Você está na página 1de 31

SIMULADO PROJETO MEDICINA

27/08/2020

45 QUESTÕES

LINGUAGENS E HUMANAS

1- Na sociologia e na literatura, o brasileiro foi por vezes tratado como cordial e hospitaleiro,
mas não é isso o que acontece nas redes sociais: a democracia racial apregoada por Gilberto
Freyre passa ao largo do que acontece diariamente nas comunidades virtuais do país.
Levantamento inédito realizado pelo projeto Comunica que Muda […] mostra em números a
intolerância do internauta tupiniquim. Entre abril e junho, um algoritmo vasculhou plataformas
[…] atrás de mensagens e textos sobre temas sensíveis, como racismo, posicionamento político e
homofobia. Foram identificadas 393 284 menções, sendo 84% delas com abordagem negativa,
de exposição do preconceito e da discriminação.

Ao abordar a postura do internauta brasileiro mapeada por meio de uma pesquisa em plataformas
virtuais, o texto

a) minimiza o alcance da comunicação digital.


b) refuta ideias preconcebidas sobre o brasileiro.
c) relativiza responsabilidades sobre a noção de respeito.
d) exemplifica conceitos contidos na literatura e na sociologia.
e) expõe a ineficácia dos estudos para alterar tal comportamento.
2- O amor cortês foi um gênero praticado desde os trovadores medievais europeus. Nele a devoção
masculina por uma figura feminina inacessível foi uma atitude constante. A opção cujos versos
confirmam o exposto é:

a) Eras na vida a pomba predileta

(...) Eras o idílio de um amor sublime.

Eras a glória, - a inspiração, - a pátria,

O porvir de teu pai!

b) Carnais, sejam carnais tantos desejos,

Carnais sejam carnais tantos anseios,

Palpitações e frêmitos e enleios

Das harpas da emoção tantos arpejos...

c) Quando em meu peito rebentar-se a fibra,

Que o espírito enlaça à dor vivente,

Não derramem por mim nenhuma lágrima

Em pálpebra demente.

d) Em teu louvor, Senhora, estes meus versos

E a minha Alma aos teus pés para cantar-te,

E os meus olhos mortais, em dor imersos,

Para seguir-lhe o vulto em toda a parte.

e) Que pode uma criatura senão,

entre criaturas, amar?

amar e esquecer

amar e malamar,

amar, desamar, amar?


3- Leia a tirinha abaixo e responda:

A internet proporcionou o surgimento de novos paradigmas sociais e impulsionou a modificação de


outros já estabelecidos nas esferas da comunicação e da informação. A principal consequência
criticada na tirinha sobre esse processo é a

a) criação de memes.
b) ampliação da blogosfera.
c) supremacia das ideias cibernéticas.
d) comercialização de pontos de vista.
e) banalização do comércio eletrônico

4- Vó Clarissa deixou cair os talheres no prato, fazendo a porcelana estalar. Joaquim, meu primo,
continuava com o queixo suspenso, batendo com o garfo nos lábios, esperando a resposta. Beatriz
ecoou a palavra como pergunta, “o que é lésbica?”. Eu fiquei muda. Joaquim sabia sobre mim e me
entregaria para a vó e, mais tarde, para toda a família. Senti um calor letal subir pelo meu pescoço e
me doer atrás das orelhas. Previ a cena: vó, a senhora é lésbica? Porque a Joana é. A vergonha
estava na minha cara e me denunciava antes mesmo da delação. Apertei os olhos e contraí o peito,
esperando o tiro.

[…] Pensei na naturalidade com que Taís e eu levávamos a nossa história. Pensei na minha
insegurança de contar isso à minha família, pensei em todos os colegas e professores que já sabiam,
fechei os olhos e vi a boca da minha vó e a boca da tia Carolina se tocando, apesar de todos os
impedimentos. Eu quis saber mais, eu quis saber tudo, mas não consegui perguntar.

A situação narrada revela uma tensão fundamentada na perspectiva do

a) conflito com os interesses de poder.


b) silêncio em nome do equilíbrio familiar.
c) medo instaurado pelas ameaças de punição.
d) choque imposto pela distância entre as gerações.
e) apego aos protocolos de conduta segundo os gêneros.
5- Leia o texto para responder a questão.

Vem um Sapateiro com seu avental e carregado de formas, chega ao batel1 infernal, e diz:

Hou da barca!

Diabo – Quem vem aí?

Santo sapateiro honrado,

como vens tão carregado?

Sapateiro – Mandaram-me vir assi...

Mas para onde é a viagem?

Diabo – Para a terra dos danados.

Sapateiro – Pois digo-te que não quero!

Diabo – Que te pese, hás de ir, si, si!

O texto transcrito de Gil Vicente assume caráter

a) moralizante, uma vez que traz explícita crítica aos costumes do personagem.

b) educativo, pois o personagem reconhece seu erro e, ao final, é perdoado.

c) humorístico, com intenção de entreter mais do que condenar comportamentos.

d) doutrinário, considerando a devoção do personagem à religião quando em vida.

e) edificante, já que o comportamento do personagem se torna exemplo a seguir.


6- O Humanismo foi um movimento com desdobramentos filosóficos, políticos, culturais e
artísticos. Sobre o Humanismo, é INCORRETO afirmar que:

a) Durante a Renascença se inspirou nos conhecimentos da antiga civilização Greco-romana;

b) Valorizava o saber crítico voltado para um maior conhecimento do homem e uma cultura capaz
de desenvolver as potencialidades da condição humana.

c) Difundiu ideias que se opunham ao teocentrismo reinante, compreendendo o Homem como


maior obra divina.

d) Defendia a capacidade humana de criação e transformação da realidade natural e social,


reafirmando a ideia de livre-arbítrio.

e) Defendia a necessidade da intervenção religiosa em todas as áreas da vida humana a fim de


promover o progresso e a unidade dos espíritos e indivíduos.

7-

O consumidor do século XXI, chamado de novo consumidor social, tende a se comportar de modo
diferente do consumidor tradicional. Pela associação das características apresentadas no diagrama,
infere-se que esse novo consumidor sofre influência da

a) cultura do comércio eletrônico.


b) busca constante pelo menor preço.
c) divulgação de informações pelas empresas.
d) necessidade recorrente de consumo.
e) postura comum aos consumidores tradicionais.
8- Sítio Gerimum
Este é o meu lugar (…)
Meu Gerimum é com g
Você pode ter estranhado
Gerimum em abundância
Aqui era plantado
E com a letra g
Meu lugar foi registrado.

Nos versos, o emprego da palavra “Gerimum” grafada com a letra “g” tem por objetivo
a) Valorizar usos informais caracterizadores da norma nacional.
b) confirmar o uso da norma-padrão em contexto da linguagem poética.
c) enfatizar um processo recorrente na transformação da língua portuguesa.
d) registrar a diversidade étnica e linguística presente no território brasileiro.
e) reafirmar discursivamente a forte relação do falante com seu lugar de origem.

9- Nas obras classicistas, são fortes as seguintes características:

a) Valorização da fé; presença de elementos da cultura antiga; presença de figuras de linguagem;


poesias acompanhadas de músicas.

b) Presença e valorização de elementos da cultura clássica; equilíbrio entre razão e emoção, com
valorização do racionalismo, do homem e da vida terrena; desejo de perfeição nas estruturas
poéticas a partir de novas formas e medidas.

c) Ênfase na efemeridade do tempo; valorização da vida terrena; presença de figuras de linguagem;


conflitos entre razão e emoção.

d) Sentimentalismo; exaltação da religião e da fé; desilusão e tédio; valorização da nobreza;


presença de símbolos que remetem ao clássico.

e) Equilíbrio entre razão e emoção; presença de símbolos que remetem à cultura clássica;
valorização da vida terrena; desejo de poesias acompanhadas de músicas; ênfase da efemeridade do
tempo.
10-

Campanhas publicitárias podem evidenciar problemas sociais. O Cartaz tem como finalidade:

a) alertar os homens agressores sobre as consequências de seus atos.


b) Conscientizar a população sobre a necessidade de denunciar a violência doméstica.
c) instruir as mulheres sobre o que fazer em casos de agressão.
d) despertar nas crianças a capacidade de reconhecer atos de violência doméstica.
e) exigir das autoridades ações preventivas contra a Violência doméstica.

11- Com os versos “Cantando espalharei por toda a parte,/ Se a tanto me ajudar o engenho e a arte.”,
Camões explica que o propósito de Os Lusíadas é divulgar os feitos portugueses.

Sobre esse poema épico, só é INCORRETO afirmar que:

a) se trata da maior obra literária do quinhentismo português.

b) Camões sofre a clara influência dos clássicos greco-latinos.

c) há forte presença do romantismo, devido ao nacionalismo.

d) como epopeia moderna, há momentos de crítica à nação e ao povo.

e) louva não apenas o homem português, mas o homem renascentista.


12- E aqui, antes de continuar este espetáculo, e necessário que façamos uma advertência a todos e a
cada um. Neste momento, achamos fundamental que cada um tome uma posição definida. Sem que
cada um tome uma posição definida, não é possível continuarmos. É fundamental que cada um tome
uma posição, seja para a esquerda, seja para a direita. Admitimos mesmo que alguns tomem uma
posição neutra, fiquem de braços cruzados. Mas é preciso que cada um, uma vez tomada sua
posição, fique nela! Porque senão, companheiros, as cadeiras do teatro rangem muito e ninguém
ouve nada.

A peça Liberdade, liberdade, encenada em 1964, apresenta o impasse vivido pela sociedade
brasileira em face do regime vigente. Esse impasse é representado no fragmento pelo (a)

a) barulho excessivo produzido pelo ranger das cadeiras do teatro.


b) indicação da neutralidade como a melhor opção ideológica naquele momento.
c) constatação da censura em função do engajamento social do texto dramático.
d) correlação entre o alinhamento politico e a posição corporal dos espectadores.
e) interrupção do espetáculo em virtude do comportamento inadequado do público.

13- As formas plásticas nas produções africanas conduziram artistas modernos do início do século
XX, como Pablo Picasso, a algumas proposições artísticas denominadas vanguardas. A máscara
remete à

a) preservação da proporção.
b) idealização do movimento.
c) estruturação assimétrica.
d) sintetização das formas.
e) valorização estética.
14-

TEXTO II

Speto

Paulo César Silva, mais conhecido como Speto, é um grafiteiro paulista envolvido com o skate e a
música. O fortalecimento de sua arte ocorreu, em 1999, pela oportunidade de ver de perto as
referências que trazia há tempos, ao passar por diversas cidades do Norte do Brasil em uma turnê
com a banda O Rappa.

O grafite do artista paulista Speto, exposto no Museu Afro Brasil, revela elementos da cultura
brasileira reconhecidos

a) na influência da expressão abstrata.


b) na representação de lendas nacionais.
c) na inspiração das composições musicais.
d) nos traços marcados pela xilogravura nordestina.
e) nos usos característicos de grafismos dos skates.
15- One of the things that made an incredible impression on me in the film was Frida’s comfort in
and celebration of her own unique beauty. She didn’t try to fit into conventional ideas or images
about womanhood or what makes someone or something beautiful. Instead, she fully inhabited her
own unique gifts, not particularly caring what other people thought. She was magnetic and beautiful
in her own right. She painted for years, not to be a commercial success or to be discovered, but to
express her own inner pain, joy, family, love and culture. She absolutely and resolutely was who she
was. The trueness of her own unique vision and her ability to stand firmly in her own truth was what
made her successful in the end.

A autora desse comentário sobre o filme Frida mostra-se impressionada com o fato de a pintora

a) ter uma aparência exótica.


b) vender bem a sua imagem.
c) ter grande poder de sedução.
d) assumir sua beleza singular.
e) recriar-se por meio da pintura.

16-

No cartum, a crítica está no fato de a sociedade exigir do adolescente que

a) se aposente prematuramente.
b) amadureça precocemente.
c) estude aplicadamente.
d) se forma rapidamente.
e) ouça atentamente.
17- Em relação ao "Auto da Barca do Inferno" de Gil Vicente, considere as seguintes afirmações.

I - Trata-se de um grande painel que satiriza a sociedade portuguesa de seu tempo.

II - Representa a transição da Idade Média para o Renascimento, guardando traços dos dois
períodos.

III - Sugere que o Diabo, ao julgar justos e pecadores, tem poderes maiores que Deus.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.
b) Apenas I e II.
c) Apenas I e III.
d) Apenas II e III.
e) I, II e III.

18-

Nesse texto publicitário são utilizados recursos verbais e não verbais para transmitir a mensagem.
Ao associar os termos anyplace e regret à imagem do texto, constata-se que o tema da propaganda é
a importância da

a) preservação do meio ambiente.


b) manutenção do motor.
c) escolha da empresa certa.
d) consistência do produto.
e) conservação do carro.
19- Algorithms are everywhere. They play the stockmarket, decide whether you can have a
mortgage and may one day drive your car for you. They search the internet when commanded, stick
carefully chosen advertisements into the sites you visit and decide what prices to show you in online
shops. (…) But what exactly are algorithms, and what makes them so powerful?

An algorithm is, essentially, a brainless way of doing clever things. It is a set of precise steps
that need no great mental effort to follow but which, if obeyed exactly and mechanically, will lead
to some desirable outcome. Long division and column addition are examples that everyone is
familiar with — if you follow the procedure, you are guaranteed to get the right answer. So is the
strategy, rediscovered thousands of times every year by schoolchildren bored with learning
mathematical algorithms, for playing a perfect game of noughts and crosses. The brainlessness is
key: each step should be as simple and as free from ambiguity as possible. Cooking recipes and
driving directions are algorithms of a sort. But instructions like “stew the meat until tender” or “it’s
a few miles down the road” are too vague to follow without at least some interpretation.

Segundo o texto, a execução de um algoritmo consiste em um processo que

a) prevê a memorização de tabelas e fórmulas.


b) envolve mecanismos de seleção e detecção de erros.
c) se apoia em um número infinito de etapas.
d) é incompatível com análises subjetivas e imprecisas.
e) alterna níveis altos e baixos de esforço intelectual
20- Jazz is a restless music, and its best practitioners’ have adhered to Ezra Pound’s philosophy to
“make it new” with particular intensity, sometimes to ill effect. As one might expect in such an
explosive environment, there have been plenty of fads, false theories, and dead ends. The tension
between the urge to make it new and the awareness of possible dead ends creates an atmosphere of
controversy over what jazz is or should be.

O foco principal com que o primeiro parágrafo está preocupado é:

a) Ezra Pound’s philosophy.


b) Fads and false theories of jazz.
c) Controversial jazz recordings.
d) The struggle over innovation in jazz.
e) The restlessness of jazz.
21- Leia a cantiga seguinte, de Joan Garcia de Guilhade.

Un cavalo non comeu creceu a erva,

á seis meses nen s’ergueu e paceu, e arriçou,

mais prougu’a Deus que choveu, e já se leva!

creceu a erva, Seu dono non lhi quis dar

e per cabo si paceu, cevada, neno ferrar;

e já se leva! mais, cabo dum lamaçal

Seu dono non lhi buscou creceu a erva,

cevada neno ferrou: e paceu, e arriç’ar,

mai-lo bon tempo tornou, e já se leva!

A leitura permite afirmar que se trata de uma cantiga de

a) escárnio, em que se critica a atitude do dono do cavalo, que dele não cuidara, mas graças ao bom
tempo e à chuva, o mato cresceu e o animal pôde recuperar-se sozinho.

b) amor, em que se mostra o amor de Deus com o cavalo que, abandonado pelo dono, comeu a erva
que cresceu graças à chuva e ao bom tempo.

c) escárnio, na qual se conta a divertida história do cavalo que, graças ao bom tempo e à chuva,
alimentou-se, recuperou-se e pôde, então, fugir do dono que o maltratava.

d) amigo, em que se mostra que o dono do cavalo não lhe buscou cevada nem o ferrou por causa do
mau tempo e da chuva que Deus mandou, mas mesmo assim o cavalo pôde recuperar-se.

e) maldizer, satirizando a atitude do dono que ferrou o cavalo, mas esqueceu-se de alimentá-lo,
deixando-o entregue à própria sorte para obter alimento.
22- Leda serenidade deleitosa,

Que representa em terra um paraíso;

Entre rubis e perlas doce riso;

Debaixo de ouro e neve cor-de-rosa;

Presença moderada e graciosa,

Onde ensinando estão despejo e siso

Que se pode por arte e por aviso,

Como por natureza, ser fermosa;

Fala de quem a morte e a vida pende,

Rara, suave; enfim, Senhora, vossa;

Repouso nela alegre e comedido:

Estas as armas são com que me rende

E me cativa Amor; mas não que possa

Despojar-me da glória de rendido.

CAMÕES, L. Obra completa. RJ, 2008

A pintura e o poema, embora sendo produtos de duas linguagens artísticas diferentes,


participaram do mesmo contexto social e cultural de produção pelo fato de ambos

a) apresentarem um retrato realista, evidenciado pelo unicórnio presente na pintura e pelos


adjetivos usados no poema.
b) valorizarem o excesso de enfeites na apresentação pessoal e na variação de atitudes da mulher,
evidenciadas pelos adjetivos do poema.
c) apresentarem um retrato ideal de mulher marcado pela sobriedade e o equilíbrio, evidenciados
pela postura, expressão e vestimenta da moça e os adjetivos usados no poema.
d) desprezarem o conceito medieval da idealização da mulher como base da produção artística,
evidenciado pelos adjetivos usados no poema.
e) apresentarem um retrato ideal de mulher marcado pela emotividade e o conflito interior,
evidenciados pela expressão da moça e pelos adjetivos do poema.
23- O mundo é grande

O mundo é grande e cabe

Nesta janela sobre o mar.

O mar é grande e cabe

Na cama e no colchão de amar.

O amor é grande e cabe

No breve espaço de beijar.

Neste poema, o poeta realizou uma opção estilística: a reiteração de determinadas construções e
expressões linguísticas, como o uso da mesma conjunção para estabelecer a relação entre as frases.
Essa conjunção estabelece, entre as ideias relacionadas, um sentido de

a) oposição.
b) comparação.
c) conclusão.
d) alternância.
e) finalidade.
24-

Em 1956, o artista Flávio de Resende Carvalho desfilou pela Avenida Paulista com o traje New
Look uma proposta tropical para o guarda-roupa masculino. Suas obras mais conhecidas são
relacionadas às performances. A imagem permite relacionar como características dessa
manifestação, o uso:

a) da intimidade, da política e do corpo.


b) do público, da ironia e da dor.
c) do espaço urbano, da intimidade e do drama.
d) da moda, do drama e do humor.
e) do corpo, da provocação e da moda.

25- No ano passado, o governo promoveu uma campanha a fim de reduzir os índices de violência.
Noticiando o fato, um jornal publicou a seguinte manchete:

CAMPANHA CONTRA A VIOLÊNCIA DO GOVERNO DO ESTADO ENTRA EM NOVA FASE

A manchete tem um duplo sentido, e isso dificulta o entendimento. Considerando o objetivo da


notícia, esse problema poderia ter sido evitado com a seguinte redação:

a) Campanha contra o governo do Estado e a violência entram em nova fase.


b) A violência do governo do Estado entra em nova fase de Campanha.
c) Campanha contra o governo do Estado entra em nova fase de violência.
d) A violência da campanha do governo do Estado entra em nova fase.
e) Campanha do governo do Estado contra a violência entra em nova fase.
26- Esta imagem integra o manuscrito de uma das mais notáveis obras da cultura medieval. A
alternativa que melhor caracteriza o documento é:

a) Fábula que enuncia o ideal eclesiástico, mescla a aventura cavalheiresca, o amor romântico e as
aspirações religiosas que simbolizaram o espírito das cruzadas.
b) Poema inacabado que narra a viagem de formação de um cavaleiro e a busca do cálice sagrado;
sua composição mistura elementos pagãos e cristãos.
c) Cordel muito popular, elaborado com base nos épicos celtas e lendas bretãs, divulgado para a
conversão de fiéis durante a expansão do Cristianismo pelo Oriente.
d) Peça teatral que serviu para fortalecer o espírito nacionalista da Inglaterra, unindo a figura de um
governante invencível a um símbolo cristão.
e) Romance que condensa vários textos, empregado pela Igreja para encorajar a aristocracia a
assumir uma função idealizada na luta contra os hereges.
27- Leia o soneto abaixo, de Luís de Camões:

Eu cantarei de amor tão docemente,

Por uns termos em si tão concertados,

Que dois mil acidentes namorados

Faça sentir ao peito que não sente.

Farei que amor a todos avivente,

Pintando mil segredos delicados,

Brandas iras, suspiros magoados,

Temerosa ousadia e pena ausente.

Também, Senhora, do desprezo honesto

De vossa vista branda e rigorosa,

Contentar-me-ei dizendo a menor parte.

Porém, para cantar de vosso gesto

A composição alta e milagrosa,

Aqui falta saber, engenho e arte.

É CORRETO afirmar que o soneto acima é metalinguístico porque o eu lírico:

a) Descreve a amada.
b) Idealiza o amor.
c) Canta seus sentimentos.
d) Fala sobre poesia.
e) Espera pela chegada de alguém querido.
28-

Ao relacionar o problema da seca à inclusão digital, essa charge faz uma crítica a respeito:

a) dificuldade na distribuição de computadores nas áreas rurais.


b) capacidade das tecnologias em aproximar realidades distantes.
c) possibilidade de uso do computador como solução de problemas sociais.
d) ausência de políticas públicas para o acesso da população a computadores.
e) escolha das prioridades no atendimento às reais necessidades da população.

29-

O anúncio publicitário está intimamente ligado ao ideário de consumo quando sua função é vender
um produto. No texto, utilizam-se elementos para divulgar a atração "Noites do Terror”, de um
parque de diversões. O entendimento da propaganda requer do leitor:

a) a identificação com o público-alvo a que se destina o anúncio.


b) a avaliação da imagem como uma sátira às atrações de terror.
c) a atenção para a imagem da parte do corpo humano selecionada aleatoriamente.
d) o reconhecimento do intertexto entre a publicidade e um dito popular.
e) a percepção do sentido literal da expressão "noites do terror”, equivalente à “noites de terror”.
30- Em diversos países, sair de casa jovem é um rito de passagem natural para a vida adulta. Uma
espécie de serviço militar obrigatório para deixar de lado a dependência doméstica e provar que é
possível se virar sozinho. Nos Estados Unidos, alguns estudantes preferem morar em alojamentos
universitários mesmo quando a casa dos pais está localizada na mesma cidade. Além de ser
encarado como uma forma de aproveitar ainda mais os anos da universidade, há uma certa pressão
familiar para que os filhos cortem logo o cordão umbilical com os pais.

Nos países de cultura latina, a situação é outra. Uma pesquisa publicada em 1996 revelou
que, apesar da taxa de desemprego ser o dobro da taxa alemã, boa parte dos jovens desempregados
espanhóis viviam melhor dos que os sem trabalho da Alemanha porque viviam com os pais.

No Brasil, as condições econômicas tornam o ato de sair de casa um privilégio. Mas é claro
que essa não é a única razão para ver tantos jovens de classe média – muitos deles com mais de 30
anos – protegidos no ninho dos pais. Além das diferenças culturais, há uma certa mentalidade que
não estimula a autonomia dos jovens no país. Talvez o traço mais visível dessa mentalidade seja a
resistência que os jovens brasileiros têm para aceitar trabalhos considerados “menos nobres”. É
incrível como, por aqui, tarefas como trabalhar em fast-foods, servir mesas em restaurantes e
carregar malas em hotéis são vistas com menosprezo. Os pais também são culpados disso. Preferem
ver os filhos fazendo nada sob suas asas a tê-los exercendo uma atividade “não tão nobre” como
primeiro emprego. Em vez de se orgulharem de vê-los batalhando seu espaço no mercado de
trabalho, ficam preocupados com o que as outras famílias vão pensar – como se eles não fossem
capazes de sustentar sua prole.

É bem provável que esse comportamento típico da classe média brasileira seja uma herança
da velha mentalidade da casa grande nas antigas fazendas, quando as famílias abastadas preparavam
os seus filhos para se tornarem bacharéis e deixavam para os escravos todas as outras tarefas.

Sem a disposição para ganhar dinheiro antes de receber um diploma, perde-se a oportunidade
de desenvolver o espírito empreendedor e de ganhar auto-suficiência para realizar tarefas
domésticas. Ironicamente, boa parte dos jovens brasileiros somente ganham essa autonomia quando
podem estudar em outro país. Lá fora, trabalhar como baby-sitter e regar plantas para complementar
a renda é algo absolutamente normal.

É normal no Brasil ver jovens entediados clamando por autonomia sentados no sofá em
frente à televisão. Mas como alguém pode ser independente sem ralar um pouco pela própria grana
e pelo próprio futuro?

O texto nos revela que:

a) são diversas as razões e conseqüências pelas quais muitos jovens brasileiros não conquistam
cedo a autonomia.
b) os pais são os verdadeiros responsáveis pela não-emancipação dos jovens brasileiros.
c) os jovens brasileiros vivem entediados por falta de oportunidade de realização pessoal.
d) a classe média no Brasil é preconceituosa, por isso seus filhos trabalham no exterior.
e) nos EUA, jovens estudantes deixam mais cedo o lar quando os pais moram perto da
universidade.
31- O sistema de transportes de um país é um dado do território que proporciona maior ou menos
fluidez, dependendo de sua qualidade e quantidade.

"As ferrovias brasileiras testemunharam o período pré-industrial do Brasil. Paradoxo


histórico: o trem foi o maior símbolo da Revolução Industrial na Europa e nos Estados Unidos,
enquanto aqui esteve a serviço da economia agrícola."

Quando a industrialização brasileira se consolidou, a ferrovia

a) involuiu, sendo substituída, em grande parte, pela rodovia.


b) expandiu-se por novas áreas do território nacional.
c) consolidou-se a exemplo da ferrovia norte-americana.
d) expandiu-se apesar da concorrência rodoviária.
e) passou a ligar as principais cidades brasileiras.

32-

Na imagem, é ressaltado, em tom mais escuro, um grupo de países que na atualidade possuem
características político-econômicas comuns, no sentido de:

a) adotarem o liberalismo político na dinâmica dos seus setores públicos.


b) constituírem modelos de ações decisórias vinculadas à social-democracia.
c) instituírem fóruns de discussão sobre intercâmbio multilateral de economias emergentes.
d) promoverem a integração representativa dos diversos povos de seus territórios.
e) apresentarem uma frente de desalinhamento político aos polos dominantes do sistema-mundo.
33- Populações inteiras, nas cidades e na zona rural, dispõem da parafernália digital global como
fonte de educação e de formação cultural. Essa simultaneidade de cultura e informação eletrônica
com as formas tradicionais e orais é um desafio que necessita ser discutido. A exposição, via mídia
eletrônica, com estilos e valores culturais de outras sociedades, pode inspirar apreço, mas também
distorções e ressentimentos. Tanto quanto há necessidade de uma cultura tradicional de posse da
educação letrada, também é necessário criar estratégias de alfabetização eletrônica, que passam a ser
o grande canal de informação das culturas segmentadas no interior dos grandes centros urbanos e
das zonas rurais. Um novo modelo de educação.

Com base no texto e considerando os impactos culturais da difusão das tecnologias de


informação no marco da globalização, depreende-se que

a) a ampla difusão das tecnologias de informação nos centros urbanos e no meio rural suscita o
contato entre diferentes culturas e, ao mesmo tempo, traz a necessidade de reformular as
concepções tradicionais de educação.
b) a apropriação, por parte de um grupo social, de valores e ideias de outras culturas para benefício
próprio é fonte de conflitos e ressentimentos.
c) as mudanças sociais e culturais que acompanham o processo de globalização, ao mesmo tempo
em que refletem a preponderância da cultura urbana, tornam obsoletas as formas de educação
tradicionais próprias do meio rural.
d) as populações nos grandes centros urbanos e no meio rural recorrem aos instrumentos e
tecnologias de informação basicamente como meio de comunicação mútua, e não os veem
como fontes de educação e cultura.
e) a intensificação do fluxo de comunicação por meios eletrônicos, característica do processo de
globalização, está dissociada do desenvolvimento social e cultural que ocorre no meio rural.
34- O fechamento de seis unidades de uma empresa calçadista na Bahia deve resultar na demissão
de 1 800 funcionários. Enquanto demite no Brasil, a empresa abre uma fábrica na Índia. Nas seis
unidades fechadas na Bahia eram produzidos cabedais de calçados esportivos que serão fabricados
também na Índia.

A estratégia produtiva adotada pela empresa, que explica o processo econômico descrito, está
indicada na:

a) Redução dos custos logísticos.


b) Expansão dos benefícios sociais.
c) Planificação da produção industrial.
d) Modificação da estrutura societária.
e) Ampliação da qualificação profissional.

35- Uma das características atuais do processo de globalização é a exigência, cada vez maior, de
fluidez de informações e mercadorias, ou, em essência, do próprio capital. Tal exigência tem
conduzido os países à reestruturação de seus sistemas de circulação. Nesse sentido, no Estado
brasileiro, nos últimos anos,

a) priorizou-se o transporte público urbano, com a ampliação do número de linhas do


Metropolitano em todas as capitais dos Estados.
b) houve uma ampla recuperação da malha ferroviária, com a construção de novos trechos, a
exemplo da Transnordestina.
c) privilegiou-se o sistema de cabotagem, valorizando-se o transporte de passageiros pelo território
nacional e interligando as áreas costeiras do país.
d) priorizou-se o transporte hidroviário, voltado à exportação de grãos, conforme atestam as
hidrovias Tietê-Paraná e do Rio São Francisco.
e) intensificou-se a modernização do sistema portuário, incluindo a construção de portos como os
de Sepetiba (RJ) e Pecém (CE).
36- Entre os países em desenvolvimento, é o mais populoso; atualmente, mostra grande abertura a
uma política de mercado de base socialista; segunda potência comercial do mundo; apresenta um
dos mais respeitáveis índices de desenvolvimento tecnológico, educacional, industrial e comercial;
constitui mercado potencial para gerar grandes negócios, para o qual nos últimos anos estão se
voltando os interesses de grandes investidores.

O país ao qual se refere o texto é

a) a Rússia.
b) a China.
c) o Brasil.
d) o Japão.
e) a Índia.

37-

Na imagem do início do século XX, identifica-se um modelo produtivo cuja forma de organização
fabril baseava-se na

a) autonomia do produtor direto.


b) adoção da divisão sexual do trabalho.
c) exploração do trabalho repetitivo.
d) utilização de empregados qualificados.
e) incentivo à criatividade dos funcionários.
38- Para preparar uma caixa de telefone celular com carregador de bateria, fone de ouvido e dois
manuais de instrução, o empregado da fábrica dispõe de apenas seis segundos. Finalizada essa
etapa, a embalagem é repassada ao funcionário seguinte da linha de montagem, o qual tem a missão
de escanear o pacote em dois pontos diferentes e, em seguida, colar uma etiqueta. Em um único dia,
a tarefa chega a ser repetida até 6 800 vezes pelo mesmo trabalhador.

Refletindo sobre a situação exposta no texto, é correto afirmar que essa fábrica se organiza
pelo sistema de produção conhecido como

a) toyotismo, no qual a mecanização do trabalho leva à divisão equitativa dos lucros entre os
operários.

b) toyotismo, no qual os trabalhadores controlam os meios de produção e produzem no seu próprio


ritmo.

c) fordismo, no qual cada um dos trabalhadores realiza todas as etapas do processo produtivo nas
fábricas.

d) fordismo, no qual a livre iniciativa do trabalhador determina o ritmo das fábricas e o volume da
produção.

e) fordismo, no qual há uma divisão do trabalho, e a mecanização da produção leva à repetição de


tarefas.
39- Em 1988, a Argentina, a Bolívia, o Brasil, o Paraguai e o Uruguai realizaram a Primeira
Reunião Internacional para o Desenvolvimento da Hidrovia Paraguai-Paraná. O projeto prevê a
implantação de uma via navegável de 3.440 km de extensão, com início no rio Paraguai, em Cáceres
(MT), e término em Nueva Palmira (Uruguai), no Estuário Platino. Segundo estudos preliminares,
no projeto estão incluídas várias intervenções antrópicas, tais como: alteração e regulação de cursos
d'água, dragagem, correção e estabilização dos canais de navegação e obras de engenharia
hidráulica, que provocarão um grande impacto ambiental na área e no seu entorno. Estes impactos
ambientais podem ser classificados em diretos ou indiretos.

Considere os itens abaixo, relativos aos possíveis impactos ambientais que ameaçam a área
em questão.

I - Perdas na biodiversidade local e regional, com alterações das cadeias alimentares nos
ecossistemas fluviais.

II - Alteração do regime hídrico e prejuízos para a qualidade da água, devido à navegação.

III - Maior povoamento ao longo do traçado da hidrovia.

IV - Maior erosão dos solos e contaminação das águas pela utilização de agrotóxicos, em
decorrência da expansão da agricultura.

Quais das alternativas apresentam impactos ambientais diretos relacionados à implantação da


hidrovia?

a) Apenas I e II.
b) Apenas I e III.
c) Apenas II e III.
d) Apenas II e IV.
e) Apenas III e IV.
40- Leia as características geográficas dos países X e Y.

País X

- desenvolvido

- pequena dimensão territorial

- clima rigoroso com congelamento de alguns rios e portos

- intensa urbanização

- auto-suficiência de petróleo

País Y

- subdesenvolvido

- grande dimensão territorial

- ausência de problemas climáticos, rios caudalosos e extenso litoral

- concentração populacional e econômica na faixa litorânea

- exportador de produtos primários de baixo valor agregado

A partir da análise dessas características é adequado priorizar as diferentes modalidades de


transporte de carga, na seguinte ordem:

a) país X - rodoviário, ferroviário e aquaviário.

b) país Y - rodoviário, ferroviário e aquaviário.

c) país X - aquaviário, ferroviário e rodoviário.

d) país Y - rodoviário, aquaviário e ferroviário.

e) país X - ferroviário, aquaviário e rodoviário.


41- “Além dos inúmeros eletrodomésticos e bens eletrônicos, o automóvel produzido pela indústria
fordista promoveu, a partir dos anos 50, mudanças significativas no modo de vida dos consumidores
e também na habitação e nas cidades. Com a massificação do consumo dos bens modernos, dos
eletroeletrônicos e também do automóvel, mudaram radicalmente o modo de vida, os valores, a
cultura e o conjunto do ambiente construí Da ocupação do solo urbano até o interior da moradia, a
transformação foi profunda.”

MARICATO, E. Urbanismo na periferia do mundo globalizado: metrópoles brasileiras.


Disponível em: http://www.scielo.br. Acesso em: 12 ago. 2009 (adaptado).

Uma das consequências das inovações tecnológicas das últimas décadas, que determinaram
diferentes formas de uso e ocupação do espaço geográfico, é a instituição das chamadas cidades
globais, que se caracterizam por

a) possuírem o mesmo nível de influência no cenário mundial.

b) fortalecerem os laços de cidadania e solidariedade entre os membros das diversas comunidades.

c) constituírem um passo importante para a diminuição das desigualdades sociais causadas pela
polarização social e pela segregação urbana.

d) terem sido diretamente impactadas pelo processo de internacionalização da economia,


desencadeado a partir do final dos anos 1970.

e) terem sua origem diretamente relacionada ao processo de colonização ocidental do século XIX.
42- Um dos temas mais debatidos na Geografia Humana da atualidade é o da globalização. Sobre
esse tema, é incorreto afirmar o que segue:

a) Sua origem pode ser identificada no período mercantilista iniciado, aproximadamente, no século
XV.
b) A globalização das comunicações tem sua face mais destacada na rede mundial de
computadores, que permite um intenso fluxo de troca de ideias e informações.
c) A globalização das comunicações, paradoxalmente, diminuiu a universalização do acesso a
meios de comunicação, apesar da inovação tecnológica. Isso se deve à lógica de mercado do
Sistema Capitalista.
d) Os efeitos da globalização no mercado de trabalho são evidentes com a criação de modalidades
de emprego para países com mão de obra mais barata voltada à execução de serviços que não
exigem alta qualificação.
e) A globalização intensifica o ritmo das mudanças nos meios de produção, tendendo a um
aumento de tecnologias limpas e sustentáveis.

43- A tecelagem é numa sala com quatro janelas e 150 operários. O salário é por obra. No começo
da fábrica, os tecelões ganhavam em média 170000 réis mensais. E pelo último rebaixamento, a
média era de 75000! E se a vida fosse barata! Mas as casas que a fábrica aluga, com dois quartos e
cozinha, são a 20000 réis por mês; as outras são de 25 a 30000 réis. Quanto aos gêneros de primeira
necessidade, em regra custam mais do que em São Paulo.

Essas condições de trabalho, próprias de uma sociedade em processo de industrialização como a


brasileira do início do século XX, indicam a

a) Exploração burguesa
b) Organização dos sindicatos
c) Ausência de especialização
d) Industrialização acelerada
e) Alta de preços.
44- Suponha que você seja um consultor e foi contratado para assessorar a implantação de uma
matriz energética em um pequeno país com as seguintes características: região plana, chuvosa e com
ventos constantes, dispondo de poucos recursos hídricos e sem reservatórios de combustíveis
fósseis. De acordo com as características desse país, a matriz energética de menor impacto e riscos
ambientais é a baseada na energia

a) dos biocombustíveis, pois tem menos impacto ambiental e maior disponibilidade.


b) solar, pelo seu baixo custo e pelas características do país favoráveis à sua implantação.
c) nuclear, por ter menos risco ambiental a ser adequada a locais com menor extensão territorial.
d) hidráulica, devido ao relevo, à extensão territorial do país e aos recursos naturais disponíveis.
e) eólica, pelas características do país e por não gerar gases do efeito estufa nem resíduos de
operação.

45-

Dentro das atuais redes produtivas, o referido bloco apresenta composição estratégica por se tratar
de um conjunto de países com

a) elevado padrão social.


b) sistema monetário integrado.
c) alto desenvolvimento tecnológico.
d) identidades culturais semelhantes.
e) vantagens locacionais complementares.