Você está na página 1de 12

PROGRAMA DA DISCIPLINA HISTÓRIA DO BRASIL IV

TEXTO INTRODUTÓRIO

Olá, estimados cursistas!

Sejam bem-vindos à disciplina de História do Brasil IV.

A disciplina tem como base a descentralização da pesquisa, que resulta na


variedade de enfoque das abordagens e na diversidade dos autores selecionados.

Esses autores, que se originam e atuam nas mais diversas regiões do país,
discutem eixos temáticos nacionais. Sob o prisma da história política, social, cultural
e econômica, os autores sugerem hipóteses interpretativas que visam a contribuir
com o esforço reflexivo sobre as peculiaridades do período de redemocratização de
1945 até o esgotamento da Nova República, com o golpe de Estado de 2016.

O programa está organizado em duas partes, que serão trabalhadas com mais
propriedades nos Fóruns.

A primeira é denominada: “O tempo da experiência democrática – da


democratização de 1945 ao golpe civil-militar de 1964”. Essa etapa volta-se para a
vida política da época, privilegiando atores sociais que, de maneira crescente, se
engajaram em lutas por reformas econômicas e sociais, como também os grupos
políticos e sociais contrariados com os avanços dos movimentos reivindicatórios.

A segunda parte da disciplina é intitulada: “O tempo do regime autoritário: Ditadura


Militar e redemocratização”. Essa etapa dedica-se ao processo de exclusão política,
econômica e social sob a égide da ditadura inaugurada em 1964, mas também à luta
pela redemocratização do país.

VÍDEO DE APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

https://www.youtube.com/watch?v=4CgfQEpIdIM&t=46s

INSERIR ABAIXO DO VÍDEO, CENTRALIZADO:

Profa. Dra. Ana Luiza Rios Martins

BIBLIOTECA DA DISCIPLINA

GOMES, Ângela Maria de Castro. ​Reflexões em torno de populismo e


trabalhismo.​ Varia História, Minas Gerais, v. IL, n.28, p. 55-84, 2002.
DELGADO, Lucilia de Almeida Neves, ​O Governo João Goulart e o golpe de 1964​:
memória, história e historiografia Tempo, vol. 14, núm. 28, jan./jun., 2010, p.
125-145.

FICO, Carlos. ​Espionagem, polícia política, censura e propaganda: os pilares


básicos da repressão​. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do
Brasil Republicano. Vol. 4. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

MOREIRA, Vânia Maria Losada. ​Os anos JK: industrialização e modelo oligárquico
de desenvolvimento rural. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História
do Brasil Republicano. Vol. 3. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

MONTENEGRO, Antônio Torres. ​Ligas camponesas e sindicatos rurais em


tempo de revolução. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do
Brasil Republicano. Vol. 3. Da democracia de 1945 ao golpe civil-militar de 1964. Rio
de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

SANTANA, Marco Aurélio. Trabalhadores, sindicatos e política no Brasil: do


golpe à redemocratização (1964-1985). ​In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia
(Org.). História do Brasil Republicano. Vol. 4. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira,
2008.

RIDENTI, Marcelo. ​Cultura e Política: ​os anos de 1960-1970 e sua herança. In:
FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do Brasil Republicano. Vol. 4.
Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

ROLLEMBERG, Denise. ​Esquerdas Revolucionárias e Luta Armada. ​In:


FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do Brasil Republicano. Vol. 4.
Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

TEXTOS DA DISCIPLINA - SEGUE LINK DO GOOGLE DRIVE:

Link:
https://drive.google.com/folderview?id=1i5JXz64U0qyczVwbLC0QiTKWGoz7Fm9G

MÓDULO: POLÍTICA, CULTURA E SOCIEDADE: DO TEMPO DA EXPERIÊNCIA


DEMOCRÁTICA AO TEMPO DO REGIME AUTORITÁRIO

CONTEÚDOS

O programa está organizado em duas partes. A primeira é denominada: “O tempo da


experiência democrática – da democratização de 1945 ao golpe civil-militar de
1964”. Essa etapa volta-se para a vida política da época, privilegiando atores sociais
que, de maneira crescente, se engajaram em lutas por reformas econômicas e
sociais, como também os grupos políticos e sociais contrariados com os avanços
dos movimentos reivindicatórios.
A segunda parte da disciplina é intitulada: “O tempo do regime autoritário: Ditadura
Militar e redemocratização”. Essa etapa dedica-se ao processo de exclusão política,
econômica e social sob a égide da ditadura inaugurada em 1964, mas também à luta
pela redemocratização do país.

OBJETIVOS E PROBLEMATIZAÇÕES:

Aprofundar os debates historiográficos sobre os movimentos sociais e problematizar


os conceitos de ​“populismo” e de “trabalhismo”.

Discutir a luta pela terra no Brasil através da compreensão dos trabalhadores rurais
no período posterior a 1930.

Debater o projeto do nacional-desenvolvimentismo adotado por Juscelino que teve


como objetivo promover a industrialização e modernização do país através do
incremento do modelo capitalista.

Analisar os diferentes enfoques interpretativos e historiográficos referentes à


trajetória política do ex-presidente João Goulart, a crise institucional do início da
década de 1960 e o golpe político de 1964.

Debater a importância da espionagem, da polícia política e da censura como os


pilares da repressão.

Analisar os diferentes enfoques interpretativos e historiográficos referentes às


trajetórias das esquerdas revolucionárias entre 1964 a 1985.

Explorar a trajetória do sindicalismo brasileiro no período da ditadura civil-militar,


dando ênfase aos fatores internos à vida desse movimento.

Discutir a atuação dos movimentos artísticos no combate à ditadura civil-militar.

METODOLOGIAS:
Fóruns
Utilização de recursos audiovisuais, como aulas virtuais e documentários.
Acompanhamento diário do Professor Formador e do Tutor a Distância responsável
pela disciplina.

TEXTOS DE REFERÊNCIA:

GOMES, Ângela Maria de Castro. ​Reflexões em torno de populismo e


trabalhismo.​ Varia História, Minas Gerais, v. IL, n.28, p. 55-84, 2002.

DELGADO, Lucilia de Almeida Neves, ​O Governo João Goulart e o golpe de 1964​:


memória, história e historiografia Tempo, vol. 14, núm. 28, jan./jun., 2010, p.
125-145.

FICO, Carlos. ​Espionagem, polícia política, censura e propaganda: os pilares


básicos da repressão​. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do
Brasil Republicano. Vol. 4. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

MOREIRA, Vânia Maria Losada. ​Os anos JK: industrialização e modelo oligárquico
de desenvolvimento rural. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História
do Brasil Republicano. Vol. 3. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

MONTENEGRO, Antônio Torres. ​Ligas camponesas e sindicatos rurais em


tempo de revolução. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do
Brasil Republicano. Vol. 3. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

RIDENTI, Marcelo. ​Cultura e Política: ​os anos de 1960-1970 e sua herança. In:
FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do Brasil Republicano. Vol. 4.
Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

ROLLEMBERG, Denise. ​Esquerdas Revolucionárias e Luta Armada. ​In:


FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do Brasil Republicano. Vol. 4.
Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

SANTANA, Marco Aurélio. Trabalhadores, sindicatos e política no Brasil: do


golpe à redemocratização (1964-1985). ​In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia
(Org.). História do Brasil Republicano. Vol. 4. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira,
2008.

TEXTOS COMPLEMENTARES:

ALVES, Juliana Martins. ​Trabalho e trabalhadores no segundo governo Vargas​:


as greves como um “antidireito” (1951-1954). Rev. Hist. (São Paulo), n.172, jan.-jun.,
2015, p. 367-396.

DELGADO, Lucilia de Almeida. ​Partidos políticos e frentes parlamentares:


projetos, desafios e conflitos na democracia. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO,
Lucilia (Org.). História do Brasil Republicano. Vol. 3. Rio de Janeiro: Civilização
Brasileira, 2008.

FERREIRA, Jorge (Org.). ​O populismo e sua história​. Rio de Janeiro: Civilização


Brasileira, 2001.

MEDEIROS, Leonilde Servolo. ​O regime empresarial-militar e a questão agrária


no Brasil. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do Brasil
Republicano. Vol. 4. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

PRADO, Luiz Carlos Delorme; EARP, Fábio Sá. ​O “milagre” brasileiro:


crescimento acelerado, integração internacional e concentração de renda
(1967-1973)​. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do Brasil
Republicano. Vol. 4. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

ROGHERO, Carla Simone. ​A anistia de 1979 e as heranças da ditadura. In:


FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do Brasil Republicano. Vol. 4.
Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

VÍDEOS COMPLEMENTARES:

Os Anos JK: uma trajetória política.


Direção de Sílvio Tendler. Documentário, 1980, 110 min., Caliban. Documentário
sobre a história do Brasil contemporâneo a partir da trajetória política de Juscelino
Kubitschek. O projeto desenvolvimentista, a construção de Brasília e as humilhações
que sofreu com a ditadura militar são alguns temas do excelente documentário de
Tendler.
Disponível em: ​https://www.youtube.com/watch?v=Tk_YGWhFce8

Dossiê Jango
Direção de Paulo Henrique Fontenelle. Documentário, 2013, 102 min., Canal Brasil.
Narração de Flávio Tavares, Zelito Viana, Carlos Lyra e Luiz Carlos Barreto.
Baseado em diversos depoimentos e imagens de época, o documentário trata do
contexto repressivo da ditadura militar. Mas sobretudo o lme discute as
circunstâncias da morte de João Goulart no exílio argentino, em 1976, levantando
suspeitas de que ele teria sido vítima de assassinato.
Disponível em: ​https://www.youtube.com/watch?v=bjg12utpN8I&t=61s

Cabra marcado para morrer


Direção de Eduardo Coutinho. Documentário, 1984, 119 min., Globo Vídeo. O lme
reconstrói a história da criação do sindicato rural e a luta camponesa de Sapé, na
Paraíba, a partir do assassinato de seu presidente, João Pedro Teixeira, em 1964.
Através dos relatos de sua viúva, Elizabeth Teixeira, e com um elenco formado por
camponeses, Eduardo Coutinho empreende seu projeto de denunciar o
patriarcalismo e a repressão como formas de dominação social dos trabalhadores. O
documentário é interrompido com o golpe militar, e retomado apenas 17 anos
depois.
Disponível em: ​https://www.youtube.com/watch?v=HGSRLIs8BGw

O Dia que durou 21 anos


Direção de Camilo Tavares. Documentário, 2013, 77 min., Pequi Filmes. Narração
de Stanley Howard Lehman e Edson Mazieiro. Documentário sobre o golpe
civil-militar de 1964. A narrativa do lme centra a explicação para a crise política no
governo Goulart e o golpe de Estado na atuação do governo dos Estados Unidos, de
agentes da CIA e do embaixador norte-americano no Brasil.
Disponível em: ​https://www.youtube.com/watch?v=ltawI64zBEo
MÓDULO: AVALIAÇÕES

FÓRUM 1 - O TEMPO DA EXPERIÊNCIA DEMOCRÁTICA: DA


DEMOCRATIZAÇÃO DE 1945 AO GOLPE CIVIL MILITAR DE 1964

No Fórum 1 iremos aprofundar os debates historiográficos sobre os movimentos


sociais e problematizar os conceitos de ​“populismo” e de “trabalhismo”.
Compreender a redemocratização, o partidarismo, o nacionalismo e a política
desenvolvimentista no período posterior a 1945.

TEXTOS DE REFERÊNCIA:

GOMES, Ângela Maria de Castro. ​Reflexões em torno de populismo e


trabalhismo.​ Varia História, Minas Gerais, v. IL, n.28, p. 55-84, 2002.

MOREIRA, Vânia Maria Losada. ​Os anos JK: industrialização e modelo oligárquico
de desenvolvimento rural. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História
do Brasil Republicano. Vol. 3. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

MONTENEGRO, Antônio Torres. ​Ligas camponesas e sindicatos rurais em


tempo de revolução. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do
Brasil Republicano. Vol. 3. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

DELGADO, Lucilia de Almeida Neves, ​O Governo João Goulart e o golpe de 1964​:


memória, história e historiografia Tempo, vol. 14, núm. 28, jan./jun., 2010, p.
125-145.

VÍDEOS COMPLEMENTARES:

Os Anos JK: uma trajetória política.


Direção de Sílvio Tendler. Documentário, 1980, 110 min., Caliban. Documentário
sobre a história do Brasil contemporâneo a partir da trajetória política de Juscelino
Kubitschek. O projeto desenvolvimentista, a construção de Brasília e as humilhações
que sofreu com a ditadura militar são alguns temas do excelente documentário de
Tendler.
Disponível em: ​https://www.youtube.com/watch?v=Tk_YGWhFce8

Dossiê Jango
Direção de Paulo Henrique Fontenelle. Documentário, 2013, 102 min., Canal Brasil.
Narração de Flávio Tavares, Zelito Viana, Carlos Lyra e Luiz Carlos Barreto.
Baseado em diversos depoimentos e imagens de época, o documentário trata do
contexto repressivo da ditadura militar. Mas sobretudo o lme discute as
circunstâncias da morte de João Goulart no exílio argentino, em 1976, levantando
suspeitas de que ele teria sido vítima de assassinato.
Disponível em: ​https://www.youtube.com/watch?v=bjg12utpN8I&t=61s

TEXTOS COMPLEMENTARES:

ALVES, Juliana Martins. ​Trabalho e trabalhadores no segundo governo Vargas​:


as greves como um “antidireito” (1951-1954). Rev. Hist. (São Paulo), n.172, jan.-jun.,
2015, p. 367-396.

DELGADO, Lucilia de Almeida. ​Partidos políticos e frentes parlamentares:


projetos, desafios e conflitos na democracia. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO,
Lucilia (Org.). História do Brasil Republicano. Vol. 3. Rio de Janeiro: Civilização
Brasileira, 2008.

FERREIRA, Jorge (Org.). ​O populismo e sua história​. Rio de Janeiro: Civilização


Brasileira, 2001.

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO:

1. Responder às perguntas norteadoras propostas pelo professor e/ou tutor com


embasamento nos textos indicados nos fóruns.
2. Propor um questionamento e/ou uma proposição sobre os textos indicados no
fórum.
3. Interagir com as postagens dos alunos com embasamento nos textos indicados
nos fóruns.
4. Responder questionamentos e/ou proposições dos alunos com embasamento nos
textos indicados nos fóruns.

CARGA HORÁRIA: ​15h

PONTUAÇÃO: ​50% NPC 1

PERÍODO DE PARTICIPAÇÃO:​ ​13/07 a 19/07

Fique ligado: participações fora desse período não serão consideradas.

ATENÇÃO:

Sua participação no fórum deve ser sempre interativa, direta e eficaz, demonstrando
suas próprias opiniões de modo crítico e reflexivo, embasadas nos textos em estudo.

Evite transcrever informações da internet e outras fontes, bem como textos longos e
cansativos. CUIDADO COM OS PLÁGIOS, pois não serão considerados e fazem
com que sua avaliação no Fórum seja zerada.
Não limite sua interação com os colegas a expressões do tipo "concordo" ou
"discordo", mas traga para a discussão a expressão do seu entendimento acerca da
participação do outro, apresentando os pontos de convergência e/ou divergência.

A qualidade, eficácia e interatividade da nossa discussão depende de você!

PERGUNTAS E/OU INFORMAÇÕES QUE OS TUTORES EXPLORARÃO NA


INTERAÇÃO NO FÓRUM

Aprofundar os debates historiográficos sobre os movimentos sociais e problematizar


os conceitos de ​“populismo” e de “trabalhismo”.
Discutir a luta pela terra no Brasil através da compreensão dos trabalhadores rurais
no período posterior a 1930.

Debater o projeto do nacional-desenvolvimentismo adotado por Juscelino que teve


como objetivo promover a industrialização e modernização do país através do
incremento do modelo capitalista.

Analisar os diferentes enfoques interpretativos e historiográficos referentes à


trajetória política do ex-presidente João Goulart, a crise institucional do início da
década de 1960 e o golpe político de 1964.

FÓRUM 02 - O TEMPO DO REGIME AUTORITÁRIO: DITADURA MILITAR E


REDEMOCRATIZAÇÃO

No Fórum 2 iremos discutir sobre as esquerdas revolucionárias, a crise do


nacional-desenvolvimentismo e a contribuição dos movimentos artísticos no
combate à ditadura civil-militar.

TEXTOS DE REFERÊNCIA:
FICO, Carlos. ​Espionagem, polícia política, censura e propaganda: os pilares
básicos da repressão​. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do
Brasil Republicano. Vol. 4. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

RIDENTI, Marcelo. ​Cultura e Política: ​os anos de 1960-1970 e sua herança. In:
FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do Brasil Republicano. Vol. 4.
Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

ROLLEMBERG, Denise. ​Esquerdas Revolucionárias e Luta Armada. ​In:


FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do Brasil Republicano. Vol. 4.
Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

SANTANA, Marco Aurélio. ​Trabalhadores, sindicatos e política no Brasil: do


golpe à redemocratização (1964-1985). In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia
(Org.). História do Brasil Republicano. Vol. 4. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira,
2008.

VÍDEOS COMPLEMENTARES:

Cabra marcado para morrer


Direção de Eduardo Coutinho. Documentário, 1984, 119 min., Globo Vídeo. O lme
reconstrói a história da criação do sindicato rural e a luta camponesa de Sapé, na
Paraíba, a partir do assassinato de seu presidente, João Pedro Teixeira, em 1964.
Através dos relatos de sua viúva, Elizabeth Teixeira, e com um elenco formado por
camponeses, Eduardo Coutinho empreende seu projeto de denunciar o
patriarcalismo e a repressão como formas de dominação social dos trabalhadores. O
documentário é interrompido com o golpe militar, e retomado apenas 17 anos
depois.
Disponível em: ​https://www.youtube.com/watch?v=HGSRLIs8BGw

O Dia que durou 21 anos


Direção de Camilo Tavares. Documentário, 2013, 77 min., Pequi Filmes. Narração
de Stanley Howard Lehman e Edson Mazieiro. Documentário sobre o golpe
civil-militar de 1964. A narrativa do lme centra a explicação para a crise política no
governo Goulart e o golpe de Estado na atuação do governo dos Estados Unidos, de
agentes da CIA e do embaixador norte-americano no Brasil.
Disponível em: ​https://www.youtube.com/watch?v=ltawI64zBEo

TEXTOS COMPLEMENTARES:

MEDEIROS, Leonilde Servolo. ​O regime empresarial-militar e a questão agrária


no Brasil. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do Brasil
Republicano. Vol. 4. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

PRADO, Luiz Carlos Delorme; EARP, Fábio Sá. ​O “milagre” brasileiro:


crescimento acelerado, integração internacional e concentração de renda
(1967-1973)​. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do Brasil
Republicano. Vol. 4. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

ROGHERO, Carla Simone. ​A anistia de 1979 e as heranças da ditadura. In:


FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia (Org.). História do Brasil Republicano. Vol. 4.
Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO:

1. Responder às perguntas norteadoras propostas pelo professor e/ou tutor com


embasamento nos textos indicados nos fóruns.
2. Propor um questionamento e/ou uma proposição sobre os textos indicados no
fórum.
3. Interagir com as postagens dos alunos com embasamento nos textos indicados
nos fóruns.
4. Responder questionamentos e/ou proposições dos alunos com embasamento nos
textos indicados nos fóruns.

CARGA HORÁRIA: ​15h

PONTUAÇÃO: ​40% NPC 1

PERÍODO DE PARTICIPAÇÃO:​ ​20/07 a 26/07

Fique ligado: participações fora desse período não serão consideradas.

ATENÇÃO:

Sua participação no fórum deve ser sempre interativa, direta e eficaz, demonstrando
suas próprias opiniões de modo crítico e reflexivo, embasadas nos textos em estudo.

Evite transcrever informações da internet e outras fontes, bem como textos longos e
cansativos. CUIDADO COM OS PLÁGIOS, pois não serão considerados e fazem
com que sua avaliação no Fórum seja zerada.

Não limite sua interação com os colegas a expressões do tipo "concordo" ou


"discordo", mas traga para a discussão a expressão do seu entendimento acerca da
participação do outro, apresentando os pontos de convergência e/ou divergência.

A qualidade, eficácia e interatividade da nossa discussão depende de você!

PERGUNTAS E/OU INFORMAÇÕES QUE OS TUTORES EXPLORARÃO NA


INTERAÇÃO NO FÓRUM

Debater a importância da espionagem, da polícia política e da censura como os


pilares da repressão.

Analisar os diferentes enfoques interpretativos e historiográficos referentes às


trajetórias das esquerdas revolucionárias entre 1964 a 1985.

Explorar a trajetória do sindicalismo brasileiro no período da ditadura civil-militar,


dando ênfase aos fatores internos à vida desse movimento.

Discutir a atuação dos movimentos artísticos no combate à ditadura civil-militar.

AVALIAÇÃO VIRTUAL

Tempo de prova​: você terá até 4 horas para responder às questões.

Número de tentativas​: você terá 2 tentativas para respondê-las.

Carga Horária: ​8h


Pontuação: ​50% NPC 2

QUESTÕES:

Link:
https://docs.google.com/document/d/12YR6pE1d02eDCr0WEx7Ip8qJIAJumEgTnfLR
_F0uOdw/edit?usp=sharing

HISTORIANDO - O TEMPO DA NOVA REPÚBLICA: DA TRANSIÇÃO


DEMOCRÁTICA À CRISE POLÍTICA DE 2016

Os textos selecionados para essa atividade discutem os processos políticos,


econômicos, sociais e culturais do período iniciado em 1985 até o esgotamento da
Nova República com o golpe de Estado de 2016.

Escolha um dos temas e desenvolva, em equipe, uma produção audiovisual. O


vídeo deve ter no ​mínimo 5 e no máximo 20 minutos e, todos os membros da
equipe devem ter participação efetiva na sua produção e execução.

1. O Brasil e o Tempo Presente.


Profa. Dra. Angélica Müller (UFF) e Profa. Dra. Francine Iegelski (UFF).

2. O presidente acidental: José Sarney e a transição democrática.


Prof. Dr. Jorge Ferreira (UFF/UFJF).

3. O fim do desenvolvimentismo: o governo Sarney e a transição do modelo


econômico brasileiro.
Prof. Dr. Luiz Carlos Delorme Prado (IE/UFRJ).
Profa. Dra. Maria Antonieta P. Leopoldi (UFF).

4. As eleições de 1989 e a democracia brasileira: atores, processos e


prognósticos.
Prof. Dr. Américo Freire (CPDOC/FGV).
Dra. Alessandra Carvalho (CAP/UFRJ).

5. O governo e o impeachment de Fernando Collor de Mello.


Prof. Dr. Brasilio Sallum Jr. (USP).

6. Reestruturação produtiva, neoliberalismo e o mundo do trabalho no Brasil:


anos 1990 e 2000.
Prof. Dr. José Ricardo Ramalho (UFRJ).

7. A estabilização e a estabilidade: do Plano Real aos governos FHC


(1993-2002).
Profa. Dra. Marly Motta (CPDOC/FGV).

8. “A gente cultiva a terra e ela cultiva a gente”: uma história do MST*


Profa. Dra. Adelaide Gonçalves (UFC).
9. Arte e cultura no tempo presente (1985-2016).
Profa. Dra. Maria Fernanda Garbero (UFRJ)
Prof. Dr. Luiz Sérgio de Oliveira (UFF).
Dr. Rafael de Luna Freire (UFF).

10. Pátria amada, não idolatrada: o Brasil no rock dos anos 1980/1990.
Dr. Mario Luis Grangeia (MPF).

11. Realismo, ambição e frustração: o Brasil e sua política internacional


(1985-2015).
Prof. Dr. Estevão de Rezende Martins (UnB).

12. O lulismo e os governos do PT: ascensão e queda.


Prof. Dr. Rodrigo Patto Sá Motta (UFMG).

13.Cidadania no tempo presente.


Profa. Dra. Cláudia Viscardi (UFJF).
Prof. Dr. Fernando Perlatto (UFJF).

AUTOAVALIAÇÃO

ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO

NEF - NOTA DE EXAME FINAL

COMO SERÁ FEITO O CÁLCULO DAS NOTAS

NPC 1​: FÓRUM 1 - 50% + FÓRUM 2 - 40% + AUTOAVALIAÇÃO - 10%

NPC 2​: AVALIAÇÃO VIRTUAL - 50% + HISTORIANDO - 50%

CRONOGRAMA DE ATIVIDADES

DATA CARGA HORÁRIA EVENTO

11/07 00:00 - 06:00 APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA


13/07 a 19/07 00:00 - 15:00 FÓRUM 01
20/07 a 26/07 00:00 - 15:00 FÓRUM 02
27/07 00:00 - 08:00 AVALIAÇÃO VIRTUAL
17/07 00:00 - 04:00 ENCONTRO VIRTUAL
18/07 00:00 - 04:00 ENCONTRO VIRTUAL
02/08 00:00 - 16:00 HISTORIANDO