-lo para 2 13
participe

O pastor da igreja visitou sua casa para lhe dizer


sobre o ministério e convidá-lo a participar de um 00 21
serviço

Alguém que freqüenta a igreja visitou sua casa, 00 13


realizou uma pesquisa sobre fé e espiritualidade, depois

Page 133

convidou você para participar de sua igreja

Você viu outdoors anunciando a igreja 00 10

Você viu anúncios da igreja na televisão,


00 10
rádio ou jornais

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 89/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Você recebeu
anúncio informações
recebido sobre a igreja em um
pelo correio 00 7

Fonte: Barna Group, OmniPoll, realizado em fevereiro de 2010

Reflexões sobre a conexão com os céticos

O pastor do Vineyard em Ventura, Califórnia, é Bob Harper. Ele


sugere que os céticos, em particular, não rejeitam o evangelho por causa de
Opções de hipocrisia ou estilo de vida dos cristãos:

Muitos cristãos pensam que, se apenas os sem igreja pudessem ver “o amor de Jesus
em ação ”(alimentando os famintos, etc.) eles gostariam da mensagem. No meu
experiência, no entanto, pessoas sem igreja acham que a Bíblia e o evangelho são
artefatos culturais que não são mais relevantes. O público sem igreja é
rejeitando a igreja por questões de cosmovisão. . . . A linha inferior é, nós
evangélicos estão respondendo perguntas que ninguém está fazendo.

Para ajudar sua comunidade de fé a responder perguntas, os sem igreja são realmente
perguntando, Bob e os outros líderes começaram a concentrar seus esforços de divulgação
sobre a introdução do pessoal da Vineyard na "perspectiva dos céticos". Ele diz:
“A 'perspectiva evangélica' não trata das preocupações de ninguém
além de evangélicos. [Sociólogo e autor] James Davison Hunter
diz que os cristãos precisam parar de falar por um tempo. Provavelmente isso é verdade.
Ouvir, em vez de falar, pode ser a melhor maneira de se conectar com aqueles
que não compartilham suposições da cosmovisão cristã. Se não tivermos tempo para
ouça onde os céticos - ou qualquer pessoa sem igreja, aliás - estão

Page 134

vindo e o que eles estão dizendo, não estamos realmente conversando. . .


estamos apenas esperando nossa chance de pregar.

Tratar os céticos como se tivessem um vazio espiritual provavelmente será percebido como
ofensiva. Lembremos que rejeitar a crença em nosso Deus não é o mesmo que
estar sem fé. A maioria dos céticos tem muita fé - em
si mesmos. Devemos respeitar a autoconfiança deles, em vez de tentar convencer
eles de sua loucura final. Lembre-se, não é nosso trabalho mudar corações e
mentes; esse dever se enquadra exclusivamente na descrição do trabalho do Espírito Santo.
Pelo contrário, é nosso trabalho ser a presença de Cristo para as pessoas ao nosso redor. E como
Uma leitura atenta dos Evangelhos revela que Jesus era tão propenso a fazer perguntas quanto
ele deveria oferecer respostas. Em nossos relacionamentos com céticos, vamos fazer o
mesmo.

Visão de futuro

• Que métodos de extensão sua igreja está usando em um esforço para conectar
com céticos? Dada a pesquisa sobre a eficácia de vários métodos,
o que você poderia fazer de diferente para ter um impacto maior?

• Você e sua comunidade de fé pensaram muito sobre visões de mundo?


Como você pode entender melhor a "perspectiva dos céticos"?

• Em suas conversas com céticos, é mais provável que você pergunte


perguntas ou oferecer respostas? O que você poderia fazer para ser a presença de Cristo
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 90/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

nessas relações?

Page 136
135

13

FÉ, TEMPO FUTURO

A experiência da fé e a jornada espiritual dos adultos sem igreja são


Procurando

Como a maioria é otimista por natureza, muitos líderes de igreja acreditam que, se
eles trabalham muito e duro para atrair os sem igreja, eles vão
eventualmente conseguir atraí-los para os cultos da igreja. Esta abordagem
provável que tenha sucesso? Um valor da pesquisa é que ela pode fornecer uma visão realista
avaliação de oportunidades e obstáculos.

No geral, apenas um em cada sete (14%) adultos sem igreja nos Estados Unidos
Estados parece aberto a tentar uma nova igreja. No entanto, projetado em todo o
universo agregado sem igreja, esse percentual representa quase 16 milhões
pessoas - não é uma soma de almas para dispensar! E a figura pode realmente ser
mais promissor do que se imaginava: apenas dois quintos desses indivíduos são
pessoas nascidas de novo, sem igreja, o segmento mais provável de segmentar. Isso significa
que três em cada cinco pessoas abertas a experimentar igreja não nascem de novo.
Mulheres, solteiros e católicos que não praticam também surgiram como
interessado na possibilidade.

Atrair pessoas sem igreja para o rebanho, no entanto, exige uma variedade de
pontos de entrada. Cerca de metade dos sem igreja disse que preferiria que seus
rota para o mundo da igreja seja através da exposição ao culto de uma igreja
serviço; a outra metade preferiria um tipo inicial de exposição diferente.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 91/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 137

Prime Touch Points

As igrejas demonstraram tremenda criatividade ao procurar atrair


pessoas sem igreja para igreja. Para estimar o apelo atual de alguns dos
Para essas estratégias, pedimos aos sem igreja que avaliassem quanta influência cada
de trinta abordagens ou componentes podem ter interesse em participar
uma igreja. Tendo em mente que a qualidade de execução de um determinado
estratégia é crítica, independentemente da predisposição das pessoas, suas respostas
fornecer uma melhor compreensão de sua mentalidade.

As três abordagens que geralmente pareciam ter o efeito mais positivo


no potencial de retornar à igreja estavam desenvolvendo relacionamentos,
patrocinar eventos e cultivar uma reputação positiva e
consciência.

Táticas relacionais

Um em cada cinco adultos sem igreja estaria muito mais interessado em


freqüentar uma igreja específica se um amigo de confiança os convidar pessoalmente e
concordou em participar ao lado deles. Essa abordagem foi a mais bem classificada
tática nos mais de vinte anos em que temos acompanhado a falta de igreja
e como interessá-los a frequentar uma igreja. Curiosamente, a porcentagem
adultos sem igreja que expressaram uma reação positiva a essa abordagem em
nosso estudo mais recente é o mais baixo que registramos durante esse período
período. Isso é um reflexo de como a cultura americana está mudando - e como
importante é que as igrejas sejam informadas sobre alterações no que
e não trabalha para alcançar aqueles que vivem completamente fora do
paredes da comunidade da igreja.

No entanto, é importante perceber que, embora convites pessoais de


amigos de confiança colocam igrejas específicas no radar de indivíduos sem igreja,
eles permanecem longe de convencidos de que deveriam freqüentar a igreja.
De acordo com uma pergunta subsequente sobre essa progressão, apenas 4%
disseram que iriam "definitivamente" à igreja se acompanhados de seus
amigo, e os outros continuariam fazendo a lição de casa sobre o
igreja e determinar o quanto eles realmente queriam entrar na igreja
mundo.

Page 138

Outra abordagem relacional que gerou um resultado positivo surpreendentemente forte


resposta foi receber uma visita em casa do pastor ou de uma igreja
membro para discutir a possibilidade de frequentar a igreja. Um em cada
seis adultos sem igreja disseram que estariam muito mais interessados na igreja
se eles receberam essa visita.

A visita domiciliar foi o batimento cardíaco de buscar pessoas sem igreja para muitos
anos. Ficou fora de moda nos anos 80 e 90, quando os americanos se tornaram

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 92/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

mais protetora
intrusão. Agora,deporém,
seu tempo e espaço
em uma e realmente
sociedade se mais
cada vez ofendeu com tal
despersonalizada,
parece ser uma abertura um pouco maior para uma pessoa em casa ou outra pessoa
enfrentar conversa.

Marketing de Eventos

Uma em cada cinco pessoas sem igreja indicou que seria muito
mais interessado em considerar uma igreja se eles compareceram a um evento atraente,
como um concerto ou seminário, patrocinado por uma igreja próxima. Um de
os desafios, é claro, é oferecer um evento de alta qualidade que se cruze com
os interesses pessoais de um número suficientemente grande de indivíduos sem igreja
justificar o esforço e os custos relacionados. Pessoas sem igreja mantêm alta
padrões para tais eventos; a competição não é outros eventos da igreja, mas todos
das ofertas públicas disponíveis no mundo do entretenimento e dos negócios.
Assumindo que o evento seja conduzido profissionalmente, muitos sem igreja
as pessoas veem essa aventura como uma maneira "segura" de ser apresentada às pessoas,
ambiente e cultura da igreja patrocinadora.

Recurso de reputação

Porque os sem igreja são céticos quanto ao valor que as igrejas têm para
oferta, a reputação do ministério desempenha um papel importante na atração
aqueles que freqüentemente se sentem queimados, desapontados ou incompreendidos pelas igrejas.
A pesquisa mostra que duas das maneiras mais importantes de se posicionar em
as mentes dos sem igreja são as primeiras, como um ministério que regularmente e
efetivamente atende às necessidades dos pobres e, em segundo lugar, como uma igreja que
entende os jovens e fornece o tipo de orientação e
desenvolvimento que eles precisam para prosperar na vida.

Page 139

Observe que os sem igreja mostram pouco interesse em frequentar uma igreja conhecida
pela qualidade de sua música de adoração ou mesmo pela qualidade de seus sermões.
Milhões de adultos sem igreja são muito sensíveis ao equilíbrio entre
ensino e ministério nas ruas; eles temem se conectar a um
congregação que é tudo conversa e nenhuma ação.

Potencial moderado

Duas alternativas de alcance apelaram a uma significativa, mas não


esmagadora, proporção dos sem igreja. Um deles foi o
possibilidade de participar de uma igreja doméstica em vez de uma igreja convencional
ministério da igreja. Isso atraiu 15% dos sem igreja, mas era de
maior interesse para pessoas com menos de trinta anos, nascidos de novo e negros. Cada um
esses subgrupos mostraram o dobro de interesse em uma igreja doméstica
outros segmentos sem igreja.

Outra possibilidade era convidar os sem igreja para uma reunião de pessoas
da mesma faixa etária e estilo de vida geral que o adulto sem igreja, por
tempo social como um piquenique ou passeio esportivo. Isso também atraiu cerca de 15
por cento dos sem igreja. O problema é que esse evento não pode ser um
tentativa velada de reunir um público cativo para exposição a uma igreja
arremesso. O objetivo dos sem igreja é entender o que as pessoas
são como. Se a congregação passa no "teste", uma experiência positiva no

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 93/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

evento pode
encontrar umlevar
lar naa igreja,
uma visita à igreja.
e eles Os sem
não querem se igreja não têm
encontrar pressa em
em um
situação desconfortável à medida que exploram as possibilidades.

Perdendo estratégias e táticas

A pesquisa confirma o que muitas igrejas aprenderam da maneira mais difícil:


A maioria das abordagens não apenas não atrai pessoas sem igreja, mas pode
realmente desencorajá-los a considerar outras opções da igreja no
futuro. As abordagens a seguir provavelmente cairão com menos de 10
por cento dos relatórios sem igreja, eles podem ser atraídos por esses esforços:

informações sobre uma igreja fornecidas pelo correio


publicidade para uma igreja na TV, num jornal ou no rádio

Page 140

um telefonema não solicitado de alguém que representa uma igreja no


comunidade para descrever a igreja e oferecer um convite para participar
publicidade para a igreja em um outdoor local
um site que descreve a igreja e convida as pessoas a participar
um sermão do pastor em CD ou podcast
enfatizando que a igreja tem vários locais na comunidade
fornecendo entrada para uma “igreja em vídeo” - um ministério que tem tempo real
feed de vídeo de ensino ao vivo a partir do local principal, com música ao vivo e
liderança no local remoto
um serviço de busca contemporânea
mostrando um filme com qualidade de Hollywood na igreja que lida com
questões como casamento, fé ou parentalidade
fornecer um clube do livro que discuta livros sobre fé e vida
oferecendo um grupo de discussão de microfone aberto ou bate-papo on-line com foco em
questões relacionadas à fé e espiritualidade
um palestrante convidado de celebridade que aparece nos cultos de uma igreja

Como esta lista de atividades contém uma série de esforços frequentemente empregados por
igrejas, vamos dedicar um minuto para explorar o que esta lista faz ou não
significar. Primeiro, apenas porque a maioria dos adultos sem igreja diz que não está interessada
no site de uma igreja, por exemplo, não significa que as igrejas devam renunciar
ter uma presença eficaz na web. Quando uma pessoa sem igreja decide encontrar
visitar uma igreja local, verificar o site é uma atividade comum e uma
O conteúdo digital da igreja é freqüentemente sua única oportunidade de fazer uma primeira
impressão. De certa forma, sites e esforços de mídia social tornaram-se
a nova “porta da frente” através da qual os sem igreja - especialmente o Mosaic
adultos sem igreja - venham a experimentar a igreja. É absolutamente necessário
ser eficaz no espaço digital, embora esse esforço por si só não signifique
alcance o sucesso.

Em segundo lugar, a maioria das idéias da lista acima não é adequada porque não são
o que os sem igreja esperam encontrar nas igrejas de hoje. Eles não precisam
ir a uma igreja para ver um filme, ouvir um orador de celebridades, participar de um
clube do livro e assim por diante. Sim, os líderes cristãos precisam orar e
considere cuidadosamente novas maneiras inovadoras de alcançar os sem igreja - e
redobrar nossos esforços em torno das formas relacionais clássicas de divulgação - mas nós
também precisam ser focados na missão acima de tudo. No final, as pessoas precisam

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 94/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 141

Jesus - não alternativas espiritualmente orientadas para as mesmas atividades oferecidas por
o centro comunitário local.

Finalmente, aprendemos através de nossos anos de pesquisa que, enquanto alguns


esforços, como mala direta, podem parecer maneiras atraentes de alcançar o
sem igreja, há potencial para danos colaterais à reputação de nossos
igrejas. Os esforços de publicidade em massa tendem a funcionar com uma pequena minoria de
adultos, deixando a maioria com um ceticismo mais profundo em relação aos cristãos
e comunidades de fé. A mensagem de Jesus e o convite para
participar de uma comunidade local são transformados em um mero marketing
campanha. Há momentos em que o marketing deve ser empregado,
particularmente de maneiras relacionais, como dar às pessoas em sua igreja
cartões de convite para seus vizinhos sem igreja? Sim! Mas todo método
deve ser adotado com o conhecimento de que o que está em jogo é muito mais
do que tipo de número que atraímos todos os domingos. Somos mordomos da
história mais verdadeira sobre a humanidade e Deus. Devemos tomar cuidado para não baratear o
evangelho confiando nas proezas do marketing para atrair participantes.

Missões de Curto Prazo

Uma outra abordagem possível é oferecer aos sem oportunidade uma oportunidade de
Junte-se a um grupo de pessoas da congregação em uma viagem missionária de curto prazo.
Essa aventura pode durar de três dias a duas semanas.
Porque os sem igreja parecem valorizar muito as demonstrações de serviço para
necessitados, bem como a chance de participar ativamente de tais esforços, um
a viagem missionária parece refletir um interesse e atender à necessidade de
algumas pessoas cuja vida sem igreja pode não ter recursos para tal
oportunidade.

Nosso conselho, porém, é entrar nesta arena com cautela. A pesquisa


descobriu que menos de um em cada vinte adultos sem igreja é
dispostos a considerar uma exposição tão intensa à igreja através de um
viagem. Entre aqueles que fizeram uma viagem missionária no passado - que
constitui apenas 6 por cento dos sem igreja - dois terços deles disseram que
estaria aberto a outra viagem no futuro. Mas entre aqueles que têm
nunca esteve em uma jornada dirigida a missões, pouquíssimos abrigam a
gaste tempo, dinheiro e esforço no empreendimento.

Page 142

Reflexões sobre como alcançar

Como na comercialização de qualquer produto ou serviço, a realidade desafiadora é que


você pode fazer tudo "certo" e ainda não conseguir atrair o público-alvo.
Milhares de igrejas em todo o país podem testemunhar esse desgosto.

Os sem igreja admitem que não estão muito interessados em procurar uma igreja
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 95/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

casa - e que, se decidirem fazê-lo, provavelmente explorarão um único


igreja e, em seguida, desista da caça. Três quartos deles afirmam que
não estão mais dispostos a fazer uma busca mais extensa na igreja; se aquele
ministério que eles decidem examinar atendem às suas necessidades, eles buscam um
relacionamento com esse ministério, mas é pouco provável que eles visitem e estudem
outras igrejas se o esforço inicial bombardear.

Isso deve impedi-lo de chegar? Claro que não. Mas escolha o seu
métodos com sabedoria. Em vez de investir dinheiro significativo em publicidade paga,
a que poucas pessoas sem igreja parecem inclinadas a responder, considere como
seus recursos podem ser mais bem gastos equipando os membros da igreja para atender
necessidades tangíveis e relacionais em sua comunidade. Se os jovens da sua
bairro estão sem mentores ou amizades saudáveis com adultos mais velhos,
como você pode alavancar seus recursos para que sua congregação esteja pronta e
capaz de atender a essa necessidade? As visitas domiciliares são cada vez mais atraentes às pessoas sem igreja
adultos. Existe um grupo de ministério em sua igreja que já seja treinado em
nessa área, ou esse alcance exigirá novas iniciativas, líderes e
Recursos? Se o marketing de eventos é o caminho a percorrer para a sua comunidade, o que
você fará para garantir que os eventos de sua igreja sejam os mais altos possíveis
qualidade (para que seus esforços não tenham o efeito oposto ao que você está
esperando)?

Existem dezenas, talvez centenas, de maneiras possíveis de se conectar com o


sem igreja em sua área. E o que acaba sendo mais eficaz em seu
comunidade provavelmente não será exatamente a mesma que funciona em outros lugares.
Mas tudo bem - até bom. Pois o Senhor chamou você para um determinado
lugar habitado por pessoas em particular que buscam o significado,
satisfação e realização que somente uma vida com Deus pode proporcionar. Sua fé
comunidade é dotada de exclusividade para trazer essas boas notícias. Descobrir como
fazê-lo bem exigirá humildade, coragem e compromisso de pedir ao
perguntas certas.

Page 143

Visão de futuro

• Como os recursos da sua igreja estão atualmente empregados quando se trata de


divulgação? Quão eficazes são esses esforços? Para usar o discurso comercial, que tipo
do retorno do investimento (ROI) que você está colhendo?

• Assistência aos pobres e orientação aos jovens são os dois ministérios


áreas que mais impressionam as pessoas sem igreja como essenciais para o coração de um
Igreja. Você concorda que essas áreas de ministério são centrais para a igreja
missão? Por que ou por que não? Como está sua igreja nessas áreas?

• O apelo relacional continua sendo o incentivo mais poderoso para as pessoas sem igreja
pessoas para visitar ou se conectar com uma igreja. Quão bem ou mal é o seu
membros fazendo quando se trata de convidar amigos e familiares para a igreja?
O que poderia tornar mais fácil ou mais natural para eles oferecer tais
convites?

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 96/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 145
144

14

POR QUE AS IGREJAS SÃO IMPORTANTES

Advogando pela Igreja em uma Cultura Pós-Cristã

Ao longo deste livro, analisamos os sem igreja de um


número de ângulos, considerando seus estilos de vida, crenças, valores e fé
práticas. Consideramos a melhor maneira de nos conectar com os sem igreja e
traga-os para dentro da dobra. No entanto, no final, temos que responder a uma pergunta fundamental:
Por que as pessoas deveriam ir à igreja?

A maioria dos americanos não acredita mais que o cristianismo é a fé padrão


da nação, e um segmento da população em rápida expansão é
questionando o propósito e valor das igrejas e da igreja
noivado. Reagir ao ensino que iguala a ausência do domingo
serviços matinais com pecado e aos líderes que vêem na perda de membros
Como sinal de comprometimento, muitos americanos estão exibindo seus
individualidade e autodeterminação. Milhões de cidadãos estão exercitando
sua liberdade de escolha e desassociação de instituições e tradições
de todos os tipos - não apenas assembléias religiosas. Instituições anteriormente respeitadas
tais como casamento, bancos, tribunais, sindicatos e escolas são recebidos com
ceticismo. É uma época difícil para qualquer organização que confia na confiança das pessoas
permanecer eficaz.

Por mais doloroso que seja considerar, os que duvidam levantam questões legítimas que
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 97/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

merece respostas pensativas. Numa sociedade onde a escolha pessoal e

Page 146

independência estão entre os valores mais estimados, por que alguém


participar da vida da igreja comunal? Por que alguém deveria dedicar preciosos
tempo, energia, dinheiro e lealdade a uma igreja cristã?

Se esperamos conter a maré crescente de adultos sem igreja, devemos fazer uma
argumento convincente para o valor da vida da igreja. Se nada mais, ter boas
razões para participar da aventura congregacional podem nos lembrar por que
permanecemos comprometidos com a nossa comunidade de fé.

O valor da igreja

As igrejas cristãs têm uma variedade deslumbrante de tamanhos, locais, crenças,


estruturas organizacionais e missões. Com cerca de 320.000 protestantes
igrejas, mais de 18.000 paróquias católicas e mais de 50.000 casas
igrejas abertas para negócios nos Estados Unidos, as opções de igrejas são abundantes.
E embora essas comunidades de adoração sejam diversas, elas possuem várias
elementos em comum.

Relacionamentos divinos. As igrejas fornecem um lugar para se conectar com outras pessoas
que enfrentam desafios semelhantes e buscam objetivos de vida semelhantes, um lugar
onde as pessoas sabem que pertencem. Formando relacionamentos dentro de um
comunidade mais ampla oferece às pessoas a oportunidade de pensar e viver
consistentemente com uma visão de mundo viável e com o apoio amoroso
busca de um modo de vida comum.
Fazendo bem. Embora os americanos tendam a ser egocêntricos, a maioria de nós
também desejam fazer a diferença para o bem no mundo. Podemos
às vezes, obtém um impacto positivo por meio de nossos conhecimentos pessoais isolados.
esforços. Muitas vezes, porém, deixamos nossa marca no mundo juntando-nos
com pessoas cujos esforços multiplicam o efeito dos nossos. Igrejas
organizar e facilitar boas obras abundantes que afetam o mundo em
grandes e pequenas formas, do impacto individual ao nacional, do local ao
âmbito internacional. Nossa pesquisa sugere que o valor total de
horas voluntárias contribuíram para as igrejas dos EUA, mais o dinheiro doado
para atividades de caridade e ministério, excede US $ 200 bilhões anualmente.
Isso é muita generosidade em termos econômicos, mas o valor humano
termos é incalculável.
Paz. Em uma sociedade onde a ação rápida e o interminável ruído são a norma,
Muitas igrejas são um lugar onde as pessoas podem ficar quietas e silenciosas na presença de Deus.

Page 147

presença. As igrejas são um dos poucos lugares onde uma pessoa pode procurar
santuário emocional e espiritual das pressões assustadoras do
dia. Enquanto nenhuma igreja que vale o seu sal bíblico tolera o escapismo, nem
qualquer igreja com o coração vira as costas para aqueles que precisam de um cofre
lugar para pensar e refletir.
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 98/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Adoração. Como parte de uma comunidade da igreja, as pessoas podem se unir com outras
em humilde adoração, recalibrando seu foco para longe de
centralidade e distração. Um tempo regular de devoção corporativa a
Deus pode ser transformador.
Sabedoria. A informação é onipresente, mas o insight é raro. Igrejas frequentemente
fornecer sabedoria genuína às pessoas através de uma variedade de recursos,
fóruns e interações. Quem se envolve com uma igreja pode aprender
mais sobre Deus, eles mesmos e o mundo - ou todos os itens acima.
Testemunha. Os cristãos têm a responsabilidade de compartilhar seus conhecimentos sobre
e experiência de Jesus Cristo com pessoas que não têm um
relacionamento com ele. O ônus total desse compromisso não
descanse nos ombros de qualquer pessoa; a congregação
existe como um corpo de companheiros de estadia cujo amor um pelo outro
testemunhas das boas novas de Cristo. Por ser um lugar onde espiritual
os que procuram podem encontrar uma variedade de seguidores de Jesus e um leque de fé
experiências, a igreja local fornece uma introdução a Deus e ao
Jornada cristã.
Mentoria. Milhões de pais trazem seus filhos para igrejas,
às vezes, mesmo quando pessoalmente não têm muito interesse em
Cristandade. Eles o fazem por muitas razões, mas a principal delas é
apresentar seus filhos a outras crianças e adultos com bons valores e
moral forte, em um ambiente seguro e positivo. Tais ambientes,
além da igreja, são menos comuns a cada dia. Igrejas oferecem
famílias uma comunidade de amigos e mentores, bem como a chance de
apoiar, incentivar e orientar outras pessoas.
Unidade. Na melhor das hipóteses, as igrejas são lugares onde pessoas de diferentes
gêneros, gerações, grupos étnicos e socioeconomia vêm
juntos para amar, servir e aprender uns com os outros. Em nossa altamente
sociedade fragmentada, esse é um raro e belo vislumbre da visão de Deus
Reino invadindo para derrubar divisões e unir seus diversos
pessoas com um Espírito.

Page 148

Discernimento. Igrejas, quando estão envolvidas com o ambiente


comunidades, são locais de discernimento cultural - uma mercadoria
fornecimento muito curto. Vários aspectos da cultura podem nutrir ou
destruir, mas, no meio disso, nem sempre é óbvio qual resultado é
qual. Comunidades religiosas são lugares onde é possível dar um passo
retroceda e observe - com uma Bíblia em uma mão e um jornal (ou
smartphone) na outra - nossa cultura e seus efeitos no ser humano
florescendo, em vez de consumir sem pensar qualquer conteúdo
explodido na direção geral.
Foco de fé. Acima de tudo, as igrejas cristãs são lugares onde
as pessoas podem crescer na busca de Jesus. A fé, como se costuma dizer, é como um
músculo; só fica mais forte quando é exercitado. As igrejas fornecem
treinadores, parceiros de exercícios e instalações de treinamento que ajudam a
crescer mais forte. Enquanto o mundo oferece uma variedade infinita de
distrações, as igrejas são projetadas para restringir nosso foco à coisa
o que realmente importa: deixar nossas vidas refletir Jesus cada vez mais
dia.

Este livro ficaria incompleto se não fornecêssemos também um

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 99/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

argumento
de estudar apara a importância
relação do envolvimento
entre crenças da igreja.
e comportamentos, temosApós mais de trinta anos
identificaram uma correlação entre o envolvimento da igreja e uma série de
resultados desejáveis da vida.

Comparando as experiências de vida dos não-cristãos com as dos ativamente


churched revela que os freqüentadores de igreja têm menos probabilidade de ficar estressados e
sentir-se solitário. Eles são mais propensos a dizer que estão felizes, estão fazendo uma
diferença positiva no mundo, têm conexões profundas com seus amigos,
e estão cumprindo seu chamado na vida. (Veja a tabela a seguir.)

O Barna Group não é a única organização de pesquisa a identificar essas tendências.


Em um estudo maciço do bem-estar emocional de mais de 300.000 americanos,
em que pelo menos 1.000 adultos americanos foram pesquisados todos os dias sobre o positivo
emoções negativas que experimentaram, Gallup descobriu que
os frequentadores de igrejas experimentam emoções mais positivas e menos negativas do que
aqueles que não freqüentam regularmente serviços religiosos.[20] Essas estatísticas acompanham
com as conclusões gerais da pesquisa da Gallup nessa área, o que confirma

Page 149

que os americanos religiosos desfrutam de um bem-estar geral mais abrangente do que aqueles que
não são religiosos. [21]

O engajamento da igreja não é uma solução completa, mas os dados indicam que os frequentadores da igreja
são mais propensos a experimentar alguns dos resultados de vida desejados por
sem igreja e alegre.

Os ativamente eclesiásticos são mais propensos a experimentar uma vida positiva


Resultados

Ativamente
Resultado de vida experimentado Unchurched
churched

Estou fazendo uma diferença positiva no


86% 67%
worlda

Happyb 85 80

Tenho profundas conexões de alma com meus


82 69
friendsc

Creia que estou cumprindo meu chamado em levantado


81 64

Outb estressado 32. 37.

Lonelyb 15 22

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 100/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Fonte: Barna Group, Ventura, CA; aOmniPoll 1-08, janeiro de 2008, 451
ativamente eclesiástico, 277 eclesiástico; bOmniPoll 1-13, janeiro de 2013, 460
ativamente eclesiástico, 582 eclesiástico; cOmniPoll 3-08, agosto de 2008, 482

Page 150

ativamente eclesiástico, 305 eclesiástico; dOmniPolls S-08 / 2-08, maio-julho


2008, 818 ativamente ativos, 632 não ativos

O Valor Mais Profundo

O valor mais alto de fazer parte de uma comunidade de fé não é o


benefícios que podemos receber. Nós podemos entender o valor da igreja
envolvimento mais profundo também.

Deus nos criou para a comunhão com ele e uns com os outros. O bíblico
conta da criação nos convida a vislumbrar seus propósitos na criação de pessoas em
a imagem dele; no Éden, vemos humanos em perfeito relacionamento com Deus e
paz um com o outro (ver Gênesis 1–2). De acordo com Gênesis 2:18, “é
não é bom para o homem ”- ou para qualquer outra pessoa! -"estar sozinho."

Através da linha do tempo das Escrituras, vemos Deus em um relacionamento


com um povo - um grupo de pessoas convocadas para o seu propósito. Na maioria
das cartas do Novo Testamento, escritas para as primeiras gerações de Jesus
seguidores que lutam para entender seu chamado como povo de Deus, o “você”
para quem Paulo, Tiago e Pedro escrevem não é singular; é plural.

Para o bem ou para o mal - e as estações de ambos existem mesmo nas melhores igrejas -
Os cristãos são chamados à comunidade para serem o povo de Deus. Jesus disse que
O Maior Mandamento é na verdade dois mandamentos: amar a Deus e
amar os outros (ver Mateus 22: 36-40; Lucas 10:27; Marcos 12: 30-31). Não é
obediência se concordarmos apenas com a Parte A.

Nosso chamado mais elevado é o amor a Deus e aos outros. Participar na vida de
uma igreja local - de qualquer forma - exige que pratiquemos a bela arte de
amoroso. Igreja nos permite expressar regular e criativamente nosso amor por
Deus em adoração. E isso nos dá inúmeras oportunidades para amar os outros, verrugas
e tudo, e ser amado pelos outros. . . verrugas e tudo.

Este é o valor mais profundo da igreja.

Dois obstáculos ao envolvimento da igreja

Page 151

Algumas pessoas sem igreja já reconhecem o valor da igreja, mas não podem
esclarecer os dois principais obstáculos entre eles e o profundo engajamento: (1) o
sentir que Deus está faltando na igreja e (2) a suspeita de que os cristãos
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 101/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

estão faltando o ponto.

Para quem estamos aqui?

As igrejas devem ser lugares onde experimentamos a presença de Deus no


companhia do seu povo. Infelizmente, porém, um número surpreendentemente grande de
pessoas sem igreja nos dizem que, apesar de toda a programação estelar que eles
com experiência na igreja, a única coisa que eles procuram é uma poderosa,
inegável encontro com o Deus vivo - e eles ainda não o encontraram.
Obviamente, a prontidão espiritual de uma pessoa e a sintonia com o Espírito de Deus são
parte do que o torna capaz de sentir sua presença. Mas muitas pessoas
que superam os obstáculos internos e externos à visita a uma igreja
serviço fazem isso exatamente porque estão espiritualmente prontos e procuram ajustar
para o Espírito. Infelizmente, alguns saem decepcionados.

Apesar de todas as opiniões que as pessoas sem igreja (e animadas) oferecem sobre
estilos musicais, arquitetura, sistemas de som, criatividade, intelectualismo e
o cardápio dos programas oferecidos pelas igrejas, nenhum deles é o principal
atração. Esses elementos são espetaculares, mas as pessoas não vêm para
igreja para os passeios de carnaval. Eles vêm ao encontro de Deus. As pessoas reclamam
sobre os assentos desconfortáveis e a pipoca velha quando o palco central está vazio
do evento principal.

A maioria dos americanos tem muitas outras oportunidades de se reunir com pessoas
eles não conhecem conversas, músicas, educação e informações pessoais
enriquecimento. Mas um corpo local de crentes é o único lugar que eles podem encontrar
Deus junto com seu povo. Que privilégio facilitar encontros com
Deus semana após semana! Quando é humilde e sincero, nunca envelhece.

Deus nunca se cansa de estar presente com seu povo, então por que nos contentaríamos com
algo menos do que sua presença? No entanto, parece que muitas igrejas fazem exatamente isso.
Até as pessoas confusas nos dizem que se perguntam onde Deus está na igreja deles.
experiência. Nossos estudos mostram consistentemente que a grande maioria das pessoas deixa
serviço da igreja sem sentir como se tivessem se conectado com
Deus. Se aqueles que freqüentam regularmente partem com tanta decepção e

Page 152

confusão, como deve ser para aqueles que são novos na igreja
aventura?

Toda igreja é diferente, mas aqui estão alguns elementos comuns que deixam
pessoas se sentindo vazias:

A parte musical do culto corporativo parece mais uma


desempenho ou rotina do que uma oferta sincera ou proclamação de
Deus.
O ensino é projetado para informar as pessoas sobre Deus, em vez de
conduzi-los à sua presença e permitir uma conexão compreensível
com ele.
As orações públicas parecem mais declarações escritas do que autênticas
conversa com Deus, mais como uma extensão do tempo de ensino,
dirigido à congregação e não ao Senhor.
A oferta faz parte de uma rotina na qual as pessoas cumprem seu dever
em vez de devolver ansiosamente e felizmente uma parte dos fundos que Deus
confiou a eles.
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 102/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Parece não haver um senso consistente e convincente de reverência, reverência,


gratidão, expectativa ou honra associada às atividades de adoração.
Em vez disso, os rituais parecem hábitos confortáveis realizados sem qualquer
expectativa da presença ou capacidade de Deus de guiar os procedimentos
de acordo com o seu propósito.
Poucos congregantes consideram o evento especial; parece, em vez disso, um
exigência que eles cumprem para aplacar a Deus e proteger seus próprios interesses.
As pessoas vêm ao “show de adoração” sem realmente se conectarem
maneira significativa com outros crentes; o serviço é essencialmente apenas um
máquina de “experiência” bem lubrificada que tenta impressionar as pessoas a cada
semana.

Uma das maneiras mais simples de avaliar nosso sucesso em oferecer uma verdadeira experiência de Deus.
experiência presente é fazer uma pergunta: Do que encontrar Deus? Nós
planejar a música, o ensino, a hora social e tudo mais com o objetivo de
conectando com ele e seu povo? Ou esses periféricos de alguma forma levam
em uma vida própria, aglomerando a própria pessoa que eles devem
honra? Se não podemos dizer honestamente que, em comunidade com o povo de Deus,

Page 153

nos encontrarmos nos serviços ou eventos que planejamos, então precisamos reexaminar
o que está chamando nossa atenção. Se Deus não está, estamos fazendo errado.

Quem estamos nos tornando?

Como descrevemos nos capítulos anteriores, a reputação dos seguidores de Cristo é


nem sempre impecável. Mais de quatro em cada cinco jovens adultos não-cristãos
(84%) dizem que conhecem pessoalmente um cristão; mas apenas 15% dizem
que o estilo de vida dos cristãos que eles conhecem é notavelmente mais positivo
do que a norma.[22] Quando se trata de atrair pessoas que se perguntam o que
diferença que a fé em Cristo possa fazer em suas vidas, essa disparidade entre
fé e ações não favorecem os cristãos. Dá credibilidade à noção
que, quaisquer que sejam as coisas importantes que afirmamos estar fazendo na igreja, todos os nossos
ocupação e atividade auto-importante equivalem a uma aventura na falta do
ponto.

Em um estudo recente realizado em parceria com John Burke, autor de Mud


ea obra-prima , o Barna Group analisou se os cristãos na América
assemelham-se mais a Jesus ou aos fariseus.[23] Baseado nas Escrituras, nós
identificamos vinte ações e atitudes específicas que podem caracterizar um
pessoa como cristã ou farisaica, e pediu aos cristãos que respondessem
com suas preferências. Por exemplo, atitudes cristãs incluídas, vejo
Valor dado por Deus em todas as pessoas, independentemente de seu passado ou presente
condição e sinto compaixão pelas pessoas que não estão seguindo a Deus e
fazendo coisas imorais. Atitudes farisaicas incluídas, acredito que deveríamos
se opõem aos que se opõem aos valores cristãos e às pessoas que
seguir as regras de Deus é melhor do que aqueles que não o fazem. Tomando nossas dicas de
as palavras e ações de Jesus, atitudes e ações cristãs foram
focado em amar os outros, enquanto atitudes e ações farisaicas eram mais
frequentemente focado em seguir as regras.

A triste realidade é que a maioria das pessoas que freqüenta igrejas cristãs
terra na extremidade farisaica do continuum. De fato, como a torta a seguir
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 103/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

No gráfico mostra, 51% dos cristãos auto-identificados são primariamente


farisaica em atitude e ação; 14 por cento são principalmente farmacêuticos em
atitude, mas mais semelhante a Cristo no comportamento; e 21 por cento são mais parecidos com Cristo
em atitude, mas principalmente farisaica em suas ações. O restante de

Page 154

cada sete (14 por cento) tende a ser mais semelhante a Cristo, tanto em atitude quanto
açao. [24]

Os cristãos auto-descritos são mais parecidos com Jesus ou os fariseus?

Fonte: Barna Group e John Burke, 2013; N = 718 auto-descrito


Cristãos

{Insira o gráfico de pizza “Os cristãos auto-descritos são mais parecidos com Jesus ou com os
Fariseus?}

Cristãos evangélicos, um pequeno subconjunto da população cristã e os


segmento que é tipicamente mais imerso na vida da igreja, trazendo fé à
mercado e no estudo da Bíblia, emergiu como o subgrupo mais
provável que seja semelhante a Cristo. Mesmo entre os evangélicos, menos de um quarto
foram classificados como predominantemente semelhantes a Cristo. Os evangélicos, ao que parece, tendem
ser mais parecido com Cristo em atividade do que em atitude. Em outras palavras, eles podem
bem, fazemos as coisas certas, mas geralmente as fazem pelas razões erradas.

Os outros segmentos populacionais que estudamos foram ainda piores. Entre o


grupos de pessoas que mais sofrem com essa confusão espiritual - algumas
chamariam avidamente de hipocrisia - são pessoas com mais de sessenta anos ou mais,
Hispânicos e homens. [25]

Page 155

Tudo isso lembra o mandamento de Jesus de limpar nosso próprio ato


https://translate.googleusercontent.com/translate_f 104/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

antes de criticarmos os outros, para remover os dois por quatro bloqueando a nossa
visão antes de verificar os olhos dos outros em busca de manchas de poeira? (Ver Mateus 7: 1-
5.) Como a letra do Coldplay pergunta: “Sou parte da cura? Ou eu sou parte do
doença?"[26] Imagine o impacto de atitudes e ações semelhantes a Cristo -
concentrando-se mais em amar os outros do que em regras comportamentais - teria
nossas tentativas de atrair os sem igreja para um relacionamento com Cristo e
conexão saudável com uma comunidade da igreja.

Estratégia sem manipulação

Não devemos perder de vista o fato de que apelar para os sem igreja é um
busca espiritual, não uma transação comercial ou proposição de resultados. Mas isso
Também é importante ser estratégico no pensamento e na ação quando se trata de como
compartilhamos nossa fé com os outros. Temos recursos limitados - tempo, dinheiro,
relacionamentos, oportunidades - e um propósito eterno. Como podemos nós
maximizar nossos recursos em cooperação com Deus para transformar vidas?

Uma consideração estratégica é identificar como as Boas Novas de Cristo


cruza com prioridades e fases da vida de diferentes pessoas. Isto não é para
dizem que o evangelho muda, mas que diferentes aspectos das Boas Novas
soam como boas notícias para pessoas diferentes. Por exemplo, um defensor público ou
advogado de prisioneiros pode estar muito preocupado com um sistema de justiça corrupto.
Um aspecto significativo do evangelho é que Deus é justo e sua justiça quebra
em nosso mundo onde quer que os seguidores de Cristo vivam sob seu reinado. Para ninguém
quem está buscando justiça, são boas notícias.

Há trinta anos, acreditava-se amplamente na forma mais eficaz de evangelismo


ser uma declaração direta, direta e direta, de enfrentar o pecador
salvação disponível através de Cristo. Há uma ou duas décadas, o evangelismo mudou
a um foco em relacionamentos pessoais, cultivados com a eternidade em mente. Nós
Acreditamos que estamos passando por outra mudança hoje, em que fazer o bem no
O mundo é um poderoso apologético para aqueles que buscam a Deus. Evangelismo
pode acontecer no mercado, onde os líderes cristãos administram negócios com
uma visão bíblica das pessoas, não tirando vantagem delas, mas aspirando a ajudar
eles florescem. O evangelismo pode acontecer no setor social, onde podemos
mostre o quanto Jesus se importa com "o menor destes".

Page 156

Os sem igreja querem saber para que servem as pessoas, não apenas o que
nós somos contra. Dizer que somos “pela causa de Cristo” pode tornar perfeito
sentido para os membros da igreja, mas para ouvidos sem igreja, é vago na melhor das hipóteses e
agressivo na pior das hipóteses. Poderíamos ser mais específicos e mais atraentes?
Vamos encontrar maneiras de descrever as Boas Novas em termos com os quais outras pessoas podem se relacionar -
assim como Jesus fez em seu ministério de pregação.

Além de descobrir como comunicar o coração do evangelho de maneira renovada


relevantes e relevantes em uma cultura cada vez mais pós-cristã, devemos
considere a melhor maneira de se comunicar com determinadas pessoas sem igreja. "O
sem igreja ”é uma maneira conveniente de pensar e falar sobre a população
segmento que não está conectado a uma comunidade de fé - mas esse segmento é
composta de indivíduos únicos com suas próprias histórias. O melhor alcance
estratégias no mundo falharão se não conseguirmos ver cada igreja
pessoa que encontramos como um portador singular, infinitamente valioso, de Deus
imagem.
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 105/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

A quem você deve procurar? Essa pergunta pode ser respondida somente após o seu
igreja fez o trabalho duro de conhecer quem são os sem igreja
na sua comunidade. Sua abordagem variará dependendo de você
ter um segmento sem igreja substancial, nascido de novo em sua vizinhança ou
mais pessoas que são puramente sem igreja - ou seja, aquelas sem
antecedentes do envolvimento da igreja. Seu objetivo em ambos os casos é conectar
com os sem igreja em torno de você, mas a maneira como você os aborda será diferente.

Amar os sem Igreja

Em todos os casos, nossas decisões estratégicas e iniciativas táticas devem ser


motivado pelo amor.

A maioria das pessoas sem igreja não está procurando uma igreja. Eles estão procurando um
encontro com Deus. E mesmo que não o procurem diretamente, a vasta
a maioria procura experimentar a essência de quem ele é: o amor.
Segundo o apóstolo João, Deus é amor (1 João 4: 8) - e, além do mais,
aqueles que seguem a Cristo devem ser conhecidos por seu amor (ver João 13:35). Dentro
nossa experiência, à medida que os crentes praticam atitudes e comportamentos amorosos em relação a
outros dentro e fora de sua comunidade de fé, amigos e igrejas sem igreja

Page 157

a família não precisa ser convencida a participar da igreja. Eles procuram,


atraído pela promessa de amor.

Aqui, no final de nossa análise aprofundada dos desabrigados nos Estados Unidos,
oferecemos cinco maneiras pelas quais você pode refletir o amor de Jesus pelos sem igreja. Não estivessem
fornecendo uma fórmula para agir. Pelo contrário, estes são os nossos humildes
sugestões para levar o conhecimento principal oferecido neste livro e transformar
em ação amorosa para com as pessoas sem igreja.

Compartilhando Jesus

A maioria dos cristãos nascidos de novo (54%) afirma ter compartilhado


fé em Cristo com um não-cristão no último ano. Mas se tantos milhões
de cristãos estão tendo conversas evangelísticas, por que parece
ter tão pouco impacto? Pode ser que nos tornamos mais complacentes do que nós
perceber sobre a proclamação das Boas Novas, porque existem muitas outras
maneiras pelas quais as pessoas são expostas a conteúdo relacionado ao evangelho em nossa mídia saturada
cultura: livros, rádio, televisão, outdoors, eventos, postagens no Facebook que
exorto você a "gostar" se você ama a Jesus, e assim por diante. Nós terceirizamos
o papel de ser porta-voz de Jesus? Em nosso esforço para igualar a cultura
nota de progresso para nota, é possível que tenhamos perdido algo do original
afinação?

Talvez tenhamos perdido nossa urgência porque esquecemos de ver as pessoas como
indivíduos a quem Deus ama. Ele nos ama tanto que se tornou um de nós.

Os dados contêm boas notícias. Nossa pesquisa recente mostra que o Mosaic
cristãos nascidos de novo estão mais envolvidos em compartilhar sua fé com
Cristãos do que crentes nas gerações mais velhas. [27] Como uma geração, mosaicos
estão mais perdidos - ou seja, têm menos probabilidade de nascer de novo do que os mais velhos
gerações (mesmo quando as gerações anteriores eram jovens adultos
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 106/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Os mosaicos são agora). Mas há uma contra-tendência de jovens cristãos para quem
compartilhar a verdade de Jesus se tornou uma necessidade em face de gerações
apatia. Esse impulso ao evangelismo não define a maioria dos
Mosaicos, mas há um número suficiente deles para fazer uma profunda
diferença. Em um mar cultural sombrio de incerteza moral e espiritual, seus
convicção é uma luz constante.

Page 158

Como a geração mais jovem nos mostra, o primeiro passo para reativar o
sem igreja está reacendendo nossos corações pelos perdidos.

Serviço Abnegado

Em vez de servir, queremos ser servidos. Essa é a orientação básica do nosso


natureza do pecado.

Às vezes, procurar os sem igreja pode servir a nós mesmos e não ao


sem igreja - tudo depende de nossa motivação. Servir os sem igreja é
humilde obediência ao Grande Mandamento e ao Grande
Comissão, ou prova irrefutável de que somos seguidores super-espirituais de Jesus
que podem esperar dezenas de jóias em nossas coroas celestiais.

O orgulho zomba de palavras e ações de amor.

Em nossas conversas com pessoas sem igreja sobre Jesus ou a Bíblia, por
Por exemplo, pode ser tentador focar na elegância de nossos argumentos
ao invés de estar no coração do ouvinte. Isso é egoísta, não serve.
Colossenses 4: 5-6 nos lembra de deixarmos nossas conversas com pessoas de fora
gracioso e eficaz para que possamos ter a palavra certa para todos.

Sua bondade tem amarras? Você está esperando que sua igreja
vizinho, colega de trabalho ou amigo virá à igreja para que seus amigos
ficará impressionado? Tudo se resume a se você está mais preocupado com
sua reputação ou a reputação de Jesus. O Senhor nos diz que os puros de coração
são abençoados, pois verão a Deus (Mateus 5: 8). Seu coração é puro em seu
relacionamentos com os sem igreja?

“Se eu der tudo o que possuo aos pobres e entregar meu corpo às dificuldades que eu
pode se vangloriar , mas não tem amor, não ganho nada ”(1 Coríntios 13: 3,
enfase adicionada). Devemos verificar e verificar novamente nossos motivos para alcançarmos
para os sem igreja. Nossos esforços para servi-los devem ser movidos pelo amor. . . e
nada mais.

Isso significa, por exemplo, que temos que concordar com o fato de que alguns
pessoas - provavelmente a maioria das pessoas sem igreja - na verdade não responderão em

Page 159

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 107/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

do jeito que esperamos. Devemos ter o "longanimidade" que vem com o amor
outros, confiando em Deus para cultivar as sementes que plantamos (ver Marcos 4: 1-20).

Este é o paradoxo: uma agenda sem agenda. Claro que esperamos ver o
sem igreja comprometida com Deus e seu povo, mas não podemos controlar o
resultados de nossos esforços. Paulo escreveu que “plantou a semente, Apolo
regou, mas Deus tem feito crescer ”(1 Coríntios 3: 6). Quando
Paulo plantou a semente do evangelho entre os coríntios, ele não podia ver
o que Deus acabaria por fazer disso.

No primeiro capítulo deste livro, citamos o pastor alemão Dietrich


Bonhoeffer, que disse: “A igreja é a igreja somente quando existe para
outros. ”O que não mencionamos naquele capítulo inicial é o contexto de
A observação de Bonhoeffer: o imperativo de a igreja alemã defender a
Judeus sendo perseguidos e assassinados pelos nazistas. Claro que houve um
chance de que alguns judeus se tornem seguidores de Cristo por causa do alemão
O compromisso dos cristãos de ficar com eles contra um genocídio
governo. Mas não foi por isso que Bonhoeffer se uniu à resistência, arriscando
(e perdendo) sua vida. Ele fez isso porque sabia que o povo de Deus é chamado para
servir aos outros, sem consideração por nós mesmos - ou se as pessoas que
servir responder da maneira que esperamos.

Como você e sua comunidade de fé podem servir aos sem igreja, motivados por
nada além de amor? O objetivo é servir os sem igreja, não porque isso prova
nossa autoestima espiritual, mas porque é a coisa de Jesus a fazer.

Sofrendo com

Em seu livro Maximum Faith , George oferece esse diagnóstico da maioria


frequentadores da igreja:

Lemos sobre as promessas de Deus, mas não experimentamos o cumprimento delas.


Participamos da igreja institucionalizada, mas achamos menos significativo
e satisfatório do que o esperado. Lemos a Bíblia, mas geralmente falta uma verdadeira
entender o texto, perder sua riqueza e interpretar mal seus conselhos. Nós
vacilar entre a letra e o espírito da lei e receber a esperança
de nenhum. Temos consolo em ser religioso, mas negligenciamos o valor da verdadeira
espiritualidade.[28]

Page 160

Será que a vida de fé que oferecemos aos sem igreja é muito pequena ?
George continua mostrando, através de dados, entrevistas e sabedoria bíblica, que
sofrimento e quebrantamento são catalisadores necessários
transformação - mas, infelizmente, muitas de nossas igrejas são seguras demais , agradáveis demais para
tirar o máximo proveito da luta. No momento, estamos prontos para genuinamente
crescer - quando nosso equilíbrio espiritual é perturbado - muitas igrejas tentam
redefinir nosso equilíbrio de volta ao "normal". Em outras palavras, George argumenta,
As melhores intenções das igrejas frequentemente subvertem as raras oportunidades das pessoas para
progresso real em sua jornada espiritual.

O que isso significa para os sem igreja? Quando nos lembramos da maioria
do unchurched são realmente de -churched, devemos admitir a possibilidade
que nossas igrejas estão, de alguma forma, permitindo que muitas pessoas parem
jornada em direção a uma fé profunda e transformadora. Se isso é verdade, amar o
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 108/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

sem igreja significa confessar onde deixamos de ser comunidades que


fomentar a honestidade e a vulnerabilidade. Devemos confessar que às vezes somos
cúmplice nas viagens espirituais paralisadas dos sem igreja e comprometer-se a
tornando-se mais eficazes como comunidades de transformação. Devemos perguntar
se a nossa igreja é um lugar que permite que pessoas quebradas se curem completamente e
então reorientem seu impulso em direção a Deus, sem deslizar de volta
inércia espiritual. Considere como podemos nos tornar uma igreja que não evita
nossos olhos de tristeza, decepção ou dúvida. Amar os meios sem igreja
sofrendo com eles - qual é o significado original da palavra
compaixão - e confiar em Deus para usar as estações das trevas para trazer novas
vida.

Cultura exigente

A quarta maneira pela qual podemos amar os sem igreja é sendo intérpretes eficazes
de cultura. Uma maneira espiritual de dizer isso é discernimento .

A Bíblia nos diz que algumas coisas nunca mudam. Por exemplo, Deus faz
não mude (Salmo 55:19). Jesus é o mesmo ontem, hoje e eternamente
(Hebreus 13: 8). Não há nada novo sob o sol (Eclesiastes 1: 9). Ainda
muitas vezes encontramos cristãos que confiam nessas "verdadeiras verdades" para
eles se recusam a prestar contas de outras verdades que fazem parte da nossa realidade.

Page 161

Deus “muda tempos e estações; ele depõe reis e levanta outros. Ele
dá sabedoria aos sábios e conhecimento aos exigentes ”(Daniel 2:21).
Nosso Deus também é um Deus de mudança, e ele quer que sejamos sábios sobre o que é
acontecendo aqui e agora.

O profeta Daniel foi um tremendo estudante de ciência, arte, arte


e lei que usou seu discernimento cultural para efeitos incríveis, eventualmente
tornando-se, essencialmente, o secretário de Estado da sociedade pagã que tinha
levou o povo de Deus ao cativeiro. Ou veja 1 Crônicas 12:32, onde os
tribo de Issacar é descrita como pessoas que “entenderam os tempos” e
quem "sabia o que Israel deveria fazer".

Como é o discernimento para nós? Podemos trazer para as pessoas uma piedade
interpretação dos “tempos”. Por exemplo, em nossa pesquisa atual sobre
Na Bíblia, descobrimos que muitas pessoas - especialmente mosaicos - querem saber como
a Bíblia se aplica a questões que eles enfrentam, como pais, finanças, família
conflito, sexualidade, namoro e relacionamentos e tecnologia. [29] é verdade
que seguir a Jesus não é adquirir habilidades para melhorar a vida. Mas muitos
pessoas, ao longo dos tempos, procuraram desesperadamente Jesus para ajudar
um presente, uma necessidade sentida em suas vidas - apenas descobrir a ajuda que ele oferece é
além do que eles poderiam ter imaginado.

Quando os sem igreja recorrem à nossa comunidade de fé para obter ajuda em suas
vida cotidiana, eles encontram sabedoria? Oferecemos uma cosmovisão bíblica de
o mundo em que realmente vivemos?

Orando pela esperança

Finalmente, a oração é uma maneira poderosa de amar os sem igreja. Ore pelo seu

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 109/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

coração aberto e receptivo. Ore para que sua igreja se torne solo onde
as pessoas podem crescer. Ore pelos sem igreja que vivem na sua rua e trabalham
no seu prédio e faça compras na sua loja da esquina e treine o futebol do seu filho
equipe.

Por três décadas, o Barna Group estudou o impacto e as características de


igrejas eficazes. Um dos padrões mais consistentes que observamos é
compromisso com a oração - pelo pastor sênior, pela equipe de liderança e
funcionários, líderes leigos e, é claro, as pessoas nos bancos. Quando nós

Page 162

comparar igrejas prósperas com as que estão lutando, vemos que um


O comprometimento total com a oração muitas vezes faz a diferença.

A oração é o fio que tece em conjunto as outras quatro abordagens da


sem igreja. A comunhão regular através da oração nos conecta ao coração de Jesus
para aqueles que estão longe dele. Despeja nossos motivos para o serviço de
egoísmo e ego. Inflama compaixão e sustenta através do sofrimento,
nos transformando pela presença de Deus conosco. E convida o Espírito a dar
nos uma visão do tamanho de Deus de nossa realidade cultural.

É nossa oração que este livro seja um conhecimento que você e sua igreja, liderados por
o Espírito se transformará em sabedoria para sua missão.

Oro constantemente por você, pedindo a Deus, o glorioso Pai de nosso Senhor Jesus
Cristo, para lhe dar sabedoria e discernimento espirituais, para que você possa crescer
seu conhecimento de Deus. Oro para que seus corações sejam inundados de luz para que
que você possa entender a esperança confiante que ele deu àqueles que
chamado - seu povo santo que é sua rica e gloriosa herança. eu também
ore para que você entenda a incrível grandeza do poder de Deus por nós
quem acredita nele. Este é o mesmo poder poderoso que ressuscitou Cristo do
morto. (Efésios 1: 16-20, NLT)

Page 163

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 110/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

APÊNDICE 1

Sobre a Pesquisa

O conteúdo deste livro é baseado em informações extensivas, contínuas e em todo o país.


pesquisa realizada pelo Barna Group. Usamos dados de vinte pesquisas,
entrevistas abrangentes com mais de 20.000 igrejas e igrejas
adultos. O número de adultos sem igreja envolvidos foi 6.276.

Essas pesquisas foram realizadas usando amostras aleatórias de telefone com discagem de dígitos para
telefones fixos e amostras de telefones celulares listados para chamadas para telefones móveis. Cada um
os estudos envolveram a realização de entrevistas com um mínimo de 1.000
adultos escolhidos aleatoriamente. As amostras foram desenvolvidas para fornecer uma confiabilidade
representação da população nacional de pessoas com dezoito anos ou mais
vivendo dentro dos quarenta e oito estados continentais. O valor máximo estimado
O erro amostral para cada pesquisa de 1.000 adultos foi mais ou menos 3,1
pontos percentuais no nível de confiança de 95%; o máximo
a estimativa do erro de amostragem diminuiu à medida que o tamanho da amostra aumentou. O número
entrevistas realizadas com os proprietários de telefones celulares foi baseada em
estimativas governamentais do número de famílias apenas com células.

As pesquisas de janeiro de 2011, 2012, 2013 e 2014 também incluíram amostras de


aproximadamente 1.000 adultos realizados on-line. Esses estudos se basearam em
painel de pesquisa chamado KnowledgePanel ® , parte da Pesquisa personalizada da GFK
América do Norte. É um painel de acesso não voluntário on-line baseado em probabilidade.
Os membros do painel são recrutados usando um método de amostragem estatisticamente válido
com um quadro de amostra publicado de endereços residenciais que cobre
aproximadamente 97% das famílias americanas. Amostra sem Internet
famílias, quando recrutadas, recebem um computador netbook e
Serviço de Internet para que eles também possam participar como membros do painel on-line.
O KnowledgePanel consiste em cerca de 50.000 membros adultos (dezoito anos
e mais velhos) e inclui pessoas que vivem em agregados familiares apenas com células.

Em todas essas pesquisas, as cotas regionais e étnicas foram projetadas para garantir
que o grupo final de adultos entrevistados refletiu a distribuição de adultos
em todo o país e representou adequadamente os três principais grupos étnicos
nos Estados Unidos (os grupos que compreendem pelo menos 10% da população

Page 164

população: branca, negra e hispânica). Essas cotas foram baseadas em


dados atuais do Bureau do Censo dos EUA em relação à população. Quotas adicionais
foram empregados para equilibrar o gênero dos entrevistados incluídos no
amostras. Após a conclusão de uma pesquisa, os dados foram executados e o
os resultados demográficos foram comparados com as estatísticas do censo
atributos demográficos. Em alguns casos, o banco de dados completo da pesquisa foi então
estatisticamente ponderada para aproximar mais o banco de dados do
proporções populacionais verdadeiras.

Pesquisas incluídas no banco de dados sem igreja

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 111/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Estudo realizado em: Amostra total Amostra de adultos sem igreja

Janeiro de 2008 1.004 277

Maio de 2008 1.003 331

Julho de 2008 1.005 301

Agosto de 2008 1.005 305

Outubro de 2008 1.014 327

Novembro de 2008 1.198 299

Julho de 2009 1.003 315

Setembro 2009 1.004 284

Page 165

Janeiro 2010 1.008 240

Fevereiro 2010 1.005 305

Agosto de 2010 1.002 368

Dezembro de 2010 1.022 311

Janeiro de 2011 1.622 615

Agosto de 2011 1.007 324

Janeiro 2012 2.025 920

Março de 2012 1.020 386

Abril 2012 1.062 340

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 112/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Maio de 2012 1.009 371

Novembro 2012 1.008 338

Janeiro de 2013 2.083 952

Janeiro de 2014 1.024 556

Page 166

APÊNDICE 2

Sobre o Barna Group

Barna Group, que inclui sua divisão de pesquisa, Barna Research Group,
é uma organização privada, não partidária e com fins lucrativos, sob a égide da
Empresas Issachar. Localizado em Ventura, Califórnia, o Barna Group foi
conduzir e analisar pesquisas primárias para entender tendências culturais
relacionados a valores, crenças, atitudes e comportamentos desde 1984, quando foi
fundada em Los Angeles por George Barna.

Como uma empresa de pesquisa de marketing, inicialmente serviu uma mistura de


ministérios, organizações sem fins lucrativos e vários meios de comunicação e finanças
corporações. A lista de clientes cresceu para incluir os militares,
agências governamentais e muitas outras empresas. No entanto, permaneceu
líder na execução de pesquisas focadas na fé, pioneiras
metodologias e linguagem nesse campo, além de fornecer muitos
estudos inovadores em uma ampla gama de áreas relacionadas à fé e
ministério. Durante suas três décadas de trabalho, o Barna Group trabalhou com cuidado e
rastreava estrategicamente o papel da fé na América, desenvolvendo um dos
bancos de dados mais abrangentes do país sobre indicadores espirituais. Em 2009
David Kinnaman adquiriu a participação majoritária do Barna Group sob o
auspícios da Issachar Companies, Inc. e atua como seu presidente.

A empresa opera como uma empresa visionária de pesquisa e recursos da


sua localização no centro da Califórnia. A visão da empresa é fornecer às pessoas
com conhecimento credível e pensamento claro, permitindo-lhes navegar em um
cultura complexa e mutável. Para cumprir essa visão, o Barna Group oferece uma
pesquisa, recursos e treinamento personalizados para servir igrejas,
organizações sem fins lucrativos, empresas e líderes.

O Barna Group fornece pesquisa primária, ferramentas de diagnóstico, impressão e digital


recursos, desenvolvimento de liderança, treinamento e palestras, e
aprimoramento organizacional. A empresa trabalhou com milhares de
organizações sem fins lucrativos e igrejas em todo o país, incluindo muitas
Congregações, denominações e líderes religiosos protestantes e católicos.
Alguns de seus clientes notáveis incluem o Exército da Salvação, o Mundo

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 113/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 167

Visão, Compaixão Internacional, Sociedade Bíblica Americana e Habitat


para a humanidade. Também serviu a líderes empresariais e sem fins lucrativos
em organizações como Paramount, SONY, Walden Media, Selos de Páscoa,
CARE, a Campanha ONE, a Humane Society, o Bill & Melinda Gates
Foundation e NBC Universal. Mídia, igrejas e educação
instituições confiam no trabalho do Barna Group para obter informações sobre questões de fé e
sociedade contemporânea. A pesquisa de opinião pública do Barna Group é freqüentemente
citado em grandes meios de comunicação como o USA Today , o Wall Street Journal ,
Fox News, Chicago Tribune , New York Times , Dallas Morning
Notícias e o Los Angeles Times .

Para mais informações sobre o Barna Group, visite www.barna.org .

Page 168

APÊNDICE 3

Glossário de termos

Gerações

Mosaicos (também chamados Millennials) são a geração nascida entre 1984 e


2002.

Busters (às vezes chamados de Gen-Xers) nasceram entre 1965 e 1983.


https://translate.googleusercontent.com/translate_f 114/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Os boomers nasceram entre 1946 e 1964.

Os idosos nasceram em 1945 ou antes.

Padrões de Envolvimento da Igreja

Os nômades já foram ativos na igreja e ainda se consideram cristãos,


mas atualmente não estão conectados a uma comunidade de fé.

Os pródigos não são mais ativos na igreja e não se consideram mais


Cristão.

Os exilados levam a fé a sério, mas se sentem presos entre a igreja e a cultura.

Os fiéis são sérios sobre a fé e estão ativamente envolvidos em uma comunidade de fé.

Page 169

Agradecimentos

Todo livro é produto de assistência de inúmeras pessoas. Para aqueles


que participaram deste projeto - incluindo as mais de 20.000 pessoas
que livremente nos deram seu tempo e idéias como parte do processo de entrevistas,
e os líderes fiéis que compartilharam suas experiências no ministério - agradecemos
por sua generosidade e orientação. Esperamos que este livro reflita sua
idéias de uma maneira digna de sua contribuição.

O Barna Group opera como uma equipe dedicada a cumprir uma importante missão.
Este projeto não poderia ter sido criado, nutrido e concluído sem
contribuições significativas de cada membro da equipe. Esses fiéis incluem
Pam Jacob, Traci Hochmuth, Clint Jenkin, Robert Jewe, Elaina Buffon, Aly
Hawkins, Bill Denzel, Irene Castillo, Elaine Klautzsch, Brad Abare, Jill
Kinnaman e Roxanne Stone. Agradecimentos especiais a Aly Hawkins por sua
assistência na edição e redação deste projeto.

Agradecemos também às ótimas pessoas da Tyndale House Publishers, incluindo


Doug Knox, Jan Long Harris, Karin Buursma e Sarah Atkinson.

Ambos desejamos reconhecer o amor e o apoio de nossas famílias. Nós somos


gratos pela paciência, sacrifício e incentivo que recebemos de nossos
esposas e filhos.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 115/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 170

Notas

[1] Esses recursos incluem "Nunca em um domingo", George Barna, Ventura,


CA, Barna Research Group, 1990; "Re-Igreja dos sem igreja"
George Barna, Ventura, CA, Issachar Resources, 2000; e aumente seu
Igreja de fora para dentro , George Barna, Ventura, CA: Regal Books,
2002.

[2] Ao descrever o tamanho atual da população sem igreja ou seus


subgrupos, ou as qualidades demográficas dessas populações, temos
extraídos das pesquisas realizadas em 2014, a fim de fornecer as
estatísticas atuais.

[15] Os quinze critérios utilizados são: 1. não crer em Deus; 2. identificar como
ateu ou agnóstico; 3. discorda que a fé é importante em suas vidas; 4. tem
não orou a Deus (na última semana); 5. nunca se comprometeram a
Jesus; 6. discorda que a Bíblia é precisa nos princípios que ensina; 7. tem
não doou dinheiro para uma igreja (no último ano); 8. não compareceram a
Igreja cristã (no ano passado); 9. concorda que Jesus cometeu pecados; 10)
não sinta a responsabilidade de "compartilhar sua fé"; 11. não leu a partir da
Bíblia (na última semana); 12. não se ofereceu em uma igreja (no último
semana); 13. não frequentou a escola dominical (na última semana); 14. não tem
frequentou um pequeno grupo religioso (na última semana); 15. não participa de um
igreja doméstica (no último ano). As classificações foram: pós-cristão
classificados como atendendo a pelo menos 60% dos quinze fatores (ou seja, nove ou
mais fatores satisfeitos); altamente necessário pós-cristão reunião pelo menos 80
por cento dos quinze fatores (ou seja, doze ou mais fatores satisfeitos). Para
Para informações adicionais sobre o estudo, acesse https://www.barna.org/barna-
update / culture / 608-hpca .

[4] Para mais informações sobre o TED Talks, consulte www.TED.com .

[5] Sherry Turkle, sozinhos: por que esperamos mais da tecnologia


e Menos um do outro (Nova York: Basic Books, 2012).

[6] Ver http://hispanics.barna.org/products/.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 116/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 171

[7] Essa maioria é uma combinação daqueles que dizem que "concordam fortemente"
e aqueles que “concordam um pouco” com a afirmação.

[8] A "média" referida neste parágrafo é a média.

[9] As afirmações teológicas às quais as pessoas respondem para serem


classificados como evangélicos incluem o seguinte: crer que Deus é o
onisciente, onipotente e perfeito criador do universo que ainda governa a
mundo hoje; Concordo plenamente que sua fé religiosa é muito importante
a vida deles hoje; Concordo plenamente que a Bíblia é totalmente precisa em todas as
princípios que ensina; Concordo plenamente que eles têm uma responsabilidade pessoal
compartilhar sua fé em Cristo com pessoas que acreditam de maneira diferente; fortemente
discordo que quando Jesus estava na terra, ele pecou, como outras pessoas; fortemente
discordo que, se as pessoas são boas o suficiente, ou fazem coisas boas o suficiente para outros
pessoas, eles podem chegar ao céu; e discordo totalmente de que o
o diabo, ou Satanás, não é uma entidade viva, mas é apenas um símbolo do mal. Para mais
informações sobre essa abordagem de classificação e a pesquisa que levou à
e suporte, visite https://www.barna.org/component/content/article/47-
misc / 647-settings # .U1cAWeZdV9c .

[10] Ver 2 Timóteo 3:16.

[11] David Kinnaman, você me perdeu: por que os jovens cristãos estão deixando o mundo?
Igreja . . . e Repensando a Fé (Grand Rapids, MI: Baker, 2011).

[12] Na literatura demográfica, uma "família tradicional" na América


O contexto é geralmente definido como um homem e uma mulher casados com dois ou mais
crianças com menos de dezoito anos.

[13] Para mais informações, consultehttp://whatisorange.org/ .

[14] Para mais informações sobre o impacto da fé em tenra idade, consulte


Livros de George Barna Transformando Crianças em Campeões Espirituais
(Ventura, CA: Regal Books, 2012) e Parenting Revolucionário (Carol
Stream, IL: Tyndale House Publishers, 2007).

[15] As mulheres obtiveram 54% de todos os diplomas universitários em 1993; até 2010,
as mulheres obtiveram mais de 60% dos graus.

Page 172

[16] Mark Binelli, "Entrevista da Rolling Stone: Sean Penn", Rolling Stone
(19 de fevereiro de 2009): 49.

[17] Penn Jillette, "Não há Deus", série NPR (22 de novembro de 2005):
http://www.npr.org/2005/11/21/5015557/there-is-no-god.

[18] Penn Jillette, “Não substitua a religião; Termine com isso ”, New York Times
(22 de janeiro de 2013): http://www.nytimes.com/roomfordebate/2013/01/22/is-

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 117/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

ateísmo-uma-religião / ateísmo-deve-terminar-religião-não-substituí-lo .
[19] Citado em Pastors 'Weekly Briefing , 25 de fevereiro de 2005; 1

[20] Índice de bem-estar Gallup-Healthways, 2011. Ver


http://www.gallup.com/poll/153374/Churchgoers-Boast-Better-Mood-
Especialmente aos domingos.aspx .

[21] Índice de bem-estar Gallup-Healthways, 2011. Ver


http://www.gallup.com/poll/152723/Religious-Americans-Enjoy-Higher-
Wellbeing.aspx .

[22] Entre os recursos a serem examinados estão os cristãos , David Kinnaman


e Gabe Lyons (Grand Rapids, MI: Baker Books, 2008); You Lost Me ,
David Kinnaman (Grand Rapids, MI: Baker Books, 2011); Fé Máxima ,
George Barna (Grupo Strategenius: Nova York, 2011); e as sete fé
Tribos , George Barna (Carol Stream, IL: Tyndale House Publishers, 2010).

[23] Para as pesquisas mais recentes sobre esse assunto, incluindo as perguntas
usado na pesquisa, veja: “Cristãos: Mais como Jesus ou Mais como o
Fariseus? ”Publicado em 30 de abril de 2013, acessível em http://www.barna.org/faith-
espiritualidade / 619-somos-cristãos-mais-como-jesus-ou-mais-como-os-fariseus .
O Barna Group aprecia a permissão de John Burke para usar essas informações
para este livro.

[24] Ibidem.

[25] Ibidem. Veja também Mud and the Masterpiece , John Burke (Grand Rapids,
MI: Baker Books, 2013).

Page 173

[26] De “Clocks”, escrito por Guy Barryman, Jonathan Buckland,


Campeão de William e Chris Martin.

[27] https://www.barna.org/barna-update/faith-spirituality/648-is-
evangelismo que sai de moda # .U09aydyVi2w .

[28] George Barna, fé máxima: viva como Jesus (Ventura, CA:


Metaformation Inc .; Nova York: Strategenius Group LLC; Glendora, CA:
WHC Publishing, 2011), p. 7.

[29] https://www.barna.org/barna-update/culture/605-what-do-americans-
realmente pense na Bíblia # .U09r5tyVi2y .

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 118/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 174

Igualmente de George Barna:

Revolução

Parenting revolucionário

Líderes Mestres (com Bill Dallas)

As sete tribos da fé

Cristianismo pagão? (com Frank Viola)

Futurecast

Fé máxima

Inversão de marcha (com David Barton)

Também de David Kinnaman:

UnChristian

Você me perdeu

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 119/120
05/02/2020 Sem Igreja: Entendendo a Igreja Sem Igrejas de hoje e como se conectar com elas

Page 175

Avalie a prontidão da sua igreja para alcançar os sem igreja em sua


comunidade com diagnóstico e treinamento exclusivos do Barna Group. Descobrir
mais em www.barna.org/churchless

Page 178
176
177

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 120/120

Você também pode gostar