Você está na página 1de 9

CELSO LISBOA

ESTÉTICA INTÍMA
Turma Estética Noite
GRUPO FÊNIX
Fabia  Menezes 

Francidalva Vieira

Izabel Andrade 

Thais Alcântara 
TRATAMENTO A LASER NA VAGINITE ATRÓFICA

A atrofia vaginal ou vaginite atrófica é uma condição que se associa a menopausa,

é definida como a secagem e inflamação das paredes vaginais devido à falta de

produção de estrogênio, os sintomas podem ser divididos em três principais

categorias :sintomas vulvovaginais, sexuais e sintomas urinários. Existem várias

alternativas terapêuticas para amenizar a vaginite como o uso de aplicação de

estrogênios, porém essa opção terapêutica apresenta limitações.

O laser é uma terapia que vem sendo procurada constantemente pois atua

estimulando os mecanismos de defesa próprias do organismo para reparar e

estimular o crescimento dos tecidos. A luz que sai do Laser gera calor aumentando a

temperatura, e assim, ao atingir a família de proteínas PCT, ocorre o choque térmico

ocasionando um aumento considerável de vários fatores de crescimento como dos

fibroblastos, que passam a produzir novo colágeno e outros componentes da matriz

extracelular, epidermóide que estimula a reepitelização. Esse processo faz com que

o tecido atrófico seja substituído por um tecido saudável.

Pereira, A. L. R. (2019). O
tratamento LASER na vaginite atrófica.
NINFOPLASTIA EM ESTRELA: A TÉCNICA PARA A REDUÇÃO DOS

PEQUENOS LÁBIOS VULVARES

Os médicos cirurgiões plásticos tem tido bastante pacientes com frequência, nós

últimos anos sobre o procedimento de redução dos pequenos lábios vulvares e

outros procedimentos vizinhos que também por interesse feminino, não só pela

questão da estética mais sim pelo desconforto em usar certos tipos de roupas. A

técnica é na borda do lábio vulvar, com um pequeno corte em forma de estrela, e

um encurtamento das mudas, este procedimento teve um outro indice de

sofisticação dos pacientes com o resultado, bom, conclusão, está cirurgia é feita

com o objeto de retirada do tecido hiportrafica dos pequenos lábios vulvares.

Do ponto de vista, este procedimento e bem simples e eficaz no tratamento

funcional e estética até porque muitas das vezes são retiradas aproximadamente

30 a 35 mm de comprimento de 10 a 15 mm de espessura.

DAHER, M., MUÑIZ, A. R.,


DAHER, A. C., VANZAN, K., MONTEIRO, G., MACIEL, J., & MOURA, I. (2015).
Ninfoplastia em estrela: técnica para redução dos pequenos lábios
vulvares. Rev Bras Cir Plást, 30(1), 44-50.
TRATAMENTO ESTÉTICO DE RADIOFREQUÊNCIA NAS PARTES

INTIMAS

A flacidez é uma disfunção presente na vida de muitas pessoas, causada pelo

envelhecimento cutâneo, fatores hormonais, genéticos, tipo de alimentação

podendo causar impacto na autoestima e no desempenho sexual, entre outros.

Atualmente, a radiofrequência vem trazendo resultados satisfatórios para

melhoria do aspecto da flacidez. O objetivo é avaliar os efeitos da

radiofrequência na estética íntima feminina e o impacto do tratamento na saúde

funcional e sexual da mulher.

A Radiofrequência provoca aumento da vasodilatação e irrigação na zona

tratada, além de fazer a oxigenação e nutrição dos tecidos. Nesse caso ela

causa um processo de rejuvenescimento vaginal e clareamento cutâneo a região.

Caixeta, K. L., Rodrigues, D. T. G. M., Machado, G. C., & da Trindade, A. P. N. T.


(2017). Avaliação dos efeitos da radiofrequência sobre a percepção da
estética íntima em mulheres durante o climatério.  ARCHIVES OF HEALTH
INVESTIGATION, 6.
CLAREAMENTO ÍNTIMO

A Estética Íntima está cada vez mais presente no universo Estético, e com isso, várias

ferramentas foram criadas para que se alcance resultados efetivos e seguros.

Equipamentos específicos atuam melhorando o aspecto da pele, reduzindo a

gordura localizada e procedimentos médicos cirúrgicos devolvem um aspecto mais

jovial à região. Com isso os dermocosméticos trouxeram novidades, com ativos

específicos para o embelezamento  e cuidados que favorecem o tratamento tanto

do ponto de vista profissional como do cliente.  Um destes pontos que mais causam

desconforto na alteração Estética da região íntima é o escurecimento da pele.

Várias causas podem trazer essas hiperpigmentações, até mesmo o uso de

anticoncepcional pode favorecer o surgimento dessas manchas indesejáveis, além

das dermatites de contato e atrito das roupas. Em alguns casos o escurecimento da

região é denominado Acantose Nigricans, patologia caracterizada por

espessamento, hiperpigmentação, e as rugas e linhas de pele se tornam muito mais

acentuadas. É notável que diabetes, obesidade e desequilíbrio hormonal favoreçam

o surgimento desta patologia.


O tratamento de clareamento íntimo é muito efetivo para casos como esse, uma vez

que visa ao afinamento da pele, a hidratação e inibição da produção de melanina,

de forma que se torna possível melhorar todo o aspecto visual da pele.  A pele nesta

região apresenta um aspecto diferenciado até pelas condições de atrito a que são

submetidas com frequência, como o ato de depilar a região com lâminas de

barbear, cera quente ou fria que podem gerar processos inflamatórios que além de

induzir a hiperqueratinização propiciam a hiperpigmentação pós inflamatória, atrito

com a própria pele ao movimentar as pernas, além do atrito com roupas e peças

íntimas que tornam a região mais espessa. A consequência é o escurecimento

destas áreas que intensificam  a busca por tratamentos nessa região. O Potencial

genético em pele morena permite que as manchas sejam intensas e podem

apresentar mais resistência aos tratamentos estéticos, a sudorese excessiva também

pode favorecer ao escurecimento da região, já que as bactérias que permanecem

no local podem favorecer o desequilíbrio da microbiota local.


O tratamento para esse problema visa promover o afinamento, hidratação

superficial e profunda e a inibição da tirosinase para reduzir a produção de

melanina, portanto os peelings químicos são soluções favoráveis. Ativos cosméticos

como o ácido kójico, ácido dióico e ácido tranexâmico, se destacam como sendo os

ácidos mais favoráveis para o tratamento da área íntima, justamente pela segurança

que apresentam e pela alta efetividade sem promover sensibilizações na região. O

Clareamento em área íntima necessita de hidratação frequente para  que não

ocorra sensibilização. A pele dessa região é hiperqueratinizada, a melhor forma de

favorecer a permeação e manter a maciez na região é proporcionando hidratação.

O ácido hialurônico é uma ótima opção pois está presente nas camadas basais para

suporte e hidratação da pele, melhorando o aspecto da superfície, ajudando a

garantir a umidade, diminuir rugas e restaurar a hidratação profunda da pele. O

ácido hialurônico é uma opção de manter a hidratação da região e garantindo seus

efeitos sobre a pele.

JAHARA, R.; Clareamento Íntimo- Tecnologia Inteligente

contrato melanócito super expressado; Congresso Científico Brasileiro de

Estética- Estética in Rio; 12.:2019; Triall Editorial; São Paulo, SP.


ROTEIRO
APRESENTAÇÃO

FRANCIDALVA
FABIA MENEZES
Ninfoplastia em estrela a técnica para a
Tratamento a Laser na vaginite atrófica
redução dos pequenos lábios vulvares

THAIS ALCÂNTARA IZABEL ANDRADE

Tratamento estético de radiofrequência nas Clareamento íntimo - Tecnologia inteligente

partes intimas contra o melanócito super extressado

Você também pode gostar