Você está na página 1de 49

CIRCUITOS

TRIFÁSICOS

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


Objetivos do Tema

 Conhecer as características de um circuito


trifásico balanceado;

 Conhecer as conexões básicas dos circuitos


trifásicos em Y e em ∆;

 Saber como calcular as correntes e tensões no


circuito trifásico balanceado.

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


Introdução
 Nesta parte do nosso curso de circuitos elétricos II estudaremos os
circuitos polifásicos ou, mais especificamente, circuitos trifásicos;

 É mais vantajoso e econômico gerar e transmitir energia elétrica no


modo polifásico do que em sistemas monofásicos;

 No Brasil e nos USA, a frequência do sistema elétrico é 60Hz,


enquanto em outros países é usado 50Hz;

 A transmissão de energia é mais eficiente em alta tensão. Como esta é


bem mais alta se comparada ao nível que é usada, existe a
necessidade de aumentá-la ou diminuí-la. Isto é feito usando trafos
em sistemas ac.
Prof. M.Sc. Raimundo Junior
Introdução

Ruas da cidade de New York em


1890. Além das linhas de
telégrafo, múltiplas linhas
elétricas foram exigidas para cada
tipo de carga, que trabalhavam a
diferentes níveis de tensões.

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


Introdução

Porque usar um
Sistema Trifásico?

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


Introdução
 Um gerador trifásico aproveita melhor o espaço físico, resultando em
um gerador de tamanho reduzido e mais barato, comparado com os
geradores monofásicos de igual potência;

 Um sistema monofásico precisa de dois condutores; e um sistema


trifásico (perfeitamente balanceado) precisa de três condutores, porém
conduz três vezes mais potência;

 Duas alternativas de distribuição: monofásico e trifásico, permitindo o


fornecimento a consumidores domiciliares e industriais;

 Os motores trifásicos são superiores aos motores monofásicos em


rendimento, tamanho, fator de potência e capacidade de sobrecarga.
Prof. M.Sc. Raimundo Junior
Sistema Polifásico

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


Circuitos Trifásicos

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


Fonte de Tensão 3ø
B
Eixo magnético do
 enrolamento de armadura
Caminho
de fluxo c 0 π 2π 
-b

-a e ea eb ec
a
Enrolamento de
armadura 0 t
b
-c Estator

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


Circuitos Trifásicos
São aqueles em que o conjunto de alimentação é um sistema
de 3 fases.

Se as 3 tensões senoidais tiverem a mesma magnitude e frequência e cada tensão estiver


120º fora da fase com outras duas, diz-se que as tensões estão em equilíbrio.

Se as correntes na carga também estiverem em equilíbrio, o circuito inteiro é


chamado de circuito trifásico em equilíbrio.
Prof. M.Sc. Raimundo Junior
CONCEITOS BÁSICOS

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


CONCEITOS BÁSICOS

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


CONCEITOS BÁSICOS
As tensões fasoriais podem ser escritas no domínio do tempo
como:

As tensões fasoriais podem ser escritas no domínio do tempo


como:

Se a carga está em equilíbrio, as correntes produzidas pelas


fontes são:

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


CONCEITOS BÁSICOS
Denomina-se Fase cada um dos elementos ou dispositivos que
descrevem ou pertencem a cada um dos ramos que
compreendem o circuito polifásico.

O neutro corresponde ao condutor de retorno das fases.


Sequência de Fase
 A sequência em que as tensões de fases atingem seu valor máximo
denomina-se sequência de fase.

Sequência de Fase (+) Sequência de Fase (-)


e ea eb ec ea ec eb

0 t 0 t

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


Sistema Simétrico
 Um sistema polifásico é dito simétrico quando apresenta a mesma
amplitude em todas as fases e todos os defasamentos iguais.

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


EXERCÍCIO 01
EXERCÍCIO 01
CONEXÕES TRIFÁSICAS
Uma propriedade importante do conjunto de tensão em equilíbrio
é que:

Do ponto de vista do usuário que conecta uma carga à fonte de tensão


trifásica em equilíbrio, não importa saber como as tensões são geradas.

É importante notar, no entanto, que se as correntes da carga geradas pela


conexão de uma carga à fonte estão também em equilíbrio, existem duas
conexões possíveis equivalentes para a carga.

A carga equivalente pode ser considerada como tendo sido conectada em


uma configuração Y ou em ∆.
Prof. M.Sc. Raimundo Junior
CONEXÕES TRIFÁSICAS
Conexão em Y

Conexão em ∆

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


CONFIGURAÇÕES EM SISTEMAS 3Φ EQUILIBRADOS

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


Tensão de Fase e de Linha
 Tensão de fase corresponde à diferença de potencial existente entre cada
uma das fases e o neutro (ou a referência de tensão). Tensão de Linha
corresponde à diferença de potencial entre os condutores das linhas que
conectam à carga.

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


RELAÇÃO ENTRE OS VALORES DE FASE E DE LINHA

 Tensão de fase – tensão medida em cada um dos ramos


monofásicos de um sistema trifásico.

Ligação em Estrela Ligação em Triângulo


A A
VAB IA VAB IA
VAN Z A IAB ICA
VCN Z AB Z CA
Z B N

IB IB IBC


B VBN Z C B
VCA VBC IC 
VCA VBC IC Z BC
C C

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


RELAÇÃO ENTRE OS VALORES DE FASE E DE LINHA
 Tensão de linha – tensão medida entre dois condutores
terminais de fase.
Ligação em Estrela Ligação em Triângulo
A A
VAB IA VAB IA
VAN Z A IAB ICA
VCN Z AB Z CA
Z B N

IB IB IBC


B VBN Z C B
VCA VBC IC 
VCA VBC IC Z BC
C C

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


Corrente de Fase e de Linha
 Corrente de fase (Iø) corresponde à corrente que percorre as fases que constituem os
dispositivos polifásicos de geração ou de carga.
 Corrente de linha (IL) corresponde à corrente que percorre as linhas que conectam os
dispositivos polifásicos ao restante dos circuitos.

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


RELAÇÃO ENTRE OS VALORES DE FASE E DE LINHA
 Corrente de fase – corrente que percorre cada ramo
monofásico de um sistema trifásico.

Ligação em Estrela Ligação em Triângulo


A A
VAB IA VAB IA
VAN Z A IAB ICA
VCN Z AB Z CA
Z B N

IB IB IBC


B VBN Z C B
VCA VBC IC 
VCA VBC IC Z BC
C C

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


RELAÇÃO ENTRE OS VALORES DE FASE E DE LINHA
 Corrente de linha – corrente que percorre por cada condutor
de linha.
Ligação em Estrela Ligação em Triângulo
A A
VAB IA VAB IA
VAN Z A IAB ICA
VCN Z AB Z CA
Z B N

IB IB IBC


B VBN Z C B
VCA VBC IC  
VCA VBC IC Z BC
C C

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


Resumindo....

 Em uma ligação em estrela, as correntes de fase


coincidem com as correntes de linha.
 Em uma ligação em triângulo, as tensões de fase
coincidem com as tensões de linha.
O GERADOR TRIFÁSICO Y
 Quando os três terminais N da figura abaixo estão ligados entre si, o gerador é chamado de
gerador trifásico tipo Y.

 Quando não existe nenhum condutor ligando


o neutro à carga, o sistema é chamado de
gerador trifásico tipo Y de 3 fios.

 Quando existe um condutor ligando o


neutro à carga, o sistema é chamado de
gerador trifásico tipo Y de 4 fios.

 Nos geradores tipo Y a corrente de linha é


I L  Ig
igual à corrente de fase:

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


O GERADOR TRIFÁSICO Y

EL  3E

 Além disso, o ângulo de fase entre qualquer tensão de linha e a tensão de fase mais
próxima é 30˚.

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


GERADOR TIPO Y LIGADO A CARGA TIPO Y
 Quando uma carga tipo Y é ligada a um gerador tipo Y, o sistema é
chamado Y-Y.

 Quando a carga é equilibrada, o fio que liga o neutro do gerador ao


neutro da carga pode ser removido sem que o circuito seja afetado. Isso
ocorre porque se: Z1  Z 2  Z 3  I N  0

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


GERADOR TIPO Y LIGADO A CARGA TIPO Y
Corrente de Linha

Corrente de Fase do Gerador Corrente de Fase da Carga


Tensão de Linha

Tensão de Fase do Gerador

Tensão de Fase da Carga

I L  Ig  IL  As 3 correntes de fase do gerador são iguais às 3 correntes de fase


da carga.

V  E  Como o neutro do gerador e o neutro da carga estão interligados por um


fio, as 3 tensões de fase do gerador também são iguais às 3 tensões de fase
V da carga. Mesmo que esta não seja equilibrada.
I L   As 3 correntes de fase são iguais se a carga for equilibrada e diferentes se
Z não for.
Prof. M.Sc. Raimundo Junior
EXERCÍCIO 02
A sequência de fases do gerador tipo Y abaixo é ABC.

a) Determine os ângulos de fase ;

b) Determine os módulos das tensões de linha;

c) Determine as correntes de linha;

d) Verifique que, como a carga é balanceada, In=0.


EXERCÍCIO 02
a) Determine os ângulos de fase.

b) Determine os módulos das tensões de linha:

c) Determine as correntes de linha;


EXERCÍCIO 02
d) Verifique que, como a carga é balanceada, In=0.
EXERCÍCIO 02
Uma carga Y equilibrada com uma resistência de 10Ω por fase é
ligada a um gerador trifásico tipo Y de quatro fios com uma
tensão de linha de 208V. Desenhe o circuito e calcule o módulo:

a) da tensão de fase do gerador;

b) da tensão de fase da carga;

c) da corrente de fase da carga;

d) da corrente linha.

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


GERADOR TIPO Y LIGADO A CARGA TIPO Y
 É importante notar que embora tenhamos um sistema trifásico
composto de 3 fontes e de 3 cargas, podemos analisar somente uma
fase e usar a sequência de fase para obter as tensões e correntes nas
outras fases. Isto é obviamente, um resultado direto da condição de
equilíbrio;

 Podemos ter ainda impedâncias presentes na linha; no entanto,


contato que o sistema permaneça em equilíbrio, precisamos analisar
somente uma fase;

 Se as impedâncias de linha nas linhas a, b e c forem iguais, o sistema


estará em equilíbrio.

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


EXERCÍCIO 03
A three-phase wye-connected load is supplied by an abc-sequence
balanced three-phase wye-connected source with a phase voltage of
120 V rms. If the line impedance and load impedance per phase are 1
+ j 1 Ω and 20 + j10 Ω. respectively. we wish to determine the value
of the line currents and the load voltages.
O SISTEMA TIPO Y-∆
 São sistemas que possuem gerador tipo Y e carga tipo ∆, onde não existe o quarto fio.
Qualquer mudança na impedância de uma das fases que desequilibre o sistema faz com
que as correntes de linha sejam diferentes.

 No caso de sistemas equilibrados: Z1  Z 2  Z 3

 As tensões de fase da carga são iguais às tensões de linha do gerador, mesmo


que a carga não seja equilibrada: V  EL
Prof. M.Sc. Raimundo Junior
O SISTEMA TIPO Y-∆
 A relação entre as correntes de linha e as correntes de fase em uma carga tipo ∆
é a seguinte:
IL  3I 

 O ângulo de fase entre a corrente de linha e a corrente de fase mais próxima é 30˚.

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


EXERCÍCIO 04
Para o sistema trifásico abaixo:

a) Determine os ângulos de fase;

b) Determine as correntes de fase da carga;

c) Determine o módulo das correntes de linha;


EXERCÍCIO 04
O GERADOR TRIFÁSICO – TIPO ∆
 Quando os enrolamentos do gerador da figura (a) são ligados como
da figura (b), o sistema é chamado gerador trifásico tipo ∆.

 Neste sistema, as tensões de fase e de linha são equivalentes e têm o


mesmo valor que as tensões induzidas nos enrolamentos do gerador.
EL  Eg
Prof. M.Sc. Raimundo Junior
O GERADOR TRIFÁSICO – TIPO ∆
 Ao contrário do sistema tipo Y, no qual estão disponíveis dois
valores de tensão (a de linha e a de fase), nos sistemas tipo ∆,
apenas um valor de tensão pode ser utilizado.

 Ao contrário do sistema tipo Y,


a corrente de linha dos
geradores tipo ∆ não é igual à
corrente de fase.

I BA  I Aa  I AC

Prof. M.Sc. Raimundo Junior 44


O GERADOR TRIFÁSICO – TIPO ∆

 O ângulo de fase entre a corrente


de linha e a corrente de fase
mais próxima é 30˚.

IL  3I 

 A soma fasorial das correntes de linha e a soma fasorial das correntes de fase
de um gerador tipo ∆ ligado a uma carga equilibrada é nula.

Prof. M.Sc. Raimundo Junior


EXERCÍCIO 05
Para o sistema trifásico abaixo:

a) Determine os ângulos de fase  2 e  3 para a sequência especificada;

b) Determine as correntes de fase da carga;

c) Determine o módulo das correntes de linha;


EXERCÍCIO 05
a) Determine os ângulos de fase.

b) Determine as correntes de fase da carga;

c) Determine as correntes de linha;


EXERCÍCIO 06
O SISTEMA TIPO ∆-Y
Para o sistema trifásico abaixo:
a) Determine as tensões de fase da carga;

b) Determine o módulo das tensões de linha;


EXERCÍCIO 06
a) Determine as tensões de fase da carga;

b) Determine as tensões de linha;

Você também pode gostar