Você está na página 1de 25

Estruturas de Aço I

Professora: Gabriela Pereira Lubke


Mestra em Engenharia Civil
Programa da disciplina

 Aços estruturais de perfis:


 Propriedades mecânicas;
 Composição química;
 Classificação;
 Aços estruturais utilizados no Brasil;
 Perfis laminados;
 Perfis soldados;
 Perfis dobrados a frio.
Bibliografia Básica e Complementar

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR-8800: Projeto de Revisão, Projeto e


Execução de Estruturas de Aço e de Estruturas Mistas Aço-Concreto de Edifícios. Rio de
Janeiro, 2008.
FAKURY, R.H.; CASTRO E SILVA, A.L.; CADAS, R.B. Dimensionamento de elementos estruturais de
aço e mistos de aço e concreto. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2016. 496p. ISBN
9788543001128 (broch.).
CENTRO BRASILEIRO DA CONSTRUÇÃO EM AÇO. Galpões para uso geral. 4. ed. Rio de Janeiro,
2018. 74p. ISBN 9878589819251.
CODA, H.B., PACCOLA, R.R. AcadFrame: Software acadêmico para análise de pórticos e treliças
planas. Versão Beta. Universidade de São Paulo, São Carlos, 2006 (online)
MARTHA, L.F. FTOOL: Programa gráfico-interativo para análise de estruturas. Versão 4.00. Rio
de Janeiro: Tecgraf, PUC-Rio, 2018. (online)
PFEIL, Walter; PFEIL, Michele. Estrutura de aço: dimensionamento prático. 8. ed. Rio de
Janeiro: LTC - Livros Técnicos e Científicos, c2009. 357 p. ISBN 9788521616115 (broch.).
Aços estruturais de perfis

 A qualidade estrutural é requisito


fundamental dos aços utilizados na
fabricação de perfis.
 Ou seja, os aços utilizados para
produção de perfis precisam possuir
propriedades mecânicas adequadas
para utilização em peças submetidas a
tensões e deformações, além de
durabilidade a fim de atender às
exigências da vida util.
Propriedades mecânicas

 As principais propriedades mecânicas que um aço


estrutural deve possuir são:
 Resistência mecânica
 Ductilidade
 Tenacidade
 Resiliência
 Soldabilidade
 Dureza superficial
 Homogeneidade
Resistência mecânica

 É sua capacidade de suportar as solicitações externas sem


que estas venham a lhe causar deformações plásticas
Ductilidade

 É a qualidade ou propriedade do que é


dúctil, ou seja, do que é flexível, elástico,
maleável, que se pode comprimir ou
reduzir a fios sem se quebrar. Que se pode
distender sem romper.
 Os aços estruturais possuem elevada
ductilidade ( deformação na ruptura de 15%
a 40%), tornando-o resistente a impactos, e
permite que em pontos de alta
concentração de tensões estas se
redistribuam pelo elemento.
Tenacidade

 É a capacidade de um material absorver energia e


deformar plasticamente sem fraturar.
Resiliência

 Capacidade de um material absorver energia mecânica em


regime elástico (ou resistir à energia mecânica absorvida)
por unidade de volume e readquirir a forma original
quando retirada a carga que provocou a deformação.
Quanto mais resiliente for o metal, menos frágil este
será.
Soldabilidade

 Por soldabilidade entende-se a facilidade com que uma


junta soldada é fabricada de tal maneira que preencha os
requisitos de um projeto bem executado.
Dureza superficial

 Para o conceito de dureza são atribuídos diferentes


significados, tais como medida de resistência do material
a ações de origem mecânica sobre sua superfície,
resistência à penetração, à deformação plástica e ao
risco.
Homogeneidade

 Os aços destinados a aplicação estrutural deve apresentar


homogeneidade microestrutural.
Propriedades Mecânicas:
sob tensão normal
 Para a obtenção das propriedades mecânicas sob aços
estruturais relacionadas ao comportamento sob tensão
normal, realizam-se ensaios de tração, obtendo assim o
diagrama tensão deformação.
Propriedades Mecânicas:
sob tensão normal
 O regime elástico é representado pelo trecho reto.
 O trecho reto inicia-se na origem e termina quando o aço
atinge a tensão 𝑓𝑦 chamada de resistência ao escoamento.
 Nesse trecho vale a Lei de Hooke
𝜎 = 𝐸𝑎 𝜀
 𝐸𝑎 é o módulo de elasticidade do aço, considerado igual a
200 GPa
Propriedades Mecânicas:
sob tensão normal
 O regime plástico tem seu inicio onde a tensão fica
constante, igual a 𝑓𝑦
 O primeiro trecho do regime plástico é chamado patamar
de escoamento.
 Neste trecho a tensão permanece constante enquanto a
deformação aumenta consideravelmente, atingindo
valores entre 1% e 5%.
Propriedades Mecânicas:
sob tensão normal
 A próxima parte do regime plástico é chamada
encruamento ou endurecimento.
 O aço sofre um rearranjo cristalino, fazendo com que a
tensão volte a crescer porém não há uma relação linear
entre a tensão e a deformação.
 Nesta fase o aço atinge a resistência à ruptura, 𝑓𝑢 .
 A deformação fica em torno de 10% a 30%
Propriedades Mecânicas:
sob tensão normal
 Após alcançar a resistência à ruptura, têm se inicio a
estricção, fenômeno no qual a área da seção transversal
na região central do corpo de prova começa a reduzir
 Após a estricção ocorre a ruptura do corpo de prova.
Propriedades Mecânicas:
sob tensão de cisalhamento
 O diagrama tensão x deformação de um corpo de prova
submetido à tensão de cisalhamento é similar ao gráfico
apresentado para tensões normais.
 O módulo de elasticidade transversal do aço (𝐺𝑎 ) é dado
pela tangente do ângulo de inclinação do trecho reto.
𝐸𝑎
𝐺𝑎 =
2 1 + 𝑣𝑎
 𝑣𝑎 é o coeficiente de Poisson, tomado igual a 0,3, sendo
assim 𝐺𝑎 = 77.000𝑀𝑃𝑎
Propriedades Mecânicas:
sob tensão de cisalhamento
 A resistência ao cisalhamento (𝑓𝑣𝑦 ) varia entre metade e
cinco oitavos da resistência ao escoamento por tensão
normal. Tradicionalmente usa-se o seguinte valor:
1
𝑓𝑣𝑦 = 𝑓𝑦 ≅ 0,6𝑓𝑦
√ 3
 Esse valor é adotado a favor da segurança.
Propriedades Mecânicas: massa
específica, peso específico e coeficiente
de dilatação térmica
 Os aços estruturais apresentam os seguintes valores:

𝜌𝑎 = 7850 𝑘𝑔/𝑚³

𝛾𝑝𝑎 = 77 𝑘𝑁/𝑚³

𝛽𝑎 = 12 × 10−6 °𝐶 −1