Você está na página 1de 106

Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.

br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

110 COM RESPOSTAS

1
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

http://www.questoesdiscursivas.com.br
O melhor site de questões discursivas de concursos públicos.

2
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

Procurador Municipal - PGM-Rosana/SP - Ano: 2016 - de 12 (doze) meses, a partir da assinatura, com
Banca: VUNESP - Disciplina: Direito Administrativo - possibilidade de prorrogação prevista no edital e no
Assunto: Bens Públicos - PEÇA PRÁTICA - A contrato. O valor fixado para o contrato foi de R$
Municipalidade de Rosana tem a propriedade de um 45.000,00 (quarenta e cinco mil reais) por 12 (doze)
imóvel desde o registro de um loteamento e o empresta meses, conforme a proposta apresentada pela
para uso de um clube particular. Tendo vencido o contratada na data de 07/09/2011. Em relação ao
contrato entre ambos, e considerando que o ocupante equilíbrio econômico-financeiro do contrato, o reajuste e
cercou a área e priva os demais munícipes de usá-la, o a revisão foram previstos no edital, mas não a
clube, por meio de seus representantes, foi notificado a repactuação. O instrumento contratual, por sua vez,
desocupá-lo em trinta dias, porém, vencido o prazo, não mencionou apenas a possibilidade de reajuste, indicando
devolveu o imóvel. Como procurador do município, índice de preço geral. Em 07/10/2013, contratante e
promova a medida necessária para retomar o imóvel. contratada prorrogaram o prazo contratual por novos 12
(doze) meses, sem qualquer alteração de valores. Em
- Resposta: Trata-se de petição inicial de ação de 25/08/2014, a contratada solicitou a 2ª prorrogação
reintegração de posse, com pedido de liminar, já que contratual, agora pelo prazo de 24 (vinte e quatro)
versa sobre um contrato de comodato, contando-se o meses, sob a justificativa de que a prorrogação por
esbulho desde o vencimento da data da notificação. O apenas 12 (doze) meses não lhe seria favorável do ponto
juízo competente é o da Comarca de Rosana. O de vista econômico. Solicita ainda, pela primeira vez, o
candidato deve saber descrever na inicial os seguintes reequilíbrio econômico-financeiro, a contar de
tópicos: a posse anterior do Município; o esbulho 07/09/2012, tendo em vista a inflação acumulada no
praticado pelo réu; a data do esbulho; a perda da período, conforme o índice previsto no edital. O setor
posse. Deve também: deixar claro que se trata de um administrativo competente manifestou concordância
contrato de comodato e não de permissão ou cessão de com a prorrogação e com o reequilíbrio econômico-
uso, e o que está sendo discutido é o direito à posse e financeiro, sugerindo a assinatura de termo de
não um direito real; conter os requerimentos de apostilamento, mas sem apresentar maiores
produção de prova; procedência da ação; condenação justificativas. O departamento orçamentário atestou
do réu no pagamento das consequências da previsão orçamentária para a despesa, limitada ao
sucumbência; conter pedido de concessão de liminar exercício vigente. Não houve informação sobre a
para a reintegração e não a tutela antecipada, compatibilidade da despesa com o plano plurianual (PPA)
considerando que esta exige requisitos mais específicos e com a lei de diretrizes orçamentárias (LDO). Também
e difere do pedido de liminar. dar valor à causa, ainda não houve qualquer estimativa de impacto
que fictício; Considerando o enunciado, não seria orçamentário-financeiro da despesa nos autos
cabível ação que discutisse direito real, mas apenas a administrativos. Além disso, o departamento financeiro
relação possessória. GRADE DE DISTRIBUIÇÃO DE informou que não poderia assegurar a disponibilidade
PONTOS - Partes da Peça - A. Endereçamento, financeira equivalente ao montante contratado. Em face
Qualificações e Indicação da Peça Processual 4 B. do exposto, com base na legislação nacional, na doutrina
Descrição da posse, esbulho e seus desdobramentos 8 C. e na jurisprudência aplicáveis, elabore parecer jurídico
Pedidos finais de produção de prova, procedência da opinativo sobre a possibilidade da 2ª prorrogação do
ação e condenação na sucumbência. 4 D. Pedido de prazo contratual e do reequilíbrio econômico-financeiro
liminar 3 E. Valor da causa solicitados, considerando todos os pontos relevantes
para o deslinde da questão, tais como a natureza do
Procuradoria Municipal - PGM-Curitiba/PR - Ano: 2015 -
objeto contratual, o prazo da nova prorrogação, a
Banca: UFPR - Disciplina: Direito Administrativo -
justificativa para a prorrogação, a modalidade de
Contratos Públicos - PARECER - Em 07/10/2012, o
reequilíbrio econômico porventura aplicável e seu termo
Município de Curitiba firmou contrato com a sociedade
inicial, a legitimidade da conduta adotada pelo setor
empresária KICÓPIAS LTDA., tendo por objeto a
administrativo competente, o instrumento cuja
prestação do serviço de reprografia, com locação de
assinatura viabiliza a prorrogação e o reequilíbrio
máquina de xerox e fornecimento de papel, pelo prazo
econômico-financeiro, a aparente ausência de inclusão

3
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

do objeto contratual no PPA e na LDO e a relevância ou Procuradoria Municipal - PGM-Jaú/SP - Ano: 2015 -
não da falta de disponibilidade financeira. Banca: CONSESP - Disciplina: Direito Administrativo -
Licitação - PEÇA PROCESSUAL - Imagine a seguinte
- Resposta: PARECER A - Prorrogação à luz do objeto situação: você é advogado e recebe um microempresário
contratual. Possibilidade. Art. 57, IV. Enfatizar a que lhe relata o problema de que sua microempresa
preponderância do serviço, não do fornecimento. 0,50 - participou de uma Licitação junto à Prefeitura de seu
B - Prorrogação por período maior que 12 meses: município, da qual foi a vencedora. Porém, ao ser
Possível, desde que: (i) respeite o prazo total de 48 chamado para assinar o contrato, o Presidente da
meses, (ii) seja justificada por escrito e previamente Comissão de Licitação informou-o que uma de suas
autorizada pela autoridade competente para celebrar o certidões de regularidade fiscal apresentava uma
contrato, (iii) seja comprovada a vantajosidade restrição. Dois dias depois, o seu cliente protocolou a
econômica à luz dos preços praticados no mercado certidão com sua situação regularizada e sanou o
(princípios da eficiência e da economicidade) e (iv) problema. Posteriormente, recebeu uma notificação de
observada a manutenção dos requisitos de habilitação que o segundo colocado na Licitação foi chamado a
(art. 57, § 2º e TCU. Licitações e contratos: orientações e assinar o contrato, pois, embora ele tenha juntado a
jurisprudência do TCU. 4 ed. Brasília, 2010, p. 765-766). certidão sem restrição, os prazos licitatórios são
1,00 - C - Justificativa do particular para a prorrogação decadenciais e não haveria outra alternativa, a não ser a
(irrelevante). O que importa é o interesse público, de convocar o segundo colocado. Na elaboração da sua
especialmente sob o prisma da vantajosidade prova, lembre-se de que em sua comarca não há vara da
econômica. 0,50 - D - Inidoneidade da concordância fazenda pública, e sim apenas varas cíveis cumulativas,
administrativa: não se aponta a vantajosidade aliás, a comarca mais próxima que possui vara
econômica da prorrogação, não se comprova a especializada em fazenda pública está distante, a cerca
manutenção das condições de habilitação, indicando-se de 100 km da sua comarca. Suponha que seu cliente teve
instrumento indevido para a formalização do ato um direito violado e que seja possível socorrê-lo
(termo de apostilamento). 0,50 - E - Apostilamento: judicialmente, dessa forma, tome a medida adequada. O
inadequado, pois também haverá prorrogação de valor da Licitação é de R$20.000,00 (vinte mil reais).
prazo, a ser feita por termo aditivo firmado por ambas
as partes e publicado na imprensa oficial. 0,50 - Não há - Resposta: CORRETO ENDEREÇAMENTO: Ao Juiz de uma
prova de compatibilidade com o PPA e a LDO: das varas cíveis da comarca, evidentemente será
irrelevante – Acórdão TCU nº 883/2005 - Primeira observada a formalidade, Ex.: EXMO. SR. DR. JUIZ DE
Câmara e orientação 52/2014 – AGU. 1,00 - G - Não se DIREITO DE UMA DAS VARAS CÍVEIS DA COMARCA
assegura disponibilidade financeira: recomendável, DE...... POLO ATIVO: A microempresa citada no
porém desnecessária sob o ponto de vista meramente problema. POLO PASSIVO: O Presidente da Comissão de
legal, já que se exige apenasà aà p evis oà deà e u sosà Licitação, lembrando que no polo passivo não deve
o ça e t ios àpa aàoàexe í ioàe à u soà a t.à º,à§à º,à figurar o nome de quem exerce a função, mas tão
III e IV, Lei 8.666/1993). 0,50 -H - Reajuste – pode ser somente o Posto da autoridade coatora. MEDIDA
concedido, pois há previsão editalícia e contratual. Em PROCESSUAL ADEQUADA: Mandado de Segurança com
tese, deve-se concedê-lo a partir da data da proposta pedido de Liminar FUNDAMENTAÇÃO JURÍDICA: São
(07/09/2011), mas o contrato foi firmado e prorrogado várias, como por exemplo a própria lei do mandado de
uma vez sem que o contratado tenha solicitado segurança, mas a fundamentação jurídica essencial é o
reajuste. Logo, não se pode concedê-lo retroativamente, art. 43, parágrafo 1º da LC 123/2006. EXPOSIÇÃO
por preclusão lógica e disponibilidade do direito ao REGULAR: Será analisado a objetividade, o poder de
reajuste (e.g. (TCU, Plenário, Acórdão nº 477/2010, que concisão do texto e a existência de repetições
trata de hipótese análoga). Deve-se conceder o reajuste desnecessárias. TERMINOLOGIA JURÍDICA: É análise dos
para o período de 12 meses, considerada a variação termos técnicos. Exemplos: Impetrante, impetrado,
inflacionária a partir de 07/09/2013. 0,50 - I Conclusão: Fumus bonis juris, periculum in mora, liminar, writ, etc...
possibilidade do reajuste e da prorrogação, desde que CONCLUSÃO LÓGICA: S erá analisado o conteúdo do
atendidas as recomendações registradas acima. 0,50 pedido. O objetivo e impedir que a 2ª colocada assine o

4
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

contrato e se reconheça o direito da impetrante através público na desapropriação do imóvel, haja vista a
de liminar e ao final seja concedido o direito. O que se aquisição de outro imóvel pela RBTRANS que melhor
observará caso a caso é como o candidato trabalha atende à finalidade que constava do decreto
essas informações. Ausência de valor da causa ou valor expropriatório, a diretoria da RBTRANS questiona ao seu
da causa inferior a R$ 20.000,00 implicará em zero na analista jurídico o seguinte: 1. É possível a desistência do
conclusão lógica. processo de desapropriação? De que forma, até que
momento e sob quais requisitos? 2. Quais as
Advogado - RBTRANS - Ano: 2013 - Banca: FUNCAB - consequências, para a Prefeitura e para a RBTRANS,
Disciplina: Direito Administrativo - Contratos Públicos - perante o expropriado, do pedido de desistência da
PEÇA JURÍDICA - A RBTRANS alugou, para fins não referida desapropriação? 3. Qual a opinião do analista
residenciais, imóvel urbano de sua propriedade, sito em jurídico sobre a melhor conduta da Prefeitura e da
Rio Branco – AC, à Copa Empreendimentos, mediante RBTRANS para a solução desse caso concreto de forma a
contrato com vigência entre 15/11/2010 e 15/11/2013, gerar o menor prejuízo possível? Utilize, no máximo, 15
pelo valor original de R$ 20.000,00, encontrando-se ora (quinze) linhas para elaborar as respostas na forma de
vigente pelo valor de R$ 21.000,00 e tendo como parecer circunstanciado a partir da consulta proposta.
fiadores os sócios da Copa, Srs. Ronaldo e Romário.
Sobrevindo o termo final do prazo contratual e não - Resposta: ESTRUTURA TEXTUAL ESSENCIAL DE UM
desocupado o imóvel pela locatária até 08/12/2013, PARECER: - Número do processo respectivo, no alto da
ajuíze, na qualidade de advogado da RBTRANS, a folha, no centro do papel./ Título: parecer, seguido de
demanda cabível para a retomada do imóvel. número, de ordem, dia, mês e ano./ Ementa/ Texto/
Observação: Considerar como inexistente cláusula Fecho: abreviatura do órgão a que pertence o redator,
contratual não apontada pelo enunciado. Utilize até no data, assinatura, cargo. a) cf. REsp 1397844/SP, Rel.
máximo 60 (sessenta) linhas para sua resposta. Ministra ELIANA CALMON, SEGUNDA TURMA, julgado
em 17/09/2013, DJe 24/09/2013; b) a Prefeitura deve
- ‘esposta:àDEMáNDáàCO‘‘ETáà: despejo à– arts. 9º e arcar com os danos, custas e honorários, bem como
56, da Lei 8.245/91 - Incluir os fiadores no polo passivo devolver o mesmo imóvel ao expropriado – cf.
da demanda; requerer a liminar (art. 59, §1º, VIII, da Lei GASPARINI, Diógenes. Direito Administrativo. São
8.245/91); mencionar o valor da causa o valor da causa Paulo: Saraiva, 17ª ed., 2012, p. 953); c) não alude à
(arts. 282, V, do CPC, e art. 58, III, da Lei 8.245/91). forma como deve a Prefeitura proceder para a
ESTRUTURA: Fundamentação e consistência/ desistência da desapropriação, nem mesmo qual a
Adequação da peça/ Legitimidade ativa e passiva / destinação que se poderia dar ao bem
Competência/ Mérito/ Fundamento/ Pedidos/ Domínio (obrigatoriamente de interesse público).
do raciocínio jurídico – adequação da resposta ao
problema; técnica profissional demonstrada; Advogado - DER-RO - Ano: 2010 - Banca: FUNCAB -
capacidade de interpretação e exposição) Disciplina: Direito Administrativo - Contrato Público -
PARECER - Após efetuar contrato administrativo com a
Advogado - RBTRANS - Ano: 2013 - Banca: FUNCAB - empresa 'X' para a construção de uma longa estrada de
Disciplina: Direito Administrativo - Desapropriação - rodagem estadual, o DER-RO verifica que a empresa
PARECER - A Prefeitura de Rio Branco figura como autora descumpriu várias das obrigações pactuadas, e rescinde
em processo de desapropriação de imóvel urbano, por o contrato. Emita parecer acerca da responsabilização
utilidade pública, o qual será posteriormente destinado à cível, administrativa e penal da empresa.
utilização pela RBTRANS.O processo de desapropriação já
foi sentenciado e havia sido concedida liminar de imissão - Resposta: O parecer do candidato deve abordar os
da Prefeitura na posse, devidamente executada há seis aspectos específicos da inexecução do contrato
meses, apenas com a realização de estudos e projetos, administrativo pela empresa contratada no que tange à
sem que fosse realizada qualquer obra no imóvel ou responsabilização civil, como a possibilidade de
levantado o depósito realizado pela expropriante nos apuração dos danos pela Adm. Pública ou a
autos. Ocorre que, não mais subsistindo o interesse possibilidade de inscrição do crédito em dívida ativa

5
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

para a posterior execução fiscal. Abordar aspectos de pregão presencial realizado para a contratação de
específicos da responsabilização administrativa, como a obra de engenharia, de caráter técnico e especializado,
possibilidade de sanções administrativas em cuja sessão de julgamento – realizada cinco dias após
extracontratuais e a necessidade de contraditório a publicação do instrumento convocatório – somente
prévio à aplicação dessas sanções. Aduzir também foram admitidas as propostas dos licitantes que
quanto à responsabilidade penal da pessoa jurídica na apresentaram a garantia de manutenção da proposta.
espécie. Qual parecer deve ser dado sobre o caso e com base em
quais fundamentos?
Advogado - Fund. Saúde de Uberlândia/MG - Ano: 2015
- Banca: AOCP - Disciplina: Direito Administrativo - Atos - Resposta: O caso em tela apresenta três nulidades
Administrativos - PARECER - Você recebeu uma consulta patentes, que impedem a regularidade do
questionando a regularidade da aplicação de multa por procedimento realizado pela administração municipal.
meio de decreto expedido pelo Município. O consulente De início, verifica-se que foi realizado pregão presencial
é proprietário de obra de construção civil que conta para a contratação de serviços técnicos especializados,
efetivamente com alvará expedido pelo Município, tendo o que deveria ser procedido por outra modalidade
apresentado projeto de engenharia regular e contando, licitatória, já que o pregão só se aplica a serviços
de fato, com o alvará de licença exposto no local da obra. comuns. Em um segundo momento, verifica-se que o
A autoridade administrativa aplicou a multa sustentando prazo mínimo para o recebimento das propostas, em
que a obra não contaria com o alvará de licença e que pregão, é de oito dias úteis, sendo assim ferida a
esse alvará não estava exposto para fiscalização. Apesar competitividade do certame. Por fim, é vedada a
da previsão de que tal infração só poderia ser verificada exigência de garantia de proposta em pregão, apesar
por fiscal municipal, a ação fiscal foi realizada por de tal medida ser possível em outros procedimentos
estagiário do Município, que assinou o decreto. Qual licitatórios. Frente às três incorretudes apuradas, o
parecer você daria sobre o caso e com base em quais parecer é de que o ato administrativo praticado é nulo.
fundamentos?
Advocacia-Geral da União (AGU) - Advogado da União -
- Resposta: O caso em tela apresenta três nulidades Ano: 2015 - Banca: CESPE - Disciplina: Direito
patentes, que impedem a regularidade do ato praticado Administrativo - Improbidade Administrativa - PARECER
pela administração municipal. De início, verifica-se que - Um servidor público de determinado ministério havia
a penalidade foi aplicada por decreto, que é ato sido autorizado pelo secretário-executivo da respectiva
administrativo normativo, inadequado para a matéria; pasta a se afastar do país pelo período de 5 a 15 de junho
nesse caso, a forma adequada seria a lavratura de um de 2010, neste incluído o trânsito. No dia 5/6/2010, no
auto. Em um segundo momento, verifica-se que o ato aeroporto, seu passaporte e o valor das diárias, em
administrativo praticado conta com vício de motivo, já espécie, foram furtados, o que impossibilitou a viagem a
que os fatos alegados para a aplicação da penalidade serviço. À época, provocado pelo órgão competente do
são falsos. Assim, cabe o controle do ato pela teoria dos ministério a restituir o valor das diárias pagas em
motivos determinantes, ainda que a Lei considerasse 1.º/6/2010, o servidor negou-se a fazê-lo, por entender
este um ato discricionário. Por fim, o ato conta com que a ocorrência do furto das diárias seria suficiente para
vício de competência, já que o agente que praticou o justificar a sua não devolução, uma vez que havia agido
ato não conta com essa incumbência legal. Frente as de boa-fé quando do recebimento do referido valor. A
três incorretudes apuradas, o parecer é de que o ato questão passou por sucessivas análises no referido
administrativo praticado é nulo. órgão, tendo sido redigidas notas técnicas em duas de
suas unidades, sem que se chegasse a conclusão quanto
Advogado - Fund. Saúde de Uberlândia/MG - Ano: 2015 ao cabimento da restituição do valor das diárias. Em
- Banca: AOCP - Disciplina: Direito Administrativo - 8/1/2016, os autos foram encaminhados à consultoria
Licitação - PARECER - Um advogado recebeu uma jurídica junto ao ministério, para o esclarecimento dos
consulta questionando a regularidade do procedimento seguintes aspectos jurídicos: 1. obrigatoriedade de
de contratação pública realizado pelo Município. Trata-se restituição do valor das diárias; 2. discricionariedade da

6
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

administração pública quanto à reposição do valor; 3. de acordo com a AGU, a única hipótese que justifica a
eventual procedimento administrativo de reposição ao não repetição de valores consiste no recebimento, de
erário; 4. ocorrência de prescrição administrativa da boa fé, de valores indevidos, em virtude de errônea ou
pretensão da administração pública de reposição ao inadequada interpretação da lei por parte da
erário. Na qualidade de advogado da União, elabore um administração. É de se notar que, segundo a AGU, não
parecer, devidamente fundamentado na legislação de basta a boa-fé no recebimento dos valores, tal como
regência, na jurisprudência do STJ e no entendimento alegado pelo servidor, devendo, ainda, ter o pagamento
sumulado da Advocacia-Geral da União, que esclareça os decorrido de falha na interpretação da lei pela
quatro aspectos jurídicos elencados no último parágrafo administração, ou seja, esses dois requisitos devem se
da situação hipotética acima relatada. Dispense o fazer presentes na situação fática de forma
relatório e apresente conclusão. Observação: da concomitante, para justificar a desnecessidade de
pontuação correspondente ao domínio do conteúdo, reposição ao erário. Impende, também, mencionar o
3,50 pontos serão atribuídos à estrutura do parecer, e o entendimento do Superior Tribunal de Justiça, nesse
restante da pontuação será atribuído, respectivamente, mesmo sentido, conforme se depreende da ementa do
aos quatro aspectos jurídicos acima elencados, da REsp 1244182 / PB (Recurso repetitivo-Tema 531).
seguinte forma: 18,00 pontos, 13,00 pontos, 14,00 áDMINI“T‘áTIVO.à ‘ECU‘“Oà E“PECIáL.à “E‘VIDO‘à
pontos e 18,00 pontos. PÚBLICO. ART. 46, CAPUT, DA LEI N. 8.112/90 VALORES
RECEBIDOS INDEVIDAMENTE POR INTERPRETAÇÃO
- Resposta: Espera-se que o candidato desenvolva, no ERRÔNEA DE LEI. IMPOSSIBILIDADE DE RESTITUIÇÃO.
Parecer, os seguintes aspectos: 1. Acerca da concessão BOA-FÉ DO ADMINISTRADO. RECURSO SUBMETIDO AO
de diárias e de sua eventual restituição, deve-se REGIME PREVISTO NO ARTIGO 543-C DO CPC. 1. A
destacar o teor dos arts. 58 e 59 da Lei n.º 8.112/1990. discussão dos autos visa definir a possibilidade de
á t.à 8. O servidor que, a serviço, afastar-se da sede devolução ao erário dos valores recebidos de boa-fé
em caráter eventual ou transitório para outro ponto do pelo servidor público, quando pagos indevidamente
território nacional ou para o exterior, fará jus a pela Administração Pública, em função de interpretação
passagens e diárias destinadas a indenizar as parcelas equivocada de lei. 2. O art. 46, caput, da Lei n.º
de despesas extraordinária com pousada, alimentação e 8.112/1990 deve ser interpretado com alguns
locomoção urbana, conforme dispuser em regulamento. temperamentos, mormente em decorrência de
Art. 59. O servidor que receber diárias e não se afastar princípios gerais do direito, como a boa-fé. 3. Com base
da sede, por qualquer motivo, fica obrigado a restituí- nisso, quando a Administração Pública interpreta
lasà i teg al e te,à oà p azoà deà i oà dias. à Daà leitu aà erroneamente uma lei, resultando em pagamento
dos referidos dispositivos legais, depreende-se que, na indevido ao servidor, cria-se uma falsa expectativa de
hipótese de o servidor ter recebido as diárias e não se que os valores recebidos são legais e definitivos,
ter afastado por qualquer motivo — o que abrangeria impedindo, assim, que ocorra desconto dos mesmos,
aqui o caso fortuito e a força maior —, teria ele o dever ante a boa-fé do servidor público. 4. Recurso afetado à
de restituir o seu respectivo valor. Logo, conclui-se que, Seção, por ser representativo de controvérsia,
mesmo na situação de furto das diárias, considerada submetido a regime do art. 543-C do CPC e da Resolução
um evento fortuito ou de força maior, tem o servidor o .ºà /“TJ.à .à ‘e u soà espe ialà oà p ovido. à B‘á“IL.à
dever de restituição do valor das diárias, no prazo de Superior Tribunal de Justiça. REsp 1244182/PB. Primeira
cinco dias. No que tange à sistemática da reposição de Seção. Relator: Ministro Benedito Gonçalves. DJe
valores ao erário, deve-se mencionar o conteúdo da 19/10/2012)2. Diante dessa situação de ausência de
Súmula n.º 34, de 16/9/2008, da Advocacia-Geral da restituição voluntária do valor das diárias no prazo
União (AGU), cujos efeitos foram restabelecidos pela fixado em lei, não há de se falar em discricionariedade
Súmula n.º 72, de 26/9/2013, da AGU. Veja-se o texto da administração em promover a reposição ao erário do
daà “ú ulaà .ºà .à N oà est oà sujeitosà à epetiç oà osà referido valor. Discricionariedade administrativa,
valores recebidos de boa-fé pelo servidor público, em o fo eà e si aà Celsoà á t ioà Ba dei aà Mello,à à aà
decorrência de errônea ou inadequada interpretação da margem de liberdade que remanesça ao administrador
leiàpo àpa teàdaàád i ist aç oàPú li a .àVe ifi a-se que,

7
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

para eleger, segundo critérios consistentes de exercício de seus direitos e o cumprimento de suas
razoabilidade, um, dentre pelo menos dois obrigações; II – ter ciência da tramitação dos processos
comportamentos, cabíveis perante cada caso concreto, administrativos em que tenha a condição de
a fim de cumprir o dever de adotar a solução mais interessado, ter vista dos autos, obter cópias de
adequada à satisfação da finalidade legal, quando, por documentos neles contidos e conhecer as decisões
força da fluidez das expressões da lei ou da liberdade proferidas; III – formular alegações e apresentar
conferida no mandamento, dela não se possa extrair documentos antes da decisão, os quais serão objeto de
objetivamente uma solução unívoca para a situação consideração pelo órgão competente; IV – fazer-se
ve te te à Celsoà á t ioà Ba dei aà deà Mello.à Cu soà deà assistir, facultativamente, por advogado, salvo quando
direito administrativo. São Paulo: Malheiros, 2014, p. obrigatória a representação, por força de lei. Art. 28
990-1). No caso, deve-se conjugar o supracitado art. 59, Devem ser objeto de intimação os atos do processo que
que prevê a obrigatoriedade de restituição das diárias resultem para o interessado em imposição de deveres,
quando não há o afastamento do servidor, com o ônus, sanções ou restrição ao exercício de direitos e
disposto no art. 46 da Lei n.º 8.112/1990, que prevê a atividades e os atos de outra natureza, de seu
possibilidade de reposição ao erário, para que se extraia i te esse. àáde ais,ài po taàdesta a àoàteo àdaà“ú ulaà
a obrigatoriedade — e não a discricionariedade — da n.º 63 da AGU, de 14/5/2012, a esse respeito. "A
administração pública de buscar a reposição ao erário Administração deve observar o devido processo legal
nessa hipótese. Veja-seà oà teo à doà a t.à .à á t.à .à ásà em que sejam assegurados os princípios da ampla
reposições e indenizações ao erário, atualizadas até 30 defesa e do contraditório para proceder ao desconto em
de junho de 1994, serão previamente comunicadas ao folha de pagamento de servidor público, para fins de
servidor ativo, aposentado ou ao pensionista, para ressarcimento ao erário." 4. Desde a data do
pagamento, no prazo máximo de trinta dias, podendo pagamento das diárias pela administração até o
se àpa eladas,àaàpedidoàdoài te essado. àPa aàta to,àaà momento do encaminhamento das dúvidas à
reposição ao erário deve se dar por meio de consultoria jurídica, passaram-se mais de cinco anos.
procedimento administrativo, conforme será abordado Impende, portanto, verificar a ocorrência da prescrição
no próximo tópico. 3. Uma vez esclarecida a obrigação da pretensão da administração de reposição ao erário.
de o servidor restituir o valor das referidas diárias, bem A Constituição Federal, no § 5.º do art. 37, trata do
como a obrigação da administração de promover a prazo prescricional das ações de ressarcimento ao
reposição de tais valores diante da não restituição pelo erário daà segui teà a ei a:à á t.à à ... à §à .ºà – A lei
servidor no prazo de cinco dias, importa falar sobre o estabelecerá os prazos de prescrição para ilícitos
procedimento administrativo necessário para tanto. Na praticados por qualquer agente, servidor ou não, que
situação hipotética apresentada, deve o órgão causem prejuízos ao erário, ressalvadas as respectivas
competente do Ministério do Planejamento instaurar aç esà deà essa i e to. à áà i te p etaç oà ueà ve
processo administrativo para a reposição dos referidos sendo conferida pela doutrina administrativista (Mello,
valores ao erário, o qual deve ser regido pelos princípios p. 1082-3) e pelo STJ (REsp 1289609/DF; REsp
do contraditório e da ampla defesa, com a utilização 1318755/RN; REsp 1028330/SP) é de que a
dos meios e recursos admitidos em direito, dado o imprescritibilidade a que se refere o supracitado texto
disposto nos arts. 2.º, 3.º e 28 da Lei n.º 9784/1999. constitucional diz respeito às ações de ressarcimento
á t.à .ºà áà ád i ist aç oà Pú li aà o ede e ,à e t eà decorrentes de atos ilícitos praticados em prejuízo ao
outros, aos princípios da legalidade, finalidade, erário. Assim, em situações nas quais o servidor não
motivação, razoabilidade, proporcionalidade, tenha concorrido para o prejuízo ao erário e tenha
moralidade, ampla defesa, contraditório, segurança agido de boa-fé, deve incidir prazo prescricional para a
jurídica, interesse público e eficiência. Art. 3.º O atuação administrativa voltada ao ressarcimento.
administrado tem os seguintes direitos perante a Contudo, não há, na legislação infraconstitucional,
administração, sem prejuízo de outros que lhe sejam prazo prescricional específico para a União cobrar seus
assegurados: I – ser tratado com respeito pelas créditos de natureza não tributária, como é o caso do
autoridades e servidores, que deverão facilitar o crédito oriundo da reposição de valor recebido

8
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

indevidamente por servidor. Atento a essa lacuna do Decreto n.º 20.910/1932 à administração pública na
legislativa, o STJ, em diversos precedentes (AgRg no cobrança de seus créditos, há de se verificar a
REsp 648953; AgRg no REsp 1496047/DF; AgRg no RESP ocorrência, no curso do processo administrativo, de
1061001/SP), decidiu aplicar, por analogia, o prazo causa de suspensão da prescrição. O art. 4.º do Decreto
prescricional de cinco anos, constante no art. 1.º do n.º 20.910/1932 assim dispõe a respeito da suspensão
Decreto n.º 20.910/1932, relacionado à prescrição de daà p es iç oà ui ue al.à á t.à .ºà N oà o eà aà
ações contra a fazenda pública. Veja-se o teor do prescrição durante a demora que, no estudo, ao
efe idoà dispositivo.à á t.à .ºà ásà dívidasà passivasà daà reconhecimento ou no pagamento da dívida,
União, dos estados e dos municípios, bem assim todo e considerada líquida, tiverem as repartições ou
qualquer direito ou ação contra a fazenda federal, funcionários encarregados de estudar e apurá-la.
estadual ou municipal, seja qual for a sua natureza, Parágrafo único. A suspensão da prescrição, neste caso,
prescrevem em cinco anos contados da data do ato ou verificar-se-á pela entrada do requerimento do titular
fatoà doà ualà seà o igi a e . à E te deuà oà “TJà pelaà do direito ou do credor nos livros ou protocolos das
aplicação do prazo de cinco anos do art. 1.º do Decreto repartições públicas, com designação do dia, mês e
n.º 20.910/1932 porque se deve impor à administração a o. à Ve ifi a-se, na situação hipotética narrada que,
pública, na cobrança de seus créditos, o mesmo prazo em dois diversos momentos, foi realizada análise
prescricional imposto aos administrados no que tange quanto ao cabimento do ressarcimento do valor das
às dívidas passivas da administração, considerando-se o diárias por parte do servidor, tendo sido redigidas notas
princípio da igualdade. Veja-se, a propósito, precedente técnicas em duas unidades do Ministério. Nos termos do
doà “TJà so eà oà te a,à i à ve is.à P‘OCE““UáLà CIVILà Eà art. 4.º do Decreto n.º 20.910/1932, durante cada
ADMINISTRATIVO. AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO período de análise, o prazo prescricional da pretensão
ESPECIAL. DÍVIDA ATIVA NÃO TRIBUTÁRIA. PRINCÍPIO da administração de ressarcimento ficou suspenso.
DA ISONOMIA. PRESCRIÇÃO QUINQUENAL. Logo, considerando-se a suspensão do prazo
INTERRUPÇÃO DA PRESCRIÇÃO. INOVAÇÃO RECURSAL. prescricional nos dois referidos períodos de análise pela
NÃO CONHECIMENTO. 1. O prazo prescricional para as administração, conclui-se pela não ocorrência da
ações de cobrança pela Fazenda Pública é quinquenal, prescrição da pretensão da administração de buscar o
ante a aplicação, por isonomia, do art. 1.º do Decreto ressarcimento do valor pago ao servidor a título das já
n.º 20.910/1932. 2. A interrupção da prescrição é mencionadas diárias. Conclusão: Diante do exposto,
argumento que não foi suscitado nas contrarrazões do conclui-se: a) pela obrigatoriedade de restituição do
recurso especial, momento em que, em face da valor das diárias; b) pela ausência de discricionariedade
incidência do princípio da eventualidade, deveria ter da administração em promover a reposição do referido
sido arguido. 3. Agravo regimental a que se nega valor ao erário, diante da não restituição voluntária
provimento. (Superior Tribunal de Justiça. AgRg no REsp pelo servidor; c) pela necessidade de instauração de
648953. Relator Ministro Rogério Schietti Cruz. 6.ª procedimento administrativo de reposição ao erário,
Turma. DJe de 3/2/2014.) Assim, é de cinco anos o prazo com ampla defesa e contraditório; d) pela não
prescricional para a União buscar, tanto ocorrência de prescrição administrativa da pretensão da
administrativamente como judicialmente, a reposição administração pública de reposição ao erário.
ao erário de valores recebidos de boa-fé por servidor
público, correspondendo o termo inicial do prazo Advocacia-Geral da União (AGU) - Advogado da União -
prescricional à data da efetivação do pagamento Ano: 2015 - Banca: CESPE - Disciplina: Direito
indevido. Na situação hipotética em tela, o pagamento Administrativo - Responsabilidade Civil - PEÇA PRÁTICA
das diárias ao servidor e o seu não afastamento do país - Em 15/4/2009, Pedro foi vítima de acidente, que lhe
na data programada ocorreram em junho de 2010 mutilou um dedo de um dos pés, provocado por veículo
(termo a quo do prazo prescricional), tendo já se oficial conduzido por servidor público federal. Em
passado mais de cinco anos do pagamento na data da 15/5/2014, ele ajuizou ação contra a União, pedindo
realização da consulta jurídica. Considerando-se o indenização por danos morais, no valor de R$ 100.000, e
entendimento do STJ acerca da aplicação, por isonomia, danos materiais, no valor de R$ 20.000. Pedro juntou aos
autos os comprovantes de despesas médicas resultantes

9
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

da sua internação e convalescença. A União foi citada, na apelação (arts. 267 e 269). Art. 514. A apelação,
forma da lei, e apresentou contestação, na qual alegou a interposta por petição dirigida ao juiz, conterá: I - os
ocorrência de prescrição e a responsabilidade do autor nomes e a qualificação das partes; II - os fundamentos
pelos danos causados, uma vez que, quando do acidente, de fato e de direito; III - o pedido de nova decisão.
não respeitou a sinalização de trânsito — semáforo e PROCESSUAL CIVIL. ADMINISTRATIVO. EMBARGOS DE
faixa de pedestre — ao atravessar a avenida onde se DECLARAÇÃO NOS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NOS
dera o fato, o que aponta para sua culpa. Ademais, a EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NOS EMBARGOS DE
União alegou que o acidente acontecera devido a uma DECLARAÇÃO NO AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO
falha mecânica que ocasionou a parada repentina de DE INSTRUMENTO. AÇÃO INDENIZATÓRIA POR
veículo, conforme laudo pericial constante dos autos. DESAPROPRIAÇÃO INDIRETA. ERRO DE FATO.
Durante a audiência de instrução e julgamento, a União OCORRÊNCIA. ACOLHIMENTO DOS ACLARATÓRIOS.
interpôs agravo retido em face da decisão que indeferiu TERMO INICIAL DA CONTAGEM DO PRAZO. FAZENDA
o pedido de oitiva do condutor do veículo envolvido no PÚBLICA. JUNTADA AOS AUTOS DO MANDADO
acidente. O juiz afastou a prescrição, porque o autor, DEVIDAMENTE CUMPRIDO. PRECEDENTE. CORTE
apesar de ter saído do hospital no mesmo dia, ficou com ESPECIAL. MANDADO DE INTIMAÇÃO DO INSS.
dificuldade de locomoção por um mês, e proferiu EQUÍVOCO NA CONFECÇÃO DA CERTIDÃO QUE DEVERIA
sentença em que julgou procedente o pedido e TER SIDO SANADO NO ÂMBITO DO TRF DA 1.ª REGIÃO.
condenou a União ao pagamento de indenização por INTEMPESTIVIDADE DO RECURSO ESPECIAL. QUESTÃO
danos morais, no valor de R$ 40.000, acrescidos de DEVIDAMENTE ABORDADA. (...) 4. A propósito: "Em se
correção monetária e juros de mora, a partir do evento tratando de intimação da fazenda pública ou da
danoso; ao pagamento de indenização por danos Advocacia-Geral da União por meio de oficial de justiça,
materiais, no valor de R$ 20.000, acrescidos de correção o termo inicial do prazo para a interposição de recurso é
monetária e juros de mora, a partir do evento danoso; ao a data da juntada aos autos do mandado cumprido, nos
pensionamento mensal do autor, no valor referente a um termos do disposto no artigo 241, II, do CPC" (EREsp
salário mínimo mensal, até que este seja recolocado no 605.510/RJ, Relator Ministro Castro Meira, Corte
mercado de trabalho; e ao pagamento de R$ 2.000 Especial, DJ de 4/8/2008). (...) 5. Embargos de
referentes aos honorários de sucumbência. A União foi declaração opostos pelo INSS acolhidos para corrigir
intimada pessoalmente no dia 6/1/2016. O mandado de erro material, sem impor, contudo, efeito modificativo
intimação será juntado aos autos no dia 14/1/2016. Em ao julgado. (EDcl nos EDcl nos EDcl nos EDcl no AgRg no
face da situação hipotética acima apresentada, elabore, Ag 868.668/DF, Relator Ministro Benedito Gonçalves,
na qualidade de advogado da União, a peça processual Primeira Turma, julgado em 16/11/2010, DJe
cabível, abordando toda matéria pertinente à defesa dos 23/11/2010).Apreciação do agravo retido, nos termos
interesses da União e datando-a no último dia do prazo. do art. 523, § 1.º, CPC O candidato deve requerer a
Dispense o relatório e não crie fatos novos. apreciação do agravo retido, nos termos do art. 523,
§1.º, CPC. Art. 523. Na modalidade de agravo retido o
- Resposta: Apelação. Art. 513 CPC. Prazo: 15/2/2015. agravante requererá que o tribunal dele conheça,
Art. 184, § 1.º, c/c 188 CPC O candidato deve elaborar preliminarmente, por ocasião do julgamento da
peça de apelação dirigida ao juiz prolator da sentença, apelação. § 1.º Não se conhecerá do agravo se a parte
com as razões direcionadas ao tribunal, respeitando os não requerer expressamente, nas razões ou na resposta
requisitos do art. 514 CPC, datando-a em 15/2/2016. da apelação, sua apreciação pelo Tribunal. Ocorrência
CPC Art. 184. Salvo disposição em contrário, computar- da prescrição. Art. 189 do Código Civil O candidato deve
se-ão os prazos, excluindo o dia do começo e incluindo o deduzir que houve a ocorrência da prescrição, uma vez
do vencimento. § 1.º Considera-se prorrogado o prazo que o termo inicial é contado a partir da data do evento
até o primeiro dia útil se o vencimento cair em feriado danoso, nos termos do art. 189 do Código Civil. Nos
ou em dia em que: (...) Art. 188. Computar-se-á em autos, não há relato de invalidez ou incapacidade. Art.
quádruplo o prazo para contestar e em dobro para 189. Violado o direito, nasce para o titular a pretensão,
recorrer quando a parte for a Fazenda Pública ou o a qual se extingue, pela prescrição, nos prazos a que
Ministério Público. (...) Art. 513. Da sentença caberá

10
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

aludem os arts. 205 e 206. ADMINISTRATIVO – concorrente conduz à fixação das indenizações por
RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO – PRETENSÃO DE danos materiais e morais de forma proporcional. (...)
INDENIZAÇÃO CONTRA A FAZENDA NACIONAL – ERRO 11. Recurso especial conhecido em parte e provido.
MÉDICO – DANOS MORAIS E PATRIMONIAIS – (REsp 853.921/RJ, Relator Ministro João Otávio de
PROCEDIMENTO CIRÚRGICO – PRESCRIÇÃO – Noronha, Quarta Turma, julgado em 16/3/2010, DJe
QUINQUÍDIO DO ART. 1.º DO DECRETO N.º 20.910/1932 24/5/2010) Correção monetária. Termo inicial. O
– TERMO INICIAL – DATA DA CONSOLIDAÇÃO DO candidato deve aduzir que o juiz laborou em erro
CONHECIMENTO EFETIVO DA VÍTIMA DAS LESÕES E SUA quando fixou a correção monetária de indenização por
EXTENSÃO – PRINCÍPIO DA ACTIO NATA. 1 O termo a dano moral, já que, de acordo com a Súmula n.º 362 do
quo para aferir o lapso prescricional para ajuizamento “upe io à T i u alà deà Justiça,à aà o eç oà o et iaà deà
de ação de indenização contra o Estado não é a data do indenização por dano moral incide a partir da data do
acidente, mas aquela em que a vítima teve ciência a it a e to .à “e te çaà ext aà petita.à á t.à à CPC.à
inequívoca de sua invalidez e da extensão da Ausência de pedido de pensionamento mensal. O
incapacidade de que restou acometida. Precedentes da candidato deve alegar que o magistrado novamente
Primeira Seção. 2 É vedado o reexame de matéria laborou em erro ao conceder ao autor coisa diversa da
fático-probatória em sede de recurso especial, a teor do que foi requerida em sua petição inicial, já que o autor
que prescreve a Súmula n.º 7 desta Corte. Agravo não apresentou pedido de pensionamento mensal, fato
regimental improvido. (AgRg no REsp 931.896/ES, que afrontou vedação expressa do CPC, contida em seu
Relator Ministro Humberto Martins, Segunda Turma, art. 460. Art. 460. É defeso ao juiz proferir sentença, a
julgado em 20/9/2007, DJ 3/10/2007, p. 194). Culpa favor do autor, de natureza diversa da pedida, bem
concorrente da vítima. Art. 945 do Código Civil - O como condenar o réu em quantidade superior ou em
candidato deve alegar que houve pelo menos culpa objeto diverso do que lhe foi demandado. AGRAVO
concorrente da vítima devido ao fato de esta ter agido REGIMENTAL. RECURSO ESPECIAL. CIVIL E PROCESSUAL
com negligência ao atravessar a avenida sem respeitar CIVIL. PROPRIEDADE INTELECTUAL. UTILIZAÇÃO DE
a sinalização do semáforo e da faixa de pedestre — que SOFTWARE SEM LICENÇA. REEXAME DE PROVAS. ÓBICE
possibilita a travessia segura do pedestre — existente DA SÚMULA N.º 7/STJ. PEDIDO ESPECÍFICO DE
no local, o que não for considerado pelo juiz. Nesse INDENIZAÇÃO POR DANOS MATERIAIS. CONDENAÇÃO
caso, os valores das indenizações por danos materiais e AO PAGAMENTO DE INDENIZAÇÃO DE NATUREZA
morais devem ser fixados de forma proporcional, nos PUNITIVA. JULGAMENTO EXTRA PETITA. OCORRÊNCIA.
termos do art. 945 do Código Civil. Art. 945. Se a vítima (...) 4. Ocorrência de julgamento extra petita na
tiver concorrido culposamente para o evento danoso, a sentença que condena ao pagamento de indenização de
sua indenização será fixada tendo-se em conta a natureza diversa da pedida. 5. AGRAVO REGIMENTAL
gravidade de sua culpa em confronto com a do autor do DESPROVIDO. (AgRg no REsp 1365243/MG, Relator
dano. RESPONSABILIDADE CIVIL. LINHA FÉRREA. Ministro Paulo de Tarso Sanseverino, Terceira Turma,
ACIDENTE ENTRE COMPOSIÇÃO FERROVIÁRIA E julgado em 12/5/2015, DJe 15/5/2015) Modificação do
AUTOMÓVEL. SINALIZAÇÃO. RESPONSABILIDADE DA julgado - Por fim, o candidato deve apresentar os
CONCESSIONÁRIA DE SERVIÇOS FERROVIÁRIOS. CULPA seguintes requerimentos: 1 apreciação do agravo
CONCORRENTE. LUTO. COMPROVAÇÃO. retido; 2 extinção do processo com julgamento de
DESNECESSIDADE. FIXAÇÃO EM PARÂMETRO mérito, com declaração da prescrição; ou 3 redução
COMPATÍVEL. JUROS DE MORA. TERMO INICIAL. pela metade das indenizações por danos morais e
SÚMULA N.º 54 DO STJ. 13.º SALÁRIO. EXERCÍCIO DE materiais fixadas em face da culpa concorrente; 4
ATIVIDADE REMUNERADA. PENSIONAMENTO. MORTE modificação do termo inicial de correção monetária da
DE FILHO (A) DE COMPANHEIRO (A) E DE GENITOR (A). indenização por danos morais; 5 exclusão da
CABIMENTO DESDE A DATA DO ÓBITO. JUROS condenação em pensionamento mensal; 6 inversão dos
COMPOSTOS. VEDAÇÃO. VALOR DO DANO MORAL. honorários de sucumbência
SÚMULA N.º 7 DO STJ. CONSTITUIÇÃO DE CAPITAL.
POSSIBILIDADE. (...) 2. A ocorrência de culpa Procuradoria Municipal - PGM-Goiânia/GO - Ano: 2015 -
Banca: UFG - Disciplina: Direito Administrativo -

11
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

Intervenção do Estado na Propriedade - PEÇA JURÍDICA segui teà e de eço:à áve idaà á ,à ú e oà B ,à Cidadeà
- Determinado município no Brasil, doravante nominado XY) ,àB asil.à
XY) ,à dia teà daà situaç oà deà aosà ueà seà ve ifi aà oà
trânsito, mormente nos horários de pico, elabora novo - Resposta: EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE
plano viário para a cidade, prevendo a construção de DIREITO DA 26ª VARA CIVEL DA COMá‘Cáà DEà XY) à -
elevados, ciclovias e vias expressas. Na execução das MUNICÍPIOà XY) ,à pessoaà ju ídi aà deà di eitoà pú li oà
obras, realizadas pela própria Administração, interdita interno, CNPJ XXXXXXX, com sede no Paço Municipal,
uma rua ao tráfego de veículos em região nobre da sitoà à áve idaà á ,à ú e oà B ,à Cidadeà XY) ,à B asil,à
cidade, já que ela seria usada como canteiro para a vem, respeitosamente, à presença Vossa Excelência,
guarda de máquinas e equipamentos. Diante do através de seu Procurador, servidor efetivo, habilitado
impedimento do tráfego dos carros na rua interditada, o na forma da lei, apresentar CONTESTAÇÃO em face da
Município criou uma área de estacionamento próxima AÇÃO ORDINÁRIA proposta por Restaurante Tempero
para uso dos munícipes, permitindo que guardassem os de Casa Ltda., já qualificado nos autos, tudo nos termos
carros e caminhassem na calçada, acessando os abaixo alinhavados. I – DO RESUMO DOS FATOS.
estabelecimentos comerciais da rua interditada. As DISPENSADO SEGUNDO ORIENTAÇÃO DO ENUNCIADO.
obras, cujo cronograma previa encerramento em seis II – DO DIREITO. 2.1- Da preliminar. Defesa processual.
meses, ainda não foram concluídas, mesmo decorrido o Incompetência absoluta. Art. 301, II, CPC. Diante do que
lapso de oito meses, havendo a previsão de que serão consta no Código de Organização Judiciária do Estado,
encerradas nos próximos dois meses. Diante dessa as causas em que o Município for parte na condição de
situação, o restaurante Tempero de Casa Ltda., réu serão processadas na vara da Fazenda Pública
localizado na rua interditada, sob o fundamento de que a Municipal. No caso vertente, a ação foi distribuída de
clientela não consegue mais chegar ao seu forma incorreta para a 26ª Vara Civel, sendo imperioso
estabelecimento de carro, maneja uma ação judicial o reconhecimento da incompetência absoluta, com a
o t aà oà Mu i ípioà XY) ,à pleitea doà i de izaç oà pelosà remessa dos autos ao juízo competente. 2.2 – Da defesa
atos da Administração, na ordem de R$ 100.000,00 (cem de mérito. Como é sabido, o Estado é responsável pelos
mil reais), a título de danos materiais, e R$ 50.000,00 danos causados a terceiros. Essa responsabilidade pode
(cinquenta mil reais), por danos morais. A ação foi ser objetiva, na linha do artigo 37, § 6º, da CRFB/1988,
dist i uídaà pa aà aà ªà Va aà Cívelà daà Co a aà XY) .à Oà para as hipóteses de condutas comissivas. Ademais,
Município foi citado no dia 15 de outubro de 2015 existe a possibilidade de responsabilização subjetiva por
(quinta-feira), na pessoa do Sr. Prefeito. Na qualidade de condutas omissivas. Tratando-se de responsabilidade
Procurador Municipal, elabore a peça adequada para objetiva, é imperativa a comprovação de três
resguardar os interesses do Município, considerando elementos, quais sejam: conduta, dano e nexo
que: (A) não é necessário relatar, em tópico específico, causalidade. De fundamental importância a observação
os fatos apresentados na peça inicial. Também não é de que o dano pode decorrer de condutas ilícitas ou
necessário transcrever artigos da lei, sendo suficiente, lícitas. Tratando-se de condutas lícitas, resta imperioso
quando o candidato entender oportuno, a mera anotar que deve ser anormal e específico
referência ao dispositivo legal; (B) o proprietário do (particularizado). Igualmente necessário o registro de
restaurante, aproveitando-se da obra pública, decidiu que o Brasil, em termos de responsabilidade civil,
reformar o estabelecimento, de modo que somente adotou a teoria do risco administrativo, o que implica
tinha 50% das mesas disponíveis para os clientes; (C) o na possibilidade de se reconhecerem a presença de
autor juntou aos autos alguns comprovantes que elementos que excluam e/ou atenuem a
demonstram a queda no faturamento; (D) segundo o responsabilidade estatal. Fixadas as premissas
Código de Organização Judiciária do Estado, as causas em necessárias, notamos que, na hipótese dos autos, o
que o Município for parte na condição de autor, réu, Município, numa conduta lícita, qual seja, execução de
assistente, interveniente ou oponente, serão obra pública e interdição de rua, causou dano jurídico
processadas na vara da Fazenda Pública Municipal; (E) a anormal e especifico ao Restaurante Tempero de Casa
peça deve ser datada no último dia do prazo para Ltda., devendo ser responsabilizado. Contudo, é
apresentação; (F) o Paço Municipal está situado no importante ponderar que a parte autora concorreu para

12
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

o dano material, pois empreendeu reforma no municipais ao Estado, na forma ajustada no convênio, o
estabelecimento comercial na mesma época da obra novo prefeito analisou o projeto e discordou
pública. Igualmente importante o destaque de que o frontalmente da política levada a efeito, pois considerou
Município empreendeu esforços para minimizar os que se atribuiu ao município o papel de coadjuvante na
impactos decorrentes da obra, criando áreas de política habitacional, figurando como protagonista
estacionamento em local próxima. Assim sendo, não apenas do Governo do Estado. No firme propósito de
deve ser acolhida a indenização na ordem de R$ desfazer o que estava combinado, e inclusive o que já
100.000,00 pelos danos materiais. Da queda no tinha sido feito, encaminhou a câmara de vereadores,
faturamento que eventualmente vier a ser comprovada com a motivação indicada acima, projeto de lei cuja
(artigo 333, I, CPC), deve-se imprimir a redução da finalidade era proibir, nos limites territoriais do
indenização pela concorrência da parte autora no dano. município, a construção de empreendimentos
Lado outro, inexiste dano moral na situação dos autos, habitacionais de baixa renda com mais de 50 unidades, o
tratando-se de mero aborrecimento e/ou desconforto que certamente inviabilizaria o programa vinculado ao
proveniente das obras públicas. III – DOS PEDIDOS. 3.1- convênio firmado entre Estado, Município e a empresa
o reconhecimento da incompetência absoluta, com a estatal estadual. Após a frustração do programa,
remessa dos autos ao juízo competente. 3.2- o pretendia o prefeito propor alterações ao ato normativo,
julgamento improcedente do pedido de danos morais. a fim de adequar ao programa habitacional do seu
3.3- o reconhecimento de que o autor concorreu para o governo. Elabore um parecer, manifestando-se, sobre os
dano material e, na hipótese de condenação, a seguintes pontos: a - a regularidade ou irregularidade do
indenização devida pelo Município deve ser reduzida, convênio firmado, da contratação com empresa estatal
proporcional à sua conduta. 3.4- a condenação da parte estadual e do modelo estabelecido para a realização das
autora nas custas e honorários sucumbenciais. 3.5- a licitações visando à contratação das obras; b - a
produção de todas as provas em direito admitidas. regularidade ou irregularidade do desfazimento do
Mu i ípioà XY) ,à àdeàdeze oàdeà à a t.à à / à convênio pelo prefeito; c - se, caso aprovada, a lei
184, caput e § 2º, CPC) - ASSINATURA DO PROCURADOR municipal seria compatível com a Constituição da
DO MUNICÍPIO. República.

Procurador Municipal - PGM-Manausprev - Ano: 2015 - - Resposta: Abordagem esperada: será avaliada quanto
Banca: FCC - Direito Administrativo - Convênio - ao domínio técnico do conteúdo aplicado, a precisão da
PARECER - Foi celebrado convênio entre determinado linguagem jurídica, a correção gramatical e a
Município, o Estado membro do qual faz parte e a adequação vocabular considerada os mecanismos
empresa estatal responsável pela execução da política básicos de constituição do vernáculo e os
habitacional estadual, a fim de implementar um procedimentos de coesão e argumentação. a - convênio
programa habitacional destinado à população de baixa está regular, mas estabelecimento de remuneração não
renda, com previsão de entrega de centenas de é permitido; análise de contratação direta, mediante
unidades. - ao município caberia disponibilizar, às suas dispensa de licitação; licitação da administração direta
expensas, financeira, operacional e materialmente, todos com interposta figura - irregular - encarece o certame.
os terrenos necessários aos empreendimentos; - a Se o candidato considerar que a empresa licita em nome
empresa estatal estadual caberia a realização das próprio, então estaria regular. b - denúncia do
licitações para contratação das obras de construção, convênio. análise das possibilidades diante dos
mediante remuneração para arcar com suporte fundamentos do caso concreto. c - lei que proíbe a
operacional dos certames, e o gerenciamento das obras implementação de uma competência e o exercício de
mediante contratação individualizada; - ao estado um direito constitucional viola a Constituição.
caberia repassar a empresa estatal todos os recursos Exacerbação da competência municipal para o
necessários à implementação do programa habitacional ordenamento territorial.
e a remuneração daquela, tonto a fixada no convênio,
quanto no contrato de gerenciamento de obras que será Procuradoria Estadual - PGE-RN - Ano: 2015 - Banca: FCC
celebrado. Depois de ser transferida a posse das áreas - Direito Administrativo - Licitação - PROVA PRATICA - A

13
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

Secretaria de infraestrutura de determinado Estado da houvesse compatibilização com os projetos básico e


federação realizou uma licitação, na modalidade executivo. Em resposta, a empresa em questão
concorrência e pelo critério de menor preço, para manifestou interesse na contratação, sendo apresentado
construção de uma unidade prisional no estado, a qual a atualização dos valores constantes de sua proposta por
compareceu duas empresas interessadas. A licitação foi ocasião da licitação, os quais foram considerados
homologada e o objeto adjudicando a empresa adequados no âmbito da Pasta da Infraestrutura. A
vencedora, em conformidade com as regras do edital. O Administração pretende, assim, celebrar novo contrato
contrato , no entanto , não foi prontamente assinado, com a segunda colocada, contemplando as referidas
inclusive porque a Administração Pública Estadual estava alterações de cronograma, valores e responsabilidades.
em fase de transição de governo, o que demandava Diante desse cenário, elabore um parecer, devidamente
reanálise ordem orçamentário-financeira. Não obstante, fundamentado, promovendo uma análise crítica de todas
o secretário da infraestrutura, tendo sido mantido no as situações enfrentadas pela administração Estadual,
cargo e diante do cenário de crescente aumento da posicionando-se, expressamente, pela regularidade ou
população carcerária, realizou uma reunião com empresa irregularidade das condutas de pessoas físicas e jurídicas
vencedora, solicitando que esta iniciasse a obra, a ser envolvidas, inclusive com indicação de quais soluções
executada numa região de demanda aguda de vagas em você recomendaria a, na qualidade de Procurador do
estabelecimentos prisionais, e salientando que após a Estado, e quais as providências que, posto ocorrido,
celebração do contrato a remuneração pelos serviços já devem ser adotadas no âmbito administrativo e,
realizados seria equacionada. Empresa assentiu, tendo eventualmente, judicial, considerando as diversas esferas
sido , a seu pedido, lavrada uma ata em que ficou passíveis de responsabilização.
registrado o compromisso em questão, de forma que os
trabalhos a cargo da empresa foram iniciados - Resposta: ABORDAGEM ESPERADA - I - Regularidade
antecipadamente. A empresa foi convocada para da licitação: modalidade, critério e procedimento
assinatura do contrato nove meses mais tarde, adequados; não obrigatoriedade de lavratura do
celebração que teve lugar em solenidade realizada com contrato (cotejar o prazo estabelecido no edital), salvo
secretário da infraestrutura, que subscreveu o se a Administração pretendesse firmar contrato de
instrumento como representante da Administração mesmo objeto com terceiros. Ref.: art. 23, I, c. Lei n°
Estadual. Antes do advento do termo definido no 8.666/93. II. Nulidade do contrato verbal firmado com
cronograma contratual para entrega do projeto a 1ª colocada; indenização da empresa pelos serviços
executivo, veio a notícia do protocolo de pedidos de prestados sem cobertura contratual (vedação de
falência da empresa contratada. Instada pela enriquecimento ilícito da Administração), possibilidade
administração estadual, a empresa comunicou que não de rescisão unilateral do contrato diante do expresso
mais teria solvabilidade e, em consequência, não reconhecimento pela contratada da impossibilidade de
dispunha de condições materiais e financeiras de execução; sanções aplicáveis à empresa na esfera
executar o contrato. Por outro lado, requerer o administrativa. Ref.: art. 60, paragrafo único: art. 59,
pagamento das despesas decorrentes dos trabalhos até parágrafo único: art. 78. I. Lei na 8.666/93. III. Análise
então realizados. Diante do reconhecimento da da pretensão de contratação com a 2ª colocada: não
inexequibilidade do contrato por parte da empresa enquadramento em hipótese de remanescente de obra
vencedora, o secretário da pasta rescindir o contrato e e o que seria necessário para tanto (art. 24, XI, Lei n°
notificou a contratada da decisão. Consultou, ainda, a 8666/93). Fundamentos: não havia sido iniciada a
empresa classificada em segundo lugar na concorrência, execução formal do contrato; impossibilidade de
com vistas à contratação do remanescente de obra, para formalização pelo valor da proposta da 2ª colocada.
o qual deveria ser levado em consideração um novo Impossibilidade de inovação nas condições, valores e
cronograma, a se iniciar com a elaboração de projeto responsabilidades contratuais, bem como de
executivo e, se necessário, reelaboração do projeto substituição do projeto básico, salvo consideração a
básico. A esta empresa seria, ainda, atribuída a propósito de alterações qualitativas que já fossem
responsabilidade, não prevista no edital original, pelo possíveis. Enfrentamento das possíveis soluções de
processo de licenciamento ambiental, a fim de que proposta para o problema: celebração de nova

14
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

licitação, inclusive com análise da possibilidade ou não para a aquisição de cartuchos e toners originais ou
de enquadramento do regime Diferenciado de similares, 100% novos, de primeiro uso, sendo vedado o
Contratação (RDC. Lei nº 12.462/11); impossibilidade fornecimento de produtos similares, recondicionados,
de enquadramento como contrato emergencial, em remanufaturados ou recarregado? Haverá afronta ao
especial em razão do prazo previsto para este (art. 24 caráter competitivo da licitação? B) O princípio da
IV. Lei n° 8.666/93) IV. Regularidade ou irregularidade seleção mais vantajosa para a Administração Pública será
das condutas das pessoas físicas e jurídicas envolvidas: lesado com a aquisição de produtos originais ou similares
possível tipificação da conduta do Secretario de Estado que apresentam preços superiores aos dos bens
como ato de improbidade, em especial diante do recondicionados, remanufaturados ou recarregados? C)
expresso compromisso firmado com a 1ª colocada para Qual o percentual legal estabelecido para os acréscimos
remuneração da execução de obras sem cobertura e supressões dos bens no contrato a ser celebrado?
contratual (art. 10 da Lei nº 8429/92 – admite conduta Deve-se considerar o valor expresso no contrato ou o
culposa, art. 11, lei nº 8429/92 – necessidade de dolo); valor inicial atualizado? O contratado estará obrigado a
possível responsabilização da esfera administrativa, dos aceitar todos os acréscimos e supressões realizados
servidores envolvidos, por ocasião da viabilização da dentro do percentual legal? D) Poderá a licitação ser
indenização pela execução de obras sem cobertura realizada na modalidade pregão? Existe alguma limitação
contratual; - possível configuração de improbidade para de valor para a sua adoção? E) As sanções de
os responsáveis legais da 1ª colocada (art. 3º, lei nº advertência, multa, suspensão temporária e declaração
8429/92). – possível responsabilização da empresa pela de idoneidade, previstas na Lei Federal n. 8.666/93, para
eventual possibilidade da sua condição econômica, as hipóteses de inexecução total ou parcial do contrato,
diante do atraso ocasionado à administração pública, podem ser aplicadas de forma cumulada? Na qualidade
teve frustrada a contratação para construção de de Advogado do Município, redija um parecer jurídico
equipamento público essencial. Eventual regresso aos respondendo a todos os questionamentos apresentados
responsáveis legais (conduta culposa). pelo Secretário Municipal de Administração.

Procuradoria Municipal - PGM-São João de Ubá-RJ - - Resposta: 1. Peça processual: Parecer - 2.


Ano: 2015 - Banca: GUALIMP - Direito Administrativo - Endereçamento: Senhor Secretário Municipal de
Licitação - PEÇA PRÁTICA - A Prefeitura do Município X, Administração - 3. Fundamentação legal e teses: a) É
ao constatar a necessidade de aquisição de cartuchos de legítimo exigir em edital o fornecimento de cartucho de
tinta e toners para as impressoras, determinou a impressora, original ou similares, de primeiro uso e a
realização de processo licitatório para a compra de não admissão de cartuchos remanufaturados,
material de consumo (cartuchos e toners, originais ou recondicionados ou recarregados, sem que isso
similares, não recondicionados, não remanufaturados e configure preferência por marca ou restrição prejudicial
não recarregado), com entrega parcelada mediante ao caráter competitivo do certame. Tais exigências não
solicitação. A limitação para a aquisição de cartuchos e comprometem o caráter competitivo, pois os produtos
toners originais ou similares, baseou-se na preservação deverão ser 100% novos, podendo ser original ou
dos equipamentos de possíveis danos ocasionados pela similar. Art. 15, §7º da Lei Federal n. 8.666/93. b) O
utilização de produtos não originais, recondicionados, princípio da seleção da proposta mais vantajosa para a
remanufaturados ou recarregados. O valor apurado para Administração não está só no preço, mas na qualidade,
a realização da aquisição dos bens foi de R$80.000,00 pois não se trata de comprar barato, tem que se
(oitenta mil reais), todavia, ressaltou-se a possibilidade comprar bem. Art. 3º da Lei Federal n. 8.666/93. c) O
de acréscimo legal decorrente de fatos futuros e a t.à ,à § ºà daà Leià .à . / ,à esta ele eà ue:à Oà
imprevisíveis pela Administração Pública. Preocupado contratado fica obrigado a aceitar, nas mesmas
com a possibilidade de impugnação do edital e com a condições contratuais, os acréscimos ou supressões que
aquisição dos bens, o Secretário Municipal de se fizerem nas obras, serviços ou compras, até 25%
Administração requisita a manifestação desta (vinte e cinco por cento) do valor inicial atualizado do
Procuradoria Jurídica quanto as seguintes questões: A) É contrato, e, no caso particular de reforma de edifício ou
possível a restrição do caráter competitivo do certame de equipamento, até o limite de 50% (cinquenta por

15
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

e to à pa aà osà seusà a s i os. .à Oà pe e tualà legalà (15% da nota) - 3. Indicação dos objetivos da licitação
estabelecido para os acréscimos e supressões de (15% da nota) - 4. Indicação do conceito de sociedade
cartuchos e toners será de 25% do valor inicial de economia mista( 15% da nota) - 5. Indicação dos
atualizado do contrato, tratando-se de uma obrigação objetivos de sociedade de economia mista ( 15% da
do contratado a alteração do fornecimento dentro nota) - 6. Conclusão pela legalidade da situação
desse percentual. d) Poderá ser adotada a licitação na narrada ( 20% da nota) - 7. Raciocínio jurídico e
modalidade pregão, pois se trata de aquisição de bens raciocínio lógico, linguagem forense e argumentação.
comuns e não existe limitação de valor para a sua (10% da nota).
realização. Art. 1º da Lei Federal n. 10.520/2002. e) As
sanções de advertência, suspensão temporária e Advogado - Concurso: EPE - EMPRESA DE PESQUISA
declaração de inidoneidade poderão ser aplicadas ENERGÉTICA - Ano: 2014 - Banca: CESGRANRIO -
juntamente com a penalidade de multa, consoante §2º Disciplina: Direito Administrativo - Assunto:
do art. 87 da Lei Federal n. 8.666/93. Administração Direta e Indireta - A empresa K deseja
receber aportes financeiros externos para investimento
Procuradoria Municipal - Concurso: PGM - FozPrevi - PR no Brasil. Ocorre que os investidores desejam obter as
- Ano: 2012 - Banca: UFPR - Disciplina: Direito seguintes informações oficiais: 1- política adotada na
Administrativo - Assunto: Administração Direta e área de águas e seus órgãos competentes, o regime
Indireta - Admita que você faça parte do órgão de estabelecido para a exploração, os prazos que devem ser
consultoria jurídica de determinada sociedade de respeitados, as áreas disponíveis para atuação e a
economia mista e recebe uma consulta, formulada por eventual existência de um Sistema Nacional e os seus
diretor do dito órgão, solicitando um parecer acerca da integrantes. O Presidente da empresa apresenta os
legalidade da seguinte questão: A sociedade de pleitos dos investidores ao seu Departamento Jurídico
economia mista em testilha exerce uma atividade que envia consulta formal ao órgão competente. Como
econômica da qual não possui monopólio. integrante do corpo jurídico do órgão competente,
Recentemente, o citado ente adquiriu, sem licitação, apresente as informações solicitadas, que deverão ser
produto relacionado de modo direto à atividade que encaminhadas ao Departamento Jurídico da empresa.
exerce. Destaca-se que as hipóteses de inexigibilidade e
de dispensa de licitação, elencadas pela Lei Federal nº - Resposta: A resposta deverá apresentar as
8.666/1993, não se aplicam na hipótese aventada. Ainda informações a seguir. A legislação base sobre o tema é
assim, as justificativas apresentadas pelo ente para a Lei federal no 9.984, de 17/07/2000, que criou a ANA
deixar de realizar o procedimento licitatório levavam em (Agência Nacional de Águas), órgão federal competente
conta os fatos de que (i) o bem tinha liame direto com a para determinar a política de exploração de águas.
atividade exercida pela empresa, (ii) as sociedades de Também ocorreu a criação do Sistema Nacional de
economia mista são entes jurídicos de direito privado e Gerenciamento de Recursos Hídricos, estabelecendo a
(iii) fazem parte da administração indireta. Elabore, nas competência da ANA para instituir a Política Nacional
linhas abaixo, um parecer relativo ao caso, abordando, de Recursos Hídricos. O regime estabelecido para
necessariamente, a legalidade ou ilegalidade da situação exploração é o de outorga de direito de uso de recursos
narrada, bem como os conceitos e objetivos da licitação, hídricos de domínio da União. Os prazos que deverão
além do conceito e do regime jurídico das sociedades de ser respeitados são: I – até dois anos, para início da
economia mista. Obs.: Não rubrique, assine nem implantação do empreendimento objeto da outorga; II –
identifique a peça. Caso julgue necessário, utilize a data até seis anos, para conclusão da implantação do
de hoje e os seguintes dados do advogado signatário: empreendimento projetado; III – até trinta e cinco anos,
Joaquim José das Couves, inscrito nos quadros da para vigência da outorga de direito de uso. (art. 5º)
OAB/PR sob o nº 700.000. Poderão ser instituídas outorgas preventivas de uso de
recursos hídricos, com a finalidade de declarar a
- Resposta: GRADE DE CORREÇÃO - 1. Estrutura do disponibilidade de água para os usos requeridos. As
parecer: Relatório, Fundamentação e Conclusão ou afins áreas que podem ser exploradas serão determinadas
(10% da nota) - 2. Indicação do conceito de licitação pelo órgão competente, em regra a ANA. No caso de

16
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

exploração de geração de energia hidráulica, deverá que o ponto de discussão da ação judicial girou em torno
existir a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) das garantias constitucionais da ampla defesa e do
que deverá promover, junto à ANA, a prévia obtenção devido processo legal. Em relação à ação judicial e em
de declaração de reserva de disponibilidade hídrica. que pesem os argumentos expostos pelo Estado do Pará,
Integram o Sistema Nacional de Gerenciamento de mediante a utilização dos recursos cabíveis, todas as
Recursos Hídricos: I – o Conselho Nacional de Recursos decisões (sentença, acórdão, acórdão dos Embargos de
Hídricos;I – a Agência Nacional de Águas;II – os Declaração, decisões monocráticas trancando os RE e
Conselhos de Recursos Hídricos dos Estados e do Distrito REsp e decisão monocrática improvendo o AI na Corte
Federal;III – os Comitês de Bacia Hidrográfica;IV – os Suprema) foram contrárias às suas alegações de defesa.
órgãos dos poderes públicos federal, estaduais, do A sentença, publicada no Diário da Justiça de 19.09.2000,
Distrito Federal e municipais cujas competências se concluiu que o militar (autor da ação) foi excluído (de
relacionem com a gestão de recursos hídricos;V – as acordo com a sentença judicial) sem o devido processo
Agências de Água. legalàeàa plaàdefesa,àeà ueà e à e hu à o e toàoàa t.à
41 da Constituição Federal de 1988 afirma a
Procuradoria Estadual - Concurso: PGE-PA - Ano: 2005 - obrigatoriedade de processo disciplinar apenas para
Banca: PGE-PA - Disciplina: Direito Administrativo - se vido esà est veis ,à oà ueà e sejouà aà dete i aç oà
Assunto: Ato Administrativo - JOÃO DA SILVA propôs judicial de sua reintegração aos quadros da PM/Pa.
contra o ESTADO DO PARÁ (CMT DA POLÍCIA MILITAR DO Através de despacho datado de 17 de fevereiro de 2006,
ESTADO DO PARÁ), em 1999, ação ordinária de o Exmo. Dr. Procurador Geral do Estado determinou a V.
reintegração no cargo de Soldado da Polícia Militar do Exa. Que elaborasse parecer a respeito da possibilidade
qual foi excluído, mediante licenciamento abem da de ser instaurado novo procedimento administrativo
disciplina policial militar, consoante disposto no art. 31 (inclusive de acordo com a nova legislação que
do Regulamento Disciplinar da Polícia Militar do Estado estabelece os procedimentos para apuração da
do Pará vigente à época1 (processo judicial n. responsabilidade administrativa-disciplinar dos
00000000000 – 00ª. Vara Cível da Capital). O integrantes da PM/PA – Lei 6833, de 13.02.2006),
licenciamento em tela foi publicado no Boletim Geral n. visando a exclusão do ex-PM dos quadros daquela
000, de 31 de março do ano de 1995. O autor da ação Corporação, bem como sobre a circunstância de ter
ingressou na Polícia Militar do Estado no dia 01 de ocorrido ou não a interrupção da prescrição pelo
dezembro de 1993, onde permaneceu até a data do ajuizamento da ação ordinária em 10.11.1999. Por fim, a
licenciamento (31.03.1995). Impende salientar que o Corporação Militar informa nos autos administrativos
autor da ação foi afastado do serviço público em que o ex-PM tem registro de diversas punições
31.03.1995, através do Boletim 000, com base no art. disciplinares na ficha disciplinar, inclusive uma detenção
312 do Regulamento Disciplinar da Polícia Militar e três prisões, além da reincidência em faltas de natureza
(Decreto n. 2479, de 15.10.1982), art. 41, III3 do grave. Com base na análise das premissas acima
revogado Regulamento de Incorporação e Prorrogação relacionadas deve V.Excelência elaborar parecer
de Tempo de Serviço de Praças da Polícia Militar e art. posicionando-se sobre todos os itens abaixo elencados,
54, IV do Estatuto dos Policiais Militares, vigentes à considerando a análise das normas pertinentes, a
época da aplicação da punição disciplinar, não tendo sido posição da doutrina e da jurisprudência, inclusive se
configurado crime militar. Cumpre mencionar que o houver divergência, apontando, todavia, solução jurídica
autor ainda não possuía a estabilidade assegurada no art. para a Administração Pública. I – Em face do ajuizamento
,à ite à IV,à á ,à doà Estatuto dos Policiais Militares da da ação judicial e da anulação do ato de licenciamento,
PMPA, tendo em vista que não contava com 10 (dez) poderá valer-se a Administração da interrupção da
anos de efetivo serviço, por isso e com base na legislação prescrição contra o autor da ação? Analisar a questão da
então em vigor4, não houve a necessidade da interrupção da prescrição pelo ajuizamento da ação
instauração prévia do processo administrativo disciplinar judicial, nos termos do disposto no art. 219 do CPC e
ou sindicância administrativa para ensejar oafastamento, disposições legais pertinentes. II - O poder de autotutela
segundo regulamentação específica da corporação. Não dos atos administrativos sofre a incidência do prazo
houve interposição de recurso disciplinar. Acrescente-se prescricional? Que prazo deve ser considerado para tal

17
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

fim? Como deve ser fixado o dies a quo para efeito de Incorporação e Prorrogação de tempo de serviço da
contagem do prazo de exercício da autotutela polícia militar do Estado revogou o Decreto n. 3768, de
disciplinar? III – Ao julgar inválidos os atos da 15.04.1985 e, no que concerne ao licenciamento e
Administração Pública que resultem da inobservância das exclusão tratou de assegurar a necessidade do devido
normas constitucionais, há necessidade de que fique processo legal, nos termos a seguir: Art. 36. O praça será
assentado na decisão judicial determinação para excluído da Polícia Militar: III – a bem da disciplina,
abertura de novo procedimento administrativo? Caso quando cometer falta grave que o torne incompatível
não haja na decisão judicial a ressalvaà se à p ejuízoà deà para o desempenho das funções de policial militar, após
egula à e ovaç oàdoàp o esso ,àpode àaàád i ist aç oà aà o lus oà doà p o essoà legal .à áte ç o:à ásà disposiç esà
Pública instaurar novo processo disciplinar, com base no do Código de Ética e Disciplina da Polícia Militar do Pará,
mesmo fato? Analisar do ponto de vista da aplicação do do Regulamento Disciplinar da PM/PA não serão objeto
princípio da res judicata. IV - Invalidado o ato demissório, de cobrança para efeito de correção, salvo aquelas
e por força do contido em decisão judicial irrecorrível, transcritas na prova ou colocadas à sua disposição para
deverá o servidor punido ser reintegrado ao cargo do consulta, haja vista que fazem parte dos fundamentos
qual foi despojado. Diante dessa determinação judicial, o jurídicos discutidos na ação judicial que tramitou no
processo administrativo, se for o caso, poderá ser âmbito do Poder Judiciário.
instaurado sem o retorno do servidor faltoso? No caso de
haver reintegração, o militar faz jus as verbas - Resposta: GRADE DE RESPOSTAS ESPERADAS –
remuneratórias retroativas, já que o provimento FUNDAMENTOS SUSTENTADORES DAS TESES NO
jurisdicional que transitou em julgado, pelo princípio da PARECER: I – INTERRUPÇÃO - 3,00 pts - Dispõe o art. 219
adstrição ao pedido, não determinou esse efeito? Em doà C digoà deà P o essoà Civil:à áà itaç oà v lidaà to aà
caso afirmativo, quanto ao último quesito, qual o dies a prevento o juízo, induz litispendência e faz litigiosa a
quo desse efeito? Com esses questionamentos, os autos coisa; e, ainda quando ordenada por juiz incompetente,
foram remetidos a V. Exa. para emissão de parecer. OBS: constitui em mora o devedor e interrompe a
1- Decreto n. 2479, de 15.10.1982, revogado pela Lei p es iç o .à Qua toà aosà efeitosà daà i te upç oà daà
Estadual n. 6833, de 13.02.2006, publicada no DOE prescrição, o princípio é de que ela aproveita tão
30624, de 15.02.2006. 2- Regulamento Disciplinar da somente a quem a promove, prejudicando aquele
Polícia Militar revogado dispunha em seu art. 31, in contra quem se processa. II – PODER DE AUTOTUTELA –
verbis: Licenciamento e Exclusão a bem da disciplina DIES A QUO (2,00 pts) O Supremo Tribunal Federal
o siste à oà afasta e toà ex-officio, do Policial Militar assim trata da matéria nas Súmulas de números 346 e
das fileiras da Corporação, conforme prescrito no 473. "346 - A administração pública pode declarar a
Estatuto dos Policiais-Militares. §1º. Licenciamento a nulidade dos seus próprios atos"; "473 - A
bem da disciplina deve ser aplicado à praça sem Administração pode anular seus próprios atos, quando
estabilidade assegurada, mediante a simples análise de eivados de vícios que os tornam ilegais, porque deles
suas alterações, por iniciativa do comandante, ou por não se originam direitos, ou revogá-los, por motivo de
ordem das autoridades relacionadas nos itens 1,2,3 e 4 conveniência ou oportunidade, respeitados os direitos
do art. 10 quando: 1 – a transgressão afete o sentimento adquiridos, e ressalvada, em todos os casos, a
do dever, a honra pessoal, o pundonor militar e o decoro apreciação judicial". CONFRONTAR A JURISPRUDÊNCIA
da classe e como repressão imediata tornando-se assim ACIMA: Artigo 1º do Decreto–Lei nº 20910/32, que
a soluta e teà e ess iaà à dis ipli a .à - Legislação disp e:à à ásà dívidasà passivasà daà U i o,à dosà Estadosà eà
vigente à época: Art. 41 do Decreto 3768, de 15 de abril dos Municípios, bem assim todo e qualquer direito ou
de 1985 (atualmente revogado pelo Decreto n. 323 de ação, contra a Fazenda federal, estadual ou municipal,
14.08.2003) – áàp açaàse àli e iadaà ex-offi io :àIà- ...II seja qual for a sua natureza, prescrevem em cinco anos
...III – A bem da disciplina, quando cometer falta grave contados da data do ato ou fato do qual se originaram.
que a torne incompatível para o desempenho das Artigo 54 da Lei Federal nº 9.784/99, restringe o direito
funções de policial- ilita .àà - A título de informação é do autocontrole, fixando o prazo improrrogável de 5
importante ressalvar que o Decreto n. 0323, de 14 de (cinco) anos: O direito da Administração de anular os
agosto de 2003, que aprovou o novo Regulamento de atos administrativos de que decorram efeitos favoráveis

18
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

para os destinatários decai, em cinco anos, contados da instauração de novo processo disciplinar, determinou a
data em que foram praticados, salvo comprovada má- reintegração deste. Processo instaurado sem o retorno
f . à DI“PO“IÇÕE“à DOà ‘EGIMEà JU‘ÍDICOà - 1 - A ação do servidor ao seu cargo. Caso configurador de
disciplinar prescreverá: I - em 5 (cinco) anos, quanto às desacato à decisão do STF, em sua parte final. 5 A
infrações puníveis com demissão, cassação de prescrição, nas infrações disciplinares, começa a correr
aposentadoria ou disponibilidade e destituição de cargo da data em que o fato se tornou conhecido (Lei nº
em comissão; - DA OCORRÊNCIA DA PRESCRIÇÃO DA 8.112/90, art. 142, § 1º e Formulação do DASP nº 76).
PRETENSÃO PUNITIVA DA ADMINISTRAÇÃO (SUPREMO Nesse sentido se transcreve acórdão unânime do STF,
TRIBUNAL FEDERAL – MS. 22.679/DF, DE 03/09/1998) - estampado na Reclamação n. 501-1 (Distrito Federal),
DIES A QUO - Inexistindo processo administrativo e interposta perante a Suprema Corte, em que se denota
estando a Administração oficialmente ciente das faltas a desobediência a disposição judicial que determinou,
através do Boletim datado de 30.03.955, e, ainda, sem prejuízo de novo processo, a reintegração de um
considerado o efeito extunc da anulação do ato de servidor que havia sido irregularmente demitido:
licenciamento por ausência do devido processo legal á d oà doà “up e oà T i u alà Fede al,à ue,à e à
conforme declarado na sentença judicial transitada em mandado de segurança, anulou o ato demissório de
julgado, expirou em 30.03.2000 o lapso temporal de 5 servidor e, sem prejuízo da instauração de novo
(cinco) anos para a Administração proceder a processo disciplinar, determinou a reintegração deste.
competente ação disciplinar. §1º art. 142 da Lei n. 8112, Processo instaurado sem o retorno do servidor ao seu
de 11.12.90. O prazo de prescrição começa a correr da cargo. Caso configurador de desacato à decisão do STF,
data em que o fato se tornou conhecido. III - e àsuaàpa teàfi al.à‘e la aç oàpa ial e teàdefe ida .à
RENOVAÇÃO DA AÇÃO DISCIPLINAR EM FACE DA RES No caso de haver reintegração, o militar faz jus as
JUDICATA (2,00 pts) - V. José Armando da Costa, pág. verbas remuneratórias retroativas, mesmo em face da
.à ássi ale-se, por fim, que nem mesmo o Poder suposta omissão do provimento jurisdicional que
Judiciário, no exercício de uma das três frações da transitou em julgado. Assim, o dies a quo desse efeito
soberania nacional que lhe compete, poderá será a data de seu afastamento, presume-se março/95.
legitimamente decidir de modo contrário à constituição
– autoridade da res judicata, art. 5º, inciso XXXVI, Procuradoria Estadual - Concurso: PGDF - Ano: 2013 -
CF/1988 – nessas lides de natureza disciplinar, deixando Banca: CESPE - Disciplina: Direito Administrativo -
aberta a chance para que a Administração sucumbente Assunto: Atos Administrativos - Peça Jurídica - Em 1987,
desrespeite essa franquia constitucional do indivíduo o então governador do Distrito Federal (DF), atendendo
(segurança da coisa julgada). A despeito da respeitável ao pleito dos servidores públicos da Secretaria da
posição doutrinária (José Armando da Costa), a grande Fazenda, resolveu editar decreto para regulamentar a
maioria da doutrina admite a renovação da ação remuneração desses servidores. No artigo 10 do referido
disciplinar, em face do princípio da indisponibilidade do ato normativo, foi estabelecido reajuste automático,
interesse público. Nesse sentido, é o próprio Judiciário vinculando a remuneração dos servidores à variação do
que, na parte dispositiva de suas decisões, autoriza a salário mínimo, de modo a combater a perda
Administração, em muitos dos casos levados a inflacionária ocorrida com o tempo. No referido artigo,
julgamento, a enfrentar novamente, no âmbito interno, foi estabelecido como remuneração dos servidores
a apuração do ato administrativo. IV - POSSIBILIDADE públicos o valor referente a vinte salários mínimos. A
DE INSTAURAÇÃO DE PROCESSO SEM A REINTEGRAÇÃO partir da promulgação da Constituição de 1988, o
(2,00 pts) - Art. 41, §2 da Constituição Federal que governo do DF passou a entender pela inaplicabilidade
dete i a:à i validadaàpo àse te çaàjudi ialàaàde iss oà do decreto em razão de sua incompatibilidade com o
do servidor estável, será ele reintegrado, e o eventual texto constitucional. Inconformados com esse
ocupante da vaga reconduzido ao cargo de origem, sem entendimento, os servidores públicos resolveram ajuizar
direito a indenização, aproveitado em outro cargo ou ação para garantir a aplicabilidade do reajuste
postoà e à dispo i ilidade .à á d oà doà “up e oà automático. O caso deu ensejo a vários processos
Tribunal Federal, que, em mandado de segurança, judiciais, alguns com concessão de liminar por juízes de
anulou o ato demissório de servidor e, sem prejuízo da primeira instância, outros com sentença e alguns já com

19
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

decisões favoráveis do tribunal de justiça. Ressalte-se promoveu um concurso público para preenchimento das
que nenhuma das decisões transitou em julgado, tendo 2 (duas) vagas de zeladora, sendo que o edital do
todas elas sido favoráveis aos servidores, e que o STF respectivo concurso previa o prazo de validade do
ainda não decidiu sobre a matéria. O atual governador, concurso de 2 anos e que o mesmo seria improrrogável.
de modo a resolver o problema, resolveu revogar o O concurso mencionado teve a homologação do
decreto e solicitar à Procuradoria-Geral do DF a Resultado Final em 24 de junho de 2012. Após a
elaboração de ação judicial para resolver o caso. Com realização do certame, 4 (quatro) candidatas foram
base na situação hipotética apresentada, redija, na aprovadas, sendo que a primeira colocada foi convocada
condição de procurador responsável pelo caso, a peça e tomou posse em 02 de janeiro de 2013. A segunda
processual apta a atender ao interesse público do DF. Ao colocada foi convocada, apresentou os documentos, fez
elaborar a peça, aborde todos os aspectos de direito os exames médicos necessários, mas no dia da posse
material e processual pertinentes ao caso, observe os apresentou carta declinando de tal nomeação, pois, por
aspectos formais, dispense o relatório e não crie fatos motivos particulares, não iria assumir ao cargo público.
novos. Ato contínuo, a 3ª colocada no certame foi convocada,
em 20 de março de 2013, para apresentar os
- Resposta: 1- Apresentação (legibilidade, respeito às documentos e realizar os exames médicos necessários.
margens e indicação de parágrafos) - e estrutura Todavia, em decorrência de acidente automobilístico, a
textual (organização das ideias em texto estruturado) - candidata conseguiu, via Mandado de Segurança, que lhe
0,00 a 2,00 2,00 - 2 Desenvolvimento do tema - 2.1 Ação fosse garantida a vaga até a posterior recuperação física
judicial adequada: ADPF 0,00 a 5,00 5,00 - 2.2 Objeto da e lhe fosse proporcionada a realização dos exames
ADPF: art. 10 do decreto e decisões judiciais 0,00 a 3,00 médicos necessários, o que só ocorreu em 24 de junho
1,50 - 2.3 Requisitos processuais: legitimidade ativa e de 2014. Após a realização dos exames médicos, em 26
pertinência temática 0,00 a 3,00 - 2.4 Cabimento da de junho de 2014, a 3ª colocada foi declarada inapta para
ADPF: art. 1.º da Lei n.º 9.882/1999 (reparar lesão a as atividades que deveria desenvolver no serviço público,
preceito fundamental decorrente de ato de poder não reclamando da decisão administrativa. Tomando
público) - 0,00 a 2,00- 2.5 Cabimento da ADPF: indicação conhecimento da não nomeação da 3ª colocada, a 4ª
dos preceitos fundamentais violados (proibição de colocada, denominada Terezinha Rosa, prontamente
vinculação do salário mínimo para fins de reajuste apresentou requerimento à Câmara Municipal de
automático e princípio federativo) - 0,00 a 5,00 - 2.6 Prudentópolis, solicitando a sua imediata convocação,
Cabimento da ADPF: indicação do ato do poder público uma vez que a 2ª vaga prevista no edital de abertura do
questionado (art. 10 do decreto e decisões judiciais) - certame ainda estava em aberto. Em resposta à
0,00 a 5,00- 2.7 Cabimento da ADPF: requisito da solicitação da 4ª colocada, o presidente da Casa
subsidiariedade (demonstração do não cabimento de Legislativa nega o pedido da candidata, com o
ADI e ADC / direito pré-constitucional / direito revogado fundamento de que o prazo do concurso havia expirado
/ atos infralegais) - 0,00 a 10,00 - 2.8 Mérito: e o mesmo não seria prorrogado e seria aberto um novo
explicação sobre os preceitos fundamentais violados concurso público. Não concordando com a decisão
(proibição de vinculação do salário mínimo para fins de exarada no ofício recebido, a 4ª colocada no certame
reajuste automático e princípio federativo) - 0,00 a impetra Mandado de Segurança com a alegação de que
10,00- 2.9 Pedidos: liminar (suspensão dos processos e está aprovada dentro do número de vagas previstas para
dos efeitos das decisões judiciais) e principal o cargo de zeladora, pois, apesar de ter sido classificada
(declaração de ilegitimidade ou não recepção do art. 10 em 4ª lugar, somente 1 (uma) pessoa assumiu o cargo,
do decreto e de inconstitucionalidade das decisões fazendo jus à convocação para continuar no certame. O
judiciais) - 0,00 a 10,00 mandamus impetrado pela candidata teve como
autoridade coatora o presidente da Câmara Municipal de
Procuradoria Legislativa - Concurso: Câmara Municipal
Prudentópolis, sendo que o juiz de primeiro grau
de Prudentópolis- Ano: 2014 - Banca: FAU - Disciplina:
concedeu a segurança à candidata, sob o fundamento de
Direito Administrativo - Assunto: Concurso Público -
que a Câmara Municipal deixou expirar o prazo de
PEÇA JUDICIAL - A Câmara Municipal de Prudentópolis
concurso havendo vagas a serem preenchidas e

20
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

candidatos classificados aptos à nomeação e que uma posicionamento do Superior Tribunal de Justiça de que a
vez que a impetrante está aprovada no concurso e tendo inércia da administração pública, em convocar os
em vista que existe uma vaga sem preenchimento, candidatos aprovados, não pode fazer com que
flagrante é o seu direito líquido e certo à nomeação. Da convoque os demais aprovados após o exaurimento do
decisão de primeiro grau, o advogado da Câmara prazo do concurso. III – DO PEDIDO DE REFORMA - Ante
Municipal é devidamente intimado e, apesar de o exposto, requer o recebimento do presente recurso,
reconhecer que inexiste obscuridade, contradição ou sendo-lhe concedido provimento, para reformar a
omissão na decisão tem o início do seu prazo em 09 de sentença de primeiro grau e negada a segurança
julho de 2014para manejar a peça processual cabível, pleiteada pela impetrante ora recorrida, pelos fatos e
uma vez que pretende a reforma da decisão do juízo fundamentos acima expostos. 3.12 A prova prática
monocrático. Diante da situação hipotética descrita processual será avaliada considerando-se os seguintes
acima, na qualidade de advogado da Câmara Municipal aspectos: ASPECTO PONTUAÇÃO MÁXIMA
de Prudentópolis, redija a peça processual cabível, Conhecimento técnico-científico sobre a matéria - 2,5 -
observando as regras formais e alegando toda a matéria Sistematização lógica 2,5 - Nível de persuasão 2,5 -
jurídica aplicável ao caso. O candidato deverá, ainda, Adequada utilização do vernáculo 2,5 - A prova Prática
datar a peça judicial no último dia do prazo processual, será avaliada considerando-se os seguintes aspectos: a)
considerando as regras processuais cabíveis. o conhecimento técnico-científico sobre a matéria; O
candidato deve apresentar conhecimento teórico e
- Resposta: O enunciado exigia do candidato a prático a respeito do assunto/tema abordado pela
apresentação de um Recurso de Apelação. questão, demonstrando conhecimento do recurso a ser
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA apresentado, da peça e prazo para a interposição deste
VARA CÍVEL DA COMARCA DE PRUDENTÓPOLIS – recurso, endereçamento e pedidos na peça de
PARANÁ. Autos nº- A CÂMARA MUNICIPAL DE interposição e das razões. Estrutura da peça escolhida,
PRUDENTÓPOLIS e/ou PRESIDENTE DA CÂMARA clareza e no pedido. Conhecimento sobre a regra e
MUNICIPAL DE PRUDENTÓPOLIS, já qualificada nos prazo do concurso público. b) Sistematização Lógica - A
presentes autos supra mencionado, impetrado por resposta elaborada deve ser concernente ao tema
TEREZINHA ROSA, vem por intermédio de seu advogado proposto pela questão: Deverá o candidato apresentar
infra assinado, com base nos arts. 513, 514 e 515 do um recurso de apelação utilizando-se dos fatos
CPC, c/c. art. 14 da Lei 12.016/2009, apresentar apresentados na pergunta, não podendo acrescentar
RECURSO DE APELAÇÃO, em face de sentença de fls. fatos novos que aumentem ou diminuam a
Requer, assim, o recebimento do presente recurso em problematização da questão. Deverá apresentar uma
seus efeitos devolutivos e suspensivos. (art. 520 do CPC). construção lógica das ideias, sem criar hipóteses não
Nestes termos, pede e espera deferimento. apresentadas na questão. c) Nível de persuasão; A
Prudentópolis-PR., 7 de agosto de 2014. ADVOGADO - argumentação apresentada pelo candidato deve ser
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR PRESIDENTE DO pertinente e clara, capaz de convencer seu interlocutor
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ. Autos nº - Origem: a respeito do ponto de vista defendido, além de
Vara Cível da Comarca de Prudentópolis. Recorrente: demonstrar conhecimento aplicado ao tema da
Câmara Municipal de Prudentópolis e/ou Presidente da questão. d) Adequada utilização do vernáculo; A
Câmara Municipal de Prudentópolis. Recorrida: resposta elaborada deve apresentar em sua estrutura
Terezinha Rosa. - Egrégio Tribunal - Colenda Turma. I – textual: constituição dos parágrafos conforme o assunto
BREVE RESUMO DOS FATOS - Neste item, o candidato abordado, estruturação dos períodos no interior dos
deve demonstrar capacidade de narrar os fatos de parágrafos (coerência entre porções textuais, relação
forma concisa e clara. II – FUNDAMENTAÇÃO DOS lógica entre as ideias propostas, emprego adequado de
FATOS E DO DIREITO - Neste item, o candidato deve articuladores no interior das porções textuais).
demonstrar conhecimento jurídico, bem como a
construção ordenada de sua fundamentação. A Procuradoria Legislativa - Concurso: Assembléia
fundamentação correta está no posicionamento do Legislativa - TO - Ano: 2011 - Banca: UEPI - Disciplina:
Tribunal de Justiça do Paraná, seguindo o Direito Administrativo - Assunto: Contrato Público - A

21
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

Câmara Municipal de Teresina realizou licitação para a Mandado de Segurança, que serão prestadas pela
contratação de empresa de prestação de serviços de autoridade coatora, rebatendo, de forma fundamentada,
limpeza e conservação. A vencedora foi a SERVIÇOS os itens apontados pela Impetrante. Atenção: atenha-se
LTDA, que celebrou, em 01/06/2011, o contrato com a aos fundamentos jurídicos, dispensando o
entidade municipal. A partir de 05/09/2011, a contratada endereçamento.
deixou de fornecer os serviços sob o argumento de que a
Câmara Municipal atrasou o pagamento da - Resposta: Questões indicadas e que deveriam ser
contraprestação correspondente aos meses de julho e atacadas na peça: 1) Poderia, nos termos do disposto no
agosto, além de alterar, unilateralmente, o objeto art. 79 (I e V), posto ter ocorrido o não cumprimento de
contratual, o que resultou numa diminuição no valor do cláusula contratual e se encontrar ausente justa causa
contrato de 15%, causando prejuízo financeiro à para a paralização. 2) A exceção do contrato não
organização empresarial. Tomando conhecimento da cumprido (exceptio non adimpleti) não poderia ser
interrupção dos serviços, o Presidente da Câmara invocada pelo particular. A Lei nº 8.666/93 prevê
determinou a abertura de processo administrativo para apenas duas hipóteses (art. 78, XV e VXI) em que a
apuração dos fatos. O processo culminou com a rescisão exceção do contrato não cumprido pode ser utilizada
unilateral do contrato e a aplicação de penalidade pelo particular: (i) atraso de 90 (noventa) dias dos
disciplinar à contratada, que foi suspensa de licitar e pagamentos devidos; (ii) não liberação, pela
contratar com a Câmara Municipal pelo prazo de 2 (dois) Administração, de área, local ou objeto para execução
anos, por decisão publicada no órgão oficial em de obras, serviço ou fornecimento, nos prazos
03/10/2011, e, na mesma data, dado ciência à empresa contratuais, bem como fontes de materiais naturais
contratada. A Câmara Municipal, ato contínuo, procedeu especificadas no projeto. 3) A alteração quantitativa do
à contratação emergencial de empresa do ramo de objeto contratual poderia ser realizada pela
serviços de limpeza, até a finalização de novo processo Administração. A Lei nº 8.666/93 (art. 65, § 1º) fixa os
de licitação. Contra o ato do Presidente da Câmara, a limites dos percentuais que devem ser observados pela
SERVIÇOS LTDA impetrou, em 26/03/2012, mandado de Administração. O dispositivo é imperativo ao consignar
segurança para anular a rescisão e a penalidade, além de que o contratado fica obrigado a aceitar a redução
tentar impedir a nova contratação realizada pela Câmara. apontada. 4) Não houve violação ao equilíbrio
Em sua pretensão de manter o contrato, a empresa e o i o‐fi a ei oà doà o t ato.à áà di i uiç oà doà
argumentou na petição:A Câmara Municipal não poderia escopo contratual representava circunstância previsível
rescindir unilateralmente o contrato, uma vez que quando da celebração do contrato por expressa
restava presente a justa causa para a interrupção de sua disposição legal apontada em 3. 5) A nova contratação
execução; A recusa na continuidade do contrato teria levada a efeito decorreu da necessidade de não haver
respaldo na regra da exceptio non adimpleticontractus interrupção do serviço, o que causaria transtornos de
(exceção do contrato não cumprido); A mudança de toda ordem à Câmara Municipal. A realização de uma
quantitativo do objeto contratual somente seria legítima nova contratação, sem licitação, não se constitui, pois,
com a concordância das partes contratantes, não em ato ilegal, violador do princípio da isonomia e
podendo ser imposta de forma unilateral, pelo que, competitividade. Diante da necessidade de não se poder
sendo ilícita a imposição do poder público, ilícita também interromper o serviço e tendo em vista o lapso de tempo
seria a decisão de rescisão; A decisão da Câmara demandado para realização de novo processo
Municipal de alterar o contrato teria violado o princípio li itat io,à aà situaç oà e aà deà p o ede ‐seà o à u aà
do equilíbrio econômico-financeiro, que deve sempre contratação por dispensa de licitação, via emergência
existir no contrato administrativo; A realização de nova (art. 24, IV da Lei n. 8.666/93). A situação de
contratação, sem licitação, representa uma afronta ao emergência não decorreu de vontade da Administração.
princípio da isonomia e da competitividade. Por fim, O princípio da isonomia e da competitividade, nestes
requereu a condenação da Câmara Municipal ao casos, cede ao interesse público maior a ser tutelado
pagamento dos valores não quitados, referentes ao pela Administração. 6) Não é possível o pedido de
meses de julho e agosto. Com base na situação pagamento dos valores não quitados, pois o Mandado
hipotética descrita acima, elabore as informações ao de Segurança não é substitutivo de ação de cobrança,

22
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

conforme Súmula nº 269, do Supremo Tribunal Federal. o TERMO DE AJUSTE DE CONTAS é o instrumento legal
7) ainda um defeito era de ser observado, o qual que tem por finalidade regularizar os contratos não
motivaria a arguição de uma preliminar: aimpetração formalizados e autorizar o pagamento de despesas
ocorreu após decorridos mais de 120 dias do ato coator. contraídas sem prévio empenho. Vale dizer, trata-se do
instrumento a ser utilizado nos casos excepcionais em
Advocacia de Estatais - Concurso: EPE - Ano: 2010 - que, em hipótese de extrema e comprovada urgência,
Banca: CESGRANRIO - Disciplina: Direito Administrativo ocorre o fornecimento de bens ou a prestação de
- Assunto: Contrato Público - Uma empresa pública serviços à Administração Pública sem a necessária
federal, após regular procedimento licitatório, celebrou cobertura contratual. A respeito do tema, confiram-se
contrato de prestação de serviços de limpeza e as lições do Professor Marcos Juruena Villela Souto, em
conservação das unidades do imóvel onde funciona sua sua obra Direito Administrativo Contratual (Rio de
sede, pelo prazo de 12 meses. Expirado o prazo Janeiro: Lumen Juris, 2004, pg. 391): Diz-se que a
contratual, a empresa contratada prosseguiu prestando vigência ocorre, em regra, com a assinatura porque há
os serviços por mais três meses, sem qualquer oposição casos em que esta só tem o condão de reconhecer
da administração pública, muito embora não tenha efeitos contratuais pretéritos. É o que ocorre nos casos
havido prorrogação do ajuste. Constatando que a de extrema e comprovada urgência, em que a
prestação do serviço vinha ocorrendo sem a devida formalização deverá ocorrer tão logo seja possível,
cobertura contratual, o Diretor-Presidente da empresa convalidando a obra, compra ou serviço cuja execução
pública formula consulta à sua assessoria jurídica já tenha porventura se iniciado, pelo seu caráter
indagando como proceder juridicamente em relação ao inadiável – princípio da continuidade do serviço público.
assunto. Na qualidade de assessor jurídico, emita o Trata-se de exceção à regra de que é vedado atribuir
parecer. efeitos retroativos aos contratos ou às suas alterações,
sob pena de invalidade e responsabilidade de que lhe
- Resposta: RESPOSTA - 1) Necessidade de o candidato
deu causa. Como é vedado o contrato verbal, tais
apresentar uma EMENTA, consolidando os principais
pactos de efeitos retroativos são formalizados por
aspectos a serem abordados no parecer.
Te osà deà ájusteà deà Co tas ,à oà ualà seà ide tifi aà eà
Exemplo:EMENTA: Prestação de serviços sem a devida
quantifica o objeto, bem como é reconhecida a sua
cobertura contratual. Nulidade. Artigo 60, parágrafo
prestação à Administração, que, em contrapartida,
único, da Lei nº 8.666/93. Provada a efetiva prestação
oferece uma reparação equivalente ao custo atualizado
do serviço, a Administração Pública tem o dever de
do bem ou serviço entregue. 5) Necessidade de o
indenizar o prestador do serviço, sob pena de
candidato fixar a NATUREZA INDENIZATÓRIA DO
enriquecimento sem causa. Necessidade de apuração
TERMO DE AJUSTE DE CONTAS, explicitando que é o
de responsabilidades no âmbito da entidade. 2)
PRINCÍPIO DA VEDAÇÃO AO ENRIQUECIMENTO SEM
Necessidade de o candidato iniciar o parecer
CAUSA nas relações contratuais que justifica a
SINTETIZANDO A CONSULTA FORMULADA E INDICANDO
celebração do termo de ajuste de contas e o
Oà CON“ULENTE.à Exe plo:à T ata-se de consulta
consequente reconhecimento da dívida. Trata-se, em
formulada pelo Senhor Diretor- Presidente desta
verdade, de reflexo dos princípios da moralidade e da
Empresa Pública Federal a respeito das implicações
boa-fé administrativa no campo das relações
jurídicas decorrentes da prestação de serviços de
contratuais. Com efeito, a boa-fé funciona como
limpeza e conservação durante o período de três meses
antídoto para vedar que o Poder Público acabe se
se àaàdevidaà o e tu aà o t atual. à àNe essidadeàdeà
enriquecendo sem justa causa e em detrimento do
o candidato abordar A NORMA DO ARTIGO 60,
sacrifício de particulares que com ele colaboram em
PARÁGRAFO ÚNICO, DA LEI Nº 8.666/93, QUE
situações de extrema urgência. Nesse sentido, aliás, é o
CONSIDERA NULO E SEM NENHUM EFEITO O CONTRATO
próprio artigo 59 da Lei n.º 8.666/93 que, em seu
VERBAL CELEBRADO COM A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA,
parágrafo único, estabelece que a declaração de
resultando, portanto, em prática abertamente contrária
nulidade não exonera a Administração do dever de
à lei a prestação de serviços sem a devida cobertura
indenizar o contratado pelo que este houver
contratual. 4) Necessidade de o candidato registrar que

23
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

efetivamente executado até a data de tal declaração, possui as seguintes finalidades; I - dar garantia,
desde que esta não lhe seja imputável. 6) Necessidade publicidade, autenticidade, segurança e eficácia aos
de o candidato abordar a questão relativa à atos jurídicos das empresas mercantis, submetidos a
RESPONSABILIDADE DISCIPLINAR DO AGENTE QUE SE registro na forma desta Lei; II - cadastrar as empresas
OMITIU NA FISCALIZAÇÃO DO CONTRATO e que acabou nacionais e estrangeiras em funcionamento no País e
permitindo a prestação do serviço sem cobertura manter atualizadas as informações pertinentes; e, III -
contratual. Fixar a necessidade de instauração de proceder à matrícula dos agentes auxiliares do
processo tendente a apurar a responsabilidade comércio, bem como ao seu cancelamento (art. 1º). Às
administrativa pela situação noticiada na consulta. 7) Juntas Comercia incumbe registrar e dar publicidade
Necessidade de o candidato sugerir a IMEDIATA aos atos constitutivos e alterações posteriores dos
INSTAURAÇÃO DE PROCEDIMENTO LICITATÓRIO empresários e sociedades mercantis do Estado de Santa
visando à celebração de contrato para dar Catarina, conferindo-lhes personalidade jurídica;
prosseguimento aos serviços de limpeza e conservação, conceder a matrícula e seu cancelamento dos leiloeiros,
sendo necessário proceder a uma DISPENSA tradutores públicos e intérpretes comerciais trapicheiros
EMERGENCIAL DE LICITAÇÃO, COM BASE NO ARTIGO 24, e administradores de armazéns gerais; o arquivamento
INCISO IV, da Lei n. 8.666/93, para a prestação do das empresas mercantis registradas e dos agentes
serviço enquanto não for ultimado o procedimento auxiliares do comércio. Ademais, há previsão legal
licitatório, respeitando-se o prazo máximo de 180 expressa vendando a emissão de atestado de
(cento e oitenta) dias e observando-se a norma do exclusividade para fins de licitação, conforme se extrai
artigo 26 da Lei nº 8.666/93. da Instrução Normativa n. 123, de 20 de dezembro de
2012, que dispõe sobre a expedição de certidões, entre
Advogado - Concurso: Junta Comercial de Santa outros assuntos, a saber: Artigo 10. A Junta Comercial
Catarina - Ano: 2013 - Banca: FEPESE - Disciplina: Direito não atestará comprovação de exclusividade, a que se
Administrativo - Assunto: Contratos Públicos - Uma refere o inciso I, do art. 25, da Lei n. 8.666/93, de 21 de
sociedade comercial, visando assinar contrato com a junho de 1993, limitando-se, tão somente, à expedição
Administração Pública, requereu à Junta Comercial do de inteiro teor do ato arquivado, devendo constar da
Estado de Santa Catarina a emissão de certidão para fins certificação que os termos do ato são de exclusiva
de comprovação de exclusividade. No pedido, solicitou responsabilidade da empresa a que se referir.
que ficasse consignado no documento que é
representante comercial exclusivo de determinado Advocacia de Estatais - Concurso: CASA DA MOEDA -
produto. O processo interno foi encaminhado à Ano: 2009 - Banca: CESGRANRIO - Disciplina: Direito
Procuradoria Jurídica para parecer. Deve o candidato Administrativo - Assunto: Convênio - Autarquia federal
analisar a possibilidade jurídica da emissão de referido celebrou convênio de cooperação técnica com instituição
documento. brasileira, sem fins lucrativos, incumbida
estatutariamente do desenvolvimento institucional,
- Resposta: Objetiva a questão saber se a Junta tendo por objeto a implementação e o gerenciamento de
Comercial detém atribuição para atestar a programa de gestão da folha de pagamento dos
exclusividade de determinada empresa para o fim servidores vinculados à autarquia, mediante o
específico de comprovação a que se refere o inciso I, do pagamento de uma taxa de administração. Emita parecer
art. 25, da Lei n. 8.666/93, de 21 de junho de 1993. abordando a juridicidade da celebração do convênio.
Comprovação essa que, torna a empresa apta a ser
contrata por meio de inexigibilidade de licitação pelos - Resposta: Basta uma singela leitura do objeto
órgão e entidades da Administração Pública. A resposta contratual para se concluir, sem maiores dificuldades,
é negativa. Não está entre as atribuições e/ou que o ajuste sub examine não pode ser caracterizado
competência da Junta Comercial emitir/lavrar como verdadeiro convênio; trata-se, ao contrário, de
documento de tal natureza. Isso porque, de acordo com contrato travestido de convênio, em que a obrigação
a Lei n. 8.934, de 18 de novembro de 1994, o Registro principal do ente público é repassar os recursos
Público de Empresas Mercantis e Atividades Afins, financeiros necessários à execução do objeto e fiscalizá-

24
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

lo e, de outro lado, a obrigação principal da entidade possibilidade de dispensa de licitação contemplada


privada é executar o objeto contratual. Ora, como de naquele dispositivo legal pressupõe a observância dos
conhecimento convencional, o convênio tem em comum requisitos exigidos pelo artigo 26 do mesmo diploma,
com o contrato tão-somente o fato de ser um acordo de mediante a formalização de um procedimento de
vontade. Cada qual, porém, apresenta características e dispensa de licitação em que a autoridade
tratamento próprios, sendo que o principal elemento de administrativa deve evidenciar a hipótese de
distinção concerne aos interesses das partes, que, no contratação direta, a razão da escolha do executante,
contrato, são opostos e contraditórios, ao passo que no bem como a justificativa do valor contratual (no caso, a
convênio, são convergentes e recíprocos. No contrato, taxa de administração). Conclusão: ilegalidade do
as partes têm interesses opostos: o ente pagador deseja convênio, por violação ao princípio licitatório.
a prestação dos serviços, o fornecimento de um bem ou
a execução de uma obra, enquanto que o prestador de Procuradoria Municipal - Concurso: PGM-São Bernardo
serviços/vendedor/empreiteiro tem o foco na do Campo - SP - Ano: 2012 - Banca: IBAM - Disciplina:
remuneração. A professora Maria Sylvia Zanella Di Direito Administrativo - Assunto: Desapropriação -
Piet o,à e à suaà o aà Pa e iasà aà ád i ist aç oà Prefeito do Município de Alta Vista chama ao seu
Pú li a ,à es la e eà aà dife e iaç oà e t eà asà fo asà deà gabinete um Procurador do Município. Comunica-lhe a
ajuste ora examinadas mediante a apresentação necessidade urgente de construir casas populares para
pontual das características básicas dos convênios. comunidade de baixa renda que vive em zona de risco.
Confira-se:à a.à osà e tesà o ve iadosà t à o jetivosà Diz-lhe que não foi encontrado espaço físico habitável,
institucionais comuns e se reúnem, por meio do desocupado e suficiente para a construção das moradias.
convênio, para alcançá-los; (...) b. os partícipes do Seu interesse é construí-las onde hoje se encontra imóvel
convênio têm competências institucionais comuns; o de propriedade de um particular. O Prefeito mostrou
resultado alcançado insere-se dentro das atribuições de ao Procurador o ato administrativo pertinente ao caso,
cada qual; c.no convênio, verifica-se a mútua editado em 02/02/2012. Pelo conteúdo, este verificou
colaboração, que pode assumir várias formas, como que se tratava de medida urgente e que havia
repasse de verbas, uso de equipamentos, de recursos autorização para a venda futura das casas que fossem
humanos e materiais, de imóveis, de know-how ou construídas. O Prefeito informou também que tentou
outros; por isso mesmo, no convênio não se cogita de concretizar seu objetivo extrajudicialmente, mas não
preço ou e u e aç o; à O a,à oà p ese teà aso,à estaà logrou êxito. O imóvel visado está localizado na zona
indene a qualquer dúvida que não se cogita de mera urbana e é de propriedade do Sr. Bruno da Silva. A
transferência de recursos vinculada à consecução de Prefeitura, no ano anterior, avaliou o bem, para fins
objeto específico comum, mas, ao contrário, trata-se de tributários, em R$ 3.000.000,00. Corretor de imóveis, em
relação tipicamente sinalagmática, em que 30/01/2012, apurou o valor real do imóvel em R$
indisfarçavelmente a autarquia pretende a prestação de 5.000.000,00. Em 06/02/2012, o proprietário realizou
serviços por parte da instituição conveniada e, reparos na instalação elétrica, em razão de uma forte
pretendendo burlar o necessário procedimento chuva que a danificou, no valor de R$ 30.000,00 e
licitatório que deveria preceder o ajuste, o fez construiu um jardim com chafariz na entrada do imóvel,
atribuindo-lhe o nomen juris de convênio. O fato de ao no valor de R$ 35.000,00. O imóvel está locado pelo valor
ajuste ter sido atribuída a denominação de convênio de R$ 15.000,00 mensais à Sociedade Castelo Ltda., cujos
absolutamente não tem o condão de desnaturar a sua sócios são o Sr. Daniel de Oliveira e o Sr. Eduardo de
verdadeira essência contratual. Nesse sentido, é Almeida. O faturamento anual da Sociedade é de R$
suficiente reportar-se à norma do artigo 2º, parágrafo 2.000.000,00 e seu fundo empresarial foi
único, da Lei de Licitações e Contratos Administrativos. avaliado, 08/12/2011, em R$ 20.000.000,00. Diante da
Por outro lado, tampouco serve de fundamento para situação hipotética apresentada, na qualidade de
sustentar-seàaàlegalidadeàdaà ele aç oàdoà o v io àaà Procurador do Município, elabore a medida judicial
hipótese de contratação direta prevista no artigo 24, apropriada para atender à pretensão do Prefeito. Além
inciso XIII, da Lei nº 8.666/93. Isso porque a da narração dos fatos determinados, pertinentes e
relevantes, apresente os fundamentos legais de

25
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

direito material e processual aplicáveis ao caso. desapropriação. CPC, art. 282, IV. (5,0). Indicar o preço
Considere que o Município de Alta Vista está situado em ou indenização cabível, consistente na soma do valor
Comarca de Vara única. Os dados eventualmente real mais as benfeitorias necessárias. Considerar-se-á
ausentes no contexto da situação hipotética, se como valor real aquele indicado no enunciado e
obrigatórios sob o aspecto legal, devem ser apurado pelo corretor de imóveis ou o valor cadastral
complementados, observada a respectiva pertinência do imóvel, desde que fosse desconsiderado,
temática. justificadamente, aquele valor como valor real.
Excluem-se as benfeitorias voluptuárias e eventuais
- Resposta: Endereçar a peça ao Juízo de Vara única do prejuízos sofridos pelo locatário Dec-lei 3.365/41, art.
Município de Alta Vista. CPC, art.282, I c/c art.95; Lei 13 c/c art. 26, §1º. (5,0). Elaborar o requerimento de
4.132/62, art.5º c/c Dec.-lei 3.365/41, art. 11. (1,0). fixação dos juros compensatórios na alíquota máxima
Identificar e qualificar o Município de Alta Vista como de 12% a.a, que deve incidir sobre a eventual diferença
legitimado para figurar no pólo ativo da relação entre o valor fixado na sentença e 80% do preço ou
processual. (01). CRFB, art. 23, IX c/c CPC, art.282, II c/c Dec.-lei 3.365/41, art. 15-A c/c verbetes n. 408, da
Lei 4.132/62, art.5º c/c Dec-lei 3.365/41, art. 13. (5,0). Súmula do STJ, e n. 618, da Súmula do STF. ADI 2.332-2
Ide tifi a à o eta e teà oà p o edi e toà o eà daà (7,0) indenização ofertados. Elaborar requerimento de
aç o :àaç oàdeàdesap op iaç o.àCPC,àa t.à ,àVà / àLeià citação (AR ou mandado). CPC, arts. 221 e c/c art. 282,
4.132/62, art. 1º. (5,0) Identificar e qualificar o Sr. VII;Lei 4.132/62, art. 5º c/c Dec-lei 3.365/41, art. 16.
Bruno da Silva como legitimado para figurar no pólo (1,0). Elaborar protesto por provas, principalmente, por
passivo da relação processual, por ser ele o proprietário prova pericial. CPC, art. 282, VI. (1,0). Indicar o valor da
do imóvel desapropriado. CPC, art.282, II c/c Lei causa, consistente na soma do valor real mais as
4.132/62, art.5º c/c Dec-lei 3.365/41, art. 13. (5,0). benfeitorias necessárias.Considerar-se-á como valor
Indicar os fatos determinados, relevantes e necessários real aquele indicado no enunciado e apurado pelo
que justifiquem a desapropriação, imprescindivelmente: corretor de imóveis ou o valor cadastral do imóvel, em
a necessidade de construção de casas populares em conformidade com a indenização ofertada. CPC, art.
razão do risco, a edição do ato administrativo de 258. (5,0). Indicar local, data e assinatura. (1,0)
declaração de interesse social, a autorização para
venda das casas construídas e a impossibilidade do Advocacia-Geral da União - Concurso: Advogado da
acordo extrajudicial. CPC, art.282, III c/c Lei 4.231/62, União - Ano: 2008 - Banca: CESPE - Disciplina: Direito
art. 2º, V c/c Dec-lei 3.365/41, arts..2º e 10 c/c Lei Administrativo - Assunto: Improbidade Administrativa -
4.132/62, arts. 4º e 5º. (15,0). Indicar fundamentos PEÇA JUDICIAL - O Ministério X, iniciando a
jurídicos que justifiquem a competência comum do implementação de projeto de acesso amplo da
Município para promover a construção de moradias e, população carente a determinado serviço, procedeu a
em consequência, a desapropriação por interesse social processo licitatório visando adquirir 40 vans para
e a imissão provisória na posse em razão da urgência, viabilizar o atendimento móvel ao publico. Mediante
bem como o dever de pagar justa e prévia indenização pesquisa efetuada pelo setor competente, verificou-se
CRFB, art. 23, IX c/c Lei 4.132/62, art. 2º, V; Lei que o preço médio de cada veiculo seria
4.132/62, art. 5º c/c Dec-lei 3.365/41, art. 15, §1º, c; aproximadamente R$ 55 mil. O diretor administrativo do
CRFB, art. 5º, XXIV c/c art. 182, §3º. (20,0). Indicar os Ministério X, Francisco, competente para discutir sobre
requisitos procedimentais específicos: instrução da procedimentos licitatórios, determinou à comissão de
petição inicial com a planta ou descrição do imóvel e do licitação que a licitação fosse desmembrada, a fim de
Jornal oficial que publicou o decreto de desapropriação. serem adquiridos separadamente os veículos e os
Dec-lei 3.365/41, art. 13 (10,0). Formular requerimento equipamentos necessários à execução do serviço,
de imissão provisória na posse. Dec-lei 3.365/41, art. 15. optando-se pela modalidade convite, de forma que
(7,0). Indicar o valor do depósito para imissão provisória fossem adquiridos, em cada um dos procedimentos,
na posse, consistente no valor cadastral do imóvel. respectivamente, uma van e os materiais para equipá-la.
Dec.-lei 3.365/41, art. 15, §1º, c c/c verbete n. 652 da A comissão de licitação, formada por Carlos, seu
Súmula do STF. (7,0). Elaborar o pedido de presidente Lauro e Marcos, verificou que a aquisição dos

26
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

veículos e dos equipamentos em separado elevaria o comissão constituída ouviu os depoimentos dos
preço de cada veiculo para R$80 mil, além de a forma envolvidos no processo licitatório bem como os de Celso
determinada para aquisição contrariar a legislação de e de Dário, tendo estes relatado tudo que havia sido
regência. Francisco explicou aos membros da comissão contado por Marcos. Os depoimentos dos envolvidos
que tal procedimento poderia ser benéfico para todos, bem como as suas declarações de bens apontaram ter
dado o fato de seu filho Antônio ser proprietário da havido, após o término do processo licitatório,
empresa Filantropia, de revenda dos equipamentos incremento no patrimônio de cada um deles
necessários a prestação do serviço, e de seu sobrinho incompatível com a renda declarada. Em 2008, Francisco
Zeus, ser gerente da revendedora de Veículos adquirira uma chácara no valor de R$ 190 mil, Marcos,
Honestidade, no Distrito Federal. Assim, segundo uma casa no valor de R$ 200 mil, Carlos, uma casa de
Francisco, cada um dos envolvidos no processo licitatório praia no valor de R$ 195 mil, Lauro, um veiculo
perceberia algum dinheiro extra ao final do processo, importado no valor de R$ 185 mil, Antônio, um
caso a aquisição fosse efetuada da forma por ele apartamento no valor de R$ 190 mil e Zeus uma casa no
prevista. Em reunião posterior, presentes o diretor valor de R$ 200 mil. Diante das irregularidades
administrativo, Zeus, Antônio e os três membros da verificadas no processo licitatório e de posse do relatório
comissão, ficou acertado que os veículos seriam final da comissão responsável pelo processo disciplinar, o
adquiridos por R$ 110 mil a fim de que a diferença entre consultor jurídico do Ministério X encaminhou cópias das
o preço real e o de venda fosse dividida entre eles. informações e de todos os documentos colhidos à
Assim, a comissão de licitação, sem recorrer a consultoria Procuradoria-Regional da União da 1ª Região.
jurídica do ministério e visando demonstrar que as Considerando essa situação hipotética, elabore, na
exigências legais estavam sendo cumpridas, passou a qualidade de Advogado da União, a petição inicial de
enviar, a cada semana, uma carta-convite à empresa ação de improbidade administrativa, deduzindo as
Filantropia, e outra à concessionária Honestidade, além matérias de mérito e processuais, aplicáveis ao caso.
de encaminhar outras duas cartas a pessoas jurídicas
inexistentes, que, mediante fraude perpetrada por Zeus - Resposta: 1 Apresentação e estrutura textual
e Antônio, apresentavam proposta com valor bastante (legibilidade; respeito às margens; paragrafação) - 2
elevado. Assim, somente as propostas da Revendedora Desenvolvimento do tema, 2.1 Ação civil com rito
de Veículos Honestidade e da empresa Filantropia eram ordinário / Competência: vara da Justiça Federal do DF /
aceitas. Encerradas as aquisições em dezembro de 2007, Valor da causa fixado no montante do prejuízo sofrido
Marcos, por distração, revelou a dois antigos colegas de pelo erário (aproximadamente R$ 2.200.000,00, mais
trabalho, Celso e Dário, que a compra dos veículos juros e correção monetária); 2.2 Pólo ativo: União
destinados ao projeto de acesso amplo da população (pessoa jurídica de direito público interno) / Pólo
carente ao mencionado serviço rendera-lhe mais do que passivo: Antônio, Zeus, além de Francisco, Marcos,
o esperado e, assim, conseguiria adquirir uma casa de Lauro e Carlos – com as devidas qualificações; 2.3
dois quartos com piscina no Distrito Federal. Intrigados, Fracionamento da licitação / Compras balizadas pelos
Celso e Dário perguntaram-lhe como isso havia sido preços praticados no âmbito dos órgãos e entidades da
possível. Na certeza de que estes gostariam de participar administração pública / Ofensa ao princípio da
de um esquema dessa natureza, Marcos revelou-lhes competitividade / Não oitiva da assessoria jurídica; 2.4
como ocorreria a aquisição dos veículos, a qual Descrição dos fatos e indicação dos documentos
possibilitara que cada um dos envolvidos tivesse auferido comprobatórios / Conduta dos réus: enriquecimento
o lucro de R$ 200 mil. Celso, após o conhecimento dos ilícito e ato lesivo ao erário; 2.5 Pedido de liminar de
fatos, contou o fato narrado por Marcos ao consultor indisponibilidade dos bens dos réus / fumus boni iuris e
jurídico do Ministério X. De posse de tais informações, o periculum in mora / Oficiar DETRAN e cartórios; 2.6
referido consultor requisitou os autos do processo Requerimento de intimação do Ministério Público e
licitatório e verificou as irregularidades cometidas por notificação dos réus para manifestação por escrito /
Francisco, Carlos, Lauro, Marcos, Zeus e Antônio. Em Recebimento da inicial e citação dos réus /
seguida, representou o fato ao ministro de Estado, que, Requerimento de procedência do pedido para
ato contínuo, instaurou processo disciplinar, cuja condenação dos réus.

27
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

Advocacia-Geral da União - Concurso: Procurador do público, estaria inserida na exceção prevista no art. 13, II,
Banco Central - Ano: 2013 - Banca: CESPE - Disciplina: doàde etoà egula e tado àdaàLáIà N oàse oàate didosà
Direito Administrativo - Assunto: Lei de Acesso à pedidos de acesso à informação: II - que exijam trabalhos
Informação - Empresa do ramo jornalístico, de âmbito adicionais de análise, interpretação ou consolidação de
nacional, apresentou ao Departamento de Comunicação dados e informações, ou serviço de produção ou
do BACEN, com fundamento na Lei n.º 12.527/2011, Lei tratamento de dados que não seja de competência do
de Acesso à Informação (LAI), diversos pedidos relativos g oàouàe tidade. ;à vi àalgu sàdadosàdosàp o essosàdeà
à remuneração percebida por servidores ocupantes de homologação da escolha dos pretendentes a cargos de
cargo de direção, às despesas realizadas pela direção em instituições financeiras públicas, ainda que de
administração, às taxas e aos juros praticados pelas interesse público, notadamente de acionistas e clientes
instituições financeiras, além de cópia de processos das referidas instituições, estariam protegidos por sigilo
administrativos e pareceres emitidos pela Procuradoria- bancário, o que imporia o indeferimento também desse
Geral do BACEN. Em razão do alcance dos pedidos pedido, ainda mais se aplicada à hipótese a previsão
formulados, o Departamento de Comunicação contida no art. 5.º, §2.º, do decreto regulamentador da
encaminhou documento à apreciação e pronunciamento LAI, segundo o qual não se sujeitam ao disposto no
da Procuradoria-Geral, indicando as razões pelas quais de etoà asài fo aç esà elativasà àatividadeàe p esa ialà
pretendia recusar o atendimento dos diversos pleitos de pessoa física ou jurídica de direito privado obtidas
formulados pela empresa e solicitando parecer do órgão pelo Banco Central (...) no exercício da atividade
de assessoramento jurídico: (i) preliminarmente, não econômica cuja divulgação possa representar vantagem
seria admissível que pessoa jurídica, particularmente competitivaà aà out osà age tesà e o i os ;à eà vii à osà
uma empresa jornalística, formulasse pedido ao amparo pareceres jurídicos emitidos pela Procuradoria-Geral
da LAI, cujo campo de aplicação subjetivo é restrito às estariam protegidos por sigilo profissional, razão pela
pessoas naturais; (ii) a empresa requerente não qual não é possível o atendimento com fundamento na
apresentara razões que justificassem o seu interesse nos LAI. Em face dessa situação hipotética, formule parecer,
dados pleiteados; (iii) ainda que se pudesse aplicar a LAI na qualidade de procurador responsável pela análise do
ao caso, os dados relativos à remuneração dos diretores documento em apreço, enfrentando, com a devida
e presidente da autarquia, nominalmente identificados, fundamentação, cada uma das razões alegadas para o
além de constituírem dados pessoais (LAI, art. 4.º, IV: indeferimento da informação solicitada. Ao final,
i fo aç oà pessoal:à a uelaà ela io adaà à pessoaà conclua, conforme o caso, pelo deferimento ou pelo
atu alàide tifi adaàeàide tifi vel ,àesta iam abrangidos indeferimento do pedido de acesso aos dados, à luz das
pela exceção prevista no art. 23, VII, da LAI (dados que normas de regência da matéria e da jurisprudência a
possam colocar em risco a segurança de altas respeito dos temas. Dispense a apresentação de
autoridades nacionais ou estrangeiras e seus familiares), relatório.
notadamente em razão da ampla divulgação que, por
certo, o requerente pretenderia dar à informação; (iv) no - Resposta: 1- Apresentação (legibilidade, respeito às
que concerne aos dados relativos às despesas com margens e indicação de parágrafos) e estrutura textual
publicidade da autarquia, discriminados por veículo de (organização das idéias em texto estruturado). – 2-
comunicação, o fornecimento das informações, na forma Desenvolvimento do tema – 2.1- Razão (i): pedido de
solicitada, prejudicaria as estratégias de negociação do pessoa jurídica ao amparo da LAI -2.2- Razão (ii):
órgão público, dada a hipótese de inexigibilidade de exigência de motivação para os pedidos. 2.3- Razão (iii):
licitação (Lei n.º 8.666/1993, art. 25), e os concorrentes dados relativos à remuneração dos diretores e
poderiam conhecer os valores praticados na negociação presdente da autarquia. 2.4- Razão (iv): dados relativos
com o BACEN, razão pela qual a prestação da informação às despesas com publicidade da autarquia. – 2.5- Razão
não atenderia ao interesse público; (v) a solicitação de (v): informações relativas às operações de crédito
informações relativas às operações de crédito praticadas praticadas pelas instituições financeiras. – 2.6- Razão
pelas instituições financeiras, incluindo-se as taxas de (vi): dados dos processos de homologação da escolha
juros mínima, máxima e média e as respectivas tarifas dos pretendentes a cargos de direção em instituições
bancárias, além de não se reportar a dados de interesse financeiras públicas. 2.7- Razão (vii): pareceres jurídicos

28
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

emitidos pela Procuradoria-Geral do Bacen. 2.8- Supremo Tribunal Federal, afastando o entendimento
Conclusão. do TCU de que seria inconstitucional o regime
simplificado estabelecido pelo Decreto nº 2.745/98,
Advocacia de Estatais - Concurso: PETROBRAS - Ano: conforme decidido nos Mandados se Segurança nºs
2009 - Banca: CESGRANRIO - Disciplina: Direito 25.888, 25.986, 26.783, 26.808, 27.232, 27.337, 27.344,
Administrativo - Assunto: Licitação - Considerando o 27.743, entre outros.
regime jurídico da Petróleo Brasileiro S.A – Petrobras, e
com base em dispositivos da Lei do Petróleo e Decreto Procuradoria Estadual - Concurso: PGE-BA - Ano: 2014 -
regulamentador, redija um parecer explicando se é Banca: CESPE - Disciplina: Direito Administrativo -
constitucional a instituição de um procedimento Assunto: Licitação - PARECER -Com o objetivo de
licitatório simplificado para aquisição de bens e serviços aperfeiçoar a atividade administrativa, o secretário de
que, entre outros aspectos, estabeleça a utilização de Administração do estado da Bahia decidiu promover a
carta-convite para contratos que ultrapassem os limites capacitação de vinte servidores públicos em legislação de
de valores previstos na Lei no 8.666/93. pessoal, por meio da participação no IV Seminário
Internacional de Recursos Humanos, maior evento da
- Resposta: Exige-se do candidato demonstrar, em área no Brasil, que contará com palestrantes de renome
forma de parecer, o conhecimento acerca das questões internacional e será realizado no período de 10 a 15 de
constitucionais envolvidas na instituição de regime julho de 2014 em Salvador–BA. A prestação dos serviços
licitatório simplificado para a PETROBRAS, abordando: - será feita mediante a contratação direta da empresa
as alterações no texto constitucional introduzidas pela responsável pela organização do seminário, a RH
Emenda Constitucional nº 09/95, que flexibilizou o Treinamentos, que presta, há vinte anos, serviços para
monopólio do petróleo, passando a PETROBRAS a diversos órgãos públicos nos âmbitos estadual e federal.
explorar sua atividade econômica em regime de livre O valor da contratação é de R$ 20.000,00, referentes ao
competição com agentes privados (art. 177, CF), valor das inscrições. Feita a seleção dos servidores
pressupondo igualdade de condições entre agentes interessados e reunida a documentação necessária, o
econômicos concorrentes; - o advento da Emenda secretário determinou a instauração do devido processo
Constitucional nº 19/98 e as alterações nos artigos 22, administrativo e o seu envio à procuradoria
XXVII, e 173, §1º, inciso III, ambos da CF/88, que administrativa da PGE/BA para o exame jurídico da
deixaram evidente a distinção da legislação de possibilidade da contratação direta, nos termos do art.
licitações aplicável às administrações diretas, 38, parágrafo único, da Lei n.º 8.666/1993. Em face dessa
autarquias e fundações públicas daquela aplicável às situação hipotética, elabore, na qualidade de procurador
empresas públicas e sociedades de economia mista, estadual responsável pela análise do referido processo
como a PETROBRAS; - a submissão aos princípios da administrativo, parecer sobre o caso. Dispense o
administração pública (art. 37, CF) no regime licitatório relatório e aborde, necessariamente, os seguintes
próprio das sociedades de economia mista e a exigência aspectos:1- possibilidade ou não de contratação direta,
de lei que estabeleça o seu estatuto jurídico, dispondo modalidade adequada ao caso e requisitos legais; [valor:
sobre o seu regime licitatório próprio (art. 173, §1º, 14,00 pontos] 2- documentos/elementos/atos que
inciso III, CF/88); - o papel do artigo 67 da Lei nº devem instruir o processo administrativo quanto ao
9.478/97 (Lei do Petróleo) e do Decreto nº 2.745/98; - a serviço; [valor: 10,00 pontos] 3-
validade do aludido Decreto como regulamento documentos/elementos/atos que devem instruir o
autônomo sobre organização e funcionamento da processo administrativo relacionados à empresa; [valor:
Administração, na forma do artigo 84, inciso VI, alínea 6,00 pontos] 4- possibilidade ou não de realização de
a ,àdaàCF/ à ECà ºà / ,àouà o oà egula e toàdeà credenciamento; [valor: 3,00 pontos] 5- obrigatoriedade
execução do artigo 67 da Lei do Petróleo; - se a ou não de instrumento de contrato; [valor: 3,00 pontos]
disciplina das licitações estaria sujeita à reserva de lei 6- necessidade ou não de publicação da ratificação da
formal ou à reserva absoluta de lei que invalide a autoridade superior na imprensa oficial. [valor: 2,00
aplicação do Decreto nº 2.745/98; - a existência de pontos]
decisões, todas em sede liminar, proferidas pelo

29
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

- Resposta: O candidato deve desenvolver os seguintes Brasil, e que contará com palestrantes de renome
aspectos no parecer: 2.1 – a modalidade de contração internacional. Quanto à notória especialização, além
direta deve ser a inexigibilidade de licitação, pois, ao dos palestrantes com reconhecimento internacional, a
contrário da dispensa de licitação, não há viabilidade de empresa contratada possui ampla experiência no
competição. Ademais, o valor da contratação não está mercado. Uma vez satisfeitos os três requisitos,
dentro dos limites da dispensa, em razão do valor. De constata-se a inviabilidade de competição. Não há
acordo com o professor Eros Grau, na dispensa, a lei como realizar licitação, pois o seminário é específico,
autoriza a Administração a, excepcionalmente, realizado em data determinada e aberto ao público. No
contratar sem licitação. Atua, aí, a conveniência que toca à instrução do processo administrativo, a Lei
administrativa, em nome da qual dá-se a dispensa do nº 8.666/1993 exige a presença de vários documentos.
dever de licitar. O dever de licitar incide, mas é afastado Pode-se destacar os documentos relacionados à
pelo preceito legal. A enunciação legal das hipóteses de empresa e ao serviço. Com relação à empresa, faz-se
dispensa é exaustiva. Não está a Administração necessário: a) documentos referentes à habilitação da
autorizada a dispensar a licitação senão, e empresa, em especial os relacionados à regularidade
exclusivamente, nas hipóteses expressamente indicadas fiscal (art. 65, § 3º, XII e XIII, da Lei estadual nº
pela lei. Já no que concerne aos casos de inexigibilidade 9.433/2005 e art. 27 da Lei nº 8.666/1993); b)
de licitação, ao contrário, não incide o dever de licitar. A comprovação de que a empresa não está suspensa ou
não realização da licitação decorre, não de razão de impedida de contratar com o estado da Bahia (art. 65, §
conveniência administrativa, mas da inviabilidade de 3º, VII, da Lei estadual nº 9.433/2005). Quanto ao
competição. Dadas as circunstâncias do caso descrito, a serviço, faz-se necessário: a) justificativa da necessidade
possibilidade de contratação direta, por meio de da contratação do serviço (art. 26 da Lei nº 8.666/93);
inexigibilidade de licitação, está prevista no art. 25, II, b) justificativa do preço a ser cobrado (art. 26 da Lei nº
da Lei nº 8.666/1993. A contratação não pode ser feita 8.666/93). 2.3 – Quanto ao credenciamento, não há
com base no inciso I, pois este é aplicável apenas às possibilidade de aplicação na hipótese descrita, pois
compras (Marçal Justen Filho. Curso de Direito não há a necessidade de contratação do maior número
Administrativo. Ed. Forum, 2012). Sobre o assunto, possível de empresas. No caso, a necessidade recai
disp eà aà Leià ºà . / :à á t.à à Éà i exigívelà aà apenas em uma empresa, pois somente a RH
licitação quando houver inviabilidade de competição, Treinamentos possui o direito de organizar o citado
em especial: (...)2.2 – para a contratação de serviços seminário. Aplica-se, no caso, o disposto no art. 61 da
técnicos enumerados no art. 13 desta Lei, de natureza Leiàestadualà ºà . / :à Éài exigívelàaàli itaç o,àpo à
singular, com profissionais ou empresas de notória inviabilidade de competição, quando, em razão da
especialização, vedada a inexigibilidade para serviços natureza do serviço a ser prestado e da impossibilidade
deàpu li idadeàeàdivulgaç o. Po ta to,àpa aàse àpossívelà prática de se estabelecer o confronto entre os
a referida contratação direta, é necessária interessados, no mesmo nível de igualdade, certas
demonstração de três requisitos: a) serviço técnico necessidades da Administração possam ser melhor
previsto no art. 13 da Lei 8.666/93; b) serviço de atendidas mediante a contratação do maior número
natureza singular; c) profissional ou empresa de notória possível de prestadores de serviço, hipótese em que a
especialização. Quanto ao primeiro requisito, o art. 13, Administração procederá ao credenciamento de todos
IV,à p ev à ueà oà ape feiçoa e toà eà t ei a ento de os interessados que atendam às condições
pessoal à à ualifi adoà o oà se viçoà t i o.à Desseà esta ele idasàe à egula e to .à . à– Relativamente ao
modo, pode-se concluir que o serviço a ser contratado instrumento de contrato, não há necessidade no caso
satisfaz o requisito legal. Relativamente à descrito, pois o valor da contratação não está
singularidade, vale anotar que tal característica deve compreendido dentro dos limites da tomada de preços e
estar relacionada às peculiaridades do serviço, e não ao concorrência, podendo ser substituído por carta-
número de empresas capazes de prestá-lo. No caso, a contrato, nota de empenho ou ordem de execução de
singularidade revela-se no fato de que se trata de serviço, como autoriza o texto do art. 62 da Lei nº
seminário internacional, maior evento realizado no . / :à Oà i st umento de contrato é obrigatório

30
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

nos casos de concorrência e de tomada de preços, bem TV e rádio, bem como pela considerável venda de CD
como nas dispensas e inexigibilidades cujos preços lançado recentemente.5.2.) Mencionar a necessidade de
estejam compreendidos nos limites destas duas juntada no procedimento de contratação, de pesquisa
modalidades de licitação, e facultativo nos demais em de preços cobrados pela dupla em eventos ou
que a Administração puder substituí-lo por outros apresentações já ocorridas, como forma de se evitar a
instrumentos hábeis, tais como carta-contrato, nota de constatação de superfaturamento, nos termos do § 2º,
empenho de despesa, autorização de compra ou ordem do art. 25, da Lei de Licitações.5.3) Mencionar a
deà exe uç oà deà se viço .à . à – Por último, no que toca necessidade de juntada de documentos comprobatórios
ao cumprimento do princípio da publicidade, o art. 26 de regularidade fiscal e trabalhista da parte contratada,
da Lei nº 8.666/1993 exige que a ratificação da situação mencionando os documentos necessários, nos termos
de inexigibilidade seja publicada na imprensa oficial: do art. 29, da Lei de Licitações, conforme a parte a ser
ásà dispe sasà p evistasà osà §§à ºà eà ºà doà a t.à à eà oà contratada, ou seja, as pessoas físicas dos cantoresou
inciso III e seguintes do art. 24, as situações de da empresa que detém a exclusividade na contratação
inexigibilidade referidas no art. 25, necessariamente de suas apresentações. Nesse último caso, mencionar
justificadas, e o retardamento previsto no final do necessidade da juntada de documento comprobatório
parágrafo único do art. 8º desta Lei deverão ser da exclusividade.5.4) Mencionar necessidade de
comunicados, dentro de 3 (três) dias, à autoridade aferição de existência de recursos orçamentários para
superior, para ratificação e publicação na imprensa suportar o valor da contratação.5.5) Mencionar a
oficial, no prazo de 5 (cinco) dias, como condição para a necessidade do Setor de Licitações submeter o
efi iaàdosàatos .àáà o lus oàdoàpa e e àdeveàse àpelaà procedimento à autoridade superior (Secretário
possibilidade de contratação direta, por inexigibilidade Municipal ou Prefeito) para ratificação, bem como fazer
de licitação, da empresa RH Treinamentos, para a publicar a contratação na imprensa oficial no prazo de
prestação dos serviços técnicos no âmbito do IV 05 dias, como condição para eficácia dos atos e
Seminário Internacional de Recursos Humanos. justificativa, nos termos do art. 26, da Lei de
LIcitações.5.6) Exprimir a opinião final sobre a
Procuradoria Municipal - Concurso: possibilidade da contratação, nos termos acima, na
PGM/ITAQUAQUECETUBA - SP - Ano: 2012 - Banca: qualidade de procurador jurídico do município,
INSTITUTO SOLER - Disciplina: Direito Administrativo - inserindo nome e registro na OAB.
Assunto: Licitação - Prefeito do Município, em virtude
das comemorações do aniversário dacidade, quer Procuradoria Municipal - Concurso: PGM-Itararé/SP -
contratar dupla sertaneja consagrada pela opinião Ano: 2013 - Banca: PUBLICONSULT - Disciplina: Direito
pública em razão das apresentações em diversos Administrativo - Assunto: Licitação - A Prefeitura de
programas de TV e rádio, bem como pela considerável Itararé realiza uma licitação na modalidade Tomada de
venda de CD lançado recentemente. Como Procurador Preços visando à contratação de uma empresa para a
do Município, elabore parecer quanto a possibilidade de construção de uma escola de tempo integral. Entregaram
contratação e quais procedimentos a administração tempestivamente os envelopes quatro empresas a saber
pública deve cumprir. áà –EPP ,à Bà – EPP,à C à eà D ,à se doà asà duasà p i ei asà
devida e teà ede iadasà o oà EPPà - Empresa de
- Resposta: PEÇA PRÁTICA: PARECER JURÍDICO: Pe ue oà Po te .à Naà a e tu aà doà p i ei oà e velopeà aà
Indicação do nº do parecer 2) Local e data (opcional ao Comissão de Licitação constatou que a e p esaà áà –
final) 3) Referência ao assunto tratado no parecer 4) EPP àap ese touàaà CNDà – IN““àve ida.àáà e p esaà Bà –
Relatório ou Síntese Fática 5) Conteúdo do EPP à deixouà deà ap ese ta à aà Ce tid oà Negativaà deà
Relatório:5.1) Possibilidade de contratação da dupla Fal ia.à áà e p esaà C à ap ese touà oà o t atoà so ialà
sertaneja por inexigibilidade de licitação, nos termos do através de cópia simples, porém, apresentou
art. 25, inciso III, da Lei Federal nº 8.666/93, de forma concomitantemente o contrato social original e a
direta ou através de empresário exclusivo, e p esaà D à ap ese touà todosà osà do u e tosà deà
mencionando que são consagrados pela opinião pública habilitação exigidos no Edital da referida Tomada de
em razão das apresentações em diversos programas de Preços. A Comissão de Licitação suspendeu a sessão e

31
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

consultou a Procuradoria Jurídica para auxiliar na análise inexequível. Diante do cenário instalado, a empresa
dos documentos e emissão de parecer acerca do o t atadaà peti io ouà aoà Mu i ípioà X ,à expo doà aà
julgamento da fase de habilitação de referida licitação. situação em que se encontrava, requerendo: (a)
Elabore um parecer objetivo sobre o julgamento da fase suspensão da execução do contrato até que os
de habilitação da licitação levando em consideração a pagamentos em atraso fossem realizados; (b) que, após a
pa ti ipaç oà dasà e p esasà á-EPP ,à B-EPP ,à C à eà D à regularização dos pagamentos em atraso, fosse deferido
no certame. o reequilíbrio do contrato em 28% (vinte e oito por
cento), percentual equivalente aos aumentos
- Resposta: QUESITOS A SEREM CONSIDERADOS NA inesperados dos preços dos insumos. (desnecessária a
ELABORAÇÃO DA RESPOSTA: Considerando as citação de dispositivo legal). Na condição de Procurador
prerrogativas da LEI COMPLEMENTAR 123/2006 - doà Mu i ípioà X ,à e itaà Pa e e à Ju ídi o,à opi a doà
Estatuto das microempresas e empresas de pequeno acerca de cada requerimento da contratada.
po teà ,àaàe p esaà á àdeve àse àHáBILITáDáà à oà
certame, devendo ser exigida a comprovação da sua - Resposta: PARECER -Ementa: ..... - Relatório: .... -
REGULARIDADE FISCAL perante o INSS apenas como Fundamentação Legal - (a) No caso de atraso superior a
CONDIÇÃO PARA ASSINATURA DO CONTRATO, nos 90 (noventa) dias dos pagamentos devidos pela
termos do art. 42 de referida norma (3). Por sua vez a Administração decorrentes de obras, serviços ou
e p esaà B àapesa àdeàta àgoza àdosà e efí iosàdaà fornecimento, ou parcelas destes, já recebidos ou
Lei Complementar 123/2016 deixou de apresentar um executados, a Lei de Licitações (Lei 8.666/93) assegura
documento que se refere à comprovação de sua ao contratado o direito de optar pela suspensão do
QUALIFICAÇÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA (4) e não cumprimento de suas obrigações até que seja
regularidade fiscal, não se aplicando neste caso a normalizada a situação. (b)O contrato poderá ser
exceção trazida pela Lei Complementar, devendo a alterado para restabelecer a relação que as partes
mesma ser INABILITADA (5). No que se refere à empresa pactuaram inicialmente entre os encargos do
C àaà es a poderá ser HABILITADA (6), pois apesar da contratado e a retribuição da administração para a
mesma apresentar cópia simples do contrato social justa remuneração da obra, serviço ou fornecimento,
apresentou a VIA ORIGINAL, permitindo, desta forma, objetivando a manutenção do equilíbrio econômico-
sua AUTENTICAÇÃO por um dos membros da Comissão, financeiro inicial do contrato, na hipótese de sobrevirem
nos termos do caput do art. 32 da Lei Federal nº fatos imprevisíveis, ou previsíveis porém de
8.666/93 (7). Daà es aà fo aà aà e p esaà D à deve à conseqüências incalculáveis, retardadores ou
ser HABILITADA (8) uma vez que apresentou todos os impeditivos da execução do ajustado, ou, ainda, em
documentos exigidos para habilitação no ato caso de força maior, caso fortuito ou fato do príncipe,
convocatório de referido certame. configurando álea econômica extraordinária e
extracontratual. O contratado fica obrigado a aceitar,
Procuradoria Municipal - Concurso: PGM- nas mesmas condições contratuais, os acréscimos ou
Guapimirim/RJ - Ano: 2014 - Banca: IBAP - Disciplina: supressões que se fizerem nas obras, serviços ou
Direito Administrativo - Assunto: Licitação - PARECER - compras, até 25% (vinte e cinco por cento) do valor
Considere a seguinte situação hipotética. Uma empresa inicial atualizado do contrato. Nenhum acréscimo ou
fo aà o t atadaàpeloàMu i ípioà X àpa aàp esta àse viçosà supressão poderá esse limite, salvo as supressões
de construção civil, mediante regular processo licitatório, resultantes de acordo celebrado entre os contratantes.
na modalidade concorrência. No curso da execução, a É o parecer. Data. Assinatura do Advogado.
empresa contratada constatou que vinha amargando
severos prejuízos, decorrentes de atrasos no pagamento, Advocacia-Geral da União - Concurso: Procurador
sem motivo justo, que superavam 90 dias. Além deste Federal - Ano: 2005 - Banca: CESPE - Disciplina: Direito
fato, constatou que o aumento inesperado e Administrativo - Assunto: Licitação - O presidente de
absolutamente imprevisível do preço de determinados uma autarquia federal pretende oferecer à população
insumos também contribuiu para um desequilíbrio brasileira - notadamente àqueles segmentos que não
econômico e financeiro do contrato, tornando-o têm acesso aos meios maissofisticados de comunicação e

32
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

que apresentam dificuldades de interpretação da prorrogações por iguais e sucessivos períodos ate o
informação - igualdade de oportunidades de limite legal. O processo encontra-se instruído com os
compreensão das normas ediretrizes de um novo seguintes documentos: - manifestação da empresa
programa em implementação na área de atuação da contratada afirmando o interesse na prorrogação
citada autarquia. Para isso, a referida autoridade contratual; - minuta do quarto termo aditivo; -
consultou sua Procuradoria a respeito da possibilidade justificativa da administração acerca da necessidadede se
de dispensa da obrigatoriedade de procedimento prorrogar o contrato e declaração de que os serviços
licitatório, fundada na conveniência administrativa, com vem sendo prestados a contento; - declaração de que a
o objetivo de facilitar a campanha de esclarecimento à CEB se encontra em debito com o INSS e o FGTS. Com
sociedade. Em face da situação hipotética acima, base na situação hipotética acima apresentada e
elabore, na qualidade de procurador federal em exercício considerando que o processo administrativo lhe tenha
na referida autarquia, uma parecer jurídico abordando as sido distribuído, elabore, na qualidade de procurador
questões constitucionais e legais relacionadas à situação- federal, o respectivo parecer, analisando a legalidade da
problema em questão. prorrogação contratual. Ao elaborar seu texto, aborde,
necessariamente, os seguintes pontos: - fundamento da
- Resposta: Quesitos avaliados - 1. Apresentação e dispensa de licitação no contrato originário; - definição
estrutura textuais (legibilidade, respeito às margens e de serviço continuo e enquadramento ou não do
indicação de parágrafos) - 0,00 a 1,00 -2. fornecimento de energia elétrica nesseconceito, segundo
Desenvolvimento do tema - 2.1. Licitação inexigível, o entendimento do TCU; - requisitos (legais e
dispensada e dispensável: conceitos. Distinção e consagrados pelo TCU) para a prorrogação dos contratos
exemplos; Hipóteses de cabimento de dispensa em face de prestação de serviços contínuos; - atendimento ao
da hipótese: pelo valor 10% convite. Dobro no caso de requisito temporal no caso em exame; - vigência do
agências executivas - 0,00 a 2,00 2.2. A publicidade em contrato de serviço continuo e limitação ao exercício
face das licitações e contratos: Art. 25, inciso II, da Lei financeiro; - possibilidade de prorrogação do contrato no
8.666/93 - vedação legal expressa de Inexigibilidade; caso de debito da contratada com o INSS e o FGTS,
Possibilidade de dispensa pelo valor. Art. 37, Parag. 1 considerando-se ser desejável que o contratado
da CF/88 - vedação de promoção pessoal e caráter mantenha, na hipótese de prorrogação, os requisitos de
educativo. Crítica: Critérios objetivos de avaliação - 0,00 habilitação exigidos quando da assinatura do contrato
a 2,00 - 2.3 Discricionariedade na licitação: cabimento originário.
na dispensa e rol taxativo do art. 24 da Lei 8.666/93.
Vinculação na inexigibilidade de licitação - 0,00 a 2,00 - Resposta: 1- Apresentação e estrutura textual
(legibilidade, respeito às margens e indicação de
Advocacia Geral da União - Concurso: Procurador parágrafos); 2- Desenvolvimento do tema. 2.1- A
Federal - Ano: 2010 - Banca: CESPE - Disciplina: Direito dispensa pode ser realizada com fundamento no
Administrativo - Assunto: Licitação - PARECER - No dia disposto no art. 24, XXII, da Lei n.º 8666/1993. 2.2- O
24/12/2009, a administração da FUNASA, em Brasília, conceito é dado sob o enfoque da permanência da
encaminhou processo administrativo de fornecimento de necessidade pública a ser satisfeita. O serviço de
energia elétrica de baixa tensão à unidade consumidora fornecimento de energia elétrica é considerado
do prédio da autarquia denominado Anexo II. A previsão contínuo (entendimento do TCU). 2.3- Dois pontos para
de consumo para o período de 12 meses é de R$5.000.00 cada requisito correto da prorrogação contratual para
e a empresa contratada é a concessionaria de serviço serviços contínuos 2.4- Não foi atendido o requisito
publico que detém o monopólio desse serviço no Distrito temporal porque a primeira prorrogação ocorreu após o
Federal, a CEB. No processo, consta que o contrato foi término da vigência do primeiro ano do contrato. Foram
celebrado, mediante dispensa de licitação, em 1/1/2005. ultrapassados os 60 meses, mas a lei prevê a duração de
O primeiro termo aditivo foi celebrado em 31/12/2006; o 72 meses em hipóteses excepcionais 2.5- A vigência do
segundo, em 31/12/2007; e o terceiro, em 31/12/2008. contrato de serviço contínuo não está adstrita ao
Tanto o edital como o contrato consignaram que o prazo exercício financeiro (não basta afirmar que o contrato
de vigência seria de doze meses e que poderia haver de serviço contínuo não está adstrito à vigência dos

33
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

créditos orçamentários) 2.6- Ainda que a CEB se exercício do poder de polícia para sociedades de
encontre inadimplente junto ao INSS e ao FGTS, poderá economia mista com base no alcance e conteúdo dos
ser celebrado o termo aditivo almejado, pois a FUNASA arts. 22, 30 e 175 da CR/88 e (ii) dos arts. 7º e 24 do
não pode prescindir do serviço de energia elétrica, uma CTB. Com base nesseentendimento, podemos concluir
vez que a CEB presta o serviço sob o regime de que é possível a delegaçãodo poder de polícia a pessoa
monopólio. jurídica de direito privado integrante da Administração
Pública no que diz respeito aos aspectos fiscalizatórios e
Advogado - Concurso: BHTRANS - Ano: 2013 - Banca: de consentimento. De outro lado, não se poderá
FUNDEP - Disciplina: Direito Administrativo - Assunto: delegar o Poder de Polícia quando se tratar deatividade
Poderes Administrativos - PARECER - O Conselho de legislativa e do poder de impor sanções, por exemplo
Administração da BHTRANS indaga a respeito da multas de trânsito.
possibilidade de o exercício do poder de polícia de
trânsito ser delegado à sociedade de economia mista. Procuradoria Estadual - Concurso: PGDF - Ano: 2013 -
ELABORE um parecer jurídico fundamentado Banca: CESPE - Disciplina: Direito Administrativo -
respondendo à consulta. Assunto: Poderes Administrativos - Parecer -
Determinado ente federativo, no exercício de atividade
- Resposta: ESTRUTURA: EMENTA - RELATÓRIO - fiscalizatória, tendo constatado a presença de construção
FUNDAMENTAÇÃO - CONCLUSÃO - ENTENDIMENTO DA irregular de imóvel em área pública a ele pertencente,
BHTRANS: O exercício do poder de polícia de trânsito emitiu notificação demolitória ao ocupante. O particular
pode ser delegado a sociedade de economia mista. A Lei apresentou requerimento administrativo, com a
municipal de Belo Horizonte nº 5.953/91 autorizou a finalidade de impedir a concretização da demolição, no
criação da BHTRANS com a finalidade de controlar e qual, alegou que: (i) o ato seria nulo, ante a ausência da
executar os serviços de trânsito da capital mineira, em indispensável autorização judicial prévia; (ii) a ocupação
conformidade com o artigo 24 do Código de Trânsito seria de boa-fé, embora não houvesse título expresso e
Brasileiro (Lei 9.503/97), bem como no interesse público válido autorizando a ocupação do imóvel; (iii) como
local, nos termos do artigo 30 da Constituição Federal decorrência da boa-fé, teria posse do imóvel e o direito
(CF). ENTENDIMENTO DO TJMG: MULTA DE TRÂNSITO - de retenção, de acordo com os institutos civilistas
BHTRANS - SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA - aplicáveis à matéria; e (iv) teria direito à indenização por
COMPETÊNCIA PARA APLICAR SANÇÕES benfeitorias úteis e necessárias, caso fosse
ADMINISTRATIVAS - INEXISTENTE - ATO DE SANÇÃO implementada a medida. Para subsidiar a apresentação
EXPRESSIVO DO PODER DE POLÍCIA - INDELEGÁVEL A de resposta ao requerimento, foi solicitado parecer ao
PARTICULARES - PRECEDENTE DO STJ - SENTENÇA órgão jurídico competente a respeito das argumentações
MANTIDA. A aplicação de multa àqueles que infringem apresentadas pelo autor. Em face dessa situação
as normas de trânsito caracteriza-se como exercício de hipotética, elabore, na condição de procurador
poder de polícia e, como tal, não pode ser atribuída a responsável pela análise do tema, o parecer solicitado,
particulares, justamente em razão da indelegabilidade com fundamento na legislação de regência e na
dos atos sancionatórios, inerentes ao poder de coerção jurisprudência do STJ. Ao elaborar seu texto, além de
do Poder Público. Dessa forma, a BHTRANS, criada enfrentar todas as alegações do autor [valor: 28,00
como sociedade de economia mista, com personalidade pontos], aborde, necessariamente, os seguintes
jurídica de direito privado, e com intuito lucrativo, não aspectos: 1- conceito de poder de polícia; [valor: 5,00
possui competência para aplicar multas de trânsito no pontos] 2- atributos da discricionariedade,
Município de Belo Horizonte, detendo apenas autoexecutoriedade e coercibilidade; [valor: 15,00
competência para exercer a fiscalização do trânsito. pontos] 3- meios de atuação do poder de polícia em
ENTENDIMENTO DO STJ : O STJ permite o exercício do sentido amplo. [valor: 5,00 pontos]
poder de polícia por sociedade de economia mista
apenas em relação aos atos de fiscalização - Resposta: 1- Apresentação (legibilidade, respeito às
(policiamento), mas não a imposição de sanções margens e indicação de parágrafos) e estrutura textual
(multas), com base há possibilidade de delegação do (organização das ideias em texto estruturado) - 0,00 a

34
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

2,00 - 2 Desenvolvimento do tema - 2.1 Desnecessidade a aà aà segui teà situaç o:à “ouà do oà deà u aà ofi i aà
de autorização judicial prévia 0,00 a 5,00 - 2.2 Ausência mecânica que está instalada há 20 anos no mesmo lugar.
de boa-fé 0,00 a 3,00 - 2.3 Descabimento do direito de Há 10 (dez) dias, por ato do Diretor do órgão de
retenção 0,00 a 10,00 - 2.4 Ausência de direito à fiscalização ambiental do Estado, meu estabelecimento
indenização por benfeitorias 0,00 a 10,00 - 2.5 Conceito foi interditado. Tenho cópia de todo o expediente
de poder de polícia 0,00 a 5,00 - 2.6 Atributos da administrativo e, nele, se lê que o fundamento para a
discricionariedade, autoexecutoriedade e coercibilidade interdição foi o de que minha oficina estaria
0,00 a 15,00 - 2.7 Meios de atuação do poder de polícia ultrapassando o limite máximo de emissão de ruídos
em sentido amplo para o exercício da minha atividade. Quando falei com o
Diretor do citado órgão, ele me informou que a lei que
Procuradoria Municipal - Concurso: PGM-Bragança permite a interdição para casos análogos também
Paulista/SP - Ano: 2014 - Banca: ZAMBINI - Disciplina: contém previsão de que, em situações idênticas, é
Direito Administrativo - Assunto: Pregão - PEÇA PRÁTICA possível a aplicação de advertência e/ou a concessão de
- O Secretário Municipal de Obras de Bragança Paulista prazo para a adequação da emissão de ruídos ao limite
encaminhou ao Departamento de Licitações e Contratos acústico tolerado. Além de me aplicar a sanção mais
um pedido para abertura de procedimento licitatório, gravosa, eu não tive oportunidade de me defender e,
afim de adquirir 600 toneladas de Asfalto (Massa como se tal não bastasse, a medição sonora não foi feita
Asfáltica tipo CBUQ) para as operações de tapa buraco na no meu estabelecimento, que fica no bairro X, mas em
cidade. De acordo com o setor de Obras o Asfalto deveria um similar, localizado no bairro Y. Se eu estiver
ser entregue no decorrer de um ano, mediante desrespeitando a lei, pretendo me adequar, mas acho
requisição. O responsável pelo setor de licitações colheu injusta a postura do órgão de fiscalização ambiental.
as informações técnicas do Asfalto e, por se tratar de Além disso, sem a renda da minha oficina eu não consigo
produto de uso comum e ordinário em diversas me sustentar. Fui informado de que posso me utilizar de
Prefeituras, preparou uma minuta de pregão presencial. um recurso administrativo, mas a sua eventual
Preocupado com a qualidade do Asfalto e com a interposição não sustará os efeitos da interdição. O que
prontidão de sua entrega, quando de sua requisição, posso fazer para que, até a resolução da situação, eu
limitou a distância da Usina de Asfalto à no máximo 20 possa manter o estabeleci e toà a e to? .à Co oà
km do centro da Prefeitura. Como Procurador(a) advogado(a) do Sr. Aderbalino Luca, expliquelhe, com as
Municipal V.Sa. foi instado(a) a emitir parecer jurídico, devidas fundamentações, qual é a mais efetiva medida a
em no máximo 10 linhas, acerca do presente ser intentada no sentido de sobrestar os efeitos do auto
procedimento, pautando-se pelas disposições legais e de infração, possibilitando-se, assim, a retomada das
súmulas do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo. atividades de sua oficina. Para a opção da mais efetiva
medida, leve em consideração a celeridade do
- Resposta: A escolha pelo procedimento do pregão foi
procedimento, a natureza da sentença e os efeitos de
correta, por se tratar de serviço comum e ordinário. A
eventual recurso.
limitação de distância da usina de asfalto é irregular,
conforme sumula 16 do TCE/SP, devendo ser retirada do - Resposta: GRADE DE CORREÇÃO - 1. Identificação da
instrumento licitatório. Fundamento - LEI No 10.520/02. peça: inicial de MANDADO DE SEGURANÇA (20% da
- Art. 1º Para aquisição de bens e serviços comuns, nota) - 2. Fundamentação legal: art. 5º, LXIX, da
poderá ser adotada a licitação na modalidade de Constituição, e Lei nº 12.016/09 (10% da nota) - 3.
pregão- SÚMULA Nº 16 do TCE/SP - Em procedimento Menção sobre a possibilidade de comprovação dos
licitatório, é vedada a fixação de distância para usina de fatos: cópias do expediente administrativo (10% da
asfalto. nota) - 4. Ofensa à ampla defesa e ao contraditório
(10% da nota) - 5. Ofensa ao devido processo legal (10%
Procuradoria Municipal - Concurso: PGM - FozPrevi - PR
da nota) - 6. Ofensa à proporcionalidade: possibilidade
- Ano: 2012 - Banca: UFPR - Disciplina: Direito
de utilização de sanções menos gravosas. (10% da nota)
Administrativo - Assunto: Processo Administrativo - O
- 7. Ausência de urgência [ou do que alguns chamam de
Sr. Aderbalino Luca lhe procura em seu escritório e lhe
pe i ulu à i à o aà i ve tido ]:à aà atividade já é

35
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

realizada, no mesmo lugar, há 20 anos. (10% da nota) - - Resposta: 1- Apresentação (legibilidade, respeito às
8. Menção à desnecessidade de esgotamento das margens e indicação de parágrafos) e estrutura textual
esferas administrativas, máxime pela ausência de (organização das idéias em texto estruturado). – 2-
recurso que possua efeito suspensivo: art. 5º, XXXV, da Desenvolvimento do tema – 2.1 -Agravo regimental –
Constituição, e/ou art. 5º, I, da Lei nº 12.016/2009. 2.2 – Ausência dos requisitos para a concessão da
(10% da nota) - 9. Menção ao pedido de liminar e liminar: fumus boni iuris e periculum in mora. 2.3-
respectivas fundamentações: Periculum in mora, no Desnecessidade de intimação pessoal – 2.4 – Ausência
mínimo, e fumus boni iuris. (10% da nota). de prescrição da pretensão punitiva (procedimento
desencadeado pela administração quando tomou
Advocacia-Geral da União - Concurso: Procurador do ciência do fato)/referência ao art. 133 da Lei
Banco Central - Ano: 2013 - Banca: CESPE - Disciplina: 8.112/90/incompatibilidade da situação com o art. 37,
Direito Administrativo - Assunto: Processos e Recursos XVI e XVII, da CF/ Impossibilidade de convalidação de
Administrativos - A administração pública federal atos inconstitucionais. 2.5- Ausência de boa-fé (Lei
desencadeou processo administrativo disciplinar contra 8.112/90, art. 133, p. 5º). 2.6- Cabimento da penalidade
servidor público do BACEN, por suposta acumulação de demissão (Lei 8.112/90, art. 133, p. 6º)/Ausência de
ilegal de cargos públicos. O procedimento foi instaurado discricionariedade da administração quanto à aplicação
tão logo a administração tomou ciência da ocorrência da da demissão. 2.7 – Pedido de provimento do agravo /
infração. O servidor, que teve a oportunidade de exercer Cassação dos efeitos da liminar / Denegação da
seu direito ao contraditório e à ampla defesa, constituiu segurança.
advogado e não formalizou, durante o procedimento,
opção por um dos cargos, na forma facultada pela Advocacia-Geral da União - Concurso: Procurador
legislação de regência. A comissão processante concluiu Federal - Ano: 2013 - Banca: CESPE - Disciplina: Direito
seus trabalhos, e a autoridade máxima da entidade, por Administrativo - Assunto: Processos e Recursos
delegação, aplicou ao servidor a penalidade de demissão, Administrativos - PARECER - A autarquia federal CR
mediante portaria publicada no Diário Oficial da União. O recebeu a denúncia anônima imputando a Jota, um de
servidor público impetrou mandado de segurança contra seus servidores, a prática da infração disciplinar prevista
o ato de demissão, aduzindo que: i) a portaria de no art. 132, IX, da Lei nº 8.112/1990 (IX- revelação de
demissão seria nula, por afronta ao princípio da segredo do qual se apropriou em razão do cargo),
publicidade, visto que não fora intimado pessoalmente e circunstancia que ensejou a deflagração de processo
tomara ciência do ato demissionário somente após trinta administrativo disciplinar. Na comissão processante além
e dois dias da publicação no Diário Oficial da União; ii) a do presidente, ocupante de cargo efetivo superior ao do
pretensão punitiva da administração pública estaria nível do indicado, figuraram dois servidores estáveis
prescrita, visto que ele vinha acumulando os cargos havia oriundos de órgão diverso daquele de lotação do
mais de quinze anos, de boa-fé, circunstância que servidor. A portaria de instauração, editada pela
afastaria a irregularidade e que tornaria a situação autoridade competente, identificou os integrantes da
consolidada pelo decurso de tempo; iii) seria descabida a comissão, seu presidente, os fatos que desencadearam a
penalidade de demissão, dada a boa-fé da acumulação. instauração do procedimento, além do prazo para
A autoridade apontada como coatora prestou as conclusão. Jota, representado por seu advogado teve
informações. O BACEN pediu seu ingresso no feito, tendo acesso aos autos do processo administrativo, com amplo
sido admitido. A liminar foi deferida para suspender os conhecimento dos fatos investigados, produziu as provas
efeitos da portaria. O BACEN foi intimado da decisão. Em pertinentes e ofereceu defesa escrita. Durante os
face dessa situação hipotética, redija, na condição de trabalhos, constatou-se que o indiciado respondia a
procurador responsável pela atuação no processo, a peça processo criminal pelo mesmo fato, e, com autorização
processual adequada para impugnar a liminar concedida, do juízo criminal, a comissão processante anexou ao
enfrentando os argumentos apresentados pelo servidor, processo administrativo interceptação telefônica
com fundamento na legislação de regência e na emprestada do procedimento penal, que reforçava as
jurisprudência. Dispense o relatório e não crie fatos acusações. Ainda durante o procedimento
novos. administrativo, o servidor requereu a realização de

36
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

acareação entre os envolvidos, meio de prova que foi jurisprudência 0,00 a 10,50 - 2.3 Desnecessidade de
indeferido pela comissão, em decisão motivada, na qual descrição minuciosa e enquadramento legal na portaria
se destacou a ausência de depoimentos colidentes que de instauração de PAD; referência à jurisprudência 0,00
tornasse necessária a sua realização. A comissão a 7,00 - 2.4 - Legitimidade da prova emprestada;
processante procedeu à oitiva de testemunhas e teve referência à jurisprudência; requisitos para admissão da
acesso a documentos e outros elementos de prova, que prova no PAD (prova licitamente produzida e
atestaram a infração cometida por Jota. Os trabalhos autorização do juízo criminal) - 0,00 a 10,50 - 2.5 -
foram concluídos com a apresentação do relatório final. Ausência de violação à ampla defesa; legitimidade do
A autoridade julgadora, acatando a sugestão da indeferimento da acareação; ausência dos pressupostos
comissão, determinou a aplicação da penalidade de legais para a sua realização; presença de outras provas
demissão. A portaria demissionária foi publicada no no PAD; referência à jurisprudência - 0,00 a 10,50 - 2.6 -
Diário Oficial da União, em período no qual Jota estava Desnecessidade de intimação pessoal do servidor
em gozo de licença médica. Não obstante, este ingressou quanto à portaria de demissão; representação por
com pedido de reconsideração, aduzindo: a) inviabilidade advogado; entendimento do STJ; jurisprudência sobre o
da deflagração de processo administrativo disciplinar tema -0,00 a 7,00 - 2.7 - Possibilidade de aplicação da
com fundamento em denúncia anônima; b) penalidade em período de licença médica 0,00 a 3,50 -
irregularidade na constituição da comissão processante, 2.8 - Ausência de afronta ao princípio da inocência;
que não poderia contar entre seus membros, com independência das esferas criminal e administrativa
servidores de outro órgão de lotação; c) nulidade da 0,00 a 3,50 - 2.9 Conclusão do parecer pela rejeição dos
portaria de instauração por ausência de descrição argumentos do servidor e manutenção da penalidade
detalhada dos fatos e do enquadramento legal da imposta 0,00 a 3,50.
conduta circunstância que prejudicou sua defesa; d)
impossibilidade de se considerar no processo disciplinar Advocacia Geral da União - Concurso: Advogado da
a prova produzida perante o juízo criminal; e) União - Ano: 2012 - Banca: CESPE - Disciplina: Direito
cerceamento de defesa, diante do indeferimento da Administrativo - Assunto: Responsabilidade Civil - Com
acareação; f) ausência de sua intimação pessoal a cerca vistas a obter indenização por danos materiais sofridos
da portaria de demissão; g) impossibilidade de aplicação em virtude de ato praticado por servidor público federal,
da penalidade de demissão no período em que estava de Ernesto ajuizou ação contra a União. Como não lhe era
licença medica; h) violação do principio da presunção de possível determinar, de modo definitivo, as
inocência, diante da ausência de decisão na esfera consequências do ato ilícito, Ernesto atribuiu à causa o
criminal, aduzindo que o processo disciplinar deveria ter valor de R$ 7 mil, tendo o juiz, proferido sentença
sido suspenso até a conclusão do processo criminal. A ilíquida em seu favor, após instrução processual. A União
autoridade julgadora, antes de se posicionar quanto ao não apelou, e o tribunal negou seguimento à remessa
pedido de reconsideração, remeteu o processo para necessária, por ter sido atribuído à causa valor inferior a
parecer jurídico. Na qualidade de procurador federal sessenta salários mínimos (CPC, art. 475, p. 2º). A União,
responsável pela análise da situação hipotética acima então, interpôs recurso especial – devidamente recebido
descrita, elabore parecer, enfrentando os pontos – alegando o fato de a sentença ilíquida estar sujeita ao
invocados por Jota, à luz da legislação de regência e da duplo grau de jurisdição. No STJ, o relator negou
jurisprudência a respeito dos temas, dispensando-se o seguimento ao recurso, alegando que deveria ser
relatório. considerado, para efeitos de reexame necessário, o valor
dado à causa e que a ausência de interposição de
- Resposta: 1 - Apresentação (legibilidade, respeito às apelação impediria o manejo do recurso especial, pela
margens e indicação de parágrafos) e estrutura textual ocorrência de preclusão lógica. Intimado da decisão, o
(organização das ideias em texto estruturado) 0,00 a advogado da União confirmou, em súmula e acórdãos
3,50 – 2 - Desenvolvimento do tema - 2.1 -Viabilidade de proferidos pela Corte Especial do STJ, o entendimento no
deflagração de PAD por denúncia anônima; referência à sentido de a sentença ilíquida estar sujeita ao duplo grau
jurisprudência 0,00 a 10,50 - 2.2 - Regularidade da de jurisdição. A União foi intimada pessoalmente em
composição da Comissão Processante; referência à 19/8/2012, tendo sido o mandado, cumprido, juntado

37
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

aos autos em 29/08/2012, quarta feira. Com base na depoimentos técnicos que referem que a piscicultura
situação hipotética apresentada, redija, na condição de está incluída na agropecuária, por ser uma atividade
advogado da União, a peça judicial adequada para a pecuária como outra qualquer. A piscicultura é uma
defesa da tese da União. Fundamente suas explanações e produção animal. Dentro da zootecnia é assim estudada.
aborde todo o conteúdo de direito material e processual Com relação ao caso vertente, na hipótese de ser um
pertinente. Dispense o relatório, não crie fatos novos e advogado a se manifestar sobre o caso, emita um
utilize, para datar peça, o último dia do prazo. parecer jurídico, fundamentado, sobre os seguintes
pontos:A ação a ser proposta e seus fundamentos, Em
- Resposta: 1. Apresentação e estrutura textual face de quem a empresa Y deve exercer sua pretensão,
(legibilidade, respeito às margens e indicação de Interpretação a ser aplicada no caso, com relação ao
parágrafos). 2. Desenvolvimento do tema. 2.1 Agravo benefício tarifário, Responsabilidade da Agência e da
regimental (agravo interno) dirigido ao relator. 2.2 empresa de energia
Duplo grau de jurisdição - pedido genérico e ilíquido. 2.3
Ausência de preclusão lógica. 2.4 Prazo: 10/9/2012. 2.5 - Resposta: A hipótese registrada no enunciado da
Pedido de reconsideração do relator ou apresentação questão revela a responsabilidade civil, em primeiro
do feito em mesa, para reforma da decisão. lugar, da empresa pública CPP/SA que foi a agente do
ato irregular de cobrança e subsidiária da Agência de
Advogado - Concurso: EPE - EMPRESA DE PESQUISA Energia que emitiu o ato concreto equivocado que
ENERGÉTICA - Ano: 2014 - Banca: CESGRANRIO - reclassificou a atividade da empresa Y. O parecer
Disciplina: Direito Administrativo - Assunto: jurídico deve abordar: 1) A questão da legitimidade de
Responsabilidade Civil - Superintendente de Regulação ambas as agentes do dano, cada qual por um
da Comercialização da Eletricidade da ANEEL enviou fundamento: emissão do ato regulador (agência);
ofício à empresa Y, dedicada à piscicultura, no qual faz cobrança irregular (empresa pública); 2) A
referência expressa ao enquadramento da empresa interpretação – quanto à natureza da atividade e ao
como consumidora de energia, enquadramento esse que benefício tarifário – que deve ser utilizada: sistemática e
estaria equivocado e pelo qual estaria orientando a teleológica; 3) A responsabilidade civil de cada uma das
empresa CPP S/A, concessionária de energia, com vistas rés (art. 43 CCB e art. 37 § 6º e art. 174 da CRFB); 4) A
ao reenquadramento da empresa Y, de consumidor rural ação a ser proposta e respectivos pedidos – declaratória
para consumidor comercial, visto que a empresa Y se de nulidade da reclassificação e condenatória à
localiza em tanques no Rio Corrente, área não repetição dos valores incorretamente recebidos com
caracterizada como rural. A empresa CPP S/A, correção monetária e juros.
distribuidora de energia, seguindo a orientação da ANEEL
fez o reenquadramento e cobrou a tarifa respectiva. A Procuradoria Municipal - Concurso: PGM-Limeira/SP -
empresa Y se insurge em face desse enquadramento, Ano: 2014 - Banca: LIMEIRA - Disciplina: Direito
entendendo fazer jus ao benefício tarifário como Administrativo - Assunto: Servidor Público - PEÇA
consumidora rural e irá propor demanda em face da PROCESSUAL - "Pedro, professor de educação física, no
ANEEL e da CPP S/A. A ANEEL entende que nenhuma ano de 2010, fora contratado temporariamente pela
pretensão pode ser arguída contra ela mesma, já que Secretaria de Educação do Município de Limeira, para o
atuou segundo sua atividade normativa/reguladora, fim de substituir, durante a licença-gestante, uma
interpretando a legislação de regência, que refere área docente de uma escola municipal de ensino
rural e atividade agropecuária, de forma literal, já que se fundamental. Naquele mesmo ano, três meses após
trata de um benefício tarifário. A CPP S/A, por sua vez, haver exercido regularmente as atividades inerentes ao
registra que tão somente seguiu a orientação da Agência cargo público em comento, Pedro é acusado de haver
Reguladora. Há prova de que, de fato, a empresa Y se cometido um crime funcional, bem como de haver
dedica à piscicultura e que atende o escopo do benefício praticado condutas classificadas como faltas graves
tarifário, que é o de promover, incentivar e desonerar a residuais, conexas com o crime, razão pela qual fora
atividade agropecuária. Quanto ao enquadramento da demitido, após regular processo administrativo, pela
atividade da empresa Y como agropecuária, há Administração Pública Municipal. No ano de 2012, Pedro

38
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

é absolvido no processo criminal a que fora submetido, administrativo e inexistência de dano passível de
pelo mesmo fato. Na sentença absolutória, o juiz criminal indenização pelo Estado (inadmissível, portanto, a Ação
fundamenta inexistirem provas suficientes para de Improbidade Administrativa). Pedido (1) -
condenar o réu. Pedro então ingressa em 2014 com á olhi e toà i àtotu àdasàp eli i a esàa guidas,à o à
Mandado de Segurança, objetivando sua imediata extinção do feito sem julgamento do mérito. Pedido (2)
reintegração ao cargo público do qual fora demitido, ao - Requerimento da improcedência da Ação, face à
seu ver, injustamente. O Mandado de Segurança é demonstração da ausência de ilegalidade, pressuposto
recebido pelo juiz que determina ao Município responder indispensável para a propositura de pedido de
à referida ação. Dentre um dos argumentos deduzidos reintegração de servidor público.
pelo autor, está o fato de que sua demissão fora
subscrita pelo Prefeito Municipal, sendo que, ao seu ver,
a autoridade competente deveria ser o Secretário
Municipal de Educação. Postula assim a anulação do ato
administrativo demissório, a restituição integral e Procuradoria Municipal - Concurso: PGM-Itumbiara/GO
imediata dos valores não percebidos no período, a contar - Ano: 2014 - Banca: UEG - Disciplina: Direito
do início de suas atividades letivas, bem como a Administrativo - Assunto: Servidores Públicos - PARECER
responsabilização regressiva do Prefeito, seguida de - O servidor municipal Barnabé do Carimbo, fiscal de
imediata instauração de Ação Civil Pública de tributos, teve instaurado contra si processo
Improbidade em face do Chefe do Poder Executivo administrativo pela prática de ato incompatível com a
Municipal. Na qualidade de Procurador do Município de dignidade do cargo que ocupa, pois foi visto em
Limeira, identifique e elabore a medida judicial que pode companhia do empresário Cifrônio Cifrão em um bar da
ser adotada no caso aventado. cidade, localizado às margens do rio Paranaíba,
levantando suspeitas sobre a lisura de sua conduta, pois
- Resposta: Endereçamento - Juiz de Direito da ____
a empresa Piraíba Ltda., pertencente ao empresário
Vara Cível (ou Vara da Fazenda Pública) da Comarca de
indicado, encontrava-se em procedimento de fiscalização
Limeira - Preliminar - Ausência de pressuposto
por sonegação de impostos. A comissão processante
processual imperativo – intempestividade do Mandado
solicitou a emissão de parecer para fundamentar a
de Segurança e inadequação da via procedimental.
decisão a ser proferida no processo instaurado. Assim,
Menção da Legitimidade Passiva - Município de Limeira
utilizando apenas os dados fornecidos, redija o parecer
- pessoa jurídica de direito público interno. No Mérito
com orientação ao solicitante, observando a estrutura
(1) - Regularidade da Contratação Temporária - Citação
formal do ato: preâmbulo, ementa, relatório,
do fundamento constitucional - art. 37, IX da
fundamentação, conclusão.
Constituição Federal - No Mérito (2) - Regularidade do
Processo Administrativo - No Mérito (3) - Autonomia do - Resposta: Peça Processual - Utilizando os dados
processo administrativo frente ao processo penal - No fornecidos pela banca para a Peça Processual espera-se
Mérito (4) - Efeitos da absolvição penal frente a atos que o candidato redija o parecer com orientação ao
administrativos ablatórios. No Mérito (5) - Competência solicitante, observando a estrutura formal do ato: 1-
do Prefeito Municipal para a realização de ato Preâmbulo, 2- Ementa, 3- Relatório, 4- Fundamentação,
administrativo demissório. No Mérito (6) - 5- Conclusão, 6. Assinatura e Data.
Impossibilidade jurídica de anulação do ato
administrativo demissório, dada a regularidade de sua Advocacia de Estatais - Concurso: INVESTERIO - Ano:
formalização. No Mérito (7) Impossibilidade jurídica de 2011 - Banca: FEC - Disciplina: Direito Administrativo -
restituição integral e imediata dos valores não Assunto: Servidores Públicos - Carlos Eduardo, servidor
percebidos no período posterior à demissão do servidor, de autarquia estadual, passa em concurso para
tendo em vista a regularidade do ato demissório, provimento de cargo de Analista da Administração
incabível a reintegração do agente público. No Mérito Direta. No entanto, depois do período de dois anos do
(8) Impossibilidade jurídica da responsabilização estágio probatório, previsto para o cargo, Carlos é
regressiva do Prefeito, haja vista a regularidade do ato considerado inapto para o cargo de analista e, desejando

39
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

reingressar no cargo que anteriormente ocupava, experimental, for ocupante, em caráter efetivo, de
descobre que este está ocupado por outro servidor, José cargo ou emprego em órgão da Administração Estadual
Antônio. Considere-se na condição de advogado da direta ou autárquica ficará dele afastado com a perda
autarquia que recebeu o pedido de Carlos Eduardo e do vencimento ou salário e vantagens, observado o
redija um parecer demonstrando capacidade de disposto no inciso IV do art. 20 e ressalvado o salário-
expressão e correta utilização da norma culta da Língua família, continuando filiado à mesma instituição de
Portuguesa e respondendo objetivamente aos seguintes previdência, sem alteração da base de contribuição.
itens: 1. da necessidade de Carlos Eduardo ser submetido Desta forma, Carlos Eduardo não é exonerado do cargo.
a estágio probatório no cargo de Analista, sendo servidor d) Em razão disso, poderá ele retornar ao cargo
público estadual; 2. das consequências jurídicas do anteriormente ocupado, se considerado inapto para o
empossamento de Carlos Eduardo no cargo de Analista, outro. Tal é o disposto no art. 2º, § 6º: O candidato não
com relação ao cargo que anteriormente ocupava na aprovado no estágio experimental será considerado
autarquia estadual; 3. do prazo do estágio probatório inabilitado no concurso e voltará automaticamente ao
cumprido por Carlos Eduardo; 4. da possibilidade de cargo ou emprego de que se tenha afastado, na
retorno de Carlos Eduardo para o cargo que hipótese do parágrafo anterior. e) Como consequência
anteriormente ocupava; 5. das consequências, para José do retorno de Carlos Eduardo, José Antônio deverá ser
Antônio, do retorno de Carlos Eduardo. realocado em outro cargo, ou posto em disponibilidade,
podendo ser aproveitado em cargo de natureza e
- Resposta: A questão exige do candidato a redação de vencimento compatíveis com os do anteriormente
parecer, entre 25 (vinte e cinco) e 30 (trinta) linhas, ocupado (art. 6º, Decreto-lei 220/75).
opinando acerca da possibilidade ou não do retorno de
servidor público estadual, considerado inapto em Procuradoria Estadual - Concurso: PGE-AC - Ano: 2014 -
estágio probatório, para o cargo que antes ocupava. Banca: FMP - Disciplina: Direito Administrativo -
Para obter a pontuação integral, o candidato deve Assunto: Servidores Públicos - PARECER - O Procurador-
abordar objetivamente os seguintes pontos: a) Carlos Geral do Estado encaminha à Equipe de Consultoria
Eduardo deve cumprir o estágio probatório no novo consulta acerca da viabilidade de edição de normativa
cargo, mesmo já sendo servidor público, uma vez que o administrativa, por ele subscrita, definindo o tempo de
estágio é fase de habilitação do concurso público para tolerância diário para que osservidores do órgão não
qualquer cargo, exceto os de professor e de pessoal de tenham descontos em sua remuneração diária, com o
apoio ao magistério, conforme estatuído no art. 2º, seguinte teor: Art....: As marcações realizadas até cinco
caput e seu parágrafo 11º, do Estatuto dos Funcionários minutos do horário a que esteja sujeito o servidor não
Públicos Civis do Poder Executivo do Estado do Rio de ensejarão descontos, desde que não excedam dez
Janeiro (Decreto-lei nº220/75); b) O estágio probatório minutos no total diário, hipótese em que o desconto será
de Carlos Eduardo deveria ter o prazo de três anos, pois efetuado a partir do excesso. A dúvida emerge da
embora haja previsão do período de dois anos de existência, no ordenamento jurídico estadual, de norma
estágio probatóriopara o cargo, existe dispositivo jurídica (Estatuto dos Servidores Públicos estaduais, lei
constitucional que impõe o prazo de três anos para a complementar) que define que os descontos em razão de
aquisição de estabilidade (art. 41, CR), período este que atrasos e/ou saídas antecipadas dos servidores somente
deve ser o efetivamente cumprido. Embora institutos ocorrerão se superarem os sessenta minutos diários.
diferentes, a aprovação em estágio probatório é Diante disso, questiona o Procurador-Geral a
requisito para a estabilidade, devendo ter, portanto, o compatibilidade com a Constituição Federal da norma
mesmo prazo. Neste sentido, o Superior Tribunal de que se pretende editar, bem como daquela presente no
Justiça já decidiu com relação ao período de estágio regulamento estatutário estadual, requerendo à Equipe
probatório para os servidores federais (MS 12523/DF); de Consultoria que exare parecer a respeito do tema,
c) De acordo com o art. 2º, §5º, do Estatuto dos com o objetivo de orientar a atividade da chefia do
Funcionários Públicos Civis do Poder Executivo do órgão.
Estado do Rio de Janeiro (Decreto-lei nº220/75): O
candidato que, ao ser designado para o estágio

40
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

- Resposta: PARECER – Estrutura (ementa, relatório, Ambiente – SEMA em caráter supletivo, o licenciamento
análise, conclusão) – 2,0 – Linguagem: adequação e deà atividadesà odifi ado asà doà eioà a ie te,à taisà
coerência – 1,0 – Conteúdo – 7,0 – Competência – como: (...) X - Aterros sanitários, processamento e
Organização do Serviço Público – Constitucionalidade – desti oà fi alà deà esíduosà t xi osà ouà pe igosos; g ifosà
3,0 – Formal: competência – Material: hierarquia, concluídos) . Considerando que a prova discursiva,
continuidade do serviço, jornada, eficiência, conforme o disposto no edital do concurso, foi integrada
moralidade. – Aspecto disciplinar – acréscimos: outros pela elaboração de parecer, necessário esclarecer que
elementos trazidos pelo candidato, vinculados à este tipo de prova visa a avaliar a capacidade
temática. dissertativa do candidato frente à situação-problema
proposta, utilizando-se dos conhecimentos jurídicos por
Procuradoria Municipal - Concurso: PGM - Londrina/PR ele adquiridos, de modo que os critérios utilizados para
- Ano: 2011 - Banca: CONSULPLAN - Disciplina: Direito a correção seguiram os seguintes parâmetros: - A
Ambiental - Assunto: Impacto Ambiental - Moradores respeito de consulta do Chefe da Administração
deà Ri ei oà Novo ,à idadeà pe te e teà aà u aà egi oà Municipal, o candidato deve orientar o Prefeito a
metropolitana, pretenderam impedir que a prefeitura respeito das providências a serem tomadas, quais
construa um novo aterro sanitário em área de sejam, estudo prévio de impacto ambiental, conforme a
mananciais, a cinco quilômetros de um dos reservatórios Constituição da República, pedido de aprovação do
de água que abastece não só a própria, mas outros mesmo junto à Secretaria Estadual de Meio Ambiente, o
municípios vizinhos. O terreno possui tamanho suficiente licenciamento das atividades modificadoras, conforme
para resolver a questão do lixo por pelo menos dez anos. Resolução Conama 1/86, por força do que conta na
De acordo com o secretário de habitação, obras e Resolução 237/97 do mesmo órgão, em busca da
urbanismo, o local é o mais adequado pelas Licença Prévia (LP), Licença de Instalação (LI) e Licença
características físicas e pela baixa densidade de Operação (LO). Não há necessidade de citação
demográfica. Do ponto de vista dos princípios expressa dos comandos legais e regimentais. -
constitucionais e do direito ao meio ambiente Formalmente, o candidato deve deixar claro que se
ecologicamente equilibrado, somando-se aos comandos trata de um parecer. - Além da resposta esperada
da política nacional do meio ambiente, o prefeito solicita acima, a estrutura do texto, os fundamentos
um parecer, que mencione as providências legais básicas pertinentes, a lógica e a conclusão apresentados
necessárias para levar adiante a execução e instalação do também serão levados em consideração na correção.
aterro, de modo a solucionar o grave problema do lixo,
uma vez que o aterro existente já está exaurido. Elabore Procuradoria Municipal - Concurso: PGM-Cuiabá (MT) -
esse parecer. Ano: 2014 - Banca: FCC - Disciplina: Direito Ambiental -
Assunto: Licença Ambiental - PARECER- O proprietário
- Resposta: O candidato deveria informar a exigência de de um lote submeteu à aprovação da Secretaria do Meio
aprovação do estudo prévio de impacto ambiental e seu Ambiente do Município X, onde o loteamento regular em
respectivo relatório (EIA/RIMA) pelo órgão estadual questão está localizado, projeto para construção de uma
competente e pela Secretaria Estadual do Meio casa com 300 m2. De acordo com o projeto, parte desta
Ambiente (SEMA), em caráter suplementar (Resolução nova construção ficaria a 10 metros do curso d´água
nº. 1/86 do CONAMA), bem como deveria orientar existente no fundo do lote, que conta com área total de
sobre a obrigatoriedade da consecução 2.000 m2. O projeto foi indeferido pelo órgão ambiental,
pelaMunicipalidade das licenças ambientais necessárias ao argumento de haver legislação superveniente pela
à construção do aterro, a saber: Licença Prévia, Licença qual se alterou a faixa de Área de Preservação
de Instalação e Licença de Operação (art. 5º, III e art. 8º, Permanente (APP) ao longo de curso d´água, passando
I, II e III da Resolução nº. 237 do CONAMA). Art. 2º - de 8 metros para 15 metros. O proprietário ingressou
Dependerá de elaboração de estudo de impacto com recurso administrativo alegando: (i) tratar-se de
ambiental e respectivo relatório deimpacto ambiental - loteamento aprovado pelo Município, o que lhe
RIMA, a serem submetidos à aprovação do órgão conferiria o direito de suprimir a vegetação nativa
estadual competente, e da Secretaria Especial do Meio existente em seu lote; (ii) ter sido o projeto apresentado

41
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

sob a vigência da lei revogada, que considerava como instituto jurídico, pois não houve qualquer ato material
APP a faixa de 8 metros ao longo de curso d´água, tendo, a justificar uma situação fática já consolidada de
portanto, direito adquirido à construção do imóvel. incidência da lei revogada. Ou seja, com a mera
Como Procurador do Município X, analise o recurso apresentação do projeto ao órgão ambiental, o
administrativo apresentado pelo particular e emita recorrente possui apenas uma expectativa de direito e
parecer contendo orientação jurídica para a Secretaria não direito adquirido como pretende fazer crer. Diga-se,
do Meio Ambiente. por fim, que a negativa do projeto apresentado não
impede que o proprietário do lote apresente um novo
- Resposta: Na correção serão considerados, o acerto projeto respeitando-se a legislação ambiental atual,
das respostas dadas, o grau de conhecimento do tema que, por certo, não inviabiliza o uso da propriedade,
demonstrado, a fluência e a coerência da exposição, a mas apenas exige que tal uso se faça sob a égide da
correção gramatical e a precisão da linguagem jurídica. função social da propriedade. Pelos argumentos acima
Deve ser negado provimento ao recurso administrativo expostos, recomenda-se seja negado provimento ao
em questão. A licença ambiental concedida para recurso administrativo interposto, mantendo-se a
instalação do loteamento não autoriza a supressão de decisão do órgão ambiental.
vegetação nativa existente nos lotes. Pelo contrario,
permite apenas a implantação do loteamento, como o Procuradoria Municipal - Concurso: PGM-Itumbiara/GO
arruamento, o sistema de agua, luz e esgoto, as áreas - Ano: 2014 - Banca: UEG - Disciplina: Direito Ambiental
verdes e as áreas institucionais. O comprador do lote - Assunto: Meio Ambiente - PEÇA PRÁTICA - A empresa
deve verificar sua viabilidade ambiental, ou seja, qual a Areia Fina Ltda. foi autuada pela Agência Municipal do
área que poderá utilizar para construir, de acordo com Meio Ambiente de Itumbiara (AMMAI), por estar
eventuais restrições ambientais existentes naquele lote promovendo a retirada de areia do leito do Rio
especifico. Este aspecto não esta amparado pela licença Paranaíba, sendo instaurado o procedimento
ambiental concedida para a instalação do loteamento. administrativo correspondente. Em sua defesa, a
Sem duvida, há uma expectativa de direito do empresa alegou que possui autorizações emitidas pelo
adquirente do loto em nele exercer a atividade para a Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos
qual o adquiriu, seja moradia, lazer, comercio ou Naturais Renováveis (IBAMA) e pela Agência Goiana do
indústria. A avaliação ambiental do loteamento, no Meio Ambiente (AGMA), mas sem a correspondente
momento da expedição da licença, traz a certeza de que autorização da AMMAI, que solicitou a emissão de
os lotes são viáveis sob o ponto de vista ambiental, pois parecer para fundamentar a decisão a ser proferida no
não poderia existir lote com tamanha restrição a ponto processo instaurado. Assim, utilizando apenas os dados
de inutiliza-lo. Contudo, a forma de ocupação de fornecidos, redija o parecer com orientação ao
determinado lote dependerá de licença ambiental solicitante, observando a estrutura formal do ato:
especifica, que verificará o projeto em relação à preâmbulo, ementa, relatório, fundamentação,
legislação incidente sobre o lote. Aliás, a licença conclusão.
ambiental segue o mesmo padrão da licença urbanística
concedida também pelo Município. Assim, a aprovação - Resposta: Peça Processual - Utilizando os dados
sob o ponto de vista urbanístico de um loteamento não fornecidos pela banca para a Peça Processual espera-se
exime o proprietário de um lote de submeter seu que o candidato redija o parecer com orientação ao
projeto de construçãode uma casa à aprovação do solicitante, observando a estrutura formal do ato: 1-
órgão competente, que, neste caso, fará a analise Preâmbulo, 2- Ementa, 3- Relatório, 4- Fundamentação,
levando-se em consideração a legislação urbanística 5- Conclusão, 6. Assinatura e Data.
incidente. O argumento do direito adquirido utilizado
Procuradoria Municipal - PGM-Salvador/BA - Ano: 2015
para se afastar a imediata aplicação da lei mais
- Banca: CESPE - Disciplina: Direito Civil - Direitos Reais -
protetiva ao meio ambiente também não convence.
PEÇA JURÍDICA - O restaurante Comida Caseira Ltda.,
Sem entrar na discussão se há ou não direito adquirido
representado por Adriana da Silva, OAB/BA n ° 123, com
em matéria ambiental, no caso em analise, o recorrente
endereço profissional na rua A, ed. Alfa, sala 456,
não preenche os requisitos para se atribuir a ele este

42
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

Salvador - BA, impetrou Mandado de Segurança contra entendimento de que caberia a aplicação do art. 15 da
ato do secretário de fiscalização de obras da prefeitura Lei n.º 12.016/2009 — suspensão de segurança. No
de Salvador - BA, no qual alegou que fora lavrada contra entanto, confere-se pontuação parcial ao candidato que
o impetrante notificação de interdição de obra - apresentou suspensão de liminar. 2.2 – Nome e
construída sem o devido licenciamento, em área pública endereço completo do advogado. Art. 524, III, CPC.
lindeira com o restaurante -, com fixação de multa é Cópias necessárias. Art. 525, I e II, CPC. O candidato
aviso de demolição. No mandado, o impetrante alegou deverá apontar na peça o nome e o endereço completo
que a notificação fora entregue durante o horário do dos advogados constantes do processo — impetrante e
almoço, o que ocasionou grandes constrangimentos, já impetrado —, bem como informar que está reunindo as
que o restaurante estava cheio e os servidores públicos cópias necessárias à instrução do agravo, conforme
responsáveis pela notificação estavam vestidos com determinado pelo art. 525, I e II, do CPC. 2.3 – Art. 524, I
camisetas nas quais com estava, em letra de forma, a e II, CPC. Poder de polícia. Autoexecutoriedade. O
palavra fiscalização. Ademais , constava , ainda , no candidato deverá aduzir que a ordem de demolição se
mandado , que , após ter lido a notificação na íntegra , o consubstancia em ato regular, imanente ao exercício do
impetrante informara-se de que a área construída seria poder de polícia pela administração pública, que goza
objeto de demolição em 48 horas , o que motivou a dos atributos da autoexecutoriedade,
alegação de que a demolição do imóvel não seria discricionariedade e coercibilidade. Ao poder público é
razoável , ou seja , seria desproporcional e abusiva. De permitido restringir direitos individuais para proteger o
acordo com o impetrante, embora a construção tivesse interesse público. A administração pública, mediante o
sido realizada sem alvará, havia, em andamento, um poder de polícia, é dotada do poder-dever de fiscalizar
projeto de lei cujo objetivo é autorizar e legalizar as as construções erigidas em áreas urbanas, podendo
obras construídas em áreas públicas da localidade em demolir as obras executadas em desconformidade com
questão. Com base nessa argumentação, o impetrante o legalmente exigido sem prévia autorização judicial, de
requereu a anulação dos autos de infração, aplicação de modo que o detentor de obra irregular realizada em
multa diária ao município e sua condenação por danos área pública lindeira ao imóvel que lhe pertence não
morais em valor a ser fixado pelo juiz. Ao receber a está imune à ação municipal. Portanto, não é possível
petição inicial, o juiz determinou a notificação do coator, invalidar os autos de notificação, infração e interdição
concedeu liminar na qual decretava a nulidade dos autos lavrados referentes à obra ilicitamente erigida. A
de infração, sob o fundamento de que a medida não realização de qualquer construção em área urbana
estavam paradas em decisão judicial, me condenou o depende da obtenção de prévia autorização
município ao pagamento de R$ 100.000 a título de danos administrativa por parte do interessado. Caso opte por
morais. Por fim, o juiz determinou, ainda, a informação realizar a construção em área pública, o particular
da procuradoria de Salvador - BA. Em face da situação assume o risco de a administração, que é dotada do
hipotética acima apresentada, elabore, na condição de poder-dever, exercitar o poder de polícia que lhe é
procurador do município de Salvador - BA, a peça assegurado e promover a demolição do imóvel. Ou seja,
processual pertinente a defesa dos interesses do referido se verificar a existência de construção irregular em área
município, abordando toda a matéria jurídica pertinente. pública, a administração poderá, legitimamente, por
dispense o relatório e não crie fatos novos. meio do poder de polícia que lhe é inerente, vistoriar,
fiscalizar, notificar, autuar, embargar e demolir as
- Resposta: 2.1 – Agravo de Instrumento dirigido ao acessões levadas a efeito em desacordo com a
Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ/BA). Art. 7.º, legislação, de forma a preservar o interesse público em
§ 1.º, Lei n.º 2.016/2009. Art. 524 CPC. O candidato suas diversas vertentes, a qual efetivamente não se
deverá elaborar agravo de instrumento dirigido ao coaduna com a tolerância à ocupação de áreas e
TJ/BA, nos termos do art. 7.º, § 1.º, da Lei n.º construções à margem dos limites legalmente
12.016/2009 e do art. 524 do CPC. Na situação admitidos. Os atos de polícia são executados pela
hipotética, não há dados que apontem para a existência própria autoridade administrativa, independentemente
de grave lesão à ordem, saúde, segurança e economia de autorização judicial. A presunção de legitimidade, a
públicas que pudessem levar o candidato ao

43
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

imperatividade, a exigibilidade e a executoriedade são, agravante sofra será apurada ao final do processo e a
de fato, atributos comuns a todos os atos impossibilidade da agravada cumprir ou não a
administrativos. 2.4 – Dano moral. Liminar. O candidato determinação judicial demanda análise mais acurada
deverá apontar que, nesse caso, não é possível a do feito. [...] 5. Agravo regimental não provido. (AgRg
condenação à indenização por dano moral em liminar, na MC 23.800/MS, Rel. Ministro Mauro Campbell
porquanto, além de se tratar de questão de mérito, não Marques, Segunda Turma, julgado em 10/3/2015, DJe
se encontram presentes o fumus boni iuris e o periculum 16/3/2015) 2.5 – Cassação da liminar. Ausência de
in mora. Com efeito, o fumus boni iuris, ou a fumaça do fundamento relevante. Art. 7.º, III, Lei n.º 12.016/2009
bom direito, exige que a alegação que é submetida à O candidato deverá alegar que deve ser suspensa a
apreciação seja plausível, isto é, que a lógica da liminar concedida devido à ausência de fundamento
narrativa leve à conclusão, ao menos inicial e em um relevante para sua concessão. De fato, não houve, no
juízo típico da cognição sumária, de que o quanto ato praticado, ilegalidade ou abuso de poder que fosse
aduzido pela parte representa um direito que a ela capaz de ferir direito líquido e certo do impetrante (Art.
assiste e que deve ser amparado por medida de 5.º, LXIX, da CF e art. 1.º da Lei n.º 12.016/2009). 2.6 –
urgência, o que não é o caso dos danos morais. Nesse Requerimento final. Suspensão liminar O candidato
caso, também não há periculum in mora para a deverá requerer que o TJ/BA conheça o AGI e a ele dê
condenação liminar em danos morais. O periculum in provimento para suspender a liminar concedida.
mora ocorre quando há um dano potencial, ou seja, há
risco de que o processo não seja útil ao interesse Procurador Municipal - PGM-Palmas/TO - Ano: 2016 -
demonstrado pela parte caso a tutela jurisdicional Banca: COPESE - Disciplina: Direito Administrativo -
demore a ocorrer, o que não se aplica à condenação por Assunto: Responsabilidade Civil - PEÇA PRÁTICA - Como
danos morais. Além disso, o mandado de segurança não Procurador Municipal, Vossa Senhoria recebe um
é o instrumento adequado para condenar em Processo Administrativo com o seguinte teor, em síntese:
indenização, mas, sim, ação ordinária com ampla Cássio Ramos, contratado pelo município de Itaquerão
instrução probatória. Não há direito líquido e certo que do Tocantins, como motorista temporário, em abril de
ampara a pretensão de danos morais. DIREITO CIVIL E ,à agi doà o à i p ud ia,à ava çouà oà si alà
PROCESSUAL CIVIL. AGRAVO REGIMENTAL NA MEDIDA ve elho à e à u à uza e toà eà ati giuà oà veí uloà
CAUTELAR. AÇÃO DE DESPEJO. LIMINAR NEGADA PELAS automotor de Adenor Tite, causando-lhe prejuízos
INSTÂNCIAS DE ORIGEM. FUMUS BONI IURIS E materiais. Ainda em 2004, Tite propôs uma ação de
PERICULUM IN MORA NÃO DEMONSTRADOS. [...] 2. O indenização por danos materiais que foi julgada
periculum in mora não se mostra evidente porque não totalmente procedente, condenando a Prefeitura
foi comprovado risco de dano irreparável ou de difícil Municipal ao pagamento da importância de R$ 9.000,00
reparação. 3. Agravo regimental a que se nega (nove mil reais), valor do prejuízo financeiro sofrido pelo
provimento. (AgRg na MC 24.018/SP, Rel. Ministro autor. Em 2005, tramitou um Processo Administrativo
ANTONIO CARLOS FERREIRA, QUARTA TURMA, julgado contra Cássio, apurando sua responsabilidade no
em 16/04/2015, DJe 23/04/2015) AGRAVO acidente de trânsito e pela condenação sofrida pelo
REGIMENTAL EM MEDIDA CAUTELAR. AÇÃO Município. O julgamento do Processo Administrativo
POSSESSÓRIA. REINTEGRAÇÃO DE POSSE. POSSÍVEL Disciplinar ocorreu no final de 2005, quando Cássio já
ESBULHO PRÁTICO COM ÍNDIOS. DESTRANCAMENTO DE não era mais contratado da Prefeitura. Por motivos que
RECURSO ESPECIAL. RETENÇÃO COM FULCRO NO ART. não se sabe ao certo, esse Procedimento Administrativo
542, § 3.º, DO CPC. PERICULUM IN MORA NÃO chegou à Procuradoria Municipal apenas agora, em
DEMONSTRADO DE PLANO. FUMUS BONI IURIS NÃO fevereiro de 2016, seis meses após a morte de Cássio.
EVIDENCIADO. AGRAVO REGIMENTAL NÃO PROVIDO. Para defender os interesses do Município, como
[...] 3. A liminar foi indeferida porquanto o periculum in Procurador, qual a medida Vossa Senhoria adotaria?
mora e o fumus boni iuris apresentados não se
- Resposta: AÇÃO DE REGRESSO (ou Ação de
encontram de plano demonstrados. Nesse caso,
Ressarcimento, ou Ação Condenatória) I -
qualquer responsabilização que, por ventura, a
CONHECIMENTO TÉCNICO: Quesito Resposta que se

44
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

espera Valor por quesito a) Juízo competente Vara de Alexandre ajuizou ação em face dos moradores e do
feitos das fazendas e registros públicos Até 1,0 ponto b) município de Suzano, requerendo (i) a declaração de
Qualificação do autor e do requerido Autor : Município desapropriação judicial indireta e (ii) a condenação dos
de Itaquerão do Tocantins Até 0,5 pontos Requerido: réus (moradores e município), solidariamente, ao
Sucessores de Cassio Ramos Até 1,5 ponto c) Síntese dos pagamento de indenização. A ação foi regularmente
fatos Motorista contratado pela prefeitura Até 1,0 distribuída na comarca de Suzano / SP. O município
ponto Ter agido com imprudência Até 1,0 ponto tomou conhecimento da ação judicial por meio de
Condenação da prefeitura Até 1,0 ponto Danos ao regular citação. Na qualidade de procurador municipal,
erário público Até 1,0 ponto Processo Disciplinar que confeccione a peça adequada para proteção dos
apurou a responsabilidade Até 1,0 ponto d) interesses do município de Suzano.
Fundamentos jurídicos Mesmo contratado
temporariamente, possui vínculo com o Município. Até - Resposta: Resolução - Deverão os candidatos elaborar
3,0 pontos Agente público que causar danos a terceiros, contestação, em proteção aos interesses do município.
deve reparar. Até 3,0 pontos Imprescritibilidade do Direito material aplicável: Em suma, a questão vem
ressarcimento. Até 3,0 pontos Responsabilidade dos regulada no artigo 1.228, § 4º e 5º do CC/2002, in
sucessores até a força da herança. Até 3,0 pontos e) verbis: Art. 1.228. O proprietário tem a faculdade de
Pedido(s) Recebimento da Ação Até 1,5 ponto usar, gozar e dispor da coisa, e o direito de reavê-la do
Procedência total Até 1,5 ponto Condenação ao valor poder de quem quer que injustamente a possua ou
atualizado Até 1,0 ponto Condenação de custas e detenha. [...] § 4o O proprietário também pode ser
honorários Até 1,0 ponto f) Requerimentos Citação do(s) privado da coisa se o imóvel reivindicado consistir em
réu(s) Até 1,0 ponto Intimação pessoal do Ministério extensa área, na posse ininterrupta e de boa-fé, por
Público Até 1,0 ponto Produção de provas Até 1,0 ponto mais de cinco anos, de considerável número de pessoas,
Valor da Causa Até 1,0 ponto g) Estrutura lógica da e estas nela houverem realizado, em conjunto ou
peça Até 5,0 pontos h) Correlação entre os fatos / separadamente, obras e serviços considerados pelo juiz
fundamentos / pedido Até 6,0 pontos - II - DOMÍNIO DA de interesse social e econômico relevante. § 5o No caso
LINGUAGEM - Quesito - Resposta que se espera - Valor do parágrafo antecedente, o juiz fixará a justa
por quesito - i) Uso correto do vernáculo Até 5,0 pontos indenização devida ao proprietário; pago o preço,
- III - CLAREZA E OBJETIVIDADE DA EXPOSIÇÃO - Quesito valerá a sentença como título para o registro do imóvel
- Resposta que se espera - Valor por quesito - j) em nome dos possuidores. Deverá ser abordado pelos
Coerência e objetividade do texto - Até 5,0 candidatos: Os ocupantes não possuem o imóvel pelo
p azoàdeà à i o àa os;ààN oàfo a à ealizadasà o asàeà
Repetida - Procuradoria Municipal - PGM-Suzano/SP - se viçosàdeài te esseàso ialàeàe o i oà eleva te .àPeloà
Ano: 2015 - Banca: VUNESP - Disciplina: Direito Civil - contrário, o imóvel é utilizado para atividade ilícita. O
Assunto: Direitos Reais - PEÇA PROCESSUAL - Alexandre município não tem o dever de indenizar o proprietário.
é proprietário de extensa área, sem edificações, Devem os ocupantes indenizá-lo, se procedente a ação.
plantações ou qualquer outra forma de utilização. Em Critério de avaliação - Nos termos do item 2.3. do Edital,
meados de fevereiro de 2012, um grupo de pessoas a peça processual será valorada de 0 (zero) a 20 (vinte)
ocupou o terreno e nele construiu pequenas unidades pontos. A pontuação mínima para aprovação é de 10
habitacionais para uso próprio. Paulatinamente, (dez) pontos. Diretrizes para distribuição de pontuação
considerável número de pessoas passou a ocupar o Elementos e estrutura da ação - I. Endereçamento - 0,5
terreno e nele também estabeleceram sua residência. II. Partes e qualificação (incluindo menção aos
Considerando a grande extensão do imóvel, os elementos de qualificação1) 0,5 - III. Adequação da
moradores uniram-se e utilizaram a fração não edificada medida (contestação) - 3,0 IV. Síntese dos fatos 3,0 - V.
para o velado plantio e exploração de planta Direito - V.1. Insuficiência do prazo para a
essencialmente utilizada para produção de droga ilícita. desapropriação judicial indireta (3,0) 9,0 - V.2. Prática
O local passou a ser utilizado para comercialização de ilícita (plantação utilizada para produzir droga) (3,0)
drogas, constituindo fato notório na região. Receoso de V.3. Ilegitimidade da municipalidade para pagamento
pleitear judicialmente a recuperação da posse do imóvel, de indenização (3,0) - Pedidos e finalização VI.

45
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

Improcedência do pedido 1,0 - VII. Ilegitimidade da materiais e bens necessários para a reconstrução do
municipalidade para pagamento de indenização - 1,0 cômodo. Em conversa com Maurício, este reconheceu
VIII. Condenação em honorários de sucumbência 0,5 - que proferiu algumas ofensas contra Norberto, mas que
IX. Produção de provas 0,5 - 1 Identificação civil (RG e o acidente com o poste não ocorreu por conta disso. Pelo
CPF), nacionalidade, estado civil, profissão e endereço. contrário, alega que a queda da árvore foi a única
X. Pedido genérico de deferimento 0,5 XI. Menção à responsável. Considerando que o Aviso de Recebimento
data e espaço para assinatura e nº da OAB 0,5 TOTAL da citação foi juntado aos autos no dia 19 de abril de
20 - Nosà ite sà IV à eà V ,à aà po tuaç oà leva à e à 2013, pelo juízo da 1ª Vara da Fazenda Pública, Falências
o side aç oà oà o he i e toà t i oà eà aà apa idadeà e Concordatas do Foro Central da Comarca da Região
teórica-prática do candidato em desenvolver a questão Metropolitana de Curitiba, elabore a peça judicial
apresentada, com clareza, coerência e objetividade. adequada a fim de resguardar, da melhor forma possível,
Serão avaliadas, ainda, a organização do texto, a os direitos da COPEL. Indique na peça eventuais provas
análise e síntese dos fatos examinados, assim como a necessárias para demonstrar as teses defendidas, bem
o eç oàg a ati al à ite à . .àdoàEdital . como o último dia do prazo possível para se apresentar a
medida adequada.
Advogado - COPEL - Ano: 2013 - Banca: UFPR -
Disciplina: Direito Civil - Responsabilidade Civil - PEÇA - Resposta: O candidato deve elaborar contestação
PRÁTICA - Em dia de chuva e ventos fortes, na cidade de (0,5), endereçada para o juízo da 1ª Vara da Fazenda
Curitiba, Norberto chama a assistência técnica da Pública, Falências e Concordatas do Foro Central da
Companhia Paranaense de Energia (COPEL), pois uma Comarca da Região Metropolitana de Curitiba (0,5),
árvore havia sido derrubada pela força da natureza e com fundamento no art. 300 e ss. do Código de Processo
danificara um poste em frente a sua casa. O fato deixou a Civil. A contestação deve ter três elementos principais: 1
região sem luz, mas o maior risco era o de que o poste Preliminar de incompetência absoluta. As ações de
to asse.à áoà hega à oà lo al,à Mau í io,à oà t i oà daà reparação de danos contra a COPEL devem ser ajuizadas
COPEL ,à e p egadoà pú li oà o à ví uloà o à aà COPEL, nas Varas Cíveis, pois a COPEL é Sociedade de Economia
esta Sociedade de Economia Mista, enviado para solver a Mista* Assim, o candidato deve requerer a remessa dos
situação, foi reconhecido por Norberto como o novo autos ao juízo competente (art. 113, §2º, CPC); (1,5) 2.
namorado de Maria, sua companheira de cinco anos. Na defesa de mérito, deve o candidato argumentar que
Norberto proferiu-lhe as mais graves ameaças, mas não houve ato ilícito praticado no caso, pois o acidente
Maurício assumiu postura profissional e passou a ocorreu exclusivamente por conta da ação da chuva e
trabalhar para evitar um acidente de proporções ainda do vento (1,0). Se não houve ação ou omissão
maiores. A situação foi acompanhada por vizinhos voluntária, negligência ou imprudência, não se
consternados. Enquanto Maurício trabalhava para configura ato ilícito (art. 186, do Código Civil) e não há o
garantir a segurança de todos, Norberto prosseguia com dever de indenizar (art. 927, do Código Civil); (1,0) 3. Em
as ofensas. Em um determinado momento, em que os homenagem ao princípio da eventualidade, o candidato
ventos ficaram ainda mais fortes, o poste tombou, deve denunciar à lide o empregado Maurício, com fulcro
caindo na casa de Norberto e destruindo a alvenaria, no art. 70. II, do Código de Processo Civil (1,0),
bem como parte de sua sala de estar. Após cerca de um fundamentando, com narrativa fática e jurídica, o dolo
mês, Norberto ajuíza ação de reparação de danos em ou a culpa do empregado, como preconiza o art. 37, §6º
face da COPEL, alegando que por dolo do funcionário da Constituição da República. (1,0) Pedidos: 1. O
Maurício o poste tombou em cima de sua casa. recebimento da contestação e o julgamento pela total
Fundamenta seu pedido em duas declarações de improcedência do pedido; (0,5) 2. O deferimento do
vizinhos, que alegam ter visto e ouvido troca de ofensas pedido de denunciação da lide, sendo o empregado
entre Norberto e Maurício, e que este empurrou o poste Maurício citado para contestar o pedido, e na hipótese
para tombá-lo em cima da casa de Norberto. Ainda, de condenação da COPEL, seja reconhecido seu direito
sustenta a responsabilidade objetiva da COPEL, pelo que de regresso; (1,0) 3. Protesto pela produção de provas –
pleiteia indenização no valor de R$ 50.000,00 (cinquenta rito ordinário; (0,5) 4. Condenação do autor ao
mil reais), comprovando o valor com orçamentos de pagamento de custas e honorários advocatícios. (0,5)

46
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

Data: 6 de maio de 2013. (1,0) Indicação de assinatura 7.000,00 (sete mil reais), referentes aos gastos com
sem indicação do candidato. A Peça deve respeitar o cirurgia no braço (R$ 5.000,00 – cinco mil reais) e à
limite máximo de 100 linhas. *APELAÇÃO CÍVEL. compra de um notebook idêntico ao que foi destruído no
PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. AÇÃO DE COBRANÇA. COPEL. momento da queda (R$ 2.000,00 – dois mil reais),
ADULTERAÇÃO DE LACRE DO MEDIDOR DE CONSUMO anexando as respectivas notas fiscais. A primeira
DE ENERGIA ELÉTRICA. MATÉRIA INSERIDA NO INCISO V, requerida foi citada em 01/07/2015 (quarta-feira), com a
ALÍNEA "G", DO ARTIGO 90, DO REGIMENTO INTERNO juntada do mandado de citação aos autos em
DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ. COMPETÊNCIA 03/07/2015 (sexta-feira); a segunda requerida, em
ESPECIALIZADA. REDISTRIBUIÇÃO. RECURSO NÃO 06/07/2015 (segunda-feira), com juntada do mandado
CONHECIDO. (TJPR - 6ª C.Cível - AC 675333-7 - Foro aos autos em 07/07/2015 (terça-feira); e a terceira
Central da Comarca da Região Metropolitana de requerida, em 29/07/2015 (quarta-feira), com a juntada
Curitiba - Rel.: Ângela Khury Munhoz da Rocha - do mandado aos autos em 30/07/2015 (quinta-feira).
Unânime - J. 24.08.2010) APELAÇÃO CÍVEL. DÚVIDA DE Partindo do pressuposto de que os fatos ocorreram da
COMPETÊNCIA. AÇÃO DE REPARAÇÃO DE DANOS EM forma como narrados por Cássio, na condição de
FACE DE SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA (SANEPAR). procurador do Município de Curitiba, elabore a peça
PERSONALIDADE JURÍDICA DE DIREITO PRIVADO. judicial adequada para defender o Município da melhor
MATÉRIA ALHEIA À COMPETÊNCIA DAS 1ª, 2ª E 3ª forma possível. Indique, como data de sua manifestação,
CÂMARA CÍVEL DESTE TRIBUNAL. ART. 90, I, RITJ. o último dia do prazo para a apresentação de defesa.
DÚVIDA SUSCITADA. RECURSO NÃO CONHECIDO. (TJPR
- 1ª C.Cível - AC 741360-1 - Foro Central da Comarca da - Resposta: A - Endereçamento. 0,1375 B Qualificação.
Região Metropolitana de Curitiba - Rel.: Sérgio Roberto 0,275 - C Denominação da peça.0,275 - D Resumo dos
N Rolanski - Unânime - J. 15.03.2011) APELAÇÃO CÍVEL. fatos. 0,1375 - E Ilegitimidade passiva. 0,55 - F
AÇÃO ORDINÁRIA DE REPETIÇÃO DE INDÉBITO Incompetência do Juízo. 0,55 - G Prescrição. 0,55 - H
COBRANÇA DE VALORES DECORRENTES DA PRESTAÇÃO Ausência de ato ilícito. 0,55 - I Responsabilidade
DE SERVIÇOS DE ENERGIA ELÉTRICA COMPETÊNCIA DA subsidiária. 0,55 - J Fato de terceiro. 0,55 K - Pedidos:
DÉCIMA PRIMEIRA OU DÉCIMA SEGUNDA CÂMARAS preliminares. 0,1375 - L - Prejudicial. 0,1375 - M -
CÍVEIS (RITJ ART. 88, V, "G"). Apelo não conhecido, com Improcedência. 0,1375 - N - Provas. 0,1375 - O -
remessa. (TJPR - 6ª C.Cível - AC 649096-6 - Foro Central Sucumbência. 0,1375 - P - Data. 0,55 - Q - Assinatura.
da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba - Rel.: 0,1375
Ivan Bortoleto - Unânime - J. 22.06.2010)
Advogado - EMDAGR - Ano: 2014 - Banca: FUNCAB -
Procuradoria Municipal - PGM-Curitiba/PR - Ano: 2015 - Disciplina: Direito Civil - Direitos Reais - PEÇA PRÁTICA -
Banca: UFPR - Disciplina: Direito Civil - Responsabilidade A EMDAGRO – SE, emprestara imóvel rural para a
Civil - PEÇA PRÁTICA - Na petição inicial, Cássio narrou Empresa X, pessoa jurídica de direito privado que era sua
que, em 05/02/2010, estava dentro do ônibus Santa fornecedora, para o utilizar em atividades de pesquisa
Cândida/Capão Raso, passando pela Rua Sete de agropecuária de responsabilidade da Empresa X. O
Setembro, quando o motorista do ônibus freou comodato em questão foi firmado por escrito e sem
subitamente – por conta de uma criança ter atravessado prazo determinado. Tendo interesse na utilização do
a pista –, causando a queda de diversos passageiros imóvel e informada de que este era utilizado atualmente
dentro do veículo. O autor afirmou que, em razão da para atividades comerciais outras da Empresa X, a
frenagem, caiu com o lado esquerdo do corpo no chão, o EMDAGRO – SE, cinco anos depois, notificou a Empresa X
que ocasionou a quebra de seu braço esquerdo e do para denunciar o referido comodato, conferindo-lhe o
notebook que carregava dentro da mochila naquele prazo de 30 dias para a devolução do imóvel, cujo valor
momento. Assim, pleiteou a condenação solidária das de venda se estima em R$ 5.000.000,00 e o de locação
requeridas ao pagamento de indenização por danos em R$ 20.000,00 por mês. A Empresa X respondeu à
morais de R$ 24.000,00 (vinte e quatro mil reais), por notificação, alegando que exercerá direito de retenção
conta do abalo e sofrimento psicológicos causados pelo pelas despesas com a conservação do imóvel, estimadas
fato narrado, e indenização por danos materiais de R$ no total de R$ 300.000,00 ao longo dos 5 anos de

47
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

comodato, negando-se a desocupar o imóvel. Diante descrever qualificação e endereço das partes. Os dados
disso, proponha a demanda judicial cabível para a defesa ausentes no problema poderão ser insertos livremente
dos interesses da EMDAGRO– SE. na peça pelo candidato. Utilize para sua resposta o
máximo de 20 linhas. (3,0 pontos)
- Resposta: PEÇA PROCESSUAL CORRETA (petição inicial
de reintegração de posse), a) fazer o pedido de - Resposta: - Ação de querella nullitatis, endereçada ao
cobrança de aluguel pelo período de ocupação indevida juízo que proferiu a decisão nula, na primeira instância.
(arts. 582, do CC, e 921, II, e 922, do CPC); atribuir valor A competência para a querela é do juízo que proferiu a
à causa (art. 282, V, do CPC); pedir liminar possessória decisão nula. - Imperioso constar contra quem a ação é
(art. 928, do CPC); pedir a cominação de pena para o movida, ou seja em desfavor de ambas as partes da
caso de nova turbação ou esbulho (art. 921, II, do CPC). ação que se quer declarar nula, Maria da Silva e Laranja
Ltda. - Não se admite a rescisória, pois esta tem
cabimento específico , numerus clausus. Neste sentido,
STJ, 2ª S, AR n. 771-PA, rel. Min. Aldir passarinho Jr., j.
Procuradoria Estadual - PGE-MS - Ano: 2015 - Banca:
13/12/2006. Outros julgados pertinentes: REsp
PGE-MS - Direito Civil - Direitos Reais - PEÇA JUDICIAL -
1438426-CE, rel. Sidnei Benetti. - - Para fim de correção
O Estado de Mato Grosso do Sul realiza a adjudicação de
da prova não será admitida a fungibilidade, que aliás, é
um imóvel nos autos de uma execução fiscal movida em
bastante controvertida no STJ. - Não se admite a ação
face da pessoa jurídica Laranja Ltda. A adjudicação foi
anulatória prevista no art. 486 do CPC, que não é meio
registrada na matrícula do imóvel. À época da penhora o
correto de impugnação de decisão judicial, mas de
imóvel estava desocupado. A executada, proprietária do
revisão de ato processual da parte. Neste sentido Fred
imóvel, foi intimada, na pessoa de seu representante
Didier Jr., in Curso de Direito Processual Civil. Volume
legal, quedando-se inerte. A ação executiva foi extinta
3.11ª Ed. Salvador: Jus Podium, p. 497. - Não se admite
por satisfação do crédito em razão da adjudicação. Dois
mandado de segurança, por óbvio, em razão do decurso
anos depois dessa extinção é proposta, na Justiça
de prazo. - Poderia ser admitida, excepcionalmente, a
Comum Estadual, uma ação de usucapião por Maria da
ação civil pública, perante a Justiça Comum Estadual.
Silva, apenas em face da pessoa jurídica que era
Neste sentido: STJ, 2ª T., REsp 445.664-AC., rel.
proprietária do imóvel, a Laranja Ltda., com base em
originário Min. Peçanha Martins, rel. para acórdão Min.
i st u e toà pa ti ula à deà o p aà eà ve daà oà o t atoà
Edliana Calmon, j. em 15/4/2004. DJ de 07/03/2005. -
deà gaveta à eà aà posse do imóvel por mais de 20 anos,
Indispensável que o pedido final esteja correto, com
devidamente comprovada por contas de luz em seu
observância dos requisitos exigidos no art. 282 do CPC:
nome neste lapso temporal. Junta-se matrícula
com requerimento de citação da ré Maria da Silva e da
atualizada do imóvel, na qual consta a adjudicação, mas
Laranja Lima Ltda, partes na ação de usucapião; com
se argumenta que o prazo para a usucapião havia
pedido de declaração de nulidade da sentença; protesto
ocorrido antes mesmo da penhora do imóvel na
pela produção de provas e menção ao valor da causa. -
execução fiscal. Há sentença de procedência na ação de
Necessário, ainda, fazer constar pedido acautelatório,
usucapião. O Estado não foi incluído no polo passivo
indispensável para suspender o registro perante o
daquela ação. A sentença transita em julgado. Passados
Cartório de Registro de Imóveis.
alguns meses o Cartório de Registro de Imóveis comunica
o Estado sobre a determinação de transferência do Procuradoria Municipal - Concurso: PGM - Piracaia (SP) -
imóvel para Maria da Silva. a) Redija a peça judicial Ano: 2011 - Banca: APICE - Disciplina: Direito Civil -
cabível, em nome do Estado de Mato Grosso do Sul, com Assunto: Direitos de Família - Peça Processual - Paula
argumentação jurídica apropriada e desenvolvimento Maria, esposa de Caio José, ajuizou ação de separação
conciso da matéria versada no problema, abordando judicial após 30 anos de casamento com regime universal
necessariamente a competência do órgão julgador e os de bens. Caio José, então, começa a dilapidar o
fundamentos jurídicos aplicáveis ao caso. b) É patrimônio do casal. Como advogado de Paula Maria,
desnecessário guardar espaçamento entre o considerando que ela não sabe quais são os bens do
endereçamento e o início do peticionamento bem como casal, já que Caio José sempre esteve à frente da

48
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

administração do patrimônio, qual medida judicial CUMPRIMENTO DA SENTENÇA (OUTRAS MEDIDAS


deverá ser tomada? Informações complementares: IMPUGNATIVAS PODERÃO SER ADMITIDAS PELA
ambos residem na comarca de Piracaia. APLICAÇÃO DA FUNGIBILIDADE, NO QUE COUBER).
AÇÃO RESCISÓRIA COM PEDIDO DE TUTELA
- Resposta: A ação seria a de Ação Cautelar de ANTECIPADA - 1 Correto endereçamento, competência e
Arrolamento de Bens com fundamento nos arts. 855 a identificação da decisão rescindenda 2 Correta
860 do CPC - Entre os pedidos: - concessão de medida exposição do quadro fático. Admissibilidade (art. 485,
cautelar, na qual nomeava a autora como depositante V,CPC) 3 Fundamento: violação ao artigo 1.255, p.u., do
dos bens do casal; - apensamento desta cautelar aos Código Civil 4 Fundamento: violação ao art. 35 do
autos principais conforme determina o art. 809 do CPC; Decreto-lei nº 3.365/1941 5 Tutela Antecipada com a
demonstração dos requisitos do art. 273/CPC, e
Procuradoria Estadual - Concurso: PGE-PA - Ano: 2012 -
expresso pedido de suspensão do cumprimento da
Banca: PGE-PA - Disciplina: Direito Civil - Assunto:
sentença. 6 Correta formulação do pedido final,
Direitos Reais - Em ação reivindicatória de domínio,
pugnando pela desconstituição da decisão rescindenda
ajuizada em 01 de setembro de 2005 por Afonso Carlos
e por novo julgamento do feito Reivindicatório, com
de Souza em face do Estado do Pará, foi este Ente
extinção do processo sem resolução de mérito
condenado, através de sentença do Juízo da 2ª Vara de
(impossibilidade jurídica do pedido) ou,
Fazenda de Belém, prolatada em 01 de agosto de 2009,
alternativamente, a conversão em desapropriação
ratificada no julgamento do reexame necessário em 02
indireta e perdas e danos relativamente ao terreno
de agosto de 2012, nos autos de processo no qual o
indiretamente expropriado. 7 Valor da causa.
Estado do Pará foi revel, a restituir ao reivindicante
PETIÇÃO/MANIFESTAÇÃO AO JUÍZO RESPONSÁVEL PELO
terreno que o Ente público ocupava desde agosto de
CUMPRIMENTO DA SENTENÇA OU MEDIDA
1998, nele havendo construído uma escola, ainda hoje
IMPUGNATIVA EQUIVALENTE (precedente RESP
em plena atividade, com um corpo discente de cerca de
1008311/RN) - CORRETO ENDEREÇAMENTO E
2000 (dois mil) alunos e docente de 70 (setenta)
COMPETÊNCIA - CORRETA EXPOSIÇÃO DO QUADRO
professores. A decisão proferida acatou a tese do
FÁTICO - FUNDAMENTO: IMPUGNAÇÃO AO
reivindicante de que o Estado haveria se apossado,
CUMPRIMENTO DE OBRIGAÇÃO ESPECÍFICA – ART.
indevidamente, de terreno de propriedade daquele,
461/CPC, À LUZ DO INTERESSE PÚBLICO E
havendo nele edificado o prédio em que, hoje, funciona
FUNDAMENTOS UTILIZADOS NA RESCISÓRIA. -
a unidade escolar, acessão esta avaliada em R$
FUNDAMENTO: IMPUGNAÇÃO DA MULTA DIÁRIA
500.000,00 (quinhentos mil reais), sendo que o valor de
EXCESSIVA.FUNDAMENTO: RETENÇÃO DAS
mercado do terreno é de R$ 100.000,00 (cem mil reais).
BENFEITORIAS PELO ESTADO. PEDIDO FINAL:
A decisão proferida transitou livremente em julgado,
SUSPENSÃO DO CUMPRIMENTO DA SENTENÇA.
havendo a expedição de mandado para o Ente público
IMINÊNCIA DE DANO DE DIFÍCIL REPARAÇÃO – ART.
desocupar a escola, no prazo de 30 dias, devolvendo o
475-M/CPC.
terreno para o reivindicante, sob pena de pagamento de
multa de 50.000,00 (cinquenta mil reais), por dia de Advogado - Concurso: CONSELHO REGIONAL DE
descumprimento da ordem judicial. Este mandado foi TÉCNICOS EM RADIOLOGIA-SP - Ano: 2014 - Banca:
recebido pelo Procurador-Geral do Estado no último dia ZAMBINI - Disciplina: Direito Civil - Assunto: Direitos
18 de outubro de 2012. 1.a) Havendo tocado a você Reais - Fernando é proprietário de bem imóvel situado
atuar na questão, na qualidade de Procurador do Estado, na Comarca de Praia Grande. Em 02/02/2008 ele firmou
promova a (s) medida (s) que entender de direito para a um instrumento particular de promessa de venda e
melhor salvaguarda dos interesses e patrimônio do compra quitado com Luiz do referido imóvel, com firma
Estado e da continuidade do serviço público. reconhecida naquela mesma data, pelo preço de R$
180.000,00, transmitindo-lhe a posse. Porém, como Luiz
- Resposta: PEÇAS CABÍVEIS: AÇÃO RESCISÓRIA COM
não tinha condições de arcar com os impostos e
PEDIDO DE TUTELA ANTECIPADA E
emolumentos de cartório para lavrar escritura pública de
PETIÇÃO/MANIFESTAÇÃO AO JUÍZO RESPONSÁVEL PELO
compra e venda, preferiu adiar o ato e também não

49
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

levou o instrumento a registro. Quase cinco anos depois, com amputação parcial de sua Perna direita, pleiteia por
Solange iniciou ação de cobrança de alugueis contra melo de tutela antecipada a entrega imediata pelo
Fernando, na Comarca de São Paulo, que foi julgada Estado de prótese, além do pagamento de pensão
procedente. Iniciada a execução, Fernando não pagou a alimentícia mensal no valor dos salários que percebia,
dívida, que já alcançava R$ 250.000,00. Solange, sob pena da fixação de "astreintes" diárias, além do
realizando pesquisa em diversas cidades, descobriu enquadramento do Estado como litigante de má-fé, por
aquele imóvel da Praia Grande e requereu a sua ato atentatório ao exercício da jurisdição, se criados
penhora, o que foi deferido pelo juiz. Finalmente, Luiz embaraços a efetivação do provimento judicial
resolveu lavrar a escritura de venda e compra e, ao antecipatório. O juiz defere a antecipação tutelar em
solicitar a certidão de matrícula atualizada no Registro de ambos os pedidos, fixando "astreintes" diárias de R$
Imóveis, descobriu que fora registrada a penhora a 1.000,00 (um mil reais) e advertindo que eventual
pedido de Solange. Como advogado de Luiz, promova a descumprimento da tutela antecipada acarretara ao
medida judicial cabível. Estado seu enquadramento por má-fé processual,
comando para essa hipótese a pagamento imediato de
- Resposta: PEÇA PRÁTICA - Luiz deverá opor embargos multa em montante equivalente a 20% do valor da causa,
de terceiro em face de Solange, distribuindo-se a ação a qual se atribuiu a quantia de R$ 500.000,00
por dependência à ação que originou a penhora, (quinhentos mil reais). Na qualidade de Procurador do
seguindo os requisitos dos artigos 1.046 a 1.054, bem Estado de Mato Grosso, ofereça o recurso adequado ao
como do artigo 282, todos do CPC. O embargante, após ataque a decisão monocrática, no tocante aos aspectos
qualificar as partes, indicando a juntada de procuração, processuais.
deverá fazer uma exposição resumida dos fatos,
ressaltando-se que se tornou compromissário - Resposta: PEÇA PROCESSUAL - DIREITO PROCESSUAL
comprador em 02/02/2008, muito antes da existência CIVIL- 1. Admissibilidade: o problema prático proposto
da ação, data em que recebeu também a posse do bem, pede agravo, em sua modalidade instrumental, pela
assim como a origem da penhora, juntando-se possibilidade efetiva de lesão grave e de difícil
documentos respectivos. Deverá ainda indicar nos reparação ao erário de Mato Grosso. Agravo retido não
embargos o rol de testemunhas e protestar pela teria qualquer resultado pratico e, por outro lado, como
produção de outras provas. A citação deverá ser o enunciado foi expresso em pedir o recurso adequado,
requerida na pessoa do procurador de Solange, não serão aceitas outras medidas, como a suspens6o de
constituído nos autos da ação de cobrança de alugueis. liminar de que dispõe o artigo "caput", da Lei8.437/92,
O pedido será para julgar integralmente procedente o que não tem a natureza de recurso e sim de despacho
feito, determinando-se o cancelamento da penhora fundamentado, o que essa própria lei esclarece. 2. Foi
sobre o imóvel e a condenação de Solange nas verbas considerado na atribuição da nota: Acerto da peca e
de sucumbência. Indicar o valor da causa, que deverá direcionamento correto ao Desembargador Presidente
ser equivalente ao valor do imóvel, mencionando por do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Exame da
fim o recolhimento das custas iniciais. petição de interposição e seus requisitos, mormente
quanto instrução do recurso (CPC, 525). Enquadramento
Procuradoria Estadual - Concurso: PGE-MS - Ano: 2012 - legal correto no tocante as "astreintes" (CPC, 461-A),
Banca: FCC - Disciplina: Direito Civil - Assunto: quanta a antecipação tutelar (CPC, 273) e suas
Responsabilidade Civil - Joao Ribeiro propõe ação especificidades no tocante ao Estado (Leis 9.494/97,
indenizatória, material e moral, c.c_ obrigação de 8.437/92 e 12.016/09) e subsunção ao regime de
entrega de coisa certa, em face daFazenda Púbica de precatórios (CF, artigo 100) e procedimentos licitatórios
Mato Grosso, alegando a responsabilidade desta em da Lei n2 8.666/93, a inviabilizar a antecipação tutelar
decorrência de acidente automobilístico que sofreu, concedida monocraticamente. Analise da litigância de
após colisão com viatura policial militar que desrespeitou má-fé (artigos 17 e 18, CPC) em confronto com o ato
sinalização semafóricas e que seguia sem suas luzes de atentatório a dignidade da jurisdição previsto no artigo
advertência ligadas. For estar impossibilitado de 14 e, especialmente, inciso V e paragrafo único, postos
locomover-se, em razão da gravidade das lesões sofridas, na questão em deliberado equívoco; indicação de

50
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

ocorrência de confusão, como instituto de direito civil, Campinas também é parte ilegítima para figurar no
na condenação do Estado de Mato Grosso no citado ato pólo passivo da demanda porque os fatos imputados ao
atentatório. iii. Com os corretos enquadramentos Vereador em nenhum momento dizem que ele estivesse
mencionados, para o desenvolvimento geral do no exercício de suas funções na Câmara. Assim, não
recurso:linguagem forense adequada, divisão dos resta configurada a responsabilidade conforme prevista
tópicos diversos, objetividade, fluidez e clareza da no art. 37, §6º da CF. Obs.: duas causas que vão dar
argumentação, enquadramento correto dos fatos as ensejo ao pedido de extinção do feito sem julgamento
normas Iegais, raciocínio jurídico demonstrado. iv. do mérito nos termos do art. 267, VI do CPC. – MÉRITO -
Conclusão recursal,com a pedido final formulado do 1) A responsabilidade aqui é pessoal e regida pelo
modo mais completo possível, devidamente separado Direito Civil em relação direta entre o Vereador e a
por tópicos autônomos, inclusive no que tange aos Empresa de transporte. Não houve prática no exercício
pedidos subsidiários ou alternativos. das funções públicas conforme exige o art. 37, §6º da
CF. 2) Inexistência de dano moral, pois os danos em
Procuradoria Municipal - Concurso: PGM - Campinas-SP veículo jamais atingem direito personalíssimo de
- Ano: 2012 - Banca: CETRO - Disciplina: Direito Civil - imagem da empresa perante a sociedade. 3) Caso não
Assunto: Responsabilidade Civil - Santos Oliveira, seja possível atender as teses explanadas o que se
proprietário de uma empresa de transportes, ingressou admite por mero amor ao debate, requer redução dos
com uma ação indenizatória por danos morais e valores de indenização pleiteada pelo autor por ser
materiais em face da Prefeitura de Campinas. Segundo desarrazoada e desproporcional. – PEDIDOS - 1)
alega o autor, um veículo de sua empresa estava Extinção do feito sem resolução do mérito conforme o
trafegando pelas ruas da cidade quando foi depredado art. 267, VI do CPC. - 2) Superadas as preliminares, que
por manifestantes liderados por um vereador, Soares sejam julgados improcedentes os pedidos da inicial. - 3)
Coelho, defronte à Câmara Municipal. Embora não Condenação do autor ao ônus da sucumbência. - 4)
estivesse no local dos fatos, Santos Oliveira sustenta que Produção de todas as provas admitidas em direito.
a depredação não teria ocorrido se não houvesse as Nestes termos pede deferimento – Data
incitações iniciadas pelo vereador Soares Coelho. Por
isso, pediu ressarcimento em danos materiais na quantia Procuradoria Municipal - Concurso: PGM/Recife-PE -
de R$120.000,00 e ainda danos morais na quantia de Ano: 2014 - Banca: FCC - Disciplina: Direito Civil -
R$500.000,00 em razão da mácula que o evento causou à Assunto: Responsabilidade Civil - PEÇA PRÁTICA - Antero
imagem da empresa. O município de Campinas foi Vaz, administrador de empresas, paulista em férias,
regularmente citado. Na qualidade de Procurador do nadava na praia de Boa Viagem quando foi atacado por
Município, elabore a peça adequada para defender o um tubarão, perdendo dois dedos da mão direita. Ficou
Município. Observação: deve-se assinar a Peça internado por 10 dias, propondo ação contra a
Processual como TícioMerius, OAB/SP nº 000000. Municipalidade do Recife, na qual pediu e obteve
liminarmente a antecipação tutelar, para o fim de, nos
- Resposta: PEÇA CABÍVEL CONSTESTAÇÃO – termos do seu pedido inicial, ser indenizado por danos
COMPETÊNCIA - Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz da ate iaisà −à dis i i adosà eà o siste tesà e à gastosà
______ Vara Cível da Comarca de Campinas – SP ou hospitalares e lucros cessantes, pelo tempo não
Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz da ____ Vara de t a alhadoà −,à o aisà e estéticos. Alegou falta de
Fazenda Pública da Comarca de Campinas – SP – sinalização do perigo que corria, naquele trecho de praia,
PRELIMINARES 1) Ilegitimidade ativa da causa: a bem como ausência de guarda vidas que o houvesse
empresa de transporte que teve o veículo depredado alertado e impedido de nadar além dos recifes da praia,
tem personalidade jurídica própria e distinta de seu local do ataque. Afirmando a responsabilidade objetiva
sócioproprietário. Ainda que Santos Oliveira seja do Estado, que independeria de culpa, o juiz da causa
proprietário da empresa não legitimidade por falta de concede antecipadamente os danos materiais, morais e
pertinência subjetiva com a lide. Portanto, deve ser estéticos, respectivamente nos valores de R$ 10.000,00,
requerido a extinção do feito sem resolução do mérito. R$ 150.000,00 e R$ 160.000,00; considerou ainda as
2) Ilegitimidade passiva da causa: a Prefeitura de peculiaridades do caso e as provas dos autos para

51
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

conceder pensão vitalícia para o autor por perda parcial em 25/05/2015 (segunda-feira), com a juntada do
permanente da capacidade laborativa que intuiu pelo só mandado aos autos em 26/05/2015 (terça-feira).
fato da perda dos dedos. Como Procurador Judicial da Partindo do pressuposto de que os fatos ocorreram da
Municipalidade do Recife, interponha o recurso forma como narrados, na condição de advogado do
pertinente à defesa judicial de seus interesses. Município de Almirante Tamandaré, para quem o caso foi
distribuído, elabore a peça judicial adequada para
- Resposta: I. Como Procurador Judicial da defender o Município da melhor forma possível. Indique,
Municipalidade de Recife, defender civilmente que a como data de sua manifestação, o último dia do prazo
responsabilidade do Estado por omissão só se para a apresentação da defesa.
caracteriza mediante apuração de culpa, tratando-se
pois de responsabilidade subjetiva e não objetiva; - Resposta: 1 - Endereçamento: Excelentíssimo Senhor
defender a ausência de culpa, pela notoriedade dos Doutor Juiz Federal da XXXX Vara Federal Cível da
fatos. II. Quanto ao aspecto processual, defender a Subseção Judiciária de Curitiba, Seção Judiciária do
impossibilidade jurídica de se conceder liminar contra o Paraná. 2- Qualificação das partes: Município de
Poder Público de forma exauriente e sem sua oitiva Almirante Tamandaré, pessoa jurídica de direito
prévia (Lei 8437/1992), além da inexistência de prova público, endereço. 3 - Denominação da peça:
inequívoca dos danos, sem antes instaurado o Co testaç o.à O s.:à oà à i fo aç es"à po ueà oà
contraditório, mormente no tocante aos danos morais e município não é autoridade coatora, mas sim a parte
estéticos. III. Contestar os valores fixados, por sua requerida. 4 - Descrição dos fatos. 5 - Preliminares: 5.1 -
exacerbação; contestar a natureza da pensão incompetência absoluta do juízo: não é competência da
concedida, vitalícia, a uma por ter sido concedida de Justiça Federal, pois não incide nas hipóteses do artigo
ofício, ultra petita; a duas por se tratar de juízo firmado 109 da Constituição federal. é competência da Justiça
em antecipação tutelar, a três pela pouca extensão dos Estadual. 5.2 - indeferimento da petição inicial: escoou
danos físicos sofridos, irrelevantes para um o prazo decadencial de 120 dias (artigo 23 da LMS) para
administrador de empresas, não se caracterizando propositura. 6 - Fundamentos. 6.1 - ausência de direito:
perda alguma da capacidade laborativa. IV. líquido e certo a criança tem mais de seis anos,
Processamento e pedido corretamente efetuados no inexistindo, portanto, o direito líquido e certo de
agravo de instrumento. matrícula, por ausência de previsão legal - art. 208 da
CF diz que a obrigação do município em fornecer vaga
Procuradoria Municipal - PGM-Almirante em creche vai até os 5 anos de idade, e Gabriel já havia
Tamandaré/PR - Ano: 2015 - Banca: UFPR - Disciplina: ultrapassado esta faixa etária quando seus pais
Direito Constitucional - Educação - PEÇA PROCESSUAL - realizaram requerimento. 6.2 - ausência de ilegalidade/
Laura e Cláudio – genitores de Gabriel, menor nascido absoluto poder: o Município agiu de forma lícita,
em 26/12/2008 – entraram em contato com a escola conforme o princípio da legalidade, pois o artigo 208
municipal de Almirante Tamandaré para solicitar a prevê o dever de fornecer vaga em creche apenas até os
matrícula de seu filho na pré-escola. Apesar de existirem 5 anos de idade. 6.3 - impossibilidade de condenação
vagas, em 05/01/2015, receberam a resposta negativa em honorários de sucumbência previsão do artigo 25 da
por escrito do diretor da escola. Em 10/05/2015, Laura, lei 12016/2009. 7 - Requerimentos. 7.1 - acolhimento
Cláudio e Gabriel (este último representado pelos das preliminares (art. 267, IV e V, do CPC). 7.2 -
genitores) impetraram Mandado de Segurança em face Intimação do Ministério Público. 7.3 - A denegação da
do Município de Almirante Tamandaré, anexando a segurança. 7.4 - protesto por produção das provas. 7.5 -
negativa do diretor e requerendo a matrícula imediata de a condenação dos impetrantes ao pagamento das
Gabriel na pré-escola, inclusive com pedido de custas processuais. 8 - Indicação de assinatura sem
antecipação dos efeitos da tutela. Pleitearam, ainda, a indicação do candidato.
condenação ao pagamento das custas e honorários de
sucumbência. A medida liminar foi indeferida pelo juiz da Procuradoria Municipal - PGM-Guarapari/ES - Ano: 2015
1ª Vara Federal de Curitiba. O diretor da escola - Banca: IBEG - Disciplina: Direito Constitucional -
manifestou-se no prazo legal. O Município foi intimado Assunto: Saúde - PEÇA PRÁTICA - Moises Brito,

52
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

pecuarista, morador da cidade de Piúma - Es, após sofrer Santo. Inexistência de hipossuficiência pelo autor.
acidente de veículo em 10.03.2014 é informado por seu Ilegitimidade da Defensoria Pública. Parecer
médico que seria recomendado a realização de uma i te posiç oà deà ag avoà deà i st u e to. ‘ELáTÓ‘IO:à Oà
cirurgia cardíaca, na hipótese de medicação não se candidato deverá descrever sinteticamente a consulta
mostrar totalmente eficiente. Em 22.08.2014, a formulada, indicando, inclusive, a autoridade
operadora do plano de saúde foi consultada para arcar consulente.Exe plo:à T ata-se de consulta formulada
com os custos da cirurgia, tendo esta se negado a custear pelo Senhor Prefeito Municipal de Guarapari-Es acerca
a cirurgia, sob alegação da existência de outros de decisão judicial prolatada pelo MM Juiz da Vara da
procedimentos mais recomendados e menos onerosos. Fazenda Pública a que determinou liminarmente a
Alegou, ainda que o procedimento cirúrgico é de alta realização da cirurgia, no prazo de 20 (vinte) dias, sob
complexidade e por isso não estava na cobertura do pena de bloqueio de R$ 30.000,00 (trinta mil reais) das
plano escolhido pelo cliente. Sabe-se que, a cidade de contas públicas, argumentando que o sistema único de
Piúma - ES, não dispõe de centro cirúrgico, sendo que saúde é universal, sendo responsabilidade solidária de
tais procedimentos, na esfera pública, sã realizados na todosàosàe tesàdaàFede aç o. ... Éàoà elat io.à Passoàaà
capital, sob a responsabilidade do Estado do Espírito opi a FUNDáMENTO.à Oà a didatoà deve confrontar
Santo. Irresignado, Moises Brito procurou a Defensoria todos os pontos relevantes que orbitam a temática
Pública Estadual da Cidade vizinha de Guarapari - ES, proposta, apontando os argumentos que poderiam ser
informou que a cirurgia custava aproximadamente R$ apresentados em juízo.FUNDAMENTO. O candidato
30.000,00 (trinta mil reais) e no momento não detinha deverá responder que não há obrigatoriedade do
aquela soma de recursos, pois havia gasto todas as suas Município em custear cirurgia de alto custo. Que há
economias na compra d um rebanho novo e na troca do necessidade de interposição de Agravo de Instrumento
carro de sua esposa.Diante desse quadro, Moises Brito, com pedido de efeito suspensivo a fim de suspender a
através da Defensoria Púbica Estadual, em 02.06.2015, decisão que determinou a realização da cirurgia e o
ajuizou ação ordinária com pedido de tutela antecipada bloqueio das verbas públicas.O parecer deve ser datado
em face no Município de Guarapari - ES, requerendo que e assinado pelo Procurador Municipal, com indicação de
o Município seja compelido, liminarmente, a realizar a sia inscrição na OAB (Em atendimento ao exemplo
cirurgia sob pena de bloqueio de verbas públicas e no contido no Edital).Conclusão. O candidato deverá
mérito, seja ratificada a liminar. O juiz da Fazenda Pública responder que não há obrigatoriedade do Município em
da comarca de Guarapari - ES, deferiu-se a liminar custear a cirurgia de alto custo. Que há necessidade de
determinado a realização da cirurgia, no praz de 20 interposição de Agravo de Instrumento com pedido de
(vinte) dias, sob pena de boqueio de R$ 30.000 (trinta mil efeito suspensivo a fim de suspender a decisão que
reais) das contas públicas, argumentando que o Sistema determinou a realização da cirurgia e o bloqueio das
Único de Saúde é universal que emitisse parecer acerca verbas públicas.O parecer deve ser datado e assinado
do caso.Na qualidade de Procurador Municipal emita pelo Procurador Municipal, com indicação de sua
parecer abordado a medida judicial mais adequada a ser inscrição na OAB (Em atendimento ao exemplo contido
proposta pelo Município, bem como todos os pontos que no Edital).
a Fazenda Pública poderia alegar em Juízo.
Procurador Estadual - Concurso: PGE-AC - Ano: 2012 -
- Resposta: O candidato deverá elaborar um parecer Banca: FMP - Disciplina: Direito Constitucional -
com o objetivo de responder à consulta formulada pelo Assunto: Administração Pública - O GABINETE DO
Prefeito do Município de Guarapari- Es. O parecer GOVERNADOR encaminha consulta à Equipe de
deverá ser estruturado em: Ementa, Relatório, Consultoria da Procuradoria-Geral do Estado,
Fundamentação e Conclusão. EMENTA: Deverá conter pretendendo propor à Assembleia Legislativa estadual,
de for aà l gi aà eà oo de adaà asà p i ipaisà palav as- projeto de lei que fixe a remuneração dos Secretários de
have à ueà fo a àutilizadasà aàela o aç oà doàpa e e .à Estado em subsídios mensais, estabelecendo a
Exe plo:à P estaç oà doà se viçoà deà saúde,à Ci u giaà deà possibilidade de pagamento diferenciado para os
alto custo pelo município de Guarapari-Es. Não Secretários de Estado que sejam, também, servidores
viabilidade. Responsabilidade do estado do Espírito públicos e aqueles outros que não têm nenhum vínculo

53
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

com o ente público. A proposta prevê que os primeiros de Porto Alegre. Preocupado com o problema da falta de
poderão optar pela remuneração do cargo ou emprego creches, o Prefeito encaminha projeto de lei para a
público de origem acrescido de uma gratificação mensal Câmara Municipal de Vereadores, objetivando sanar o
estabelecida em percentual do valor dos subsídios fixado problema e, por consequência, pôr fim ao crescente
para os segundos. Ainda, prevê o pagamento de número de liminares concedidas, pelo poder Judiciário,
gratificação natalina e adicional de férias apenas para os em proveito de genitores que pleiteiam vagas para seus
Secretários de Estado que tenham vínculo com o serviço infantes. O projeto é recebido em 18 de janeiro de 2013
público. Em razão da falta de consenso no âmbito do e já em 01 de fevereiro do mesmo ano, tendo o projeto
governo estadual, o Governador do Estado questiona a tramitado regularmente e seguindo o devido processo
PGE acerca da constitucionalidade de tal ato normativo e legislativo, é publicada a Lei Municipal nº 666, de 2013,
de sua adequação no que tange ao tratamento dado ao que regulamenta o acesso à Educação Infantil no
servidor público, bem como, em caso afirmativo, à Município de Porto Alegre. O Art. 4º, da nova Lei,
incidência da gratificação prevista no projeto de lei para estabelece os seguintes requisitos para a concessão de
o cálculo da gratificação natalina, para aqueles vagaàe à e heàpelaàád i ist aç oàPú li aàMu i ipal:à I.à
Secretários de Estado que tenham feito a opção Comprovada necessidade econômica da criança;II.
pretendida pela remuneração de origem acrescida da Ambos os genitores devem estar empregados e com
gratificação.Elabore a resposta à consulta formulada, renda familiar bruta não superior a dois salários
considerando os aspectos legais, doutrinários e mínimos; III. Comprovação do não recebimento de
jurisprudenciais que afetam os temas envolvidos . auxílio-creche por parte dos empregadores de ambos
genitores, mediante declaração de cada empregadora;
- Resposta: Tópicos a serem observados:- Estrutura IV. Inscrição regula da criança junto à Secretaria
formal do Parecer (até 1,0) - Verificar a ocorrência de Municipal de Educação, a ser realizada,
vício formal na proposta. (até 2,0) - Discorrer acerca da obrigatoriamente, entre os dias 01 e 31 de março do ano
possibilidade de tratamento diferenciado para para o qual se pleiteia a vaga. Parágrafo único. A
Secretários de Estado servidores ou empregados concessão das vagas seguirá a ordem de chegada dos
públicos e os que não são (até 2,0) - Verificar e requerimentos por parte do(s) genitor(es) junto à
desenvolver o tema do estabelecimento de pagamento “e eta iaà Mu i ipalà deà Edu aç o. à I o fo adaà o à
de adicional de férias e gratificação natalina para os novos requisitos introduzidos pelo At. 4º, da Lei
Agentes Políticos (até 2,0) - Tratar da possibilidade de Municipal nº 666/2013, a Associação de Pais e Mestres
incidência da gratificação prevista para os Secretários C ia çaà Feliz ,à asso iaç oà ivilà se à fi sà lu ativos,à o à
servidores ou empregados públicos no pagamento do finalidade institucional voltada exclusivamente para a
13º salário (até 2,0) - Análise do coerência e da proteção e defesa da Educação Infantil, regularmente
completude da argumentação (até 1,0) Obs: na construída em 12 de outubro de 2012, ajuíza Ação Civil
avaliação para atribuição da pontuação acima indicada Pública, nos termos do Art. 1º, IV, da Lei nº 7.347, de
foi considerada a capacidade dissertativa e de 1985, em 18 de fevereiro de 2013, conta o Prefeito e a
argumentação, o conhecimento do vernáculo e a Mesa da câmara de Vereadores de Porto Alegre. Alega a
linguagem técnico-jurídica,nos termos do art. 42 do inconstitucionalidade material da Lei atacada por ofensa
Edital. à dignidade da pessoa humana, ao direito fundamental à
Educação Infantil, ao princípio da razoabilidade, ao
Procuradoria Legislativa - Concurso: Câmara de Porto
princípio da proporcionalidade e ao princípio da
Alegre - Ano: 2014 - Banca: FUNDATEC - Disciplina:
isonomia, no que concerne à criança, enquanto que, em
Direito Constitucional - Assunto: Controle de
relação aos pais, alega ofensa expressa no Art. 7º, XXV,
Constitucionalidade - PEÇA PROCESSUAL - Em 01 de
da Constituição Federal de 1988. Requer ainda que seja,
janeiro de 2013, ao tomar posse como novo Prefeito de
em caráter liminar, suspendidos os efeitos da Lei
Porto Alegre/RS, o Sr. João da Silva é informado pelo
impugnada até o trânsito em julgado da ação em objeto.
corpo técnico da Secretaria Municipal de Educação sobe
Em 22 de fevereiro de 2013, o juiz titular da 28ª Vara
a existência de estudos que apontam para um déficit de
Especializada de Direito Público do Foro Central de Porto
12,4 mil vagas na rede de Educação Infantil do Município
Alegre defere o pedido de suspensão, em caráter liminar,

54
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

dos efeitos da Lei nº 666/2013, acolhendo os comumente recebe pedidos de uso das instalações da
argumentos da parte autora, determina a citação pessoal Casa por grupos e organizações da sociedade civil.
do Prefeito e do Presidente da Câmara de Vereadores, Eventualmente, trata-se de manifestações e reuniões
intima o Ministério Público para que se manifeste e adversas à criminalização de práticas sociais
ordena que, até o julgamento em definitivo da ação, controversas, tais como uso de drogas ilícitas, aborto e
sejam concedidas vagas em creche a todas as crianças ocupações ou invasões de propriedade rurais e urbanas.
que pleiteiem junto à Secretaria de Educação, sob o Recentemente, o Procurador-Geral de Justiça oficiou a
fundamento constitucional nos artigos 208, IV e 211, § esta Mesa Diretora postulando o indeferimento desses
2º. Ambas as citações do Prefeito e do Presidente da pedidos, advertindo que tais eventos caracterizariam, em
Câmara de Vereadores ocorreram, regularmente, no dia tese, utilização de espaços públicos para apologia de
05 de março de 2013, tendo sido ambos os mandados de fatos criminosos (art. 278, do Código Penal), incorrendo
citação juntados aos autos no dia 07 do mesmo mês. seus participantes, portanto, nas penas e procedimentos
Elabore a peça processual cabível para a melhor defesa criminais correspondentes, inclusive com prisão em
dos interesses do Município de Porto Alegre, datando-a flagrante delito. Posto que se trata de reuniões pacíficas,
dentro do prazo legal. Na eventualidade do cabimento desarmadas e previamente comunicadas às autoridades,
de mais de uma medida processual, elabore aquela que e abstraídas outras considerações de índole
contar com o menor prazo legal, indicando, ao final da administrativa ou política, consulto V. Sa. Para,
questão, um post scriptum, qual a subsequente medida estritamente no plano penal e processual penal, resposta
processual cabível. Na eventualidade do não cabimento discriminada aos seguintes tópicos: a) Há algum
de nenhuma medida processual, fundamente sua entendimento da Justiça brasileira que pode ser
resposta. invocado sobre esse assunto e obrigatório para a
administração desta Casa? Em que termos ? b) A justiça
- Resposta: Agravo de instrumento ou suspensão de brasileira já acenou com limites materiais a essa
liminar são as peças corretas/aceitáveis, tendo em vista liberdade de reunião ? c) Como se regula a prisão em
a primazia do interesse do Município na atuação do flagrante nesse delito d) Se algum Deputado desta Casa
cargo pretendido. É inquestionável a necessidade de estiver participando dessas reuniões, ele pode ser preso
cassar a liminar, antes mesmo de apresentar em flagrante ? Por quê? e) Diante do poscionamento
contestação. Estruturar peça com requisitos legais concreto já manifestado pelo Procurador-Geral de
obrigatórios, desde folha de encaminhamento do Justiça, qual e a quem será endereçada a medida
agravo de instrumento até data correta. especificamente processual penal mais eficiente e célere
Preliminarmente, alegar ilegitimidade ativa (requisito para que tais pessoas, possam, antecipadamente, ter
da pré-constituição da associação e ausência de assegurada sua liberdade no curso de reuniões dessa
finalidade institucional prevista em lei) e ilegitimidade natureza? Sem mais, respeitosamente, Presidente da
passiva, com fulcro na Lei n. 7347/85 e CPC, em especial Mesa Diretora da Assembléia Legislativa da Paraíba.
a personalidade judicial da Câmara de Vereadores. No Diante do ofício recebido, elabore a peça prática
mérito, enfrentar a alegação de inconstitucionalidade correspondente, observando, inclusive, sua forma
da lei atacada em todos os aspectos propostos pela técnica adequada.
parte autora, sobretudo situando o problema entre os
arts. 6 e 7 da Constituição de 1988 (direito fundamental - Resposta: A) Na ADPF 187, que cuidou do caso da
à educação infantil e direito do trabalhador a ter o filho Marcha da Maconha, o STF consignou interpretação de
matriculado em creche, respectivamente). Referências que não violam o art. 287 do CP as manifestações e
legais mínimas: Lei n. 7347/85, Código de Processo Civil, eventos públicos pela legalização ou descriminalização
Constituição de 1988. das drogas hoje ilícitas. Esse julgado tem efeito
vinculante somente em referência a temática das
Procurador Legislativo - Concurso: Assembléia drogas, inclusive para a Assembléia Legislativa da
Legislativa-PB - Ano: 2013 - Banca: FCC - Disciplina: Paraíba (art. 102, op. 2º, da CF). Porém, trata-se de
Direito Constitucional - Assunto: Direitos Individuais e assentar uma liberdade pública de reunião cuja lógica,
Coletivos - Ilustríssimo Senhor Procurador, Esta Mesa em linha de princípio, pode ser estendida aos demais

55
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

casos aqui em referência. B) Na ADIN 4.274-DF, Itararé, visando o aprimoramento da qualidade de


refletindo sobre o que desde antes já assentara no caso atendimento através da expansão da rede de creches,
Eliwanger (HC 82.424-2), em que se cuidara da haja vista o grande aumento na demanda por vagas que
liberdade de expressão enquanto tópico das liberdades não pode ser atendida, no momento, pela rede pública
públicas em geral, o STF voltou a acenar que também a municipal. Requer do Procurador Jurídico que analise a
liberdade de reunião não é absoluta, de modo a não legalidades das despesas decorrentes dos projetos
instrumentalizar propósitos e métodos de violência pretendidos, bem como a possibilidade de serem
física, armada ou beligerante, não legitimando, efetuadas utilizando-se recursos destinados à
portanto, atos ofensivos e direitos fundamentais e a manutenção e desenvolvimento do ensino. Elabore um
condições básicas de convivência ética e democrática, parecer objetivo em resposta à consulta, levando em
ou que agridam a consciência coletiva e o próprio consideração a eletividade das despesas do ensino de
sistema jurídico-constitucional de um pais civilizado. que tratam os artigos 70 e 71 da Lei nº 9.394/96 (Lei de
Não se pode, portanto, tolerar reuniões com propósitos Diretrizes e Bases da Educação Nacional).
agressivos, totalitários, violentos ou discriminatórios,
ainda que pacíficas e desarmadas. C) A pena prisional - Resposta: QUESITOS A SEREM CONSIDERADOS NA
não superior a 6 meses classifica o crime como de ELABORAÇÃO DA RESPOSTA: O primeiro projeto, não
menor potencial ofensivo. Conduzido à autoridade obstante a LEGALIDADE (1) da despesa (CF/ art. 208 – O
policial em situação de flagrancial, o autor do fato deve dever do Estado com a educação será efetivado
comprometer-se à apresentação voluntária em Juízo, mediante a garantia de (...) VII - atendimento ao
lavrando-se simples termo circunstanciado. Com isso, o educando, em todas as etapas da educação básica, por
autor do fato deve ser imediatamente liberado, meio de programas suplementares de material didático-
independentemente da fiança, de modo a não ficar escolar, transporte, alimentação e assistência à saúde)
preso em flagrante (Lei 9.099/95, arts. 61 e 69, p. (2), NÃO pode ser considerado como despesa com
único). D) Não, posto que aos Deputados Estaduais, manutenção e desenvolvimento do ensino (3), pois é
assegura-se a imunidade material, trata-se do crime de VEDADO pelo ARTIGO 71 da LDB (4), devendo ser
opinião, e formal, esta por não se cuidar de crime atendido com recursos provenientes de contribuições
tecnicamente inafiançável (CF, art. 53, caput, par. 2º c/c sociais e outros recursos orçamentários (5), de acordo
art. 27 par. 1º, Constituição da Paraíba, art. 55, caput e com o § 4º do art. 212 da CF (Os programas
par. 2º). E) em tese, enseja-se a impetração de habeas suplementares de alimentação e assistência à saúde
corpus preventivo (CPP, art. 647, 2ª hipótese) perante o previstos no art. 208, VII, serão financiados com
TJPB. A peça prática correta é um parecer endereçado à recursos provenientes de contribuições sociais e outros
autoridade consulente. recursos orçamentários) (6). Já o segundo projeto
consta do rol das DESPESAS ELETIVAS à manutenção e
Procuradoria Municipal - Concurso: PGM-Itararé/SP - desenvolvimento do ensino, inscritas no ARTIGO 70 da
Ano: 2013 - Banca: PUBLICONSULT - Disciplina: Direito LDB (7), PODENDO, pois, ser realizado com recursos
Constitucional - Assunto: Educação - O Secretário destinados à aplicação no ensino (8).
Municipal de Educação pretende realizar dois projetos
educacionais. O primeiro é um programa suplementar de Procuradoria Municipal - Concurso: PGM - Santa
assistência médico-odontológica, voltada exclusivamente Barbara do Oeste - SP - Ano: 2010 - Banca: IDORT -
para os alunos da rede pública de ensino, que consiste na Disciplina: Direito Constitucional - Assunto: Funções
construção, em cada escola municipal, de um Essenciais à Justiça - Vereadores do Município de Santa
ambulatório médico e odontológico para os alunos, bem Ba a aàd’Oesteàap ese ta àp ojetoàdeàleiào di iaà ueà
como sua posterior manutenção, inclusive com a altera a lei sobre a organização e o funcionamento da
remuneração dos profissionais contratados para o Procuradoria-Geral do Município. Conforme teor da nova
atendimento. O segundo projeto consiste na realização proposição, o Procurador-Geral do Município será
de um levantamento estatístico das crianças em idade de nomeado pelo Prefeito, depois de aprovada a escolha
creche e dos estabelecimentos particulares que atendem pela maioria absoluta da Câmara Municipal. Você é
crianças nesta faixa etária, situados no município de Procurador Jurídico da Câmara Municipal. O Presidente

56
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

da Casa Legislativa solicita-lhe parecer sobre a municipal. Segundo: é verdade que a Constituição
constitucionalidade da proposição em face da Federal determinou que a organização e o
Constituição da República Federativa do Brasil. Emita o funcionamento da AGU deveriam ser regulados por
parecer, (a) pronunciando-se de forma fundamentada, meio de lei complementar. Contudo, isso não significa
com no mínimo dois argumentos, sobre a que todos os órgãos da Administração Pública – sua
constitucionalidade ou inconstitucionalidade da carreira e seu funcionamento – devem ser disciplinados
proposição e (b) contextualizando o caso à luz das por meio de lei complementar. Devem sê-lo apenas na
possibilidades de controle preventivo de hipótese de a Constituição expressamente determinar.
constitucionalidade em vigor no sistema brasileiro. Veja-se que ministérios ou secretarias com status de
ministério e empresas estatais podem ser criados e
- Resposta: A resposta à questão foi avaliada com base regulados, em sua estrutura e funcionamento, por lei
nos seguintes parâmetros: 1) Os argumentos expostos ordinária. No caso em tela, só caberia falar em
na resposta pelo(a) candidato(a) deveriam guardar regulação por meio de lei complementar ou por meio de
referibilidade/aderência somente à Constituição da lei orgânica se assim determinasse a Constituição
República Federativa do Brasil. No enunciado da Federal. Mas não é o caso, porque, repita-se, a
questão, nenhuma referência há à Lei Orgânica do Constituição Federal nada prescreveu sobre a
Mu i ípioàdeà“a taàB a aàd Oesteà e à àCo stituiç oà organização e o funcionamento da advocacia pública
do Estado de São Paulo. 2) O projeto de lei ordinária é municipal. (Obs.: certamente, trata-se de omissão
inconstitucional. 3) Dois argumentos demonstram a intencional do legislador constituinte. Do ponto de vista
inconstitucionalidade. 3.1) Argumento da separação de pragmático, seria inviável tornar obrigatória para todos
poderes (divisão de funções). Condicionar a nomeação os municípios brasileiros, desde os mais ricos aos
do Procurador-Geral do Município à aprovação da paupérrimos, a obrigatoriedade de uma advocacia
Câmara Municipal viola a separação de poderes porque pública estruturada em carreira.) 5) No que toca às
caracteriza interferência do Poder Legislativo em possibilidades de controle preventivo de
atribuição típica do Chefe do Executivo Municipal, a constitucionalidade de proposições legislativas,
saber, a competência de nomeação para cargo em deveriam ser obrigatória e claramente explicitados na
comissão em órgão da administração pública direta do resposta o controle exercido pela Comissão de
Poder Executivo (Procuradoria ou Advocacia-Geral do Constituição e Justiça do Poder Legislativo e o controle
Município), cargo este de livre nomeação e exoneração pelo Chefe do Executivo por meio de veto jurídico,
porque destinado apenas às atribuições de direção, hipótese na qual o Prefeito pode manifestar a não
chefia e assessoramento. Por simetria, e apenas para aquiescência, parcial ou total, à proposição legislativa
ilustrar, cite-se a livre nomeação, pelo Presidente da alegando inconstitucionalidade (formal e/ou material).
República, do chefe da Advocacia-Geral da União (CF, § Na correção da resposta, a menção à hipótese de
1º do art. 131). 3.2) Argumento da simetria no processo controle judicial, por meio de Mandado de Segurança,
legislativo. Valendo da CF como parâmetro (art. 61, § não era obrigatória, haja vista ser duvidosa essa
1º, II, c), por simetria, cabe, no âmbito do município, ao possibilidade em sede de controle de
Prefeito a iniciativa de projeto de lei que disponha sobre constitucionalidade preventiva de proposição legislativa
os servidores públicos, seu regime jurídico, provimento municipal. O argumento de que o STF, em princípio,
de cargos, estabilidade e aposentadoria. 4) Houve admite mandado de segurança contra proposição
candidatos(as) que alegaram a inconstitucionalidade legislativa é de aplicabilidade discutível no caso
com o argumento da inadequação da espécie normativa enunciado pela questão (projeto de lei ordinária no
adotada. Para alguns, deveria ser projeto de lei âmbito municipal). Por quê? Primeiro: a jurisprudência
complementar; para outros, proposta de emenda à lei do STF corroboradora (afirmativa) da possibilidade de
orgânica do Município. Esse argumento não é válido. controle judicial preventivo versa sobre proposta de
Primeiro: diferentemente do que estipulou para a emenda à Constituição tendente a abolir cláusula
Advocacia- Geral da União e para as Procuradorias dos pétrea. No caso enunciado pela questão, não se trata de
Estados, a Constituição nada prescreveu sobre a emenda à lei orgânica municipal com o objetivo de
organização e o funcionamento da advocacia pública

57
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

suprimir a separação de poderes. Segundo: tratando-se daquela norma municipal denotaria a boa-fé do
de processamento e julgamento de Mandado de recorrente, que sustenta, ainda, a ilegalidade do auto de
Segurança impetrado por Congressista(s), o STF atua infração. A JARI consultou o advogado do DETRAN,
como primeira e última instância, portanto, a questão é solicitando a emissão de parecer acerca da plausibilidade
decidida originária e exclusivamente por um órgão da autuação. Redija o parecer que será encaminhado à
judicial. Concedida a ordem, o debate político- JARI, que deverá considerar o posicionamento das Cortes
parlamentar sobre a proposição legislativa cessa Superiores sobre o tema.
definitivamente. No caso de proposição legislativa
municipal, a concessão da ordem não faria cessar - Resposta: Exmo. Sr. Dr. Presidente da Junta
definitivamente o debate político-parlamentar, porque Administrativa de Recursos de Infrações A presente
ainda caberia recurso a instância judicial superior, que consulta diz respeito à solução jurídica a ser dada pela
poderia reformar a decisão. Isso geraria interferência e JARI a determinado recurso que contesta a legalidade
incerteza no processo político de formação das leis e, de uma autuação de trânsito. In casu, o recorrente
enfatize-se, desnecessárias porque logo à frente haveria impugna autuação lavrada por Policial Militar, onde
a possibilidade de o próprio Chefe do Poder Executivo consta que o mesmo avançou o sinal vermelho, em
vetar a proposição alegando inconstitucionalidade. ruado Município X, às 23h55min. Afirma que ante a
Terceiro:o cabimento de mandado de segurança requer vigência da Lei X, que autoriza o avanço de sinal
a lesão ou a ameaça de lesão a direito líquido e certo. vermelho naquele horário, a autuação seria ilegal e
Ou seja, devem ser cristalinas a existência de um direito feriria o princípio da boa-fé. De plano, deve-se salientar
subjetivo do parlamentar e a lesão ou ameaça de lesão que a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal tem-
a esse direito subjetivo. No caso em tela, é justificável se mostrado inflexível no sentido de considerar que
cogitar-se de violação ou ameaça de violação a direito todas as formas de regulamentação do trânsito
su jetivoà deà ve eado es à deà “a taà B a aà d Oeste?à Éà inserem-se na órbita da competência privativa da
no mínimo discutível. Por essas razões, entendeu-se que União, tal qual previsto no inciso XXII do artigo 22 da
a resposta ótima à questão não exigia a menção ao Constituição Federal. Assim, todas as tentativas de
controle de constitucionalidade preventivo pela via estabelecer regulamentos locais para situações de
judicial (Mandado de Segurança). trânsito, entre os quais o desligamento de radares ou
semáforos, foram consideradas inconstitucionais pelo
Advogado - Concurso: DETRAN-AC - Ano: 2009 - Banca: Pretório Excelso, que não admite que a matéria seja
CESGRANRIO - Disciplina: Direito Constitucional - tratada à luz do artigo 30, inciso I, da Constituição
Assunto: Organização do Estado - O Município X Federal (competência dos Municípios para tratar de
sancionou uma lei que determina o desligamento dos assunto de interesse local) ou mesmo do artigo 23, XII
ada esà eà pa dais à osà si aisà deà t sito na sua da Carta da República, que trata da competência
circunscrição, entre as 22h e 5h, todas as noites, comum dos entes federativos para tratar da segurança
proibindo, ainda, a autuação dos motoristas que do trânsito. Ante essa constatação, é forçoso
ultrapassem o sinal vermelho naquele horário. O reconhecer que, ainda que a ação em exame seja
Governo Estadual, inconformado com tal promulgação, analisada pelo Supremo Tribunal Federal apenas em
ajuizou, junto ao Tribunal de Justiça do Acre, Ação de sede de um eventual recurso extraordinário, a
Inconstitucionalidade (artigo 104 da Constituição do Acre tendência natural é pelo reconhecimento do vício de
e artigo 125, § 2o, da Constituição Federal), ainda competência. Isto posto, duas alternativas se põem
pendente de julgamento. Entretanto, o tribunal local diante do administrador: 1) A primeira, respeitar o
deixou de conceder a liminar pleiteada, que buscava princípio da presunção de constitucionalidade da norma
sustar os efeitos daquele ato normativo. Já na vigência em exame, posto que não foi deferida a liminar
da lei, a Junta Administrativa de Recursos de Infrações requerida pelo Ilmo. Governador deste Estado. Nesta
(JARI) recebeu recurso de motorista impugnando hipótese, o recurso em exame deverá ser provido, tendo
autuação lavrada por Policial Militar, no qual constava em vista que a ilegalidade da autuação deflui da
que o condutor avançou o sinal vermelho, em rua do inconstitucionalidade da norma que a ampara. 2) A
Município X, às 23h55min. Afirmou que a existência segunda, amparar-se na prerrogativa conferida ao

58
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

Chefe do Poder Executivo de descumprir a norma que desejo – ou não – em cumprir o comando da norma da
repute inconstitucional. Independente da natureza que Lei X, enquanto pendente o julgamento da ação direta;
se dê a tal prerrogativa – forma de controle repressivo b) enquanto não houver manifestação da administração
extrajudicial de constitucionalidade ou apenas exercício superior – ou em caso de decisão pelo cumprimento da
regular da função – o fato é que ela é amplamente norma – devem ser providos os recursos que
aceita, especialmente com o efeito vinculante que tem impugnarem autuações lavradas em desacordo com o
sido conferido às decisões do Supremo Tribunal Federal que prevê a Lei X; Departamento Estadual de Trânsito c)
proferidas em sede de controle difuso de deve ser dada ampla publicidade sobre a postura
constitucionalidade. De qualquer forma, a assumida pela Administração, em respeito ao princípio
responsabilidade decorrente de tal conduta da segurança jurídica, orientando-se, inclusive, os
Departamento Estadual de Trânsito (notadamente o agentes de trânsito. É como nos parece. (localidade),
dever de devolver valores cobrados indevidamente) (dia) de (mês) de (ano).
impõe manifestação expressa (ato formal) do Ilmo.
Governador, não bastando a notícia do ajuizamento da Procuradoria Legislativa - Concurso: Assembléia
ação direta. Por esta razão, mostra-se necessária Legislativa - ES - Ano: 2011 - Banca: CESPE - Disciplina:
remessa de expediente à Procuradoria-Geral do Estado, Direito Constitucional - Assunto: Processo Legislativo -
para que o Governador, querendo, se manifeste em um Pedro, ex-deputado estadual pelo Partido da Providência
ou outro sentido. Importante salientar que qualquer das Nacional (PPN), e o Partido da Providência Nacional
alternativas escolhidas pelo Administrador deve ser (PPN), em litisconsórcio ativo, ingressaram, em
adotada como paradigma para os casos semelhantes, 25/8/2011, com ação ordinária, cumulando pedidos de
sob pena de violação de princípios caros à medida cautelar e antecipação dos efeitos da tutela, em
Administração, tais como a isonomia e a face da Assembléia Legislativa do Estado do Espírito
impessoalidade. Por fim, não parece que a questão Santo, representada pelo seu presidente. Essa ação foi
deva ser tratada com fundamento no princípio da boa- distribuída a uma das Varas da Fazenda Pública da
fé, mas sim da segurança jurídica do administrado. A Comarca de Vitória/ES, com o escopo de anular o Ato n.º
boa-fé, ao menos no Direito Administrativo, não tem o 345/2011 da Mesa da Casa Legislativa, publicado no
condão de excluir a ilicitude da conduta, tendo Diário da Assembléia do dia 20/5/2011, que, de ofício,
relevância apenas na fixação da reprimenda. Por outro declarara a perda do mandato eletivo do então deputado
lado, as sanções previstas no Código de Trânsito Pedro, em razão de este ter deixado de comparecer, em
Brasileiro impõem ao órgão de trânsito uma conduta cada sessão legislativa, à terça parte das sessões
vinculada no que tange à penalização, não havendo ordinárias, sem autorização da Assembléia Legislativa
previsão de qualquer margem de tolerância: Art. 208. para afastamento. Preliminarmente, o autor justifica o
Avançar o sinal vermelho do semáforo ou o de parada manejo da ação ordinária em face de alguns embaraços
obrigatória: Infração - gravíssima; Penalidade - multa. burocráticos na tramitação dos documentos
(...) Art. 259. A cada infração cometida são computados encaminhados à direção nacional do partido, tendo
os seguintes números de pontos: I - gravíssima - sete decorrido o lapso temporal superior aos 120 dias
pontos; (...) Porém, examinando a situação à luz da estabelecido para ajuizamento do mandado de
segurança jurídica, é forçoso concluir que, diante da segurança, consoante preceitua a lei mandamental de
plena vigência do dispositivo cuja constitucionalidade regência. Aduz na inicial, em suma, que a decisão da
ainda está sendo discutida e diante da ausência – ainda Mesa de declarar a perda do mandato eletivo violou
– de manifestação expressa e pública do Chefe do Poder dispositivos da Constituição Estadual e, do mesmo modo,
Executivo acenando no sentido do descumprimento da da norma maior federal, destacando, entre outros
norma, o recurso em exame merece provimento. Do argumentos, o vício de iniciativa de deflagrar, de ofício, o
exposto, o parecer é no sentido de que sejam adotadas procedimento para a perda do mandato, uma vez que
as seguintes providências: a) remessa de expediente à não houve provocação por partido político devidamente
Procuradoria-Geral do Estado, solicitando manifestação representado na Casa Legislativa, tampouco por
expressa do Ilmo. Governador do Estado acerca do deputado estadual. Sustenta a nulidade absoluta do ato
da Mesa, visto que este usurpou a competência do

59
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

plenário da Casa Legislativa para conhecer e decidir a parte autora postula ainda indenização por danos morais
questão acerca da perda do mandato eletivo, bem como em favor do ex-deputado e em nome próprio, sob o
feriu os seguintes princípios constitucionais da fundamento de que os atos impugnados atribuíram
administração pública: o da legalidade e o da imagem negativa ao parlamentar e ao partido perante a
impessoalidade. No mérito da questão em exame, alega sociedade, de inestimável valor eleitoral e profissional,
erro no cômputo das ausências às sessões legislativas com repercussões negativas nas eleições vindouras,
para compor a terça parte das sessões ordinárias, o qual atribuindo o valor da reparação no montante de R$
resultara na autorização da perda do mandado, 500.000,00 para cada um. Os atuais dispositivos
sobretudo porque teriam sido consideradas algumas constitucionais e legais autorizam a responsabilidade civil
sessões extraordinárias. Postula o reconhecimento da por ato legislativo. Requer, por derradeiro, a citação da
nulidade do procedimento por ofensa ao contraditório e Assembléia Legislativa do Estado do Espírito Santo,
à ampla defesa, uma vez que foram indeferidos pedidos representada por seu presidente, bem como a
de novas diligências e oitiva de outras testemunhas, em tramitação prioritária do feito por ser o ex-deputado
razão de a comissão tê-las considerado "[...] maior, com 55 anos de idade. Postula o direito de
desnecessárias ao esclarecimento dos fatos imputados e produzir provas no curso da instrução do feito, além da
[...] meramente protelatórias [...]".Almeja, igualmente, condenação da ré nas custas processuais e nos
na presente demanda, a suspensão cautelar do mandato honorários advocatícios, arbitrados em 20% do valor da
eletivo do candidato suplente da coligação partidária causa. À causa foi atribuído o valor de R$ 1.000,000. A
(Cresce Brasil), firmada nas eleições de 2010, inaudita citação foi efetivada no dia 26/8/2011(sexta-feira), e o
altera pars, com a posterior declaração de nulidade do mandado, juntado aos autos, devidamente cumprido, na
ato administrativo da Mesa convocatório e de posse do mesma data. O presidente da Assembléia proferiu
suplente da coligação, tombado sob o n.º 567/2011, despacho, ordenando remessa à Procuradoria da
publicado no diário da Casa Legislativa na data de Assembléia Legislativa, no mesmo dia, para adoção das
21/6/2011, nos termos da ordem de sucessão informada providências legais e regimentais pertinentes. Com base
pelo Tribunal Regional Eleitoral. O autor expõe, por na situação hipotética apresentada acima, redija, na
derradeiro, a presença dos requisitos que ensejam a condição de procurador da Assembléia Legislativa, peça
medida cautelar pleiteada, postulando, liminarmente, processual adequada ao caso, em forma e prazo legais.
que seja ordenada a suspensão dos efeitos jurídicos dos Dispense o relatório dos fatos, adotando a situação
atos administrativos n.º 345/2011 e n.º 567/2011 da hipotética para esse fim. Ao elaborar o documento,
Mesa da Casa Legislativa, publicados no Diário da exponha enfrentamento necessariamente justificado de
Assembléia dos dias 20/5/2011 e 17/6/2011, todas as questões processuais e de mérito apresentadas
respectivamente, e requer, de igual modo, a concessão na demanda, assegurando o exercício da plena defesa
antecipada dos efeitos da tutela jurisdicional, com o dos interesses da Assembléia Legislativa. Não adicione
retorno imediato do parlamentar ao exercício da fatos e circunstâncias que não constem da hipótese em
atividade legislativa. Nos pedidos finais, postula a tela. Date a peça no último dia de prazo.
confirmação dos efeitos da medida cautelar concedida,
tornando-os definitivos, assim como a ratificação dos - Resposta: 1- Apresentação e estrutura textual
efeitos da tutela antecipatória (legibilidade, respeito às margens e indicação de
concedida,independentemente de eventual recurso que parágrafos) - 2 Desenvolvimento do tema -2.1
venha a ser manejado em face da procedência dos Preliminar. Ilegitimidade ativa do partido político.
pedidos firmados na sentença. Pretende a condenação Inexistência de relação jurídica. Extinção do processo
da Casa Legislativa ao pagamento dos subsídios que o sem resolução de mérito. Art. 267, VI, do CPC. - 2.2
deputado deixou de receber durante o afastamento Preliminar. Ilegitimidade passiva da Assembleia
indevido, até o efetivo retorno ao exercício da atividade Legislativa. Órgão do Estado. Art. 267, VI, do CPC.
parlamentar, acrescido do pagamento de todos os Extinção do processo sem resolução de mérito. Citação.
benefícios, verbas e indenizações a que fazem jus os - 2.3 Do litisconsórcio passivo necessário. Polo passivo.
deputados em exercício, de forma retroativa, Deputado empossado. Efeitos jurídicos do provimento
devidamente atualizados e corrigidos monetariamente. A jurisdicional. - 2.4 Preliminar. Incompetência absoluta

60
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

do juízo. Pretensão com fundamento na legislação que, conforme o disposto no art. 4.º, I, do Ato n.º 2.517
eleitoral. Remessa dos autos a juízo competente. Art. da Mesa Diretora, designou procurador para expedir
113, § 2.°, do CPC. - 2.5 Mérito. Perda do mandato. parecer técnico nos termos do art. 9.º do referido ato. Na
previsão constitucional. Iniciativa. Procedimento. qualidade do procurador da Assembléia Legislativa
Deflagração de ofício ou mediante provocação. designado pelo procurador-geral, redija, de forma
Competência. Mesa da Assembleia. Ausência. Sessões fundamentada e de acordo com o posicionamento do
ordinárias. Cômputo. Procedimento. Garantias Supremo Tribunal Federal, parecer técnico legislativo a
constitucionais. devido processo. Contraditório e ampla respeito da proposição mencionada na situação
defesa assegurados. Ausência de vícios. Manutenção hipotética apresentada acima. Ao elaborar seu texto,
dos atos. Legalidade. Constitucionalidade. Ato responda, necessariamente, às seguintes questões:1- A
"internacorporis". - 2.6 Dano moral. Inexistência. proposta de emenda constitucional fere a reserva de
Legalidade. Previsão Constituição e Legislação de iniciativa prevista no art. 61, § 1.º, da Constituição
regência. Ato administrativo, e não legislativo. Federal? 2- O conteúdo da proposta de emenda guarda
Impugnação do montante. - 2.7 Ausência dos requisitos relação de compatibilidade com a Constituição Federal,
legais. Tutela de natureza cautelar. Confusão com do ponto de vista material?
matéria de mérito. Indeferimento. Oitiva da parte
contrária. - 2.8 Antecipação dos efeitos da tutela - Resposta: 1. Apresentação e estrutura textual
jurisdicional. Inexistência dos requisitos legais. (legibilidade, respeito às margens e indicação de
Restrições. Poder público. Restrições. Lei n.º parágrafos) – 2. Desenvolvimento do tema - 2.1 Parecer
9.494/1997. - 2.9 Tramitação prioritária. dirigido ao procurador-geral. - 2.2 Afronta à cláusula de
Impossibilidade. Ausência dos pressupostos legais. reserva de iniciativa (1,50); matéria relativa a regime
Estatuto do Idoso. Lei n.º 10.741/2003, art. 71. - 2.10 jurídico de servidor público - 2.3 Ofensa ao disposto no
Dos honorários advocatícios. Vencida fazenda pública. art. 37, § 12 do inciso XXII, da CF (1,00); subsídio de
Fixação. Juiz. Apreciação equitativa. Art. 20, § 4.º, do deputado estadual fixado no art. 27, § 2.º, da CF;
CPC. - 2.11 Prazo. Contestação. Fazenda Pública. impossibilidade de equiparação ou vinculação de
Art.188, c/c art. 297, do CPC. Data prazo final remunerações na forma do art. 37, XIII, da CF - 2.4
27/10/2011. Conclusão do parecer pela inconstitucionalidade formal
e material.
Procuradoria Legislativa - Concurso: Assembléia
Legislativa - ES - Ano: 2011 - Banca: CESPE - Disciplina: Advocacia Geral da União - Concurso: Advogado da
Direito Constitucional - Assunto: Processo Legislativo - União - Ano: 2012 - Banca: CESPE - Disciplina: Direito
No âmbito da Assembléia Legislativa do Estado do Constitucional - Assunto: Processo Legislativo - Em
Espírito Santo, está em trâmite proposta de emenda à determinada lei ordinária estadual, de iniciativa
Constituição Estadual, de iniciativa parlamentar, fixando parlamentar, está estabelecido o dever do presidente da
como limite único para fins do disposto no art. 37, § 12, assembléia legislativa do estado de encaminhar o
da Constituição Federal — no âmbito de qualquer dos relatório da comissão parlamentar de inquérito (CPI) e a
poderes do Estado, do Tribunal de Contas e do Ministério resolução que o aprovar ao procurador-geral de justiça
Público estadual —, o subsídio mensal dos ao presidente do tribunal de contas do estado e ao
desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado, governador do estado, para as providências inseridas no
limitado a 90,25% dos subsídios dos ministros do âmbito das respectivas competências. No referido
Supremo Tribunal Federal. Considerando-se o disposto diploma legal, é criado órgão específico vinculado à
no inciso XX do art. 3.º da Lei Complementar n.º Secretaria de Estado da Justiça, com responsabilidade
287/2004 — que atribui à Procuradoria-Geral da sobre o controle e administração das ações adotadas
Assembléia Legislativa do Estado do Espírito Santo a pelo Poder Executivo local, em face das conclusões do
competência para opinar sobre a constitucionalidade, relatório. É também fixado prazo para que as aludidas
legalidade, juridicidade e correta técnica legislativa das autoridades informem ao Poder Legislativo do estado as
proposições apresentadas ao Poder Legislativo —, a providências adotadas, sendo estabelecida prioridade
referida proposição foi submetida ao procurador-geral, dos processos e procedimentos desencandeados por

61
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

essas autoridades com fundamento no relatório, em advogado-geral. 2.8 Conclusão pela viabilidade da
relação aos demais processos, excetuando-se os que medida.
veiculem pedido de habeas corpus, habeas data e
mandado de segurança. Na norma, impõe-se, ainda, à Procuradoria Legislativa - Concurso: Assembleia
autoridade administrativa ou judicial que venha a Legislativa do Mato Grosso - Ano: 2013 - Banca: FGV -
presidir o processo ou o procedimento instaurado em Disciplina: Direito Constitucional - Assunto: Processo
decorrência das conclusões da CPI o dever de comunicar Legislativo - O deputado X apresenta proposta de
periodicamente à assembléia legislativa o andamento Emenda à Constituição do Estado de Mato Grosso
processual. Segundo a lei, o descumprimento de inserindo, na competência exclusiva da Assembleia
qualquer dos temros nela contidos sujeita as referidas Legislativa,àaà deàap ova àosà o esà dosàp eside tesàdasà
autoridades às sanções administrativas, civis e penais. A e tidadesà daà ad i ist aç oà pú li aà i di eta ,à ap sà
Advocacia-Geral da União (AGU) recebeu pedido para indicação do Governador do Estado. Elabore parecer
que fosse analisado, em relação à referida lei, o acerca da constitucionalidade dessa proposta.
cabimento de enventual ação, no âmbito do controle
- Resposta: 1. O Controle de Constitucionalidade de
concentrado de constitucionalidade, perante a Suprema
Emenda Constitucional Inicialmente devemos verificar a
Corte. Em face dessa situação hipotética, elabora, na
própria possibilidade de controle de constitucionalidade
condição de advogado da União responsável pelo exame
de Emendas à Constituição genericamente considerada.
do pedido, parecer, respondendo, necessariamente, com
Ainda que possível no direito brasileiro, é válida a
a devida fundamentação na lei e na jurisprudência do
afirmação de que a aferição da constitucionalidade de
STF, às seguintes indagações: 1- Na situação hipotética
Emenda observa um espectro mais restrito do que o
descrita acima, cabe controle concentrado de
controle de constitucionalidade dos demais atos
constitucionalidade, perante a Suprema Corte? 2- O
normativos. Isso porque além da verificação do respeito
presidente da República tem legitimidade para propor
às formalidades do processo legislativo (cujo
eventual ação direta de inconstitucionalidade (ADI) ? 3- A
descumprimento gera a chamada inconstitucionalidade
norma padece de vício de inconstitucionalidade formal
formal), só é possível verificar a constitucionalidade
decorrente de eventual invasão de competência? Nessa
material de uma emenda em face das cláusulas pétreas
eventualidade, de quem seria a competência ? 4- A
constitucionais, as quais estão elencadas no rol do
espécie normativa configura instrumento adequado para
artigo 60, § 4º, da CF. Na nossa história constitucional
estabelecer competências ao parquet estadual ? 5- A
contemporânea – marcada pelo advento da
norma padece de vício de inconstitucionalidade material
constituição de 1988 – há precedentes de controle de
? 6- Eventual petição inicial de ADI assinada pelo
constitucionalidade de emenda, sendo tal possibilidade
advogado-geral da União juntamente com o presidente
aceita, pacificamente, pela jurisprudência do Supremo
da República dispensa a manifestação posterior do chefe
Tribunal Federal. Assim, o parâmetro possível para a
da AGU no processo ? O parecer deve conter,
aferição da compatibilidade da alteração constitucional
necessariamente, conclusão, devidamente
proposta é se ela viola alguma das cláusulas pétreas
fundamentada.
presentes no texto constitucional, especificamente,
- Resposta: 1. Apresentação e estrutura textual aquela relativa a separação de poderes. 2. Analisando a
(legibilidade, respeito às margens e indicação de proposta de emenda Conforme visto, a proposta de
parágrafos). 2 Desenvolvimento do tema. 2.1 emenda cuja constitucionalidade se avalia aqui
Cabimento da ADI. 2.2 Legitimidade do presidente da p ete deà i se i à aà o pet iaà ex lusivaà daà
República. 2.3 Invasão da competência privativa da Assembleia Legislativa a de aprovar os nomes os
União. 2.4 Iniciativa privativa do chefe do Poder presidentes das entidades da administração pública
Executivo. 2.5 Espécie normativa inadequada para i di eta àap sài di aç oàdoàGovernador do Estado. 2.1.
veicular competência do parquet. 2.6 As entidades da administração indireta Conforme
Inconstitucionalidade material: ofensa à autonomia do tradicional conceito doutrinário a Administração
Ministério Público; do Poder Judiciário; ofensa ao Indireta é composta de pessoas jurídicas criadas ou
princípio da separação dos poderes. 2.7 Atuação do autorizadas através de lei específica vinculadas a uma

62
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

entidade política (para o exercício de forma atividades precípuas de cada um dos Poderes. Isto é,
descentralizada de atividades administrativas). além da atividade de elaboração de normas, de
Compõem a administração indireta as entidades com administração do Estado através do cumprimento das
personalidade jurídica: Autarquias, Fundações Públicas, leis e do julgamento de ações, as Constituições
Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista. As determinam meios de controle entre os Poderes. Tais
Autarquias são entidades da Administração Indireta meios de controle são denominados de freios e
criadas por lei específica, com personalidade jurídica, contrapesos. Através do sistema de freios e
patrimônio e receita próprios, para executar atividades contrapesos, os Poderes acabam possuindo atribuições
típicas da Administração Pública que requeiram, para que limitam a atuação de outro Poder. Assim, são
seu melhor funcionamento, gestão administrativa e impedidas eventuais arbitrariedades e excessos de um
financeira descentralizada. Fundações Públicas são Poder, no exercício de suas atribuições. Nesse sentido, a
entidades dotadas de personalidade jurídica de direito Constituição de 1988 prevê inúmeros mecanismos
público ou de privado, segundo a jurisprudência do STF, fundamentados nesse sistema. Por exemplo, a
criada após autorização legislativa, para o nomeação de Ministros do STF é realizada através da
desenvolvimento de atividades que não exijam indicação do Chefe do Poder Executivo de pessoa que é
execução por órgãos ou entidades de direito público, sabatinada no Poder Legislativo para que, então, se
com autonomia administrativa, patrimônio próprio aprovada para exercer cargo na cúpula do Poder
gerido pelos respectivos órgãos de direção, e Judiciário Nacional. In casu, é possível vislumbrar, em
funcionamento custeado por recursos do Estado e de um primeiro momento, a possibilidade de Emenda à
outras fontes. Empresa Pública é a entidade dotada de Constituição do Estado de Mato Grosso determinar a
personalidade jurídica de direito privado, com atribuição exclusiva da Assembleia Legislativa de
patrimônio próprio e capital exclusivo do ente ap ova à osà o esà dosà p eside tesà dasà e tidadesà daà
instituidor, criada por lei para a exploração de atividade ad i ist aç oà pú li aà i di eta à ap sà i di aç oà doà
econômica que o Governo seja levado a exercer por Governador do Estado. Tal mecanismo, em uma
força de contingência ou de conveniência primeira análise, poderá ser considerado compatível
administrativa, podendo revestir-se de qualquer das com a Constituição Federal que, embora não o faça
formas admitidas no Direito. Também possível a expressamente, admite o sistema de freios e
existência de empresas públicas não exploradoras de contrapesos. A Constituição Federal, inclusive, traz
atividade econômica, e sim prestadoras de serviço previsão expressa no artigo 52, III, alínea d da
público. Sociedade de Economia Mista é a entidade atribuição do Senado Federal de aprovar, após arguição
dotada de personalidade jurídica de direito privado, pública, a escolha de Presidente do Banco Central que é
criada por lei para a exploração de atividade uma autarquia federal. Ressalte-se que a Lei Federal
econômica, sob a forma de Sociedade Anônima, cujas 11.036/2004 previu, em seu artigo 2°, a transformação
ações com direito a voto pertençam em sua maioria ao do cargo de Presidente do Banco Central em cargo de
ente federativo criador ou à entidade de sua Ministro de Estado. Além disso, convém ressaltar que a
Administração Indireta. 2.2. A Separação de Poderes e a Emenda Constitucional não irá retirar do Executivo a
diferenciação entre as entidades pretensamente prerrogativa de escolher os dirigentes das entidades da
abrangidas pela norma O Princípio da separação de Administração Indireta, cabendo ao Legislativo apenas
poderes é previsto no artigo 2° da Constituição Federal, aprová-la ou rejeitá-la. Não se está transferido ao
sendo fundamento para a República. A atual previsão Legislativo o poder de escolher os dirigentes das
constitucional da Carta de 1988 se funda na doutrina de entidades da Administração Indireta, mas apenas de
Montesquieu, que defendia a separação entre os exercer um controle sobre a escolha efetuada pelo
Poderes para fins de autolimitação. A divisão de Governador. Conclui-se, portanto, que à luz do sistema
atribuições entre os Poderes Legislativo, Executivo e de freios e contrapesos é possível que a Constituição do
Judiciário é prevista de forma taxativa nas Constituições Estado do Mato Grosso preveja que a Assembleia
dos mais diversos países, entre eles o Brasil. Tais Legislativa deverá aprovar, após arguição pública, os
atribuições, entretanto, não apenas dizem respeito às Presidentes de autarquias e fundações públicas. Nesse

63
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

sentido se orienta a jurisprudência do STF. Entretanto, sociedades de economia mista e as empresas públicas.
quanto às empresas públicas e sociedades de economia Precedentes. 2. As sociedades de economia mista e as
mista, o entendimento daquela Corte Maior não é no empresas públicas que explorem atividade econômica
mesmo sentido. A previsão da criação dessas entidades em sentido estrito estão sujeitas, nos termos do
em decorrência de imperativo de segurança nacional ou disposto no § 1º do artigo 173 da Constituição do Brasil,
relevante interesse coletivo, no artigo 173 da ao regime jurídico próprio das empresas privadas. 3.
Constituição da República, determina que tais entidades Distinção entre empresas estatais que prestam serviço
se submetem ao regime jurídico de empresas privadas. público e empresas estatais que empreendem atividade
Nas sociedades empresárias privadas inexiste tal econômica em sentido estrito 4. O § 1º do artigo 173 da
mecanismo, ou seja, não há previsão no Código Civil, Constituição do Brasil não se aplica às empresas
nem na Lei 6.404/64 de nomeação de dirigentes de públicas, sociedades de economia mista e entidades
entidades por terceiros que não fazem parte do quadro (estatais) que prestam serviço público. 5. A intromissão
de sócios da sociedade. Nem sequer existe no direito do Poder Legislativo no processo de provimento das
privado a previsão de submissão da escolha dos diretorias das empresas estatais colide com o princípio
dirigentes de empresas a pessoas que não possuem da harmonia e interdependência entre os poderes. A
vinculo empresarial com a sociedade. Logo, ausente a escolha dos dirigentes dessas empresas é matéria
previsão legal nesse sentido, não será possível que inserida no âmbito do regime estrutural de cada uma
norma da Constituição do Estado de Mato Grosso delas. 6. Pedido julgado parcialmente procedente para
preveja atribuição exclusiva da Assembleia Legislativa da ài te p etaç oà o fo eà àCo stituiç oà àalí eaà d à
para aprovar os nomes dos presidentes das empresas do inciso XXIII do artigo 62 da Constituição do Estado de
públicas e sociedades de economia mista após indicação Minas Gerais, para restringir sua aplicação às
do Governador do Estado, eis que tal dispositivo viola o autarquias e fundações públicas, dela excluídas as
artigo 173, §1°, inciso I da CRFB. 2.3. A jurisprudência do empresas estatais, todas elas. ADI 1642-MG 2.4. A
STF acerca do tema A jurisprudência do STF é pacífica no interpretação conforme à Constituição A interpretação
sentido do descrito acima, ou seja, a impossibilidade de conforme a Constituição determina que, quando o
submissão à aprovação da Assembleia Legislativa dos aplicador de determinado texto legal se encontrar
indicados as empresas estatais, seja de que natureza frente a normas de caráter polissêmico ou, até mesmo,
estas forem. EMENTA: AÇÃO DIRETA DE plurissignificativo, deve priorizar a interpretação que
INCON“TITUCIONáLIDáDE.à áLÍNEáà d à DOà INCI“Oà XXIIIà possua um sentido em conformidade com a
DO ARTIGO 62 DA CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DE Constituição. Por conseguinte, uma lei não pode ser
MINAS GERAIS. APROVAÇÃO DO PROVIMENTO, PELO declarada nula quando puder ser interpretada em
EXECUTIVO, DOS CARGOS DE PRESIDENTE DAS consonância com o texto constitucional. A interpretação
ENTIDADES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA INDIRETA conforme a Constituição pode ter lugar também quando
ESTADUAL PELA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA. ALEGAÇÃO um conteúdo ambíguo e indeterminado de uma norma
DE VIOLAÇÃO DO DISPOSTO NO ARTIGO 173, DA resultar coerente graças ao conteúdo da Constituição.
CONSTITUIÇÃO DO BRASIL. DISTINÇÃO ENTRE Pode-se perceber, com maior clareza no Brasil nas
EMPRESAS ESTATAIS PRESTADORAS DE SERVIÇO decisões do Supremo Tribunal Federal, duas dimensões
PÚBLICO E EMPRESAS ESTATAIS QUE DESENVOLVEM abarcadas pelas possibilidades de interpretação
ATIVIDADE ECONÔMICA EM SENTIDO ESTRITO. REGIME conforme a Constituição. Por um lado, sua utilização em
JURÍDICO ESTRUTURAL E REGIME JURÍDICO FUNCIONAL casos concretos vincularia apenas as partes envolvidas
DAS EMPRESAS ESTATAIS. INCONSTITUCIONALIDADE pela decisão, por meio do controle difuso de
PARCIAL. INTERPRETAÇÃO CONFORME À constitucionalidade. Por outro, a interpretação
CONSTITUIÇÃO. 1. Esta Corte em oportunidades conforme a Constituição pode ser justamente utilizada
anteriores definiu que a aprovação, pelo Legislativo, da no controle abstrato de normas. Em ambas as situações,
indicação dos Presidentes das entidades da limita-se o órgão judiciário a declarar a legitimidade do
Administração Pública Indireta restringe-se às ato questionado desde que interpretado em
autarquias e fundações públicas, dela excluídas as conformidade com a Constituição. No presente, a

64
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

interpretação mais evidente da proposta de emenda uma notificação extrajudicial, na qual a COPEL solicitou o
constitucional confere à Assembleia Legislativa a pagamento da fatura no prazo de 10 (dez) dias, sob pena
prerrogativa de aprovar os nomes de todos os de inclusão de seu nome nos cadastros de proteção ao
p eside tesà dasà e tidadesà daà ad i ist aç oà pú li aà crédito e corte do fornecimento do serviço. No dia
indi eta à ap sà i di aç oà doà Gove ado à doà Estado.à 15/05/2015, Marlene entrou em contato com a COPEL
Conforme vimos, tal possibilidade é vedada pelo por telefone, informando que não havia feito o
ordenamento jurídico. Porém, adotando-se a técnica da pagamento porque estava viajando e que, no momento,
interpretação conforme à Constituição temos que, é estava sem dinheiro. Sustentou que o pagamento seria
possível extrair da norma uma autolimitação, a qual feito quando pudesse e que, se a COPEL inserisse seu
restringe sua incidência somente aos presidentes das nome nos cadastros de proteção ao crédito iria sofrer as
autarquias e fundações públicas, eis que assim, consequências, pois seu cunhado era advogado. Essa
preserva-se o conteúdo da norma no seu sentido conversa foi gravada. Considerando o inadimplemento,
constitucionalmente possível. 3. Conclusão Pelo no dia 20/05/2015, a Copel inseriu o nome de Marlene
exposto, verificamos que a proposta de emenda é nos cadastros de proteção ao crédito e procedeu ao
constitucional no que diz respeito à indicação dos corte do fornecimento do serviço. Assim, Marlene
presidentes da autarquias e fundações públicas não propôs Ação de Indenização por Danos Materiais e
sendo porém, em relação às empresas públicas e Morais contra a COPEL, alegando ter havido a inscrição
sociedades de economia mista. Hipóteses 1. Assim indevida de seu nome nos cadastros de inadimplentes e
sendo, levando-se em consideração a chamada corte de serviço essencial. Nos pedidos, pleiteou: a) A
i te p etaç oà o fo eàaàCo stituiç o àve ifi a-se que antecipação dos efeitos da tutela para retirar seu nome
o preceito normativo é constitucional, desde que, tenha dos cadastros de inadimplentes; b) A declaração de
clareza que seu âmbito normativo é mais restrito do que inexigibilidade da dívida e exclusão definitiva de seu
aparenta ser, não se aplicando a empresas públicas e nome; c) A condenação da Copel ao pagamento de
sociedades de economia mista. 2. Assim sendo, por indenização por danos materiais de R$ 2.000,00 (dois mil
razões de segurança jurídica, em que pese a reais), diante do tempo que perdeu conversando com o
possibilidade de adoção de interpretação conforme a funcionário da Copel no telefone; d) Indenização por
constituição sugerimos a adoção de redação que danos morais de R$ 20.000,00 (vinte mil reais), pelo
expressamente aborde autarquias e fundações públicas. sofrimento causado pela negativação de seu nome. O
ESPELHO DE CORREÇÃO DA PEÇA Itens Pontos 1. Magistrado da 1ª Vara Cível de Curitiba recebeu a inicial
Controle. Tratamento constitucional da matéria, no dia 01/06/2015 e afirmou que apreciaria o pedido de
cláusulas pétreas e parâmetro diferenciado de controle. liminar após a citação. A COPEL foi citada em
0.0 2.0 2. Constitucionalidade da Emenda. Diferenciação 08/06/2015, com anexação do mandado aos autos em
entre entidades da administração indireta. 0.0 2.0 4.0 2. 15/06/2015 e designação de audiência de conciliação
Constitucionalidade da Emenda. Preceito viola ou não a para o dia 01/07/2015. Como advogado da Copel,
separação dos poderes. 0.0 8.0 12.0 16.0 2. apresente a peça processual cabível para defendê-la
Constitucionalidade da Emenda. Remissão a nesse caso, indicando, como data de sua manifestação, o
jurisprudência do STF 0.0 2.0 4.0 3. Constitucionalidade. último dia do prazo para a apresentação de defesa.
Interpretação conforme a Constituição OU adoção de
redação que expressamente aborde autarquias e - Resposta: Endereçamento: Excelentíssimo Senhor
fundações públicas. 0.0 3.0 6.0. Doutor Juiz de Direito da 1ª Vara Cível do Foro Central
da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba,
Advogado - COPEL - Ano: 2015 - Banca: UFPR - Paraná. Qualificação das partes: O candidato deve dizer
Disciplina: Direito do Consumidor - Código do que a COPEL é pessoa jurídica de direito privado e
Consumidor - PEÇA PROCESSUAL - Marlene contratou os sociedade de economia mista. Denominação da peça:
serviços de internet da COPEL. Após utilizá-los por um contestação. Resumo dos fatos narrados pela autora.
mês, a cliente recebeu a fatura para pagamento pela via FUNDAMENTOS: Ausência de ato ilícito por parte da
digital, mas deixou de quitá-la n o prazo contratado Copel : a consumidora estava inadimplente e deu causa
(10/04/2015). Passados 20 (vinte) dias, Marlene recebeu à inserção de seu nome nos cadastros de proteção ao

65
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

crédito. Exercício regular de um direito: a consumidora PROCON solicitou a emissão de parecer jurídico. Assim,
estava inadimplente, então é direito da Copel realizar a utilizando apenas os dados fornecidos, redija o parecer
inscrição de seu nome nos cadastros de proteção ao com orientação ao solicitante, observando a estrutura
crédito. Culpa exclusiva do consumidor: a consumidora formal do ato: preâmbulo, ementa, relatório,
deu causa aos próprios danos, ao ter deixado de pagar fundamentação, conclusão.
a conta, sem possuir justificativa legítima (art. 14, §3º,
II, CDC). Possibilidade de corte do serviço por não se - Resposta: Peça Processual - Utilizando os dados
tratar de serviço essencial: o serviço de internet não é fornecidos pela banca para a Peça Processual espera-se
essencial e seu fornecimento depende de que o candidato redija o parecer com orientação ao
contraprestação do consumidor. Ausência de prova dos solicitante, observando a estrutura formal do ato: 1-
danos materiais: os danos materiais são fatos Preâmbulo, 2- Ementa, 3- Relatório, 4- Fundamentação,
constitutivos do direito do autor (art. 333, I, CPC) e a 5- Conclusão, 6. Assinatura e Data.
indenização é medida pela extensão do dano (art. 944
Advocacia de Estatais - Concurso: CAIXA - Ano: 2012 -
do CC), pelo que o autor precisa comprovar a exata
Banca: CESGRANRIO - Disciplina: Direito do Consumidor
extensão dos danos materiais sofridos. Como a autora
- Assunto: Código de Defesa do Consumidor - Um
não comprovou, o pedido merece improcedência.
correntista do Banco Y propõe ação de reparação de
PEDIDO CONTRAPOSTO - Com base no art. 278, §1º, do
danos, aduzindo que o seu cartão bancário foi clonado e
CPC, deve formular pedido contraposto pugnando pela
foram realizadas diversas operações em caixas
condenação da autora ao pagamento da fatura em
eletrônicos e pela internet, gerando prejuízosmateriais
atraso, acrescida de correção monetária desde o
de R$ 20.000,00. Pleiteou danos morais no valor de R$
vencimento e juros de mora de 1% ao mês desde a data
100.000,00, tendo sido adotado o procedimento
do recebimento da notificação extrajudicial.
sumário. Aduziu, ainda, que a sua conta-corrente seria
REQUERIMENTOS - Indeferimento do pedido de
em conjunto com sua esposa e que os prejuízos seriam
antecipação dos efeitos da tutela e manutenção do
dobrados. No entanto, não apresentou a referida
nome da autora nos cadastros de proteção ao
procuração e propôs a ação individualmente. O processo
crédito.Julgamento de improcedência dos
foi distribuído ao Juízo da 10a Vara Cível da Comarca Z,
pedidos.Julgamento de procedência do pedido
vinculada ao estado W. Regularmente citada, a
contraposto, para que a autora seja condenada ao
instituição financeira apresentou contestação indicando
pagamento da fatura atrasada, acrescida de correção
em resumo: a) vicio em condição da ação; b)
monetária desde o vencimento e juros de mora de 1%
procedimento inadequado; c) excesso de indenização; d)
ao mês a contar do recebimento da notificação
culpa do autor, com provas de saques por ele realizados
extrajudicial.Protesto por produção de
em caixas eletrônicos. Postulou a produção de provas
provas.Condenação do autor ao pagamento de custas
adequadas ao caso. Redija a peça defensiva, em
processuais e honorários advocatícios de
resposta, desenvolvendo os itens indicados no
sucumbência.Indicação de assinatura sem indicação do
enunciado.
candidato. Rol de testemunhas. Perícia.

- Resposta: O candidato deverá desenvolver a peça


Advogado - Concurso: PROCON-Itumbiara/GO - Ano:
contestatória dirigida ao Juízo onde tramita a ação,
2014 - Banca: UEG - Disciplina: Direito do Consumidor -
abordando o que se segue. 1- Apresentação da
Assunto: Código de Defesa do Consumidor - PARECER -
contestação. 2- Em sede preliminar - desenvolvimento
Em um caso hipotético, vários consumidores procuraram
do tema condições de exercício do direito de ação com
o PROCON local relatando a ocorrência da prática de
indicação de ilegitimidade ativa do correntista tendo
conduta abusiva por agência bancária integrante do
em vista tratar-se de conta conjunta e ser direito que
Banco Grana Fácil S/A, afirmando que são obrigados a
não pode ser exercido individualmente, postulando a
passar longas horas na fila de espera para que sejam
extinção do processo sem exame de mérito. 3- Outra
atendidos, sem acesso a cadeiras, banheiro e água, em
preliminar - referência ao procedimento inadequado,
clara violação a normas de proteção e defesa do
vez que pelo valor do benefício econômico postulado o
consumidor. Para orientar a providência a ser tomada, o

66
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

correto seria o ordinário e não o sumário. Deve pois ser as pessoas com propostas insistentes sobre produtos de
adequado o procedimento, pena de extinção. 4- sua fabricação. Alguns consumidores reclamavam do
Quanto ao mérito - desenvolvimento do tema culpa recebimento não postulado de produtos e,
exclusiva do correntista, ou ao menos culpa posteriormente, recebendo faturas para pagamentos dos
concorrente, vez que o cartão deve ser guardado pelo mesmos. Além disso, consumidores que efetivamente
mesmo e a senha é individual e inacessível a terceiros. adquiriam os produtos indicam que os mesmos viriam
Havendo os fatos narrados há clara negligência do com defeitos de fabricação e a fornecedora recusava-se a
correntista. 5- Para provar o alegado - descrição do que trocá-los, sendo ainda de difícil comunicação por não
foi filmado em agências da instituição que provam a possuir setor especializado em atendimento aos clientes.
presença do autor em caixas eletrônicas sacando Instado a proferir parecer sobre os temas envolvidos,
quantias. Deve aduzir que no caso não se deve inverter analise as questões pertinentes observando as normas
o ônus da prova por não ser adequado ao princípio do do Código de Defesa do Consumidor.
contraditório e ampla defesa. 6- Ao final – postulação
da produção de provas e da improcedência do pedido - Resposta: GRADE DE AVALIAÇÃO -
com a condenação do autor nas custas e em honorários CONTEÚDO/CRITÉRIO – PONTUAÇÃO - A- Natureza e
advocatícios. atribuições do PROCON-RJ 0 a 15 - B- Direitos do
Consumidor 0 a 10 - C- Política nacional 0 a 5 - D-
Advocacia de Estatais - Concurso: PROCON-RJ - Ano: Clareza, coesão e coerência 0 a 5 - E- Correção
2012 - Banca: CEPERJ - Disciplina: Direito do gramatical 0 a 5
Consumidor - Assunto: Código de Defesa do
Consumidor - Agente administrativo do PROCON Procuradoria Legislativa - Assembleia Legislativa de
realizando diligências em empresa que comercializa Goias - Ano: 2015 - Banca: UFG - Direito Eleitoral -
produtos texteisverifica que vários lotes de produtos não Direito Eleitoral - PEÇA JURÍDICA - João Mariano da Silva
são adequadamente identificados quanto à origem, concorreu, nas eleições em Goiás, ao cargo de Deputado
natureza, composição, qualidade e preço, bem como Estadual pelo Partido Trabalhista Republicano (PTR). Foi
sobre os riscos que apresentem. Após identificar o o candidato mais votado do Estado, com mais de 200 mil
responsável pela empresa, lavra auto de infração votos, tendo sido regularmente diplomado no dia 3 de
cominando multa correspondente a R$ 1.000,00. dezembro de 2014, pelo MM. Juízo eleitoral. No entanto,
Posteriormente a empresa julgando-se injustiçada no curso da campanha eleitoral, o Partido Democrata
apresenta ação pelo procedimento ordinário com pedido Renovado (PDR) tomou conhecimento de que João
de liminar, que restou deferida. Instado a proferir Mariano distribuiu brindes, dentaduras, tijolos,
parecer sobre os temas envolvidos, analise as questões remédios, combustível e diversos outros brindes à
pertinentes, observando a legislação de consumo e a população do bairro Jardim das Fontes, na cidade de
processual aplicáveis. Goiânia, capital do Estado de Goiás, em troca de votos
nas eleições que ocorreram no ano de 2014. Em razão
- Resposta: GRADE DE AVALIAÇÃO - desses fatos, João Mariano foi considerado inelegível por
CONTEÚDO/CRITÉRIO-PONTUAÇÃO - A- Natureza e três anos, nos termos de sentença judicial proferida pelo
atribuições do PROCON-RJ 0 a 15 - B- Direito Básico 0 a Juízo da 1ª Zona Eleitoral do Estado de Goiás, em 15 de
10 - C- Aspectos processuais 0 a 5 - D- Clareza, coesão e abril de 2015. Considerando a presente data, 21 de abril
coerência 0 a 5 - E- Correção gramatical 0 a 5 de 2015, proponha, como advogado constituído pelo
Partido Democrata Renovado (PDR), a competente
Advocacia de Estatais - Concurso: PROCON-RJ - Ano: medida judicial para desconstituir a relação jurídica que
2012 - Banca: CEPERJ - Disciplina: Direito do deu suporte de direito ao exercício do mandato eletivo
Consumidor - Assunto: Código de Defesa do de João Mariano da Silva. (10 pontos)
Consumidor - Em expediente ordinário, diversos
consumidores aportam ao PROCON/RJ para apresentar - Resposta: PADRÃO DE RESPOSTA PEÇA PRÁTICA - A
reclamações, afirmando que a empresa WKY, atuando resposta esperada deve conter uma peça processual
em variados ramos da produção, estaria importunando de o i adaà áç oà deà I pug aç oà deà Ma datoà

67
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

Eletivo .à ál à dosà e uisitosà fo ais,à deveà esta à declaração de validade do termo de quitação e da
fundamentada no artigo 14, §§ 10 e 11 da Constituição assistência prestada pela comissão de conciliação prévia
Federal de 1988, no artigo 41-a da Lei n.9.504/97 e no e a aplicação de multa ao município de Salvador - BA
Inciso IV, do artigo 1°, da Lei n.9265/96. (10 pontos) pelo descumprimento da obrigação legal de submissão a
referida comissão. Solicitou também a nulidade da
Procuradoria Municipal - PGM-Salvador/BA - Ano: 2015 rescisão e a convolação desta em dispensa sem justa
- Banca: CESPE - Disciplina: Direito do Trabalho - causa e, ainda, requereu a condenação solidária dos
Responsabilidade Trabalhista - PEÇA JURÍDICA - Em reclamados ao pagamento de indenização pelas verbas
1/2/2008, João, aprovado em processo seletivo público, rescisórias, caso fosse deferida a nulidade da dispensa.
foi contratado, em regime celetista, pelo Município de Sem , João requereu o pagamento do adicional noturno
Salvador - BA para assumir um emprego de agente referente ao período em que passara a exercer suas
comunitário de saúde. em 1 de janeiro de 2010 , o funções no turno diurno até a data do término da relação
município de Salvador foi desmembrado e , em ato empregatícia , adicionar de periculosidade e de
contínuo , empregado foi designado para exercer suas insalubridade bem como do aviso prévio. Em face da
funções no município de Maratins - BA, criado após o situação hipotética acima apresentada, elabore, na
referido desmembramento. Em 1/2/2013, empregado condição de procurador do município de Salvador - BA, a
foi despedido por justa causa devido ao fato, durante a peça processual cabível a ser apresentada Na audiência
realização de visitas domiciliares ter proferido palavras inaugural para tutelar o direito de ser representado, a luz
ofensivas e praticado atos grosseiros contra um cidadão. da jurisprudência do TST e com a devida fundamentação
Em 15/1/2015, João ajuizou reclamação na 1a Vara do em todo o conteúdo de direito material e processual
Trabalho de Salvador, em face dos municípios de pertinentes ao caso. Dispense o relatório e não crie fatos
Salvador - BA e de Maratins - BA, alegando que a rescisão novos.
deveria ser considerada nula, por entender que não se
aplicam a sua categoria o regime e à hipótese celetistas - Resposta: Medida judicial cabível e juízo competente -
de rescisão por justa causa. Ademais, embora tivesse O candidato deverá elaborar uma contestação
assumido a responsabilidade do fato narrado, ele trabalhista e direcioná-la ao juiz (a) da 1.ª Vara do
argumentou também que este teria sido um ato isolado, Trabalho de Salvador – BA. Preliminar de incompetência
ou seja, não havia habitualidade na refererida conduta. A em razão do lugar - O candidato deverá,
petição inicial, o empregado anexou um termo de não primeiramente, requerer, em face do princípio da
comparecimento do representante do município de simplicidade que rege o processo do trabalho, que a
Salvador - BA perante a comissão de conciliação prévia e exceção de incompetência seja processada nos próprios
um termo de quitação da rescisão do contrato de autos da reclamação. Posteriormente, ele deverá
trabalho homologada pela referida comissão. O recorrer ao art. 651 da CLT para afirmar que a
empregado alegou, ainda, que, inicialmente, estava competência das varas trabalhistas é determinada pela
cumprindo sua jornada de trabalho no turno da noite, localidade onde o reclamante presta serviços ao
contudo, dois anos após ter sido contratado, a jornada empregador, ainda que ele tenha sido contratado em
fora alterada unilateralmente pelo empregador para o outro local. Caso o reclamante tenha prestado serviço
período diurno, de modo que, na ocasião, lhe fora em dois locais, a reclamação deverá ser proposta no
automaticamente suprimido, sem a sua anuência, o último local da prestação de serviços, ou seja, em
adicional noturno. João argumentou que durante o Maratins – BA. Portanto, deverá requerer a remessa dos
tempo em que atuou como agente de saúde , expusera autos à Vara de Maratins – BA. Preliminar. Pedido
sua própria saúde a riscos , já que , em diversas situações declaratório. Comissão de conciliação prévia (CCP). O
de , tiveram de manter contato com pacientes candidato deverá explicar que as (CCPs) são órgãos
contaminados e com material infectocontagioso. Com extrajudiciais que têm a atribuição legal de conciliar os
base em um laudo pericial anexado a petição inicial, o conflitos individuais de trabalho e que não podem servir
qual constatava o agente insalubre, empregado alegou como órgão de assistência e de homologação de
também que teria direito de receber adicional de rescisão de contrato de trabalho. Portanto, embora não
periculosidade e de insalubridade. João pleiteou a tenha participado de qualquer quitação de verbas

68
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

rescisórias, deverá alegar a contrariedade ao pleito 2010, data em que o município de Salvador – BA foi
declaratório. Preliminar. Aplicação de multa. Comissão desmembrado e o empregado passou a prestar serviços
de conciliação prévia. O candidato deverá explicar que a outro ente. Nulidade da rescisão e da indenização das
não cabe falar em multa porque, embora haja verbas rescisórias em caso de convolação da rescisão
controvérsia, conforme a literalidade do art. 625-A da sem justa causa. O candidato deverá citar a Lei n.º
CLT, as empresas deverão instituir CCP e submeter-se a 11.350/2006 e argumentar que tal contratação se
elas. A administração pública direta, ainda que na submete ao regime jurídico estabelecido pela CLT. Nesse
condição de empregador, não pode ser enquadrada caso, aplicam-se o art. 10, I, da Lei n.º 11.350/2006 e o
como empresa, em observância ao art. 2.º da CLT. art. 482 da CLT, os quais dispõem sobre as hipóteses de
Ademais, atualmente, o TST e o STF não exigem a rescisão unilateral por justa causa. O candidato
obrigatoriedade de CCP devido ao fato de ferir o também deverá argumentar que a hipótese dos autos é
princípio da inafastabilidade de jurisdição. Preliminar o mau procedimento e não a incontinência de conduta,
de impossibilidade jurídica do pedido. Adicional de de modo que, nesse caso, não há necessidade de
periculosidade e de insalubridade. O candidato deverá habitualidade, sendo suficiente um mero fato isolado.
alegar a impossibilidade jurídica do pedido de adicional Portanto, são incabíveis as alegações referentes à
de periculosidade e de insalubridade porque o art. 193, nulidade, à convolação e, consequentemente, à
§ 2.º, da CLT dispõe que caso o empregado trabalhe em indenização. Adicional noturno - O candidato deverá
atividade insalubre e perigosa deverá optar pelo defender a aplicação da Súmula n.º 265 do TST, que
recebimento de apenas um adicional. Preliminar. disp eà ueà aà t a sfe iaà pa aà oà pe íodoà diu oà deà
Prejudicial de prescrição. O candidato deverá, trabalho implica a perda do direito ao adicional
inicialmente, citar o inciso XXIX do artigo 7.º da otu o. àássi ,àdeve àafi a à ue,àe o aàoàa t.à à
Constituição Federal e afirmar que o prazo prescricional da CLT disponha que a alteração lícita só pode ocorrer
da ação, no que se refere aos créditos resultantes das se houver mútuo consentimento e não houver prejuízo
relações de trabalho, é de cinco anos, até o limite de ao empregado, existe, na relação empregatícia, o jus
dois anos após a extinção do contrato de trabalho. variandi decorrente do poder de direção do
Assim, há prescrição bienal em relação ao município de empregador, ou seja, que a alteração, mesmo que
Salvador – BA porque houve ruptura da prestação dos unilateral, deve ser considerada lícita, já que é benéfica
serviços em 1.º/1/2010, de modo que o autor deveria ao empregado. Adicional de periculosidade e
ter feito a reclamação até 1.º/1/2012. Se houver insalubridade - O candidato deverá inicialmente
prescrição bienal total com relação ao município de registrar que se aplicam a Súmula n.º 448 do TST e a
Salvador – BA, não haverá prescrição parcial referente Súmula n.º 460 do STF, para argumentar que o laudo
aos cinco anos anteriores à data do ajuizamento da pericial não é suficiente para constatar insalubridade e
ação, já que houve extinção total de sua pretensão. O garantir ao empregado direito ao respectivo adicional.
candidato deverá alegar a prescrição parcial O Ministério do Trabalho e Emprego dispõe de uma
quinquenal, caso o juízo entenda que não houve a relação oficial que classifica atividades insalubres, a
prescrição bienal total, ou seja, estão também qual não abarca a atividade praticada pelo autor. No
prescritas as verbas anteriores a 15/1/2010 (cinco anos que se refere à periculosidade, deverá alegar que não é
após o ajuizamento da ação). Solidariedade dos cabível, nesse caso, porque o labor exercido pelo autor
municípios de Salvador e Maratins. O candidato deverá não configura a hipótese do art. 193 da CLT. No
alegar que não cabe responsabilidade solidária, já que entanto, embora não tenha havido trabalho nessas
se aplica, ao caso, a OJ SDI-1 n.º 92, do TST, que dispõe condições insalubre e perigosa, o candidato deve
ueà em caso de criação de novo município, por requerer que seja deferida a realização de perícia
desmembramento, cada uma das novas entidades técnica, caso o juízo não concorde com argumentação
responsabiliza-se pelos direitos trabalhistas do apontada acima. Aviso prévio - O candidato deverá
empregado no período em que figurarem como real explicar que, nesse caso, o aviso prévio não se aplica
e p egado .à ássi ,à asoà oà seja à p es itos,à osà porque essa verba é devida quando o empregado é
direitos do autor persistirão até 1.º de fevereiro de dispensado sem justa causa. Nessa situação, a rescisão

69
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

ocorreu por culpa do empregado, de modo que este só acima descritas, nos casos em que poderão ser
terá direito ao recebimento do saldo salarial e da aplicadas subsidiariamente às limitadas as regras
indenização de férias não gozadas. referentes às sociedades simples, a exclusão de sócio
por deliberação da maioria dos demais sócios pode
Advogado - Concurso: Junta Comercial de Santa ocorrer em decorrência da falência ou insolvência do
Catarina - Ano: 2013 - Banca: FEPESE - Disciplina: Direito sócio (arts. 1.026 e 1.030) e da liquidação de quota
Empresarial - Assunto: Sociedade- Determinada penhorada (art. 1.030). As disposições acerca das cotas
sociedade limitada protocolou requerimento de e valores devidos ao excluído também devem estar
alteração contratual. Trata-se o pedido de exclusão consignadas no requerimento.
extrajudicial de sócio. Autuado o processo, foi
encaminhado à Procuradoria Jurídica para parecer.Deve Procuradoria Municipal - PGM-Ibiraçu/ES - Ano: 2015 -
o candidato analisar a possibilidade jurídica do caso. Banca: CONSULPLAN - Disciplina: Direito Previdenciário
- Aposentadoria - PEÇA PRÁTICA - á itaà deà Jesus,à
- Resposta: Às Juntas Comercia incumbe registrar e dar servidora efetiva do município de Ibiraçu/ES, por seu
publicidade aos atos constitutivos e alterações advogado, propôs ação ordinária de pedido de
posteriores dos empresários e sociedades mercantis. aposentadoria em face do referido Ente Federativo. Na
Nesse sentido, é possível o deferimento de pedido de petição inicial, interposta no juízo cabível, Anita sustenta:
alteração contratual consubstanciada na exclusão a) que ingressou no serviço público municipal em 01 de
extrajudicial de sócio de sociedade limitada. Conforme março de 1984, mediante concurso público para o
se colhe do artigo 35 da Lei nº 8.934/94 e do artigo 54 provimento do cargo de cantineira, o qual exerceu até 15
do Decreto nº 1800/96, que regulamentou a referida lei, de julho de 2011; b) que no mesmo dia em que se
em não havendo cláusula restritiva, a deliberação exonerou do cargo de cantineira, tomou posse, após
majoritária opera a exclusão de sócio. O Código Civil, regular concurso, no cargo efetivo de auxiliar
por sua vez, em seu artigo 1.085, assevera que: administrativo, cargo que exerce até os dias atuais; c)
"Ressalvado o disposto no art. 1.030, quando a maioria que completou 55 anos de idade em 10 de janeiro de
dos sócios, representativa de mais da metade do capital 2015; d) que protocolou requerimento de aposentadoria
social, entender que um ou mais sócios estão pondo em junto ao IPRESI, autarquia municipal gestora do RPPS,
risco a continuidade da empresa, em virtude de atos de tendo sido o pedido negado em agosto último; e) que lhe
inegável gravidade, poderá excluí-los da sociedade, assisteàoàdi eitoàdeàapose ta ‐seàpeloà u i ípio.àáoàfi al,à
mediante alteração do contrato social, desde que a autora pede aposentadoria voluntária com proventos
prevista neste a exclusão por justa causa. Parágrafo calculados pela últi aà e u e aç o. à Naà ualidadeà deà
único. A exclusão somente poderá ser determinada em procurador do município de Ibiraçu/ES, redija a peça
reunião ou assembleia especialmente convocada para processual cabível apresentando a resposta do réu, com
esse fim, ciente o acusado em tempo hábil para permitir base no CPC vigente até 2015. Identifique o juízo cabível;
seuà o pa e i e toàeàoàexe í ioàdoàdi eitoàdeàdefesa. à a qualificação adequada, indicando a natureza jurídica do
Assim, o candidato deveria responder que é possível a réu; pedidos e demais requisitos. Responda a cada um
exclusão extrajudicial de sócio, devendo pois, estarem dos fatos apontados pela autora e refute o pedido com
presentes os seguintes requisitos: a) o excluído deve ser fundamento, exclusivamente, no texto constitucional
sócio minoritário, comprovada a justa causa (colocar vigente.
em risco as atividades sociais devido à prática de atos
de inegável gravidade); b) previsão no instrumento de - Resposta: Endereçamento Exmo. Sr. Juiz de Direito da
constituição da sociedade de tal possibilidade; e, c) __ Vara (Cível ou Fazenda ou Única) Da Comarca de
procedimento realizado por meio de assembleia Ibiraçu, Espírito Santo Réu Município de Ibiraçu Autora
especialmente convocada para esse fim, com ata de Anita de Jesus Qualificação/ representação do réu
aprovação, respeitado o direito ao contraditório e Qualificar o Município (Pessoa jurídica de direito
ampla defesa do excluído. Há também a possibilidade público, CNPJ..., sede..., neste ato representada pelo
de exclusão do sócio remisso, pela via extrajudicial, a procurador...) Identificação da peça Contestação
teor do art. 1004, do Código Civil. Além das hipóteses Fundamento 1 Apesar de ter mais de 30 anos de efetivo

70
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

exercício, não possui cinco anos no cargo efetivo atual. Anita de Jesus - Qualificação/representação do réu -
Fundamento 2 Que a autarquia tem personalidade Qualificar o Município (Pessoa jurídica de direito
jurídica própria, não cabendo acionar o Município para público, CNPJ..., sede..., neste ato representada pelo
fins da aposentação pretendida. Fundamento 3 Ainda procurador...) - Identificação da peça Contestação -
que completasse os cinco anos de exercício, a Fundamento 1 Apesar de ter mais de 30 anos de efetivo
aposentadoria seria pela média do período contributivo exercício, não possui cinco anos no cargo efetivo atual.
/ não é com proventos pela última remuneração. Fundamento 2 Que a autarquia tem personalidade
Pedido 1 Seja acolhida a contestação com a jurídica própria, não cabendo acionar o Município para
consequente improcedência do pedido. fins da aposentação pretendida. Fundamento 3 Ainda
Pedido/requerimento 2 Deferimento da juntada dos que completasse os cinco anos de exercício, a
documentos que instruem a contestação. Fechamento aposentadoria seria pela média do período contributivo
Nesses termos, pede deferimento. Critério geral / não é com proventos pela última remuneração. Pedido
Argumentação lógica, clareza da exposição, linguagem 1 Seja acolhida a contestação com a consequente
forense. improcedência do pedido. Pedido/requerimento 2
Deferimento da juntada dos documentos que instruem
Procurador Municipal - PGM-Ibiraçu/ES - Ano: 2016 - a contestação. Fechamento Nesses termos, pede
Banca: CONSULPLAN - Disciplina: Direito Previdenciário deferimento. Critério geral Argumentação lógica,
- Assunto: Aposentadoria - PEÇA PRÁTICA - á itaà deà clareza da exposição, linguagem forense.
Jesus, servidora efetiva do município de Ibiraçu/ES, por
seu advogado, propôs ação ordinária de pedido de Procuradoria Estadual - Concurso: PGE-RO - Ano: 2011 -
aposentadoria em face do referido Ente Federativo. Na Banca: FCC - Disciplina: Direito Previdenciário - Assunto:
petição inicial, interposta no juízo cabível, Anita sustenta: Aposentadoria - PARECER: Uma servidora pública do
a) que ingressou no serviço público municipal em 01 de Estado, professora, foi demitida em razão de
março de 1984, mediante concurso público para o cometimento de faltagrave. Ela ingressou no serviço
provimento do cargo de cantineira, o qual exerceu até 15 público em 02/01/1984, quando possuía 24 anos. Em
de julho de 2011; b) que no mesmo dia em que se xx/07/2005 foi demitida e em xx/08ou09/2010 foi
exonerou do cargo de cantineira, tomou posse, após reintegrada em virtude de decisão judicial que anulou o
regular concurso, no cargo efetivo de auxiliar ato demissional. Em xx/03/2011 a servidora requereu a
administrativo, cargo que exerce até os dias atuais; c) liquidação do seu tempo de serviço para fins de
que completou 55 anos de idade em 10 de janeiro de aposentadoria. A Administração questiona como será
2015; d) que protocolou requerimento de aposentadoria contado o período de afastamento da servidora, em
junto ao IPRESI, autarquia municipal gestora do RPPS, razão da demissão, e se atualmente ela preenche os
tendo sido o pedido negado em agosto último; e) que lhe requisitos para concessão de aposentadoria.
assisteàoàdi eitoàdeàapose ta ‐seàpeloà u i ípio.àáoàfi al,à
a autora pede aposentadoria voluntária com proventos - Resposta: Peça Pratica Administrativa - Espera-se que
al uladosà pelaà últi aà e u e aç o. à Naà ualidadeà deà o candidata formule a resposta, obedecendo a estrutura
procurador do município de Ibiraçu/ES, redija a peça formal de um parecer jurídico, no qual analise de forma
processual cabível apresentando a resposta do réu, com articulada e lógica, a situação relatada. 0 candidato
base no CPC vigente até 2015. Identifique o juízo cabível; deve analisar as características do instituto da
a qualificação adequada, indicando a natureza jurídica do reintegração de servidor publico, especialmente no que
réu; pedidos e demais requisitos. Responda a cada um tange a anulação do ato demissional e os efeitos extunc
dos fatos apontados pela autora e refute o pedido com do referido instituto, o qual restabelece o status quo
fundamento, exclusivamente, no texto constitucional ante do servidor demitido, com a garantia de todos os
vigente. - -- direitos próprios de seu cargo, inclusive o de contagem
de tempo de serviço e de contribuição para fins de
- Resposta: Endereçamento Exmo. Sr. Juiz de Direito da aposentadoria. Deve afastar a aplicação do art. 40, § 10
__ Vara (Cível ou Fazenda ou Única) - Da Comarca de da Constituição Federal, uma vez que com a
Ibiraçu, Espírito Santo Réu Município de Ibiraçu -Autora reintegração, o ente p6blico devera promover a

71
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

retenção e repasse das contribuições devidas ao fundo - Resposta: O caso prático proposto exigia que o
previdenciário - tanto as imputadas ao servidor quanto candidato elaborasse recurso contra decisão que
as devidas pelo ente estatal. Também deve analisar o indeferiu o pedido de imissão provisória na posse de
cumprimento dos requisitos temporais, em vista da imóvel, pela municipalidade. O critério de correção
natureza do cargo exercido, com correta aplicação das adotado pode ser retratado da seguinte forma:
normas do Regime Próprio de Previdência do Servidor, Diretrizes para distribuição de pontuação I. Elaboração
devendo mencionar a possibilidade de aplicação da de petição de interposição do recurso I.1.
aposentadoria especial a professora, desde que Endereçamento 3 I.2. Partes e qualificação (incluindo
cumprido os requisitos específicos do texto menção aos elementos de qualificação) 3 I.3. Menção
constitucional (art. 40, § da CF). ao nome e endereço completo dos advogados 3 II.
‘az es àdoà e u soàII. .àExposiç oàdosàfatosà àaà àII. .à
Procurador Municipal - PGM-Presidente Prudente/SP - Razões do pedido de reforma da decisão (direito) 0 a 20
Ano: 2016 - Banca: VUNESP - Disciplina: Direito III. Pedido e finalização III.1. Provimento do recurso 3
Processual Civil - Assunto: Recursos - PEÇA PRÁTICA -O III.2. Pedido genérico de deferimento 3 III.3.
município de Presidente Prudente, em estudo de Antecipação dos efeitos da tutela recursal 5 III.4.
planejamento urbano, identificou a necessidade de Correta data de interposição do recurso, considerando o
criação de novo cemitério para atender às necessidades último dia do prazo. 10 III.5. Espaço para assinatura e
do município, em curto prazo. A equipe técnica nº da OAB 0 a 2 Por primeiro, o recurso adequado era o
identificou área que bem atenderia à criação de um novo recurso de agravo, em sua forma instrumental (artigo
cemitério, e o prefeito, então, expediu decreto 522 e seguintes do Código de Processo Civil). Como se
declarando a utilidade pública da área. Considerando que depreende do caso prático proposto, a decisão que
a área pertencia a um particular (Sr. Manuel de Jesus), o indeferiu a imissão provisória na posse é de natureza
município ajuizou ação de desapropriação, ofertando R$ interlocutória. Incorreta a interposição de recurso de
200.000,00 (duzentos mil reais) a título de indenização, apelação, pois inadequada a via recursal. Assim, não
com base no valor venal do imóvel. Houve regular foram atribuídos pontos aos candidatos que
citação do expropriado e, no curso do processo, foi interpuseram recurso de apelação. A seguir, as
elaborado laudo judicial prévio cuja conclusão foi de que observações e critérios adotados, ponto a ponto. I.
o valor da propriedade era de R$ 300.000,00 (trezentos Elaboração de petição de interposição do recurso I.1.
mil reais). Acatando o laudo, a municipalidade procedeu Endereçamento - Em se tratando de recurso de agravo,
ao depósito judicial de R$ 300.000,00 (trezentos mil o endereçamento correto é para o Tribunal de Justiça do
reais), requerendo ao juiz a expedição de mandado de Estado de São Paulo (artigo 524 do Código de Processo
imissão provisória na posse. Ato contínuo, o expropriado Civil). I.2. Partes e qualificação (incluindo menção aos
apresentou laudo divergente, indicando que o valor da elementos de qualificação) - Em se tratando e
propriedade é de R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais). competência originária do Tribunal de Justiça,
O magistrado proferiu decisão indeferindo o pedido de imprescindível apontar expressamente o nome de cada
imissão provisória na posse, fundamentando sua decisão uma das partes, bem como expressa menção aos
na inexistência de justa e prévia indenização, como prevê elementos de qualificação. Não foi atribuída pontuação
o inciso XXIV do artigo 5o da Constituição Federal de aos candidatos que deixaram de mencionar, na petição
1988. A decisão foi disponibilizada do Diário da Justiça de interposição do recurso, o nome das partes e
Eletrônico, em 18 de janeiro de 2016 (segunda-feira), e expressa menção aos elementos de qualificação. É certo
publicada em 19 de janeiro de 2016 (terça-feira). Na que o enunciado da questão não apresentava a
condição de procurador municipal, interponha o recurso qualificação das partes, circunstância que não impede a
adequado contra a decisão que indeferiu o pedido de menção genérica (para o município: pessoa jurídica de
imissão provisória na posse. A data do recurso deverá direito público, cadastrada no CNPJ sob o nº, endereço;
corresponder ao último dia do prazo, considerando que a para a pessoa física: identificação civil (RG e CPF),
intimação se deu pela imprensa oficial e nacionalidade, estado civil, profissão, endereço). I.3.
desconsiderando as prerrogativas de prazos concedidas à Menção ao nome e endereço completo dos advogados -
Fazenda Pública.

72
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

Nos termos do inciso III do artigo 524 do Código de caso em debate, para efeito de viabilizar a imissão
Processo Civil, é requisito essencial da petição o nome e provisória na posse, que a municipalidade deposite o
o endereço completo dos advogados constantes do valor já obtido na perícia judicial provisória, na qual se
processo. Não basta, pois, mera referência ao buscou alcançar o valor mais atual do imóvel objeto da
instrumento de mandato, exigindo-se expresso apropriação. Recurso especial improvido. (REsp
apontamento do nome e endereço completo. II. 1185583/SP, Rel. Ministro BENEDITO GONÇALVES, Rel.
‘az es à doà e u soà - II.1. Exposição dos fatos - A p/ Acórdão Ministro CESAR ASFOR ROCHA, PRIMEIRA
exposição dos fatos é requisito da petição (artigo 524, SEÇÃO, julgado em 27/06/2012, DJe 23/08/2012)
inciso I do CPC). A nota atribuída foi de 0 a 8 pontos, AGRAVO DE INSTRUMENTO – Desapropriação – Imissão
considerando a técnica de redação e a organização do provisória na posse – Laudo judicial prévio bem
texto (item 6.2.2. do Edital), no contexto da uma peça elaborado e fundamentado – O depósito integral do
processual. Desse modo, a exposição de fatos de valor apurado em avaliação prévia já autoriza a imissão
maneira confusa, incompleta, desorganizada ou com provisória na posse, sem a necessidade de instauração
supressão de informações relevantes para o recurso do contraditório nesta fase processual – Possibilidade
foram considerados na atribuição da pontuação. II.2. de discussão do valor da indenização no curso da
Razões do pedido de reforma da decisão (direito) - O demanda – Inexistência de afronta ao princípio da
pedido de imissão provisória na posse tem fundamento prévia e justa indenização – Decisão mantida – Recurso
no artigo 15 do Decreto-Lei nº 3.365, de 1941. Havendo desprovido. (TJ/SP – Recurso de agravo nº 2194722-
o depósito do valor apurado em laudo prévio, não há 78.2015.8.26.0000 – Rel. Des. Cristina Cotrofe – 8ª
violação à constitucional previsão de justa e prévia Câmara de Direito Público – Julgado em 21.10.2015).
indenização. É neste sentido a jurisprudência, como se Não se exigiu que o candidato apontasse
depreende dos acórdãos assim ementados: RECURSO expressamente o dispositivo legal. Esperava-se que o
ESPECIAL. REPETITIVO. ART. 543-C DO CPC. candidato abordasse, de maneira sistemática,
DESAPROPRIAÇÃO. IMISSÃO PROVISÓRIA NA POSSE. organizada e combativa (i) a apuração do valor da área
DEPÓSITO JUDICIAL. VALOR FIXADO PELO MUNICÍPIO por perito judicial, (ii) o depósito integral realizado pela
OU VALOR CADASTRAL DO IMÓVEL (IMPOSTO municipalidade, (iii) a inexistência de prejuízo ao
TERRITORIAL URBANO OU RURAL) OU VALOR FIXADO proprietário, que poderá questionar a apuração do
EM PERÍCIA JUDICIAL. - Diante do que dispõe o art. 15, § valor no curso da demanda e (iv) o interesse público
1º, alíneas "a", "b", "c" e "d", do Decreto-Lei n. envolvido no pedido de imissão provisória na posse.
3.365/1941, o depósito judicial do valor simplesmente Ademais, a atribuição da pontuação levou ainda em
apurado pelo corpo técnico do ente público, sendo consideração o conhecimento da matéria, o raciocínio
inferior ao valor arbitrado por perito judicial e ao valor jurídico desenvolvido, a técnica de redação, a
cadastral do imóvel, não viabiliza a imissão provisória pertinência dos aspectos abordados e a organização do
na posse. - O valor cadastral do imóvel, vinculado ao texto (item 6.2.2. do Edital). III. Pedido e finalização -
imposto territorial rural ou urbano, somente pode ser III.1. Provimento do recurso - É da estrutura do recurso o
adotado para satisfazer o requisito do depósito judicial expresso pedido de seu provimento. III.2. Pedido
se tiver "sido atualizado no ano fiscal imediatamente genérico de deferimento - Trata-se da genérica
anterior" (art. 15, § 1º, alínea "c", do Decreto-Lei n. exp ess oà Te osà e à ue,à pedeà defe i e to ,à e à
3.365/1941).- Ausente a efetiva atualização ou a qualquer de suas variações, conforme notória praxe
demonstração de que o valor cadastral do imóvel foi forense. III.3. Antecipação dos efeitos da tutela recursal
atualizado no ano fiscal imediatamente anterior à - Em razão das peculiaridades do caso concreto,
imissão provisória na posse, "o juiz fixará independente imprescindível o pedido de antecipação dos efeitos da
de avaliação, a importância do depósito, tendo em vista tutela recursal, que não se confunde com o pedido de
a época em que houver sido fixado originalmente o efeito suspensivo ativo. III.4. Correta data de
valor cadastral e a valorização ou desvalorização interposição do recurso, considerando o último dia do
posterior do imóvel" (art. 15, § 1º, alínea "d", do prazo. O prazo para interposição do recurso de agravo é
Decreto-Lei n. 3.365/1941). - Revela-se necessário, no de 10 (dez) dias. Assim, se a decisão foi publicada em 19

73
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

de janeiro de 2016, o prazo encerra-se em 29 de janeiro indenização por perdas e danos que seriam apurados em
de 2016 (sexta-feira). A existência de feriado municipal liquidação de sentença. O juiz da 1ª Vara Cível da
no dia 20 de janeiro de 2016, na cidade de Presidente Comarca de Cacoal julgou a demanda procedente para
Prudente, é absolutamente irrelevante, na medida em reconhecer o direito à retrocessão e determinar o
que o recurso é interposto diretamente no Tribunal de cancelamento do registro da desapropriação e a
Justiça, cujo expediente foi normal naquela data. Não devolução do imóvel ao autor mediante o depósito do
há qualquer impedimento, suspensão ou interrupção do valor atualizado da indenização que lhe fora paga.
curso do prazo para interposição do recurso de agravo Ademais, condenou o réu a pagar indenização por perdas
em virtude do feriado municipal na comarca de origem. e danos, a serem apurados em liquidação, além de custas
E mesmo que se pudesse sustentar o contrário, na e despesas processuais e honorários advocatícios de
prática, o feriado teria caído no primeiro dia do curso sucumbência em valor correspondente a 20% da soma
do prazo, em nada prejudicando a elaboração do dos valores do imóvel e da indenização que vier a ser
recurso, a extração de cópias dos autos (se físicos) ou apurada. Na qualidade de Procurador do Município de
sua interposição. III.5. Espaço para assinatura e nº da Cacoal elabore o recurso cabível para a reforma da
OAB - A assinatura do profissional é imprescindível para sentença.
admissibilidade do recurso, assim como menção à
inscrição na OAB. Por óbvio o candidato deveria apenas - Resposta: O candidato deverá alegar ilegitimidade
fazer menção ao nome/assinatura, pois não poderia passiva do Município (cf. STJ, Resp. 983.390); impugnar
identificar-se. Ressalta-se que o procurador do o equivocado arbitramento dos honorários de
município possui inscrição na OAB (artigo 3º, § 1º da sucumbência (art. 20, §4º, do CPC) e mostrar
Lei nº 8.906/1994). Foi atribuída nota parcial (1 ponto) argumentação técnica quanto à tredestinação lícita.
para os candidatos que fizeram menção apenas a um ou
Procuradoria Legislativa - Assembleia Legislativa de
outro item (nome/assinatura ou número de inscrição na
Goiás - Ano: 2015 - Banca: UFG - Direito Processual Civil
OAB).
- Recursos - PEÇA JURÍDICA - Cerca de 100 pessoas
Procuradoria Municipal - PGM - Cacoal - RO - Ano: 2013 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto
- Banca: FUNCAB - Disciplina: Direito Processual Civil - (MTST) ocuparam prédio de propriedade da empresa Vila
Recursos - PEÇA JUDICIAL - O Prefeito do Município de Rica Transportes e Petróleo, com sede na cidade de
Cacoal editara decreto de desapropriação de imóvel com Goiânia, capital do Estado de Goiás. O dono do prédio
aàfi alidadeàdeà ueàfosseà iadoà pa ueàe ol gi o àpelaà propôs Ação de Reintegração de Posse com Pedido de
Autarquia Municipal X. Referida Autarquia, por sua vez, Liminar, alegando que, apesar de o prédio estar
ajuizou demanda de desapropriação e pagou a respectiva desocupado há mais de 10 dez anos, está realizando
indenização ao expropriado, Sr. João, que explorava estudo e elaborando um projeto para transformá-lo em
atividade pecuária no local. Após o trânsito em julgado uma instituição de ensino superior. O juiz da 2ª Vara
da sentença da desapropriação, o imóvel foi incorporado Cível da cidade de Goiânia determinou a reintegração de
ao patrimônio daAutarquia Municipal X. Entretanto, posse liminarmente, sem realização de audiência de
contrariando a finalidade específica que constava do justificação e sem a intervenção do Ministério Público do
decreto expropriatório, a Autarquia Municipal X optou Estado de Goiás, devendo os ocupantes deixarem o local
por ceder o imóvel para construção de um terminal em dez dias, contados a partir da data em que foram
rodoviário público de cargas e passageiros pela Empresa intimados. De acordo com a decisão, após o prazo
Pública Municipal Y, o qual já está em funcionamento e definido para desocupação da área, será instituída ainda
atendendo aos munícipes. Diante disso, o expropriado, multa diária de R$ 500,00 (quinhentos reais) por
Sr. João, ajuizou demanda judicial, pelo procedimento ocupante que desobedecer a ordem. Não obstante os
comum ordinário, em face do Município de Cacoal, na pedidos de reconsideração, a decisão foi mantida. Com
qual requereu a retrocessão do imóvel, reivindicando base nos fatos narrados, elabore a peça processual
para si o bem expropriado pelo preço atualizado da adequada para questionar a decisão proferida pelo juiz
indenização que recebera. Pretendeu também a monocrático que concedeu a liminar. (10 pontos)
condenação do Município X ao pagamento de

74
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

- Resposta: PEÇA JURÍDICA - A peça processual a ser ao tema, à ordem de desenvolvimento proposto e ao
ela o adaà o oà espostaà espe adaà à u à ág avoà deà conteúdo programático proposto.
I st u e toà o à efeitoà suspe sivo .à ál à dosà
requisitos formais, tais como a menção às peças a Procuradoria Municipal - Concurso: PGM - Paranavaí -
serem trasladadas e o endereçamento ao juiz PR - Ano: 2013 - Banca: AOCP - Disciplina: Direito
competente, deve estar fundamentada nos artigos 522 Processual Civil - Assunto: Antecipação da Tutela - PEÇA
do Código de Processo Civil; no artigo 524, III, do Código JUDICIAL - O Ministério Público Federal em conjunto com
de Processo Civil e no artigo 525, inciso I, também do o Ministério Público do Estado do Paraná ajuizaram Ação
Código de Processo Civil. (10 pontos) Civil Pública com pedido de liminar, perante a Vara
Federal de Paranavaí-PR, em face da União Federal e do
Advogado - Concurso: COFEN - Conselho Federal de Município de Paranavaí, buscando garantir à população
Enfermagem - Ano: 2011 - Banca: CONSULPLAN - do município e da região que são atendidos na cidade de
Disciplina: Direito Processual Civil - Assunto: Ação acordo com a composição administrativa do SUS, o
Rescisória - PEÇA PROCESSUAL/PARECER-ANTONINO acesso aos serviços médicos de urgência necessários ao
SILVA CAMPOS, brasileiro, casado, Residente na Rua tratamento intensivo (UTIs) quando em condições de
Olegário Maciel, 55, Brasília-DF o procuranarrando o grave risco à saúde. Alegaram que, após a instauração do
seguinte fato: no ano de 1998 ANTONINO teve ajuizada Inquérito Civil Público, constatou-se um quadro de saúde
contra si uma ação de investigação de paternidade por pública extremamente agravado na região, a qual só
parte de ALESSANDRO DOS SANTOS. À época, devido à disponibiliza 2 (dois) leitos de UTIs para atendimento aos
demora para se conseguir realizar exame de DNA, o pacientes do SUS, fato que ensejou a propositura da ação
Magistrado condenou ANTONINO apenas com base nas judicial. O Juiz da Vara Federal de Paranavaí ao apreciar a
provas testemunhais. Elabore um parecer, indicando Ação Civil Pública, concedeu a liminar na forma pleiteada
quais as alternativas que ANTONINO possui, tendo em na inicial e determinou à União Federal e ao Município
vista que houve o trânsito em julgado da sentença, de Paranavaí a transferência de todos os pacientes
reconhecendo a paternidade. A questão deve se ater necessitados de atendimento em Unidades de
apenas ao aspecto Processual Civil e Constitucional, não Tratamento Intensivo (UTIs) para hospitais públicos ou
sendo necessária a abordagem sob a ótica do Direito particulares que disponham de tais unidades, assim
Civil. como o início de ações tendentes à instalação e ao
funcionamento de 5 leitos de UTIs adultas, 2 leitos de
- Resposta: A resposta é integrada pela elaboração de UTIs neonatais e 2 leitos de UTIs pediátricas, no prazo
peça processual, que envolve um estudo de caso, há a máximo de 90 dias, determinou ainda, na hipótese de
previsão de uma resposta esperada, onde o candidato descumprimento, multa diária para cada réu no valor de
deve indicar a possibilidade de ajuizamento de ação R$ 10.000,00 (dez mil reais). Em face da referida decisão,
rescisória, sob o fundamento de um documento novo, a União Federal e o Município de Paranavaí,
além de tratar da relativização da coisa julgada, interpuseram Agravo de Instrumento perante o Tribunal
considerando o princípio da dignidade humana. Regional Federal da 4ª Região. O Desembargador Relator
Formalmente, havia a necessidade, ainda, de deixar negou o efeito suspensivo ativo ao Agravo de
claro que se trata de um parecer. Os argumentos Instrumento. O referido Tribunal ainda, no mérito, julgou
aplicados na Prova Discursiva devem propor uma improvido os agravos de instrumento interpostos e
intervenção para o tema abordado em defesa de um manteve a decisão agravada nos seus exatos termos. A
ponto de vista. Portanto, o candidato deve demonstrar União Federal e o Município de Paranavaí, não
conhecimento dos mecanismos linguísticos interpuseram no prazo legal, recurso em face da decisão
indispensáveis para a construção da argumentação. proferida no julgamento dos agravos de instrumentos.
Observância das normas de ortografia, pontuação, Diante da liminar vigente, que envolve matéria
concordância, regência e flexão, paragrafação, eminentemente constitucional e que pode causar grave
estruturação de períodos, coerência e lógica na lesão à ordem e a economia pública do Município de
exposição das ideias. Pertinência da exposição relativa Paranavaí, na qualidade de Procurador do Município,
elabore a medida cabível visando subtrair a eficácia da

75
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

decisão liminar observando as regras formais e alegando perante o Tribunal RegionalFederal da 4ª Região, pelos
toda a matéria jurídica aplicável ao caso. fatos e fundamentos que seguem: (1,00 ponto) I – DOS
FATOS (1,00 ponto) - O candidato deveriam narrar os
- Resposta: O enunciado exigia do candidato, em razão fatos e justificar o cabimento do pedido de suspensão. II
dos fatos narrados no problema proposto a – DOS FUNDAMENTOS (4,00) - O candidato deveria
apresentação de um PEDIDO DE SUSPENSÃO da liminar fundamentar o pedido de suspensão, com base nos
concedida, pelos seguintes motivos:O direito de interpor seguintes argumentos: a)Ilegitimidade do Município de
o pedido de suspensão é conferido somente às pessoas Paranavaí para figurar no pólo passivo. b)alegação de
jurídicas de direito público, sempre que houver lesão a lesão à ordem público-administrativa, à saúde pública,
interesses públicos relevantes ou sendo flagrantemente à economia pública; c)violação ao princípio da
ilegítimo o provimento de urgência deferido.Tal pedido separação funcional dos poderes; d) desrespeito ao
de suspensão, no caso de liminares concedidas em princípio da legalidade orçamentária; e)inobservância
processo de ação popular, ação civil pública e em da cláusula da reserva do financeiramente possível. III –
medidas cautelares, encontra fundamento também no PEDIDO (2,00) - Ante o exposto, requer-se que o
artigo 4º, §1º da Lei n.º 8.437/1992.A competência para presente pedido de suspensão de liminar, seja recebido,
análise do pedido de suspensão de liminar é do conhecido e deferido para o seguinte fim: a) suspender
presidente do tribunal hierarquicamente superior ao até o trânsito em julgado da decisão de mérito na ação
juízo que concedeu a liminar que se pretende principal, a liminar concedida que determinou à União
suspender.Entretanto, caso a decisão proferida por um Federal e ao Município de Paranavaí a transferência de
juiz de primeira instância que concedeu uma liminar todos os pacientes necessitados de atendimento em
seja impugnada através de agravo de instrumento e Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) para hospitais
este seja improvido ao final, mantendo os efeitos da públicos ou particulares que disponham de tais
liminar (como descrito no problema proposto), o pedido unidades; b) suspender até o trânsito em julgado da
de suspensão que vier a ser ajuizado após o decisão de mérito na ação principal, o início de ações
conhecimento do agravo, já não poderá mais ser tendentes à instalação e ao funcionamento de 5 leitos
atribuído à competência do presidente do Tribunal local de UTIs adultas, 2 leitos de UTIs neonatais e 2 leitos de
ou regional, mas sim ao Supremo Tribunal Federal, por UTIs pediátricas, no prazo máximo de 90 dias. C )
se tratar de matéria eminentemente suspender a decisão que arbitrou multa diária para
constitucional.Portanto, a medida judicial cabível ao cada réu no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais), em
problema proposta era o PEDIDO DE SUSPENSÃO, na caso de descumprimento da liminar. Nestes termos,
forma prevista no artigo 4º, §1º da Lei n.º 8.437/1992. Pede e espera deferimento. Local e Data. PROCURADOR
Assim, os candidatos que elaboraram a resposta em DO MUNICÍPIO
desacordo com o espelho padrão de correção,
obtiveram a nota 0,00 (zero). Modelo de resposta - Advocacia Geral da União - Concurso: Procurador
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR MINISTRO Federal - Ano: 2010 - Banca: CESPE - Disciplina: Direito
PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL (1,0 Processual Civil - Assunto: Competência - PEÇA JUDICIAL
ponto)O MUNICÍPIO DE PARANAVAÍ, pessoa jurídica de - Sergio, empresário, deixou seu veiculo parado no meio
direito público interno, inscrita no CNPJ nº (...), com de uma curva de uma via pública, em determinada região
sede a Rua (...), na cidade de Paranavaí – PR, através de do Distrito Federal, em virtude de defeito mecânico
seu procurador judicial que esta subscreve, vem apresentado pelo veiculo, quando este foi abalroado por
respeitosamente perante Vossa Excelência, apresentar: ônibus da empresa concessionária de serviço público
(1,0 ponto)PEDIDO DE SUSPENSÃO, com fundamento no Alfa, o que lhe causou danos materiais no montante de
art. 4º da Lei 8.437/92, em face da decisão liminar R$12.000,00, soma necessária ao reparo do veiculo. Em
proferida pelo MM. Juiz da Vara Federal de Paranavaí razão desse acidente, Sergio ajuizou ação contra a
na Ação Civil Pública n. (...) que foi interposta pelo Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a
Ministério Público Estadual e o Ministério Público empresa Alfa, sob o rito ordinário, visto que entendeu
Federal e que foi confirmada através do improvimento ser necessária a produção de prova pericial. Para essa
do recurso de Agravo de Instrumento interposto ação, que foi distribuída ao juiz da 3ª Vara Federal da

76
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

Seção Judiciaria do Distrito Federal, Sergio narrou os Procuradoria Municipal - Concurso: PGM-Cuiabá (MT) -
fatos ocorridos e afirmou que, apesar de, na ocasião do Ano: 2014 - Banca: FCC - Disciplina: Direito Processual
acidente, estar anoitecendo e ele ter deixado seu veiculo Civil - Assunto: Contestação - PEÇA PROCESSUAL -
na faixa de rolagem, e não no acostamento, havia Considerando o enunciado abaixo, elabore, enquanto
sinalizado o local de forma adequada. Quanto ao mérito, Procurador Judicial do Município de Cuiabá, defesa
Sergio alegou estarem provado à conduta, o dano e o pertinente em seu favor, cumprindo as formalidades
nexo da causalidade entre eles, o que, por si só, ensejaria legais e abordando as questões processuais e de mérito
a responsabilidade objetiva das rés. Requereu, ainda, referentes ao caso. Considere que a unidade de
com espeque na responsabilidade pela perda da chance, conservação mencionada no texto não se trata de uma
indenização por danos no montante de R$15.000,00, APA. O Ministério Público do Mato Grosso ajuizou ação
haja vista os inúmeros negócios que deixou de realizar civil pública contra o Município de Cuiabá e a Tecelagem
durante o período em que o veiculo esteve na oficina. Primavera Ltda. sustentando que esta teria causado dano
Requereu, por fim, a condenação das rés ao pagamento ambiental consistente no descarte de resíduos sólidos
da indenização pelos prejuízos apontados, acrescida de em afluente do Rio Cuiabá. Por sua vez, o Município de
juros monetários no percentual de 1% ao mês e Cuiabá ter-se-ia omitido no dever de fiscalizar a atividade
atualização monetária. Juntou procuração, cópia dos da empresa, situada em unidade de conservação
recibos das despesas com oficina e fotografias do local instituída pela União. Argumentou-se que, em razão
do acidente, requerendo perícia técnica para provar que desta omissão, o Município de Cuiabá teria sido causador
a sinalização utilizada foi adequada. Os mandados de indireto do dano ambiental, especialmente porque
citação foram juntados aos autos em 26/01/2010, terça caberia a ele o licenciamento da atividade da empresa. E,
feira. Considerando a situação hipotética acima de acordo com o Ministério Público, entre as pessoas
apresentada, na qualidade de procurador federal da jurídicas de direito público, o ente que emite o
ANTT, elabore a peça judicial cabível, abordando, licenciamento seria obrigado exclusivo pela fiscalização
necessariamente, o principio da eventualidade. Date a do empreendimento. Sustentou-se, também, que a
peça no ultimo dia do prazo. Não é necessário apresentar responsabilidade civil do Estado seria sempre objetiva.
relatório. Afirmou-se, por fim, que, em matéria de meio ambiente,
não seria necessária a comprovação de nexo de
- Resposta: 1-Apresentação e estrutura textual causalidade. Requereu-se a condenação dos Réus a
(legibilidade, respeito às margens e indicação de compensarem o dano ambiental mediante pagamento
parágrafos)- 2 - Desenvolvimento do tema - 2.1 - de R$1.000.000.000,00 (um bilhão de reais) aos cofres do
Contestação apresentada em 29/3/2010. Preliminar de Estado do Mato Grosso.
ilegitimidade passiva ad causam: responsabilidade da
concessionária. Preliminar de incompetência absoluta: - Resposta: Abordagem esperada: Na correção serão
requerimento de perícia não torna o JEF incompetente considerados, além dos itens abaixo, o atendimento aos
2.2- Culpa exclusiva da vítima como excludente da requisitos legais da contestação e a utilização adequada
responsabilidade das rés. Inexistência de dano por do vernáculo. Na defesa do Município de Cuiabá, cabe
perda de uma chance. Ausência da prova de lucros elaborar uma contestação, expondo as razoes de fato e
cessantes. Cálculo da reparação devida, conforme de direito com que impugna o pedido do autor (o não
critérios da Lei n.º 9.494/1997, art. 1.º-F. 2.3- Pedido de atendimento destes requisitos acarretará nota zero ao
acolhimento das preliminares. Pedido de improcedência candidato). Preliminares: antes de discutir o mérito,
total do pleito do autor. Pedido de improcedência do cabe alegar (1) incompetência absoluta (art.301, inciso
pleito atinente ao lucro cessante. Pedido de cálculo da II, do Código de Processo Civil), pois na própria petição
eventual condenação, conforme critérios da Lei n.º inicial mencionou-se interesse da União, de modo que o
9.494/1997, art. 1º-F. Requerimento de condenação do julgamentodo feito caberia à Justiça Federal ( artigo
autor ao pagamento de custas e honorários, totais ou 109, inciso I, da Constituição Federal); (2) ilegitimidade
parciais, conforme resultado da demanda passiva, pois, levando em conta o teor do enunciado,
cabe não ao Município de Cuiabá, mas a União,
fiscalizar a atividade da empresa, nos termos do artigo

77
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

º,ài isosàXIIIàeàXIV,àalí eaà ,àdaàLeiàCo ple e ta à ºà que, para a procedência do pedido de manutenção, é
140/2011. Mérito: cabe sustentar, em defesa do necessária a prova da posse e dos atos de turbação
Município de Cuiabá, que, na omissão, a dessaàposse.àáàaç oàdeà a ute ç oàdeàposseàdesti a‐seà
responsabilidade civil do Estado demanda a a proteger o possuidor contra atos de turbação de sua
comprovação de culpa administrativa. Além disto, de posse, a fazer cessar o ato do turbador, que molesta o
acordo com os artigos 14, §1º e 3º, inciso IV, da Lei exercício da posse, sem, contudo, eliminar a própria
nº6938/1981, são responsáveis pelo dano ambiental os posse. Ocorre que, muito embora a TERRACAP tenha
poluidores direito e indireto e, para ser caracterizado natureza privada, pois se trata de Empresa Pública, ela
como tal, o Ministério Público teria que ter descrito e gere bens pertencentes ao Distrito Federal e, assim, os
comprovado nexo de causalidade entre omissão do bens por ela geridos são públicos. E sendo público o bem
Município de Cuiabá e o dano causado pela empresa. imóvel, o requerente não detém a sua posse. O que
Cabe, por fim, defender ser exagerado o valor do pedido existe é a mera ocupação precária, tolerada pelo
compensatório, além de inadequada sua eventual proprietário (TERRACAP), o que, evidentemente, não se
destinação, nos termos do artigo 13 da Lei nº7347/85. confunde com posse nem dá lugar à tutela possessória
em face do poder público. Consequentemente, se não
Advogado - Concurso: TERRACAP-DF - Ano: 2014 - há posse, mas mera detenção, a ação de manutenção
Banca: CONSULPLAN - Disciplina: Direito Processual Civil na posse deve ser julgada improcedente (conforme
- Assunto: Contestação - Ruià Ba osaà daà “ilvaà ajuizouà precedentes do Superior Tribunal de Justiça e do
ação de manutenção de posse em desfavor da TERRACAP Tribunal de Justiça do Distrito Federal). E, pela mesma
– Companhia Imobiliária de Brasília, com o escopo de razão, não faz jus o requerente à retenção por
impedir supostos atos de turbação perpetrados por benfeitorias. Isto porque o art. 1.219 do Código Civil
prepostos da ré. Afirmou, na inicial, que exerce, de estabelece a posse como requisito para que se possa ter
maneira mansa e pacífica e há mais de 8 anos, a posse do o direito de retenção por benfeitoria. Por último, o art.
imóvel pertencente à TERRACAP, mas que, no entanto, a àdoàC digoàdeàP o essoàCivilàestatuià ueà àlí itoàaoà
ré encaminhou notificação para a desocupação do réu, na contestação, alegando que foi o ofendido em
imóvel, turbando sua posse. Explicou ter feito sua posse, demandar a proteção possessória e a
benfeitorias úteis e necessárias no imóvel e, ao final, indenização pelos prejuízos resultantes da turbação ou
requereu a sua manutenção na posse do imóvel e a doà es ulhoà o etidoà peloà auto .à T ata‐se do caráter
retenção pelas benfeitorias. Recebida a petição inicial, o dúplice das ações possessórias, que consiste em que as
juiz indeferiu a manutenção liminar, sendo a TERRACAP, posições de autor e réu podem se alternar, sendo lícita a
devidamente, citada. à Co oà ádvogadoà daà TERRáCáPà outorga da tutela jurisprudencial a qualquer das partes,
indique, de maneira objetiva, a peça, os argumentos e os independentemente do polo que, inicialmente, tenham
requerimentos a serem apresentados. Não é necessário assumido. No caso, em virtude deste caráter dúplice da
que a resposta seja apresentada na forma de peça ação possessória, deve haver o requerimento de
processual, sendo suficiente a indicação da peça a ser reintegração de posse e de indenização pelos prejuízos
adotada. causados (precedentes do TJDFT em ações da própria
TERRACAP). Por fim, vale ainda esclarecer que basta à
- Resposta:à I i ial e te,à pode‐seà afi a à ueà aà peçaà aà
TERRACAP a comprovação de sua propriedade, já que,
ser apresentada é uma contestação, conforme dispõe o
em se tratando de bem público, a comprovação de que
art. 930 do Código de Processo Civil. Com relação aos
ela é a proprietária do imóvel equivale à comprovação
argumentos apresentados, prevê o art. 1.210 do Código
de que também é a possuidora. A posse, em razão da
Civilà ueà oà possuido à te à di eitoà aà se à a tido na
natureza pública do bem, é exercida de forma
posse em caso de turbação, restituído no de esbulho, e
permanente pelo detentor do domínio, inclusive, com
segurado de violência iminente, se tiver justo receio de
exclusividade. No caso em análise é evidente o domínio
se à olestado .à Naà es aà li ha,à p es eveà oà a t.à à
da TERRACAP sobre o bem, restando, assim,
doàC digoàdeàP o essoàCivilà ueà oàpossuido àte àdi eitoà
caracterizada a posse indireta do imóvel público. Além
a ser mantido na posse em caso de turbação e
do mais, cumpre ressaltar que a Administração Pública
ei teg adoà oà deà es ulho .à “e doà assi ,à o stata‐seà

78
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

exerce a posse indireta dos bens públicos por meio do oà ágà . . ‐DF,à DJeà / / ;à ‘Espà . . ‐‘J,à
exercício de seu poder de polícia, ou seja, pela DJeà / / ;à ‘Espà . ‐DF,à DJà / / ;à ‘Espà
fiscalização pelos órgãos competentes. Comprovada a . ‐DF,à DJeà / / ,à eà ‘Espà . ‐PE,à DJà
ualidadeà deà p op iet iaà daà TE‘‘áCáP,à dispe sa‐seà aà / / .à ‘Espà . ‐DF,à ‘el.à Mi .à Luisà Felipeà
comprovação de qualquer ato de exteriorização da Salomão, julgado em 17/5/2011. Agravo regimental.
posse, em razão desta estar inexoravelmente aderida à Recurso especial não admitido. Manutenção de posse.
propriedade (precedentes do TJDFT). Em resumo, deve Terra pública. Imóvel pertencente à TERRACAP. 1. O
ser apresentar uma contestação com as seguintes posicionamento do Tribunal está em perfeita harmonia
explicações: para a procedência do pedido deveria ser com a jurisprudência da Corte, consolidada no sentido
provada a posse e atos de turbação dessa posse; deà ueà aà o upaç oà deà e à pú li o,à ai daà ueà
alegação de que a TERRACAP por gerir bens do Distrito dominical, não passa de mera detenção, caso em que se
Federal, estes são, consequentemente, públicos; por se afigura inadmissível o pleito de proteção possessória
tratar de bem público, não há que se falar em posse, contra o órgão público. Não induzem posse os atos de
mas em mera detenção, de modo que o pedido deve ser e aà tole iaà a t.à à doà CC/ à ‘Espà ºà
julgado improcedente; por não haver posse, não há 146.367/DF, Quarta Turma, Relator o Ministro Barros
direito de retenção sobre as benfeitorias; as ações Monteiro, DJ de 14/3/05.) 2. Agravo regimental
possessórias têm caráter dúplice, portanto, deveria ser desprovido. (AgRg no Ag 648.180/DF, Rel. Ministro
requerida a reintegração na posse e a indenização pelos CARLOS ALBERTO MENEZES DIREITO, TERCEIRA TURMA,
prejuízos; a posse da TERRRACAP é indireta, a partir do julgado em 15/02/2007, DJ 14/05/2007, p. 280.).
domínio. Fontes:Código Civil. Código de Processo Civil. DI‘EITOà CIVILà – REINTEGRAÇÃO DE POSSE – BEM
THEODORO JÚNIOR, Humberto. Curso de Direito PÚBLICO – OCUPAÇÃO IRREGULAR – MERA TOLERÂNCIA
Processual Civil. 38. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2007. p. – POSSE PRECÁRIA – NOTIFICAÇÃO PARA
131. WAMBIER, Luiz Rodrigues. Curso avançado de DESOCUPAÇÃO DESATENDIDA – ESBULHO – SENTENÇA
processo civil. Processo cautelar e procedimentos MANTIDA. 1. A ocupação de bem público, sem a
especiais. V. 3. 7. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, proteção de regular de contrato administrativo por
2006. p. 164. A jurisprudência do STJ diz não ser possível prazo certo, sempre se dará a título precário, como
a posse de bem público, pois sua ocupação irregular mera detenção física do bem, incapaz de gerar proteção
(ausente de aquiescência do titular do domínio) possessória ao administrado. 2. A não restituição do
representa mera detenção de natureza precária. imóvel, precariamente ocupado, após a devida
Consoante precedente da Corte Especial, são bens notificação para desocupação, configura esbulho. 3.
públicos os imóveis administrados pela Companhia ápeloà oà p ovido. à áPC,à ‘elato à
Imobiliária de Brasília (TERRACAP), empresa pública em HUMBERTO ADJUTO ULHÔA, 3ª Turma Cível, julgado
que figura a União como coproprietária (Lei nº em 11/11/2009, DJ 19/11/2009 p. 55.). DIREITOS REAIS.
5.861/1972) e que tem a gestão das terras públicas no RECURSO ESPECIAL. POSSE DE BEM PÚBLICO GERIDO
DF, possuindo personalidade jurídica distinta desse ente PELA TERRACAP OCUPADO SEM PERMISSÃO.
federado. Sendo assim, na ação reivindicatória ajuizada IMPOSSIBILIDADE. DIREITO À RETENÇÃO E
por ela, não há que se falar em direito de retenção de INDENIZAÇÃO POR BENFEITORIAS. INVIABILIDADE. 1.
benfeitorias (art. 516 do CC/1916 e art. 1.219 do Conforme dispõe a Lei nº 5.861/72, incumbe à
CC/2002), que pressupõe a existência de posse. Por fim, TERRACAP, empresa pública que tem a União como
essalte‐seà ue a Turma, conforme o art. 9º, §2º, I, do coproprietária, a gestão das terras públicas no Distrito
RIST J, é competente para julgar o especial. Precedentes Federal. 2. A jurisprudência firme desta Corte entende
itadosà doà “TF:à ‘Eà . ‐MG,à DJà / / ;à doà “TJ:à não ser possível a posse de bem público, constituindo a
‘Espà . ‐à DF,à DJà / / ;à ‘Espà . ‐DF,à DJà sua ocupação sem aquiescência formal do titular do
/ / ;à ‘Espà . ‐DF,à DJà / / ;à domínio mera detenção de natureza precária. 3. Os arts.
REsp146.367‐DF,à DJà / / ;à ág‘gà oà ágà 516, do Código Civil de 1916, e 1.219, do Código Civil em
. . ‐‘J,àDJeà / / ;àág‘gà oàágà . . ‐‘J,à vigor, estabelecem a posse como requisito para que se
DJeà / / ;à‘Espà . ‐DF,àDJà / / ;àág‘gà possa fazer jus ao direito de retenção por benfeitoria. 4.

79
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

Recurso especial provido. (REsp 841.905/DF, Rel. patrimônio do Estado ou da coletividade. 10. Recurso
Ministro LUIS FELIPE SALOMÃO, QUARTA TURMA, Especial não provido. (REsp 425.416/DF, Rel. Ministro
julgado em 17/05/2011, DJe 24/05/2011.) PROCESSUAL HERMAN BENJAMIN, SEGUNDA TURMA, julgado em
CIVIL E ADMINISTRATIVO. OMISSÃO. NÃO 25/08/2009, DJe 15/12/2009.). APELAÇÃO CÍVEL.
OCORRÊNCIA. TERRACAP. IMÓVEL PÚBLICO. OCUPAÇÃO REINTEGRAÇÃO DE POSSE. ÁREA PÚBLICA. CARÁTER
IRREGULAR. CONSTRUÇÃO DE GARAGEM A SER DÚPLICE. 1. A ocupação de área pública por particular
DEMOLIDA. INTERESSE DE AGIR SUBSISTENTE. traduz mera detenção – inconfundível com posse –
BENFEITORIA INDENIZÁVEL. INEXISTÊNCIA. 1. A solução tole adaà peloà Pode à Pú li o,à ueà pode à eto ‐laà
integral da controvérsia, com fundamento suficiente, quando lhe convier. 2. Dado o caráter dúplice da ação
não caracteriza ofensa ao art. 535 do CPC. 2. A possess iaà eà o side a doà ueà aà posseà ap ese ta‐se,à
alteração da destinação da área, que permitiria, em no caso, inseparável do domínio, a comprovação deste
tese, a alienação do imóvel público ao ocupante evidencia aquela e autoriza a tutela requerida pela
irregular (recorrente), não afasta o interesse de agir da TERRACAP na contestação. (Acórdão nº 681430,
e o idaà aà áç oà ‘eivi di at ia.à .à áà alegadaà oa‐f à 20060110901499APC, Relator: FERNANDO HABIBE,
da ocupante, que ensejaria indenização pelas Revisor: ARNOLDO CAMANHO DE ASSIS, 4ª Turma Cível,
benfeitorias úteis e necessárias, não pode ser aferida Data de Julgamento: 04/07/2012, Publicado no DJE:
em Recurso Especial, pois foi afastada 06/06/2013. p. 120.). REINTEGRAÇÃO DE POSSE.
peremptoriamente pelo Tribunal de origem com base na TERRACAP. BEM PÚBLICO. MERA DETENÇÃO. CARÁTER
prova dos autos (Súmula 7/STJ). 4. A Corte Distrital DÚPLICE. BENFEITORIAS. INDENIZAÇÃO. PRECLUSÃO.
inadmitiu a indenização das alegadas benfeitorias TAXA DE OCUPAÇÃO. ILEGALIDADE. Comprovada a
(garagem construída) porque deverão ser demolidas, o propriedade da TERRACAP sobre o bem objeto do litígio,
que demonstra a inexistência de benefício em favor do i p e‐seà oà e o hecimento de que os apelantes
proprietário reivindicante. 5. No caso de ocupação exercem apenas mera detenção sobre o imóvel, não
irregular de imóvel público, não há posse, mas mera merecendo, portanto, proteção possessória. O caráter
detenção, o que impede a aplicação da legislação dúplice da ação possessória permite que a parte
civilista relativa à indenização por benfeitorias. requerida formule pedido de proteção possessória e
Precedentes do STJ. 6. Como regra, a natureza do indenização por perdas e da os.à Ope a‐seà aà p e lus o,à
imóvel (público ou privado) não pode ser examinada caso requerimento nesse sentido não tenha sido feito
pelo STJ com base em dissídio jurisprudencial, como no momento oportuno. A taxa de ocupação, regulada
pretende a recorrente. A divergência que dá ensejo a pelo art. 24 da Lei nº 4.545/64, pressupõe a legítima
‘e u soàEspe ialà efe e‐seà ài te p etaç oàdaàlegislaç oà ocupação do bem público por particular, ou seja, a
federal, e não à qualificação jurídica pura e simples de existência de documento formal que autorize e regule a
determinados bens. 7. A mais recente jurisprudência do ocupação. (Acórdão nº 425444, 20030110852785APC,
STJ, sedimentada pela Corte Especial, reconhece a Relator: NATANAEL CAETANO, Revisor: FLAVIO
natureza pública dos imóveis da TERRACAP. 8. O ROSTIROLA, 1ª Turma Cível, Data de Julgamento:
Tribunal de origem consignou que o bem foi ocupado, 19/05/2010, Publicado no DJE: 01/06/2010. p. 63.).
por mais de oito anos, irregularmente e sem qualquer CIVIL E PROCESSO CIVIL. MANUTENÇÃO DE POSSE.
autorização expressa, válida e inequívoca da CARÁTER DÚPLICE DA AÇÃO. BEM PÚBLICO.
Administração, o que implica dever de o particular INEXISTÊNCIA DE POSSE. MERA DETENÇÃO. PEDIDO
indenizar o Poder Público pelo uso. Incabível, portanto, CONTRAPOSTO. DIREITO À PROTEÇÃO POSSESSÓRIA. I –
o argumento recursal de ter havido condenação sem O art. 922, do CPC, permite que o réu, na contestação,
comprovação de dano. 9. Quem ocupa ou utiliza alegando que foi ofendido em sua posse, demande a
ilicitamente bem público, qualquer que seja a sua proteção possessória resultante da turbação ou do
natureza, tem o dever de, além de cessar de forma esbulho cometido pelo autor, o que decorre da natureza
imediata a apropriação irregular, remunerar a dúpli eà daà aç oà possess ia,à t aduzi do‐seà e à
sociedade, em valor de mercado, pela ocupação ou uso ve dadei aà o t a‐aç o,à poisà auto izaà ei teg a à oà uà
e indenizar eventuais prejuízos que tenham causado ao em sua posse, primando pelo princípio da economia

80
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

processual. II – Deu‐seàp ovi e toàaoà e u so.à á d oà precária. Valor: 6,0 pontos -Retenção por benfeitorias.
nº 351199, 20060111060595APC, Relator: JOSÉ DIVINO Valor: 5,0 pontos -Reintegração na posse e indenização.
DE OLIVEIRA, Revisor: LEILA ARLANCH, 6ª Turma Cível, Valor: 6,0 pontos
Data de Julgamento: 02/03/2009, Publicado no DJE:
22/04/2009. p. 161.). PROCESSUAL CIVIL E Procuradoria Estadual - Concurso: PGE/GO - Ano: 2013 -
ADMINISTRATIVO. AÇÃO DE MANUTENÇÃO DE POSSE. Banca: PGE/GO - Disciplina: Direito Processual Civil -
TERRA PÚBLICA. INEXISTÊNCIA DE POSSE PARTICULAR Assunto: Execução Fiscal - O juízo da Vara das Fazendas
EM FACE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. MERA Públicas da Comarca de Porangatu-GO, em ação de
DETENÇÃO. PRECEDENTES DO STJ E DESTA CORTE DE execução fiscal, proposta pelo Estado de Goiás em 1º de
JUSTIÇA. AÇÕES POSSESSÓRIAS. CARÁTER DÚPLICE. janeiro de 2011 para cobrança de ICMS do período de
REINTEGRAÇÃO DE POSSE EM FAVOR DA TERRACAP. apuração de janeiro a maio de 2005, cuja decisão
POSSIBILIDADE. SENTENÇA REFORMADA. 1 – É POSSÍVEL administrativa definitiva foi notificada ao sujeito passivo
A DISCUSSÃO DE POSSE SOBRE BEM PÚBLICO EM em 14 de março de 2006 e o crédito tributário inscrito
LITÍGIO ENVOLVENDO DOIS PARTICULARES, POIS A em dívida ativa do Estado em 25 de abril de 2007, com
POSSE, ENQUANTO SITUAÇÃO FÁTICA, NÃO ATINGE O despacho de citação do devedor prolatado em 17 de
DOMÍNIO DO ENTE PÚBLICO, NÃO SENDO A ELE novembro de 2011, sendo este citado em 15 de
OPONÍVEL A EFICÁCIA JURÍDICA DA DECISÃO novembro de 2011, ao decidir exceção de pré-
PROFERIDA NO FEITO POSSESSÓRIO CUJAS PARTES executividade proposta pelo devedor sob alegação de
SEJAM PARTICULARES. 2 – POR OUTRO LADO, A prescrição de direito de cobrar a dívida, acolheu a
OCUPAÇÃO DE TERRAS PÚBLICAS POR PARTICULARES exceção e extinguiu a execução, nos termos do art. 269,
NÃO CONFIGURA POSSE EM FACE DA ADMINISTRAÇÃO IV do CPC. Intimado da decisão em 4 de dezembro de
PÚBLICA, MAS MERA DETENÇÃO POR ELA TOLERADA. 2013, como o Procurador do Estado de Goiás, elabore a
PRECEDENTES DO STJ E DESTA CORTE DE JUSTIÇA. 3 – peça prática que enfrente a decisão judicial.
DADA A NATUREZA DÚPLICE DAS AÇÕES POSSESSÓRIAS,
- Resposta: -Domínio da linguagem (1.0 ponto), -
NOS TERMOS DO ART. 922 DO CPC, É POSSÍVEL A
Clareza da exposição (1.0 ponto), - Escolha da peça
REINTEGRAÇÃO DE POSSE EM FAVOR DA TERRACAP,
recursal (6.0 pontos), - Correta interpretação do que foi
UMA VEZ COMPROVADO O DOMÍNIO PÚBLICO DO BEM
decidido (4.0 pontos), - Contagem correta do prazo
IMÓVEL EM DISCUSSÃO E, DIANTE DA INVIABILIDADE
prescricional (art.174, § único, inciso I, do CTN, com a
DE POSSE EM BENEFÍCIO DO PARTICULAR E EM
redação dada pela Lei Complementar nº18/2005) (6.0
DETRIMENTO DO ENTE PÚBLICO, ESTE FIGURA COMO
pontos), - Alegação que a demora no despacho de
ÚNICO POSSUIDOR DO BEM. APELAÇÃO CÍVEL PROVIDA.
citação ocorreu por motivos inerentes aos mecanismos
TJ‐DFà – APL: 54570520048070001 DF
da Justiça (Súmula 106 do STJ) (6.0 pontos), - Alegação
‐ . . . ,à ‘elato :à áNGELOà
de que a interrupção do prazo prescricional retroage à
PASSARELI. Data de Julgamento: 21/03/2012, 5ª Turma
data de propositura da ação (art.219,§1º, do CPC) (4.0
Cível,à Dataà deà Pu li aç o:à / / ,à DJ‐e.à p.à .à
pontos), - Atendimento dos requisitos de cabimento,
OPOSIÇÃO. TERRACAP. BEM PÚBLICO. COMPROVAÇÃO
admissibilidade e formatação da peça: 1-
DE DOMÍNIO. POSSE CONFIGURADA. Em se tratando de
direcionamento (1.0 ponto), 2- qualificação correta das
bem público, a alegação do opoente de que é seu
partes (1.o pontos), 3- cabimento de recurso (2,0
proprietário equivale à alegação de que é o possuidor. A
pontos), 4- tempestividade do recurso – prazo em
posse, na hipótese, é exercida de forma permanente
dobro, recesso forense (2.0 pontos), 5- descrição dos
pelo detentor do domínio e com exclusividade.
fatos (2.0 pontos(), 6- pedido de reforma de decisão (2.0
(20010110245960APC) Relator CARMELITA BRASIL, 2ª
pontos), 7- pedido de condenação em honorários de
Turma Cível, julgado em 14/03/2005, DJ 05/05/2005. p.
sucumbência (1.0 ponto), 8- sem custas (1.0 ponto)
58.) - ÁBUA DE CORREÇÃO – ASPECTOS TÉCNICOS – 30,0
pontos - Contestação. Valor: 4,0 pontos -Posse e atos
Advogado - Concurso: COREN-PB - Ano: 2014 - Banca:
de turbação. Valor: 5,0 pontos -Bens da TERRACAP são
CONTEMAX - Disciplina: Direito Processual Civil -
públicos. Valor: 4,0 pontos -Detenção/Ocupação
Assunto: Processo e Procedimento - PEÇA PRÁTICA-O

81
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DA PARAÍBA 13:27 Juntada - Carta pelo Correio Comprovante de
instaurou processo administrativo contra HOZANI MARIA entrega da citação; 14/07/2014 - 15:05 Expedido Carta
DA SILVA, brasileira, casada, enfermeira, aposentada, pelo Correio – Citação; 11/07/2014 - 13:59
residente e domiciliada na Av. Cabo Branco, s/nº, Cabo Despacho/Decisão - Determina Citação pelo Correio, com
Branco, João Pessoa/PB, visando a cobrança das AR e reserva-se para apreciar o pedido de tutela após
anuidades relativas aos exercícios de 2009, 2010, 2011, defesa do COREN/PB; 07/07/2014 - 14:21 Autos com Juiz
2012 e 2013, além de multa por ausência em pleito para Despacho/Decisão; 04/07/2014 - 12:23
eleitoral, totalizando o débito a importância de R$ Recebimento ORIG: DISTRIBUIÇÃO – 4ª Vara Cível da
8.550,00 (oito mil, quinhentos e cinquenta reais), já Capital; 02/07/2014 - 18:09 Distribuição por sorteio para
acrescidos os juros e correções. A interessada foi a 4ª Vara Cível da Comarca da Capital. Diante de tudo
Regularmente NOTIFICADA para pagar que foi exposto e levando em consideração o princípio da
administrativamente o débito ou apresentar defesa eventualidade, elabore, na condição de advogado do
escrita, todavia, deixou transcorrer in albis o prazo. A CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DA PARAÍBA-
dívida foi regularmente inscrita, passando a ter certeza e COREN/PB, a(s) defesa(s) cabível(veis) à espécie,
liquidez, além de suspender o prazo prescricional. No dia protocolizando-a no último dia do prazo. Observação: A
07 de julho de 2014, a interessada ingressou com uma peça defensiva deverá ter, no mínimo, 30 e, no máximo,
AÇÃO DECLARATÓRIA DE INEXIGIBILIDADE 60 linhas.
OBRIGACIONAL COM PEDIDO DE TUTELA ANTECIPADA
perante a 4ª Vara Cível da Capital, alegando em resumo - Resposta: O enunciado indica que a Ação foi proposta
que é enfermeira regularmente inscrita noCOREN/PB; perante a 4ª Vara Cível da Comarca da Capital,
que, era servidora do Município de João Pessoa, onde portanto, perante a Justiça Estadual, que é
exerceu durante muitos anos o cargo de enfermeira; que, incompetente ratione materiae, já que o COREN possui
no final do ano de 2008 foi aposentada natureza jurídica de Autarquia Federal, conforme
compulsoriamente, por ter atingido 70 (setenta) anos de decidiu o Supremo Tribunal Federal nos autos do
idade, e, desde então, deixou de exercer suas atividades RECURSO EXTRAORDINÁRIO 539.224 CEARÁ. Desume-
profissionais. Em socorro de seu direito, alega que a se, ainda, que o advogado da promovente não anexou
obrigação de pagar contribuição aos conselhos de instrumento procuratório, o que enseja defeito de
fiscalização profissional decorre do efetivo exercício da representação, a teor do art. 13 do CPC, fato que enseja
atividade, e não a inscrição propriamente dita. Assim, a suspensão do processo até a regularização do defeito,
ainda que haja a inscrição no COREN/PB, a anuidade não sob pena de nulidade do processo. Observa-se, ainda,
pode ser cobrada de quem não exerce a profissão. Logo, que a parte autora atribuiu à causa o valor de R$
a cobrança não pode ser exigida,azão pela qual requereu 1.000,00 (um mil reais) quando deveria ter atribuído a
o reconhecimento da inexigibilidade do pagamento de importância de R$ 8.550,00 (oito mil, quinhentos e
contribuições e a multa por não participar de eleição cinquenta reais). A banca alertou aos candidatos que
correspondente aos anos em referência. Requereu, com levassem em consideração o princípio da eventualidade,
base no art. 273, I, do CPC, a antecipação dos efeitos da isso significa que toda defesa deve ser apresentada na
tutela, para suspender qualquer cobrança executiva por contestação, sob pena de preclusão. Também se aplica
parte do COREN/PB até julgamento final da AÇÃO a regra do ônus da impugnação especificada dos fatos,
DECLARATÓRIA. Protestou pela produção de provas a ser poisà oà a t.à à aputà á t.à .à Ca eà ta à aoà uà
especificada oportunamente. À petição inicial, subscrita manifestar-se precisamente sobre os fatos narrados na
por advogado inscrito na OAB/PB foram anexados os petição inicial. Presumem-se verdadeiros os fatos não
seguintes documentos: 1) Carteira de Identificação i pug ados,à salvo: .à N oà seà ad iteà aà ha adaà
Profissional, 2) comprovante de residência, 3) cópia do contestação genérica, isto é, aquela que não traga uma
processo administrativo de cobrança, 4) portaria de impugnação especificada dos fatos (fato a fato). Há
aposentadoria, 5) declaração de hipossuficiência. Atribui- exceções, e as hipóteses estão tratadas no art. 302 do
se à causa o valor de R$ 1.000,00 (um mil) para efeito de CPC: I - se não for admissível, a seu respeito, a
distribuição. Os atos processuais praticados, até o confissão. Art. 351. Não vale como confissão a
momento, estão assim discriminados: 25/07/2014 - admissão, em juízo, de fatos relativos a direitos

82
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

indisponíveis. II - se a petição inicial não estiver licitatório referia-se à contratação de segurança armada.
acompanhada do instrumento público que a lei Insatisfeita, a empresa, no dia 15 de junho de 2009, dez
considerar da substância do ato. Art. 366. Quando a lei dias após a prática do ato que entendeu lesivo aos seus
exigir, como da substância do ato, o instrumento direitos, impetrou mandado de segurança na justiça do
público, nenhuma outra prova, por mais especial que Distrito Federal (DF), o qual foi distribuído à 2.a Vara
seja, pode suprir-lhe a falta; III - se estiverem em Federal da Seção Judiciária do DF, apontando como
contradição com a defesa, considerada em seu autoridade coatora o gerente administrativo do BACEN.
conjunto. O que leva a conclusão de que a presunção de A empresa alegou que o ato foi ilegal, pois a citada
veracidade que pode decorrer da contestação genérica exigência somente poderia ter sido efetuada por ocasião
é relativa, pois poderá ser afastada pela analise do da assinatura do contrato. Intimada para prestar
conjunto da defesa apresentada pelo réu. Pelo princípio informações, a autoridade coatora limitou-se a alegar a
da eventualidade a parte deve praticar o ato no sua ilegitimidade passiva para figurar na ação. De posse
momento oportuno, sob pena de não mais poder agir. das informações, o juiz condutor do feito rejeitou a
Por fim, o candidato devia observar que a(s) defesa(s) alegação de ilegitimidade passiva, com base na teoria da
cabível (veis) à espécie, deveria ser protocolizada no encampação, e concedeu a segurança para que a
último dia do prazo. Como é cediço, o prazo para as autoridade coatora se abstivesse de exigir a
Autarquias contestarem é quadruplicado, ou seja, a comprovação de qualificação econômico-financeira antes
Autarquia teria 60 (sessenta) dias contados da juntado da assinatura do contrato. Após quinze dias da intimação
do AR devidamente cumprido. RESPOSTAS ESPERADAS da sentença, o procurador do BACEN iniciou a análise da
DOS CANDIDATOS - DEFESAS CABÍVEIS: I - sentença proferida. Com base nas informações da
CONTESTAÇÃO: PRELIMINARES: A) ARGUIÇÃO DE situação hipotética acima descrita, redija a peça
INCOMPETÊNCIA DO JUIZO EM RAZÃO DA MATÉRIA: (20 processual cabível para defesa dos interesses do BACEN.
PONTOS) Caberia ao Advogado argüir a incompetência Em seu texto, aborde todos os aspectos materiais e
absoluta do Juízo em sede preliminar, a teor do art. 301, processuais aplicáveis ao caso.
II, CPC, com requerimento declinatório de foro. B)
ARGUIÇÃO DE DEFEITO DE REPRESENTAÇÃO: (15 - Resposta: Peça - Quesito avaliado – 1- Apresentação e
PONTOS) Arguir o defeito de representação, com pedido estrutura textual (legibilidade, respeito às margens,
de suspensão do processo, até regularização do defeito, paragrafação) (5,00) – 2- Desenvolvimento do tema -
sob pena de nulidade processual (art. 13, do CPC). C) 2.1 Apelação (5,00) interposta por petição dirigida ao
OBSERVÂNCIA DO PRAZO QUADRUPLICADO: (15 juiz prolator da sentença (5,00) - 2.2- Parte legítima:
PONTOS) D) IMPUGNAÇÃO AO PEDIDO DE TUTELA inaplicabilidade da teoria da encampação (5,00);
ANTECIPADA: (10 PONTOS) O Advogado deve alegar indeferimento da petição inicial (5,00) - 2.3- Habilitação
que não há fundado receio de dano irreparável ou de em processo licitatório: exigência de comprovação de
difícil reparação. MÉRITO -Princípio da legalidade na qualificação econômico-financeira(10,00) 2.4- Pedido de
cobrança de anuidades e multas, mesmo que o reforma da sentença: extinção do processo sem
profissional não esteja no desempenho de suas resolução de mérito (incompetência absoluta do juízo e
atividades. (30 PONTOS). II – IMPUGANAÇÃO AO VALOR ilegitimidade passiva da parte) ou, alternativamente,
ATRIBUÍDO À CAUSA (10 PONTOS). denegação da segurança (10,00) 3- Domínio do
conhecimento jurídico (aplicação dos dispositivos legais:
Advocacia-Geral da União - Concurso: Procurador do quesito 2.1: artigos 513 e 514 do CPC; quesito 2.2: art.
Banco Central - Ano: 2009 - Banca: CESPE - Disciplina: 295, II, do CPC; quesito 2.3: art. 27, III, da Lei n.º
Direito Processual Civil - Assunto: Processo e 8.666/1993; quesito 2.4: art. 267, I, do CPC) (10,00).
Procedimento - O diretor-geral de administração do
Banco Central do Brasil (BACEN), no uso de sua Advocacia-Geral da União - Concurso: Procurador do
competência institucional, impediu determinada Banco Central - Ano: 2009 - Banca: CESPE - Disciplina:
empresa de participar de processo licitatório, sob o Direito Processual Civil - Assunto: Processo e
fundamento de que não foi apresentada comprovação Procedimento - O diretor-geral de administração do
de qualificação econômico-financeira. O procedimento Banco Central do Brasil (BACEN), no uso de sua

83
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

competência institucional, impediu determinada Assunto: Recursos - PEÇA: O MP ingressou com ação
empresa de participar de processo licitatório, sob o popular contra o governador e a Fazenda Pública, em
fundamento de que não foi apresentada comprovação virtude de ato do governador que retirou monumentos
de qualificação econômico-financeira. O procedimento históricos de praça pública para realização de projeto
licitatório referia-se à contratação de segurança armada. arquitetônico. O MP alegou que o ato, já praticado,
Insatisfeita, a empresa, no dia 15 de junho de 2009, dez implicou dano ao patrimônio público e ofensa ao
dias após a prática do ato que entendeu lesivo aos seus sentimento da sociedade, posto que eram obras
direitos, impetrou mandado de segurança na justiça do históricas que estavam há muito tempo naquele local. O
Distrito Federal (DF), o qual foi distribuído à 2.a Vara juiz proferiu sentença condenando os réus a removerem
Federal da Seção Judiciária do DF, apontando como os monumentos para o lugar de origem para realização
autoridade coatora o gerente administrativo do BACEN. do projeto arquitetônico. Faça a apelação.
A empresa alegou que o ato foi ilegal, pois a citada
exigência somente poderia ter sido efetuada por ocasião - Resposta: Peça Pratica Processual - Recurso correto:
da assinatura do contrato. Intimada para prestar Apelação (Art. 513 do CPC) - Endereçamento correto do
informações, a autoridade coatora limitou-se a alegar a recurso: Juiz de Direito da Vara X - Motivação:
sua ilegitimidade passiva para figurar na ação. De posse Ilegitimidade para a causa do autor da ação popular -
das informações, o juiz condutor do feito rejeitou a Impossibilidade jurídica do pedido que proferiu a
alegação de ilegitimidade passiva, com base na teoria da sentença - Inexistência de pedido de anulação ou
encampação, e concedeu a segurança para que a nulificação do ato que determinou Remoção dos
autoridade coatora se abstivesse de exigir a monumentos - Julgamento extra petita.
comprovação de qualificação econômico-financeira antes
Advocacia-Geral da União - Concurso: Procurador
da assinatura do contrato. Após quinze dias da intimação
Federal - Ano: 2013 - Banca: CESPE - Disciplina: Direito
da sentença, o procurador do BACEN iniciou a análise da
Processual Civil - Assunto: Recursos - Maria do Socorro
sentença proferida. Com base nas informações da
ajuizou ação contra o Instituto Nacional do Seguro Social
situação hipotética acima descrita, redija a peça
(INSS), requerendo aposentadoria como rurícola. Para
processual cabível para defesa dos interesses do BACEN.
tanto, apresentou comprovante de que possuía
Em seu texto, aborde todos os aspectos materiais e
cinquenta e cinco anos de idade e juntou prova
processuais aplicáveis ao caso.
documental indicativa da condição de trabalhador
- Resposta: 1- Apresentação e estrutura textual rurícola do cônjuge, o qual já havia falecido, não
(legibilidade, respeito às margens, paragrafação). 2- requerendo prova testemunhal. Citado, o INSS
Desenvolvimento do tema. 2.1 Apelação (5,00) apresentou contestação, alegando que as provas
interposta por petição dirigida ao juiz prolator da carreadas aos autos não eram suficientes à comprovação
sentença. 2.2 Parte legítima: inaplicabilidade da teoria do exercício da atividade rural, requerendo o
da encampação (5,00); indeferimento da petição inicial - depoimento pessoal da autora para obter a confissão de
2.3 Habilitação em processo licitatório: exigência de que não exercia atividade rural. O juiz indeferiu o pedido
comprovação de qualificação econômico-financeira. 2.4- da autarquia, sob a alegação de que os documentos
Pedido de reforma da sentença: extinção do processo juntados pela autora se mostravam suficientes ao
sem resolução de mérito (incompetência absoluta do julgamento da causa, já que ela comprovou a idade
juízo e ilegitimidade passiva da parte) ou, mínima para o beneficio e juntou prova material do fato
alternativamente, denegação da segurança. 3- Domínio alegado. O INSS apresentou agravo retido em face da
do conhecimento jurídico (aplicação dos dispositivos decisão. Ao final, foi proferida a sentença extinguindo o
legais: quesito 2.1: artigos 513 e 514 do CPC; quesito processo com resolução de mérito, dando provimento ao
2.2: art. 295, II, do CPC; quesito 2.3: art. 27, III, da Lei n.º pedido da autora, com condenação do INSS ao
8.666/1993; quesito 2.4: art. 267, I, do CPC). pagamento de honorários advocatícios no valor de mil
reais. O INSS foi intimado da sentença no dia 4/10/2013
Procuradoria Estadual - Concurso: PGE-RO - Ano: 2011 - (sexta-feira). Ao ler a sentença, o procurador da
Banca: FCC - Disciplina: Direito Processual Civil - autarquia verificou que a decisão estava em confronto

84
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

com jurisprudência edificada no STJ. Em face da situação pedidos para determinar que o Estado de Goiás realize
hipotética acima descrita, na condição de procurador, reparos e obras de expansão no presídio, no prazo de
dispensado o relatório, elabore a peça processual cabível 120 dias, conforme pleiteado, sob pena de multa diária,
para a defesa dos interesses do INSS, com todas as bem como condenou à compensação por danos morais
alegações jurídicas aplicáveis ao caso, datando-a no coletivos no valor de R$1.000.000,00 em favor da
último dia do prazo processual. entidade impetrante. Elabore, na condição de
Procurador do Estado de Goiás, a peça prática que
- Resposta: 1 - Apresentação (legibilidade, respeito às permita reformar a sentença proferida, considerando a
margens e indicação de parágrafos) e estrutura textual jurisprudência do Supremo Tribunal Federal.
(organização das ideias em texto estruturado) 0,00 a
3,50 – 2 - Desenvolvimento do tema - 2.1 - Apelação - Resposta: - Domínio da linguagem (1.0 ponto), -
dirigida ao juiz. Recebimento duplo efeito. Prazo: Clareza da exposição (1.0 ponto), - Peça recursal
5/11/2013 0,00 a 10,00 - 2.2 - Possibilidade de extensão (apelação cível – art. 513 do CPC), obs: Não é caso de
da prova documental à esposa. Imprescindibilidade suspensão de segurança (art.15 da Lei nº12. 016/09),
prova testemunhal 0,00 a 10,00 - 2.3 - Anulação da pois não existe grave lesão à ordem ou economia
sentença 0,00 a 10,00- 2.4 Ônus da prova. 0,00 a 6,50 - pública, uma vez que a sentença concedeu o prazo de
2.5 - Apreciação do agravo retido. Anular sentença. 120 dias, não se justificando a suspensão imediata da
Retorno dos autos para realização do depoimento sentença (3.0 pontos). – Conteúdo da peça (art. 514 do
pessoal 0,00 a 20,00 - 2.6 - Pedido final. Caso não CPC) a- dirigida ao juiz (Exmo. Juiz de Direito da Vara de
acolhido o agravo retido. Reforma da sentença para Fazenda Pública de Mineiros/GO); b- nomes e
negar provimento ao pedido da autora. Inversão do qualificação das partes; c- fundamentos e fatos e de
honorários advocatícios 0,00 a 10,00. direito; d- pedido de nova decisão, obs: não será levado
em consideração se o candidato apresentou a petição
Procuradoria Estadual - Concurso: PGE/GO - Ano: 2013 - direcionada ao juiz separada das razoes ou
Banca: PGE/GO - Disciplina: Direito Processual Civil - conjuntamente. Ambos os casos serão considerados.
Assunto: Recursos - A Associação dos Amigos e (1.0 ponto). – Pedido de efeito suspensivo ativo ou
Familiares dos Presos Custodiados em Mineiros/GO, tutela antecipada recursal (art. 558, p. único do CPC). –
entidade assistencial criada no corrente ano, sem Preliminares: 1.1- Incompetência de FORO. Art. 100, IV,
finalidade lucrativa, formalmente constituída, impetrou a à doà CPCà – o foro competente não é a Comarca de
mandado de segurança contra o Estado de Goiás, Mineiros/GO e sim Goiânia/GO, onde está situado o
perante Vara da Fazenda Pública da Comarca de Estado de Goiás. 1.2- Ilegitimidade da associação –
Mineiros/GO, por suspeita ilegalidade e abuso do poder. ausência de autorização dos membros. – art. 5º, XXI da
Alega que o presídio, de administração estadual, situado CF (XXI – as entidades associativas, quando
naquele município, encontra se superlotado e em expressamente autorizadas, têm legitimidade para
péssimo estado de conservação, com inúmeras representar seus filiados judicial ou extrajudicialmente),
infiltrações e rachaduras, além da ausência de camas e - não houve autorização dos membros da associação
de sanitários adequados, o que compromete a dignidade para impetração do mandado de segurança, - indicar a
dos presos provisórios e definitivos custodiados. Pleiteia existência da súmula 629 do STF ( a impetração de
a concessão da ordem para que o Estado de Goiás seja mandado de segurança coletivo por entidade de classe
compelido, no prazo de 120 dias, a realizar intervenções em favor dos associados independe da autorização
no estabelecimento prisional a fim de dirimir os destes). 1.3- Ilegitimidade da associação –
problemas apresentados, bem como providenciar o funcionamento há menos de 1 ano, - a t. ºà LXX,à àdaà
aumento de sua capacidade com obras de extensão. CF ( LXX – o mandado de segurança coletivo pode ser
Também pleiteia a condenação do Estado ao pagamento impetrado por: b- organização sindical, entidade de
do dano moral coletivo, uma vez que o comportamento classe ou associação legalmente constituída e em
omissivo atingiu direitos fundamentais assegurados pela funcionamento há pelo menos um ano, em defesa dos
Constituição Federal. Após o regular tramite do interesses de seus membros ou associados). A
mandamus, o juiz de direito julgou procedentes os associação não tem funcionamento há pelo menos um

85
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

a o,àta toàassi à ueàoàe u iadoài di aà ueàfoià iadaà Assunto: Recursos - Peça Jurídica - Maurício interpôs
oà o e teàa o .à . - Ilegitimidade ativa pela ausência recurso de apelação cível em face de sentença proferida
de constituição do litisconsórcio passivo necessário OU pelo juiz da xxx Vara da Fazenda Pública do Distrito
determinar a emenda a inicial em razão do Federal que, em sede de ação de indenização por danos
litisconsórcio passivo necessário, - art.6º da Lei n morais e materiais sofridos por Maurício, contra o
º12.016/09 exige a indicação da autoridade coatora e Distrito Federal, por ter sido vítima de sequestro
da pessoa jurídica. 1.5- Falta de interesse de agir pela relâmpago em uma praça pública, julgouimprocedentes
inadequação da via eleita. – não é possível requerer a os pedidos formulados na inicial, condenando o autor,
compensação por danos morais através de mandamus. ora apelante, ao pagamento das custas e honorários
– “ú ulaà àdoà“TF:à àoà a dadoàdeàsegu a çaà oà à processuais. Destacou o juiz, na sentença, que não
su stitutivoà deà aç oà deà o a ça .à . -Ausência de houvera a demonstração de que o dano resultara
condição específica da ação: liquidez e certeza. MÉRITO diretamente da inação dos agentes administrativos e do
1: 1.1- Princípio da separação dos poderes (art. 2º da mau funcionamento de um serviço da administração e
CF), - indicação, apresentação e conteúdo do princípio ainda que não havia responsabilidade objetiva do Estado,
da separação dos poderes, - origem história: Aristóteles no caso. Em suma, o apelante requer a modificação da
e Montesquieu, - difi uldadeà o t aà ajo it ia :à sentença in totum. Alega que a responsabilidade do
ausência de exercício de mandato pelo juiz. 1.2- Estado no presente caso seria de natureza objetiva, com
Ativismo judicial: - conceito e alcance do ativismo fulcro no artigo 37, § 6.º, da Constituição Federal, haja
judicial, - direitos de segunda geração, - vista a existência de policiamento ostensivo no local do
inconstitucionalidade por omissão, - posição do STF: é crime, incluindo-se dois postos policiais na localidade.
possível a implementação de políticas públicas Alegou ainda que, apesar de não constar na inicial, no dia
asseguradas na CF (STF. ADPF nº 45; ARE nº 639.337 do sequestro relâmpago, metade dos postes de
AgR, Segunda Turma, julgado em 23/08/11 e AI nº iluminação naquele local estava sem lâmpada, fato que
598.212/PR, decisão monocrática, julgado em contribuiu sobremaneira para o evento. Por tais
10/06/2013. 1.3- Princípio do mínimo existencial: fundamentos, alega o apelante que o Estado teria
conceito e alcance. 1.4- Princípio da reserva do possível: falhado, estando caracterizada a culpa in vigilando. Com
- conceito e alcance, - posição do STF: comprovada, base nessa situação hipotética, elabore, na condição de
objetivamente, a incapacidade econômico-financeira do procurador do Distrito Federal, as contrarrazões do
Estado, não é possível exigir, considerando a limitação recurso interposto por Maurício. Ao elaborar a peça,
material, a imediata efetivação do comando aborde todos os aspectos de direito material e
constitucional (STF.ADPF nº45, decisão do Ministro processual pertinentes ao caso, dispense relatório e não
Celso de Mello). MÉRITO 2: Dano moral coletivo: - crie fatos novos.
conceito dano moral: lesão a direito da personalidade; -
art. 5º, V, da CF não limitou o dano moral à esfera - Resposta: 1- Apresentação (legibilidade, respeito às
individual; - direitos difusos, coletivos e individuais margens e indicação de parágrafos) e estrutura textual
homogêneos; - cabimento – STJ: 2ª Turma, (organização das ideias em texto estruturado) - 0,00 a
Resp.1367/RJ, julgado em 27/08/2013; - a associação 2,00 - 2 Desenvolvimento do tema - 2.1
não comprovou seu cabimento no caso concreto. Responsabilidade subjetiva do Estado 0,00 a 18,00 - 2.2
ápe asà à a ívelà ua doà oà fatoà t a sg esso à sejaà deà Comprovação do nexo de causalidade 0,00 a 15,00 - 2.3
razoável significância e desborde os limites da Análise da supressão de instância 0,00 a 10,00 - 2.4
tolerabilidade. Ele deve ser grave o suficiente para Pedidos 0,00 a 10,00
produzir verdadeiros sofrimentos intranquilidade social
Procuradoria Municipal - Concurso: PGM-Maceió (AL) -
e alterações relevantes na ordem extra patrimonial
Ano: 2012 - Banca: COMPEVE - Disciplina: Direito
oletiva à à “TJ,à ªà Tu a,à ág‘gà oà á‘Espà . /“P,à
Processual Civil - Assunto: Recursos - Em julho de 2009,
julgado em 23/04/2013)
o Município de Maceió publicou edital para provimento
Procuradoria Estadual - Concurso: PGDF - Ano: 2013 - de diversos cargos, dentreeles, foram ofertadas 2 (duas)
Banca: CESPE - Disciplina: Direito Processual Civil - vagas para o cargo de arquiteto, o qual exigia formação

86
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

superior no curso de arquitetura. O prazo de validade do - Resposta: Recurso cabível: Apelação - Endereçamento
concurso fixado no edital foi de 1 (um) ano, prorrogável da Apelação: interposição perante a 14ª Vara Cível da
por igual período. Realizado o certame, foram aprovados Capital Fazenda Municipal, com pedido de
10 (dez) candidatos, dentre eles Joana, que restou encaminhamento das razões ao TJ/AL - Data da
classificada na terceira colocação. Após regular Apelação: 10 de setembro de 2012 - Legitimado da
procedimento, o concurso foi homologado em 30 de Apelação: Município de Maceió- Assinatura: Procurador
janeiro de 2010. Em 5 de março de 2010, o Município de do Município - Ausência direito líquido e certo em
Maceió nomeou classificado em 1º lugar, o qual tomou decorrência da não comprovação de contratação
posse e continua em exercício até a presente data. precária. Ausência prova pré-constituída - Indevido
Posteriormente, o prazo de validade do concurso foi pagamento por danos morais - Não cabe pagamento de
prorrogado e, em classificado em 2ª lugar, o qual foi honorários em Mandado de Segurança – súmula 512
regularmente nomeado, mas optou por não tomar posse. STF - Impossibilidade sequestro de verbas públicas –
Durante todo o período, não houve contratação de artigo 100 da Constituição e ADI 1662 - Impossibilidade
terceirizados para o exercício da função de arquiteto. pagamento salários atrasados – MS não é sucedâneo de
Faltando uma semana para o término do prazo de ação de cobrança (artigo 14 § 4º Lei 12.016/09) e
validade do certame, a candidata Joana, aprovada em 3º enriquecimento sem causa.
lugar, impetrou mandado de segurança, na 14ª Vara
Cível da Capital, contra Fazenda Municipal, apontando Procuradoria Estadual - PGE-PA - Ano: 2015 - Banca:
como autoridade perante as autoridades coatora o UEPA - Disciplina: Direito Processual do Trabalho -
Prefeito Municipal e o Secretário de Administração do Competência - PEÇA PRÁTICA - Leia atentamente a
Município. Dentre outros argumentos, alegou que, após situação abaixo e a partir dela elabore Peça(s) Forense(s)
a desistência do segundo colocado em tomar posse, o para a solução da situação proposta. O Ministério Público
Município de Maceió havia efetuado contratação de do Trabalho ajuizou ação civil pública perante o juízo da
pessoal de forma precária para o exercício da função de 2º Vara do Trabalho de Belém (processo 1000000-98-
arquiteto. No pedido, a impetrante requereu a concessão 2015.5.08.0002.) contra o Estado do Pará ante os
da segurança para: 1) Ser nomeada e empossada no seguintes fatos: 1. Houve inquérito no qual restou
cargo para o qual foi aprovada no concurso público; 2) comprovado que havia concurso público vigente para o
Receber os valores relativos aos salários desde a data em cargo de professor estadual no qual foram ofertadas 40
que o segundo colocado no concurso foi nomeado e não (quarenta) vagas para preenchimento imediato e 60
tomou posse. 3) Indenização por danos morais e 4) (sessenta) vagas em cadastro de reserva. Com o
Honorários advocatícios. Prestadas as informações e encerramento do certame, as 40 vagas de
após regular tramitação do writ, a sentença concedeu a preenchimento imediato foram devidamente providas.
segurança, acolhendo todos os pedidos formulados na Por sua vez, foi formado cadastro de reserva com 60
petição inicial, determinando: a nomeação e posse participantes. 2. Após o provimento das 40 vagas, o
imediata da Joana; o pagamento de salários desde 10 de Estado do Pará contratou, sob a modalidade de
julho de 2011, tendo em vista a contratação de pessoal contratação temporária (art. 37, IX, Constituição
de forma precária para o exercício da função de Federal), servidores para exercer as mesmas atribuições
arquiteto, indenização por danos morais no valor de R$ de professor abrangidas pelo concurso então vigente; O
R$ 5.000,00 (cinco mil reais). Utilizando-se do poder MPT Já tinha prova da contratação de 20 (vinte) pessoas
geral de cautela, o juiz determinou ainda o bloqueio de nessas condições. Diante dos fatos acima, o MPT
verbas públicas para assegurar o pagamento dos salários requereu, na inicial, que o Estado do Pará fosse
atrasados e da verba indenizatória concedida. condenado a, liminarmente, abster-se de efetuar nova
Procuradoria do Município de Maceió foi intimada da contratação temporária de pessoal para o cargo de
sentença em 8 de agosto de 2012. Na qualidade de professor da rede estadual, sob pena de multa diária de
procurador do município e considerando que a sentença R$1.000,00, limitada a R$ 30.000,00; e no mérito, que
não possui qualquer vício de omissão, contradição ou fosse tornada definitiva a liminar, bem como fosse
obscuridade, apresente o instrumento recursal cabível substituído o pessoal temporário por nomeação de
no último dia do prazo previsto pela legislação. candidatos aprovados no cadastro de reserva do

87
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

concurso então vigente, no prazo máximo de 3 (três) temporários fundamentada no art. 37, IX da CRFB
meses. O juízo da 2ª Vara do Trabalho deferiu a liminar ocorre para exercício de função pública marcada pela
pleiteada pelo Ministério Público do Trabalho para transitoriedade e excepcionalidade, devidamente
determinar que o Estado do Pará se abstivesse de justificada pelo interesse público que não pressupõe a
contratar novos trabalhadores sem prévia aprovação em existência de cargos criados em lei. MS:
concurso público ou de seleção pública para exercer as Endereçamento. Presidente do TRT da 8ª Região. MS:
mesmas atribuições de professor da rede estadual, sob Cabimento: configuração de que se trata de decisão
pena de multa por trabalhador contratado de judicial irrecorrível de forma imediata na Justiça do
R$50.000,00 (cinquenta mil reais) a ser arcada pelo Trabalho. Súmula 214 do TST. Súmula 414 do TST. MS:
Estado do Pará e pelo Exmo. Secretário do Estado de liminar deferida por órgão judicial incompetente, uma
Educação, solidariamente. Na mesma decisão, o douto vez que a Justiça do Trabalho não tem competência
juízo determinou que o Estado fosse intimado da liminar para julgar a demanda (ADI 3395/DF). MS:
e notificado para comparecer à audiência inaugural demonstração de direito líquido e certo/reforma da
designada para trinta dias depois, oportunidade na qual decisão por teratologia-ilegalidade. MS: Atacar valor da
deverá apresentar a defesa pertinente, com as provas multa que está muito elevada. Multa ultra petita, o que
que entender necessárias. Você é o procurador a quem contraria sua natureza sancionatória, com respaldo nos
foi dirigida a distribuição da presente ação, com arts. 273, §3º c/c 461, §4º do CPC). Por ter natureza
despacho do Exmo. Procurador Geral do Estado com a coercitiva e não indenizatória, devem ser fixadas em
determinação de que não fosse manejada suspensão de valor proporcional à obrigação que se visa cumprir.
liminar no presente momento processual. Considerando Pedido de redução em face ao princípio da
o panorama fático e jurídico apresentado, elabore a(s) razoabilidade. MS: pedido de liminar inaudita altera
peça(s) processual(is) cabível(is), na condição de pars até o julgamento do mérito. RecConst: Cabimento.
Procurador do Estado, para a mais ampla defesa dos Garantir autoridade das decisões do STF. Rec Const: ADI
interesses do Estado do Pará. 3395 fixou entendimento de que todas as relações de
trabalho travadas na Administração Pública são de
- Resposta: Contestação: incompetência absoluta da natureza jurídico-administrativa, logo, restou excluída
Justiça do Trabalho para processar e julgar demandas qualquer interpretação que inclua tais relações na
referentes a contratações temporárias (ADI 3395 – competência da Justiça do Trabalho (art. 114 CRFB).
regime de contratação é sempre jurídico- Fazer referência ao processo em curso na Vara do
administrativo, o que não se insere na competência da Trabalho de Belém e argumentar que a liminar e a mera
Justiça do Trabalho – Art 114 CRFB). 4,0 Contestação: tramitação de tal demanda em Vara do Trabalho,
ilegitimidade do Ministério Público do Trabalho para ofende a autoridade da decisão contida na ADI
atuar no caso/incompetência do MPT em razão da 3395/DF.Rec Const: pedido de liminar na reclamação,
matéria (LC 75). Contestação: nulidade da decisão da até decisão do mérito da reclamação.
liminar por julgamento ultra petita ao aplicar multa em
valor acima do requerido pelo MPT. Contestação: Procuradoria Municipal - PGM-Salto de Pirapora-SP -
violação do princípio da separação dos poderes, uma Ano: 2015 - Banca: CONSESP - Direito Processual do
vez que ocorre interferência do Judiciário na atividade Trabalho - Execução - PEÇA JURÍDICA - Como advogado,
administrativa do Executivo. Contestação: você atua numa reclamação trabalhista representando o
argumentação de que os candidatos aprovados em reclamante que agora se tornou exequente. Uma das
cadastro de reserva somente tem expectativa de direito executadas apresentou um incidente de pré-
e não direito à nomeação, conforme jurisprudência executividade sob o argumento que foi trazido à
pacificada. Contestação: argumentação de que não há execução trabalhista como integrante do mesmo grupo
obrigação de substituição de mão de obra temporária econômico, porém, não integrou a lide na fase
pelos candidatos aprovados em cadastro de reserva instrutória. O Juiz, ao analisar o incidente de pré-
porque não ocorreu preterição de qualquer candidato, executividade, julgou-o procedente e excluiu a excipiente
uma vez que a Administração chamou todos os da execução. Isso pode trazer enormes prejuízos para o
aprovados dentro do número de vagas de servidores seu cliente, pois a referida empresa era a que possuía

88
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

melhor saúde financeira e patrimonial dentre as elaborar a Defesa (contestação) da Autarquia Estadual
executadas. Elabore o remédio jurídico que você entenda "X" (art. 847,848 e 769 da CLT e artigo 300 do CPC) com
ser possível apresentar para tentar reverter a situação. o seguinte ponto: 1- ENDERECAMENTO - A Defesa
devera ser endereçada para o Excelentíssimo Senhor
- Resposta: CORRETO ENDEREÇAMENTO: Ao Juiz do Doutor Juiz do Trabalho da Vara X do Trabalho de
Trabalho de 1º grau, lembrando que juiz do trabalho Cuiabá. 2. NUM ERACAO DO PROCESSO - A Defesa
tem jurisdição e não comarca. O endereçamento ideal devera conterá numeração do processo. 3.
seria: EXMO. SR. DR. JUIZ FEDERAL DO TRABALHO DA INTRODUÇÃO - ADefesa devera conter introdução com
JURISDIÇÃO DE.............. POLO ATIVO: O Reclamante, a qualificação completa da Autarquia Estadual X. 4.
ora Agravante. POLO PASSIVO: A excipiente, ora CONTEODO: A. Preliminar de incompetência Absoluta
Agravada. MEDIDA PROCESSUAL ADEQUADA: AGRAVO da Justiça do Trabalho. O candidato devera arguir a
DE PETIÇÃO - FUNDAMENTAÇÃO JURÍDICA: Art. 897 da incompetência absoluta da Justiça do Trabalho para
CLT (Está é a fundamentação jurídica mínima) processar e julgar a presente reclamação (art. 301 e 301
EXPOSIÇÃO REGULAR: Será observado o poder de II do CPC). De acordo com a Jurisprudência do Tribunal
concisão e objetividade. TERMINOLOGIA JURÍDICA: Na Superior do Trabalho decorrente do julgamento da
análise será observado a utilização dos termos corretos. Medida Cautelar na ADI 3.395-6/DF pelo Supremo
Ex.à ág ava te,à ág avada,à Ex ipie te,à Ex epta,à Juízoà aà TribunalFederal, a Justiça do Trabalho é incompetente
uo ,à adà ue ,à az esà deà ag avo,à o he i e to,à para apreciar demanda que envolva relação de cunho
provimento, etc., evidentemente dentro do texto de jurídico-administrativo originada de investidura em
cada peça. CONCLUSÃO LÓGICA: Será analisado o cargo efetivo ou em comissão. Segundo o Supremo
conteúdo do pedido. Em matéria de Agravo de Petição, Tribunal Federal o disposto no artigo 114 I da
analisada em segundo grau o ideal é requerer o Constituição Federal, introduzido pela Emenda
conhecimento e provimento, etc. Constitucional 45/04 não abrange as causas
instauradas entre o Poder Publico e o servidor que lhe
Procuradoria Estadual - Concurso: PGE-MS - Ano: 2012 -
seja vinculado per relação que ostentem natureza
Banca: FCC - Disciplina: Direito Processual do Trabalho -
tipicamente estatutária e ou caráter jurídico
Assunto: Contestação - Marcia exerce cargo em
administrativo. Dessa forma, tendo em vista o caráter
comissão no departamento jurídico da autarquia
jurídico-administrativo existente entre as partes, o
Estadual "X" ha oito anos, sendo que, nos Últimos seis
candidate devera requerer o reconhecimento da
anos exerceu a função de diretora do Departamento
incompetência absoluta da Justiça do Trabalho, bem
Jurídico, função esta em comissão. Não éfuncionaria
coma a remessa aos autos para a Justiça Comum
celetista,nem funcionaria publica efetiva. Inconformada
Estadual (art. 113 paragrafo segundo do CPC). B.
com o numero de horas que vem trabalhando, Marcia
Preliminar de Prescrição - Prejudicial de mérito.
ajuizou reclamação trabalhista em face da autarquia
Algumas verbas requeridas na exordial estão prescritas,
Estadual "X", no dia 18/10/2011, processo n2
de acordo com o art. 11 da CLT, art. 7 da CF e S6mula
12345678910, em tramite perante uma das Varas do
308 do TST. De acordo com o art.7g, inciso XXIX, "a", da
Trabalho de Cuiabá, requerendo o pagamento de três
Constituição Federal são direitos dos trabalhadores
horas extras diárias desde o inicio do exercício do cargo
urbanos e rurais, além de outros quo visem A melhoria
em comissão com base no artigo 58 da CLT. A audiência
de sua condição social: XXIX - ação, quanto aos créditos
UNA foi designada e a autarquia Estadual "X" foi citada
resultantes das relações de trabalho, com prazo
quanta aos termos da reclamação trabalhista, bem como
prescricional de cinco anos para os trabalhadores
foi notificada para comparecer nesta audiência, ocasião
urbanos e rurais, ate o limite de dais anos após a
em que apresentara a defesa cabível. Elabore a defesa
extinção do contrato de trabalho (Grifo nosso). E,
trabalhista que a autarquia Estadual "X" apresentara na
dispõe a Sumula142 308 do TST que "I. Respeitado o
referida audiência.
bienio subsequente a cessação contratual, a prescrição
da ação trabalhista concerne as pretensões
- Resposta: PEÇA PROCESSUALDIREITO DO TRABALHO E
imediatamente anteriores a cinco anos, contados da
PROCESSUAL DO TRABALHO - O candidate devera

89
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

data do ajuizamento da reclamação e, não, as 2013, João e Lucas, também agente público pertencente
anteriores ao quinquênio da data da extinção do à categoria A, ajuizaram, perante a vara de Salvador,
contrato, (ex-OJrP 204 - inserida em 08.11.2000). Dessa como litisconsortes ativos, nova ação trabalhista, no rito
forma, a candidato devera requerer o reconhecimento sumaríssimo, contra o estado da Bahia, pleiteando
da prescrição de verbas trabalhistas pleiteadas na equiparação salarial aos empregados da categoria C, na
exordial nos cinco anos anteriores a data do forma da legislação trabalhista. Na reclamação, alegaram
ajuizamento da reclamação, com a consequente não ter havido prescrição, em razão da permanência do
extinção do processo com resolução do mérito quanta vínculo jurídico com o respectivo ente da Federação,
as verbas prescritas de acordo com o artigo 269 IV do além de ter havido interrupção do prazo prescricional,
CPC. C- A inaplicabilidade do artigo 58 da CLT. O motivada pelo arquivamento da primeira ação.
candidato devera alegar que a Consolidação das Leis do Alegaram, ainda, que, sendo idênticas as funções
Trabalho não se aplica ao caso concreto uma vez que exercidas por eles e as exercida pelos empregados da
Marcia não era funcionaria publica celetista. Porem, em categoria C, deveria haver correspondência entre os
atenção ao principio da eventualidade, devera alegar salários de ambas as categorias. A partir dessas
que, o artigo 58 da Consolidação das Leis do Trabalho alegações, requereram declaração de equiparação
não se aplica ao caso concreto, em razão da relação de salarial e condenação do reclamado ao pagamento da
confiança existente entre as partes. Marcia exercia complementação salarial entre as categorias. Além disso,
cargo de direção e, sendo assim, estaria abrangida pelo requereram a aplicação, à categoria A, do quadro de
artigo 62 II da CLT. 5. PEDIDO - O candidato devera carreira da categoria C, sob o argumento de que o
requerer o acolhimento da preliminar de incompetência quadro de pessoal organizado da carreira A era inválido,
da Justiça do Trabalho com a consequente remessa aos uma vez que não havia sido homologado pelo Ministério
autos para a Justiça Comum Estadual, bem coma a do Trabalho e Emprego. Ao final, os autores pleitearam
acolhimento da preliminar da prescrição, com a que, havendo controvérsia sobre o montante das verbas
consequente extinção do processo com resolução do rescisórias, o estado da Bahia seria obrigado a pagar, à
mérito no tocante as verbas abrangidas pela prescrição. data do comparecimento à justiça do trabalho, a parte
Devera requerer, também, a total improcedência da incontroversa dessas verbas, sob pena de pagá-las
reclamação trabalhista, com a consequente condenação acrescidas de 50%. Requereram, ainda, condenação em
da reclamante nas custas e despesas processuais. 6. honorários advocatícios na base de 20%. Por fim, ao
PROVAS - O candidato devera requerer a produção de estipularem o valor da causa, pugnaram pela condenação
provas, em especial o depoimento pessoal da do reclamado ao pagamento do valor referente aos
reclamante sob pena de confissão. 7. ENCERRAMENTO - pleitos apresentados. A representação judicial do estado
A peca processual devera encerrar-se com a solicitação da Bahia recebeu a notificação inicial referente à
de deferimento, com o local, data e assinatura do reclamação em curso em 1.º de março de 2013 para
procurador (sem a real assinatura ou qualquer sinal que comparecimento à audiência no dia 15 de março de
identifique o candidato). 2013. Com base nessa situação hipotética, e na condição
de procurador do estado da Bahia responsável pela lide,
Procuradoria Estadual - Concurso: PGE-BA - Ano: 2014 - elabore a peça processual cabível a ser apresentada na
Banca: CESPE - Disciplina: Direito Processual do respectiva audiência inaugural, para tutelar direito de
Trabalho - Assunto: Processo e Procedimento - PEÇA seu representado. Aborde todos os aspectos processuais
PROCESSUAL - Em 1.º de dezembro de 2010, o estado da e materiais pertinentes ao caso. Dispense o relatório e
Bahia alterou o regime jurídico de agentes públicos da não crie fatos novos
categoria A, tendo o regime passado de celetista para
estatutário. Em face dessa alteração, em 1.º de janeiro - Resposta: Medida judicial cabível e juízo competente –
de 2012, João, agente público pertencente à categoria A, o candidato deve elaborar uma contestação trabalhista
ajuizou ação trabalhista contra o estado da Bahia, e direcioná-la para o(a) Excelentíssimo(a) Senhor(a)
pleiteando equiparação salarial aos empregados da Doutor(a) Juiz(a) do Trabalho da XXX Vara do Trabalho
categoria B. Essa ação foi arquivada, dada a ausência do de Salvador/BA. 2.2 – Preliminar de nulidade –
reclamante à audiência inaugural. Em 1.º de janeiro de notificação da fazenda pública – o candidato deve

90
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

apontar que entre o recebimento da notificação inicial e bienal total quanto aos dois autores, não há de se falar
a realização da audiência inaugural deverá decorrer o em prescrição parcial referente aos cinco anos
prazo mínimo de 5 dias (art. 841 da CLT), tempo anteriores à data do ajuizamento da ação, já que houve
necessário para que a parte demandada possa preparar extinção total de sua pretensão. 2.6 – Prejudicial de
sua defesa. Como o Decreto-lei nº 779/1969 prevê prazo prescrição II – o candidato deve registrar que, na justiça
em quádruplo para a fazenda pública, então o prazo laboral, o prazo para a extinção total da pretensão tem
deverá ser de 20 dias. Assim, o candidato deve alegar início a partir da extinção do contrato e, conforme
nulidade da citação e requerer designação de nova data entendimento do TST, consubstanciado em sua Súmula
para apresentação da defesa. 2.3 – Preliminar de ,à aà t a sfe iaà doà egi eà ju ídi oà deà eletistaà
inépcia – rito sumaríssimo – o candidato deve alegar para estatutário implica extinção do contrato de
preliminar de inépcia da inicial, pois, segundo a CLT, trabalho, fluindo o prazo da prescrição bienal a partir
estão excluídas do procedimento sumaríssimo as daà uda çaà deà egi e .à Dessaà fo a,à h à p es iç oà
demandas em que é parte a administração pública total para os dois empregados, porque, entre a
direta, autárquica e fundacional. Assim, deve pugnar mudança do regime (1º/1/2010) e o ajuizamento de sua
pela inépcia da inicial ou transmudação para o rito ação (1º/1/2013), passaram-se mais de 2 anos. Não há
ordinário. Isso porque, segundo o teor do art. 295 do que se falar, assim, em ausência de prescrição por
CPC, a petição inicial será indeferida quando o tipo de permanência de vínculo com o ente da federação, já que
procedimento, escolhido pelo autor, não corresponder à houve alteração do regime jurídico. 2.7 – Prejudicial de
natureza da causa, ou ao valor da ação; caso em que só prescrição III – o candidato deve ressaltar que não
não será indeferida se puder adaptar-se ao tipo de houve interrupção do prazo prescricional em benefício
procedimento. 2.4 – Preliminar inépcia – pedido de de João, pois os pedidos das duas ações foram
equiparação salarial sem indicação de paradigma diferentes. Como o pedido da 2ª ação foi diverso do
específico – pedido genérico – o candidato deve pedido da 1ª, não houve interrupção de prazo
explicitar que o exame do pedido de equiparação prescricional. Esse é o entendimento da Súmula 268 do
salarial formulado pelos reclamantes com T“T:à áà aç oà t a alhista,à ai daà ueà a uivada,à
fundamentona CLT depende da indicação de paradigma interrompe a prescrição somente em relação aos
para se aferir se houve ou não discriminação ilícita pedidosà id ti os .à ássi ,à ta à houveà p es iç oà
praticada pelo empregador. Sem a indicação de para João, uma vez que não houve interrupção do
paradigma que ostente as mesmas condições dos prazo.2.8 – Equiparação salarial – o candidato deve
autores e que usufrua de padrão salarial superior, (caso não seja acatada a preliminar de inépcia) apontar
torna-se inviável o exame da pretensão de equiparação os requisitos da equiparação salarial, quais sejam: a)
salarial, visto que o pedido em tais circunstâncias idênticas funções (trabalho de igual valor é o feito com
revela-se genérico, não correspondendo de forma lógica igual produtividade e com a mesma perfeição técnica,
aos fatos alegados, o que caracteriza a inépcia da entre pessoas cuja diferença de tempo de serviço não
petição inicial. Incidência dos artigos 286 e 295, inciso I, seja superior a 2 anos); b) prestado ao mesmo
do CPC. 2.5 – Prejudicial de prescrição I – o candidato empregador; c) na mesma localidade; d)
deve, inicialmente, afirmar que o prazo prescricional da contemporaneidade (empregado e paradigma devem
ação, quanto aos créditos resultantes das relações de ter exercício das mesmas atribuições na mesma época);
trabalho, é de cinco anos, até o limite de dois anos após e) inexistência de quadro de carreira (quando o
a extinção do contrato de trabalho. A súmula 308 do empregador tiver pessoal organizado em quadro de
TST interpreta esse dispositivo constitucional no carreira, hipótese em que as promoções deverão
segui teà se tido:à ‘espeitadoà oà i ioà su se ue teà à obedecer aos critérios de antiguidade e merecimento); e
cessação contratual, a prescrição da ação trabalhista f) os trabalhadores devem estar submetidos ao mesmo
concerne às pretensões imediatamente anteriores a regime jurídico. O candidato deve, ainda, afirmar que a
cinco anos, contados da data do ajuizamento da prova das alegações incumbe à parte que as fizer. Em
reclamação e, não, às anteriores ao quinquênio da data outras palavras, deve dizer que não se aplica o
daà exti ç oà doà o t ato .à ássi ,à have doà p es iç oà entendimento do TST (É do empregador o ônus da prova

91
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

do fato impeditivo, modificativo ou extintivo da simplesmente da sucumbência, devendo a parte estar


equiparação salarial), já que o estado apenas nega o assistida por sindicato da categoria profissional e
fato, devendo-se aplicar a CLT. Portanto, não comprovar a percepção de salário inferior ao dobro do
demonstrados os requisitos para a equiparação por salário mínimo ou encontrar-se em situação econômica
parte dos autores, deve o pleito ser julgado que não lhe permita demandar sem prejuízo do próprio
improcedente. 2.9 – Equiparação para empregados sustento ou da respectiva família. Como o patrocínio
públicos – o candidato deve defender a impossibilidade dos autores é privado, não há de se falar em honorários.
de equiparação entre empregados públicos. Deve citar o Portanto, deve ser julgado improcedente o pleito,
teor do artigo 37, II e XIII, da CF, que veda a vinculação segundo entendimento do TST . Ademais, o candidato
ou equiparação de quaisquer espécies remuneratórias deve ressaltar que, ainda que honorários fossem
para o efeito de remuneração de pessoal do serviço devidos, no caso concreto, deve o Juiz aplicar a
pú li o.àál àdisso,àsegu doàaàOJà ºà àdoàT“T,àoà a t.à equidade, conforme o teor do § 4º do art. 20 do CPC.
37, XIII, da CF veda a equiparação de qualquer natureza Súmulas TST: 382, 329, 308, 219, 268 e 6 do TST OJ TST:
para o efeito de remuneração do pessoal do serviço 382 e 297 TST N. AIRR - 161500-42.2001.5.17.0002);
público, sendo juridicamente impossível a aplicação da TRT-4 - RO 1221004119945040903 RS, 0122100-
norma infraconstitucional prevista no art. 461 da CLT 41.1994.5.04.0903; e TRT 16ª/Tribunal Pleno/RO
quando se pleiteia equiparação salarial entre servidores 0075900-21.2008.5.16.0007
públicos, independentemente de terem sido
o t atadosàpelaàCLT .àál àdisso,àdeveà ita àoàteo àdaà Procuradoria Municipal - PGM-Edeia/GO - Ano: 2015 -
(a aplicação da) Súmula 339 do STF (Não cabe ao Poder Banca: ITAME - Disciplina: Direito Tributário - Processo
Judiciário, que não tem função legislativa, aumentar Tributário - PEÇA PRÁTICA - Analise o seguinte caso
vencimentos de servidores públicos sob fundamento de hipotético: DATAMARKA - CONSULTORIA, PESQUISA,
isonomia). 2.10 – Quadro de pessoal organizado em TELEMARKETING LTDA. ajuizou ação declaratória de
carreira – o candidato deve defender que a exigência de inexistência de relação jurídico-tributária, em desfavor
homologação pelo MTE não se verifica quando do Município de Edeia, pessoa jurídica de direito público,
aprovado por ato administrativo da autoridade com endereço funcional na Avenida XXX, com a
competente das entidades de direito público da finalidade de afastar a cobrança do imposto sobre os
administração direta. Segundo a Súmula 6, I, do TST, serviços efetivamente realizados no município de Belo
para os fins previstos no § 2º do art. 461 da CLT, só é Horizonte/MG, sob a alegação de que está sofrendo
válido o quadro de pessoal organizado em carreira bitributação, uma vez que ambos os municípios vêm
quando homologado pelo MTE, excluindo-se dessa efetuando e creditando o tributo em seus benefícios. Na
exigência o quadro de carreira das entidades de direito petição inicial, afirma a autora que possui como
público da administração direta, autárquica e principais objetos sociais a prestação de serviços de
fundacional aprovado por ato administrativo da pesquisa de mercado e opinião pública, telemarketing e
autoridade competente. Portanto, não há de se falar atividade de cobrança e informações cadastrais. Relata
em nulidade do quadro de carreira. 2.11 – que, em 20 janeiro de 2010 foi contratada por tomadores
Inaplicabilidade do art. 467 da CLT - deve o candidato de serviços localizados no Município de Belo
alegar que, além de não haver matéria incontroversa a Horizonte/MG para implementar pesquisas de avaliação
título de equiparação (único pedido que possui efeitos de impacto de programas sociais (contratos de fls. 119-
financeiros), não há de se aplicar o teor do art. 467 da 154), serviços de tele atendimento, dentre outros, no
CLT, que dispõe sobre o pagamento de verbas período compreendido entre a data em que o contrato
incontroversas. Além disso, deve dizer que não se aplica foi firmado e o dia 20 de dezembro de 2015. Afirma que
tal regra aos estados, conforme dispõe a própria CLT. as pesquisas de opinião são realizadas, in loco, no
2.12 – Honorários advocatícios – o candidato deve domicílio dos tomadores, ou seja, em Belo Horizonte
mencionar que, na justiça do trabalho, a condenação ao ("face a face ou por telefone"). Aduz que vem sofrendo
pagamento de honorários advocatícios, nunca bitributação do ISS, pois, além de recolher o tributo ao
superiores a quinze por cento, não decorre pura e município de Belo Horizonte/MG, por ser a ele devido, já
que é o local em que o serviço efetivamente é prestado,

92
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

o Município de Edeia igualmente vem efetuando a em seu benefício. Pede, liminarmente, a suspensão da
retenção e recolhimento em seu benefício. Pede, exigibilidade do ISS pelo município de Edeia, uma vez
liminarmente, a suspensão da exigibilidade do ISS pelo que os serviços são efetivamente realizados nos
município de Edeia, uma vez que os serviços são estabelecimentos dos contratantes, situados em Belo
efetivamente realizados nos estabelecimentos dos Horizonte/MG e, no mérito, a declaração de
contratantes situados em Belo Horizonte/MG e, no inexistência da relação jurídico-tributária com o
mérito, a declaração de inexistência da relação jurídico- município de Edeia e a repetição (sob a modalidade
tributária com o município de Edeia e a repetição (sob a restituição ou compensação) dos valores indevidamente
modalidade restituição ou compensação) dos valores recolhidos a título de ISS a este município nos últimos 5
indevidamente recolhidos a título de ISS ao município de (cinco) anos. II - DO DIREITO: Inicialmente, imperioso
Edeia nos últimos 5 (cinco) anos. A liminar postulada foi ressaltar que, o Imposto sobre Serviços de Qualquer
indeferida e efetivada a citação do município de Edeia, Natureza - ISS, segundo a Constituição Federal de 1988
na pessoa do seu procurador. Diante do exposto, como (art. 156, III), insere-se na competência tributária dos
Procurador do Município de Edeia, elabore a peça municípios e, segundo a Lei Complementar n. 116/2003,
adequada. tem como hipótese de incidência, dentre outras, a
prestação de serviços de pesquisas e desenvolvimento
- Resposta: EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE de qualquer natureza, a exemplo dos serviços que
DIREITO DA VARA DA FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA foram contratados pelos tomadores localizados no
DE EDEIA - O Município de Edeia, pessoa jurídica de município de Belo Horizonte/MG. Assim, de acordo com
direito público, com endereço funcional na Avenida XXX, a legislação de regência, o ISS será devido no local do
por intermédio do Procurador Municipal abaixo estabelecimento do prestador do serviço, pois é nesse
subscrito, vem, perante Vª. Ex.ªª apresentar local que se verifica o fato gerador. No caso em tela, o
contestação à ação declaratória de inexistência de pleito declaratório de inexistência de relação jurídico-
relação jurídico-tributária, cumulada com repetição de tributária refere-se ao período contado a partir do dia
indébito proposta em seu desfavor por DATAMARKA - 10 de janeiro de 2010 que poderá perdurar até o final
CONSULTORIA, PESQUISA, TELEMARKETING LTDA., do contrato que está previsto para o dia 20 de
qualificada, pelos fatos e fundamentos jurídicos a seguir dezembro de 2015, ou seja, refere-se a fatos geradores
expostos: I - DOS FATOS: A requerente DATAMARKA - do ISS ocorridos na vigência da Lei Complementar n.
CONSULTORIA, PESQUISA, TELEMARKETING LTDA. alega 116, de 31 de julho de 2003. Destarte, constatado que a
que possui como principais objetos sociais a prestação requerente possui estabelecimento no Município de
de serviços de pesquisa de mercado e opinião pública, Edeia e que os serviços de pesquisa de mercado e
telemarketing e atividade de cobrança e informações opinião pública, telemarketing e atividade de cobrança
cadastrais. Relata que, em 20 janeiro de 2010 foi e informações cadastrais ora em apuração foram
contratada por tomadores de serviços localizados no prestados em outra municipalidade. Outrossim, o
Município de Belo Horizonte/MG para implementar serviço considera-se prestado e o imposto devido no
pesquisas de avaliação de impacto de programas sociais local do estabelecimento prestador ou, na falta do
(contratos de fls. 119-154), serviços de tele estabelecimento, no local do domicílio do prestador,
atendimento, dentre outros, no período compreendido exceto nas hipóteses previstas nos incisos I a XXII,
entre a data em que o contrato foi firmado e o dia 20 de quando o imposto será devido no local da prestação do
dezembro de 2015. Afirma que, esporadicamente, as serviço (art. 3º da Lei Complementar n. 116/2003),
pesquisas de opinião são realizadas, in loco, no hipóteses estas que não se enquadram ao caso em tela.
domicílio dos tomadores, ou seja, em Belo Nesse linear de ideias, considera-se estabelecimento
Horizonte/MG ("face a face ou por telefone"). Aduz que prestador o local onde o contribuinte desenvolva a
vem sofrendo bitributação do ISS, pois, além de recolher atividade de prestar serviços, de modo permanente ou
o tributo ao município de Belo Horizonte/MG, por ser a temporário, e que configure unidade econômica ou
ele devido, já que é o local em que o serviço profissional, sendo irrelevantes para caracterizá-lo as
efetivamente é prestado, o Município de Edeia denominações de sede, filial, agência, posto de
igualmente vem efetuando a retenção e recolhimento

93
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

atendimento, sucursal, escritório de representação ou pertinentes, ao disposto nos arts. 108, inciso VII, alínea
contato ou quaisquer outras que venham a ser e à / à oà a t.à -E do Anexo I do RICMS/PA, aprovado
utilizadas, consoante disposição expressa do art. 4º da pelo Decreto Estadual nº 4.676/2001. Na inicial,
Lei Complementar n. 116/2003. Ressalte-se que, ao esclarece que possui de fato débito inscrito em Dívida
contrário do que alega a empresa requerente, a Ativa, decorrente de outro AINF anteriormente lavrado e
prestação de serviço em municipalidade diversa que é objeto da ação de Execução Fiscal nº
daquela em que está estabelecida a prestadora de 2015.3.00.26002-9, em trâmite por esse mesmo Juízo.
serviço não desloca o fato gerador do tributo para a Ocorre que, para evitar as consequências jurídicas
localidade em que é realizado o serviço objeto de desfavoráveis dessa pendência, o autor, com alegado
tributação, razão pela qual o pedido de declaração de fundamento no precedente firmado no julgamento do
inexistência de relação jurídico-tributária não merece REsp nº 1.123.669/RS do STJ, 1 RECURSO ESPECIAL Nº
prosperar. Da mesma forma, no tocante ao pedido de 1.123.669 - RS (2009/0027989-6) RELATOR: MINISTRO
repetição de indébito, verificado que o tributo é devido LUIZ FUX - EMENTA - PROCESSUAL CIVIL E TRIBUTÁRIO.
ao município de Edeia, por ser neste a sede da empresa RECURSO ESPECIAL REPRESENTATIVO DE
requerente, não há que se falar em restituição ou CONTROVÉRSIA. ART. 543-C, DO CPC. AÇÃO CAUTELAR
compensação de valores, uma vez que a referida PARA ASSEGURAR A EXPEDIÇÃO DE CERTIDÃO POSITIVA
municipalidade utilizou-se do seu poder-dever de COM EFEITOS DE NEGATIVA. POSSIBILIDADE.
arrecadar o imposto que lhe era devido. Diante do INSUFICIÊNCIA DA CAUÇÃO. IMPOSSIBILIDADE. 1. O
exposto, requer a improcedência dos pedidos contribuinte pode, após o vencimento da sua obrigação e
formulados na exordial e a condenação da requerida ao antes da execução, garantir o juízo de forma antecipada,
pagamento dos ônus sucumbenciais e honorários para o fim de obter certidão positiva com efeito de
advocatícios. Pugna provar o alegado por todos os negativa. (Precedentes: EDcl no AgRg no REsp
meios em direito admitidos. Edeia, 21 de Junho de 2015. 1057365/RS, Rel. Ministro LUIZ FUX, PRIMEIRA TURMA,
ADVOGADO julgado em 04/08/2009, DJe 02/09/2009; EDcl nos EREsp
710.153/RS, Rel. Ministro HERMAN BENJAMIN, PRIMEIRA
Procuradoria Estadual - PGE-PA - Ano: 2015 - Banca: SEÇÃO, julgado em 23/09/2009, DJe 01/10/2009; REsp
UEPA - Disciplina: Direito Tributário - ICMS - PEÇA 1075360/RS, Rel. Ministro MAURO CAMPBELL
PRÁTICA - Leia atentamente a situação abaixo e a partir MARQUES, SEGUNDA TURMA, julgado em 04/06/2009,
dela elabore Peça(s) Forense(s) utilizando seus DJe 23/06/2009; AgRg no REsp 898.412/RS, Rel. Ministro
conhecimentos para a solução da situação proposta. HUMBERTO MARTINS, SEGUNDA TURMA, julgado em
NOVA ALIANÇA COMÉRCIO VAREJISTA S/A ajuizou, 18/12/2008, DJe 13/02/2009; REsp 870.566/RS, Rel.
perante a 3ª Vara de Execuções Fiscais da Comarca de Ministra DENISE ARRUDA, PRIMEIRA TURMA, julgado em
Belém, Ação Ordinária, pleiteando a anulação do AINF nº 18/12/2008, DJe 11/02/2009; REsp 746.789/BA, Rel.
0120145100005678-065, no valor de R$ 3.405.231,00 Ministro TEORI ALBINO ZAVASCKI, PRIMEIRA TURMA,
(três milhões quatrocentos e cinco mil, e duzentos e julgado em 18/11/2008, DJe 24/11/2008; EREsp
trinta e um reais), lavrado pelos Auditores Fiscais da 574107/PR, Relator Ministro JOÃO OTÁVIO DE NORONHA
SEFA/PA. Informa que explora atividade comercial de DJ 07.05.2007) - 2. Dispõe o artigo 206 do CTN que: "tem
varejo e foi surpreendida pela cobrança antecipada do os mesmos efeitos previstos no artigo anterior a certidão
diferencial de alíquota do ICMS na entrada em território de que conste a existência de créditos não vencidos, em
paraense de mercadorias não sujeitas a regime de curso de cobrança executiva em que tenha sido efetivada
responsabilidade por substituição tributária em operação a penhora, ou cuja exigibilidade esteja suspensa." A
interestadual de remessa vinda de São Paulo para seu caução oferecida pelo contribuinte, antes da propositura
estabelecimento matriz situado em Belém. Segundo da execução fiscal é equiparável à penhora antecipada e
consta do libelo fiscal, isso se deu pelo fato de estar o viabiliza a certidão pretendida, desde que prestada em
autor enquadrado na situação cadastral de ativo não valor suficiente à garantia do juízo. 3. É viável a
regular. Disso então resultou a lavratura do AINF antecipação dos efeitos que seriam obtidos com a
impugnado por meio da presente ação, cuja capitulação penhora no executivo fiscal, através de caução de
legal remete, além das normas constitucionais e legais eficácia semelhante. A percorrer-se entendimento

94
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

diverso, o contribuinte que contra submetido ao regime de R$ 51.802,64, sendo ofertados em garantia pela
do art. 543-C do CPC, ajuizou, antes da Execução Fiscal, autora chapas de MDF adquiridas para revenda, às quais
Ação Cautelar, de nº 2015.3.0006558-8, perante esse atribuiu o valor de R$ 72.893,00. Todavia, muito embora
mesmo Juízo, em cujos autos ofereceu garantia as alegações da parte autora sejam no sentido de que o
consubstanciada em fiança bancária tempestivamente valor do bem oferecido é superior ao crédito tributário,
apresentada sem oposição da Fazenda, tendo o Juízo da entendo que o bem oferecido como caução carece da
cautelar aceitado apenas como antecipação de penhora. idoneidade necessária para aceitação como garantia,
Diz que, estando garantido o Juízo da Execução Fiscal uma vez que se trata de bem de difícil alienação . 8.
pela fiança bancária idônea, nada justifica que Destarte, para infirmar os fundamentos do aresto
permaneça na situação cadastral de ativo não regular e, recorrido, é imprescindível o revolvimento de matéria
pois, sujeito à cobrança antecipada do diferencial de fático-probatória, o que resta defeso a esta Corte
alíquota do ICMS incidente sobre as suas operações Superior, em face do óbice erigido pela Súmula 07 do
interestaduais. Por fim, advoga que a antecipação do STJ. 9. Por idêntico fundamento, resta interditada, a este
pagamento do imposto não pode estar prevista em mero Tribunal Superior, a análise da questão de ordem
Decreto do Chefe do Poder Executivo, devendo ser suscitada pela recorrente, consoante infere-se do voto
veiculada por meio de lei em sentido formal, fruto da condutor do acórdão recorrido, litteris: "Prefacialmente,
atividade do Poder Legislativo. si tenha ajuizada ação de não merece prosperar a alegação da apelante de que é
execução fiscal ostenta condição mais favorável do que nula a sentença, porquanto não foi observada a relação
aquele contra o qual o Fisco não se voltou judicialmente de dependência com o processo de nº
ainda. 4. Deveras, não pode ser imputado ao 2007.71.00.007754-8. Sem razão a autora. Os objetos da
contribuinte solvente, isto é, aquele em condições de ação cautelar e da ação ordinária em questão são
oferecer bens suficientes à garantia da dívida, prejuízo diferentes. Na ação cautelar a demanda limita-se à
pela demora do Fisco em ajuizar a execução fiscal para a possibilidade ou não de oferecer bens em caução de
cobrança do débito tributário. Raciocínio inverso dívida tributária para fins de obtenção de CND, não se
implicaria em que o contribuinte que contra si tenha adentrando a discussão do débito em si, já que tal
ajuizada ação de execução fiscal ostenta condição mais desbordaria dos limites do procedimento cautelar.
favorável do que aquele contra o qual o Fisco ainda não Ademais, há que se observar que a sentença
se voltou judicialmente. 5. Mutatis mutandis o corretamente julgou extinto o presente feito, sem
mecanismo assemelha-se ao previsto no revogado art. julgamento de mérito, em relação ao pedido que
570 do CPC, por força do qual era lícito ao devedor iniciar ultrapassou os limites objetivos de conhecimento da
a execução. Isso porque as obrigações, como vínculos causa próprios do procedimento cautelar." 10. Recurso
pessoais, nasceram para serem extintas pelo Especial parcialmente conhecido e, nesta parte,
cumprimento, diferentemente dos direitos reais que desprovido. Acórdão submetido ao regime do art. 543-C
visam à perpetuação da situação jurídica nele edificadas. do CPC e da Resolução STJ 08/2008. (1ª Seção - DJe:
6. Outrossim, instigada a Fazenda pela caução oferecida, 01/02/2010)- Com base nessa linha argumentativa,
pode ela iniciar a execução, convertendo- se a garantia requer seja concedida medida liminar inaudita altera
prestada por iniciativa do contribuinte na famigerada pars em sede de antecipação de tutela para decretar a
penhora que autoriza a expedição da certidão. 7. In casu, suspensão da exigibilidade do crédito tributário
verifica-se que a cautelar restou extinta sem resolução referente a esse AINF até o trânsito em julgado da
de mérito, impedindo a expedição do documento de decisão definitiva e determinar à Secretaria de Estado da
regularidade fiscal, não por haver controvérsia relativa à Fazenda do Pará que altere o status do autor para ativo
possibilidade de garantia do juízo de forma antecipada, regular. No mérito, requer a confirmação da liminar e a
mas em virtude da insuficiência dos bens oferecidos em procedência da ação para decretar a anulação do AINF
caução, consoante dessume-se da seguinte passagem do impugnado. Analisando o pedido de urgência, o d. Juízo
voto condutor do aresto recorrido, in verbis: "No caso competente de Execuções Fiscais da Comarca de Belém
dos autos, por intermédio da análise dos documentos deferiu a liminar integralmente, afirmando apenas que
acostados, depreende-se que os débitos a impedir a estão presentes os requisitos do art. 273 do CPC. Por
certidão de regularidade fiscal perfazem um montante ofício, a Secretaria de Estado da Fazenda (SEFA/PA)

95
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

informou que o autor se acha enquadrado na situação do Secretário da Fazenda da Pará), não bastando a
cadastral de ativo não regular tendo em vista a existência mera referência aos dispositivos legais. Contestação:
de débito de ICMS vencido e pendente, objeto de ação destacar que a garantia do crédito tributário por meio
de execução fiscal, garantida por meio de fiança bancária de fiança bancária não tem aptidão de suspender a sua
apresentada em ação cautelar. Acostou planilha exigibilidade (Art. 151 do CTN - rol taxativo; Recurso
demonstrativa de débitos do CNPJ do autor. Diz, ainda, a Especial Repetitivo 1.156.668/ DF), não se equiparando
Secretaria que a autuação encontra respaldo, além das ao depósito do seu valor integral em espécie (Súmula
disposições acima mencionadas, na IN nº 13/05 do 112/STJ);) e, por isso, não autoriza a alteração do status
Secretário da Fazenda (íntegra reproduzida ao final). de ativo não regular. Contestação: defesa do Decreto
Conclui informando que outros 1257 contribuintes como meio idôneo de regulamentação do regime de
possuem liminares com esse mesmo teor, o que vem antecipação, dispensando a previsão em lei, eis que não
gerando uma vertiginosa queda na arrecadação do ICMS, altera os elementos essenciais do imposto, modificando
da ordem de aproximadamente R$ 40.000.000,00 apenas o prazo para o seu pagamento (art. 146 da CF
(quarenta milhões de reais) só nesse segmento, o que, 1988 e art. 97 do CTN). Agravo de Instrumento:
aliado a outros fatores, vem obrigando o Estado do Pará demonstração do cabimento na modalidade
a contrair empréstimos no mercado para financiar a instrumento (art. 522, caput do CPC) Agravo de
execução de projetos que seriam, em boa parte, Instrumento: nulidade da decisão por falta de
custeados com recursos da arrecadação própria, fundamentação. (Art. 93, IX da CF 1988, art. 273, §1o.
conforme documentos anexados ao Ofício. O Estado do do CPC). Agravo de Instrumento: ausência dos requisitos
Pará foi citado, na pessoa do Exmo. Sr. Procurador-Geral do art. 273 do CPC (inexistência de verossimilhança das
do Estado e intimado dos termos da decisão concessiva alegações, demonstrando a legalidade da autuação
da liminar. Mandado recolhido e juntado aos autos em fiscal e a inaptidão da fiança bancária como causa da
22.09.15, prazo(s) legal(is) em curso. Considerando o suspensão da exigibilidade do crédito tributário). 4,0
panorama fático e jurídico apresentado, elabore a(s) Agravo de Instrumento: formular pedido fundamentado
peça(s) processual(is) cabível(is), na condição de de atribuição de efeito suspensivo ao recurso,
Procurador do Estado, para a mais ampla defesa dos demonstrando a predominância do periculum in mora
interesses do Estado do Pará. Se o candidato entender inverso (art. 527, III c/c art. 558 do CPC) e formular
pelo cabimento de mais de uma peça forense, e em pedido de reforma da decisão. Suspensão de
razão disso tiver que repetir argumento(s) apresentados segurança/liminar/tutela antecipada: endereçamento
em outra, pode apenas reiterar a argumentação anterior, correto (art. 4º da Lei nº 8.437/1992) Suspensão de
remetendo à peça previamente elaborada, observando, segurança/liminar/tutela antecipada: justificativa
contudo, as peculiaridades próprias de cada uma delas. fundamentada do cabimento (art. 4º da Lei nº
Boa Prova! - LEGISLAÇÃO - 8.437/1992; Lei nº 9.494/1997). Suspensão de
http://www.sefa.pa.gov.br/legislacao/interna/instrucao_ segurança/liminar/tutela antecipada: demonstração
normativa/in2005_00013.pdf fundamentada da grave lesão à ordem e à economia
públicas no caso concreto, fazendo a necessária
- Resposta: A não apresentação de Contestação levou à distinção, utilizando os dados oferecidos na questão.
eliminação do candidato. A não apresentação da Suspensão de segurança/liminar/tutela antecipada:
petição noticiando ao juízo da interposição do Agravo formular pedido para que a suspensão vigore até o
de Instrumento, na forma do art. 526 do CPC, ocasionou transito em julgado da decisão final; pedido de
a perda total da pontuação atribuída ao recurso. extensão da suspensão às liminares idênticas e
Contestação: discorrer de forma fundamentada sobre a supervenientes. Noticia do Agravo de Instrumento (art.
legalidade da cobrança antecipada do diferencial de 526/CPC): fazer referencia aos documentos que
alíquota do ICMS do contribuinte enquadrado na instruíram o recurso (cópia da petição do AI com
situação de ativo não regular (art. 108, inciso VII, alínea comprovante de interposição). Noticia do Agravo de
e à / àoàa t.à -E do ANEXO I do RICMS/PA, Art. 62 da Instrumento (art. 526/CPC): formular pedido de
Lei Estadual nº 5.530/89; Inteligência do art. 1º, inciso reconsideração da decisão agravada.
II,àalí eaà a à / àoàa t.à º,ài isoàI,àa osàdaàINà ºà / à

96
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

de impacto de programas sociais (contratos de fls. 119-


154), serviços de tele atendimento, dentre outros, no
Procuradoria Legislativa - Assembleia Legislativa de período compreendido entre a data em que o contrato
Goiás - Ano: 2015 - Banca: UFG - Direito Tributário - foi firmado e o dia 20 de dezembro de 2015. Afirma que
Crédito Tributário - PEÇA PRÁTICA - Em 30 de março de as pesquisas de opinião são realizadas, in loco, no
2015, João Carlos Ferreira foi regularmente notificado do domicílio dos tomadores, ou seja, em Belo Horizonte
lançamento relativo a crédito tributário de Imposto de ("face a face ou por telefone"). Aduz que vem sofrendo
Renda Pessoa Física, referente ao ano calendário de bitributação do ISS, pois, além de recolher o tributo ao
2002. Segundo consta do Auto de Infração sem data, ao município de Belo Horizonte/MG, por ser a ele devido,
assinado pelo auditor fiscal Prudêncio de Oliveira, o já que é o local em que o serviço efetivamente é
referido contribuinte, ao efetuar a Declaração de prestado, o Município de Edeia igualmente vem
Rendimentos de 2003, ano base 2002, não computou efetuando a retenção e recolhimento em seu benefício.
como rendimento tributável a quantia de R$ 30.000,00, Pede, liminarmente, a suspensão da exigibilidade do ISS
recebida, a título de indenização por acidente de pelo município de Edeia, uma vez que os serviços são
trabalho da Empresa São Paulo Construção Civil S. A., de efetivamente realizados nos estabelecimentos dos
tal forma que o Auto de Infração agora cobra o imposto contratantes situados em Belo Horizonte/MG e, no
relativo a estes rendimentos, com as devidas multas e mérito, a declaração de inexistência da relação jurídico-
atualizações. Como advogado de João Carlos Ferreira, tributária com o município de Edeia e a repetição (sob a
elabore medida judicial apropriada para defender os modalidade restituição ou compensação) dos valores
interesses do contribuinte. 10 pontos) indevidamente recolhidos a título de ISS ao município de
Edeia nos últimos 5 (cinco) anos. A liminar postulada foi
- Resposta: Ação de anulatória de débito fiscal art. 38
indeferida e efetivada a citação do município de Edeia,
da Lei n.6.830/80, artigos 273 e 282 e seguintes, do
na pessoa do seu procurador.
Código de Processo Civil e art. 151, V, do Código
Tributário Nacional. A ação fiscal deve conter, dentre – Resposta: EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE
outros, a data de assinatura do fiscal, conforme Decreto DIREITO DA VARA DA FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA
n.70.235/72, artigo 10. (10 pontos) DE EDEIA - O Município de Edeia, pessoa jurídica de
direito público, com endereço funcional na Avenida XXX,
Procuradoria Legislativa - Câmara de Edeia-GO - Ano:
por intermédio do Procurador Municipal abaixo
2015 - Banca: ITAME - Direito Tributário - Repetição de
subscrito, vem, perante Vª. Ex.ªª apresentar
Indébito - PEÇA PRÁTICA - Analise o seguinte caso
contestação à ação declaratória de inexistência de
hipotético: DATAMARKA - CONSULTORIA, PESQUISA,
relação jurídico-tributária, cumulada com repetição de
TELEMARKETING LTDA ajuizou ação declaratória de
indébito, proposta em seu desfavor por DATAMARKA -
inexistência de relação jurídico-tributária, em desfavor
CONSULTORIA, PESQUISA, TELEMARKETING LTDA.,
do Município de Edeia, pessoa jurídica de direito público,
qualificada, pelos fatos e fundamentos jurídicos a seguir
com endereço funcional na Avenida XXX, com a
expostos:I - Dos Fatos: A requerente DATAMARKA -
finalidade de afastar a cobrança do imposto sobre os
CONSULTORIA, PESQUISA, TELEMARKETING LTDA. alega
serviços efetivamente realizados no município de Belo
que possui como principais objetos sociais a prestação
Horizonte/MG, sob a alegação de que está sofrendo
de serviços de pesquisa de mercado e opinião pública,
bitributação, uma vez que ambos os municípios vêm
telemarketing e atividade de cobrança e informações
efetuando e creditando o tributo em seus benefícios. Na
cadastrais. Relata que, em 20 janeiro de 2010 foi
petição inicial, afirma a autora que possui como
contratada por tomadores de serviços localizados no
principais objetos sociais a prestação de serviços de
Município de Belo Horizonte/MG para implementar
pesquisa de mercado e opinião pública, telemarketing e
pesquisas de avaliação de impacto de programas sociais
atividade de cobrança e informações cadastrais. Relata
(contratos de fls. 119-154), serviços de tele
que, em 20 janeiro de 2010 foi contratada por tomadores
atendimento, dentre outros, no período compreendido
de serviços localizados no Município de Belo
entre a data em que o contrato foi firmado e o dia 20 de
Horizonte/MG para implementar pesquisas de avaliação
dezembro de 2015. Afirma que, esporadicamente, as

97
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

pesquisas de opinião são realizadas, in loco, no serviço (art. 3º da Lei Complementar n. 116/2003),
domicílio dos tomadores, ou seja, em Belo hipóteses estas que não se enquadram ao caso em tela.
Horizonte/MG ("face a face ou por telefone"). Aduz que Nesse linear de ideias, considera-se estabelecimento
vem sofrendo bitributação do ISS, pois, além de recolher prestador o local onde o contribuinte desenvolva a
o tributo ao município de Belo Horizonte/MG, por ser a atividade de prestar serviços, de modo permanente ou
ele devido, já que é o local em que o serviço temporário, e que configure unidade econômica ou
efetivamente é prestado, o Município de Edeia profissional, sendo irrelevantes para caracterizá-lo as
igualmente vem efetuando a retenção e recolhimento denominações de sede, filial, agência, posto de
em seu benefício. Pede, liminarmente, a suspensão da atendimento, sucursal, escritório de representação ou
exigibilidade do ISS pelo município de Edeia, uma vez contato ou quaisquer outras que venham a ser
que os serviços são efetivamente realizados nos utilizadas, consoante disposição expressa do art. 4º da
estabelecimentos dos contratantes, situados em Belo Lei Complementar n. 116/2003. Ressalte-se que, ao
Horizonte/MG e, no mérito, a declaração de contrário do que alega a empresa requerente, a
inexistência da relação jurídico-tributária com o prestação de serviço em municipalidade diversa
município de Edeia e a repetição (sob a modalidade daquela em que está estabelecida a prestadora de
restituição ou compensação) dos valores indevidamente serviço não desloca o fato gerador do tributo para a
recolhidos a título de ISS a este município nos últimos 5 localidade em que é realizado o serviço objeto de
(cinco) anos. II - Do direito: Inicialmente, imperioso tributação, razão pela qual o pedido de declaração de
ressaltar que, o Imposto sobre Serviços de Qualquer inexistência de relação jurídico-tributária não merece
Natureza - ISS, segundo a Constituição Federal de 1988 prosperar. Da mesma forma, no tocante ao pedido de
(art. 156, III), insere-se na competência tributária dos repetição de indébito, verificado que o tributo é devido
municípios e, segundo a Lei Complementar n. 116/2003, ao município de Edeia, por ser neste a sede da empresa
tem como hipótese de incidência, dentre outras, a requerente, não há que se falar em restituição ou
prestação de serviços de pesquisas e desenvolvimento compensação de valores, uma vez que a referida
de qualquer natureza, a exemplo dos serviços que municipalidade utilizou-se do seu poder-dever de
foram contratados pelos tomadores localizados no arrecadar o imposto que lhe era devido. Diante do
município de Belo Horizonte/MG. Assim, de acordo com exposto, requer a improcedência dos pedidos
a legislação de regência, o ISS será devido no local do formulados na exordial e a condenação da requerida ao
estabelecimento do prestador do serviço, pois é nesse pagamento dos ônus sucumbenciais e honorários
local que se verifica o fato gerador. No caso em tela, o advocatícios. Pugna provar o alegado por todos os
pleito declaratório de inexistência de relação jurídico- meios em direito admitidos. Edeia, 21 de Junho de 2015.
tributária refere-se ao período contado a partir do dia ADVOGADO
10 de janeiro de 2010 que poderá perdurar até o final
do contrato que está previsto para o dia 20 de Procurador Estadual - Concurso: PGE-AC - Ano: 2012 -
dezembro de 2015, ou seja, refere-se a fatos geradores Banca: FMP - Disciplina: Direito Tributário - Assunto:
do ISS ocorridos na vigência da Lei Complementar n. ICMS - A empresa WWW Ltda., situada no Shopping
116, de 31 de julho de 2003. Destarte, constatado que a Center YYY, estabelecido em um dos Estados de nossa
requerente possui estabelecimento no Município de Federação, atua no comércio varejista de
Edeia e que os serviços de pesquisa de mercado e eletrodomésticos e efetua a maior parte de suas vendas
opinião pública, telemarketing e atividade de cobrança a prazo. O preço da mercadoria vendida, assim, é
e informações cadastrais ora em apuração foram acrescido de juros em razão do prazo conferido para o
prestados em outra municipalidade. Outrossim, o pagamento. A viabilização do parcelamento é feita com
serviço considera-se prestado e o imposto devido no recursos financeiros da própria empresa, sem a
local do estabelecimento prestador ou, na falta do interveniência de instituição financeira. No mês de maio
estabelecimento, no local do domicílio do prestador, de 2009, por ocasião do cálculo do ICMS (Imposto sobre
exceto nas hipóteses previstas nos incisos I a XXII, operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre
quando o imposto será devido no local da prestação do prestações de Serviços de transporte interestadual e
intermunicipal e de comunicação), ofereceu à tributação

98
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

apenas o preço à vista das mercadorias revendidas, dissertativa e de argumentação, o conhecimento do


deixando de inserir, na base de cálculo do referido vernáculo e a linguagem técnico-jurídica.
tributo, os juros percebidos em razão das vendas a prazo.
Em maio de 2010, foi aprovada a Lei Estadual nº 2222, Procuradoria Municipal - Concurso: PGM/Recife-PE -
que permitiu a requisição de informações aos shoppings Ano: 2014 - Banca: FCC - Disciplina: Direito Tributário -
acerca das vendas das lojas neles situadas. No mesmo Assunto: ISS - Diversos projetos de infraestrutura
ano, houve requisição de informações ao Shopping aeroportuária já foram concedidos à exploração da
Center YYY acerca do valor total das vendas feitas pela iniciativa privada de acordo com o regime da Lei no
empresa WWW Ltda. Com base nas informações 8.987/1995 (Lei de Concessões), por meio do qual a
recebidas, a fiscalização do ICMS constatou uma posse dos bens públicos é entregue, em virtude do
diferença a ser tributada de R$ 200.000,00, relativa aos contrato de concessão, para exploração e prestação do
juros que não haviam sido incluídos na base de cálculo serviço público pelo particular. Em 2012, logo após a
do ICMS. Por isso, lavrou auto de lançamento, iniciativa pioneira de concessão do Aeroporto de São
notificando a empresa WWW em 12/2010. Gonçalo do Amarante, foram realizados os leilões dos
Inconformada, a empresa WWW Ltda. ajuizou ação aeroportos de Brasília, Guarulhos e Campinas. No final de
anulatória de auto de lançamento, sustentando que (a) 2013, foram realizados os leilões dos aeroportos do Rio
os juros, por decorrerem de uma operação de crédito, de Janeiro (Galeão) e Belo Horizonte (Confins). Nos
não integram a base de cálculo do ICMS; (b) a Lei modelos de concessões já realizados, a INFRAERO é
Estadual nº 2222 não poderia ter sido aplicada para acionista da Concessionária de Serviços Públicos
alcançar fatos geradores pretéritos, pois tal conduta viola constituída para a exploração do serviço público
o princípio da irretroatividade tributária. Você é o o edido,à o à dive sosà di eitosà −à i lusiveà deà vetoà
Procurador do Estado. Elabore a contestação, rebatendo ua toà aà dete i adasà de is esà −à e à elaç oà aoà
ambos os fundamentos da petição inicial. acionista privado. Ambos são acionistas da
Concessionária de Serviços Públicos, que é a signatária
- Resposta: Concatenação lógico-jurídica da peça, do contrato de Concessão de Serviços Públicos. Existem
considerando: endereçamento, preâmbulo, síntese, estudos no âmbito da Secretaria da Aviação Civil (SAC)
fundamentação e pedido – até 20 pontos. Fundamentos para a concessão de outros aeroportos. Espera-se que o
da Defesa: Discorrer acerca da base de cálculo do ICMS, modelo de concessão seja substancialmente o mesmo
afirmando que juros incidem sobre o valor total da para os demais. No âmbito de determinada Prefeitura,
operação relativa à circulação de mercadorias, existem opiniões divergentes quanto aos prós e contras
indicando a base legal (art. 13, par. 1º,à II,à a ,à daà LCà de eventual concessão do Aeroporto Internacional
87/96) – até 20 pontos - Referir o entendimento do STJ – localizado em seu território. Por sua vez, a INFRAERO,
Súmula 395 ou, ainda, que houve a decisão do tema por meio de diversas ações judiciais, tem obtido êxito em
pelo rito dos recursos repetitivos (RESp 1106462) – até sua tese de que é beneficiária de imunidade tributária
20 pontos - Explicar que não se cogita da aplicação do “up e oàT i u alàFede alà−à“TF,àRe u soàExt ao di ioà
princípio da irretroatividade tributária porque não no 363.412AgR/BA, entre outros). A INFRAERO também
houve aumento ou instituição de tributo novo, já teve êxito perante o STF na defesa dessa tese de
incidindo, na espécie, o art. 144, par. 1º, do CTN – até imunidade no julgamento dos Recursos Extraordinários
20 pontos - Mencionar que o STJ decidiu acerca do no 577.511/PE e no 607.535/PE. Considerando o acima, o
tema, validando a aplicação retroativa de lei Prefeito Municipal deseja um parecer que analise,
instituidora de novos poderes de investigação ou fundamentadamente, em comparação com o status
processos de fiscalização, na hipótese em que discutia a atual, os efeitos de uma eventual futura concessão do
aplicação retroativa da LC 105/2001 ou da Lei 9.311/96 Aeroporto Internacional em seu Município, em relação
(com a redação dada pela Lei 10.714/2001), aos tributos da Municipalidade, relativamente à
queampliaram poderes de fiscalização/investigação- cobrança de: a. IPTU em relação ao terreno e edificações
até 20 pontos; Obs: na avaliação para atribuição da que constituem o sítio aeroportuário, a ser lançado
pontuação acima indicada foi considerada a capacidade contra o Concessionário de Serviços Públicos. b. ISSQN
sobre os serviços aeroportuários a serem prestados pelo

99
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

futuro operador aeroportuário nas linhas aéreas Procuradoria Municipal - Concurso: PGM - João Pessoa
domésticas e nas linhas aéreas internacionais. c. ISSQN (PB) - Ano: 2012 - Banca: FCC - Disciplina: Direito
sobre a locação das áreas comerciais no interior do Tributário - Assunto: ITBI - PEÇA PRÁTICA (Valor: 60
aeroporto. pontos). Ao ser apresentada a um Município partilha de
bens comuns decorrente de divórcio, foi verificadoo fato
- Resposta: IPTU em relação ao terreno e edificações gerador do ITBI relativamente a bens imóveis que
que constituem o sítio aeroportuário, a ser lançado ultrapassam a meação e que couberam à esposa, eis que
contra o Concessionário. A1. Reconhecimento da não a diferença de valores foi apurada levando-se em conta o
incidência após a Concessão especificadamente em valor venal dos imóveis partilhados, de acordo com a
relação à Concessionária. A2. Abordar o art. 150, p. 3, Planta Genérica de Valores do Município. Todavia, na
da CF/88 de forma adequada ao caso. A3. Abordar, de escritura pública de partilha de bens, os valores
forma adequada qualquer uma das seguintes questões: atribuídos a cada um dos bens partilhados entre os
(i) diferença entre imunidade e sujeição passiva, (ii) cônjuges correspondeu exatamente à meação. Diante
direito pessoal x direito real, (iii) bem fora do comércio, disso, inconformada com o valor do ITBI lançado pelo
(iv) animus domini, (v) artigos 32 a 34, CTN, (vi) Município, a contribuinte meeira ingressou com Ação
inaplicabilidade da imunidade à Concessionária. Declaratória de Inexistência de Obrigação Tributária,
Evidenciar que compreende que a jurisprudência alegando, em síntese: a) que não existe fato gerador do
específica quanto à Infraero não é aplicável ITBI na partilha efetivada, pois os bens comuns
automaticamente ao caso em análise. ISSQN sobre os partilhados foram divididos de forma igual, considerando
serviços aeroportuários a serem prestados pelo futuro os valores constantes da Escritura Pública da Partilha; b)
operador aeroportuário nas linhas aéreas domésticas e ainda que assim não fosse não existe a incidência de ITBI
nas linhas aéreas internacionais B1. Reconhecer que, em partilha de bens comuns. O Município foi
embora a Infraero seja reconhecida como imune, o devidamente citado. Considerando os fatos
serviço prestado pela Concessionária não é, havendo, apresentados, elabore, na qualidade de Procurador do
portanto, a cobrança do ISSQN. Não se trata de Município, a peça prática pertinente, com a defesa
imunidade. B2. Evidenciar que compreende que o artigo possível para a Fazenda Pública. A peça deverá ser
150, p.3, da CF/88 está fora do escopo, sendo protocolizada no último dia do prazo.
inaplicável à análise do caso. Não é a fundamentação
adequada. B3. Demonstrar compreensão de que o - Resposta: O candidato deverá elaborar, de forma
serviço, para ser tributado, deve estar previsto em Lista objetiva e concisa, uma Contestação, protocolizada em
de Serviços anexo à LC 116/03. B4. Identificar que há 31 de agosto de 2012 (prazo em quádruplo para
uma questão relativa à exportação de serviço, e/ou contestar). I. Em sua defesa, a Fazenda Pública
demonstrar conhecimento a respeito do tema como Municipal deverá alegar: 1. Em preliminar, a carência
tratado pela LC 116/03 (ainda que se referindo ao art. de ação, por falta de interesse de agir, já que a ação
156, p.3, CF/88). ISSQN sobre a locação das áreas proposta não é adequada, pois pretende-se a anulação
comerciais do interior do aeroporto C1. Mencionar que do crédito tributário com fundamento na inexistência
o ISSQN só pode ser cobrado sobre o que for de obrigação tributária. A só declaração de inexistência
considerado serviço (prestação de fazer) e/ou locação de obrigação não é suficiente para a anulação do
que não é considerada prestação de serviço. C.2 crédito tributário. Neste sentido, Nelson Nery Junior e
Evidenciar claramente que reconhece que o caso não se Rosa Maria de Andrade Nery (2006, p. 436) entendem
refere ao assunto imunidade ou isenção, e sim não ueà Existeà i te esseà p o essualà ua doà aà pa teà te à
incidência pura e não utilizar inadequadamente a necessidade de ir a juízo para alcançar a tutela
Súmula Vinculante 31, que trata de locação de bens pretendida e, ainda, quando essa tutela jurisdicional
móveis. C3. Fazer menção a que mesmo se fosse um pode trazer-lhe alguma utilidade do ponto de vista
serviço, para ser tributado, deveria estar previsto em prático. Verifica-se o interesse processual quando o
Lista de Serviços anexo à LC 116/03. direito tiver sido ameaçado ou efetivamente violado
(v.g., pelo inadimplemento da prestação e resistência
do réu à pretensão do autor). De outra parte, o autor

100
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

movendo a ação errada ou utilizando-se do impetrou, em 16 de outubro de 2012, Mandado de


procedimento incorreto, o provimento jurisdicional não Segurança com pedido de liminar perante o Tribunal de
lhe será útil, razão pela qual a inadequação Justiça do Estado do Pará, contra ato do Secretário de
procedimental acarreta a inexistência de interesse Fazenda do Estado do Pará, com o intuito de
p o essual .à áà aç oà ade uadaà oà à aà áç oà desconstituir os autos de infração e notificação fiscal de
Declaratória, já que o ITBI foi lançado. Deveria ter sido nº 002, de 03 de setembro de 2012, e de nº 001, de 02
proposta Ação Anulatória de Débito Fiscal. (valor: 10,0 de setembro de 2012. Tais autos de infração, lavrados
pontos) 2. No mérito, deve ser alegado que a base de por Auditores Fiscais de Receitas Estaduais, referem-se a
cálculo do ITBI é o valor venal do bem, conforme art. 38, crédito de ICMS, no valor total de R$ 5.000.000,00 (cinco
do CTN e não o valor indicado na Escritura Pública. milhões de reais), devido por substituição tributária na
Portanto, para fins de tributação, na apuração dos bens entrada, no Estado do Pará, de energia elétrica
comuns partilhados, para verificação quanto à proveniente de outras unidades da Federação, destinada
equânime divisão, deve ser considerado o valor venal a consumidor final. Em 17 de outubro de 2012, o
dos bens imóveis, já que este é a base de cálculo do ITBI. Desembargador Relator concedeu liminar inaudita altera
(valor: 15,0 pontos) - 3. Ainda no mérito deve ser pars para suspender a exigibilidade do crédito e para
alegado também que em partilha de bens comuns, só impedir que as autoridades fazendárias constituíssem
não haverá incidência de ITBI se os bens forem novos créditos referentes às operações de mesma
partilhados em partes iguais levando-se em conta o natureza até o julgamento final do mandamus. Nos
valor venal dos mesmos, na medida em que, neste caso, termos da inicial, a Impetrante, com sede no Estado de
não há transmissão de bens, que são de domínio de Minas Gerais, tem por atividade empresarial a
ambos os cônjuges e só estarão sendo individualizados. comercialização de energia elétrica, conforme
A partir do momento que existe diferença entre as autorização obtida junto a ANEEL (documentação
partes partilhadas haverá incidência de ITBI pelos bens juntada aos autos). As operações que originaram a
recebidos acima da meação. (valor: 15,0 pontos) - II. O autuação fiscal decorreram de contrato de compra e
pedido deverá ser: 1. extinção do processo sem venda, celebrado com a Paraense Petroquímica S.A.,
resolução do mérito, por carência de ação (falta de pa aà oà fo e i e toà deà à MWà diosà deà energia
interesse de agir) (valor: 4,0 pontos) 2. improcedência elétrica, gerados pela Usina Hidrelétrica Diadorim, em
do pedido (valor: 5,0 pontos) 3. condenação da autora Minas Gerais, multiplicados pelo número de horas de
nas despesas processuais e honorários advocatícios adaà sà oà pe íodoà deà / / 8à aà / / à
(valor: 2,0 pontos) 4. produção de provas (valor: 2,0 (conforme cópia do instrumento contratual juntada aos
pontos) III. Serão observados ainda: a competência autos). Esclareceu, ainda, também juntando
(valor: 2,0 pontos) a tempestividade (valor: 5,0 pontos) documentação pertinente, que a compradora, sediada
IV. Argumentos diversos de direito material, que fogem no Estado do Pará, dedica-se à industrialização de
dos fundamentos que dão suporte para a contestação polietilenos e polipropilenos direcionados a diferentes
serão observados, mas não serão computados, salvo se segmentos da indústria de transformação do plástico. A
caracterizarem erro grosseiro, podendo ser realizado Impetrante foi notificada nas respectivas datas dos
desconto na pontuação atribuída. V. Serão analisados lançamentos, tendo transcorrido, in albis, os prazos para
todos os aspectos processuais indispensáveis à impugnação na instância administrativa. A partir dessa
elaboração de uma contestação, cabendo desconto na narrativa, a Impetrante alegou a inconstitucionalidade da
pontuação atribuída em caso de erro grosseiro. exação do fisco paraense, invocando o disposto no Art.
Também será observada a clareza e organização do ,à § º,à X,à à da Constituição de 1988. Também
raciocínio desenvolvido na confecção da peça. Os erros sustentou a ilegalidade dos lançamentos, afirmando que
gramaticais poderão sofrer desconto de até 0,1 ponto a energia elétrica comercializada destinava-se à
(um décimo de ponto) por erro. utilização pela adquirente como insumo no seu processo
fabril, com alegada fundamentação no Art. 2º, §1º, inciso
Procuradoria Estadual - Concurso: PGE-PA - Ano: 2012 - III e do Art. 3º, inciso III da Lei Complementar nº
Banca: PGE-PA - Disciplina: Direito Tributário - Assunto: 87/1996; e do Art. 1º, §1º, inciso III e do Art. 2º, inciso XII
Lançamento Tributário - 1) RIO SAGARANA S/A da Lei Estadual nº 5.530/1989. O Secretário de Estado da

101
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

Fazenda foi notificado, em 19 de outubro de 2012, da Federação resolveu conceder beneficio fiscal de redução
concessão da liminar e a prestar informações no prazo da base de calculo do ICMS ( Imposto sobre operações
legal. Na mesma data, foi dada ciência ao Procurador relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações
Geral do Estado do Pará para, querendo, apresentar de serviços de transporte interestadual e intermunicipal
manifestação. 1.a) Levando em conta a data de hoje, e de comunicação) de 20% nas saídas das aludidas
para contagem dos prazos processuais, na condição de mercadorias dentro de seu território, com vista a tornar
Procurador do Estado, elabore a(s) peça(s) processual(is) mais cessível o preço dos mencionados produtos ao
cabível(is), no âmbito de competência do Poder consumidor final. Para tanto, o mencionado ente público
Judiciário Estadual, para a ampla defesa dos interesses promoveu aprovação de convênio no âmbito do CONFAZ
do Estado do Pará. Se, acaso, alguma peça repetir ( Conselho Nacional de Política Fazendária) no qual, além
argumento(s) apresentados em outra, apenas reitere a da previsão da redução da base de cálculo, ficou
argumentação anterior, remetendo à peça previamente estabelecida a necessidade de a necessidade de as
elaborada. empresas estornarem, proporcionalmente à redução da
base de cálculo, o credito fiscal relativo à entrada de
- Resposta: PEÇAS CABÍVEIS: INFORMAÇÕES DA mercadorias cuja saída posterior estivesse ao abrigo do
AUTORIDADE COATORA, AGRAVO PARA O TJE/PA (ART. referido beneficio fiscal. Vale dizer: se a mercadoria
16, p.u, DA LEI Nº 12016/2009) E PETIÇÃO DE adquirida saísse do estabelecimento ao abrigo da
INGRESSO/MANIFESTAÇÃO DO ESTADO DO PARÁ: 1 redução da base de cálculo de 20%, o crédito fiscal pela
Endereçamento e elaboração tecnicamente correta de entrada deveria ser reduzido no mesmo percentual. A
ofício com informações do Secretário da Fazenda. 2 empresa COF Distribuidora de Alimentos Ltda.,durante
Endereçamento e elaboração tecnicamente correta de certo tempo, procedeu conforme a legislação tributaria,
petição de ingresso do Estado na lide (Art. 7º, II da Lei efetuando o estorno proporcional dos créditos pelo
12.016/2009). 3 Endereçamento e elaboração período de 2002 a 2012. Depois, em 20/1/2013, houve
tecnicamente correta de recurso de agravo às Câmaras por bem impetrar mandado de segurança para obter o
Cíveis Reunidas do TJE-PA (Art. 16, Parágrafo Único da direito de aproveitar integralmente os créditos
Lei 12.016/2009) 4 Correta exposição do quadro fático. decorrentes das entradas de mercadorias cuja saída
5 Correta exposição da preliminar de ilegitimidade ocorresse com redução de base de cálculo. Sustentou
passiva, afastando a teoria da encapação. 6 Correta que a exigência proporcional do crédito do ICMS
exposição da preliminar de incompetência absoluta do afrontava o princípio da não cumulatividade, que
Tribunal 7 Argumentação quanto à aplicação do Art. permite o aproveitamento de crédito na entrada de
à § º,à X,à à daà CFà à eà aà i id iaà doà ICM“-ST mercadorias, salvo se a saída for promovida ao abrigo de
somente com relação às operações no Estado de destino isenção. Afirmou, ainda, que, em razão do estorno
(Art. 9º, II e §2º da Lei Complementar 87/96; Art.39, proporcional que procedeu no passado, lançou na sua
§12º, II da Lei Estadual 5.530/89). 8 Argumentação conta corrente fiscal, em 10/1/2013, crédito do ICMS
quanto à natureza do estabelecimento adquirente de correspondente aos valores não apropriados nos últimos
consumidor final de energia elétrica (não industrializa dez anos. Pediu, assim, a concessão da segurança para
energia elétrica, mas a aplica no ciclo de produção de declaração do direito de aproveitar na integra os créditos
outra mercadoria); interpretação diversa dos fiscais relativos a mercadorias cuja saída ocorra com o
dispositivos legais citados pela Impetrante. 9 Correta beneficio da base de cálculo reduzida, bem como a
exposição do pedido em cada peça. homologação do lançamento que fez na sua conta
corrente fiscal dos créditos fiscais não aproveitados em
Procuradoria Estadual - Concurso: PGE-AC - Ano: 2014 -
razão do estorno proporcional que efetuou nos últimos
Banca: FMP - Disciplina: Direito Tributário - Assunto:
dez anos, impedindo-se a Fazenda Pública de glosar tais
Processo Tributário - PEÇA PROCESSUAL - A empresa
créditos. A sentença foi proferida nos seguintes termos:
COF Distribuidora de Alimentos Ltda. tem como objetivo
COF Distribuidora de Alimentos Ltda., devidamente
social o comércio de alimentos essenciais, tais como:
qualificada na inicial, impetrou Mandado de Segurança
arroz, feijão, farinha de trigo, farinha de mandioca,
sustentando que a exigência do estorno proporcional dos
massas alimentícias, etc. determinado Estado da
créditos do ICMS pela entrada de mercadorias cuja saída

102
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

posterior ocorre com redução da base de cálculo ofende Advogado - DAE-Bauru - Ano: 2015 - Banca: CONSESP -
ao principio da não cumulatividade. Postulou a Disciplina: Direito Urbanístico - Plano Diretor - PEÇA
declaração do direito de aproveitar integralmente os JURÍDICA - Você, em seu escritório de advocacia, recebe
créditos do ICMS relativos a mercadorias cuja saída um cidadão de nome Pedro Verdes Mares, residente na
posterior ocorra com redução da base de calculo no Praça do Abacate, nº 124, no distrito de Ponte Alta que
percentual de 20%. Pediu, ainda, a convalidação judicial pertence à comarca onde você tem seu escritório. Em
do credito que efetuou correspondente aos valores que sua comarca, que é Baurunópolis-SP, existem três varas,
estornou nos últimos dez anos, de moda a impedir sendo duas cumulativas cíveis e uma penal. Esse cidadão
lançamento tributário da Fazenda Pública. Notificada, a aparenta estar extremamente indignado em razão da
autoridade apontada como coatora prestou informações. Secretaria de Obras e Meio Ambiente da Prefeitura ter
O MP opinou pela denegação da segurança. É o breve cortado 40 árvores nativas de diversas espécies da Praça
relatório. Decido. Tenho que assiste razão à impetrante. na qual ele reside. Ao questionar o Secretário Municipal
A CF e a LC 87/96 asseguram direito de credito pela competente, este o informou que as árvores foram
entrada de mercadorias tributadas no estabelecimento, retiradas em razão do bairro necessitar de uma creche
comtemplando o principio da não cumulatividade. que será construída no local. Decorrido um ano do corte
Somente pode ser exigido o estorno dos créditos, das árvores, nenhuma obra foi iniciada e, novamente, o
quando as mercadorias saem ao abrigo da isenção. Não é senhor Pedro Verdes Mares, como cidadão preocupado
o caso, visto que as saídas são tributadas, porem com que é, requereu com base na lei de transparência todas
base de calculo reduzida. Como consequência, tem a as informações da obra, e descobriu que ela não foi
empresa o direito de lançar suas contas corrente fiscal o iniciada em razão da verba ter sido bloqueada, e mais;
valor relativo aos créditos fiscais que estornou nos descobriu ainda que o Plano Diretor do Município tratava
últimos dez anos, considerando a jurisprudência do STJ. aquele local como um bosque de preservação
Ante o exposto, concedo a segurança para (a) declarar o permanente. O senhor Pedro Verdes Mares entregou-lhe
direito de a empresa não estornar os créditos fiscais do todos os documentos pessoais necessários para provar
ICMS pela entrada de mercadorias cuja saída venha sua residência e sua condição regular de cidadão, além
ocorrer com redução da base de calculo; (b) convalidar o de todos os outros documentos que levantou, tais como
credito feito pela empresa correspondente aos valores Plano Diretor e as respostas recebidas da Secretaria de
que estornou no período de dez anos anteriores ao Obras e Meio Ambiente acompanhadas de fotografias do
ajuizamento desta ação mandamental, ordenando à local. Antes de se retirar, o senhor Pedro lhe deixou claro
autoridade apontada como coatora que não proceda a que não deseja nenhum benefício pessoal, pelo
qualquer lançamento tributário relativamente a tal contrário, está preocupado com a coletividade e com o
credito. Sentença sujeita a reexame necessário. Intimam- patrimônio público, que, em sua opinião, foi prejudicado.
se. Publique-se. Elabore o recurso de apelação. Após os acertos necessários, você, como advogado numa
atitudeà p o- o o ,àde ideàajud -lo. Desse modo, tome a
- Resposta: PEÇA PROCESSUAL: RECURSO DE APELAÇÃO medida judicial adequada.
– Forma da Peça – 0,15 – Conteúdo da Peça: Suscitar a
inviabilidade da utilização do Mandado de Segurança - Resposta: 1) CORRETO ENDEREÇAMENTO: Como o
para convalidar a compensação efeturada pelo texto não menciona a existência de vara específica o
contribuinte, invocando o entendimento do STJ – 2,0 – endereçamento deve ser para uma das vara cíveis. Deve
Sustentar não estar violado o princípio da não ser observada a formalidade: EXMO. SR. DR. JUIZ DE
cumulatividade porque, no entendimento do STF, a DIREITO DE UMA DAS VARAS CÍVEIS DA COMARCA DE
redução de base de cálculo equivale a uma isenção BAURUNÓPOLIS-SP ou ainda EXMO. SR. DR. JUIZ DE
parcial, razão pela qual é cabível o estorno proporcional DIREITO DA _____ VARA CÍVEL DE BAURUNÓPOLIS-SP,
– 4,5 – Arguir o prazo quinquenal para recuperação dos como é praxe. 2) CORRETO ADEQUADO POLO ATIVO E
créditos fiscais pretéritos, invocando o art. 168, do CTB PASSIVO: O polo ativo é o Sr. Pedro Verdes Mares, mas
e/ou art. 23, p. único, da LC 87/90 – 2,0. deve ser verificado se na sua qualificação consta o
número do título de eleitor em razão da natureza da
ação. Observe-seà ueà foià olo adaà aà palav aà idad o à

103
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

no texto várias vezes com a intenção de chamar a ao reforço da seguinte Dotação Orçamentária.
atenção do candidato para essa necessidade. O polo Suplementação - 06.000.00.000.0000.0.000. Secretaria
passivo adequado é o Município de Baurunópolis-SP e Municipal da Fazenda - 06.001.00.000.0000.0.000.
não a Prefeitura que é um ente despersonalizado. 3) Departamento Contábil Financeiro -
MEDIDA PROCESSUAL ADEQUADA: AÇÃO POPULAR 4) 06.001.04.123.0006.2.073. Pagamento de salários e
FUNDAMENTAÇÃO JURÍDICA: Estatuto da cidade, Lei encargo, estagiários e previsão de novas contratações.
10.257/2001, neste quesito quanto mais o candidato for Total da Suplementação: R$ 2.810,00 (dois mil e
específico citando artigos e incisos da lei sua pontuação oitocentos e dez reais) - Art. 2º Esta Lei entrará em vigor
deve subir, mas, a citação da lei 10.257/2001 é o na data de sua publicação. Edifício da Prefeitura
requisito mínimo. 5) EXPOSIÇÃO REGULAR – Na Municipal de Campina Grande do Sul, XX, de XXXXXXXX,
exposição regular, além de se verificar a clareza e de 2014. XXXXXXXXXXXXX- Prefeito Municipal
objetividade, deve ser observado se o candidato
registra que a paisagem urbana e o meio-ambiente - Resposta: PARECER JURÍDICO Nº. XXX/2014 - Campina
sadio também são patrimônios do município, pois este é Grande do Sul /PR XX de novembro de 2014. PARECER
o cerne principal. 6) TERMINOLOGIA JURÍDICA: É o uso JURÍDICO REFERENTE AO ANTEPROJETO DE LEI Nº
da linguagem jurídica, exemplo, Requerente, Requerido, XXX/2014 - Senhor Presidente, Trata-se de projeto de lei
Autor, Réu, Fatos, Direito, Pedido, Dano, Nexo Causal, de autoria do Chefe do Poder Executivo, que visa à
etc.. 7) GRAMÁTICA: Análise do domínio da língua abertura de crédito adicional especial no orçamento do
portuguesa. 8) CONCORDÂNCIA: Verificar a utilização Município de Campina Grande do Sul/PR para o
correta dos tempos verbais, do singular e plural e exercício de 2014. É o relatório, passo ao parecer
demais concordâncias. 9) CONCLUSÃO LÓGICA – Pelo estritamente jurídico. PARECER - A lei orçamentária
texto apresentado em que não há pretensão individual, anual, quando da sua aprovação, contém créditos
espera-se que o pedido seja de reparação do dano, ou orçamentários, também denominados créditos iniciais,
seja, que o Município seja obrigado a reflorestar a área, os quais estarão distribuídos nos programas de trabalho
ou, como penalidade, haja condenação em reflorestar que compõem o Orçamento Geral do Município. Ocorre
duas áreas, ou ainda uma condenação em dinheiro ao que muitas vezes a Lei Orçamentária Anual, também
Fundo Estadual do Meio Ambiente, cabendo inclusive denominada Lei de Meios, não prevê a realização de
pedidos sucessivos ou alternativos. determinados dispêndios ou não dispõe de recursos
suficientes para atendê-los no exato momento em que
Procuradoria Legislativa - Concurso: Câmara de deveriam ser efetuados. Para solucionar ambos os
Campina Grande do Sul-PR - Ano: 2014 - Banca: FAFIPA - casos, adota-se o mecanismo de créditos adicionais. São
Disciplina: Orçamento - Assunto: Créditos Adicionais - eles autorizações de despesas não computadas ou
PARECER - O Senhor Prefeito Municipal apresentou o insuficientemente dotadas na lei de orçamento. Em
Anteprojeto de Lei nº XXXX/2014 visando à abertura de outras palavras, os créditos adicionais são instrumentos
crédito adicional suplementar ao orçamento do deà ajustesà o ça e t ios,à se doà fu da e talà pa aà
Município de Campina Grande do Sul. Analise o oferecer flexibilidade e permitir a operacionalidade de
Anteprojeto de Lei nº XXXX/2014exposto, a seguir, e, ual ue àsiste aào ça e t io àeà ueàvisa àaàate de à
com base no disposto na Constituição Federal e na Lei as seguintes situações: corrigir falhas da LOA; mudança
4.320/1964, elabore um parecer sobre a legalidade e a de rumos das políticas públicas; variações de preço de
constitucionalidade do referido Anteprojeto de Lei. mercado de bens e serviços a serem adquiridos pelo
Prefeitura Municipal de Campina Grande do Sul - governo; e situações emergenciais imprevistas. De
Anteprojeto de Lei nº XXXX/2014 - Ementa: autoriza o acordo com a Lei nº. 4.320, de 17 de março de 1964, os
executivo municipal a abrir crédito adicional suplementar créditos adicionais classificam-
ao orçamento de 2014 e dá outras providências. Art. 1º
Fica autorizada no corrente exercício a Abertura de Espe iais,àosàdesti adosàaàdespesasàpa aàasà uaisà oà
Crédito Adicional Suplementar no Orçamento Geral do
Município de Campina Grande do Sul, no valor de R$ Ext ao di ios,à osà desti adosà aà despesasà u ge tes e
2.810,00 (dois mil e oitocentos e dez reais), destinados imprevistas, em caso de guerra, comoção intestina ou

104
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

ala idadeà pú li a .à Oà ditoà espe ialà o o eà ua doà requisitos exigidos pela LRF para a autorização da
não há previsão de dotação para a realização de despesa pretendida; [valor: 15,00 pontos] 4-
determinada despesa. Este instrumento viabiliza a possibilidade ou não de utilização da previsão do
criação de novo item de despesa, sendo autorizado por acréscimo de receita pelo maior empenho no combate à
lei específica e aberto por decreto do Poder Executivo. sonegação fiscal como recurso possível de ser utilizado
Ademais, a proposta em análise encontra-se em na cobertura da referida despesa pretendida.
conformidade com as normas estabelecidas pela Fundamente sua resposta. [valor: 15,00 pontos]
Constituição Federal (art. 167, V) e pela Lei Federal nº.
4.320/64. Um dos requisitos legais para a abertura de - Resposta: O candidato deverá elaborar, mediante
Crédito Adicional Especial é a existência de dotação análise da situação hipotética apresentada, um parecer
orçamentária no orçamento vigente que sustente as padrão, abordando, pelo menos, o abaixo descrito. A
despesas decorrentes da abertura do crédito adicional. despesa pretendida enquadra-se como despesa corrente
No entanto, o presente anteprojeto de lei não cumpre e, portanto, no caput do art. 17 da LRF, está prevista
esse requisito legal, não tendo indicado a existência de como despesa obrigatória e de caráter continuado,
dotação orçamentária no orçamento vigente que dado ter sido estabelecida por ato administrativo
sustente as despesas desse crédito adicional. Ante o normativo, sendo despesa corrente em função de se
exposto, entendo que o projeto não se encontra tratar de custeio para manutenção do patrimônio, cujas
revestido da condição de legalidade e obras deverão ser executadas por período superior a
constitucionalidade, pois não obedece aos ditames da dois exercícios financeiros, de acordo com o art. 17 da
Constituição da República, estando igualmente LRF. A despesa adequada se refere àquela que é objeto
inadequado à Lei de Responsabilidade Fiscal no que de dotação específica e suficiente na LOA, ou que esteja
tange às regras de finanças públicas. CONCLUSÃO - abrangida por crédito genérico, de forma que, somadas
Venho por meio desta, pelos fundamentos já elencados todas as despesas da mesma espécie, realizadas e a
neste Parecer Jurídico, opinar pela inconstitucionalidade realizar, previstas no programa de trabalho, não sejam
e ilegalidade da tramitação, sendo um parecer técnico, ultrapassados os limites estabelecidos para o exercício.
de cunho estritamente jurídico. Em relação à despesa compatível, deve-se observar o
XXXXXXXXXXXXXXXXXXX – Procurador Legislativo - previsto no PPA e na LDO, estando de acordo com as
OAB/XX xxxxxx suas diretrizes, objetivos, prioridades e metas. Para a
autorização da realização da respectiva despesa, será
Procuradoria Estadual - Concurso: PGE-BA - Ano: 2014 - necessário observar os dispositivos previstos no art. 17
Banca: CESPE - Disciplina: Orçamento - Assunto: Lei de da LRF, ou seja, o ato deverá estar acompanhado da
Responsabilidade Fiscal - O Poder Executivo pretende estimativa do impacto orçamentário-financeiro no
estabelecer, por ato administrativo normativo, a exercício em que deva entrar em vigor e nos dois
obrigação da realização de obras de conservação do subsequentes, bem como demonstrar a origem dos
patrimônio público local, cuja execução durará, recursos para seu custeio. Além disso, deverá
aproximadamente, três anos. Para tanto, a administração acompanhar o ato comprovação de que a despesa não
estabeleceu que os recursos a serem utilizados para afetará as metas de resultados fiscais previstas no
cobrir os custos e compensar financeiramente a despesa projeto da LDO e estar compatível com as normas
serão advindos da implementação do combate à descritas no PPA e na LDO, bem como fazer a
sonegação fiscal. Foi realizada consulta à procuradoria compensação, nos períodos seguintes, dos efeitos
para análise e parecer. Considerando a situação financeiros por meio de aumento permanente da
hipotética acima, na qualidade de procurador receita ou pela redução permanente da despesa. A
responsável pela análise, elabore um parecer, conclusão é de que a utilização de previsão de
abordando, necessariamente, os seguintes aspectos: 1- acréscimo da receita pelo maior empenho no combate à
classificação do tipo da despesa que se deseja realizar, sonegação fiscal não pode ser meio adequado para
conforme a LRF; [valor: 5,00 pontos] 2- diferenças custear e compensar financeiramente a despesa
conceituais entre despesa compatível e despesa pretendida, uma vez que o §2º do art. 17 da LRF
adequada, descritas na LRF; [valor: 3,00 pontos] 3- descreve que a compensação financeira somente pode

105
Questões Discursivas - www.questoesdiscursivas.com.br
E-Book comprado por Estudo - Proibida a transferência a terceiros

se dar pelo aumento permanente de receita,


proveniente da elevação de alíquotas, ampliação da
base de cálculo, majoração ou criação de tributo ou
contribuição, o que não se encaixa na previsão de
acréscimo de receita pelo combate à sonegação fiscal,
além de ser a despesa considerada não autorizada,
irregular e lesiva ao patrimônio público, pois não se
observou o descrito no art. 17, conforme dispõe o art.
15 da LRF.

106