Você está na página 1de 5

Expressão e jogo musical adaptados ao idoso

Preparação de jogos de expressão corporal e musical adaptados ao idoso

“O principal objetivo das medidas preventivas na terceira idade nã o é reduzir as taxas de


mortalidade, mas melhorar a saú de e a qualidade de vida dos idosos, de modo que eles
tenham suas atividades menos afetadas por doenças crónicas (VERAS, 1997)”.

Os idosos têm a necessidade e o direito de


sentirem-se bem e importantes no meio em que vivem. Para isso as açõ es devem ter como
objetivo maior a integração do idoso ao seu meio, procurando mantê-lo com o máximo de
capacidade funcional e independência física e mental, na tentativa de evitar ou minimizar
as consequências das doenças cró nicas sobre o organismo.

Muitos idosos, especialmente moradores de Instituições de Longa Permanência ( ILPs),


passam grande parte do tempo ociosos, o que pode acarretar sentimentos de melancolia e
depressão.

As atividades, além de proporcionar momentos prazerosos e retirar o idoso da ociosidade,


envolvem questõ es importantes como estímulo dos mecanismos cognitivos (memó ria,
atenção, perceção, raciocínio, julgamento, criatividade), integraçã o intra e interpessoal, e
possibilita, dependendo da atividade proposta, o estímulo dos movimentos motores.
1) Quais as principais vantagens da dança para os idosos?

Fornece um nú mero de respostas favorá veis que contribuem para o envelhecimento saudá vel
e é efetiva para reduzir/prevenir um nú mero de declínios funcionais associados ao
envelhecimento como hipertensã o arterial, enfermidade coronariana, osteoporose,
reumatismos, etc. e essa dança influencia diretamente na vida do idoso na integraçã o social e
lazer desses indivíduos.

2) De que forma a dança auxilia na parte física (muscular / agilidade) depois dos 60
anos?

Os benefícios sã o enormes, mas temos que destacar que a atividade pode ser comparada a
uma caminhada, por exemplo, que melhora a condiçã o cardiorrespirató ria, diminuir o risco de
doenças cró nico-degenerativas, além de promover uma série de alteraçõ es nos sistemas
orgâ nicos. Além disso, também proporciona condicionamento físico e inú meros benefícios
psicoló gicos.

A prá tica da dança ajuda a combater a obesidade, diabetes, colesterol e pressã o alta reduzindo
o risco de doenças do coraçã o. Melhoram a flexibilidade das juntas, aumentam a resistência
dos mú sculos e a rigidez dos ossos.

3) Os benefícios da dança podem ser sentidos também nas funções cognitivas?

Claro que sim! Para a Organizaçã o Mundial de Saú de – OMS a participaçã o em atividades
físicas leves e moderadas pode retardar os declínios funcionais devidos ao envelhecimento.

É consenso entre vá rios profissionais e autores de pesquisas científicas que uma vida ativa
melhora tanto a saú de física quanto mental e contribui para o controle de desordens como a
depressã o e a demência. Existe evidência de que idosos fisicamente ativos apresentam menor
prevalência de doenças mentais do que os nã o-ativos.

A dança é a melhor opção para indivíduos da terceira idade, pois é uma atividade
realizada em grupo facilitando a integraçã o e fortalecimento das amizades, com superaçã o de
limites físicos, diminuindo assim as angú stias e incertezas que os cercam este grupo durante a
vida cotidiana e contribui para retardar o deficit cognitivo, demências e depressã o.

2
4) É comum idosos ficarem boa parte do tempo sozinhos. O que o contato interpessoal
que a dança pode representar para eles?

É o círculo de amizades diferentes e novas, o contato com as pessoas pelas quais ele nã o tinha
se relacionado antes, pois vivia apenas para a família, sã o as conversas antes e depois das
aulas, a marcaçã o de encontros extra-salã o de dança, etc.

A solidão é o maior problema enfrentado hoje pelo


idoso e uma vez isolado o idoso acelera seu processo de envelhecimento. Desta forma muitos
idosos procuram a dança de salã o como terapia.

Existe uma série de representaçõ es para eles, pois é a vivência deles, é o “novo” durante a
velhice e à s vezes as idas à s aulas de dança se tornam a vida deles, o que eles mais gostam de
fazer. O crochê e o jogo de baralho já nã o sã o boas opçõ es, agora o tempo ocioso, o momento
de descontraçã o deles é ir a aula de dança!

5) Quais são os principais cuidados, principalmente em relações às contusões, que os


idosos devem ter com a dança? Existe algum tipo de restrição?

Nã o há restriçã o nenhuma! O idoso nã o está ali para se importar se vai quebrar a perna ou
nã o, ele quer se divertir e cabe ao professor ter, obrigatoriamente, um conhecimento
especifico das limitaçõ es de cada aluno presente, pois a terceira idade é considerada um
grupo de risco onde se deve trabalhar com extrema segurança. O maior responsá vel é o
professor que deve saber como montar uma aula para idosos, cada fase com sua
particularidade e quais tipos de ritmo e intensidade utilizar em suas aulas.

Deve-se observar também o local onde está sendo praticada essa aula, se tem sala específica
para prá tica que deve ser arejada, ampla, nivelada e que tenha piso antiderrapante e barras
fixas para apoio assim como cadeiras por perto.

3
6) No caso dos idosos, qual é o número indicado de aulas por semana e qual o período
ideal de cada atividade?

Geralmente as escolas ou academias de dança de salã o dã o as opçõ es de 2 ou 3 dias semanal,


mas a frequência indicada para um idoso depende muito de sua agenda semanal, digamos. Se
esse idoso pratica outro tipo de atividade física, como nataçã o, musculaçã o ou pilates o
recomendá vel seria 2 vezes na semana com 1 hora de duraçã o, intercalando com as outras
atividades. E se esse idoso não pratica mais nenhuma atividade é recomendável 3 vezes
seguindo as orientaçõ es do professor e também deve-se observar a capacidade física deste
idoso.

A expressão corporal é a manifestação de sentimentos ou de sensações internas, tanto


quanto de conteú dos mentais, por meio de movimentos representativos ou simbó licos do
corpo.

A linguagem do nosso corpo é a comunicaçã o nã o-verbal, pois utilizamos gestos, posturas e


movimentos. Os instrumentos mais comuns da expressã o corporal sã o: o corpo, a voz, o som,
o ritmo, o gesto, a postura, o movimento, o espaço, o tempo.

Objetivos da expressão e da criatividade:

*Físicos:

Como prevençã o e manutençã o da condiçã o física;

Aquisiçã o de algumas aprendizagens técnicas;

Conhecimento das possibilidades de movimento do pró prio corpo;

Desenvolvimento da linguagem corporal;

Domínio do pró prio corpo.

*Psíquicos:

Melhora da espontaneidade e da criatividade;

Incidência de uma melhora da memó ria, capacidade de atençã o e observaçã o;

4
Melhoria da disponibilidade.

*Socio afetivos:

Melhoria das relaçõ es no grupo e da comunicaçã o;

Libertaçã o das tensõ es internas mediante o movimento criativo;

Melhoria do desenvolvimento sensorial em nível de emoçã o, de sentimentos, de


inquietaçõ es, etc.

Sugestões de Atividades:

1 - Atividade com balão: Os participantes sentados em círculo, passam, ao som de uma


mú sica, um balã o de mã o em mã o. No momento em que a mú sica pá ra a pessoa que está com o
balã o o estoura e lê uma pergunta que está escrita dentro dele.

Sugestões de perguntas: Como acha que é sua saú de? O que é ter saú de para si? O que acha
que devemos fazer para ter boa saú de? Acha que está a cuidar bem da sua saú de? Acha que a
brincadeira é uma forma de procurar cuidar da saú de? Porquê? Os temas das perguntas
podem variar conforme o objetivo. As respostas podem ser seguidas de discussõ es.

2 - Atividade com palavras e música: Escrever, em pequenos papéis, vá rias palavras. Ex:
ABRAÇO, AMOR, ROSA, VIAGEM, ESTRADA... Cada um pega um papel e apó s ler a palavra
escrita procura lembrar uma mú sica que contenha a palavra.

3 -Atividade de ritmo e palavras: Nesta atividade, o musicoterapeuta e o grupo usa palmas


ou um instrumento para fazer a marcaçã o rítmica enquanto fala: - Atençã o XXX (palmas de
todos e/ou instrumentos), Concentraçã o XXX Nã o Perca o ritmo XXX Vai começar XXX Vamos
falar XXX As frutas XXX - e assim cada um fala o nome de uma fruta sem repetir. No lugar
fruta, pode-se sugerir outras coisas como: nome de cidades, países, cantor (a)...

Você também pode gostar