Você está na página 1de 2

​G​rupo ​P​equeno

15/3/2020

BOAS OBRAS SÃO


FRUTOS ​DA​ SALVAÇÃO
Cl 1.10
Por: Pr. Cláudio C. Barrozo

Clique aqui e ouça o áudio ou


clique aqui para o vídeo da
mensagem pregada pelo Pr.
Cláudio Barrozo, em 16/02/20-M.
Leia o texto de apoio abaixo,
reflita e compartilhe com os
demais integrantes de seu ​GP
(Grupo Pequeno), no domingo, às
9h.

Há algumas religiões que


pregam que se a pessoa praticar
boas obras alcançará uma vida
de paz, de harmonia e um lugar
bom na outra vida, ou numa
reencarnação após a morte.
Estas religiões estão erradas, por
que as boas obras não podem
proporcionar salvação e vida
eterna em paz a ninguém, pois
isso somente se pode obter
através do sacrifício vicário de Cristo, quando a pessoa reconhece que é pecadora e indigna de
receber a salvação para a vida eterna com Deus no céu, caso contrário, Jesus não precisaria ter
vindo ao mundo para se fazer propiciação1 vicária2 pelo homem. Entretanto, boas obras devem
ser consequência de alguém que recebeu o poder de ser tornado filho de Deus por adoção em
Cristo, quando reconheceu sincera e racionalmente que era pecador e indigno da salvação, e
recebeu Jesus através de uma aliança, feita verbal e publicamente, como seu único, eterno e
suficiente Salvador e Senhor. ​Por que Jesus tinha que morrer na cruz para que nossos pecados
fossem perdoados se apenas boas obras pudessem garantir ao homem a salvação? Por que Jesus
não deixou somente seus ensinamentos? A Bíblia diz que é porque o homem jamais poderia fazer
coisa alguma para ser salvo, pois sua natureza carnal é pecaminosa e o torna incompetente para
a salvação (​Gn 2.16-17​; ​6.5​; ​8.21​; ​Sl 14.1-3​; ​58.3​; ​143.2​; ​Is 64.6​; ​Jr 17.9​; ​Rm 5.8,12,18​; ​Ef
2.1-8​). O primeiro homem, Adão, que vivia num mundo perfeito e sem pecado, pecou, então
Deus enviou o segundo Adão, nascido sem pecado, Jesus, que viveu sem pecar, ainda que sendo
tentado em tudo, para, inocente, oferecer seu próprio sangue como reparação (pagamento) pelos
nossos pecados. Mas para que tal sacrifício possa ser efetivo nas nossas vidas é preciso que
aceitemos o que Jesus fez e o recebamos em aliança para toda a vida ​(​Jo 1.10-13​; ​3.16​; ​2Co
5.21​; ​Hb 9.11-28​). ​Boas obras, portanto, devem ser ​fruto DA salvação que recebemos
gratuitamente. O filho deve se parecer com seu pai. O cristão, aquele que foi tornado filho de
Deus, deve, a cada dia, ter seu caráter transformado e sua personalidade moldada pelos
princípios e valores estabelecidos por Deus, revelados na Bíblia Sagrada, para se parecer a cada
dia mais com Jesus; e se parecer mais com Jesus é se parecer mais com o Pai (​Jo 10.30​; ​1Jo

1
Propiciação - ​Sacrifício dedicado ao Deus para afugentar sua ira.
2
Vicária - Que substitui, que se coloca no lugar do outro.
2.23​; ​Jo 17.20-21​). Portanto, as boas obras devem ser consequência de quem tem aliança com
Cristo. Veja o que diz a Palavra de Deus sobre isso:

● Praticar boas obras é ordem do Senhor (​Mc 12.30,31​);

● Quem pratica boas obras prova que ama a Deus, por isso é amado por Ele e terá
experiências extraordinárias com Jesus (​Jo 14.21 - o verbo traduzido por “guardar”, nesta
fala de Jesus, tem o sentido de manter os ensinamentos na alma, praticá-los e ensiná-los
a outros, como Ele ordena na Grande Comissão, em ​Mt 28.19-20​ -; ​Jo 13.12-17​).

● Boas obras nos fazem conhecidos como filhos de Deus (​Jo 13.35​);

● Boas obras glorificam a Deus (​Mt 5.16​; ​Mt 25.31-46​).

● Deixar de praticar boas obras é pecado (​Rm 2.21-24​; ​Tg 4.17​; ​Lc 12.47,48​;

Boas obras​ são ​frutos da salvação​.

Reflita e compartilhe com os demais de seu Grupo Pequeno

1. O que você imagina que Deus, que é onisciente3, sente quando vê um crente deixando de fazer
o bem que deveria fazer? Por exemplo: Um crente queria muito ter um carro. Um dia
conseguiu comprar. Ele sabe que tem uma família menos favorecida de recursos materiais que
depende de condução para ir ao templo para o culto, ou o evento, mas nem sempre todos da
família podem ir porque não dispõem de dinheiro para as passagens; eles moram em seu
bairro, ou em determinado ponto do seu trajeto, mas aquele crente não se importa com isso,
não se condói e não oferece carona. Ele não sai mais cedo de casa para levar sua família e
retornar para pegar aquela outra. Outro exemplo: um crente que tem vários pares de sapatos,
e vê um irmão que só tem um, não abençoa aquele irmão abrindo mão de algum daqueles
seus, ou, tendo recursos materiais, não abençoa aquele irmão comprando um sapato novo
para ele. Analise esta questão à luz de ​1Jo 3.16-18​!

2. Há muitos crentes que contribuem com obras de caridade fora da igreja. Exemplo: Há crentes
que enviam ofertas regulares ou esporádicas para a LBV (que é espírita)4, ou UNICEF, ou de
outra denominação religiosa. Eles entendem que estão praticando boa obra, e estão,
verdadeiramente. Mas será que é isso que deveriam estar fazendo, à luz do que diz ​Dt 12.11​;
Ml 3.10​; ​Gl 6.10​?

3. Boas obras podem proporcionar a salvação e vida eterna com Deus? Se não, por que todos os
mandamentos da Bíblia foram resumidos por Jesus em amar a Deus ​e ao próximo como a
nós mesmos (Mt 22.37-40?

3
Onisciente - ​que tem saber absoluto, pleno; que tem conhecimento infinito sobre todas as coisas.
4
Você sabia que a Legião da Boa Vontade - LBV é uma entidade espírita?

Você também pode gostar