Você está na página 1de 1

SEMAD ESTABELECE CRITÉRIOS PARA ACEITAÇÃO DE

DOCUMENTOS RELATIVOS À REGULARIZAÇÃO AMBIENTAL


A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais -
SEMAD publicou 2 (duas) Resoluções que estabelecem novos critérios para aceitação de
documentos pertinente à regularização ambiental.

A primeira delas, qual seja, a Resolução SEMAD n.º 891, de 13 de fevereiro de 2009,
estabelece que as Certidões, Declarações, Anuências e outros documentos afins, expedidos
por órgãos e entidades públicas ou privadas não integrantes do SISEMA, para instrução do
processo de regularização ambiental, em especial as emitidas pelas Prefeituras Municipais do
Estado de Minas Gerais, omissas em sua validade, terão sua validade fixada em 01 (hum) ano,
a contar da data da sua emissão.

Para sua aceitação, todas as certidões deverão conter, além dos requisitos formais, a
identificação do órgão emissor, bem como do setor responsável, assinatura e matrícula do
servidor, e a informação atual e exata dos dados solicitados, emitidos em original ou cópia
autenticada.

Já a Resolução SEMAD n.º 892, de 13 de fevereiro de 2009, orienta que os


empreendimentos ou atividades dispensados de Licenciamento Ambiental ou Autorizações
Ambientais de Funcionamento - AAF, deverão obter a Certidão de Dispensa Ambiental
diretamente nas SUPRAMs, devidamente assinadas por seus respectivos Superintendentes e,
em sua ausência, pelos titulares das respectivas Diretorias Regionais de Apoio Técnico.

A Certidão de Dispensa será emitida pelas SUPRAMs após o preenchimento correto do


formulário de caracterização do empreendimento –FCE contendo todas as informações
necessárias à identificação do empreendimento.

Ainda que o empreendedor obtenha a Certidão de Dispensa deverá obter outorga para derivar,
utilizar e intervir em recursos hídricos, Documento Autorizativo para Intervenção Ambiental -
DAIA, anuência do órgão gestor em caso de estar situado no entorno de unidade de
conservação do grupo de proteção integral ou em unidade de conservação do grupo de uso
sustentável, bem como demarcar e averbar a reserva legal se localizado em propriedade rural,
conforme cada caso. A Certidão de Dispensa emitida pelo órgão ambiental estadual não
dispensa o licenciamento no âmbito municipal, conforme disposto no § 1º, do art. 5º do Decreto
nº 44.844/08.

A validade das Certidões de Dispensa será de 04 (quatro) anos, e não será revalidada. Neste
caso, o empreendedor deverá requerer nova Certidão de Dispensa ao órgão ambiental
responsável que analisará todo o processo.

As Declarações de “Não Passível de licenciamento ou AAF” emitidas anteriormente a esta


Resolução serão consideradas válidas até seu vencimento, quando deverão ser substituídas
pela Certidão de Dispensa a ser solicitada pelo empreendedor.

Para mais informações, favor entrar em contato com a Gerência de Meio Ambiente:
gma@fiemg.com.br.

Av. do Contorno, 4520 - Funcionários - Belo Horizonte - MG - CEP 30110-916 - www.fiemg.com.br