Você está na página 1de 4

COLÉRICO

Profissional movido(a) por definir e alcançar metas

2. Tem uma visão ampla dos cenários

3. Organiza seu trabalho de forma minuciosa

4. Encontra soluções práticas com agilidade

5. Delega tarefas com segurança

6. Pode soar muito autoritário(a) e centralizador(a)

7. São bons diretores de empresas, gerentes, planejadores, produtores,


construtores, políticos e administradores

Cada ser humano possui um temperamento e, dentre eles, existem 4


tipos de temperamentos que são considerados principais:

 Sanguíneo;
 Fleumático;
 Colérico;
 Melancólico.

Essa divisão surgiu por volta de 400 a.C, embasada


por Hipócrates — considerado por muitos o pai da medicina.

Desde então, esse assunto tem sido objeto de estudo por muitos
psicólogos, neurocientistas e filósofos.

Achar uma definição para toda a complexidade que habita em nós,


seres humanos, não é fácil. Quando procuramos o significado de
temperamento, achamos várias definições que fazem sentido.

Então, continue lendo nosso artigo para entender mais sobre o


tema!

O que é temperamento?
Ao analisar o tipo de temperamento que mais condiz com
nossas características, tendências emocionais, humor e
personalidade, conseguimos compreender muitas coisas a nosso
respeito.

Ter esse esclarecimento influencia diretamente no modo como nos


relacionamos com o próximo e lidamos com vida.

Basicamente, temperamento é um aspecto da personalidade que


aponta as particularidades do nosso comportamento.

Trata-se de um conjunto de tendências que têm relação com  a forma


de ver o mundo, interesses, habilidades e valores mais evidentes.

Alguns autores acreditam que o temperamento pode ser observado


logo nos primeiros anos de vida e possui influência genética.

Veja mais: “Teste das cores: conheça a sua personalidade e


estado emocional”

Quais são os traços principais dos 4 tipos de


temperamentos?

Sanguíneo

Este temperamento é expansivo, otimista e impulsivo.

Extrovertidos e sensíveis, os sanguíneos são indivíduos que não


passam desapercebidos, pois são espontâneos e gostam de interagir.

Além disso, costumam fazer gestos largos e falar bem em público .

 Pontos fortes: são comunicativos, resilientes, adaptáveis e


entusiastas;
 Pontos que precisam ser trabalhados: impulsividade, falta de
atenção, superficialidade e exagero.

Fleumático

Este temperamento é sonhador, pacífico, dócil.

Os fleumáticos prezam a rotina, o silêncio e dificilmente perdem o


controle, pois costumam avaliar toda a situação antes de reagir.
Pacientes, observadores e disciplinados, preferem não manifestar
suas opiniões em público e não costumam reagir bem às críticas.

 Pontos fortes: são equilibrados e confiáveis;


 Pontos que precisam ser trabalhados: lentidão, resistência as
mudanças e indecisão.

Veja mais: “ID, ego e superego: conheça os diferentes aspectos


da personalidade”

Colérico

Este temperamento é explosivo, ambicioso e dominador.

Indivíduos coléricos são determinados e possuem grande capacidade


de planejamento, além de muita energia e impulsividade.

 Pontos fortes: determinação, habilidade de liderança e


praticidade;
 Pontos que precisam ser trabalhados: egocentrismo,
intolerância e impaciência.

Melancólico

Este temperamento é tímido, artístico e solitário.

Os melancólicos têm a sensibilidade muito aflorada e são pessoas


profundas, detalhistas e introvertidas, com certa dificuldade em expôr
seus sentimentos.

São fiéis, desconfiados e tendem a escolher profissões que possam


exercer sozinhos.

 Pontos fortes: lealdade, dedicação e sensibilidade;


 Pontos que precisam ser trabalhados: egoísmo, pessimismo
e inflexibilidade.

Neste vídeo, Rodrigo Fonseca explica com mais detalhes as características de cada
temperamento. Confira!

Temperamento não é destino


Daniel Goleman — psicólogo, escritor, PhD da Universidade de
Harvard e responsável por popularizar o conceito de Inteligência
Emocional — afirma que, embora existam pontos que determinam o
temperamento, muitos circuitos cerebrais da mente humana  são
maleáveis e podem ser modificados.

Isso significa, portanto, que temperamento não é destino.

Exercitar hábitos saudáveis e entender, controlar e canalizar nossas


emoções, é essencial para desenvolver nossa Inteligência Emocional.

Todos os seres humanos têm a possibilidade de desenvolver essa


competência!

Você também pode gostar