Você está na página 1de 24

CURSO PREPARATÓRIO PARA O CONCURSO

DA FUNED - 2012

PROFESSORA ANA FLÁVIA ALVES


E-MAIL: anaflaviaprofessora@yahoo.com
www.facebook.com/politicasdesaude
www.facebook.com/anaflaviaprofesora
REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA – CONCURSO FUNED - 2012
POLÍTICAS DE SAÚDE

Organização dos Serviços de Saúde no Brasil - Sistema Único de Saúde: princípios e


diretrizes do SUS, controle social, organização da gestão do SUS, financiamento do
SUS, legislação do SUS, normalização complementar do SUS.

Referência:
BRASIL, Constituição Federal de 1988 - Título VIII, Capítulo II, Seção II, Artigos de 196 a
200, Da Saúde. (disponível em www.saude.gov.br).

BRASIL, Legislação Federal. Leis Federais nºs 8.080, de 19/09/90, 8.142, de 28/12/90 e
10.205, de 21/03/01. (disponíveis em www.saude.gov.br).

BRASIL, Ministério da Saúde. NOB/96 - Norma Operacional Básica da Saúde


nº01/1996 (disponível em www.saude.gov.br).
BRASIL, Ministério da Saúde. NOAS - Norma Operacional de
Assistência à Saúde nº 01/2002 (disponível em
www.saude.gov.br)

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DE MINAS GERAIS. Plano


Estadual de Saúde 2008-2011. (disponível em
www.saude.mg.gov.br)

LIVROS:
MENDES, Eugênio V. Os grandes dilemas do SUS (tomos I e II).
Salvador: Casa da Qualidade Editora. 2001.

Políticas de saúde: organização e operacionalização do sistema


único de Saúde. Rio de Janeiro: EPSJV/Fiocruz, 2007.
(disponível em www.Epsjv.fiocruz.br)
PARA A PRÓXIMA AULA:

ASSISTIR AO FILME POLÍTICAS


DE SAÚDE NO BRASIL 
WWW.YOUTUBE.COM.BR
PRINCÍPIOS E DIRETRIZES DO

Professora: Ana Flávia


anaflaviaprofessora@yahoo.com
Facebook: Ana Flávia Alves
ORGANIZAÇÃO DO SUS – LEGISLAÇÃO BÁSICA

- Constituição Federal (Art. 196-200).

- Lei 8080/90 de 19 de setembro de 1990.

- Lei 8142/90 de 28 de dezembro de 1990.


SUS – SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE

Por que o SUS é um SISTEMA?

Por que o SUS é ÚNICO?

E o conceito de SAÚDE?
PRINCÍPIOS DOUTRINÁRIOS

UNIVERSALIDADE

INTEGRALIDADE

 EQUIDADE
COMO ISSO CAI NA PROVA?
1) (SPDM – IBFC – 2010) O princípio do SUS pelo qual o
cliente é assistido por um conjunto articulado e
contínuo das ações e serviços, exigidos para cada caso,
em todos os níveis de complexidade do sistema, é
denominado:

a) universalidade.
b) igualdade.
c) acessibilidade.
d) integralidade.
PRINCÍPIOS ORGANIZATIVOS DO SUS

PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE

REGIONALIZAÇÃO

INTERSETORIALIDADE

DESCENTRALIZAÇÃO E COMANDO ÚNICO

COMPLEMENTARIDADE DO SETOR PRIVADO

RESOLUTIVIDADE
COMO ISSO CAI NA PROVA?
2) (Prefeitura de Betim – FUMARC-2006) Para o controle da AIDS, da Dengue
ou da Doença de Chagas, é adequado propor ações multissetoriais, pois
fatores externos às ações de saúde, como educação, saneamento,
desmatamento entre outros, são determinantes para a redução da
incidência das doenças evidentes. O princípio organizativo do Sistema Único
de Saúde a que o texto acima se refere é:

a) Intersetorialidade
b) Descentralização.
c) Regionalização.

d) Hierarquização.
3) (MPE – FUMARC-2007) O princípio doutrinário do Sistema
Único de Saúde que garante a toda a população brasileira a
não-exclusão do acesso às ações e serviços de saúde, a
inclusão do direito à informação relativa ao processo saúde-
doença, às leis que regem os serviços e os direitos enquanto
cidadão é:

a) Igualdade.
b) Eqüidade.
c) Resolutividade.
d) Universalização.
OUTROS PRINCÍPIOS – LEI 8080 – ART. 7

I - universalidade de acesso aos serviços de saúde em todos os


níveis de assistência;

II - integralidade de assistência, entendida como um conjunto


articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e
curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em
todos os níveis de complexidade do sistema;

III - preservação da autonomia das pessoas na defesa de sua


integridade física e moral;

IV - igualdade da assistência à saúde, sem preconceitos ou


privilégios de qualquer espécie;
VIII - participação da comunidade;

IX - descentralização político-administrativa, com


direção única em cada esfera de governo:

a) ênfase na descentralização dos serviços para


os municípios;

b) regionalização e hierarquização da rede de


serviços de saúde;
V - direito à informação, às pessoas assistidas, sobre
sua saúde;

VI - divulgação de informações quanto ao potencial


dos serviços de saúde e sua utilização pelo usuário;

VII - utilização da epidemiologia para o


estabelecimento de prioridades, a alocação de
recursos e a orientação programática;
X - integração, em nível executivo, das ações de
saúde, meio ambiente e saneamento básico;

XI - conjugação dos recursos financeiros,


tecnológicos, materiais e humanos da União, dos
Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, na
prestação de serviços de assistência à saúde da
população;

XIII - organização dos serviços públicos de modo a


evitar duplicidade de meios para fins idênticos.
COMO ISSO CAI NA PROVA?
4) (Prefeitura de Belo Horizonte – FUMARC – 2011) As ações e serviços
públicos de saúde e os serviços privados contratados ou conveniados que
integram o Sistema Único de Saúde são desenvolvidos de acordo com as
diretrizes previstas no artigo 198 da Constituição Federal de 1988,
obedecendo ainda a princípios organizativos e doutrinários, tal como:

a) Universalidade de acesso aos serviços de saúde no que se refere à


assistência médica especializada.

b) Integralidade da assistência, com prioridade para as atividades


desenvolvidas pelas equipes de especialistas e de educação para a saúde.

c) Equidade.

d) Descentralização político-administrativa com direção única do governo


federal e participação dos municípios na prestação de serviços de assistência
médica à saúde da população.
5) (Prefeitura de Betim FUMARC/2006) A Constituição Federal
de 1988 deu um importante passo na garantia do direito à
saúde com a criação do Sistema Único de Saúde (SUS). Dentre
os princípios que norteiam o SUS, assinale a alternativa
CORRETA:

a) Participação dos planos de saúde na de integralidade do Sistema Único


Saúde.

b) Participação do governo federal na criação dos Conselhos Municipais de


Saúde.

c) Atendimento integral, com prioridade para o atendimento às doenças de


notificação compulsória.

d) Acesso universal, ou seja, todo cidadão tem direito de ser atendido, de


forma gratuita, nos serviços públicos de saúde.
6) (Prefeitura de Belo Horizonte - FUMARC - 2006) A Lei Orgânica da
Saúde, Lei Nº 8.080, é incisiva nos seus princípios e diretrizes
quando destaca:

1- A universalidade de acesso aos serviços de saúde em todos os


níveis de assistência.
2- A igualdade de assistência à saúde, sem preconceitos ou
privilégios de qualquer espécie.
3- A participação da comunidade.
4- A utilização da epidemiologia na definição de prioridades e
orientação no planejamento das ações dos serviços de saúde.

Estão CORRETAS as afirmativas:


a) 1, apenas
b) 1, 2, 3 e 4.
c) 1, 2 e 3, apenas.
d) 1, 2 e 4, apenas.
FIQUE ATENTO!!!!
Art. 198 - As ações e serviços públicos de saúde integram uma
rede regionalizada e hierarquizada e constituem um sistema
único, organizado de acordo com as seguintes DIRETRIZES:

I - descentralização, com direção única em cada esfera de


governo;

II - atendimento integral, com prioridade para as atividades


preventivas, sem prejuízo dos serviços assistenciais;

III - participação da comunidade.


Texto Constitucional (diretriz) Lei 8080 (Princípios e diretrizes)

I – descentralização com direção única em IX – descentralização político-


cada esfera de governo. administrativa em cada esfera de
governo.

II – atendimento integral com prioridade II – integralidade da assistência,


para as atividades preventivas, sem entendida como um conjunto articulado e
prejuízo dos serviços assistenciais. contínuo das ações e serviços preventivos
e curativos, individuais e coletivos,
exigidos para cada caso em todos os níveis
de complexidade do sistema.

III – participação da comunidade. VIII – participação da comunidade


GABARITO:
1) D 1) A 1) D 1) C 1) D

1) B ------------------ ------------------- ----------------- -----------------


BIBLIOGRAFIA:
BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria Nacional de Assistência à Saúde. ABC
do SUS: doutrinas e princípios. Brasília/DF: 1990.

BRASIL. Presidência da República. Congresso Nacional. LEI nº 8.080 - de 19 de


setembro de 1990 - DOU de 20/9/90 - Lei Orgânica da Saúde e suas demais
alterações. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e
recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços
correspondentes e dá outras providências.