Você está na página 1de 2

OS (IN)DESEJÁVEIS DA CIDADE: a subversão dos corpos negros enquanto

controle social de massas

Novais, Gabriel Pereira1

RESUMO
A segregação socioespacial de classes vulneráveis são indícios característicos da
construção da sociedade brasileira. A verificação de grandes desigualdades e contrastes
sociais, nas diversas fases de modernização do país, permite verificar semelhanças entre
períodos distantes que geram o encontro de antigos modelos de opressão e violência nas
relações sociais.
Estudar as conexões entre o desenvolvimento urbano e a política de controle de
massas sob a ótica da ocupação de espaços públicos pela população negra e a
construção da imagem subversiva dos seus corpos, representam expressões de
resistência urbana e revelam a outra perspectiva do direito à cidade, mostrando-se
relevante para os direitos dos citadinos indesejáveis e para a gestão das cidades.
A idéia em torno do conceito de espaço e corpo é normalizada e naturalizada por
uma série de construções sociais atreladas a ordem, racionalidade, higiene, beleza e
proteção. Desta forma, o processo de criminalização dos indesejáveis para além das
normas de procedimento e da própria legislação, necessariamente perpassa por critérios
subjetivos de identificação dos subversivos à sociedade.
Os indicadores sociais alertam para a urgência de políticas públicas qualificadas
e a necessidade de desnaturalizar e analisar a sociedade de forma a considerar a
intersecção entre raça/etnia e ocupação social.
Desta forma, este ensaio tem a seguinte questão de pesquisa: em que medida a
atuação vigilante da sociedade e do Estado contra a população negra propiciou a
subversão de seus corpos nos espaços das cidades?

BIBLIOGRAFIAS PRELIMINARES

BASTOS, Diniz Camila. et, al. Entre o espaço abstrato e o espaço diferencial:
ocupações urbanas em Belo Horizonte. Rev. bras. estud. urbanos reg. (online), RECIFE,
V.19, N.2, p.251-266, MAIO-AGO. 2017.

HARVEY, David. “O direito à cidade”. Lutas sociais, São Paulo, n. 29, 2012, p.73-89.
LEFEBVRE, Henri. O direito à cidade. São Paulo: Centauro, 2001.

1
Aluno Especial da disciplina Direito à Cidade: Perspectivas Interdisciplinares – PPGDS - UNIMONTES
LEFEBVRE, Henri. A produção do espaço. Trad. Doralice Barros Pereira e Sérgio
Martins (do original: La production de l’espace. 4e éd. Paris: Éditions Anthropos,
2000). Primeira versão: fev.2006
MADEIRA, Zelma; GOMES, Daiane Daine de Oliveira. Persistentes desigualdades
raciais e resistências negras no Brasil contemporâneo. Serv. Soc. Soc. n. 133, p. 463-
479, set./dez. 2018. São Paulo, 2018
MARTINHO, Mariângela Rodrigues. Estado e coerção: a criminalização da pobreza
como forma de controle social. I Congresso Internacional de Política e Serviço Social:
Desafios Contemporâneos. Londrina, 2015.

Você também pode gostar