Você está na página 1de 16

ANÁLISE DE ARTIGOS

CONHECIMENTO
MICHAEL POLANYI

DISCENTE: DANIEL COSTA SANTOS BOMFIM


ANÁLISE DE ARTIGOS
• Foram analisados 11 artigos publicados nos seguintes periódicos:

• Revista de Gestao USP


• Revista de Administracao e Inovacao
• Journal of Information Systems & Technology Management
• Ciência & Saúde Coletiva
• Pensamiento y Gestion
• Journal of Knowledge Management
• Revista Eletronica de Estrategia e Negocios
• Cadernos EBAPE
• Ensino e Pesquisa RAEP
• Revista Innovar
ANÁLISE DE ARTIGOS

A proposta do trabalho era compreender como os artigos abordavam a questão do


conhecimento e sua relação com a abordagem desenvolvida por Michael Polanyi.

Foi analisado também a bibliografia do autor usada em cada artigo.


ARTIGO 1 - A CONSULTORIA INTERNA COMO ESPAÇO
PARA A CONVERSÃO DO CONHECIMENTO

Resumo:
Este trabalho ressalta o potencial de conversão do conhecimento presente na prática da consultoria interna. Tem como objetivo compreender e explicar o
entendimento dos consultores internos sobre o papel que eles desenvolvem na conversão do conhecimento em suas práticas cotidianas. Como referencial,
recorre a algumas abordagens sobre o papel da consultoria e às teorias da criação do conhecimento, ressaltando os modos de conversão do conhecimento
nas ações do cotidiano. Adota como recurso metodológico a entrevista compreensiva, que tem como unidade de referência a interpretação dos sentidos das
falas dos consultores sobre suas práticas. Constata, mediante a “escuta sensível” dos discursos de dez consultores internos da Petrobras – Petróleo Brasileiro
S.A. Unidade de Negócio UN-RNCE –, que, embora a função de consultoria interna tenha sido criada para desenvolver soluções direcionadas aos problemas
dessa Companhia, suas práticas se apresentam impregnadas de experiências para a conversão do conhecimento, mediante interações sociais estabelecidas
com os colaboradores, demandando o desenvolvimento de habilidades para lidar com a diversidade de aspectos que essas interações compreendem.

Polanyi no artigo:
O artigo faz uma breve citação do trabalho de Polany, deixando claro que as suas ideias orientam o trabalho. Basicamente o artigo faz a sua citação do modelo de
conversão do conhecimento tácito em explícito, sem se aprofundar. O aprofundamento se dá a partir das propostas de Nonaka e Takeuchi.

Bibliografia utilizada:
POLANYI, M.The tacit dimension. Londres: Routledge & Kegan Paul, 1966.
ARTIGO 2 - FATORES INDUTORES À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA
DA INDÚSTRIA MADEIREIRA DA REGIÃO DE LAGES/SC

Resumo:
Objetivou-se analisar as variáveis que interferem na adoção de inovações tecnológicas de empresas madeireiras da região de Lages/SC, suas
características e a conduta padrão das firmas quanto à inovação. A pesquisa contemplou 36 empresas e os dados foram coletados via questionário
e submetidos à análise de regressão logística (logit) e à Principal Component Analysis (PCA). Os resultados indicam que a inovação está associada à
localização em um ambiente externo mais competitivo, ao aumento do tempo de vida, à utilização de crédito e à busca da certificação pelas
empresas, enquanto as serrarias estão associadas à não inovação.As tecnologias adotadas são amplamente difundidas no setor.

Polanyi no artigo:
O artigo defende que o conhecimento é uma fonte de vantagem competitiva das organizações e que a interação entre conhecimento tácito e explicito é
fundamental para o desempenho dos negócios. É nesse aspecto que se apropria dos conceitos de Polany para estabelecer a diferença entre conhecimento
tácito e explicito.

Bibliografia utilizada:
Polanyi, M. (1967).The tacit dimension. New York: Publisher Garden City.
ARTIGO 3 - CONHECIMENTOS TÁCITO, EXPLÍCITO E CULTURAL
NO PLANEJAMENTO DA DEMANDA
Resumo:
O planejamento da demanda consiste num conjunto de etapas que envolvem dois tipos principais de conhecimentos: o tácito e o explícito. É sob este
contexto desses tipos de conhecimentos que o presente artigo foi desenvolvido. Procura relacionar o planejamento da demanda com a gestão do
conhecimento, delimitada para os componentes de conhecimento tácito, explícito e cultural. Para tanto, foi realizada uma pesquisa, de caráter exploratório,
em cinco empresas, caracterizando-se como um estudo múlticasos, envolvendo entrevistas, observações e análises de documentos. Para análise e interpretação
dos dados foi empregada a análise de conteúdo. Os resultados evidenciam a presença de componentes desses três tipos de conhecimentos no planejamento da demanda,
tais como: o uso de ferramentas de tecnologia da informação, experiência dos profissionais, interação coletiva, relações sociais e a visão corporativa, que direcionam os
negócios da firma.

Polanyi no artigo:
O artigo faz uma discussão do conhecimento com ferramenta para previsão de demanda nas organizações. Faz uma abordagem a partir de 3 componentes
do conhecimento: explícitos, tácitos e culturais.A teoria de Polany é vista a partir do aspecto filósifo e suporta a compreensão do componente tácito do conhecimento.

Bibliografia utilizada:
Polanyi, M. (1983).The tacit dimension. Glaucester, Mass: Doubleday.
ARTIGO 4 - O TRABALHO E A PESQUISA EM SAÚDE:
NOTAS SOBRE A INVISIBILIDADE DO TRABALHO TÉCNICO
Resumo:
Nas últimas décadas a investigação das diferentes formas de trabalho em saúde tornou-se uma destacada temática do campo da pesquisa social (em saúde).
Este adensamento, em parte, relaciona-se com as propostas de reorganização dos serviços de saúde, com o surgimento de novas profissões e com a
identificação de alterações significativas no conteúdo do trabalho em saúde. Muitos apontam correlações entre essas alterações e a aceleração do processo
de incorporação de tecnologias nos serviços de saúde, estabelecendo, assim, aproximações com o campo temático da ciência e da tecnologia em saúde. Em
detrimento dessas aproximações, poucos estudos exploraram as possíveis interfaces entre a dinâmica do trabalho em saúde e a da pesquisa e
desenvolvimento tecnológico. Nesse sentido, para efeito de análise social, os técnicos e os pesquisadores não figuram, usualmente, entre os trabalhadores da
saúde. Partindo da descrição do trabalho realizado por uma técnica, discuto, neste texto, a invisibilidade do trabalho técnico em laboratórios de pesquisa em
saúde. O intuito é explorar as relações entre as formas assumidas pela invisibilidade e as alterações no modo de organização do trabalho em um espaço
determinado.
Polanyi no artigo:
O artigo faz uma breve citação de Polany ao citar que o local onde foi realizada a sua pesquisa possibilitou a interação entre o conhecimento tácito e
explicito.

Bibliografia utilizada:
Polanyi M 1962. Personal knowledge.Toward a pos-critical philosophy. University of Chicago Press, Chicago.
ARTIGO 5 - EL APRENDIZAJE ORGANIZACIONAL EN
REPÚBLICA DOMINICANA Y COLOMBIA

Resumo:
Este artigo apresenta um estudo descritivo orientado a determinar como fontes, assuntos, cultura e condições para a
aprendizagem são decisivos nos resultados organizacionais. O objetivo geral é caracterizar o aprendizado organizacional,
determinando como ele influencia os resultados em organizações da República Dominicana e Colômbia. Um modelo teórico é
proposto, o que representa uma contribuição para a debate sobre referências teóricas e pode ser considerado um des-
construção, com base em tendências que parecem correlacionar para os outros. Faz parte de um trabalho na linha de gestão do
conhecimento com o projeto de pesquisa em aprendizagem organizacional.
Polanyi no artigo:
O artigo faz utiliza de Polany para apoiar na fundamentação do modelo teórico proposto para o processo de gestão do
conhecimento nas organizações, principalmente na ideia de conhecimento tácito.

Bibliografia utilizada:
Polanyi, M. (1966).The tacit dimension. New York:Anchor Day Books.
ARTIGO 6 - OS DESAFIOS ÉTICOS DA RAZÃO
EMPREENDEDORA
Resumo:
O texto apresenta e discute os novos personagens que têm crescente presença no ambiente de pesquisa, quais sejam o pesquisador
empreendedor e a universidade empreendedora. Discute ainda o cenário atual da difusão de conhecimento científico que apresenta crescentes
problemas, com dificuldade de publicação de resultados e dificuldades de acesso a resultados de pesquisa publicados. Discute também o significado
da estratégia da pesquisa translacional e apresenta e discute alguns desafios éticos relevantes que resultam da reorganização das relações entre
ciência e negócio. Em particular trata dos conflitos de interesse e dos resultados da supercompetição entre cientistas e instituições em um cenário
de encurtamento deapoio financeiro público à ciência.
Polanyi no artigo:
O artigo não faz citação sobre Polanyi relacionada ao conhecimento. Faz apenas uma citação a ideia de República do Conhecimento para discutir a
“nova”revolução do empreendedorismo em sua lógica de sucesso intelectual versus financeiro.

Bibliografia utilizada:
Polanyi M. The Republic of Science: Its Political and Economic Theory. [acessado 2019 Fev 24]. Disponível em: https://mitpress-
request.mit.edu/sites/default/files/titles/content/9780262690201_sch_0001.pdf
ARTIGO 7 - MODELOS DE MATURIDADE DA GESTÃO DO
CONHECIMENTO: IDENTIFICAÇÃO DE LACUNAS E PROPOSTA
DE MELHORIA
Resumo:
O objetivo deste artigo é fazer uma revisão sistemática dos modelos de maturidade da gestão do conhecimento, apontando
lacunas, identificando fatores relevantes e propondo melhorias. Esse estudo pode ser caracterizado como pesquisa teórica
baseada em revisão sistemática da literatura. Esse artigo contribui por meio da revisão teórica e da análise dos modelos de
maturidade da gestão do conhecimento existentes, identificando contribuições e limitações, principais críticas e falhas desses
modelos e os fatores relevantes para desenvolver a maturidade da gestão do conhecimento conceitual e sistematicamente, os
quais podem ser confirmados e explorados por meio de pesquisa empírica.
Polanyi no artigo:
Embora o artigo esteja listado na plataforma CAPES na busca ‘Conhecimento’ and ‘Polanyi, M’ não foi evidenciado no trabalho a
utilização do autor como bibliografia para o artigo.

Bibliografia utilizada:
ARTIGO 8 - CAPACIDADE DE APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL:
ESTUDO REALIZADO EM UMA INDÚSTRIA TÊXTIL

Resumo:
A capacidade de aprendizagem organizacional é definida por Chiva, Alegre e Lapiedra (2007) como um conjunto de características organizacionais
que facilitam a aprendizagem em todos os níveis da empresa. O objetivo deste estudo foi identificar a presença das dimensões da aprendizagem
organizacional - Experimentação, Propensão aos Riscos, Interação com o Ambiente Externo, Diálogo e Tomada de Decisão Participativa em uma
indústria têxtil. A pesquisa foi descritiva, survey e quantitativa. A amostra foi de 137 respondentes. A análise foi feita pela modelagem de equações
estruturais. Os resultados indicaram que a Propensão ao Risco apresentou maior influência na aprendizagem organizacional, as demais dimensões
também apresentaram influência, com menor amplitude. A dimensão de menor impacto foi a Tomada de Decisão Participativa. Isto pode estar
associado aos respondentes da pesquisa, pois foram considerados funcionários de todos os níveis hierárquicos, que podem ou não participarem das
decisões organizacionais.
Polanyi no artigo:
O artigo apenas cita que os primeiros estudos sobre a aprendizagem organizacional surgiram a partir dos anos 50, com os trabalhos de March e
Simon (1958) e Polanyi (1966). No entanto, destaca que foi na década de 80 e 90 que esse campo se expandiu na teoria e na prática de gestão. Não
há aprofundamento das ideias de Polany.
Bibliografia utilizada:
POLANYI, M.The Tacit Dimension,Anchor Day, New York, 1966.
ARTIGO 9 - INTEGRANDO METODOLOGIAS NA ANÁLISE DE DADOS SOB
O PARADIGMA INTERACIONISTA SIMBÓLICO: UM CASO PRÁTICO

Resumo:
Este artigo aborda o desafio na combinação de diferentes métodos de análise, por conta da diversidade de dados coletados no
campo, de forma que tal diversidade de métodos não apresente conflitos epistemológicos. É oferecido o relato de um caso
prático, cujo objeto de investigação era o entendimento sobre como o compartilhamento do conhecimento tácito ocorre tendo
os signos como mediadores, analisados à luz da semiótica. Detalha os diferentes tipos de dados coletados e explica como essa
diversidade foi tratada pela combinação de diferentes métodos, alinhados entre si, dentro do paradigma interpretacionista
simbólico. Espera-se que este trabalho contribua como exemplo para trabalhos com propostas semelhantes.
Polanyi no artigo:
O texto não discute as ideias de Polanyi, apenas cita que na análise dos dados obtidos por meios dos relatos e das observações,
realizadas no trabalho se considerou os elementos relacionados ao conhecimento tácito de Polanyi.
Bibliografia utilizada:
POLANYI, M. Personal knowledge. Chicago:The University of Chicago Press, 1962.
ARTIGO 10 - APRENDIZAGEM SOCIOPRÁTICA E INDIVIDUAL-COGNITIVA
NA EMPRESA JÚNIOR BRASILEIRA

Resumo:

Estudantes de graduação em Ciências Sociais Aplicadas, notadamente em Administração, têm se reunido em torno de Empresas Juniores, uma estratégia que os permite aliar a teoria
aprendida no curso superior com as habilidades provenientes da atuação prática. Nesse contexto, a aprendizagem pode ocorrer por meio de modalidades mais aderentes a uma
abordagem individual-cognitivista, como treinamento, leitura de textos e acesso a bancos de dados, ou por meio de modalidades oriundas de uma abordagem de cunho socioprático,
como comunidades de prática, mentoria, treinamento on-the-job e interações casuais. O objetivo do presente trabalho é identificar qual abordagem traz uma maior contribuição ao
aprendizado dos empresários juniores. Para tanto, foi utilizada uma metodologia quantitativa, com aplicação de 118 questionários a estudantes de 14 Estados do Brasil, seguido de
análise fatorial exploratória e regressão multivariada. Os principais resultados indicam que as modalidades oriundas da abordagem socioprática possibilitam um maior aprendizado, com
destaque para a mentoria, que pode ser de professores ou de colegas mais experientes, como a modalidade mais eficaz nesse contexto.Este artigo aborda o desafio na combinação de
diferentes métodos de análise, por conta da diversidade de dados coletados no campo, de forma que tal diversidade de métodos não apresente conflitos epistemológicos. É oferecido o
relato de um caso prático, cujo objeto de investigação era o entendimento sobre como o compartilhamento do conhecimento tácito ocorre tendo os signos como mediadores,
analisados à luz da semiótica. Detalha os diferentes tipos de dados coletados e explica como essa diversidade foi tratada pela combinação de diferentes métodos, alinhados entre si,
dentro do paradigma interpretacionista simbólico. Espera-se que este trabalho contribua como exemplo para trabalhos com propostas semelhantes.

Polanyi no artigo:

O texto apenas faz uma citação de o conhecimento é dependente de interações que contemplem as interações tácita e explicita.

Bibliografia utilizada:

POLANYI, M.The Tacit Dimension,Anchor Day, New York, 1966.


ARTIGO 11 - HACIA UN DIS–CURSO DE LA GESTIÓN DEL
CONOCIMIENTO EN EL CONTEXTO ORGANIZACIONAL

Resumo:
O artigo procura colocar em evidência algumas falências e riscos do ‘discurso’ tradicional da gestão do conhecimento desde uma
análise das conseqüências práticas de sua aplicação e de alguns de seus postulados e fundamentos teóricos básicos, o resultado
desta revisão se considera então como parte da elaboração de um ‘dis-curso’ que o autor estima necessário e conveniente ir
construindo para avançar de uma maneira mais ampla no debate sobre o tema e na análise do importante volume de textos,
estudos e informação que o mesmo vem suscitando em diversos contextos espaciais mas também disciplinares, particularmente
no administrativo.
Polanyi no artigo:
O artigo cita que Polanyi levantou uma série de diferenças entre o que ele considerava como dois tipos de conhecimento:
"conhecimento tácito ”e “conhecimento explícito”, e que essa diferenciação foi essencial para o sustento teórico que hoje existe
em relação à gestão do conhecimento.
Bibliografia utilizada:
• Polanyi, M. (1966). The Tacit Dimension. London: Routledge & Kegan Paul Ltd.
CONCLUSÃO

Há uma predominância das obras:

• A dimensão tácita
• Conhecimento Pessoal

Não há um aprofundamento das ideias de Polanyi nos textos analisados nesta pesquisa,
sendo o mesmo citado brevemente como precursor dos estudos do conhecimento nas
organizações em seus primórdios nas décadas de 50 e 60, e como criador do binômio
conhecimento tácito x conhecimento explicito.
BIBLIOGRAFIA
Dos-Santos, M., Pereira, F., Souza-Silva, J., & Rivera-Castro, M. (2015). PRACTICE-BASED AND COGNITIVE LEARNING IN BRAZILIAN JUNIOR ENTERPRISES/APRENDIZAGEM
SOCIOPRATICA E INDIVIDUAL-COGNITIVA NA EMPRESA JUNIOR BRASILEIRA. Administracao: Ensino E Pesquisa RAEP, 16(2), 309-339.

Fabio Lotti Oliva. “Knowledge Management Barriers, Practices and Maturity Model.” Journal of Knowledge Management, vol. 18, no. 6, 2014, pp. 1053–1074..

Guimaraes, Reinaldo. “Os Desafios Éticos Da Razão Empreendedora.” Ciência & Saúde Coletiva, vol. 24, no. 9, 2019, pp. 3583–3594

Garzon Castrillon, Manuel Alfonso, and Fischer, Andre Luiz. “El Aprendizaje Organizacional En Republica Dominicana y Colombia.” Pensamiento y Gestion, no. 26, 2009, p. 238.

Freitag, Maria Salete Batista. (2012). The internal consulting as a space for the knowledge conversion/A consultoria interna como espaco para a conversao do conhecimento/La
consultoria interna como espacio para la conversion del conocimiento.(Artigo--Administracao Geral). Revista De Gestao USP, 19(1), 21.

Miguel, Lilian Aparecida Pasquini, and Silvio Popadiuk. “Integrating Methodologies in the Data Analysis under the Symbolic Interacionist Paradigm: a Practical Example/Integrando
Metodologias Na Analise De Dados Sob o Paradigma Interacionista Simbolico: Um Caso Pratico.” Cadernos EBAPE.BR, vol. 12, no. 2, 2014, pp. 357–373.

Popadiuk, Silvio, & Dos Santos, Andre Eduardo Miranda. (2010). Tacit, explicit, and cultural knowledge in demand planning/ Conhecimentos tacito, explicito e cultural no
planejamento da demanda.(Report). Journal of Information Systems & Technology Management, 7(1), 205-226.

Rangel, Mauricio Sanabria. (2006). Hacia un discurso de la gestion del conocimiento en el contexto organizacional.(GESTION Y ORGANIZACION). Revista Innovar, (28), 111.

Simioni, F., Hoff, D., & Binotto, E. (2015). Fatores indutores a inovacao tecnologica da industria madeireira da regiao de Lages/SC. RAI Revista De Administracao E Inovacao, 12(1),
248-270.

Teixeira, Márcia Deoliveira. (2004). Health work and research: Notes on the invisibility of technical work. Ciência & Saúde Coletiva, 9(3), 785-794.

Você também pode gostar