Você está na página 1de 3

Reatividade: não estar no controle total de suas emoções

Nos tempos pré-históricos, nossos ancestrais precisavam reagir


rapidamente ao ambiente. Eles ouviriam um barulho, com medo de que
fosse um animal perigoso e se preparassem para lutar ou fugir.
É assim que eles permaneceram vivos.
Avance até os dias de hoje, e esse traço ainda está um tanto presente,
apesar da ausência de perigo diário. Isso é chamado de reatividade e
podemos ver isso em termos de consequências psicológicas e emocionais.
Psicologia da reatividade: como a psicologia define a reatividade
Do ponto de vista psicológico, a reatividade ocorre quando uma pessoa
muda a maneira como se comporta porque sabe que alguém a está
observando.
E não há razão para rodeios - todos nós fazemos isso às vezes. Afinal,
quem não tentou impressionar um observador importante?
Quando sabemos que estamos sendo observados por outras pessoas,
podemos nos sentir inclinados a modificar nosso comportamento para se
adequar à situação. Podemos tentar ser mais pacientes com nossos filhos ou
superar os outros em uma tarefa específica.
De qualquer forma, essa forma de reatividade psicológica mostra que um
valor específico foi atribuído a fatores externos - estamos reagindo aos
observadores, não à situação em si.
O que é o efeito Hawthorne em psicologia?
Uma forma particular de reatividade é o Efeito Hawthorne , em
homenagem à fábrica em que a pesquisa inicial foi realizada. É a teoria de
que as pessoas se esforçam mais e produzem melhores resultados quando
participam de algum tipo de experimento.
Simplificando, quando as pessoas recebem mais atenção dos pesquisadores,
elas podem se tornar mais produtivas. Este é um dos efeitos colaterais
positivos da reatividade .
O que significa ser emocionalmente reativo?
A reatividade emocional é a inclinação para experimentar regularmente
uma poderosa excitação emocional e pode ser fortemente apreciada pela
autorregulação .
Pense desta forma:
Por um lado, você tem as emoções que está experimentando. Por outro
lado, você tem seus pensamentos e ações. Reatividade emocional é quando
não há filtro entre os dois.
Quando alguém é emocionalmente reativo, geralmente está ao sabor de
suas emoções. Eles vão para onde a raiva ou o medo os levam, mesmo que
seja em uma direção da qual se arrependerão mais tarde.
O que é uma personalidade reativa?
Agora que explicamos os dois aspectos da reatividade, deve ser mais fácil
reconhecer uma personalidade reativa.
É alguém que permite que sua situação atual dite seus pensamentos e ações.
De uma perspectiva externa, pode parecer que esses indivíduos reativos
estão simplesmente sendo espontâneos, mas a reatividade pode ir longe
demais em ambas as direções - tanto positivas quanto negativas.
Então, qual é o antídoto para uma personalidade reativa? Ser mais pró-
ativo.
Seja pro ativo
Você tem a liberdade de operar da maneira que quiser, mas deve assumir a
responsabilidade pelas escolhas que faz e pelas ações que realiza - você não
atribui a culpa a outras pessoas pelas escolhas que faz.
A alternativa à reatividade é ser proativo. Significa tomar a iniciativa e não
deixar que emoções e fatores externos o controlem .
Em vez de uma reação imediata, crie uma resposta que esteja de acordo
com seus valores essenciais. Isso não significa que você não precisa ter
emoções - significa que você está no controle de si mesmo e de suas
respostas.
Também significa que você não transfere a culpa ou
responsabilidade. Outra pessoa pode ter irritado você, mas é sua
responsabilidade escolher a resposta apropriada.
Aprenda a assumir o controle
Suas emoções, eventos externos e outras pessoas sempre influenciarão
você. Mas cabe a você decidir se simplesmente reage a eles ou apresenta
uma resposta cuidadosa.
Quanto mais controle você assume de suas reações e emoções, mais pode
direcionar sua vida para onde deseja.

Você também pode gostar