Você está na página 1de 35

UNIDADE II

ATIVIDADES DE PLANEJAMENTO DA LOGÍSTICA

Professora Me. Margareth Cristina Santos Seixas


OBJETIVOS
• Classificar as atividades de Planejamento;

• Definir e explicar a Gestão do Processamento do


Pedido, a Gestão de Transporte, a Gestão e o controle
do Estoque, bem como a Localização.
Processamento do Pedido

• É a primeira etapa da logística, pois é por meio dele que o


cliente inicia seu pedido.
• Apesar do custo gerado ser pequeno frente ao custo
gerado pelo Transporte e pelo Estoque, ele, muita vezes,
representa a imagem da organização e tem a função de
marketing.
Processamento do Pedido
• pode ser dividido nas seguintes atividades:
Emissão, Transmissão, Verificação, Processamento.
Processamento do Pedido
1 - A Emissão é o início do Processamento do Pedido, pois
logo após a negociação, é feita a formalização do pedido.
Duas etapas devem ser realizadas:
• A obtenção das informações sobre os produtos
ou os serviços solicitados; e
• o preenchimento do pedido.
2 -Transmissão/Entrada, os Pedidos devem ser enviados
para a organização para sua posterior digitação em
sistema de computadores.
Processamento do Pedido
3 - Verificação - inicia após a transmissão e a digitação do pedido. Visa a
aprovação ou não da venda. Para tanto, algumas etapas devem ocorrer,
como:
• a verificação do status do cliente na organização,
• a verificação de crédito e outros.
Processamento do Pedido
4 - Processamento - processo de deslocamento e de acompanhamento da
carga. Algumas etapas são realizadas nessa atividade:
• A Manutenção do Estoque,
• a Emissão de Documentos,
• a Autorização para Embarque,
• o Rastreamento do Produto e
• o Relacionamento com os Clientes.
Gestão do Transporte
• proporciona as seguintes vantagens para as regiões atendidas:
• a redução dos preços,
• o acesso a matérias-primas com custo mais baixo,
• o desenvolvimento local; e
• aumento da área de atuação no mercado
Modais de transporte
• são os diversos tipos de transporte disponíveis
para se transportar uma carga.
• Com base no veículo de transporte e no
ambiente onde o transporte é realizado,
podemos caracterizá-lo como:
• marítimo, fluvial, lacustre, ferroviário,
rodoviário, dutoviário e aéreo.
Modal marítimo
• O transporte realizado por meio de navios ou de barcaças
oceânicas
• Não existe a necessidade de construir as vias de transporte
• Apresenta ainda dois tipos de transporte:
• Cabotagem e
• Longo Curso.
Modal fluvial
• Realizado em rios, por meio de comboios de barcaça
impulsionados por um empurrador, ou mesmo navios;
• Dois tipos de transporte: navegação nacional e Longo
Curso.
Modal ferroviário
• realizado por locomotivas e vagões que formam os trens
• seu trajeto é limitado pelos trilhos
• adequado para o transporte de matérias-primas, de produtos
semi-acabados e acabados de médio e baixo valor agregado
• trajetos de grande e média distâncias
• necessita de elevados investimentos em:
• infraestrutura,
• material rodante,
• instalações de apoio (pátio de manobras e oficinas)
• Sistemas de Informação (SIs) e controle.
• Apresenta grande capacidade com baixo custo de transporte.
Modal rodoviário
• realizado em estradas de rodagem, com a utilização
caminhões e carretas
• Para curtas viagens com menor volume de carga, esse é um
dos modais mais utilizados
Modal dutoviário
• realizado em tubulações que podem estar localizadas em terra ou
submersas em mares, oceanos, rios e lagos
• é uma das formas mais econômicas de transporte para grandes volumes,
• derivados de petróleo, líquidos e gasosos, de álcool
• líquidos de uma maneira geral, como água,azeite ou sucos
Modal aéreo
• realizado por meio de aviões, os quais necessitam de aeroportos
para pouso, decolagem, carregamento e descarga de produtos.
• caracterizado pela sua rapidez no deslocamento da carga.
• adequado para o transporte com alta velocidade em grandes e
médias distâncias de produtos acabados de alto valor agregado.
• No entanto, apresenta alto custo de transporte.
Custos de Transporte
• Comparativo entre os modais: custos diretos,
indiretos, fixos, variáveis
• cada carga deverá ser analisada por causa de seu
valor agregado e de suas características
• devemos analisar a disponibilidade do modal perto
do ponto de origem e de destino e
• outras questões inerentes ao transporte que podem
justificar ou não a escolha de um modal.
Fatores que Impactam os Custos do
Modal de Transporte
• Três óticas:
• características do produto (densidade, facilidade de
acomodação no veículo; e facilidade de manuseio.
• características do mercado (distâncias dos mercados, o
balanceamento do tráfego (entrada e saída dos mercados), a
sazonalidade dos movimentos, etc)
• Tipo de contrato em razão da capacidade dos veículos
(momento de transporte e tempo em trânsito) .
Gestão do Estoque
• quantidade de matéria-prima ou produto acabado que ainda não foi
consumido ou comprado/entregue ao cliente da organização.
Reflete um desequilíbrio entre oferta e demanda que pode gerar três
situações:
• estoque intencional;
• estoque ocasionado por ausência de planejamento;
• estoque ocasionado por falha de planejamento (devido a variações na
demanda não previstas, problemas no sistema de transporte e erro
técnico no planejamento).
Razões Manter Produtos em Estoque
• custo de estoque < custo com paradas na produção
• propiciar a escolha de modais de transporte que sejam
mais econômicos
• proteção contra variações da demanda
• contra eventuais variações do tempo de entrega de
produtos
• economia na compra em quantidade
• antecipando picos de consumo – prod. Sazonais
• produção sazonal para atender consumo anual
• para evitar a perda de venda
• peças para manutenção
• material em processo
Tipos de Estoques

Em virtude do material que os compõem:


• De matéria-prima
• De segurança =
• (Intervalo de abastecimento médio x Demanda
média) / Dias úteis
• quando demanda é variável e o intervalo de
abastecimento é fixo
Custos Relacionados ao Estoque
• de capital (custo físico dos produtos estocados)
• de gerenciamento
• de armazenagem (custo do espaço e operações)
• referente ao risco (avarias, perdas, roubos)
• de colocação do pedido
• de setup
• perda de venda
Previsão de Demanda
• A demanda representa a quantidade de mercadoria que um
consumidor ou conjunto de consumidores deseja e está
disposto a comprar
• Previsão é a estimativa de vendas futuras e o ponto de
partida para o planejamento.
• Alguns fatores levam a incertezas na previsão:
• Envolvimento humano, comportamento da economia, incertezas
naturais do futuro,mudanças de comportamento social e
introdução de novos produtos pelos concorrentes.
Métodos de Previsão de Demanda
• Qualitativos
• Pesquisa de Mercado (questionários e/ou
entrevistas visando desenhar as tendências do
mercado)
• Painel de Consenso (experiências dos diversos
profissionais do mercado)
• Analogia Histórica (analisar a história do mercado
e o comportamento da sociedade)
Métodos de Previsão de Demanda
• Quantitativos

• Previsão ou Séries Temporais (Média Móvel,


Média Móvel Ponderada, entre outros),
• Regressão Estatística
• Simulação de Cenários.
Controle de Estoque
2 métodos:
• de empurrar estoques
• Transporte, pedido e lote de produção otimizado e enviado da indústria
• Dificuldades – cálculo da demanda de cada requerente e aumento dos estoques nos
mesmos
• de puxar estoques.
• visa manter os níveis de estoque no mesmo nível de sua demanda
• pode ser dividido nas seguintes técnicas: estoque para demanda, ponto de reposição
(quantidade fixa, período variável), reposição periódica (quantidade variável, período
fixo) e JIT.
Controle de Estoque
Fig. 10: Comportamento do Estoque ao longo do tempo
Controle de Estoque
quando comprar?
• Estoque de Segurança (ES)
• ES = d . K
• Ponto de Reposição
• PR = d . LT + ES
Quanto comprar?
• Custos de Estoque
• CT = CA + CP (CT = custo total; CA = custo de armazenagem;
CP = custo do pedido)
• CA = EM . CE (EM = estoque médio; CE o custo unitário de
estocagem);
• EM = L /2 (L é o tamanho do lote).
• CP = D/L x CF (D= demanda; CF = custo unitário)
• LEC
• Lote Econômico de Compra (LEC)
• Figura 11: Gráfico de determinação do LEC em função dos custos
• Classificação ABC
• Fig.12: Gráfico da curva ABC
• Classificação ABC
Classificação
ABC
• Avaliação de Estoques
• Ter controle dos valores investidos
• Assegurar que os recursos atendam os parâmetros da
organização
• busca ter a menor imobilização possível de capital em
estoques
• Métodos:
• Custo Médio Ponderado
• PEPS
• UEPS
Localização
• Escolha dos melhores locais para a instalação de
edificações
• É avaliada por duas óticas:
• Quantitativa
• Modelos matemáticos (ex: centro de gravidade;etc)
• Qualitativa
• Observar qualificação da mão-de-obra, incentivos fiscais,
estabilidade política e econômica, infraestrutura logística,
cultura, etc
REFERÊNCIAS

ROSA, Rodrigo de Alvarenga Gestão logística . Florianópolis:


Departamento de Ciências da Administração / UFSC; [Brasília]: CAPES:
UAB, 2010.

Você também pode gostar