Você está na página 1de 34

ES 4i

Manual de instruções
Atlas Copco

ES 4i

Manual de instruções

Nota de Copyright
Qualquer uso não autorizado ou a cópia do conteúdo ou de qualquer parte do mesmo é
proibido.
Isto refere-se particularmente a marcas comerciais, denominação de modelos, número
das peças e dos desenhos.

Este manual de instruções cumpre os requisitos em matéria de instruções especificados


na Directiva Máquinas 98/37/CE, sendo válido para as máquinas fabricadas na
Comunidade Europeia e fora dela.

2008 - 03
No. 2919 7048 00

www.atlascopco.com
Manual de instruções

Índice

1 Precauções de segurança.............................................................................................4

1.1 ÍCONES DE SEGURANÇA.......................................................................................................................4

1.2 PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA DURANTE A INSTALAÇÃO..............................................................................4

1.3 PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA DURANTE O FUNCIONAMENTO ......................................................................5

1.4 PRECAUÇÕES DE SEGURANÇA DURANTE A MANUTENÇÃO OU REPARAÇÃO .....................................................6

2 Descrição geral...............................................................................................................8

2.1 INTRODUÇÃO.....................................................................................................................................8

2.2 REDE LOCAL (LAN - LOCAL AREA NETWORK).......................................................................................9

3 Instruções de instalação..............................................................................................10

3.1 LIGAÇÃO DE MÁQUINAS COM UM CONTROLADOR MKIV............................................................................10

3.2 LIGAÇÃO DE MÁQUINAS DA ATLAS COPCO EQUIPADAS COM UM REGULADOR ELEKTRONIKON MKI OU MKII........12

3.3 LIGAR MÁQUINAS DA ATLAS COPCO EQUIPADAS COM UM REGULADOR ELEKTRONIKON MKIII..........................12

3.4 LIGAÇÃO DE MÁQUINAS COM CONTROLO ELECTROPNEUMÁTICO E DE MÁQUINAS DE OUTROS FABRICANTES.........14

4 Configuração dos parâmetros.....................................................................................15

4.1 NOTAS INTRODUTÓRIAS.....................................................................................................................15

4.2 COLOCAÇÃO EM FUNCIONAMENTO ATRAVÉS DO VISOR.............................................................................15

4.3 COLOCAÇÃO EM FUNCIONAMENTO ATRAVÉS DO FSP..............................................................................17

5 Funcionamento.............................................................................................................21

5.1 OBSERVAÇÕES................................................................................................................................21

5.2 ANTES DO ARRANQUE.......................................................................................................................21

5.3 ARRANQUE......................................................................................................................................22

5.4 DURANTE O FUNCIONAMENTO.............................................................................................................23

5.5 ISOLAMENTO E REINTEGRAÇÃO DE UM COMPRESSOR...............................................................................24

5.6 PARAGEM.......................................................................................................................................24

2 2919 7048 00
Manual de instruções

6 Integração de um sensor de pressão remoto............................................................26

6.1 CRIAÇÃO DE UMA NOVA ENTRADA........................................................................................................26

6.2 LIGAR A FUNCIONALIDADE MCC À MEDIÇÃO EXTERNA DE PRESSÃO...........................................................29

2919 7048 00 3
Manual de instruções

1 Precauções de segurança

1.1 Ícones de segurança

Explicação

Perigo de vida

Aviso

Nota importante

1.2 Precauções de segurança durante a instalação

O fabricante não se responsabiliza por quaisquer danos ou ferimentos resultantes do facto de se


negligenciar estas precauções, ou devidos à não observância dos cuidados necessários na
instalação, operação, manutenção ou reparação, mesmo que não expressamente mencionados.

Precauções gerais
1. O operador deve adoptar práticas de trabalho seguras e respeitar todos os requisitos e disposições legais
locais relacionados com segurança do trabalho.
2. Se alguma das seguintes determinações não estiver em conformidade com a legislação local, deve aplicar-
se a mais rigorosa.
3. Os trabalhos de instalação, operação, manutenção e reparação apenas devem ser efectuados por técnicos
autorizados e com formação especializada.
4. Antes de qualquer operação de manutenção, reparação, ajustamento, ou de qualquer verificação que não
seja de rotina, parar o dispositivo. Além disso, o seccionador de corrente deverá estar aberto e bloqueado.

Precauções durante a instalação


1. Colocar o dispositivo num local onde o ar ambiente seja o mais fresco e limpo possível.
2. Durante a instalação ou qualquer outra intervenção numa das máquinas ligadas, a máquina deve ser parada,
desactivada, e o seccionador opcional deve ser aberto e fechado antes de proceder à manutenção ou
reparação. Para uma maior protecção, as pessoas que controlam máquinas à distância deverão tomar as
precauções adequadas, para se certificarem de que não há ninguém a verificar ou a trabalhar na máquina.
Para tal, dever ser afixado um aviso adequado no equipamento de arranque.
3. As ligações eléctricas devem corresponder aos códigos locais. O dispositivo tem de estar ligado à terra e
protegido contra curto-circuitos através de fusíveis em todas as fases. Deve ser instalado um seccionador
de corrente próximo do dispositivo.
4. Para máquinas controladas por um sistema de controlo central, deve ser afixado um sinal com a inscrição
"Esta máquina pode ser arrancada sem aviso" junto ao painel de instrumentos.

4 2919 7048 00
Manual de instruções

5. Em sistemas de vários compressores, deverão ser instaladas válvulas manuais para isolar cada um dos
compressores. Não confiar nas válvulas anti-retorno (válvulas de retenção) para isolamento de sistemas
de pressão.
6. Nunca remover ou danificar os dispositivos de segurança.

Consultar também as precauções de segurança seguintes: Precauções de segurança


durante o funcionamento e Precauções de segurança durante a manutenção ou reparação.
Estas precauções aplicam-se a dispositivos eléctricos.
Para precauções que se aplicam ao equipamento ligado, consultar o manual de instruções
correspondente.
Algumas precauções são gerais e abrangem diversos tipos de máquinas e equipamentos;
por isso, algumas declarações podem não ser aplicáveis ao seu dispositivo.

1.3 Precauções de segurança durante o funcionamento

O fabricante não se responsabiliza por quaisquer danos ou ferimentos resultantes do facto de se


negligenciar estas precauções, ou devidos à não observância dos cuidados necessários na
instalação, operação, manutenção ou reparação, mesmo que não expressamente mencionados.

Precauções gerais
1. O operador deve adoptar práticas de trabalho seguras e respeitar todos os requisitos e disposições legais
locais relacionados com segurança do trabalho.
2. Se alguma das seguintes determinações não estiver em conformidade com a legislação local, deve aplicar-
se a mais rigorosa.
3. Os trabalhos de instalação, operação, manutenção e reparação apenas devem ser efectuados por técnicos
autorizados e com formação especializada.
4. Antes de qualquer operação de manutenção, reparação, ajustamento, ou de qualquer verificação que não
seja de rotina, parar o dispositivo. Além disso, o seccionador de corrente deverá estar aberto e bloqueado.

Precauções durante a operação


1. As pessoas que controlam máquinas à distância deverão tomar as precauções adequadas, para se
certificarem de que não há ninguém a verificar ou a trabalhar na máquina. Para tal, dever ser afixado um
aviso adequado no equipamento de arranque remoto.
2. Nunca operar o dispositivo na presença de gases, vapores ou partículas inflamáveis ou tóxicos.
3. Não operar a máquina abaixo ou acima dos seus valores limite.
4. Manter todas as portas e painéis da estrutura fechados durante a operação. As portas apenas podem ser
abertas durante curtos períodos de tempo, por exemplo para efectuar verificações de rotina. Usar
protectores auriculares ao abrir uma porta, se aplicável.
5. As pessoas que estejam em ambientes ou salas em que a pressão acústica atinja ou ultrapasse os 90 dB(A)
deverão usar protectores auditivos.
6. Periodicamente, verificar se:
• Todas as protecções e fixadores estão no local adequado e seguros
• Todas as mangueiras e/ou tubos estão em bom estado, seguros e sem roçar uns nos outros
• Não existem fugas
• Todos os cabos eléctricos estão seguros e em bom estado

2919 7048 00 5
Manual de instruções

7. Nunca remover ou danificar os dispositivos de segurança.

Consultar também as precauções de segurança seguintes: Precauções de segurança durante a


instalação e Precauções de segurança durante a manutenção ou reparação.
Estas precauções aplicam-se a dispositivos eléctricos.
Para precauções que se aplicam ao equipamento ligado, consultar o manual de instruções
correspondente.
Algumas precauções são gerais e abrangem diversos tipos de máquinas e equipamentos; por isso,
algumas declarações podem não ser aplicáveis à sua máquina.

1.4 Precauções de segurança durante a manutenção ou reparação

O fabricante não se responsabiliza por quaisquer danos ou ferimentos resultantes do facto de se


negligenciar estas precauções, ou devidos à não observância dos cuidados necessários na
instalação, operação, manutenção ou reparação, mesmo que não expressamente mencionados.

Precauções gerais
1. O operador deve adoptar práticas de trabalho seguras e respeitar todos os requisitos e disposições legais
locais relacionados com segurança do trabalho.
2. Se alguma das seguintes determinações não estiver em conformidade com a legislação local, deve aplicar-
se a mais rigorosa.
3. Os trabalhos de instalação, operação, manutenção e reparação apenas devem ser efectuados por técnicos
autorizados e com formação especializada.
4. Antes de qualquer operação de manutenção, reparação, ajustamento, ou de qualquer verificação que não
seja de rotina, parar o dispositivo. Além disso, o seccionador de corrente deverá estar aberto e bloqueado.

Precauções durante a manutenção ou reparação


1. Utilizar apenas as ferramentas correctas para o trabalho de manutenção e reparação.
2. Utilizar apenas peças sobresselentes genuínas.
3. Um sinal de aviso com uma inscrição do género "Trabalhos em curso; não arrancar" deverá ser afixado
no equipamento de arranque, incluindo todo o equipamento de arranque remoto.
4. As pessoas que controlam máquinas à distância deverão tomar as precauções adequadas, para se
certificarem de que não há ninguém a verificar ou a trabalhar na máquina. Para tal, dever ser afixado um
aviso adequado no equipamento de arranque remoto.
5. Não utilizar dissolventes inflamáveis ou tetracloreto de carbono na limpeza das peças. Seguir as precauções
de segurança no que respeita aos vapores tóxicos dos líquidos de limpeza.
6. Durante a manutenção e reparação, manter a máxima limpeza. Mantenha a limpeza tapando as peças e
aberturas expostas com pano, papel ou fita limpos.
7. Não utilizar uma fonte de luz com chama para inspeccionar o interior do dispositivo.
8. Todos os dispositivos de regulação e segurança deverão ser alvo dos devidos cuidados, para se garantir o
funcionamento correcto dos mesmos. Não devem ser desactivados.
9. Antes de se autorizar a utilização do dispositivo após manutenção ou reparação, verificar se as pressões
de operação, as temperaturas e os parâmetros das horas estão correctos. Verificar se todos os dispositivos
de controlo e de corte de funcionamento estão montados e se estão a funcionar correctamente.
10. Nunca utilizar dissolventes cáusticos que possam danificar materiais da rede de ar.

6 2919 7048 00
Manual de instruções

Consultar também as precauções de segurança seguintes: Precauções de segurança durante a


instalação e Precauções de segurança durante o funcionamento.
Estas precauções aplicam-se a dispositivos eléctricos.
Para precauções que se aplicam ao equipamento ligado, consultar o manual de instruções
correspondente.
Algumas precauções são gerais e abrangem diversos tipos de máquinas e equipamentos; por isso,
algumas declarações podem não ser aplicáveis à sua máquina.

Os filtros e/ou peças usados devem ser eliminados de uma forma segura e amiga do ambiente,
sempre no respeito pelas normas e legislação locais.

2919 7048 00 7
Manual de instruções

2 Descrição geral

2.1 Introdução

ES 4i
Os reguladores Elektronikon II e Elektronikon III da quarta geração (MkIV) podem ser usados para controlar
até 4 compressores, visando regular a pressão da rede de ar dentro de limites programáveis, através do
arranque, carga, descarga e paragem automáticos dos compressores ligados.
Esta funcionalidade, designada ES 4i (também chamada de MCC, abreviatura de 'Multiple Compressor
Control' - Controlador de Múltiplos Compressores), é uma característica integrada dos tipos de reguladores
mencionados. Para activar esta função extra, é necessária uma chave electrónica (referência 8092 2482 62).
No visor do regulador, esta função é apresentada como MCC ('Multiple Compressor Control' - Controlador
de Múltiplos Compressores).

Elektronikon II - MkIV (controlador B)

Elektronikon III - MkIV (controlador D)

8 2919 7048 00
Manual de instruções

Chave electrónica

2.2 Rede Local (LAN - Local Area Network)

Os compressores que se pretende controlar devem estar ligados entre si numa Rede Local (LAN), usando a
tecnologia CAN ('Controller Area Network' - Rede de Área do Controlador).
Os reguladores Elektronikon I, Elektronikon II e Elektronikon III (Mk IV) podem ser ligados directamente à
rede local (LAN).
O regulador com a função ES 4i (MCC) integrada e a chave electrónica funciona como regulador principal
para os compressores. A chave electrónica deve estar ligada ao regulador desse compressor, por meio da
ligação I/O livre. Os reguladores dos outros compressores funcionam como reguladores secundários. Os
reguladores Elektronikon I apenas podem funcionar como reguladores secundários.
Com excepção de compressores com controlo de carga/vazio, também é possível integrar um compressor
VSD ("Variable Speed Driven" - Accionamento de Velocidade Variável) na rede MCC.
Para além dos compressores com reguladores Elektronikon MkIV, também os compressores regulados por
Mk I, Mk II, Mk III e relés podem ser ligados à rede através de uma caixa conversora e/ou de um módulo de
comunicação colocado entre o regulador e a rede (para mais pormenores, ver os capítulos seguintes).
Seleccione o regulador de compressor que irá funcionar como regulador principal para todos os compressores
na LAN e atribua-lhe a designação de Compressor Principal 1.
Seleccione os reguladores de compressor que irão funcionar como reguladores secundários. Atribua a esses
compressores as designações de Compressor 2, 3 e 4, respectivamente.
Mais informação sobre como configurar uma rede de compressores pode ser encontrada no documento 9820
3582 00.

2919 7048 00 9
Manual de instruções

3 Instruções de instalação

3.1 Ligação de máquinas com um controlador MkIV

Antes de efectuar qualquer ligação, parar sempre todos os compressores e desligar a


corrente!
Convém não esquecer que os reguladores Elektronikon I apenas podem funcionar como
reguladores secundários, uma vez que não possuem a função ES 4i.
No caso de serem fornecidos módulos de expansão, a chave electrónica deve ser colocada
no conector I/O do último módulo de expansão.

Com a excepção da primeira versão do Elektronikon I (ver abaixo as referências), todos os módulos de controlo
electrónico da quarta geração (MkIV), ou seja, o Elektronikon II ou Elektronikon III, podem ser ligados
directamente entre si usando a porta LAN, tal como mostra a figura abaixo:

Configuração da LAN em caso de reguladores MkIV

Referência Descrição Referência Descrição


(1) Compressor 1 (4) Compressor 4
Regulador principal Regulador secundário
(2) Compressor 2 (5) Chave electrónica
Regulador secundário
(3) Compressor 3
Regulador secundário

Se for necessário ligar um regulador Elektronikon I da primeira versão à LAN, a solução mais prática consiste
em substituí-lo por uma versão mais recente (Elektronikon I Plus - ver abaixo as referências), uma vez que
não é possível ligar esta versão do regulador Elektronikon I a um regulador principal através de cabos.

10 2919 7048 00
Manual de instruções

Controlador com Referência Utilizado em Controlador de Referência


possibilidades limitadas substituição
de ligação a CAN
Elektronikon I 1900 0711 01 GA5-90C Elektronikon I Plus 1900 0712 71
Elektronikon I 1900 0711 02 GA5-90C Elektronikon I Plus 1900 0712 71
Elektronikon I 1900 0711 03 GA5-90C Elektronikon I Plus 1900 0712 71
Elektronikon I 1900 0711 06 GA5-90C Elektronikon I Plus 1900 0712 71

Regulador Elektronikon I - MkIV (controlador A)

Regulador Elektronikon II - MkIV (controlador B)

Regulador Elektronikon III - MkIV (controlador D)

2919 7048 00 11
Manual de instruções

3.2 Ligação de máquinas da Atlas Copco equipadas com um


regulador Elektronikon MkI ou MkII

Há duas formas de ligar uma máquina da Atlas Copco equipada com um Elektronikon® MkI ou MkII ao
regulador principal com a função ES 4i integrada:
• Ligar uma ComBox S (referência 8092 2482 54) ao módulo do Elektronikon e ligar a ComBox S à LAN.
• Usar uma interface CANBox (referência 1900 0712 61) para ligar ao Elektronikon® e ligar a interface
CANBox à LAN.

Ligação de um Elektronikon MkI ou MkII a uma LAN

Referência Descrição Referência Descrição


(1) LAN (4) Elektronikon® MkI ou MkII
(2) Interface CANBox (5) COMBox S
(3) Ligação através de cabos

3.3 Ligar máquinas da Atlas Copco equipadas com um regulador


Elektronikon MkIII

Esta geração do regulador Elektronikon® estava disponível em duas variantes: uma versão Low Range e uma
High Range. Uma das principais diferenças entre estes dois reguladores está nas possibilidades de
comunicação. Os detalhes abaixo explicam as possibilidades para cada variante.
• Regulador Elektronikon® MkIII Low Range (referência 1900 0700 0x)
Há duas possibilidades de ligação para este regulador:
• Através de uma interface CANBox (referência 1900 0712 61), que, por sua vez, está ligada à LAN
para comunicar com o regulador principal ES 4i (ver figura abaixo)

12 2919 7048 00
Manual de instruções

• Através de uma ligação por cabos directamente ao regulador principal ES 4i


Em ambos os casos, são necessárias algumas alterações simples dentro do compartimento eléctrico. Mais
especificamente, devem ser adicionados dois relés, um para assinalar o estado de funcionamento e outro
para assinalar o estado de carga/vazio.
• Regulador Elektronikon® MkIII High Range (referência 1900 0701 0x)
Neste caso, também há duas possibilidades:
• O regulador inclui um módulo extra designado COM 1.
• A forma mais fácil para ligar a máquina ao regulador principal ES 4i é adicionar uma interface
ComBox S (referência 8092 2482 54), que converte todas as comunicações para a LAN.
• Em alternativa, o compressor pode ser ligado directamente ao ES 4i através de cabos.
• Se a máquina não possuir um módulo COM 1, há duas possibilidades:
• Usar um módulo COM 1 (referência 8104 0115 00) e uma Combox S (referência 8092 2482 54)
• Usar uma interface CANBox (referência 1900 0712 61).

Ligação de reguladores MkIII a uma LAN

Referência Descrição Referência Descrição


(1) LAN (5) Regulador Elektronikon MkIII - Low
Range
(2) Interface CANBox (6) Regulador Elektronikon MkIII - High
Range sem COM 1
(3) ComBox S (7) Ligação RS232
(4) Ligação através de cabos (8) Regulador Elektronikon MkIII - High
Range com COM 1

2919 7048 00 13
Manual de instruções

3.4 Ligação de máquinas com controlo electropneumático e de


máquinas de outros fabricantes

A única forma de ligar este tipo de máquinas ao regulador com a função ES 4i activa é usar uma interface
CANBox (referência 1900 0712 61), que, por sua vez, está ligada à rede LAN através de cabos.

Ligação de máquinas com controlo electropneumático à LAN

Referência Descrição Referência Descrição


(1) Rede LAN (3) Ligação através de cabos
(2) Interface CANBox (4) Máquinas com controlo
electropneumático ou máquinas que
não sejam da Atlas Copco

As ligações entre a(s) interface(s) CANBox e o regulador principal são efectuadas usando as portas da LAN,
exactamente da mesma forma como se ligam os reguladores MkIV (ver Ligação de máquinas equipadas com
um controlador MkIV).

14 2919 7048 00
Manual de instruções

4 Configuração dos parâmetros

4.1 Notas introdutórias

Há duas formas de modificar os parâmetros do ES 4i (MCC) nos reguladores:


• através do visor
• através do software FSP ('Field Service Program' - Programa de Assistência no Local). O FSP é um
software específico, disponível no Departamento Pós-Venda da Atlas Copco. Para mais pormenores,
contactar o seu Centro de Clientes da Atlas Copco.
Contudo, algumas modificações apenas são possíveis através do visor, enquanto outras apenas são possíveis
através do FSP. Consultar a lista no final deste capítulo.

Antes de se efectuar quaisquer alterações na configuração, parar sempre o compressor.

4.2 Colocação em funcionamento através do visor

Activação da função ES 4i (MCC) no regulador principal

• No ecrã principal, premir e manter premida a tecla de sentido ascendente (1) durante 3 segundos. É
apresentado o seguinte ecrã:

‘MCC-Md.Ctr.Comp’
‘Contrl. Remoto’
‘Assistência’
‘Prin’ ‘Mod.’
F1 F2 F3

• Em seguida, premir a tecla de sentido descendente (1) até a opção ‘CMC-Ctr.Múlt.Co’ ficar visível. Por
predefinição, o texto ‘Inactivo’ está intermitente.
• Premir a tecla F2 (‘Mod.’) para modificar. Utilizar as teclas de sentido ascendente ou descendente (1) para
alterar o parâmetro.
• Com a opção ‘Activo’ intermitente, premir F1 (‘Prog’) para guardar a alteração.
• Utilizar a tecla F1 para regressar ao menu principal.

2919 7048 00 15
Manual de instruções

Selecção do número de compressores na LAN

• Partindo do ecrã principal, premir F1 ('Menu').


• No ecrã seguinte, utilizar as teclas de seta (1) para se deslocar até a opção ‘Modif. Parâm.’ estar visível.
• Usar o tabulador (2) para seleccionar ‘Modif. Parâm.’.
• Utilizar as teclas de seta (1) até a opção ‘Parâmetros CMC’ estar visível e, depois, premir o tabulador (2)
para seleccionar.
• Premir F2 (‘Mod.’) para modificar. No ecrã, o número 1 fica intermitente.
• Utilizar as teclas de seta (1) para alterar o número de compressores na LAN.
• Premir a tecla F1 (‘Prog’) para guardar o valor seleccionado:

‘N.Compressores’
1

‘Prog’ ‘Lim.’ ‘Canc’


F1 F2 F3

• Utilizar a tecla F1 para regressar ao menu principal.

Programação do número do Node ID e activação da LAN para o regulador principal e os secundários

Repetir os passos seguintes para cada regulador secundário:


• Ligar a corrente.
• A partir do menu principal, premir a tecla F1 ('Menu').
• Utilizar a tecla de sentido descendente (1) até a opção ‘Modif. Parâm.’ estar seguida de uma seta horizontal.
Premir o tabulador (2) para activar este menu.
• Premir a tecla de sentido descendente (1) até a opção ‘Configuração’ estar seguida de uma seta horizontal
no ecrã. Premir o tabulador para activar este menu e deslocar-se para baixo até à opção ‘MCC-
Md.Ctr.Comp’. Aparece o ecrã seguinte:

16 2919 7048 00
Manual de instruções

‘MCC-Md.Ctr.Comp’
'Controlo Rede'

‘Menu’ ‘Mod.’ ‘Canc’


F1 F2 F3

Premir a tecla F2 (‘Mod.’) para modificar e utilizar as teclas de seta (1) para seleccionar ‘Controlo Rede’.
Para ser reconhecível na LAN, cada regulador secundário deve ter um endereço único de Node ID do
compressor.
• No menu de configuração de cada regulador secundário, deslocar-se até à opção 'ID do Nó'. Premir a tecla
F2 (‘Mod.’) e utilizar as teclas de sentido ascendente/descendente (1) para seleccionar o número. Premir
a tecla de função correspondente (‘Prog’) para confirmar a alteração.
Recomenda-se definir o regulador principal como o número 1 da configuração. Cada regulador secundário
tem de ser programado de modo independente, repetindo os passos descritos atrás. Seleccione Node ID 2 para
o compressor 2, Node ID 3 para o compressor 3 e Node ID 4 para o compressor 4.

4.3 Colocação em funcionamento através do FSP

Programação dos parâmetros do MCC no regulador principal através do FSP


Com o software Mk IV FSP, é possível alterar o MCC principal e activar a função MCC. Usar sempre a versão
mais recente do software!
O caminho para este recibo é: Parâmetros padrão\Estado do MCC

Para abrir a janela de diálogo, clicar duas vezes no recibo Estado do MCC:

Depois, alterar o estado. É possível escolher de entre as opções seguintes:


• ‘None (Nenhum)'
• ‘Exists but non active (Existe, mas está inactivo)'
• ‘Exists and is active (Existe e está activo)'

2919 7048 00 17
Manual de instruções

Seleccionar ‘Exists and is active (Existe e está activo)', guardar as alterações e fechar a janela de diálogo para
alterar os parâmetros.

Lista de parâmetros que podem ser alterados

Parâmetro Função valor definiçã valor unidad Nota


mínimo o de máximo e
fábrica
N.Compress para programar o número de 1 1 4 - (1)
ores compressores ligados à LAN
Para. para permitir ao regulador principal parar - activado - - (4)
Sistema ou não todos os compressores ligados
Funç.Para.F para permitir ao regulador principal forçar - activado - - (4)
orç. outra sequência, arrancando um novo
compressor no intervalo programado no
parâmetro Tempo Forçado
Sel Banda para seleccionar entre duas bandas de - activado - -
Pres pressão do sistema diferentes (bandas de
pressão 1 e 2)
Horas Totais para introduzir as horas em funcionamento 0 0 65535 Horas
1 para o compressor 1, visando influenciar o
algoritmo de controlo do MCC
Horas Totais para introduzir as horas em funcionamento 0 0 65535 Horas
2 para o compressor 2, visando influenciar o
algoritmo de controlo do MCC
Horas Totais para introduzir as horas em funcionamento 0 0 65535 Horas
3 para o compressor 3, visando influenciar o
algoritmo de controlo do MCC
Horas Totais para introduzir as horas em funcionamento 0 0 65535 Horas
4 para o compressor 4, visando influenciar o
algoritmo de controlo do MCC
Pr. Mín para programar o valor mínimo para a 4,0 7,0 bar(e) (3)
Banda 1 banda de pressão 1
Pr. Máx para programar o valor máximo para a (3) 8,0 (3) bar(e)
Banda 1 banda de pressão 1
Pr. Mín para programar o valor mínimo para a 4,0 (3) 7,0 (3) bar(e)
Banda 2 banda de pressão 2
Pr. Máx para programar o valor máximo para a (3) 8,0 (3) bar(e)
Banda 2 banda de pressão 2
C1 Arranq/ para programar o número de arranques por 3 240 720 -
Dia dia para o compressor 1 (Node ID 1)
C2 Arranq/ para programar o número de arranques por 3 240 720 -
Dia dia para o compressor 2 (Node ID 2)
C3 Arranq/ para programar o número de arranques por 3 240 720 -
Dia dia para o compressor 3 (Node ID 3)
C4 Arranq/ para programar o número de arranques por 3 240 720 -
Dia dia para o compressor 4 (Node ID 4)

18 2919 7048 00
Manual de instruções

Parâmetro Função valor definiçã valor unidad Nota


mínimo o de máximo e
fábrica
Tempo para programar o intervalo de tempo no 1(2) 7 (4) 60(2) dias (2)
Forçado qual, se estiver activado pelo parâmetro
Sistema Forçado, o regulador principal
arranca um novo compressor, caso não
tenha ocorrido nenhuma alteração de
sequência nesse intervalo
T Rem. a para programar o intervalo de tempo entre 5(2) 20(4) 600 (2) s
Local os comandos remoto para local do
regulador principal para os reguladores
secundários
T Reac. para programar o intervalo de tempo 10 15 60 s
Arranq. durante o qual os comandos de arranque
do regulador principal devem resultar no
funcionamento em carga dos
compressores
Tempo para programar o intervalo de tempo entre 5 20 600 s
Arranque os diferentes comandos de arranque e
carga do regulador principal para os
reguladores secundários
Dif. de Horas para programar a diferença em horas em 10(2) 168 (4) 672 (2) Horas
funcionamento, para permitir ao regulador
principal decidir arrancar/carregar outro
compressor
T Reac. para programar o intervalo de tempo 5 (2) 35 (4) 120 (2) s
Paragem durante o qual o comando de paragem do
regulador principal deve resultar na
paragem do compressor
Tempo Vazio para programar o intervalo de tempo entre 2 (2) 5 (4) 60 (2) s
diferentes comandos de vazio do regulador
principal para os reguladores secundários

Notas:
(1): apenas pode ser modificado através do visor do regulador
(2): apenas pode ser modificado através do software FSP
(3): apenas pode ser modificado através do software FSP (necessário acesso completo)
(4): pode ser modificado através do visor ou do software FSP

Para alterar os parâmetros no FSP, usar o caminho seguinte:


Parâmetros padrão\Parâmetros do MCC:

2919 7048 00 19
Manual de instruções

20 2919 7048 00
Manual de instruções

5 Funcionamento

5.1 Observações

Função de arranque/paragem local


Todas as funções de arranque e paragem locais nos painéis de controlo dos compressores estão desactivadas,
com excepção para os botões de paragem de emergência que permanecem activos.

Funções do relógio
No caso de comandos de arranque/paragem automática baseados em tempo serem programados nos
reguladores dos compressores participantes (através do menu Função de relógio), estes comandos não serão
tidos em conta.

Compressores com accionamento de velocidade variável


No caso de existir um compressor VSD, ele será o primeiro a arrancar e os níveis de pressão programada e
de paragem serão alterados da seguinte forma:
• A pressão programada estará no meio da banda de pressão da rede.
• O nível de paragem indirecta será igual ao nível máximo da banda de pressão da rede.
• O nível de paragem directa será igual à soma da nova pressão programada e do nível de paragem directa
programada do compressor VSD; o nível de paragem directa deve ser superior ao nível de paragem
indirecta.
Exemplo:
Níveis de banda de pressão programados no regulador principal: máx. 8,0 bar(e); mín. 7,0 bar(e); e nível de
paragem directa programado no regulador do compressor com velocidade variável: 1 bar
Em configuração LAN, o compressor VSD terá uma pressão programada de 7,5 bar(e), um nível de paragem
indirecta de 8,0 bar(e) e um nível de paragem directa de 8,5 bar(e).

5.2 Antes do arranque

Controlador tipo III


Quando se liga a corrente (ou se nenhuma tecla for premida durante 4 minutos), o ecrã principal do MCC é
mostrado no regulador principal. Premir o botão F2 para visualizar o ecrã do MCC, um exemplo do qual é
apresentado a seguir:

2919 7048 00 21
Manual de instruções

O ecrã do exemplo anterior mostra:


• Compressor principal (compressor 1): a funcionar em carga
• Compressor 2: parado
• Compressor 3: não há comunicação entre o regulador principal e o regulador secundário relacionado
• Compressor 4: o compressor relacionado está desligado
• A pressão máxima é de 8,0 bar
• A pressão mínima é de 7,0 bar

O compressor relacionado está a funcionar em carga

O compressor relacionado está a funcionar em vazio


O compressor relacionado está parado
O compressor relacionado está desligado

! O compressor relacionado não está a reagir a um comando do regulador principal


!
? Não há comunicação entre o regulador principal e o regulador secundário relacionado
?
X O compressor relacionado não é reconhecido
X

Se um dos compressores for um VSD, é apresentado um indicador de barra para a velocidade.


Se um dos compressores não estiver a reagir a um comando do regulador principal, surge 'Rset (Rearme)' no
ecrã principal:

'Rset' (Rearme)' pode ser usado para restabelecer a comunicação entre o regulador principal e os secundários,
por exemplo, após a integração de um compressor. Ver Isolamento e reintegração de um compressor.

5.3 Arranque

Depois de se premir o botão de arranque, o regulador principal com a funcionalidade ES 4i (MCC) activada
irá arrancar, carregar, descarregar e parar os compressores na rede consoante as necessidades, de modo a
manter a pressão na rede dentro das bandas de pressão programadas, tendo em conta, simultaneamente, os
parâmetros programados.

22 2919 7048 00
Manual de instruções

5.4 Durante o funcionamento

Controlador tipo III


Se o regulador principal for um controlador tipo III, o ecrã principal do MCC será semelhante ao apresentado
a seguir:

O ecrã do exemplo acima mostra:


• Compressor 1 (regulador principal): a funcionar em carga
• Compressor 2: parado
• Compressor 3: não há comunicação entre o regulador principal e o regulador secundário relacionado
• Compressor 4: o compressor relacionado não está a reagir
• A pressão máxima é de 8,0 bar
• A pressão mínima é de 7,0 bar

Após premir o botão de sentido descendente, é apresentado o seguinte ecrã:

Este ecrã mostra:


• A pressão da rede é de 8,0 bar
• O regulador principal está a regular os compressores ligados à LAN
A tecla Paragem (F2) pode ser usada para parar todos os compressores.
A tecla Loc (F3) pode ser usada para comutar os compressores de volta para controlo local.
Usar o botão de sentido ascendente para regressar ao ecrã anterior.

Após premir a tecla Prin no ecrã principal do MCC, é apresentado o seguinte ecrã:

2919 7048 00 23
Manual de instruções

O ecrã principal do compressor mostra:


• A pressão de saída do compressor é de 7,5 bar
• O compressor está a funcionar em carga e ligado a uma LAN
• A tecla Menu (F1) pode ser usada para se deslocar através dos menus do compressor principal, por
exemplo, para chamar os dados do compressor.
• A tecla MCC (F2) pode ser usada para voltar ao ecrã principal do MCC.

5.5 Isolamento e reintegração de um compressor

Isolamento de um compressor
É possível isolar um compressor da regulação pelo regulador principal.
1. No regulador do compressor a ser isolado, premir a tecla Menu e deslocar-se até ao menu Configuração.
2. Deslocar-se até à opção MCC-Md.Ctr.Comp (modo de controlo do compressor), premir a tecla Mod. e
utilizar as teclas de sentido ascendente ou descendente para seleccionar Local; depois, premir a tecla ‘Prog’
para programar esse modo. O compressor ficará isolado; o número do compressor correspondente piscará
no painel de controlo do regulador principal.

Reintegração de um compressor
Para reintegrar um compressor isolado:
1. No regulador do compressor a ser reintegrado, premir a tecla ‘Menu’ e deslocar-se até ao menu
Configuração.
2. Deslocar-se até à opção MCC-Md.Ctr.Comp (modo de controlo do compressor), premir a tecla F2 e utilizar
as teclas de sentido ascendente ou descendente para seleccionar LAN. Premir a tecla Prog (F1) para
programar esse modo.
3. Premir a tecla ‘Rset (Rearme)’ no ecrã MCC do regulador principal. O regulador principal assumirá a
regulação da pressão do compressor integrado.

5.6 Paragem

Controlador tipo III


Se o regulador principal for um controlador de tipo III, premir a tecla de função F2 ('Paragem') no ecrã seguinte,
para parar todos os compressores na LAN:

24 2919 7048 00
Manual de instruções

Para mais informações, ver Durante o funcionamento.

2919 7048 00 25
Manual de instruções

6 Integração de um sensor de pressão remoto

6.1 Criação de uma nova entrada

Introdução
Por predefinição, o controlador principal MCC regula os compressores com base na própria pressão de saída
do compressor, ou seja, a pressão medida pelo sensor de pressão no compressor principal. No entanto, é
também possível usar outro dispositivo de entrada (um sensor de pressão remoto) como entrada para regulação.
A criação de uma nova entrada pode ser efectuada usando o software de serviço e de colocação em
funcionamento (FSP) para o MkIV. Para mais pormenores, ver o manual de utilizador do FSP (pode ser
encontrado via LN na base de dados Elektronikon Software Market).
Após se ter criado a entrada do sensor remoto, a função MCC tem de ser ligada a essa entrada. Isto pode ser
efectuado usando o mesmo software de serviço e de colocação em funcionamento (FSP) para o MkIV.

Criação de uma nova entrada para um transdutor de pressão Kavlico


Se não houver entradas disponíveis no módulo principal, primeiro é necessário ligar um módulo de expansão
AIE1 ao módulo principal. O módulo AIE1 (referência 1900 0710 41) adiciona 2 entradas de pressão ao
controlador MkIV.

Nota importante: antes de se ligar fisicamente módulos de expansão, desligar a corrente


eléctrica, à semelhança do que acontece ao ligar a chave electrónica do MCC!

Instruções para o software FSP:


• Activar o nível Avançado ou Acesso Completo.
• Clicar na caixa antes do módulo de expansão AIE1/AIE2 e seleccionar o tipo de caixa de expansão.
Certificar-se de que o compressor se encontra em modo de controlo local.

• Adicionar uma função de entrada de pressão.

26 2919 7048 00
Manual de instruções

• Em seguida, seleccionar ‘Pressão Sistema’ na lista e clicar em OK:

Depois, inserir o texto para definição da entrada e programar estes dados clicando no botão Guardar:

No regulador MkIV, pode-se agora verificar a nova entrada de pressão:


O ecrã de informação ‘Extra’ do regulador principal mostra agora ‘D 2 K’, em que D=tipo de módulo principal,
2=módulo de expansão AIE1 e K=chave electrónica do MCC. Na lista ‘Dados Medidos’, está indicada a
entrada ‘Pressão na Rede’.

Criação de uma nova entrada para um transmissor de pressão


Também é possível usar um transmissor de pressão como dispositivo sensor de pressão. Nesse caso, é
necessário primeiro ligar um módulo de expansão AIE2 ao módulo principal. O módulo AIE2 (referência
1900 0710 52) adiciona 4 entradas de transmissor ao controlador MkIV. Convém não esquecer que os
transmissores devem ser sempre alimentados por uma fonte de alimentação externa.

Nota importante: antes de se ligar fisicamente módulos de expansão, desligar a corrente


eléctrica, à semelhança do que acontece ao ligar a chave electrónica do MCC!

Instruções para o software FSP:


• Activar o nível Avançado ou Acesso Completo.
• Clicar na caixa antes do módulo de expansão AIE1/AIE2 e seleccionar o tipo de caixa de expansão.

2919 7048 00 27
Manual de instruções

• Adicionar uma função de entrada de pressão.

• Em seguida, seleccionar ‘Pressão Sistema’ na lista e clicar em OK:

Depois, inserir o texto para definição da entrada e programar estes dados clicando no botão Guardar:

No regulador MkIV, pode-se agora verificar a nova entrada de pressão:


O ecrã de informação ‘Extra’ do regulador principal mostra agora, por exemplo, ‘D 3 K’, em que D=tipo de
módulo principal, 3=módulo de expansão AIE2 e K=chave electrónica do MCC.
Na lista ‘Dados Medidos’, está indicada a entrada ‘Pressão na Rede’.

28 2919 7048 00
Manual de instruções

6.2 Ligar a funcionalidade MCC à medição externa de pressão

Após se ter criado a entrada do sensor remoto, a função MCC tem de ser ligada a essa entrada.
Instruções para o software FSP:
• Activar o nível Avançado ou Acesso Completo.
• Seleccione a nova entrada como a usada para o MCC nos dados de estado do MCC.

• Seleccione o estado aplicável (MCC activo, Paragem do Sistema activo/inactivo,...) e programe esses
dados clicando no ícone Guardar:

2919 7048 00 29
O que faz da Atlas Copco uma empresa à parte é a
nossa convicção de que apenas podemos distinguir-
-nos naquilo que fazemos se oferecermos o melhor
know-how e tecnologia possíveis para ajudar
verdadeiramente os nossos clientes a produzir,
crescer e prosperar.
Existe um método único de o conseguir – nós
designamo-lo de método Atlas Copco. Assenta na
interacção, nas relações de longo prazo e no
envolvimento nos processos, necessidades e
objectivos dos clientes. Significa ter flexibilidade para
adaptação às diversas exigências das pessoas que
nós abastecemos.
É o compromisso com o negócio dos nossos
clientes que conduz os nossos esforços no sentido
do aumento da sua produtividade através de
melhores soluções. Começa com o suporte total aos
produtos existentes e continua desenvolvendo
melhores soluções, indo mais além, criando avanços
na tecnologia através da inovação. Agimos assim,
não por razões de tecnologia mas sim por atenção à
linha de fundo que é a paz de espírito dos nossos
clientes.
Esta é a forma como a Atlas Copco se empenha em
continuar a ser a primeira escolha, ser bem sucedida
nas relações comerciais, mantendo uma posição de
destaque como líder na indústria.
No. 2919 7048 00 / 2008 - 03

Você também pode gostar