Você está na página 1de 2

DIREITO PENAL IV - CCJ0242

Título
Caso Concreto 4

Descrição
Leia a situação hipotética abaixo e responda, de forma objetiva e fundamentada, às
questões formuladas:

No dia 20 de dezembro de 2010, por volta das 21h05min, no cruzamento entre as Ruas
Whashington Luís e General Portinho, em Porto Alegre, Adalto, atuando de forma
negligente na direção de veículo automotor, praticou lesões corporais culposas na vítima
Roger. Na ocasião, Adalto, no supracitado cruzamento, sem acautelar-se em relação ao
trânsito existente no local, colheu a motocicleta conduzida por Roger, que trafegava pela
Rua General Portinho. Segundo o apurado, o carro de Adalto passou por cima da
motocicleta da vítima, arrastando-a por considerável distância, produzindo na vítima
lesões nos braços, punhos, mãos e quadril esquerdo. A vítima gritou por socorro, ocasião
em que foi socorrida por populares e policiais militares, uma vez que Adalto afastou-se
do local, deixando de prestar socorro à vítima, embora lhe fosse possível fazê-lo. Na
ocasião, policiais militares foram informados pela vítima e por populares que o motorista
causador do acidente estava dirigindo o veículo Fiat/Uno, placa XXX000, bem como
havia empreendido fuga do local. Com as informações do veículo, os policiais
empreenderam diligências na direção apontada pelos populares e pela vítima, ocasião em
que avistaram Adalto, em seu veículo, na praça supracitada, razão pela qual foi procedida
abordagem. Quando da abordagem, Adalto ofereceu vantagem indevida a funcionários
públicos para que omitissem ato de ofício. Após ser identificado, Adalto foi preso e
colocado dentro da viatura policial, ocasião em que se dirigiu aos policiais dizendo que,
para acabar com tudo aquilo (retirar as algemas e deixar que fosse embora), daria aos
policiais a quantia que quisessem em dinheiro. Dos fatos narrados, indaga-se: com
relação à conduta de Adalto oferecer vantagem indevida a funcionários públicos para que
omitissem ato de ofício, qual a correta tipificação de sua conduta? Ainda, caso os
policiais tivessem aceito e recebido a referida vantagem e ainda assim o prendessem, a
resposta se alteraria? Responda de forma objetiva e fundamentada.

R: A correta Tipificação da conduta de Adalto est á no art. 333 do


CP, corrupção ativa. Ainda que os policiais tivessem aceito e recebido a referida
vantagem estariam cometendo corrupção passiva, de acordo com o art. 317 do CP,
e Adalto corrupção ativa com aumento de pena.

Questão objetiva.

Sobre os crimes de contrabando e descaminho, assinale a alternativa correta: (Concursos


Públicos. Modificadas)
a) Contrabando e descaminho se referem a um mesmo delito, sendo tratados
como sinônimos pela legislação

b) Comete o crime de contrabando quem, de qualquer forma, utiliza em


proveito próprio ou alheio, no exercício de atividade comercial realizada em
residência, mercadoria de procedência estrangeira que introduziu
clandestinamente no Brasil.

c) É inadmissível a aplicação do princípio da insignificância para o crime de


contrabando, uma vez que o bem jurídico tutelado não possui caráter
exclusivamente patrimonial, mas envolve a vontade estatal de controlar a
entrada de determinado produto em prol da segurança e da saúde públicas.

d) O comércio irregular exercido em residências não pode ser considerado


contrabando ou descaminho, porque está ausente a atividade de exportação ou
importação.

e) Segundo o entendimento doutrinário majoritário, num enfoque moderno, o


crime de descaminho consiste na importação ou exportação de mercadoria
proibida. Enquanto o crime de contrabando significa fraude no pagamento de
tributos.

Você também pode gostar