Você está na página 1de 8

PROCESSO CADEIA DE FORNECIMENTO PROFISSIONAIS QUALIFICADOS

RELAÇÃO COM O CLIENTE ALÉM DA EXCELÊNCIA NORMAS GENÉRICAS

PADRÃO INDUSTRIAL SOLUÇÕES CUSTOMIZADAS SOLUÇÕES EM TREINAMENTO

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE


ISO 9001:2015 - CHECKLIST PARA TRANSIÇÃO
SUA ORGANIZAÇÃO ESTÁ MAIS PERTO DO QUE IMAGINA
A opinião dos clientes que concluíram a auditoria de transição para a ISO
9001:2015 com a SGS indica que, para a maioria, eles estão mais perto de atender
aos requisitos da nova norma do que imaginavam inicialmente. Como resultado
“A TRANSIÇÃO PODE destas opiniões, nós desenvolvemos um Checklist de Prontidão do Sistema para
detalhar as alterações contidas na ISO 9001:2015.
SER MAIS FÁCIL DO Esse checklist foi desenvolvido para auxiliar sua organização a entender
QUE VOCÊ IMAGINA” exatamente o que é requerido - de forma simples, e para destacar as áreas onde
suas atividades do negócio já podem estar conformes. Ao preencher o checklist,
– Deborah Cox, D&D Rail Ltd você receberá instruções valiosas e informações sobre os próximos estágios.
Vale ressaltar, contudo, que o Checklist de Prontidão do Sistema não pode ser
considerado uma evidência para sua auditoria de transição, uma vez que os
auditores têm de confirmar a conformidade com a norma durante sua auditoria
de transição.
Baixe a apresentação feita durante o seminário online sobre o “1o. estudo sobre
os desafios de implementação da nova ISO 9001”.

COMO O CHECKLIST FUNCIONA?


Este checklist analisa em detalhes cada cláusula dos requisitos da nova ISO 9001:2015.A cada seção será perguntado se
sua organização cumpriu os elementos essenciais dos novos critérios da seguinte forma:
Pronto – Indica que está pronto para demonstrar este status, devendo focar na transição durante a próxima visita da
SGS.
Quase Pronto – Indica que, com instruções ou apoio nesta questão, sua organização deveria ser capaz de demonstrar tal
status. Recomendaríamos focar na transição durante a próxima visita da SGS.
Trabalho a fazer – Significa que ainda será necessário uma preparação adicional para a auditoria, como, por exemplo, a
realização de um treinamento como os oferecidos pela SGS Academy.
Você vai encontrar “Seu próximo passo” ao final do checklist, onde você deverá ter uma melhor ideia, com base nos
resultados desse checklist, de quão próximo sua organização está da transição do seu sistema de gestão da qualidade.

CLÁUSULA 4 - CONTEXTO DA ORGANIZAÇÃO


O ‘contexto’ da organização (às vezes chamado de ambiente do negócio ou organizacional) corresponde à combinação de
fatores internos e externos que afetam a abordagem dos produtos, serviços e investimentos da organização.

TRABALHO A
FORAM ANALISADOS: PRONTO QUASE PRONTO
FAZER
Questões internas e externas relacionados ao contexto da
organização?
Produtos e serviços da sua organização?

Limites da aplicabilidade de seu SGQ (Sistema de Gestão


de Qualidade)?

Identificação, monitoramento e análise crítica das questões


internas e externas pertinentes à sua organização para
definir como as alterações irão afetar seu SGQ?

Identificação das “partes interessadas” que sejam


relevantes seu SGQ?

Identificação dos requisitos destas partes interessadas que


são pertinentes ao SGQ da sua organização?

Monitoramento e análise crítica contínuos destas partes


interessadas?

Adoção de abordagem de processo ao desenvolver,


implantar e aprimorar a eficácia de seu SGQ?

Definição do escopo de seu SGQ?


CLÁUSULA 5 - LIDERANÇA
Agora, a alta direção é requerida a demonstrar maior envolvimento direto no SGQ da organização.
A exclusão da obrigatoriedade de um “Representante da Direção” é uma tentativa de assegurar que o controle do SGQ
da organização não esteja centralizado em uma única pessoa. Embora os requisitos relativos à Política de Qualidade da
organização sejam os mesmos de modo geral, há alguns elementos novos que exigem que a política de qualidade da
organização esteja adequada tanto ao seu propósito quando ao seu contexto.

TRABALHO A
FORAM ANALISADOS: PRONTO QUASE PRONTO
FAZER
A alta direção está envolvida na preparação e análise crítica
do SGQ?
Ela assegura que a política da qualidade seja comunicada
dentro da organização e para as partes relevantes?
As responsabilidades e autoridades estão definidas e são
comunicadas pela alta direção?

As responsabilidades e autoridades foram compreendidos


pela organização?

A ALTA DIREÇÃO PODE TRABALHO A


PRONTO QUASE PRONTO
DEMONSTRAR QUE FAZER
Assumiu a responsabilidade por enfatizar a importância de
estar em conformidade com os requisitos de seu SGQ?
Garante que o SGQ está obtendo os resultados esperados?
Estimula a melhoria contínua dentro de sua organização?

Promove o pensamento baseado em riscos e foco no


cliente?

CLÁUSULA 6 - PLANEJAMENTO
Agora, sua organização é requerida a levar em conta tanto seu contexto quanto as partes interessadas ao planejar
e implementar o SGQ, sendo necessário identificar os riscos e oportunidades com potencial de impactar (positiva e
negativamente) na operação e no desempenho do próprio sistema. Embora os riscos e oportunidades tenham de ser
determinados e tratados, não é obrigatório um processo de gestão de risco formal e documentado. Agora sua organização é
livre para escolher o sistema de avaliação e análise que julgar mais adequado.

TRABALHO A
PERGUNTAS: PRONTO QUASE PRONTO
FAZER
Foram definidos objetivos de qualidade mensuráveis nos
níveis e funções pertinentes?
Eles são consistentes com a política da qualidade da
organização?

Eles estão definidos nos processos pertinentes e são


relevantes para o aumento da satisfação do cliente?

O SGQ de sua organização é mantido sempre


que quaisquer alterações sejam planejadas e
implementadas?
Ao realizar as alterações, são levados em conta os motivos
que as originaram e quaisquer possíveis consequências
resultantes dessas alterações?
Foram identificados os recursos necessários para
realizá-las?
CLÁUSULA 7 - RECURSOS
Agora, é necessário levar em conta tanto as exigências de recursos internos e externos e condições para conseguir atender
aos requisitos regulamentares, estatutários e requisitos do cliente. Há mais ênfase no monitoramento e medição de
“recursos” em vez de simplesmente se pensar que um equipamento agora é necessário.

TRABALHO A
PERGUNTAS: PRONTO QUASE PRONTO
FAZER
O conhecimento adquirido pela organização foi
determinado e mantido (inclusive pelos funcionários) de
modo a assegurar que a conformidade com os produtos e
serviços seja atingida?
É possível demonstrar que foram determinados os
requisitos para competência dos funcionários e que
estes cumprem tais requisitos, ou que foi tomada alguma
ação para assegurar que eles adquiram a competência
identificada?

Um acréscimo a esses requisitos é o fato de que, agora, eles se aplicam não apenas aos seus colaboradores, mas a qualquer
pessoa fora de sua organização, inclusive subcontratados/terceirizados, assim como qualquer pessoa executando atividades
e funções terceirizadas.

TRABALHO A
PERGUNTAS: PRONTO QUASE PRONTO
FAZER
As informações documentadas foram retidas para
comprovar que todos os funcionários trabalhando para a
organização são competentes?
Todos os funcionários que trabalham para a organização
estão cientes tanto sobre os objetivos de qualidade
da organização quanto das consequências da não
conformidade com seu SGQ?

PARA PESSOAS FORA DA SUA ORGANIZAÇÃO, TRABALHO A


PRONTO QUASE PRONTO
FORAM IDENTIFICADAS: FAZER
Quais necessidades serão comunicadas?
Quando têm de ser comunicadas?
Como serão comunicadas?
Quem receberá tais comunicados?

ATENÇÃO
Os termos procedimento documentado e registro foram substituídos pelo termo informação documentada. Será
preciso determinar o nível de informação documentada necessária para controlar seu SGQ. Controle de acesso à
informação documentada é, agora, um requisito específico, podendo implicar numa decisão referente ao nível de
permissão para ver a informação documentada apenas, ou permissão e autoridade para visualizar e alterar a informação
documentada.
CLÁUSULA 8 - OPERAÇÕES
Agora sua organização será obrigada a controlar não apenas a implantação e alterações planejadas do processo, mas também
as alterações não planejadas e não previstas. Quando alterações não planejadas forem feitas, será necessário demonstrar
que os efeitos adversos potenciais e reais foram identificados e que as ações para mitigá-los foram tomadas.

TRABALHO A
A ORGANIZAÇÃO É CAPAZ DE: PRONTO QUASE PRONTO
FAZER
Demonstrar que possui processos específicos em vigor
para definir os requisitos de produtos e serviços que ela
pretende oferecer aos clientes?
Embasar qualquer queixa em relação aos produtos e
serviços que sua organização oferece?

Evidenciar a implementação de um processo para


desenvolvimento para os casos onde os requisitos do
produto ou serviço não tenham sido estabelecidos ou
definidos, de modo a permitir que o fornecimento dos
produtos/serviços ocorra?

Agora, será obrigatória a inclusão de “informações derivadas de projetos anteriores similares” como entrada do projeto bem
como as consequências de falhas potenciais devido à natureza de seus produtos e serviços e quaisquer normas ou códigos
de prática que sua organização esteja disposta a implementar.

TRABALHO A
PERGUNTAS: PRONTO QUASE PRONTO
FAZER
Foi adotada uma abordagem com base no risco ao
determinar o tipo e a dimensão dos controles aplicados aos
provedores externos de processos, produtos e serviços?

São comunicados aos provedores externos quaisquer


requisitos de competência que se aplicarão aos seus
funcionários?

Com relação à identificação e rastreabilidade, agora o foco está nos “resultados do processo”, não mais nos produtos e que
são o resultado de quaisquer atividades que sejam prontamente executadas aos seus clientes internos ou externos.

TRABALHO A
PERGUNTAS: PRONTO QUASE PRONTO
FAZER
É possível identificar, verificar, proteger e salvaguardar
as propriedades pertencentes a qualquer cliente e/
ou provedores externos que são utilizadas pela sua
organização?
A organização retém a informação documentada da
liberação dos produtos e serviços, verificando se elas
atendem às exigências do cliente, sendo possível
identificar o responsável por sua liberação?

ATENÇÃO
Resultados do processo que não estiverem em conformidade com os requisitos devem ser identificados e controlados.
Sua organização deve manter as informações documentadas que descrevam a não conformidade, as ações tomadas,
quaisquer concessões obtidas e identificar a pessoa que decidiu o curso da ação tomada.
CLÁUSULA 9 - AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO
Os requisitos estão mais bem definidos em relação a quando monitorar e medir o desempenho e quando os resultados
devem ser analisados e avaliados

TRABALHO A
PERGUNTAS: PRONTO QUASE PRONTO
FAZER
É possível demonstrar se sua organização buscou
informações referentes à visão que os clientes possuem
sobre a sua organização, seus produtos e serviços?

Não há alteração fundamental na abordagem de auditorias internas, no entanto, é agora necessário relatar os resultados das
auditorias à gestão relevante dentro de sua organização.

ATENÇÃO
Os requisitos-chave do processo de Análise Crítica continuam os mesmos, mas requisitos adicionais referentes às
alterações nas questões internas e externas pertinentes ao seu SGQ, provedores externos, partes interessadas relevantes
e à eficácia das ações tomadas para tratar quaisquer riscos e/ou oportunidades foram incluídos como entradas.

CLÁUSULA 10 - MELHORIAS
Esta é uma nova seção que enfatiza a necessidade geral de aprimorar os processos, produtos e serviços, assim como os
resultados do SGQ, de modo a atender aos requisitos do cliente e aumentar a satisfação do cliente.

TRABALHO A
PERGUNTAS: PRONTO QUASE PRONTO
FAZER
É possível demonstrar que sua organização está buscando
ativamente oportunidades para melhorar seus processos,
produtos e serviços, assim como o desempenho do SGQ?

Agora há um requisito adicional para tratar as consequências das não conformidades, o que significa um reconhecimento
de que nem todos os seus processos e/ou atividades representarão o mesmo nível de risco em termos de capacidade da
organização em cumprir seus objetivos.

TRABALHO A
PERGUNTAS: PRONTO QUASE PRONTO
FAZER
É possível identificar se qualquer não conformidade
também poderia ocorrer em outra parte de seus
processos, produtos, serviços e/ou sistemas ou se elas
potencialmente poderiam ocorrer em outra parte do
sistema de gestão?
É possível demonstrar se sua organização está
aprimorando continuamente a adequação, pertinência e
eficácia de seu SGQ?
SEU PRÓXIMO PASSO
Esperamos que este Checklist de Prontidão do Sistema ISO 9001:2015 tenha lhe ajudado a entender melhor as alterações da
nova norma e o que será necessário para realizar uma transição bem-sucedida. A seguir, veja como seus resultados podem
indicar os próximos passos de sua organização para a transição.

Se a maioria (ou todas) as Se a maioria de suas Se a maioria de suas


suas respostas foram Pronto respostas foi Quase Pronto, respostas foi Trabalho a
(com Quase Pronto sendo com algumas respostas Fazer, sendo a minoria Pronto
minoria): Pronto e Trabalho a Fazer ou Quase Pronto:
sendo minoria:
Parabéns! Sua organização está pronta Neste caso, seria proveitoso se sua Parece que ainda há algumas áreas
para agendar sua auditoria de transição organização realizasse uma auditoria de da nova norma que não estão
com a SGS. Isto pode ser feito diagnóstico para ajudar na identificação endereçadas, mas isto pode ser
solicitando uma proposta comercial das áreas que precisam de ajustes, resolvido de diversas formas.
pelo e-mail: bem como endereçar caminhos • SGS Academy
sandy.passos@sgs.com práticos para que os mesmos possam A SGS Academy oferece diversos
Se você já é cliente da SGS, entre em ser alcançados. treinamentos para a transição com
contato com o planejamento e verifique Caso tenha interesse, entre em contato foco nas organizações que já são
como agendar sua auditoria. conosco e solicite uma proposta de certificadas na versão anterior da
Gap Analysis. ISO 9001. Os cursos de transição
têm duração de um dia e oferecem
uma compreensão eficiente das
alterações recentes.
• Soluções Customizadas
A SGS tem um setor específco
prionto para entender suas
necessidades e desenvolver
soluções sob medida para sua
organização, combinando serviços
de treinamento e auditorias.

MATERIAIS PARA CONSULTA QUE AJUDARÃO NA TRANSIÇÃO


A decisão de agendar uma auditoria de Lá, será possível encontrar:
transição é simples, contudo alguns • Guia com dicas sobre PARA MAIS INFORMAÇÕES ENTRE EM
aspectos que cercam a publicação da ISO 9001:2015 CONTATO COM SGS.BRASIL@SGS.COM
nova norma podem parecer duvidosos. OU PELO TELEFONE: 11 3883 8800 R. 8290
• O que é preciso saber sobre a
A SGS compromete-se a facilitar a ISO 9001:2015 SGS BRASIL
transição o máximo possível para
• Material de Implementação da Av. Andrômeda, 832 – 5º.And.
seus clientes e a oferecer de modo
ISO 9001:2015 Cep 06473-000 – Barueri/SP
contínuo informações e dados
www.sgsgroup.com.br
atualizados no site
http://www.sgsgroup.com.br
© SGS Group Management SA – 2017 – Todos os direitos reservados - SGS é uma marca registrada da SGS Group Management SA

WWW.SGSGROUP.COM.BR

Você também pode gostar