Você está na página 1de 33

1

Banhos Medicinais e de Beleza


para Chuveiro e Banheira

Por Regiani Klim


Naturoterapeuta

AS ORIENTAÇÕES AQUI DESCRITAS NÃO SUBSTITUEM A AVALIAÇÃO,


O DIAGNÓSTICO E ORIENTAÇÃO MÉDICA.
ANTES DE INICIAR QUALQUER TRATAMENTO PROCURE SEU MÉDICO.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS E PROTEGIDOS PELA LEI 9.610, DE 19/02/1998 E EXPRESSAMENTE PROIBI-
DA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DESTE LIVRO, POR QUAISQUER MEIOS (ELETRÔNICOS, MECÂNI-
COS, FOTOGRÁFICOS, GRAVAÇÃO E OUTROS). SEM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO POR ESCRITO DA ESCRITORA.
2
Introdução
Este livro é uma homenagem a cultura popular, receitas passadas de geração
em geração, transmitidas oralmente através dos anos, décadas, milênios, e devido
à comprovação de sua eficácia por pessoas comuns, como eu e você, se perpetua-
ram.

Agora estão sendo organizadas, catalogadas, estudadas cientificamente.


Esse conhecimento não pertence a mim, ou a qualquer outra pessoa. É uma pre-
ciosa herança de todos nós.

Os banhos terapêuticos podem ser aplicados na prevenção e tratamento de


diversas doenças. As receitas, aqui descritas, foram testadas por mim e utilizadas
ao longo da minha carreira em atendimentos terapêuticos.

A água é fundamental em nossas vidas, e quando combinada com plantas e


ervas medicinais de forma correta torna-se um método terapêutico altamente eficaz
para tratar da nossa saúde com resultados surpreendentes.

As substâncias fitoterápicas das plantas invadem nosso corpo durante o ba-


nho entrando pelos poros. Seus vapores terapêuticos entram pelas narinas, o chei-
ro desperta nossos sentidos, provocando reações orgânicas, atuando em todo o
corpo.

A antroposofia, sistema baseado nos ensinamentos do médico austríaco Ru-


dolf Steiner (1861-1925), leva o banho tão a sério que os médicos o prescrevem
como coadjuvante no tratamento de diversos males. Neste sistema, os banhos têm
grande importância, pois fortalecem, sensibilizam e acalmam.

Na Medicina Tradicional Indiana eles também têm importância fundamental


refrescando, aquecendo, eliminando o excesso de umidade. São indicados para
equilibrar o perfil energético pessoal (dosha), melhorando o funcionamento orgânico
e promovendo a saúde. Os banhos terapêuticos atuam no corpo físico e energético
através do relaxamento, das propriedades medicinais das ervas, óleos, plantas, e
das freqüências vibratórias destas plantas que atuam no campo energético modifi-
cando-o e facilitando o acesso a outros níveis de consciência do nosso próprio ser.

Em todas as tradições místico-esotéricas, os banhos são indicados como


poderosos auxiliares nos processos de cura, da energia e do corpo, equilibrando a
aura. Renovam nossa energia com as freqüências vibratórias das substâncias natu-
rais puras, dos cristais, dos óleos essenciais...

Experimente, aprenda, tome posse dessa maravilhosa herança. Some o seu


conhecimento, sua experiência a todo este conhecimento que foi trazido a mim e
estou hoje passando a você. Ensine seus parentes, amigos e pacientes.
3
Índice

Cuidados Gerais página 1


Capítulo 1: Banhos Terapêuticos página 3
Capítulo 2: Banhos de Plantas Medicinais página 6
Capítulo 3: Banhos Desintoxicantes página 11
Capítulo 4: Banhos de Beleza página 14
Referência Terapêutica das Ervas página 30

ATENÇÃO - TODAS AS RECEITAS AQUI APRESENTADAS SÃO EXCLUSIVA-


MENTE PARA USO EXTERNO, ALGUMAS SÃO TÓXICAS SE INGERIDAS.
Cuidados Gerais

Evite o banho logo após as refeições, nesse período, o sangue precisa estar
concentrado no estômago, para facilitar a digestão. O estímulo do banho atrapalha
essa fase e resulta em mal-estar. Espere no mínimo três horas.

Nunca levante muito depressa de uma imersão quente. A alta temperatura


pode provocar a queda da pressão arterial e tontura. Para pessoas com varizes, a
água deve permanecer em 35ºC.

Após o banho medicinal ou terapêutico, a pessoa deve repousar por no míni-


mo 20 minutos. O tempo necessário para que seu metabolismo volte ao normal - e
o organismo absorva melhor os princípios ativos aos quais foi exposto - é de uma
hora.

Pessoas com problemas crônicos de saúde (como diabetes, hipertensão arte-


rial, cardiopatias, etc..) devem consultar seu médico antes de usar os banhos tera-
pêuticos.

CUIDADOS NO PREPARO DO BANHO

A escolha do método de preparo do concentrado de plantas e ervas para


acrescentar à água do banho deve seguir os seguintes princípios:

- Infusão:
Indicada para flores, folhas ou frutos moles, mas pode ser utilizada para outras par-
tes das ervas.
Primeiro, pique a planta e reserve. Depois coloque água no fogo e, quando ela es-
tiver em ebulição, jogue na chaleira os pedaços da planta. Tampe. Deixe ferver por
alguns segundos, apague o fogo e mantenha a mistura descansando por dez ou
quinze minutos. Em seguida é só coar e utilizar.

- Decoccção:
Adequado para cascas, caules, frutos secos, raízes e sementes.
Nesse caso, coloque as plantas picadas em uma chaleira com água fria. Leve ao
fogo, quando a água começar a ferver aguarde de 5 a 10 minutos antes de apagar
o fogo. Deixe tampado por mais 10 minutos, coe e use.
ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A EXECUÇÃO


A temperatura da água, a duração dos banhos e a sua freqüência devem ser
cuidadosamente observadas, levando-se em consideração a necessidade física e
emocional de cada indivíduo.

Como regra geral temos as seguintes indicações:

- Temperatura: não deve ser alta demais para não causar choque ao corpo etérico,
nem tão baixa que diminua o efeito das ervas e dos óleos essenciais no meio líqui-
do.

- Duração: entre 10 a 30 minutos. Deve ser suficiente para se completar o proces-


so de relaxamento e desmagnetização da rede etérica. Se o banho de imersão for
interrompido precocemente o corpo não conseguirá absorver todo seu potencial
terapêutico, e se este estender-se além do necessário o corpo poderá absorver no-
vamente as impurezas que já haviam sido transferidas para a água.

- Freqüência: normalmente é de 1 vez por semana. Porém deve ser determinada


individualmente, podendo dar-se em dias alternados, ou 1 a 2 vezes ao mês.
Capítulo 1

Banhos Terapêuticos - Chuveiro


As orientações aqui descritas não substituem a avaliação, o diagnóstico e
orientação médica. Antes de iniciar qualquer tratamento procure seu médico
Banho para Ansiedade

Ingredientes:
- erva-cidreira, 4 colheres de sopa
- camomila , 3 colheres de sopa
- água, 4 copos
- balde ou bacia com tamanho suficiente para apoiar os pés confortavelmente

Faça uma infusão com as ervas e a água. Coe, acrescente 1 litro de


água, confira a temperatura e leve para o chuveiro. Tome um banho morno de
cinco minutos. Termine colocando os pés dentro do balde ou bacia, e jogando
o preparado fitoterápico no corpo, da cabeça aos pés. Mantenha os pés nes-
sa água e envolva-se numa toalha ou roupão sem se esfregar. Passados 10
minutos seque os pés, agasalhe-se e descanse.

A vasodilatação provocada pelo calor do banho ajuda a baixar a adrena-


lina (hormônio que aumenta os batimentos cardíacos, acelera a respiração e,
quando em excesso, desgasta o corpo).

Banho para acabar com o Desânimo

Temperatura do banho: entre morno e frio

Ingredientes:
- hortelã, 4 colheres de sopa
- água, 2 copos
- óleo essencial de hortelã, 2 gotas diluído numa colher de chá de leite de
coco.
- balde ou bacia com tamanho suficiente para apoiar os pés confortavelmente

Prepare uma infusão com dois copos de água fervente. Deixe esfriar, coe,
misture 1 litro de água em temperatura ambiente e o óleo essencial diluído no
leite de coco. Coloque os pés dentro do balde ou bacia, e jogue o preparado
fitoterápico no corpo todo, desde a cabeça. Mantenha os pés nessa água, pas-
sados 10 minutos seque os pés.
Banho para Dores Musculares

Ingredientes:
- arnica fresca ou seca, 3 colheres de sopa
- sal grosso, 1 punhado
- água, 2 copos
- balde ou bacia com tamanho suficiente para apoiar os pés confortavelmente

Faça a infusão e adicione um punhado de sal grosso. Coe e misture a 1 litro


de água quente. Depois do banho morno, termine colocando os pés dentro do bal-
de, e jogando o preparado fitoterápico no corpo, do pescoço para baixo.
Se possível, coloque a parte dolorida em imersão nessa água por 10 minutos. Nas
regióes onde isso não for possível, você pode utilizar um tecido, ou uma fralda de
algodão, para fazer uma trouxinha recheada com um pouco de Arnica. Então, mer-
gulhe a trouxinha no preparado quente para que os princípios ativos sejam libera-
dos, e massageie a região dolorida com ela por 10 minutos. Enquanto isso mante-
nha os pés imersos nessa água e proteja-se do frio com uma toalha ou roupão (sem
se esfregar e sem tirar os pés da imersão)
O banho quente relaxa as fibras musculares e aumenta a circulação sangüí-
nea, ajudando a eliminar toxinas e substâncias acumuladas pelo excesso de exer-
cícios.

Banho para Insônia

Ingredientes:
- melissa, 3 colheres de sopa
- óleo essencial capim-limão (lemon grass), 3 gotas
- leite de coco, 1 colher de sopa
- água filtrada, 2 copos
- óleo essencial lavanda, 2 gotas
- balde ou bacia com tamanho suficiente para apoiar os pés confortavelmente

Faça uma infusão com a Melissa e a água. Dilua o óleo essencial de ca-
pim-limão em 1 colher de leite de coco e misture em 1 litro de água morna. De-
pois de tomar um banho de higiene bem quentinho, coloque as duas gotas de
óleo essencial de lavanda na esponja de banho e massageie o corpo. Coloque
os pés dentro do balde ou bacia, e jogue o preparado fitoterápico no corpo todo,
desde a cabeça. Mantenha os pés nessa água que deve ainda estar aquecida
e envolva-se numa toalha ou roupão sem se esfregar. Passados 10 minutos
seque os pés e não deixe o corpo esfriar.
Banho Relaxante

Ingredientes:
- malva ou melissa seca, 300g
- água, 2 litros
- balde ou bacia com tamanho suficiente para apoiar os pés confortavelmente

Para preparar o banho faça um chá, passe no coador e adicione mais 1


ou 2 litros de água. Após seu banho de higiene, permaneça por mais 10 minu-
tos em baixo do chuveiro com a água agradavelmente quente. Termine colo-
cando os pés dentro do balde ou bacia, e jogando o preparado fitoterápico no
corpo, da cabeça aos pés. Mantenha os pés nessa água e envolva-se numa
toalha ou roupão sem se esfregar. Passados dez minutos seque os pés.
Capítulo 2

Banhos de Plantas Medicinais


-Imersão-
Todos os banhos que se seguem são preparados da mesma forma,
na dosagem de 500 a 1000g de plantas para 10It de água, ou 50 a 100g
de plantas por cada litro de água, A grande maioria das plantas são de
origem brasileira e são encontradas em casas especializadas em ervas,
farmácias de manipulação, lojas de produtos naturais, entre outros.

O forma de preparo do concentrado fitoterápico para misturar na água


da banheira ou ofurô deve seguir as indicações de infusão ou decocção
(pág. 1), levando-se em conta as partes das plantas utilizadas na receita.

Caso não tenha acesso a uma banheira ou ofurô, e queira benefi-


ciar-se dos efeitos destes banhos, prepare 1 ou 2 litros do concentrado
fitoterápico na proporção de 60g de plantas para 1litro de água. Mergulhe
compressas de algodão nesse concentrado e coloque sobre os locais afe-
tados. Tenha o cuidado de mantê-las aquecidas em temperatura suportá-
vel e confortável (com bolsa de água quente, cobertor térmico ou manta de
alumínio), pelo mesmo tempo indicado para o banho de imersão.

As orientações aqui descritas não substituem a avaliação, o


diagnóstico e a orientação médica.

Antes de iniciar qualquer tratamento procure seu médico.


Banho de Acapú

Ideal para o tratamento de infecções nos ovários e útero. É antiinflamatório e


cicatrizante. Fortalece ainda o sistema neuromuscular. Para a preparação deste ba-
nho usa-se a casca seca desta planta.

Duração: de 30 a 40 minutos.

Temperatura: Morna* .

*Importante: Não esqueça de observar os cuidados gerais da página 1.

Banho de Amburana Acreana

Utilize a casca seca desta árvore para fazer uma infusão. Planta da família
das Fabaceae, o banho com esta casca é aconselhado no tratamento de alergias,
asma e bronquite. Pode ainda ser utilizada para assepsia de ferimentos e chagas.

Duração: 20 minutos.

Temperatura: Morna*.

Importante: Não esqueça de observar os cuidados gerais da página 1.

Banho de Assacú

Usado no combate de tumores, cancros e processos infecciosos. Utilizamos a


casca seca da planta para a preparação deste banho.

Duração: 20 minutos.

Temperatura: Morna para quente*.

*Importante: Não esqueça de observar os cuidados gerais da página 1.


Banho de Caju

Indicada no tratamento de doenças hepáticas, diabetes e ferimentos. Utiliza-


mos a casca seca desta planta para preparar o banho.

Duração: 20 minutos.

Temperatura: Morna.

*Importante: Não esqueça de observar os cuidados gerais da página 1.

Banho de Castanha do Pará

Utilizado como cicatrizante, este banho ajuda ainda no tratamento de doenças


de todo o sistema hepático, como é o caso de hepatites, anemias, diabetes, icterícia.
Para o banho são utilizadas a casca do ouriço e o ouriço, ambos secos.

Duração: 20 minutos.

Temperatura: Morna*.

*Importante: Não esqueça de observar os cuidados gerais da página 1.

Banho de Cedro

Para preparar o banho são utilizadas a casca seca, a casca verde e as folhas
secas. Usado no tratamento de inflamações, gripes, dores de cabeça e principalmen-
te enxaquecas.

Duração: de 30 a 40 minutos.

Temperatura: Morna para quente*.

*Importante: Não esqueça de observar os cuidados gerais da página 1.


Banho de Eugênia Formosa

Este banho é indicado no combate e controle do Vitiligo. Utilizar as folhas e o


caule secos.

Duração: de 30 a 40 minutos.

Temperatura: Morna para quente*.

*Importante: Não esqueça de observar os cuidados gerais da página 1.

Banho de Geranium Maculatum (Pedra Hume)

Regula os níveis de triglicérides, combate e controla o Diabetes.


Para a preparação do banho é utilizada a casca seca da planta.

Duração: 20 minutos.

Temperatura: Morna*.

*Importante: Não esqueça de observar os cuidados gerais da página 1.

Banho de Jucá

Esta planta é cicatrizante e ajuda no tratamento de inflamações, fraturas, dia-


betes, problemas no estômago, gastrite, bronquite, asma. Para o preparo deste ba-
nho é utilizado o fruto seco da planta.

Duração: de 30 a 40 minutos.

Temperatura: Morna para quente*.

*Importante: Não esqueça de observar os cuidados gerais da página 1.


Banho de Lacre

Indicado no tratamento de infecções orgânicas, possui propriedades antiinfla-


matórias. Para este banho utilizamos a casca seca da planta.

Duração: 30 minutos.

Temperatura: Morna para quente*

*Importante: Não esqueça de observar os cuidados gerais da página 1.

Banho de Malva

Indicado nas dores de cabeça crônicas, coadjuvante no tratamento de trombo-


ses, derrames e outros tipos de paralisias. Para a preparação deste banho é utilizada
a folha, a raiz e caule secos.

Duração: de 30 a 40 minutos.

Temperatura: Morna para quente*.

*Importante: Não esqueça de observar os cuidados gerais da página 1.

Banho de Malvarisco

Utilizada no controle e coadjuvante na cura da Erisipela.


Para preparar o banho é necessário a raiz, o caule e as folhas.

Duração: 20 minutos.

Temperatura: Morna*.

*Importante: Não esqueça de observar os cuidados gerais da página 1.


Banho de Marmeleiro

Este banho ajuda no tratamento de infecções no aparelho digestivo, e em ca-


sos de má digestão provocada pelo mau funcionamento do fígado.
Para preparar esse banho utilizamos apenas a casca desta planta seca.

Duração: de 30 a 40 minutos.

Temperatura: Morna para quente*.

*Importante: Não esqueça de observar os cuidados gerais da página 1.

Banho de Protium Heptaphyllum (Breu Branco Verdadeiro)

Da família das Burceraceae, sua resina é utilizada para tratar fraturas, contra-
turas, luxações, torções e todo o tipo de traumatismos ósseos e musculares.
Misturar 5 ml da resina em 1 litro de água, e acrescentar esse preparado a água da
banheira.

Duração: de 20 a 30 minutos.

Temperatura: Morna para quente*

*Importante: Não esqueça de observar os cuidados gerais da página 1.

Banho das Sete Sangrias

Este banho controla a pressão sanguínea, sendo ideal para quem sofre de
pressão alta. Controla e normaliza os níveis do colesterol no sangue, controla a obe-
sidade, já que ajuda na perda de gorduras localizadas. São utilizadas para este ba-
nho a raiz e as folhas devidamente secas.
CUIDADO: Se você tem tendência a pressão baixa esse banho é contra indicado.

Duração: de 30 a 40 minutos.

Temperatura: Morna para quente*.

*Importante: Não esqueça de observar os cuidados gerais da página 1.


Banho de Sucuriju

Esse banho trata problemas do estômago, fígado, gastrite, úlcera, hepatites e


outras inflamações do aparelho digestivo.
Para preparar este banho usamos o caule e as folhas secas desta planta.

Duração: de 30 a 40 minutos.

Temperatura: Morna para quente*.

*Importante: Não esqueça de observar os cuidados gerais da página 1.


Capítulo 3

Banhos Desintoxicantes - Imersão


Promovem a desintoxicação e a nutrição das células.
As orientações aqui descritas não substituem a avaliação, o diagnóstico e orientação
médica. Antes de iniciar qualquer tratamento procure seu médico.
Banho da Mata

Ingredientes:
- mirra, um punhado ou 03 gotas de óleo essencial
- pau rosa, um punhado ou 08 gotas de óleo essencial
- eucalipto, um punhado de folhas ou 03 gotas do óleo essencial
- sal marinho, uma xícara.

Preparo:
Leve ao fogo o pau-rosa em 2 litros de água e quando ferver mantenha por
mais 05 minutos em fogo brando tampado. Acrescente as folhas de eucalipto e a
mirra e deixe no fogo brando por mais 10 minutos. Coe o preparado fitoterápico e
misture o sal até dissolver e e misturar à água da banheira.
Quando utilizar algum ingrediente na forma de óleo essencial, misture-o antes com
1 colher de sopa de óleo de amêndoas, e caso a pessoa não seja alérgica a leite,
misture também 1 colher de sopa de leite integral, e misture esse preparado de óleos
a água da banheira.

Indicações: Traz amplitude respiratória, relaxa a mente e traz pensamentos positi-


vos. Melhora gripes, resfriados, enxaquecas, tristeza, ansiedade, transpiração ex-
cessiva, depressão. Relaxa, auxilia na eliminação de toxinas do aparelho respiratório
e estimula a circulação.

Cuidado: Durante e após o banho, não ficar exposto à corrente de ar ou friagem.

Banho Gengibre e Sândalo

Ingredientes:
- gengibre, pedaço de 20 cm
- canela em Pau, 3 pedaços grandes, mais ou menos, 15 cm cada
- eucalipto, um punhado de folhas ou 03 gotas óleo essencial para uma banheira
- sândalo, 08 gotas do óleo essencial para uma banheira

Preparo:
Em 2 litros de água misture o gengibre e a canela. Quando a água começar a
ferver, mantenha a fervura por mais 5 minutos. Mişture as folhas de eucalipto e con-
tinue fervendo por mais 10 minutos. À parte, misture em 1 colher de sopa de óleo de
amêndoas os óleo essencial de sândalo e de eucalipto (se não for utilizar as folhas
de eucalipto), e caso a pessoa não seja alérgica a leite, misture também 1 colher de
sopa de leite integral.
Adicione o preparado de ervas coadas a água da banheira e em seguida adicione a
mistura de óleos.
Indicações: Aquece o corpo, elimina toxinas e purifica. Previne e “corta” resfriados,
oferece alívio nas dores reumáticas e musculares. Acalma a ansiedade. Afrodisíaco,
devolve a vitalidade sexual.

Cuidado: Durante e após o banho, não ficar exposto à corrente de ar ou friagem.

Banho de Sal Amargo

Ingredientes:
- sal Amargo, 10 colheres de sopa
- água aquecida a temperatura entre 38°C a 39,5°C (se apresentar varizes, a água
deve estar a 35ºC.)

Preparo:
Misture o sal amargo na água da banheira, e fique por 10 ou15 minutos, no
máximo. Após este tempo, enxágüe o corpo todo com água limpa para interromper o
processo de “corrosão das toxinas”. Nunca permaneça por mais de 15 minutos nesse
banho, pois as toxinas começarão a ser reabsorvidas pela pele.

Indicações: Desintoxicante forte do corpo físico e energético.


Capítulo 4

Banhos de Beleza
“O seu momento...”
Caso você não tenha acesso a uma banheira ou ofurô, e queira beneficiar-se dos efeitos destes
banhos, prepare o concentrado fitoterápico, mergulhe compressas de algodão nesse líquido
e coloque sobre os locais afetados. Tenha o cuidado de mantê-las aquecidas em temperatura
confortável (coloque em cima das compressas uma bolsa de água quente, cobertor térmico ou
manta de alumínio), pelo mesmo tempo indicado para o banho de imersão.

Banho Anti-Celulite

Ingredientes:
- alecrim seco, 50g
- flores de lavanda, 50g
- hortelã, 50g
- hera trepadeira, 50g
- água, 3 litros

Preparo:
Prepare o chá com a hera e cozinhe em fogo baixo, durante 30 minutos. Apa-
gue o fogo, adicione as outras três ervas e deixe repousar por 10 minutos. Coe e
adicione a água da banheira.

Indicação:
A associação das propriedades aromáticas e tônica das ervas torna este banho
extremamente agradável e adequado a qualquer tipo de pele. A Hera é uma podero-
sa aliada no combate à celulite.

Tempo de imersão: 30 minutos.

Banho de Chocolate

É contra-indicado para pessoas com pressão alta, cardíacos, mulheres grávi-


das e durante o período menstrual.

Ingredientes:
- canela, 3 paus de 15 cm
- água fria, 2 litros
- leite em pó, 1 xícara
- cacau em pó, 2 xícaras

Preparo:
Misture a canela com a água fria e leve ao fogo. Após começar a ferver, man-
tenha em fogo baixo, tampado, por mais 10 minutos. Apague o fogo, coe, e misture o
leite em pó e o cacau em pó, mexendo até dissolver completamente. Misture a água
da banheira.
Indicação: Graças à grande quantidade de antioxidantes presentes no chocolate
este banho combate os radicais livres que provocam o ressecamento e o envelhe-
cimento precoce da pele. O chocolate tem uma poderosa ação anti-inflamatória,
capaz de prevenir e combater os processos inflamatórios. Este banho também pro-
voca uma desintoxicação profunda eliminando partículas tóxicas e células mortas,
além de melhorar a circulação sanguínea.

Tempo de imersão: 30 minutos.

Banho de Hortelã

Ingredientes:
- hortelã, 1 maço
- mel, 1 e 1/2 xícara

Preparo:
Bata a hortelã fresca no liquidificador com um pouco de água. Misture cuidado-
samente o mel até ficar homogêneo. Misture a água da banheira.

Indicação:
Ótimo para desintoxicar o corpo. Hidrata, amacia e refresca a pele. Muito reco-
mendado quando a pessoa tem excesso de calor, transpiração excessiva, e quando
apresenta inflamações em diversas partes corpo. Melhor para os dias quentes.

Tempo de imersão: 35 a 45 minutos.

Banho de Saquê de Beleza

Ingredientes:
- saquê, 2 litros (para uma banheira com 250 litros de água)
- mel, 1 xícara
- óleo essencial lavanda, 5 gotas.

Preparo:
Para 250 litros de água quente (à temperatura de 39,5° C), despeje 2 litros da
bebida feita de arroz. Dilua em uma xícara de mel o óleo essencial de lavanda, e
acrescente a água da banheira.

24
Indicação:
O banho de saque ajuda a eliminar toxinas, deixa a pele como uma seda, pro-
move a maciez e luminosidade da pele deixando-a mais jovem e bonita.

Tempo de imersão: 30 minutos.

25
Fitoterapia
Propriedades e Indicações

26
A
Abrunheiro
As flores atuam contra convulsões e dores. Digestivo, carminativo, antiespasmódico
e emenagogo, combate a ansiedade, insônia e a tosse da bronquite crônica. A cas-
ca é tônica, amarga e febrífuga, cura a leucorréia.

Acapú
Antinflamatório e cicatrizante. Trata infecções nos ovários e útero. Fortalece o siste-
ma neuromuscular. Combate a diarréia, e a úlcera crônica.

Alecrim
Estimulante, antiespasmódico, diurético, tônico cardíaco, clorético, drenador do
fígado e da vesícula biliar, anti-reumático, antitóxico, anti-séptico, cicatrizante, esti-
mulante dos ossos, peitoral. Em banhos alivia o reumatismo e cura feridas.

Algas Marinhas
Alta concentração de minerais, vitaminas, proteínas (aminoácidos essenciais). Anti-
tóxico, drena o excesso de líquido dos tecidos, remineralizante, reguladora do siste-
ma hormonal e do intestino, ajuda no combate à celulite.

Ambuarana Acreana
Auxilia no tratamento de alergias, asmas e bronquites. Pode ainda ser utilizada para
assepsia de ferimentos e chagas.

Arnica
Poderoso antinflamatório, tônico, estimulante, anti-séptico e analgésico. Possui um
fitocomplexo que bloqueia a inflamação causada por traumatismos e reabsorve as
células necróticas. Indicado para contusões, entorses, hematomas, traumatismos,
flebites, furúnculos e afecções bucais.

Assacú
Auxilia no combate a tumores, cancros e processos infecciosos, poderoso cicatri-
zante interno ou externo. Restaura o tecido destruído por ulcerações, câncer, Han-
seníase. Trata da próstata e testículos, ajuda também em casos de reumatismo
infeccioso.

B
Bétula
Diurética. Trata as articulações, ácido úrico, celulite, gota, infecções urinárias, infec-
ção na bexiga, reumatismo, psoriase.

C
Caju
Grande quantidade de vitamina C. Previne resfriados e ajuda na cicatrização de
feridas e lesões. Auxilia na contratura muscular. Antidiabético, cicatriza feridas, in-
27
fecção da garganta, diarréia, disenterias, baixa o colesterol e triglicérides, cicatriza
frieiras, feridas, úlceras, elimina verrugas, calosidades, eczemas, reumatismos, avi-
taminose C, suplemento nutritivo (regime de emagrecimento). Das folhas novas do
cajueiro é extraído um suco muito utilizado contra aftas e cólicas intestinais. A raiz é
utilizada na medicina natural como laxante.

Camomila
Febrífuga, antiespasmódica, estomáquica, estimulante, tônica, antisséptica, antin-
flamatória (antiflogística), contra infecção, antálgica e cicatrizante, adstringente e
diurética. Auxilia no tratamento da gonorréia, diarréias, infecções de rins e bexiga,
estimula a consolidação de fraturas ósseas, age sobre as fibras elásticas das ar-
térias, atua em casos de inflamação e inchaço da próstata, acelera o metabolismo
cutâneo, estimula a cicatrização e aumenta a elasticidade das peles secas, sendo
indicada ainda para combater hemorragias, cãibras, úlceras gástricas e anemias.

Canela
Estimulante circulatório, respiratório e cardíaco, tônica, afrodisíaca, eupéptica, car-
minativa, antiespasmódica e anti-séptica, aromática, estimulante da circulação,
aumenta a pressão arterial. Provoca a contração dos músculos do útero, por isso é
contra indicada para grávidas.

Capim-Limão
Sedativo, diaforético, febrífugo, contra gases intestinais, dores musculares e torce-
duras. Combate tosse, perturbações urinárias e histerismo. É utilizado como refrige-
rante. Contém propriedades calmantes e sedativas.

Castanha-do-Pará
Cicatrizante. Usado em banhos auxilia no tratamento de doenças do sistema hepá-
tico, como hepatites, anemias, icterícias e outras enfermidades como o diabetes.

Cedro
Tônico geral, estimulante da circulação, calmante do sistema nervoso, trata a an-
siedade. Importante nos tratamentos das infecções urinárias, reumatismo, asma e
cistite. Regenerador celular, rejuvenescedor, combate a celulite, a acne, problemas
do couro cabeludo, promove o crescimento capilar. Precauções: não deve ser usa-
do durante a gravidez; pode irritar a pele, use em baixas diluições (1%); não utilizar
em crianças menores de 10 anos.

E
Equisetum
Propriedades adstringentes e diuréticas, auxilia no tratamento da gonorréia, diar-
réias, infecções de rins e bexiga, estimula a consolidação de fraturas ósseas, age
sobre as fibras elásticas das artérias, atua em casos de inflamação e inchaço da
próstata, acelera o metabolismo cutâneo, estimula a cicatrização e aumenta a elas-
ticidade da pele seca, sendo indicado ainda para combater hemorragias, cãibras,
úlceras gástricas e anemias.
28
Erva Cidreira
Inseticida, desodorizante, anti-séptica sanitária. Tranqüilizante e sedativa, induz ao
sono e permite o controle das emoções. Indicada em crises nervosas, taquicardia,
histerismo e depressão. Contém mirceno que é responsável por seu potencial anal-
gésico no alívio de dores, e no auxílio no controle da pressão alta.

Erva de São João


Acalma e melhora o humor (o estado de espírito). Purifica a pele, beneficia o es-
tômago, antiviral, antibacteriana e fotossensibilizadora. Seus efeitos aparecem
lentamente, mas são de longa duração. Usada regularmente tem a capacidade de
cicatrizar feridas, úlceras de pele e queimaduras. Largamente usada contra estados
depressivos suaves a moderados, ansiedade, insônia e dores nevrálgicas.

Eucalipto
Antisséptico pulmonar, urinário, e da garganta. Balsâmico, estimulante, adstringen-
te, hemostático, cicatrizante e antálgico. Usado em inalações nos problemas pulmo-
nares, bronquites e asma.

Eugênia Formosa
Indicada no combate e controle do Vitiligo, na forma de banho.

G
Gengibre
Tônico, peitoral, depurativo, febrífugo, anti-reumático, antálgico e afrodisíaco. Esti-
mulante gastrointestinal, antiinflamatório com bons resultados no reumatismo e em
artrites.

Geranium Maculatum
Conhecido como Pedra Hume regula os níveis de triglicérides no aparelho circulató-
rio, combate e controla o Diabetes.

H
Hera
Contém importantes propriedades terapêuticas e sua semente é tóxica. As folhas
são analgésicas, vasodilatadoras, descongestionantes. A Hederosaponina C tem
efeito inibidor de fungos, e ação antibiótica. Por conter muito lodo é contra indicada
em casos de hipertireoidismo.

Hortelã
Calmante, anti-séptico e descongestionante. Elimina gases e é sedativo do estô-
mago (faz parar os vômitos). A TINTURA alivia enxaquecas e irritações da pele (em
aplicações locais). A INFUSÃO feita com 20 grs. para meio litro de água, em forma
de INALAÇÃO, descongestiona as vias respiratórias. Muito usada associada a mal-
va para tratar a sinusite.
29
J
Jucá
Cicatrizante, auxilia no tratamento de inflamações no estômago, fratura, diabetes,
gastrite, bronquite, asma.

K
Kitoco, da Medicina Caseira
Utilizado como chá nas doenças do estômago, as folhas “socadas” são aplicadas
nos abscessos e tumores. O chá é usado para combater dores uterinas e cólicas
menstruais.

L
Lacre
Usado nas doenças de pele, reumatismo e nas picadas de insetos.

M
Marmeleiro
Usa-se a casca. Ajuda no tratamento de infecções no aparelho digestivo e na má
digestão provocada pelo mau funcionamento do fígado.

Malva
A malva é usada principalmente em afecções da garganta, cordas vocais e ouvido.
Auxilia a Hortelã Pimenta no tratamento da Sinusite. Ajuda a tratar a prisão de ven-
tre e a colite. É expectorante, diurética, e ótima para picadas de insetos inflamadas
na pele e excelente reconstituinte da mulher após o parto.

Malvarisco
Planta reconhecidamente medicinal. Erva balsâmica e aromática pode ser usada
como enxaguatório anti-séptico bucal. Útil no tratamento da tosse, nas afecções da
boca e garganta.

Melissa
Tônica do sistema nervoso, estomáquica, antiespasmódica, carminativa, regula-
dora e sedativa da malha neurovegetativa (tranqüilizante), depurativa, bactericida,
anti-séptica, antiinfecciosa. Indicada na digestão difícil, enxaqueca, falta de apetite,
prisão de ventre, gases intestinais, agitação, crises nervosas, histerismo, insônia,
taquicardia, depressão, e dor de cabeça de origem nervosa. Contém mirceno que é
responsável pelo seu potencial analgésico, atuando no alivio de dores e auxiliando
no controle da pressão alta.

Mirra
USO EXTERNO
Adstringente e anti-séptica tópica. Ótima para limpar ferimentos da boca e da gengi-
va. CUIDADO: é contra-indicada para mulheres grávidas. Pode atuar como estimu-
30
lante uterino mesmo quando aplicada topicamente.

O
Oxalis oxyptera
USO EXTERNO
Revigora as forças vitais. Energético, revigorante e vitalizante.

P
Pau-Rosa
Regenerador cutâneo, auxilia no tratamento das estrias, rugas, acne e pele seca.
Útil para cortes e feridas. Estimula o sistema imunológico. Eficiente nos casos de
cansaço, e na dor de cabeça acompanhada de náuseas. Afrodisíaco, restaura a
libido, ajuda nos casos de impotência e frigidez, quando relacionados a problemas
emocionais.

Piteira Imperial, da Medicina Caseira


USO EXTERNO As folhas verdes e cozidas são usadas para lavar feridas.

Protium Heptaphyllum
USO EXTERNO Utilizado para tratar faturas, contraturas, luxações, torções e todo
tipo de traumatismo ósseo e muscular.

S
Sândalo
Anti-séptico das vias urinárias. Trata problemas vesicais e cistite. Usado no trata-
mento da bronquite.

Sete-Sangrias
Forte cardiotônica. Ótima para tratar arteriosclerose, hipertensão arterial, colesterol
alto, palpitações cardíacas. Pode ser usada para eczemas, úlceras na pele, furún-
culos, reumatismos e doenças venéreas.

Sucuriju
USO EXTERNO
O banho auxilia o tratamento de problemas no estômago e fígado, gastrite, úlcera e
hepatite.

31
GLOSSÁRIO
32
Antálgico: Combate a dor.

Anti-espasmódico: Medicamentos indicados contra espasmos.

Anti-séptico: Impede a contaminação e combate a infecção.

Balsâmico: Exala perfume; aromático, odorífero.

Carminativo: Substância contra gases intestinais; antiflatulento.

Clorético: Aumenta ou estimula a secreção biliar.

Depurativo: Purifica o organismo de suas toxinas e resíduos.

Diaforético: Induz à transpiração profusa.

Emenagogo: Medicamento que provoca a menstruação.

Estomáquico: Promove a atividade funcional do estômago.

Eupéptico: Substância que facilita a digestão.

Febrífuga: Combate a febre, abaixa a temperatura do corpo.

Hemostático: Agente medicinal estancador de hemorragias; anti-hemorrágico.

Histerismo: Forte manifestação de descontrole emocional, freq. acompanhada por


gritos.

Nevrálgico: Dor provocada por irritação ou lesão de um nervo.

Sedativo: Acalma ou faz ceder dor, ansiedade etc.; calmante, tensiolítico, tranquili-
zante.

Tônico: Aumenta a energia ou a vitalidade dos tecidos, revigorante.


Sobre a Autora

Naturoterapeuta com aprofundamento em Análise Corporal e Comportamental


OCE e Abordagem Sistêmica Familiar.

Há mais de 25 anos mergulhei nesse fascinante mundo da saúde e bem estar,


nas suas mais variadas abordagens, para equilibrar o corpo, a mente e as emoções
buscando, por diferentes abordagens, alcançar o mesmo fim, o equilíbrio que se ex-
terioriza como saúde.

- Maiores informações no site: www.regianiklim.com.br

Acompanhe as dicas da Regiani nas Redes Sociais:

33