Você está na página 1de 17

trajectória

FÓRMULA 1
REVISTA DOS
CONCESSIONÁRIOS
RENAULT
1º TRIMESTRE | 2011

Renault e a F1: 130 vitórias e 17 títulos!


PRODUTO
Gama Eléctrica com preço verdadeiramente acessível

RENAULT PRO+
A EXCELÊNCIA PARA CLIENTES EMPRESARIAIS

* Conduza a mudança.

*
DRIVE THE CHANGE
09
editorial
O tema central deste número da Trajectória é o Pro+.
04 ACTUALIDADE NOTICIÁRIO Se, durante bastantes anos e, até por razões fiscais, o
As notícias que fazem a actualidade da Renault
mercado de Comerciais Ligeiros foi composto por “falsas”
06 DOSSIER ESTRATÉGIA vendas de veículos de passageiros (e os derivados de
2010 em revista e as perspectivas para 2011
passageiros foram disso o melhor exemplo), a verdade é
09 DOSSIER ESTRATÉGIA que o progressivo desaparecimento das vantagens fiscais
Renault PRO+ A excelência para clientes empresariais
redireccionou o mercado para os profissionais. No fundo,
14 ACTUALIDADE PRODUTO aqueles que utilizam o automóvel no desempenho da sua
Novo Renault Laguna: dinâmico, eficaz, moderno
actividade profissional.
16 POSTER
Mégane R.S. Roadshow

18 ZERO EMISSÕES PRODUTO


Gama Eléctrica com preço verdadeiramente acessível
06 Nesse sentido, temos de estar preparados para dar resposta às necessidades e exigências deste tipo de clientes,
para quem o automóvel é, sobretudo, um instrumento de trabalho. A resposta da Renault é o Pro+ ! Um projecto que
20 ZERO EMISSÕES PRODUTO
consideramos estratégico e estruturante e cuja implementação na Rede terminará nos próximos meses.
Renault Kangoo Express Z.E.: o comercial ligeiro eléctrico, acessível a todos

ZERO EMISSÕES PRODUTO Destaco também a entrevista do Eng.º José Caro de Sousa. Impunha-se fazer um balanço de 2010, mas, fundamen-
22 Renault Fluence Z.E. a partir de 21.620 Euros. A berlina estatutária, ecológica e tecnológica talmente, traçar e dar a conhecer algumas pistas do que será a actividade em 2011. E apesar de as nossas previsões
apontarem para um mercado mais difícil em 2011, é importante deixar uma mensagem de confiança, com a certeza
24 ZERO EMISSÕES PRODUTO de que a Renault estará sempre ao lado da sua Rede de Distribuição.
Renault Twizy, um veículo eléctrico ágil e prático, que redefine a mobilidade urbana
José Pedro Neves Director de Vendas Termino com os meus votos de um Feliz Ano Novo, com saúde e sucesso, para todos vós e para as vossas famílias.
25 ZERO EMISSÕES PRODUTO
Renault ZOE Preview: o automóvel “Zero Emissões” que oferece bem-estar no dia-a-dia
Boas vendas
ACTUALIDADE ESTRATÉGIA
26 Roadshow Mégane R.S.

28 ACTUALIDADE ESTRATÉGIA
Renault promoveu cerca de 2.500 cursos de condução

30 DESPORTO FÓRMULA 1
Renault e a F1: 130 vitórias e 17 títulos!
25
Propriedade: Renault Portugal, S.A. - Lagoas Park, Edifício 4, 2740-267 - Porto Salvo - Tel. 218 361 019 - Fax. 218 361 096 Edição e coordenação: Direcção de Comunicação e Imagem
Textos e fotos: Press-à-Porter - geral@pressaporter.pt Periodicidade: Trimestral Tiragem: 3000 exemplares
trajectória 03
ACTUALIDADE NOTICIÁRIO

>> Renault Latitude: 50


CONCURSO
universitário
O NOVO TOPO DE GAMA DA RENAULT
Apresentado à imprensa mundial em Portugal, o Latitude, a nova berlina topo de gama da Renault, oferece
inéditas prestações de conforto e bem-estar a bordo. As generosas dimensões traduzem-se num habitácu-
RENAULT 4 COMEMORA
anos
lo acolhedor e espaçoso, com os passageiros traseiros a beneficiarem, inclusivamente, da melhor distân-
Sob o mote “Building the Wheels of the cia para os joelhos do segmento (251mm). Para os que privilegiam a qualidade e conforto em todas as suas
Future”, a Renault está a promover o formas, o Latitude propõe um inédito sistema de tratamento da qualidade do ar, através de um ionizador
primeiro Concurso Universitário em com propriedades purificantes e relaxantes, bem como um novo banco para o condutor, com um sistema
torno da mobilidade eléctrica, desafian- de massagem integrado, com 4 níveis. Com motorizações de grande estradista, como o novo V6 dCi 240,
bem como com o eixo traseiro multilink optimizado para oferecer o melhor compromisso conforto/compor-
do os estudantes de todo o país a apre-
tamento, o Renault Latitude é um convite a viagens de longo curso. Desenvolvido no âmbito da Aliança
sentarem propostas estratégicas e
Renault-Nissan, o Renault Latitude oferece, igualmente, um excelente nível de segurança com ABS, EBA,
soluções inovadoras sobre o futuro do ESC, airbags adaptativos, duplo sensor de choque lateral, regulador-limitador de velocidade, sistema de
sector automóvel em Portugal. O grupo vigilância da pressão dos pneumáticos ou ainda projectores direccionais bi-xénon. Em Portugal, o Renault
vencedor vai ter a oportunidade de Latitude só estará disponível mediante encomenda.

>>
realizar um estágio na Renault Portugal
e receber uma bolsa de estudo no valor Renault Clio

>>
de 6.000 euros. PATROCINOU SÉRIE PRIVATE
Os grupos devem ser constituídos entre dois a cinco estudantes, tendo que desenvolver um projecto O Renault Clio foi o parceiro da série Private que estreou em Portugal, primeiro
criativo baseado em temas como: estudos de mercado, planos de comunicação, business plan para no Portal Sapo e no Meo Mobile e só depois no canal Sony Entertainment TV. Como o terceiro modelo mais vendido da
campanha de divulgação do lançamento dos veículos, plano estratégico para o desenvolvimento e Na realidade, tratou-se da primeira vez que uma série foi lançada em registo história da indústria automóvel e o mais vendi-
lançamento de novos conceitos, novos serviços. multiplataforma primeiro na Web e no telemóvel e seguindo, só depois, para do automóvel francês de sempre, com mais de
os ecrãs televisivos. Uma associação inédita para o Renault Clio, que também oito milhões de unidades comercializadas em
Os interessados ainda poderão apresentar a sua candidatura para a 2ª fase até o dia 1 de Março permitiu fortalecer a ligação a um público jovem e moderno. mais de uma centena de países, o Renault 4
de 2011 em www.renault.pt , enviando os projectos até 14 de Junho de 2011. assume-se como um autêntico ícone. Em
2011, o ano é de celebração, já que o Renault
4 comemora o 50º aniversário.

>>
>> REFORÇO DO ENVOLVIMENTO
RENAULT COM COMUNICAÇÃO na F1 até 2012
inovadora nas A Renault anunciou a renovação do contrato com a Red Bull Racing Team,
para o fornecimento de motores para as épocas de 2011 e 2012. Um acor-
estações ferroviárias do que também pressupõe o reforço da imagem da Renault nos monolu-
gares, assim como nos capacetes dos pilotos. Um contrato nos mesmos
Quem, no final do ano, esteve de passagem pela estação termos foi, igualmente, firmado com 1Malaysia Racing Team (UK) Ltd.
ferroviária de Santa Apolónia teve a oportunidade de intera- (actual equipa Lotus). Ou seja, na próxima época três equipas - 25% do
gir com os novos Kiosks Digitais Interactivos, suportes uti-
Nova gama Renault plantel da F1! - vão ser equipadas com motores Renault.

>>
lizados pela Renault para uma inovadora comunicação com

>>
um público mais jovem e onde os Renault Clio RS e Renault RENAULT ROADSHOW Z.E. MODUS E GRAND MODUS
Clio GTS estiveram em plano de destaque. Na realidade, mi-
lhares de pessoas, de forma gratuita e divertida, consul-
taram uma galeria de imagens dos Renault Clio RS e Renault
voltou a visitar Portugal Compactos e espaçosos, citadinos e estradistas, confortáveis e moduláveis… Antíteses numa primeira
análise, mas afinal as expressões que melhor definem o Renault Modus e Grand Modus. Mas a nova gama
Clio GTS, visualizaram um filme promocional da marca, Pelo segundo ano consecutivo, o Renault Roadshow Z.E. visitou Portugal. A daquele que foi o primeiro modelo do segmento a obter as 5 estrelas nos testes de segurança da EuroNCap
preencheram um campo de dados para serem contactados escassos meses do início da comercialização dos veículos Renault 100% eléc- já chegou à Rede de Concessionários, caracterizando-se por ser ainda mais económica, mais ecológica e
pela Renault, marcaram um Test-Drive, etc. Também foi tricos, mais de uma centena de pessoas em representação de órgãos estatais, com preços ainda mais competitivos. Uma referência, igualmente, para a introdução de duas novas moto-
desenvolvido um jogo digital onde as pessoas, depois de entidades públicas e privadas, comunicação social e Rede de Concessionários rizações já conhecidas de outros modelos da marca: o 1.2 TCe de 100 cavalos Euro 5, com 125g/km de
tirarem uma fotografia, foram projectadas directamente para tiveram o privilégio de ensaiar o Renault Kangoo Z.E. e o Renault Fluence Z.E.. emissões de CO2 e o 1.5 dCi FAP de 90 cavalos Euro 5, com 109g/km CO2. Dois blocos distintos - um a
o interior do carro, reencaminhando de seguida a imagem O Centro Cultural de Belém (Lisboa) foi o centro nevrálgico da acção. Na pró- gasolina e um diesel - que, no entanto, têm em comum os reduzidos consumos, as baixas emissões e
para um qualquer endereço de e-mail. xima edição da Trajectória, o tema será alvo de particular destaque. desempenhos referência no segmento, e que se juntam ao conhecido motor 1.2 16V de 75 cavalos.

04 1° trimestre 2011 trajectória 05


DOSSIER ESTRATÉGIA

2010 EM REVISTA
e as perspectivas para 2011 [ A Renault tem uma posição importante em Portugal e
que pretende manter.

objectivo de atenuar as consequências de uma con-


juntura económica algo desfavorável?
Eu diria que aquilo que fazemos sempre. Iremos tornar a
gama Renault ainda mais atraente, sobretudo nos modelos
que são os pilares do nosso resultado, como o Clio, o Mégane
ou o Kangoo, mas claro sem esquecer todos os outros.
Os nossos planos de acções, a todos os níveis e em todos
os sectores, foram construídos para começarmos o ano de
2011 com um ritmo elevado, aproveitando até a dinâmica
do final de 2010, mesmo se esperamos que a evolução do
mercado no início do ano seja muito fraca.
Queria destacar o reforço do nosso programa de apoio ao
abate, que permitirá substituir o programa do Governo e
assim manter o nível de oferta 2010 para os principais
modelos, particularmente o Clio e o Twingo.

O início da comercialização dos veículos Z.E. consti-


tui o grande desafio da Renault para 2011?
O grande desafio para 2011 é o de manter a marca
Renault no topo do mercado Português, fazer crescer a
Dacia, continuar a desenvolver a actividade do serviço,
seja na vertente de venda de peças, como no domínio da
qualidade, que é um dos nossos grandes desafios e que
Entrevista a José Caro de Sousa, nos permitirá fidelizar de forma mais eficaz os nossos
Administrador-Delegado da Renault Portugal Apesar da diminuição do parque rolante e na qualidade, a um nível inferior ao de 2010. A maior fatia desta quebra clientes. Este é o grande desafio para 2011. A comercia-
continuámos a progredir, quer na venda de veículos, quer dar-se-á nos clientes particulares, que eram quem recor- lização dos veículos eléctricos é uma oportunidade. Eu
na actividade de oficina. riam ao sistema de incentivos em fim de vida. Quer em diria mesmo que é uma oportunidade única!
O balanço final é, portanto, bastante positivo e, sobretu- 2009, quer em 2010, este programa foi responsável por É a oportunidade para colocar a Renault na liderança, a
Acreditar! Esta é a mensagem é de José Caro de Sousa (Administrador-Delegado da Renault
do, o ano de 2010 deixa-nos em boa posição para atacar dezenas de milhares de vendas de veículos novos e o seu nível Mundial, desta verdadeira revolução no paradigma do
Portugal) em relação a 2011. Afinal, o ano passado, a Renault foi líder incontestada de vendas pelo 2011 em força desde o início. desaparecimento terá consequências no mercado. Mas, automóvel. É a oportunidade para colocar a Renault numa
13º ano consecutivo, voltou a ser a marca mais vendida no segmento dos veículos comerciais na Renault, os incentivos ao abate continuam graças ao posição de mais uma década de liderança do mercado e é
A liderança de vendas em Portugal é o objectivo da reforço do nosso plano de abates próprio, ECO2 -VFV. uma oportunidade também para posicionar a Renault como
ligeiros, enquanto a Dacia triplicou a quota de mercado.
Renault para 2011? marca líder numa nova tecnologia, uma marca que está à
A Renault tem uma posição importante em Portugal e que Os “Usados Renault” podem ser a resposta para a frente de todas as outras e isso pode e deve ser muito
Em função dos resultados obtidos em 2010, mas também “TRAJECTÓRIA” - Qual o balanço que faz de 2010? tada no sucesso do Duster, mas também na nova política de pretende manter. Por isso mesmo, e apesar da dimensão anunciada quebra de vendas prevista para 2011? importante para a nossa imagem no futuro.
da concentração de esforços no seio da marca no apoio JOSÉ CARO DE SOUSA - O ano de 2010 correu da forma preços a praticar para os modelos Logan MCV e Sandero, do nosso mercado, Portugal é um país pilar para o grupo. Logicamente, o fim do abate do Governo e a procura de
à Rede de Concessionários, José Caro de Sousa está que o planeámos e o balanço final é francamente positi- agora sim coerente com a filosofia low-cost da marca. As nossas ambições em termos de quota de mercado soluções mais económicas são incentivos a uma maior O projecto de “Imagem de Marca” vai portanto ser
confiante de que o universo Renault vai conseguir atenuar vo. O mercado apresentou uma recuperação e nós pro- Mas o ano não é feito apenas de vendas de automóveis passam pela manutenção do nível na Renault e por um procura de veículos usados e semi-novos. Nós e a nossa sustentado pelo veículo eléctrico?
os efeitos de uma conjuntura económica algo desfavorá- gredimos mais que o mercado, ou seja consolidámos a novos. A actividade de automóveis de ocasião correu crescimento importante na Dacia, o que fará com que a rede estamos confiantes e preparados para beneficiar da Não só, mas no domínio do veículo eléctrico, onde a
vel e de um orçamento de estado penalizante para o sec- nossa posição de liderança. acima das expectativas e como existe uma ligação direc- manutenção da liderança seja uma consequência natural. situação e melhorar o nível de actividade em 2011. Será, Renault é indiscutivelmente pioneira, podemos de facto
tor automóvel. “A excelência das mulheres e dos homens O ano de 2010 foi ainda o ano zero da Dacia. Pela primeira ta entre a capacidade de escoamento dos usados e a certamente, mais um trunfo de que dispomos para ate- criar uma imagem associada a desenvolvimento tec-
da Rede Renault” pode ser o segredo do sucesso para o vez a marca atingiu uma expressão interessante no merca- venda dos novos, é mais um trunfo para partimos para O fim do incentivo ao abate pode influenciar os resul- nuar a previsível quebra do mercado de particulares. nológico e valores ambientais, por exemplo, que podem
ano em curso, até na sequência dos excelentes resulta- do e fomos construindo as bases para que 2011 seja, defi- 2011 com uma situação favorável. tados de 2011? ser uma alavanca importante para melhorar a per-
dos obtidos em 2010… nitivamente, o ano de arranque da Dacia. Claro que supor- O negócio de vendas de peças também atingiu os objectivos. Pode e vai afectar! Nós esperamos um mercado de 2011 Que medidas a Renault está a desenvolver com o cepção da marca. A imagem da Renault em Portugal é

>>
06 1° trimestre 2011 trajectória 07
DOSSIER ESTRATÉGIA

RENAULT PRO+
[
Somos uma marca reconhecida pelas pessoas,
com um bom serviço, com bons produtos, com
uma excelente relação preço/qualidade.
negócio da Dacia, vamos investir em Comunicação e, em
conjunto com a Rede, vamos investir na visibilidade, na
notoriedade da Dacia e em vendedores dedicados. Em
2010, a Dacia triplicou as vendas em relação a 2009.
Para 2011 propomo-nos duplicar a quota de mercado da
Dacia e acreditamos que com uma oferta adequada à sua
filosofia e com uma equipa dedicada 100% a “pensar
Dacia”, poderá atingir esse objectivo.
A EXCELÊNCIA PARA CLIENTES EMPRESARIAIS
Dá pelo nome de Renault PRO+ e é a solução
da Renault para as necessidades específicas
dos clientes empresariais. Atendimento exclusi-
vo e personalizado, áreas em regime de exclu-
sividade, horários alargados, serviços sem
O mundo empresarial está em permanente mutação, seja pela competitividade, como pelos constantes desafios
que se colocam. Os conceitos de profissionalismo e tempo não mudaram, mas evoluíram para uma realidade
em que as necessidades de ontem estão longe de ser as necessidades de amanhã.

Consciente disso mesmo, a Renault quis ir de encontro às novas necessidades dos clientes empresariais, com
o objectivo de os ajudar a rentabilizar e optimizar o factor tempo. O Renault PRO+ é a resposta para os clientes
No segmento dos VCL, o ano de 2010 fica marcado profissionais que privilegiam o profissionalismo, um atendimento personalizado e um conjunto de soluções que
pelo regresso da liderança da Renault. Quais são as marcação e entregas de orçamentos em tempo serve única e exclusivamente os seus interesses.
perspectivas para 2011? recorde são alguns dos pressupostos em que
Em 2010 recuperámos a liderança e crescemos dois A implantação de uma insígnia que se reveste de particular importância para a Rede de Concessionários Renault
assenta o Renault PRO+. Um serviço para
pontos em quota de mercado, o que é um excelente já começou há cerca de um ano…
resultado. Mas temos algumas fragilidades, nomeada- todos os profissionais, independentemente de
mente, no principal modelo que é o Kangoo Express. serem proprietários de automóveis ligeiros de
Nesse sentido, ele vai ser objecto de uma particular
passageiros ou de veículos comerciais.
atenção no seu nível de competitividade.
O desenvolvimento da insígnia Renault Pro+, que é
extremamente importante e por isso lhe dedicamos o
tema central deste número da Trajectória, ir-nos-á tam-
bém ajudar. E iremos alargar a gama do Novo Master,
com a introdução de modelos de que não dispúnhamos
como os de propulsão.
Em suma, é verdade que reconquistámos a liderança,
mas também queremos mantê-la, até porque os VCL são
uma actividade fulcral da nossa actividade.

bastante boa. Somos uma marca reconhecida pelas cional da marca estará presente, por exemplo, no Que mensagem gostaria de endereçar à Rede
pessoas, com um bom serviço, com bons produtos, com lançamento da gama Gordini, de uma nova série, no Renault com vista a 2011?
uma excelente relação preço/qualidade. Falta-nos um Laguna Coupé “MONACO”. Mas estes são apenas Que acreditem! Que acreditem que a marca tudo fará
pouco o lado “emocional” que também iremos trabalhar exemplos de um plano produto que animará toda a para os apoiar e que sabemos que uma Rede saudável é
ao longo de 2011. gama durante todo o ano. indispensável para o nosso sucesso. Será um ano que
será ganho, desde o arranque e no terreno. Pelo que
E o plano de produto previsto para 2011 vai ajudar? A Dacia registou um crescimento notável em 2010. decretei mobilização geral do grupo para acompanhar a
O ano de 2011, com excepção dos veículos eléctricos Quais as razões para o sucesso e as perspectivas Rede no dia-a-dia, naquilo que melhor sabe fazer e
não terá grandes novidades a nível de novos modelos. para 2011? naquilo que é o principal trunfo da marca e que a fez líder
Mas isso não quer dizer que não existam novidades e Como já disse, o ano de 2011 deverá ser o ano de incontestada do mercado há mais de 14 anos: a excelên-
elas vão parecer em todas as gamas e, desde logo, “arranque” da Dacia. Temos um produto de sucesso cia das mulheres e dos homens da rede Renault!
como disse atrás, no Clio e no Mégane, mas não só. como é o Duster, mas vamos dar uma nova competitivi- E, por último, os votos de um Ano Feliz, como muita ale-
Além disso, relembro que a nossa gama é jovem, fruto dade e, logo no início do ano, ao Logan MCV e ao gria e Saúde, são os meus desejos para todas as Equipas
das grandes renovações de 2008/2009. O lado emo- Sandero. Vamos ter uma equipa de terreno dedicado ao da Rede para o ano de 2011.

08 1° trimestre 2011 trajectória 09


DOSSIER ESTRATÉGIA

Entrevista a Cristina Veloso


Responsável projecto PRO+

PRO+
Um sucesso
para
consolidar
O cliente profissional já pode beneficiar das vantagens conferidas pelos 12 centros PRO+ que existem no país, mas
a Renault quer alargar o conceito. 18 centros a funcionar em pleno e a cobrir o território nacional, é “apenas” um
dos objectivos assumidos para 2011 por Cristina Veloso, a responsável pelo projecto.

O sucesso da implantação do PRO+ e da mais-valia que A receptividade do cliente empresarial correspondeu e estar no top da organização para estarem preparados Os inquéritos/relatórios estão de acordo com as O objectivo, a longo prazo, é consolidar a liderança da marca, no sentido de melhorar os resultados de vendas no
constitui o projecto para a marca e para a Rede pode ser às expectativas? assim que o mercado arrancar. expectativas da Renault Portugal? no ranking de vendas dos veículos comerciais e transformados. segmento dos comerciais?
traduzido por um número objectivo: no que toca a vendas, O crescimento sustentado que se verificou nos Centros PRO+ Neste momento sabemos, através dos relatórios executados Conforme já foi dito, o PRO+ é um programa que tem como
em 2010, os Centros PRO+ registaram um crescimento que foram inaugurados, tanto no que diz respeito à venda de Quais os três pontos principais numa perspectiva de pela nossa força de terreno, que os centros PRO+ mantêm os Na sua opinião, quais as reais vantagens do PRO+ objectivo, a longo prazo, consolidar a liderança da Renault no
de 90% em relação a 2009, com tudo o que isso implica viaturas utilitárias (VU), como nos serviços de após-venda, vendas do serviço ao cliente? “standards” exigidos pela marca e que, portanto, os 12 eixos em termos de qualidade do serviço? segmento de veículos utilitários. Os planos de dinamização de
em termos de angariação e fidelização de clientes, bem permite-nos afirmar que a receptividade do tecido empresa- Conceito "one stop shop" – Oferta integrada (vendas e após- da promessa estão assegurados e a oferta de produtos e Os Centros PRO+ são, por excelência, especializados em vendas que são efectuados de forma contínua, com as
como rentabilidade efectiva. rial tem sido muito boa. A nível das vendas, os Centros PRO+ venda) que responde às necessidades dos clientes profissionais; serviços mantido. Mas vamos evoluir e passar a inquirir direc- veículos utilitários, as suas equipas de vendas efectuam um equipas da rede de Concessionários, têm como objectivo con-
registaram um crescimento de 90% face a 2009, enquanto a Nível técnico – Equipas formadas e ferramentas adaptadas tamente o cliente profissional que hoje se desloca ao “show- acompanhamento personalizado aos clientes, de forma a quistar clientes com quem habitualmente não trabalhavam e
Uma história de sucesso com cerca de um ano e o ba- nível nacional a subida foi de 50% em relação a 2009. a todas as solicitações, na área da venda e do após-venda; room” ou à oficina, como já fazemos com o cliente particular, aconselhar, por exemplo, quais os veículos, sistemas de isto traduz-se, de uma forma clara, nos resultados de vendas.
lanço que se impõe, pela voz de Cristina Veloso, a respon- Mas mais importante é a análise do “feedback” que, per- Os compromissos da promessa efectuada aos clientes bem como utilizar a metodologia cliente mistério para uma financiamento e “kits” técnicos ou transformações mais ade- Para além disso, a nova Master, também permite atingir
sável pela insígnia. manentemente, nos é transmitido pelas equipas de profis- profissionais - Oferta de produto por medida para as verdadeira medição da satisfação do cliente profissional. quados às suas actividades. segmentos de mercado com os quais habitualmente a
sionais que trabalham na rede PRO+. Segundo eles, as necessidades profissionais, assegurando, simultanea- No após-venda, as equipas técnicas permitem assegurar a Renault não trabalha, nomeadamente com as versões de
“TRAJECTÓRIA” - Um ano depois do inicio da implan- vantagens oferecidas pelos Centros PRO+ aos seus mente, mobilidade máxima no após-venda. Qual o plano de implantação do PRO+ para 2011? qualidade das reparações e os serviços complementares de propulsão, muito utilizadas na construção civil e em algu-
tação do projecto, qual o balanço que faz do PRO+? clientes, como por exemplo, a adaptação de viaturas uti- Actualmente temos 12 centros e o plano de implementação apoio, tais como, viaturas de substituição, horários alarga- mas actividades no âmbito da distribuição.
CRISTINA VELOSO - O balanço é extremamente positivo, litárias às necessidades dos seus negócios, os horários Qual o “feedback” dos concessionários que já aderi- do PRO+, em Portugal, prevê que, até ao final de 2011, este- dos, serviços de recolha/entrega das viaturas, etc. Desta
na medida em que a actual rede PRO+, conseguiu de forma alargados das oficinas e os espaços dedicados, são fac- ram ao Pro+? jam totalmente operacionais 18 centros, assegurando assim forma, é garantida a tranquilidade necessária ao cliente Que mensagem gostaria de dar è rede em relação ao
inequívoca, ganhar notoriedade face à concorrência, através tores decisivos na aquisição de uma viatura nova ou na É muito positivo, dado que após a fase de implementação do a cobertura do território continental. Estes 18 centros repre- Profissional, para se preocupar apenas com a sua actividade. futuro do PRO+?
de uma aposta clara em serviços especializados para escolha da oficina para efectuarem os serviços de centro e a formação das equipas, o projecto prevê acções de sentarão cerca de 85% das nossas vendas de comerciais. O PRO+ é um projecto que deve evoluir de forma contínua,
Clientes Profissionais. manutenção da sua frota. conquista de novos clientes, através de metodologias de E do ponto de vista da rentabilidade, o PRO+ repre- sempre no sentido de melhorar a aproximação da marca aos
Sempre que abrimos um novo centro, a concessão comuni- prospecção organizadas. O principal objectivo é a divulgação Quais são os objectivos, a curto e longo prazo da senta uma vantagem efectiva para a rede? clientes profissionais. O sucesso do PRO+ depende da
ca de forma objectiva e transparente, com o cliente profis- Como foi acolhido o conceito Renault PRO+ pela rede? dos serviços e produtos especializados a todos os clientes Renault, em relação ao PRO+? Indiscutivelmente! Afinal, um dos pressupostos mais impor- capacidade que as equipas têm em perceber a essência do
sional, fundamentada em 12 compromissos ao nível do pro- Num contexto económico e mercado difíceis, o Renault profissionais, da área de influência do centro PRO+. O objectivo da Renault, a curto prazo, é dotar os tantes de um Centro PRO + é ter a capacidade de efectuar, de programa e em demonstrá-lo no seu dia-a-dia, com uma ati-
duto e de serviços, que transmitem ao cliente a confiança PRO+ é entendido como uma real oportunidade para opti- As equipas de vendas transmitem-nos que os serviços espe- Concessionários de ferramentas que possibilitem melhorar a forma contínua, a divulgação dos seus serviços e produtos a tude profissional de acordo com os procedimentos recomen-
necessária, para considerar os Centros PRO+, uma mais- mizar a organização da concessão e, ao mesmo tempo, cializados propostos por um centro PRO+ são um factor deci- aproximação aos clientes Profissionais, em simultâneo com potenciais clientes (prospecção activa) e numa outra vertente, dados pela marca e materializados na promessa que é efec-
valia para a sua actividade. beneficiar de uma comunicação nacional, permitindo o sivo para muitos clientes, na decisão de compra, daí que uma estratégia de produto, de serviços e de políticas comer- através de um serviço de excelência, fidelizar os actuais clientes. tuada aos Clientes Profissionais. Só assim, é possível exce-
Neste momento temos 12 centros em Portugal e existem desenvolvimento do negócio dos VU e dos clientes profis- estas acções contribuam, fortemente, para um aumento na ciais da marca que permitam potenciar o negócio, de forma der as suas expectativas e manter uma liderança consolida-
230 a nível mundial. sionais. As nossas concessões sabem que é preciso investir venda de viaturas utilitárias e serviços após vendas. a melhorar a rentabilidade da rede. O Pro+ também representa uma aposta da Renault da, no competitivo mercado de veículos utilitários.

10 1° trimestre 2011 trajectória 11


[
DOSSIER ESTRATÉGIA
O somatório dos serviços disponíveis, com o
Entrevista a João Cardoso,
profissionalismo dos nossos colaboradores, é
Administrador da Litocar garantia de satisfação dos clientes.

O administrador da Litocar, João Cardoso, não


esconde que com a implantação do Renault PRO+
“fomos conquistando clientes”. A empresa foi pioneira
no lançamento da insígnia e ao fim de um ano, o seu
responsável não se escusa a fazer um balanço dos
resultados obtidos nos estabelecimentos de Coimbra
e Cantanhede, uma vez que na Covilhã está ainda em
fase de implantação.
Para a Litocar, quais as três palavras-chave do PRO+ serviços aos clientes, cujas expectativas são as mesmas, O PRO+ também representa uma aposta no sentido
numa perspectiva do serviço ao cliente? quer o cliente se desloque a um espaço Litocar, em de melhorar os resultados de vendas no segmento

“Fomos conquistando clientes” Disponibilidade; Rapidez e Profissionalismo.

Os inquéritos/relatórios internos estão de acordo


com as expectativas da Litocar?
Todos os anos geramos fluxo nas concessões por via de
Coimbra, Cantanhede, Viseu ou Covilhã. Com esta uni-
formização pretendemos que o “nosso” cliente se sinta,
confortável, acompanhado e cada vez mais próximo.

Quais são os objectivos a curto e longo prazo da


dos comerciais?
Com o PRO+ pretende-se profissionalizar, ajustar e
alargar o leque de ofertas aos clientes, nomeadamente
num canal em que a Renault não tem histórico nem
experiência de vendas, como é o exemplo dos transfor-
acções específicas para clientes profissionais. Com base Litocar em relação ao PRO+? mados e das viaturas de propulsão.
concelho de Cantanhede. Ao longo deste último ano, con- na acção de sucesso, desenvolvida na inauguração dos A curto prazo, poder proporcionar um serviço igual em
sideramos positivo o balanço da actividade de proximi- centros PRO+, em Cantanhede e Coimbra Sul, onde todos os espaços, através dos mesmos métodos, dos Para a Litocar, que mais poderia ser feito pela
dade com os clientes profissionais. Foi um ano difícil. lançámos uma campanha de marketing, na qual apresen- mesmos procedimentos, dos mesmos processos, a longo Renault Portugal em relação ao PRO+?
Reajustámos processos, adaptámos processos de traba- támos o novo serviço, divulgámos os espaços e promove- prazo ter uma qualidade de serviço reconhecida e ser A Renault Portugal deveria produzir um dossier de
lho, mas com o leque de ofertas de serviços diferen- mos o produto. Este ano fizemos o mesmo para divulgar uma referência no mercado nacional. suporte à gama VCL, com versões, equipamentos,
ciadores fomos conquistando clientes. o novo espaço PRO+ em Viseu e serviu de pré-lançamen- especificações e características das viaturas, exemplos
to do espaço na Covilhã. Estas campanhas são muito Para a Litocar, quais as reais vantagens do PRO+ em de transformações possíveis e com indicação dos diver-
A receptividade do cliente empresarial correspondeu importantes, visto que geram um número muito significa- termos de qualidade do serviço? sos fornecedores. Também sou de opinião que devia
às expectativas? tivo de oportunidades de negócio. No APV, temos serviços Para a Litocar, ter técnicos especializados, formados, apostar numa gama VCL mais numerosa e diversificada,
Numa região onde não existia qualquer referência à diferenciadores, dos quais destacamos: horários alarga- disponíveis e profissionais, possuir serviços e espaços iden- para além de dever procurar salvaguardar a existência,
marca Renault e onde os nossos principais concorrentes dos de abertura de recepção e de oficina, em Coimbra Sul tificados e dedicados aos clientes profissionais, faz com que em “stock” central, de viaturas específicas, como por
se encontravam representados, é natural que encon- o serviço recolha/entrega 24H – único na Região Centro de uma forma geral, a gestão comercial e oficinal, seja feita exemplo: BUS 16Lug., Trafic 9Lug., Master L4H4, Viaturas
trássemos, inicialmente, algumas dificuldades para entrar – e o Serviço Renault Rent. O somatório dos serviços de forma organizada, pacífica e sem sobressaltos, podendo Ambulâncias, Transporte Pessoas com Deficiência
Consciente da necessidade de melhorar os serviços para o pela Renault Portugal, para o lançamento do PRO+, e conquistar mercado. O investimento feito, a nossa pre- disponíveis, com o profissionalismo dos nossos colabo- responder de forma célere e ajustada às solicitações e Motora, Kangoos de apoio domiciliário.
cliente profissional, a Litocar aceitou o desafio da Renault encheu-nos de orgulho, fazendo com que aumentasse sença, disponibilidade e profissionalismo, associado ao radores, é garantia de satisfação dos clientes. necessidades dos clientes.
Portugal e foi a precursora do projecto PRO+ na Rede de ainda mais a nossa responsabilidade no sucesso de efeito de proximidade, aumentou a receptividade junto Que mensagem gostaria a Litocar de dar à Rede em
Concessionários Renault. Ao fim de um ano, fica o balanço, implementação do projecto. Pelo facto de ter sido piloto, das empresas locais, abrindo-se assim novas portas para Quais os planos de implantação do PRO+ para a Covilhã? E de ponto de vista da rentabilidade, o PRO+ repre- relação ao futuro do PRO+?
mas também algumas propostas para o futuro… a Litocar, teve que adaptar recursos, inovar conceitos, for- a conquista e fidelização de todos os tipos de clientes, em Reforço da actividade, comercial e pós-venda, na Beira senta uma vantagem efectiva para a Litocar? O futuro do PRO+ garante-se com aposta da rede na for-
mar colaboradores e desenvolver estratégias de forma a especial os clientes profissionais. Interior, com disponibilização neste espaço de todas as No capítulo da rentabilidade, o serviço PRO+, por si só mação contínua dos seus colaboradores, ao nível do pro-
“TRAJECTÓRIA” - Na sequência da implantação do estar preparada para cumprir com os desígnios que lhe valências existentes nos restantes espaços PRO+ do não é gerador de fluxo positivo, uma vez que os custos de duto e da fiscalidade, pela diversidade de serviços diferen-
projecto em Cantanhede, qual o balanço que a foram confiados. Associado ao arranque, surgiu a oportu- Para a Litocar, quais as três palavras-chave do PRO+ Grupo. A implementação do PRO+ na Covilhã, no decor- investimento e fixos, são avultados e os negócios com ciados e específicos, pelo cumprimento do compromisso e,
Litocar faz do PRO+? nidade de inaugurar um espaço dedicado, num território numa perspectiva da concessão? rer do 1º Quadrimestre 2011, vai-nos permitir, uni- clientes profissionais geram uma margem reduzida, por pela melhoria contínua dos seus processos, diminuindo os
JOÃO CARDOSO - O facto de termos sido escolhidos, cuja marca há muito não se encontrava representada, o Compromisso; Serviço e Organização. formizar a nossa imagem e prestar o mesmo nível de viatura vendida. erros, com vista à satisfação total dos seus clientes.

12 1° trimestre 2011 trajectória 13


ACTUALIDADE PRODUTO

NOVO RENAULT LAGUNA

DINÂMICO, EFICAZ, MODERNO

O final do ano de 2010 fica marcado pela chegada do Novo Renault Laguna. Uma dianteira mais sedutora, novos
ambientes no habitáculo, mais equipamento, uma melhoria na qualidade geral e a democratização do chassis CONFORTO A BORDO O OIL CONTROL SYSTEM
4Control com 4 rodas direccionais são os argumentos desta nova geração. Mas às excelentes prestações dinâmicas junta-se uma ampla oferta de equipamentos: oferta A funcionalidade OCS (Oil Control System) permite aumentar os intervalos entre as
áudio completa com o som “3D Sound by Arkamys®” e o som topo de gama “Bose® Sound mudanças de óleo. Uma mensagem de alerta avisa o condutor no caso de estar a praticar
System”, os sistemas de navegação integrados Carminat TomTom® Live ou Carminat Bluetooth® um estilo de condução que seja negativo para a qualidade do óleo: trajectos curtos ou com
Com os desenvolvimentos e melhorias de que foi alvo, o Novo Renault Laguna ganha um novo DVD, ou ainda o sistema Bluetooth® e a ligação numérica “Plug & Music”. reboque, por exemplo. As mensagens “atenção mudança de óleo” e “mudança de óleo
fôlego no exigente e competitivo segmento C, até pelo facto de ver reforçadas características como: necessária” aparecem então no painel de instrumentos.
Um conjunto de equipamentos que contribui para o conforto a bordo, também um dos as-
• O comportamento em estrada excepcional do chassis 4Control com 4 rodas direccionais; pectos em que o Novo Laguna foi mais evoluído, com o objectivo de o posicionar como uma O CARMINAT TOMTOM® LIVE
• Uma relação preço/equipamento/prestações inigualável no segmento; das referências do segmento: para além dos desenvolvimentos feitos em termos de acústica, A nova navegação integrada da Renault continua acessível (menos de 500 euros), particular-
• Prestações de segurança, qualidade e fiabilidade no topo da categoria. com resultados evidentes até mesmo nas versões equipadas com motores diesel, sublinhe- mente simples de utilizar e ainda mais precisa nas orientações.
se a incorporação de diversos sistemas de ajuda à condução, como o Travão de As funcionalidades IQ Routes® (o melhor percurso baseado em estatísticas reais de velocidade),
Um exclusivo da Renault, o chassis 4Control com 4 rodas direccionais, passa agora também a MOTORIZAÇÕES SÓBRIAS E EFICAZES Parqueamento Automático, o Limitador-Regulador de velocidade, bem como o accionamento Advanced Lane Guidance® (visualização avançada das intersecções e as vias de circulação) e
estar disponível com as carroçarias Berlina, Break e Coupé e com os motores dCi 150, dCi 175 Mas o prazer de condução do Novo Laguna não foi feito em prejuízo dos custos de uti- automático dos faróis e do limpa pára-brisas… Já para não falar do tradicional conforto da Mapshare® (actualizações da cartografia pela comunidade TomTom®) são a partir de agora
BVA e dCi 180. O prazer de condução em toda a segurança fica assim acessível a um maior lização. Aliás, até neste aspecto a Renault trabalhou para que se assumisse como uma suspensão, que permite desfrutar em pleno as qualidades dinâmicas do Novo Laguna, completadas pela tecnologia exclusiva da TomTom®: os 4 Services Live, inovadores e essen-
número de utilizadores, até pelo facto do chassis 4Control estar asssociado a: referência em termos de valores de manutenção e reparação, em especial graças aos enquanto no que toca ao conforto de vida a bordo, destaque para o ar condicionado dual zone ciais para circular de forma ainda mais inteligente:
motores dCi 110 cv (81 kw) e dCi 150 cv (110 kw). Na realidade, os períodos de com reciclagem automática pelo sensor de toxicidade e triplo automatismo Soft-Auto-Fast.
• Um Comportamento dinâmico ainda mais incisivo, manutenção são agora mais prolongados, com uma mudança de óleo a cada 30.000 O AIR QUALITY MANGEMENT SYSTEM
• Uma maneabilidade acrescida aquando das manobras, por exemplo, km para motorizações diesel (Oil Control System), enquanto a substituição das velas e Reconhecido pela qualidade de fabrico e pela fiabilidade (TOP3), pelos desempenhos É um sistema automático de protecção dos gases nocivos. O sensor de toxicidade detecta
• Uma precisão de direcção inigualável, que coloca intuitivamente o veículo na trajectória certa, dos filtros de ar e gasóleo efectua-se todos os 60.000 km. Uma referência, ainda, para dinâmicos (4Control) e pelo elevado nível de segurança, ao melhor nível no segmento os picos de poluição (CO ou NO) e fecha automaticamente a entrada de ar vindo do exterior.
• Um prazer de condução a qualquer velocidade, o facto da nova gama representar uma redução média de consumo de combustível na (5 estrelas EuroNCAP, 36 pontos em 37 possíveis), o Novo Laguna tem garantia de 3 O ar viciado não entra no habitáculo, enquanto o filtro de carvão activo recicla e purifica o
• Um nível de segurança activa notável. ordem dos 0,5 litros por cada 100 km. anos/150.000 km (12 anos anti-corrosão). ar do habitáculo (pólen, gases, odores ou partículas).

14 1° trimestre 2011 trajectória 15


POSTER

ADSHOW
R.S. RO
MÉGANE N SC IÊNCIA DE
M UITAS COISAS

E D IA TEM CO NOITE”.
NHA D S Ó DE
SO SONHA
“QUEM A Q U E M
CAPAM
QUE ES

e pode
a m ericano
um esc
ritor cente-
é d e erc a d e duas s
A citaç
ão s das c sionário
s e ntimento d e Conces
traduzir
o s e de 0 e
s
v id a dos da R e s tr e de 201
co n se m !–
nas de n o segundo e s s ão correcta
que r
Renault é a exp los, do
ca ta pultar – 2 5 0 ca va
m co m das
deixara 2 .0 Turbo, a tiv a s espalha
otor s classif
ic haves,
pelo m e m vária ro Matos C
R .S . P e d por
Mégane la do do pil
oto
s co nferidas
A o e
pelo pa
ís. emoçõ egmento
i tr a d uzir as rê n cia do s
fe
difícil fo é a gra
nde re
u e
aque le q rtivos.
p a c to s despo
dos co m

16 1° trimestre 2011 trajectória 17


ZERO EMISSÕES PRODUTO

Gama Eléctrica
COM UM PREÇO VERDADEIRAMENTE ACESSÍVEL
Ao lançar uma gama completa de veículos eléctricos, a Renault cria uma nova ruptura
[ ...a Renault dá início ao período de reservas para o Renault Kangoo Express
Z.E. e Renault Fluence Z.E. através do site www.zero-emissoes.renault.pt.

na concepção e utilização do automóvel. O veículo 100% eléctrico é a única solução


capaz de oferecer a mobilidade “zero emissões” a todos. Os preços (excepto bateria)
das duas primeiras viaturas da gama comercializada a partir do Verão de 2011 são
comparáveis aos seus equivalentes térmicos (nos países
com benefícios fiscais).

UM PREÇO DE COMPRA COMPARÁVEL AO DE UM VEÍCULO TÉRMICO, INCLUINDO


O BENEFÍCIO FISCAL
UMA OFERTA PRONTA A UTILIZAR
Como anunciado, a Renault propõe um veículo eléctrico a um preço (sem a bateria)
comparável ao de um veículo térmico diesel de dimensões e nível de equipamento A Renault desenvolveu 3 modos de carregamento para a gama Renault Z.E.:
equivalentes (benefícios fiscais deduzidos).
• Carga standard: Ligando simplesmente a viatura a uma tomada no domicílio ou
Renault Fluence Z.E. estará à venda: num local de carga no exterior (num estacionamento, por exemplo) permite efectuar
RENAULT Z.E.: UMA OFERTA ACESSÍVEL • A partir de 21.620 Euros* (inclui IVA à taxa actual em vigor) e com benefício fiscal uma carga completa entre 3h30/8h, dependendo da potência disponível e do tipo de
de 5.000 euros incluído. veículo (3h30 para o Twizy, entre 6h/8h para o Fluence Z.E., ZOE Preview e Kangoo
O objectivo da Renault passa por democratizar o veículo eléctrico, propondo uma gama Express Z.E.). Para a carga no domicílio existem 2 possibilidades: ligação a uma “wall-
completa de veículos “Renault Z.E.” acessíveis a todos. Nesse sentido, a partir de 2011, Renault Kangoo Express Z.E. estará à venda: box” (posto de carregamento doméstico) ou numa tomada clássica através dum cabo
a Renault vai comercializar quatro viaturas eléctricas: UMA FÓRMULA ECONÓMICA INOVADORA • A partir de 20.000 Euros* (+IVA) EVSE (Electric Vehicle Supply Equipment) proposto como acessório. A Renault recomen-
• Após o Verão de 2011, o Renault Fluence Z.E. e o Renault Kangoo Express Z.E., da a instalação de uma “wall-box” que apresenta várias vantagens como ergonomia,
dois derivados de veículos térmicos, A Renault irá propor fórmulas de aquisição inovadoras para facilitar a democratização dos Um valor mensal para o aluguer da bateria velocidade, optimização do custo da carga e a segurança de uma instalação conforme
• A oferta vai, de seguida, estender-se a dois novos modelos, com design inovador e veículos eléctricos. É, de facto, a primeira vez que a propriedade do veículo e das bate- Ao valor de compra do veículo, acresce a subscrição do aluguer da bateria e dos as regras de segurança.
arquitectura 100% eléctrica: o Renault Twizy no final de 2011 e o Renault ZOE em mea- rias está dissociada. Os clientes vão poder comprar ou simplesmente alugar o veículo, serviços a ela associados, no montante de: • Carga rápida: Quando é necessário recarregar rapidamente a bateria, basta ligar
dos de 2012. recorrendo aos produtos financeiros propostos pelas mais variadas instituições bancárias. • 79 Euros* mês (já com IVA) para 10.000 km/ano num Renault Fluence Z.E. a viatura a uma das tomadas “carga rápida” instaladas na via pública para recuperar 50
• 72 Euros* mês (+IVA) para 15.000 km/ano num Renault Kangoo Express Z.E. km de autonomia em 30 minutos.
Um plano de produto que irá permitir a cada cliente encontrar o tipo de veículo que Desde a compra do automóvel no concessionário, o cliente encontra resposta às suas • Sistema “quickdrop”: em determinados países vão ser instaladas estações
procura na gama eléctrica Renault Z.E.. Os quatro veículos concebidos pela Renault necessidades. É a solução “one stop shopping”, que inclui a compra ou o aluguer da viatu- Com o anúncio destes valores, a Renault dá início ao período de reservas automáticas de troca de baterias. O cliente vai poder substituir a sua bateria descarrega-
cobrem, de facto, a grande maioria das necessidades dos clientes europeus: um veícu- ra, o aluguer da bateria e a contratação dos serviços a ela associados, o financiamento, o para o Renault Kangoo Express Z.E. e Renault Fluence Z.E. através do site da por uma com carga total em apenas 3 minutos. Até ao momento, estas estações
lo urbano, uma berlina compacta, uma berlina familiar e um comercial ligeiro. seguro e até a instalação de uma “wall-box” para uma carga rápida e segura, no domicílio. www.zero-emissoes.renault.pt. estão previstas para Israel e Dinamarca, numa parceria com a Better Place.

18 1° trimestre 2011 *Preços de 2010 trajectória 19


ZERO EMISSÕES PRODUTO

[
RENAULT KANGOO EXPRESS Z.E.:
Com o anúncio destes valores, a Renault deu início às reservas para o
O comercial ligeiro eléctrico, Kangoo Express Z.E. no site www.zero.emissoes.renault.pt.

RENAULT KANGOO EXPRESS Z.E.


acessível a todos
• O RENAULT KANGOO EXPRESS Z.E. SERÁ COMERCIALIZADO
DEPOIS DO VERÃO DE 2011, A PARTIR DE 20.000 EUROS* (+IVA).

• UMA SUBSCRIÇÃO MENSAL SERÁ PROPOSTA PARA O ALUGUER


DA BATERIA, A PARTIR DE 72 EUROS* (+IVA).

• O RENAULT KANGOO EXPRESS Z.E. É O PRIMEIRO COMERCIAL


LIGEIRO ELÉCTRICO PRODUZIDO EM SÉRIE, MANTENDO AS
CAPACIDADES DE CARGA DA VERSÃO TÉRMICA.

*Preços de 2010

O Renault Kangoo Express Z.E. é um veículo utilitário pensado para profissionais e prio- localizado na dianteira, junto à óptica direita. Uma carga standard, numa tomada de
ritariamente destinado a uma utilização urbana. Com um comprimento de 3 a 3,5 m3 e 220V 16A, permite carregar completamente a bateria entre 6h e 8h (dependendo
uma carga útil de 650 quilos, as portas assimétricas traseiras e a porta lateral amovível da potência eléctrica disponível).
facilitam o acesso ao espaço de carga.
O Kangoo Express Z.E. reivindica 160 km de autonomia em ciclo misto NEDC. A gestão
O Renault Kangoo Express Z.E. beneficia do mesmo design geral que a versão tér- desta autonomia é o objectivo principal do veículo eléctrico. A Renault coloca, assim, todos
mica. Atrás, a ausência de uma panela de escape e o logotipo cromado “Z.E.” per- os esforços para que esta seja o mais simples e eficaz possível. No painel de instrumen-
mitem assinalar a identidade eléctrica do veículo. O local para carregamento está tos, um IHM (Interface Homem/Máquina) foi desenvolvido especificamente para informar o
condutor do nível de carga do veículo e da autonomia quilómetrica restante. Novas fun-
cionalidades, como um sistema de pré-ventilação durante o tempo de carga, são igual-
mente propostas para não diminuir a autonomia durante a utilização do veículo.

O motor eléctrico do Kangoo Express Z.E. debita uma potência de 44 kW (60 cv). O
regime máximo é atingido às 10.500 rpm e o motor eléctrico disponibiliza, de imediato,
um binário máximo de 226 Nm, sendo alimentado por uma bateria de ião-lítio com
uma capacidade de 22 kWh. As recuperações e acelerações a baixa rotação são
espantosas e a ausência de engrenagem de velocidade ou de vibrações, assim como o
silêncio do motor, são o garante de uma nova experiência de condução.

O Renault Kangoo Express Z.E. será disponibilizado com a mesma palete de cores que
as versões térmicas. Os clientes vão assim poder obter as cores identitárias das suas
próprias empresas.

20 1° trimestre 2011 trajectória 21


ZERO EMISSÕES PRODUTO

A Renault apresenta a versão definitiva do seu modelo Com um comprimento de 4,75m, a versão eléctrica desta forma, todos os seus esforços para que esta seja
três volumes 100% eléctrico, o Renault Fluence Z.E., que do Fluence é 13cm maior que a versão térmica. A o mais simples e eficaz possível. No painel de instru-
será comercializado depois do Verão de 2011, em secção traseira foi totalmente redesenhada para per- mentos, um IHM (Interface Homem/Máquina) foi desen-
Portugal, por um valor a partir de 21.620 euros* (inclui mitir a integração das baterias atrás dos bancos tra- volvido para informar o condutor do nível de carga do
IVA à taxa em vigor e incentivo fiscal de 5.000 euros). seiros, conservando um volume da bagageira de veículo e da autonomia restante. Novas funcionalidades,
300dm3 (VDA/ISO). como um sistema de pré-aquecimento durante o tempo
O Renault Fluence Z.E. é, assim, proposto a um valor de carga, são igualmente propostas para não prejudicar
RENAULT FLUENCE Z.E. comparável ao de um Renault Fluence Diesel, com a O habitáculo do Renault Fluence Z.E. recorre a elemen- a autonomia.
mesma potência e nível de equipamento. A partir do seu tos presentes na versão térmica. O painel de instrumen-
A PARTIR DE 21.620 EUROS* lançamento, o Fluence Z.E. será proposto com 2 níveis
de equipamento.
tos foi trabalhado para integrar instrumentos de controlo
e de medida relacionados com a propulsão eléctrica. Por
O motor eléctrico do Renault Fluence Z.E. debita uma
potência de 70 kW (95 cv). O regime máximo é atingido

A berlina estatutária,
exemplo, o habitual conta-rotações dos veículos térmicos às 11.000 rpm, enquanto o binário máximo é de 226
Os clientes terão de subscrever, igualmente, uma men- foi agora substituído por um mostrador dedicado às Nm. As recuperações e acelerações a baixo regime são
salidade, que inclui o aluguer da bateria, a partir de 79 informações relativas à autonomia e carga. rápidas, enquanto a ausência de caixa de velocidades e
euros* (já com IVA à taxa actual em vigor). o silêncio do motor fazem descobrir um renovado prazer

ecológica e
O Renault Fluence Z.E. dispõe de todas as tecnologias de condução. A velocidade máxima está limitada, electro-
Com o anúncio destes valores, a Renault dá início ao úteis, como a navegação inteligente integrada, Bluetooth®, nicamente, a 135 km/h.
período de reservas do Fluence Z.E. no site climatização automática bi-zona, ignição automática dos
www.zero-emissoes.renault.pt. faróis e limpa-vidros com sensor de chuva. O motor é alimentado por uma bateria de ião-lítio com
uma capacidade energética de 22 kWh, recarregável

tecnológica O Renault Fluence Z.E. é um veículo estatutário, ecológi-


co e tecnológico pensado para clientes particulares ou
frotas à procura de um veículo espaçoso e confortável.
O Renault Fluence Z.E. reivindica 160 km de autono-
mia em ciclo misto NEDC. A gestão desta autonomia é
a grande aposta do veículo eléctrico. A Renault coloca,
de duas formas:
• Carga standard
• Sistema “quickdrop

• O RENAULT FLUENCE Z.E. SERÁ COMERCIALIZADO A PARTIR DO VERÃO DE 2011, DESDE 21.620 EUROS* (COM IVA À
TAXA ACTUAL EM VIGOR), COM INCENTIVO FISCAL DE 5.000 EUROS INCLUÍDO.

• O INTERIOR, ESPAÇOSO E CONFORTÁVEL, CONSERVA A HABITABILIDADE DA VERSÃO TÉRMICA.

• ESTE MODELO ESTATUTÁRIO FOI PENSADO PARA CLIENTES PARTICULARES E FROTAS.

22 1° trimestre 2011 *Preços de 2010 trajectória 23


ZOE
ZERO EMISSÕES PRODUTO

RENAULT TWIZY RENAULT ZOE PREVIEW:

Um veículo eléctrico ágil e prático, que O automóvel “Zero Emissões” que


redefine a mobilidade urbana oferece bem-estar no dia-a-dia

A Renault revela agora a versão definitiva do Renault Twizy, que ilustra, de forma engenhosa, o novo lema da O Renault ZOE Preview representa, claramente, o que será o veículo eléctrico de grande difusão, da Renault. Um
Marca: “Drive the Change”. O Renault Twizy é uma solução de mobilidade urbana particularmente inovadora… automóvel com as dimensões de um Clio, que terá a nova identidade da Renault, com uma renovada secção dianteira.

O Twizy será o terceiro veículo eléctrico da gama Renault Z.E. . Duas versões (Twizy: O Renault ZOE Preview apresenta um design sensual e fluído, provando que um veículo
velocidade máxima de 75km/h, com carta de condução e Twizy 45: velocidade máxi- 100% eléctrico pode ser sedutor, sendo que as fotografias que ilustram esta página repre- E falta menos de um ano para que seja uma realidade
ma de 45km/h, sem carta de condução) serão comercializadas na Europa a partir de sentam a 90% o automóvel que será comercializado em meados de 2012. Com apenas nas estradas de todo o país…
finais de 2011, com valores próximos aos de uma scooter de três rodas. 4,10m e animado por um motor eléctrico de 60 kW (80 cv) e 222Nm de binário, é pos-
sível imaginá-lo a fluir em silêncio pela cidade. Mas o ZOE Preview pode sair das cidades,
Graças ao seu design personalizado e inovador e às dimensões ultra-compactas, o com as jantes de 19 polegadas a serem um aliado para os trajectos extra-urbanos.
Renault Twizy irá seduzir aqueles que procuram um veículo inovador e moderno, mas
também prático. Mais ágil que um automóvel, as suas capacidades de aceleração no No ZOE Preview estão reunidas todas as especificidades de um veículo 100% eléctri-
trânsito urbano são comparáveis às de uma scooter. Com capacidade para dois co, ou seja, a integração do volume das baterias, um motor compacto e a gestão da
lugares em “tandem” e com uma carroçaria que os protege, o Twizy vai ter um desem- autonomia, bem como a resposta às expectativas incontornáveis dos clientes do
penho em tudo semelhante a um “convencional” veículo de quatro rodas. segmento B, que procuram habitabilidade, uma bagageira ampla, um automóvel
seguro para uso urbano e extra-urbano e com um design atraente.
Veículo 100% eléctrico e de “zero emissões” em utilização, o Renault Twizy é
equipado com um motor eléctrico de 15 kW (20 cv), apresentando um binário de Mas o Renault ZOE Preview não foi desenvolvido tendo em conta apenas as questões
57 Nm. O Renault Twizy oferece todos os trunfos dinâmicos do veículo eléctrico: ambientais. Nesse sentido, destaque para as soluções que incorpora a pensar no
silêncio do motor em funcionamento, binário máximo disponível de imediato e linea- bem-estar dos seus ocupantes:
ridade na aceleração. • Climatização que regula o nível de humidade,
• Sensor de toxicidade para um ar mais puro,
As pré-reservas para o Renault Twizy estão disponíveis no site • Difusor de aromas activos, dinâmicos ou relaxantes,
www.zero-emissoes.renault.pt • Difusor, através do ecrã central, de luz para aumentar a sensação de bem-estar
(luminoterapia).

24 1° trimestre 2011 trajectória 25


ACTUALIDADE ESTRATÉGIA

RENAULT MÉGANE R.S. ROADSHOW:

Centenas de clientes viveram


emoções únicas!
Equipado com um motor 2.0 Turbo, com 250
cavalos de potência e o impressionante
binário de 340nm, o incontornável Renault
Mégane R.S. foi o mote para a organização
de uma série de acções destinadas a clientes
um pouco por todo o país. As expressões
dentro e fora do habitáculo não disfarçaram a
estupefacção pelas emoções vividas e pelo
potencial do Mégane R.S. …

Um percurso de asfalto com cerca de 4 a 5 quilómetros, meios de segurança


em tudo idênticos aos utilizados num rali (desde corpo policial, bombeiros, a
marshall’s…), um piloto profissional ex-Fórmula 1 e ex-bicampeão nacional
de ralis e o potente e eficaz Renault Mégane R.S. A juntar a tudo isto, “luxos”
como um serviço de “catering” no meio do campo, serviço de fotografia e
vídeo, bem como centenas de clientes perfeitamente rendidos e extasiados
com as emoções vividas.

Como o parágrafo anterior deixa pressupor, a acção Mégane R.S. Roadshow


realizada no segundo semestre de 2010 foi um caso de invulgar sucesso e
a expressão justifica-se pela extraordinária adesão dos clientes que foram
convidados pelas concessões que aderiram à iniciativa, mas sobretudo pela
forma vibrante e entusiasta como viveram cada segundo nos mais diversos
locais que foram palco da acção.

Com contornos inéditos e um sucesso inequívoco, o Mégane R.S. Roadshow


bem pode voltar a ser uma realidade em 2011 e até lá convidamo-lo a ver
ou simplesmente recordar alguns dos melhores momentos (em foto e
vídeos) no sítio www.megane-rs-roadshow.com

26 1° trimestre 2011 trajectória 27


ACTUALIDADE ESTRATÉGIA

Porque a estrada
é imprevisível
RENAULT PROMOVEU CERCA DE 2.500 CURSOS DE CONDUÇÃO
No segundo semestre de 2010, a Renault Portugal, em conjunto com a rede de concessionários,
promoveu pelo país cerca de 2.500 cursos de condução em Segurança. No total, foram 11 fins-de-
semana correspondentes a 257 horas de formação teórica e prática em condução em segurança,
incluindo um módulo de eco-condução, oferecidas a cerca de 100 pessoas por dia. Mais de uma
centena de “fãs” da Renault Portugal no Facebook também participaram na iniciativa.

A Segurança é uma das Causas da Renault há mais de 50 anos, considerando


necessário aliar a construção de automóveis seguros (para além de dinâmicos, con-
fortáveis, funcionais e atractivos) à contribuição para a formação e sensibilizados dos

a acção em números
condutores. Neste sentido, a Renault Portugal, em parceria com a sua rede de conces-
sionários, promoveu a iniciativa “A Estrada é imprevisível”. Na essência, um curso de
condução em segurança, com a particularidade de também ter incluído um módulo de
Eco-condução. Uma novidade, com o objectivo de promover a adopção de hábitos de
condução mais eficientes e seguros, com vista à redução dos consumos de combustível
e emissão de poluentes e gases com efeito de estufa, o que conduz, por sua vez, a uma A ACÇÃO EM NÚMEROS
maior segurança rodoviária.
• 36.900 O TOTAL DE QUILÓMETROS PERCORRIDOS PELAS VIATURAS;
Com a duração de duas horas e meia (150 minutos), os cursos decorreram nas cidades • 7.450 OS LITROS DE COMBUSTÍVEL GASTOS;
de Aveiro, Barreiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Porto, Póvoa de Varzim, Santarém e Viseu. • 2.700 O NÚMERO DE CONVIDADOS;
• 2.467 O NÚMERO DE PARTICIPANTES;
• 3.550 OS QUILÓMETROS PERCORRIDOS NA PREPARAÇÃO;
• 257 O TOTAL DE HORAS DE FORMAÇÃO, OU SEJA, UM TOTAL DE 15.420 MINUTOS;
• 245 OS PNEUS USADOS NAS AULAS PRÁTICAS;
• 100 A MÉDIA DE ALUNOS/DIA;
• 91,5% A PERCENTAGEM DE ADESÃO;
• 76 ANOS A IDADE DO ALUNO MAIS VELHO;
• 74% E 26% A ADESÃO DO SEXO MASCULINO E FEMININO, RESPECTIVAMENTE;
• 67 O NÚMERO DE ELEMENTOS ENVOLVIDOS NA ORGANIZAÇÃO;
• 35-45 A FAIXA ETÁRIA DOMINANTE;
• 27 OS DIAS DE CURSOS MINISTRADOS;
• 18 ANOS A IDADE DO ALUNO MAIS NOVO;
• 14 AS VIATURAS USADAS (2 CAMIÕES, 8 VIATURAS PARA ENSAIOS, 4 VIATURAS);
• 9 AS CIDADES QUE FORAM VISITADAS (AVEIRO, BARREIRO, COIMBRA, LEIRIA, LISBOA, PORTO, PÓVOA DE VARZIM, SANTARÉM E VISEU);
• 8 AS TONELADAS DE MATERIAL USADO (4 TENDAS, 4 PLACAS DESLIZANTES, 450 CONES DE BORRACHA, 120 BLOCOS DE ESPONJA, 1.300 METROS DE MANGUEIRA, 30 ASPERSORES DE REGA,
10.000 METROS DE FITA PLÁSTICA);
• 0 (ZERO) A MANUTENÇÃO DAS VIATURAS.

28 1° trimestre 2011 trajectória 29


1994
DESPORTO FÓRMULA 1
1992
1993

RENAULT E A F1:

130 VITÓRIAS E 17 TÍTULOS! 1997

1995 1996

2005 2006

2010

Os motores Renault já somam 130 vitórias e 17 títulos na F1

Uma história de sucesso a da Renault na Fórmula 1… 1992 - APESAR DE TER COMO ADVERSÁRIOS AYRTON SENNA (MCLAREN-HONDA) E MICHAEL SCHUMACHER (BENETTON FORD), Nigel Mansell somou 8 vitórias e conquistou o
título de pilotos, com o inglês a também ser determinante para o ceptro de construtores da Williams-Renault.
O título conquistado pelo jovem Sebastian Vettel na foi o
1993 - COM SETE VITÓRIAS, ALAIN PROST ASSEGUROU O QUARTO TÍTULO DE PILOTOS E ANUNCIOU O FIM DA CARREIRA. A Williams-Renault venceu 10 dos 16 grandes prémios
8º obtido por um piloto aos comandos de um monolugar e conquistou o ceptro de construtores com o dobro dos pontos da McLaren-Ford!
equipado com um motor Renault, enquanto que o da Red 1994 - UM ANO MARCADO PELO TERCEIRO TÍTULO DE CONSTRUTORES DA WILLIAMS-RENAULT e pelos trágicos desaparecimentos de Roland Ratzenberger e do incontornável
Bull representou o 9º título de construtores da Renault Ayrton Senna e logo no ano de estreia na Williams-Renault. Damon Hill não foi campeão por um escasso ponto!

(como equipa e como fornecedora de motores). Até hoje, 1995 - COM NOVE VITÓRIAS, MICHAEL SCHUMACHER TIROU O MELHOR PARTIDO DO BENETTON-RENAULT para levar de vencida o duelo com Damon Hill. O alemão conquistou
o 2º título da carreira e a Benetton-Renault arrecadou o ceptro de construtores. Os motores Renault só não venceram em uma ocasião!
foram 130 as vezes que um motor Renault foi o primeiro
a ver a bandeira de xadrez! 1996 - COM 12 VITÓRIAS EM 16 POSSÍVEIS, A WILLIAMS-RENAULT FOI A GRANDE DOMINADORA DA ÉPOCA e venceu o ceptro de construtores, com os seus dois pilotos, Damon
Hill e Jacques Villeneuve, a terminarem nas duas primeiras posições o mundial de pilotos.
A época de 2010 só veio reforçar uma ideia: a história da Fórmula 1 está intimamente asso- 1997 - COM SETE VITÓRIAS, JACQUES VILLENEUVE EM WILLIAMS-RENAULT LEVOU DE VENCIDA O DUELO COM MICHAEL SCHUMACHER (FERRARI) e assegurou o título de pilo-
ciada à Renault. Afinal, em função do domínio imposto pelos monolugares da Red Bull tos, com o contributo do colega de equipa Heinz-Harald Frentzen a ser decisivo para mais um ceptro de construtores da Williams-Renault.
Renault, o palmarés foi enriquecido com mais dois títulos e mais nove vitórias. Mais uma
2005 - UM ANO HISTÓRICO! A RENAULT PASSOU A SER O ÚNICO CONSTRUTOR (A PAR DA FERRARI) A SAGRAR-SE CAMPEÃO COM UM CHASSIS E MOTOR DESENVOLVIDOS POR SI!
de muitas estórias de sucesso da Renault na disciplina máxima do desporto automóvel,
O espanhol Fernando Alonso conquistou o título de pilotos, na sequência de 7 vitórias e depois de vários duelos com Kimi Räikkönen (Ferrari).
sendo de sublinhar que ainda hoje é a única marca (a par da Ferrari) que já logrou chegar
ao título com um chassis e motor integralmente desenvolvidos por si. 2006 - “DOBRADINHA” DA RENAULT E DE FERNANDO ALONSO NO MUNDIAL. A Renault venceu oito dos 18 grandes prémios da temporada, com o espanhol a subir por sete vezes
ao lugar mais alto do pódio e Giancarlo Fisichella em uma ocasião.
A aventura da Renault na F1 teve início em 1977 e logo com um então Mas ficam os registos fotográficos dos 17 títulos associados à Renault no Campeonato 2010 - COM A ASSOCIAÇÃO À RED BULL COMO FORNECEDORA DE MOTORES, A RENAULT CONQUISTOU O 9º TÍTULO DE CONSTRUTORES E O 8º CEPTRO DE PILOTOS – por inter-
inédito motor turbo do Mundo de F1: médio de Sebastian Vettel, o mais jovem campeão de sempre da história da F1. Desde que entraram na F1, os motores Renault já conquistaram 130 vitórias!

>>
30 1° trimestre 2011 trajectória 31