Você está na página 1de 10

E.E PROF.

EXPEDITO CAMARGO FREIRE

ENSINO MÉDIO

MARINA DE MORAES DA COSTA MANSO

RAFAELA BEATRIZ GERMANO PINTO

ELETROQUÍMICA

2019

CAMPOS DO JORDÃO
Marina de Moraes da costa Manso N°25

Rafaela Beatriz Germano Pinto N°32

ELETROQUÍMICA

Trabalho de Química do ensino médio referente


a escola E.E. Prof. Expedito Camargo Freire,
que aborda o estudo sobre as transformações
químicas e eletricidade.

ORIENTADOR: Prof. Márcia

2019

CAMPOS DO JORDÃO

2
SUMÁRIO

 Introdução .................................................................. 4

 Palavra Chave ........................................................... 4

 Resumo ..................................................................... 5

 Desenvolvimento

 Capítulo 1 ................................................................... 6
 Capítulo 2 ................................................................... 6-7
 Capítulo 3 ................................................................... 7
 Capítulo 4.................................................................... 8

 Reportagem ............................................................... 9

 Vídeo ......................................................................... 9

 Artigo científico .......................................................... 9

 Conclusão .................................................................. 10

3
INTRODUÇÃO

Neste trabalho será apresentado o tema “Eletroquímica”, conteúdo da área de


química do ensino médio, que abrange as reações que envolvem a
transferência de elétrons, transformações químicas e eletricidade.

O mesmo é aplicado na formação de diversos utensílios em nosso cotidiano,


como por exemplos, as pilhas e baterias que serão mencionadas nesse
documento, juntamente aos seus benefícios e os impactos ambientais
promovidos pelo descarte inadequado desses matérias.

PALAVRAS-CHAVE

 Eletroquímica
 Oxidação
 Redução
 Eletrodos: cátodo e ânodo
 Eletrólise
 Eletricidade
 Pilhas e baterias

4
RESUMO

De tantos acontecimentos envolvendo a eletricidade, encontramos diversos


meios de se obter energia elétrica. Como por exemplo as pilhas e baterias.

Nesses casos, ocorre o que chamamos de eletrólise, ou seja, a passagem de


corrente elétrica causa transformações químicas.

A Eletroquímica trata do uso das reações químicas espontâneas para produzir


eletricidade .As reações que envolvem transferência de elétrons são chamadas
de reações de oxirredução que envolvem a transferência de elétrons entre
átomos, íons ou moléculas.

*Oxidação*: Resulta na perda de elétrons e aumento do nox.

*Redução*: Resulta no ganho de elétrons e diminuição do nox.

As Pilhas e baterias nesse caso existe a conversão de energia química em


energia elétrica, ou seja, usam-se as reações químicas de oxirredução
espontâneas para a geração de eletricidade.

As pilhas possuem dois eletrodos, que são:

- ânodo: polo negativo onde ocorre a oxidação;

- cátodo: polo positivo onde ocorre a redução.

A diferença entre as pilhas e as baterias é que enquanto as pilhas possuem


somente dois eletrodos, as baterias são formadas por várias pilhas conectadas
em série ou em paralelo

As pilhas e baterias também possuem um eletrólito que é o processo inverso ,


ou seja, ocorre a transformação de energia elétrica em energia química. Utiliza-
se energia elétrica para forçar a ocorrência de uma reação química não
espontânea pela neutralização das cargas dos íons e formação de substâncias
simples Isso ocorre quando se passa uma corrente elétrica proveniente de
algum gerador , por um líquido iônico ou por uma solução aquosa que contém
íons . Problemas ambientais relacionados ao descarte de pilhas e baterias
estão aumentando. As pilhas são compostas por metais pesados, humana.
Depois de descartadas, as pilhas vão se decompondo, podendo seus
componentes infiltrar-se no solo e atingir os lençóis de água subterrânea. No
Brasil, não há nenhum método desenvolvido para a reciclagem das pilhas,
somente sistemas de coletas e armazenamento em blocos de concreto
fechados.

5
DESENVOLVIMENTO

CAPÍTULO 1

Transformações químicas e eletricidade

Presenciamos muitos fenômenos que ocorrem com o envolvimento de


eletricidade (os raios que caem em uma tempestade, o funcionamento de
diversos eletrodomésticos).Sabemos também que a corrente elétrica pode ser
conduzida de diferentes formas através de diversos materiais (condutibilidade
iônica ou eletrônica).Como é possível obter energia elétrica?

Há muitas formas de se obter energia elétrica; por exemplo, por meio de pilhas
e baterias. As baterias são usadas no funciona mento de celulares,
computadores portáteis, automóveis, veículos elétricos, câmeras digitais,
aparelhos auditivos, em aplicações aeronáuticas e em edifícios, geralmente
empregadas em iluminação de emergência ou como unidades de potência
auxiliar, caso do nobreak, dispositivo que fornece energia durante certo tempo
após a queda do fornecimento pela rede.

Nesses casos, a obtenção de corrente elétrica se dá pela ocorrência de


transformações químicas; para isso, normalmente são utilizados dois sólidos
condutores associados a soluções aquosas condutoras ou a pastas feitas com
base em materiais iônicos.

Essa questão pode ser encontrada quando se estudam os processos de


obtenção do alumínio, do cobre e da soda cáustica ou o revestimento de
superfícies metálicas com outros metais (galvanoplastia). Nesses casos, ocorre
o que chamamos de eletrólise, ou seja, a passagem de corrente elétrica causa
transformações químicas.

CAPITULO 2

Eletroquímica

A Eletroquímica trata do uso das reações químicas espontâneas para produzir


eletricidade e do uso da eletricidade para forçar reações químicas não
espontâneas.

As reações que envolvem transferência de elétrons são chamadas de reações


de oxirredução.

Reações de oxirredução

6
As reações de oxirredução envolvem a transferência de elétrons entre átomos,
íons ou moléculas.

Em uma reação de oxirredução ocorrem mudanças no número de oxidação


(nox). A oxirredução consiste nos processos de oxidação e redução:

Oxidação: Resulta na perda de elétrons e aumento do nox.

Redução: Resulta no ganho de elétrons e diminuição do nox.

Ao mesmo tempo que um elemento cede elétrons, outro irá recebê-los. Assim,
o número total de elétrons recebidos é igual ao total de elétrons perdidos.São
exemplos de reações de oxirredução a combustão, corrosão e fotossíntese.

CAPITULO 3

Eletrólise

É o processo inverso que ocorre nas pilhas e baterias, ou seja, ocorre a


transformação de energia elétrica em energia química. Utiliza-se energia
elétrica para forçar a ocorrência de uma reação química não espontânea pela
neutralização das cargas dos íons e formação de substâncias simples.

Isso ocorre quando se passa uma corrente elétrica proveniente de algum


gerador (como uma pilha ou uma bateria) por um líquido iônico (substância
fundida - eletrólise ígnea) ou por uma solução aquosa que contém íons
(eletrólise em meio aquoso). Desse modo, o cátion presente no líquido ou na
solução recebe elétrons, e o ânion doa elétrons, para que ambos fiquem com
carga elétrica igual a zero e com energia química acumulada.

a eletrólise é usada para a produção de substâncias simples de uso importante


que não são encontradas na natureza, como o gás cloro e o sódio metálico
produzidos na eletrólise ígnea do cloreto de sódio. Na eletrólise aquosa do
cloreto de sódio, além de o cloro ser produzido, também se obtém o gás
hidrogênio que é usado como combustível. Mais detalhes sobre como ocorrem
esses processos podem ser vistos no texto Eletrólise do cloreto de sódio.

Eletrólise aquosa do cloreto de sódio com produção de cloro e hidrogênio

A eletrólise também é usada para a produção de metais, como mostra o artigo


Produção de alumínio por eletrólise, e para o desenvolvimento de processos de
proteção de metais contra a corrosão.

7
CAPITULO 4

Pilhas e Baterias

Nesse caso existe a conversão de energia química em energia elétrica, ou


seja, usam-se as reações químicas de oxirredução espontâneas para a
geração de eletricidade. Dentro das pilhas são colocadas certas substâncias
químicas que reagem espontaneamente transferindo elétrons, isto é, por meio
de reações de oxirredução. As pilhas possuem dois eletrodos, que são:

- ânodo: polo negativo onde ocorre a oxidação;

- cátodo: polo positivo onde ocorre a redução.

As pilhas e baterias também possuem um eletrólito, que é uma solução


condutora de íons. Assim, forma-se um fluxo de elétrons entre esses polos que
resulta na formação de uma corrente elétrica que pode ser utilizada para que
diversos aparelhos elétricos funcionem. A diferença entre as pilhas e as
baterias é que enquanto as pilhas possuem somente dois eletrodos, as baterias
são formadas por várias pilhas conectadas em série ou em paralelo, ou seja,
possuem vários eletrodos, o que aumenta a sua voltagem.

 Problemas ambientais relacionados ao descarte de pilhas e baterias: As


pilhas são compostas por metais pesados, tais como mercúrio, chumbo,
cobre, níquel, zinco, cádmio e lítio. Esses metais são perigosos para o
ambiente e a saúde humana. Depois de descartadas, as pilhas vão se
decompondo, podendo seus componentes infiltrar-se no solo e atingir os
lençóis de água subterrânea, entrando assim, no ecossistema dos rios e
dos mares, sendo incorporados na cadeia alimentar, aumentando a sua
concentração nos seres vivos. Outra forma de contaminação é a
inalação ou o simples contato com as substâncias tóxicas.Como
exemplos, são citados o chumbo, que causa disfunção renal e anemia; o
mercúrio, que gera estomatites e problemas renais, além de lesões
cerebrais e neurológicas; o zinco, que provoca doenças pulmonares; e o
manganês, que afeta o sistema imunológico.

No Brasil, não há nenhum método desenvolvido para a reciclagem das pilhas,


somente sistemas de coletas e armazenamento em blocos de concreto
fechados.

8
Artigo Cientifico

https://www.nucleodoconhecimento.com.br/meio-ambiente/poluicao-
quimica#LEGISLACAO-BRASILEIRA-SOBRE-OS-RESIDUOS-SOLIDOS

Reportagem

 https://youtu.be/u56a5faG2Lg
 https://youtu.be/woz59OEmRJM

Vídeos

https://www.youtube.com/watch?v=CJDPTOf8p3A

https://www.youtube.com/watch?v=K8ip6Jih9Bg

9
CONCLUSÃO

Sendo assim podemos afirmar que a Eletroquímica é um estudo muito


importante para o desenvolvimento cientifico, pois é relacionada aos modos de
produção de eletricidade e ampliação da tecnologia.

E com o foco sobre o envolvimento de eletricidade nas transformações


químicas e as aplicações das mesmas em fins tecnológicos, podemos concluir
que dessa maneira sempre um elemento em uma transformação química perde
ou ganha elétrons e também é relacionado ao envolvimento de energia, onde é
possível produzir materiais de utilidades cotidianas. Porém esses materiais
devem ser descartados corretamente para que possa se evitar a contaminação
do ambiente, pois estão presentes na composição de alguns “utensílios” ,como
foram citadas as pilhas e baterias, metais muito pesados sendo que com a
combinação é formado um elemento tóxico.

10