Você está na página 1de 4

Diário Oficial Edição

Extraordinária
Estado do Poder Imprensa Seção
Amapá Executivo Oficial 01
Ano 2020 • Nº 7.168 Sexta-feira, 15 de Maio de 2020
https://diofe.portal.ap.gov.br

Seção 1 Autarquias Estaduais e Órgãos Vinculados


Poder Executivo
Agência Amapá: Tânia Maria do Socorro Barroso Miranda Sousa

Antônio Waldez Góes da Silva SIAC-Super Fácil: Luzia Brito Grunho


EAP: Jorielson Brito Nascimento
Governador
IAPEN: Lucivaldo Monteiro da Costa
Jaime Domingues Nunes
DETRAN: Inácio Monteiro Maciel
Vice-Governador
DIAGRO: Alvaro Renato Cavalcante da Silva
HEMOAP: Ruimarisa Pena Martins
Secretarias Extraordinárias
IEPA: Jorge Elson Silva de Souza
IPEM: Neiva Lucia da Costa Nunes
Secretaria E. em Brasília: Lilia Suely Amoras Collares de Souza
JUCAP: Gilberto Laurinho
Secretaria E. dos Povos Indígenas: Eclemilda Macial Silva
PROCON: Eliton Chaves Franco
Secretaria E.. de Pol. para a Juven.: Pedro Lourenço da Costa Neto PRODAP: José Lutiano Costa da Silva
Secretaria E. de Políticas para Mulheres: Renata Apóstolo Santana RDM: Roberto Coelho do Nascimento
Secretaria E.. de Políticas para os Povos Afrodescendentes: Aluizo da S. de Carvalho RURAP: Hugo Tibiriçá Paranhos Cunha
UEAP: Kátia Paulino do Santos
Órgãos Estratégicos de Execução ARSAP: Gabriela Taís Bristo da Silva
CREAP: Amaury Barros Silva
Gabinete do Governador: Marcelo Ignácio da Roza Amapá Terras: Julhiano Cesar Avelar
Gabinete de Segurança Institucional: Ten. Cel. QOPMC Cláudio Braga Barbosa SVS: Dorinaldo Barbosa Malafaia
Controladoria Geral: Joel Nogueira Rodrigues
Procuradoria Geral: Narson de Sá Galeno Empresa Pública
Polícia Militar: Cel. QOPMC José Paulo Matias dos Santos
Polícia Civil: Antonio Uberlândio Azevedo Gomes AFAP: Francisco de Assis Souza Costa
Corpo de Bombeiro: Cel. BM. Wagner Coelho Pereira
Polícia Técnico-Científica: Salatiel Guimarães Serviço Social Autonomo

AMPREV: Rubens Belnimeque de Souza

Seção 2 Fundações Estaduais


Secretarias de Estado
FAPEAP: Mary de Fátima Guedes dos Santos

Administração: Suelem Amoras Távora Furtado FCRIA: Andreza Melo de Lima


Desenvolvimento Rural: José Renato Ribeiro
Cultura: Evandro Costa Milhomen Sociedades de Economia Mista
Comunicação: Gilberto Ubaiara Rodrigues
Ciência e Tecnologia: Rafael Pontes Lima CAESA: Valdinei Santana Amanajás
Desporto e Lazer: José Rudney Cunha Nunes CEA: Rodolfo Fernandes da Silva Torres
Educação: Maria Goreth da Silva e Sousa GASAP: Anízio dos Santos Freitas
Fazenda: Josenildo Santos Abrantes
Infraestrutura: Alcir Figueira Matos
Meio Ambiente: Robério Aleixo Anselmo Nobre
Planejamento: Eduardo Corrêa Tavares Seção 3
Desenvolvimento das Cidades: Antônio Pinheiro Teles Júnior Prefeituras, Órgãos Municipais e Particulares
Saúde: Juan Mendes da Silva
Segurança: CEL PM RR José Carlos Corrêa de Souza MP: Ivana Lúcia Franco Cei
Transporte: Benedito Arisvaldo Souza Conceição ALAP: Kaká Barbosa
Trabalho e Empreendedorismo: Karla Marcella Fernandes Chesca TJAP: João Guilherme Lages
Turismo: Rosa Janaína de Lacerda Marcelino Abdon DPE-AP: Diogo Brito Grunho
Mobilização Social: Alba Nize Colares Caldas TCE: Michel Houat Harb.

1 de 4
Diário Oficial • Nº 7.168 Seção 01 Sexta-feira, 15 de Maio de 2020

objetivo o enfrentamento da pandemia do Coronavírus,


Gabinete do Governador autorizando-se o recolhimento nas sedes ou locais
de armazenamento dos fabricantes, distribuidores e
DECRETO Nº 1725 DE 15 DE MAIO DE 2020 varejistas.

Determina a requisição administrativa de bens, em razão § 1º Fica o proprietário dos bens obrigado a tolerar a entrada
da necessidade de enfrentamento da emergência de de servidores públicos em quaisquer dependências de
saúde pública de importância internacional decorrente do seu estabelecimento, a partir do recebimento da ordem
Coronavírus. de requisição.

O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAPÁ, usando § 2º Deverá ser instaurada abertura de processo


das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 11, inciso administrativo de requisição.
II e art. 119, inciso VIII, da Constituição Estadual, e em
face do disposto no inciso XXV, do art. 5º, da Constituição Art. 2º A requisição vigerá enquanto perdurarem os
Federal, no inciso XIII, do art. 15, da Lei Federal nº 8.080, efeitos da situação de emergência de saúde pública de
de 19 de setembro de 1990, e no inciso VII, do art. 3º, da importância internacional decorrente do Coronavírus.
Lei Federal nº 13.979, de 06 de fevereiro de 2020, e
§ 1º A requisição de quaisquer bens móveis ou imóveis
Considerando a classificação pela Organização Mundial independerá da celebração de contratos administrativos.
de Saúde, no dia 11 de março de 2020, como pandemia
do novo Coronavírus; § 2º O recolhimento dos objetos poderá ser acompanhado
pelo Corpo de Bombeiros Militar e Superintendência de
Considerando o teor do Decreto nº 1.413/2020, que Vigilância em Saúde do Amapá, caso solicitado pela
declara estado de calamidade pública, para os fins do art. autoridade requisitante.
65, da Lei complementar nº 101, de 04 de maio de 2000,
em razão da grave crise de saúde pública decorrente da § 3º Deverá ser emitida ordem de requisição por Portaria
pandemia da COVID-19 (novo Coronavírus); da Secretaria de Estado da Saúde, constando os
fundamentos para o ato, as informações do local e do
Considerando, ainda, que a situação demanda o proprietário e os objetos requisitados.
emprego urgente de medidas de prevenção, controle e
contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública, a § 4º O ato de requisição deverá ser lavrado em termo
fim de evitar a disseminação da doença, e o exposto no circunstanciado, detalhando-se o local, bens e data da
Parecer Jurídico nº 22/2020 – PAS/PGE/SESA, requisição.
D E C R E T A:
§ 5º Havendo resistência infundada do proprietário dos
Art. 1º Fica determinada a requisição administrativa de bens, fica desde já autorizada a imissão imediata na
medicamentos, insumos, equipamentos de proteção posse pelas forças de segurança pública, observada a
individual - EPIs, quais sejam, máscaras cirúrgicas, moderação no emprego da força e a proporcionalidade
máscaras de proteção, luvas de procedimento, aventais dos meios para evitar danos desnecessários à propriedade
hospitalares e óculos de proteção, e, ainda, bens móveis requisitada no presente ato de requisição, sem prejuízo
ou imóveis, antissépticos para higienização, tendo como de outras medidas previstas em lei.

ESTADO DO AMAPÁ ACOMPANHE AS PUBLICAÇÕES


NÚCLEO DE IMPRENSA OFICIAL ATRAVÉS DO PORTAL:

Mauryane Pacheco Cardoso https://diofe.portal.ap.gov.br/


Gerente de Núcleo de Imprensa Oficial
Contato:
Vinicius Luiz Bastos de Carvalho Email: diofe@sead.ap.gov.br PREÇOS DE PUBLICAÇÕES
Chefe de Unidade de Produção Centímetro Composto em Lauda Padrão R$ 5,50
Editoração e Revisão Horários De Atendimento
DAS 08:00 ás 12:00 horas Página Exclusiva R$ 430,00
Raimundo Nazaré T. Ferreira DAS 14:00 ás 18 horas
Proclama de Casamento R$ 50,00
Chefe de Unidade de Administração
Sede: Rua:Paraná, 311
Membro da ABIO - Associação Brasileira Bairro Santa Rita Macapá-AP Ao NIO reserva-se o direito de recusar a publicação de
de Imprensas Oficiais CEP: 68901-260 matérias apresentadas em desacordo com suas normas.

2 de 4
Diário Oficial • Nº 7.168 Seção 01 Sexta-feira, 15 de Maio de 2020

§ 6º A Portaria referida no § 3º deste artigo deverá ser pessoas, com adoção de normas de isolamento social
publicada posteriormente no Diário Oficial do Estado. rígido (lockdown) em todo o território do Estado do Amapá,
em razão do aumento de casos de contaminação do novo
Art. 3º Os servidores responsáveis pela guarda e depósito, Coronavírus - COVID-19.
zelarão pela ordem e segurança dos bens, enquanto
perdurar a requisição e obedecidas as normas sanitárias Art. 2º Fica proibida, em todo o território do Estado do
vigentes de transporte, manejo e guarda. Amapá, a circulação de pessoas em qualquer espécie de
logradouro público ou de circulação comum de pessoas,
Parágrafo único. A Superintendência de Vigilância em salvo por motivo de força maior, justificada nos seguintes
Saúde poderá, desde que autorizada pela Secretaria casos:
de Estado da Saúde, transportar e guardar os objetos
requisitados. I - para aquisição de gêneros alimentícios, medicamentos,
produtos médico-hospitalares, produtos de limpeza e
Art. 4º Implementada a requisição administrativa, a higiene pessoal;
Secretaria de Estado da Saúde realizará inventário e
avaliação de todos os bens, no prazo de 10 (dez) dias, II - para o comparecimento, próprio ou de uma pessoa
prorrogáveis, contados da apropriação destes. como acompanhante, a consultas ou realização de
exames médico-hospitalares, nos casos de problemas de
Art. 5º A Secretaria de Estado da Saúde ficará encarregada saúde;
de fazer a distribuição entre os locais que necessitam dos
bens requisitados. III - para realização de operações de saque e depósito de
numerário;
Art. 6º Portaria do Secretário de Estado da Saúde poderá
editar normas complementares, se necessário. IV - para a realização de trabalho, nos serviços e atividades
consideradas essenciais, nos termos da legislação em
Art. 7º A indenização devida pelo Estado do Amapá, em vigor;
decorrência desta requisição, será quantificada e quitada,
na forma do inciso XXV do art. 5º, da Constituição Federal V – para obtenção ou recebimento de qualquer dos
e do inciso VII, do art. 3º, da Lei Federal nº 13.979, de 06 auxílios concedidos pelo poder público, seja em espécie
de fevereiro de 2020. ou através de bens de consumo.

Art. 8º Este Decreto entra em vigor na data de sua § 1° Nos casos permitidos de circulação de pessoas é
publicação. obrigatório o uso de máscara e cumprimento das demais
regras previstas na legislação em vigor.
ANTÔNIO WALDEZ GÓES DA SILVA
Governador § 2º A circulação de pessoas com febre, falta de ar, tosse,
dor no corpo ou qualquer outro sintoma da COVID-19,
HASH: 2020-0515-0003-2408 somente é permitida para os fins estabelecidos no inciso
II do caput deste artigo, assistida, preferencialmente por
uma única pessoa.
DECRETO Nº 1726 DE 15 DE MAIO DE 2020
§ 3º A circulação de pessoas nos casos permitidos
Dispõe sobre a intensificação das medidas de restrição deverá ser devidamente comprovada, inclusive com a
à locomoção ou circulação de pessoas, com adoção de apresentação de documento de identificação oficial com
normas de isolamento social rígido (lockdown) em todo foto, receitas médicas, cupons fiscais e outros documentos
o território do Estado do Amapá, visando à contenção do probatórios.
avanço da pandemia do novo Coronavírus - COVID-19, e
dá outras providências. § 4° Na hipótese do inciso IV do caput deste artigo, a
comprovação deverá ser por documento de identidade
O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAPÁ, usando funcional/laboral ou outro meio de prova idôneo.
das atribuições que lhe são conferidas pelo inciso II, do
art. 11, inciso VIII, do art. 119, da Constituição do Estado Art. 3° Fica proibida toda e qualquer reunião, pública ou
do Amapá, c/c o inciso II, do art. 23 e inciso XII, do art. 24, privada, inclusive de pessoas da mesma família que não
da Constituição Federal de 1988, coabitem, independente do número de pessoas.

D E C R E T A: § 1° Incluem-se no disposto no caput deste artigo as


atividades religiosas que devem ser realizadas de modo
Art. 1º Este Decreto dispõe sobre a intensificação das remoto e com observância aos limites previstos na
medidas de restrição à locomoção ou circulação de legislação em vigor.

3 de 4
Diário Oficial • Nº 7.168 Seção 01 Sexta-feira, 15 de Maio de 2020

§ 2° Ficam proibidas visitas em casas e prédios, exceto públicos, inclusive autoridades sanitárias, autorizados
pelos seus residentes ou por pessoas que estejam a realizar bloqueio de locais de circulação pública de
desempenhando atividade ou serviço essencial. pessoas e/ou veículos, a fim de garantir o cumprimento
de todas as medidas de combate à pandemia do novo
§ 3° As restrições de circulação de pessoas previstas Coronavírus (Covid-19) previstas neste Decreto e na
neste Decreto, também são aplicáveis em condomínios, legislação em vigor.
residenciais ou loteamentos fechados com portaria, sendo
vedada a circulação de pessoas sem as justificativas
Art. 8° Todos os órgãos de segurança pública, trânsito
previstas neste Decreto.
e/ou fiscalização, de todos os Municípios do Estado,
§ 4° A vedação contida no caput deste artigo não alcança poderão atuar de forma conjunta, em cooperação com os
as reuniões realizadas pelos agentes públicos no objetivo órgãos da administração pública estadual.
de satisfazer o interesse público.
Art. 9º Aplicar-se-á o ato normativo municipal que possuir
Art. 4° Os estabelecimentos autorizados a funcionar, regras mais restritivas que as constantes deste Decreto.
que desempenhem serviço ou atividade essencial, são
obrigados a cumprir todas as regras de segurança já Art. 10. Toda a Legislação Estadual que versa sobre
previstas na legislação em vigor. medidas relativas ao combate ao novo Coronavírus
permanece em vigor, devendo ser aplicada naquilo que
Art. 5º Durante a vigência deste Decreto e em todo o for compatível com as atuais medidas excepcionais.
território do Estado do Amapá, a circulação de veículos
será permitida apenas na forma de rodízio, onde nos dias Art.11. Fica prorrogada a vigência e todos os efeitos do
do mês que forem par, será permitido o trânsito de veículo Decreto Estadual nº 1497, de 03 de abril de 2020, alterado
cujo último número de sua placa for par ou cujo veículo pelos Decretos Estaduais nº 1.539, de 18 de abril de 2020
ainda não esteja devidamente emplacado, e nos dias do e nº 1.616, de 03 de maio de 2020, até a data de 28 de
maio de 2020.
mês que forem ímpar, será permitido o trânsito de veículo
cujo último número da sua placa for ímpar.
Art. 12. O Decreto Estadual n° 1.497, de 03 de abril de
2020, alterado pelos Decretos Estaduais nº 1.539, de 18
Parágrafo único. A restrição prevista no caput deste artigo
de abril de 2020 e nº 1.616, de 03 de maio de 2020, passa
não se aplica aos veículos oficiais, de transporte público,
a vigorar com as seguintes alterações em sua redação:
da imprensa ou que estejam prestando os serviços
essenciais autorizados a funcionar pela legislação em “Art. 1º Ficam suspensas, a contar de 19 de maio de
vigor. 2020, até a data de 28 de maio de 2020, em todo o
território do Estado do Amapá, as atividades e eventos
Art. 6º Ficam os órgãos e entidades componentes do nos estabelecimentos e locais que indica:
Sistema Integrado de Segurança Pública e Defesa Social,
bem como aqueles responsáveis pela fiscalização dos (...)”
serviços públicos ou de controle sanitário, autorizados a
aplicar as sanções pecuniárias na forma estabelecida em “Art. 2° Não se incluem na suspensão prevista neste
Decreto pelos Municípios. Decreto os estabelecimentos médicos, psicológicos,
hospitalares, laboratórios de análises clínicas,
§ 1º Será cabível o embargo ou interdição de farmacêuticos, farmácias de manipulação, clínicas de
estabelecimentos, em caso de reincidência ou fisioterapia, de vacinação humana, clínicas odontológicas
recalcitrância em não cumprir as recomendações e em caráter emergencial e escritórios de advocacia.”
determinações das autoridades públicas fiscalizadoras.
Art. 13. Este Decreto entra em vigor no dia 19 de maio de
§ 2º Os agentes de segurança devem auxiliar o cidadão à 2020, com vigência até o dia 28 de maio de 2020.
correta compreensão das normas em vigor.
ANTÔNIO WALDEZ GÓES DA SILVA
Art. 7º Ficam os órgãos e entidades componentes do Governador
Sistema de Segurança Pública e Defesa Social, bem
como aqueles responsáveis pela fiscalização dos serviços HASH: 2020-0515-0003-2409

Cód. verificador: 13711678. Cód. CRC: 2EF144D


Documento assinado eletronicamente por MAURYANE PACHECO CARDOSO em 15/05/2020 20:01, conforme
decreto nº 0829/2018. A autenticidade do documento pode ser conferida no site:
https://sigdoc.ap.gov.br/autenticador

4 de 4