Você está na página 1de 2

MCTB005-13 - Análise Real I

Lista 2

1. Prove que se A ⊂ R é aberto e a ∈ A, então A \ {a} também é aberto em R.

2. (a) Seja A um subconjunto aberto de R. Prove que, para todo x ∈ R, o conjunto


x + A = {x + a : a ∈ A} é aberto em R. Mostre que se x 6= 0, então xA = {xa : a ∈ A}
também é aberto em R.
(b) Sejam A e B subconjuntos abertos de R. Prove que A + B = {a + b : a ∈ A, b ∈ B} e
AB = {ab : a ∈ A, b ∈ B} são abertos em R.

3. Prove que se X ⊂ R é não-vazio, limitado e fechado, então sup X e inf X pertencem a X.

4. Sejam A, B ⊂ R e A ⊂ P(R) com A =


6 ∅. Complete com ⊂, ⊃ ou, se for o caso, =:

int(A ∪ B) int(A) ∪ int(B)


S  S
int A∈A A A∈A int(A)
int(A ∩ B) int(A) ∩ int(B)
T  T
int A∈A A A∈A int(A)
A∪B A∪B
S S
A∈A A A∈A A
A∩B A∩B
T T
A∈A A A∈A A

5. Prove que int A = R \ (R \ A).

6. Seja S um subgrupo aditivo de R. Prove que S = S ou S = R. [Sugestão: Considere


a = inf{x ∈ S : x > 0} e analise os casos a > 0 e a = 0.]

7. Seja A ⊂ R. Dizemos que x ∈ R é ponto de fronteira de A se toda vizinhança V de x em


R satisfaz V ∩ A 6= ∅ e V ∩ (R \ A) 6= ∅. O conjunto de todos os pontos de fronteira de A
é denominado a fronteira de A em R e é denotado por ∂A. Mostre que:

(a) ∂A = A ∩ R \ A

(b) A = A \ ∂A
(c) A = A ∪ ∂A
8. Sejam X ⊂ R e a ∈ R. Prove que a ∈ X 0 se, e somente se, existe (xn ) sequência de pontos
de X tal que xn → a e xn 6= a para todo n ∈ N.

9. Sejam F um subconjunto fechado de R e x ∈ F . Prove que x é ponto isolado de F se, e


somente se, F \ {x} é fechado em R.

10. Seja X ⊂ R.

(a) Prove que X 0 é fechado em R.


(b) Prove que se X é não-vazio e tal que X = X 0 , então X é não-enumerável.

11. Obtenha uma cobertura de Q ∩ [0, 1] por abertos de R que não admite subcobertura finita.

12. (Teorema de Lindelöf) Seja X ⊂ R. Prove que toda cobertura de X por abertos de R
admite subcobertura enumerável.

13. Seja K uma famı́lia de subconjuntos compactos de R tal que a intersecção de qualquer
T
subfamı́lia finita de K é não-vazia. Prove que K 6= ∅.

14. (a) Prove que R \ Q não pode ser escrito como união enumerável de subconjuntos fechados
de R.
(b) Conclua que Q não pode ser escrito como intersecção enumerável de subconjuntos
abertos de R.

15. Dizemos que X ⊂ R é conexo se não existem A, B ⊂ R não-vazios tais que X = A ∪ B,


A ∩ B = ∅ e A ∩ B = ∅. Prove que X ⊂ R é conexo se, e somente se, é um intervalo.
Note, em particular, que R é conexo. Conclua que os únicos subconjuntos de R que são
simultaneamente abertos e fechados são R e ∅.