Você está na página 1de 7

3.

Classificar as actividades secundárias

Actividades secundárias - são aquelas actividades que dão suporte as actividades primárias de uma
empresa, ajudando no cumprimento daqueles que são os objectivos da empresa (satisfação do
cliente e o lucro) garantindo a sua sobrevivência.

Classificação das actividades secundárias segundo os ramos de actividade

Ramo industrial

Fábrica de móveis

• Descrição: produção de moveis para escritório


• Actividade principal: produtor de artigos mobiliários para escritório
• Actividades secundarias: montador e reparador de moveis

Ramo comercial

Loja de roupa

• Descrição: comercio varejista de artigos de vestuário e acessórios


• Actividade principal: comerciante de artigos de vestuário e acessórios
• Actividades secundarias: comerciante varejista de brinquedos e artigos recreativos

Ramo de prestação de serviços

Oficina mecânica

• Descrição: serviço de reparação e manutenção mecânica de veículos automotores


• Actividade principal: mecânico de veículos independente (reparação e manutenção)
• Actividades secundarias: comerciante de peças e acessórios para veículos, comerciante
de lubrificantes, alinhador de pneus.
Exercício:

1. Usa exemplos práticos de empresas para analisar as actividades secundárias com destaque
para as actividades portuárias e retro portuárias.

Actividades secundárias da logística

Além das actividades primárias, há uma série de atividades adicionais que apoiam o transporte, a
manutenção de estoques e o processamento de pedidos. São as actividades de apoio:

• Armazenagem
• Manuseio de materiais
• Embalagem
• Obtenção
• Programação de produtos
• Manutenção de informação

As actividades de apoio dão suporte ao sistema logístico, garantindo que as atividades primárias
sejam desenvolvidas. Algumas organizações, dependendo do seu porte, podem apresentar uma,
duas, ou até mesmo todas essas actividades, que de alguma forma vão auxiliar na melhoria deste
processo.

Armazenagem

A actividade de armazenagem diz respeito ao espaço necessário para manter produtos em estoque.
Assim, a armazenagem pode ser feita em uma loja, em uma indústria, em um supermercado, em
um depósito de uma empresa transportadora, em um centro de distribuição etc.

Envolve problemas como localização, determinação do espaço, configuração do armazém,


localização do estoque, entre outros.
Razões para Armazenar Produtos

Segundo Ballou (1993), existe quatro razões para armazenar produtos:

1. Para reduzir custos de transporte e produção;


2. Para coordenar o suprimento e a demanda;
3. Para as necessidades do processo produtivo;
4. Por considerações de marketing.

a) Para reduzir custos de transporte e produção

Quando nós temos espaço de armazenagem disponível para estocar produtos, então podemos juntar
uma maior quantidade de produtos e transportá-los até os clientes em veículos maiores, em uma
única vez. Isso reduz o custo com transporte. Da mesma forma, os custos de produção podem ser
reduzidos quando são fabricados lotes maiores de produtos. Para isso, há necessidade de espaço
para estocar os produtos até que sejam entregues aos clientes.

b) Coordenação do suprimento e demanda

Essa razão é directamente relacionada com as empresas que fabricam produtos com demanda
sazonal. Por exemplo, pense nas indústrias que fabricam ovos de páscoa, aparelhos de ar
condicionado e brinquedos natalinos. Essas empresas vendem seus produtos numa época bem
definida do ano: na páscoa, no verão e no natal. Em geral, elas montam esquemas de produção ao
longo de todo o ano, pois custa menos produzir volumes constantes, e formam estoques em seus
depósitos para vender o produto na época da demanda.

c) Necessidades de produção

Há produtos que têm a armazenagem como uma etapa de seu processo de produção. Eles precisam
ficar guardados certo tempo até que estejam prontos para o consumo.

Você sabe quais são as razões básicas para que uma empresa necessite de espaço físico para estocar mercadorias?
Pois bem, produtos como queijos, vinho e outras bebidas alcoólicas necessitam de um período de
tempo estocados para atingirem a maturação ou o envelhecimento. Nesse caso o depósito é uma
necessidade do processo produtivo.

d) Considerações de marketing

Para o marketing das empresas é de suma importância que haja disponibilidade do produto no
mercado. A armazenagem próxima dos mercados consumidores proporciona essa disponibilidade
e permite que se realizem entregas mais rápidas. A melhoria do serviço ao cliente pode ter efeito
positivo nas vendas.

Manuseio de materiais

Como geralmente a produção não se situa no mesmo lugar onde será consumida, o processo de
transporte e armazenagem é decisivo para aproximar os produtos de seus consumidores, para esse
fluxo requer o manuseio dos materiais (Arnold, 1999).

O manuseio ou movimentação de materiais está associado à armazenagem e também apoia a


manutenção de estoques. Seu objetivo primordial é a separação das cargas nos depósitos de acordo
com as necessidades dos clientes. Há três atividades principais que compõem o manuseio de cargas
nos depósitos:

• O recebimento das mercadorias;


• A movimentação interna;
• A expedição de mercadorias.

Alguns problemas importantes a solucionar nesta actividade são a seleção de equipamentos;


políticas de reposição de equipamentos; a definição dos procedimentos para a preparação dos
pedidos nos depósitos; as normas para recebimento e expedição de mercadorias; os métodos de
conferência para recebimento de produtos, entre outros.

Você sabe quais são as razões básicas para que uma empresa necessite de espaço físico para estocar mercadorias?
Embalagem de Proteção

A embalagem visa proteger os produtos de quebras e avarias durante as etapas de movimentação


e de manuseio ao longo da cadeia logística.

A embalagem também serve para a promoção e uso do produto. Em geral, as empresas utilizam a
embalagem como instrumento de marketing e de promoção de vendas para os produtos. Exemplo:
um brinquedo acondicionado em uma caixa bonita, com desenhos agradáveis, atrai muito mais as
crianças, aumentando suas vendas.

Por outro lado, a embalagem também serve como instrumento para melhorar a eficiência da
logística, principalmente, na distribuição dos produtos. Uma embalagem projetada corretamente
facilita as atividades de manuseio, transporte e armazenagem. Quando suas dimensões e design
são desenvolvidos de forma racional, permitem obter uma maior produtividade no carregamento e
descarregamento dos veículos, sejam eles manuais ou automáticos. Também permitem um maior
aproveitamento dos espaços de estocagem nos depósitos.

Obtenção

A obtenção é actividade exclusiva do suprimento de produtos nas empresas. É a actividade que


deixa o produto disponível para o sistema logístico.

Algumas tarefas típicas da obtenção numa cadeia logística são:

• Seleção das fontes de suprimento: em geral, há diversos fornecedores para um mesmo


produto. Qual deles a empresa escolherá? Isso é tarefa da actividade de obtenção;
• Determinação das quantidades de produtos que devem ser adquiridas;
• Programação das compras (itens, quantidades, cores, frequência de aquisição);
• Definição da forma pela qual o produto é adquirido (embalado, a granel, em lotes
mínimos).

NB: a obtenção não deve ser confundida com a função de compras, pois compras inclui muitos
dos detalhes de procedimentos, que não são especificamente relacionados com a tarefa logística.

5
Programação de Produto

Enquanto a obtenção trata da gestão dos fluxos de suprimento (entrada dos produtos nas empresas),
a programação do produto trata dos fluxos de distribuição (saída dos produtos da empresa).

Refere-se às decisões tomadas dentro da empresa: quais quantidades devem ser produzidas por
tipo de item, quando e onde devem ser fabricadas, ou seja, garante suporte ao fluxo de saída da
cadeia de suprimentos (Ballou, 1993).

A programação do produto é importante para que o profissional de logística possa planejar melhor
os estoques. Quando uma empresa decide alterar as características de um produto, por exemplo, o
volume, possivelmente haverá necessidade de reorganizar o layout de estoque por conta daquela
alteração.

Manutenção de Informação

Nenhuma função logística dentro de uma empresa poderia operar eficientemente sem as
necessárias informações para o planeamento, operacionalização e controle da cadeia logística.

A manutenção de uma base de dados nas empresas com informações importantes sobre a
localização dos clientes, os volumes de vendas, os prazos de entrega, os níveis de estoques, os
transportadores parceiros, dá sustentação para uma gestão logística eficiente da cadeia e das
actividades primárias e de apoio.

NB: Nem todas as actividades de suporte são realizadas por todas as empresas, mas elas contribuem para a
conclusão do processo logístico. Empresas de automóveis ou de commodities, tais como carvão, ferro e
brita, por exemplo, não necessitam de proteção de armazenagem contra intempéries, mesmo que sejam
mantidos estoques, mas a armazenagem e o manuseio de materiais sempre ocorrerão.

As actividades de obtenção e programação de produtos são consideradas mais actividades correlatas à


produção do que da própria logística, podendo, entretanto, comprometer a eficiência do transporte e
gerenciamento de estoques.

A manutenção de informações dá suporte a todas as outras actividades logísticas para as quais ela fornece
a informação necessária para planeamento e controle.

6
Exercícios:

1. Indique quais actividades dão apoio ao transporte, a manutenção de estoque e ao processamento de


pedidos.
a) Explique de que forma essas actividades dão apoio.

Você também pode gostar