Você está na página 1de 3

GUARDAR O SEU CORAÇÃO, Como se faz isso? (3) – Pv 4.

23-27
Hoje termino uma série de palavras sobre Pv 4.23 “... guarda o teu coração, porque...”
Devemos ser seres cuidadosos. Cuidar de tudo, cuidar de nosso carro, saúde, beleza,
alma, esposa, marido, filhos, da unha, sapato, cabelo, emprego. Se Deus te deu, permitiu que
chegasse a sua mão, cuide. Nada chega de graça e atoa na sua mão. Tem um plano para tudo
que acontece conosco, e chaga à nossa mão. Não seja uma pessoa relaxada.
Mas sobretudo que se deve guardar, “guarda o CORAÇÃO”. Porque? 1) É possível que a
gente perca esse coração. Analisando, vivemos num tempo em que as pessoas perderam o 
Ex: Aconteceu Abril/17 – Garoto drogado, roubou e espancou idosa de 91 anos, ficou em coma. Mostra na
câmera, ela caída e ele dando chutes, e pisando na cabeça. Tem coração?
Qual o PERIGO? Quando vc vê uma cena dessa, o que vc sente dentro de vc? A gente fica com ódio de
um sujeito como este. Se a gente pudesse, arrebentava ele. Somos iguais? Ele fez numa velhinha, nós faríamos
nele. Tem gente q ñ pode ver um negócio desses. Aí tem q dizer p/ seu : “calma, fique quieto aí, não se perca”
Mas a polícia pega o sujeito. Suponhamos que no dia seguinte ele aparece todo machucado. E pergunta o
que foi, e dizem caiu da escada, escorregou e a gente pensa: “bem feito”. Olha a gente perdendo o coração.

Vamos vendo todas esta cenas de brutalidade, maldade, injustiças, pecados, imoralidades
do lado de fora, isto tudo vai afetando a gente do lado de dentro. E gera depressão, transtorno
do pânico, amargura, incredulidade com o próximo, vai roubando patriotismo.
TUDO QUE ACONTECE DO LADO DE FORA, VAI AFENTANDO A GENTE DO LADO DE DENTRO –
Por vermos muita gente má, não acreditamos + no próximo. Culpado, até que prove inocência.
Precisamos de uma vida que não seja escravizada pelo que acontece do lado de fora, mas
marcada pela longevidade, saúde espiritual, emocional, social, financeira, familiar.
Uma vida marcada pelo equilíbrio, porque passamos por altos e baixos. Não tem como
sorrir o tempo todo e não chorar algumas vezes. E não tem como sempre ser triste e ñ ser feliz.
Quando se tem uma vida marcada pela benção de Deus, ela terá um meio termo.

Quem pretende ter uma vida abençoada, precisa guardar o coração. O QUE DOMINA SEU
CORAÇÃO QUALIFICA SUA VIDA – Sua vida é produto do que há dentro de seu coração.
Não perca seu coração senão perderá toda sua vida.

COMO A GENTE GUARDA O CORAÇÃO? Vemos um moleque desses agredindo um


senhora, e como fazemos para não deixar este ódio alojar, ou como tiramos este ódio.
O que a gente faz quando alguém nos amaldiçoa, ou quando estou sendo tomado por
medo, ou percebe que nossa vida está desequilibrada emocionalmente, quando a tristeza está
alojando???? O que fazer para não perder o coração e guardar disto tudo.

v.24 – FILTRANDO A PRODUÇÃO DA BOCA – O q contamina o homem é o q sai da boca.


Nos preocupamos de não colocar nada ruim p/ dentro, gordura, refri, mas não preocupamos na
mesma proporção com aquilo que sai da boca. Não há felicidade na boca suja, “mal dita”
Quem pretende ter coração limpo, e que não transforem em ninho de cobra, comece
deixando de ser murmurador, falando mal, apontando erros dos outros, e louvando.
Todo som que vc solta, a vida transforma em pedras ou rosas e te devolve. Ninguém vive
na mediocridade à toa. Reclama de todos, mas na verdade pode ser ele.

v.25 – NORTEANDO OS OLHOS – Santificando – Quem pretende ter um coração e vida


equilibrada, não fica prezo ao passado, não se distrai com coisas secundárias, não tem medo do
futuro, olhando para o lado o tempo inteiro. Não pode ser consumido pelo passado.
“Quem põe a mão na arado, não pode mais olhar para trás”. Quantas distrações nós
temos na vida? Amizades, picuinhas, maus hábitos, propostas de satanás.
Aprendemos como olhamos para a VIDA – olhar correto p/ passado, presente, futuro.
Como olhar p/ as COISAS – O que temos, posses, como devem ser tratadas. Não
podemos ser dominados por coisas. Não pode ser o objetivo de minha vida: ter, ter, ter. O que
eu tenho nem sempre se transforma naquilo que eu sou. E como olhamos para as PESSOAS
Se soubermos olhar para a VIDA, COISAS e PESSOAS não invertendo valores, teu coração
está guardado. O que plantamos hoje, colhemos amanhã.

Vejamos um TERCEIRA FORMA de GUARDAR O CORAÇÃO – Começa pela BOCA, sobe


aos OLHOS e termina nos PÉS. Como seus pés podem influenciar na guarda ou perda do ?

“Os meus pés são o meu meio de transporte”


“Pondera a vereda” – Não segue sem pensar. Questiona. Tendência de ser independente

3º) CASSE (Anule) A INDEPENDÊNCIA DE TEUS PÉS


Diga a teu pé que ele tem que obedecer a você. Eles vão a lugares mesmo que saibamos
que não devamos ir. Transitamos por situações perigosas, danosas. Andamos por lugares errado
Tem gente que seus pés só conduzem para o mal, desgraça, decepção.
Cuide de seu pezinho. E não tem nada a ver com pedicure, podóloga. Tem a ver com
caminho que se trilha. Ex: “Cuidado olhinho com o que vê... Cuidado olho, boca ,mão e pé”

Marcos 9.45 – Os téus pés, podem levar teu corpo inteiro p/ o inferno. De que pé está
falando? Não é p/ ser literal. Jesus não fez isto.
Nosso corpo tem partes que parecem independente. Nossa boca, sem pensar falamos
besteiras. Nossos olhos se distraem, mesmo com um objetivo. Os pés tem independência.

Romanos 10.15 – Se o pé pode ser uma praga, te faz pecar, por outro lado pode ser uma
benção. O PÉ PODE INTERVIR NA QUALIDADE DE VIDA.

João 13.2-10 – Na cabeça de Pedro, ele não era digno de Jesus fazer isto, era o Mestre.
Mas Jesus friza os pés, preste atenção no verso 10.
Em Atos 16 – Quiseram pregar o Evangelho e o ES os impedia. Os pés estavam levando
numa direção, mas não era a hora de cumprir aquela missão. Iriam fazer algo correto, mas não
era o tempo de Deus. Coisas corretas também precisam ser no tempo de Deus.
Coisa certa, no tempo errado, dá errado. DEUS PRECISA DIZER SIM para a coisa certa.
No Evangelho de João tem 8 ocasiões que usa o termo “hora” – “não é chegada a
minha hora”, até no final Jesus dizer: “é chegada a minha hora...” -- Foram 30 anos até iniciar
Ministério. E quando começou foram 3 anos. Entenda o cronograma de Deus

Então... 1) NÃO VÁ ATRÁS DE TEU PÉ, ENTENDA O TEMPO DE DEUS

Quando Jesus lava os pés dos discípulos, mostra que Deus vai até ao ponto mais baixo do
ser humano, não tem problema com a humildade, e quebra o orgulho.

O PÉ SIMBOLIZA O DESEJO, VONTADE – Jesus está dizendo SUBMETA a Vontade


Quando fala do pé que te leva, tá falando do DESEJO. O DESEJO É INDEPENDENTE.
O meu pé só vem pra cá, se eu desejar, tomar a decisão. Tudo em função do desejo.
Quando o pé me leva a algum lugar ou situação/momento que denigra a imagem de Deus
em mim, a imagem de Cristão em mim, e diminui o nome do Deus que eu sirvo, mesmo que
tenha desejo, vontade de estar lá, ou fazer aquilo, não vou ceder a este desejo.

2) SUBMETA-SE À VONTADE DE DEUS – TENHO QUE OBEDECER AO SENHOR


O QUE É SER SANTO? Não é comportamento externo correto bonito, mas coração
puro, limpo. Somos sal da TERRA, Luz do MUNDO. Não é conduta na instituição, mas fora.
Santidade não se manifesta na liturgia, culto. Santidade começa quando acaba o culto e
manifesto na vida o que Deus quer. Minha boca produz graça. Meus olhos não se distrai.

3) DISCERNIR ENTRE DESEJO E VONTADE – NÃO CEDER AO DESEJO


Como acaba com o desejo? Pornografia, masturbação, mentira, gula, fofoca.
Então tem as receitas ou recomendações. Ora mais, jejua, sobe o monte (Evereste).
Quando desce ainda está lá o desejo. A culpa não ajuda.
Gálatas “Submeteis ao Espírito, e não satisfazeis aos desejos da carne”
Romanos “O bem que quero não faço, mas o mal que não quero, esse eu faço”

DESEJOS – Faz parte da natureza humana. Este corpo tem necessidades básicas. Sexuais,
ter coisas, relacionar, fisiológicas. Quando se converte, eles continuam. O ser humano tem as
mesmas fortalezas e fraquezas. As mesmas tentações.
Porque uns se entregam e outros não? Pela formam como lidam com o desejo.
E como lidar com o desejo? Dependendo do lugar onde está o coração.

SER SANTO não é ser livre do desejo, mas ser livre da ESCRAVIDÃO do desejo. É
submeter-se a vontade de Deus. É ter uma VONTADE maior, mais poderosa que o desejo.
Desejo é uma coisa, vontade é outra.

SER SANTO é, apesar de ter desejo, estar de tal forma voltado para o que é de Deus, e
ter em si uma vontade tão grande de agradar o coração daquele que o chamou das trevas
para a sua maravilhosa luz, e esta vontade domina seu coração, que quando o desejo te
chama pra lá, diz: “sinto desejo, mas minha vontade não é ceder, mas fazer a vontade de
Deus. Desejo, fica no teu lugar, vc não manda em mim, sou escravo, servo, do Senhor Jesus.”

QUEM É QUE CEDE AO DESEJO? O carnal. Mesmo se convertendo poderá ter raiva,
medo, ganância, inveja, cobiça, desejos imorais. Tudo isto está aí. Fica um tempo escondido,
mas pode aparecer, mostrar suas garras.
Se você é santo vai submeter seus desejos à vontade de Deus. “levando cativo todo
pensamento à obediência de Cristo, e estando prontos para punir toda desobediência, uma
vez completa a vossa obediência” – 2 Coríntios 10.5b-6

“Guarda o teu pé...” Eclesiastes 5.1 – Ideia de bem proceder, fazer o que é reto e justo.

Se vc é santo e tem buscado santificação, vai dizer: “Senhor, não posso ser assim”. E vai
lutar contra seu desejo, e levar cativo seus pensamentos à obediência. Vai orar: “Senhor, tu
sabes de meus desejos e fraquezas, me ajuda não ceder a eles e ser santo como Tu és.” E o
Senhor vai fortalecer a tua vida meu irmão. A despeito dos desejos, vai colocar no devido lugar.
Não abra mão da santidade, só porque o desejo não some.
Por isso uns conseguem ser santos, outros são escravos de seus desejos, segue seus pés.
Desejou vai. Deus fala: “Filho(a) não é minha vontade, fará mal p/ vc, vai envergonhar o meu
Nome, vai causar prejuízo ao Evangelho, vai falar mal de vc, vai denegrir a imagem da tua Ig”.
Mas ele é escravo do desejo, do seu pé. O fim é a morte (espiritual, existencial, biológica).

SE LÁ É A VONTADE DE DEUS, TEM QUE IR, MESMO QUE VC ESTEJA SEM VONTADE.
Questione seus pés – CASSE A IDEPENDÊCIA DE SUES PÉS. Apaixone-se pela VONTADE

Você também pode gostar