Você está na página 1de 16

ACBB CC

PARTE I
DESCRIÇÃO GERAL

Seção 01 – O COMANDO ATLAS – ACBB CC

Introdução:

O propósito deste manual é familiarizar os técnicos de atendimento com as


operações básicas dos sistemas ACBB
Controle a relês (convencional) para elevadores acionados por máquina com ou
sem engrenagem e motor alimentados por corrente contínua. O seletor e o despacho
estão integrados no mesmo painel de controle.
Utiliza fita seletora metálica (ASEL), para indicação do posicionamento ao
seletor.
Para dados específicos de cada elevador sempre deve ser observado o seu
diagrama do prédio.

ACBD – Automático Coletivo com Seleção na Descida - DCC


As chamadas de cabina são atendidas em qualquer direção e as de pavimento
são atendidas somente na direção de descida. As botoeiras de pavimento possuem
um único botão que corresponde a descida.

ACBB – Automático Coletivo com Seleção na Subida e na Descida - FCC


As chamadas de cabina e pavimentos são atendidas em qualquer direção. As
botoeiras de pavimento possuem dois botões que correspondem a subida e descida.

Identificação e comparação dos sistemas simples x coletivos

SISTEMAS SERVIÇOS
ASCT Automático Simples com controle de Talha Monta Carga
ASAJ Automático Simples de um Botão Passageiros
Automático
ASMTB Automático Simples Multibotões Monta Carga
ASEC Automático Simples Com Estação Central Monta Carga
ASB Simples Atlas Júnior Carga
M Manivela Carga/passageiros/hospital
MBA Manivela com Parada Automática Carga/passageiros/hospital
ACB Automático Coletivo de 1 Botão Carga/passageiros/hospital
ACBD Automático Coletivo de 1 Botão na Descida Passageiros
ACBB Automático Coletivo com 1 Botão na Passageiros
Descida e 1 Botão de Subida

EM ELABORAÇÃO 1/16
ACBB CC
PARTE I
DESCRIÇÃO GERAL
Legendas

Simbologia

Principais símbolos utilizados em Diagramas Villares/Atlas

DENOMINAÇÃO SÍMBOLO

Linha da parte superior do painel

Linha da parte inferior do painel

Interligação entre parte superior e inferior

Linha externa ao painel

Interseção de linhas

Cruzamento de linhas sem ligação

Terminal de ligação

Continuação de ligação

Contato NA do relê ES/SR

Contato NF do relê ES/SR

Contato NA de Chaves e Contatoras

Contato NF de Chaves e Contatoras

EM ELABORAÇÃO 2/16
ACBB CC
PARTE I
DESCRIÇÃO GERAL

DENOMINAÇÃO SÍMBOLO

Contato NA de acionamento mecânico

Contato NF de acionamento mecânico

Contato de trinco ou porta de pavimento

Capacitor eletrolítico

Fusível

Resistor Fixo

Resistor ajustável

Botão NA com trava

Botão NA sem trava

Botão NF sem trava

Conexão entre pino e soquete

Terminal em pino

Terminal em soquete

Diodos

EM ELABORAÇÃO 3/16
ACBB CC
PARTE I
DESCRIÇÃO GERAL
DENOMINAÇÃO SÍMBOLO

Led’s

Tiristor

Transistor NPN/PNP

Lâmpada

Tomada bipolar

Reator / Indutor

Transformador trifásico

Transformados monofásico

Enrolamento de motor

Resistência do RTA

Contato do ASEL, pick-up e rebite

Função de Relês e Contatores parte I

Copiar da parte III

EM ELABORAÇÃO 4/16
ACBB CC
PARTE I
DESCRIÇÃO GERAL

Seção 02 – COMPONENTES DO ACBB CC

Reles SR e ES

Representação dos contatos.

Os relês / chaves / contatoras podem ter dois tipos de contatos:


Os relês, chaves e contatoras, apresentam contatos normalmente abertos e
fechados

NA ⇒ NORMALMENTE ABERTO
NF ⇒ NORMALMENTE FECHADO

Os circuitos elétricos são desenhados olhando-se por trás dos painéis


desenergizados.

Relês ES e SR
Circuito lógico do sistema.

Relês CR5 / CR9A, chaves e contatoras


Circuito de potência.

Numeração dos contatos.


A numeração dos contatos é feita esquematicamente, colocando-se o numero
ao lado do contato.
Para relês SR / ES, o numero indica a lâmina inferior, isto é a mais próxima da
base do relê.

Para relês CR5 / CR9A, chaves e contator 6B3A, o numero indica o terminal
esquerdo dos contatos fixos e a letra indica o lado móvel do contato (lado trança).

Contato 12 do relê 35L contato 11 do relê 2

EM ELABORAÇÃO 5/16
ACBB CC
PARTE I
DESCRIÇÃO GERAL
Relês e Chaves do ACBD

Relê “SR”

Os relês SR são instalados nos painéis com os contatos posicionados acima da bobina

Olhando pelo lado de trás do painel, os contatos estão divididos em colunas e


linhas.
A contagem é feita da esquerda para a direita e de baixo para cima.

A base da bobina é considerada sempre como referência, isto é as lâminas inferiores


do relê são as que estão mais próximas da base.

Os terminais da bobina do relê estão dispostos sempre na configuração:

Bobina Esquerda (BE) ⇒ terminal positivo


Bobina Direita (BD) ⇒ terminal negativo
Bobina Central (BC) ⇒ terminal comum, no caso do relê apresentar bobinas
duplas.

EM ELABORAÇÃO 6/16
ACBB CC
PARTE I
DESCRIÇÃO GERAL
Olhando pelo lado da frente do painel:
A contagem é contrária a feita pelo lado posterior, ou seja, é feita da direita para
a esquerda e de baixo para cima.

Parafuso para ajuste do entreferro do relê

Regulagem do percurso da armadura do relê SR.

Para diminuir o percurso da armadura, desapertar o parafuso “B”, e a


contraporca “A”, girar o parafuso de ajuste “C” no sentido horario.
Para aumentar o percurso, girar no sentido anti-horario ( regular com o relê
ligado).
Para a troca da bobina, verificar se a contra porca “A” esta apertada, remover os
terminais da bobina, e a bobina desapertando o parafuso “B”.

Obs.: A regulagem de 3,1 a 3,3 mm não se aplica ao relê STL, a armadura movel deve
encosta na base. Os relês STL não possuem separador magnetico.

Combinação do Relê SR

Combinação Contato
N.º n.a n.f.
2 2 0
3 3 0
4 1 1
5 2 1
6 1 2
7 Bobina

EM ELABORAÇÃO 7/16
ACBB CC
PARTE I
DESCRIÇÃO GERAL
Tabela do Relê SR

Tipo do Relê Desenho Tensão da bobina

DE0640G001 25
DE0640G002 50
DE0640G003 62,5
Normal DE0640G004 125
DE0640G005 125
DE0640G006 230
DE0640G007 50
Andar DE0641G001 50
DE0641G002 125
Indicador de Massa DE0641G003 50
DE0641G004 125
DE0697G001 50
DE0697G002 125
Lento DE0697G003 25
DE0697G004 66
DE0727G001 50
Tempo DE0727G002 230
DE0727G003 125
DE0727G004 125
Eletrônico DE1859G001 50
DE1859G002 135
Falta de fase DE1859G003 14V - Fase
Sinal / Gongo DE2135G001 14V – CA

Código do Relê SR

Coluna Direita
Coluna Central
Coluna Esquerda
Relê tipo STL
Ex.:
DD1805 G 2 3 4 5

EM ELABORAÇÃO 8/16
ACBB CC
PARTE I
DESCRIÇÃO GERAL

Relê “ES”

Os relês ES são instalados nos painéis com os contatos posicionados ao lado da


bobina.

Olhando pelo lado de trás do painel, os contatos estão divididos em linhas e


colunas. Possuem a mesma distribuição do relê SR, porém os relês ES estão deitados
para o lado direito.
A contagem é feita de baixo para cima e da esquerda para a direita.

A base da bobina é considerada sempre como referência, isto é as lâminas inferiores


do relê são as que estão mais próximas da base.
Os terminais da bobina do relê estão dispostos sempre na configuração:
Bobina Esquerda (BE) (posição inferior esquerda) ⇒ terminal positivo
Bobina Direita (BD) (posição superior) ⇒ terminal negativo
Bobina Central (BC) (posição inferior direita) ⇒ terminal comum, no caso
do relê apresentar bobinas duplas.

Vista posterior do Rele

EM ELABORAÇÃO 9/16
ACBB CC
PARTE I
DESCRIÇÃO GERAL
Olhando pelo lado da frente do painel:
A contagem é contrária a feita pelo lado posterior, ou jeja, é feita da direita para
a esquerda e de baixo para cima.

Parafuso para ajuste do


entreferro do relê

Para regular a armadura temos que soltar a contra porca “A” e apertar o
parafuso “B”, regulando na medida de 3,2 mm com o relê na posição desligado ou 0,4
mm para relê normal e 0,7 para relê de tempo com o relê na posição ligado.
Os contatos deveram ter a abertura de 1,3 mm.

relê desligado relê ligado


1,3 mm
1,3 mm

3,2 ± 0,3 mm 0,4 mm para relê normal


0,7 mm para relê de tempo

Tabela do Relê ES

Combinações NA NF Combinações NA NF
02 0 2 33 3 3
06 0 6 35 3 5
08 0 8 40 4 0
11 1 1 42 4 2
13 1 3 44 4 4
15 1 5 51 5 1
17 1 7 53 5 3
20 2 0 60 6 0
22 2 2 62 6 2
24 2 4 71 7 1
26 2 6 80 8 0
31 3 1

EM ELABORAÇÃO 10/16
ACBB CC
PARTE I
DESCRIÇÃO GERAL
Combinação do Relê ES

Quantidade de contatos NF
Quantidade de contatos NA
Ex.:
DD1731 G 0 2 4

Código dos Relês II

Código Substitui Substitui Volts (CC) Aplicação


DC3303 G 1 DD2440 G 1 DD2791 G 1 2,4 Chave memória – RTT70 Botão
Eletrônico
DC3303 G 2 DD2440 G 2 DD2791 G 2 62,5 Normal – relê série
DC3303 G 3 DD2440 G 3 DD2791 G 3 125 Normal
DC3303 G 4 DD2440 G 4 - 125 Relê de tempo eletrônico – RTE
DC3303 G11 DD2440 G11 DD2791 G11 62,5 Pequeno tempo – relê série
DC3303 G12 DD2440 G12 DD2791 G12 125 Normal de pequeno tempo
DC3303 G16 DD2440 G16 - 125 Andar – com neutralização
DC3303 G21 DD2440 G21 - 15 CA Sinalização
DC3303 G22 DD2440 G22 - 125 Indicador de Massa
- DD2440 G23 - 220 CA Falta de Fase (DC1891 G3)
- DD2440 G24 - 93 Falta de Fase (DC1891 G1)

EM ELABORAÇÃO 11/16
ACBB CC
PARTE I
DESCRIÇÃO GERAL

Chave “CR9A”

E – contato
esquerdo
D – contato
direito

Regulagem da chave CR9A

1. Abertura dos contatos superiores (n.a.) devem ser de 6,0 a 7,0 mm, regular no
parafuso limitador.
2. A abertura dos contatos inferiores de 1,5 a 2,5 mm.

Chave “6B3A”

EM ELABORAÇÃO 12/16
ACBB CC
PARTE I
DESCRIÇÃO GERAL

CA – utilização em elevadores de corrente alternada


CC – utilização em elevadores de corrente contínua

Regulagem da chave 6B3A

Abertura do contato principal de 9 a 12,5 mm, pelo parafuso de regulagem (limitador)


Contatos principais de carvão, caso estejam gastos use a face oposta ou troque caso
já tenha sido usado.
Abertura dos contatos auxiliares, para contatos n.a. de 0,8 a 3,3 mm (com a chave
desligada) e para contatos n.f. de 1,5 a 2,7 mm (com a chave ligada).

Regulagem da abertura dos contatos 6B3A / CR9A

Para regular a abertura dos contatos devemos ajustar no parafuso de regulagem


(limitador).
A mola (E-2081) usada na chave CR9A é mais forte que a mola (DE-8781) da
chave 6B3A. Portanto, tomar cuidar para não utilizar mola errada, que poderia causar
aquecimento, redução da pressão nos contatos da chave, dificuldade para ligar...

EM ELABORAÇÃO 13/16
ACBB CC
PARTE I
DESCRIÇÃO GERAL
Chave “CR5”, “5”, “7”, “10”, “11” e “25AA”

Chave CR5

Regulagem das chaves 5, 7 e 11

Abertura dos contatos principais de 14 a 16 mm, caso esteja alterado, regular no


parafuso limitador.
Abertura dos contatos auxiliares de 3,5 a 5,5 mm.

Regulagem da chave 25 AA

O percurso dos contatos principais deverão ser 19 mm, regulado pelo conjunto
tirante.
Os contatos auxiliares devem ter uma abertura de 3,5 a 5,5 mm

EM ELABORAÇÃO 14/16
ACBB CC
PARTE I
DESCRIÇÃO GERAL
Regulagem da chave 10

Nota: Pressão nos contatos, a mola superior é mais forte.

Abertura dos contatos principais de 14 a 16 mm, é ajustada pelo parafuso de


regulagem, limitador, nos contatos superiores girando no sentido horário a distância
diminui, nos contatos inferiores o sentido horário aumenta a distancia. Também pode-
se fazer a regulagem colocando calços de ajuste sob a base dos contatos superiores.
Abertura dos contatos inferiores de 2,5 à 3,5 mm, se necessário substituir o
par dos contatos fixos.

EM ELABORAÇÃO 15/16
ACBB CC
PARTE I
DESCRIÇÃO GERAL

Histórico de alterações Data Versão Executado por:

Impressão da 1ª versão 05/01/2007 Rev.00 Willian Francez

Nome: Data:
Executor: Willian 05/01/2007
Nome: Data:
Revisor: Daril 05/01/2007
Nome: Data:
Aprovador: Joel Coelho 05/01/2007

EM ELABORAÇÃO 16/16