Você está na página 1de 7

Aviso legal: Este é um modelo inicial que deve ser adaptado ao caso concreto por profissional habilitado.

Verifique sempre a vigência das leis indicadas, a


jurisprudência local e os riscos de improcedência. Limitações de uso: Você NÃO PODE revender, divulgar, distribuir ou publicar o conteúdo abaixo, mesmo que
gratuitamente, exceto para fins diretamente ligados ao processo do seu cliente final.
REMOVA ESTE AVISO ANTES DO USO | Perguntas frequentes | Termos de uso.

AO JUÍZO DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DE GRAVATAÍ/RS.

Processo nº ________

________ , inscrito no CPF sob nº ________ , RG nº ________ ,


residente e domiciliado à Rua ________ , ________ , por seus
advogados ao final assinados, vem respeitosamente à presença de vossa
excelência propor

AÇÃO DE EXECUÇÃO

em de ________ pelas razões a seguir aduzidas:

DA LEGITIMIDADE PASSIVA

Nos termos do 790 do CPC/15, a ação de execução alcança todos aqueles que
possuem responsabilidade sobre o débito, direta ou indiretamente.
Na lição de Araken de Assis:

"Em última análise, e de olho na realidade prática, interessa definir a


quem se rotulará parte legítima passiva na demanda
executória. A resposta é simples: a quem não puder livrar-se de a
execução recair no seu patrimônio. Essa responsabilidade recai sobre
dois grupos: (a) os que assumiram a dívida mediante declaração
de vontade; e (b) os que, apesar de não assumirem dívida
alguma, expõem seu patrimônio à satisfação do crédito, porque
são responsáveis pela solução da dívida. Essas últimas pessoas,
envolvidas no processo pelo ângulo subjetivo (o credor propôs contra
elas a execução) desde o início, ou em decorrência da constrição de
algum bem dentro da sua esfera patrimonial (v.g., o bem gravado com
hipoteca, que garante dívida de outrem que não o proprietário),
ostentam-se partes." (ASSIS, Araken. Manual da Execução. Ed. RT, 2017.
19 edição. Versão ebook, 118 - Legitimidade passiva extraordinária)

Portanto, demonstrada a legitimidade passiva dos réus, de forma que respondem


________ pela dívida executada.

DO TÍTULO EXTRAJUDICIAL

O Exequente é credor da quantia de R$ ________ decorrentes do ________ ,


concretizada pelo ________ .

Em que pese os esforços do Exequente na tentativa de um acordo com o Executado


para o devido pagamento do débito, restou-se infrutíferas todas as tentativas, razão pela qual
motiva a presente demanda.

A existência do título extrajudicial se concretiza no contrato firmado e assinado


pelo devedor e por duas testemunhas, em conformidade com o que dispõe o art. 585, II CPC, in
litteris:
Art. 784. São títulos executivos extrajudiciais:
I a letra de câmbio, a nota promissória, a duplicata, a debênture e o
cheque;
II a escritura pública ou outro documento público assinado pelo devedor;
III o documento particular assinado pelo devedor e por 2 (duas)
testemunhas.

Ante a redação clara do dispositivo legal e da narração fática, não resta dúvidas de
que se tem um título executivo extrajudicial pronto a comprovar a existência do direito de
crédito.

Ressalta-se ainda que a presente ação que visa à cobrança do direito de crédito está
dentro do prazo prescricional que dispõe o Código Civil em seu art. 206, § 5.º, inciso I.

Por fim, se faz mister ressaltar a lição dos eminentes Professores ao doutrinar
sobre o tema, in verbis:

“A execução pode ser iniciada com base em documentos distintos dos


títulos judiciais. Por vezes, o legislador empresta eficácia executiva a
certos documentos, permitindo que os seus titulares possam acessar a via
executiva sem se submeterem ao processo de conhecimento. Tem-se aí a
figura dos títulos executivos extrajudiciais.” (MARINONI, Luiz
Guilherme, ARENHART, Sérgio Cruz. Execução. 5 ed. Editora RT, 2013,
p.435)

Para que ocorra a execução do título executivo extrajudicial é mister que se


demonstre os requisitos que o Código de Processo Civil, conforme documentação juntada no
presente processo.
DOS DOCUMENTOS QUE INSTRUEM A INICIAL

Nos termos do Art. 798, do Código de Processo Civil, A petição vem instruída com
os seguintes documentos:

a) o título executivo extrajudicial, composto pelo ________ ;

b) o demonstrativo do débito atualizado até a data de propositura da ação,


atualizado pelo índice ________ e juros simples de mora de 1% a.m.;

c) a prova que se verificou a condição ou ocorreu o termo, por meio de


________

d) prova da contraprestação adimplida mediante ________ .

Assim, demonstrados os requisitos necessários à execução, tem-se por devido o


seguimento da presente execução.

Afinal, de nada adianta o alcance à tutela jurisdicional se ela não tem força
executiva, devendo ser dado especial tratamento coercitivo conforme destaca a renomada
doutrina sobre o tema:

"Tem o ato executivo de peculiar, distinguindo-o, destarte, dos


demais atos do processo e dos que do juiz se originam, a virtualidade de
provocar alterações no mundo natural. Objetiva a execução, através de
atos deste jaez, adequar o mundo físico ao projeto sentencial,
empregando a força do Estado (art. 782, § 2.º, do NCPC). Essas
modificações físicas requerem, por sua vez, a invasão da esfera
jurídica do executado, e não só do seu círculo patrimonial, porque, no
direito pátrio, os meios de coerção se ostentam admissíveis. A medida
do ato executivo é seu conteúdo coercitivo." (ASSIS, Araken.
Manual da Execução. Ed. RT, 2017. 19 edição. Versão ebook, 4. Natureza
do ato executivo)

Razões pelas quais, requer a aplicação das medidas coercitivas necessárias para o
cumprimento efetivo da sentença, nos termos do Art. 139 do CPC.

DO VALOR ATUALIZADO DO DÉBITO

Até a presente data o valor do débito é de R$ ________ , mediante a aplicação


da taxa de juros de 1% e do ________ a partir do mês subsequente ao da mora do Executado,
conforme demonstra a planilha de cálculo anexa.

DOS PEDIDOS

Por todo o exposto, REQUER:

1. A concessão da Assistência Judiciária Gratuita, nos termos do art. 98 do


Código de Processo Civil;

2. A citação do Réu para responder, querendo,

3. A total procedência da ação para determinar ao Réu o pagamento imediato do


valor ________ ;

4. Desde já se indica à penhora os seguintes bens:


I – dinheiro porventura existente em contas do executado (penhora on-line via
BACENJUD);
II – não se encontrando qualquer quantia em conta, requere-se a penhora dos
seguintes bens: ________ ;

5. Determinar, nos termos dos Arts. 139, inc. IV, 537, 773 e 814 do CPC/15, as
medidas necessárias ao cumprimento da ordem, em especial a aplicação de
multa diária;

6. A inclusão do executado no cadastro de inadimplentes até que seja cumprida a


determinação, nos termos do Art. 782, §3º do CPC;

7. Seja dispensada a designação de audiência de conciliação, com fulcro no artigo


319, inciso VII, do Novo Código de Processo Civil;

8. Seja expedida certidão comprobatória do ajuizamento da presente Execução, a


teor do artigo 828, do Novo Código de Processo Civil, para fins de averbação
no registro de imóveis, veículos ou outros bens sujeitos à penhora, arresto ou
indisponibilidade;

9. A produção de toda prova admitida em direito;

10. A condenação do réu ao pagamento de honorários advocatícios nos


parâmetros previstos no art. 827, §2º do CPC.

Dá-se à causa o valor de R$ ________

Nestes termos, pede deferimento

________ , ________

________ OAB/ ________ ________

ANEXOS
1. Documentos de identidade do Autor, RG e CPF,

2. Comprovante de Residência

3. Procuração

4. Declaração de Pobreza e comprovante de renda

5. Título executivo judicial ou extrajudicial

6. Provas da existência dos bens em nome do executado

7. Planilhas demonstrativas do valor atualizado