Você está na página 1de 40

A D M I S S Ã O

D O
P A C I E N T E
C R Í T I C O
ENFERMAGEM EM UTI

20 / 1
PREPARAÇÕES DE UMA UNIDADE INTENSIVA PARA A
ADMISSÃO DO PACIENTE

U T I

C T I

20 / 2
ADMISSÃO
PREPARO DA UNIDADE
ETNEILC OD EDADINU

ETNEILC OD EDADINU
Como já mencionado anteriormente a preparação da unidade
de terapia intensiva envolve
um conjuntos de profissionais que direta ou indiretamente
procederá para a arrumação do leito,
box e do setor através da limpeza do piso, paredes, vidros, cama
e outros

20 / 3
LOOHCS DROFMAL / SSALC ECNEICS LAICOS
CAMA

20 / 6
SELPMAXE EHT TA KOOL
O técnico de enfermagem segue com a
arrumação da cama, em algumas situações
fazendo uso do colchão anti-ulceras por
pressão sendo opcional, mas com um nível
ETNEICAP OD EDADINU

ETNEICAP OD EDADINU
de
importância grande para prevenção de lesões
por pressão.
Atualmente um colchão muito
utilizado é o pneumático e em alguns casos o
colchão caixa de ovo que é ofertado pelo
próprio
familiar do paciente.
20 / 5
PRATELEIRAS DO
BOXE
É opcional que as prateleiras sejam cobertas com
forros. Nelas é
disposto material complementar destinado a
atender às necessidades habituais do paciente,
assim
como a medicação de primeiro uso e os acessórios
de oxigenação e aspiração.

Manter o ambiente calmo: deve-se manter um


ambiente calmo, minimizando os ruídos e
graduando a luminosidade, de forma que
proporcione alternativas para que o paciente faça a
distinção entre o dia e a noite, durante toda a sua
internação na UT
EXAMES LABORATORIAIS NA UTIi
Os exames laboratoriais são essenciais para
ajudar a estabelecer a conduta clinica ao
atendimento do paciente grave e desta forma os
laboratórios clínicos são parte da cadeia de
assistência à saúde, exercendo, historicamente,
importante papel no suporte às decisões clínicas.

A realização de exames laboratoriais ocorre num ambiente


complexo, onde coexistem procedimentosequipamentos,
tecnologia e conhecimento humano, com o objetivo de garantir
resultados que orientem decisões diagnósticas e terapêuticas.
Informações
laboratoriais erradas,
ocasionadas por
falhas no processo
laboratorial e transmitidas
aos médicos, podem afetar
diretamente os
resultados da assistência e a
segurança do paciente.
Exames laboratoriais básicos
A bomba de sódio e potássio está diretamente
relacionada com a transmissão de impulsos
nervosos e contração muscular.
AULA 5
MONITORIZAÇÃO NA A monitorização das funções vitais é uma das mais importantes e essenciais
ADMISSAO DO ferramentas
no tratamento de pacientes críticos. Hoje, é possível detectar e analisar uma grande
PACIENTE CRITICO E variedade de
SUA HEMODINÂMICA sinais fisiológicos através de diferentes técnicas, invasivas e não-invasivas

PACIENTE CRITICO E
MONITORIZAÇÃO Instável Paciente com seu estado hemodinâmico inadequado (nitidamente
anormal e não corrigido) e dependente de drogas vasoativas em
03 hemodinamicamente doses altas ou crescentes ou de qualquer outra forma de suporte
cardiovascular.

Compensado
hemodinamicamente, mas Paciente com seu estado hemodinâmico adequado ou
com risco de perto da adequação, mas em uso de drogas vasoativas ou
02descompensação de qualquer outra forma de suporte cardiovascular.

Entende-se por paciente criticamente doente aquele


com risco de descompensação ou
Paciente com seu estado hemodinâmico aquele fisiologicamente instável, necessitando de
Estável adequado ou perto da adequação, sem uso de constante vigilância e titulação contínua do
01 hemodinamicamente drogas vasoativas ou de qualquer outra forma de tratamento de acordo com a evolução da sua doença.
suporte cardiovascular. Os pacientes críticos podem ser
classificados de acordo com o seu estado
hemodinâmico
Estável hemodinamicamente
compensado
hemodinamicamente,
mas com risco de
descompensação
Instável hemodinamicamente
MONITORIZAÇÃO
Desta forma a monitorização hemodinâmica tem
papel fundamental em pacientes críticos,
especialmente se associada à terapia que
sabidamente melhora o prognóstico destes
pacientes, pois a monitorização hemodinâmica
(MH) é um importante elemento do cuidado com
o paciente gravemente enfermo.

O conhecimento da função cardiovascular, o


seguimento das intervenções terapêuticas e a
necessidade de diagnóstico diferencial tornam
as técnicas de MH um componente fundamental
para o desfecho desses pacientes
TIPOS DE MONITORIZAÇÃO
Em terapia intensiva, a avaliação hemodinâmica não-invasiva é um objetivo a
ser
alcançado, pois, pelas conições que levam a internação nesta unidae,
geralmente instabilidade
hemodinâmica grave, os parâmetros vitais são importantes indicadores da
resposta orgânica à
terapêutica oferecida
Os sinais vitais indicam a condição hemodinâmica
de uma pessoa. A observação rigorosa
destes parâmetros fornece excelentes parâmetros
para intervenções rápidas e eficientes, no
intuito de se conseguir o retorno à condição basal
do cliente.
Oximetria de
pulso
CUIDADOS
A oximetria de pulso é um
método não invasivo de
monitorizaçãovcontínua da
saturação de oxigênio
arterial da
hemoglobina (SaO²)
Oxímetro
Quando a saturação de oxigênio é
medida como oximetria de pulso é designada como SpO².
Um sensor é preso à ponta do dedo da mão, testa, lobo da
orelha ou ponta do nariz. O valor normal de SpO² é de 95 a
100%. Valores abaixo de 85% indicam que os tecidos não
estão recebendo oxigênio suficiente
Monitorização
cardíaca
Deve ser realizada continuamente em
todos os pacientes internados em unidades de
terapia intensiva. Ela nos fornece dados
contínuos de frequência cardíaca e presença de
arritmias cardíacas. Devemos atentar para o
rodízio dos eletrodos, pelo menos 1 vez ao dia.
O rodízio dos eletrodos previne lesões da pele.
monitorização cardíaca
A pressão arterial de valor normal, segundo
Pressão
01 Ministério da Saúde é a PA sistólica menor que
arterial 130 mmHg e a diastólica menor que 85 mmHg

Os fatores a serem avaliados no exame do pulso são a


02 Pulso frequência, ritmo, qualidade, configuração da onda do
pulso e qualidade do vaso arterial

A respiração envolve dois processos distintos: respiração


MONITORIZAÇÃO Frequência interna e respiração externa. A respiração externa envolve
03
NÃO INVASIVA respiratória quatro processos: ventilação, condução, difusão e
perfusão

É muito importante esse tipo de avaliação para o diagnóstico


Temperatura
04 de doenças e sintomas como febre, definida como a elevação
corporal da temperatura corporal acima do valor normal

Dlivery
Capnografia
A capnografia é um método não invasivo, que
permite mensurar o gás carbônico (CO2) expirado,
proporcionando a análise do CO2 alveolar e da
pressão parcial de gás carbônico no sangue arterial
(PaCO2).needed to give you more space for
discussion.