Você está na página 1de 3

Cidades inteligentes

1. O que são:

Smart Cities são sistemas de pessoas interagindo e usando energia, materiais, serviços


e financiamento para catalisar o desenvolvimento econômico e a melhoria da
qualidade de vida. 
Esses fluxos de interação são considerados inteligentes por fazer uso estratégico de
infraestrutura e serviços e de informação e comunicação com planejamento e gestão
urbana para dar resposta às necessidades sociais e econômicas da sociedade.
10 dimensões indicam o nível de inteligência de uma cidade:
 governança,
 administração pública,
 planejamento urbano,
 tecnologia,
 o meio-ambiente,
 conexões internacionais,
 coesão social,
 capital humano e
 a economia.

Duas principais funções:


 Controle e gerenciamento de recursos;
 Provimento de serviços

2. Como funcionam:

Uso dos recursos de forma mais eficaz e eficiente e otimizar a infraestrutura através
das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) – Sensores, Câmeras, Celulares,
etc.

Dificuldade na integração de sistemas, interoperabilidade, segurança informacional,


privacidade, armazenamento, gerenciamento e processamentos dos dados

Exemplos práticos:

 Monitoramento de trânsito
 Condições da cidade (?)
 Controle de multidões
 Sistema de coleta de lixo
 Sistema de saúde
 Segurança Pública
 Gerenciamento de recursos hídricos
 Gerenciamento de energia elétrica

Principais tecnologias:
 Internet das coisas – ligação remota permanente entre dispositivos
 Big Data – Armazenamento, gerenciamento e análise de grandes dados
contínuos;
 Computação em nuvem – necessidade de data warehouse e ligação do
analista/controlador com o armazém

Requisitos Técnicos
 Gestão de dados
 Ambiente para execução das aplicações
 Gestão dos sensores ou fonte primária dos dados
 Capacidade de processamento
 Acesso aos dados
 Gerenciamento dos serviços
 Capacidade para o desenvolvimento de software
Requisitos políticos:
 Capacidade de articulação
 Capacidade de convencimento
 Definição de modelo para a cidade

3. Exemplos do mundo e do Brasil


 Nova York
 Barcelona
 Seoul
 São Paulo
 Curitiba

4. Discussões

Outra face?
 Smart Cities e Estado de Vigilância?
 Smart Cities e exclusão digital

Milton Santos afirma que é o capital em conjunto com o Estado que modelam o tecido
urbano. As cidades inteligentes certamente herdarão essas características, mas serão
elas capazes de alterá-las?
Notoriamente, os recursos públicos se focam nas áreas mais centrais ou nobres das
cidades, é possível criar serviços e infraestruturas inteligentes que beneficiem os
excluídos ou o direcionamento de recursos continuarão na mão do setor imobiliário?
Características das cidades – espaços orgânicos, complexos, em permanente
transformação

Fontes:
https://fgvprojetos.fgv.br/noticias/o-que-e-uma-cidade-inteligente

https://www.archdaily.com.br/br/933328/o-que-sao-cidades-inteligentes-dentro-da-
realidade-brasileira

https://interscity.org/pubs/JAI2016-CidadesInteligentes.pdf

https://www4.pucsp.br/pos/tidd/teccogs/resenhas/2016/edicao_13/teccogs13_resenha02.
pdf

https://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/handle/10438/18386

https://fatecbr.websiteseguro.com/revista/index.php/RTecFatecAM/article/view/137

Você também pode gostar