Você está na página 1de 3

EEEFM WALNYZA BORBOREMA CUNHA LIMA DATA :_____/______/2020

PROFESSOR(A): DISCIPLINA:
CIPLINA: Geografia
ALUNO(A): _____________________________________________________ Nº _____

NOTA: __________ TURMA: 2ªª Série EM TURNO: ATIVIDADE REMOTA

População mundial Seu objetivo era demonstrar que a população


tende a aumentar mais rapidamente do que a
DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO produção de alimentos, uma vez que o solo é um
Em meados de 2012, o United States Census recurso limitado.
Bureau, órgão do governo estadunidense dedicado a Desde sua criação, a teoria de Malthus tem
pesquisas demográficas,
cas, divulgou uma estimativa de sido bastante discutida e, mesmo nos dias atuais,
que a população mundial teria alcançado 7 bilhões de ainda é lembrada quando se considera o crescimento
habitantes. Na primeira década do século XXI, dos da população de um país ou região.
dez países com maior população, sete localizavam
localizavam-se No século XIX, o alemãoal Karl Marx
na periférica do planeta, conforme mostra a tabela (1818‑1883) foi um dos mais severos críticos à teoria
abaixo. de Malthus, sobretudo no que se referia à origem da
pobreza como responsabilidade do indivíduo e não
das relações sociais.

A TEORIA NEOMALTHUSIANA
NEOMALTHUSI
No século XX, com o fim da Segunda Guerra
Guerr
Mundial, surgiu um novo contexto histórico em que
questões como o neocolonialismo e a pobreza
generalizada em grande parte do mundo passaram a
ser discutidas. Paralelamente, ocorreu uma revolução
médico-sanitária em áreas nas quais os níveis de
mortalidade
de eram elevados devido a doenças já
erradicadas na Europa e nos Estados Unidos.
Essa revolução teve como consequência a
queda da mortalidade infantil, que gerou uma situação
alarmante para o mundo. Começava uma verdadeira
explosão demográfica na Ásia, na África e na América
Latina, justamente as áreas com alta concentração de
população de baixa renda.
Novamente a teoria de Malthus foi lembrada.
No entanto, ela deveria ser reformulada: a relação
população versus alimentos, embora
e persistisse, havia
deixado de ser a questão central. Surgiram, então, os
A DENSIDADE DEMOGRÁFICA neomalthusianos,, cuja tese principal destacava a
Uma das preocupações quando se estuda a difícil relação entre crescimento demográfico e
população é conhecer sua distribuição. Para isso foi desenvolvimento econômico.
criada uma medida – a densidade demográfica – Os neomalthusianos argumentavam que o
que indica a quantidade de pessoas que habitam forte crescimento
to demográfico desviava recursos que
determinada área. A densidade demogr
demográfica é obtida poderiam ser aplicados em atividades industriais e
dividindo-sese o número de habitantes pela extensão agropecuárias.
territorial de uma região. Sua unidade de medida é Entre as críticas ao neomalthusianismo se
2
habitantes por quilômetro quadrado (hab./km ). destacam as mencionadas a seguir.
A partir desse cálculo pode
pode-se chegar à A simplificação das causas da pobreza, que
2
densidade média da superfície terrestre: 177 hab./km . seria resultado do forte crescimento
crescimen populacional,
No entanto, esse número, que é uma média, não negando-sese assim as relações desiguais entre os
reflete a realidade. Na Terra, existem áreas países desenvolvidos e subdesenvolvidos. A
densamente povoadas, com densidades demográficas apresentação da questão da fome sem discutir a
2
superiores a 2 000 hab./km , e áreas de escasso desigual produção de alimentos no mundo, assim
2
povoamento, onde a densidade não atinge 1 hab./km . como o fato de que boa parte da produção está
voltada aos mercados, e não ao consumo interno das
TEORIAS DEMOGRÁFICAS populações.
Foi no contexto da Revolução Industrial, no As vantagens econômicas dos laboratórios
final do século XVIII, que surgiu a primeira teoria farmacêuticos com a proliferação de métodos
demográfica, desenvolvida pelo inglês Thomas contraceptivos, entre eles a pílula anticoncepcional.
Robert Malthus (1766-1834).
1834). O princípio de que a Desdobramentos do neomalthusianismo surgiram
população aumenta sem limitações em proporção nas décadas finais do século XX. Um deles é o
geométrica e os meios de subsistência aumentam ecomalthusianismo, que responsabiliza o forte
somente em proporção aritmética tornou
tornou-se muito crescimento demográfico dos países pela fome e por
conhecida. vários problemas ambientais existentes na
n atualidade.
QUESTÕES PROPOSTAS

Questão 01. Charge sobre o crescimento populacional

Retirado de: <Discurso Retórico>. Acesso em: 10/10/2014.

O conteúdo da charge acima se alinha a que tipo de teoria demográfica?

A) Neomalthusianismo, pois considera a pobreza como fruto da ausência de políticas de distribuição de remédios
e de democratização da saúde.
B) Reformista, pois critica as desigualdades sociais em razão do preconceito das classes mais abastadas da
sociedade.
C) Malthusianismo, por afirmar que as populações de elevada renda crescem em proporções menores do que as
populações de baixa renda.
D) Reformista, por apregoar o direito das camadas mais pobres das estratificações sociais de terem acesso aos
medicamentos anticoncepcionais.
E) Neomalthusianismo, por defender que as melhorias sociais manifestam-se a partir do controle do crescimento
populacional por meio de métodos contraceptivos.

Questão 02. Thomas R. Malthus (1766-1834) defendia a tese de que a população crescia em patamares
superiores aos da produção de alimentos, o que causaria graves convulsões sociais em razão do excesso de
pessoas no mundo. Como solução para esse problema, Malthus propôs:

A) a difusão de métodos de controle da natalidade, como medicamentos e acessórios que inibissem a natalidade.
B) o controle moral da população de baixa renda, que só deveria ter filhos caso pudesse sustentá-los.
C) a revolução na forma de produzir alimentos, que deveriam aumentar em termos quantitativos e qualitativos.
D) a distribuição de renda, de forma que as populações mais ricas, em minoria, deveriam ceder mais recursos
para a maioria pobre.
E) a expansão de infraestruturas sociais, com melhorias também nos campos da saúde, educação e segurança.

Questão 03. As previsões catastrofistas dos “neomalthusianos” sobre o crescimento demográfico e sua pressão
sobre os recursos naturais não se confirmaram, notadamente, porque:
A) o processo de globalização permitiu o acesso voluntário e universal a meios contraceptivos eficazes,
impactando, sobretudo, os países em desenvolvimento.
B) a nova onda de “revolução verde”, propiciada pela introdução dos transgênicos, afastou a ameaça de fome
epidêmica nos países mais pobres.
C) as ações governamentais e a urbanização implicaram forte queda nas taxas de natalidade, exceto em países
muçulmanos e da África Subsaariana, entre outros.
D) o estilo de vida consumista, maior responsável pela degradação dos recursos naturais, vem sendo superado
desde a Conferência Rio-92.
E) os fluxos migratórios de países pobres para aqueles ricos que têm crescimento vegetativo negativo
compensaram a pressão sobre os recursos naturais.

Questão 04.
Questão 05.