Você está na página 1de 2

25/08/2020

Curso: Sistemas Elétricos L2


Profª: Maria José Suzumura
Disciplina: Matemática Financeira
Aluno : Jacó Fortunato Chagas
RA: SP1365525

Títulos de crédito

Título de crédito é um documento que contém um direito de crédito e representa a


obrigação desta dívida com as informações nele inscrita.
Os títulos de crédito mais conhecidos são os cheques, as letras de câmbio, as notas
promissórias e as duplicatas.

Como funcionam os títulos de crédito


Existem duas estruturas de funcionamento dos títulos de crédito: ordem de pagamento e a
promessa de pagamento. O primeiro possui três agentes e o segundo possui dois agentes.

A ordem de pagamento acontece quando o sacador ou emitente, entrega a ordem para


que outro agente pague, conhecido como sacado. Quem recebe por escrito e que deve
receber o dinheiro, fica conhecido como o beneficiário. É o caso dos cheques e das letras de
câmbio.
No caso dos cheques, por exemplo, um sacador é quem entrega o cheque a um beneficiário,
que tem como opção trocar por dinheiro no banco, o sacado.

A promessa de pagamento envolve o promitente e o beneficiário, ou seja, aquele que


emite uma promessa de pagamento e o credor que receberá a dívida posteriormente. Este é
o caso, por exemplo, das notas promissórias.
Além dessas, existem outras características em cada título de crédito que configuram seu
funcionamento, conhecidas como
saque, aceite, endosso e aval.

Saque
O saque é a emissão do título de crédito feita pelo sacador (emitente), e onde aparecem a
figura jurídica do sacado e do beneficiário, também conhecido como tomador ou credor.
Existe saque somente em ordens de pagamento.
Aceite
O aceite é a autorização que valida o funcionamento do título de crédito. No caso das letras
de câmbio, o crédito passa a ser válido somente após o sacado concordar que pode pagar
ao beneficiário, neste caso conhecido como o "aceite". deve
constar o nome e assinatura do aceitante, que se estiverem no verso do documento devem
ser acompanhados da palavra "aceito". Sem essa autorização, o beneficiário deve protestar
o título para recebimento de suas quantias.
Endosso
O endosso é conhecido pela transferência de propriedade do título de crédito. Acontece,
por exemplo, quando um beneficiário utiliza seu título para pagar uma outra dívida, e
neste caso, transfere o direito de recebimento a outro agente.
O título de crédito não contém endosso se estiver escrito "não à ordem", podendo ser
endossado se constar "à ordem" ou não estiver presente nenhuma cláusula.
O beneficiário que transfere fica conhecido como endossante e o agente que recebe,
endossatário. Também deve se considerar que o endossante pode repassar somente os
valores integrais de seu título de crédito.
Aval
O aval é uma declaração que pode constar no título de crédito como garantia de seu
pagamento, através da inclusão de um outro agente, conhecido como "avalista" e que toma
a obrigação de pagamento da dívida. Nestas condições, o sacado fica conhecido como
"avalizado".
O aval é diferente de fiança, pois está presente em títulos de crédito, enquanto os fiadores
são apresentados em contratos cíveis.

Fonte pesquisa:
https://www.dicionariofinanceiro.com/titulos-de-credito/