Você está na página 1de 46

ESTILO PORTUGAL BRASIL CARACTERÍSTICAS

Trovadorismo A Ribeirinha - Paio Soares de - Cantigas de Amor: sofrimento,


1189/1398 Taveirós (primeiro texto em idealização, eu-lírico masculino,
galego-português – amor ambiente da Corte, dama
(Séculos XII a XIV) platônico de plebeu por uma inacessível, caráter análítico-
mulher nobre) discursivo.
Cantigas de Amigo: eu-lírico
Gêneros: cantigas (poesia), feminino, confessional, ambiente
novelas de cavalaria, nobiliários popular, paixão não correspondida,
(livros de linhagem), realista, narrativo-descritiva.
hagiografias (biografia de um Cantigas de Escárnio e Maldizer:
santo). críticas indiretas ou diretas de
pessoas ou fatos de uma época.
Rica fonte de documentação.
ESTILO PORTUGAL BRASIL CARACTERÍSTICAS

Humanismo Fernão Lopes, guarda-mor - Teatro: em poesia, versa sobre


1418 da Torre do Tombo assuntos profanos ou religiosos;
(cronista). carpintaria teatral rudimentar;
Séculos XIV ao XVI ausência de regras; sem
Gêneros: historiografia, unidade de ação, tempo e
teatro popular, prosa espaço.
doutrinária.
Aspectos críticos de uma
Gil Vicente (teatro) sociedade em transição.
CLASSICISMO
“A Arte da Literatura Renascentista”
(Europa – séc. XV a XVI)
Classicismo é o nome dado ao estilo literário que
surgiu na época do Renascimento (Europa – séc. XV
a XVI). Um período de grandes transformações
culturais, políticas e econômicas. Momento em que
a arte expressava novos conceitos na visão de
mundo.
˃ Contexto Histórico e Cultural:

 Crise da Igreja - era a época da Reforma Protestante, liderada por


Lutero; A ciência passou a questionar os dogmas da igreja;
 Humanismo - a religião não deixou de ser importante mas o homem
passou a se preocupar com si próprio, valorizando a sua vida aqui na
Terra.
 Antropocentrismo - o homem que passava a ser evidenciado, e não
mais Deus;
˃ Contexto Histórico e Cultural:

 Expansão Marítima - com as as grandes navegações o homem


foi além dos limites da sua terra;
 Mercantilismo – crescimento do comércio e das cidades;
 Invenção da Imprensa - que contribuiu muito para a divulgação
das obras de vários autores gregos e latinos (cultura clássica);
 Resgate dos elementos artísticos da cultura greco-romana;
 Retomada da mitologia;
 Idealismo - busca pela perfeição estética e pelo amor platônico e
elevado;
 Universalismo - os assuntos pessoais ficaram de lado e as
preocupações universais passaram a ser privilegiadas;
 Predomínio da razão - a expressão dos sentimentos
era controlada pela razão;
 Busca pela perfeição das formas - métrica, rima,
correção gramatical, tudo isso passa a ser motivo de
atenção e preocupação;
ASSOCIANDO ALGUMAS OBRAS DE GRANDES
PINTORES ÀS CARACTERÍSTICAS
DA LITERATURA CLASSICISTA...

Obra: “O Parnaso” (1497) de Andrea Mantegna.


 O classicismo se associa a esta pintura pelas
características:- antropocentrismo, o
homem no centro do universo; -
perfeição das formas, todas as medidas são
proporcionais; -idealismo, busca pela

perfeição estética;
O aspecto do classicismo que pode ser associado à esta pintura é o
humanismo, o homem passou a acreditar em si mesmo para as mudanças,
valorizando sua vida terrena, o que sugere a questão: “Deus criou o homem
ou o homem criou Deus?”
O classicismo associa-se à esta obra através dos seguintes
aspectos: mitologia e paganismo, que é a crença em deuses
Não aceitos pela igreja e idealismo do belo, do bem, da
verdade e do amor e busca pela perfeição estética.
 O Classicismo
terminou em 1580,
quando houve a
revolução industrial e
francesa, a passagem
de Portugal ao
domínio espanhol e
também a morte de
Luís Vaz de Camões.
Embora a literatura brasileira tenha nascido no

período colonial. Durante o período colonial, ainda


não eram solidas as condições essenciais para o
florescimento da literatura. Os livros produzidos
por escritores nascidos no Brasil eram então
impressos em Portugal e depois trazidos à Colônia.
“A feio deles e serem pardos, quase
avermelhados, de rostos regulares e
narizes bem feitos; andam nus sem
nenhuma cobertura; nem se importam de
cobrir nenhuma coisa, nem de mostrar
suas vergonhas. E sobre isto são tão
inocentes, como em mostrar o rosto”.
 Esse fragmento pertence ao primeiro texto escrito no
Brasil: a Carta, de Pero Vaz de Caminha, escrivão-mor
da esquadra liderada por Cabral quando do
descobrimento oficial do Brasil, em 1500.

 Essa carta e muitos outros textos em forma de cartas de


viagem, diários de navegação e tratados descritivos
formam a chamada literatura de informação.
 A Carta, de Pero Vaz de Caminha

 O Diário de navegação, de Pero Lopes de Sousa

 O Tratado da terra do Brasil, de Pero de Magalhães Gandavo

 O Tratado descritivo do Brasil, de Gabriel Soares de Sousa

 Os Dialogos das grandezas do Brasil, de Ambrosio Brandão

 A Historia do Brasil, de Frei Vicente do Salvador

 As Duas viagens ao Brasil, de Hans Staden

 A Viagem a terra do Brasil, de Jean de Levy


OS JESUÍTAS
• vindos ao Brasil com a missão de catequizar os índios deixaram
inúmeras cartas, tratados descritivos, crônicas históricas e poemas.

• José de Ancheita chegou ao Brasil em 1553 com o padre Manuel da


Nobrega.

• Fundou no Planalto de Piratininga, um colégio que se tornou o


núcleo da futura cidade de São Paulo
ESTILO PORTUGAL BRASIL CARACTERÍSTICAS

1527 1500 (Quinhentismo)


Valorização do homem
Sá de Miranda 1º Documento escrito em (antropocentrismo); paganismo
Classicismo
Introdução da medida terras brasileiras: Carta a D. (maravilhoso pagão);
nova. Manuel. superioridade do homem sobre a
Século XVI natureza; objetividade;
racionalismo; universalidade;
Gêneros: poesia lírica, Gêneros: poesia lírica e épica, saber concreto em detrimento do
épica, teatro e crônicas. teatro e crônicas. abstrato; retomada dos valores
Quinhentismo
greco-romanos; rigor métrico,
Camões (poesia) Pero Vaz de Caminha rítmico e estrófico: equilíbrio e
harmonia.
José de Anchieta
ESTILO PORTUGAL BRASIL CARACTERÍSTICAS

1580 1601 Arte dos contrastes:


visualização e plasticidade;
Morte de Camões Bento Teixeira: publicação de fugacidade;
Barroco Prosopopeia luta entre o profano e o sagrado.
Culto a elementos evanescentes
Portugal sob o domínio (água/vento). Sentido de
espanhol. Pe. Antônio Vieira (oratória) transitoriedade da vida; carpe diem
(aproveitar o momento); valorização
Gêneros: oratória sacra, Gregório de Matos (poesia) – do presente, movimento ligado ao
espírito da Contra - Reforma; jogos
política e social; boca do inferno – critica a
de metáforas; riqueza de imagens;
igreja católica, padres e freiras.
gosto pelo pormenor; malabarismo
poesia religiosa, satírica e verbal – uso de hipérbato, hipérbole,
lírico-amorosa. metáforas e antíteses.

Pe. Antônio Vieira


(oratória)
Itália do século XVII

foi uma tendência


artística que se
desenvolveu
primeiramente nas artes
plásticas
A palavra Barroco tem causado
muitas discussões. Dentre as várias
posições, a mais aceita é a de que a
palavra se teria originado do
vocábulo espanhol barrueco, vindo
do português arcaico e usado pelos
joalheiros desde o sec. XVI, para
designar um tipo de pérola irregular
e de formação defeituosa
racionalismo e antropocentrismo do
Renascimento
espiritualidade e teocentrismo da
Idade Média
Lisboa era considerada a capital mundial
da pimenta, a agricultura lusa era
abandonada. Com a decadência do
comércio das especiaria orientais
observa-se o declínio da economia
portuguesa
Portugal vive uma crise dinástica: D.
Sebastião desaparece em Alcácer-Quibir,
na África; dois anos depois, Felipe II, da
Espanha, consolida a unificação da
Península Ibérica
 Culto da forma

 Arte da contrarreforma: a ideologia é fornecida pela contrarreforma (fé

católica).
 Conflito espiritual

 Fugacidade do tempo: ideias que se contrapõem: nasce x não dura; luz x

noite etc.
 Temas contraditórios: temas opostos

 Efemeridade do tempo e carpe diem: consciência que a vida é efêmera,

passageira, e por isso, é preciso pensar na salvação espiritual


 Cultismo: linguagem rebuscado, culta, extravagante.
Valorização do pormenor mediante jogos de palavras.
 Influência do poeta espanhol: Luís de Gôngora
(gongorismo)
 Abuso no emprego de figuras de linguagem como
metáforas, antíteses, hipérbatos, anáforas, paranomásias
etc.
"O todo sem a parte não é o todo;

A parte sem o todo não é parte;

Mas se a parte o faz todo, sendo parte,

Não se diga que é parte, sendo o todo.

Em todo o Sacramento está Deus todo,

E todo assiste inteiro em qualquer parte,

E feito em partes todo em toda a parte,

Em qualquer parte sempre fica todo."

(Gregório de Matos)
 Conceptismo: jogos de ideias, de conceito, seguindo um
raciocínio lógico, racionalista, que utiliza retórica
aprimorada.

 Espanhol Quevedo/Quevedismo: buscava a essência


essência íntima dos objetos, o saber e a apreensão da
da face oculta. A inteligência, a lógica e o raciocínio
raciocínio ocupam o lugar dos sentidos.
a) SILOGISMO: Dedução, premissas, conclusão

Todo homem é mortal (premissa maior)


Eu sou homem (premissa menor)
Logo,
Eu sou mortal (conclusão)
b) Sofisma: argumento que parte de premissas verdadeiras.
Conclusão inadmissível. É um raciocínio falso, elaborado
com a função de enganar.

Muitas nações são capazes de governarem-se por si


mesmas; as nações capazes de governarem-se por si mesma
não devem submeter-se às leis de um governo despótico.
Logo, nenhuma nação deve submeter-se às leis de um
governo despótico.
ESTILO PORTUGAL BRASIL CARACTERÍSTICAS

1756 1768 Arte do equilíbrio e harmonia;


Cláudio Manuel da Costa: busca do racional, do verdadeiro
Arcadismo
Fundação da Arcádia Obras Poéticas e da natureza; retorno às
Lusitana. concepções de beleza do
Renascimento; poesia objetiva e
Cláudio Manuel da Costa - descritiva; aurea mediocritas: o
Gênero: poesia (poesia lírica e épica). Tomás objetivo arcádico de uma vida
Antônio Gonzaga -(Marília serena e bucólica; pastoralismo;
de Dirceu), (Cartas Chilenas) valorização da mitologia; técnica
Bocage (poesia) – Basílio da Gama (Uraguai) e da simplicidade. Literatura linear
desbocado e erótico Santa Rita Durão e regrada: inutilia truncat (cortar
(Caramuru) - (poesia épica) o inútil).
Ingres Da Vinci
Criação da Enciclopédia por Diderot;
Voltaire escreve Cândido e o otimismo;
Preferência ao racionalismo à religiosidade
cega;
Iluminismo;
Também conhecido como Neoclassicismo.
 Simplicidade de temas e linguagem;
 Contato com a natureza;
 Bucolismo (fugere urbem);
 Pastorialismo;
 Retorno do classicismo;
 Objetividade;
 Integração homem-natureza.
Cláudio Manuel da Costa: 1729-1789
Pseudônimo árcade: Glauceste
AUTORES
Satúrnio Tomás Antônio Gonzaga
Vila Rica 1744-1808 ou 1812
Obras Poéticas Nome árcade: Dirceu
Promoveu a transição entre o arcadismo e o
romantismo
Pastores, que levais ao monte o gado,
gado,
Vêde lá como andais por essa serra; • Marília de Dirceu
serra; PARTE I
Que para dar contágio a toda a terra, Lira I
terra,
Basta ver se o meu rosto magoado:
Eu, Marília, não sou algum vaqueiro,
Que viva de guardar alheio gado;
De tosco trato, d' expressões grosseiro,
Eu ando (vós me vêdes) tão pesado; Dos frios gelos, e dos sóis queimado.
Tenho próprio casal, e nele assisto;
E a pastora infiel, que me faz guerra, Dá-me vinho, legume, fruta, azeite;
guerra, Das brancas ovelhinhas tiro o leite,
É a mesma, que em seu semblante E mais as finas lãs, de que me visto.
Graças, Marília bela,
encerra Graças à minha Estrela!
A causa de um martírio tão cansado.